PORTARIA N Nº 184 Rio de Janeiro, 27 de dezembro de 2012.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PORTARIA N Nº 184 Rio de Janeiro, 27 de dezembro de 2012."

Transcrição

1 PORTARIA N Nº 184 Rio de Janeiro, 27 de dezembro de. ACRESCENTA A ARQUITETURA DE PADRÕES TECNOLÓGICOS DE INTEROPERABILIDADE -, NO SEGMENTO RECURSOS TECNOLÓGICOS, O PADRÃO TECNOLÓGICO SISTEMAS DE GERENCIAMENTO DE BANCO DE DADOS. O DIRETOR-PRESIDENTE DA EMPRESA MUNICIPAL DE INFORMÁTICA S.A. IPLANRIO, no uso das atribuições que lhe são conferidas pela legislação em vigor, e, CONSIDERANDO as disposições contidas na Portaria N Nº 173 de 19 de abril de, que define o modelo de governança para padrões tecnológicos; RESOLVE: Art. 1º Estabelecer como padrão tecnológico da Arquitetura de Padrões Tecnológicos de Interoperabilidade da Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro (), no segmento Recursos Tecnológicos, o padrão Sistemas de Gerenciamento de Banco de Dados. Art. 2º Todos os novos sistemas a serem desenvolvidos e hospedados no ambiente do DataCenter da IplanRio deverão seguir as políticas, conforme o contido na norma integrante desta portaria e descrita no ANEXO ÚNICO desta. Art. 3º - Este padrão passa a compor o Catálogo de Padrões Tecnológicos e- PINGRIO, sob o código P06-003, disponibilizado na intranet da IplanRio, Art. 4º - Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação. RICARDO DE OLIVEIRA Diretor-Presidente da IPLANRIO Av. Presidente Vargas, 3131/sala 1204 Tel.: (21) Fax: (21)

2 ANEXO ÚNICO 1. IDENTIFICAÇÃO Padrão Sistemas de Gerenciamento de Banco de Dados Segmento Recursos Tecnológicos Código P Revisão PUBLICAÇÃO Data para adoção 27 de dezembro de Publicação 3. PROPÓSITO DO PADRÃO PORTARIA N Nº 184 Rio de Janeiro, 27 de dezembro de. A padronização dos sistemas de gerenciamento de banco de dados visa normatizar e otimizar o uso e a administração dos recursos tecnológicos do ambiente de servidores de bancos de dados que sustentam as diversas soluções sistêmicas, aplicações e serviços da PCRJ (Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro), com segurança, integridade, consistência, escalabilidade e disponibilidade. De forma a propiciar, de maneira planejada, o alinhamento com a evolução tecnológica, garantindo, assim, a disponibilidade de suporte e de interoperabilidade entre sistemas de informação e suas bases de dados. 4. RESPONSÁVEL PELO PADRÃO Órgão Diretoria Setor Contato IplanRio DOP - Diretoria de Operações GIT - Gerência de Infraestrutura Tecnológica Gerente da GIT 5. DESCRIÇÃO DO PADRÃO Um Sistema de Gerenciamento de Banco de Dados (SGBD) - do inglês Data Base Management System (DBMS) - é o conjunto de programas de computador (softwares) responsáveis pelo gerenciamento de uma base de dados. Seu principal objetivo é retirar da aplicação cliente a responsabilidade de gerenciar o acesso, a manipulação e a organização dos dados. O SGBD disponibiliza uma interface para que seus clientes possam incluir, alterar ou consultar dados previamente armazenados. Em bancos de dados relacionais a interface é constituída pelas APIs (Application Programming Interface) ou drivers do SGBD, que executam comandos na linguagem SQL (Structured Query Language). 2 de 6 Av. Presidente Vargas, 3131/ sala 1306

3 6. POLÍTICA E NORMATIZAÇÃO DE USO 6.1. Fica estabelecido como padrão tecnológico de sistemas de gerenciamento de banco de dados para o suporte a novos serviços, sistemas de informação, aplicações, infraestrutura lógica ou qualquer outro tipo de aplicação os SGBDs relacionados na especificação técnica como adotados e recomendados, conforme a plataforma, a necessidade do projeto e/ou serviço. São eles: a. Ambiente Grande Porte: DMSII (adotado) b. Ambiente de plataforma baixa Linux: Oracle 11gR2 e Oracle MySQL (recomendado) c. Ambiente de plataforma baixa Windows: MSSQL 2008R2 (recomendado) 6.2. Todos os novos sistemas a serem desenvolvidos e hospedados no ambiente do DataCenter da IplanRio, após a publicação desta portaria, deverão seguir as normas descritas neste documento Os SGBDs diferentes dos citados anteriormente e que estejam em execução no DataCenter da IplanRio, suportando serviços legados estão em estado de transição e devem passar por processo de análise da equipe responsável pelo padrão em conjunto com os responsáveis pelos sistemas que eles apoiam, para averiguação quanto ao ganho relevante para o negócio na execução da migração destes para versões dos seus respectivos componentes em situações adotados ou recomendados A equipe responsável pelo padrão deverá apresentar um plano de ação para as análises de migração das aplicações em transição para os recomendados ou adotados no prazo de 45 dias a contar da data de publicação da portaria que o regulamenta A equipe responsável pelo padrão deverá apresentar um plano de ação com o objetivo de enquadrar os padrões considerados recomendados como adotados, no prazo de 45 dias a contar da data de publicação da portaria que o regulamenta Com o objetivo de atualização, modernização e capacidade de melhor atender as demandas, os componentes do padrão tecnológico sistemas de gerenciamento de banco de dados serão revistos pela Diretoria de Tecnologia da IplanRio com periodicidade de 180 dias a contar da data de publicação da portaria que o regulamenta Caso ocorra a necessidade de instalação de SGBD, não adotado ou recomendado, este deverá entrar em processo de análise para migração para um SGBD adotado ou recomendado Não sendo possível ou viável esta migração, o SGBD em questão não contará com o apoio operacional da IplanRio, ficando a cargo dos responsáveis pelo sistema de informação, qualquer outro serviço que ele apoie. 3 de 6 Av. Presidente Vargas, 3131/ sala 1306

4 6.8. A equipe responsável pelo padrão deverá apresentar um plano de ação com o objetivo de enquadrar os padrões considerados em estudo como adotados, no prazo de 45 dias a contar da data de publicação da portaria que o regulamenta. 7. ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA 7.1. Especificação dos componentes: Componente Especificação Situação Oracle 11gR2 Recomendado Oracle MySQL Recomendado Oracle 10gR2 Ambiente Plataforma Baixa Oracle MySQL LINUX Oracle MySQL Oracle MySQL PostgreSQL Estudo Firebird MSSQL 2008R2 Recomendado MSSQL 2008 MSSQL 2005 Ambiente Plataforma Baixa MSSQL 2000 WINDOWS Oracle Oracle Oracle Oracle Ambiente Plataforma Alta GRANDE PORTE DMS II 5.4 Adotado 7.2. Informações sobre os componentes adotados e recomendados 8. Oracle: O Oracle é um SGBD (sistema gerenciador de banco de dados) que surgiu no fim dos anos 70, quando Larry Ellison vislumbrou uma oportunidade que outras companhias não haviam percebido, quando encontrou uma descrição de um protótipo funcional de um banco de dados relacional e descobriu que nenhuma empresa tinha se empenhado em comercializar essa tecnologia. Ellison e os co-fundadores da Oracle Corporation, Bob Miner e Ed Oates, perceberam que havia um tremendo potencial de negócios no modelo de banco de dados relacional tornando assim a maior empresa de software empresarial do mundo. Além da base de dados, a Oracle desenvolve uma suíte de desenvolvimento chamada de Oracle Developer Suite, utilizada na construção de programas de computador que interagem com a sua base de dados. A Oracle também criou a linguagem de programação PL/SQL, utilizada no processamento de transações. 9. MSSQL: O MSSQL Server é um SGBD - sistema gerenciador de Banco de dados relacional criado pela Microsoft em parceria com a Sybase em 1988 e inserido como produto complementar do Windows NT. Ao final da parceria, em 1994, a Microsoft continuou aperfeiçoando o produto. Com a nova versão o Microsoft SQL Server 2008 é fornecida uma plataforma de dados confiável, produtiva e inteligente que permite que você execute suas aplicações de missão crítica mais 4 de 6 Av. Presidente Vargas, 3131/ sala 1306

5 exigentes, reduza o tempo e o custo com o desenvolvimento e o gerenciamento de aplicações e entregue percepção que se traduz em ações estratégicas em toda sua organização. O SQL é um Banco de dados robusto e usado por sistemas corporativos dos mais diversos portes. 10. MySQL: O MySQL é um sistema de gerenciamento de banco de dados (SGBD), que utiliza a linguagem SQL (Linguagem de Consulta Estruturada, do inglês Structured Query Language) como interface. É atualmente um dos bancos de dados mais populares, com mais de 10 milhões de instalações pelo mundo. Entre os usuários do banco de dados MySQL estão: NASA, Friendster, Banco Bradesco, Dataprev, HP, Nokia, Sony, Lufthansa, U.S. Army, U.S. Federal Reserve Bank, Associated Press, Alcatel, Slashdot, Cisco Systems, Google e outros. 11. DMS II: O Unisys Data Management System II (DMSII) é um sistema de banco de dados criado originalmente pela Burroughs Corporation em Estava disponível nas linhas de produtos Burroughs (só depois na Unisys), pequena (B1000), média (4000, Série V) e grande (5000, 6000, 7000). Mais tarde passaram a suportá-lo, série A, Clearpath, linhas de produtos Libra e em versões recentes do software Unisys ClearPath ele foi renomeado como o Database Server Enterprise para ClearPath MCP. O original DMS II utilizou uma rede modek. Ele inicialmente competiu com o IMS da IBM e produtos CICS e antecedeu a popularidade de bancos de dados relacionais. 12. DEFINIÇÕES E ABREVIAÇÕES Termo Definição SGBD Sistema de Gerenciamento de Banco de Dados DBMS Data Base Management System Sistema de gerenciamento de banco de dados SQL Structured Query Language - Linguagem estruturada de pesquisa GIT Gerencia de Infraestrutura Tecnológica DOP Diretoria de Operações da IplanRio SQL Structured Query Language Linguagem estruturada de pesquisa APIs Application Programming Interface Aplicação de interface de programação Sistemas de Informação conjunto de componentes inter-relacionados que coleta (ou recupera) dados, processa, armazena e distribui informações destinadas a apoiar a tomada de decisões e o controle em uma organização. Situação adotado Componente do padrão adotado como padrão, tendo sido submetido a um processo formal de homologação Situação recomendado Componente do padrão atende às políticas técnicas da e- PingRio, é reconhecido como um item que deve ser utilizado no âmbito das instituições de governo, mas ainda não foi submetido a um processo formal de homologação. 5 de 6 Av. Presidente Vargas, 3131/ sala 1306

6 Termo Situação transição Situação estudo Situação estudo futuro Definição Componente do padrão não recomendado, por não atender a um ou mais requisitos estabelecidos nas políticas gerais e técnicas da arquitetura; é incluído na e-pingrio em razão de seu uso significativo, tendendo a ser desativado/migrado/substituído assim que algum outro componente, em uma das duas situações anteriores (Adotado ou Recomendado) venha a apresentar condições totais de substituí-lo e melhor relação custo/benefício no processo de transição. Pode vir a ser considerado um componente recomendado caso venha a se adequar a todas as políticas técnicas estabelecidas. Convém salientar que o desenvolvimento de novos serviços ou a reconstrução de partes significativas dos já existentes deve evitar o uso de componentes classificados como transitórios. Componente que está em avaliação e poderá ser enquadrado numa das situações acima, assim que o processo de avaliação estiver concluído Componente ainda não avaliado e que será objeto de estudo posterior. 6 de 6 Av. Presidente Vargas, 3131/ sala 1306

PORTARIA Nº 178 DE 25 DE OUTUBRO DE 2012.

PORTARIA Nº 178 DE 25 DE OUTUBRO DE 2012. PORTARIA Nº 178 DE 25 DE OUTUBRO DE 2012. Acrescenta a arquitetura de padrões tecnológicos de Interoperabilidade - e- PINGRIO, no segmento recursos tecnológicos o padrão tecnológico sistemas operacionais

Leia mais

PORTARIA N Nº Rio de Janeiro, 24 de Outubro de 2013.

PORTARIA N Nº Rio de Janeiro, 24 de Outubro de 2013. PORTARIA N Nº Rio de Janeiro, 24 de Outubro de 2013. ACRESCENTA A ARQUITETURA DE PADRÕES TECNOLÓGICOS DE INTEROPERABILIDADE -, NO SEGMENTO ORGANIZAÇÃO E INTERCÂMBIO DE INFORMAÇÕES, O PADRÃO TECNOLÓGICO

Leia mais

PORTARIA N Nº 189 Rio de Janeiro, 17 de Abril de 2013.

PORTARIA N Nº 189 Rio de Janeiro, 17 de Abril de 2013. PORTARIA N Nº 189 Rio de Janeiro, 17 de Abril de 2013. ACRESCENTA À ARQUITETURA DE PADRÕES TECNOLÓGICOS DE INTEROPERABILIDADE -, NO SEGMENTO DISPOSITIVOS DE ACESSO, O PADRÃO TECNOLÓGICO CONFIGURAÇÃO MÍNIMA

Leia mais

PORTARIA N Nº 182 Rio de Janeiro, 27 de dezembro de 2012.

PORTARIA N Nº 182 Rio de Janeiro, 27 de dezembro de 2012. PORTARIA N Nº 182 Rio de Janeiro, 27 de dezembro de 2012. ACRESCENTA A ARQUITETURA DE PADRÕES TECNOLÓGICOS DE INTEROPERABILIDADE - e-pingrio, NO SEGMENTO SEGURANÇA DE TECNOLOGIA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO

Leia mais

Unidade IV ADMINISTRAÇÃO DE BANCO DE DADOS. Software livre se refere à liberdade dos usuários com relação ao software, mais precisamente:

Unidade IV ADMINISTRAÇÃO DE BANCO DE DADOS. Software livre se refere à liberdade dos usuários com relação ao software, mais precisamente: ADMINISTRAÇÃO DE BANCO DE DADOS Unidade IV DEFINIR A MELHOR SOLUÇÃO DE BANCO DE DADOS PARA AS NECESSIDADES DA EMPRESA.1 O uso das tecnologias.1.1 O software livre 1 A tecnologia de banco de dados, assim

Leia mais

IplanRio DOP - Diretoria de Operações GIT - Gerência de Infraestrutura Tecnológica Gerente da GIT

IplanRio DOP - Diretoria de Operações GIT - Gerência de Infraestrutura Tecnológica Gerente da GIT 1. IDENTIFICAÇÃO Padrão Segmento Código P06.002 Revisão v. 2014 Plataformas Web 2. PUBLICAÇÃO Recursos Tecnológicos Versão Data para adoção Publicação v. 2014 23 de dezembro de 2014 PORTARIA N Nº 225 de

Leia mais

PORTARIA N Nº 178 Rio de Janeiro, 25 de outubro de 2012.

PORTARIA N Nº 178 Rio de Janeiro, 25 de outubro de 2012. PORTARIA N Nº 178 Rio de Janeiro, 25 de outubro de. ACRESCENTA A ARQUITETURA DE PADRÕES TECNOLÓGICOS DE INTEROPERABILIDADE -, NO SEGMENTO RECURSOS TÉCNOLÓGICOS O PADRÃO TECNOLÓGICO SISTEMAS OPERACIONAIS

Leia mais

Unidade IV ADMINISTRAÇÃO DE. Prof. Luiz Fernando

Unidade IV ADMINISTRAÇÃO DE. Prof. Luiz Fernando Unidade IV ADMINISTRAÇÃO DE BANCO DE DADOS Prof. Luiz Fernando A melhor solução A tecnologia passa por atualizações constantes. Uma das atividades do profissional de informática é se manter informado.

Leia mais

Fundamentos dos Sistemas de Informação Organização de Dados e Informações

Fundamentos dos Sistemas de Informação Organização de Dados e Informações Fundamentos dos Sistemas de Informação Organização de Dados e Informações http://professor.fimes.edu.br/milena milenaresende@fimes.edu.br Sistema de Gerenciamento de Bases de Dados (DBMS) A implementação

Leia mais

Windows 2008 Server. Windows 2008 Server IFSP Boituva Prof. Sérgio Augusto Godoy. www.profsergiogodoy.com sergiogutogodoy@hotmail.

Windows 2008 Server. Windows 2008 Server IFSP Boituva Prof. Sérgio Augusto Godoy. www.profsergiogodoy.com sergiogutogodoy@hotmail. Windows 2008 Server IFSP Boituva Prof. Sérgio Augusto Godoy www.profsergiogodoy.com sergiogutogodoy@hotmail.com Windows 2008 Server Construído sob o mesmo código do Vista Server Core (Instalação somente

Leia mais

ANEXO II PERFIL DOS ANALISTAS, FORMAÇÃO E ATIVIDADES A DESENVOLVER 1. FORMAÇÃO, CONHECIMENTO E HABILIDADES EXIGIDAS:

ANEXO II PERFIL DOS ANALISTAS, FORMAÇÃO E ATIVIDADES A DESENVOLVER 1. FORMAÇÃO, CONHECIMENTO E HABILIDADES EXIGIDAS: PREGÃO PRESENCIAL Nº 001/2009 1 ANEXO II PERFIL DOS ANALISTAS, FORMAÇÃO E ATIVIDADES A DESENVOLVER 1. FORMAÇÃO, CONHECIMENTO E HABILIDADES EXIGIDAS: 1.1. FORMAÇÃO ACADÊMICA EXIGIDA PARA TODOS OS PERFIS

Leia mais

INTRODUÇÃO BANCO DE DADOS. Prof. Msc. Hélio Esperidião

INTRODUÇÃO BANCO DE DADOS. Prof. Msc. Hélio Esperidião INTRODUÇÃO BANCO DE DADOS Prof. Msc. Hélio Esperidião BANCO DE DADOS Podemos entender por banco de dados qualquer sistema que reúna e mantenha organizada uma série de informações relacionadas a um determinado

Leia mais

GBD. Introdução PROF. ANDREZA S. AREÃO

GBD. Introdução PROF. ANDREZA S. AREÃO GBD Introdução PROF. ANDREZA S. AREÃO Sistema de arquivos X Sistemas de Banco de Dados Sistema de arquivos Sistema de Banco de Dados Aplicativos Dados (arquivos) Aplicativos SGBD Dados (arquivos) O acesso/gerenciamento

Leia mais

Programação com acesso a BD. Prof.: Clayton Maciel Costa clayton.maciel@ifrn.edu.br

Programação com acesso a BD. Prof.: Clayton Maciel Costa clayton.maciel@ifrn.edu.br Programação com acesso a BD Prof.: Clayton Maciel Costa clayton.maciel@ifrn.edu.br 1 Introdução BD desempenha papel crítico em todas as áreas em que computadores são utilizados: Banco: Depositar ou retirar

Leia mais

INTEGRE Diversas fontes de informações em uma interface intuitiva que exibe exatamente o que você precisa

INTEGRE Diversas fontes de informações em uma interface intuitiva que exibe exatamente o que você precisa INTEGRE Diversas fontes de informações em uma interface intuitiva que exibe exatamente o que você precisa ACESSE Informações corporativas a partir de qualquer ponto de Internet baseado na configuração

Leia mais

1. P03 Dispositivos de Acesso. Configuração Mínima de Softwares para Estações de Trabalho P03.001

1. P03 Dispositivos de Acesso. Configuração Mínima de Softwares para Estações de Trabalho P03.001 1. IDENTIFICAÇÃO Padrão Segmento Código P03.001 Revisão v. 2014 2. PUBLICAÇÃO Órgão IplanRio Diretoria DOP Diretoria de Operações Setor GSA - Gerência de Suporte e Atendimento 1 de 6 epingrio@iplanrio.rio.rj.gov.br

Leia mais

Etapas da evolução rumo a tomada de decisão: Aplicações Isoladas: dados duplicados, dados inconsistentes, processos duplicados.

Etapas da evolução rumo a tomada de decisão: Aplicações Isoladas: dados duplicados, dados inconsistentes, processos duplicados. Histórico Etapas da evolução rumo a tomada de decisão: Aplicações Isoladas: dados duplicados, dados inconsistentes, processos duplicados. Sistemas Integrados: racionalização de processos, manutenção dos

Leia mais

ANEXO III PERFIL DOS PROFISSIONAIS, FORMAÇÃO E ATIVIDADES A DESENVOLVER PARA MANUTENÇÃO E DESENVOLVIMENTO

ANEXO III PERFIL DOS PROFISSIONAIS, FORMAÇÃO E ATIVIDADES A DESENVOLVER PARA MANUTENÇÃO E DESENVOLVIMENTO CONCORRÊNCIA DIRAD/CPLIC-008/2008 1 ANEXO III PERFIL DOS PROFISSIONAIS, FORMAÇÃO E ATIVIDADES A DESENVOLVER PARA MANUTENÇÃO E DESENVOLVIMENTO 1. INFORMAÇÕES GERAIS E CARACTERÍSTICA DO ATUAL AMBIENTE CORPORATIVO

Leia mais

? O SQL SERVER é um sistema de gerenciamento de banco de dados relacional que foi desenvolvido inicialmente pela Microsoft em parceria com a Sybase.

? O SQL SERVER é um sistema de gerenciamento de banco de dados relacional que foi desenvolvido inicialmente pela Microsoft em parceria com a Sybase. ? O SQL SERVER é um sistema de gerenciamento de banco de dados relacional que foi desenvolvido inicialmente pela Microsoft em parceria com a Sybase.? Desde de 1994, a Microsoft lança versões do SQL SERVER

Leia mais

INTERESSADOS DEVERÃO CADASTRAR CURRICULO NO SITE www.superato.com.br. TÉCNICO EM INFORMÁTICA

INTERESSADOS DEVERÃO CADASTRAR CURRICULO NO SITE www.superato.com.br. TÉCNICO EM INFORMÁTICA INTERESSADOS DEVERÃO CADASTRAR CURRICULO NO SITE www.superato.com.br. TÉCNICO EM INFORMÁTICA Estamos selecionando para CECRED - Cooperativa de Crédito de Blumenau. Cursando Sistemas da Informação ou Ciências

Leia mais

Sistema de Bancos de Dados. Conceitos Gerais Sistema Gerenciador de Bancos de Dados

Sistema de Bancos de Dados. Conceitos Gerais Sistema Gerenciador de Bancos de Dados Sistema de Bancos de Dados Conceitos Gerais Sistema Gerenciador de Bancos de Dados # Definições # Motivação # Arquitetura Típica # Vantagens # Desvantagens # Evolução # Classes de Usuários 1 Nível 1 Dados

Leia mais

e-ping - Padrões de Interoperabilidade de Governo Eletrônico www.governoeletronico.gov.br www.eping.e.gov.br

e-ping - Padrões de Interoperabilidade de Governo Eletrônico www.governoeletronico.gov.br www.eping.e.gov.br e-ping - Padrões de Interoperabilidade de Governo Eletrônico www.eletronico.gov.br www.eping.e.gov.br Total de 26 Sistemas de Gestão Governamental Qual o problema? Ex: SISTEMA SISTEMA SISTEMA SISTEMA s

Leia mais

Introdução a Informática. Prof.: Roberto Franciscatto

Introdução a Informática. Prof.: Roberto Franciscatto Introdução a Informática Prof.: Roberto Franciscatto 6.1 ARQUIVOS E REGISTROS De um modo geral os dados estão organizados em arquivos. Define-se arquivo como um conjunto de informações referentes aos elementos

Leia mais

Tópicos Avançados em Banco de Dados Visão Geral de Tópicos Avançados em Banco de Dados I. Prof. Hugo Souza

Tópicos Avançados em Banco de Dados Visão Geral de Tópicos Avançados em Banco de Dados I. Prof. Hugo Souza Tópicos Avançados em Banco de Dados Visão Geral de Tópicos Avançados em Banco de Dados I Prof. Hugo Souza Iniciaremos nossos estudos sobre os tópicos avançados sobre banco de dados recapitulando o histórico

Leia mais

Sistemas de Informação

Sistemas de Informação Sistemas de Informação Informação no contexto administrativo Graduação em Redes de Computadores Prof. Rodrigo W. Fonseca SENAC FACULDADEDETECNOLOGIA PELOTAS >SistemasdeInformação SENAC FACULDADEDETECNOLOGIA

Leia mais

Banco de Dados. Professor: Rômulo César. romulodandrade@gmail.com www.romulocesar.com.br

Banco de Dados. Professor: Rômulo César. romulodandrade@gmail.com www.romulocesar.com.br Banco de Dados Professor: Rômulo César romulodandrade@gmail.com www.romulocesar.com.br Sistema de arquivos X Sistemas de Banco de Dados Sistema de arquivos Sistema de Banco de Dados Aplicativos Dados (arquivos)

Leia mais

SEPLAN. Secretaria de Estado de Planejamento e Desenvolvimento Econômico. RESOLUÇÃO Nº 003/2006 - CEPINF de 15 de agosto de 2006.

SEPLAN. Secretaria de Estado de Planejamento e Desenvolvimento Econômico. RESOLUÇÃO Nº 003/2006 - CEPINF de 15 de agosto de 2006. RESOLUÇÃO Nº 003/2006 - CEPINF de 15 de agosto de 2006. DEFINE a Política de Informática do Estado do Amazonas. O PRESIDENTE DO COMITÊ ESTADUAL DE POLÍTICA DE INFORMÁTICA, no uso de suas atribuições legais,

Leia mais

Arquitetura Cliente/Servidor. Uma visão. analítica sobre Bancos de Dados. Banco de Dados. Prof. Enzo Seraphim

Arquitetura Cliente/Servidor. Uma visão. analítica sobre Bancos de Dados. Banco de Dados. Prof. Enzo Seraphim Arquitetura Cliente/Servidor Uma visão Banco de Dados analítica sobre Bancos de Dados Prof. Enzo Seraphim Modelo Cliente Servidor Protocolo Cliente Faz pedido de serviços ao Servidor Servidor Processa

Leia mais

Banco de Dados I 2007. Módulo I: Introdução a Sistemas de Banco de Dados. (Aula 1) Clodis Boscarioli

Banco de Dados I 2007. Módulo I: Introdução a Sistemas de Banco de Dados. (Aula 1) Clodis Boscarioli Banco de Dados I 2007 Módulo I: Introdução a Sistemas de Banco de Dados (Aula 1) Clodis Boscarioli Agenda: Apresentação do Plano de Ensino; Aspectos Históricos; Estrutura Geral de um SGBD; Profissionais

Leia mais

SQL APOSTILA INTRODUÇÃO A LINGUAGEM SQL

SQL APOSTILA INTRODUÇÃO A LINGUAGEM SQL SQL APOSTILA INTRODUÇÃO Uma linguagem de consulta é a linguagem por meio da qual os usuários obtêm informações do banco de dados. Essas linguagens são, tipicamente, de nível mais alto que as linguagens

Leia mais

Programação Orientada a Objetos com PHP & MySQL Sistema Gerenciador de Banco de Dados: Introdução e configuração de bases de dados com Postgre e MySQL

Programação Orientada a Objetos com PHP & MySQL Sistema Gerenciador de Banco de Dados: Introdução e configuração de bases de dados com Postgre e MySQL Programação Orientada a Objetos com PHP & MySQL Sistema Gerenciador de Banco de Dados: Introdução e configuração de bases de dados com Postgre e MySQL Prof. MSc. Hugo Souza Iniciando nossas aulas sobre

Leia mais

Desenvolvimento de Aplicação Windows Mobile Acessando um WebService

Desenvolvimento de Aplicação Windows Mobile Acessando um WebService Faculdade de Negócios e Administração de Sergipe Disciplina: Integração Web Banco de Dados Professor: Fábio Coriolano Desenvolvimento de Aplicação Windows Mobile Acessando um WebService Professor: Fabio

Leia mais

Softwares de Sistemas e de Aplicação

Softwares de Sistemas e de Aplicação Fundamentos dos Sistemas de Informação Softwares de Sistemas e de Aplicação Profª. Esp. Milena Resende - milenaresende@fimes.edu.br Visão Geral de Software O que é um software? Qual a função do software?

Leia mais

Implementação de BD. Banco de dados relacional. Elementos que compõem o banco de dados CAMPO REGISTRO TABELA. Paulo Damico MDK Informática Ltda.

Implementação de BD. Banco de dados relacional. Elementos que compõem o banco de dados CAMPO REGISTRO TABELA. Paulo Damico MDK Informática Ltda. Implementação de BD Banco de dados relacional Elementos que compõem o banco de dados CAMPO REGISTRO TABELA Implementação de BD CAMPO O elemento campo é a menor unidade de armazenamento de um banco de dados

Leia mais

FTIN Formação Técnica em Informática Módulo Sistema Proprietário Windows AULA 01. Prof. André Lucio

FTIN Formação Técnica em Informática Módulo Sistema Proprietário Windows AULA 01. Prof. André Lucio FTIN Formação Técnica em Informática Módulo Sistema Proprietário Windows AULA 01 Prof. André Lucio Competências do modulo Introdução ao sistema operacional Windows Instalação e configuração do sistema

Leia mais

ANEXO II PERFIL DOS ANALISTAS, FORMAÇÃO E ATIVIDADES A DESENVOLVER 1 FORMAÇÃO, CONHECIMENTOS E HABILIDADES EXIGIDOS E DESEJÁVEIS:

ANEXO II PERFIL DOS ANALISTAS, FORMAÇÃO E ATIVIDADES A DESENVOLVER 1 FORMAÇÃO, CONHECIMENTOS E HABILIDADES EXIGIDOS E DESEJÁVEIS: ANEXO II PERFIL DOS ANALISTAS, FORMAÇÃO E ATIVIDADES A DESENVOLVER 1 FORMAÇÃO, CONHECIMENTOS E HABILIDADES EXIGIDOS E DESEJÁVEIS: 1.1 CARACTERÍSTICA DO ATUAL AMBIENTE CORPORATIVO MULTIPLATAFORMA DO BRB:

Leia mais

Administração de Banco de Dados

Administração de Banco de Dados Administração de Banco de Dados Professora conteudista: Cida Atum Sumário Administração de Banco de Dados Unidade I 1 INTRODUÇÃO A BANCO DE DADOS...1 1.1 Histórico...1 1.2 Definições...2 1.3 Importância

Leia mais

TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO PRESIDÊNCIA ATO Nº 345/SETIN.SEGP.GP, DE 16 DE JUNHO DE 2015

TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO PRESIDÊNCIA ATO Nº 345/SETIN.SEGP.GP, DE 16 DE JUNHO DE 2015 TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO PRESIDÊNCIA ATO Nº 345/SETIN.SEGP.GP, DE 16 DE JUNHO DE 2015 Reestrutura as unidades vinculadas à Secretaria de Tecnologia da Informação SETIN do Tribunal Superior do Trabalho.

Leia mais

MANUAL DE IMPLANTAÇÃO SISTEMA DE INVENTÁRIO CACIC GOVERNO FEDERAL SOFTWARE PÚBLICO

MANUAL DE IMPLANTAÇÃO SISTEMA DE INVENTÁRIO CACIC GOVERNO FEDERAL SOFTWARE PÚBLICO MANUAL DE IMPLANTAÇÃO SISTEMA DE INVENTÁRIO CACIC Configurador Automático e Coletor de Informações Computacionais GOVERNO FEDERAL SOFTWARE PÚBLICO software livre desenvolvido pela Dataprev Sistema de Administração

Leia mais

BANCO DE DADOS DISTRIBUÍDOS e DATAWAREHOUSING

BANCO DE DADOS DISTRIBUÍDOS e DATAWAREHOUSING BANCO DE DADOS DISTRIBUÍDOS e DATAWAREHOUSING http://www.uniriotec.br/~tanaka/tin0036 tanaka@uniriotec.br Bancos de Dados Distribuídos Conceitos e Arquitetura Vantagens das Arquiteturas C/S (em relação

Leia mais

Portabilidade da Linha RM Versão 11.40.0

Portabilidade da Linha RM Versão 11.40.0 Portabilidade da Linha RM Versão 11.40.0 Conteúdo Portabilidade para Servidor de Banco de Dados... 3 Níveis de Compatibilidade entre Bancos de Dados... 5 Portabilidade para Servidor de Aplicação... 6 Portabilidade

Leia mais

Conceitos Básicos. Conceitos Básicos. Sistema de Arquivos. Prof. Edilberto Silva - edilms@yahoo.com. Sistemas de Informação Brasília/DF

Conceitos Básicos. Conceitos Básicos. Sistema de Arquivos. Prof. Edilberto Silva - edilms@yahoo.com. Sistemas de Informação Brasília/DF 2 Conceitos Básicos Material baseado nas notas de aula: Maria Luiza M. Campos IME/2005 Carlos Heuser - livro Projeto de Banco de Dados CasaNova / PUC/RJ Prof. MSc. Edilberto Silva edilms@yahoo.com Sistemas

Leia mais

Monitoramento de Sistemas P05.002

Monitoramento de Sistemas P05.002 1. IDENTIFICAÇÃO Padrão Segmento Código P05.002 Revisão v. 2014 2. PUBLICAÇÃO Sistemas Arquitetura de Soluções Versão Data para adoção Publicação v. 2014 29 de dezembro de 2014 PORTARIA N Nº 228 de 23

Leia mais

BANCO DE DADOS 1 AULA 1. estrutura do curso e conceitos fundamentais. Professor Luciano Roberto Rocha. www.lrocha.com contato@lrocha.

BANCO DE DADOS 1 AULA 1. estrutura do curso e conceitos fundamentais. Professor Luciano Roberto Rocha. www.lrocha.com contato@lrocha. BANCO DE DADOS 1 AULA 1 estrutura do curso e conceitos fundamentais Professor Luciano Roberto Rocha www.lrocha.com contato@lrocha.com 1 ROTEIRO Apresentação do Docente; Apresentação da Ementa da Disciplina;

Leia mais

Introdução a Banco de Dados Aula 03. Prof. Silvestri www.eduardosilvestri.com.br

Introdução a Banco de Dados Aula 03. Prof. Silvestri www.eduardosilvestri.com.br Introdução a Banco de Dados Aula 03 Prof. Silvestri www.eduardosilvestri.com.br Arquiteturas de Banco de Dados Arquiteturas de BD - Introdução Atualmente, devem-se considerar alguns aspectos relevantes

Leia mais

Tecnologias da Informação, Comunicação e Sistemas de Inteligência

Tecnologias da Informação, Comunicação e Sistemas de Inteligência , Comunicação e Sistemas de Inteligência Gestão e de Bancos de Dados IESB - Centro Universitário A importância da informação em um mundo de informação disponível em tempo real a informação menos acessível

Leia mais

Bancos de Dados. Conceitos F undamentais em S is temas de B ancos de Dados e s uas Aplicações

Bancos de Dados. Conceitos F undamentais em S is temas de B ancos de Dados e s uas Aplicações Conceitos F undamentais em S is temas de B ancos de Dados e s uas Aplicações Tópicos Conceitos Básicos Bancos de Dados Sistemas de Bancos de Dados Sistemas de Gerenciamento de Bancos de Dados Abstração

Leia mais

Soluções Corporativas Microsoft SQL Server e SAP:

Soluções Corporativas Microsoft SQL Server e SAP: SAP INSIGHT Soluções Corporativas Microsoft SQL Server e SAP: UMA VANTAGEM COMPETITIVA Conteúdo Notas Executivas 1 Excelente Custo de Propriedade 2 Desempenho de Preço está Conduzindo Adoção de Mercado

Leia mais

ANEXO II PERFIL DOS ANALISTAS, FORMAÇÃO E ATIVIDADES A DESENVOLVER 1 FORMAÇÃO, CONHECIMENTOS E HABILIDADES EXIGIDOS E DESEJÁVEIS:

ANEXO II PERFIL DOS ANALISTAS, FORMAÇÃO E ATIVIDADES A DESENVOLVER 1 FORMAÇÃO, CONHECIMENTOS E HABILIDADES EXIGIDOS E DESEJÁVEIS: ANEXO II PERFIL DOS ANALISTAS, FORMAÇÃO E ATIVIDADES A DESENVOLVER 1 FORMAÇÃO, CONHECIMENTOS E HABILIDADES EXIGIDOS E DESEJÁVEIS: 1.1 CARACTERÍSTICA DO ATUAL AMBIENTE CORPORATIVO MULTIPLATAFORMA DO BRB:

Leia mais

Otimização do Gerenciamento de Datacenters com o Microsoft System Center

Otimização do Gerenciamento de Datacenters com o Microsoft System Center Otimização do Gerenciamento de Datacenters com o Microsoft System Center Aviso de Isenção de Responsabilidade e Direitos Autorais As informações contidas neste documento representam a visão atual da Microsoft

Leia mais

Workflow como Proposta de. Workflow. O Gerenciamento de Processos. Prof. Roquemar Baldam roquemar@pep.ufrj.br

Workflow como Proposta de. Workflow. O Gerenciamento de Processos. Prof. Roquemar Baldam roquemar@pep.ufrj.br Workflow como Proposta de Automação Flexível O Gerenciamento de Processos Planejamento do BPM Diretrizes e Especificações Seleção de processo críticos Alinhamento de processos à estratégia www.iconenet.com.br

Leia mais

EMPRESA DE PROCESSAMENTO DE DADOS DA PREVIDÊNCIA SOCIAL - DATAPREV

EMPRESA DE PROCESSAMENTO DE DADOS DA PREVIDÊNCIA SOCIAL - DATAPREV Experiência: DESCENTRALIZAÇÃO DA CONCESSÃO DE BENEFÍCIOS EMPRESA DE PROCESSAMENTO DE DADOS DA PREVIDÊNCIA SOCIAL - DATAPREV Responsáveis: JOEL RAMOS - GERENTE DE ADMINISTRAÇÃO DE BANCO DE DADOS SÉRGIO

Leia mais

Prof. Marcelo Machado Cunha www.marcelomachado.com mcelobr@yahoo.com.br

Prof. Marcelo Machado Cunha www.marcelomachado.com mcelobr@yahoo.com.br Prof. Marcelo Machado Cunha www.marcelomachado.com mcelobr@yahoo.com.br Ementa Introdução a Banco de Dados (Conceito, propriedades), Arquivos de dados x Bancos de dados, Profissionais de Banco de dados,

Leia mais

Dado: Fatos conhecidos que podem ser registrados e têm um significado implícito. Banco de Dados:

Dado: Fatos conhecidos que podem ser registrados e têm um significado implícito. Banco de Dados: MC536 Introdução Sumário Conceitos preliminares Funcionalidades Características principais Usuários Vantagens do uso de BDs Tendências mais recentes em SGBDs Algumas desvantagens Modelos de dados Classificação

Leia mais

Administração de Sistemas Operacionais Windows Server 2003. Professor Claudio Damasceno

Administração de Sistemas Operacionais Windows Server 2003. Professor Claudio Damasceno Administração de Sistemas Operacionais Windows Server 2003 Professor Claudio Damasceno Conteúdo Programático Introdução Hardware x Sistema Operacional Instalação do Windows Server 2003 Administração de

Leia mais

Bases de Dados. O que é uma Base de Dados? Pós-Grduação em SIG

Bases de Dados. O que é uma Base de Dados? Pós-Grduação em SIG Bases de Dados O que é uma Base de Dados? Dados Pode-se começar por tentar dar uma definição do que são Dados. Os dados são factos em bruto, que não são necessáriamente relevantes para qualquer coisa que

Leia mais

RESOLUÇÃO - TCU Nº 247, de 7 de dezembro de 2011

RESOLUÇÃO - TCU Nº 247, de 7 de dezembro de 2011 RESOLUÇÃO - TCU Nº 247, de 7 de dezembro de 2011 Dispõe sobre a Política de Governança de Tecnologia da Informação do Tribunal de Contas da União (PGTI/TCU). O TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIÃO, no uso de suas

Leia mais

Banco de Dados. Introdução. João Eduardo Ferreira Osvaldo Kotaro Takai. jef@ime.usp.br DCC-IME-USP

Banco de Dados. Introdução. João Eduardo Ferreira Osvaldo Kotaro Takai. jef@ime.usp.br DCC-IME-USP Banco de Dados Introdução João Eduardo Ferreira Osvaldo Kotaro Takai jef@ime.usp.br DCC-IME-USP Importância dos Bancos de Dados A competitividade das empresas depende de dados precisos e atualizados. Conforme

Leia mais

Módulo 4: Gerenciamento de Dados

Módulo 4: Gerenciamento de Dados Módulo 4: Gerenciamento de Dados 1 1. CONCEITOS Os dados são um recurso organizacional decisivo que precisa ser administrado como outros importantes ativos das empresas. A maioria das organizações não

Leia mais

PROJELER. Componentes da Solução Intalio BPMS 5.2. Maurício Bitencourt 51 21171872 / 51 84087798 mauricio.bitencourt@projeler.com.

PROJELER. Componentes da Solução Intalio BPMS 5.2. Maurício Bitencourt 51 21171872 / 51 84087798 mauricio.bitencourt@projeler.com. Componentes da Solução Intalio BPMS 5.2 Maurício Bitencourt 51 21171872 / 51 84087798 mauricio.bitencourt@projeler.com.br Platinum Implementation Partner 1 Enterprise Edition Software de Código Aberto

Leia mais

Sistemas Gerenciadores de Bancos de Dados

Sistemas Gerenciadores de Bancos de Dados Sistemas Gerenciadores de Bancos de Dados Fernando Castor A partir de slides elaborados por Fernando Fonseca & Robson Fidalgo 1 Sistemas de Arquivos Sistemas de arquivos Principal característica é a replicação

Leia mais

LEI DE ACESSO A INFORMAÇÃO DIREITO DO CIDADÃO

LEI DE ACESSO A INFORMAÇÃO DIREITO DO CIDADÃO DESCRIÇÃO DO SIGAI O SIGAI (Sistema Integrado de Gestão do Acesso à Informação) é uma solução de software que foi desenvolvida para automatizar os processos administrativos e operacionais visando a atender

Leia mais

Apresentação do Portfólio da ITWV Soluções Inteligentes em Tecnologia

Apresentação do Portfólio da ITWV Soluções Inteligentes em Tecnologia P ORTFÓ FÓLIO Apresentação do Portfólio da ITWV Soluções Inteligentes em Tecnologia versão 1.1 ÍNDICE 1. A EMPRESA... 3 2. BI (BUSINESS INTELLIGENCE)... 5 3. DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS... 6 3.1. PRODUTOS

Leia mais

Apresentamos a divisão Portal Moveleiro Tecnologia, habilitada para o desenvolvimento de projetos alinhados a estratégias de e-business.

Apresentamos a divisão Portal Moveleiro Tecnologia, habilitada para o desenvolvimento de projetos alinhados a estratégias de e-business. SOLUÇÕES E-BUSINESS PERSONALIZADAS Apresentação Apresentamos a divisão Portal Moveleiro Tecnologia, habilitada para o desenvolvimento de projetos alinhados a estratégias de e-business. Atuando há 4 anos

Leia mais

Sistemas de Informação James A. O Brien Editora Saraiva Capítulo 5

Sistemas de Informação James A. O Brien Editora Saraiva Capítulo 5 Para entender bancos de dados, é útil ter em mente que os elementos de dados que os compõem são divididos em níveis hierárquicos. Esses elementos de dados lógicos constituem os conceitos de dados básicos

Leia mais

INTRODUÇÃO BANCO DE DADOS(MYSQL) E PHP

INTRODUÇÃO BANCO DE DADOS(MYSQL) E PHP INTRODUÇÃO BANCO DE DADOS(MYSQL) E PHP Prof. Msc. Hélio Esperidião BANCO DE DADOS Podemos entender por banco de dados qualquer sistema que reúna e mantenha organizada uma série de informações relacionadas

Leia mais

Introdução a Banco de Dados

Introdução a Banco de Dados Introdução a Banco de Dados Ricardo Henrique Tassi - Departamento de Replicação Índice 1- Introdução... 03 2- Quais são os bancos de dados mais conhecidos hoje em dia...04 3- Quais são os tipos de banco...05

Leia mais

Governança AMIGA. Para baixar o modelo de como fazer PDTI: www.microsoft.com/brasil/setorpublico/governanca/pdti

Governança AMIGA. Para baixar o modelo de como fazer PDTI: www.microsoft.com/brasil/setorpublico/governanca/pdti e d a id 4 m IN r fo a n m Co co M a n ua l Governança AMIGA Para baixar o modelo de como fazer PDTI: www.microsoft.com/brasil/setorpublico/governanca/pdti Um dos grandes desafios atuais da administração

Leia mais

W H I T E P A P E R S e r v i d o r e s U n i x - A m e l h o r o p ç ã o p a r a s u p o r t a r a p l i c a ç õ e s c r í t i c a s

W H I T E P A P E R S e r v i d o r e s U n i x - A m e l h o r o p ç ã o p a r a s u p o r t a r a p l i c a ç õ e s c r í t i c a s Av Eng. Luiz Carlos Berrini 1645, 8 andar, 04571-000 Brooklin Novo, São Paulo SP Brazil. Tel: 55 11 5508-3400 Fax: 55 11 5508 3444 W H I T E P A P E R S e r v i d o r e s U n i x - A m e l h o r o p ç

Leia mais

Anderson L. S. Moreira

Anderson L. S. Moreira Tecnologia da Informação Aula 10 Fato Real A batalha pelos dados Anderson L. S. Moreira anderson.moreira@ifpe.edu.br Instituto Federal de Pernambuco Recife PE Esta apresentação está sob licença Creative

Leia mais

Índice EMPRESA... 03 ESPECIALIDADES... 03 TRABALHOS REALIZADOS... 04 PRODUTOS... 05 SERVIÇOS... 06

Índice EMPRESA... 03 ESPECIALIDADES... 03 TRABALHOS REALIZADOS... 04 PRODUTOS... 05 SERVIÇOS... 06 Apresentação Índice EMPRESA... 03 ESPECIALIDADES... 03 TRABALHOS REALIZADOS... 04 PRODUTOS... 05 SERVIÇOS... 06 2 EMPRESA CDN&T Informática e Suporte Ltda, empresa que atua a mais de 15 anos no mercado

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO (AULA 03)

ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO (AULA 03) Prof. Breno Leonardo Gomes de Menezes Araújo brenod123@gmail.com http://blog.brenoleonardo.com.br ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO (AULA 03) 1 ERP Sistema para gestão dos recursos administrativos-financeiros,

Leia mais

!!!!!!!!!!!! 2014! T +39 (11) 993307280 www.digitalmaker.com.br

!!!!!!!!!!!! 2014! T +39 (11) 993307280 www.digitalmaker.com.br 2014 À Agradecemos a oportunidade da apresentação desta Pré-proposta que, tem por objetivo, esclarecer as necessidades para uma Gestão Integrada da actividade. Uma empresa organizada tem: Visão, missão

Leia mais

Portabilidade da Linha RM Versão 11.20.0

Portabilidade da Linha RM Versão 11.20.0 Portabilidade da Linha RM Versão 11.20.0 Conteúdo Portabilidade para Servidor de Banco de Dados... 3 Níveis de Compatibilidade entre Bancos de Dados... 5 Portabilidade para Servidor de Aplicação... 6 Portabilidade

Leia mais

Programação com Acesso a Banco de Dados

Programação com Acesso a Banco de Dados Campus Ipanguaçu Curso: Técnico em Informática Programação com Acesso a Banco de Dados AULA 17 ACESSO A BANCO DE DADOS COM JDBC PROF.: CLAYTON M. COSTA 2 011.2 Introdução Aplicação + Banco de Dados: Funcionalidade

Leia mais

Desenvolvendo Websites com PHP

Desenvolvendo Websites com PHP Desenvolvendo Websites com PHP Aprenda a criar Websites dinâmicos e interativos com PHP e bancos de dados Juliano Niederauer 19 Capítulo 1 O que é o PHP? O PHP é uma das linguagens mais utilizadas na Web.

Leia mais

Material de Apoio. Sistema de Informação Gerencial (SIG)

Material de Apoio. Sistema de Informação Gerencial (SIG) Sistema de Informação Gerencial (SIG) Material de Apoio Os Sistemas de Informação Gerencial (SIG) são sistemas ou processos que fornecem as informações necessárias para gerenciar com eficácia as organizações.

Leia mais

O que é o Virto ERP? Onde sua empresa quer chegar? Apresentação. Modelo de funcionamento

O que é o Virto ERP? Onde sua empresa quer chegar? Apresentação. Modelo de funcionamento HOME O QUE É TOUR MÓDULOS POR QUE SOMOS DIFERENTES METODOLOGIA CLIENTES DÚVIDAS PREÇOS FALE CONOSCO Suporte Sou Cliente Onde sua empresa quer chegar? Sistemas de gestão precisam ajudar sua empresa a atingir

Leia mais

CRM GESTÃO DOS SERVIÇOS AOS CLIENTES

CRM GESTÃO DOS SERVIÇOS AOS CLIENTES Página 1 de 6 Este sistema automatiza todos os contatos com os clientes, ajuda as companhias a criar e manter um bom relacionamento com seus clientes armazenando e inter-relacionando atendimentos com informações

Leia mais

Seu dia é mais inteligente

Seu dia é mais inteligente Seu dia é mais inteligente O 2007 Microsoft Office system é uma plataforma de soluções inteligentes para tarefas operacionais, estratégicas e organizacionais. O conjunto de aplicativos e servidores e a

Leia mais

QUESTINAMENTOS AO EDITAL DE CONCORRÊNCIA 01/2013

QUESTINAMENTOS AO EDITAL DE CONCORRÊNCIA 01/2013 QUESTINAMENTOS AO EDITAL DE CONCORRÊNCIA 01/2013 Prezados Senhores da comissão de licitação da UENF, seguem alguns questionamentos acerca do edital de concorrência 01/2013 para esclarecimentos: 1. ANEXO

Leia mais

Gestão da Tecnologia da Informação

Gestão da Tecnologia da Informação TLCne-051027-P0 Gestão da Tecnologia da Informação Disciplina: Governança de TI São Paulo, Outubro de 2012 0 Sumário TLCne-051027-P1 Conteúdo desta Aula Abordar o domínio Adquirir e Implementar e todos

Leia mais

Conhecendo os usuários de um Sistema de Banco de Dados

Conhecendo os usuários de um Sistema de Banco de Dados Conhecendo os usuários de um Sistema de Banco de Dados Palestra Grupo PET/DSC 09 de Dezembro de 2009 Prof. Carlos Eduardo Pires cesp@dsc.ufcg.edu.br Agenda Conceitos Gerais Sistema de Banco de Dados Tipos

Leia mais

Aplicativo web para definição do modelo lógico no projeto de banco de dados relacional

Aplicativo web para definição do modelo lógico no projeto de banco de dados relacional Aplicativo web para definição do modelo lógico no projeto de banco de dados relacional Juarez Bachmann Orientador: Alexander Roberto Valdameri Roteiro Introdução Objetivos Fundamentação teórica Desenvolvimento

Leia mais

Sistemas de Banco de Dados

Sistemas de Banco de Dados Sistemas de Banco de Dados Everson Santos Araujo everson@por.com.br Conceitos Dado - Um fato que pode ser armazenado Banco de dados (BD) - Coleção de dados interrelacionados Sistema Gerenciador de Banco

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMAÇARI SECRETARIA DE EDUCAÇÃO ASSESSORIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMAÇARI SECRETARIA DE EDUCAÇÃO ASSESSORIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO ANALISE DA PROPOSTA TÉCNICA DOS PARA EDITAL 0001/010 Profissional: Administrador de Sistemas Alcançada Classificação Habilidades e capacitação Num. De Certificados Pontos a) Descrição do cargo: Atuar como

Leia mais

Introdução a Sistemas de Bancos de Dados

Introdução a Sistemas de Bancos de Dados Introdução a Sistemas de Bancos de Dados Prof. UFES - Universidade Federal do Espírito Santo rapchan@inf.ufes.br http://www.inf.ufes.br/~rapchan Roteiro da Apresentação Introdução Características de um

Leia mais

Naturalidade: São Paulo. E-mail: oliveiracef@gmail.com. Coordenação, supervisão, governança de TI, gerenciamento de projetos.

Naturalidade: São Paulo. E-mail: oliveiracef@gmail.com. Coordenação, supervisão, governança de TI, gerenciamento de projetos. CURRICULUM VITAE Carlos Eduardo Francisco de Oliveira Av. Interlagos, 1585 Cep 04661-100 - Jd. Umuarama - SP Tel.Res.: (11) 2369-0048 / (11) 5927-6964 Tel.Cel.: (11) 9 8950-0892 Idade: 45 anos Estado Civil:

Leia mais

CobiT 4.01 OBJETIVOS DE CONTROLE PARA INFORMAÇÃO E TECNOLOGIAS RELACIONADAS

CobiT 4.01 OBJETIVOS DE CONTROLE PARA INFORMAÇÃO E TECNOLOGIAS RELACIONADAS CobiT 4.01 OBJETIVOS DE CONTROLE PARA INFORMAÇÃO E TECNOLOGIAS RELACIONADAS METODOLOGIA DE AUDITORIA PARA AVALIAÇÃO DE CONTROLES E CUMPRIMENTO DE PROCESSOS DE TI NARDON, NASI AUDITORES E CONSULTORES CobiT

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO DE REDES E DATA CENTER 1º PERÍODO DE TECNOLOGIA DE REDES

ADMINISTRAÇÃO DE REDES E DATA CENTER 1º PERÍODO DE TECNOLOGIA DE REDES DESENHO DE SERVIÇO Este estágio do ciclo de vida tem como foco o desenho e a criação de serviços de TI cujo propósito será realizar a estratégia concebida anteriormente. Através do uso das práticas, processos

Leia mais

Disciplina: Tecnologias de Banco de Dados para SI s

Disciplina: Tecnologias de Banco de Dados para SI s Curso de Gestão em SI Disciplina: Tecnologias de Banco de Dados para SI s Rodrigo da Silva Gomes (Extraído do material do prof. Ronaldo Melo - UFSC) Banco de Dados (BD) BD fazem parte do nosso dia-a-dia!

Leia mais

PESQUISA DE PREÇOS 01/2014

PESQUISA DE PREÇOS 01/2014 PESQUISA DE PREÇOS 01/2014 Considerando a necessidade de aquisição de software integrado de gestão, para atender as necessidades desta Prefeitura Municipal de Porto Alegre, solicitamos que as empresas

Leia mais

FACULDADE INTEGRADAS DE PARANAÍBA ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS. Bancos de Dados Conceitos Fundamentais

FACULDADE INTEGRADAS DE PARANAÍBA ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS. Bancos de Dados Conceitos Fundamentais FACULDADE INTEGRADAS DE PARANAÍBA ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS Bancos de Dados Conceitos Fundamentais Tópicos Conceitos Básicos Bancos de Dados Sistemas de Bancos de Dados Sistemas de Gerenciamento de Bancos

Leia mais

http://aurelio.net/vim/vim-basico.txt Entrar neste site/arquivo e estudar esse aplicativo Prof. Ricardo César de Carvalho

http://aurelio.net/vim/vim-basico.txt Entrar neste site/arquivo e estudar esse aplicativo Prof. Ricardo César de Carvalho vi http://aurelio.net/vim/vim-basico.txt Entrar neste site/arquivo e estudar esse aplicativo Administração de Redes de Computadores Resumo de Serviços em Rede Linux Controlador de Domínio Servidor DNS

Leia mais

INTERESSADOS ENVIAR CURRÍCULO E PRETENSÃO SALARIAL PARA rebeca@holdenrh.com.br/vanessa@holdenrh.com.br

INTERESSADOS ENVIAR CURRÍCULO E PRETENSÃO SALARIAL PARA rebeca@holdenrh.com.br/vanessa@holdenrh.com.br INTERESSADOS ENVIAR CURRÍCULO E PRETENSÃO SALARIAL PARA rebeca@holdenrh.com.br/vanessa@holdenrh.com.br Vagas Holden TI: Analista de Desenvolvimento Java Sênior Consultor SAP FI DBA SQL Server DBA Oracle

Leia mais

Bases de Dados aplicadas a Inteligência de Negócios

Bases de Dados aplicadas a Inteligência de Negócios Agenda Bases de Dados aplicadas a Inteligência de Negócios Professor Sérgio Rodrigues professor@sergiorodrigues.net Sistemas de Gerenciamento de Bancos de Dados (SGBD) Tipos de Banco de Dados Noções de

Leia mais

UFG - Instituto de Informática

UFG - Instituto de Informática UFG - Instituto de Informática Especialização em Desenvolvimento de Aplicações Web com Interfaces Ricas EJB 3.0 Prof.: Fabrízzio A A M N Soares professor.fabrizzio@gmail.com Aula 5 Servidores de Aplicação

Leia mais

DGTEC 2.013 2014 2015 2016 2017 2018 Total Geral

DGTEC 2.013 2014 2015 2016 2017 2018 Total Geral CUSTEIO NOVA AÇÃO - POR CLIENTE - FORNECEDOR /PROGRAMA AÇÃO DESCRIÇÃO JUSTIFICATIVA Aquisição de 650 e-tokens Aquisição de 650 e-tokens A, visando cumprir os atos, normas e o procedimentos do processo

Leia mais

SISTEMAS E GESTÃO DE RECURSOS ERP E CRM. Prof. André Aparecido da Silva Disponível em: http://www.oxnar.com.br/2015/unitec

SISTEMAS E GESTÃO DE RECURSOS ERP E CRM. Prof. André Aparecido da Silva Disponível em: http://www.oxnar.com.br/2015/unitec SISTEMAS E GESTÃO DE RECURSOS ERP E CRM Prof. André Aparecido da Silva Disponível em: http://www.oxnar.com.br/2015/unitec Teoria geral do Sistemas O Sistema é um conjunto de partes interagentes e interdependentes

Leia mais