CEFET-SP Centro Federal de Educação Tecnológica de São Paulo

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CEFET-SP Centro Federal de Educação Tecnológica de São Paulo"

Transcrição

1 CEFET-SP Centro Federal de Educação Tecnológica de São Paulo INTRODUÇÃO AO DESENHO ASSISTIDO POR COMPUTADOR: NOÇÕES DE DESENHO E AUTOCAD SÃO PAULO

2 d'avila, Thais e Edson INTRODUÇÃO AO DESENHO ASSISTIDO POR COMPUTADOR: NOÇÕES DE DESENHO E AUTOCAD Apostila preparada pela arquiteta Prof. a. Thais d'avila e Prof. Eng. Edson d Avila como material didático para as aulas de AutoCad. Versão Preliminar 1.0, primeira parte. Abril, São Paulo

3 Copyright 2006 by d'avila Todos os direitos desta edição reservados aos autores Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução total ou parcial, por qualquer meio ou processo. A violação dos direitos autorais é punível como crime (art. 184 e parágrafos, do Código Penal, cf. Lei n o 6.895, de ). Solicite autorização para utilização deste material.

4 Sumário Desenho Assistido Por Computador...2 A Evolução do Desenho...3 Desenho Técnico...4 CAD (Computer Aided Design Projeto Assistido por Computador)...4 Arquitetura...5 Breve História da Arquitetura...5 Desenho Arquitetônico...5 Planta do Terreno...6 Planta de Situação...6 Planta Baixa...6 Planta Baixa, Fachadas e Cortes...7 Introdução...7 Planta, Elevação e Vista Lateral...8 Obtendo a Planta Baixa...9 Planta Baixa Final...10 Corte...10 Corte longitudinal...10 Visão do Corte Longitudinal Corte Transversal Fachada...12 Fachada Principal...12 Fachada Secundária...12 Fachada da Edícula...12 Apresentação de um Projeto:...13 Plantas...13 AutoCad...16 O que é Autocad?...16 Coordenadas...17 Sistemas de Posicionamento...18 Coordenadas...18 Coordenadas cartesianas...18 UCS User Coordinate System...18 Localização de Pontos na Tela Gráfica...19 Coordenadas Relativas...19 Coordenadas Polares...20 Entendendo o Autocad...21 Education By Designer...22 Retângulo...22 Zoom Extents...22 OffSet...23 Explode...24

5 Usando Trim...25 Clique no ícone Trim...25 Inserindo o Vão da Porta...27 Folha da Porta...27 Inserindo Janela...28 Construção de uma escada...29 Linhas de Construção...29 Referências Bibliográficas

6 2 Desenho Assistido Por Computador Planta Baixa, Cortes e Fachadas Introdução: As técnicas para desenhar plantas, cortes e fachadas podem ser ensinadas. O contato com plantas profissionalmente produzidas e aprovadas pela prefeitura de São Paulo, e o exercício de se mover e se localizar no espaço ajudam a dar sentido ao desenho. Objetivos: Ao final desta unidade o educando deverá ser capaz de: 1. Identificar cada uma das fases de um projeto de arquitetura, e que para cada uma é desenvolvido um tipo especial de desenho. 2. Conhecer os conceitos de planta residencial unifamiliar, corte e fachada Conteúdos: Introdução ao desenho técnico Projeto de arquitetura Planta do Terreno Planta de situação Planta baixa Cortes Fachadas Estratégia: 1. Promover uma exposição mostrando folders de imóveis à venda na cidade de São Paulo, plantas profissionais aprovadas pela prefeitura. 2. Propor que os educandos fotografem fachadas de imóveis de seu interesse e desenhem as plantas, cortes e as fachadas.

7 3 A Evolução do Desenho O desejo de expressar idéias e emoções levou o homem a desenhar em pedras e cavernas. O registro desta arte pode ser encontrado em muitos lugares. Os desenhos das cavernas de Lascaux, na França, são exemplos notáveis. Datam de aproximadamente de a.c. e foram realizados com pigmentos naturais. 1 Figura 1 Desenho encontrado nas cavernas de Lascaux (França) Com o passar do tempo os desenhos foram aprimorados. O estudo da geometria permitiu um maior domínio do desenho. Leonardo da Vinci ( ) é um dos responsáveis pelos avanços na arte do desenho. Estima-se que da Vinci tenha produzido cerca de 2000 desenhos, mas apenas 600 ainda podem ser vistos. Figura 2 Projeto de uma máquina voadora de Leonardo da Vinci Fonte: Britannica 1 "Pintura rupestre, Lascaux," Enciclopédia Microsoft Encarta Microsoft Corporation. Todos os direitos reservados.

8 Ao representar suas idéias através do desenho, Leonardo da Vinci eternizou seu projeto que hoje conhecemos como helicóptero. 4 Desenho Técnico A necessidade de representar os objetos com maior precisão fez surgir técnicas de desenho cada vez mais aprimoradas. O desenho técnico é uma linguagem gráfica universal que fornece detalhes indispensáveis (forma e dimensões), para compreensão do objeto representado graficamente. O Desenho Técnico permite que um objeto seja representado graficamente e interpretado com precisão por qualquer pessoa instruída na área do desenho. Vista Frontal Vista Lateral Vista Superior Fonte: Xavier et. al. (1983, p. 6) Figura 3 Projeção e Desenho Técnico de um Objeto CAD (Computer Aided Design Projeto Assistido por Computador) A informática aplicada ao desenho técnico facilitou muito a vida dos profissionais do desenho. O software CAD substitui de modo eficaz e econômico a forma manual de trabalhar com desenhos e projetos. O CAD é projetado para criar e manipular desenhos técnicos e projetos.

9 5 A Autodesk, por exemplo, criou o AutoCad, que é hoje, a maior plataforma de CAD existente, com uma filosofia totalmente voltada para o design (concepção de um projeto ou modelo; planejamento), produtividade e compartilhamento de informações (Baldam, 1999, p. 1). Arquitetura De acordo com Houaiss (2001) o signo lingüístico arquitetura possui vários sentidos, entre eles: 1. Arte e técnica de organizar espaços e criar ambientes para abrigar os diversos tipos de atividades humanas, visando também a determinada intenção plástica. 2. Maneira pela qual são dispostas as partes ou elementos de um edifício ou de uma cidade. 3. Conjunto de princípios, normas, materiais e técnicas usado para criar o espaço arquitetônico. 4. elaboração de um empreendimento futuro; plano, projeto. Breve História da Arquitetura No século I a.c., o arquiteto e tratadista romano Marco Vitrúvio (70-25 a.c.) determinou as três condições básicas da arquitetura: firmitas, utilitas, venustas (resistência, funcionalidade e beleza). 2 A arquitetura do século XX foi desde o princípio dominada por duas noções: a utilização funcional dos edifícios e a integração destes a um padrão urbanístico geral (Britannica, 2000). Desenho Arquitetônico 2 "Arquitetura," Enciclopédia Microsoft Encarta Microsoft Corporation. Todos os direitos reservados.

10 6 O desenho arquitetônico é o desenho técnico aplicado à arquitetura. Uma das primeiras preocupação que se tem ao projetar um espaço arquitetônico é o reconhecimento do terreno: formato, inclinação, localização, orientação (movimento aparente do sol), questões ambientais, entre outras. Planta do Terreno É a forma do terreno, com suas dimensões e curvas de níveis. Planta de Situação A planta de situação define a posição do terreno em relação ao local (ruas, passeio, recuos, postes, árvores, bueiros) bem como a orientação em relação aos pontos cardeais. Planta Baixa É uma projeção vista de cima, obtida a partir de um corte paralelo ao piso no espaço arquitetônico. Um exemplo interessante é a planta baixa do Pártenon de Atenas, templo dórico dedicado a Atena Parthenos, situado no alto da Acrópolis de Atenas. Foi construído no século V a.c. Figura 4 Fachada do Pártenon de Atenas e sua planta

11 7 Planta Baixa, Fachadas e Cortes Introdução O desenho técnico é representado pelas suas projeções, resultantes da observação feita através de determinada posição. PVS - Plano Vertical Superior PVL - Plano Vertical Lateral PHA - Plano Horizontal Anterior Fonte: SENAI, 1979 Figura 5 Projeção de um objeto nos planos PVS, PVL E PHA Rebatendo-se os planos PVL e o PHA para o mesmo plano do PVS obtemos um plano único, por exemplo, a folha de desenho. Vide figura 6. Figura 6 Rebatimento de Planos

12 8 Planta, Elevação e Vista Lateral No plano PVS tem-se a elevação que é projeção observada de frente. (Fachada ou Corte Transversal). No plano PHA tem-se a planta que é a projeção observada de cima. No plano PVL tem-se a projeção observada lateralmente. (Fachada ou Corte Longitudinal). Alinhamento das Projeções Figura 7 Planta, Elevação e Vista Lateral No desenho arquitetônico o conjunto de projeções se resume em: Plantas Fachadas Cortes

13 9 Obtendo a Planta Baixa Planta Baixa Passando um plano de seção, paralelo ao piso, na altura de 1,60m obtém-se a planta baixa. Figura 8 Processo de Obtenção da Planta Baixa Ao retirar-se o plano de seção com todas as partes acima do mesmo, obtémse a visão da figura 9. A planta baixa é produto do corte de tudo o que foi interceptado pelo plano seção. Figura 9 Processo de Obtenção da Planta Baixa

14 10 Planta Baixa Final Após o resultado do corte feito pelo plano de seção, deve-se cotar e nomear as dependências do espaço arquitetônico. Figura10 Processo Final para Obtenção da Planta Baixa Corte Os cortes são utilizados para mostrar partes internas do espaço arquitetônico. É obtido passando-se um plano de seção vertical, perpendicular ao piso, podemos mostrar dois cortes, um transversal e outro longitudinal, sendo que devemos passálo onde houver maior numero de detalhes para serem mostrados. Corte longitudinal É o corte que se faz no sentido do comprimento da casa, geralmente é o corte de maior extensão.

15 11 Visão do Corte Longitudinal Resultante retirado o plano de seção. Corte Transversal É o corte que se faz no sentido da largura da casa, geralmente é o corte de menor extensão.

16 12 Fachada Para mostrar os detalhes externos de uma construção, o desenhista arquitetônico sempre apresenta desenhos de fachadas e laterais com uma certa preocupação estética. Fachada Principal Vista obtida da casa através da rua principal. Fachada Secundária Vista obtida pela observação lateral. Fachada da Edícula Vista obtida através da observação da dependência dos fundos

17 13 Apresentação de um Projeto: Plantas

18 Planta do Subsolo 14

19 15 Cortes e Fachadas

20 16 AutoCad O que é Autocad? O AutoCad é um software desenvolvido pela Autodesk para desenhos técnicos. Cad é a contração das palavras Computer Aided Design Projeto auxiliado por computador. Possui uma interface gráfica que pode ser personalizada de acordo com as preferências do cadista (profissional do Cad). A entrada de dados para o desenho é realizada através do mouse e do teclado. A figura x.x apresenta a janela principal exibindo diferentes barras de ferramentas do AutoCad R.14 (Release lançamento 14). Barra de Título Barra de Menu Área de Diálogo ou Linha de Comando Origem do Sistema Linha de Status

21 17 Coordenadas A origem do sistema padrão do AutoCad está posicionada no canto inferior esquerdo da tela (0,0,0). Coordenadas Absolutas São introduzidas via teclado, ordenadas em X, Y e Z separadas por vírgula. Pode-se trabalhar em dois D. Por exemplo: 10,10. Coordenadas Relativas Cartesianas São utilizadas quando sabe-se o deslocamento de um ponto em relação ao ponto anterior. Identifica-se uma coordenada relativa pelo símbolo 1,2. Coordenadas Polares São Compostas pela distância entre o ponto a ser inserido e o ângulo de rotação. A distância é precedida pelo sinal se for relativa ao ultimo ponto e o ângulo pelo sinal de menor (<) em ambos os casos. e 4<180. Os ângulos no AutoCad aumentam no sentido anti-horário. Conforme figura x.x

22 18 Sistemas de Posicionamento Coordenadas Em geometria analítica, entende-se coordenada: Qualquer dos membros de um conjunto que determina univocamente a posição de um ponto no espaço. O conjunto é formado por tantos membros quantas as dimensões do espaço considerado, e o número de membros constitui característica intrínseca do espaço. A coordenada pode ser uma distância, um ângulo, uma velocidade, um momento, etc. Coordenadas cartesianas Pares numéricos que permitem a localização relativa de um ponto no espaço, de acordo com o sistema cartesiano. Criado pelo filósofo francês René Descartes, tal sistema define um plano cuja origem se situa na interseção entre dois eixos perpendiculares chamados eixo das abscissas (ou eixo dos x) e eixo das ordenadas (ou eixo dos y). UCS User Coordinate System No AutoCAD, o UCS Sistema de Coordenadas do Usuário, permite que o usuário trabalhe com vários sistemas UCS de coordenadas. O UCS é representado por um símbolo localizado, geralmente, no canto inferior esquerdo da tela de desenho. Figura 1.1

23 19 Localização de Pontos na Tela Gráfica Coordenadas Absolutas O ponto será localizado em relação à origem do sistema. Por exemplo para inserir uma linha de coordenadas P1(1,1) e P2(4,4) digita-se: Command: LINE From point: 1,1 To point: 2,2 To point: Y 0,0 X Figura 1.2 Coordenadas Relativas As coordenadas relativas são utilizadas quando se sabe o deslocamento de um ponto em relação ao ponto anterior. Identifica-se uma coordenada relativa pelo Por exemplo: vamos inserir um segmento de linha paralelo ao eixo x e de tamanho de 1 unidade na figura 1.2, conforme figura 1.3: Y 0,0 X Figura 1.3 Command: LINE From point: 4,4 To To point:

24 Coordenadas Polares São Compostas pela distância entre o ponto a ser inserido e o ângulo de rotação. A distância é precedida pelo sinal se for relativa ao ultimo ponto, e o ângulo pelo sinal de menor (<) em ambos os casos. e 4< x.4. Os ângulos no AutoCad aumentam no sentido anti-horário. Conforme figura Figura 1.4 Exercícios 1. Dados os pontos, desenhar as figuras. Figura 1: P1(10,10), P2(10,40), P3(40,40), P4(40,10), P5(10,10) Figura 2: P1(10,10), Figura 3: P1(10,10), Para cada uma das figuras abaixo, apresentar as coordenadas dos pontos indicados.

25 21 Entendendo o Autocad A figura 1.1 apresenta a tela de trabalho do AutoCad com as ferramentas básicas para iniciar o aprendizado. Standard Toolbar Barra de Ferramentas Padrão Properties Toolbar Barra de Ferramentas de Toolbar Draw Barra de Ferramentas de Desenho Toolbar Modify Barra de Ferramentas de Modificação As barras de ferramentas agrupam ícones que facilitam a memorização e a produção de desenhos. Quando você posiciona o apontador do mouse sobre um ícone, uma caixa de diálogo chamada "hint" apresenta o nome do ícone, conforme figura 1.2.

26 22 Education By Designer Retângulo Iniciaremos o nosso aprendizado do AutoCad com uma planta baixa de uma residência térrea. Vamos delimitar o terreno em 10 metros de largura por 25 metros de comprimento. Clique no ícone do retângulo e clique, novamente, numa posição qualquer da área de trabalho (janela). Responda a pergunta na linha de comando (área de diálogo): Other Corner: O auto cad está esperando as coordenadas dos lados do retângulo. No sistema de coordenadas X e Y vamos digitar: 10, 20 Coordenadas Relativas X Zoom Extents O retângulo ocupa uma dimensão na área de desenho superior à janela. Para que o desenho apresente a maior dimensão possível dentro da janela vamos utilizar o comando de zoom chamado "Extents" que pode ser acessado a partir do ícone Zoom Windows. Clique uma vez no ícone Zoom Windows e mantenha apertado o botão esquerdo do mouse. Um menu pop down apresenta as opções de Zoom

27 23 Zoom Extents OffSet Todo trabalho de desenho será realizado a partir dos limites do terreno. Vamos por exemplo colocar uma linha paralela ao lado "A" do Terreno a uma distância de 1,5 m, conforme a figura 1.3. Como fazer? O modo mais fácil é utilizando o Offset. A Na barra Modify clique em offset, conforme figura 1.4. A mensagem da área de trabalho pede a distância. Digite 1.5 e "Enter". Na seqüência a área de trabalho solicita que você selecione o objeto. Clique sobre a linha do lado "A". Na seqüência a área de diálogo solicita o lado a inserir a linha. Clique do lado de dentro do retângulo.

28 24 A figura 1.5 apresenta o resultado. Compare com a figura x.x. O resultado não confere. O que aconteceu? O retângulo foi gerado pelo ícone, resultando em linhas unidas. Para obter o resultado esperado devemos explodir o retângulo em entidades (separação das linhas). Cuidado com o explosivo que você vai usar. Explode Na barra Modify clique em "Expode", na seqüência clique sobre o retângulo e "Enter". Repita agora a operação com o Offset. E verifique se o resultado obtido é idêntico ao da figura x.x. Agora a partir do offset, construa dois recuos de 5 metros, conforme figura x.x.

29 25 Usando Trim Cortando Linhas Vamos cortar as linhas marcadas conforme figura x.x. Clique no ícone Trim Seqüência Primeiro clique arraste o ponteiro de baixo para cima e dê um segundo clique no ponto marcado com segundo clique Enter. Segundo Clique Primeiro Clique

30 26 Com o apontador do mouse sobre o objeto a ser cortado conforme figura x.x, dê um clique. Repita o procedimento para os demais objetos até obter o desenho da figura x.x Vamos desenhar as paredes. As paredes externas são representadas com linhas paralelas de 0,25m (parede de um tijolo) e internas de 0,15m (parede de meio tijolo), conforme figura x.x

31 27 Inserindo o Vão da Porta Agora vamos inserir o vão da porta de 0,80m e 0,10 a partir da parede, conforme figura x.x Folha da Porta Desenhar a folha da porta e a trajetória e criar um bloco de nome PortEsq80.

32 28 Inserindo Janela Desenhar uma janela de 4 metros centralizada na parede conforme figura x.x.

33 29 Construção de uma escada Criar a caixa da escada. Retângulo de 2,05 x 1,6 m Rectangle pick no canto inferior da janela de 1.6 Explode Erase (lado direito do retângulo). Cálculos: Sabe-se que cada degrau tem 0,25m. 5 x.25 = 1,25 + 0,8 (valor retirado da planta) = 2,05m 2 x 0,8 = 1,6 m Linhas de Construção Em Tools Object Snap Settings Enpoint e Intersection Inserir Degraus com linhas pontilhadas, no pavimento inferior e superior, onde não são visíveis.

34 30 Referências Bibliográficas AZEREDO, Hélio Alves de. O edifício até sua cobertura. 2 a ed. São Paulo: Edgard Blücher, (Prática de Construção Civil). BALDAM, Roquemar. AutoCad 2000: utilizando totalmente. 2 a ed. São Paulo: Érica, BITTAR, Denise Álvares. AutoCad 2000: para arquitetos e urbanistas. São Paulo: Érica, BORGES, Ruth Silveira; BORGES, Wellington Luiz. Manual de instalações prediais hidráulico-sanitárias e de gás. 4 a ed. São Paulo: Pini, BOTELHO, Manoel Henrique Campos; BLOCH, Luiz Laurent. Código de obras e edificações do Município de São Paulo: comentado e criticado. 2 a tir. São Paulo: Pini, FERREIRA, Aurélio Buarque de Holanda. Dicionário eletrônico século XXI. Botafogo, RJ: Nova Fronteira, GOITIA, Fernando Chueca; et. al. História geral da arte: arquitetura III. Espanha: Del Prado, HAUTECOEUR, Louis. História geral da arte. São Paulo: Difusão Européia do Livro, HIRSCHFELD, Henrique (coord.). Código de edificações. 6 a ed. São Paulo: Atlas, HOUAISS, Antonio; et alii Dicionário Houaiss da língua portuguesa. Rio de Janeiro: Objetiva, 2001.

35 MACHADO, Ardevan. Desenho na engenharia e arquitetura. 3 a ed. São Paulo: A. Machado, Vol1. e Vol.2 31 NEUFERT, Ernest. Arte de projetar em arquitetura: princípios, normas e prescrições sobre construção, instalações, distribuição e programa de necessidades, dimensões de edifícios, locais e utensílios. 7 a ed. São Paulo: Gustavo Gil do Brasil, OLIVEIRA, Nildo Carlos. A construção no espelho: pessoas, idéias e o relato de uma trajetória empresarial a partir da década de 70. São Paulo: Pini, RIPPER, Ernesto. Como evitar erros na construção. 2 a ed. São Paulo: Pini, SÃO PAULO, Secretaria da Habitação e Desenvolvimento Urbano. Edificações interpretação gráfica: código de edificações. São Paulo: Pini; São Paulo: Eternit, SÃO PAULO. Restrições da legislação de uso e ocupação do solo. 2 a ed. São Paulo: SEHAB Secretaria de Habitação e Desenvolvimento Urbano, SENAI. Desenhista de arquitetura CPQ III: desenho técnico. São Paulo: SENAI Departamento Regional de São Paulo, Divisão de Ensino, Vol.1 e Vol. 2. VIEIRA NETTO, Antonio. Como gerenciar construções. São Paulo: Pini, XAVIER, Natália; AGNER, Albano; VELLO, Valdemar; DIAZ, Luís Huertas. Desenho técnico básico expressão gráfica: desenho geométrico, desenho técnico e glossário ilustrado. São Paulo: Ática, 1983a.. Educação artística expressão plástica: desenho geométrico, desenho publicitário e glossário ilustrado. São Paulo: Ática, 1983b.

TÉCNICAS DE CAD PARA ENGENHARIA CIVIL AULA 2 2. FUNÇÕES BÁSICAS / ESTRUTURAS DE COMANDOS. 3. COMO DEFINIR UMA SEÇÃO DE TRABALHO (Arquivo)

TÉCNICAS DE CAD PARA ENGENHARIA CIVIL AULA 2 2. FUNÇÕES BÁSICAS / ESTRUTURAS DE COMANDOS. 3. COMO DEFINIR UMA SEÇÃO DE TRABALHO (Arquivo) Profs. Paula Viero e Beatriz Lima TÉCNICAS DE CAD PARA ENGENHARIA CIVIL AULA 2 1. O AUTOCAD 2. FUNÇÕES BÁSICAS / ESTRUTURAS DE COMANDOS 3. COMO DEFINIR UMA SEÇÃO DE TRABALHO (Arquivo) 4. ALGUNS COMANDOS

Leia mais

INTRODUÇÃO AO AUTOCAD

INTRODUÇÃO AO AUTOCAD INTRODUÇÃO AO AUTOCAD O AUTOCAD é um software que se desenvolveu ao longo dos últimos 30 anos. No início o programa rodava no sistema D.O.S., o que dificultava um pouco seu uso. Com o surgimento do sistema

Leia mais

Notas de Aula AutoCad Prof. Sérgio Viana

Notas de Aula AutoCad Prof. Sérgio Viana Área de Trabalho Juntamente com a área de trabalho, poderão estar abertas algumas barras de ferramentas nas laterais da tela, que servem de suporte ai desenho. Janelas de Comandos Figura 1 Área de trabalho

Leia mais

1- Tela inicial do AUTOCAD 2013

1- Tela inicial do AUTOCAD 2013 1- Tela inicial do AUTOCAD 2013 2- Clique em NOVO 3- Para mudar a cor do fundo digite OP (de options): Se quiser veja o vídeo ilustrativo desse procedimento: http://www.youtube.com/watch?v=g7kig_yhpx4

Leia mais

Resumo. Maria Bernadete Barison apresenta aulas práticas sobre RETAS em Desenho Geométrico. Geométrica vol.1 n.1d. 2006 RETAS CAD

Resumo. Maria Bernadete Barison apresenta aulas práticas sobre RETAS em Desenho Geométrico. Geométrica vol.1 n.1d. 2006 RETAS CAD 1 1. INTRODUÇÃO. RETAS CAD Iniciaremos o estudo das retas construindo no CAD alguns exercícios já construídos na aula teórica utilizando a régua e o compasso. Entretanto, o nosso compasso aqui será o comando

Leia mais

Disciplina Desenho Técnico I ENG 1003 Material de Aula

Disciplina Desenho Técnico I ENG 1003 Material de Aula Disciplina Desenho Técnico I ENG 1003 Material de Aula AULAS 01 a 03 Apresentando o AutoCAD. O AutoCAD é um software da Autodesk muito utilizado para fazer desenhos de projetos de engenharia e arquitetura

Leia mais

DESENHO TÉCNICO AutoCAD

DESENHO TÉCNICO AutoCAD DESENHO TÉCNICO AutoCAD AULA 1 - INTRODUÇÃO Este capítulo tem como objetivo principal familiarizar o usuário com a interface do Auto-CAD, isto é, a forma como o usuário se comunica com o software e vice

Leia mais

1 - INTRODUÇÃO AO AutoCAD 2011

1 - INTRODUÇÃO AO AutoCAD 2011 1 - INTRODUÇÃO AO AutoCAD 2011 1.1- INTRODUÇÃO Este capítulo tem como objetivo principal familiarizar o usuário com a interface do AutoCAD 2011, isto é, a forma com a qual o usuário se comunica com o software

Leia mais

CAPITULO II COMANDOS BÁSICOS. Menu Draw > Line Teclado: L (atalho) LINE

CAPITULO II COMANDOS BÁSICOS. Menu Draw > Line Teclado: L <ENTER> (atalho) LINE COMANDOS BÁSICOS LINE CAPITULO II Menu Draw > Line Teclado: L (atalho) Modelo: Command: LINE LINE Specify first point: P1 (Clique com botão esquerdo um ponto na tela) Specify next point

Leia mais

DESENHO DE PLANTA BAIXA EM SOFTWARE AUTOCAD 2000

DESENHO DE PLANTA BAIXA EM SOFTWARE AUTOCAD 2000 Glaucius Décio Duarte APOSTILA DESENHO DE PLANTA BAIXA EM SOFTWARE AUTOCAD 2000 CEFET/RS CEFET/RS - Curso de Edificações - Apostila de Informática Aplicada - Modulo 1 - S2 - Prof. Msc. Glaucius Décio Duarte

Leia mais

Sistema topograph 98. Tutorial Módulo Projetos

Sistema topograph 98. Tutorial Módulo Projetos Sistema topograph 98 Tutorial Módulo Projetos Como abrir um projeto existente _ 1. Na área de trabalho do Windows, procure o ícone do topograph e dê um duplo clique sobre ele para carregar o programa.

Leia mais

Apostila de AutoCAD Módulo Básico

Apostila de AutoCAD Módulo Básico UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA FACULDADE DE ENGENHARIA Apostila de AutoCAD Módulo Básico Nicholas Appes Mota Raphael Martins do Valle Bolsistas do Grupo PET Civil da UFJF Juiz de Fora 2011 Introdução

Leia mais

ETEPA Escola Técnica Estadual Polivalente de Americana AutoCad R.14 Básico 1. INTRODUÇÃO:

ETEPA Escola Técnica Estadual Polivalente de Americana AutoCad R.14 Básico 1. INTRODUÇÃO: 1. INTRODUÇÃO: A informatização e a globalização que nos cercam e mudam o contexto industrial, tecnológico e profissional, fazem com que o uso crescente e contínuo de uma ferramenta aplicada à computação

Leia mais

INTRODUÇÃO WORKCAD NA ENGENHARIA DE PRODUÇÃO

INTRODUÇÃO WORKCAD NA ENGENHARIA DE PRODUÇÃO INTRODUÇÃO O WorkCAD é uma ferramenta para criação, edição e impressão de projetos assistidos por computador (CAD - Computer Aided Design) que inclui a criação e gerenciamento de projetos 3D, maquetes

Leia mais

EXPRESSÃO GRÁFICA CAD NOMENCLATURA

EXPRESSÃO GRÁFICA CAD NOMENCLATURA EXPRESSÃO GRÁFICA CAD A disciplina tem por objetivo a capacitação do aluno em desenvolver projetos assistidos pelo microcomputador, permitindo assim o aprimoramento da visão espacial na representação de

Leia mais

O Microsoft Office é composto por diversos softwares, dentre eles o Word, o Excel, o Access e o Power Point.

O Microsoft Office é composto por diversos softwares, dentre eles o Word, o Excel, o Access e o Power Point. Editor de Texto Microsoft Word 1. Microsoft Office O Microsoft Office é composto por diversos softwares, dentre eles o Word, o Excel, o Access e o Power Point. O Word é um editor de texto com recursos

Leia mais

editor Writer, do BrOffice

editor Writer, do BrOffice editor Writer, do BrOffice Utilizar o editor Writer, do BrOffice, para editar textos e inserir tabelas; Conscientizar sobre o cuidado com os direitos autorais, citando sempre as fontes de onde foram retirados

Leia mais

Gerente de Tecnologia: Ricardo Alexandre F. de Oliveira Marta Cristiane Pires M. Medeiros Mônica Bossa dos Santos Schmid WORD 2007

Gerente de Tecnologia: Ricardo Alexandre F. de Oliveira Marta Cristiane Pires M. Medeiros Mônica Bossa dos Santos Schmid WORD 2007 WORD 2007 PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE LONDRINA SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO GERÊNCIA DE TECNOLOGIA Gerente de Tecnologia: Ricardo Alexandre F. de Oliveira Marta Cristiane Pires M. Medeiros Mônica Bossa

Leia mais

AutoCAD para TOPOGRAFIA

AutoCAD para TOPOGRAFIA T O P O G R A F I A A P L I C A D A AutoCAD para TOPOGRAFIA COM BASE NA VERSÃO AutoCAD - 2 0 1 2 Prof. Hiroshi Paulo Yoshizane hiroshiy@ft.unicamp.br; hiroshi55ster@gmail.com www.professorhiroshi.com.br

Leia mais

ROBERTO OLIVEIRA CUNHA

ROBERTO OLIVEIRA CUNHA LEIAME APRESENTAÇÃO Nenhuma informação do TUTORIAL DO MICRO- SOFT OFFICE WORD 2003 poderá ser copiada, movida ou modificada sem autorização prévia e escrita do Programador Roberto Oliveira Cunha. Programador:

Leia mais

PRINCÍPIOS DE INFORMÁTICA PRÁTICA 08 1. OBJETIVO 2. BASE TEÓRICA. 2.1 Criando Mapas no Excel. 2.2 Utilizando o Mapa

PRINCÍPIOS DE INFORMÁTICA PRÁTICA 08 1. OBJETIVO 2. BASE TEÓRICA. 2.1 Criando Mapas no Excel. 2.2 Utilizando o Mapa PRINCÍPIOS DE INFORMÁTICA PRÁTICA 08 1. OBJETIVO Aprender a utilizar mapas, colocar filtros em tabelas e a criar tabelas e gráficos dinâmicos no MS-Excel. Esse roteiro foi escrito inicialmente para o Excel

Leia mais

Aula 03 Comandos de desenho. 1 Rectangle - Modo Simplificado: rec (via Teclado)

Aula 03 Comandos de desenho. 1 Rectangle - Modo Simplificado: rec (via Teclado) Aula 03 Comandos de desenho 1 Rectangle - Modo Simplificado: rec (via Teclado) Define um retângulo. É definido por dois cantos, formado pela sua diagonal. Acionando o Comando RECTANGLE: 1 Inicialmente

Leia mais

UMC Inventor 8 Procedimento para criação de um modelo de peça paramétrica simples projeto Projeto.

UMC Inventor 8 Procedimento para criação de um modelo de peça paramétrica simples projeto Projeto. UMC - Tecnologia de Automação Industrial Desenho 3 Prof.: Jorge Luis Bazan. Modulo 2 Inventor 8 Procedimento para criação de um modelo de peça paramétrica simples a) Defina um novo projeto para conter

Leia mais

Programa de Edição de Textos- Profª Érica Barcelos CAPÍTULO 2

Programa de Edição de Textos- Profª Érica Barcelos CAPÍTULO 2 Programa de Edição de Textos- Profª Érica Barcelos CAPÍTULO 2 2. MANIPULAÇÃO DE DOCUMENTOS Os processadores de textos possibilitam a criação e a manipulação de diversos modelos de documentos. Com eles

Leia mais

Introdução ao GeoGebra

Introdução ao GeoGebra Universidade Federal de Alfenas UNIFAL-MG Introdução ao GeoGebra Prof. Dr. José Carlos de Souza Junior AGOSTO 2010 Sumário 1 Primeiros Passos com o GeoGebra 4 1.1 Conhecendo o Programa............................

Leia mais

José A. Cancela. Pág. 1

José A. Cancela. Pág. 1 José A. Cancela. Pág. 1 Índice 1. Configurações das barras de ferramentas 4 2. Configuração do fundo da tela 4 3. Configuração do cursor 5 4. Criar Arquivo 5 4.1. Tipo de arquivo 6 5. Salvar arquivo 6

Leia mais

Capítulo 1 - Introdução:

Capítulo 1 - Introdução: Capítulo 1 - Introdução: Todo desenho comunica uma ideia e a expressão gráfica é uma linguagem que passa o pensamento para o papel ou computador, facilitando a comunicação de quem envia ou recebe uma informação.

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO DA SERRA DOS ÓRGÃOS. Curso de Matemática

CENTRO UNIVERSITÁRIO DA SERRA DOS ÓRGÃOS. Curso de Matemática Introdução ao GeoGebra software livre 0 CENTRO UNIVERSITÁRIO DA SERRA DOS ÓRGÃOS Curso de Matemática Primeiros Passos Com o Software Livre GeoGebra Março de 2010 Prof. Ilydio Pereira de Sá Introdução ao

Leia mais

ORIENTAÇÕES BÁSICAS PARA REPRESENTAÇÕES DE DESENHO TÉCNICO E APROVAÇÃO DE PROJETOS SETOR DE ENGENHARIA

ORIENTAÇÕES BÁSICAS PARA REPRESENTAÇÕES DE DESENHO TÉCNICO E APROVAÇÃO DE PROJETOS SETOR DE ENGENHARIA ORIENTAÇÕES BÁSICAS PARA REPRESENTAÇÕES DE DESENHO TÉCNICO E APROVAÇÃO DE PROJETOS SETOR DE ENGENHARIA ANEXO II DO DECRETO N 80/2011 DE 02/05/2011 PARTE 01: OBRA NOVA OU AMPLIAÇÃO 1. Planta de situação

Leia mais

INFORMÁTICA APLICADA III APOSTILA VISUAL

INFORMÁTICA APLICADA III APOSTILA VISUAL INFORMÁTICA APLICADA III APOSTILA VISUAL LEVANTAMENTOS QUANTITATIVOS EM PLANTAS LIGANDO O EXCEL AO AUTOCAD Para que possamos estudar os custos em uma construção, além de estarmos municiados com um bom

Leia mais

Prática 3 Microsoft Word

Prática 3 Microsoft Word Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Estado da Paraíba, Campus Sousa Disciplina: Informática Básica Prática 3 Microsoft Word Assunto: Tópicos abordados: Prática Utilização dos recursos

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS. Instruções para Uso do Software VISIO

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS. Instruções para Uso do Software VISIO UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS Instruções para Uso do Software VISIO Fevereiro/2006 Instruções para uso do Visio... 03 Instruções para Uso do Software VISIO 2 Instruções para uso do Visio O Visio 2003...

Leia mais

CURSO DE ENGENHARIA CIVIL Disciplina: EXPRESSÕES GRÁFICAS Professor: Valdir R. Santos Eng. Civil - Crea: BA67342/D

CURSO DE ENGENHARIA CIVIL Disciplina: EXPRESSÕES GRÁFICAS Professor: Valdir R. Santos Eng. Civil - Crea: BA67342/D FACULDADE DE TECNOLOGIA E CIÊNCIAS ITABUNA - BA CURSO DE ENGENHARIA CIVIL Disciplina: EXPRESSÕES GRÁFICAS Professor: Valdir R. Santos Eng. Civil - Crea: BA67342/D AUTOCAD ATIVIDADE DE DESENHO DA UNIDADE

Leia mais

PLANTA BAIXA AULA 09. O que é um Projeto Arquitetônico?

PLANTA BAIXA AULA 09. O que é um Projeto Arquitetônico? PLANTA BAIXA AULA 09 Projetos de Arquitetura: Conceitos e Representações 1 O que é um Projeto Arquitetônico? conjunto de passos normativos, voltados para o planejamento formal de um edifício qualquer,

Leia mais

Notas Técnicas DataCAD

Notas Técnicas DataCAD MULTI-LAYOUT (DC Pleno V.11) PLOTAGEM EM MÚLTIPLAS ESCALAS, NA MESMA PRANCHA (Válido para as Versões Plenas do DataCAD a partir da V. 11) Atualizado em: 04/12/2004 Com a habilidade Multi-Layout, situada

Leia mais

GEOMAX SÉRIE ZOOM APLICATIVO LINHA DE REFERÊNCIA. 1- Exemplo de locação usando o aplicativo Linha de referência:

GEOMAX SÉRIE ZOOM APLICATIVO LINHA DE REFERÊNCIA. 1- Exemplo de locação usando o aplicativo Linha de referência: GEOMAX SÉRIE ZOOM APLICATIVO LINHA DE REFERÊNCIA Introdução. O Objetivo deste guia é ensinar como utilizar o programa Linha de refeência das estações Totais Geomax série ZOOM 20 e 30, sem qualquer menção

Leia mais

A perspectiva é um tipo especial de projeção, na qual são possíveis de se medir três eixos dimensionais em um espaço bi-dimensional.

A perspectiva é um tipo especial de projeção, na qual são possíveis de se medir três eixos dimensionais em um espaço bi-dimensional. Desenho Desenho Artístico Desenho Técnico Desenho Não-Projetivo: gráficos e diagramas fluogramas organogramas Desenho Projetivo: perspectivas vistas ortográficas plantas-baiase cortes 1 Projeções A perspectiva

Leia mais

AutoCad. Expressões Gráficas 12/8/2011. Conceitos e Informações Básicas. Conceitos:

AutoCad. Expressões Gráficas 12/8/2011. Conceitos e Informações Básicas. Conceitos: Expressões Gráficas AutoCad Conceitos e Informações Básicas Prof. Valdir R. Santos Eng. Civil CREA BA67342/D Conceitos: CAD - A sigla CAD vem do inglês "Computer Aidded Design" que significa Desenho Assistido

Leia mais

Desenhador de Escadas

Desenhador de Escadas Desenhador de Escadas Designsoft Desenhador de Escadas-1 Desenhador de Escadas-2 Desenhador de Escadas O Desenhador de Escadas facilita o desenho e a localização de escadas personalizadas no seu projeto.

Leia mais

MÉTODOS DE REPRESENTAÇÃO

MÉTODOS DE REPRESENTAÇÃO MARIA DO CÉU SIMÕES TERENO 2011 EUROPEU E AMERICANO SISTEMAS DE PROJEÇÕES ORTOGONAIS Ângulos Diedros A representação de objectos tridimensionais por meio de desenhos bidimensionais, utilizando projecções

Leia mais

Geometria Descritiva CAD e Sistemas de Coordenadas. Computação Gráfica. Computação Gráfica

Geometria Descritiva CAD e Sistemas de Coordenadas. Computação Gráfica. Computação Gráfica Geometria Descritiva CAD e Sistemas de Coordenadas Prof. Luiz Antonio do Nascimento Engenharia Ambiental 2º Semestre Computação Gráfica Ramo da computação dedicado à geração, tratamento, apresentação e

Leia mais

PROCEDIMENTO PARA ELABORAÇÃO DO PROJETO DE ARQUITETURA

PROCEDIMENTO PARA ELABORAÇÃO DO PROJETO DE ARQUITETURA 1. PROCEDIMENTO PARA ELABORAÇÃO DO PROJETO DE Para primeira análise: I. Levantamento Planialtimétrico; II. Projeto de Arquitetura III. Memorial de Cálculo de Área Construída e Memorial de Cálculo de Área

Leia mais

2. ENTRADA DE DADOS 2.1. TEXTOS

2. ENTRADA DE DADOS 2.1. TEXTOS 2. ENTRADA DE DADOS Os dados digitados em uma célula são divididos em duas categorias principais: constantes ou fórmulas. Um valor constante é um dado digitado diretamente na célula e que não é alterado.

Leia mais

Mozart de Melo Alves Júnior

Mozart de Melo Alves Júnior Mozart de Melo Alves Júnior WORD 2000 INTRODUÇÃO: O Word é um processador de texto com recursos de acentuação, formatação de parágrafo, estilo de letras diferentes, criação de tabelas, corretor ortográfico,

Leia mais

: l : desdenha linhas simples de um ponto a outro.

: l : desdenha linhas simples de um ponto a outro. 3 Principais comandos para desenhar e modificar Os principais comandos para desenho e modificações estão nas barras: Draw (desenhar) figuras 13a e Modify (modificar) figura 13b, que podem estão disponíveis

Leia mais

Serviço Técnico de Informática. Curso Básico de PowerPoint

Serviço Técnico de Informática. Curso Básico de PowerPoint Serviço Técnico de Informática Curso Básico de PowerPoint Instrutor: Tiago Souza e Silva de Moura Maio/2005 O Microsoft PowerPoint No Microsoft PowerPoint, você cria sua apresentação usando apenas um arquivo

Leia mais

ÍNDICE... 2 INTRODUÇÃO... 3. A série... 3

ÍNDICE... 2 INTRODUÇÃO... 3. A série... 3 WORD 2007 E 2010 ÍNDICE ÍNDICE... 2 INTRODUÇÃO... 3 A série... 3 01 CAPTURAS DE TELA WORD 2010... 3 02 IMAGENS 2007/2010... 5 03 NOTAS DE RODAPÉ... 13 04 NUMERAÇÃO DE PÁGINAS... 15 05 CONTAR PALAVRAS...

Leia mais

Crie um sofá em 3D no AutoCad 13 ou 14

Crie um sofá em 3D no AutoCad 13 ou 14 Crie um sofá em 3D no AutoCad 13 ou 14 Leitores pediram mais detalhes nas explicações e nos comandos e estão sendo atendidos 0 modelo escolhido para essa edição foi um sofá de três lugares. Atendendo a

Leia mais

CEFET-SC - Un. São Jojé Área de Refrigeração e Ar Condicionado Prof. Gilson - Desenho Técnico com Auxílio do AutoCAD 2007

CEFET-SC - Un. São Jojé Área de Refrigeração e Ar Condicionado Prof. Gilson - Desenho Técnico com Auxílio do AutoCAD 2007 Esta é a nossa 7ª Aula. Nesta aula vamos aprender a usar o comando Hachura e criar um estilo de contagem adequado ao desenho arquitetônico. Ao completar então a nossa planta baixa conforme recomendações

Leia mais

Introdução ao SolidWorks (I): Funcionalidades Básicas. João Manuel R. S. Tavares Joaquim Oliveira Fonseca

Introdução ao SolidWorks (I): Funcionalidades Básicas. João Manuel R. S. Tavares Joaquim Oliveira Fonseca Introdução ao SolidWorks (I): Funcionalidades Básicas João Manuel R. S. Tavares Joaquim Oliveira Fonseca Bibliografia n SolidWorks 2014 Teacher Guide SolidWorks n SolidWorks 2014 Student Workbook SolidWorks

Leia mais

Universidade Federal do Rio de Janeiro NCE/PGTIAE. Tutorial SweetHome3D

Universidade Federal do Rio de Janeiro NCE/PGTIAE. Tutorial SweetHome3D Universidade Federal do Rio de Janeiro NCE/PGTIAE Tutorial SweetHome3D Trabalho apresentado ao Prof. Carlo na Disciplina de Software Livre no curso Pós Graduação em Tecnologia da Informação Aplicada a

Leia mais

Tutorial 3: Desenhar objetos no AutoCAD 2010

Tutorial 3: Desenhar objetos no AutoCAD 2010 Tutorial 3: Desenhar objetos no AutoCAD 2010 1 Audiência: Novos usuários do AutoCAD Pré-requisitos: Nenhum Tempo para ser completado: 15 minutos Neste tutorial Complete as lições deste tutorial na ordem.

Leia mais

Informática Aplicada

Informática Aplicada Informática Aplicada SO Windows Aula 3 Prof. Walteno Martins Parreira Jr www.waltenomartins.com.br waltenomartins@yahoo.com 2014 APRESENTAÇÃO Todo computador precisa de um sistema operacional. O Windows

Leia mais

Prof. Ivo Brites Aula 16 Universidade de Cuiabá Faculdade de Engenharias e Computação 4º e 5º Semestre

Prof. Ivo Brites Aula 16 Universidade de Cuiabá Faculdade de Engenharias e Computação 4º e 5º Semestre EXPRESSÃO GRÁFICA II Prof. Ivo Brites Aula 16 Universidade de Cuiabá Faculdade de Engenharias e Computação 4º e 5º Semestre 2 Visualizando com a câmera Visualizar com a câmera permite que se cria uma cena

Leia mais

UM CORTE COMPLETO >PARA QUALQUER VERSÃO PLENA DO DATACAD<

UM CORTE COMPLETO >PARA QUALQUER VERSÃO PLENA DO DATACAD< www.datacad.com.br Aula Extra 4 UM CORTE COMPLETO >PARA QUALQUER VERSÃO PLENA DO DATACAD< Obs.: Esta aula requer o uso de uma versão plena do DataCAD, por que prevê o uso do comando de Máscaras. Caso você

Leia mais

Barra de ferramentas padrão. Barra de formatação. Barra de desenho Painel de Tarefas

Barra de ferramentas padrão. Barra de formatação. Barra de desenho Painel de Tarefas Microsoft Power Point 2003 No Microsoft PowerPoint 2003, você cria sua apresentação usando apenas um arquivo, ele contém tudo o que você precisa uma estrutura para sua apresentação, os slides, o material

Leia mais

SUMÁRIO TUTORIAL DO HQ. 2 DICAS PEDAGÓGICAS:. 2 DOWNLOAD DA INSTALAÇÃO. 2 PASSO 1 FORMULÁRIO PARA DOWNLOAD. 2 PASSO 2 ESCOLHENDO A VERSÃO.

SUMÁRIO TUTORIAL DO HQ. 2 DICAS PEDAGÓGICAS:. 2 DOWNLOAD DA INSTALAÇÃO. 2 PASSO 1 FORMULÁRIO PARA DOWNLOAD. 2 PASSO 2 ESCOLHENDO A VERSÃO. SUMÁRIO TUTORIAL DO HQ... 2 DICAS PEDAGÓGICAS:... 2 DOWNLOAD DA INSTALAÇÃO... 2 PASSO 1 FORMULÁRIO PARA DOWNLOAD... 2 PASSO 2 ESCOLHENDO A VERSÃO... 3 PASSO 3 INSTRUÇÕES DE INSTALAÇÃO... 4 CRIANDO NOVAS

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ PRÓ REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO E PLANEJAMENTO DEPARTAMENTO DE INFORMÁTICA TREINAMENTO EM INFORMÁTICA MÓDULO V

UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ PRÓ REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO E PLANEJAMENTO DEPARTAMENTO DE INFORMÁTICA TREINAMENTO EM INFORMÁTICA MÓDULO V UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ PRÓ REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO E PLANEJAMENTO DEPARTAMENTO DE INFORMÁTICA TREINAMENTO EM INFORMÁTICA MÓDULO V MACAPÁ-AP 2013 1 UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ PRÓ REITORIA DE

Leia mais

NAPNE / RENAPI. Google SketchUp 8

NAPNE / RENAPI. Google SketchUp 8 NAPNE / RENAPI Google SketchUp 8 Agosto de 2011 Sumário 1 Introdução... 4 2 Requisitos básicos... 4 3 Itens... 4 3.1 Assista os tutoriais em vídeo... 5 3.2 Leia dicas e truques... 6 3.3 Visite a Central

Leia mais

Bem-vindo ao CorelDRAW, um programa abrangente de desenho e design gráfico baseado em vetor para o profissional gráfico.

Bem-vindo ao CorelDRAW, um programa abrangente de desenho e design gráfico baseado em vetor para o profissional gráfico. Trabalhar com layout Bem-vindo ao CorelDRAW, um programa abrangente de desenho e design gráfico baseado em vetor para o profissional gráfico. Neste tutorial, você criará um pôster para uma cafeteria imaginária.

Leia mais

PROJETO SALA DE AULA

PROJETO SALA DE AULA PROJETO SALA DE AULA 1. Identificação: Título: APRENDENDO FUNÇÕES BRINCANDO Série: 1º série do Ensino Fundamental Softwares Necessários: Cabri-Géomètre, Jogos de Funções e Graphmatica Tempo previsto: Seis

Leia mais

Applets no Geogebra. Acesse os endereços dados a seguir e conheça exemplos de Applets. http://206.110.20.132/~dhabecker/geogebrahtml/index.

Applets no Geogebra. Acesse os endereços dados a seguir e conheça exemplos de Applets. http://206.110.20.132/~dhabecker/geogebrahtml/index. Applets no Geogebra Sonia Regina Soares Ferreira UFBA Applet é um software aplicativo que é executado no contexto de outro programa. Os applets geralmente tem algum tipo de interface de usuário, ou fazem

Leia mais

Manual Simulador de Loja

Manual Simulador de Loja Manual Simulador de Loja Índice Início Menu Loja Modelo Loja Modelo Menu Criar Minha Loja Criar Minha Loja Abrir Projeto Salvo Teste Seu Conhecimento 0 04 05 08 09 8 9 0 Início 5 4 Figura 00. Tela inicial.

Leia mais

Universidade Federal da Fronteira Sul Campus Chapecó Sistema Operacional

Universidade Federal da Fronteira Sul Campus Chapecó Sistema Operacional Universidade Federal da Fronteira Sul Campus Chapecó Sistema Operacional Elaboração: Prof. Éverton Loreto everton@uffs.edu.br 2010 Objetivo Conhecer as características e recursos do Sistema Operacional

Leia mais

&216758d 2&,9,/ 3URID7HUH]D'HQ\VH3GH$UD~MR -DQHLUR

&216758d 2&,9,/ 3URID7HUH]D'HQ\VH3GH$UD~MR -DQHLUR 81,9(56,'$'()('(5$/'&($5È '(3$57$0(17'((1*(1+$5,$(6758785$/( &16758d &,9,/ 17$6'($8/$6 &16758d '((',)Ë&,6, /&$d '$%5$ 3URID7HUH]D'HQ\VH3GH$UD~MR -DQHLUR &RQVWUXomRGH(GLItFLRV, /RFDomRGDEUD -7 /&$d '$%5$,175'8d

Leia mais

Aula 04 Word. Prof. Bruno Gomes bruno.gomes@ifrn.edu.br http://www.profbrunogomes.com.br/

Aula 04 Word. Prof. Bruno Gomes bruno.gomes@ifrn.edu.br http://www.profbrunogomes.com.br/ Aula 04 Word Prof. Bruno Gomes bruno.gomes@ifrn.edu.br http://www.profbrunogomes.com.br/ Agenda da Aula Editor de Texto - Word Microsoft Office Conjunto de aplicativos para escritório que contém programas

Leia mais

CURSO DE INFORMÁTICA BÁSICA AULA 2 O AMBIENTE WINDOWS

CURSO DE INFORMÁTICA BÁSICA AULA 2 O AMBIENTE WINDOWS CURSO DE INFORMÁTICA BÁSICA AULA 2 O AMBIENTE WINDOWS Relembrando... Gabinete Ligando o computador São três passos básicos O ambiente Windows O Windows é um tipo de software chamado sistema operacional

Leia mais

OFCDesk IDC 2007 X C A D

OFCDesk IDC 2007 X C A D OFCDesk IDC 2007 X C A D Designed by OFCDesk, LLC. Copyright 2007 U s e r G u i d e G U I A D O U S U Á R I O - A p r e s e n t a ç ã o Para receber suporte técnico, registre-se em nosso forum: http://forum.ofcdesk.com

Leia mais

História da Arquitetura

História da Arquitetura História da Arquitetura Subdivisão da História da Arte - estudo da evolução histórica da arquitetura. Seus princípios Idéias Realizações História da arte Evolução das expressões artísticas, a constituição

Leia mais

Bem-vindo ao CorelDRAW, um programa abrangente de desenho e design gráfico baseado em vetor para o profissional gráfico.

Bem-vindo ao CorelDRAW, um programa abrangente de desenho e design gráfico baseado em vetor para o profissional gráfico. Criar um logotipo Bem-vindo ao CorelDRAW, um programa abrangente de desenho e design gráfico baseado em vetor para o profissional gráfico. Neste tutorial, você criará um logotipo para uma cafeteria imaginária.

Leia mais

CEFET-SC - Un. São Jojé Área de Refrigeração e Ar Condicionado Prof. Gilson - Desenho Técnico com Auxílio do AutoCAD 2007

CEFET-SC - Un. São Jojé Área de Refrigeração e Ar Condicionado Prof. Gilson - Desenho Técnico com Auxílio do AutoCAD 2007 4 Desenhando com precisão 4.1 Barra de Status e Teclas de Funções A barra de Status está localizada abaixo da linha de comando (figura 2), onde visualizamos as coordenadas do cursor e várias opções de

Leia mais

Administração Central Unidade de Ensino Médio e Técnico - Cetec. Ensino Técnico. Qualificação: Assistente Técnico de Mecatrônica

Administração Central Unidade de Ensino Médio e Técnico - Cetec. Ensino Técnico. Qualificação: Assistente Técnico de Mecatrônica Plano de Trabalho Docente 2015 Ensino Técnico ETEC PAULINO BOTELHO Código: 091 Município: São Carlos Eixo Tecnológico: Controle e Processos Industriais Habilitação Profissional: Técnico em Mecatrônica

Leia mais

Aprendendo AutoCAD 2011

Aprendendo AutoCAD 2011 Samuel João da Silveira Aprendendo AutoCAD 2011 Simples e Rápido Visual Books Sumário Prefácio...15 Introdução...17 Capítulo 1 - Inicializando o AutoCAD...19 1.1 Criar um Novo Desenho... 22 1.2 Definindo

Leia mais

Exercício - Power Point 4.0

Exercício - Power Point 4.0 Exercício - Power Point 4.0 1 Cenário:Você é um Gerente de Contas da Empresa Ferguson and Bardell e irá criar uma apresentação de investimento. Este é o primeiro exercício de uma série de 5, os exercício

Leia mais

Tutorial: Abrindo Vídeos e Medindo Comprimentos no ImageJ

Tutorial: Abrindo Vídeos e Medindo Comprimentos no ImageJ 1 1. Introdução Tutorial: Abrindo Vídeos e Medindo Comprimentos no ImageJ O ImageJ é um software livre (freeware) que pode ser obtido gratuitamente no site http://rsb.info.nih.gov/ij/. Esse software é

Leia mais

Treinamento IDCad 2015

Treinamento IDCad 2015 Treinamento IDCad 2015 Carregar IDCad Instalando e configurando o IDCad 2015 (Ver guia de Instalação). Abrindo o IDCad 2015. Criando parede inicial. Desenhar paredes comandos (PARE, PARD, PARC). Executar

Leia mais

ERRATA. Informática. Brasília E1-AS83 19/6/2008

ERRATA. Informática. Brasília E1-AS83 19/6/2008 ERRATA E1-AS83 19/6/2008 Informática Brasília 2008 2008 Vestcon Editora Ltda. Todos os direitos autorais desta obra são reservados e protegidos pela Lei nº 9.610, de 19/2/1998. Proibida a reprodução de

Leia mais

1. Introdução a Microsoft Excel

1. Introdução a Microsoft Excel Introdução a Microsoft Excel 1. Introdução a Microsoft Excel 1.1. O que é Microsoft Excel Microsoft Excel é um software de planilha eletrônica produzido pela Microsoft Corporation, para o sistema operacional

Leia mais

Administração Central Unidade de Ensino Médio e Técnico - CETEC. Ensino Técnico. Qualificação: Assistente Técnico de Processos Industriais

Administração Central Unidade de Ensino Médio e Técnico - CETEC. Ensino Técnico. Qualificação: Assistente Técnico de Processos Industriais Plano de Trabalho Docente 015 Ensino Técnico ETEC Paulino Botelho Código: 091 Município: São Carlos Eixo Tecnológico: Controle e Processos Industriais Habilitação Profissional: Técnico em Mecânica Qualificação:

Leia mais

Tutorial do Sistema GeoOffice. Todos os direitos reservados (1999-2002)

Tutorial do Sistema GeoOffice. Todos os direitos reservados (1999-2002) Tutorial do Sistema GeoOffice Todos os direitos reservados (1999-2002) Sistema GeoOffice Sistema Topográfico Solution Softwares Tutorial Passo a Passo Conteúdo I Tabela de Conteúdos Foreword 0 Parte I

Leia mais

ANÁLISE INDIVIDUAL DE PRODUTOS Relatório de Acessibilidade

ANÁLISE INDIVIDUAL DE PRODUTOS Relatório de Acessibilidade ANÁLISE INDIVIDUAL DE PRODUTOS Relatório de Acessibilidade 1. Conceito/objetivo do produto: O relatório destina-se a informar e orientar as condições de acesso e utilização de equipamentos e instalações

Leia mais

Editando textos no Siga-Doc

Editando textos no Siga-Doc Editando textos no Siga-Doc Introdução...2 Executando o editor de textos...3 Acessando pela primeira vez...3 Se o editor de textos não for exibido...4 Trabalhando com tabelas...6 Inserindo uma tabela...6

Leia mais

APRESENTAÇÃO DE PROJETOS

APRESENTAÇÃO DE PROJETOS Este informativo foi elaborado visando a padronização para a Apresentação de Projetos junto ao da Associação, para que a análise e a aprovação de projetos transcorram de forma mais rápida e eficiente.

Leia mais

Módulo de Georreferenciamento. Sistema. Página 1/75

Módulo de Georreferenciamento. Sistema. Página 1/75 Módulo de Georreferenciamento Sistema Página 1/75 Para iniciar o Módulo de Georreferenciamento acesse, no AutoCAD a partir do Menu flutuante >Posição >Georreferenciamento >Módulo de Georreferenciamento.

Leia mais

Aula 3 - Registro de Imagem

Aula 3 - Registro de Imagem 1. Registro de Imagens Aula 3 - Registro de Imagem Registro é uma transformação geométrica que relaciona as coordenadas da imagem (linha e coluna) com as coordenadas geográficas (latitude e longitude)

Leia mais

1. NOÇÕES BÁSICAS... 1.1. Iniciando o Excel... 1.1.1. Abrindo o Excel... 1.1.2. Encerrando o Excel... 1.2. A tela do Excel 7.0... 1.2.1.

1. NOÇÕES BÁSICAS... 1.1. Iniciando o Excel... 1.1.1. Abrindo o Excel... 1.1.2. Encerrando o Excel... 1.2. A tela do Excel 7.0... 1.2.1. 1. NOÇÕES BÁSICAS... 1.1. Iniciando o Excel... 1.1.1. Abrindo o Excel... 1.1.2. Encerrando o Excel... 1.2. A tela do Excel 7.0... 1.2.1. Partes da tela do Excel... Barra de fórmulas... Barra de status...

Leia mais

MANUAL PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETOS

MANUAL PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETOS MANUAL PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETOS 1 AUTORIZAÇÕES E CADASTRAMENTO Para entrada de profissionais e execução de serviços como LEVANTAMENTO PLANIALTIMÉTRICO e SONDAGEM, será necessária a autorização por

Leia mais

COTAGEM EM DESENHO TÉCNICO DE CONSTRUÇÃO CIVIL NO AUTOCAD

COTAGEM EM DESENHO TÉCNICO DE CONSTRUÇÃO CIVIL NO AUTOCAD COTAGEM EM DESENHO TÉCNICO DE CONSTRUÇÃO CIVIL NO AUTOCAD por eng. Edson d Avila e arquit a Thais d Avila davila@cefetsp.br São Paulo, SP: 05.2006 Versão preliminar 2006 - Todos os direitos reservados.

Leia mais

APOSTILA V DAC. Ferramentas Importantes

APOSTILA V DAC. Ferramentas Importantes APOSTILA V DAC Ferramentas Importantes FERRAMENTAS IMPORTANTES PARA A EXECUÇÃO DE UM DESENHO A importância do ZOOM A sintaxe do comando ZOOM permite selecionar um dos diferentes tipos de zoom, conforme

Leia mais

PRÓ-REITORIA DE RECURSOS HUMANOS - PRORH COMISSÃO PERMANENTE DE SELEÇÃO - COPESE CONCURSO PÚBLICO PARA CARGO DE SERVIDOR

PRÓ-REITORIA DE RECURSOS HUMANOS - PRORH COMISSÃO PERMANENTE DE SELEÇÃO - COPESE CONCURSO PÚBLICO PARA CARGO DE SERVIDOR Questão 1: O desenho possibilita a representação dos objetos. Por meio dos desenhos temos a construção de ideias. No caso da arquitetura, o desenho consiste: a) na representação exata da planta alta e

Leia mais

Cursos de Arquitetura e Urbanismo e Design de Ambientes Disciplina de Informática I. Modelando uma mesa e cadeiras. Elaborado por:

Cursos de Arquitetura e Urbanismo e Design de Ambientes Disciplina de Informática I. Modelando uma mesa e cadeiras. Elaborado por: Cursos de Arquitetura e Urbanismo e Design de Ambientes Disciplina de Informática I Tutorial de Modelando uma mesa e cadeiras Elaborado por: Ezequiel Mendonça Rezende Julho / 2005 2 Índice: Primeira etapa:

Leia mais

SOLID EDGE ST3 TUTORIAL 2 CRIANDO UM DESENHO NO AMBIENTE DRAFT

SOLID EDGE ST3 TUTORIAL 2 CRIANDO UM DESENHO NO AMBIENTE DRAFT SOLID EDGE ST3 TUTORIAL 2 CRIANDO UM DESENHO NO AMBIENTE DRAFT Esse tutorial traz passo a passo instruções para criação de um desenho no ambiente Draft. Na criação dos desenhos você aprenderá as técnicas

Leia mais

UNIVERSIDADE TECNOLOGIA FEDERAL DO PARANÁ. Owncloud SERVIÇO DE COMPARTILHAMENTO EM NUVEM. Manual

UNIVERSIDADE TECNOLOGIA FEDERAL DO PARANÁ. Owncloud SERVIÇO DE COMPARTILHAMENTO EM NUVEM. Manual UNIVERSIDADE TECNOLOGIA FEDERAL DO PARANÁ Owncloud SERVIÇO DE COMPARTILHAMENTO EM NUVEM Manual DIRETORIA DE GESTÃO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DIRGTI 2015 Sumário 1. Introdução... 3 2. Acessando o serviço...

Leia mais

Informática no Ensino de Matemática Prof. José Carlos de Souza Junior

Informática no Ensino de Matemática Prof. José Carlos de Souza Junior Informática no Ensino de Matemática Prof. José Carlos de Souza Junior http://www.unifal-mg.edu.br/matematica/?q=disc jc Aula 05 - Desvendando o GeoGebra PARTE 04 - COMO APAGAR OBJETOS. Ao iniciar o GeoGebra,

Leia mais

Tutorial Baseado em video do Sr. Rafael Streda.

Tutorial Baseado em video do Sr. Rafael Streda. Tutorial Baseado em video do Sr. Rafael Streda. Tipos de Conexões Veremos nestes exemplos os Tipos de Conexões entre obejtos existentes no Active3D, o objetivo é mostrar de uma forma bem prática a aplicação

Leia mais

Preparação do Autocad 2009

Preparação do Autocad 2009 Preparação do Autocad 2009 No ano 2009 a Faculdade de Engenharia da UEM recebeu o pacote de programas da Autodesk que inclui: Inventor 2009, AutoCAD Mechanical 2009, AutoCAD 2009 e outros. Para facilitar

Leia mais

AULA 3: BrOffice Writer Numeração de páginas e outros comandos. Ao final dessa aula, você deverá ser capaz de:

AULA 3: BrOffice Writer Numeração de páginas e outros comandos. Ao final dessa aula, você deverá ser capaz de: AULA 3: BrOffice Writer Numeração de páginas e outros comandos Objetivo Ao final dessa aula, você deverá ser capaz de: Conhecer o controle de exibição do documento; Fazer a correção ortográfica do documento

Leia mais

Projeção ortográfica

Projeção ortográfica Instituto Federal de Educação Ciências e Tecnologia IFCE Sobral Eixo de Controle e Processos Industriais Curso: Tecnologia em Mecatrônica Industrial Disciplina: Desenho Técnico e Mecânico Projeção ortográfica

Leia mais

Tutorial. Planta baixa no AutoCAD com AditivoCAD 1LT

Tutorial. Planta baixa no AutoCAD com AditivoCAD 1LT Tutorial Planta baixa no AutoCAD com AditivoCAD 1LT Observações gerais: O tutorial para desenhar uma planta baixa está dividido em quatro partes, sendo que para cada um há um vídeo legendado demonstrando

Leia mais