A empresa brasileira de PostgreSQL

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "A empresa brasileira de PostgreSQL"

Transcrição

1 PostgreSQL 9.4: O que vem por aí A empresa brasileira de PostgreSQL 03/03/2015

2 Sobre este material Copyright 2015 Timbira. Todos os direitos reservados. Embora este material tenha sido elaborado com toda precaução, os autores não assumem quaisquer responsabilidades por erros, omissões ou danos resultantes da utilização das informações aqui contidas. É expressamente proibido copiar, modificar, publicar, distribuir, transmitir ou vender este material. Se você encontrar qualquer erro, por favor reporte-o a

3 Resumo 1 Introdução 2 Performance 3 Desenvolvimento 4 Administração 5 Replicação e Recuperação 6 Extensões 7 Migração Conclusão Timbira - A empresa brasileira de PostgreSQL 1 / 39

4 Ciclo de Desenvolvimento início: branch 9.3 Commit fest 1: jun/2013 Commit fest 2: set/2013 Commit fest 3: nov/2013 Commit fest 4: jan/2014 Beta 1: 15 mai/2014 Beta 2: 24 jul/2014 Beta 3: 09 out/2014 RC1: 20 nov/2014 lançamento: 18 dez/2014 versão atual: Estatísticas 2732 files changed, insertions(+), deletions(-) Timbira - A empresa brasileira de PostgreSQL 2 / 39

5 Resumo 1 Introdução 2 Performance 3 Desenvolvimento 4 Administração 5 Replicação e Recuperação 6 Extensões 7 Migração Conclusão Timbira - A empresa brasileira de PostgreSQL 3 / 39

6 Melhorias de Performance reduzir bloqueios de alguns comandos ALTER TABLE visões materializadas pode ser atualizadas sem bloquear leituras acelerar agregações que usam tipo NUMERIC escrever somente a parte modificada de registros atualizados no WAL múltiplas conexões inserindo simultaneamente nos buffers do WAL reduzir memória alocada em blocos DO aumentar limite da quantidade de memória usada por ordenação durante criação de índice Timbira - A empresa brasileira de PostgreSQL 4 / 39

7 Índices GIN reduzir tamanho dos índices GIN acelerar buscas em índices de múltiplas colunas Timbira - A empresa brasileira de PostgreSQL 5 / 39

8 EXPLAIN saída do EXPLAIN ANALYZE mostra o tempo gasto com planejamento da consulta t i m b i r a=# EXPLAIN (ANALYZE, BUFFERS) SELECT bid, bbalance FROM pgbench_branches WHERE bid > 4 ; Seq Scan on pgbench_branches ( c o s t = rows=1 width =8) ( a c t u a l time = rows=1 l o o p s =1) F i l t e r : ( bid > 4) Rows Removed by F i l t e r : 4 B u f f e r s : shared h i t =1 Planning time : ms Execution time : ms (6 r e g i s t r o s ) Timbira - A empresa brasileira de PostgreSQL 6 / 39

9 Resumo 1 Introdução 2 Performance 3 Desenvolvimento 4 Administração 5 Replicação e Recuperação 6 Extensões 7 Migração Conclusão Timbira - A empresa brasileira de PostgreSQL 7 / 39

10 tipos de dados tipo de dados line tipo de dados pg_lsn tipo de dados jsonb aceita mesma entrada do que tipo json entrada é mais lenta suporta indexação não preserva espaços, ordem das chaves e chaves duplicadas Timbira - A empresa brasileira de PostgreSQL 8 / 39

11 jsonb: Ilustrando t i m b i r a=# create table t e s t e j s o n ( a j s o n b ) ; t i m b i r a=# i n s e r t i nto t e s t e j s o n values ( { cpf : , nome : E u l e r Taveira, empresa : Timbira, c i d a d e : [ Palmas, Goiânia, Porto A l e g r e ] } ) ; t i m b i r a=# i n s e r t i nto t e s t e j s o n values ( { cpf : , nome : John Doe, empresa : Google, c i d a d e : [ Rio de J a n e i r o, Natal ]} ) ; Timbira - A empresa brasileira de PostgreSQL 9 / 39

12 jsonb: Ilustrando consultas t i m b i r a=# s e l e c t a > cpf as cpf, a > nome as nome from t e s t e j s o n where { empresa : Google } ; cpf nome John Doe (1 r e g i s t r o ) t i m b i r a=# s e l e c t a > cpf as cpf, a > nome as nome from t e s t e j s o n where a > c i d a d e? Porto A l e g r e ; cpf nome E u l e r Taveira F a b r i z i o Mello (2 r e g i s t r o s ) Timbira - A empresa brasileira de PostgreSQL 10 / 39

13 jsonb: Ilustrando indexação t i m b i r a=# create index t e s t e j s o n i d x on t e s t e j s o n using g i n ( ( a > c i d a d e ) ) ; t i m b i r a=# set enable_seqscan to o f f ; t i m b i r a=# e x p l a i n a n a l y z e s e l e c t a > cpf as cpf, a > nome as nome from t e s t e j s o n where a > c i d a d e? Porto A l e g r e ; Bitmap Heap Scan on t e s t e j s o n ( c o s t = rows=1 width =32) ( a c t u a l time = rows=2 l o o p s =1) Recheck Cond : ( ( a > c i d a d e : : t e x t )? Porto A l e g r e : : t e x t ) Heap Blocks : exact=1 > Bitmap Index Scan on t e s t e j s o n i d x ( c o s t = rows=1 width=0) ( a c t u a l time = rows=2 l o o p s =1) Index Cond : ( ( a > c i d a d e : : t e x t )? Porto A l e g r e : : t e x t ) Planning time : ms Execution time : ms (7 r e g i s t r o s ) Timbira - A empresa brasileira de PostgreSQL 11 / 39

14 json novas funções para permitir construir documentos complexos JSON t i m b i r a=# s e l e c t * from json_to_record ( { s o f t w a r e : PostgreSQL, empresa : Timbira, p a í s : B r a s i l } ) as t ( s o f t w a r e text, empresa text, country t e x t ) ; s o f t w a r e empresa country + + PostgreSQL Timbira (1 r e g i s t r o ) t i m b i r a=# s e l e c t j s o n _ b u i l d _ o b j e c t ( s o f t w a r e, PostgreSQL, empresa, Timbira, p a í s, B r a s i l ) ; { s o f t w a r e : PostgreSQL, empresa : Timbira, p a í s : B r a s i l } (1 r e g i s t r o ) Timbira - A empresa brasileira de PostgreSQL 12 / 39

15 FILTER cláusula FILTER em agregações esqueça o CASE THEN! t i m b i r a=# SELECT bid, count (*) t o t a l, count (*) FILTER ( WHERE d e l t a > 0) d e p o s i t o FROM pgbench_history GROUP BY bid ; bid t o t a l d e p o s i t o (15 r e g i s t r o s ) Timbira - A empresa brasileira de PostgreSQL 13 / 39

16 Agregação de conjunto ordenado nova classe de agregações cláusula WITHIN GROUP t i m b i r a=# s e l e c t bid, mode ( ) w i t h i n group ( order by t i d ) from pgbench_history group by bid ; bid mode (15 r e g i s t r o s ) Timbira - A empresa brasileira de PostgreSQL 14 / 39

17 PL/pgSQL armazenar pilha de chamadas de uma função opção print_strict_params fornece parâmetros passados a consultas que geram erros STRICT opções para fornecer erros (extra_errors) e avisos (extra_warnings) adicionais de uma função Timbira - A empresa brasileira de PostgreSQL 15 / 39

18 Gatilhos gatilhos em tabelas externas gatilhos de eventos em PL/Perl e PL/Tcl Timbira - A empresa brasileira de PostgreSQL 16 / 39

19 Resumo 1 Introdução 2 Performance 3 Desenvolvimento 4 Administração 5 Replicação e Recuperação 6 Extensões 7 Migração Conclusão Timbira - A empresa brasileira de PostgreSQL 17 / 39

20 background workers background workers foi adicionado na 9.3 pode ser registrado, iniciado e terminado dinamicamente memória compartilhada pode ser alocada dinamicamente Timbira - A empresa brasileira de PostgreSQL 18 / 39

21 ALTER SYSTEM parâmetros em um outro arquivo postgresql.auto.conf os parâmetros são aplicados após postgresql.conf DEFAULT ou RESET removem o parâmetro do postgresql.auto.conf os parâmetros tem efeito somente após o reload somente para super-usuários não é permitido dentro de um bloco de transação Timbira - A empresa brasileira de PostgreSQL 19 / 39

22 ALTER SYSTEM: exemplo t i m b i r a=# a l t e r system set work_mem to 5MB ; t i m b i r a=# show work_mem ; work_mem 4MB (1 r e g i s t r o ) t i m b i r a=# s e l e c t pg_reload_conf ( ) ; LOG: SIGHUP r e c e b ido, r e c a r r e g a n d o a r q u i v o s de c o n f i g u r a ç ã o LOG: parâmetro work_mem mudou para 5MB Timbira - A empresa brasileira de PostgreSQL 20 / 39

23 pg_stat_archiver t i m b i r a=# s e l e c t * from p g _ s t a t _ a r c h i v e r ; [ RECORD 1 ] + archived_count 13 l a s t _ a r c h i v e d _ w a l D l a s t _ a r c h i v e d _ t i m e :38: f a i l e d _ c o u n t 40 l a s t _ f a i l e d _ w a l l a s t _ f a i l e d _ t i m e :38: s t a t s _ r e s e t :20: Timbira - A empresa brasileira de PostgreSQL 21 / 39

24 autovacuum novo parâmetro autovacuum_work_mem padrão é utilizar maintenance_work_mem (comportamento antigo) controle independente de memória utilizada pelo autovacuum Timbira - A empresa brasileira de PostgreSQL 22 / 39

25 tablespaces CREATE TABLESPACE... WITH (... ) ALTER [ TABLE INDEX MATERIALIZED VIEW ] ALL IN TABLESPACE foo SET TABLESPACE bar move todos os objetos de uma tablespace para outra Timbira - A empresa brasileira de PostgreSQL 23 / 39

26 Bloqueios informação detalhada sobre quem está esperando o que e em qual tabela LOG: p r o c e s s o ainda e s p e r a por ShareLock em t r a n s a ç ã o 1009 após ms DETALHE: Process h o l d i n g the l o c k : Wait queue : CONTEXTO: enquanto a t u a l i z a v a t u p l a ( 0, 5 ) na r e l a ç ã o foo COMANDO: update foo set b = t e s t 2 where a = 1 ; Timbira - A empresa brasileira de PostgreSQL 24 / 39

27 Parâmetros log_connections mostra informação sobre SSL parâmetro huge_pages para utilizar huge pages no Linux aumento dos valores padrão: work_mem maintenance_work_mem effective_cache_size permitir unidades em TB Timbira - A empresa brasileira de PostgreSQL 25 / 39

28 Opções createuser: opção -g especifica role da qual será membro pg_restore: opções -I, -P, -T e -n podem ser especificadas várias vezes pg_dump, pg_dumpall e pg_restore: opção --if-exists adicionar IF EXISTS ao remover objetos antigos deve especificar opção --clean também pg_basebackup: opção --xlogdir pg_basebackup: opção --max-rate pg_basebackup: opção --tablespace-mapping vacuumdb: opção --analyze-in-stages Timbira - A empresa brasileira de PostgreSQL 26 / 39

29 Resumo 1 Introdução 2 Performance 3 Desenvolvimento 4 Administração 5 Replicação e Recuperação 6 Extensões 7 Migração Conclusão Timbira - A empresa brasileira de PostgreSQL 27 / 39

30 Replicação e Recuperação novo parâmetro no recovery.conf recovery_min_apply_delay para configurar atraso na replicação opção immediate do parâmetro recovery_target para recuperação assim que estado consistente for atingido adicionado entradas (slots) de replicação adicionado novo wal_level chamado logical parâmetro REPLICA IDENTITY para controlar replicação lógica opção user_catalog_table para identificar tabelas do usuário envolvidas na replicação lógica decodificação lógica via walsender pg_recvlogical: receber dados da decodificação lógica Timbira - A empresa brasileira de PostgreSQL 28 / 39

31 recovery_min_apply_delay: exemplo standby_mode = on primary_conninfo = host = u s e r= r e p l i c a c a o recovery_time_delay = tempo em milisegundos replicação sincrona não é afetada Timbira - A empresa brasileira de PostgreSQL 29 / 39

32 Resumo 1 Introdução 2 Performance 3 Desenvolvimento 4 Administração 5 Replicação e Recuperação 6 Extensões 7 Migração Conclusão Timbira - A empresa brasileira de PostgreSQL 30 / 39

33 Extensões pgcrypto: função gen_random_uuid pg_prewarm: carregar dados de relações na cache do PostgreSQL auto_explain: opção para incluir tempo de execução de gatilhos pgbench: opção --progress pgbench: opção --rate (taxa de transações) pg_stat_statements: usar arquivo ao invés da memória compartilhada para armazenar consultas pg_stat_statements: especificar um hash como identificador da consulta pg_stat_statements: especificar parâmetro para omitir texto da consulta Timbira - A empresa brasileira de PostgreSQL 31 / 39

34 Resumo 1 Introdução 2 Performance 3 Desenvolvimento 4 Administração 5 Replicação e Recuperação 6 Extensões 7 Migração Conclusão Timbira - A empresa brasileira de PostgreSQL 32 / 39

35 Imcompatibilidades EXPLAIN ANALYZE: total time -> execution time DISCARD ALL: descarta estado de sequências autenticação krb5 removida: use GSSAPI usa o último parâmetro recovery_target_* especificado suporte ao sistema operacional IRIX última versão ago/2006 suporte até dez/2013 leia as notas de lançamento! Timbira - A empresa brasileira de PostgreSQL 33 / 39

36 Resumo 1 Introdução 2 Performance 3 Desenvolvimento 4 Administração 5 Replicação e Recuperação 6 Extensões 7 Migração Conclusão Timbira - A empresa brasileira de PostgreSQL 34 / 39

37 9.5 gatilho de eventos: COMMENT, SECURITY LABEL e GRANT/REVOKE gatilho de eventos: reescrita de tabela ddl_command_start e ddl_command_end substituir checkpoint_segments por min_wal_size e max_wal_size vacuumdb: modo paralelo REINDEX SCHEMA políticas de segurança a nível de registros (RLS) cláusula SKIP LOCKED para bloqueios em registros ALTER TABLE... SET LOGGED / UNLOGGED IMPORT FOREIGN SCHEMA Timbira - A empresa brasileira de PostgreSQL 35 / 39

38 9.5 UPDATE foo SET (col1, col2,...) = (SELECT...),... índice BRIN (Block Range Index) utilizar abreviação de chaves para ordenação rápida de tipo text acelerar cálculo do CRC usando algoritmo slicing-by-8 escrita do WAL aplicação do wal novo formato do WAL ações do servidor em espera ao fim da recuperação action_at_recovery_target = pause promote shutdown pg_dump: opção --snapshot Timbira - A empresa brasileira de PostgreSQL 36 / 39

39 Resumo 1 Introdução 2 Performance 3 Desenvolvimento 4 Administração 5 Replicação e Recuperação 6 Extensões 7 Migração Conclusão Timbira - A empresa brasileira de PostgreSQL 37 / 39

40 Referências pgsql-announce: PostgreSQL Weekly News Timbira - A empresa brasileira de PostgreSQL 38 / 39

41 Treinamentos PostgreSQL Backup e Restore: https://www.eventick.com.br/pgsql-bkp PostgreSQL Tuning: https://www.eventick.com.br/pgsql-tuning PostgreSQL Monitoramento: https://www.eventick.com.br/pgsql-mon PostgreSQL Replicação Nativa: https://www.eventick.com.br/pgsql-replicacao Timbira - A empresa brasileira de PostgreSQL 39 / 39

Administração de Banco de Dados

Administração de Banco de Dados Administração de Banco de Dados Adriano J. Holanda http://holanda.xyz 28/8/2015 Índices Para os testes com os índices criaremos uma tabela chamada tteste com o comando teste=> CREATE TABLE tteste (id int4);

Leia mais

PostgreSQL. www.postgresql.org. André Luiz Fortunato da Silva Analista de Sistemas CIRP / USP alf@cirp.usp.br

PostgreSQL. www.postgresql.org. André Luiz Fortunato da Silva Analista de Sistemas CIRP / USP alf@cirp.usp.br PostgreSQL www.postgresql.org André Luiz Fortunato da Silva Analista de Sistemas CIRP / USP alf@cirp.usp.br Características Licença BSD (aberto, permite uso comercial) Multi-plataforma (Unix, GNU/Linux,

Leia mais

Banco de Dados. Prof. Antonio

Banco de Dados. Prof. Antonio Banco de Dados Prof. Antonio SQL - Structured Query Language O que é SQL? A linguagem SQL (Structure query Language - Linguagem de Consulta Estruturada) é a linguagem padrão ANSI (American National Standards

Leia mais

PL/pgSQL por Diversão e Lucro

PL/pgSQL por Diversão e Lucro PL/pgSQL por Diversão e Lucro Roberto Mello 3a. Conferência Brasileira de PostgreSQL - PGCon-BR Campinas - 2009 1 Objetivos Apresentar as partes principais do PL/pgSQL Apresentar casos de uso comum do

Leia mais

Treinamento PostgreSQL - Aula 09

Treinamento PostgreSQL - Aula 09 Treinamento PostgreSQL - Aula 09 Eduardo Ferreira dos Santos SparkGroup Treinamento e Capacitação em Tecnologia eduardo.edusantos@gmail.com eduardosan.com 10 de Junho de 2013 Eduardo Ferreira dos Santos

Leia mais

Catálogo de Treinamentos 2017

Catálogo de Treinamentos 2017 Catálogo de Treinamentos 2017 SQL para PostgreSQL PostgreSQL Fundamentos PostgreSQL Tuning PostgreSQL Tuning de Consultas PostgreSQL Backup e Restore PostgreSQL Replicação Nativa PostgreSQL Monitoramento

Leia mais

Linguagem de Consulta Estruturada SQL- DML

Linguagem de Consulta Estruturada SQL- DML Linguagem de Consulta Estruturada SQL- DML INTRODUÇÃO A SQL - Structured Query Language, foi desenvolvido pela IBM em meados dos anos 70 como uma linguagem de manipulação de dados (DML - Data Manipulation

Leia mais

Título da Apresentação

Título da Apresentação Título da Apresentação O Ambiente IntegraçãoSPED Palestrante: EDSON IE 00/00/0000 O SPED O SPED (SISTEMA PÚBLICO DE ESCRITURAÇÃO DIGITAL), foi instituído pelo Decreto nº 6.022, de 22 de janeiro de 2007,

Leia mais

PostgreSQL Troubleshooting e Monitoramento

PostgreSQL Troubleshooting e Monitoramento PostgreSQL Troubleshooting e Monitoramento Eduardo Ferreira dos Santos Dataprev Empresa de Tecnologia e Informações da Previdência Social eduardosantos@previdencia.gov.br eduardosan.wordpress.com 11 de

Leia mais

Desmistificando Replicação no PostgreSQL

Desmistificando Replicação no PostgreSQL Desmistificando Replicação no PostgreSQL Euler Taveira Timbira - A empresa brasileira de PostgreSQL 09 de novembro de 2012 Apresentação Euler Taveira Desenvolvedor PostgreSQL Líder do PostgreSQL Brasil

Leia mais

*O RDBMS Oracle é um sistema de gerenciamento de banco de dados relacional.

*O RDBMS Oracle é um sistema de gerenciamento de banco de dados relacional. Arquitetura Oracle e seus componentes Hoje irei explicar de uma forma geral a arquitetura oracle e seus componentes. Algo que todos os DBA s, obrigatoriamente, devem saber de cabo a rabo. Vamos lá, e boa

Leia mais

Aula 2 Arquitetura Oracle

Aula 2 Arquitetura Oracle Aula 2 Arquitetura Oracle Instancia Oracle Uma instância Oracle é composta de estruturas de memória e processos. Sua existência é temporária na memória RAM e nas CPUs. Quando você desliga a instância em

Leia mais

MySQL: Controle de Acesso

MySQL: Controle de Acesso MySQL: Controle de Acesso Programação de Servidores Marx Gomes Van der Linden http://marx.vanderlinden.com.br/ Controle de Acesso MySQL tem um sistema de controle de acesso de usuários que é independente

Leia mais

André Milani. Novatec

André Milani. Novatec André Milani Novatec Sumário Agradecimentos...19 Sobre o autor...21 Prefácio...23 Capítulo 1 Bem-vindo ao PostgreSQL...25 1.1 O que é o PostgreSQL?...25 1.1.1 História do PostgreSQL...26 1.1.2 Licença

Leia mais

Treinamento PostgreSQL - Aula 03

Treinamento PostgreSQL - Aula 03 Treinamento PostgreSQL - Aula 03 Eduardo Ferreira dos Santos SparkGroup Treinamento e Capacitação em Tecnologia eduardo.edusantos@gmail.com eduardosan.com 29 de Maio de 2013 Eduardo Ferreira dos Santos

Leia mais

PROVA ESPECÍFICA Cargo 04

PROVA ESPECÍFICA Cargo 04 10 PROVA ESPECÍFICA Cargo 04 QUESTÃO 21 Analise as seguintes afirmativas: I. Uma das funções de um DBA é gerenciar os mecanismos de segurança de acesso aos dados armazenados em um SGBD (Sistema Gerenciador

Leia mais

Sumário. Capítulo 2 Conceitos Importantes... 32 Tópicos Relevantes... 32 Instance... 33 Base de Dados... 36 Conclusão... 37

Sumário. Capítulo 2 Conceitos Importantes... 32 Tópicos Relevantes... 32 Instance... 33 Base de Dados... 36 Conclusão... 37 7 Sumário Agradecimentos... 6 Sobre o Autor... 6 Prefácio... 13 Capítulo 1 Instalação e Configuração... 15 Instalação em Linux... 15 Instalação e Customização do Red Hat Advanced Server 2.1... 16 Preparativos

Leia mais

Introdução à Engenharia da Computação. Banco de Dados Professor Machado

Introdução à Engenharia da Computação. Banco de Dados Professor Machado Introdução à Engenharia da Computação Banco de Dados Professor Machado 1 Sistemas isolados Produção Vendas Compras Banco de Dados Produtos... Banco de Dados Produtos... Banco de Dados Produtos... Desvantagens:

Leia mais

SQL Structured Query Language

SQL Structured Query Language Janai Maciel SQL Structured Query Language (Banco de Dados) Conceitos de Linguagens de Programação 2013.2 Structured Query Language ( Linguagem de Consulta Estruturada ) Conceito: É a linguagem de pesquisa

Leia mais

Introdução à Banco de Dados. Nathalia Sautchuk Patrício

Introdução à Banco de Dados. Nathalia Sautchuk Patrício Introdução à Banco de Dados Nathalia Sautchuk Patrício Histórico Início da computação: dados guardados em arquivos de texto Problemas nesse modelo: redundância não-controlada de dados aplicações devem

Leia mais

PostgreSQL 8.0. Diogo Biazus

PostgreSQL 8.0. Diogo Biazus PostgreSQL 8.0 Diogo Biazus PostgreSQL 7.X Totalmente ACID MVCC Tipos e operadores customizáveis Diversas linguagens procedurais Hot backup Código aberto (BSD) Facilidade de extensão PL/pgSQL, PL/Python,

Leia mais

Workshop PostgreSQL. Implementação, Administração e Tunning Caso Importação SIASG x SIASGnet-DC (ADABAS x PostgreSQL)

Workshop PostgreSQL. Implementação, Administração e Tunning Caso Importação SIASG x SIASGnet-DC (ADABAS x PostgreSQL) Implementação, Administração e Tunning Caso Importação SIASG x SIASGnet-DC (ADABAS x PostgreSQL) Jeres Caldeira Gomes jeres.gomes@serpro.gov.br OBJETIVO Compartilhar os resultados obtidos na demanda de

Leia mais

Banco de Dados Oracle. Faculdade Pernambucana - FAPE

Banco de Dados Oracle. Faculdade Pernambucana - FAPE Faculdade Pernambucana - FAPE Visão Geral dos Componentes Principais da Arquitetura Oracle Servidor Oracle É o nome que a Oracle deu ao seu SGBD. Ele consiste de uma Instância e um Banco de Dados Oracle.

Leia mais

Arquitetura de BDs Distribuídos. Victor Amorim - vhca Pedro Melo pam2

Arquitetura de BDs Distribuídos. Victor Amorim - vhca Pedro Melo pam2 Victor Amorim - vhca Pedro Melo pam2 Arquitetura de BDs Distribuídos Sistemas de bds distribuídos permitem que aplicações acessem dados de bds locais ou remotos. Podem ser Homogêneos ou Heterogêneos: Homogêneos

Leia mais

SQL Introdução ao Oracle

SQL Introdução ao Oracle SQL Introdução ao Oracle Estagiários: Daniel Feitosa e Jaqueline J. Brito Sumário Modelo de armazenamento de dados Modelo físico Modelo lógico Utilizando o SQL Developer Consulta de Sintaxe Sumário Modelo

Leia mais

PostgreSQL Performance

PostgreSQL Performance PostgreSQL Performance André Restivo Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto February 24, 2012 André Restivo (FEUP) PostgreSQL Performance February 24, 2012 1 / 45 Sumário 1 Armazenamento 2 Índices

Leia mais

BANCO DE DADOS: SQL. Edson Anibal de Macedo Reis Batista. 27 de janeiro de 2010

BANCO DE DADOS: SQL. Edson Anibal de Macedo Reis Batista. 27 de janeiro de 2010 BANCO DE DADOS: SQL UERN - Universidade do Estado do Rio Grande do Norte. Departamento de Ciências da Computação. 27 de janeiro de 2010 índice 1 Introdução 2 3 Introdução SQL - Structured Query Language

Leia mais

? O SQL SERVER é um sistema de gerenciamento de banco de dados relacional que foi desenvolvido inicialmente pela Microsoft em parceria com a Sybase.

? O SQL SERVER é um sistema de gerenciamento de banco de dados relacional que foi desenvolvido inicialmente pela Microsoft em parceria com a Sybase. ? O SQL SERVER é um sistema de gerenciamento de banco de dados relacional que foi desenvolvido inicialmente pela Microsoft em parceria com a Sybase.? Desde de 1994, a Microsoft lança versões do SQL SERVER

Leia mais

Escalabilidade horizontal com PostgreSQL 9.x e Pgpool II. Soluções de Software. Matheus Espanhol Novembro/2011

Escalabilidade horizontal com PostgreSQL 9.x e Pgpool II. Soluções de Software. Matheus Espanhol Novembro/2011 Escalabilidade horizontal com PostgreSQL 9.x e Pgpool II Matheus Espanhol Novembro/2011 Soluções de Software Sistemas e aplicações sob medida para as necessidades do seu negócio. Agenda Histórico PostgreSQL

Leia mais

Crash recovery é similar ao instance recovery, onde o primeiro referencia ambientes de instância exclusiva e o segundo ambientes parallel server.

Crash recovery é similar ao instance recovery, onde o primeiro referencia ambientes de instância exclusiva e o segundo ambientes parallel server. Recover no Oracle O backup e recuperação de dados em um SGBD é de grande importância para a manutenção dos dados. Dando continuidade a nossos artigos, apresentamos abaixo formas diferentes de se fazer

Leia mais

Alta concorrência com PostgreSQL

Alta concorrência com PostgreSQL Alta concorrência com PostgreSQL ou Fazendo uma manada de elefantes passar debaixo da porta Fábio Telles Rodriguez Timbira - A empresa brasileira de PostgreSQL 09 de novembro de 2012 Agenda Sobre o que

Leia mais

Estatística, monitoramento e diagnóstico através do catálogo do PostgreSQL

Estatística, monitoramento e diagnóstico através do catálogo do PostgreSQL Estatística, monitoramento e diagnóstico através do catálogo do PostgreSQL O trabalho Estatística, monitoramento e diagnóstico através do catálogo do PostgreSQL de Fabiano Machado Dias e Eduardo Wolak

Leia mais

SQL. SQL (Structured Query Language) Comando CREATE TABLE. SQL é uma linguagem de consulta que possibilita:

SQL. SQL (Structured Query Language) Comando CREATE TABLE. SQL é uma linguagem de consulta que possibilita: SQL Tópicos Especiais Modelagem de Dados Prof. Guilherme Tavares de Assis Universidade Federal de Ouro Preto UFOP Instituto de Ciências Exatas e Biológicas ICEB Mestrado Profissional em Ensino de Ciências

Leia mais

BANCO DE DADOS WEB AULA 4. linguagem SQL: subconjuntos DCL, DDL e DML. professor Luciano Roberto Rocha. www.lrocha.com

BANCO DE DADOS WEB AULA 4. linguagem SQL: subconjuntos DCL, DDL e DML. professor Luciano Roberto Rocha. www.lrocha.com BANCO DE DADOS WEB AULA 4 linguagem SQL: subconjuntos DCL, DDL e DML professor Luciano Roberto Rocha www.lrocha.com O que é SQL? Structured Query Language, ou Linguagem de Consulta Estruturada ou SQL,

Leia mais

Curso PostgreSQL - Treinamento PostgreSQL - Fundamental

Curso PostgreSQL - Treinamento PostgreSQL - Fundamental Curso PostgreSQL - Treinamento PostgreSQL - Fundamental Sobre PostgreSQL PostgreSQL é um sistema gerenciador de banco de dados objeto relacional (SGBDOR), desenvolvido como projeto de código aberto.hoje,

Leia mais

BANCO DE DADOS II Prof. Ricardo Rodrigues Barcelar http://www.ricardobarcelar.com

BANCO DE DADOS II Prof. Ricardo Rodrigues Barcelar http://www.ricardobarcelar.com - Aula 11-1. INTRODUÇÃO TRIGGERS (GATILHOS OU AUTOMATISMOS) Desenvolver uma aplicação para gerenciar os dados significa criar uma aplicação que faça o controle sobre todo ambiente desde a interface, passando

Leia mais

Sumário Agradecimentos... 19 Sobre.o.autor... 20 Prefácio... 21 Capítulo.1..Bem-vindo.ao.MySQL... 22

Sumário Agradecimentos... 19 Sobre.o.autor... 20 Prefácio... 21 Capítulo.1..Bem-vindo.ao.MySQL... 22 Sumário Agradecimentos... 19 Sobre o autor... 20 Prefácio... 21 Capítulo 1 Bem-vindo ao MySQL... 22 1.1 O que é o MySQL?...22 1.1.1 História do MySQL...23 1.1.2 Licença de uso...23 1.2 Utilizações recomendadas...24

Leia mais

PGBR 2013. Como lidar com cargas de trabalho mistas Flavio Gurgel

PGBR 2013. Como lidar com cargas de trabalho mistas Flavio Gurgel PGBR 2013 Como lidar com cargas de trabalho mistas Flavio Gurgel Flavio Gurgel Engenheiro eletricista - UFPR Líder de projetos especiais 4Linux EnterpriseDB Certified Postgres Plus Associate Experiência:

Leia mais

DESENVOLVENDO SOLUÇÕES COM VISUAL FOXPRO 8 E 9

DESENVOLVENDO SOLUÇÕES COM VISUAL FOXPRO 8 E 9 DESENVOLVENDO SOLUÇÕES COM VISUAL FOXPRO 8 E 9 Í N D I C E Capítulo 1 - O Início de Tudo 1 Reunindo todas as informações necessárias 2 Instalando o Visual FoxPro 2 Configurando o Visual FoxPro 7 Capítulo

Leia mais

Oracle Advanced Compression x External Tables (Armazenamento de dados históricos)

Oracle Advanced Compression x External Tables (Armazenamento de dados históricos) Oracle Advanced Compression x External Tables (Armazenamento de dados históricos) Agenda Sobre Rodrigo Mufalani Clico de dados Visão Geral Avanced Compression Visão Geral External Tables Performance Disponibilidade

Leia mais

Técnicas de Database Refactoring para ambientes 24x7. Matheus de Oliveira

Técnicas de Database Refactoring para ambientes 24x7. Matheus de Oliveira <matheus.oliveira@dextra.com.br> Técnicas de Database Refactoring para ambientes 24x7 Matheus de Oliveira Matheus de Oliveira DBA PostgreSQL consultorias e suportes 24x7/8x5

Leia mais

SQL Linguagem de Definição de Dados. Banco de Dados Profa. Dra. Cristina Dutra de Aguiar Ciferri

SQL Linguagem de Definição de Dados. Banco de Dados Profa. Dra. Cristina Dutra de Aguiar Ciferri SQL Linguagem de Definição de Dados Banco de Dados SQL Structured Query Language Uma das mais importantes linguagens relacionais (se não a mais importante) Exemplos de SGBD que utilizam SQL Oracle Informix

Leia mais

DO BÁSICO AO AVANÇADO PARA MANIPULAÇÃO E OTIMIZAÇÃO DE DADOS. Fábio Roberto Octaviano

DO BÁSICO AO AVANÇADO PARA MANIPULAÇÃO E OTIMIZAÇÃO DE DADOS. Fábio Roberto Octaviano DO BÁSICO AO AVANÇADO PARA MANIPULAÇÃO E OTIMIZAÇÃO DE DADOS Fábio Roberto Octaviano Controlando Acesso dos Usuários Após o término do Capítulo: Diferenciar privilégios de sistema e privilégios de objetos.

Leia mais

BANCO DE DADOS -INTRODUÇÃO AO SQL. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. frozza@ifc-camboriu.edu.br

BANCO DE DADOS -INTRODUÇÃO AO SQL. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. frozza@ifc-camboriu.edu.br BANCO DE DADOS -INTRODUÇÃO AO SQL Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. frozza@ifc-camboriu.edu.br Os comandos SQL podem ser agrupados em 3 classes: DDL Data Definition Language Comandos para a Definição

Leia mais

implementação Nuno Ferreira Neves Faculdade de Ciências de Universidade de Lisboa Fernando Ramos, Nuno Neves, Sistemas Operativos, 2014 2015

implementação Nuno Ferreira Neves Faculdade de Ciências de Universidade de Lisboa Fernando Ramos, Nuno Neves, Sistemas Operativos, 2014 2015 Sistemas de ficheiros: implementação Nuno Ferreira Neves Faculdade de Ciências de Universidade de Lisboa Objetivos da aula Descrever algunsdetalhes daimplementação deumsistema de ficheiros Discutir algoritmos

Leia mais

Banco de Dados I 2007. Módulo V: Indexação em Banco de Dados. (Aulas 4) Clodis Boscarioli

Banco de Dados I 2007. Módulo V: Indexação em Banco de Dados. (Aulas 4) Clodis Boscarioli Banco de Dados I 2007 Módulo V: Indexação em Banco de Dados (Aulas 4) Clodis Boscarioli Agenda: Indexação em SQL; Vantagens e Custo dos Índices; Indexação no PostgreSQL; Dicas Práticas. Índice em SQL Sintaxe:

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO DE BANCO DE DADOS

ADMINISTRAÇÃO DE BANCO DE DADOS ADMINISTRAÇÃO DE BANCO DE DADOS ARTEFATO 02 AT02 Diversos I 1 Indice ESQUEMAS NO BANCO DE DADOS... 3 CRIANDO SCHEMA... 3 CRIANDO TABELA EM DETERMINADO ESQUEMA... 4 NOÇÕES BÁSICAS SOBRE CRIAÇÃO E MODIFICAÇÃO

Leia mais

BANCO DE DADOS II Prof. Ricardo Rodrigues Barcelar http://www.ricardobarcelar.com

BANCO DE DADOS II Prof. Ricardo Rodrigues Barcelar http://www.ricardobarcelar.com - Aula 10 - PROCEDIMENTOS ARMAZENADOS - STORED PROCEDURES 1. INTRODUÇÃO Em muitas situações será necessário armazenar procedimentos escritos com a finalidade de se utilizar recursos como loop, estruturas

Leia mais

ARQUIVOS DE CONFIGURAÇAO ZIM 8.50

ARQUIVOS DE CONFIGURAÇAO ZIM 8.50 ZIM TECHNOLOGIES DO BRASIL ARQUIVOS DE CONFIGURAÇAO ZIM 8.50 Próx Antes de Iniciar Este documento detalha os arquivos de configuração da versão Zim 8.50 para Unix/WIndows. Você também deve consultar as

Leia mais

UNINOVE Tec. Adm. e Des. de Sistemas. Administracão de Banco de Dados. ORACLE Backup / Recovery AULA 11

UNINOVE Tec. Adm. e Des. de Sistemas. Administracão de Banco de Dados. ORACLE Backup / Recovery AULA 11 UNINOVE Tec. Adm. e Des. de Sistemas Administracão de Banco de Dados ORACLE Backup / Recovery AULA 11 Prof. MsC. Eng. Marcelo Bianchi AULA 09 A ARQUITETURA DO ORACLE O conhecimento da arquitetura Oracle

Leia mais

SQL é uma linguagem de consulta que implementa as operações da álgebra relacional de forma bem amigável.

SQL é uma linguagem de consulta que implementa as operações da álgebra relacional de forma bem amigável. SQL (Structured Query Language) SQL é uma linguagem de consulta que implementa as operações da álgebra relacional de forma bem amigável. Além de permitir a realização de consultas, SQL possibilita: definição

Leia mais

Sumário. Introdução... 1. 1 O Problema... 3

Sumário. Introdução... 1. 1 O Problema... 3 Sumário Introdução... 1 1 O Problema... 3 1.1 Definição do Problema... 3 1.2 A Solução... 3 1.2.1 Projeto Conceitual...4 1.2.2 Projeto Lógico... 5 1.2.3 Projeto Físico... 6 2 Criação de Bancos de Dados...

Leia mais

Sistemas de Ficheiros. Ficheiros Diretórios Implementação de sistemas de ficheiros Exemplos de sistemas de ficheiros

Sistemas de Ficheiros. Ficheiros Diretórios Implementação de sistemas de ficheiros Exemplos de sistemas de ficheiros Sistemas de Ficheiros Ficheiros Diretórios Implementação de sistemas de ficheiros Exemplos de sistemas de ficheiros 1 Armazenamento de Informação de Longo Prazo 1. Deve armazenar grandes massas de dados

Leia mais

Comandos de Manipulação

Comandos de Manipulação SQL - Avançado Inserção de dados; Atualização de dados; Remoção de dados; Projeção; Seleção; Junções; Operadores: aritméticos, de comparação,de agregação e lógicos; Outros comandos relacionados. SQL SQL

Leia mais

Structured Query Language (SQL)

Structured Query Language (SQL) SQL Histórico Structured Query Language (SQL) Foi desenvolvido pela IBM em meados dos anos 70 como uma linguagem de manipulação de dados (DML - Data Manipulation Language) para suas primeiras tentativas

Leia mais

Catálogo de Treinamentos 2016

Catálogo de Treinamentos 2016 Catálogo de Treinamentos 2016 PostgreSQL Fundamentos PostgreSQL Tuning PostgreSQL Backup e Restore PostgreSQL Replicação Nativa PostgreSQL Monitoramento PostgreSQL PL/pgSQL PostgreSQL Segurança comercial@timbira.com.br

Leia mais

Faculdade Pitágoras 16/08/2011. Curso Superior de Tecnologia: Banco de Dados Sistemas para Internet

Faculdade Pitágoras 16/08/2011. Curso Superior de Tecnologia: Banco de Dados Sistemas para Internet Faculdade Pitágoras Curso Superior de Tecnologia: Banco de Dados Sistemas para Internet Disciplina: Banco de Dados Prof.: Fernando Hadad Zaidan SQL A linguagem SQL é responsável por garantir um bom nível

Leia mais

Faculdade Pitágoras. Curso Superior de Tecnologia: Banco de Dados. Disciplina: Banco de Dados Prof.: Fernando Hadad Zaidan SQL

Faculdade Pitágoras. Curso Superior de Tecnologia: Banco de Dados. Disciplina: Banco de Dados Prof.: Fernando Hadad Zaidan SQL Faculdade Pitágoras Curso Superior de Tecnologia: Banco de Dados Disciplina: Banco de Dados Prof.: Fernando Hadad Zaidan SQL A linguagem SQL é responsável por garantir um bom nível de independência do

Leia mais

Noções de. Microsoft SQL Server. Microsoft SQL Server

Noções de. Microsoft SQL Server. Microsoft SQL Server Noções de 1 Considerações Iniciais Basicamente existem dois tipos de usuários do SQL Server: Implementadores Administradores 2 1 Implementadores Utilizam o SQL Server para criar e alterar base de dados

Leia mais

Controle de Versão com GIT

Controle de Versão com GIT Controle de Versão com GIT Túlio Toffolo tulio@toffolo.com.br http://www.toffolo.com.br Conteúdo Extra Algoritmos e Estruturas de Dados História do GIT Linus usa BitKeeper para gerenciar o código de suas

Leia mais

Aplicações - SQL. Banco de Dados: Teoria e Prática. André Santanchè e Luiz Celso Gomes Jr Instituto de Computação UNICAMP Agosto de 2013

Aplicações - SQL. Banco de Dados: Teoria e Prática. André Santanchè e Luiz Celso Gomes Jr Instituto de Computação UNICAMP Agosto de 2013 Aplicações - SQL Banco de Dados: Teoria e Prática André Santanchè e Luiz Celso Gomes Jr Instituto de Computação UNICAMP Agosto de 2013 Picture by Steve Kelley 2008 SQL SQL Structured Query Language Originalmente:

Leia mais

PostgreSQL. Aula 01. Aula 01

PostgreSQL. Aula 01. Aula 01 PostgreSQL Uma visão rápida r e dinâmica deste poderoso banco de dados O que é? O PostgreSQL é um sofisticado sistema de gerenciamento de banco de dados. È conhecido com Objeto-Relacional, pois além m

Leia mais

Prof.: Clayton Maciel Costa clayton.maciel@ifrn.edu.br

Prof.: Clayton Maciel Costa clayton.maciel@ifrn.edu.br Programação com acesso a BD Prof.: Clayton Maciel Costa clayton.maciel@ifrn.edu.br 1 Modelos de Dados, Esquemas e Instâncias 2 Modelos de Dados, Esquemas e Instâncias Modelo de dados: Conjunto de conceitos

Leia mais

SQL DML. Frederico D. Bortoloti freddb@ltc.ufes.br

SQL DML. Frederico D. Bortoloti freddb@ltc.ufes.br Banco de Dados I SQL DML Frederico D. Bortoloti freddb@ltc.ufes.br SQL - DML Os exemplos da aula serão elaborados para o esquema de dados a seguir: Empregado(matricula, nome, endereco, salario, supervisor,

Leia mais

Bases de Dados 2005/2006. Aula 5

Bases de Dados 2005/2006. Aula 5 Bases de Dados 2005/2006 Aula 5 Sumário -1. (T.P.C.) Indique diferenças entre uma tabela e uma relação. 0. A base de dados Projecto 1. SQL Join (variantes) a. Cross Join b. Equi-Join c. Natural Join d.

Leia mais

FAPLAN - Faculdade Anhanguera Passo Fundo Gestão da Tecnologia da Informação Banco de Dados II Prof. Eder Pazinatto Stored Procedures Procedimento armazenados dentro do banco de dados Um Stored Procedure

Leia mais

SQL. Prof. Márcio Bueno. {bd2tarde,bd2noite}@marciobueno.com

SQL. Prof. Márcio Bueno. {bd2tarde,bd2noite}@marciobueno.com SQL Prof. Márcio Bueno {bd2tarde,bd2noite}@marciobueno.com Material dos professores Ana Carolina Salgado, Fernando Foncesa e Valéria Times (CIn/UFPE) SQL SQL - Structured Query Language Linguagem de Consulta

Leia mais

Banco de Dados Oracle 10g: Introdução à Linguagem SQL

Banco de Dados Oracle 10g: Introdução à Linguagem SQL Oracle University Entre em contato: 0800 891 6502 Banco de Dados Oracle 10g: Introdução à Linguagem SQL Duração: 5 Dias Objetivos do Curso Esta classe se aplica aos usuários do Banco de Dados Oracle8i,

Leia mais

NOME SEXO CPF NASCIMENTO SALARIO

NOME SEXO CPF NASCIMENTO SALARIO Tutorial SQL Fonte: http://www.devmedia.com.br/articles/viewcomp.asp?comp=2973 Para começar Os Sistemas Gerenciadores de Bancos de Dados Relacionais (SGBDr) são o principal mecanismo de suporte ao armazenamento

Leia mais

Faculdade Lourenço Filho - ENADE 2011-1

Faculdade Lourenço Filho - ENADE 2011-1 1. Quando se constrói um banco de dados, define-se o modelo de entidade e relacionamento (MER), que é a representação abstrata das estruturas de dados do banco e seus relacionamentos. Cada entidade pode

Leia mais

Iniciando o MySQL Query Brower

Iniciando o MySQL Query Brower MySQL Query Brower O MySQL Query Browser é uma ferramenta gráfica fornecida pela MySQL AB para criar, executar e otimizar solicitações SQL em um ambiente gráfico. Assim como o MySQL Administrator foi criado

Leia mais

2008.1. A linguagem SQL

2008.1. A linguagem SQL SQL 2008.1 A linguagem SQL SQL - Structured Query Language. Foi definida nos laboratórios de pesquisa da IBM em San Jose, California, em 1974. Teve seus fundamentos no modelo relacional Sua primeira versão

Leia mais

ORACLE 11 G INTRODUÇÃO AO ORACLE, SQL,PL/SQL. Carga horária: 32 Horas

ORACLE 11 G INTRODUÇÃO AO ORACLE, SQL,PL/SQL. Carga horária: 32 Horas ORACLE 11 G INTRODUÇÃO AO ORACLE, SQL,PL/SQL Carga horária: 32 Horas Pré-requisito: Para que os alunos possam aproveitar este treinamento ao máximo, é importante que eles tenham participado dos treinamentos

Leia mais

CA ARCserve Backup PERGUNTAS MAIS FREQUENTES: ARCSERVE BACKUP R12.5

CA ARCserve Backup PERGUNTAS MAIS FREQUENTES: ARCSERVE BACKUP R12.5 PERGUNTAS MAIS FREQUENTES: ARCSERVE BACKUP R12.5 CA ARCserve Backup Este documento aborda as perguntas mais freqüentes sobre o CA ARCserve Backup r12.5. Para detalhes adicionais sobre os novos recursos

Leia mais

CONCORRÊNCIA. 1. Introdução. Recursos exclusivos. Não necessita controle. Abundância de recursos compartilhados. Controle necessário mas mínimo

CONCORRÊNCIA. 1. Introdução. Recursos exclusivos. Não necessita controle. Abundância de recursos compartilhados. Controle necessário mas mínimo CONCORRÊNCIA 1. Introdução Recursos exclusivos Não necessita controle Abundância de recursos compartilhados Controle necessário mas mínimo Harmonia, provavelmente não haverá conflito Recursos disputados

Leia mais

Linguagem SQL (Parte I)

Linguagem SQL (Parte I) Universidade Federal de Sergipe Departamento de Sistemas de Informação Itatech Group Jr Softwares Itabaiana Site: www.itatechjr.com.br E-mail: contato@itatechjr.com.br Linguagem SQL (Parte I) Introdução

Leia mais

PgAdmin. O pgadmin é um software gráfico para administração do SGBD PostgreSQL disponível para Windows e UNIX.

PgAdmin. O pgadmin é um software gráfico para administração do SGBD PostgreSQL disponível para Windows e UNIX. 1/20 PgAdmin O pgadmin é um software gráfico para administração do SGBD PostgreSQL disponível para Windows e UNIX. Site para download. Caso queira a última versão - http://www.pgadmin.org/download/ É uma

Leia mais

BANCO DE DADOS. info 3º ano. Prof. Diemesleno Souza Carvalho diemesleno@iftm.edu.br www.diemesleno.com.br

BANCO DE DADOS. info 3º ano. Prof. Diemesleno Souza Carvalho diemesleno@iftm.edu.br www.diemesleno.com.br BANCO DE DADOS info 3º ano Prof. Diemesleno Souza Carvalho diemesleno@iftm.edu.br www.diemesleno.com.br Na última aula estudamos Unidade 4 - Projeto Lógico Normalização; Dicionário de Dados. Arquitetura

Leia mais

ESTRUTURA INTERNA DO SISTEMA ESTRUTURA GERAL DO SGBD. Desempenho do BD ÙSatisfação do usuário. A performance do sistema depende:

ESTRUTURA INTERNA DO SISTEMA ESTRUTURA GERAL DO SGBD. Desempenho do BD ÙSatisfação do usuário. A performance do sistema depende: ESTRUTURA INTERNA DO SISTEMA ESTRUTURA GERAL DO SGBD Desempenho do BD ÙSatisfação do usuário USUÁRIO A performance do sistema depende: da eficiência das estruturas de dados utilizadas; como o sistema opera

Leia mais

A Evolução paquidérmica: para o alto, e avante!

A Evolução paquidérmica: para o alto, e avante! Evolução do PostgreSQL 1 Comunidade Brasileira de PostgreSQL IV Conferência brasileira de PostgreSQL 2011-11-3 História Prehistória 1975 Ingres. 1985 Postgres: extensibilidade. 1995 Postgre95: SQL. 1996

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS OPERACIONAIS COTAS DE DISCO. Professor Carlos Muniz

ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS OPERACIONAIS COTAS DE DISCO. Professor Carlos Muniz ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS OPERACIONAIS Trabalhando com cotas Usando o Gerenciador de Recursos de Servidor de Arquivos para criar uma cota em um volume ou uma pasta, você pode limitar o espaço em disco

Leia mais

Personalizando o Dreamweaver

Personalizando o Dreamweaver Personalizando o Dreamweaver - Acessando o painel de Preferências: O painel de preferências possui todas as configurações que o Dreamweaver oferece. Para quem é usuário de PC, poderá acessar pelo menu

Leia mais

LINGUAGEM SQL. DML - Linguagem de Manipulação de Dados

LINGUAGEM SQL. DML - Linguagem de Manipulação de Dados LINGUAGEM SQL Structured Query Language, ou Linguagem de Consulta Estruturada ou SQL, é uma linguagem de pesquisa declarativa para banco de dados relacional (base de dados relacional). Muitas das características

Leia mais

ArcGIS for Server: Administração e Configuração do Site (10.2)

ArcGIS for Server: Administração e Configuração do Site (10.2) ArcGIS for Server: Administração e Configuração do Site (10.2) Duração: 3 dias (24 horas) Versão do ArcGIS: 10.2 Material didático: Inglês Descrição Projetado para administradores, este curso ensina como

Leia mais

PostgreSQL: Novidades da Versão 9.0. PgDay SP - Outubro/2010

PostgreSQL: Novidades da Versão 9.0. PgDay SP - Outubro/2010 PostgreSQL: Novidades da Versão 9.0 PgDay SP - Outubro/2010 Mercado de BDs open source Novidades do PostgreSQL 9.0 Mais de 200 melhorias na versão 9.0 Hot standby Streaming Replication Melhorias na administração

Leia mais

FUNCTION ) RETURNS INTEGER AS $$ DECLARE

FUNCTION ) RETURNS INTEGER AS $$ DECLARE PERFORM O comando PERFORM permite a execução de um comando SELECT desprezando o resultado do comando. PERFORM query; A variável especial FOUND é definida como verdadeiro se a instrução produzir pelo menos

Leia mais

Segurança de Dados no PostgreSQL

Segurança de Dados no PostgreSQL Segurança de Dados no PostgreSQL Objetivos Objetivo instruir usuários iniciantes na utilização dos recursos do PostgreSQL que contribuem para a segurança da informação. Os participantes conhecerão também

Leia mais

Prof. Luiz Fernando. Unidade III ADMINISTRAÇÃO DE

Prof. Luiz Fernando. Unidade III ADMINISTRAÇÃO DE Prof. Luiz Fernando Unidade III ADMINISTRAÇÃO DE BANCOS DE DADOS Administração de SGBDs De todo o tipo de pessoal envolvido com desenvolvimento, manutenção, e utilização de bancos de dados há dois tipo

Leia mais

Guia de Início Rápido

Guia de Início Rápido Guia de Início Rápido O Microsoft Access 2013 parece diferente das versões anteriores, por isso criamos este guia para ajudar você a minimizar a curva de aprendizado. Alterar o tamanho da tela ou fechar

Leia mais

Infraestrutura de Hardware. Memória Virtual

Infraestrutura de Hardware. Memória Virtual Infraestrutura de Hardware Memória Virtual Perguntas que Devem ser Respondidas ao Final do Curso Como um programa escrito em uma linguagem de alto nível é entendido e executado pelo HW? Qual é a interface

Leia mais

TUTORIAL PRÁTICO SOBRE Git. Versão 1.1

TUTORIAL PRÁTICO SOBRE Git. Versão 1.1 TUTORIAL PRÁTICO SOBRE Git por Djalma Oliveira Versão 1.1 "Git é um sistema de controle de revisão distribuida, rápido e escalável" (tradução rápida do manual). Basicamente é

Leia mais

Migrando para OpenEdge 10. Regis Martins Ezipato Sr Solution Engineer

Migrando para OpenEdge 10. Regis Martins Ezipato Sr Solution Engineer Migrando para OpenEdge 10 Regis Martins Ezipato Sr Solution Engineer Façam as perguntas durante a apresentação 2 Visão Geral Versão 7.2A 8.2A 8.3A 9.0A 9.1A 10.0A 10.1A Quando Passado distante Passado

Leia mais

Sistemas Operacionais Arquivos. Carlos Ferraz (cagf@cin.ufpe.br) Jorge Cavalcanti Fonsêca (jcbf@cin.ufpe.br)

Sistemas Operacionais Arquivos. Carlos Ferraz (cagf@cin.ufpe.br) Jorge Cavalcanti Fonsêca (jcbf@cin.ufpe.br) Sistemas Operacionais Arquivos Carlos Ferraz (cagf@cin.ufpe.br) Jorge Cavalcanti Fonsêca (jcbf@cin.ufpe.br) Copyright Carlos Ferraz Cin/UFPE Implementação do Sistema de Arquivos Sistemas de arquivos são

Leia mais

Tutorial. Sincronização e backup de arquivos na Internet (nuvem) Elaborado por: Miguel Marques (Professor de TIC)

Tutorial. Sincronização e backup de arquivos na Internet (nuvem) Elaborado por: Miguel Marques (Professor de TIC) Tutorial Sincronização e backup de arquivos na Internet (nuvem) Elaborado por: Miguel Marques (Professor de TIC) Índice Introdução... 3 O programa... 3 Página www.dropbox.com... 6 Separador "Files"...

Leia mais

Banco de Dados I. Aula 12 - Prof. Bruno Moreno 04/10/2011

Banco de Dados I. Aula 12 - Prof. Bruno Moreno 04/10/2011 Banco de Dados I Aula 12 - Prof. Bruno Moreno 04/10/2011 Plano de Aula SQL Definição Histórico SQL e sublinguagens Definição de dados (DDL) CREATE Restrições básicas em SQL ALTER DROP 08:20 Definição de

Leia mais