Programação Orientada a Objetos com PHP & MySQL Sistema Gerenciador de Banco de Dados: Introdução e configuração de bases de dados com Postgre e MySQL

Save this PDF as:

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Programação Orientada a Objetos com PHP & MySQL Sistema Gerenciador de Banco de Dados: Introdução e configuração de bases de dados com Postgre e MySQL"

Transcrição

1 Programação Orientada a Objetos com PHP & MySQL Sistema Gerenciador de Banco de Dados: Introdução e configuração de bases de dados com Postgre e MySQL Prof. MSc. Hugo Souza

2 Iniciando nossas aulas sobre sistema gerenciador de banco de dados(sgbd), estaremos estudando quais são as ferramentas mais comuns de serem utilizadas para criar bases de dados com o uso da linguagem PhP; Iremos realizar um breve comparativo entre os SGBDs MySQL e PostgreSQL, abordar os tipos de dados que ambos podem trabalhar, além de realizar uma breve revisão sobre a linguagem SQL; Por fim, iremos implementar nossa primeira base de dados inserindo, alterando e removendo dados para manipular os registros salvos pelo SGBD;

3 A maioria dos provedores de hospedagem oferece servidores com plataformas de modelos de dados baseada principalmente em MySQL e Postgres; O MySQL está sob licença GPL(licença pública GNU) em sua versão free (mais simples), como também sob uma licença convencional para grandes corporações implementarem com mais detalhes a infraestrutura de seus bancos de dados; Já o PostgreSQL está sob licença da BSD. Essa licença é semelhante a do MySQL, disponibilizando versões gratuitas e pagas, dependendo dos tipos de serviços que o cliente poderá implementar;

4 Vamos inicialmente trabalhar em nossas aulas com o Postgre. Após você realizar o download da ferramenta no site da disciplina, instalar e inicializar a ferramenta a tela exibida será a seguinte:

5 Esta tela inicial exibe os servidores e bases de dados que o administrador do banco pode criar e manter. Por padrão, o postgre estabelece que as bases-padrões sejam localhost, utilizando a porta 5432, como visto na seguinte tela: Nome do servidor Host do servidor Porta padrão do servidor Nome de usuário para conexão Senha para conexão

6 Quando o servidor está conectado (tela a seguir), podemos criar bases de dados, espaços de tabelas, regras por grupos, schemas, etc.;

7 O servidor estando inicializado, podemos criar bases de dados de duas maneiras. Ao topo da tela principal do servidor temos a opção SQL responsável por disponibilizar um Query Browser para que os códigos SQL sejam digitados:

8 A tela de programação SQL é uma espécie de editor de programação para o banco de dados. Em seu formato convencional, podemos implementar com códigos SQL quanto com a interface gráfica [não recomendado] as funções e alterações da base;

9 O comando de criação de uma base dados no Postgre é Também podem ser criados os schemas, que são coleções de estruturas lógicas que consultam os dadosnasbases.ocomandoparaé O SGBD trabalha com vários tipos de dados. Os tipos mais comuns utilizados na versão que estamos estudando são: Tipos numéricos; Tipos para caracteres; Tiposparadataehora; Tipo booleano;

10 O tipos números são aqueles que definem o espaço de armazenamento e o tipo de valor associado a estrutura lógica. Vanessa Solgate aponta os principais como:

11 Para os caracteres, o Postgre adota a convenção usual da linguagem SQL. O SQL define dois tipos básicos [character varying (n) e character (n)], onde n é um número inteiro positivo; Estes dois tipos podem armazenar cadeias inteiras de dados com até os n caracteres fixados, desde que não extrapole o limite máximo programado pelo SGBD overflow database;

12 Os tipos de hora variam de acordo com a consulta do usuário. Em síntese, a instanciação de variáveis com o formato data/hora seguem os padrões estabelecidos na seguinte tabela[solgate, 2005]:

13 Time, timestamp e interval aceitam um valor opcional de precisão p, que especifica o número de dígitos fracionários presentes no campo segundos; O Postgre disponibiliza o tipo booleano padrão utilizado pelo SQL. O tipo boolean pode possuir apenas dois estados: verdade ou falso. O terceiro estado é desconhecido, representado pelo valor nulo(null) do SQL; Os valores de TRUE podem ser: TRUE, t, true, y, yes ou 1 ; Para falos, os valores seguem a mesma lógica: FALSE, f, false, n, noe 0 ;

14 A criação das tabelas é algo simples, similar ao que você estudou nas disciplinas de banco. O comando segue o padrão SQL com uma estrutura de variáveis com um escopo padrão formatado da seguinte forma: Quando precisarmos atribuir campos não nulos, basta especificar após o tipo da variável criada: Uma vantagem de destaque do Postgre são as colunas com valores padrões. O valor é atribuído automaticamente:

15 Especificamos uma chave primária como identificador que garante restrições de acesso, alterações e demais operações realizadas na base. Ocomandodecriaçãoé: Já a chave estrangeira especifica a comunicação de colunas iguais ou dados iguais em tabelas diferentes, mas que podem ser associados com o uso da chave primária:

16 As operações de alterações em tabelas são simples. No Postgre as operações mais conhecidas são incluir coluna, excluir coluna, incluir restrição ou excluir restrição. Todas as operações são realizadas com o uso do comando Para incluir uma nova coluna a uma tabela utilizamos Para excluir uma coluna de uma tabela utilizamos o comando Uma restrição comum adotada pelos programadores é altera campos NOT NULL. O comando para é:

17 Para remover as restrições o comando também é simples: Para finalizarmos essa parte de comandos de alteração sobre bases e tabelas é importante que os usuários saibam excluir uma determinada estrutura. A lógica também é a mesma padrão do SQL para excluir uma tabela: Algo interessante no SGBD Postgre, assim como no MySQL é que as inserções também podem ser via comandos. Um exemplo prático seria:

18 É importante salientar que alguns comandos [poucos] no Postgre são diferentes do MySQL. No site da disciplina temos duas apostilas disponíveis paraquevocêsfaçamodownloadeestudemouum ou outro para implementar seus projetos; Os passos explicados para instanciação, criação e inserçãodebasesdedados,tabelasevalorescomo Postgre segue a mesma lógica no MySQL. A diferença é apenas a porta localdo SGBD[3306] e a interface de gerenciamento do aplicativo, como estudamos nas primeiras aulas da disciplina [slide 04];

19 AteladeSQLQuerydoMySQLéaseguinte:

20 A diferença entre os SGBDs é simples. O MySQL requer a configuração do servidor [instalado nas primeiras aulas] e do navegador workbench para que se torne possível gerenciar as conexões; É preciso que sejam estabelecidos os parâmetros de acesso como usuário, login, schema padrão e o método de conexão utilizado pela aplicação; A maioria das aplicações utilizam TCP/IP como estrutura de comunicação pela rede. Como podemos observar na figura a seguir quando tudo estiver devidamente configurado [duas aplicações e o query], o usuário poderá implementar a base;

21 AteladeSQLQuerydoMySQLéaseguinte:

22 Observe que se você deixou de instalar o servidor na aula 04, a configuração de seu query pode está ocorrendo um erro[erro 10061]; Portanto, verifique se aparece no seu query a seguinte configuração-padrão estabelecida pelo software servidor: O usuário local deve ser root e a senha fica a critério do usuário;

23 Desta forma, todas as configurações estando devidamente realizadas seu SGBD está pronto para ser utilizado em modo localhost; Nas próximas aulas iremos ver os comandos básicos de manipulação de dados SQL, incluindo consultas e operações simples de registro; Também nas próximas aulas estaremos configurando o SGBD na IDE de desenvolvimento para garantir a conexão de persistência entre as funções implementadas com PhP e as funções e/ou códigos implementados com a linguagem SQL;

24 Alguém tem: Dúvidas? Perguntas? Sugestões? Primeira lista de exercícios da Unidade II disponível já no site:

Programação para Internet Orientada a Objetos com PHP & MySQL Instalando e configurando um ambiente de ferramentas PHP e MySQL. Prof. MSc.

Programação para Internet Orientada a Objetos com PHP & MySQL Instalando e configurando um ambiente de ferramentas PHP e MySQL. Prof. MSc. Programação para Internet Orientada a Objetos com PHP & MySQL Instalando e configurando um ambiente de ferramentas PHP e MySQL Prof. MSc. Hugo Souza Na última aula falamos um pouco sobre as ferramentas

Leia mais

Programação Orientada a Objetos com PHP & MySQL Cookies e Sessões. Prof. MSc. Hugo Souza

Programação Orientada a Objetos com PHP & MySQL Cookies e Sessões. Prof. MSc. Hugo Souza Programação Orientada a Objetos com PHP & MySQL Cookies e Sessões Prof. MSc. Hugo Souza Se você precisar manter informações sobre seus usuários enquanto eles navegam pelo seu site, ou até quando eles saem

Leia mais

Introdução ao Tableau Server 7.0

Introdução ao Tableau Server 7.0 Introdução ao Tableau Server 7.0 Bem-vindo ao Tableau Server; Este guia orientará você pelas etapas básicas de instalação e configuração do Tableau Server. Em seguida, usará alguns dados de exemplo para

Leia mais

Banco de Dados Oracle 10g

Banco de Dados Oracle 10g 2010 Banco de Dados II Líder: George Petz... 19 Bruno Aparecido Pereira... 07 Gustavo da Silva Oliveira... 24 Luis Felipe Martins Alarcon... 32 Rubens Gondek... 41 Professor: Gilberto Braga de Oliveira

Leia mais

Introdução a Banco de Dados

Introdução a Banco de Dados Introdução a Banco de Dados Ricardo Henrique Tassi - Departamento de Replicação Índice 1- Introdução... 03 2- Quais são os bancos de dados mais conhecidos hoje em dia...04 3- Quais são os tipos de banco...05

Leia mais

Satélite. Manual de instalação e configuração. CENPECT Informática www.cenpect.com.br cenpect@cenpect.com.br

Satélite. Manual de instalação e configuração. CENPECT Informática www.cenpect.com.br cenpect@cenpect.com.br Satélite Manual de instalação e configuração CENPECT Informática www.cenpect.com.br cenpect@cenpect.com.br Índice Índice 1.Informações gerais 1.1.Sobre este manual 1.2.Visão geral do sistema 1.3.História

Leia mais

Revisão: Introdução. - Integração com o AutoManager; 1 Atualização de versão do banco de dados PostgreSQL

Revisão: Introdução. - Integração com o AutoManager; 1 Atualização de versão do banco de dados PostgreSQL Urano Indústria de Balanças e Equipamentos Eletrônicos Ltda. Rua Irmão Pedro 709 Vila Rosa Canoas RS Fone: (51) 3462.8700 Fax: (51) 3477.4441 Características do Software Urano Integra 2.2 Data: 12/05/2014

Leia mais

AULA 2 INTERAÇÃO COM O BANCO DE DADOS

AULA 2 INTERAÇÃO COM O BANCO DE DADOS AULA 2 INTERAÇÃO COM O BANCO DE DADOS BANCO DE DADOS POSTGRESQL O PostgreSQL é um sistema gerenciador de banco de dados dos mais robustos e avançados do mundo. Seu código é aberto e é totalmente gratuito,

Leia mais

1 Sumário... 2. 2 O Easy Chat... 3. 3 Conceitos... 3. 3.1 Perfil... 3. 3.2 Categoria... 3. 4 Instalação... 5. 5 O Aplicativo... 7 5.1 HTML...

1 Sumário... 2. 2 O Easy Chat... 3. 3 Conceitos... 3. 3.1 Perfil... 3. 3.2 Categoria... 3. 4 Instalação... 5. 5 O Aplicativo... 7 5.1 HTML... 1 Sumário 1 Sumário... 2 2 O Easy Chat... 3 3 Conceitos... 3 3.1 Perfil... 3 3.2 Categoria... 3 3.3 Ícone Específico... 4 3.4 Janela Específica... 4 3.5 Ícone Geral... 4 3.6 Janela Geral... 4 4 Instalação...

Leia mais

Instalando o Lazarus e outros sistemas de suporte. Prof. Vitor H. Migoto de Gouvêa Colégio IDESA 2011

Instalando o Lazarus e outros sistemas de suporte. Prof. Vitor H. Migoto de Gouvêa Colégio IDESA 2011 Instalando o Lazarus e outros sistemas de suporte Prof. Vitor H. Migoto de Gouvêa Colégio IDESA 2011 Edição 1 Levante e ande - Instalando o Lazarus e outros sistemas de suporte. Ano: 02/2011 Nesta Edição

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE ESCOLA AGRÍCOLA DE JUNDIAÍ EAJ - PRONATEC / REDE etec MÓDULO III DESENVOLVIMENTO PROFESSOR ADDSON COSTA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE ESCOLA AGRÍCOLA DE JUNDIAÍ EAJ - PRONATEC / REDE etec MÓDULO III DESENVOLVIMENTO PROFESSOR ADDSON COSTA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE ESCOLA AGRÍCOLA DE JUNDIAÍ EAJ - PRONATEC / REDE etec MÓDULO III DESENVOLVIMENTO PROFESSOR ADDSON COSTA RESUMO DE AULA CRIAÇÃO E MANIPULAÇÃO DO BANCO DE DADOS

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO

MANUAL DE UTILIZAÇÃO MANUAL DE UTILIZAÇÃO Módulo de operação Ativo Bem vindo à Vorage CRM! Nas próximas paginas apresentaremos o funcionamento da plataforma e ensinaremos como iniciar uma operação básica através do nosso sistema,

Leia mais

Procedimento para instalação do OMNE-Smartweb em Raio-X

Procedimento para instalação do OMNE-Smartweb em Raio-X Procedimento para instalação do OMNE-Smartweb em Raio-X A primeira coisa a analisarmos é onde ficará posicionado o servidor de Raio-x na rede do cliente, abaixo será colocado três situações básicas e comuns

Leia mais

Instalando o WordPress em localhost

Instalando o WordPress em localhost Instalando o WordPress em localhost WordPress sem Mistério LEE ARAUJO htto://wordpresssemmisterio.com.br Sumário Instalando o WordPress em Localhost... 2 O Servidor web... 3 Iniciando o servidor... 6 Criação

Leia mais

Instalando o Internet Information Services no Windows XP

Instalando o Internet Information Services no Windows XP Internet Information Services - IIS Se você migrou recentemente do Windows 95 ou 98 para o novo sitema operacional da Microsoft Windows XP, e utilizava antes o Personal Web Server, deve ter notado que

Leia mais

Trabalho de Sistema de Informações. Instalação e configuração aplicativo Ocomon

Trabalho de Sistema de Informações. Instalação e configuração aplicativo Ocomon Trabalho de Sistema de Informações Aluno: Paulo Roberto Carvalho da Silva Instalação e configuração aplicativo Ocomon O trabalho tem como objetivo o estudo de caso,a instalação, configuração e funcionamento

Leia mais

INSTALANDO E CONFIGURANDO O MY SQL

INSTALANDO E CONFIGURANDO O MY SQL INSTALANDO E CONFIGURANDO O MY SQL Este tutorial tem como objetivo mostrar como instalar o banco de dados My SQL em ambiente Windows e é destinado aqueles que ainda não tiveram um contato com a ferramenta.

Leia mais

www.neteye.com.br NetEye Guia de Instalação

www.neteye.com.br NetEye Guia de Instalação www.neteye.com.br NetEye Guia de Instalação Índice 1. Introdução... 3 2. Funcionamento básico dos componentes do NetEye...... 3 3. Requisitos mínimos para a instalação dos componentes do NetEye... 4 4.

Leia mais

Faculdade de Tecnologia SENAC Goiás. Disciplina: Gerenciamento de Rede de Computadores. Goiânia, 16 de novembro de 2014.

Faculdade de Tecnologia SENAC Goiás. Disciplina: Gerenciamento de Rede de Computadores. Goiânia, 16 de novembro de 2014. Faculdade de Tecnologia SENAC Goiás Disciplina: Gerenciamento de Rede de Computadores : Goiânia, 16 de novembro de 2014. Faculdade de Tecnologia SENAC Goiás Professor: Marissol Martins Alunos: Edy Laus,

Leia mais

Structure Query Language SQL Guilherme Pontes lf.pontes.sites.uol.com.br

Structure Query Language SQL Guilherme Pontes lf.pontes.sites.uol.com.br 1. Abordagem geral Structure Query Language SQL Guilherme Pontes lf.pontes.sites.uol.com.br Em primeiro plano, deve-se escolher com qual banco de dados iremos trabalhar. Cada banco possui suas vantagens,

Leia mais

WecDB - 1 - WecDB Consulta Web Facilitada ao Banco de Dados

WecDB - 1 - WecDB Consulta Web Facilitada ao Banco de Dados WecDB - 1 - WecDB Consulta Web Facilitada ao Banco de Dados WecDB (Web Easy Consultation Database) é uma ferramenta para criação e disponibilização de consultas à Bancos de Dados na Internet. É composto

Leia mais

Iniciando o MySQL Query Brower

Iniciando o MySQL Query Brower MySQL Query Brower O MySQL Query Browser é uma ferramenta gráfica fornecida pela MySQL AB para criar, executar e otimizar solicitações SQL em um ambiente gráfico. Assim como o MySQL Administrator foi criado

Leia mais

INTRODUÇÃO: 1 - Conectando na sua conta

INTRODUÇÃO: 1 - Conectando na sua conta INTRODUÇÃO: Com certeza a reação da maioria dos que lerem esse mini manual e utilizarem o servidor vão pensar: "mas porque eu tenho que usar um console se em casa eu tenho uma interface gráfica bonito

Leia mais

1 - Como Instalar e Configurar Apache, PHP e MySQL no Windows

1 - Como Instalar e Configurar Apache, PHP e MySQL no Windows 1 - Como Instalar e Configurar Apache, PHP e MySQL no Windows 1.1 - Estrutura Inicial de Diretórios 1.2 - Instalação Apache (Servidor WEB) Primeiramente baixe o software (instalador) no site oficial do

Leia mais

Manual de Instalação e Configuração do SQL Express

Manual de Instalação e Configuração do SQL Express Manual de Instalação e Configuração do SQL Express Data alteração: 19/07/11 Pré Requisitos: Acesse o seguinte endereço e faça o download gratuito do SQL SRVER EXPRESS, conforme a sua plataforma x32 ou

Leia mais

CONFIGURAÇÃO MINIMA EXIGIDA:

CONFIGURAÇÃO MINIMA EXIGIDA: Este tutorial parte do princípio que seu usuário já possua conhecimentos básicos sobre hardware, sistema operacional Windows XP ou superior, firewall, protocolo de rede TCP/IP e instalação de software.

Leia mais

Instalando o Debian em modo texto

Instalando o Debian em modo texto Instalando o Debian em modo texto Por ser composto por um número absurdamente grande de pacotes, baixar os CDs de instalação do Debian é uma tarefa ingrata. Você pode ver uma lista dos mirrors disponíveis

Leia mais

PostgreSQL & PostGIS: Instalação do Banco de Dados Espacial no Windows 7

PostgreSQL & PostGIS: Instalação do Banco de Dados Espacial no Windows 7 PostgreSQL & PostGIS: Instalação do Banco de Dados Espacial no Windows 7 PostgreSQL & PostGIS: Instalação do Banco de Dados Espacial no Windows 7 Sobre o PostGIS PostGIS é um Add-on (complemento, extensão)

Leia mais

Desenvolvendo Websites com PHP

Desenvolvendo Websites com PHP Desenvolvendo Websites com PHP Aprenda a criar Websites dinâmicos e interativos com PHP e bancos de dados Juliano Niederauer 19 Capítulo 1 O que é o PHP? O PHP é uma das linguagens mais utilizadas na Web.

Leia mais

OneDrive: saiba como usar a nuvem da Microsoft

OneDrive: saiba como usar a nuvem da Microsoft OneDrive: saiba como usar a nuvem da Microsoft O OneDrive é um serviço de armazenamento na nuvem da Microsoft que oferece a opção de guardar até 7 GB de arquivos grátis na rede. Ou seja, o usuário pode

Leia mais

Banco de Dados BrOffice Base

Banco de Dados BrOffice Base Banco de Dados BrOffice Base Autor: Alessandro da Silva Almeida Disponível em: www.apostilando.com 27/02/2011 CURSO TÉCNICO EM SERVIÇO PÚBLICO Apostila de Informática Aplicada - Unidade VI Índice Apresentação...

Leia mais

CONFIGURAÇÃO DE REDE SISTEMA IDEAGRI - FAQ CONCEITOS GERAIS

CONFIGURAÇÃO DE REDE SISTEMA IDEAGRI - FAQ CONCEITOS GERAIS CONFIGURAÇÃO DE REDE SISTEMA IDEAGRI - FAQ CONCEITOS GERAIS Servidor: O servidor é todo computador no qual um banco de dados ou um programa (aplicação) está instalado e será COMPARTILHADO para outros computadores,

Leia mais

Manipulação de Dados em PHP (Visualizar, Inserir, Atualizar e Excluir) Parte 2

Manipulação de Dados em PHP (Visualizar, Inserir, Atualizar e Excluir) Parte 2 Desenvolvimento Web III Manipulação de Dados em PHP (Visualizar, Inserir, Atualizar e Excluir) Parte 2 Prof. Mauro Lopes 1-31 21 Objetivos Nesta aula iremos trabalhar a manipulação de banco de dados através

Leia mais

AULA 4 VISÃO BÁSICA DE CLASSES EM PHP

AULA 4 VISÃO BÁSICA DE CLASSES EM PHP AULA 4 VISÃO BÁSICA DE CLASSES EM PHP Antes de mais nada, vamos conhecer alguns conceitos, que serão importantes para o entendimento mais efetivos dos assuntos que trataremos durante a leitura desta apostila.

Leia mais

Sistema de Instalação e Criação da Estrutura do Banco de Dados MANUAL DO INSTALADOR. Julho/2007. Ministério da saúde

Sistema de Instalação e Criação da Estrutura do Banco de Dados MANUAL DO INSTALADOR. Julho/2007. Ministério da saúde Sistema de Instalação e Criação da Estrutura do Banco de Dados MANUAL DO INSTALADOR Julho/2007 Ministério da saúde SUMÁRIO Módulo 1. Instalação... 4 Introdução... 4 Configurações de equipamentos para instalação

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS CERCOMP (CENTRO DE RECURSOS COMPUTACIONAIS) TUTORIAL DE USO DO WEBMAIL - UFG

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS CERCOMP (CENTRO DE RECURSOS COMPUTACIONAIS) TUTORIAL DE USO DO WEBMAIL - UFG UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS CERCOMP (CENTRO DE RECURSOS COMPUTACIONAIS) TUTORIAL DE USO DO WEBMAIL - UFG Página 1 de 26 Sumário Introdução...3 Layout do Webmail...4 Zimbra: Nível Intermediário...5 Fazer

Leia mais

SAIBA MAIS SOBRE O LINUX E DESCUBRA QUAL DISTRIBUIÇÃO É MELHOR PARA VOCÊ! CURSO

SAIBA MAIS SOBRE O LINUX E DESCUBRA QUAL DISTRIBUIÇÃO É MELHOR PARA VOCÊ! CURSO 1 AULA SAIBA MAIS SOBRE O LINUX E DESCUBRA QUAL DISTRIBUIÇÃO É MELHOR PARA VOCÊ! ROTEIRO PRÉ-REQUISITOS 1 INTRODUÇÃO 2 DISTRIBUIÇÕES LINUX 3 AJUDA PARA ESCOLHER SUA DISTRIBUIÇÃO LINUX 4 DÚVIDAS FREQUENTES

Leia mais

ArpPrintServer. Sistema de Gerenciamento de Impressão By Netsource www.netsource.com.br Rev: 02

ArpPrintServer. Sistema de Gerenciamento de Impressão By Netsource www.netsource.com.br Rev: 02 ArpPrintServer Sistema de Gerenciamento de Impressão By Netsource www.netsource.com.br Rev: 02 1 Sumário INTRODUÇÃO... 3 CARACTERÍSTICAS PRINCIPAIS DO SISTEMA... 3 REQUISITOS DE SISTEMA... 4 INSTALAÇÃO

Leia mais

1. Introdução pág.3 2. Apresentação do sistema Joomla! pág.4 3. Acessando a administração do site pág.4 4. Artigos 4.1. Criando um Artigo 4.2.

1. Introdução pág.3 2. Apresentação do sistema Joomla! pág.4 3. Acessando a administração do site pág.4 4. Artigos 4.1. Criando um Artigo 4.2. 1. Introdução pág.3 2. Apresentação do sistema Joomla! pág.4 3. Acessando a administração do site pág.4 4. Artigos 4.1. Criando um Artigo 4.2. Editando um Artigo 4.3. Excluindo um Artigo 4.4. Publicar

Leia mais

Aplicativo da Manifestação do Destinatário. Manual

Aplicativo da Manifestação do Destinatário. Manual Aplicativo da Manifestação do Destinatário Manual Novembro de 2012 1 Sumário 1 Aplicativo de Manifestação do Destinatário...4 2 Iniciando o aplicativo...4 3 Menus...5 3.1 Manifestação Destinatário...5

Leia mais

Placa Acessório Modem Impacta

Placa Acessório Modem Impacta manual do usuário Placa Acessório Modem Impacta Parabéns, você acaba de adquirir um produto com a qualidade e segurança Intelbras. A Placa Modem é um acessório que poderá ser utilizado em todas as centrais

Leia mais

AVG Admin 2012 SQL Server 2005 Express

AVG Admin 2012 SQL Server 2005 Express AVG Admin 2012 SQL Server 2005 Express Conteúdo: 1. INSTALAÇÃO DO SQL SERVER 2005 EXPRESS... 3 1.1. Microsoft.Net Framework 2.0... 3 1.2. Microsoft SQL Server 2005 Express... 3 2. INSTALAÇÃO E CONFIGURAÇÃO

Leia mais

Laboratório - Exploração do FTP

Laboratório - Exploração do FTP Objetivos Parte 1: Usar o FTP em um prompt de comando Parte 2: Baixar um arquivo FTP usando WS_FTP LE Parte 3: Usar o FTP em um navegador Histórico/cenário O File Transfer Protocol (FTP) faz parte do conjunto

Leia mais

Revisão: - 1 Desinstalando Versões Anteriores

Revisão: - 1 Desinstalando Versões Anteriores Urano Indústria de Balanças e Equipamentos Eletrônicos Ltda. Rua Irmão Pedro 709 Vila Rosa Canoas RS Fone: (51) 3462.8700 Fax: (51) 3477.4441 Procedimentos de Instalação do Urano Integra 2.1e no Windows

Leia mais

Principais Comandos SQL Usados no MySql

Principais Comandos SQL Usados no MySql Principais Comandos SQL Usados no MySql O que é um SGBD? Um Sistema Gerenciador de Banco de Dados (como no Brasil) ou Sistema Gestor de Base de Dados (SGBD) é o conjunto de programas de computador (softwares)

Leia mais

Manual de Instalação do Servidor Orion Phoenix Versão 1.0 - Novembro/2010

Manual de Instalação do Servidor Orion Phoenix Versão 1.0 - Novembro/2010 Manual de Instalação do Servidor Orion Phoenix Versão 1.0 - Novembro/2010 Manual de Instalação do Sistema Orion Phoenix 1.0 - Novembro/2010 Página 1 SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO...3 2. VISÃO GERAL...3 3. PROCEDIMENTOS

Leia mais

Persistência e Banco de Dados em Jogos Digitais

Persistência e Banco de Dados em Jogos Digitais Persistência e Banco de Dados em Jogos Digitais Prof. Marcos Francisco Pereira da Silva Especialista em Engenharia de Software Jogos Digitais - Computação Gráfica 1 Agenda Vantagens de usar a abordagem

Leia mais

Portal Sindical. Manual Operacional Empresas/Escritórios

Portal Sindical. Manual Operacional Empresas/Escritórios Portal Sindical Manual Operacional Empresas/Escritórios Acesso ao Portal Inicialmente, para conseguir acesso ao Portal Sindical, nos controles administrativos, é necessário acessar a página principal da

Leia mais

Na tela dele, clique no sinal de + ao lado do nome do seu computador, para expandi-lo. A seguir, expanda também o item "Sites da web".

Na tela dele, clique no sinal de + ao lado do nome do seu computador, para expandi-lo. A seguir, expanda também o item Sites da web. Servidor WEB Desenvolvedores de sites que querem aprender ou testar ASP, ou mesmo profissionais que precisam desenvolver páginas ASP ou ASP.Net, não precisam necessariamente ter um servidor na web com

Leia mais

Configurando um Grupo Doméstico e Compartilhando arquivos no Windows 7

Configurando um Grupo Doméstico e Compartilhando arquivos no Windows 7 Configurando um Grupo Doméstico e Compartilhando arquivos no Windows 7 Para criar um grupo doméstico e compartilhar arquivos é necessário que tenhamos pelo menos dois computadores ligados entre si (em

Leia mais

Fluxo de trabalho do Capture Pro Software: Indexação de código de barras e separação de documentos

Fluxo de trabalho do Capture Pro Software: Indexação de código de barras e separação de documentos Este procedimento corresponde ao fluxo de trabalho de Indexação de código de barras e de separação de documentos no programa de treinamento do Capture Pro Software. As etapas do procedimento encontram-se

Leia mais

Instalando o SCI Manager

Instalando o SCI Manager Instalando o SCI Manager Para iniciarmos a instalação do SCI Manager execute o pacote de instalação SCI_Manager.exe, logo após sua execução será apresentada a tela de boas vindas, como na figura logo abaixo.

Leia mais

QUESTINAMENTOS AO EDITAL DE CONCORRÊNCIA 01/2013

QUESTINAMENTOS AO EDITAL DE CONCORRÊNCIA 01/2013 QUESTINAMENTOS AO EDITAL DE CONCORRÊNCIA 01/2013 Prezados Senhores da comissão de licitação da UENF, seguem alguns questionamentos acerca do edital de concorrência 01/2013 para esclarecimentos: 1. ANEXO

Leia mais

INSTALAÇÃO DO SISTEMA CONTROLGÁS

INSTALAÇÃO DO SISTEMA CONTROLGÁS INSTALAÇÃO DO SISTEMA CONTROLGÁS 1) Clique duas vezes no arquivo ControlGasSetup.exe. Será exibida a tela de boas vindas do instalador: 2) Clique em avançar e aparecerá a tela a seguir: Manual de Instalação

Leia mais

Como configurar e-mails nos celulares. Ebook. Como configurar e-mails no seu celular. W3alpha - Desenvolvimento e hospedagem na internet

Como configurar e-mails nos celulares. Ebook. Como configurar e-mails no seu celular. W3alpha - Desenvolvimento e hospedagem na internet Ebook Como configurar e-mails no seu celular Este e-book irá mostrar como configurar e-mails, no seu celular. Sistemas operacionais: Android, Apple, BlackBerry, Nokia e Windows Phone Há muitos modelos

Leia mais

Tecnologia WEB III. Prof. Erwin Alexander Uhlmann. PHP e MySQL. UHLMANN, Erwin Alexander. Introdução ao PHP. Instituto Siegen. Guarulhos, 2012.

Tecnologia WEB III. Prof. Erwin Alexander Uhlmann. PHP e MySQL. UHLMANN, Erwin Alexander. Introdução ao PHP. Instituto Siegen. Guarulhos, 2012. Tecnologia WEB III Prof. Erwin Alexander Uhlmann PHP e MySQL UHLMANN, Erwin Alexander. Introdução ao PHP. Instituto Siegen. Guarulhos, 2012. Agradecimentos Agradeço à minha esposa Kátia por entender minha

Leia mais

MANUAL DE CONFIGURAÇÃO

MANUAL DE CONFIGURAÇÃO MANUAL DE CONFIGURAÇÃO Índice Conteúdo Página Legendas 3 1.0 Primeiro acesso 5 2.0 Cadastro de login e senha 6 3.0 Configuração do Blocker 7 3.1 Senha de acesso 8 3.2 Grade de Horário 9 3.2.1 Configurando

Leia mais

Para começarmos as configurações, primeiramente vamos habilitar o DVR Veicular para o acesso. Clique em Menu e depois entre em Geral.

Para começarmos as configurações, primeiramente vamos habilitar o DVR Veicular para o acesso. Clique em Menu e depois entre em Geral. DVR Veicular Para começarmos as configurações, primeiramente vamos habilitar o DVR Veicular para o acesso. Clique em Menu e depois entre em Geral. Dentro do menu Geral, clique em rede, como mostra a figura.

Leia mais

Listando itens em ComboBox e gravando os dados no Banco de Dados MySQL.

Listando itens em ComboBox e gravando os dados no Banco de Dados MySQL. Listando itens em ComboBox e gravando os dados no Banco de Dados MySQL. Prof. Vitor H. Migoto de Gouvêa Colégio IDESA 2012 Edição 7 Listando e Gravando Listando itens em ComboBox e gravando os dados no

Leia mais

Conexão ODBC do MySQL com Excel 2010

Conexão ODBC do MySQL com Excel 2010 PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Curso: Banco de Dados Disciplina: Laboratório de Data Warehouse e Business Intelligence Professor: Fernando Zaidan Unidade 7 BI 2012 Crédito dos Slides: Clever Junior 2 Download

Leia mais

PostgreSQL Exemplo MDI

PostgreSQL Exemplo MDI PostgreSQL Exemplo MDI Nesta aula criaremos uma aplicação uma base de dados simples para cadastro de Clientes e Estados. Trabalharemos com o Sistema Gerenciador de Banco de Dados (SGBD) PostgreSQL. E este

Leia mais

SAD Gestor Gerenciador de Backup

SAD Gestor Gerenciador de Backup SAD Gestor Gerenciador de Backup treinamento@worksoft.inf.br SAD Gestor Gerenciador de Backup SAD Gerenciador de Backup Esse aplicativo foi desenvolvido para realizar cópias compactadas de bancos de dados

Leia mais

1. Domínio dos Atributos

1. Domínio dos Atributos Structure Query Language SQL Guilherme Pontes lf.pontes.sites.uol.com.br 1. Domínio dos Atributos Por domínio, ou tipo, pode-se entender como a maneira como determinado atributo (ou campo, se tratando

Leia mais

LINGUAGEM DE BANCO DE DADOS

LINGUAGEM DE BANCO DE DADOS LINGUAGEM DE BANCO DE DADOS Gabriela Trevisan Bacharel em Sistemas de Informação Universidade Federal do Rio Grande Pós-Graduanda Formação Pedagógica de Professores (FAQI) Conceito de BD Um banco de dados

Leia mais

LICENCIAMENTO V14 USANDO REPRISE LICENSE MANAGER

LICENCIAMENTO V14 USANDO REPRISE LICENSE MANAGER LICENCIAMENTO V14 USANDO REPRISE LICENSE MANAGER V14 de BricsCAD vem com um novo sistema de licenciamento, com base na tecnologia de licenciamento de Reprise Software. Este novo sistema oferece um ambiente

Leia mais

Tutorial USERADM Como inserir conteúdo no Portal Transparência

Tutorial USERADM Como inserir conteúdo no Portal Transparência Portal Transparência / Acesso a Informação Tutorial USERADM Como inserir conteúdo no Portal Transparência Como acessar? 1. Primeiramente acesse o site de sua instituição, como exemplo vamos utilizar o

Leia mais

Front-End Uso da Linguagem Turbo Delphi para Acesso ao Banco de Dados Mysql

Front-End Uso da Linguagem Turbo Delphi para Acesso ao Banco de Dados Mysql Universidade Federal de Mato Grosso-UFMT Sistemas de Informação Laboratório de Programação Visual Prof. Clóvis Júnior Front-End Uso da Linguagem Turbo Delphi para Acesso ao Banco de Dados Mysql Estrutura

Leia mais

Instalando software MÉDICO Online no servidor

Instalando software MÉDICO Online no servidor Instalando software MÉDICO Online no servidor A máquina denominada Servidora é a que armazenará o banco de dados do software (arquivo responsável pelas informações inseridas), compartilhando com as demais

Leia mais

WEBSITE. Como utilizar um site Assistente de Criação para criar seu próprio site

WEBSITE. Como utilizar um site Assistente de Criação para criar seu próprio site WEBSITE Como utilizar um site Assistente de Criação para criar seu próprio site QUAL A PRINCIPAL UTILIDADE PARA UM SITE? Propaganda! Um website é a sua presença na mais recente das mídias. Como mídia,

Leia mais

ÍNDICE. 1. Introdução...2. 2. O que é o Sistema Mo Porã...2. 3. Como acessar o Site Mo Porã...3. 4. Cadastro do Sistema Mo Porã...

ÍNDICE. 1. Introdução...2. 2. O que é o Sistema Mo Porã...2. 3. Como acessar o Site Mo Porã...3. 4. Cadastro do Sistema Mo Porã... ÍNDICE 1. Introdução...2 2. O que é o Sistema Mo Porã...2 3. Como acessar o Site Mo Porã...3 4. Cadastro do Sistema Mo Porã...4 5. Navegando no Site Mo Porã...6 5. 1 Manual de ajuda do sistema Mo Porã...7

Leia mais

Sistema de Chamados Protega

Sistema de Chamados Protega SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO... 3 2. REALIZANDO ACESSO AO SISTEMA DE CHAMADOS... 4 2.1 DETALHES DA PÁGINA INICIAL... 5 3. ABERTURA DE CHAMADO... 6 3.1 DESTACANDO CAMPOS DO FORMULÁRIO... 6 3.2 CAMPOS OBRIGATÓRIOS:...

Leia mais

Aplicativo web para definição do modelo lógico no projeto de banco de dados relacional

Aplicativo web para definição do modelo lógico no projeto de banco de dados relacional Aplicativo web para definição do modelo lógico no projeto de banco de dados relacional Juarez Bachmann Orientador: Alexander Roberto Valdameri Roteiro Introdução Objetivos Fundamentação teórica Desenvolvimento

Leia mais

Procedimentos para Instalação do SISLOC

Procedimentos para Instalação do SISLOC Procedimentos para Instalação do SISLOC Sumário 1. Informações Gerais...3 2. Instalação do SISLOC...3 Passo a passo...3 3. Instalação da Base de Dados SISLOC... 11 Passo a passo... 11 4. Instalação de

Leia mais

Obs: É necessário utilizar um computador com sistema operacional Windows 7.

Obs: É necessário utilizar um computador com sistema operacional Windows 7. Instalando os Pré-Requisitos Os arquivos dos 'Pré-Requisitos' estão localizados na pasta Pré-Requisitos do CD HyTracks que você recebeu. Os arquivos também podem ser encontrados no servidor. (www.hytracks.com.br/pre-requisitos.zip).

Leia mais

CRIANDO, ALTERADO E EXCLUINDO TABELAS, INSERINDO, SELECIONANDO, ALTERANDO E EXCLUINDO DADOS

CRIANDO, ALTERADO E EXCLUINDO TABELAS, INSERINDO, SELECIONANDO, ALTERANDO E EXCLUINDO DADOS CRIANDO, ALTERADO E EXCLUINDO TABELAS, INSERINDO, SELECIONANDO, ALTERANDO E EXCLUINDO DADOS Prof. Me. Hélio Esperidião SQL - STRUCTURED QUERY LANGUAGE SQL é uma linguagem padronizada para a definição e

Leia mais

Nome: n.º WEB Série 2B 2C 2D 2E Barueri, 17/08/2009 2ª Postagem Disciplina: Gerenciamento e Estrutura de Banco de Dados Professor: Márcio

Nome: n.º WEB Série 2B 2C 2D 2E Barueri, 17/08/2009 2ª Postagem Disciplina: Gerenciamento e Estrutura de Banco de Dados Professor: Márcio Nome: n.º WEB Série 2B 2C 2D 2E Barueri, 17/08/2009 2ª Postagem Disciplina: Gerenciamento e Estrutura de Banco de Dados Professor: Márcio MySQL Query Browser Após usarmos o ambiente MySQL Monitor, que

Leia mais

WF Processos. Manual de Instruções

WF Processos. Manual de Instruções WF Processos Manual de Instruções O WF Processos é um sistema simples e fácil de ser utilizado, contudo para ajudar os novos usuários a se familiarizarem com o sistema, criamos este manual. Recomendamos

Leia mais

VoIP. Voice Over IP. lmedeiros@othos.com.br

VoIP. Voice Over IP. lmedeiros@othos.com.br VoIP Voice Over IP lmedeiros@othos.com.br Índice O que Significa? Como funciona? Porque utilizar? Equipamentos VoIP Desvantagens Provedores VoIP Conclusão O que significa? VoIP é uma tecnologia que usa

Leia mais

TUTORIAL: MANTENDO O BANCO DE DADOS DE SEU SITE DENTRO DO DOMÍNIO DA USP USANDO O SSH!

TUTORIAL: MANTENDO O BANCO DE DADOS DE SEU SITE DENTRO DO DOMÍNIO DA USP USANDO O SSH! UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO (USP) ESCOLA DE ARTES, CIÊNCIAS E HUMANIDADES (EACH) TUTORIAL: MANTENDO O BANCO DE DADOS DE SEU SITE DENTRO DO DOMÍNIO DA USP USANDO O SSH! Autoria e revisão por: PET Sistemas

Leia mais

Manual do AP_Conta. Manual do AP_Conta. Aplicativo para digitação e envio de contas médicas no padrão TISS

Manual do AP_Conta. Manual do AP_Conta. Aplicativo para digitação e envio de contas médicas no padrão TISS 2014 Manual do AP_Conta Aplicativo para digitação e envio de contas médicas no padrão TISS 0 Sumário 1. Sobre esse manual... 3 2. Habilitando e Configurando o AP_Conta... 4 3. Habilitação e Licenciamento...

Leia mais

Procedimentos para Reinstalação do Sisloc

Procedimentos para Reinstalação do Sisloc Procedimentos para Reinstalação do Sisloc Sumário: 1. Informações Gerais... 3 2. Criação de backups importantes... 3 3. Reinstalação do Sisloc... 4 Passo a passo... 4 4. Instalação da base de dados Sisloc...

Leia mais

www.neteye.com.br NetEye Guia de Instalação

www.neteye.com.br NetEye Guia de Instalação www.neteye.com.br NetEye Guia de Instalação 1. Introdução Esse guia foi criado com o propósito de ajudar na instalação do NetEye. Recomendamos que todos os passos sejam seguidos corretamente para que a

Leia mais

Processo de Envio de email

Processo de Envio de email Processo de Envio de email Introdução O envio de documentos de forma eletrônica vem sendo muito utilizado, assim o envio de arquivos, relatórios, avisos, informações é realizado via e-mail. O sistema disponibiliza

Leia mais

FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA

FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA Compartilhamento de Arquivos no Google Drive Sumário (Clique sobre a opção desejada para ir direto à página correspondente) Utilização do Google Grupos Introdução...

Leia mais

Procedimentos para Instalação do Sisloc

Procedimentos para Instalação do Sisloc Procedimentos para Instalação do Sisloc Sumário: 1. Informações Gerais... 3 2. Instalação do Sisloc... 3 Passo a passo... 3 3. Instalação da base de dados Sisloc... 16 Passo a passo... 16 4. Instalação

Leia mais

1- Requisitos mínimos. 2- Instalando o Acesso Full. 3- Iniciando o Acesso Full pela primeira vez

1- Requisitos mínimos. 2- Instalando o Acesso Full. 3- Iniciando o Acesso Full pela primeira vez Manual Conteúdo 1- Requisitos mínimos... 2 2- Instalando o Acesso Full... 2 3- Iniciando o Acesso Full pela primeira vez... 2 4- Conhecendo a barra de navegação padrão do Acesso Full... 3 5- Cadastrando

Leia mais

Sistemas Distribuídos

Sistemas Distribuídos Sistemas Distribuídos Modelo Cliente-Servidor: Introdução aos tipos de servidores e clientes Prof. MSc. Hugo Souza Iniciando o módulo 03 da primeira unidade, iremos abordar sobre o Modelo Cliente-Servidor

Leia mais

Omega Tecnologia Manual Omega Hosting

Omega Tecnologia Manual Omega Hosting Omega Tecnologia Manual Omega Hosting 1 2 Índice Sobre o Omega Hosting... 3 1 Primeiro Acesso... 4 2 Tela Inicial...5 2.1 Área de menu... 5 2.2 Área de navegação... 7 3 Itens do painel de Controle... 8

Leia mais

1) MANUAL DO INTEGRADOR Este documento, destinado aos instaladores do sistema, com informações de configuração.

1) MANUAL DO INTEGRADOR Este documento, destinado aos instaladores do sistema, com informações de configuração. O software de tarifação é uma solução destinada a rateio de custos de insumos em sistemas prediais, tais como shopping centers. O manual do sistema é dividido em dois volumes: 1) MANUAL DO INTEGRADOR Este

Leia mais

CRIANDO BANCOS DE DADOS NO SQL SERVER 2008 R2 COM O SQL SERVER MANAGEMENT STUDIO

CRIANDO BANCOS DE DADOS NO SQL SERVER 2008 R2 COM O SQL SERVER MANAGEMENT STUDIO CRIANDO BANCOS DE DADOS NO SQL SERVER 2008 R2 COM O SQL SERVER MANAGEMENT STUDIO Antes de criarmos um novo Banco de Dados quero fazer um pequeno parênteses sobre segurança. Você deve ter notado que sempre

Leia mais

Suporte ao Desenvolvedor: 0800 770 3320 www.desenvolvedoresdaruma.com.br

Suporte ao Desenvolvedor: 0800 770 3320 www.desenvolvedoresdaruma.com.br Este STK mostrara como instalar e configurar o SiteremoteServer3, para que o mesmo possa gerenciar e monitorar todos os kiosks que tenham o Sitekiosk instalado. Premissas: Possuir um Computador com Windows

Leia mais

Rational Requirements Composer Treinamento aos Analistas de Qualidade e Gestor das Áreas de Projeto

Rational Requirements Composer Treinamento aos Analistas de Qualidade e Gestor das Áreas de Projeto Rational Requirements Composer Treinamento aos Analistas de Qualidade e Gestor das Áreas de Projeto Objetivos do Treinamento Apresentar as principais funcionalidades do Rational Requirements Composer relacionadas

Leia mais

HOW TO. Instalação do Firewall 6.1 Software

HOW TO. Instalação do Firewall 6.1 Software Introdução HOW TO Página: 1 de 14 Para fazer a migração/instalação do 6.1 Software, é necessária a instalação do Sistema Operacional Linux Fedora Core 8. Explicaremos passo a passo como formatar a máquina,

Leia mais

Versão Liberada. www.gerpos.com.br. Gerpos Sistemas Ltda. info@gerpos.com.br. Av. Jones dos Santos Neves, nº 160/174

Versão Liberada. www.gerpos.com.br. Gerpos Sistemas Ltda. info@gerpos.com.br. Av. Jones dos Santos Neves, nº 160/174 Versão Liberada A Gerpos comunica a seus clientes que nova versão do aplicativo Gerpos Retaguarda, contendo as rotinas para emissão da Nota Fiscal Eletrônica, já está disponível. A atualização da versão

Leia mais

Ferramenta: Spider-CL. Manual do Usuário. Versão da Ferramenta: 1.1. www.ufpa.br/spider

Ferramenta: Spider-CL. Manual do Usuário. Versão da Ferramenta: 1.1. www.ufpa.br/spider Ferramenta: Spider-CL Manual do Usuário Versão da Ferramenta: 1.1 www.ufpa.br/spider Histórico de Revisões Data Versão Descrição Autor 14/07/2009 1.0 15/07/2009 1.1 16/07/2009 1.2 20/05/2010 1.3 Preenchimento

Leia mais

PROGRAMAÇÃO PARA DISPOSITIVOS MÓVEIS

PROGRAMAÇÃO PARA DISPOSITIVOS MÓVEIS PROGRAMAÇÃO PARA DISPOSITIVOS MÓVEIS Uso do SQLite no Android Professor: Danilo Giacobo OBJETIVOS DA AULA Aprender a persistir dados utilizando o banco de dados SQLite. Conhecer e utilizar a classe SQLiteOpenHelper.

Leia mais

TUTORIAL INSTALAÇÃO DA ROTINA 2075 NO LINUX

TUTORIAL INSTALAÇÃO DA ROTINA 2075 NO LINUX Apresentação O departamento de varejo da PC Sistemas inovou seu produto de frente de caixa, permitindo seu funcionamento no sistema operacional do Linux com a distribuição Ubuntu. O cliente poderá usar

Leia mais

Manual de Instalação, Administração e Uso do Sistema Elétric

Manual de Instalação, Administração e Uso do Sistema Elétric Manual de Instalação, Administração e Uso do Sistema Elétric Versão 1.0 Autores Bruna Cirqueira Mariane Dantas Milton Alves Robson Prioli Nova Odessa, 10 de Setembro de 2013 Sumário Apoio 1. Licença deste

Leia mais

Gerenciamento de Arquivos e Pastas. Professor: Jeferson Machado Cordini jmcordini@hotmail.com

Gerenciamento de Arquivos e Pastas. Professor: Jeferson Machado Cordini jmcordini@hotmail.com Gerenciamento de Arquivos e Pastas Professor: Jeferson Machado Cordini jmcordini@hotmail.com Arquivo Todo e qualquer software ou informação gravada em nosso computador será guardada em uma unidade de disco,

Leia mais