Inovadoras e sustentáveis. soluções

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Inovadoras e sustentáveis. soluções"

Transcrição

1 soluções Inovadoras e sustentáveis

2 TAMOIOS Inteligência Geográfica Um bureau de soluções inovadoras para des nos turís cos e áreas protegidas A Tamoios é uma empresa focada na elaboração de soluções inovadoras para des nos turís cos e áreas protegidas. Realizamos assessoria, consultoria, elaboração de estudos e pesquisas, capacitação de recursos humanos e realização de projetos de desenvolvimento territorial do meio ambiente e do turismo. Para isso u lizamos os conceitos de INTELIGÊNCIA GEOGRÁFICA e ENGENHARIA TURÍSTICA. Em nossos projetos buscamos: trabalhar o fortalecimento social, econômico e da conservação ambiental; desenvolver soluções de mercado justas; e acrescentar sempre a inovação, como ferramentas e tecnologias acessíveis e cria vas. Alguns clientes

3 Desenvolvendo des nos turís cos de modo sustentável e compe vo O desenvolvimento de des nos turís cos e sua consolidação é um processo con nuo, que demanda trabalho diário e dedicação Serviços Consultoria: elaboração de estudos, planos, relatórios e avaliações relacionadas com o desenvolvimento territorial do turismo e de áreas protegidas. Assessoria contínua: apoio e desenvolvimento de soluções para as questões diárias como elaboração e gestão de projetos; elaboração de termos de referência; organização e redação de legislação; desenvolvimento de equipes; organização e implantação do conselho municipal de turismo e do fundo municipal de turismo; gestão de conflitos; aplicação de pesquisas, entre outros. Desenho de modelos de parcerias público privadas para o uso público Elaboração de projetos para captação de recursos: desenvolvemos projetos de acordo com termos de referências e especificações técnicas para a captação de recursos. Monitoramento e acompanhamento do desenvolvimento turístico: através do uso de indicadores e pesquisas monitoramos o desempenho do turismo e os níveis de desenvolvimento local. Desenvolvimento e fortalecimento das redes e grupos de governança: estabelecemos uma dinâmica composta de ações diversas como cursos, palestras, e atividades experienciais com o objetivo de fortalecer a rede de governança local. Sistemas de inteligência de mercado: com base em bancos de dados existentes e informações sobre o destino, desenvolvemos sistemas de gestão e organização.

4 O poder transformador do turismo O Planejamento e Organização do Turismo são processos bases para desenvolver des nos turís cos em função da mul disciplinaridade, transversalidade e diferentes atores sociais envolvidos direta ou indiretamente nesta a vidade. Os espaços turís cos são compostos por um sem número de elementos integrados: a natureza e seus recursos; os prestadores de serviços turís cos e seus equipamentos especializados; a infraestrutura urbana e básica; as organizações e ins tuições que coordenam a a vidade turís ca; as pessoas que se apropriam deste espaço e constroem iden dade, valor e produção. Estes espaços se relacionam com mercados geográficos dis ntos e pessoas em busca de reconexão, descanso, desenvolvimento e lazer. Compreender estes elementos, como estão distribuídos no espaço, suas interconexões, diferenciais e riscos, é essencial no processo de desenvolvimento dos des nos turís cos. Cultura Cenário comportamental Fisiológicas sociais culturais espirituais fantasia fuga Informações, experiências passadas, referências O Turista (demanda) Expectativas e imagens Pessoal IMPACTOS Econômicos Socioculturais Ambientais Polí cos A EXPERIÊNCIA TURÍSTICA Prestadores de serviços turís cos Operadores de viagens Atrações e entretenimento Acomodações Produtores de artesanato Restaurantes Centros de convenção Centros de visitantes Lojas especializadas Agentes de viagens Organizadores de excursões Eventos e fes vais Promoção e divulgação Instâncias de governança Nacional Estadual Regional Local Coordenação Es mulo e fomento Planejamento Turismo social Legislação e regulamentação O Produto turís co (Oferta) MERCADO GEOPOLÍTICA Sócio cultural recursos natureza infraestrutura básica Cultura

5 Planejamento e Gestão Territorial de unidades de conservação Soluções O patrimônio natural valorizado e protegido de modo sustentável Desenho de modelos de parcerias público privadas para o uso público Estudos voltados para a oportunização de negócios baseados em serviços ecossistêmicos Elaboração de mapas conceituais e estratégicos de desenvolvimento do uso público Catalogação da oferta de atrativos, trilhas, serviços e uso e ocupação em banco de dados de informações geográficas geodatabase. Desenho de propostas estruturantes e de aprimoramento da experiência do visitante em unidades de conservação e áreas naturais municipais, estaduais e federais. Elaboração e implantação de sistemas de monitoramento da qualidade ambiental Desenvolvimento institucional e de governança para a gestão da unidade de conservação Gestão de conflitos territoriais A TAMOIOS é pioneira no uso de SIG para o planejamento territorial e possui exclusividade no fornecimento das ferramentas mais avançadas do mercado SIG para o setor. Possuímos parceria de exclusividade para o fornecimento de soluções IMAGEM (aplica vos especiais e imagens de Satélite) e ESRI (ARCGIS, ARCServer, ARCPad) para des nos turís cos, fazendo parte do programa oficial de parcerias EPN na categoria Silver..

6 Desenvolvimento Ins tucional e Responsabilidade Socioambiental As organizações são feitas de pessoas para pessoas Soluções Desenvolvimento de capacidades e competências para a gestão territorial do turismo e de unidades de conservação Treinamentos experienciais e ao ar livre Mapeamento, envolvimento e monitoramento dos atores sociais que se relacionam com organizações ou espaços Mediação de conflitos e de facilitação de diálogo Desenvolvimento de modelos de governança Relatórios de sustentabilidade, definição e monitoramento de indicadores

7 Por ólio e par cipação em projetos Avaliação técnica dos equipamentos e produtos turís cos da região do Baixo São Francisco, no estado de Alagoas, e a consecu va orientação para o incremento dos seus negócios, envolvendo desde melhorias no por ólio de produtos oferecidos ao mercado até o aprimoramento das relações com operadoras de turismo, Alagoas (2014, em andamento) Cliente: Ins tuto Ambiental Brasil Sustentável (IABS), Governo do Estado de Alagoas, BID Estudos e a vidades com vistas a apoiar a incorporação de oportunidades baseadas em serviços ecossistêmicos como estratégia de manejo do corredor binacional do Parque Nacional do Iguaçú, Paraná (2014, em andamento) Cliente: WWF-Brasil, BID Asssessoria Técnica para o desenvolvimento da estratégia do turismo sustentável/passaporte Verde 2016 para as Olimpíadas 2016, Rio de Janeiro (2014, em andamento) Cliente: Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (Pnuma) / Rio 2016 Reestruturação do Programa de Turismo Sustentável Passaporte Verde para a Copa do Mundo FIFA 2014, Distrito Federal, (2013/2014) Cliente: Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (Pnuma). Modelagem técnica, econômica e financeira da Parceria Público Privada PPP da Rota das Grutas Peter Lund - primeira parceria público-privada de meio ambiente e turismo no Brasil, Minas Gerais, (2012/2013) Cliente: Ins tuto Semeia, Unidade PPP do Governo do Estado de Minas Gerais Assessoria técnica na área de Turismo e Fortalecimento Ins tucional à Unidade Coordenadora do Programa de Desenvolvimento do Turismo Nacional em Pernambuco PRODETUR/PE, Pernambuco (2011/2014) Cliente: Consórcio Ecoplan/Projetec, Secretaria de Turismo do Estado de Pernambuco, PRODETUR Nacional, BID Plano de Monitoramento da Qualidade Ambiental do Parque Estadual da Serra do Mar, São Paulo (2011/2012) Cliente: Programa de Recuperação Socioambiental da Mata Atlân ca BID, Secretaria do Meio Ambiente do Estado de São Paulo, Fundação Florestal h p://ma-pesm.blogspot.com/ Relatório de impacto do Programa Clube de Produtos Ecoturismo e Turismo de Aventura no Brasil Promoção e Apoio à Comercialização no Mercado Internacional, São Paulo (2011) Cliente: EMBRATUR, Associação Brasileira de Empresas de Ecoturismo e Turismo de Aventura Capacitação dos gestores dos parques estaduais do SIEFLOR em normas ABNT de turismo de aventura, São Paulo (2011) Cliente: Projeto de Ecoturismo BID, Secretaria do Meio Ambiente do Estado de São Paulo, Fundação Florestal h p://normasaventura.blogspot.com Estudo de Impacto de Operação da Pequena Central Hidroelétrica Jacaré Pepira e Plano de Mi gação no municípo de Brotas, São Paulo (2011) Cliente: Grupo Energia, Gaia h p://www.brotas.sp.gov.br/no cias.php?id=705 Plano de Desenvolvimento Integrado do Turismo Sustentável do Pólo Lagoas e Mares do Sul, PRODETUR Nacional, Alagoas (2010) Cliente: Programa PRODETUR Nacional BID, Secretaria de Turismo do Estado de Alagoas, Ministério do Turismo do Brasil, Ruschmann Consultores de Turismo Subsídios para as polí cas públicas de ecoturismo das Unidades de Conservação, Fundação Florestal de São Paulo, São Paulo (2009) Cliente: Projeto de Ecoturismo BID, Secretaria do Meio Ambiente do Estado de São Paulo, Fundação Florestal, Ruschmann Consultores de Turismo Inventário e definição de Sistema de Trilhas e Atra vos do SIEFLOR, São Paulo (2009) Cliente: Projeto de Ecoturismo BID, Secretaria do Meio Ambiente do Estado de São Paulo, Fundação Florestal, Ruschmann Consultores de Turismo

8 Plano Diretor de Turismo de Guararema, São Paulo (2009) Cliente: Prefeitura Municipal de Guararema/SP, Ruschmann Consultores de Turismo Plano Máster de Turismos dos Distritos de Sussundenga e Manica na Província de Manica em Moçambique, Moçambique (2008/2009) Cliente: Banco Mundial, Ministério do Turismo de Moçambique, Ruschmann Consultores de Turismo Plano de Desenvolvimento Ins tucional da Gestão do Turismo no Estado do Mato Grosso do Sul para o PRODETUR/SUL, Mato Grosso do Sul (2006/2007) Cliente: PRODETUR/Sul BID, Governo do Estado do Mato Grosso do Sul, Ruschmann Consultores de Turismo Plano Estratégico de Desenvolvimento do Turismo na Província de Cabo Delgado em Moçambique, Moçambique (2007/2008) Cliente: AECID - Agência de Cooperação Internacional Espanhola, Banco Mundial Estudo de mercado para o lazer e o turismo do Parque Eco-Espor vo Damha em São Carlos, São Paulo (2008) Cliente: Grupo Dahma, Grupo Encalso, Ruschmann Consultores de Turismo vo.com.br Plano de Desenvolvimento Ins tucional da Gestão do Turismo no Estado do Mato Grosso do Sul para o PRODETUR/SUL, Mato Grosso do Sul (2006/2007) Cliente: PRODETUR/Sul BID, Governo do Estado do Mato Grosso do Sul, Ruschmann Consultores de Turismo Orientação para promoção e comercialização de produtos turís cos, Roteiros do Brasil, Programa de Regionalização, Brasília (2006) Cliente: EMBRATUR, Ministério do Turismo h p://www.turismo.gov.br/export/sites/default/turismo/o_ministerio/publicacoes/downloads_publicacoes/ modulo_operacional_8_promocao_e_apoio_a_comercializacao.pdf Estudo de Mercado Turís co Nacional e Internacional da Amazônia Legal Brasileira, PROECOTUR, Brasília (2005/2006) Cliente: IPK Interna onal Interna onal Tourism Consul ng Group, World Travel Monitor Company, Munique, Alemanha, Banco Mundial, Ministério do Meio Ambiente, Ruschmann Consultores de Turismo Diagnós co da Oferta Turís ca da Amazônia Legal, Brasília (2005) Cliente: PROECOTUR BID, Ministério do Meio Ambiente, Ruschmann Consultores de Turismo Capacitação em Ecoturismo na Amazônia Legal, Brasília (2005) Cliente: PROECOTUR BID, Ministéro do Meio Ambiente, Ruschmann Consultores de Turismo Plano de Desenvolvimento Integrado do Lazer PDIL para a Secretaria de Estado da Organização do Lazer de Santa Catarina, Santa Catarina (2003/2005) Cliente: Governo do Estado de Santa Catarina, Ruschmann Consultores de Turismo on=com_docman&itemid=186 Plano de Desenvolvimento Integrado do Turismo Sustentável no Pólo Ceará Costa do Sol Ceará (2001/2005) Cliente: PRODETUR/NE BID, Ruschmann Consultores de Turismo Plano de Desenvolvimento Integrado do Turismo Sustentável no Pólo Piauí Costa do Delta, Piauí (2001/2005) Cliente: PRODETUR/NE BID, Ruschmann Consultores de Turismo Estratégia de desenvolvimento sustentável do Ecoturismo para os Pólos Palmas, Cantão e Jalapão, Tocan ns (2002/2004) Cliente: PROECOTUR BID, Ministério do Meio Ambiente, Ruschmann Consultores de Turismo Programa de Marke ng, Compe vidade e Comercialização do Turismo nos municípios de Petrolina, Lagoa Grande e Santa Maria da Boa Vista, Pernambuco (2003) Cliente: SEBRAE PE, Ruschmann Consultores de Turismo Estratégia de desenvolvimento sustentável do Ecoturismo para o Estado do Amapá, Amapá (2001/2002) Cliente: PROECOTUR BID, Ministério do Meio Ambiente, Ruschmann Consultores de Turismo Estratégia de desenvolvimento sustentável do Ecoturismo para o Estado de Roraima, Roraima (2001/2002) Cliente: PROECOTUR BID, Ministério do Meio Ambiente, Ruschmann Consultores de Turismo

9 CONSULTORIA ASSESSORIA Avenida Paulista Andar, Sala 1702 CEP: , São Paulo/SP / / ESTUDOS PROJETOS Quem somos A TAMOIOS atua desde 2007 e é formada por dois sócios com 14 anos de experiência em consultoria e assessoria para des nos turís cos, unidades de conservação e ins tuições ligadas a estes setores. Luciana Sagi, Msc. Especialista em planejamento e gestão do turismo e fortalecimento ins tucional. Mestre em Hospitalidade, Planejamento e Gestão Estratégica do Turismo pela Universidade Anhembi Morumbi. Graduada em Turismo pela Universidade Anhembi Morumbi. Graduanda em Psicologia pela Universidade Maurício de Nassau. Técnica em processamento de dados pela FEI. Especialista em Relatórios de Sustentabilidade GRI pelo Ins tuto Ethos. Analista Comportamental pelo Behavioral Coaching Ins tute. Coach Profissional, Pessoal e de Liderança pelo Ins tuto Brasileiro de Coaching. Fernando Henrique de Sousa, Phd. Especialista em planejamento e gestão territorial e project finance. Doutor em Geografia e Planejamento Territorial do Turismo em programa de Co-tutela internacional pela Université Paris 1 Panthéon Sorbonne e pela Universidade de São Paulo. É mestre em geografia pela Université Paris 7 Denis Diderot, graduado em turismo pela Universidade Anhembi-Morumbi e pós-graduado em MBA em Economia do Turismo pela FIPE/USP. Profissionais e parceiros altamente capacitados para o seu projeto A Tamoios conta com um por ólio de profissionais que atuam de maneira coordenada através de técnicas de gerenciamento de projetos. São diferentes competências mobilizadas conforme as necessidades apontadas pelos nossos clientes: Urbanistas com especialização em projetos turís cos. Arquitetos com foco em Ecodesign Engenheiros que atuam com construções sustentáveis. Biólogos para avaliação de impactos ambientais e valorização turís ca dos ecossistemas. Turismólogos. Especialistas em geoprocessamento. Sociólogos com vasta experiência em análises sociais de des nos turís cos. Especialistas em branding e campanhas de marke ng territorial. Gestores ambientais

10

Inovadoras e sustentáveis. soluções

Inovadoras e sustentáveis. soluções soluções Inovadoras e sustentáveis TAMOIOS Inteligência Geográfica Um bureau de soluções inovadoras para destinos turísticos e unidades de conservação ambiental A Tamoios é uma empresa focada na elaboração

Leia mais

Programação Completa. Treinamento. O líder. que as empresas querem

Programação Completa. Treinamento. O líder. que as empresas querem Programação Completa Treinamento O líder que as empresas querem 15 e 16 de setembro de 2014 A quem se des na: Metodologia: Carga horária: O treinamento foi elaborado para o aprimoramento dos líderes e

Leia mais

Contrata Consultor na modalidade Produto

Contrata Consultor na modalidade Produto Contrata Consultor na modalidade Produto PROJETO 914BRA4007 EDITAL Nº 3/2010 1. Perfil: no. 1 Sol e Praia 3. Qualificação educacional: Pós-graduação em turismo, geografia, educação ambiental, recreação

Leia mais

Ministério da Cultura

Ministério da Cultura SISTEMA NACIONAL DE CULTURA Processo de articulação, gestão, comunicação e de promoção conjunta de políticas públicas de cultura, mediante a pactuação federativa. Objetivo Geral do SNC Implementar políticas

Leia mais

(27) 99244-6441 (27) 98114-7058 (27) 98863-2295

(27) 99244-6441 (27) 98114-7058 (27) 98863-2295 O Coaching é um método prá co e eficaz que vem transformando a vida das pessoas. Na área educacional, os resultados ob dos são excelentes. Ajuda os profissionais de educação, tanto na sua vida pessoal

Leia mais

Nossos pro ssionais possuem grande. VISÃO: Ser a principal empresa de assessoria em Gestão Ambiental Inteligente do Norte e Nordeste..

Nossos pro ssionais possuem grande. VISÃO: Ser a principal empresa de assessoria em Gestão Ambiental Inteligente do Norte e Nordeste.. Somos uma empresa de consultoria ambiental, assessoria em planejamento e gestão do território, desenvolvimento de soluções tecnológicas para gestão ambiental e elaboração de projetos para captação de recursos..

Leia mais

Intensivo de Negociação Comercial

Intensivo de Negociação Comercial Programação Completa Treinamento Intensivo de Negociação Comercial Aprendendo com seus erros 01 e 02 de setembro de 2014 A quem se des na: Metodologia: Carga horária: Data: A empreendedores, empresários,

Leia mais

APL DE TURISMO E ARTESANATO DE BONITO SERRA DA BODOQUENA

APL DE TURISMO E ARTESANATO DE BONITO SERRA DA BODOQUENA APL DE TURISMO E ARTESANATO DE BONITO SERRA DA BODOQUENA CONTEXTUALIZAÇÃO Contempla os municípios de Bodoquena, Bonito e Jardim; O Turismo e a Pecuária são as principais eixos de desenvolvimento; Possui

Leia mais

GO Empreende + Emprego Business Low Cost Incubação micro- inicia vas

GO Empreende + Emprego Business Low Cost Incubação micro- inicia vas Capacitação Individual Capacitação Comunitária Experimentação Social Incubação de Empreendedores Sociais GO Empreende + Emprego Business Low Cost Incubação micro- inicia vas Consultoria Personal Branding

Leia mais

APL DE TURISMO NO LITORAL DO PIAUÍ

APL DE TURISMO NO LITORAL DO PIAUÍ APL DE TURISMO NO LITORAL DO PIAUÍ (A) Teresina; (B) Cajueiro da Praia; (C) Luis Correia; (D) Parnaíba; (E) Ilha Grande Rota das Emoções: Jericoacoara (CE) - Delta (PI) - Lençóis Maranhenses (MA) Figura

Leia mais

Câmara temática de gestão: Capacitação, Tecnologia e Inovação Coord.: Aluísio Cabral. Ação: Capacitar em Gestão

Câmara temática de gestão: Capacitação, Tecnologia e Inovação Coord.: Aluísio Cabral. Ação: Capacitar em Gestão Câmara temática de gestão: Capacitação, Tecnologia e Inovação Coord.: Aluísio Cabral Ação: Capacitar em Gestão 1. Palestras no Fórum com representantes ABRASEL e ABIH (nos seis municípios) 1. Associativismo

Leia mais

FERRAMENTAS UTILIZADAS PELO SEBRAE / MT

FERRAMENTAS UTILIZADAS PELO SEBRAE / MT MISSÃO SEBRAE Missão: Ser uma organização de desenvolvimento, ética e séria, gerando alternativas de soluções para nossos clientes tornarem-se competitivos alinhados à sustentabilidade da vida. ÁREA DE

Leia mais

Observatório do Turismo

Observatório do Turismo USUS 2012 Observatório do Turismo Cidade de São Paulo Brasil Turismo no Mundo 9,0% Representatividade no PIB Mundial em 2011 US$ 6,3 TRILHÕES Movimentação Financeira em 2011 980 MILHÕES Viagens no Mundo,

Leia mais

(27) 99244-6441 (27) 98114-7058 (27) 98863-2295

(27) 99244-6441 (27) 98114-7058 (27) 98863-2295 Fortaleça o líder que há em você! Ser líder coach, não significa comprometer-se apenas com os resultados, mas com o indivíduo como um todo, com sua realização e o seu desenvolvimento mental, sico, emocional

Leia mais

RESERVA DA BIOSFERA DO CINTURÃO VERDE DA CIDADE DE SÃO PAULO

RESERVA DA BIOSFERA DO CINTURÃO VERDE DA CIDADE DE SÃO PAULO RESERVA DA BIOSFERA DO CINTURÃO VERDE DA CIDADE DE SÃO PAULO O QUE SÃO Reservas da Biosfera? - Reservas da Biosfera são áreas de ecossistemas terrestres ou aquáticos estabelecidas para promoverem soluções

Leia mais

PROGRAMAS E PROJETOS PARA O DESENVOLVIMENTO DO ECOTURISMO NO PÓLO DO CANTÃO

PROGRAMAS E PROJETOS PARA O DESENVOLVIMENTO DO ECOTURISMO NO PÓLO DO CANTÃO º PROGRAMAS E S PARA O DESENVOLVIMENTO DO ECOTURISMO NO PÓLO DO CANTÃO Programa de utilização sustentável dos atrativos turísticos naturais Implementação do Plano de Manejo do Parque do Cantão Garantir

Leia mais

CHAMADA PARA APRESENTAÇÃO DE CASOS/EXEMPLOS DE SUCESSO NA IMPLEMENTAÇÃO DO PROGRAMA DE REGIONALIZAÇÃO DO TURISMO ROTEIROS DO BRASIL

CHAMADA PARA APRESENTAÇÃO DE CASOS/EXEMPLOS DE SUCESSO NA IMPLEMENTAÇÃO DO PROGRAMA DE REGIONALIZAÇÃO DO TURISMO ROTEIROS DO BRASIL CHAMADA PARA APRESENTAÇÃO DE CASOS/EXEMPLOS DE SUCESSO NA IMPLEMENTAÇÃO DO PROGRAMA DE REGIONALIZAÇÃO DO TURISMO ROTEIROS DO BRASIL Considerações Gerais Para comemorar os cinco anos do Programa de Regionalização

Leia mais

PANORAMA EMPRESARIAL DO TURISMO RURAL BRASILEIRO 2010 TENDÊNCIAS E OPORTUNIDADES

PANORAMA EMPRESARIAL DO TURISMO RURAL BRASILEIRO 2010 TENDÊNCIAS E OPORTUNIDADES PANORAMA EMPRESARIAL DO TURISMO RURAL BRASILEIRO 2010 TENDÊNCIAS E OPORTUNIDADES Organizador Patrocínio Apoio PANORAMA EMPRESARIAL DO TURISMO RURAL BRASILEIRO 2010 O Turismo é uma das maiores fontes de

Leia mais

FLUXO ATIVIDADES DE SEDES DE EMPRESAS E DE CONSULTORIA EM GESTÃO EMPRESARIAL POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO DO ESTADO DA PARAÍBA 2009

FLUXO ATIVIDADES DE SEDES DE EMPRESAS E DE CONSULTORIA EM GESTÃO EMPRESARIAL POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO DO ESTADO DA PARAÍBA 2009 FLUXO ATIVIDADES DE SEDES DE EMPRESAS E DE CONSULTORIA EM GESTÃO EMPRESARIAL POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO DO ESTADO DA PARAÍBA 2009 Entradas e Saídas de Mercadorias Base 2009 FLUXO ATIVIDADES DE SEDES DE EMPRESAS

Leia mais

TURISMO. o futuro, uma viagem...

TURISMO. o futuro, uma viagem... TURISMO o futuro, uma viagem... PLANO NACIONAL DO TURISMO 2007-2010 OBJETIVOS Desenvolver o produto turístico brasileiro com qualidade, contemplando nossas diversidades regionais, culturais e naturais.

Leia mais

Ministério do Turismo. Ministério do Meio Ambiente

Ministério do Turismo. Ministério do Meio Ambiente do A Campanha Passaporte Verde é uma iniciativa global que visa estimular o turista a adotar uma atitude de consumo responsável, mostrando de que forma suas escolhas podem contribuir para a conservação

Leia mais

METODOLOGIA SEBRAE BAHIA PARA PÓLOS DE EMPREENDEDORISMO CULTURAL

METODOLOGIA SEBRAE BAHIA PARA PÓLOS DE EMPREENDEDORISMO CULTURAL Trabalho apresentado no III ENECULT Encontro de Estudos Multidisciplinares em Cultura, realizado entre os dias 23 a 25 de maio de 2007, na Faculdade de Comunicação/UFBa, Salvador-Bahia-Brasil. METODOLOGIA

Leia mais

Pactuação do processo de construção da Estratégia de Educação Permanente do Sisan para os próximos 4 anos. 9º Encontro Caisan 11/03/2015

Pactuação do processo de construção da Estratégia de Educação Permanente do Sisan para os próximos 4 anos. 9º Encontro Caisan 11/03/2015 Pactuação do processo de construção da Estratégia de Educação Permanente do Sisan para os próximos 4 anos 9º Encontro Caisan 11/03/2015 Contribuição das Conferências de SAN ao debate da educação e formação

Leia mais

Nossos pro ssionais possuem grande. VISÃO: Ser a principal empresa de assessoria em Gestão Ambiental Inteligente do Norte e Nordeste..

Nossos pro ssionais possuem grande. VISÃO: Ser a principal empresa de assessoria em Gestão Ambiental Inteligente do Norte e Nordeste.. Somos uma empresa de consultoria ambiental, assessoria em planejamento e gestão do território, desenvolvimento de soluções tecnológicas para gestão ambiental e elaboração de projetos para captação de recursos..

Leia mais

FLUXO ATIVIDADES DOS SERVIÇOS DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO, POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009

FLUXO ATIVIDADES DOS SERVIÇOS DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO, POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009 FLUXO ATIVIDADES DOS DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO, POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009 Entradas e Saídas de Mercadorias Base 2009 FLUXO, POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA - 2009

Leia mais

O mercado de PPP na visão do setor público

O mercado de PPP na visão do setor público O mercado de PPP na visão do setor público Formação em PPPs Bruno Ramos Pereira 05/11/2013 8h30 às 9h Estrutura Apresentação do programa Formação em PPPs Cenário das PPPs no Brasil Perspectivas Apresentação

Leia mais

Psicologia Positiva FORMAÇÃO EM PSICOLOGIA POSITIVA INÍCIO

Psicologia Positiva FORMAÇÃO EM PSICOLOGIA POSITIVA INÍCIO INÍCIO FORMAÇÃO EM METODOLOGIA FACILITADORES CONTEÚDO Psicologia Positiva "A Psicologia Posi va oferece uma visão mais ampla da capacidade humana e de suas reais mo vações" José Roberto Marques, Presidente

Leia mais

Plano de Fiscalização de Unidades de Conservação - SIM

Plano de Fiscalização de Unidades de Conservação - SIM Plano de Fiscalização de Unidades de Conservação - SIM Formação Socioambiental 3º Encontro Planejando intervenções Polo 6 P.E. Serra do Mar Núcleo Caraguatatuba Algo que pode provocar ou, também, inspirar...

Leia mais

experiência OS PRODUTOS E SOLUÇÕES DESENVOLVIDOS PELA FUTURA SEGUEM 4 ETAPAS: Inventário de dados e informações Diagnóstico e cenários prospectivos a Análise e avaliação participativa Diagnosticar 4

Leia mais

RESERVA DA BIOSFERA DA MATA ATLÂNTICA. Projeto : APOIO `A CRIACAO DE MOSAICOS

RESERVA DA BIOSFERA DA MATA ATLÂNTICA. Projeto : APOIO `A CRIACAO DE MOSAICOS RESERVA DA BIOSFERA DA MATA ATLÂNTICA Projeto : APOIO `A CRIACAO DE MOSAICOS NA SERRA DO MAR Contrato: IA-RBMA /CEPF 2005/2006 O MaB e as Reservas da Biosfera no Brasil 1991 (1992, 1993, 2000, 2002) RB

Leia mais

FLUXO ATIVIDADES FINANCEIRAS, DE SEGUROS E SERVIÇOS RELACIONADOS POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009

FLUXO ATIVIDADES FINANCEIRAS, DE SEGUROS E SERVIÇOS RELACIONADOS POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009 FLUXO ATIVIDADES FINANCEIRAS, DE SEGUROS E RELACIONADOS POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009 Entradas e Saídas de Mercadorias Base 2009 FLUXO, POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA

Leia mais

SEMINÁRIO EM PROL DO DESENVOLVIMENTO SOCIOECONOMICO DO XINGU TURISMO ALTAMIRA 2015

SEMINÁRIO EM PROL DO DESENVOLVIMENTO SOCIOECONOMICO DO XINGU TURISMO ALTAMIRA 2015 SEMINÁRIO EM PROL DO DESENVOLVIMENTO SOCIOECONOMICO DO XINGU TURISMO ALTAMIRA 2015 Telefone: (91) 3110-5000 E-mail: gesturpara@gmaiil.com Plano Ver-o-Pará Plano Operacional de Desenvolvimento SETUR; Macroprograma

Leia mais

NÚMERO DE ACIDENTES POR DIA DA SEMANA

NÚMERO DE ACIDENTES POR DIA DA SEMANA RODOVIÁRIAS Quadro 13 - UF: ACRE Ano de 211 82 5 6 8 9 5 3 14 4 11 9 4 4 63 2 4 7 6 6 9 4 8 4 4 3 6 68 4 2 8 3 1 8 4 9 2 6 7 5 63 3 6 3 2 13 9 8 7 5 1 5 1 67 4 2 9 6 8 5 5 7 6 6 4 5 85 3 7 1 1 4 7 9 6

Leia mais

5 º FESTIVAL FICA FESTIVAL DE INVERNO DEINVERNO CANTAREIRA

5 º FESTIVAL FICA FESTIVAL DE INVERNO DEINVERNO CANTAREIRA FESTIVAL FICA DA DEINVERNO CANTAREIRA FESTIVAL DE INVERNO O MAIOR FESTIVAL ECOLÓGICO DO MUNDO! 2013 5ª Edição FICA FESTIVAL REALIZADO NA SERRA CANTAREIRA, PONTO DE GRANDE INTERESSE POLÍTICO E GEOLÓGICO

Leia mais

Atuação das Instituições GTP- APL. Sebrae. Brasília, 04 de dezembro de 2013

Atuação das Instituições GTP- APL. Sebrae. Brasília, 04 de dezembro de 2013 Atuação das Instituições GTP- APL Sebrae Brasília, 04 de dezembro de 2013 Unidade Central 27 Unidades Estaduais 613 Pontos de Atendimento 6.554 Empregados 9.864 Consultores credenciados 2.000 Parcerias

Leia mais

(27) 99244-6441 (27) 98114-7058 (27) 98863-2295

(27) 99244-6441 (27) 98114-7058 (27) 98863-2295 Esse curso foi desenvolvido para ser um poderoso agente transformador, pois através de ferramentas específicas produzirá grandes mudanças e realizações na vida conjugal, na relação entre pais e filhos,

Leia mais

PLANO DE DESENVOLVIMENTO TURÍSTICO 2014/2020 FARROUPILHA - RS

PLANO DE DESENVOLVIMENTO TURÍSTICO 2014/2020 FARROUPILHA - RS PLANO DE DESENVOLVIMENTO TURÍSTICO 2014/2020 FARROUPILHA - RS 22 de Outubro de 2014 AGENDA Relembrar o conceito de Plano Municipal de Turismo Etapas percorridas no desenvolvimento do PMT de Farroupilha

Leia mais

FLUXO TRANSPORTE AQUAVIÁRIO POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA - 2009

FLUXO TRANSPORTE AQUAVIÁRIO POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA - 2009 FLUXO POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA - 2009 Entradas e Saídas de Mercadorias Base 2009 FLUXO, POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA - 2009 Estados Norte 0 0,00 0 0 0 0,00 Rondônia

Leia mais

Grandes Regiões e Unidades da Federação: Esperança de vida ao nascer segundo projeção populacional: 1980, 1991-2030 - Ambos os sexos

Grandes Regiões e Unidades da Federação: Esperança de vida ao nascer segundo projeção populacional: 1980, 1991-2030 - Ambos os sexos e Unidades da Federação: Esperança de vida ao nascer segundo projeção populacional: 1980, 1991-2030 - Ambos os sexos Unidades da Federação 1980 1991 1992 1993 1994 1995 1996 1997 1998 1999 2000 2001 2002

Leia mais

AGENDA DE MEIO AMBIENTE E SUSTENTABILIDADE COPA 2014

AGENDA DE MEIO AMBIENTE E SUSTENTABILIDADE COPA 2014 Code-P0 AGENDA DE MEIO AMBIENTE E SUSTENTABILIDADE COPA 2014 Agenda de Trabalho Junho 2011 Claudio Langone Code-P1 OPORTUNIDADE PARA O BRASIL 2011 - Jogos Militares Mundiais 2012 - RIO + 20 - Cúpula das

Leia mais

8º SALÃO DE TURISMO DO ESPÍRITO SANTO E 3º SALÃO DE ARTESANATO DO ESPÍRITO SANTO.

8º SALÃO DE TURISMO DO ESPÍRITO SANTO E 3º SALÃO DE ARTESANATO DO ESPÍRITO SANTO. 1 APRESENTAÇÃO DE CASOS/EXEMPLOS DE SUCESSO NA IMPLEMENTAÇÃO DO PROGRAMA DE REGIONALIZAÇÃO DO TURISMO ROTEIROS DO BRASIL 8º SALÃO DE TURISMO DO ESPÍRITO SANTO E 3º SALÃO DE ARTESANATO DO ESPÍRITO SANTO.

Leia mais

FLUXO DE ATIVIDADES DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE INFORMAÇÃO POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009

FLUXO DE ATIVIDADES DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE INFORMAÇÃO POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009 FLUXO DE ATIVIDADES DE PRESTAÇÃO DE DE INFORMAÇÃO POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009 Entradas e Saídas de Mercadorias Base 2009 FLUXO DE, POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA -

Leia mais

PROGRAMA CIDADES SUSTENTÁVEIS

PROGRAMA CIDADES SUSTENTÁVEIS PROGRAMA CIDADES SUSTENTÁVEIS 2014 1 Índice 1. Contexto... 3 2. O Programa Cidades Sustentáveis (PCS)... 3 3. Iniciativas para 2014... 5 4. Recursos Financeiros... 9 5. Contrapartidas... 9 2 1. Contexto

Leia mais

RANKING NACIONAL DO TRABALHO INFANTIL (5 a 17 ANOS) QUADRO COMPARATIVO DOS DADOS DA PNAD (2008 e 2009)

RANKING NACIONAL DO TRABALHO INFANTIL (5 a 17 ANOS) QUADRO COMPARATIVO DOS DADOS DA PNAD (2008 e 2009) NACIONAL DO TRABALHO INFANTIL (5 a 17 ANOS) QUADRO COMPARATIVO DOS DADOS DA PNAD (2008 e 2009) População Ocupada 5 a 17 anos 2008 Taxa de Ocupação 2008 Posição no Ranking 2008 População Ocupada 5 a 17

Leia mais

A POLÍTICA DE TURISMO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO DIANTE DOS MEGAEVENTOS

A POLÍTICA DE TURISMO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO DIANTE DOS MEGAEVENTOS A POLÍTICA DE TURISMO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO DIANTE DOS MEGAEVENTOS A IMPORTÂNCIA DO SETOR: TURISMO E SUSTENTABILIDADE O Turismo é o maior setor econômico no que se refere ao faturamento e número

Leia mais

INTERFACES ENTRE RESERVAS PARTICULARES DO PATRIMÔNIO NATURAL (RPPN) E INCLUSÃO SOCIAL.

INTERFACES ENTRE RESERVAS PARTICULARES DO PATRIMÔNIO NATURAL (RPPN) E INCLUSÃO SOCIAL. INTERFACES ENTRE RESERVAS PARTICULARES DO PATRIMÔNIO NATURAL (RPPN) E INCLUSÃO SOCIAL. Adriano Lopes de Melo, Paulo César Silva da Motta e Deise Moreira Paulo 1 A discussão sobre a importância e necessidade

Leia mais

Estratégia de fortalecimento dos Pequenos Negócios Maria Aparecida Bogado

Estratégia de fortalecimento dos Pequenos Negócios Maria Aparecida Bogado Estratégia de fortalecimento dos Pequenos Negócios Maria Aparecida Bogado Consultor Sebrae Nacional PARCERIAS MPOG - Ministério do Planejamento Orçamento e Gestão/SLTI CONSAD Conselho Nacional de Secretários

Leia mais

Há sempre mais tarefas produtivas para amanhã do que tempo para executá-las, e mais oportunidades do que pessoas para se encarregarem delas. Peter F.

Há sempre mais tarefas produtivas para amanhã do que tempo para executá-las, e mais oportunidades do que pessoas para se encarregarem delas. Peter F. Há sempre mais tarefas produtivas para amanhã do que tempo para executá-las, e mais oportunidades do que pessoas para se encarregarem delas. Peter F. Drucker Com cenário cada vez mais desafiador, onde

Leia mais

EM PARCERIA COM APRESENTA: APLICATIVOS. Para sua empresa

EM PARCERIA COM APRESENTA: APLICATIVOS. Para sua empresa EM PARCERIA COM APRESENTA: APLICATIVOS Para sua empresa Panorama Geral Tudo converge o usuário para o ambiente mobile: - Tempo: toque ao invés de digitação - Conveniência: conexão a qualquer hora e em

Leia mais

PROJETO SÃO SEBASTIÃO TEM PARQUE

PROJETO SÃO SEBASTIÃO TEM PARQUE PROJETO SÃO SEBASTIÃO TEM PARQUE FASE II Estrada da Praia Brava: Adequação da Visitação Pública do Parque Estadual Serra do Mar Proponente: Ambiental Litoral Norte OSCIP PROJETO SÃO SEBASTIÃO TEM PARQUE

Leia mais

Secretaria Municipal de Cultura e Turismo PLANO DE AÇÃO MUNICIPAL 2013/2016

Secretaria Municipal de Cultura e Turismo PLANO DE AÇÃO MUNICIPAL 2013/2016 Secretaria Municipal de Cultura e Turismo PLANO DE AÇÃO MUNICIPAL 2013/2016 RESULTADOS ESPERADOS Gestão estratégica integrada e descentralizada; Ações realizadas na busca pela excelência da hospitalidade;

Leia mais

A competitividade é um fenômeno dinâmico. Um recurso estratégico pode ficar obsoleto com o passar do tempo

A competitividade é um fenômeno dinâmico. Um recurso estratégico pode ficar obsoleto com o passar do tempo A competitividade é um fenômeno dinâmico. Um recurso estratégico pode ficar obsoleto com o passar do tempo Acompanhar o desenvolvimento dos destinos (série histórica) Reunir informações que subsidiem o

Leia mais

Informações sobre salários e escolaridade dos professores e comparativo com não-professores

Informações sobre salários e escolaridade dos professores e comparativo com não-professores Informações sobre salários e escolaridade dos professores e comparativo com não-professores Total de profissionais, independentemente da escolaridade 2003 2007 2008 Professores da Ed Básica (públicas não

Leia mais

Plano Preliminar de Marketing Turistíco para o Estado do Paraná 2011

Plano Preliminar de Marketing Turistíco para o Estado do Paraná 2011 Plano Preliminar de Marketing Turistíco para o Estado do Paraná 2011 CONTEÚDO Análise Externa Análise Interna Objetivo Metas Estratégias Público Alvo Mercados e Segmentos Matriz BCG - Falta Posicionamento

Leia mais

REGIONALIZAÇÃO DO TURISMO

REGIONALIZAÇÃO DO TURISMO REGIONALIZAÇÃO DO TURISMO PROGRAMA NACIONAL DE ESTRUTURAÇÃO DE DESTINOS TURÍSTICOS (Documento base Câmara Temática de Regionalização) Brasília, 08.02.2013 SUMÁRIO 1. CONTEXTUALIZAÇÃO... 2 2. DIRETRIZES...

Leia mais

Encontros Estaduais/Regionais_2015 Pautas nacionais do OSB

Encontros Estaduais/Regionais_2015 Pautas nacionais do OSB Encontros Estaduais/Regionais_2015 Pautas nacionais do OSB 4 eixos de atuação da Rede OSB Licitações Cargos em Comissão Convênios Obras Processos Estoques Câmara Municipal 1- Gestão Pública 2- Educação

Leia mais

ARRANJO PRODUTIVO LOCAL DO SETOR METAL MECÂNICO DO GRANDE ABC

ARRANJO PRODUTIVO LOCAL DO SETOR METAL MECÂNICO DO GRANDE ABC ARRANJO PRODUTIVO LOCAL DO SETOR METAL MECÂNICO DO GRANDE ABC TERMO DE REFERÊNCIA Nº 002/2009 SERVIÇOS DE CONSULTORIA DE COORDENAÇÃO DO PROJETO Contatos Luiz Augusto Gonçalves de Almeida (Relações Institucionais)

Leia mais

CARTA DO PARANÁ DE GOVERNANÇA METROPOLITANA

CARTA DO PARANÁ DE GOVERNANÇA METROPOLITANA CARTA DO PARANÁ DE GOVERNANÇA METROPOLITANA Em 22 e 23 de outubro de 2015, organizado pela Secretaria de Desenvolvimento Urbano SEDU, por meio da Coordenação da Região Metropolitana de Curitiba COMEC,

Leia mais

FRANQUIA HOME OFFICE

FRANQUIA HOME OFFICE FRANQUIA HOME OFFICE SUMÁRIO QUEM SOMOS PREMIAÇÕES ONDE ESTAMOS NOSSO NEGÓCIO MULTIMARCAS MULTISERVIÇOS PERFIL DO FRANQUEADO VANTAGENS DA FRANQUIA CLUBE TURISMO DESCRITIVO DO INVESTIMENTO PROCESSO DE SELEÇÃO

Leia mais

Tabela 1 - Conta de produção por operações e saldos, segundo as Grandes Regiões e as Unidades da Federação - 2004-2008

Tabela 1 - Conta de produção por operações e saldos, segundo as Grandes Regiões e as Unidades da Federação - 2004-2008 (continua) Produção 5 308 622 4 624 012 4 122 416 3 786 683 3 432 735 1 766 477 1 944 430 2 087 995 2 336 154 2 728 512 Consumo intermediário produtos 451 754 373 487 335 063 304 986 275 240 1 941 498

Leia mais

A decolagem do turismo

A decolagem do turismo A decolagem do turismo OBrasil sempre foi considerado detentor de um enorme potencial turístico. Em 1994, no entanto, o país recebeu menos de 2 milhões de turistas internacionais, um contingente que, na

Leia mais

MADEIRA TOURISM INTERNATIONAL CENTRE

MADEIRA TOURISM INTERNATIONAL CENTRE MADEIRA TOURISM INTERNATIONAL CENTRE Josep-Francesc Valls, PhD Visiting professor, UMa Full professor Department of Marketing Management, ESADE Business School Funchal, 15 de Janeiro de 2015 A Madeira

Leia mais

Política Estadual de Governança Climática e Gestão da Produção Ecossistêmica

Política Estadual de Governança Climática e Gestão da Produção Ecossistêmica Política Estadual de Governança Climática e Gestão da Produção Ecossistêmica R E A L I Z A Ç Ã O : A P O I O : A Razão Diversos estados e municípios também estão avançando com suas políticas de mudanças

Leia mais

A Construção do Planejamento Estratégico de Turismo de Juiz de Fora

A Construção do Planejamento Estratégico de Turismo de Juiz de Fora A Construção do Planejamento Estratégico de Turismo de Juiz de Fora * Resumo Promover o progresso e o desenvolvimento auto-sustentável por meio da geração de emprego e renda e da melhoria do meio ambiente

Leia mais

NOVOS ASSOCIADOS DO MÊS DE ABRIL

NOVOS ASSOCIADOS DO MÊS DE ABRIL Maio de 2009 NOVOS ASSOCIADOS DO MÊS DE ABRIL GRUPO FITTA CÂMBIO E TURISMO Segmento: Câmbio e Turismo Desde 1999, o Grupo Fitta oferece os mais completos produtos de câmbio no Brasil: cartões bandeira

Leia mais

Desenvolvimento Sustentável de Pólo Turístico Ribeirão Branco - SP

Desenvolvimento Sustentável de Pólo Turístico Ribeirão Branco - SP Desenvolvimento Sustentável de Pólo Turístico Ribeirão Branco - SP NOVA CAMPINA 1 Objetivo para potencializar o desenvolvimento sustentável de Pólos Turísticos Fortalecimento e integração dos elos da Cadeia

Leia mais

ASSOCIAÇÃO CULTURAL E EDUCACIONAL DE GARÇA FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS CURSO DE BACHARELADO EM TURISMO RA: 31.951

ASSOCIAÇÃO CULTURAL E EDUCACIONAL DE GARÇA FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS CURSO DE BACHARELADO EM TURISMO RA: 31.951 ASSOCIAÇÃO CULTURAL E EDUCACIONAL DE GARÇA FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS CURSO DE BACHARELADO EM TURISMO RA: 31.951 A ATIVIDADE TURÍSTICA E O SEGMENTO DE EVENTOS. PERSPECTIVAS DE CRESCIMENTO GRAÇAS À COPA

Leia mais

Meio Ambiente,Turismo e Ordenamento Territorial

Meio Ambiente,Turismo e Ordenamento Territorial Meio Ambiente,Turismo e Ordenamento Territorial O Turismo é a atividade mais promissora para a promoção do desenvolvimento sustentável Entretanto...o modelo adotado de Turismo no litoral brasileiro tem

Leia mais

NÚCLEO TÉCNICO FEDERAL

NÚCLEO TÉCNICO FEDERAL NÚCLEO TÉCNICO FEDERAL Programa de Proteção a Crianças e Adolescentes Ameaçados de Morte PPCAAM Secretaria Nacional de Promoção dos Direitos da Criança e do Adolescente Secretaria de Direitos Humanos Presidência

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO Nº. 003/2013 PROCESSO SELETIVO DE CONTRATAÇÃO DE PESSOAL

EDITAL DE SELEÇÃO Nº. 003/2013 PROCESSO SELETIVO DE CONTRATAÇÃO DE PESSOAL EDITAL DE SELEÇÃO Nº. 003/2013 PROCESSO SELETIVO DE CONTRATAÇÃO DE PESSOAL A Fundação Interuniversitária de Estudos e Pesquisa sobre o Trabalho (UNITRABALHO), criada em 1996 com a missão de integrar universidades

Leia mais

Participação da União em Projetos de Infra-estrutura Turística no Âmbito do PRODETUR SUL

Participação da União em Projetos de Infra-estrutura Turística no Âmbito do PRODETUR SUL Programa 0410 Turismo: a Indústria do Novo Milênio Objetivo Aumentar o fluxo, a taxa de permanência e o gasto de turistas no País. Público Alvo Turistas brasileiros e estrangeiros Ações Orçamentárias Indicador(es)

Leia mais

PROCESSO DE COMERCIALIZAÇÃO DE PRODUTOS TURÍSTICOS

PROCESSO DE COMERCIALIZAÇÃO DE PRODUTOS TURÍSTICOS AGOSTO, 2009 PROCESSO DE COMERCIALIZAÇÃO DE PRODUTOS TURÍSTICOS Meios de Transportes Atrativo Turístico Necessidades do Turista Turista O turista compra direto com a rede de prestadores de serviços turísticos

Leia mais

Boletim Informativo* Agosto de 2015

Boletim Informativo* Agosto de 2015 Boletim Informativo* Agosto de 2015 *Documento atualizado em 15/09/2015 (Erratas páginas 2, 3, 4 e 9) EXTRATO GERAL BRASIL 1 EXTRATO BRASIL 396.399.248 ha 233.712.312 ha 58,96% Número de Imóveis Cadastrados²:

Leia mais

OSemiárido, com o tulo O Semiárido brasileiro:

OSemiárido, com o tulo O Semiárido brasileiro: BOLETIMINFORMATIVO Lançamento de publicação é marcado por inovação metodológica A car lha O Semiárido brasileiro: Riquezas, diversidades e saberes, da coleção (Re)conhecendo o Semiárido, reúne textos e

Leia mais

Uma Nova Agenda para a Reforma do

Uma Nova Agenda para a Reforma do Uma Nova Agenda para a Reforma do Setor Saúde: Fortalecimento das Funções Essenciais da Saúde Pública e dos Sistemas de Saúde FORO REGIONAL ANTIGUA/GUATEMALA 19-22 DE JULHO DE 2004 PERSPECTIVAS NACIONAIS

Leia mais

A COPA DO MUNDO NOSSA

A COPA DO MUNDO NOSSA A COPA DO MUNDO E NOSSA SANTA E BELA CATARINA Multifacetada e rica em oportunidades para a Copa do Mundo 2014! Oportunidades Copa 2014 Em 2014 o Brasil terá uma oportunidade única para mostrar ao mundo

Leia mais

OBJETIVO CARACTERIZAÇÃO

OBJETIVO CARACTERIZAÇÃO OBJETIVO Incrementar a economia digital do Estado de Alagoas e seus benefícios para a economia local, através de ações para qualificação, aumento de competitividade e integração das empresas e organizações

Leia mais

FLUXO TELECOMINICAÇÕES SEM FIO POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA - 2009

FLUXO TELECOMINICAÇÕES SEM FIO POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA - 2009 FLUXO TELECOMINICAÇÕES SEM FIO POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA - 2009 Entradas e Saídas de Mercadorias Base 2009 FLUXO TELECOMINICAÇÕES SEM FIO, POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA

Leia mais

Melhor Prática vencedora: Monitoramento (Capital) Observatório do Turismo da Cidade de São Paulo

Melhor Prática vencedora: Monitoramento (Capital) Observatório do Turismo da Cidade de São Paulo 1 Melhor Prática vencedora: Monitoramento (Capital) Observatório do Turismo da Cidade de São Paulo DESTINO: São Paulo/SP INSTITUIÇÃO PROMOTORA: São Paulo Turismo S/A RESPONSÁVEL: Tasso Gadzanis Luiz Sales

Leia mais

FLUXO FABRICAÇÃO DE VEÍCULOS AUTOMOTORES, REBOQUES E CARROCERIAS POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009

FLUXO FABRICAÇÃO DE VEÍCULOS AUTOMOTORES, REBOQUES E CARROCERIAS POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009 FLUXO FABRICAÇÃO DE VEÍCULOS AUTOMOTORES, REBOQUES E CARROCERIAS POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009 Entradas e Saídas de Mercadorias Base 2009 FLUXO, POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO

Leia mais

Desafios e oportunidades associadas ao Cadastro Ambiental Rural (CAR) 7ª CONSEGURO setembro 2015

Desafios e oportunidades associadas ao Cadastro Ambiental Rural (CAR) 7ª CONSEGURO setembro 2015 Desafios e oportunidades associadas ao Cadastro Ambiental Rural (CAR) 7ª CONSEGURO setembro 2015 Meta brasileira de redução das emissões até 2020 36,1% a 38,9% das 3.236 MM de tonco2eq de emissões projetadas

Leia mais

Encontros Estaduais/Regionais_2015 Pautas nacionais do OSB

Encontros Estaduais/Regionais_2015 Pautas nacionais do OSB Encontros Estaduais/Regionais_2015 Pautas nacionais do OSB Rede OSB pelo Brasil Roraima Pará Piauí Tocantins Rondônia Goiás Mato Grosso D.Federal Minas Gerais Rio Grande do Norte Paraíba Pernambuco Alagoas

Leia mais

Proposta de Curso de Turismo Rural Polo de Ecoturismo de São Paulo Sindicato Rural de SP / SENAR

Proposta de Curso de Turismo Rural Polo de Ecoturismo de São Paulo Sindicato Rural de SP / SENAR Proposta de Curso de Turismo Rural Polo de Ecoturismo de São Paulo Sindicato Rural de SP / SENAR Objetivo Ampliar o olhar sobre a propriedade rural, fornecendo ferramentas para identificar e implantar

Leia mais

PROGRAMA BEM RECEBER COPA DO ECOTURISMO E TURISMO DE AVENTURA. ABETA Associação Brasileira das Empresas de Ecoturismo e Turismo de Aventura

PROGRAMA BEM RECEBER COPA DO ECOTURISMO E TURISMO DE AVENTURA. ABETA Associação Brasileira das Empresas de Ecoturismo e Turismo de Aventura PROGRAMA BEM RECEBER COPA DO ECOTURISMO E TURISMO DE AVENTURA ABETA Associação Brasileira das Empresas de Ecoturismo e Turismo de Aventura O PROJETO Convênio n o.724440/2009 Objeto: Qualificação da linha

Leia mais

- Análise de consistência. Agosto Tabulação das adesões, proponente

- Análise de consistência. Agosto Tabulação das adesões, proponente Histórico de ações Dezembro 2008- Fortalecimento de Parceiros e Resgate de atores e mapeamento de novos atores Janeiro e Fevereiro 2009 - dimensionamento para detectar o potencial turístico e levantar

Leia mais

Programas de Apoio à Exportação

Programas de Apoio à Exportação INTERCÂMBIO COMERCIAL BRASIL / MERCOSUL Programas de Apoio à Exportação ENCOMEX JARAGUÁ DO SUL Flávio Martins Pimentel Coordenação-Geral de Programas de Apoio à Exportação MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO,

Leia mais

DESENVOLVIMENTO TERRITORIAL

DESENVOLVIMENTO TERRITORIAL DESENVOLVIMENTO TERRITORIAL SE É DESENVOLVIMENTO É PRIORIDADE DO SEBRAE LEI GERAL DA MICRO E PEQUENA EMPRESA REGULAMENTAÇÃO E IMPLEMENTAÇÃO LEI GERAL DA MICRO E PEQUENA EMPRESA LG REGULAMENTADA LG REGULAMENTADA

Leia mais

ACECASTRO. Próxima edição - Outubro 2014 - Edição Comemora va 10 anos da Acecastro. Em comemoração ao Dia de Castro e 10 anos da Associação

ACECASTRO. Próxima edição - Outubro 2014 - Edição Comemora va 10 anos da Acecastro. Em comemoração ao Dia de Castro e 10 anos da Associação Seu Bole m Informa vo Bole m nº 1 - Setembro 2014 Próxima edição - Outubro 2014 - Edição Comemora va 10 anos da Acecastro CAFÉ BOM NEGÓCIO Um novo modelo de encontros que proporciona a você. DIA D CARTA

Leia mais

Entrevista Como é o trabalho desenvolvido pelo Departamento? Quantos Fóruns Permanentes de Micro e Pequenas empresas existem hoje?

Entrevista Como é o trabalho desenvolvido pelo Departamento? Quantos Fóruns Permanentes de Micro e Pequenas empresas existem hoje? Entrevista A diretora do Departamento de Micro, Pequenas e Médias Empresas do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), Cândida Cervieri, foi entrevistada pelo Informativo RENAPI.

Leia mais

TÉCNICO EM HOSPEDAGEM

TÉCNICO EM HOSPEDAGEM Imagens para explicar que às vezes o turista quer um lugar simples, no meio da natureza para descansar, basta estar limpo, asseado e arejado, nem todos querem luxo, existe vários perfis de clientes.(grifo

Leia mais

Ministério de Planejamento Orçamento e Gestão Secretaria de Orçamento Federal. Ações Orçamentárias Integrantes da Lei Orçamentária para 2012

Ministério de Planejamento Orçamento e Gestão Secretaria de Orçamento Federal. Ações Orçamentárias Integrantes da Lei Orçamentária para 2012 Programa 2047 - Micro e Pequenas Empresas Número de Ações 10 Tipo: Operações Especiais 0473 - Honra de Aval decorrente de Garantia do Risco das Operações de Financiamento a Micro, Pequenas e Médias Empresas

Leia mais

Sobre o Movimento é uma ação de responsabilidade social digital pais (família), filhos (jovem de 6 a 24 anos), escolas (professores e diretores)

Sobre o Movimento é uma ação de responsabilidade social digital pais (família), filhos (jovem de 6 a 24 anos), escolas (professores e diretores) 1 Sobre o Movimento O Movimento é uma ação de responsabilidade social digital; Visa a formação de usuários digitalmente corretos Cidadania Digital, através de uma campanha de conscientização direcionada

Leia mais

V Congresso Brasileiro de Representantes Comerciais

V Congresso Brasileiro de Representantes Comerciais V Congresso Brasileiro de Representantes Comerciais Perspectivas do mercado díanteldo novo cenázlo p~~ítico, ", 18 a 20 de setembro de 2014 Ponta Mar Hotel Fortaleza, CE. "~MPRESSO,, " o _ epresentan es

Leia mais

Ministério da Cultura Secretaria de Articulação Institucional SAI

Ministério da Cultura Secretaria de Articulação Institucional SAI Secretaria de Articulação Institucional SAI Seminário Metas do Plano e dos Sistemas Municipal, Estadual e Nacional de Cultura Vitória-ES 05/Dez/2011 Secretaria de Articulação Institucional SAI A Construção

Leia mais

O QUE É O SITE MUNÍCIPIOS?

O QUE É O SITE MUNÍCIPIOS? O QUE É O SITE MUNÍCIPIOS? Apresentação Histórico Estratégia de comunicação e políticas para promoção do municipalismo forte e atuante A atuação da Confederação Nacional de Municípios na comunicação pública

Leia mais

1- Introdução: Programas Vivenciais para o Desenvolvimento de Comunidades

1- Introdução: Programas Vivenciais para o Desenvolvimento de Comunidades 1- Introdução: Programas Vivenciais para o Desenvolvimento de Comunidades 2015 Um grupo de pessoas conscientes e engajadas pode mudar o mundo Quem Somos Engenheiro Pós Graduado, foi Consultor Socioambiental

Leia mais

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA SECRETARIA DE DIREITOS HUMANOS PROJETO BRA/10/007

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA SECRETARIA DE DIREITOS HUMANOS PROJETO BRA/10/007 PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA SECRETARIA DE DIREITOS HUMANOS PROJETO BRA/10/007 BOAS PRÁTICAS EM REDES NA IMPLANTAÇÃO E IMPLEMENTAÇÃO DOS SISTEMAS DE INFORMAÇÃO PARA INFÂNCIA E ADOLESCÊNCIA: SIPIA CONSELHO

Leia mais

CURRICULUM VITAE Resumo. Estela Maria Souza Costa Neves Setembro 2015

CURRICULUM VITAE Resumo. Estela Maria Souza Costa Neves Setembro 2015 CURRICULUM VITAE Resumo Estela Maria Souza Costa Neves Setembro 2015 NOME ESTELA MARIA SOUZA COSTA NEVES ÁREAS DE ESPECIALIZAÇÃO Políticas Públicas de Defesa do Meio Ambiente Capacitação para fortalecimento

Leia mais