PROCEDIMENTOS DE BACKUP E RESTORE NO POSTGRES

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PROCEDIMENTOS DE BACKUP E RESTORE NO POSTGRES"

Transcrição

1 PROCEDIMENTOS DE BACKUP E RESTORE NO POSTGRES Como tudo que contém dados importantes, devem ser feitas cópias de segurança dos bancos de dados do PostgreSQL regularmente. Embora o procedimento seja essencialmente simples, é importante possuir uma compreensão básica das técnicas e princípios subjacentes. O Método SQL-dump A idéia por trás do Método SQL-dump é gerar um arquivo texto contendo comandos SQL que, ao serem processados pelo servidor, recriam o banco de dados no mesmo estado em que este se encontrava quando o arquivo foi gerado. O PostgreSQL disponibiliza o programa utilitário pg_dump para esta finalidade. A forma básica de utilização deste programa é: pg_dump nome_do_banco_de_dados > arquivo_de_saída Conforme pode ser visto, o programa pg_dump escreve o seu resultado na saída padrão. Será visto abaixo como isto pode ser útil. pg_dump Nome pg_dump -- salva um banco de dados do PostgreSQL em um arquivo de script ou de outro tipo Sinopse pg_dump [opção...] [nome_do_banco_de_dados] Descrição O pg_dump é um utilitário para fazer cópia de segurança de um banco de dados do PostgreSQL. São feitas cópias de segurança consistentes, mesmo que o banco de dados esteja sendo utilizado ao mesmo tempo. O pg_dump não bloqueia os outros usuários que estão acessando o banco de dados (leitura ou escrita).

2 As cópias de segurança podem ser feitas no formato de script, personalizado ou tar. As cópias de segurança no formato de script são arquivos de texto puro, contendo os comandos SQL necessários para reconstruir o banco de dados no estado em que este se encontrava quando foi salvo. Para restaurar a partir destes scripts, deve ser utilizado o psql. Os arquivos de script podem ser utilizados para reconstruir o banco de dados até em outras máquinas com outras arquiteturas; com algumas modificações, até mesmo em outros produtos gerenciadores de banco de dados SQL. Os formatos personalizado e tar devem ser utilizados com o pg_restore para reconstruir o banco de dados. Estes formatos permitem que o pg_restore selecione o que será restaurado, ou mesmo reordene os itens antes de restaurá-los, e também permitem salvar e restaurar os "objetos grandes", o que não é possível com a cópia de segurança em arquivo de script. Os formatos personalizado e tar foram projetados para serem portáveis entre arquiteturas diferentes. Quando usado com o formato personalizado ou tar, e combinado com o pg_restore, o pg_dump fornece um mecanismo flexível para cópias de segurança e transferência. O pg_dump pode ser usado para fazer a cópia de segurança de todo o banco de dados e, posteriormente, o pg_restore pode ser usado para examinar a cópia de segurança e/ou selecionar as partes do banco de dados a serem restauradas. O formato de arquivo de saída mais flexível é o "personalizado" (custom, -Fc); permite a seleção e a reordenação de todos os itens da cópia de segurança, e é comprimido por padrão. O formato tar (-Ft) não é comprimido e não permite reordenar os dados ao restaurar, mas por outro lado é bastante flexível; além disso, pode ser manipulado pelas ferramentas padrão do Unix, como o tar. Exemplos Para salvar um banco de dados: pg_dump meu_bd > db.out Para recarregar este banco de dados: psql -d banco_de_dados -f db.out Onde: -d nome_do_banco_de_dados

3 Especifica o nome do banco de dados a se conectar. Equivale a especificar nome_do_banco_de_dados como o primeiro argumento não-opção na linha de comando. -f nome_do_arquivo --file nome_do_arquivo Usa o arquivo nome_do_arquivo como origem dos comandos, em vez de ler os comandos interativamente. Após processar o arquivo, o psql termina. Sob muitos aspectos equivale ao comando interno \i. Se o nome_do_arquivo for - (hífen), então será lida a entrada padrão. O uso desta opção é sutilmente diferente de escrever psql < nome_do_arquivo. De uma maneira geral, as duas formas fazem o esperado, mas o uso da opção -f ativa algumas funcionalidades úteis, como mensagens de erro com o número da linha. Ao se usar esta opção existe, também, uma pequena chance de reduzir a sobrecarga de inicialização. Por outro lado, a utilização do redirecionamento da entrada na linha de comando garante, teoricamente, que será produzida exatamente a mesma saída que seria produzida se tudo fosse entrado à mão. Utilização de formatos de cópia de segurança personalizados Se o PostgreSQL foi construído em um sistema com a biblioteca de compressão zlib instalada, o formato de cópia de segurança personalizado comprime os dados ao escrever o arquivo de saída. Produz cópias de segurança com tamanhos semelhantes às produzidas utilizando o gzip, mas tem a vantagem adicional de permitir a restauração seletiva das tabelas. O comando abaixo gera a cópia de segurança do banco de dados utilizando o formato de cópia de segurança personalizado (custom dump format): pg_dump Fc nome_do_banco_de_dados > nome_do_arquivo Onde: -F formato --format=formato Seleciona o formato da saída. O formato pode ser um dos seguintes: p Gera um arquivo de script SQL no formato texto-puro (o padrão) t Gera um arquivo tar adequado para servir de entrada para o pg_restore. A utilização deste formato de arquivo permite reordenar e/ou excluir objetos do banco de dados ao fazer a restauração. Também é possível limitar os dados a serem recarregados ao fazer a restauração.

4 c Gera um arquivo personalizado adequado para servir de entrada para o pg_restore. Este é o formato mais flexível, porque permite a reordenação da restauração dos dados, assim como das definições dos objetos. Além disso, este formato é comprimido por padrão. O formato de cópia de segurança personalizado não é um script para o psql, devendo ser restaurado pelo pg_restore. Para restaurar este banco de dados (com os objetos grandes) no banco de dados chamado novo_bd: pg_restore -d novo_bd nome_do_arquivo Onde: -d nome_do_banco_de_dados --dbname=nome_do_banco_de_dados Conecta ao banco de dados nome_do_banco_de_dados e restaura diretamente neste banco de dados. Reordenando os itens do banco de dados Para reordenar os itens do banco de dados, primeiro é necessário criar um arquivo contendo a tabela de conteúdo (índice) da cópia de segurança: pg_restore -l copia_de_seguranca.arquivo > copia_de_seguranca.list O arquivo de listagem consiste de um cabeçalho e uma linha para cada item como, por exemplo, ; ; Archive created at Fri Jul 28 22:28: ; dbname: birds ; TOC Entries: 74 ; Compression: 0 ; Dump Version: ; Format: CUSTOM ; ; ; Selected TOC Entries: ; 2; TABLE species postgres 3; ACL species

5 4; TABLE nt_header postgres 5; ACL nt_header 6; TABLE species_records postgres 7; ACL species_records 8; TABLE ss_old postgres 9; ACL ss_old 10; TABLE map_resolutions postgres 11; ACL map_resolutions 12; TABLE hs_old postgres 13; ACL hs_old No início da linha ponto-e-vírgula inicia um comentário, e o número refere-se ao identificador interno de arquivamento atribuído a cada item. As linhas do arquivo podem ser transformadas em comentário, excluídas e reordenadas. Por exemplo, poderia ser usado 10; TABLE map_resolutions postgres ;2; TABLE species postgres ;4; TABLE nt_header postgres 6; TABLE species_records postgres ;8; TABLE ss_old postgres como entrada do pg_restore, e somente restauraria os itens 10 e 6, nesta ordem. pg_restore -L copia_de_seguranca.list copia_de_seguranca.arquivo Tratamento de bancos de dados grandes Como o PostgreSQL permite a existência de tabelas maiores do que o tamanho máximo de arquivo do sistema operacional, pode ser problemático fazer a cópia de segurança de uma tabela como esta em um arquivo, uma vez que o arquivo resultante provavelmente terá um tamanho maior que o máximo permitido pelo sistema operacional. Como o pg_dump pode escrever na saída padrão, podem ser utilizadas ferramentas padrão do Unix para superar este possível problema. Utilização de cópias de segurança comprimidas. Pode ser utilizado o programa de compressão favorito como, por exemplo, o gzip que também está disponível para Windows. pg_dump nome_do_banco_de_dados gzip > nome_do_arquivo.gz Restaurar com createdb nome_do_banco_de_dados gunzip -c nome_do_arquivo.gz psql nome_do_banco_de_dados

6 No Windows o aplicativo gunzip.exe nada mais é do que uma cópia de gzip.exe renomeada, para isso execute o seguinte comando no prompt: copy gzip.exe gunzip.exe pg_dumpall Nome pg_dumpall -- salva um agrupamento de bancos de dados do PostgreSQL em um arquivo de script Sinopse pg_dumpall [opção...] Descrição O pg_dumpall é um utilitário para salvar (dump) todos os bancos de dados de um agrupamento do PostgreSQL em um arquivo de script. O arquivo de script contém comandos SQL que podem ser utilizados como entrada do psql para restaurar os bancos de dados. Isto é feito chamando o pg_dump para cada banco de dados do agrupamento. O pg_dumpall também salva os objetos globais, comuns a todos os bancos de dados (O pg_dump não salva estes objetos). Atualmente são incluídas informações sobre os usuários do banco de dados e grupos, e permissões de acesso aplicadas aos bancos de dados como um todo. Portanto, o pg_dumpall é uma solução integrada para realizar cópias de segurança dos bancos de dados. Entretanto, deve ser observada a seguinte limitação: não é possível salvar "objetos grandes", porque o pg_dump não pode salvar estes objetos em arquivos texto. Havendo bancos de dados contendo objetos grandes, estes devem ser salvos usando um dos modos de saída nãotexto do pg_dump. Como o pg_dumpall lê tabelas de todos os bancos de dados, muito provavelmente será necessário conectar como um superusuário para poder gerar uma cópia de segurança completa. Também serão necessários privilégios de superusuário para executar o script produzido, para poder adicionar usuários e grupos, e para poder criar os bancos de dados. O script SQL é escrito na saída padrão. Devem ser usados operadores de linha de comando para redirecionar para um arquivo. Exemplos

7 Para salvar todos bancos de dados: pg_dumpall > db.out Para recarregar este banco de dados deve ser utilizado, por exemplo: psql -f db.out template1 Onde: -f nome_do_arquivo --file nome_do_arquivo Usa o arquivo nome_do_arquivo como origem dos comandos, em vez de ler os comandos interativamente. Após processar o arquivo, o psql termina. Sob muitos aspectos equivale ao comando interno \i. - template1 Template de modelo para o psql criar o banco. (Neste caso o banco de dados a se conectar não tem importância, porque o arquivo de script criado pelo pg_dumpall contém os comandos apropriados para criar e conectar aos bancos de dados salvos). O pg_dumpall precisa conectar várias vezes ao servidor PostgreSQL (uma vez para cada banco de dados). Se for utilizada autenticação por senha, provavelmente será solicitada a senha cada uma destas vezes. Neste caso é conveniente existir o arquivo ~/.pgpass (Unix) ou pgpass.conf (Windows) O arquivo de senhas pgpass O arquivo.pgpass, armazenado na pasta base (home) do usuário, é um arquivo que contém senhas a serem utilizadas se a conexão requisitar uma senha (e a senha não tiver sido especificada de outra maneira). No Microsoft Windows o arquivo se chama %APPDATA%\postgresql\pgpass.conf (onde %APPDATA% se refere ao subdiretório de dados do aplicativo no perfil do usuário). Ex: C:\Documents and Settings\Marcio Reis\Dados de aplicativos\posgresql\pgpass.conf Este arquivo deve conter linhas com o seguinte formato:

8 nome_do_hospedeiro:porta:nome_do_banco_de_dados:nome_do_usuário:senha Os quatro primeiros valores podem ser um literal, ou * para corresponder a qualquer coisa. É utilizada a senha da primeira linha que corresponder aos parâmetros da conexão corrente (portanto, as entradas mais específicas devem ser colocadas primeiro quando são utilizados curingas). Se a entrada precisar conter os caracteres : ou \, estes caracteres devem receber o escape de \. As permissões de acesso ao arquivo.pgpass não devem permitir o acesso por todos os usuários ou para grupos; isto é conseguido pelo comando chmod 0600 ~/.pgpass. Se as permissões forem mais rígidas que esta, o arquivo será ignorado (Entretanto, atualmente as permissões não são verificadas no Microsoft Windows).

backup e restore no PostgreSQL

backup e restore no PostgreSQL BANCO DE DADOS WEB AULA 8 backup e restore no PostgreSQL professor Luciano Roberto Rocha www.lrocha.com Procedimentos de backup/restore Como tudo que contém dados importantes, devem ser feitas cópias de

Leia mais

Noções de. Microsoft SQL Server. Microsoft SQL Server

Noções de. Microsoft SQL Server. Microsoft SQL Server Noções de 1 Considerações Iniciais Basicamente existem dois tipos de usuários do SQL Server: Implementadores Administradores 2 1 Implementadores Utilizam o SQL Server para criar e alterar base de dados

Leia mais

Orientações para BACKUP do SPED

Orientações para BACKUP do SPED Orientações para BACKUP do SPED AS ORIENTAÇÕES A SEGUIR APLICAM-SE AO BACKUP E RESTAURAÇÃO PARA UMA MESMA VERSÃO DO SPED (EX.: 2.6.02 PARA 2.6.02). SE VOCÊ ESTÁ MIGRANDO DE UMA VERSÃO DO SPED PARA OUTRA

Leia mais

MULTIACERVO - VERSÃO 18.* MANUAL PARA CONVERSÃO DA VERSÃO 17.* PARA 18.*

MULTIACERVO - VERSÃO 18.* MANUAL PARA CONVERSÃO DA VERSÃO 17.* PARA 18.* MULTIACERVO - VERSÃO 18.* MANUAL PARA CONVERSÃO DA VERSÃO 17.* PARA 18.* CONTEÚDO: A) Procedimentos comuns para todas as arquiteturas B) Procedimentos exclusivos arquitetura com sgbd MS-SQL-SERVER C) Procedimentos

Leia mais

Ferramentas de Administração. PostgreSQL

Ferramentas de Administração. PostgreSQL Ferramentas de Administração ao SGBD PostgreSQL Diego Rivera Tavares de Araújo diegoriverata@gmail.com Introdução Mas o que é PostgreSQL? Introdução as ferramentas O PostgreSQL pode ser acessado a partir

Leia mais

MULTIACERVO - VERSÃO 17.*

MULTIACERVO - VERSÃO 17.* MULTIACERVO - VERSÃO 17.* MANUAL PARA CONVERSÃO DA VERSÃO 16.* PARA 17.* CONTEÚDO: A) Procedimentos comuns para todas as arquiteturas B) Procedimentos exclusivos arquitetura Cliente/Servidor MS-SQL-SERVER

Leia mais

LINX POSTOS AUTOSYSTEM

LINX POSTOS AUTOSYSTEM LINX POSTOS AUTOSYSTEM Manual Sumário 1 INTRODUÇÃO AO POSTGRES...3 2 INSTALAÇÃO...3 2.1 Download...3 2.2 Instalação...4 3 CONFIGURAÇÃO...7 3.1 CIDR-ADDRESS...8 3.2 Biometria...9 4 LINHA DE COMANDO...10

Leia mais

Implementando e Gerenciando Diretivas de Grupo

Implementando e Gerenciando Diretivas de Grupo Implementando e Gerenciando Diretivas de João Medeiros (joao.fatern@gmail.com) 1 / 37 Introdução a diretivas de grupo - GPO Introdução a diretivas de grupo - GPO Introdução a diretivas de grupo Criando

Leia mais

Hardware (Nível 0) Organização. Interface de Máquina (IM) Interface Interna de Microprogramação (IIMP)

Hardware (Nível 0) Organização. Interface de Máquina (IM) Interface Interna de Microprogramação (IIMP) Hardware (Nível 0) Organização O AS/400 isola os usuários das características do hardware através de uma arquitetura de camadas. Vários modelos da família AS/400 de computadores de médio porte estão disponíveis,

Leia mais

Cookies. Krishna Tateneni Jost Schenck Tradução: Lisiane Sztoltz

Cookies. Krishna Tateneni Jost Schenck Tradução: Lisiane Sztoltz Krishna Tateneni Jost Schenck Tradução: Lisiane Sztoltz 2 Conteúdo 1 Cookies 4 1.1 Política............................................ 4 1.2 Gerenciamento....................................... 5 3 1

Leia mais

Treinamento PostgreSQL - Aula 09

Treinamento PostgreSQL - Aula 09 Treinamento PostgreSQL - Aula 09 Eduardo Ferreira dos Santos SparkGroup Treinamento e Capacitação em Tecnologia eduardo.edusantos@gmail.com eduardosan.com 10 de Junho de 2013 Eduardo Ferreira dos Santos

Leia mais

SOFTWARE LIVRE. Distribuições Live CD. Kernel. Distribuição Linux

SOFTWARE LIVRE. Distribuições Live CD. Kernel. Distribuição Linux SOFTWARE LIVRE A liberdade de executar o programa, para qualquer propósito. A liberdade de estudar como o programa funciona, e adaptá-lo para as suas necessidades. Acesso ao código-fonte é um pré-requisito

Leia mais

ROTEIRO PARA INSTALAÇÃO DO BITVISE, CONFIGURAÇÃO DE CHAVES SSH, DEFINIÇÃO DAS PORTAS PARA OS TÚNEIS SSH E CONFIGURAÇÃO DO THUNDERBIRD

ROTEIRO PARA INSTALAÇÃO DO BITVISE, CONFIGURAÇÃO DE CHAVES SSH, DEFINIÇÃO DAS PORTAS PARA OS TÚNEIS SSH E CONFIGURAÇÃO DO THUNDERBIRD ROTEIRO PARA INSTALAÇÃO DO BITVISE, CONFIGURAÇÃO DE CHAVES SSH, DEFINIÇÃO DAS PORTAS PARA OS TÚNEIS SSH E CONFIGURAÇÃO DO THUNDERBIRD PARTE 1 INSTALAÇÃO DO BITVISE E CRIAÇÃO E INSTALAÇÃO DA CHAVE SSH PARA

Leia mais

Manual de Utilização do TOTVS Restore

Manual de Utilização do TOTVS Restore Manual de Utilização do TOTVS Restore Atualização de Ambientes RM O TOTVS Restore é uma ferramenta desenvolvida pela equipe de Engenharia de Software do CD-BH com o intuito de permitir a criação e atualização

Leia mais

Roteiro 5: Responsabilidades do AD / Gerenciamento de usuários

Roteiro 5: Responsabilidades do AD / Gerenciamento de usuários Roteiro 5: Responsabilidades do AD / Gerenciamento de usuários Objetivos: Detalhar e Definir responsabilidades em controladores de domínio; Configurar propriedades de contas de usuários; Gerenciar perfis

Leia mais

O sistema que completa sua empresa Roteiro de Instalação (rev. 15.10.09) Página 1

O sistema que completa sua empresa Roteiro de Instalação (rev. 15.10.09) Página 1 Roteiro de Instalação (rev. 15.10.09) Página 1 O objetivo deste roteiro é descrever os passos para a instalação do UNICO. O roteiro poderá ser usado não apenas pelas revendas que apenas estão realizando

Leia mais

SSE 3.0 Guia Rápido Parametrizando o SISTEMA DE SECRETARIA Nesta Edição Configurando a Conexão com o Banco de Dados

SSE 3.0 Guia Rápido Parametrizando o SISTEMA DE SECRETARIA Nesta Edição Configurando a Conexão com o Banco de Dados SSE 3.0 Guia Rápido Parametrizando o SISTEMA DE SECRETARIA Nesta Edição 1 Configurando a Conexão com o Banco de Dados 2 Primeiro Acesso ao Sistema Manutenção de Usuários 3 Parametrizando o Sistema Configura

Leia mais

Manual de backup do banco de dados PostgreSQL - Versão 2. Setembro-2011

Manual de backup do banco de dados PostgreSQL - Versão 2. Setembro-2011 Manual de backup do banco de dados PostgreSQL - Versão 2 Setembro-2011 E-Sales Oobj Tecnologia da Informação Av. D, n. 246, Qd. A-04, Lt.02, Ap. 02, Jardim Goiás Goiânia/GO, CEP: 74805-090 Fone: (62) 3086-5750

Leia mais

administração Guia de BlackBerry Internet Service Versão: 4.5.1

administração Guia de BlackBerry Internet Service Versão: 4.5.1 BlackBerry Internet Service Versão: 4.5.1 Guia de administração Publicado: 16/01/2014 SWD-20140116140606218 Conteúdo 1 Primeiros passos... 6 Disponibilidade de recursos administrativos... 6 Disponibilidade

Leia mais

Aula 02. Introdução ao Linux

Aula 02. Introdução ao Linux Aula 02 Introdução ao Linux Arquivos Central de Programas do Ubuntu A Central de Programas do Ubuntu é uma loja de aplicativos integrada ao sistema que permite-lhe instalar e desinstalar programas com

Leia mais

MULTIACERVO - VERSÃO 19.* MANUAL PARA CONVERSÃO DA VERSÃO 18.* PARA 19.*

MULTIACERVO - VERSÃO 19.* MANUAL PARA CONVERSÃO DA VERSÃO 18.* PARA 19.* MULTIACERVO - VERSÃO 19.* MANUAL PARA CONVERSÃO DA VERSÃO 18.* PARA 19.* CONTEÚDO: A) Procedimentos comuns para todas as arquiteturas B) Procedimentos exclusivos arquitetura com sgbd SqlServer C) Procedimentos

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE PELOTAS UNIDADE DE PASSO FUNDO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE PELOTAS UNIDADE DE PASSO FUNDO 3. Controle de Acesso Permissões de Compartilhamento e Permissões NTFS Segurança, sem dúvidas, é um dos temas mais debatidos hoje, no mundo da informática. Nesse capitulo vamos estudar algumas opções do

Leia mais

MySQL Query Browser. Professor Victor Sotero SGD

MySQL Query Browser. Professor Victor Sotero SGD MySQL Query Browser Professor Victor Sotero SGD 1 DEFINIÇÃO O MySQL Query Browser é uma ferramenta gráfica fornecida pela MySQL AB para criar, executar e otimizar solicitações SQL em um ambiente gráfico.

Leia mais

AULA 02 2. USO DE FERRAMENTAS DE SUPORTE DO SISTEMA

AULA 02 2. USO DE FERRAMENTAS DE SUPORTE DO SISTEMA AULA 02 2. USO DE FERRAMENTAS DE SUPORTE DO SISTEMA 2.1 Desfragmentador de Disco (DFRG.MSC): Examina unidades de disco para efetuar a desfragmentação. Quando uma unidade está fragmentada, arquivos grandes

Leia mais

CONTRA CONTROLE DE ACESSOS E MODULARIZADOR DE SISTEMAS

CONTRA CONTROLE DE ACESSOS E MODULARIZADOR DE SISTEMAS MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO AGRÁRIO SUBSECRETARIA DE PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E ADMINISTRAÇÃO COORDENAÇÃO-GERAL DE MODERNIZAÇÃO E INFORMÁTICA CONTRA CONTROLE DE ACESSOS E MODULARIZADOR DE SISTEMAS MANUAL

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS OPERACIONAIS SERVIÇO DE BACKUP. Professor Carlos Muniz

ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS OPERACIONAIS SERVIÇO DE BACKUP. Professor Carlos Muniz ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS OPERACIONAIS O que é o Backup do Windows Server? O recurso Backup do Windows Server no Windows Server 2008 consiste em um snap-in do Console de Gerenciamento Microsoft (MMC) e

Leia mais

ESTRUTURA DE SERVER 2008. Lílian Simão Oliveira

ESTRUTURA DE SERVER 2008. Lílian Simão Oliveira ESTRUTURA DE ARMAZENAMENTO SQL SERVER 2008 Lílian Simão Oliveira O Banco de Dados SQL Server mapeia um banco em um conjunto de arquivos do sistema operacional As informações de log e de dados nunca ficam

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS CERCOMP (CENTRO DE RECURSOS COMPUTACIONAIS) TUTORIAL DE USO DO WEBMAIL - UFG

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS CERCOMP (CENTRO DE RECURSOS COMPUTACIONAIS) TUTORIAL DE USO DO WEBMAIL - UFG UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS CERCOMP (CENTRO DE RECURSOS COMPUTACIONAIS) TUTORIAL DE USO DO WEBMAIL - UFG Página 1 de 26 Sumário Introdução...3 Layout do Webmail...4 Zimbra: Nível Intermediário...5 Fazer

Leia mais

Introdução ao Derby. Version 10.2 Derby Document build: December 11, 2006, 7:16:07 AM (PST)

Introdução ao Derby. Version 10.2 Derby Document build: December 11, 2006, 7:16:07 AM (PST) Introdução ao Derby Version 10.2 Derby Document build: December 11, 2006, 7:16:07 AM (PST) Contents Direitos autorais reservados... 3 Introdução ao Derby...4 Opções de implementação...4 Requisitos do

Leia mais

Manual de Atualização Versão 3.6.4.

Manual de Atualização Versão 3.6.4. Manual de Atualização Versão 3.6.4. Sumário 1. AVISO... 1 2. INTRODUÇÃO... 2 3. PREPARAÇÃO PARA ATUALIZAÇÃO... 3 4. ATUALIZANDO GVCOLLEGE E BASE DE DADOS... 7 5. HABILITANDO NOVAS VERSÕES DO SISTEMA....

Leia mais

Instalando e Configurando o Oracle XE

Instalando e Configurando o Oracle XE Instalando e Configurando o Oracle XE Execute o instalador do Oracle XE (OracleXEUniv.exe) e aguarde enquanto os arquivos de instalação são descompactados; A seguir, clique em Next para iniciar o procedimento;

Leia mais

Desenvolvendo Websites com PHP

Desenvolvendo Websites com PHP Desenvolvendo Websites com PHP Aprenda a criar Websites dinâmicos e interativos com PHP e bancos de dados Juliano Niederauer 19 Capítulo 1 O que é o PHP? O PHP é uma das linguagens mais utilizadas na Web.

Leia mais

Unix: Sistema de Arquivos. Geraldo Braz Junior

Unix: Sistema de Arquivos. Geraldo Braz Junior Unix: Sistema de Arquivos Geraldo Braz Junior 2 Arquivos Um arquivo é visto pelo SO apenas como uma seqüência de bytes: nenhuma distinção é feita entre arquivos ASCII, binários, etc.; Muitos programas

Leia mais

SIMULADO Windows 7 Parte V

SIMULADO Windows 7 Parte V SIMULADO Windows 7 Parte V 1. O espaço reservado para a Lixeira do Windows pode ser aumentado ou diminuído clicando: a) Duplamente no ícone lixeira e selecionando Editar propriedades b) Duplamente no ícone

Leia mais

OneDrive: saiba como usar a nuvem da Microsoft

OneDrive: saiba como usar a nuvem da Microsoft OneDrive: saiba como usar a nuvem da Microsoft O OneDrive é um serviço de armazenamento na nuvem da Microsoft que oferece a opção de guardar até 7 GB de arquivos grátis na rede. Ou seja, o usuário pode

Leia mais

Introdução... 1. Instalação... 2

Introdução... 1. Instalação... 2 ONTE DO Introdução... 1 O que é IPP?... 1 Qual é a função de um software Samsung IPP?... 1 Instalação... 2 Requisitos do sistema... 2 Instalar o software Samsung IPP... 2 Desinstalar o software Samsung

Leia mais

Como Utilizar o Escritório Virtual

Como Utilizar o Escritório Virtual Como Utilizar o Escritório Virtual 1. Visão Geral O Escritório Virtual é um espaço destinado à troca de informações e documentos entre os membros de um grupo. Através de ferramentas colaborativas como:

Leia mais

Informática Aplicada. Aula 2 Windows Vista. Professora: Cintia Caetano

Informática Aplicada. Aula 2 Windows Vista. Professora: Cintia Caetano Informática Aplicada Aula 2 Windows Vista Professora: Cintia Caetano AMBIENTE WINDOWS O Microsoft Windows é um sistema operacional que possui aparência e apresentação aperfeiçoadas para que o trabalho

Leia mais

Procedimentos para Instalação do SISLOC

Procedimentos para Instalação do SISLOC Procedimentos para Instalação do SISLOC Sumário 1. Informações Gerais...3 2. Instalação do SISLOC...3 Passo a passo...3 3. Instalação da Base de Dados SISLOC... 11 Passo a passo... 11 4. Instalação de

Leia mais

Aula 4 Comandos Básicos Linux. Prof.: Roberto Franciscatto

Aula 4 Comandos Básicos Linux. Prof.: Roberto Franciscatto Sistemas Operacionais Aula 4 Comandos Básicos Linux Prof.: Roberto Franciscatto Prompt Ao iniciar o GNU/Linux, a primeira tarefa a ser executada é o login no sistema, o qual deve ser feito respondendo

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS OPERACIONAIS COTAS DE DISCO. Professor Carlos Muniz

ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS OPERACIONAIS COTAS DE DISCO. Professor Carlos Muniz ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS OPERACIONAIS Trabalhando com cotas Usando o Gerenciador de Recursos de Servidor de Arquivos para criar uma cota em um volume ou uma pasta, você pode limitar o espaço em disco

Leia mais

Fazer backup de arquivos em um arquivo ou fita

Fazer backup de arquivos em um arquivo ou fita Fazer backup de arquivos em um arquivo ou fita Usando a interface do Windows 1.Abra o Backup. O Assistente de backup ou restauração é iniciado por padrão, a menos que ele esteja desativado. Você pode usar

Leia mais

Perguntas frequentes do Samsung Drive Manager

Perguntas frequentes do Samsung Drive Manager Perguntas frequentes do Samsung Drive Manager Instalação P: Meu Disco Rígido Externo Samsung está conectado, mas nada está acontecendo. R: Verifique a conexão a cabo USB. Se seu Disco Rígido Externo Samsung

Leia mais

Iniciando o MySQL Query Brower

Iniciando o MySQL Query Brower MySQL Query Brower O MySQL Query Browser é uma ferramenta gráfica fornecida pela MySQL AB para criar, executar e otimizar solicitações SQL em um ambiente gráfico. Assim como o MySQL Administrator foi criado

Leia mais

Segurança em Sistemas de Informação

Segurança em Sistemas de Informação Segurança em Sistemas de Informação Introdução O Iptables é um código de firewall presente nas versões a partir da 2.4 do kernel, que substituiu o Ipchains (presente nas séries 2.2 do kernel). Ele foi

Leia mais

INSTALAÇÃO DO MICROSOFT WINDOWS SHAREPOINT SERVICES 2.0

INSTALAÇÃO DO MICROSOFT WINDOWS SHAREPOINT SERVICES 2.0 CAPÍTULO 18 INSTALANDO E CONFIGURANDO O MICROSOFT OFFICE PROJECT SERVER 2003 INSTALAÇÃO DO MICROSOFT WINDOWS SHAREPOINT SERVICES 2.0 Antes de começar a instalação do Microsoft Office Project Server 2003

Leia mais

SCIM 1.0. Guia Rápido. Instalando, Parametrizando e Utilizando o Sistema de Controle Interno Municipal. Introdução

SCIM 1.0. Guia Rápido. Instalando, Parametrizando e Utilizando o Sistema de Controle Interno Municipal. Introdução SCIM 1.0 Guia Rápido Instalando, Parametrizando e Utilizando o Sistema de Controle Interno Municipal Introdução Nesta Edição O sistema de Controle Interno administra o questionário que será usado no chek-list

Leia mais

#20 Migração Servidor Curupira de Sarge para Etch

#20 Migração Servidor Curupira de Sarge para Etch #20 Migração Servidor Curupira de Sarge para Etch VITEC Versão 1.2.2 Julho/2006 1 Revisões Versão Data Descrição 1.0.0 06/09/2007 Elaboração do Manual. Página 2 de 7 Índice 1 REVISÕES...2 2 COLETANDO OS

Leia mais

Backup e restauração do Active Directory com o Acronis Backup & Recovery 11 White paper técnico

Backup e restauração do Active Directory com o Acronis Backup & Recovery 11 White paper técnico Backup e restauração do Active Directory com o Acronis Backup & Recovery 11 White paper técnico Aplica-se às seguintes edições: Advanced Server Virtual Edition Advanced Server SBS Edition Advanced Workstation

Leia mais

JobScheduler Empresa: Assunto: Responsável: Dados de Contato: Suporte: Comercial: Financeiro:

JobScheduler Empresa: Assunto: Responsável: Dados de Contato: Suporte: Comercial: Financeiro: JobScheduler Módulo Server Empresa: Softbox Setor: Tecnologia Assunto: Manual de configuração Responsável: Departamento Técnico Dados de Contato: Suporte: Fone de contato: (34)3232-5888. E-mail: suporte@softbox.com.br

Leia mais

EMANNUELLE GOUVEIA ROLIM

EMANNUELLE GOUVEIA ROLIM EMANNUELLE GOUVEIA ROLIM Bacharel em Ciência da Computação, especialista em Gerência de Projetos e em Criptografia e Segurança da Informação. Servidora Publica. Atua na área acadêmica em cursos de Graduação

Leia mais

Introdução ao Tableau Server 7.0

Introdução ao Tableau Server 7.0 Introdução ao Tableau Server 7.0 Bem-vindo ao Tableau Server; Este guia orientará você pelas etapas básicas de instalação e configuração do Tableau Server. Em seguida, usará alguns dados de exemplo para

Leia mais

Como acessar o novo webmail da Educação? Manual do Usuário. 15/9/2009 Gerencia de Suporte, Redes e Novas Tecnologias Claudia M.S.

Como acessar o novo webmail da Educação? Manual do Usuário. 15/9/2009 Gerencia de Suporte, Redes e Novas Tecnologias Claudia M.S. Como acessar o novo webmail da Educação? Manual do Usuário 15/9/2009 Gerencia de Suporte, Redes e Novas Tecnologias Claudia M.S. Tomaz IT.002 02 2/14 Como acessar o Webmail da Secretaria de Educação? Para

Leia mais

Apresentação. E&L ERP Sistema Gerencial de Informações. PostgreSQL 8.2/ 8.3. Domingos Martins ES. v. 1.0

Apresentação. E&L ERP Sistema Gerencial de Informações. PostgreSQL 8.2/ 8.3. Domingos Martins ES. v. 1.0 Apresentação 1 PostgreSQL 8.2/ 8.3 Domingos Martins ES v. 1.0 2 Introdução: Com a necessidade de agilizar todos os serviços na parte de aquisição de material, tramitação de processo, documentação eletrônica

Leia mais

MIGRANDO PARA ZIM 8.50 (UNIX/WINDOWS)

MIGRANDO PARA ZIM 8.50 (UNIX/WINDOWS) ZIM TECHNOLOGIES DO BRASIL MIGRANDO PARA ZIM 8.50 (UNIX/WINDOWS) Próx Antes de Iniciar O objetivo deste documento é apresentar o processo de Migração para o Zim 8.50 (UNIX/Windows). Para maiores informações

Leia mais

Rational Quality Manager. Nome: Raphael Castellano Campus: AKXE Matrícula: 200601124831

Rational Quality Manager. Nome: Raphael Castellano Campus: AKXE Matrícula: 200601124831 Rational Quality Manager Nome: Raphael Castellano Campus: AKXE Matrícula: 200601124831 1 Informações Gerais Informações Gerais sobre o RQM http://www-01.ibm.com/software/awdtools/rqm/ Link para o RQM https://rqmtreina.mvrec.local:9443/jazz/web/console

Leia mais

SCPI 8.0. Guia Rápido. Instalação e Configurações Iniciais. Introdução. 1-Sistema Recomendável. Instalando o SCPI. Nesta Edição

SCPI 8.0. Guia Rápido. Instalação e Configurações Iniciais. Introdução. 1-Sistema Recomendável. Instalando o SCPI. Nesta Edição SCPI 8.0 Guia Rápido Instalação e Configurações Iniciais Introdução Nesta Edição 1 Sistema Recomendável 2 Instalando o SCPI e Firebird 1.5 3 Instalando o SCPI e Firebird 2.1 4 Configurando o Servidor 5

Leia mais

MDaemon GroupWare. Versão 1 Manual do Usuário. plugin para o Microsoft Outlook. Trabalhe em Equipe Usando o Outlook e o MDaemon

MDaemon GroupWare. Versão 1 Manual do Usuário. plugin para o Microsoft Outlook. Trabalhe em Equipe Usando o Outlook e o MDaemon MDaemon GroupWare plugin para o Microsoft Outlook Trabalhe em Equipe Usando o Outlook e o MDaemon Versão 1 Manual do Usuário MDaemon GroupWare Plugin for Microsoft Outlook Conteúdo 2003 Alt-N Technologies.

Leia mais

2. INSTALAÇÃO E CONFIGURAÇÃO

2. INSTALAÇÃO E CONFIGURAÇÃO INDICE 1. INTRODUÇÃO 2. INSTALAÇÃO E CONFIGURAÇÃO 2.1. COMPARTILHANDO O DIRETÓRIO DO APLICATIVO 3. INTERFACE DO APLICATIVO 3.1. ÁREA DO MENU 3.1.2. APLICANDO A CHAVE DE LICENÇA AO APLICATIVO 3.1.3 EFETUANDO

Leia mais

Group Policy (política de grupo)

Group Policy (política de grupo) Group Policy (política de grupo) Visão Geral As Diretiva de Grupo no Active Directory servem para: Centralizar o controle de usuários e computadores em uma empresa É possível centralizar políticas para

Leia mais

SAD Gestor Gerenciador de Backup

SAD Gestor Gerenciador de Backup SAD Gestor Gerenciador de Backup treinamento@worksoft.inf.br SAD Gestor Gerenciador de Backup SAD Gerenciador de Backup Esse aplicativo foi desenvolvido para realizar cópias compactadas de bancos de dados

Leia mais

3UHSDUDQGRR64/([SUHVVSDUDWUDEDOKDUFRP&ODULRQ

3UHSDUDQGRR64/([SUHVVSDUDWUDEDOKDUFRP&ODULRQ 3UHSDUDQGRR64/([SUHVVSDUDWUDEDOKDUFRP&ODULRQ &RQILJXUDQGRR0664/6HUYHU([SUHVVSDUDWUDEDOKDUFRP SURJUDPDV&ODULRQHSHUPLWLUDFHVVRDWUDYpVGHFRQH[}HV UHPRWDV Para habilitar as configurações remotas, e também conexões

Leia mais

ÍNDICE 1.CONHECENDO OS APLICATIVOS NECESSÁRIOS PARA O FUNCIONAMENTO DO SISTEMA URANO INTEGRA...

ÍNDICE 1.CONHECENDO OS APLICATIVOS NECESSÁRIOS PARA O FUNCIONAMENTO DO SISTEMA URANO INTEGRA... Instalação do Sistema Urano Integra em Sistema Operacional Windows 1 ÍNDICE 1.CONHECENDO OS APLICATIVOS NECESSÁRIOS PARA O FUNCIONAMENTO DO SISTEMA URANO INTEGRA.... 3 1.1 URANO INTEGRA... 3 1.2 JAVA RUNTIME

Leia mais

Fox Gerenciador de Sistemas

Fox Gerenciador de Sistemas Fox Gerenciador de Sistemas Índice 1. FOX GERENCIADOR DE SISTEMAS... 4 2. ACESSO AO SISTEMA... 5 3. TELA PRINCIPAL... 6 4. MENU SISTEMAS... 7 5. MENU SERVIÇOS... 8 5.1. Ativação Fox... 8 5.2. Atualização

Leia mais

Servidor IIS. Sorayachristiane.blogspot.com

Servidor IIS. Sorayachristiane.blogspot.com Servidor IIS Servidor IIS IIS Serviço de informação de Internet; É um servidor que permite hospedar um ou vários sites web no mesmo computador e cria uma distribuição de arquivos utilizando o protocolo

Leia mais

Questão de prova. Questão de prova

Questão de prova. Questão de prova Programa que permite organizar mensagens eletrônicas de um usuário da Internet, através da ordenação em pastas, envio e recebimento das mensagens. Exemplos: Outlook Express Ms Outlook Windows Live Mail

Leia mais

GERENCIAMENTO CENTRALIZADO DELL POWERVAULT DL 2000 BASEADO EM TECNOLOGIA SYMANTEC

GERENCIAMENTO CENTRALIZADO DELL POWERVAULT DL 2000 BASEADO EM TECNOLOGIA SYMANTEC GERENCIAMENTO CENTRALIZADO DELL POWERVAULT DL 2000 BASEADO EM TECNOLOGIA SYMANTEC RESUMO EXECUTIVO O PowerVault DL2000, baseado na tecnologia Symantec Backup Exec, oferece a única solução de backup em

Leia mais

Configurando o Roteador Prof. Isaías Lima. Carregar o arquivo de texto para configurar outro roteador usando o HyperTerminal.

Configurando o Roteador Prof. Isaías Lima. Carregar o arquivo de texto para configurar outro roteador usando o HyperTerminal. Laboratório / ECO Configurando o Roteador Prof. Isaías Lima Objetivos: Capturar a configuração atual de um roteador para um arquivo de texto ASCII com o HyperTerminal do Windows XP. Editar ou modificar

Leia mais

Configuração manual.ost Microsoft Office 365

Configuração manual.ost Microsoft Office 365 Configuração manual.ost Microsoft Office 365 Classificação do Documento: Página 1 de 12 ÍNDICE ÍNDICE... 2 CONTROLE DOCUMENTO... 3 OBJETIVO... 4 USUÁRIOS DO DOCUMENTO... 4 INTER-RELACIONAMENTO COM OUTROS

Leia mais

Sou o professor Danilo Augusto, do TIParaConcursos.net, e lá costumo trabalhar temas relacionados a Redes de Computadores e Sistemas Operacionais.

Sou o professor Danilo Augusto, do TIParaConcursos.net, e lá costumo trabalhar temas relacionados a Redes de Computadores e Sistemas Operacionais. Olá nobre concurseiro e futuro servidor público! Sou o professor Danilo Augusto, do TIParaConcursos.net, e lá costumo trabalhar temas relacionados a Redes de Computadores e Sistemas Operacionais. Essa

Leia mais

Correio Eletrônico Outlook Express. Prof. Rafael www.facebook.com/rafampsilva rafampsilva@yahoo.com.br

Correio Eletrônico Outlook Express. Prof. Rafael www.facebook.com/rafampsilva rafampsilva@yahoo.com.br Correio Eletrônico Outlook Express Prof. Rafael www.facebook.com/rafampsilva rafampsilva@yahoo.com.br O Microsoft Outlook é o principal cliente de mensagens e colaboração para ajudá-lo a obter os melhores

Leia mais

Gerenciando Pacotes *.deb

Gerenciando Pacotes *.deb Gerenciando Pacotes *.deb Debian são programas colocados dentro de um arquivo identificados pela extensão.deb incluindo arquivos necessários para a instalação do programa, um sistemas de listagem/checagem

Leia mais

ÍNDICE. www.leitejunior.com.br 16/06/2008 17:48 Leite Júnior

ÍNDICE. www.leitejunior.com.br 16/06/2008 17:48 Leite Júnior ÍNDICE MICROSOFT INTERNET EXPLORER 6 SP2 (IE6 SP2)...2 JANELA PRINCIPAL...2 PARTES DA JANELA...2 OS MENUS DO IE6...3 MENU ARQUIVO...3 MENU EDITAR...3 MENU EXIBIR...3 MENU FAVORITOS...4 MENU FERRAMENTAS...4

Leia mais

FTIN Formação Técnica em Informática Módulo Sistema Proprietário Windows AULA 05. Prof. André Lucio

FTIN Formação Técnica em Informática Módulo Sistema Proprietário Windows AULA 05. Prof. André Lucio FTIN Formação Técnica em Informática Módulo Sistema Proprietário Windows AULA 05 Prof. André Lucio Competências da aula 5 Backup. WSUS. Serviços de terminal. Hyper-v Aula 04 CONCEITOS DO SERVIÇO DE BACKUP

Leia mais

Manual de Instalação do Servidor Orion Phoenix Versão 1.0 - Novembro/2010

Manual de Instalação do Servidor Orion Phoenix Versão 1.0 - Novembro/2010 Manual de Instalação do Servidor Orion Phoenix Versão 1.0 - Novembro/2010 Manual de Instalação do Sistema Orion Phoenix 1.0 - Novembro/2010 Página 1 SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO...3 2. VISÃO GERAL...3 3. PROCEDIMENTOS

Leia mais

O computador. Sistema Operacional

O computador. Sistema Operacional O computador O computador é uma máquina desenvolvida para facilitar a vida do ser humano, principalmente nos trabalhos do dia-a-dia. É composto basicamente por duas partes o hardware e o software. Uma

Leia mais

AULA 3 FERRAMENTAS E APLICATIVOS DE NAVEGAÇÃO, DE CORREIO ELETRÔNICO, DE GRUPOS DE DISCUSSÃO, DE BUSCA E PESQUISA (PARTE II)

AULA 3 FERRAMENTAS E APLICATIVOS DE NAVEGAÇÃO, DE CORREIO ELETRÔNICO, DE GRUPOS DE DISCUSSÃO, DE BUSCA E PESQUISA (PARTE II) AULA 3 FERRAMENTAS E APLICATIVOS DE NAVEGAÇÃO, DE CORREIO ELETRÔNICO, DE GRUPOS DE DISCUSSÃO, DE BUSCA E PESQUISA (PARTE II) A seguir vamos ao estudo das ferramentas e aplicativos para utilização do correio

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS OPERACIONAIS SERVIÇOS IMPRESSÃO. Professor Carlos Muniz

ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS OPERACIONAIS SERVIÇOS IMPRESSÃO. Professor Carlos Muniz ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS OPERACIONAIS SERVIÇOS IMPRESSÃO Serviços de impressão Os serviços de impressão permitem compartilhar impressoras em uma rede, bem como centralizar as tarefas de gerenciamento

Leia mais

Guia de administração. BlackBerry Professional Software para Microsoft Exchange. Versão: 4.1 Service pack: 4B

Guia de administração. BlackBerry Professional Software para Microsoft Exchange. Versão: 4.1 Service pack: 4B BlackBerry Professional Software para Microsoft Exchange Versão: 4.1 Service pack: 4B SWD-313211-0911044452-012 Conteúdo 1 Gerenciando contas de usuários... 7 Adicionar uma conta de usuário... 7 Adicionar

Leia mais

MAN001 Atualização Protocolo e Ação Social Versão 2 Cliente: Duralex Sistemas

MAN001 Atualização Protocolo e Ação Social Versão 2 Cliente: Duralex Sistemas MAN001 Atualização Protocolo e Ação Social Versão 2 Autor Data Versão Boby Mayky 18/06/2014 1.0 Diego Hordi 18/06/2014 1.1 1. Objetivo O objetivo deste manual é apresentar as rotinas necessárias para atualização

Leia mais

LIÇÃO 1 - USANDO O GRAVADOR DE MACROS

LIÇÃO 1 - USANDO O GRAVADOR DE MACROS 1_15 - ADS - PRO MICRO (ILM 001) - Estudo dirigido Macros Gravadas Word 1/35 LIÇÃO 1 - USANDO O GRAVADOR DE MACROS No Microsoft Office Word 2007 é possível automatizar tarefas usadas frequentemente criando

Leia mais

ENDEREÇOS DE REDE PRIVADOS. 10.0.0.0 até 10.255.255.255 172.16.0.0 até 172.31.255.255 192.168.0.0 até 192.168.255.255. Kernel

ENDEREÇOS DE REDE PRIVADOS. 10.0.0.0 até 10.255.255.255 172.16.0.0 até 172.31.255.255 192.168.0.0 até 192.168.255.255. Kernel ENDEREÇOS DE REDE PRIVADOS Foram reservados intervalos de endereços IP para serem utilizados exclusivamente em redes privadas, como é o caso das redes locais e Intranets. Esses endereços não devem ser

Leia mais

Outlook 2003. Apresentação

Outlook 2003. Apresentação Outlook 2003 Apresentação O Microsoft Office Outlook 2003 é um programa de comunicação e gerenciador de informações pessoais que fornece um local unificado para o gerenciamento de e-mails, calendários,

Leia mais

Documentação Symom. Agente de Monitoração na Plataforma Windows

Documentação Symom. Agente de Monitoração na Plataforma Windows Documentação Symom de Monitoração na Plataforma Windows Windows Linux Windows Linux Plataforma Windows Instalação A instalação do de Monitoração do Symom para Windows é feita através do executável setup.exe

Leia mais

Procedimentos para Instalação do Sisloc

Procedimentos para Instalação do Sisloc Procedimentos para Instalação do Sisloc Sumário: 1. Informações Gerais... 3 2. Instalação do Sisloc... 3 Passo a passo... 3 3. Instalação da base de dados Sisloc... 16 Passo a passo... 16 4. Instalação

Leia mais

Usar o Office 365 no iphone ou ipad

Usar o Office 365 no iphone ou ipad Usar o Office 365 no iphone ou ipad Guia de Início Rápido Verificar o email Configure o seu iphone ou ipad para enviar e receber emails de sua conta do Office 365. Verificar o seu calendário onde quer

Leia mais

Maker Planet www.makerplanet.com Manual do Usuário

Maker Planet www.makerplanet.com Manual do Usuário Maker Planet www.makerplanet.com Manual do Usuário Atenção: Este é o rascunho inicial deste documento, visite o Maker Planet.COM (HTTP://www.makerplanet.com/) para obter as atualizações deste documento.

Leia mais

Procedimentos para Reinstalação do Sisloc

Procedimentos para Reinstalação do Sisloc Procedimentos para Reinstalação do Sisloc Sumário: 1. Informações Gerais... 3 2. Criação de backups importantes... 3 3. Reinstalação do Sisloc... 4 Passo a passo... 4 4. Instalação da base de dados Sisloc...

Leia mais

CCNA 2 Conceitos Básicos de Roteadores e Roteamento. Capítulo 5 - Gerenciamento do Software Cisco IOS

CCNA 2 Conceitos Básicos de Roteadores e Roteamento. Capítulo 5 - Gerenciamento do Software Cisco IOS CCNA 2 Conceitos Básicos de Roteadores e Roteamento Capítulo 5 - Gerenciamento do Software Cisco IOS 1 Objetivos do Capítulo Descrever a seqüência e a importância da inicialização do IOS nos roteadores

Leia mais

Despachante Express - Software para o despachante documentalista veicular DESPACHANTE EXPRESS MANUAL DO USUÁRIO VERSÃO 1.1

Despachante Express - Software para o despachante documentalista veicular DESPACHANTE EXPRESS MANUAL DO USUÁRIO VERSÃO 1.1 DESPACHANTE EXPRESS MANUAL DO USUÁRIO VERSÃO 1.1 1 Sumário 1 - Instalação Normal do Despachante Express... 3 2 - Instalação do Despachante Express em Rede... 5 3 - Registrando o Despachante Express...

Leia mais

Visão geral do Document Distributor

Visão geral do Document Distributor Para ver ou fazer o download desta ou de outras publicações do Lexmark Document Solutions, clique aqui. Visão geral do Document Distributor O pacote Lexmark Document Distributor oferece uma maneira de

Leia mais

Programação Orientada a Objetos com PHP & MySQL Sistema Gerenciador de Banco de Dados: Introdução e configuração de bases de dados com Postgre e MySQL

Programação Orientada a Objetos com PHP & MySQL Sistema Gerenciador de Banco de Dados: Introdução e configuração de bases de dados com Postgre e MySQL Programação Orientada a Objetos com PHP & MySQL Sistema Gerenciador de Banco de Dados: Introdução e configuração de bases de dados com Postgre e MySQL Prof. MSc. Hugo Souza Iniciando nossas aulas sobre

Leia mais

Gerência de Banco de Dados

Gerência de Banco de Dados exatasfepi.com.br Gerência de Banco de Dados Prof. Msc. André Luís Duarte Banco de Dados Os bancos de dados são coleções de informações que se relacionam para criar um significado dentro de um contexto

Leia mais

SISTEMAS OPERACIONAIS LIVRES. Professor Carlos Muniz

SISTEMAS OPERACIONAIS LIVRES. Professor Carlos Muniz SISTEMAS OPERACIONAIS LIVRES Professor Carlos Muniz Atualizar um driver de hardware que não está funcionando adequadamente Caso tenha um dispositivo de hardware que não esteja funcionando corretamente

Leia mais

ADOBE FLASH PLAYER 10.3 Gerenciador de configurações locais

ADOBE FLASH PLAYER 10.3 Gerenciador de configurações locais ADOBE FLASH PLAYER 10.3 Gerenciador de configurações locais PRERELEASE 03/07/2011 Avisos legais Avisos legais Para consultar avisos legais, acesse o site http://help.adobe.com/pt_br/legalnotices/index.html.

Leia mais

PostgreSQL & PostGIS: Instalação do Banco de Dados Espacial no Windows 7

PostgreSQL & PostGIS: Instalação do Banco de Dados Espacial no Windows 7 PostgreSQL & PostGIS: Instalação do Banco de Dados Espacial no Windows 7 PostgreSQL & PostGIS: Instalação do Banco de Dados Espacial no Windows 7 Sobre o PostGIS PostGIS é um Add-on (complemento, extensão)

Leia mais

EverSafe Online Backup Client

EverSafe Online Backup Client Manual do usuário EverSafe Offsite Backup Equipe de desenvolvimento Fev.2011 Conteúdo 1. Baixando instalador Online Backup Agent [oba-win.exe ] 1.1. Como baixar o agente instalador 1.2. Executando o agente

Leia mais

INTRODUÇÃO 2 ACESSO AO SIGTECWEB 3 TEMPO DE CONEXÃO 5 NAVEGAÇÃO 7 BARRA DE AÇÕES 7 COMPORTAMENTO DOS BOTÕES 7 FILTROS PARA PESQUISA 8

INTRODUÇÃO 2 ACESSO AO SIGTECWEB 3 TEMPO DE CONEXÃO 5 NAVEGAÇÃO 7 BARRA DE AÇÕES 7 COMPORTAMENTO DOS BOTÕES 7 FILTROS PARA PESQUISA 8 ÍNDICE INTRODUÇÃO 2 ACESSO AO SIGTECWEB 3 TEMPO DE CONEXÃO 5 NAVEGAÇÃO 7 BARRA DE AÇÕES 7 COMPORTAMENTO DOS BOTÕES 7 FILTROS PARA PESQUISA 8 ACESSO ÀS FERRAMENTAS 9 FUNÇÕES 12 MENSAGENS 14 CAMPOS OBRIGATÓRIOS

Leia mais