Informe Público - Out/2010 Santa Maria / RS. SEXUALIDADE E CONTRACEPÇÃO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Informe Público - Out/2010 Santa Maria / RS. www.labpasteursm.com.br SEXUALIDADE E CONTRACEPÇÃO"

Transcrição

1 SEXUALIDADE E CONTRACEPÇÃO O início da vida sexual é um momento marcante na adolescência. São tantas dúvidas, medos preconceitos e mitos, que as vezes ficamos confusos! O exercício da sexualidade exige consciência, cuidado e auto-estima. Para que esse exercício seja saudável e prazeroso, é importante estar pronto para viver esta intimidade. Por isso, é fundamental ter maturidade e buscar informações corretas sobre o funcionamento do aparelho reprodutor masculino e feminino e como se prevenir de conseqüências não planejadas como gravidez, DST/AIDS. Com a orientação de seu médico e as informações contidas aqui, você poderá escolher o método contraceptivo que melhor se adapte ao seu estilo de vida. E que a gravidez ocorra por escolha, não por acaso. SISTEMA REPRODUTOR FEMININO O sistema reprodutor feminino é composto de vários órgãos. Para simplificar este assunto, nos vamos falar apenas de alguns deles. A VAGINA (1) É o canal onde o homem coloca o pênis durante a relação sexual. É pela vagina que sai a menstruação e passa o bebê durante o parto normal. OS OVÁRIOS (2) São dois, um de cada lado da pelve. Os ovários contem os óvulos. As mulheres já nascem com todos os seus óvulos. Depois da primeira menstruação, um óvulo amadurece alternadamente em cada ovário todo o mês. É a chamada ovulação. AS TUBAS UTERINAS (3) Também são duas, é através delas que o óvulo caminha ate o útero. É nelas que ocorre a fecundação. O ÚTERO (4) Tem a forma de um abacate pequeno, com a parte mais fina virada para baixo. É um órgão com capacidade de aumentar de tamanho. É nele que o ovo fica aninhado para se desenvolver até se tornar um bebê maduro. Depois do parto, o útero volta ao seu tamanho normal. O colo do útero corresponde á parte mais fina do abacate e se comunica com a vagina. É por ai que entram os espermatozóides e é onde ocorre a dilatação durante o trabalho de parto para a passagem do bebê. SISTEMA REPRODUTOR MASCULINO O PÊNIS (1) É o órgão que possibilita a eliminação da urina e a saída do sêmen. Sêmen é o líquido que sai do pênis na hora da ejaculação e contém os espermatozóides. É também chamado de esperma.o orgasmo masculino(o gozo

2 sexual) é atingido com ejaculação. O ESCROTO (2) É também chamado de saco ou bolsa escrotal. São duas bolsas sem divisão aparente contendo cada uma delas um testículo. São encobertas por uma pele fina e enrugada. OS TESTÍCULOS (3) São dois órgãos que têm a forma de um ovo pequeno. Nos testículos são produzidos os espermatozóides. Podemos dizer que os espermatozóides são as sementes do homem. Cada vez que acontece uma ejaculação, saem milhões de espermatozóides no sêmen. OS CANAIS DEFERENTES (4) São dois canais fininhos que ligam os testículos a bolsas localizadas sob a bexiga, chamadas de vesículas seminais (5). Os espermatozóides passam por esses canais e se juntam a outro líquido produzido pela próstata(6) para formar o sêmen. SEXO E GRAVADEZ É mais fácil engravidar do que a gente imagina. Basta que os espermatozóides encontrem o óvulo e pronto: acontece e fecundação. Porem, para que haja a fecundação é preciso que a mulher esteja no seu período fértil e que o seu organismo esteja funcionando direitinho. Além disso, o sêmen do homem precisa ter espermatozóides saudáveis e em quantidade suficiente para que um deles consiga penetrar no óvulo. Para conhecer seu período fértil, é preciso entender primeiro o que significa o ciclo menstrual. Por volta dos dez anos de idade, o corpo da mulher começa a produzir hormônios. Isto faz com que, após determinado tempo, ela menstrue pela primeira vez, daí em diante, todo mês o seu sistema reprodutor vai se preparar para uma gravidez. Isso vai se repetir, normalmente, até a menopausa (última menstruação da mulher). O tempo que vai de uma menstruação até a outra é chamado de ciclo menstrual. Como você viu, ciclo menstrual não é a mesma coisa que menstruação. O primeiro dia da menstruação é considerado o primeiro dia do ciclo menstrual (1 dia de menstruação = 1º dia do ciclo). Na menstruação, um óvulo inicia seu amadurecimento dentro de um dos ovários. Por volta de 14 a 15 dias após, este óvulo, que já está maduro, sai do ovário e entra na tuba uterina em direção ao útero. Chamamos isto de ovulação. Nesta época, cerca de 3 dias entre e 3 dias depois da ovulação, a mulher tem uma grande chance de engravidar, pois nestes dias ela esta no seu período fértil. Ao mesmo tempo em que isto está acontecendo, o útero vai se preparando para receber o óvulo fecundado (ovo), formando em sua cavidade uma camada com muitos vasos sanguíneos, água e nutrientes. Se o óvulo não for fecundado pelo espermatozóide, ele não dura mais do que 48 horas e se dissolve. Dias depois (cerca de 14 dias após a ovulação), a camada cheia de sangue que se formou dentro do útero começa a

3 se soltar, saindo pela vagina. É isto que chamamos de menstruação. O tempo de um ciclo menstrual (que vai do início de uma menstruação ate o início da outra) varia muito conforme a natureza de cada mulher e também conforme a época da vida. A maioria das mulheres menstrua de 28 a 28 dias. Outras, a cada 30 dias. É preferencialmente normal se a menstruação vier alguns dias depois ou alguns dias antes desse período. A FECUNDAÇÃO A fecundação é o encontro do óvulo com o espermatozóide. Muitos espermatozóides tentam, mas somente um deles consegue penetrar no óvulo e fecundá-lo. Depois disso, o óvulo se transforma em ovo e se fixa no útero, como se estivesse em um ninho. A partir daí, é formada a placenta, que vai alimentar o bebê durante a gravidez. MÉTODOS ANTICONCEPCIONAIS Se você quer engravidar, já sabe o que fazer, basta ter relações sexuais durante o período fértil. Pode ate não acontecer de imediato, mas a chance de você engravidar já na primeira tentativa é boa. Porém, se você não quer engravidar, é importante usar corretamente um método anticoncepcional. Alguns métodos são mais seguros que outros. Todos eles têm vantagens e desvantagens. Você deve conversar com o seu médico ou ir ao serviço de saúde mais próximo pedir uma orientação. EXISTEM TIPOS DE METODOS TEMPORÁRIOS: Também chamados métodos reversíveis. São aqueles que, quando interrompidos, permitem que a mulher fique grávida novamente. DEFINITIVOS: Também chamados métodos cirúrgicos. São aqueles que dificilmente possibilitam uma nova gravidez. Também conhecidos como laqueadura para a mulher e vasectomia para o homem. METODOS TEMPORÁRIOS Métodos naturais: TABELINHA: Também chamada de calendário. A mulher aprende a conhecer a duração do seu ciclo menstrual e a calcular seu período fértil com a ajuda de um profissional de saúde. Durante o período fértil, o casal não mantém relações sexuais (fica na abstinência

4 sexual) ou então mantém relações usando outro método anticoncepcional como, por exemplo, a camisinha. Este método não é considerado muito seguro pela seguinte razão: pode haver erro no cálculo do período fértil ou a ovulação pode não ocorrer na data esperada. Isto pode acontecer por vários motivos. Um deles pode ser o próprio estado emocional da mulher, que faz com que a data da ovulação seja modificada. MÉTODO DA OVULAÇAO Também chamado de método do muco cervical. O muco cervical é uma secreção formada no colo do útero e que não tem cheiro. Esta secreção sai pela vagina em determinadas fases do ciclo menstrual. Em uma fase, ela está bem fluída e transparente e em outra ocasião, estará um pouco mais espessa. As vezes, a vagina está sequinha, não tem secreção. Aprendendo a conhecer o tipo de secreção, é possível saber quando estamos no período fértil. Nesta época, o muco cervical é transparente e fluido, semelhante à clara de ovo cru. Este método não é muito seguro, pois o muco do período fértil pode estar alterado por diversas razões, entre elas, por corrimento vaginal infeccioso, podendo confundir a mulher. Métodos de barreira: CAMISINHA Também chamada preservativo. É uma capa de borracha bem fina, descartável, que é colocada no pênis quando ele está endurecido e antes da penetração na vagina. Quando o homem ejacula o esperma fica dentro da camisinha. Na colocação, deve-se apertar a ponta da camisinha com os dedos, para retirar o ar. Depois que o homem ejacula, ele deve retirar o pênis, ainda endurecido, segurando a camisinha pelas bordas, para não deixar cair o esperma dentro da vagina. Deve-se ter cuidado de trocar a camisinha por outra a cada penetração para diminuir a chance do preservativo se romper. Quando bem colocada e bem retirada, é um método seguro que ainda protege o casal contra doenças sexualmente transmissíveis (DSTs), inclusive AIDS. CAMISINHA FEMININA É um bolsa de plástico fino e macio, que é colocada dentro da vagina antes de cada relação sexual, podendo se colocada ate várias horas antes e retira após cada relação. Atua como barreira, impedindo que os espermatozóides entrem no útero. Permite que a mulher também possa se prevenir das doenças sexualmente transmissíveis sem depender do parceiro. DIAFRAGMA É uma capinha de borracha, com bordas flexíveis, que é colocada pela própria mulher no fundo da vagina. Se for colocada corretamente e se estiver em perfeito estado, vai impedir que os espermatozóides entrem no útero. Para tornar o diafragma mais eficaz (seguro), ele deve ser colocado com um creme espermaticida. O diafragma só deve ser retirado 8 horas após a relação sexual. Somente um profissional da saúde pode indicar o tamanho adequado do diafragma que a mulher deve usar, após examiná-la cuidadosamente. Se bem conservado, o diafragma pode durar ate 3 anos. ESPERMATICIDAS

5 São produtos em forma de creme, gel, espuma ou óvulos que a própria mulher coloca no fundo da vagina. Eles contem substâncias químicas que matam os espermatozóides. Normalmente são colocados de 15 a 20 minutos antes da penetração do pênis na vagina. Depois de uma hora, perdem o efeito. São produtos que são pouco eficazes (seguros) quando utilizados isoladamente. Por isso, devem ser usados sempre em conjunto com a camisinha ou o diafragma. MÉTODOS HORMONAIS PÍLULA Anticoncepcional hormonal oral As pílulas contêm hormônios sintéticos, semelhantes aqueles produzidos pelos ovários no organismo feminino. São também chamadas de contraceptivo oral, anticoncepcional oral ou simplesmente pílula. Quando a mulher toma a pílula, não acontece a ovulação. Os hormônios da pílula não deixam que o óvulo amadureça, se rompa e entre na tuba uterina. Não tendo ovulação, não haverá gravidez. Desde sua descoberta, a pílula anticoncepcional vem sendo aperfeiçoada, justamente para diminuir os efeitos indesejáveis. As pílulas mais modernas em menor dosagem de hormônios, com a mesma eficácia. Quando usada corretamente, a pílula é considerada o método reversível mais seguro para evitar uma gravidez. Alem disso, a pílula oferece outros benefícios, tais ginecológico (ovário e endométrio), normalização do ciclo menstrual, diminuição das cólicas menstruais e proteção contra doença inflamatória pélvica. Apesar de bastante seguras, as pílulas modernas ainda podem apresentar alguns efeitos colaterais e ter contra indicações para determinadas mulheres. Por isso, é muito importante que a pílula seja indicada pelo médico, que poderá dizer se uma mulher está ou não em condições de usá-la. A pílula dever ser tomada diariamente, de preferência no mesmo horário, começando a primeira cartela no primeiro dia de menstruação (1 dia do ciclo). Ao final da cartela, fazer um intervalo de 7 dias e recomeçar uma nova cartela no oitavo dia após a parada da cartela anterior. É muito importante seguir corretamente o modo de usar. É raro, mas existem casos de mulheres que engravidam tomando pílula e a principal causa disso é o uso incorreto. Muitas mulheres não sabem o que fazer quando se esquecem de tomar um comprimido. Caso você esqueça de tomar a pílula um dia, tome a pílula esquecida assim que se lembrar. Continue tomando as outras pílulas da cartela normalmente, no horário de sempre. Caso você esqueça dois dias ou mais, pare de tomar esta cartela. Espere a menstruação e então recomece uma nova cartela no 1 dia da menstruação. Quando houver qualquer dúvida ou esquecimento, não descuide: use outro método anticoncepcional associado, como por exemplo a camisinha, e procure seu medico para mais orientações assim que puder. É IMPORTANTE NÃO TROCAR DE MEDICAMENTO POR CONTA PRÓPRIA. NÃO INICIAR OU INTERROMPER O USO DA PÍLULA SEM CONSULTAR UM MÉDICO. ANTICONCEPCIONAL HORMONAL INJETÁVEL A injeção é uma combinação de hormônios femininos que é muito eficaz porque, além de agir impedindo a

6 ovulação, atua também no muco cervical e no útero dificultando a passagem dos espermatozóides. Pela combinação dos hormônios utilizados, o anticoncepcional injetável tem ação prolongada, permitindo que seja aplicado somente uma vez por mês, evitando assim riscos de esquecimento e trazendo mais comodidade para as mulheres. A primeira injeção dever ser iniciada no 1 dia da menstruação (=1 dia do ciclo) e as injeções seguintes, a cada 30 dias. Existem tipos de anticoncepcionais injetáveis administrados de forma diferente e ainda um outro tipo que deve ser aplicado a cada 3 meses. Converse com seu médico. Os modernos anticoncepcionais injetáveis de baixa dose são bastante seguros e, geralmente, são bem tolerados pelas mulheres. Mas, como a pílula, podem apresentar alguns efeitos colaterais e se contra indicados para determinadas mulheres. O mais comum são pequenas alterações no ciclo menstrual. Por isso, é muito importante que também sejam utilizados somente sob prescrição médica. IMPLANTES São pequenos bastões, contendo hormônio, colocados sob a pele do braço que liberam esta substancia durante um período de 3 a 5 anos. OUTROS MÉTODOS HORMONAIS As pílulas vaginais são colocadas na vagina diariamente por 21 dias, seguidas de 1 semana de intervalo. O anel vaginal é colocado na vagina por 21 dias, seguido de 1 semana de intervalo para a colocação do próximo anel. O adesivo transdermico é colocado sobre a pele e trocado semanalmente, por 3 semanas, seguidos de 1 semana de intervalo. Todos estes métodos evitam a gravidez, agindo de maneira semelhante a das pílulas contracepitivas. SIU Sistema intrauterino É uma pequena estrutura de polietileno (um tipo de plástico), em forma da letra T que apresenta em seu corpo vertical um cilindro contendo o levonorgestrel (hormônio sintético similar ao produzido pelos ovários). O SIU é inserido pelo médico dentro do útero onde libera pequenas quantidades de hormônios por um período de ate 5 anos. É um método inovador, de longa duração, reversível e muito eficaz. É especialmente indicado para mulheres com filhos que não desejam uma nova gravidez a longo prazo. Além disso, o endoceptivo torna o sangramento menstrual menos intenso, mais curto e menos doloroso e, alguns casos até ausente. É uma das alternativas da laqueadura. DIU Dispositivo intrauterino É um pequeno objeto de plástico recoberto com cobre, normalmente em forma da letra T. Colocado dentro do útero da mulher pelo médico, libera uma substancia que dificulta a passagem dos espermatozóides. O DIU é muito eficaz e não causa tantos problemas assim como pensa uma parte da população. É um método bastante seguro, que requer um acompanhamento médico rigoroso e nem toda mulher esta em condições de usá-lo. Como acontece também com outros médicos, somente o médico está apto para indicar o DIU, colocálo de forma correta e fornecer as informações necessárias e o acompanhamento adequado para seu uso.

7 MÉTODOS DEFINITIVOS LAQUEADURA É uma cirurgia feita na mulher, na qual as tubas uterinas são interrompidas, impedindo que o óvulo se junte a um espermatozóide. Esse método é considerado definitivo porque, depois que a cirurgia é feita, dificilmente a mulher poderá engravidar novamente. Muitas mulheres estão fazendo a laqueadura de trompas sem pensar direito. Depois se arrependem. Elas pensam que é fácil operar novamente para voltar a ter mais um filho. Isso não é verdade. Existem ate alguns hospitais públicos que realizam essa nova cirurgia para voltar a ter filhos sem cobrar nada, apesar de ser um procedimento um pouco caro para a maioria da população, e não há garantias que a fertilidade será restabelecida. Por tudo isso, é fundamental pensar bastante antes de tomar uma decisão precipitada. Muita gente pensa que nunca mais vai quere ter outro filho e, quando se da conta, volta a desejá-lo. Hoje em dia existem alternativas muito boas à laqueadura. VASECTOMIA É uma cirurgia definitiva feita no homem e é mais ou menos equivalente a laqueadura da mulher. Os canais deferentes são interrompidos logo acima dos testículos. Isso, impede que os espermatozóides cheguem a vesícula seminal e saiam junto com o esperma. Se não há espermatozóides, não há possibilidade da mulher engravidar. O homem continua a ter relação sexual e sua ejaculação também continua normal. Só não tem mais espermatozóides.

MÉTODOS CONTRACEPTIVOS

MÉTODOS CONTRACEPTIVOS MÉTODOS CONTRACEPTIVOS MÉTODOS CONTRACEPTIVOS 1. MÉTODOS COMPORTAMENTAIS Os métodos contraceptivos são utilizados por pessoas que têm vida sexual ativa e querem evitar uma gravidez. Além disso, alguns

Leia mais

REPRODUÇÃO HUMANA MÉTODOS CONTRACEPTIVOS OU ANTICONCEPCIONAIS. Prof. Me. Cristino Rêgo 8º Ano Ensino Fundamental II

REPRODUÇÃO HUMANA MÉTODOS CONTRACEPTIVOS OU ANTICONCEPCIONAIS. Prof. Me. Cristino Rêgo 8º Ano Ensino Fundamental II REPRODUÇÃO HUMANA MÉTODOS CONTRACEPTIVOS OU ANTICONCEPCIONAIS Prof. Me. Cristino Rêgo 8º Ano Ensino Fundamental II Métodos Contraceptivos ou Anticoncepcionais 1 Coito Interrompido (Onanismo): Consiste

Leia mais

M t é o t d o os o Contraceptivos

M t é o t d o os o Contraceptivos Métodos Contraceptivos São meios utilizados para evitar a gravidez quando esta não é desejada, permitindo a vivência da sexualidade de forma responsável. Permitem o planeamento familiar. 2 Como se classificam

Leia mais

MÉTODOS CONTRACEPTIVOS. Professora Daiana Escola La Salle Águas Claras 8º ano

MÉTODOS CONTRACEPTIVOS. Professora Daiana Escola La Salle Águas Claras 8º ano MÉTODOS CONTRACEPTIVOS Professora Daiana Escola La Salle Águas Claras 8º ano METODOS DE BARREIRA Imobilizam os espermatozoides, impedindo-os de entrar em contato com o óvulo e ocorrer a fecundação. Espermicidas

Leia mais

Tipos de Anticoncepcionais

Tipos de Anticoncepcionais Tipos de Anticoncepcionais Dr. Orlando de Castro Neto Métodos anticoncepcionais ou métodos contraceptivos são maneiras, medicamentos e dispositivos usados para evitar a gravidez. Muitas vezes o método

Leia mais

Métodos contraceptivos

Métodos contraceptivos Métodos contraceptivos http://www.youtube.com/watch?v=igloovv-kc8 Professor: Gil Amaro Aluna: Thalyta M. Baptista Disciplina: Estratégias de Ensino em Biologia Os métodos contraceptivos podem ser divididos

Leia mais

METODOS CONTRACEPTIVOS ENF. MARIANA P. JUSTINO

METODOS CONTRACEPTIVOS ENF. MARIANA P. JUSTINO METODOS CONTRACEPTIVOS ENF. MARIANA P. JUSTINO METODOS DE BARREIRA Imobilizam os espermatozóides, impedindo-os de entrar em contato com o óvulo e de haver fecundação. Espermicidas (sob a forma de óvulos,

Leia mais

Nome: Mónica Algares. Ano: 9º Turma: B Nº 17

Nome: Mónica Algares. Ano: 9º Turma: B Nº 17 Nome: Mónica Algares Ano: 9º Turma: B Nº 17 Métodos contraceptivos naturais Método do calendário Se a menstruação ocorre de 28 em 28 dias, a ovulação ocorrerá por volta do 14º dia. Assim, o período fértil

Leia mais

Métodos contraceptivos

Métodos contraceptivos Métodos contraceptivos O que são métodos contraceptivos? São processos que permitem evitar uma gravidez não desejada. Todas as pessoas usam o mesmo método contraceptivo? Existem vários métodos contraceptivos.

Leia mais

Tecnologia para a regulação dos nascimentos? gravidez indesejada.

Tecnologia para a regulação dos nascimentos? gravidez indesejada. Quais os contributos da Ciência e da Tecnologia para a regulação dos nascimentos? São utilizados para prevenir uma São utilizados para prevenir uma gravidez indesejada. Mét. Contracepção A - Não Naturais

Leia mais

HORMÔNIOS SEXUAIS SISTEMA ENDÓCRINO FISIOLOGIA HUMANA

HORMÔNIOS SEXUAIS SISTEMA ENDÓCRINO FISIOLOGIA HUMANA HORMÔNIOS SEXUAIS SISTEMA ENDÓCRINO FISIOLOGIA HUMANA GLÂNDULAS SEXUAIS GÔNADAS MASCULINAS = TESTÍCULOS GÔNADAS FEMININAS = OVÁRIOS PRODUZEM GAMETAS E HORMÔNIOS SEXUAIS CONTROLE HORMONAL DO SISTEMA TESTÍCULOS

Leia mais

TD DE CIÊNCIAS 8ª. série PROFa. Marjory Tôrres. INTRODUÇÃO À GENÉTICA Os princípios básicos da Hereditariedade

TD DE CIÊNCIAS 8ª. série PROFa. Marjory Tôrres. INTRODUÇÃO À GENÉTICA Os princípios básicos da Hereditariedade TD DE CIÊNCIAS 8ª. série PROFa. Marjory Tôrres INTRODUÇÃO À GENÉTICA Os princípios básicos da Hereditariedade Todas as pessoas são diferentes, cada um é único, apresentam características que são próprias

Leia mais

ESF Dr. MAURO NETO REALIZAÇÃO: Kamila Paula Lopes Acadêmica do 8º Período- Curso de Bacharel em Enfermagem Estagio Supervisionado II

ESF Dr. MAURO NETO REALIZAÇÃO: Kamila Paula Lopes Acadêmica do 8º Período- Curso de Bacharel em Enfermagem Estagio Supervisionado II REALIZAÇÃO: Kamila Paula Lopes Acadêmica do 8º Período- Curso de Bacharel em Enfermagem Estagio Supervisionado II ESF Dr. MAURO NETO Profª. Enfª. Drª. Isabel Cristina Belasco Coordenadora do Curso de Enfermagem

Leia mais

Métodos contracetivos

Métodos contracetivos Métodos contracetivos Os futuros pais podem e devem planear a sua família Assim, para evitar uma gravidez indesejada, devem recorrer a métodos contracetivos. podem ser Naturais Não Naturais Calculam o

Leia mais

Doenças Sexualmente Transmissíveis (pág. 273)

Doenças Sexualmente Transmissíveis (pág. 273) Doenças Sexualmente Transmissíveis (pág. 273) -DST (no passado conhecidas como doenças venéreas ou doenças de rua ); - São doenças transmitidas por meio de ato sexual ou contato com sangue do doente; -

Leia mais

REPRODUÇÃO HUMANA. Profª Fernanda Biazin

REPRODUÇÃO HUMANA. Profª Fernanda Biazin REPRODUÇÃO HUMANA Profª Fernanda Biazin Puberdade: período de transição do desenvolvimento humano, correspondente à passagem da fase da infância para adolescência. Alterações morfológicas e fisiológicas

Leia mais

Perpetuando a vida - 2

Perpetuando a vida - 2 A U A UL LA Acesse: http://fuvestibular.com.br/ Perpetuando a vida - 2 Atenção - Maria, olhe só o resultado do exame: positivo para gonadotrofina coriônica! Alberto e Maria olharam um para o outro, sem

Leia mais

Unidade II Vida e ambiente Aula 7.1 Conteúdo: Métodos Contraceptivos.

Unidade II Vida e ambiente Aula 7.1 Conteúdo: Métodos Contraceptivos. Unidade II Vida e ambiente Aula 7.1 Conteúdo: Métodos Contraceptivos. 2 Habilidade: Compreender o funcionamento dos principais métodos contraceptivos (comportamentais, químicos, de barreira e definitivos).

Leia mais

Sim. Principalmente se a mulher estiver no período fértil.

Sim. Principalmente se a mulher estiver no período fértil. É legal saber! Gravidez Transar uma única vez, pode engravidar? Sim. Principalmente se a mulher estiver no período fértil. Minha menstruação na desceu. Estou grávida? Depende. É importante cada mulher

Leia mais

SISTEMA GENITAL MASCULINO. Testículos

SISTEMA GENITAL MASCULINO. Testículos SISTEMA GENITAL MASCULINO Testículos - São as gônadas ou glândulas sexuais masculinas. Estes encontram-se alojados numa bolsa de pele, o escroto (saco escrotal); - Na fase embrionária estão dentro da cavidade

Leia mais

Biologia 1ª Série Resumo - Reprodução Humana

Biologia 1ª Série Resumo - Reprodução Humana Assim como as casas são feitas de tijolos, todos os organismos são formados por pequenas unidades, chamadas células. Extremamente pequenas, cabem centenas de células num pingo de um i Toda a programação

Leia mais

Métodos Contraceptivos Reversíveis. DSR- www.saudereprodutiva.dgs.pt

Métodos Contraceptivos Reversíveis. DSR- www.saudereprodutiva.dgs.pt Métodos Contraceptivos Reversíveis Estroprogestativos orais Pílula 21 cp + 7 dias pausa existem vários, podendo ser escolhido o que melhor se adapta a cada mulher são muito eficazes, quando se cumprem

Leia mais

7ª série / 8º ano U. E. 11

7ª série / 8º ano U. E. 11 7ª série / 8º ano U. E. 11 Os sistemas genitais masculino e feminino A espécie humana se reproduz sexuadamente. As células reprodutivas femininas os óvulos são produzidas nos ovários da mulher, e as células

Leia mais

< Maria Inês; nº 17; 9ºB > < Ricardo Santos; nº18; 9ºB >

< Maria Inês; nº 17; 9ºB > < Ricardo Santos; nº18; 9ºB > Índice < Maria Inês; nº 17; 9ºB > < Ricardo Santos; nº18; 9ºB > Índice Índice... 2 Métodos Contraceptivos... 3 O que são?... 3 Métodos Reversíveis... 4 Métodos Contraceptivos Hormonais... 4 Pílula Contraceptiva...

Leia mais

DA MULHER Manual prático para viver com saúde os melhores anos da vida

DA MULHER Manual prático para viver com saúde os melhores anos da vida Dr. JOSÉ BENTO Médico ginecologista e obstetra A MELHOR IDADE DA MULHER Manual prático para viver com saúde os melhores anos da vida Sumário Apresentação... 7 Introdução... 11 Capítulo 1 Um corpo de mudanças...

Leia mais

MANIPULAÇÃO DA FERTILIDADE

MANIPULAÇÃO DA FERTILIDADE MANIPULAÇÃO DA FERTILIDADE A Fertilidade é o termo empregado para categorizar a capacidade de produzir vida. Ao longo do tempo o Homem tem vindo a demonstrar interesse em controlá-la, arranjando para isso

Leia mais

CIÊNCIAS E PROGRAMA DE SAÚDE

CIÊNCIAS E PROGRAMA DE SAÚDE GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO CIÊNCIAS E PROGRAMA DE SAÚDE 15 CEEJA MAX DADÁ GALLIZZI PRAIA GRANDE - SP Só se constrói uma nação com cidadãos. Só se constrói cidadãos

Leia mais

Métodos Contraceptivos A prática da anticoncepção é um ato a ser praticado sob supervisão médica

Métodos Contraceptivos A prática da anticoncepção é um ato a ser praticado sob supervisão médica A prática da anticoncepção é um ato a ser praticado sob supervisão médica O que são? A utilização de técnicas, dispositivos ou substâncias capazes de impedir a gestação, temporariamente ou definitivamente.

Leia mais

MÉTODOS HORMONAIS. São comprimidos que contêm estrogênio e progestogênio associados.

MÉTODOS HORMONAIS. São comprimidos que contêm estrogênio e progestogênio associados. MÉTODOS HORMONAIS 1 - ANTICONCEPCIONAIS HORMONAIS ORAIS (PÍLULAS) É o método mais difundido e usado no mundo. As pílulas são consideradas um método reversível muito eficaz e o mais efetivo dos métodos

Leia mais

Eu e a minha sexualidade. 2 de Fevereiro de 2009

Eu e a minha sexualidade. 2 de Fevereiro de 2009 Eu e a minha sexualidade Enf.ª Nádia Gonçalves 2 de Fevereiro de 2009 O QUE É A ADOLESCÊNCIA? É a transição entre a infância e a idade adulta; Etapa essencial da vida que permite ao ser humano conquistar

Leia mais

Minha filha está ficando uma moça!

Minha filha está ficando uma moça! Minha filha está ficando uma moça! A UU L AL A O que faz as meninas se transformarem em mulheres? O que acontece com seu corpo? Em geral, todos nós, homens e mulheres, somos capazes de lembrar muito bem

Leia mais

Unidade 7. Fecundação. Gestação. Parto

Unidade 7. Fecundação. Gestação. Parto Unidade 7 Fecundação Gestação Parto Reprodução Sexual A fecundação resulta na formação de uma nova célula (célula-ovo ou zigoto), que dará origem a um novo indivíduo. A célula deste novo indivíduo contém

Leia mais

ENTENDENDO A. A adolescência é a fase da vida onde acontecem as maiores modificações no corpo, nos sentimentos e na forma de perceber as coisas.

ENTENDENDO A. A adolescência é a fase da vida onde acontecem as maiores modificações no corpo, nos sentimentos e na forma de perceber as coisas. ENTENDENDO A ADOLESCÊNCIA A adolescência é a fase da vida onde acontecem as maiores modificações no corpo, nos sentimentos e na forma de perceber as coisas. Ao mesmo tempo, aumentam as responsabilidades

Leia mais

SENSUALIDADE E SEXUALIDADE NA ADOLESCÊNCIA. Sexualidade X Sensualidade

SENSUALIDADE E SEXUALIDADE NA ADOLESCÊNCIA. Sexualidade X Sensualidade SENSUALIDADE E SEXUALIDADE NA ADOLESCÊNCIA A adolescência é uma fase de transição, mudança da infância para a vida adulta. Nesse momento acontecem várias modificações no corpo, surgem várias dúvidas, medo,

Leia mais

Transmissão da Vida... Fisiologia do aparelho reprodutor Ciclos Sexuais Gravidez e Parto

Transmissão da Vida... Fisiologia do aparelho reprodutor Ciclos Sexuais Gravidez e Parto Transmissão da Vida... Fisiologia do aparelho reprodutor Ciclos Sexuais Gravidez e Parto Transmissão da Vida... - Morfologia do Aparelho Reprodutor Feminino Útero Trompa de Falópio Colo do útero Vagina

Leia mais

GRAVIDEZ NA ADOLESCÊNCIA POR: AMANDA REIS NORMANDIA AG.EDUCADOR II SMERJ

GRAVIDEZ NA ADOLESCÊNCIA POR: AMANDA REIS NORMANDIA AG.EDUCADOR II SMERJ GRAVIDEZ NA ADOLESCÊNCIA POR: AMANDA REIS NORMANDIA AG.EDUCADOR II SMERJ OBJETIVO: DISCUTIR A INCIDÊNCIA DA GRAVIDEZ NA ADOLESCÊNCIA ASSUNTOS ABORDADOS: ADOLESCÊNCIA GRAVIDEZ PRECOCE PREVENÇÃO DA GRAVIDEZ

Leia mais

CONTRACEPÇÃO HORMONAL PÍLULA

CONTRACEPÇÃO HORMONAL PÍLULA CONTRACEPÇÃO HORMONAL PÍLULA A Pílula é o método contraceptivo hormonal mais utilizado, pelas mulheres em todo o mundo. O QUE É? Um método contraceptivo que contém hormonas sintéticas que são semelhantes

Leia mais

Unidade 1 - REPRODUÇÃO E MANIPULAÇÃO DA FERTILIDADE

Unidade 1 - REPRODUÇÃO E MANIPULAÇÃO DA FERTILIDADE Que modificações ocorrem no organismo feminino após a nidação? A nidação e as primeiras fases de gestação encontram-se sob estreito controlo hormonal. A hormona hcg estimula o corpo lúteo a produzir hormonas,

Leia mais

O que é a sexualidade?

O que é a sexualidade? O que é a sexualidade? Desde cedo, tendo em conta as características do nosso corpo, é-nos atribuído um sexo: Possuem um pénis. Masculino Feminino Possuem uma vagina. Caracteres sexuais primários Apresentam

Leia mais

Posso fazer a barba?

Posso fazer a barba? A UU L AL A Posso fazer a barba? Você estudou na Aula 6 as transformações que acontecem durante a puberdade feminina. Agora chegou a hora de falarmos da puberdade masculina. Para os meninos, a puberdade

Leia mais

CIÊNCIAS DA NATUREZA REVISÃO 1 REVISÃO 2 INTERATIVIDADE SISTEMA SOLAR

CIÊNCIAS DA NATUREZA REVISÃO 1 REVISÃO 2 INTERATIVIDADE SISTEMA SOLAR SISTEMA SOLAR 2 Aula de Revisão 1 Planeta terra Somos todos habitantes do planeta Terra. É nosso dever mantê-lo habitável. 3 Planeta Terra habitável 4 Planeta Terra não habitável 5 Dicas para cuidar melhor

Leia mais

SOLUÇÃO PARA A INFERTILIDADE

SOLUÇÃO PARA A INFERTILIDADE Revista: Carta Capital 28 de Agosto de 2002 SOLUÇÃO PARA A INFERTILIDADE DOIS ESPECIALISTAS DIZEM O QUE É CIÊNCIA E O QUE É MITO, ESCLARECEM AS POSSÍVEIS CAUSAS DO PROBLEMA E AS MELHORES ALTERNATIVAS PARA

Leia mais

POR QUE O MEU É DIFERENTE DO DELE?

POR QUE O MEU É DIFERENTE DO DELE? POR QUE O MEU É DIFERENTE DO DELE? Rafael chegou em casa um tanto cabisbaixo... Na verdade, estava muito pensativo. No dia anterior tinha ido dormir na casa de Pedro, seu grande amigo, e ficou com a cabeça

Leia mais

Descubra quando você está ovulando

Descubra quando você está ovulando 1 Descubra quando você está ovulando O maior segredo para engravidar logo é saber exatamente quando você está ovulando, ou seja, quando um de seus dois ovários está liberando um óvulo. Pense neste óvulo

Leia mais

cartões de bolso serié 2 SEXO SEGURO

cartões de bolso serié 2 SEXO SEGURO cartões de bolso serié 2 SEXO SEGURO 1 O que quer dizer sexo seguro? Sexo seguro quer dizer, práticas sexuais responsáveis sem riscos de engravidar, ou de contrair uma infecção transmitida sexualmente,

Leia mais

Preservativo Feminino

Preservativo Feminino Preservativo Feminino Há milhares de anos que as mulheres usam os métodos contraceptivos de que dispõem. Na bíblia, há referência ao coito interrompido e nos registos do Egipto antigo existem descrições

Leia mais

Bem Explicado - Centro de Explicações Lda. C.N. 9º Ano Reprodução humana

Bem Explicado - Centro de Explicações Lda. C.N. 9º Ano Reprodução humana Bem Explicado - Centro de Explicações Lda. C.N. 9º Ano Reprodução humana Nome: Data: / / 1. Os sistemas reprodutores masculino e feminino são diferentes apesar de serem constituídos por estruturas com

Leia mais

Transa legal. Decidir o melhor momento na vida para ter filhos é direito de todos. É uma questão de liberdade.

Transa legal. Decidir o melhor momento na vida para ter filhos é direito de todos. É uma questão de liberdade. 90 transa legal Transa legal métodos anticoncepcionais Decidir o melhor momento na vida para ter filhos é direito de todos. É uma questão de liberdade. A discussão sobre métodos anticoncepcionais não pode

Leia mais

Professor Fernando Stuchi

Professor Fernando Stuchi REPRODUÇÃO Aulas 2 a 5 1º Bimestre Professor Fernando Stuchi Seres Vivos Segundo a Teoria Celular, todos os seres vivos (animais e vegetais) são constituídos por células (exceção dos vírus que não possuem

Leia mais

REPRODUÇÃO HUMANA: FECUNDAÇÃO

REPRODUÇÃO HUMANA: FECUNDAÇÃO Autores: Priscila Mayumi Kashiwabara Ana Beatriz Vitiritti Débora Frigi Rodrigues Dimitson Ferreira de Oliveira Elisama Silva de Oliveira Márcio Moreno REPRODUÇÃO HUMANA: FECUNDAÇÃO Contexto: Esta aula

Leia mais

Planeamento Familiar e Doenças Sexualmente Transmissíveis. Trabalho realizado por: Ana Filipa Sobral Diliana Rosa

Planeamento Familiar e Doenças Sexualmente Transmissíveis. Trabalho realizado por: Ana Filipa Sobral Diliana Rosa Planeamento Familiar e Doenças Sexualmente Transmissíveis Trabalho realizado por: Ana Filipa Sobral Diliana Rosa Aparelho Reprodutor Feminino O aparelho reprodutor feminino é constituído pelos órgãos genitais

Leia mais

BIOLOGIA - 1 o ANO MÓDULO 43 MÉTODOS CONTRACEPTIVOS

BIOLOGIA - 1 o ANO MÓDULO 43 MÉTODOS CONTRACEPTIVOS BIOLOGIA - 1 o ANO MÓDULO 43 MÉTODOS CONTRACEPTIVOS Como pode cair no enem? (UFC) A pílula do dia seguinte é composta de hormônios, os mesmos da pílula anticoncepcional comum, só que em doses mais elevadas.

Leia mais

SISTEMA REPRODUTOR. Sistema reprodutor feminino

SISTEMA REPRODUTOR. Sistema reprodutor feminino SISTEMA REPRODUTOR A reprodução é de importância tremenda para os seres vivos, pois é por meio dela que os organismos transmitem suas características hereditariamente e garantem a sobrevivência de suas

Leia mais

PERGUNTAS E RESPOSTAS SOBRE EVRA

PERGUNTAS E RESPOSTAS SOBRE EVRA IT - 259048 J-C 2003 As informações que você leu neste livrinho se propõem a responder algumas das perguntas mais frequentes sobre EVRA. Lembre-se de fazer ao seu ginecologista, médico de confiança ou

Leia mais

Mas por que só pode entrar um espermatozóide no óvulo???

Mas por que só pode entrar um espermatozóide no óvulo??? Mas por que só pode entrar um espermatozóide no óvulo??? Lembre-se que os seres humanos só podem ter 46 cromossomos, sendo um par sexual, por exemplo: se dois espermatozóides com cromossomo sexual X e

Leia mais

Escola Básica Vasco da Gama de Sines A REPRODUÇÃO HUMANA

Escola Básica Vasco da Gama de Sines A REPRODUÇÃO HUMANA Página1 A REPRODUÇÃO HUMANA Reprodução sexuada e dimorfismo sexual A reprodução é uma função dos seres vivos que permite dar origem a outros seres da mesma espécie. Reprodução sexuada Na espécie humana

Leia mais

GUIA PARA PACIENTES. Anotações

GUIA PARA PACIENTES. Anotações Anotações ENTENDENDO DO OS MIOMAS MAS UTERINOS GUIA PARA PACIENTES 1620641 - Produzido em maio/2010 AstraZeneca do Brasil Ltda. Rodovia Raposo Tavares, km 26,9 CEP 06707-000 - Cotia/SP ACCESS net/sac 0800

Leia mais

Programa de Prevenção de Gravidez de Erivedge :

Programa de Prevenção de Gravidez de Erivedge : Programa de Prevenção de Gravidez de Erivedge : Informação importante sobre a prevenção de gravidez e contraceção para mulheres e homens que estão a tomar Erivedge Erivedge pode causar defeitos congénitos

Leia mais

Nome: Mónica Algares. Ano: 9º Turma: B Nº 17

Nome: Mónica Algares. Ano: 9º Turma: B Nº 17 Nome: Mónica Algares Ano: 9º Turma: B Nº 17 Introdução Pretendo com este trabalho alertar para graves problemas que ao passar do tempo tem vindo a aumentar, as doenças sexualmente transmissíveis. Com a

Leia mais

SISTEMAS GENITAIS HUMANOS

SISTEMAS GENITAIS HUMANOS https://naturalmath.wikispaces.com/birds+and+learning SISTEMAS GENITAIS HUMANOS Maximiliano Mendes 2015 maxaug.blogspot.com Youtube.com/maxaug 1 Somos uma espécie: Dioica: cada organismo possui apenas

Leia mais

SISTEMA REPRODUTOR EU BIOLOGIA

SISTEMA REPRODUTOR EU BIOLOGIA SISTEMA REPRODUTOR EU BIOLOGIA Sistema Genital Feminino Ovários: produção de óvulos e hormônios (estrógeno e progesterona) Tuba uterina: durante a ovulação, recolhe o óvulo e conduz até o útero Útero:

Leia mais

Nome Nº Turma Data / /20. Avaliação NS S SB EX

Nome Nº Turma Data / /20. Avaliação NS S SB EX Teste Avaliação Ciências Naturais 9º Ano Nome Nº Turma Data / /20 Classificação Competências Conhecimento Raciocínio Comunicação (Língua Materna) Avaliação NS S SB EX Cotação % Professor(a) Enc. de Educação

Leia mais

Gravidez Semana a Semana com Bruna Galdeano

Gravidez Semana a Semana com Bruna Galdeano Desde o momento em que o óvulo é fecundado pelo espermatozoide, seu futuro bebê começa uma aventura extraordinária dentro de sua barriga, assim passando de um aglomerado de células a um perfeito ser humano.

Leia mais

Abstinência sexual: acto de privar-se temporária ou permanentemente da actividade sexual.

Abstinência sexual: acto de privar-se temporária ou permanentemente da actividade sexual. Glossário A Abstinência sexual: acto de privar-se temporária ou permanentemente da actividade sexual. Afrodisíaco: substância que se acredita excitar o desejo sexual e aumentar a capacidade para a actividade

Leia mais

Exercícios de Reprodução Comparada

Exercícios de Reprodução Comparada Exercícios de Reprodução Comparada Material de apoio do Extensivo 1. (PUC) Os seres vivos podem reproduzir-se sexuada ou assexuadamente. Sobre este assunto, destaque a afirmativa correta: a) A reprodução

Leia mais

AMAMENTAÇÃO A ESCOLHA NATURAL!

AMAMENTAÇÃO A ESCOLHA NATURAL! AMAMENTAÇÃO A ESCOLHA NATURAL! Um guia para usar o Método de Ovulação AMAMENTAÇÃO Billings durante QUE a amamentação COISA NATURAL DE SE FAZER! Julyanne White, SRN AMAMENTAÇÃO A ESCOLHA NATURAL! Amamentação

Leia mais

SISTEMA REPRODUTOR. Prof. André Maia

SISTEMA REPRODUTOR. Prof. André Maia SISTEMA REPRODUTOR Denomina-se reprodução a capacidade que os seres vivos possuem de produzir descendentes. Ocorre a reprodução sexuada no homem, ou seja, para que esta reprodução aconteça é necessário

Leia mais