BANCO DE BOAS PRÁTICAS PARA PERMANÊNCIA E ÊXITO DOS ESTUDANTES DO IFTO

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "BANCO DE BOAS PRÁTICAS PARA PERMANÊNCIA E ÊXITO DOS ESTUDANTES DO IFTO"

Transcrição

1 BANCO DE BOAS PRÁTICAS PARA PERMANÊNCIA E ÊXITO DOS ESTUDANTES DO IFTO Nome do Campus/Unidade: Setor(es) responsável(eis): PROEX E PROEN Título da(s) ação(ões): I Seminário de Consciência Indígena e Afro-brasileira do IFTO INAFRO Período de realização da(s) ação(ões): 23/11/2016 Temas Centrais: Ação Afirmativa. Consciência Indígena e Afro-brasileira. Interseccionalidades. Raça. Gênero. Classe Social. Direitos Humanos Objetivo(s) da(s) ação(ões): Promover um encontro com vistas à reflexão de servidores em educação, estudantes e sociedade em geral para o conhecimento e valorização da luta, da cultura e da história dos povos africanos, afro-brasileiros e indígenas e da diversidade na construção histórica e cultural do país. Descrição da(s) ação(ões): 1 INTRODUÇÃO No dia 23 de novembro de 2016 de 2016 aconteceu no Campus Palmas do IFTO, o primeiro Seminário de Consciência Indígena e Afro-brasileira do IFTO (INAFRO), o objetivo do evento foi provocar a reflexão sobre miscigenação, etnia, gênero, negritude em suas diversas dimensões e promover debates em torno das Políticas página 1 de 13

2 Públicas de Promoção da Igualdade Racial existentes no Brasil. Idealizado e organizado pela Pró-reitoria de Extensão PROEX e pela Pró-reitoria de Ensino PROEN, nessa primeira edição, o INAFRO contou com apoio da Direção-geral do Campus Palmas, por meio da Diretoria de Assistência ao Estudante e Servidor DAES e do Núcleo de Estudos Afro-brasileiro e Indígena NEABI. 2 JUSTIFICATIVA A realização do I Seminário de Consciência Indígena e Afro-brasileira INAFRO caracteriza-se como uma ação afirmativa no âmbito da instituição com desdobramento acadêmico e social, institucionalizando uma agenda para o debate e a reflexão sobre a luta e a história indígena e negra no Brasil, o racismo e o preconceito em suas diversas formas de expressão, as profundas desigualdades sociais existentes em nosso país, a legislação que trata da questão e a proposição de alternativas e estratégias para o combate ao preconceito e a todas as formas de discriminação. Com este trabalho esperamos que a consciência da valorização do ser humano ultrapasse as fronteiras da violência, do preconceito e do racismo. Dessa forma, espera-se contribuir, através desse evento, no que tange às Leis n.º , de 9 de janeiro de 2003, e nº , de 10 de março de 2008, que institui as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação das Relações ÉtnicoRaciais e para o Ensino da História e Cultura Afro-Brasileira e Indígena, bem como o Plano de Desenvolvimento Institucional PDI do IFTO, especificamente o Item 6.5. que trata das estratégias de educação inclusiva. página 2 de 13

3 O evento tem caráter intercultural, por meio de apresentações artísticas, oficinas, debates e diálogos, filmes, palestras, simpósios temáticos com professores, técnicos, acadêmicos, artistas, políticos, entre outros que se dedicam ao debate e ao enfrentamento das questões raciais em nosso país. 3 PÚBLICO-ALVO O evento foi dirigido a servidores do IFTO, estudantes, pesquisadores, movimentos sociais e comunidade em geral. No dia do evento o miniauditório 5 estava com cerca de 70 ouvintes (estudantes dos Cursos de Licenciatura noturno, Técnico Subsequente, professores, técnicos administrativos e membros da comunidade). 4 OBJETIVO DO EVENTO Promover um encontro com vistas à reflexão de servidores em educação, estudantes e sociedade em geral para o conhecimento e valorização da luta, da cultura e da história dos povos africanos, afro-brasileiros e indígenas e da diversidade na construção histórica e cultural do país. 5 METODOLOGIA Durante o I INAFRO, foi realizada uma mesa-redonda no miniauditório 5 do Campus Palmas, a fim de discutir a miscigenação, a etnia, o gênero, a negritude em suas diversas dimensões, as cotas raciais, as terras indígenas, entre outros temas. O evento começou às 19h30 e encerrou-se às 22h40 do dia 23 de novembro no Campus Palmas. A programação foi preparada na forma que segue: Abertura com mesa de honra no miniauditório 5; página 3 de 13

4 Composição da mesa redonda no miniauditório 5. O grupo de capoeira, que se apresentou na abertura do evento, tem como mestre o professor do Campus Porto Nacional Paulo Rodrigues da Costa Nascimento. A mesa de abertura foi composta por: Rosana Maria Santos de Oliveira Corrêa (representando o Diretor do Campus Palmas), Paula Karine Amorim (Próreitora de Extensão) e por Ovídio Ricardo Dantas (Pró-reitor de Ensino). A mesa redonda teve como mediador o professor Rodrigo Antônio M. Teixeira IFTO (Campus Palmas/ Reitoria). A mesa foi composta da seguinte maneira: 1. Priscila Marília Martins UFG Interseccionalidades: Raça, gênero, classe e sexualidade. 2. Maximiano Santos Bezerra Prefeitura de Palmas Políticas de ações afirmativas para a Educação. 3. Júlio César de Lucena Araújo Campus Gurupi, do IFTO Terras da União de usufruto exclusivo indígena: significado e significâncias. 7 INAFRO PONTO A PONTO A divulgação do INAFRO aconteceu nas mídias eletrônicas do IFTO ( institucional, site do IFTO e redes sociais), essas divulgações ficaram sob responsabilidade da Coordenação de Comunicação e Eventos CCE do IFTO. Para inscrições no evento foi usado o Sistemas de Gerenciamento de Atividades Integradas do Campus Palmas - SI, houve um total de 73 inscritos. página 4 de 13

5 7.1 Pontos Positivos a participação de vários agentes envolvidos na temática; a rememoração da luta, cultura e história da temática ERER; a interatividade de nossos servidores e alunos com experiências vividas em outras realidades educacionais; palestrantes que abordaram temas de grande impotência; palestrantes que compartilharam suas experiências de estudo e militância nessas temáticas; o trabalho em conjunto de duas pró-reitorias; o baixo custo do evento, mesmo sendo as temáticas de grande importância. 7.2 Notícias produzidas sobre o INAFRO Nos dias em que antecederam e posteriormente a realização do evento houve algumas divulgações nas mídias eletrônicas do IFTO, segue alguns links das matérias produzidas: OS PRÓXIMOS INAFROS O evento deverá acontecer a cada ano em um Campus do IFTO em data que melhor se adéque ao seu calendário. página 5 de 13

6 8.1 O que buscamos e esperamos com a realização dos próximos INAFROs Buscamos consolidar o evento como um espaço de debates e promoção das Politicas Públicas de Promoção da Igualdade Racial no âmbito do IFTO, esperamos que esse evento possa ser uma forte ferramenta no combate ao preconceito racial e dessa forma, contribuiremos para uma sociedade mais justa e igualitária. Assim, recomendamos que esse seminário seja realizado anualmente. 9 CONSIDERAÇÕES FINAIS Consoante Declaração Universal dos Direitos Humanos, compreendemos que os direitos humanos são direitos inerentes a todos os seres humanos, independentemente de raça, sexo, nacionalidade, etnia, idioma, religião ou qualquer outra condição. Vale destacar, com base no mesmo documento, que os direitos humanos incluem o direito à vida e à liberdade, à liberdade de opinião e de expressão, o direito ao trabalho e à educação. Ademais, todos são merecedores desses direitos, sem distinção. Em meio às diversidades de valores e culturas a que estamos inseridos, fazse necessário repensarmos nossas ações diárias diante das atitudes de desrespeito com os povos indígenas e afrodescendentes, que formam a maioria da população brasileira, mas são historicamente discriminados e desrespeitados em suas raízes e manifestações. Desse modo, devemos promover uma educação ética voltada para o respeito e o convívio harmônico com a diversidade. Deve-se partir de temáticas significativas página 6 de 13

7 que propiciem condições para que estudantes, professores e sociedade civil desenvolvam sua capacidade dialógica, tomem consciência de nossas próprias raízes históricas que ajudaram e ajudam a constituir a cultura e a formar o povo brasileiro, refutando o preconceito e o racismo, os quais são exemplos de formas de violência. Equipe envolvida na organização: Ovídio Ricardo Dantas Júnior Pró-reitor de Ensino Paula Karini Dias Ferreira Amorim Pró-reitora de Extensão Rodrigo Antônio Magalhães Teixeira Diretor de Ensino Básico e Técnico Rosana Maria Santos de Oliveira Correa Diretoria de Assistência ao Estudante e Servidor Campus Palmas Hérica de Oliveira Aguilar Coordenadora de Ações Integradas de Inclusão e Diversidade Raday de Carvalho Ribeiro Setor de Pedagogia da PROEX Anexos: Fotos e/ou outros documentos. página 7 de 13

8 Imagem 1 Abertura do evento grupo de capoeira Memórias página 8 de 13

9 Imagem 2 Mesa de abertura página 9 de 13

10 Imagem 3 Composição da mesa redonda Imagem 4 Banners do Evento página 10 de 13

11 Imagem 5 Público do I Inafro página 11 de 13

12 Imagem 6 Palestrantes da mesa redonda página 12 de 13

13 Imagem 7 Fotos diversas dos participantes do I INAFRO página 13 de 13

I- INAFRO: SEMINÁRIO DE CONSCIÊNCIA INDÍGENA E AFRO- BRASILEIRA DO IFTO.

I- INAFRO: SEMINÁRIO DE CONSCIÊNCIA INDÍGENA E AFRO- BRASILEIRA DO IFTO. PRÓ- DE ENSINO (PROEN) PRÓ- DE EXTENSÃO E CULTURA (PROEX) I- INAFRO: SEMINÁRIO DE CONSCIÊNCIA INDÍGENA E AFRO- BRASILEIRA DO IFTO. Página 1 de 10 PRÓ- DE ENSINO (PROEN) PRÓ- DE EXTENSÃO E CULTURA (PROEX)

Leia mais

Publico alvo: alunos do 1º ao 9º ano E.E. Otávio Gonçalves Gomes

Publico alvo: alunos do 1º ao 9º ano E.E. Otávio Gonçalves Gomes Projeto Brasil misturado Duração: 01/11/12 a 30/11/12 Publico alvo: alunos do 1º ao 9º ano E.E. Otávio Gonçalves Gomes Culminância: Dia 30 de novembro Característica: Projeto interdisciplinar, envolvendo

Leia mais

MINUTA EM CONSTRUÇÃO

MINUTA EM CONSTRUÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO OESTE DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR UNIVERSITÁRIO MINUTA EM CONSTRUÇÃO RESOLUÇÃO POLÍTICA DE AÇÕES AFIRMATIVAS E PROMOÇÃO DA IGUALDADE ÉTNICO-RACIAL Institui a Política de Ações Afirmativas

Leia mais

AGENDA DE EVENTOS DO IFTO 2012

AGENDA DE EVENTOS DO IFTO 2012 AGENDA DE EVENTOS DO IFTO 2012 INSTITUCIONAL Atualizada em 16 de fevereiro de 2012. Nome: III Jogos Internos dos Estudantes (JIFTO) Data: Maio de 2012 Realização: PROEX (Pró-reitoria de Extensão) Informações:

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE PERNAMBUCO CONSELHO SUPERIOR

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE PERNAMBUCO CONSELHO SUPERIOR SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE PERNAMBUCO CONSELHO SUPERIOR RESOLUÇÃO Nº 45/2015 Institui o Núcleo de Estudos Afro-Brasileiros e Indígenas

Leia mais

REGULAMENTO DO NÚCLEO DE ESTUDOS AFRO-BRASILEIROS E INDÍGENAS DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE PERNAMBUCO - IFPE

REGULAMENTO DO NÚCLEO DE ESTUDOS AFRO-BRASILEIROS E INDÍGENAS DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE PERNAMBUCO - IFPE MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE PERNAMBUCO PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO REGULAMENTO DO NÚCLEO DE ESTUDOS AFRO-BRASILEIROS

Leia mais

REGULAMENTO DO NÚCLEO DE ESTUDOS AFRO-BRASILEIROS E INDÍGENAS DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO MATO GROSSO DO SUL (Neabi)

REGULAMENTO DO NÚCLEO DE ESTUDOS AFRO-BRASILEIROS E INDÍGENAS DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO MATO GROSSO DO SUL (Neabi) REGULAMENTO DO NÚCLEO DE ESTUDOS AFRO-BRASILEIROS E INDÍGENAS DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO MATO GROSSO DO SUL (Neabi) CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º O presente

Leia mais

REGULAMENTO DO NÚCLEO DE ESTUDOS AFRO- BRASILEIROS E INDÍGENAS DA FACULDADE DO NORTE GOIANO (FNG)

REGULAMENTO DO NÚCLEO DE ESTUDOS AFRO- BRASILEIROS E INDÍGENAS DA FACULDADE DO NORTE GOIANO (FNG) 1-6 CENTRO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DO NORTE GOIANO FACULDADE DO NORTE GOIANO REGULAMENTO DO NÚCLEO DE ESTUDOS AFRO- BRASILEIROS E INDÍGENAS DA FACULDADE DO NORTE GOIANO (FNG) Porangatu/GO 2015 2-6 SUMÁRIO

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO PROPOSTA DE MINUTA PARA INSTITUIR A POLÍTICA DE EDUCAÇÃO PARA AS RELAÇÕES ÉTNICO-RACIAIS DO IFES

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO PROPOSTA DE MINUTA PARA INSTITUIR A POLÍTICA DE EDUCAÇÃO PARA AS RELAÇÕES ÉTNICO-RACIAIS DO IFES MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO PRÓ-REITORIA DE ENSINO Avenida Rio Branco, 50 Santa Lúcia 29056-255 Vitória ES 27 3357-7500 PROPOSTA DE MINUTA PARA INSTITUIR A POLÍTICA DE EDUCAÇÃO

Leia mais

Anais (2016): IV CONGRESSO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO-CÁCERES-MT ISSN CONSCIÊNCIA NEGRA: SÓ SE VALORIZA O QUE CONHECE EM SUA PLENITUDE

Anais (2016): IV CONGRESSO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO-CÁCERES-MT ISSN CONSCIÊNCIA NEGRA: SÓ SE VALORIZA O QUE CONHECE EM SUA PLENITUDE Anais (2016): IV CONGRESSO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO-CÁCERES-MT ISSN 2317-5494 1 de 12 Anais (2016): IV CONGRESSO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO-CÁCERES-MT ISSN 2317-5494 CONSCIÊNCIA NEGRA: SÓ SE VALORIZA O

Leia mais

REGULAMENTO PARA A SUBMISSÃO DE TRABALHOS E ARTIGOS

REGULAMENTO PARA A SUBMISSÃO DE TRABALHOS E ARTIGOS REGULAMENTO PARA A SUBMISSÃO DE TRABALHOS E ARTIGOS Este Regulamento tem como objetivo comunicar as orientações, normas e demais informações pertinentes à submissão de trabalhos e artigos no Seminário

Leia mais

DIVERSIDADE SEXUAL NA ESCOLA: ESTRATÉGICAS DE ENFRENTAMENTO À VIOLÊNCIA CONTRA POPULAÇÃO LGBTT NO IFPE RECIFE E NA REDE ESTADUAL DE PERNAMBUCO

DIVERSIDADE SEXUAL NA ESCOLA: ESTRATÉGICAS DE ENFRENTAMENTO À VIOLÊNCIA CONTRA POPULAÇÃO LGBTT NO IFPE RECIFE E NA REDE ESTADUAL DE PERNAMBUCO DIVERSIDADE SEXUAL NA ESCOLA: ESTRATÉGICAS DE ENFRENTAMENTO À VIOLÊNCIA CONTRA POPULAÇÃO LGBTT NO IFPE RECIFE E NA REDE ESTADUAL DE PERNAMBUCO COORDENADORA: DANIELA BARROS COLABORADORES/COLABORADORAS:

Leia mais

RAÇA BRASIL REPORTAGENS: TEMAS & CÓDIGOS GRUPOS TEMÁTICOS (2.318 REPORTAGENS / 185 TEMAS & CÓDIGOS)

RAÇA BRASIL REPORTAGENS: TEMAS & CÓDIGOS GRUPOS TEMÁTICOS (2.318 REPORTAGENS / 185 TEMAS & CÓDIGOS) Personalidade Personalidade Perfil 322 Personalidade Personalidade Carreira 244 Estética Cabelos Femininos 157 Sociedade Eventos NULL 121 Estética Moda Feminina & Masculina 118 Estética Moda Feminina 107

Leia mais

1 CONTEXTUALIZAÇÃO. 2.1 OBJETIVOS DOS NEABIs

1 CONTEXTUALIZAÇÃO. 2.1 OBJETIVOS DOS NEABIs O REITOR DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA FLUMINENSE, no uso de suas atribuições legais, e em consonância com as Deliberações Nº.11/2014, Nº. 15/2014 e Nº. 17/2015 do Conselho de

Leia mais

O ensino de Sociologia e a temática Afro-Brasileira: aproximações. Estevão Marcos Armada Firmino SEE/SP

O ensino de Sociologia e a temática Afro-Brasileira: aproximações. Estevão Marcos Armada Firmino SEE/SP O ensino de Sociologia e a temática Afro-Brasileira: aproximações. Estevão Marcos Armada Firmino SEE/SP estevão.armada@yahoo.com.br 1. Introdução De acordo com a Lei Federal n 11.645/08, torna-se obrigatório

Leia mais

CICERO NICÁCIO DO NASCIMENTO LOPES Presidente do Conselho Superior

CICERO NICÁCIO DO NASCIMENTO LOPES Presidente do Conselho Superior Convalida a Resolução-AR nº 17, de 10/10/2016, que dispõe sobre a aprovação do Regulamento do Núcleo de Estudos Afro-Brasileiros e Indígenas (NEABI) do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia

Leia mais

MAIO DE 2017 PALMAS-TO

MAIO DE 2017 PALMAS-TO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO TOCANTINS REITORIA PRÓ-REITORIA DE ENSINO DIRETORIA DE ASSUNTOS ESTUDANTIS

Leia mais

NOTA TÉCNICA Nº 006/2009

NOTA TÉCNICA Nº 006/2009 NOTA TÉCNICA Nº 006/2009 Brasília, 01 de abril de 2009. ÁREA: Educação TÍTULO: Implantação das Leis nº 10.639/03 e nº 11.645/08 REFERÊNCIA(S): Lei nº 10.639, de 9 de janeiro de 2003; Lei nº 11.645/08,

Leia mais

EDITAL 1/2017-ASCE-DIGAE-PROEX/IFRN

EDITAL 1/2017-ASCE-DIGAE-PROEX/IFRN A Assessora de Comunicação Social e Eventos da Reitoria, juntamente à Diretora interina de Gestão em Atividades Estudantis e à Pró-Reitora de Extensão do Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN),

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL II SALÃO DE AÇÕES AFIRMATIVAS. 19 a 23 de outubro de 2015 CAMPUS DO VALE

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL II SALÃO DE AÇÕES AFIRMATIVAS. 19 a 23 de outubro de 2015 CAMPUS DO VALE UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL II SALÃO DE AÇÕES AFIRMATIVAS 19 a 23 de outubro de 2015 CAMPUS DO VALE REGULAMENTO 1. Objetivo O II Salão de Ações Afirmativas da UFRGS tem como objetivo a divulgação

Leia mais

DÉCADA INTERNACIONAL DE. AFRODESCENDENTES 1º de janeiro de 2015 a 31 de dezembro de 2024 RECONHECIMENTO, JUSTIÇA E DESENVOLVIMENTO

DÉCADA INTERNACIONAL DE. AFRODESCENDENTES 1º de janeiro de 2015 a 31 de dezembro de 2024 RECONHECIMENTO, JUSTIÇA E DESENVOLVIMENTO DÉCADA INTERNACIONAL DE AFRODESCENDENTES 1º de janeiro de 2015 a 31 de dezembro de 2024 RECONHECIMENTO, JUSTIÇA E DESENVOLVIMENTO DÉCADA INTERNACIONAL DOS AFRODESCENDENTES 1º DE JANEIRO DE 2015 A 31 DE

Leia mais

O que são os Núcleos Temáticos?

O que são os Núcleos Temáticos? O que são os Núcleos Temáticos? Dispositivos acadêmicos grupais de natureza multidisciplinar e transdisciplinar voltados para a ampliação e aprofundamento de temas de relevância social, cultural e científica

Leia mais

BANCO DE BOAS PRÁTICAS PARA PERMANÊNCIA E ÊXITO DOS ESTUDANTES DO IFTO

BANCO DE BOAS PRÁTICAS PARA PERMANÊNCIA E ÊXITO DOS ESTUDANTES DO IFTO BANCO DE BOAS PRÁTICAS PARA PERMANÊNCIA E ÊXITO DOS ESTUDANTES DO Modelo de ação: IFTO Nome do Campus/Unidade: Campus Palmas, do IFTO Setores responsáveeis: setores de Psicologia e Serviço Social da Coordenação

Leia mais

EDITAL N 0 13 / 2011

EDITAL N 0 13 / 2011 EDITAL N 0 13 / 2011 V FÓRUM PRÓ-IGUALDADE RACIAL E INCLUSÃO SOCIAL DO RECÔNCAVO A Pró-Reitoria de Políticas Afirmativas e Assuntos Estudantis PROPAAE torna pública a abertura de edital para realização

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE. Núcleo Temático: Químico Pedagógico Código da Disciplina:

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE. Núcleo Temático: Químico Pedagógico Código da Disciplina: 1 UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Unidade Universitária: ESCOLA DE ENGENHARIA Curso: Química Disciplina: Educação e Alteridade Prof. Dr. LUIZ FERNANDO PINTO BAHIA Carga horária: Teórica (x) 1h30 Prática

Leia mais

De acordo com a FINALIDADE

De acordo com a FINALIDADE 2014 NEABI IFRN SC CONSTITUIÇÃO LEGAL O QUE É? Núcleo de Estudos Afro-brasileiros e Indígenas (NEABI) do Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte(IFRN) O grupo de estudos

Leia mais

As Leis 10639/03 e 11645/08: O Ensino de História e Cultura dos Povos Indígenas e dos Afrodescendentes no Brasil UNIDADE 1

As Leis 10639/03 e 11645/08: O Ensino de História e Cultura dos Povos Indígenas e dos Afrodescendentes no Brasil UNIDADE 1 As Leis 10639/03 e 11645/08: O Ensino de História e Cultura dos Povos Indígenas e dos Afrodescendentes no Brasil As Leis 10639/03 e 11645/08: O Ensino de História e Cultura dos Povos Indígenas e dos Afrodescendentes

Leia mais

POLÍTICA PÚBLICA ÉTNICO-RACIAL REFLEXÕES NECESSÁRIAS...

POLÍTICA PÚBLICA ÉTNICO-RACIAL REFLEXÕES NECESSÁRIAS... POLÍTICA PÚBLICA ÉTNICO-RACIAL REFLEXÕES NECESSÁRIAS... Manuela Lima 1 Uniube/ Programa de Mestrado em Educação/manuelalima@uberabadigital.com.br Linha de trabalho: Políticas Públicas na Educação. Resumo

Leia mais

Atividades do Curso de Psicologia 2016

Atividades do Curso de Psicologia 2016 Atividades do Curso de Psicologia 2016 NOTÍCIAS DE ABRIL 1) Palestra sobre o autismo é realizada no curso de Psicologia Na sexta-feira, dia 1º de abril, o curso de Psicologia organizou palestra sobre o

Leia mais

EVENTOS ACADÊMICOS E INSTITUCIONAIS

EVENTOS ACADÊMICOS E INSTITUCIONAIS Atualizado em 23/09/2013 EVENTOS ACADÊMICOS E INSTITUCIONAIS setembro a dezembro de 2013 Verifique maiores informações e atualizações no site http://www2.eventos.uea.edu.br/ Setembro / 2013 S EDUCAÇÃO

Leia mais

Cidadania e Educação das Relações étnico-raciais.

Cidadania e Educação das Relações étnico-raciais. Cidadania e Educação das Relações étnico-raciais. Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos LEI N o 10.639, DE 9 DE JANEIRO DE 2003. Mensagem de veto Altera a Lei n o 9.394,

Leia mais

RAÇA BRASIL COLUNAS: TEMAS & CÓDIGOS & SUBCÓDIGOS

RAÇA BRASIL COLUNAS: TEMAS & CÓDIGOS & SUBCÓDIGOS Negritude Discriminação Racial 40 Negritude Entidades, instituições em favor do negro 35 Negritude Discriminação Racial Denúncias 9 Negritude Discriminação Racial Denúncias condenações realizadas 7 Cultura

Leia mais

EDITAL. SEMANA UNIVERSITÁRIA DA UnB "Diferenças que somam, ideias que multiplicam"

EDITAL. SEMANA UNIVERSITÁRIA DA UnB Diferenças que somam, ideias que multiplicam EDITAL SEMANA UNIVERSITÁRIA DA UnB - 2016 "Diferenças que somam, ideias que multiplicam" O Reitor da Universidade de Brasília torna pública a realização da Semana Universitária da UnB - 2016, com o tema

Leia mais

EDUCAÇÃO PARA VALORIZAÇÃO DA HISTÓRIA E CULTURA AFRO-BRASILEIRA, AFRICANA E INDÍGENA: EXPERIÊNCIA DA ESCOLA DO SESI DE BAYEUX/PB

EDUCAÇÃO PARA VALORIZAÇÃO DA HISTÓRIA E CULTURA AFRO-BRASILEIRA, AFRICANA E INDÍGENA: EXPERIÊNCIA DA ESCOLA DO SESI DE BAYEUX/PB EDUCAÇÃO PARA VALORIZAÇÃO DA HISTÓRIA E CULTURA AFRO-BRASILEIRA, AFRICANA E INDÍGENA: EXPERIÊNCIA DA ESCOLA DO SESI DE BAYEUX/PB Arnaldo César Fausto de Oliveira SESI DR/PB arnaldocesar@fiepb.org.br INTRODUÇÃO

Leia mais

CAPÍTULO I Da Definição

CAPÍTULO I Da Definição UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALFENAS - UNIFAL-MG CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO (CEPE) RESOLUÇÃO Nº 029/2015, DE 23 DE NOVEMBRO DE 2015 Dispõe sobre o Programa Permanente de Desenvolvimento Profissional

Leia mais

NÚCLEOS DE ENSINO Convite 2011

NÚCLEOS DE ENSINO Convite 2011 A Reitoria, por intermédio da Pró-Reitoria de Graduação PROGRAD, torna público e CONVIDA os professores da UNESP, interessados em Educação, a apresentarem propostas para obtenção de financiamento de projetos

Leia mais

RELATÓRIO DE ATIVIDADES SEMANA DA DIVERSIDADE CULTURAL (2015)

RELATÓRIO DE ATIVIDADES SEMANA DA DIVERSIDADE CULTURAL (2015) RELATÓRIO DE ATIVIDADES SEMANA DA DIVERSIDADE CULTURAL (2015) EXPEDIENTE Reitor Eduardo Antonio Modena Pró-Reitor de Administração Paulo Fernandes Junior Pró-Reitor de Desenvolvimento Institucional Whisner

Leia mais

Plano de Ensino Docente

Plano de Ensino Docente Plano de Ensino Docente IDENTIFICAÇÃO CURSO: Licenciatura em Matemática FORMA/GRAU: ( ) integrado ( ) subsequente ( ) concomitante ( ) bacharelado (x) licenciatura ( ) tecnólogo MODALIDADE: ( x ) Presencial

Leia mais

UNIVERSIDADE CASTELO BRANCO

UNIVERSIDADE CASTELO BRANCO REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DA UNIVERSIDADE CASTELO BRANCO CAPÍTULO I Das Considerações Preliminares Art.1º O presente Regulamento disciplina a oferta, o funcionamento e o registro acadêmico

Leia mais

Secretaria de Políticas para as Mulheres. Coordenação de Educação e Cultura

Secretaria de Políticas para as Mulheres. Coordenação de Educação e Cultura Secretaria de Políticas para as Mulheres Coordenação de Educação e Cultura Equipe Hildete Pereira de Melo Ana Carolina Coutinho Villanova Naiara Betânia de Paiva Correa Políticas Públicas: Educação e Gênero

Leia mais

Decenal de Ações Afirmativas e Promoção da Igualdade Étnico-Racial. Esse processo, necessariamente, precisa ocorrer

Decenal de Ações Afirmativas e Promoção da Igualdade Étnico-Racial. Esse processo, necessariamente, precisa ocorrer 3 As ações afirmativas na ufopa A UFOPA, desde sua criação, direcionou mais de 50% do total de vagas para ingresso na universidade a povos indígenas, quilombolas e população negra. Foram 2.292 vagas, sendo

Leia mais

PLANO NACIONAL DE EDUCAÇÃO EM DIREITOS HUMANOS

PLANO NACIONAL DE EDUCAÇÃO EM DIREITOS HUMANOS PLANO NACIONAL DE EDUCAÇÃO EM DIREITOS HUMANOS EDUCAÇÃO BÁSICA ENSINO SUPERIOR EDUCAÇÃO NÃO-FORMAL EDUCAÇÃO DOS PROFISSIONAIS DO SISTEMA DE JUSTIÇA E SEGURANÇA EDUCAÇÃO E MÍDIA Comitê Nacional de Educação

Leia mais

CONSELHO MUNICIPAL DA EDUCAÇÃO DE LIMEIRA DELIBERAÇÃO CME Nº. 01, DE 23 DE NOVEMBRO DE 2010.

CONSELHO MUNICIPAL DA EDUCAÇÃO DE LIMEIRA DELIBERAÇÃO CME Nº. 01, DE 23 DE NOVEMBRO DE 2010. CONSELHO MUNICIPAL DA EDUCAÇÃO DE LIMEIRA DELIBERAÇÃO CME Nº. 01, DE 23 DE NOVEMBRO DE 2010. Dispõe sobre os procedimentos para o desenvolvimento das Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação das

Leia mais

Curso de Formação de Conselheiros em Direitos Humanos Abril Julho/2006

Curso de Formação de Conselheiros em Direitos Humanos Abril Julho/2006 Curso de Formação de Conselheiros em Direitos Humanos Abril Julho/2006 Realização: Ágere Cooperação em Advocacy Apoio: Secretaria Especial dos Direitos Humanos/PR Módulo III: Conselhos dos Direitos no

Leia mais

Site: Contato:

Site:  Contato: III Fórum Internacional de Pedagogia FIPED Universidade Estadual do Ceará - UECE Campus da Faculdade de Educação, Ciências e Letras do Sertão Central FECLESC. Quixadá - Ceará Brasil 10, 11,12 e 13 de Novembro

Leia mais

TÍTULO: 11 ANOS DA LEI 10639/2003 E O ENSINO DAS ESCOLAS PÚBLICAS DE SÃO PAULO

TÍTULO: 11 ANOS DA LEI 10639/2003 E O ENSINO DAS ESCOLAS PÚBLICAS DE SÃO PAULO TÍTULO: 11 ANOS DA LEI 10639/2003 E O ENSINO DAS ESCOLAS PÚBLICAS DE SÃO PAULO CATEGORIA: EM ANDAMENTO ÁREA: CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS SUBÁREA: DIREITO INSTITUIÇÃO: FACULDADE ZUMBI DOS PALMARES AUTOR(ES):

Leia mais

IV Encontro Nacional do Censo da Educação Superior. Importância da Coleta e do Tratamento do Quesito Cor ou Raça. Brasília, 10/10/2014

IV Encontro Nacional do Censo da Educação Superior. Importância da Coleta e do Tratamento do Quesito Cor ou Raça. Brasília, 10/10/2014 IV Encontro Nacional do Censo da Educação Superior Importância da Coleta e do Tratamento do Quesito Cor ou Raça Brasília, 10/10/2014 Síntese das atribuições da SEPPIR (DECRETO Nº 7.261, DE 12 DE AGOSTO

Leia mais

POLÍTICA DE ACESSIBILIDADE E INCLUSÃO DO UNIBAVE

POLÍTICA DE ACESSIBILIDADE E INCLUSÃO DO UNIBAVE CENTRO UNIVERSITÁRIO BARRIGA VERDE PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO - PROGRAD PRÓ-REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO - PROADM PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO, PESQUISA E EXTENSÃO - PROPPEX POLÍTICA DE ACESSIBILIDADE

Leia mais

PROGRAMA INSTITUCIONAL DE APOIO À EXTENSÃO ProAEx SUBPROGRAMA CURSOS DE EXTENSÃO SELEÇÃO DE PROJETOS DE CURSOS DE EXTENSÃO DE CURTA DURAÇÃO

PROGRAMA INSTITUCIONAL DE APOIO À EXTENSÃO ProAEx SUBPROGRAMA CURSOS DE EXTENSÃO SELEÇÃO DE PROJETOS DE CURSOS DE EXTENSÃO DE CURTA DURAÇÃO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE APOIO À EXTENSÃO ProAEx SUBPROGRAMA CURSOS DE EXTENSÃO SELEÇÃO DE PROJETOS DE CURSOS DE EXTENSÃO DE CURTA DURAÇÃO EDITAL PROEX N º 060/2014 A Pró-Reitoria de Extensão PROEX, do

Leia mais

Programa Educação Inclusiva: direito à diversidade

Programa Educação Inclusiva: direito à diversidade MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO CONTINUADA, ALFABETIZAÇÃO, DIVERSIDADE E INCLUSÃO Programa Educação Inclusiva: direito à diversidade Antônio Lidio de Mattos Zambon Coordenador Geral de Políticas

Leia mais

Atividades Curso de Psicologia ) Palestra sobre o autismo é realizada no curso de Psicologia

Atividades Curso de Psicologia ) Palestra sobre o autismo é realizada no curso de Psicologia Atividades Curso de Psicologia 2016 NOTÍCIAS DE ABRIL 1) Palestra sobre o autismo é realizada no curso de Psicologia Na sexta-feira, dia 1º de abril, o curso de Psicologia organizou palestra sobre o Dia

Leia mais

CONSIDERANDO os princípios referendados na Declaração Universal dos Direitos Humanos;

CONSIDERANDO os princípios referendados na Declaração Universal dos Direitos Humanos; RESOLUÇÃO Nº 066-CONSELHO SUPERIOR, de 14 de fevereiro de 2012. REGULAMENTA A POLÍTICA DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE RORAIMA IFRR. O PRESIDENTE DO

Leia mais

PROGRAMAÇÃO. Horários 10 de dezembro (QUA) 11 de dezembro (QUI) 12 de dezembro (SEX) Assembleia geral da ANPUH

PROGRAMAÇÃO. Horários 10 de dezembro (QUA) 11 de dezembro (QUI) 12 de dezembro (SEX) Assembleia geral da ANPUH A ANPUH-AM convida a sócios e demais profissionais e estudantes de História e de áreas afins para participarem do II Encontro Estadual da Seção Amazonas da Associação Nacional de História, que acorrerá

Leia mais

EDITAL Nº 01 de PROEX

EDITAL Nº 01 de PROEX EDITAL Nº 01 de 2017 - PROEX Divulga a abertura das inscrições de trabalhos e regulamenta o funcionamento da XI Mostra Anual de Extensão da Universidade Federal do Vale do São Francisco. A DA UNIVERSIDADE

Leia mais

NOS CAMINHOS DA PRÁXIS: PROGRAMA DE FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES DA EDUCAÇÃO PÚBLICA

NOS CAMINHOS DA PRÁXIS: PROGRAMA DE FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES DA EDUCAÇÃO PÚBLICA NOS CAMINHOS DA PRÁXIS: PROGRAMA DE FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES DA EDUCAÇÃO PÚBLICA Chapecó-SC, Jun/2017 APRESENTAÇÃO Garantir a Extensão Universitária como um processo educativo, cultural e científico

Leia mais

(REPUBLICADA EM RAZÃO DE ALTERAÇÃO DO PARÁGRAFO ÚNICO DO ART. 14, CONSOANTE TEOR DO PARECER N 28/CUN/2008 E RESOLUÇÃO Nº 024/CUn/2008)

(REPUBLICADA EM RAZÃO DE ALTERAÇÃO DO PARÁGRAFO ÚNICO DO ART. 14, CONSOANTE TEOR DO PARECER N 28/CUN/2008 E RESOLUÇÃO Nº 024/CUn/2008) (REPUBLICADA EM RAZÃO DE ALTERAÇÃO DO PARÁGRAFO ÚNICO DO ART. 14, CONSOANTE TEOR DO PARECER N 28/CUN/2008 E RESOLUÇÃO Nº 024/CUn/2008) RESOLUÇÃO NORMATIVA Nº 008/CUN/2007, de 10 de julho de 2007. CRIA

Leia mais

Bacharelado Interdisciplinar em Ciências Humanas

Bacharelado Interdisciplinar em Ciências Humanas UNIVERSIDADE DA INTEGRAÇÃO INTERNACIONAL DA LUSOFONIA AFRO-BRASILEIRA PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO COORDENAÇÃO DE ENSINO COORDENAÇÃO DE CURSO Bacharelado Interdisciplinar em Ciências Humanas 1. Perfil do

Leia mais

Secretaria Municipal de Educação. Diretrizes Curriculares para Educação das Relações Étnico Raciais

Secretaria Municipal de Educação. Diretrizes Curriculares para Educação das Relações Étnico Raciais Secretaria Municipal de Educação Diretrizes Curriculares para Educação das Relações Étnico Raciais Belo Horizonte 2013 Prefeito de Belo Horizonte Marcio Araujo de Lacerda Secretária Municipal de Educação

Leia mais

A FORMAÇÃO INICIAL DE PROFESSORES E AS IMPLICAÇÕES PARA A EDUCAÇÃO DAS RELAÇÕES ÉTNICO-RACIAIS NOS CURSOS DE PEDAGOGIA DE MS

A FORMAÇÃO INICIAL DE PROFESSORES E AS IMPLICAÇÕES PARA A EDUCAÇÃO DAS RELAÇÕES ÉTNICO-RACIAIS NOS CURSOS DE PEDAGOGIA DE MS A FORMAÇÃO INICIAL DE PROFESSORES E AS IMPLICAÇÕES PARA A EDUCAÇÃO DAS RELAÇÕES ÉTNICO-RACIAIS NOS CURSOS DE PEDAGOGIA DE MS Jakellinny Rizzo - UFGD Eugenia Portela de Siqueira Marques - UFGD INTRODUÇÃO

Leia mais

FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO TOCANTINS PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO E PÓS-GRADUAÇÃO DIRETORIA DE EXTENSÃO ESCOLA DE CONSELHOS Edital nº 03/2009

FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO TOCANTINS PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO E PÓS-GRADUAÇÃO DIRETORIA DE EXTENSÃO ESCOLA DE CONSELHOS Edital nº 03/2009 FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO TOCANTINS PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO E PÓS-GRADUAÇÃO DIRETORIA DE EXTENSÃO ESCOLA DE CONSELHOS Edital nº 03/2009 Seleção Simplificada de Candidatos para a Escola de Conselhos 1.

Leia mais

NORMAS PARA PUBLICAÇÃO DE ARTIGOS NA 12ª EDIÇÃO DA REVISTA CIENTÍFICA CET-FAESA

NORMAS PARA PUBLICAÇÃO DE ARTIGOS NA 12ª EDIÇÃO DA REVISTA CIENTÍFICA CET-FAESA NORMAS PARA PUBLICAÇÃO DE ARTIGOS NA 12ª EDIÇÃO DA REVISTA CIENTÍFICA CET-FAESA 1. DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES A Revista Científica CET-FAESA é um periódico semestral, qualificado pela Coordenação de

Leia mais

Avaliação Institucional Docentes

Avaliação Institucional Docentes Avaliação Institucional Docentes A avaliação é um processo fundamental para a qualidade do trabalho desenvolvido nas Instituições de Ensino Superior. Nesse sentido, a Comissão Própria de Avaliação (CPA)

Leia mais

Saiba Mais Aula-tema 10: As definições étnico-raciais e as políticas de ação afirmativa

Saiba Mais Aula-tema 10: As definições étnico-raciais e as políticas de ação afirmativa Saiba Mais Aula-tema 10: As definições étnico-raciais e as políticas de ação afirmativa Seguem algumas dicas que podem auxiliar você a aprofundar as temáticas tratadas! Dicas de livros Ações afirmativas.

Leia mais

CHAMADA Nº 01/2017 CURSO DE MEDIAÇÃO DE CONFLITOS / IFBA INSTITUTO FEDERAL DA BAHIA IFBA Processo nº: /

CHAMADA Nº 01/2017 CURSO DE MEDIAÇÃO DE CONFLITOS / IFBA INSTITUTO FEDERAL DA BAHIA IFBA Processo nº: / CHAMADA Nº 01/2017 CURSO DE MEDIAÇÃO DE CONFLITOS / IFBA INSTITUTO FEDERAL DA BAHIA IFBA Processo nº: 23279.016586/2016-35 O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia IFBA, por meio

Leia mais

II SEMINÁRIO DE ENSINO DE LÍNGUA PORTUGUESA E SUAS LITERATURAS

II SEMINÁRIO DE ENSINO DE LÍNGUA PORTUGUESA E SUAS LITERATURAS U N I V E R S I D A D E F E D E R A L D E L A V R A S Departamento de Ciências Humanas - DCH LETRAS PORTUGUÊS-INGLÊS II SEMINÁRIO DE ENSINO DE LÍNGUA PORTUGUESA E SUAS LITERATURAS Tema O ensino de Língua

Leia mais

O CONSELHO SUPERIOR DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO AMAZONAS, no uso de suas atribuições legais e;

O CONSELHO SUPERIOR DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO AMAZONAS, no uso de suas atribuições legais e; RESOLUÇÃO Nº.../2016 EMENTA: Regulamenta a política de utilização do nome social para pessoas que se autodenominam travestis, transexuais, transgêneros e intersexual no âmbito do Instituto Federal de Educação,

Leia mais

EQUIPE EXECUTORA PERÍODO DE REALIZAÇÃO FINANCIAMENTO

EQUIPE EXECUTORA PERÍODO DE REALIZAÇÃO FINANCIAMENTO ENCONTRO COM AUTORES Esse projeto é uma atividade de extensão do Grupo de Pesquisa do Pensamento Complexo iniciada em 2009. Os encontros acontecem sempre na penúltima sexta-feira de cada mês, às 5 horas

Leia mais

PROJETO PRÊMIO CEDINE/RJ CONSELHO ESTADUAL DOS DIREITOS DO NEGRO SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO RIO DE JANEIRO SEEDUC REGULAMENTO

PROJETO PRÊMIO CEDINE/RJ CONSELHO ESTADUAL DOS DIREITOS DO NEGRO SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO RIO DE JANEIRO SEEDUC REGULAMENTO PROJETO PRÊMIO CEDINE/RJ CONSELHO ESTADUAL DOS DIREITOS DO NEGRO SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO RIO DE JANEIRO SEEDUC REGULAMENTO 1º CONCURSO DE REDAÇÃO PRÊMIO CEDINE DE RESPONSABILIDADE EDUCACIONAL

Leia mais

Plano de Campanha EQUIDADE DE GÊNERO E RAÇA

Plano de Campanha EQUIDADE DE GÊNERO E RAÇA Plano de Campanha EQUIDADE DE GÊNERO E RAÇA Plano de Campanha Equidade de Gênero e Raça Sumário 1. Objetivos... 3 2. Público... 3 3. Slogan e Conceito...3 4. Realização... 3 5. Peças Publicitárias (publicidade)...3

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE DA INTEGRAÇÃO INTERNACIONAL DA LUSOFONIA AFRO- BRASILEIRA - UNILAB

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE DA INTEGRAÇÃO INTERNACIONAL DA LUSOFONIA AFRO- BRASILEIRA - UNILAB Chamada Pública de Propostas de Atividades Artísticas e Culturais para II Festival das Culturas da Unilab, Movimenta 2017 e outras atividades da Coordenação de Arte e Cultura - PROEX A Universidade da

Leia mais

Secretaria de Políticas para as Mulheres Presidência da República

Secretaria de Políticas para as Mulheres Presidência da República Secretaria de Políticas para as Mulheres Presidência da República Apresentação de propostas e formalização de Convênios com a SPM - PR Vitória, maio de 2011 Secretaria de Políticas para as Mulheres Criada

Leia mais

SELEÇÃO DE PROJETOS PARA A VII JORNADA ACADÊMICA DE CIÊNCIA, TECNOLOGIA E CULTURA (JACITEC) O

SELEÇÃO DE PROJETOS PARA A VII JORNADA ACADÊMICA DE CIÊNCIA, TECNOLOGIA E CULTURA (JACITEC) O SELEÇÃO DE PROJETOS PARA A VII JORNADA ACADÊMICA DE CIÊNCIA, TECNOLOGIA E CULTURA (JACITEC) O Brasil tem Fome de quê? (Realização de 19 a 23 de setembro de 2016) Os Coordenadores da Comissão designada

Leia mais

TOTAL CRÉDITOS ACUMULADOS

TOTAL CRÉDITOS ACUMULADOS NOME DO ALUNO = RA = Turno = ( ) Matutino ( ) Noturno DATA DE ENTREGA = (NÃO PREENCHER O QUADRO ABAIXO) Iniciação à Pesquisa Iniciação ao Ensino Atividades de Participação e/ou Organização de Eventos Atividades

Leia mais

EDITAL Nº 072/2016 PROCESSO SELETIVO PARA O PROGRAMA DE BOLSA NA MODALIDADE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA

EDITAL Nº 072/2016 PROCESSO SELETIVO PARA O PROGRAMA DE BOLSA NA MODALIDADE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA EDITAL Nº 072/2016 PROCESSO SELETIVO PARA O PROGRAMA DE BOLSA NA MODALIDADE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA A Reitoria do Centro Universitário Senac torna pública a abertura das inscrições do processo de seleção

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MINAS GERAIS UNIDADE ACADÊMICA DE PASSOS SEMANA ACADÊMICA DA PEDAGOGIA

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MINAS GERAIS UNIDADE ACADÊMICA DE PASSOS SEMANA ACADÊMICA DA PEDAGOGIA UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MINAS GERAIS UNIDADE ACADÊMICA DE PASSOS SEMANA ACADÊMICA DA PEDAGOGIA PROGRAMAÇÃO PARA A SEMANA ACADÊMICADA PEDAGOGIA 25 a 29/09/2017 DATA HORA ATIVIDADE RESPONSÁVEL PÚBLICO

Leia mais

FACULADADE ESTÁCIO DO RECIFE DIREÇÃO ACADÊMICA PROGRAMA DE PROJETOS DE EXTENSÃO - EDITAL

FACULADADE ESTÁCIO DO RECIFE DIREÇÃO ACADÊMICA PROGRAMA DE PROJETOS DE EXTENSÃO - EDITAL FACULADADE ESTÁCIO DO RECIFE DIREÇÃO ACADÊMICA PROGRAMA DE PROJETOS DE EXTENSÃO - EDITAL 2016-2017 1 INTRODUÇÃO O Programa de Projetos de Extensão tem o objetivo de contribuir para a formação acadêmica,

Leia mais

Regulamento. 1.Da participação. 2.Dos encontros temáticos. 3.Das modalidades de apresentação

Regulamento. 1.Da participação. 2.Dos encontros temáticos. 3.Das modalidades de apresentação Regulamento 1.Da participação O Seminário de Extensão da Unioeste (SEU) é um evento gratuito, organizado pela Pró-Reitoria de Extensão e visa divulgar os trabalhos realizados pelos extensionistas dessa

Leia mais

NÚCLEOS DE ENSINO Edital 2016

NÚCLEOS DE ENSINO Edital 2016 NÚCLEOS DE ENSINO Edital 2016 A Reitoria, por intermédio da Pró-Reitoria de Graduação PROGRAD, torna público e CONVIDA os professores da UNESP, interessados em Educação, a apresentarem propostas para obtenção

Leia mais

EDITAL INTERNO USJ Nº 026/2016/USJ

EDITAL INTERNO USJ Nº 026/2016/USJ EDITAL INTERNO USJ Nº 026/2016/USJ ABRE INSCRIÇÕES PARA SELEÇÃO DE ATIVIDADES DE EXTENSÃO PARA O SEGUNDO SEMESTRE DE 2016. O Reitor do Centro Universitário Municipal de São José, Prof. Dr. Juarez Perfeito,

Leia mais

Cultura corporal Afro-brasileira. Proª. Juliana da Silva 1ª aula

Cultura corporal Afro-brasileira. Proª. Juliana da Silva 1ª aula Cultura corporal Afro-brasileira Proª. Juliana da Silva 1ª aula Legislação Federal Lei nº 10639/2003 - estabelece as diretrizes e bases da educação nacional, para incluir no currículo oficial da rede de

Leia mais

Projeto de pesquisa: África, afro descendentes e o Ensino de História.

Projeto de pesquisa: África, afro descendentes e o Ensino de História. Projeto de pesquisa: África, afro descendentes e o Ensino de História. ARAÚJO,Fábio Martins de 1 ; TEDESCO,Maria do Carmo F. 2 MORAES,Cristina de Cássia Pereira de 3 Palavras-chaves: Justificativa: África

Leia mais

BANCO DE BOAS PRÁTICAS PARA PERMANÊNCIA E ÊXITO DOS ESTUDANTES DO IFTO

BANCO DE BOAS PRÁTICAS PARA PERMANÊNCIA E ÊXITO DOS ESTUDANTES DO IFTO BANCO DE BOAS PRÁTICAS PARA PERMANÊNCIA E ÊXITO DOS ESTUDANTES Modelo de ação: DO IFTO Nome do Campus/Unidade: Campus Palmas, do IFTO Setores responsáveis: Coordenação Técnico-Pedagógica COTEPE e setor

Leia mais

UNIFLOR E PREFEITURA DE MATUPÁ: JUNTOS NUMA JORNADA DE CIDADANIA

UNIFLOR E PREFEITURA DE MATUPÁ: JUNTOS NUMA JORNADA DE CIDADANIA UNIFLOR E PREFEITURA DE MATUPÁ: JUNTOS NUMA JORNADA DE CIDADANIA Guarantã do Norte 2013 DADOS DE IDENTIFICAÇÃO IES: Faculdade de Ciências Sociais de Guarantã do Norte PARCERIA: Prefeitura Municipal de

Leia mais

CURSO: PEDAGOGIA EMENTAS º PERÍODO

CURSO: PEDAGOGIA EMENTAS º PERÍODO CURSO: PEDAGOGIA EMENTAS - 2016.1 1º PERÍODO DISCIPLINA: HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO Estudo da história geral da Educação e da Pedagogia, enfatizando a educação brasileira. Políticas ao longo da história engendradas

Leia mais

EDITAL Nº 05/2015/PROCULT SELEÇÃO DE AÇÕES CULTURAIS DE INICIATIVA DA COMUNIDADE ACADÊMICA PARA CONCESSÃO DE BOLSA DE CULTURA

EDITAL Nº 05/2015/PROCULT SELEÇÃO DE AÇÕES CULTURAIS DE INICIATIVA DA COMUNIDADE ACADÊMICA PARA CONCESSÃO DE BOLSA DE CULTURA EDITAL Nº 05/2015/PROCULT SELEÇÃO DE AÇÕES CULTURAIS DE INICIATIVA DA COMUNIDADE ACADÊMICA PARA CONCESSÃO DE BOLSA DE CULTURA - 2016 A Pró-Reitoria de Cultura torna pública a abertura das inscrições destinadas

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DOS ESTUDOS DA CULTURA AFRICANA E AFRO- BRASILEIRA NOS LIVROS DIDÁTICOS DE HISTÓRIA DO ENSINO FUNDAMENTAL EM TIMOM-MA

A IMPORTÂNCIA DOS ESTUDOS DA CULTURA AFRICANA E AFRO- BRASILEIRA NOS LIVROS DIDÁTICOS DE HISTÓRIA DO ENSINO FUNDAMENTAL EM TIMOM-MA A IMPORTÂNCIA DOS ESTUDOS DA CULTURA AFRICANA E AFRO- BRASILEIRA NOS LIVROS DIDÁTICOS DE HISTÓRIA DO ENSINO FUNDAMENTAL EM TIMOM-MA Maria do Perpétuo Socorro Lima Viana E-mail: socorroviana_@hotmail.com

Leia mais

SEMINÁRIO RECUPERAÇÃO HIDROAMBIENTAL

SEMINÁRIO RECUPERAÇÃO HIDROAMBIENTAL SEMINÁRIO RECUPERAÇÃO HIDROAMBIENTAL LOCAL: UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE (UFS) PERÍODO: 11 E 12 DE FEVEREIRO DE 2014 INTRODUÇÃO O seminário visa promover a difusão e o diálogo das experiências e perspectivas

Leia mais

Afro-descendentes no Brasil: combate à pobreza e políticas de ação afirmativa como estratégias de superação das desigualdades de gênero e

Afro-descendentes no Brasil: combate à pobreza e políticas de ação afirmativa como estratégias de superação das desigualdades de gênero e Afro-descendentes no Brasil: combate à pobreza e políticas de ação afirmativa como estratégias de superação das desigualdades de gênero e étnico/raciais Debate nacional sobre a implantação das políticas

Leia mais

ESCOLA DE CIÊNCIAS DA SAÚDE Curso de Psicologia RESUMO DE ATIVIDADES DESENVOLVIDAS NO CURSO DE PSICOLOGIA EVENTOS

ESCOLA DE CIÊNCIAS DA SAÚDE Curso de Psicologia RESUMO DE ATIVIDADES DESENVOLVIDAS NO CURSO DE PSICOLOGIA EVENTOS ESCOLA DE CIÊNCIAS DA SAÚDE Curso de Psicologia RESUMO DE ATIVIDADES DESENVOLVIDAS NO CURSO DE PSICOLOGIA EVENTOS MANAUS AMAZONAS 2016 IDENTIFICAÇÃO Diretor Geral Marcelo José Frutuoso Medeiros Reitor

Leia mais

PLANO DE AULA DISCIPLINA: ÉTICA E CIDADANIA II (CÓD. ENUN60010) PERÍODO: 2 º PERÍODO EXPOSITIVA EXPOSITIVA EXPOSITIVA EXPOSITIVA

PLANO DE AULA DISCIPLINA: ÉTICA E CIDADANIA II (CÓD. ENUN60010) PERÍODO: 2 º PERÍODO EXPOSITIVA EXPOSITIVA EXPOSITIVA EXPOSITIVA PLANO DE AULA DISCIPLINA: ÉTICA E CIDADANIA II (CÓD. ENUN60010) PERÍODO: 2 º PERÍODO TOTAL DE SEMANAS: 20 SEMANAS TOTAL DE ENCONTROS: 20 AULAS Aulas Conteúdos/ Matéria Tipo de aula Textos, filmes e outros

Leia mais

MANUAL DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES ENGENHARIA DE PRODUÇÃO

MANUAL DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES ENGENHARIA DE PRODUÇÃO MANUAL DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES ENGENHARIA DE PRODUÇÃO Subgrupo 1.1 ATIVIDADES COMPLEMENTARES REGULAMENTO Este manual foi elaborado para ajudá-lo a compreender melhor a função das atividades complementares,

Leia mais

Descritivo do uso do espaço pretendido sob o Viaduto do Capanema:

Descritivo do uso do espaço pretendido sob o Viaduto do Capanema: Descritivo do uso do espaço pretendido sob o Viaduto do Capanema: Complemento aos protocolos 07-001215\2003 e 01-133 314/2013 do Centro Cultural Humaita solicitando à Prefeitura de Curitiba o uso em comodato

Leia mais

RESULTADO CHAMADAS PRAE 01/2017 Lista de Aprovados- Ações Afirmativas. Escola de Arquitetura, Urbanismo e Design da UFMG / Ocupação Izidora

RESULTADO CHAMADAS PRAE 01/2017 Lista de Aprovados- Ações Afirmativas. Escola de Arquitetura, Urbanismo e Design da UFMG / Ocupação Izidora Período de divulgação da chamada: 03 de abril a 05 de maio Data de divulgação do resultado: 25 de maio de 2017 2 Ações Afirmativas "Troca de saberes - Feminismos para além dos muros acadêmicos". Ifeculture:

Leia mais

EDITAL Nº 06, DE 30 DE MAIO DE 2017 SELEÇÃO DE ESTUDANTES PARA ATUAR NO NÚCLEO DE PRÁTICAS EM GESTÃO

EDITAL Nº 06, DE 30 DE MAIO DE 2017 SELEÇÃO DE ESTUDANTES PARA ATUAR NO NÚCLEO DE PRÁTICAS EM GESTÃO EDITAL Nº 06, DE 30 DE MAIO DE 2017 SELEÇÃO DE ESTUDANTES PARA ATUAR NO A Coordenação do Curso de Administração da Faculdade Dinâmica do Vale do Piranga (FADIP), por meio do Núcleo de Práticas em Gestão,

Leia mais

Relações raciais e educação - leis que sustentaram o racismo e leis de promoção da igualdade racial e étnica 23/06

Relações raciais e educação - leis que sustentaram o racismo e leis de promoção da igualdade racial e étnica 23/06 Relações raciais e educação - leis que sustentaram o racismo e leis de promoção da igualdade racial e étnica 23/06 Bel Santos Mayer Vera Lion Políticas de Promoção da Igualdade de oportunidades e tratamento

Leia mais

EDITAL N 02/2017 I CONCURSO ESTUDANTIL DE FOTOGRAFIA DA UFAL MULHER E EMPODERAMENTO: RETRATOS DO GÊNERO

EDITAL N 02/2017 I CONCURSO ESTUDANTIL DE FOTOGRAFIA DA UFAL MULHER E EMPODERAMENTO: RETRATOS DO GÊNERO EDITAL N 02/2017 I CONCURSO ESTUDANTIL DE FOTOGRAFIA DA UFAL MULHER E EMPODERAMENTO: RETRATOS DO GÊNERO A Universidade Federal de Alagoas - UFAL, instituição de Ensino Superior integrante do Sistema Federal

Leia mais

Cultura. Educação e Cultura. Educação e Cultura. Senso comum: é culto quem detém o saber

Cultura. Educação e Cultura. Educação e Cultura. Senso comum: é culto quem detém o saber Educação e Cultura Disciplina: Sociologia Geral e Sociologia da Educação Professora: Lucimary Bernabé Pedrosa de Andrade Maio de 2008 1 Educação e Cultura Cultura Senso comum: é culto quem detém o saber

Leia mais

PROJETO DAS FACULDADES MAGSUL 2016

PROJETO DAS FACULDADES MAGSUL 2016 Administração: (Bacharel) Direito: (Bacharel) Mantida pela A.E.S.P. R: Tiradentes, 322 Centro Tel.: (67) 3437-8820 Ponta Porã MS Home Page: www.magsul-ms.com.br E-mail: magsul@terra.com.br PROJETO DAS

Leia mais

Relatório da atividade: Igualdade de oportunidade e não discriminação nas relações de trabalho DIEESE, OIT e INSPIR 01 e 02 de outubro de 2009

Relatório da atividade: Igualdade de oportunidade e não discriminação nas relações de trabalho DIEESE, OIT e INSPIR 01 e 02 de outubro de 2009 Relatório da atividade: Igualdade de oportunidade e não discriminação nas relações de trabalho DIEESE, OIT e INSPIR 01 e 02 de outubro de 2009 Acordo DIEESE/ OIT Apresentação A atividade teve como objetivos

Leia mais

ANEXO IV FORMULÁRIO DE PONTUAÇÃO POR CRITÉRIO. Fator de pontuação

ANEXO IV FORMULÁRIO DE PONTUAÇÃO POR CRITÉRIO. Fator de pontuação RECONHECIMENTO DE SABERES E COMPETÊNCIAS RSC I ANEXO IV FORMULÁRIO DE PONTUAÇÃO POR CRITÉRIO Fator de pontuação Unidade Quantidade Máximas de unidades Quantidade de unidades comprovadas obtida I - Experiência

Leia mais