Conceitos de relação de confiança

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Conceitos de relação de confiança www.jpinheiro.net jeferson@jpinheiro.net"

Transcrição

1 Conceitos de relação de confiança

2 Procedimento para criar uma árvore O procedimento usado para criar uma árvore com o Assistente para instalação do Active Directory é semelhante ao procedimento usado para criar o domínio raiz da floresta. 2/30

3 Registros de recursos Service Location (SRV) Para que o Active Directory funcione corretamente, os computadores clientes devem ser capazes de localizar servidores que fornecem serviços específicos, como autenticação de solicitações de logon e pesquisa de informações no Active Directory. O Active Directory armazena informações sobre o local dos computadores que fornecem esses serviços em registros DNS conhecidos como registros de recurso SRV. 3/30

4 Todos os registros SRV usam um formato padrão, que consiste em campos que contêm as informações usadas pelo Active Directory para mapear um serviço ao computador que fornece o serviço. Registros SRV usam o seguinte formato: _Serviço_.Protocolo.Nome Ttl Classe SRV Prioridade Importância Porta Destino 4/30

5 Campo _Serviço _Protocolo Nome Ttl Classe Prioridade Importância Porta Destino Descrição Especifica o nome do serviço, como LDAP (Lightweight Directory Access Protocol) ou Kerberos, fornecido pelo servidor que mantém esse registro SRV. Especifica o tipo de protocolo de transporte, como TCP ou UDP (User Datagram Protocol). Especifica o nome do domínio ao qual o registro de recursos faz referência. Especifica o valor TTL (Time to Live, vida útil) em segundos, que é um campo padrão de registros de recursos DNS que especifica o período de tempo em que um registro é considerado válido. Especifica o valor de classe do registro de recursos DNS padrão, que geralmente é.in. para o sistema da Internet. Essa é a única classe para a qual o DNS do windows Server 2003oferece suporte. Especifica a prioridade do servidor. Clientes tentam contatar o host com a prioridade mais baixa. Indica um mecanismo de equilíbrio de carga usado pelos clientes quando eles selecionam um host de destino. Quando o campo de prioridade é o mesmo para dois ou mais registros no mesmo domínio, os clientes escolhem aleatoriamente registros SRV de maior importância. Especifica a porta na qual o servidor está escutando esse serviço. Especifica o FQDN, também chamado de nome completo do computador, que fornece o serviço. 5/30

6 Tipos de relações de confiança 6/30

7 Relações de confiança são os mecanismos que garantem que um usuário autenticado em seu próprio domínio poderá acessar recursos em qualquer domínio confiável. No Windows Server 2003, há dois tipos de relação de confiança: transitiva e intransitiva. 7/30

8 Relação de Confiança Em uma relação de confiança transitiva, a relação de confiança estendida a um domínio é automaticamente estendida a todos os outros domínios que confiam nesse domínio. Por exemplo, o domínio D confia diretamente no domínio E, que confia diretamente no domínio F. Como ambas as relações de confiança são transitivas, o domínio D confia indiretamente no domínio F e vice-versa. 8/30

9 Relações de confiança transitivas são automáticas. Um exemplo de relação de confiança transitiva é a que ocorre entre pai e filho. Relações de confiança intransitivas não são automáticas e devem ser configuradas. Um exemplo de relação de confiança intransitiva é uma relação de confiança externa, como a relação entre um domínio em uma floresta e um domínio em outra floresta. 9/30

10 10/30

11 Quando um usuário tenta acessar um recurso em outro domínio, o protocolo de autenticação Kerberos versão 5 deve determinar se o domínio confiante isto é, o domínio que contém o recurso que o usuário está tentando acessar tem uma relação de confiança com o domínio confiável isto é, o domínio ao qual o usuário está se conectando. 11/30

12 Kerberos Para determinar a relação, o protocolo Kerberos versão 5 viaja pelo caminho de relação de confiança para obter uma referência ao controlador de domínio do domínio de destino. O controlador de domínio de destino emite uma permissão de serviço para o serviço solicitado. O caminho de relação de confiança é o caminho mais curto. 12/30

13 Relações de confiança entre florestas 13/30

14 O Windows Server 2003 oferece suporte a relações de confiança entre florestas, o que permite a usuários em uma floresta acessar recursos em outra floresta. Quando um usuário tenta acessar um recurso em uma floresta confiável, o Active Directory precisa primeiro localizar o recurso. Após a localização do recurso, o usuário poderá ser autenticado e poderá acessar o recurso. 14/30

15 Implementando o catálogo global 15/30

16 Implementando o catálogo global no Active Directory O catálogo global é o repositório central de informações sobre os objetos de uma floresta no Active Directory. 16/30

17 O cache de membros de grupos universais no Windows Server 2003 reduz o tráfego e aumenta a resposta de logon nas conexões lentas de rede de longa distância. É necessário que você entenda o significado dos servidores de catálogo global e do cache de membros de grupos universais para planejar o posicionamento adequado dos controladores de domínio em sua rede. 17/30

18 18/30

19 Criação do Catálogo Global O Active Directory cria um catálogo global automaticamente no primeiro controlador de domínio da floresta, conhecido como servidor de catálogo global. Você pode adicionar a funcionalidade do catálogo global a outros controladores de domínio ou alterar o local padrão do catálogo global para outro controlador de domínio. 19/30

20 principais funções executadas por um servidor de catálogo global Permite logon de rede fornecendo informações sobre membros de grupos universais a um controlador de domínio ao ser iniciado um processo de logon. Localiza informações de diretório, qualquer que seja o domínio da floresta que realmente contém os dados. Um catálogo global fornece informações sobre os membros dos grupos. 20/30

21 Um catálogo global resolve os nomes, endereços, e usuários de logon principais de usuário 21/30

22 Funções de Logon Se um catálogo global não estiver disponível quando um usuário fizer logon em um domínio executado no nível de domínio nativo do Windows 2000 ou no nível funcional do domínio do Windows Server 2003, o controlador de domínio que estiver processando a solicitação de logon do usuário negará a solicitação, impedindo o logon do usuário. 22/30

23 Se nenhum controlador de domínio estiver disponível para processar a solicitação de logon de um usuário, o controlador de domínio processará a solicitação usando as credenciais do usuário armazenadas em cache. Esse recurso permite que os usuários façam logon em computadores portáteis quando não estiverem conectados à rede corporativa. 23/30

24 A conta Administrador localizada no domínio sempre permitirá logon, mesmo quando nenhum servidor de catálogo global estiver disponível. 24/30

25 Importante É necessário que os computadores cliente tenham acesso a um servidor de catálogo global para que seja possível fazer logon. Portanto, na maioria dos casos, tenha pelo menos um servidor de catálogo global em cada site para desfrutar dos benefícios obtidos através da utilização de sites, como a diminuição do tráfego de rede. 25/30

26 Quando personalizar um servidor de catálogo global Algumas vezes, você talvez deseje personalizar o servidor de catálogo global para incluir atributos adicionais. Entretanto, considere suas opções cuidadosamente, pois as alterações nos atributos poderão afetar o tráfego da rede. 26/30

27 27/30

28 Cache Um controlador de domínio em um site com cache de membros de grupos universais habilitado armazena informações localmente após a primeira tentativa de logon do usuário. Na próxima vez que o usuário tentar fazer logon, o controlador de domínio obterá as informações dos membros dos grupos universais de seu cache local sem precisar contatar um servidor de catálogo global. 28/30

29 A função de grupos universais no processo de logon processo de logon Os membros dos grupos universais são fundamentais para um logon bem sucedido. Se o controlador de domínio não puder enumerar os membros dos grupos universais do usuário, será negado um logon interativo ao usuário. Para concluir o processo de logon, o computador cliente no qual o usuário está realizando o logon interativo deverá ter acesso a um servidor de catálogo global ou às informações armazenadas em cache. 29/30

30 Quando um usuário faz logon, o controlador de domínio que o autentica deve ser capaz de contatar um servidor de catálogo global para enumerar os membros dos grupos universais do usuário. Se o controlador de domínio acessar o servidor de catálogo global por uma rede de longa distância, os usuários não poderão fazer logon caso a conexão dessa rede esteja inoperante. 30/30

Referência de registros de recursos

Referência de registros de recursos Referência de registros de recursos 6 de 6 pessoas classificaram isso como útil Referência de registros de recursos Um banco de dados DNS consiste em um ou mais arquivos de zona usados pelo servidor DNS.

Leia mais

Introdução ao Active Directory AD

Introdução ao Active Directory AD Introdução ao Active Directory AD Curso Técnico em Redes de Computadores SENAC - DF Professor Airton Ribeiro O Active Directory, ou simplesmente AD como é usualmente conhecido, é um serviço de diretórios

Leia mais

Sistemas Operacionais de Rede INTRODUÇÃO AO ACTIVE DIRECTORY

Sistemas Operacionais de Rede INTRODUÇÃO AO ACTIVE DIRECTORY Sistemas Operacionais de Rede INTRODUÇÃO AO ACTIVE DIRECTORY Conteúdo Programático! Introdução ao Active Directory (AD)! Definições! Estrutura Lógica! Estrutura Física! Instalação do Active Directory (AD)!

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMA OPERACIONAL DE REDE (AULA 5)

ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMA OPERACIONAL DE REDE (AULA 5) Prof. Breno Leonardo Gomes de Menezes Araújo brenod123@gmail.com http://blog.brenoleonardo.com.br ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMA OPERACIONAL DE REDE (AULA 5) Uma conta de usuário é um objeto de Active Directory,

Leia mais

Visão geral híbrida de Serviços Corporativos de Conectividade do SharePoint 2013

Visão geral híbrida de Serviços Corporativos de Conectividade do SharePoint 2013 Visão geral híbrida de Serviços Corporativos de Conectividade do SharePoint 2013 Christopher J Fox Microsoft Corporation Novembro de 2012 Aplica-se a: SharePoint 2013, SharePoint Online Resumo: Um ambiente

Leia mais

Elementos. Setores, departamentos, diretorias etc.

Elementos. Setores, departamentos, diretorias etc. O Active Directory Active directory Serviço de diretório extensível para gerenciar recursos da rede de modo eficiente Armazena informações detalhadas sobre cada recurso na rede Possibilidade de armazenar

Leia mais

Professor: Macêdo Firmino Disciplina: Sistemas Operacionais de Rede

Professor: Macêdo Firmino Disciplina: Sistemas Operacionais de Rede Professor: Macêdo Firmino Disciplina: Sistemas Operacionais de Rede O sistema de nome de domínio (DNS) é um sistema que nomeia computadores e serviços de rede e é organizado em uma hierarquia de domínios.

Leia mais

SoftPhone e Integração de diretório ativo

SoftPhone e Integração de diretório ativo SoftPhone e Integração de diretório ativo Índice Introdução Pré-requisitos Requisitos Componentes Utilizados Convenções Integre o diretório ativo com SoftPhone Prepare para integrar o diretório ativo com

Leia mais

RODC. Read-Only Domain Controller

RODC. Read-Only Domain Controller RODC Read-Only Domain Controller RODC O RODC é um controlador de domínio que mantém todas as funções de um ADDC (Active Directory Domain Controller) porém não tem permissão para alterar os dados do diretório

Leia mais

Instalando e configurando DFS (Distributed File System) no Windows Server 2008 R2 em ambiente virtual (VirtualBox)

Instalando e configurando DFS (Distributed File System) no Windows Server 2008 R2 em ambiente virtual (VirtualBox) Instalando e configurando DFS (Distributed File System) no Windows Server 2008 R2 em ambiente virtual (VirtualBox) Objetivo: Implantar um sistema de redundância e replicação de arquivos em dois servidores

Leia mais

Windows 2008 Server. Windows 2008 Server IFSP Boituva Prof. Sérgio Augusto Godoy. www.profsergiogodoy.com sergiogutogodoy@hotmail.

Windows 2008 Server. Windows 2008 Server IFSP Boituva Prof. Sérgio Augusto Godoy. www.profsergiogodoy.com sergiogutogodoy@hotmail. Windows 2008 Server IFSP Boituva Prof. Sérgio Augusto Godoy www.profsergiogodoy.com sergiogutogodoy@hotmail.com Serviços DHCP Server: O DHCP ("Dynamic Host Configuration Protocol" ou "protocolo de configuração

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS OPERACIONAIS SERVIÇOS DE ACESSO REMOTO (TELNET E TERMINAL SERVICES) Professor Carlos Muniz

ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS OPERACIONAIS SERVIÇOS DE ACESSO REMOTO (TELNET E TERMINAL SERVICES) Professor Carlos Muniz ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS OPERACIONAIS SERVIÇOS DE ACESSO REMOTO (TELNET E O que é roteamento e acesso remoto? Roteamento Um roteador é um dispositivo que gerencia o fluxo de dados entre segmentos da rede,

Leia mais

Administração de Sistemas Operacionais. Prof. Rodrigo Siqueira

Administração de Sistemas Operacionais. Prof. Rodrigo Siqueira Administração de Sistemas Operacionais Prof. Rodrigo Siqueira Lição 1: Funções de servidor Edições do Windows Server 2008 O que são funções de servidor? O que são as funções de serviços de infra-estrutura

Leia mais

Shavlik Protect. Guia de Atualização

Shavlik Protect. Guia de Atualização Shavlik Protect Guia de Atualização Copyright e Marcas comerciais Copyright Copyright 2009 2014 LANDESK Software, Inc. Todos os direitos reservados. Este produto está protegido por copyright e leis de

Leia mais

Um pouco sobre Pacotes e sobre os protocolos de Transporte

Um pouco sobre Pacotes e sobre os protocolos de Transporte Um pouco sobre Pacotes e sobre os protocolos de Transporte O TCP/IP, na verdade, é formado por um grande conjunto de diferentes protocolos e serviços de rede. O nome TCP/IP deriva dos dois protocolos mais

Leia mais

Escrito por Daniel Donda Seg, 29 de Junho de 2009 16:58 - Última atualização Seg, 29 de Junho de 2009 17:00

Escrito por Daniel Donda Seg, 29 de Junho de 2009 16:58 - Última atualização Seg, 29 de Junho de 2009 17:00 Sempre fica uma pequena duvida entre qual auditoria utilizar. Mas nada mais facil é saber o tipo de evento que precisamos e assim habilitar a auditoria correta. Eventos de Logon de Conta Eventos de logon

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMA OPERACIONAL DE REDE (AULA 4)

ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMA OPERACIONAL DE REDE (AULA 4) Prof. Breno Leonardo Gomes de Menezes Araújo brenod123@gmail.com http://blog.brenoleonardo.com.br ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMA OPERACIONAL DE REDE (AULA 4) Serviço de diretório Serviço de diretório é um conjunto

Leia mais

Remote Authentication Dial in User Service (RADIUS) Rômulo Rosa Furtado

Remote Authentication Dial in User Service (RADIUS) Rômulo Rosa Furtado Remote Authentication Dial in User Service (RADIUS) Rômulo Rosa Furtado O que é RADIUS: RADIUS é uma rede de protocolo que fornece Autorização, Autenticação e Contabilidade (AAA). Para que serve? Ele serve

Leia mais

CONFIGURANDO O SERVIÇO DE VPN NO WINDOWS SERVER 2008 R2

CONFIGURANDO O SERVIÇO DE VPN NO WINDOWS SERVER 2008 R2 CONFIGURANDO O SERVIÇO DE VPN NO WINDOWS SERVER 2008 R2 1. Antes de começar A tabela a seguir lista as informações que você precisa saber antes de configurar um servidor VPN de acesso remoto. Antes de

Leia mais

Active Directory. João Medeiros (joao.fatern@gmail.com) 1 / 15

Active Directory. João Medeiros (joao.fatern@gmail.com) 1 / 15 Active Directory João Medeiros (joao.fatern@gmail.com) 1 / 15 Baseado no LDAP Estrutura hierárquica organizacional Diretório de serviços que pode ser distribuído através de vários servidores com tolerância

Leia mais

Transferindo a carga da autenticação remota dos servidores

Transferindo a carga da autenticação remota dos servidores Transferindo a carga da autenticação remota dos servidores Visão Geral Há três etapas usadas pela maioria dos computadores para proteger o acesso a operações, aplicativos e dados sensíveis: A identificação

Leia mais

Configurando o IIS no Server 2003

Configurando o IIS no Server 2003 2003 Ser ver Enterprise Objetivo Ao término, você será capaz de: 1. Instalar e configurar um site usando o IIS 6.0 Configurando o IIS no Server 2003 Instalando e configurando o IIS 6.0 O IIS 6 é o aplicativo

Leia mais

Tutorial de Active Directory Parte 3

Tutorial de Active Directory Parte 3 Tutorial de Active Directory Parte 3 Introdução Prezados leitores, esta é a terceira parte de uma série de tutoriais sobre o Active Directory. O Active Directory foi a grande novidade introduzida no Windows

Leia mais

Lista de Exercícios-01 DISCIPLINA DE ARQUITETURA FECHADA WINDOWS SERVER Estrutura lógica estrutura física

Lista de Exercícios-01 DISCIPLINA DE ARQUITETURA FECHADA WINDOWS SERVER Estrutura lógica estrutura física Lista de Exercícios-01 1. Faça uma breve descrição sobre o Active Directory-AD Serviço de diretório é um conjunto de Atributos sobre recursos e serviços existentes na rede, isso significa que é uma maneira

Leia mais

Configuração do Servidor DHCP no Windows Server 2003

Configuração do Servidor DHCP no Windows Server 2003 Configuração do Servidor DHCP no Windows Server 2003 Como instalar o Serviço DHCP Antes de poder configurar o serviço DHCP, é necessário instalá lo no servidor. O DHCP não é instalado por padrão durante

Leia mais

Introdução resumida ao Active Directory (AD)

Introdução resumida ao Active Directory (AD) Introdução resumida ao Active Directory (AD) Nuno Alexandre Magalhães Pereira; Novembro de 2004. O Active Directory (AD) é, com toda a certeza, o componente mais importante do Windows 2000/2003 (W2K/2K3).

Leia mais

Introdução ao Windows Server System. José Carlos Libardi Junior

Introdução ao Windows Server System. José Carlos Libardi Junior Introdução ao Windows Server System José Carlos Libardi Junior Computer Roles Grupo de Trabalho X Domínio O que é Active Directory Termos do Active Directory Tópicos Principais Um computador com o Windows

Leia mais

Segurança da Informação

Segurança da Informação Segurança da Informação Banco de Dados LDAP Rodrigo Rubira Branco - rodrigo@firewalls.com.br O que é Serviço de Diretorio? Banco de dados especializado em armazenar informações sobre objetos Caracteristicas

Leia mais

Introdução resumida ao Active Directory (AD)

Introdução resumida ao Active Directory (AD) Introdução resumida ao Active Directory (AD) Nuno Alexandre Magalhães Pereira; Novembro de 2005. O Active Directory (AD) é, com toda a certeza, o componente mais importante do Windows 2000/2003 (W2K/2K3).

Leia mais

Conteúdo Programático

Conteúdo Programático Conteúdo Programático Introdução ao Active (AD) Definições Estrutura Lógica Estrutura Física Instalação do Active (AD) Atividade Prática 1 Definições do Active Em uma rede do Microsoft Windows Server 2003,

Leia mais

Laboratório de Redes de Computadores e Sistemas Operacionais

Laboratório de Redes de Computadores e Sistemas Operacionais Laboratório de Redes de Computadores e Sistemas Operacionais O Active Directory Fabricio Breve Introdução Domínios: grupo de servidores e estações de trabalho que concordam em centralizar os nomes de contas

Leia mais

Atualizado em 9 de outubro de 2007

Atualizado em 9 de outubro de 2007 2 Nettion R Copyright 2007 by Nettion Information Security. Este material pode ser livremente reproduzido, desde que mantidas as notas de copyright e o seu conteúdo original. Envie críticas e sugestões

Leia mais

Instruções de operação Guia de segurança

Instruções de operação Guia de segurança Instruções de operação Guia de segurança Para um uso seguro e correto, certifique-se de ler as Informações de segurança em 'Leia isto primeiro' antes de usar o equipamento. CONTEÚDO 1. Instruções iniciais

Leia mais

PROGRAMA DE TREINAMENTO ACTIVE DIRECTORY DO WINDOWS SERVER 2003

PROGRAMA DE TREINAMENTO ACTIVE DIRECTORY DO WINDOWS SERVER 2003 PROGRAMA DE TREINAMENTO ACTIVE DIRECTORY DO WINDOWS SERVER 2003 CARGA HORÁRIA: 64 horas. O QUE É ESTE TREINAMENTO: O Treinamento Active Ditectory no Windows Server 2003 prepara o aluno a gerenciar domínios,

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS OPERACIONAIS SERVIÇOS IMPRESSÃO. Professor Carlos Muniz

ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS OPERACIONAIS SERVIÇOS IMPRESSÃO. Professor Carlos Muniz ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS OPERACIONAIS SERVIÇOS IMPRESSÃO Serviços de impressão Os serviços de impressão permitem compartilhar impressoras em uma rede, bem como centralizar as tarefas de gerenciamento

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS OPERACIONAIS

ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS OPERACIONAIS ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS OPERACIONAIS FUNDAMENTOS DE Visão geral sobre o Active Directory Um diretório é uma estrutura hierárquica que armazena informações sobre objetos na rede. Um serviço de diretório,

Leia mais

CADERNO DE TI HOSPITAL DAS CLINICAS DA FACULDADE DE MEDICINA DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO CAPITULO X AEROHIVE

CADERNO DE TI HOSPITAL DAS CLINICAS DA FACULDADE DE MEDICINA DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO CAPITULO X AEROHIVE HOSPITAL DAS CLINICAS DA FACULDADE DE MEDICINA DA NÚCLEO ESPECIALIZADO EM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO CADERNO DE TI CAPITULO X AEROHIVE Data Versão Descrição Autor 21/02/2013 1.0 AEROHIVE CIS NÚCLEO ESPECIALIZADO

Leia mais

FTIN Formação Técnica em Informática. Sistema Operacional Proprietário Windows Prof. Walter Travassos

FTIN Formação Técnica em Informática. Sistema Operacional Proprietário Windows Prof. Walter Travassos FTIN Formação Técnica em Informática Sistema Operacional Proprietário Windows Prof. Walter Travassos Aula 03 SISTEMA OPERACIONAL PROPRIETÁRIO WINDOWS Competências Instalação do Active Directory e serviços

Leia mais

Sincronização do Catálogo de Endereços no MDaemon 6.x com o uso do ComAgent, LDAP, MAPI e WAB

Sincronização do Catálogo de Endereços no MDaemon 6.x com o uso do ComAgent, LDAP, MAPI e WAB Sincronização do Catálogo de Endereços no MDaemon 6.x com o uso do ComAgent, LDAP, MAPI e WAB Alt-N Technologies, Ltd 1179 Corporate Drive West, #103 Arlington, TX 76006 Tel: (817) 652-0204 2002 Alt-N

Leia mais

Ajuste fino. OMonitor de Desempenho no Windows. Exchange e Active Directory

Ajuste fino. OMonitor de Desempenho no Windows. Exchange e Active Directory Ajuste fino Desempenho pode ser um problema se executados serviços como SharePoint, Exchange, ou SQL em um servidor Windows de uma só vez. Felizmente, algumas ferramentas podem ajudar os administradores

Leia mais

Guia passo a passo de introdução ao Microsoft Windows Server Update Services

Guia passo a passo de introdução ao Microsoft Windows Server Update Services Guia passo a passo de introdução ao Microsoft Windows Server Update Services Microsoft Corporation Publicação: 14 de março de 2005 Autor: Tim Elhajj Editor: Sean Bentley Resumo Este documento fornece instruções

Leia mais

http://aurelio.net/vim/vim-basico.txt Entrar neste site/arquivo e estudar esse aplicativo Prof. Ricardo César de Carvalho

http://aurelio.net/vim/vim-basico.txt Entrar neste site/arquivo e estudar esse aplicativo Prof. Ricardo César de Carvalho vi http://aurelio.net/vim/vim-basico.txt Entrar neste site/arquivo e estudar esse aplicativo Administração de Redes de Computadores Resumo de Serviços em Rede Linux Controlador de Domínio Servidor DNS

Leia mais

Compartilhamento de internet usando recursos do Windows XP

Compartilhamento de internet usando recursos do Windows XP Compartilhamento de internet usando recursos do Windows XP Valença-Ba, 17 de outubro de 2010. Identificação IFBA- Campus Valença Curso: Informática subseqüente Disciplina: Redes de Computadores Turma:

Leia mais

FTIN Formação Técnica em Informática Módulo Sistema Proprietário Windows AULA 04. Prof. André Lucio

FTIN Formação Técnica em Informática Módulo Sistema Proprietário Windows AULA 04. Prof. André Lucio FTIN Formação Técnica em Informática Módulo Sistema Proprietário Windows AULA 04 Prof. André Lucio Competências da aula 3 Servidor de DHCP. Servidor de Arquivos. Servidor de Impressão. Aula 04 CONCEITOS

Leia mais

Redes de Computadores LFG TI

Redes de Computadores LFG TI Redes de Computadores LFG TI Prof. Bruno Guilhen Camada de Aplicação Fundamentos Fundamentos Trata os detalhes específicos de cada tipo de aplicação. Mensagens trocadas por cada tipo de aplicação definem

Leia mais

Guia Rápido de Instalação

Guia Rápido de Instalação Guia Rápido de Instalação Conteúdo Passo 1 Download dos Arquivos de Instalação Passo 2 Tela de Boas Vindas Passo 3 Termos de Licença Passo 4 Local de Instalação Passo 5 Informações de Registro Passo 6

Leia mais

estações Benefícios Visão geral Embora o software de controle remoto CA IT Client Manager. O CA de arquivos em um PC Linux e Macintosh.

estações Benefícios Visão geral Embora o software de controle remoto CA IT Client Manager. O CA de arquivos em um PC Linux e Macintosh. INFORMAÇÕES DO PRODUTO: CONTROLE REMOTO DE ESTAÇÕES DE TRABALHO Controle remoto de estações de trabalho do CA IT Client Manager O CA IT CLIENT MANAGER FORNECE RECURSOSAVANÇADOS DE CONTROLE REMOTO DE ESTAÇÕES

Leia mais

Guia de administração. BlackBerry Professional Software para Microsoft Exchange. Versão: 4.1 Service pack: 4B

Guia de administração. BlackBerry Professional Software para Microsoft Exchange. Versão: 4.1 Service pack: 4B BlackBerry Professional Software para Microsoft Exchange Versão: 4.1 Service pack: 4B SWD-313211-0911044452-012 Conteúdo 1 Gerenciando contas de usuários... 7 Adicionar uma conta de usuário... 7 Adicionar

Leia mais

Roteiro 11: Roteamento /acesso remoto / redirecionamento de diretórios

Roteiro 11: Roteamento /acesso remoto / redirecionamento de diretórios Roteiro 11: Roteamento /acesso remoto / redirecionamento de diretórios Objetivos: Ativar e gerenciar o serviço de roteamento; Ativar e gerenciar serviços de terminal remoto; Redirecionar diretórios através

Leia mais

Winconnection 6. Internet Gateway

Winconnection 6. Internet Gateway Winconnection 6 Internet Gateway Descrição Geral O Winconnection 6 é um gateway de acesso à internet desenvolvido dentro da filosofia UTM (Unified Threat Management). Assim centraliza as configurações

Leia mais

Configuração manual.ost Microsoft Office 365

Configuração manual.ost Microsoft Office 365 Configuração manual.ost Microsoft Office 365 Classificação do Documento: Página 1 de 12 ÍNDICE ÍNDICE... 2 CONTROLE DOCUMENTO... 3 OBJETIVO... 4 USUÁRIOS DO DOCUMENTO... 4 INTER-RELACIONAMENTO COM OUTROS

Leia mais

FTIN Formação Técnica em Informática Módulo Sistema Proprietário Windows AULA 02. Prof. André Lucio

FTIN Formação Técnica em Informática Módulo Sistema Proprietário Windows AULA 02. Prof. André Lucio FTIN Formação Técnica em Informática Módulo Sistema Proprietário Windows AULA 02 Prof. André Lucio Competências da aula 2 Instalação e configuração dos sistemas operacionais proprietários Windows (7 e

Leia mais

FTP Protocolo de Transferência de Arquivos

FTP Protocolo de Transferência de Arquivos FTP Protocolo de Transferência de Arquivos IFSC UNIDADE DE SÃO JOSÉ CURSO TÉCNICO SUBSEQUENTE DE TELECOMUNICAÇÕES! Prof. Tomás Grimm FTP - Protocolo O protocolo FTP é o serviço padrão da Internet para

Leia mais

Capítulo 7 CAMADA DE TRANSPORTE

Capítulo 7 CAMADA DE TRANSPORTE Capítulo 7 CAMADA DE TRANSPORTE SERVIÇO SEM CONEXÃO E SERVIÇO ORIENTADO À CONEXÃO Serviço sem conexão Os pacotes são enviados de uma parte para outra sem necessidade de estabelecimento de conexão Os pacotes

Leia mais

Guia passo a passo para o Microsoft Windows Server Update Services 3.0 SP2

Guia passo a passo para o Microsoft Windows Server Update Services 3.0 SP2 Guia passo a passo para o Microsoft Windows Server Update Services 3.0 SP2 Microsoft Corporation Autor: Anita Taylor Editor: Theresa Haynie Resumo Este guia fornece instruções detalhadas para instalação

Leia mais

CA Nimsoft Monitor Server

CA Nimsoft Monitor Server CA Nimsoft Monitor Server Guia de Configuração 7.6 Histórico de revisões do documento Versão Data Alterações 7.6 Junho de 2014 Nenhuma revisão no 7.6. 7.5 Março de 2014 Nenhuma revisão no 7.5. 7.1 Dezembro

Leia mais

Guia de Configuração das Funções de Digitalização

Guia de Configuração das Funções de Digitalização Guia de Configuração das Funções de Digitalização WorkCentre M123/M128 WorkCentre Pro 123/128 701P42171_pt-BR 2004. Todos os direitos reservados. A proteção de copyright aqui reclamada inclui todas as

Leia mais

1. DHCP a. Reserva de IP

1. DHCP a. Reserva de IP Configuração de recursos do roteador wireless Tenda 1. DHCP a. Reserva de IP Ao se conectar uma rede que possua servidor DHCP, o host recebe um IP dentro da faixa de distribuição. A cada conexão, o host

Leia mais

Servidor IIS. Sorayachristiane.blogspot.com

Servidor IIS. Sorayachristiane.blogspot.com Servidor IIS Servidor IIS IIS Serviço de informação de Internet; É um servidor que permite hospedar um ou vários sites web no mesmo computador e cria uma distribuição de arquivos utilizando o protocolo

Leia mais

Redes de computadores

Redes de computadores Redes de computadores Eletrônica IV Redes de Computadores Aula 03 Prof. Luiz Fernando Laguardia Campos 4 Modulo Feliz aquele que transfere o que sabe e aprende o que ensina Cora Coralina Windows 2003 Server

Leia mais

Controle de Acesso em Rede

Controle de Acesso em Rede Segurança de Rede Segurança de rede e segurança de sistema (servidor individual) têm muito em comum Há redes onde o usuário faz login no domínio da rede para ter acesso aos recursos; em outras, se conecta

Leia mais

11 SEMINÁRIO RNP DE CAPACITAÇÃO E INOVAÇÃO RNP

11 SEMINÁRIO RNP DE CAPACITAÇÃO E INOVAÇÃO RNP UFBA SIUS Sistema Integrado de Usuários e Serviços Um Solução com LDAP UFBA Universidade Federal da Bahia Números: (www.proplad.ufba.br/relatorios-f.html) Alunos: 19.403 graduação 1.782 diplomados/semestre;

Leia mais

Configuração de Digitalizar para E-mail

Configuração de Digitalizar para E-mail Guia de Configuração de Funções de Digitalização de Rede Rápida XE3024PT0-2 Este guia inclui instruções para: Configuração de Digitalizar para E-mail na página 1 Configuração de Digitalizar para caixa

Leia mais

Tutorial de TCP/IP Parte 26 Criando Registros

Tutorial de TCP/IP Parte 26 Criando Registros Introdução Tutorial de TCP/IP Parte 26 Criando Registros Prezados leitores, esta é a sexta parte, desta segunda etapa dos tutoriais de TCP/IP. As partes de 01 a 20, constituem o módulo que eu classifiquei

Leia mais

Security Shop MRS. Media Relay System. Manual do Usuário

Security Shop MRS. Media Relay System. Manual do Usuário Página 1 de 20 Security Shop MRS Media Relay System Manual do Usuário Página 2 de 20 Conteúdos: Conteúdos:... 2 Figuras:... 3 1. Introdução... 4 1.1 Âmbito do Documento... 4 1.2 Terminologia... 4 2. GERAL...

Leia mais

CA Nimsoft Monitor. Guia do Probe Monitoramento de resposta do servidor LDAP. ldap_response série 1.3

CA Nimsoft Monitor. Guia do Probe Monitoramento de resposta do servidor LDAP. ldap_response série 1.3 CA Nimsoft Monitor Guia do Probe Monitoramento de resposta do servidor LDAP ldap_response série 1.3 Aviso de copyright do CA Nimsoft Monitor Este sistema de ajuda online (o Sistema ) destina-se somente

Leia mais

Gerenciamento de ES e Sistema de Arquivos do Windows 2000

Gerenciamento de ES e Sistema de Arquivos do Windows 2000 1 Gerenciamento de ES e Sistema de Arquivos do Windows 2000 Gerenciador de E/S Objetivo é fornecer uma estrutura de modo eficiente para lidar com a grande variedade de dispositivos Bastante relacionado

Leia mais

Camadas de Transporte, Sessão & Apresentação. Função. Camadas REDES x TRANSPORTE. Redes de Computadores Prof. Leandro C. Pykosz

Camadas de Transporte, Sessão & Apresentação. Função. Camadas REDES x TRANSPORTE. Redes de Computadores Prof. Leandro C. Pykosz Camadas de Transporte, Sessão & Apresentação Redes de Computadores Prof. Leandro C. Pykosz Função A camada de Transporte fica entre as camadas de nível de aplicação (camadas 5 a 7) e as de nível físico

Leia mais

FTP - Protocolo. O protocolo FTP é o serviço padrão da Internet para a transferência de arquivos entre computadores.

FTP - Protocolo. O protocolo FTP é o serviço padrão da Internet para a transferência de arquivos entre computadores. FTP FTP - Protocolo O protocolo FTP é o serviço padrão da Internet para a transferência de arquivos entre computadores. A partir do FTP usuários podem receber ou enviar arquivos de ou para outros computadores

Leia mais

www.nddigital.com.br Manual de Administração DPS Printer 2.1 NDDigital S/A - Software

www.nddigital.com.br Manual de Administração DPS Printer 2.1 NDDigital S/A - Software www.nddigital.com.br Manual de Administração DPS Printer 2.1 NDDigital S/A - Software 2 Introdução Este manual foi elaborado para administradores, para entendimento do funcionamento do produto e administração

Leia mais

Live Show Gerenciamento de Ambientes. Danilo Bordini (http://blogs.technet.com/dbordini ) Rodrigo Dias (http://blogs.technet.

Live Show Gerenciamento de Ambientes. Danilo Bordini (http://blogs.technet.com/dbordini ) Rodrigo Dias (http://blogs.technet. Live Show Gerenciamento de Ambientes Danilo Bordini (http://blogs.technet.com/dbordini ) Rodrigo Dias (http://blogs.technet.com/rodias) Live Show! Vocês são do Time! Período do Evento Final de Semana Durante

Leia mais

Configurando DNS Server. Prof. Armando Martins de Souza E-mail: armandomartins.souza@gmail.com

Configurando DNS Server. Prof. Armando Martins de Souza E-mail: armandomartins.souza@gmail.com Configurando DNS Server. Prof. Armando Martins de Souza E-mail: armandomartins.souza@gmail.com Entendendo o DNS É o serviço responsável por: Traduzir nomes em endereços IP (e vice-versa), de um determinado

Leia mais

Guia de Conectividade Worldspan Go Res! A V A N Ç A D O

Guia de Conectividade Worldspan Go Res! A V A N Ç A D O Guia de Conectividade Worldspan Go Res! A V A N Ç A D O Í n d i c e Considerações Iniciais...2 Rede TCP/IP...3 Produtos para conectividade...5 Diagnosticando problemas na Rede...8 Firewall...10 Proxy...12

Leia mais

NetWare 6.5. Novell. Instalação e upgrade REQUISITOS MÍNIMOS DE SISTEMA REQUISITOS DE SISTEMA RECOMENDADOS. www.novell.

NetWare 6.5. Novell. Instalação e upgrade REQUISITOS MÍNIMOS DE SISTEMA REQUISITOS DE SISTEMA RECOMENDADOS. www.novell. Novell NetWare 6.5 www.novell.com INÍCIO RÁPIDO Instalação e upgrade Esta Introdução rápida fornece informações básicas sobre a instalação e o upgrade para um servidor NetWare 6.5. Para obter instruções

Leia mais

Instruções de operação Guia de segurança

Instruções de operação Guia de segurança Instruções de operação Guia de segurança Para um uso seguro e correto, certifique-se de ler as Informações de segurança em 'Leia isto primeiro' antes de usar o equipamento. CONTEÚDO 1. Instruções iniciais

Leia mais

Instalação e Configuração do AD DS no Windows Server 2012 R2 INSTALAÇÃO DO SERVIÇOS DE DOMÍNIO DO ACTIVE DIRECTORY (AD DS)

Instalação e Configuração do AD DS no Windows Server 2012 R2 INSTALAÇÃO DO SERVIÇOS DE DOMÍNIO DO ACTIVE DIRECTORY (AD DS) Instalação e Configuração do AD DS no Windows Server 2012 R2 Sumário... 2 Criando as Unidades Organizacionais... 16 Criando Grupos... 17 Criação de Usuários.... 20 Habilitando a Lixeira do AD DS.... 24

Leia mais

Guia do laboratório de teste: Configure o SharePoint Server 2010 como um Servidor Único com o Microsoft SQL Server

Guia do laboratório de teste: Configure o SharePoint Server 2010 como um Servidor Único com o Microsoft SQL Server Guia do laboratório de teste: Configure o SharePoint Server 2010 como um Servidor Único com o Microsoft SQL Server Este documento é fornecido no estado em que se encontra. As informações e exibições expressas

Leia mais

SISTEMAS OPERACIONAIS LIVRES GERENCIAMENTO DE SERVIÇOS NO WINDOWS. Professor Carlos Muniz

SISTEMAS OPERACIONAIS LIVRES GERENCIAMENTO DE SERVIÇOS NO WINDOWS. Professor Carlos Muniz SISTEMAS OPERACIONAIS LIVRES GERENCIAMENTO DE SERVIÇOS NO WINDOWS Se todos os computadores da sua rede doméstica estiverem executando o Windows 7, crie um grupo doméstico Definitivamente, a forma mais

Leia mais

SolarWinds Kiwi Syslog Server

SolarWinds Kiwi Syslog Server SolarWinds Kiwi Syslog Server Monitoramento de syslog fácil de usar e econômico O Kiwi Syslog Server oferece aos administradores de TI o software de gerenciamento mais econômico do setor. Fácil de instalar

Leia mais

GUIA DE IMPLEMENTAÇÃO

GUIA DE IMPLEMENTAÇÃO Kaspersky Administration Kit 8.0 GUIA DE IMPLEMENTAÇÃO V E R S Ã O D O A P L I C A T I V O : 8. 0 C F 1 Caro usuário. Obrigado por escolher nosso produto. Esperamos que esta documentação lhe ajude em seu

Leia mais

TCP/IP TCP UDP IP HTTP HTTPS FTP TFTP TELNET POP3 IMAP SMTP SNMP DHCP

TCP/IP TCP UDP IP HTTP HTTPS FTP TFTP TELNET POP3 IMAP SMTP SNMP DHCP TCP/IP TCP UDP IP HTTP HTTPS FTP TFTP TELNET POP3 IMAP SMTP SNMP DHCP HTTP (Hypertext Transfer Protocol ) Protocolo usado na Internet para transferir as páginas da WWW (WEB). HTTPS (HyperText Transfer

Leia mais

Replicação Multi-master e novidades do OpenLDAP

Replicação Multi-master e novidades do OpenLDAP Replicação Multi-master e novidades do OpenLDAP Anahuac de Paula Gil On-the-fly e Replicação Multi-Master Smailli Hemori Moraes Autenticação Samba + LDAP + Kerberos Configuração on-the-fly Slide 1 4 cn=config

Leia mais

Senha Admin. Nessa tela, você poderá trocar a senha do administrador para obter acesso ao NSControl. Inicialização

Senha Admin. Nessa tela, você poderá trocar a senha do administrador para obter acesso ao NSControl. Inicialização Manual do Nscontrol Principal Senha Admin Nessa tela, você poderá trocar a senha do administrador para obter acesso ao NSControl. Inicialização Aqui, você poderá selecionar quais programas você quer que

Leia mais

Projeto Integrador Projeto de Redes de Computadores

Projeto Integrador Projeto de Redes de Computadores Projeto Integrador Projeto de Redes de Computadores IMPLEMENTAÇÃO DO PROTOCOLO 802.1x UTILIZANDO SERVIDOR DE AUTENTICAÇÃO FREERADIUS Aluno: Diego Miranda Figueira Jose Rodrigues de Oliveira Neto Romário

Leia mais

Roteiro 5: Responsabilidades do AD / Gerenciamento de usuários

Roteiro 5: Responsabilidades do AD / Gerenciamento de usuários Roteiro 5: Responsabilidades do AD / Gerenciamento de usuários Objetivos: Detalhar e Definir responsabilidades em controladores de domínio; Configurar propriedades de contas de usuários; Gerenciar perfis

Leia mais

Implementando e Gerenciando Diretivas de Grupo

Implementando e Gerenciando Diretivas de Grupo Implementando e Gerenciando Diretivas de João Medeiros (joao.fatern@gmail.com) 1 / 37 Introdução a diretivas de grupo - GPO Introdução a diretivas de grupo - GPO Introdução a diretivas de grupo Criando

Leia mais

Guia passo a passo de introdução ao Microsoft Windows Server Update Services 3.0

Guia passo a passo de introdução ao Microsoft Windows Server Update Services 3.0 Guia passo a passo de introdução ao Microsoft Windows Server Update Services 3.0 Microsoft Corporation Autor: Susan Norwood Editor: Craig Liebendorfer Resumo Este guia fornece instruções para começar a

Leia mais

Firewall. Alunos: Hélio Cândido Andersson Sales

Firewall. Alunos: Hélio Cândido Andersson Sales Firewall Alunos: Hélio Cândido Andersson Sales O que é Firewall? Firewall pode ser definido como uma barreira de proteção, que controla o tráfego de dados entre seu computador e a Internet (ou entre a

Leia mais

FTIN Formação Técnica em Informática Módulo Sistema Proprietário Windows AULA 07. Prof. André Lucio

FTIN Formação Técnica em Informática Módulo Sistema Proprietário Windows AULA 07. Prof. André Lucio FTIN Formação Técnica em Informática Módulo Sistema Proprietário Windows AULA 07 Prof. André Lucio ACI Competências da aula 7 ACI Compreende todo conteúdo abordado em sala, abordando de maneira geral.

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO DE REDE

MANUAL DO USUÁRIO DE REDE MANUAL DO USUÁRIO DE REDE Armazenar registro de impressão na rede Versão 0 BRA-POR Definições de observações Utilizamos o seguinte ícone neste Manual do Usuário: Observações indicam como você deve reagir

Leia mais

Teleprocessamento e Redes

Teleprocessamento e Redes Teleprocessamento e Redes Aula 21: 06 de julho de 2010 1 2 3 (RFC 959) Sumário Aplicação de transferência de arquivos de/para um host remoto O usuário deve prover login/senha O usa duas conexões TCP em

Leia mais

Manual de Transferência de Arquivos

Manual de Transferência de Arquivos O Manual de Transferência de Arquivos apresenta a ferramenta WebEDI que será utilizada entre FGC/IMS e as Instituições Financeiras para troca de arquivos. Manual de Transferência de Arquivos WebEDI Versão

Leia mais

Capítulo 8 - Aplicações em Redes

Capítulo 8 - Aplicações em Redes Capítulo 8 - Aplicações em Redes Prof. Othon Marcelo Nunes Batista Mestre em Informática 1 de 31 Roteiro Sistemas Operacionais em Rede Modelo Cliente-Servidor Modelo P2P (Peer-To-Peer) Aplicações e Protocolos

Leia mais

PROTOCOLO 802.1X COM FRERADIUS FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC GOIÁS GESTÃO EM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

PROTOCOLO 802.1X COM FRERADIUS FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC GOIÁS GESTÃO EM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC GOIÁS GESTÃO EM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO WISLIY LOPES JULIANO PIROZZELLI TULIO TSURUDA LUIZ GUILHERME MENDES PROTOCOLO 802.1X COM FRERADIUS GOIÂNIA JUNHO DE 2014 Sumário 1.

Leia mais

6.3.2.7 Lab - Configurando uma placa de rede para usar DHCP no Windows 7

6.3.2.7 Lab - Configurando uma placa de rede para usar DHCP no Windows 7 5.0 6.3.2.7 Lab - Configurando uma placa de rede para usar DHCP no Windows 7 Introdução Imprima e preencha este laboratório. Neste laboratório, você irá configurar uma placa de rede Ethernet para usar

Leia mais

Manual de referência do HP Web Jetadmin Database Connector Plug-in

Manual de referência do HP Web Jetadmin Database Connector Plug-in Manual de referência do HP Web Jetadmin Database Connector Plug-in Aviso sobre direitos autorais 2004 Copyright Hewlett-Packard Development Company, L.P. A reprodução, adaptação ou tradução sem permissão

Leia mais

Manual de Administração

Manual de Administração Manual de Administração Produto: n-mf Xerox Versão do produto: 4.7 Autor: Bárbara Vieira Souza Versão do documento: 1 Versão do template: Data: 04/04/01 Documento destinado a: Parceiros NDDigital, técnicos

Leia mais

INSTALAÇÃO DO MICROSOFT WINDOWS SHAREPOINT SERVICES 2.0

INSTALAÇÃO DO MICROSOFT WINDOWS SHAREPOINT SERVICES 2.0 CAPÍTULO 18 INSTALANDO E CONFIGURANDO O MICROSOFT OFFICE PROJECT SERVER 2003 INSTALAÇÃO DO MICROSOFT WINDOWS SHAREPOINT SERVICES 2.0 Antes de começar a instalação do Microsoft Office Project Server 2003

Leia mais

User Manual Version 3.6 Manual do Usuário Versão 2.0.0.0

User Manual Version 3.6 Manual do Usuário Versão 2.0.0.0 User Manual Version 3.6 Manual do Usuário Versão 2.0.0.0 User Manual Manual do Usuário I EasyLock Manual do Usuário Sumário 1. Introdução... 1 2. Requisitos do Sistema... 2 3. Instalação... 3 3.1. Configurar

Leia mais