Cícero Rafael Dias Gerente de Atuária e Benefícios

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Cícero Rafael Dias Gerente de Atuária e Benefícios"

Transcrição

1 Cícero Rafael Dias Gerente de Atuária e Benefícios Belo Horizonte/MG 13/09/2017 1/54

2 2

3 Sumário Formas de Adesão O Plano de Benefícios Tipo de Participantes Ativo Normal Ativo Alternativo Benefícios Institutos (cessação de vínculo) Benefícios Fiscais/imposto de renda 3

4 Adesão 4

5 Representantes 5

6 Como Aderir Adesão Voluntária SIGEPE Adesão Voluntária Eletrônica Adesão Voluntária Representante Funpresp Inscrição Automática (Lei /2015) 6

7 O Plano 7

8 CAPÍTULO I DO PLANO DE BENEFÍCIOS Art. 1º. O presente Regulamento tem por finalidade dispor sobre o plano de benefícios previdenciários denominado Plano Executivo Federal, doravante designado Plano, estruturado na modalidade de contribuição definida, destinado aos servidores públicos titulares de cargo efetivo do Poder Executivo Federal e seus respectivos beneficiários. Quem pode Participar da Funpresp? Ingressou antes de 07 MAI 2013 Ingressou após 07 MAI 2013 Aposentadoria Integral (até 2003) última remuneração Aposentadoria proporcional (a partir 2004) 80% média das maiores remunerações Aposentadoria limitada ao teto do INSS (R$ 5.531,31) Servidores oriundos dos Estados, Municípios e DF (Benefício Especial) MIGRAÇÃO RPPS -> RPC 8

9 Os participantes do plano são classificados em: Participantes da Funpresp Participante Ativo Normal Esteja submetido ao teto do RGPS; (inclui os migrados) Possua base de contribuição > ao teto; e Contribuição Paritária do Patrocinador. Participante Ativo Alternativo (mantém RPPS; igual PGBL) Possua base de contribuição = ou < ao teto; ou Não esteja submetido ao teto do RGPS. Base de contribuição = Vencimento do servidor no cargo efetivo + vantagens pecuniárias permanentes + DAS. 9

10 Participante Ativo Normal Contribuição Básica: 8,5%, 8,0% ou 7,5% do Salário Participação (SP) 8,5% + 8,5% = 17,0% (participante) (patrocinador) ( 100% ) Contribuição Básica (paridade do Patrocinador) Seguradora RAP 71,43% FCBE 21,53% PGA 7% PAR (opcional) Seguradora Reserva Acumulada pelo Participante Fundo de Cobertura de Benefícios Extraordinários Despesas Administrativas (taxa de carregamento) 10

11 Participante Ativo Normal Contribuição Básica (paridade do Patrocinador) Contribuição Básica: 8,5%, 8,0% ou 7,5% do Salário Participação (SP) Salário Bruto - Teto = Sal. de Participação x % = Contribuição R$ ,51 (-) teto (5.531,31) = R$ ,10 (SP) * 8,5% = R$ 1.448,83 R$ ,23 (-) teto (5.531,31) = R$ 9.503,92 (SP) * 8,5% = R$ 807,84 R$ ,41 (-) teto (5.531,31) = R$ 5.586,10 (SP) * 8,5% = R$ 474,82 R$ 9.585,67 (-) teto (5.531,31) = R$ 4.054,36 (SP) * 8,5% = R$ 344,62 R$ 6.627,43 (-) teto (5.531,31) = R$ 1.096,12 (SP) * 8,5% = R$ 93,17 11

12 Participante Ativo Normal Benefício Vitalício (Sobrevida).. Período de Acumulação Aposentadoria/Pensão Benefício de Sobrevivência Vitalício (80%) RAP FCBE 12

13 Benefício Mínimo: R$ 247,16 ou Pagamento Único. Benefícios Previdenciários Aposentadoria Normal Aposentadoria Especial Aposentadoria por Invalidez Benefício de Sobrevivência Pensão por Morte (2) (ativo e assistido) Benefício Suplementar (sem contrapartida do Patrocinador) Contribuições Facultativas Portabilidades 13

14 Participante Ativo Normal Fundo de Cobertura de Benefícios Extraordinários 14

15 Participante Ativo Alternativo Sem contrapartida da União R$ 1.313,50 (SP) * 7,5% = R$ 98,51 8,5% = 100% (participante) Seguradora (novo REGULAMENTO) RAS 93% PGA 7% PAR (opcional) Seguradora Reserva Acumulada Suplementar Despesas Administrativas (taxa de carregamento) Invalidez e/ou Morte 15

16 Participante Ativo Alternativo Sem contrapartida da União PORQUÊ CONTRATAR? Suplementa a aposentadoria Substitui um Plano Privado (PGBL) Incentivo Fiscal sobre os valores das contribuições lei , de 2014) Salário de Participação de livre escolha, variando entre R$ 1.235,80 e R$ ,70 Após Aposentadoria Voluntária, Compulsória ou por Invalidez no RPPS, o participante receberá o Benefício Suplementar, calculado sobre o saldo da RAS. Pode portar um Plano Privado (PGBL) ou Complementar (entidades fechadas). Pode fazer contribuições facultativas e deduzir do IRPF mensalmente, sem custo. 16

17 Participante Ativo Normal Aposentadoria Normal - Concessão de aposentadoria pelo RPPS - Voluntária ou Compulsória - Carência mínima de contribuição por 5 anos RAP + AEAN Fator( Exp; i %) Possibilidade de recebimento de 25% do total das contribuições do participante no ato da concessão do benefício programado RAP AEAN % Reserva Acumulada pelo Participante Valor inicial Aporte Extraordinário de Aposentadoria Normal AEAN = RAPx 35 TC 1 Taxa de juros atuarial no prazo da expectativa de vida Fator de Conversão ( Exp;i %) 17

18 Aposentadoria por Invalidez Concessão de aposentadoria por invalidez pelo RPPS Carência 12 meses, exceto se por acidente de trabalho Participante Ativo Normal Não tem relação com o saldo de conta Valor inicial Média(BC80%) RPPS %MC Média das maiores remunerações base das contribuições 80% de todo o período contributivo Valor da aposentadoria concedida pelo RPPS Média percentual da contribuição básica, limitada a 8,5% [ Média(BC80%) RPPS ] x %MC 8,5% 18

19 Pensão Por Morte RPPS PEC 287/ RPPS: 50% (cota familiar) + 10% p/dependente não reversível TR-Taxa Reposição/Pensão: 86% (hoje) -> 51% (após aprovação da PEC 287/2016) 19

20 Pensão por Morte Valor inicial Concessão de pensão pelo RPPS Existência de beneficiários Não tem relação com o saldo de conta Participante Ativo Normal [ Média(BC80%) RPPS ] x % MC x 70% 8,5% Média(BC80%) Média das maiores remunerações base das contribuições 80% de todo o período contributivo RPPS Valor da pensão concedida pelo RPPS %MC Média percentual da contribuição básica, limitada a 8,5% 70% Taxa de reposição (CF) 20

21 Pensão por Morte Concessão pelo RPPS Existência de beneficiários Participante Assistido Valor Renda de 70% do valor recebido durante o prazo da expectativa de vida do participante Valor rateado entre os beneficiários 21

22 Benefício por Sobrevivência Tábua de vida RP 2000 geracional Idade Acumulação Renda Certa (AN) Renda Vitalícia (BSA) 80% da AN FCBE Concedido ao Assistido, em situação de: Aposentadoria Normal Aposentadoria Especial Aposentadoria por Invalidez Pensão por Morte do Participante Renda Vitalícia 80% do benefício Corrigido Atualizado anualmente (IPCA/IBGE) pelo IPCA/IBGE 22

23 Benefício Suplementar Valor para os Benefícios de Aposentadoria e Pensão por Morte do Participante Ativo Normal Ativo Normal Concessão de Aposentadoria Normal ou por Invalidez Reserva Individual de Benefício Concedido Suplementar Fator RIBCS de Conversão Fator ( x ;i %) Taxa de juros atuarial no prazo da expectativa de vida RIBCS Fator( Exp; i %) RIBCS (Reversão da RAS) Fator( Exp; i %) Beneficiário Concessão da pensão por morte no RPPS Ativo Alternativo Aposentadoria Voluntária, Compulsória ou por Invalidez no RPPS Possibilidade de recebimento de 25% do total das contribuições do participante no ato da concessão do benefício programado 23

24 Participante Ativo Normal Parcela Adicional de Risco A ser acrescida à RAS no caso de sinistro SEGURO Capital: R$ 100 mil Idade Invalidez (R$) Pensão p/morte (R$) Prêmio Total (R$) 30 9,24 10,15 19, ,40 12,74 23, ,89 18,63 31, ,94 33,32 51, ,85 56,35 84,20 24

25 Institutos 25

26 Manter-se no Plano Portabilidade Cessar o Vínculo Funcional Cessar a Contribuição Retirar-se do Plano Opção por transferir os recursos para outro plano previdenciário Valor contempla Contribuições do Participante e do Patrocinador Retirar-se do Plano 26

27 Resgate Contribuições do Patrocinador % Calculado sobre a RAP Conta Patrocinador Tempo de Filiação ao Plano RAP Conta Patrocinador (%) a partir de 24 anos 70% a partir de 21 anos 60% a partir de 18 anos 50% a partir de 15 anos 40% a partir de 12 anos 35% a partir de 9 anos 25% a partir de 6 anos 15% a partir de 3 anos 5% até 3 anos 0% Contribuições do Participante Contas Individuais 100% Regras de Resgate Reserva Acumulada pelo Participante - RAP Reserva Acumulada Suplementar - RAS Ativo Alternativo Somente na quebra de Vínculo Imposto de Renda na fonte Ativo Normal Somente na quebra de Vínculo Até 70% da reserva do Patrocinador Imposto de Renda na fonte 27

28 Benefício Fiscal e Tributação 28

29 Tributação Entrada Durante a Contribuição Dedução sobre os Rendimentos Tributáveis (lei nº , de 13/nov/2014) Dedução aplicada ao cálculo dos rendimentos tributáveis do servidor, mensalmente, conforme o valor da contribuição. efetuada por meio do contracheque. Contribuição Facultativa O Participante pode efetuar contribuições facultativas para utilizar todo o limite de 12% da renda tributável e efetuar o ajuste na Declaração Anual do IRPF. Benefício Fiscal 29

30 Tributação - Saída Durante o Recebimento do Benefício ou resgate Opção efetuada na adesão Regime Progressivo Alíquota crescente, conforme o valor do rendimento Regime Regressivo Alíquota decrescente, conforme o tempo de contribuição Benefício Fiscal 30

31 SCN Quadra 02 Bloco A salas 202a204 Ed.Corporate Financial Center CEP Brasília/DF / (61) /

ENAP - Brasília-DF, 30 de abril de 2014. ExecPrev. Plano de Previdência Complementar do Servidor Público Federal

ENAP - Brasília-DF, 30 de abril de 2014. ExecPrev. Plano de Previdência Complementar do Servidor Público Federal ENAP - Brasília-DF, 30 de abril de 2014 ExecPrev Plano de Previdência Complementar do Servidor Público Federal 1 2 Adesão Ingresso no Serviço Público Adesão à Funpresp Acumulação Formação da Poupança Previdenciária

Leia mais

Previdência no Serviço Público. ARI LOVERA Diretor de Previdência do IPERGS

Previdência no Serviço Público. ARI LOVERA Diretor de Previdência do IPERGS Previdência no Serviço Público ARI LOVERA Diretor de Previdência do IPERGS Outubro/2016 1. Regimes Previdenciários do Brasil; 2. RPPS RS; 3. Cenários; 4. Regime de Previdência Complementar; 5. Riscos 1.

Leia mais

I WORKSHOP A PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR DO SERVIDOR PÚBLICO FEDERAL FUNPRESP [Fundação ANFIP]

I WORKSHOP A PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR DO SERVIDOR PÚBLICO FEDERAL FUNPRESP [Fundação ANFIP] I WORKSHOP A PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR DO SERVIDOR PÚBLICO FEDERAL FUNPRESP [Fundação ANFIP] PAINEL I FUNPRESP: CONCEITO, OBJETIVOS E PRINCÍPIOS FUNDAMENTAIS (o servidor público e a Funpresp: previsões

Leia mais

Pense no seu futuro! Plano de Contribuição Variável CV - Prevdata II

Pense no seu futuro! Plano de Contribuição Variável CV - Prevdata II Pense no seu futuro! Plano de Contribuição Variável CV - Prevdata II A Prevdata É uma Entidade Fechada de Previdência Complementar, que tem por finalidade a instituição e administração de planos de benefícios

Leia mais

MANUAL DO PARTICIPANTE. PLANO EXECUTIVO FEDERAL (Exec-Prev)

MANUAL DO PARTICIPANTE. PLANO EXECUTIVO FEDERAL (Exec-Prev) MANUAL DO PARTICIPANTE PLANO EXECUTIVO FEDERAL (Exec-Prev) PLANO EXECUTIVO FEDERAL (Exec-Prev) PLANO DE BENEFÍCIOS DOS SERVIDORES PÚBLICOS FEDERAIS DO PODER EXECUTIVO Apresentação MANUAL DO PARTICIPANTE

Leia mais

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL ENTIDADE: [17.312.597/0001-02] FUNDACAO DE PREVIDENCIA COMPLEMENTAR DO SERVIDOR PUBLICO FEDERAL DO PODER EXECUTIVO (FUNPRESP-EXE) PLANO DE BENEFÍCIOS: MOTIVO: DATA DA AVALIAÇÃO: [2013.0006-18] LEGISPREV

Leia mais

Plano CV Prevdata. Conheça mais sobre o seu Plano de Previdência Complementar

Plano CV Prevdata. Conheça mais sobre o seu Plano de Previdência Complementar Plano CV Prevdata Conheça mais sobre o seu Plano de Previdência Complementar A entidade Nossos números Patrimônio de R$ 1,1 bilhão (dez/2016) 2 planos de benefícios e plano de gestão administrativa 36

Leia mais

Novo Plano de Contribuição Definida -CD

Novo Plano de Contribuição Definida -CD Previ-Siemens Novo Plano de Contribuição Definida -CD Protection notice / Copyright notice Agenda A Importância de um plano de previdência Plano de Aposentadoria CD -Previ-Siemens Contribuições Procedimentos

Leia mais

O novo modelo de previdência do setor público. Outubro/2013

O novo modelo de previdência do setor público. Outubro/2013 O novo modelo de previdência do setor público Outubro/2013 MODELO ADOTADO PREVIDÊNCIA BÁSICA SPPREV ou INSS + PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR Benefícios variáveis, dependendo do valor acumulado pelo servidor

Leia mais

PREVCOM-RP e PREVCOM-RG Planos de Benefícios Complementares de São Paulo CARLOS HENRIQUE FLORY

PREVCOM-RP e PREVCOM-RG Planos de Benefícios Complementares de São Paulo CARLOS HENRIQUE FLORY PREVCOM-RP e PREVCOM-RG Planos de Benefícios Complementares de São Paulo CARLOS HENRIQUE FLORY Janeiro de 2013 ETAPAS CONCLUÍDAS Aprovação da Lei 14.653, de 22/12/2011, que define teto de benefícios igual

Leia mais

Estamos vivendo a AGEING SOCIETY

Estamos vivendo a AGEING SOCIETY Estamos vivendo a AGEING SOCIETY HC monitora crianças em busca de longevidade - O Estado de São Paulo, 16/09/07. Expectativa de vida de 150 anos (Instituto Barshop - Universidade do Texas EUA) Isto É,

Leia mais

Regime de trabalho FAPI

Regime de trabalho FAPI Regime de trabalho Pela Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) Pelos Estatutos dos Servidores Públicos Civis INSS Previdência Complementar de natureza privada Institutos de Previdência (RPPS) Entidade

Leia mais

III Workshop de Previdência Complementar do Servidor Público Federal.

III Workshop de Previdência Complementar do Servidor Público Federal. III Workshop de Previdência Complementar do Servidor Público Federal. Pontos de interesse da área de RH sobre o RPPS e migração de regime REGIMES DE PREVIDÊNCIA SOCIAL NO BRASIL RPPS RGPS RPC Regimes de

Leia mais

Plano de Benefícios CD-05

Plano de Benefícios CD-05 1/5 Plano de Benefícios CD-05 Nosso Plano é cuidar do seu futuro! 2/5 1 Apresentação A REGIUS Sociedade Civil de Previdência Privada é uma entidade fechada de previdência privada, que tem como objetivo

Leia mais

O que você quer ser quando envelhecer

O que você quer ser quando envelhecer O que você quer ser quando envelhecer Entenda como funciona o Fundo de Pensão Multipatrocinado da Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional do Rio Grande do Sul - OABPrev-RS. 2 01 02 03 O que é OABPrev-RS?

Leia mais

CARTILHA DO PARTICIPANTE. O OABPREV/RS é uma Entidade Fechada de Previdência Complementar, criada para administrar planos de previdência.

CARTILHA DO PARTICIPANTE. O OABPREV/RS é uma Entidade Fechada de Previdência Complementar, criada para administrar planos de previdência. O que é o OABPREV/RS? CARTILHA DO PARTICIPANTE O OABPREV/RS é uma Entidade Fechada de Previdência Complementar, criada para administrar planos de previdência. Quem instituiu o OABPREV/RS? A Ordem dos Advogados

Leia mais

QUADRO DE/PARA - Alterações no Regulamento do Plano Executivo Federal - ExecPrev aprovadas pelo Conselho Deliberativo. Nº DE PARA Justificativa

QUADRO DE/PARA - Alterações no Regulamento do Plano Executivo Federal - ExecPrev aprovadas pelo Conselho Deliberativo. Nº DE PARA Justificativa QUADRO DE/PARA - Alterações no Regulamento do Plano Executivo Federal - ExecPrev aprovadas pelo Conselho Deliberativo Nº DE PARA Justificativa Art. 1º. O presente Regulamento tem por Art. 1º. O presente

Leia mais

REGIUS SOCIEDADE CIVIL DE PREVIDÊNCIA PRIVADA

REGIUS SOCIEDADE CIVIL DE PREVIDÊNCIA PRIVADA 1/5 Plano de Benefícios CD-02 Cuidar do seu futuro é o nosso negócio! 2/5 1 Por que foi criado o Plano CD-02? O Plano CD-02 foi desenhado no modelo de Contribuição Definida, um plano totalmente individual,

Leia mais

A Funpresp é uma fundação pública ou privada? Como é feita a gestão da Funpresp? Como funciona o processo decisório da Funpresp?...

A Funpresp é uma fundação pública ou privada? Como é feita a gestão da Funpresp? Como funciona o processo decisório da Funpresp?... 1 Índice Apresentação... 4 Previdência Complementar e Funpresp... 5 O que mudou na previdência do servidor público federal?... 5 A Funpresp é uma fundação pública ou privada?... 6 Como é feita a gestão

Leia mais

MANUAL PARA DECLARAÇÃO DO IMPOSTO DE RENDA

MANUAL PARA DECLARAÇÃO DO IMPOSTO DE RENDA MANUAL PARA DECLARAÇÃO DO IMPOSTO DE RENDA 2017 ESSE MANUAL FOI DESENVOLVIDO PELO PORTO SEGURO PREVIDÊNCIA PARA AJUDAR NO PREENCHIMENTO DA DECLARAÇÃO DE AJUSTE ANUAL DO IMPOSTO DE RENDA PESSOA FÍSICA 2017,

Leia mais

APRESENTAÇÃO DEFINIÇÃO. O que é o Plano de Contribuição Definida CD

APRESENTAÇÃO DEFINIÇÃO. O que é o Plano de Contribuição Definida CD APRESENTAÇÃO Esta cartilha tem o objetivo de informá-lo, de forma simples e precisa, sobre os principais pontos do Plano SERGUS de Benefícios na modalidade de Contribuição Definida (CD), baseado no seu

Leia mais

CARTILHA EXPLICATIVA DATUSPREV

CARTILHA EXPLICATIVA DATUSPREV CARTILHA EXPLICATIVA DATUSPREV DATUSPREV Sociedade de Previdência Complementar CIASC Plano CIASCPREV CNPJ 10.605.283/0001-59 CNPB 2009.0009-19 Órgão Regulamentador PREVIC Ministério da Previdência Social

Leia mais

Regulamento do Plano Executivo Federal

Regulamento do Plano Executivo Federal Regulamento do Plano Executivo Federal Fundação de Previdência Complementar do Servidor Público Federal do Poder Executivo (Funpresp-Exe). CNPB nº 2013.0003-83 Aprovado pela Portaria PREVIC nº 317 de 25/06/2014,

Leia mais

WorkShop Previdência Complementar Brasilia-DF, 23/maio/2013

WorkShop Previdência Complementar Brasilia-DF, 23/maio/2013 WorkShop Previdência Complementar Brasilia-DF, 23/maio/2013 1. Aspectos Legais 2. Governança 3. Plano de Benefícios 3.1 Inscrição do Servidor 3.2 Atendimento 4. Custeio 5. Institutos 6. Regime Tributário

Leia mais

O servidor público e as alterações do seu regime previdenciário. Wagner Advogados Associados

O servidor público e as alterações do seu regime previdenciário. Wagner Advogados Associados O servidor público e as alterações do seu regime previdenciário Wagner Advogados Associados www.wagner.adv.br wagner@wagner.adv.br 1 REGRAS VIGENTES PARA APOSENTADORIA DOS SERVIDORES - Aposentadoria com

Leia mais

O Reflexo da Reforma no Regime de Previdência Complementar

O Reflexo da Reforma no Regime de Previdência Complementar O Reflexo da Reforma no Regime de Previdência Complementar Nilton Santos, 17 de agosto de 2017 1 O Regime de Previdência Complementar - RPC 2 Sistema de previdência Regime Geral Regimes Próprios Previdência

Leia mais

Plano PBS-Telebrás. Junho/15

Plano PBS-Telebrás. Junho/15 Plano PBS-Telebrás Junho/15 Plano PBS-Telebrás Benefícios programados e de risco na modalidade de Benefício Definido (BD); Benefícios programados e de risco são determinados conforme regra de cálculo préestabelecida

Leia mais

QUADRO DE/PARA - Alterações no Regulamento do Plano LegisPrev aprovadas pelo Conselho Deliberativo

QUADRO DE/PARA - Alterações no Regulamento do Plano LegisPrev aprovadas pelo Conselho Deliberativo QUADRO DE/PARA - Alterações no Regulamento do Plano LegisPrev aprovadas pelo Conselho Deliberativo Nº DE PARA Justificativa Artigo 2º Para os fins deste Regulamento... V - BENEFICIÁRIO: dependente do Participante

Leia mais

FISCAIS 2.CARACTERÍSTICAS DO PLANO PS II

FISCAIS 2.CARACTERÍSTICAS DO PLANO PS II 2 SUMÁRIO pág. 5 APRESENTAÇÃO pág. 61.VANTAGENS FISCAIS 2.CARACTERÍSTICAS DO PLANO PS II pág. 8 3.ESCOLHA DO REGIME TRIBUTÁRIO pág. 9 4.PRINCIPAIS BENEFÍCIOS pág. 13 5.INSTITUTOS 4 Apresentação O SERPROS

Leia mais

1.2 Quem pode votar? É obrigatório? Podem votar os Participantes da FUNCEF, inclusive aposentados e pensionistas. O voto não é obrigatório.

1.2 Quem pode votar? É obrigatório? Podem votar os Participantes da FUNCEF, inclusive aposentados e pensionistas. O voto não é obrigatório. 1 O PLEBISCITO 1.1 Para que serve este Plebiscito? Consultar a opinião dos Participantes sobre as alternativas de solução para os planos de benefícios da FUNCEF, com saldamento do REG/REPLAN e implementação

Leia mais

Folheto explicativo PLANO A

Folheto explicativo PLANO A Folheto explicativo PLANO A Como está o seu planejamento para a aposentadoria? Você já parou para pensar que a vida está passando rápido demais? A gente sabe que ao longo dos anos muitas prioridades surgem

Leia mais

Folheto explicativo PLANO D

Folheto explicativo PLANO D Folheto explicativo PLANO D Como está o seu planejamento para a aposentadoria? Plano D Previ Novartis Veja algumas vantagens do plano: 1 2 Flexibilidade para planejar o seu futuro; Contrapartida da empresa

Leia mais

Previdência (EAPC) - Tópicos. TEMA 3.Empresas Abertas de Previdência (EAPC) e a sua Contabilidade. O que é Previdência Privada Complementar?

Previdência (EAPC) - Tópicos. TEMA 3.Empresas Abertas de Previdência (EAPC) e a sua Contabilidade. O que é Previdência Privada Complementar? FEA-USP-EAC Curso de Graduação em Ciências Contábeis Disciplina: EAC0551 -Contabilidade e Análise de Balanços de Instituições Previdenciárias TEMA 3.Empresas Abertas de Previdência (EAPC) e a sua Contabilidade

Leia mais

Folheto explicativo PLANO D

Folheto explicativo PLANO D Folheto explicativo PLANO D Benefícios do plano Como participante do Plano D, você conta com esses benefícios: Benefícios Aposentadoria Normal Condições necessárias para receber o benefício Desligar-se

Leia mais

Superintendência Nacional de Previdência Complementar - Previc - DRAA

Superintendência Nacional de Previdência Complementar - Previc - DRAA Página 1 de 10 FOLHA DE ENCAMINHAMENTO DO 1 ENTIDADE 4- NÚMERO DE PLANOS: 6 5- PLANOS 6- APROVAÇÃO 7- INÍCIO 20.050.020-38 - PLANO DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR PAQUETÁPREV DADOS DOS PLANOS 8- ÚLTIMA ALTERAÇÃO

Leia mais

Sumário. Previdência. Contribuição. Benefícios. Institutos. Custeio. Regime Tributário. Investimentos. Adesão

Sumário. Previdência. Contribuição. Benefícios. Institutos. Custeio. Regime Tributário. Investimentos. Adesão Sumário Previdência Contribuição Benefícios Institutos Custeio Regime Tributário Investimentos Adesão Previdência Aspectos Legais Regimes de Previdência no Brasil (CF) Previdência Social Regime Geral de

Leia mais

CNPB N Aprovado pela Portaria DITEC/PREVIC/MPS nº 44, de 31 de janeiro de 2013.

CNPB N Aprovado pela Portaria DITEC/PREVIC/MPS nº 44, de 31 de janeiro de 2013. REGULAMENTO DO PLANO DE BENEFÍCIOS DA PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR DO PODER EXECUTIVO FEDERAL ExecPrev Fundação de Previdência Complementar do Servidor Público Federal do Poder Executivo - Funpresp-Exe CNPB

Leia mais

Transição e Modernização dos Planos

Transição e Modernização dos Planos Transição e Modernização dos Planos Saldamento do PSI e Aprimoramentos PSII Tatiana Cardoso e Orlando Orofino Conceitos Previdenciários Previdência - Previsão/Visão antecipada - Desde o início da humanidade

Leia mais

5. Como fica a situação de quem não migrar para o InovaPrev?

5. Como fica a situação de quem não migrar para o InovaPrev? Perguntas InovaPrev 1. O que é o InovaPrev? É um plano de previdência complementar moderno, patrocinado pela Fundação CPqD, Instituto Atlântico, Já, STIC, Padtec e PSG Telecom. Sua administração é feita

Leia mais

GUIA DE VENDAS PLANOS DE PREVIDÊNCIA

GUIA DE VENDAS PLANOS DE PREVIDÊNCIA PLANOS DE PREVIDÊNCIA 1 Índice Planos VGBL Proteção 05 PGBL/VGBL Individual - Planos Rubi Plus e Rubi Premium 07 PGBL/VGBL Individual - Planos Diamante 09 PGBL/VGBL Infantil - Planos Rubi 11 PGBL/VGBL

Leia mais

Funpresp A privatização da aposentadoria do servidor público

Funpresp A privatização da aposentadoria do servidor público Funpresp A privatização da aposentadoria do servidor público VIDA DOCENTE: PREVIDÊNCIA E CARREIRA APUBH SINDICATO DOS PROFESSORES UNIVERSIDADES FEDERAIS DE BELO HORIZONTE E MONTES CLAROS BELO HORIZONTE

Leia mais

PEC287/2016 Os impactos para os servidores Prof. Eduardo Rolim de Oliveira Presidente do PROIFES-Federação

PEC287/2016 Os impactos para os servidores Prof. Eduardo Rolim de Oliveira Presidente do PROIFES-Federação PEC287/2016 Os impactos para os servidores Prof. Eduardo Rolim de Oliveira Presidente do PROIFES-Federação Pequeno Glossário da Previdência As Formas de aposentadoria Voluntária por tempo de contribuição:

Leia mais

ExecPrev. Regulamento do plano de benefícios da previdência complementar do poder executivo federal

ExecPrev. Regulamento do plano de benefícios da previdência complementar do poder executivo federal ExecPrev Regulamento do plano de benefícios da previdência complementar do poder executivo federal CNPB N 2013.0003-83 Aprovado pela Portaria DITEC/PREVIC/MPS nº 44, de 31 de janeiro de 2013 (publicada

Leia mais

SUMÁRIO Capítulo I Do Plano de Benefícios Capítulo II Das Definições Capítulo III Dos Membros do Plano

SUMÁRIO Capítulo I Do Plano de Benefícios Capítulo II Das Definições Capítulo III Dos Membros do Plano 1 SUMÁRIO Capítulo I Do Plano de Benefícios Capítulo II Das Definições Capítulo III Dos Membros do Plano Seção I Dos Patrocinadores Seção II Dos Participantes, Assistidos e Beneficiários Seção III Das

Leia mais

2º Semestre de

2º Semestre de 1 2 2º Semestre de 2010 Informações sobre a nova estrutura do Plano de Benefícios PreviSenac 3 Introdução: Este folheto é destinado aos participantes do Plano de Benefícios PreviSenac que, até a data da

Leia mais

CARTILHA DO PARTICIPANTE PLANO DE BENEFÍCIOS DOS SERVIDORES PÚBLICOS DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO

CARTILHA DO PARTICIPANTE PLANO DE BENEFÍCIOS DOS SERVIDORES PÚBLICOS DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO CARTILHA DO PARTICIPANTE PLANO DE BENEFÍCIOS DOS SERVIDORES PÚBLICOS DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO 1 SUMÁRIO Unidade 1... 06 1.1. O QUE É PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR?... 07 1.2. O QUE MUDOU COM A ADOÇÃO DA

Leia mais

Adesão ao Plano de Benefícios HP

Adesão ao Plano de Benefícios HP Adesão ao Plano de Benefícios HP 1 Objetivo da HP Prev Proporcionar aos seus participantes a oportunidade de contribuir para a HP Prev e, juntamente com as contribuições da patrocinadora, formar uma renda

Leia mais

ESTRATÉGIA PREVIDENCIAL PLANO CPqDPREV

ESTRATÉGIA PREVIDENCIAL PLANO CPqDPREV ESTRATÉGIA PREVIDENCIAL PLANO CPqDPREV AGENDA 1. OBJETIVO 2. CPqDPREV 3. InovaPrev 4. ESTRATÉGIA PREVIDENCIAL E REGRAS DE TRANSAÇÃO 5. RESERVA MATEMÁTICA DE TRANSAÇÃO INDIVIDUAL - RMT i 6. COMPARATIVO

Leia mais

Sumário DEFINIÇÕES 05

Sumário DEFINIÇÕES 05 Sumário INTRODUÇÃO 04 DEFINIÇÕES 05 1. O que é um plano de previdência complementar? 05 2. O que é um Fundo de Pensão? 05 3. O que é a SÃO FRANCISCO? 05 4. O que é o Codeprev? 05 5. Quais são as modalidades

Leia mais

Regulamento do Plano de Benefícios do Poder Legislativo Federal. Plano LegisPrev. Fundação de Previdência Complementar do

Regulamento do Plano de Benefícios do Poder Legislativo Federal. Plano LegisPrev. Fundação de Previdência Complementar do Regulamento do Plano de Benefícios do Poder Legislativo Federal Plano LegisPrev Fundação de Previdência Complementar do Servidor Público Federal do Poder Executivo Funpresp-Exe CNPB nº 2013.0006-18 Aprovado

Leia mais

ALFAPREV OURINVEST. Previdência Privada ALFA PREVIDÊNCIA CONGLOMERADO ALFA

ALFAPREV OURINVEST. Previdência Privada ALFA PREVIDÊNCIA CONGLOMERADO ALFA ALFAPREV OURINVEST Previdência Privada CONGLOMERADO ALFA Tradição e solidez fazendo história A história do Conglomerado Financeiro Alfa teve início em 1925, com a fundação do Banco da Lavoura de Minas

Leia mais

Manual do Aposentado e Pensionista. Plano de Benefícios SEESPPREV

Manual do Aposentado e Pensionista. Plano de Benefícios SEESPPREV Manual do Aposentado e Pensionista Plano de Benefícios SEESPPREV SUMÁRIO Qual o significado de Aposentado e Pensionista?...3 Quando é realizado o pagamento do Benefício?...3 Quais as formas de recebimento

Leia mais

CARTILHA DO PLANO DE BENEFÍCIOS

CARTILHA DO PLANO DE BENEFÍCIOS CARTILHA DO PLANO DE BENEFÍCIOS Esta cartilha traz informações e dicas, de forma simples e clara, para que você conheça as vantagens que o seu plano de previdência oferece. Leia com atenção e comece a

Leia mais

ENTIDADE DADOS DOS PLANOS

ENTIDADE DADOS DOS PLANOS FOLHA DE ENCAMINHAMENTO DO DEMONSTRATIVO DOS RESULTADOS DA AVALIAÇÃO ATUARIAL DOS PLANOS DE BENEFÍCIOS 1- SIGLA: UNISYS-PREVI 2- CÓDIGO: 02071 3- RAZÃO SOCIAL: UNISYS-PREVI ENTIDADE DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR

Leia mais

Cartilha de Tributação 2016

Cartilha de Tributação 2016 Cartilha de Tributação 2016 Como funciona o Imposto de Renda incidente sobre Planos de Previdência Complementar *? * Na modalidade de Contribuição Definida ou Variável Conforme a legislação tributária

Leia mais

Informe-se, esclareça as suas dúvidas e reflita!

Informe-se, esclareça as suas dúvidas e reflita! Previdência Saúde Vou aderir ao PDVA. E agora? Informe-se, esclareça as suas dúvidas e reflita! O seu futuro e o da sua família dependem da sua decisão. Previdência Proteção a pessoa, geralmente, no desemprego,

Leia mais

R. P. P. S. Regime Próprio de Previdência Social

R. P. P. S. Regime Próprio de Previdência Social R. P. P. S. Regime Próprio de Previdência Social O fim de um modelo ou um ajuste cíclico? Construção do Modelo de RPPS Aspectos Constitucionais Construção do Modelo de RPPS Aspectos Constitucionais 1824

Leia mais

ENTIDADE DADOS DOS PLANOS 1- SIGLA: ISBRE 2- CÓDIGO: RAZÃO SOCIAL: FUNDACAO BRDE DE PREVIDENCIA COMPLEMENTAR - ISBRE 4- NÚMERO DE PLANOS: 2

ENTIDADE DADOS DOS PLANOS 1- SIGLA: ISBRE 2- CÓDIGO: RAZÃO SOCIAL: FUNDACAO BRDE DE PREVIDENCIA COMPLEMENTAR - ISBRE 4- NÚMERO DE PLANOS: 2 FOLHA DE ENCAMINHAMENTO DO 1 ENTIDADE 4- NÚMERO DE PLANOS: 2 5- PLANOS 6- APROVAÇÃO 7- INÍCIO 19.790.012-19 - PLANO DE BENEFÍCIOS I 12- OBSERVAÇÕES: ENTIDADE DADOS DOS PLANOS 8- ÚLTIMA ALTERAÇÃO 9- VALOR

Leia mais

Saldamento: Uma opção Conheça os detalhes deste processo

Saldamento: Uma opção Conheça os detalhes deste processo Saldamento: Uma opção Conheça os detalhes deste processo www.funcef.com.br CARTILHA DO SALDAMENTO HISTÓRICO 2003 Novembro de 2003 2004 e 2005 10/10/2005 22/12/2005 Primeiro semestre de 2006 3/7/2006 Dezembro

Leia mais

Cartilha do Participante. Previdência Complementar CASFAM

Cartilha do Participante. Previdência Complementar CASFAM Cartilha do Participante Previdência Complementar CASFAM APRESENTAÇÃO Caro (a) Participante, Preparar-se para o futuro, podendo aproveitar o período de aposentadoria com saúde e conforto, implica controlar

Leia mais

Previdência (EAPC) - Tópicos. TEMA 3.Empresas Abertas de Previdência (EAPC) e a sua Contabilidade. O que é Previdência Privada Complementar?

Previdência (EAPC) - Tópicos. TEMA 3.Empresas Abertas de Previdência (EAPC) e a sua Contabilidade. O que é Previdência Privada Complementar? FEA-USP-EAC Curso de Graduação em Ciências Contábeis Disciplina: EAC0551 -Contabilidade e Análise de Balanços de Instituições Previdenciárias TEMA 3.Empresas Abertas de Previdência (EAPC) e a sua Contabilidade

Leia mais

Entenda mais sobre. Novo Plano Copasa

Entenda mais sobre. Novo Plano Copasa Entenda mais sobre O Novo Plano Copasa Apresentação Senhor (a) Participante: Ao publicar este material, a Fundação Libertas tem por objeto facilitar o entendimento e a disseminação dos principais dispositivos

Leia mais

Parecer Atuarial dos Planos de Benefícios Unisys Brasil Ltda. e Unisys Tecnologia Ltda. de 31/12/2013 Unisys-Previ - Entidade de Previdência

Parecer Atuarial dos Planos de Benefícios Unisys Brasil Ltda. e Unisys Tecnologia Ltda. de 31/12/2013 Unisys-Previ - Entidade de Previdência Parecer Atuarial dos Planos de Benefícios Unisys Brasil Ltda. e Unisys Tecnologia Ltda. de Unisys-Previ - Entidade de Previdência Complementar 21 de fevereiro de 2014 CONTEÚDO 1. Introdução... 1 2. Perfil

Leia mais

Previdência no Estado do RS

Previdência no Estado do RS Previdência no Estado do RS José Alfredo Pezzi Parode Secretário do Planejamento e Gestão Audiência Pública Assembléia Legislativa do RS Porto Alegre, 05 de agosto de 2010 TRANSFORMAÇÕES SOCIOECONÔMICAS

Leia mais

02 O que eu preciso fazer

02 O que eu preciso fazer 01 Quais são os documentos que necessito apresentar para requerer minha aposentadoria no FusanPrev e atualizar minha situação no SaneSaúde? Cópia simples dos seguintes documentos: - Identidade e CPF do

Leia mais

Entenda mais sobre. Plano Copasa Saldado

Entenda mais sobre. Plano Copasa Saldado Entenda mais sobre O Plano Copasa Saldado Apresentação Senhor (a) Participante: Ao publicar este material, a Fundação Libertas tem por objeto facilitar o entendimento e a disseminação dos principais dispositivos

Leia mais

BOCA PAULISTA ELETRÔNICO

BOCA PAULISTA ELETRÔNICO BOCA PAULISTA ELETRÔNICO São Paulo, 4 de janeiro de 2017 - nº 1 A PEC DA PREVIDÊNCIA - I De acordo com o RH Em Números, do Depes, de novembro/2016, o Banco Central do Brasil possuía 4.060 servidores ativos,

Leia mais

PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR

PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR Introdução - Entenda o Conceito da Previdência Complementar PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR - Você precisa O que é Previdência complementar pode ser definida como o patrimônio que irá garantir uma vida digna

Leia mais

Sr. Renato Follador Presidente Fundo Paraná de Previdência Multipatrocinada. Ref.: Plano J.MALUCELLI plano de custeio anual para 2011

Sr. Renato Follador Presidente Fundo Paraná de Previdência Multipatrocinada. Ref.: Plano J.MALUCELLI plano de custeio anual para 2011 CP3792010 Curitiba, 20 de dezembro de 2010. Sr. Renato Follador Presidente Fundo Paraná de Previdência Multipatrocinada Ref.: Plano J.MALUCELLI plano de custeio anual para 2011 Prezado Senhor, A fim de

Leia mais

PLANO PRINCIPAL. Material Explicativo Plano Principal 1

PLANO PRINCIPAL. Material Explicativo Plano Principal 1 PLANO PRINCIPAL Material Explicativo 1 Introdução A CitiPrevi oferece planos para o seu futuro! Recursos da Patrocinadora Plano Principal Benefício Definido Renda Vitalícia Programa Previdenciário CitiPrevi

Leia mais

A reforma da Previdência (PEC 287/16), em discussão na Câmara dos Deputados, teve muitas alterações no substitutivo aprovado na comissão e, na

A reforma da Previdência (PEC 287/16), em discussão na Câmara dos Deputados, teve muitas alterações no substitutivo aprovado na comissão e, na A reforma da Previdência (PEC 287/16), em discussão na Câmara dos Deputados, teve muitas alterações no substitutivo aprovado na comissão e, na quarta-feira (9). Para conhecer o parecer do relator, deputado

Leia mais

Previdência Privada. A tabela a seguir apresenta algumas diferenças entre o FAPI e PGBL.

Previdência Privada. A tabela a seguir apresenta algumas diferenças entre o FAPI e PGBL. Previdência Privada Modalidades de Previdência Privada Aberta 1) FAPI Fundo de Aposentadoria Programada Individual Inspirado no IRA Individual Retirement Account, dos Estados Unidos, onde o contribuinte

Leia mais

PLANO DE BENEFÍCIOS DA FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO OESTE DE SANTA CATARINA FUNOESC

PLANO DE BENEFÍCIOS DA FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO OESTE DE SANTA CATARINA FUNOESC PLANO DE BENEFÍCIOS DA FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO OESTE DE SANTA CATARINA FUNOESC SUMÁRIO 1. O plano Unoesc Prev... 4 2. Quem pode ser participante?... 4 3. Quem pode ser beneficiário do participante no

Leia mais

A Previdência no Brasil A FUNEPP e o PAP II. pág. 6 pág. 10

A Previdência no Brasil A FUNEPP e o PAP II. pág. 6 pág. 10 A Previdência no Brasil A FUNEPP e o PAP II pág. 6 pág. 10 2 3 O MELHOR MOMENTO PARA PENSAR NO FUTURO É AGORA! A Nestlé oferece aos seus colaboradores a oportunidade de se prepararem para o futuro, auxiliando-os

Leia mais

MANUAL DO APOSENTADO E PENSIONISTA PLANO SGC PREV PLANO DE BENEFÍCIOS DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR DA SOCIEDADE GOIANA DE CULTURA

MANUAL DO APOSENTADO E PENSIONISTA PLANO SGC PREV PLANO DE BENEFÍCIOS DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR DA SOCIEDADE GOIANA DE CULTURA MANUAL DO APOSENTADO E PENSIONISTA PLANO SGC PREV PLANO DE BENEFÍCIOS DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR DA SOCIEDADE GOIANA DE CULTURA SUMÁRIO Qual é o significado de aposentado e pensionista?...3 Quando é realizado

Leia mais

PASSO A PASSO PARA VENDER PGBL/VGBL Como orientar corretamente o seu cliente na aquisição de um produto de Previdência.

PASSO A PASSO PARA VENDER PGBL/VGBL Como orientar corretamente o seu cliente na aquisição de um produto de Previdência. PASSO A PASSO PARA VENDER PGBL/VGBL Como orientar corretamente o seu cliente na aquisição de um produto de Previdência. Maurício Viot Novembro 2017 Seis Motivações de Compra 1. OBTER LUCRO 2. EVITAR PERDAS

Leia mais

Material Explicativo

Material Explicativo Material Explicativo ABBprev Sociedade de Previdência Privada Este material explicativo tem como objetivo fornecer informações sobre um dos benefícios que as patrocinadoras ABB Ltda e Cooperativa de Crédito

Leia mais

Plano Petros 2 - Premissas da sua estruturação

Plano Petros 2 - Premissas da sua estruturação Plano Petros 2 - Premissas da sua estruturação PLANO PETROS 2 PREMISSAS DA SUA ESTRUTURAÇÃO O PLANO PETROS-2 será estruturado na modalidade de Contribuição Variável, nos termos da legislação aplicável

Leia mais

PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR DOS RISCOS E VANTAGENS. Paulo Modesto (UFBA)

PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR DOS RISCOS E VANTAGENS. Paulo Modesto (UFBA) PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR DOS SERVIDORES PÚBLICOS P EFETIVOS: RISCOS E VANTAGENS Paulo Modesto (UFBA) http://www.direitodoestado.com.br Texto base: MODESTO, Paulo (org). Reforma da Previdência: análise

Leia mais

PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR DO POLICIAL FEDERAL. Conheça o Plano de Benefícios ExecPrev e proteja seu futuro

PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR DO POLICIAL FEDERAL. Conheça o Plano de Benefícios ExecPrev e proteja seu futuro PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR DO POLICIAL FEDERAL Conheça o Plano de Benefícios ExecPrev e proteja seu futuro 1 ÍNDICE Apresentação... 3 Previdência Complementar e Funpresp... 4 O que mudou na previdência do

Leia mais

Guia do Participante. Planos Básico e Suplementar de Aposentadoria Modalidade Contribuição Definida

Guia do Participante. Planos Básico e Suplementar de Aposentadoria Modalidade Contribuição Definida Planos Básico e Suplementar de Aposentadoria Modalidade Contribuição Definida Prezado Colaborador, O Guia do Participante tem por objetivo resumir as informações dos seguintes regulamentos oficiais: Regulamento

Leia mais

Material Explicativo 1

Material Explicativo 1 Material Explicativo 1 quem está seguro, tem futuro. quem é PORTO, é seguro. GARANTIR UM FUTURO MAIS TRANQUILO É O DESEJO DE TODOS. AGORA, POUPAR FICOU MUITO MAIS FÁCIL PARA VOCÊ. Este manual se destina

Leia mais

Material Explicativo

Material Explicativo Material Explicativo Material Explicativo Índice Introdução...4 Sobre o Plano Previplan...5 Adesão...5 Benefícios do Plano...6 Entenda o Plano...7 Rentabilidade...8 Veja como funciona a Tributação...9

Leia mais

Página 1 de 8 FOLHA DE ENCAMINHAMENTO DO 1 ENTIDADE 4- NÚMERO DE PLANOS: 32 5- PLANOS 6- APROVAÇÃO 7- INÍCIO 20.020.043-74 - PLANO DE BENEFÍCIOS II - TROPICAL 12- OBSERVAÇÕES: ENTIDADE DADOS DOS PLANOS

Leia mais

Este material contém uma mídia com documentos adicionais para você consultar no computador. RESUMO PAP II ATIVOS

Este material contém uma mídia com documentos adicionais para você consultar no computador. RESUMO PAP II ATIVOS Este material contém uma mídia com documentos adicionais para você consultar no computador. RESUMO II ATIVOS Conheça, compare, decida. Quer ter mais gestão sobre o seu benefício de aposentadoria? Um dos

Leia mais

Reforma da Previdência e o Impacto nos Municípios

Reforma da Previdência e o Impacto nos Municípios Secretaria de Previdência Ministério da Fazenda Subsecretaria dos Regimes Próprios de Previdência Social FORMAÇÃO EM FINANÇAS PÚBLICAS E EDUCAÇÃO FISCAL PARA PREFEITURAS Reforma da Previdência e o Impacto

Leia mais

6º Congresso ANBIMA de Fundos de Investimento

6º Congresso ANBIMA de Fundos de Investimento 6º Congresso ANBIMA de Fundos de Investimento Alternativas para a Aposentadoria do Brasil Osvaldo do Nascimento Maio 2011 1 Maio 2011 Mobilidade Social Avanço do País Pirâmide Social Brasileira 200,0 180,0

Leia mais

PEC287/2016 Os impactos para os servidores Prof. Eduardo Rolim de Oliveira Presidente do PROIFES-Federação

PEC287/2016 Os impactos para os servidores Prof. Eduardo Rolim de Oliveira Presidente do PROIFES-Federação PEC287/2016 Os impactos para os servidores Prof. Eduardo Rolim de Oliveira Presidente do PROIFES-Federação Pequeno Glossário da Previdência As Formas de aposentadoria Voluntária por tempo de contribuição:

Leia mais

Page 1 of 13 FOLHA DE ENCAMINHAMENTO DO 1 ENTIDADE 4- NÚMERO DE PLANOS: 1 5- PLANOS 6- APROVAÇÃO 7- INÍCIO 19.980.012-29 - PLANO II DE APOSENTADORIA DADOS DOS PLANOS 8- ÚLTIMA ALTERAÇÃO 9- VALOR DE RESGATE

Leia mais

SEMINÁRIO PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR DOS SERVIDORES DA UNIÃO. Superior Tribunal de Justiça Junho de 2007

SEMINÁRIO PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR DOS SERVIDORES DA UNIÃO. Superior Tribunal de Justiça Junho de 2007 SEMINÁRIO PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR DOS SERVIDORES DA UNIÃO Superior Tribunal de Justiça Junho de 2007 Premissas na estruturação do regime complementar Criar um regime previdenciário orientado principalmente

Leia mais

MANUAL DO PARTICIPANTE DO PLANO SGC PREV PLANO DE BENEFÍCIOS DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR DA SOCIEDADE GOIANA DE CULTURA

MANUAL DO PARTICIPANTE DO PLANO SGC PREV PLANO DE BENEFÍCIOS DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR DA SOCIEDADE GOIANA DE CULTURA MANUAL DO PARTICIPANTE DO PLANO SGC PREV PLANO DE BENEFÍCIOS DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR DA SOCIEDADE GOIANA DE CULTURA SUMÁRIO O que é o SGC PREV?...3 Quem pode participar do SGC PREV?...3 Quem pode ser

Leia mais

Plano de Previdência Complementar para o Servidor Público Federal

Plano de Previdência Complementar para o Servidor Público Federal Plano de Previdência Complementar para o Servidor Público Federal SINDITAMARATY 29/07/2014 Sumário A Funpresp Governança Participante Ativo Normal Participante Ativo Alternativo Procedimentos de Adesão

Leia mais

ITAÚ FUNDO MULTIPATROCINADO. Material Explicativo do Plano de Aposentadoria McPrev

ITAÚ FUNDO MULTIPATROCINADO. Material Explicativo do Plano de Aposentadoria McPrev ITAÚ FUNDO MULTIPATROCINADO Material Explicativo do Plano de Aposentadoria McPrev ÍNDICE Introdução...3 Inscrição no Plano...3 Contribuição para o Plano...4 Os Benefícios do Plano...7 O Pagamento dos Benefícios...8

Leia mais

MUTUOPREV ENTIDADE DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR

MUTUOPREV ENTIDADE DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR MUTUOPREV ENTIDADE DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR 1. CONSTITUÍDA NOS TERMOS DA LEI COMPLEMENTAR 109 DE 29.05.2001, SEM FINS LUCRATIVOS, COM AUTONOMIA ADMINISTRATIVA E PERSONALIDADE JURÍDICA DE DIREITO PRIVADO.

Leia mais

Regras básicas do seu. Plano de Benefícios

Regras básicas do seu. Plano de Benefícios Regras básicas do seu Plano de Benefícios 1 2 índice 3 3 3 4 4 4 5 5 5 5 6 6 6 7 7 7 8 8 9 Apresentação Inscrição Cancelamento Institutos Obrigatórios Contribuição Joia Salário-de-Participação Salário-Real-de-Benefício

Leia mais

PLANO DE APOSENTADORIA DA DUPREV Fazendo manutenção no seu Plano de Aposentadoria

PLANO DE APOSENTADORIA DA DUPREV Fazendo manutenção no seu Plano de Aposentadoria PLANO DE APOSENTADORIA DA DUPREV Fazendo manutenção no seu Plano de Aposentadoria 2016 DUPREV Entidade Fechada da Previdência Complementar Sociedade Civil sem fins lucrativos independente da DuPont Regulada

Leia mais

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL ENTIDADE: [18.868.955/0001-20] FUNDACAO GEAPPREVIDENCIA PLANO DE BENEFÍCIOS: MOTIVO: DATA DA AVALIAÇÃO: [2005.0006-47] GEAPREV ENCERRAMENTO DE EXERCÍCIO 31/12/2015 Atuário Responsável ADILSON MORAES DA

Leia mais

PARECER CONSULENTE: SINDICATO NACIONAL DOS ANALISTAS-TRIBUTÁRIOS DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL SINDIRECEITA DS/RECIFE. I DO BREVE RELATÓRIO:

PARECER CONSULENTE: SINDICATO NACIONAL DOS ANALISTAS-TRIBUTÁRIOS DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL SINDIRECEITA DS/RECIFE. I DO BREVE RELATÓRIO: PARECER EMENTA: PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR DOS SERVIDORES PÚBLICOS LEI Nº 12.618/2012 CONSEQUÊNCIAS PARA OS SERVIDORES QUE JÁ INTEGRAVAM O QUADRO DO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL ATÉ A INSTITUIÇÃO DO SISTEMA PREVIDENCIÁRIO

Leia mais

MATERIAL EXPLICATIVO PLANO CD PREVIBAYER SOCIEDADE DE PREVIDÊNCIA PRIVADA

MATERIAL EXPLICATIVO PLANO CD PREVIBAYER SOCIEDADE DE PREVIDÊNCIA PRIVADA MATERIAL EXPLICATIVO PREVIBAYER SOCIEDADE DE PREVIDÊNCIA PRIVADA MATERIAL EXPLICATIVO PREZADO COLABORADOR! Você, que está sendo admitido agora ou que ainda não aderiu ao Plano CD, conheça, nas próximas

Leia mais

PERGUNTAS FREQUENTES PLANO DE BENEFÍCIOS FAF CNPB Nº

PERGUNTAS FREQUENTES PLANO DE BENEFÍCIOS FAF CNPB Nº 1 - Quem pode ingressar no Plano de Benefícios FAF? O Plano de Benefícios está fechado ao ingresso de novos Participantes desde 01.01.2003. 2 - Como são fixadas as contribuições mensais dos Participantes

Leia mais