SISTEMA DE GERENCIAMENTO DA TABELA DE PROCEDIMENTOS, MEDICAMENTOS, ÓRTESES, PRÓTESES E MATERIAIS ESPECIAIS DO SUS - SIGTAP

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "SISTEMA DE GERENCIAMENTO DA TABELA DE PROCEDIMENTOS, MEDICAMENTOS, ÓRTESES, PRÓTESES E MATERIAIS ESPECIAIS DO SUS - SIGTAP"

Transcrição

1 13º - AUDHOSP SISTEMA DE GERENCIAMENTO DA TABELA DE PROCEDIMENTOS, MEDICAMENTOS, ÓRTESES, PRÓTESES E MATERIAIS ESPECIAIS DO SUS - SIGTAP CAROLINA LUCENA Coordenação Geral dos Sistemas de Informação Departamento de Regulação, Avaliação e Controle de Sistemas Secretaria de Atenção à Saúde Ministério da Saúde SETEMBRO/2014

2 BASE LEGAL PT GM 321 de fevereiro de Institui a Tabela de Procedimentos, Medicamentos, Órteses/Próteses e Materiais Especiais - OPM do Sistema Único de Saúde - SUS. Vigência a partir de julho/2007. PT GM 1541 de junho de Prorroga a implantação da Tabela de Procedimentos, Medicamentos, Órteses e Próteses e Materiais Especiais (OPM) do Sistema Único de Saúde SUS para janeiro de PT GM 2848 de novembro de Publica a Tabela de Procedimentos, Medicamentos, Órteses, Próteses e Materiais Especiais - OPM do Sistema Único de Saúde.

3 OBJETIVOS O SIGTAP é uma ferramenta que permite o acompanhamento sistemático, inclusive com série histórica, das alterações realizadas em cada competência, detalhando os atributos dos procedimentos, compatibilidades e relacionamentos. Disponível em:

4 AÇÕES Gera relatórios e disponibiliza um informe mensal registrando as principais alterações realizadas na tabela, de acordo com portarias publicadas no Diário Oficial da União ou outros documentos.

5 CLASSIFICAÇÃO

6 ESTRUTURA DA TABELA UNIFICADA GRUPOS NOME 01 AÇÕES DE PROMOÇÃO E PREVENÇÃO EM SAÚDE 02 PROCEDIMENTOS COM FINALIDADE DIAGNÓSTICA 03 PROCEDIMENTOS CLÍNICOS 04 PROCEDIMENTOS CIRÚRGICOS 05 TRANSPLANTES DE ÓRGÃOS, TECIDOS e CÉLULAS 06 MEDICAMENTOS 07 ÓRTESES, PRÓTESES E MATERIAIS ESPECIAIS 08 AÇÕES COMPLEMENTARES DA ATENÇÃO À SAÚDE

7 ESTRUTURA DA TABELA UNIFICADA

8 ATRIBUTOS GERAIS DO SIGTAP Relacionados ao Procedimento Relacionados ao Estabelecimento de Saúde Relacionados ao Usuário Relacionados ao Financiamento * PT SAS nº 341,15/07/10 revogada pela PT SAS nº 436,10/09/10

9 RELACIONADOS AO PROCEDIMENTO Código Nome Descrição Origem (SIA/SIH e SIGTAP) Vigência/Portaria Modalidade de Atendimento Complexidade Instrumento de Registro Quantidade Máxima Classificação Bras.de Ocupações CBO Categoria CBO

10 RELACIONADOS AO PROCEDIMENTO Média de Permanência Tempo médio de permanência Tempo de permanência Quantidade de Pontos correspondente ao rateio do SP Valor - Ambulatorial, Valor Hospitalar (SH, SP) Renases TUSS * Histórico de alterações

11 RELACIONADOS AOS ESTABELECIMENTOS Serviço/ Classificação Habilitação Leito Rede de Atenção

12 RELACIONADOS AOS USUÁRIOS Idade mínima Idade máxima Sexo CID Principal CID Secundário.

13 RELACIONADOS FINANCIAMENTO Tipo de financiamento Sub tipo de financiamento Incremento

14 RELACIONADOS A OUTROS MOTIVOS Histórico de alterações

15 RELACIONADOS A OUTROS MOTIVOS Regras Condicionadas

16 ATRIBUTOS COMPLEMENTARES Inclui valor da anestesia Política Nacional de Cirurgias Eletivas Admite Longa Permanência Admite Permanência à Maior - Diárias acima do dobro do tempo de permanência média, valor único. #Exclui diárias de UTI Admite liberação de quantidade na AIH CNRAC Permanência por Dia Não permite mudança de procedimento Exige CNS Exige VDRL na AIH Permite alta direta da UTI Exige idade no BPA (Consolidado) 013 Verifica habilitação de terceiros Admite APAC de continuidade

17 ATRIBUTOS COMPLEMENTARES Admitido apenas para Hosp. Especializado /Psiquiatria 016 Admitido apenas em Hospital Geral Exige informação da OPM Procedimento de Urgência Projeto Olhar Brasil Monitoramento CEO Não exige CBO Exige registro na APAC de dados complementares Registro no SISCOLO Registro no SISPRENATAL Registro no SISMAMA Registro de Procedimentos Secundários Compatíveis Identificação de Cir Cardiovasculares Pediátricas

18 ATRIBUTOS COMPLEMENTARES CID facultativo Admite período maior para apresentação Cirurgias Eletivas - Componente I Cirurgias Eletivas - Componente II Cirurgias Eletivas - Componente III APAC com validade fixa de 03 competências Não exige CNS Condicionado a regras específicas (PT 1229/2012) Exige autorização (PT 857/2012) Exige CNPJ do Fornecedor (PT 971/2012) Exige Serviço/Classificação (PT 857 de 2012) Permitido em AIH com mais de um proc. principal (PT 2947/12) Registro no SISCAN (PT 2460/2013) APAC com validade fixa de 12 competências (PT 389/2014)

19 RELACIONAMENTO ENTRE PROCEDIMENTOS COMPATIBILIDADE CONCOMITÂNCIA APACS DIFERENTES PARA O MESMO PACIENTE EXCLUDÊNCIA

20 RELATÓRIOS TIPOS Simples Sintético Analítico

21 RELATÓRIOS TIPOS Completo do Analítico Analítico (com alguns atributos)

22 Exibição em tela RELATÓRIOS FORMATO PDF Excel (xls) Rich Text (rtf)

23 ÚLTIMAS IMPLEMENTAÇÕES

24 ÚLTIMAS IMPLEMENTAÇÕES RELATÓRIO REGRA CONDICIONADA

25 ÚLTIMAS IMPLEMENTAÇÕES RELATÓRIO TABELAS SIA/SIH (ANTERIOR 2008)

26 RELATÓRIO TABELAS SIA/SIH (ANTERIOR 2008)

27 OBRIGADA! pessoal: Núcleo de Ações e Serviços de Saúde: CGSI: Tel: (061)

Art. 1º - Alterar o valor dos procedimentos a seguir discriminados: Código Descrição Valor 07.02.08.002- R$ 1.300,00 1.176,99

Art. 1º - Alterar o valor dos procedimentos a seguir discriminados: Código Descrição Valor 07.02.08.002- R$ 1.300,00 1.176,99 MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE PORTARIA Nº 04, DE 20 DE JANEIRO DE 2009. O Secretário de Atenção à Saúde, no uso de suas atribuições, Considerando a Portaria nº 2.582/GM, de 2 de dezembro

Leia mais

Monitoramento Laboratório Regional de Prótese Dentária

Monitoramento Laboratório Regional de Prótese Dentária MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE DEPARTAMENTO DE ATENÇÃO BÁSICA COORDENAÇÃO-GERAL DE SAÚDE BUCAL Monitoramento Laboratório Regional de Prótese Dentária Passo a Passo: Monitoramento Laboratório

Leia mais

Nutrição e dietética:

Nutrição e dietética: O sistema permite o cadastro de vários almoxarifados, e controla os estoques separadamente de cada um, bem como o cadastro de grupos de estocagem, visando o agrupamento dos insumos estocáveis, classificados

Leia mais

PORTARIA Nº 493, DE 31 DE AGOSTO DE 2007.

PORTARIA Nº 493, DE 31 DE AGOSTO DE 2007. PORTARIA Nº 493, DE 31 DE AGOSTO DE 2007. O Secretário Atenção à Saú, no uso suas atribuições, Consirando a Portaria nº 1.569/GM, 28 junho 2007, que institui diretrizes para a atenção à saú, com vistas

Leia mais

SIGTAP SISTEMA DE GERENCIAMENTO DA TABELA DE PROCEDIMENTOS MEDICAMENTOS E OPM DO SUS.

SIGTAP SISTEMA DE GERENCIAMENTO DA TABELA DE PROCEDIMENTOS MEDICAMENTOS E OPM DO SUS. SIGTAP SISTEMA DE GERENCIAMENTO DA TABELA DE PROCEDIMENTOS MEDICAMENTOS E OPM DO SUS. É o sistema onde a CGSI inclui, altera e desativa procedimentos e seus atributos e o público consulta seus relatórios.

Leia mais

MINISTÉRIO DA SAÚDE COORDENAÇÃO-GERAL DE SAÚDE BUCAL. Monitoramento da produção de próteses dentárias

MINISTÉRIO DA SAÚDE COORDENAÇÃO-GERAL DE SAÚDE BUCAL. Monitoramento da produção de próteses dentárias MINISTÉRIO DA SAÚDE COORDENAÇÃO-GERAL DE SAÚDE BUCAL Monitoramento da produção de próteses dentárias 2015 2004 Política Nacional de Saúde Bucal Ações de promoção, prevenção, recuperação e manutenção da

Leia mais

CMD - Conjunto Mínimo de Dados da Atenção à Saúde

CMD - Conjunto Mínimo de Dados da Atenção à Saúde CMD - Conjunto Mínimo de Dados da Atenção à Saúde MDH - Minimum Dataset Healthcare SISRCA - Sistema de Regulação Controle e Avaliação Projeto para modernização das bases de dados essenciais e dos sistemas

Leia mais

PORTARIA Nº 480, DE 20 DE SETEMBRO DE 2010

PORTARIA Nº 480, DE 20 DE SETEMBRO DE 2010 PORTARIA Nº 480, DE 20 DE SETEMBRO DE 2010 Legislações - SAS Ter, 21 de Setembro de 2010 00:00 PORTARIA Nº 480, DE 20 DE SETEMBRO DE 2010 O Secretário de Atenção à Saúde, no uso de suas atribuições, Considerando

Leia mais

http://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/gm/2009/prt2620_21_10_2009_rep.html

http://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/gm/2009/prt2620_21_10_2009_rep.html Page 1 of 8 ADVERTÊNCIA Este texto não substitui o publicado no Diário Oficial da União Ministério da Saúde Gabinete do Ministro PORTARIA Nº 2.620, DE 21 DE OUTUBRO DE 2009(*) Inclui habilitação na Tabela

Leia mais

CGSI/DRAC/SAS/MS SISRCA

CGSI/DRAC/SAS/MS SISRCA Ministério da Saúde Secretaria de Atenção à Saúde Departamento de Regulação, Avaliação e Controle de Sistemas Coordenação Geral de Sistemas de Informação CGSI/DRAC/SAS/MS SISRCA - Sistema de Regulação,

Leia mais

PORTARIA Nº 196, DE 6 DE FEVEREIRO DE 2012

PORTARIA Nº 196, DE 6 DE FEVEREIRO DE 2012 PORTARIA Nº 96, DE 6 DE FEVEREIRO DE 22 Aprova a diretriz para acompanhamento e tratamento de pacientes portadores de implantes mamários das marcas PIP (Poly Implants Prothèse) e ROFIL e inclui procedimentos

Leia mais

Tabela de Procedimentos, Medicamentos e OPM do SUS

Tabela de Procedimentos, Medicamentos e OPM do SUS Ministério da Saúde Sistema Único de Saúde Tabela de Procedimentos, Medicamentos e OPM do SUS Grupo: 08 ACOES COMPLEMENTARES DA ATENCAO A SAUDE SubGrupo: 01 ACOES RELACIONADAS AO ESTABELECIMENTO Forma

Leia mais

Ato Normativo PORTARIA Nº 511, DE 27 DE SETEMBRO DE 2010

Ato Normativo PORTARIA Nº 511, DE 27 DE SETEMBRO DE 2010 Ato Normativo PT SAS nº 511 Publicação DOU Diário Oficial da União Data: 27/09/2010 Data: 28/09/2010 PORTARIA Nº 511, DE 27 DE SETEMBRO DE 2010 O Secretário de Atenção à Saúde, no uso de suas atribuições,

Leia mais

MINISTÉRIO DA SAÚDE. GABINETE DO MINISTRO Portaria nº 572/GM Em 1 de junho de 2000

MINISTÉRIO DA SAÚDE. GABINETE DO MINISTRO Portaria nº 572/GM Em 1 de junho de 2000 MINISTÉRIO DA SAÚDE GABINETE DO MINISTRO Portaria nº 572/GM Em 1 de junho de 20 O Ministro de Estado da Saúde, no uso de suas atribuições legais, Considerando a Portaria GM/MS nº 569/GM, de 1º de junho

Leia mais

MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE DEPARTAMENTO DE ATENÇÃO BÁSICA COORDENAÇÃO GERAL DE SAÚDE BUCAL. Nota técnica: Portaria SAS 718

MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE DEPARTAMENTO DE ATENÇÃO BÁSICA COORDENAÇÃO GERAL DE SAÚDE BUCAL. Nota técnica: Portaria SAS 718 MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE DEPARTAMENTO DE ATENÇÃO BÁSICA COORDENAÇÃO GERAL DE SAÚDE BUCAL Nota técnica: Portaria SAS 718 Diante da necessidade de revisão e atualização dos procedimentos

Leia mais

MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE DEPARTAMENTO DE REGULAÇÃO, AVALIAÇÃO E CONTROLE COORDENAÇÃO-GERAL DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO BPA

MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE DEPARTAMENTO DE REGULAÇÃO, AVALIAÇÃO E CONTROLE COORDENAÇÃO-GERAL DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO BPA MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE DEPARTAMENTO DE REGULAÇÃO, AVALIAÇÃO E CONTROLE COORDENAÇÃO-GERAL DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO BPA Boletim de Produção Ambulatorial MANUAL DE OPERAÇÃO DO

Leia mais

MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE DEPARTAMENTO DE ATENÇÃO BÁSICA COORDENAÇÃO-GERAL DE SAÚDE BUCAL. Nota técnica

MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE DEPARTAMENTO DE ATENÇÃO BÁSICA COORDENAÇÃO-GERAL DE SAÚDE BUCAL. Nota técnica MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE DEPARTAMENTO DE ATENÇÃO BÁSICA COORDENAÇÃO-GERAL DE SAÚDE BUCAL Nota técnica Assunto: Portaria 718/SAS Diante da necessidade de revisão e atualização dos

Leia mais

Ministério da Saúde. Sistemas de Informação em Saúde

Ministério da Saúde. Sistemas de Informação em Saúde Secretaria de Atenção à Saúde Departamento de Regulação, Avaliação e Controle de Sistemas Coordenação Geral de Sistemas de Informação /MS Sistemas de Informação em Saúde Setembro 2011 [ Organograma do

Leia mais

Diário Oficial Imprensa Nacional

Diário Oficial Imprensa Nacional Diário Oficial Imprensa Nacional Nº 228 29/11/11 Seção 1 - p.98 MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE PORTARIA Nº 804, DE 28 DE NOVEMBRO DE 2011 REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL BRASÍLIA - DF

Leia mais

Diário Oficial Imprensa Nacional

Diário Oficial Imprensa Nacional Diário Oficial Imprensa Nacional REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL BRASÍLIA - DF DOU de 28/09/2010 seção 1 Ministério da Saúde Secretaria de Atenção à Saúde PORTARIA Nº 511, DE 27 DE NOVEMBRO DE 2010 O Secretário

Leia mais

Oficinas Estaduais de Monitoramento dos LRPD

Oficinas Estaduais de Monitoramento dos LRPD MINISTÉRIO DA SAÚDE COORDENAÇÃO-GERAL DE SAÚDE BUCAL Oficinas Estaduais de Monitoramento dos LRPD Patrícia Tiemi Cawahisa Consultora Técnica MINISTÉRIO DA SAÚDE COORDENAÇÃO-GERAL DE SAÚDE BUCAL Oficinas

Leia mais

Curso Anual de Revisão em Hemodinâmica e Cardiologia Intervencionista SBHCI 2011

Curso Anual de Revisão em Hemodinâmica e Cardiologia Intervencionista SBHCI 2011 Curso Anual de Revisão em Hemodinâmica e Cardiologia Intervencionista SBHCI 2011 A remuneração do intervencionista: a realidade do SUS e da saúde suplementar Adriano Dias Dourado Oliveira Cardiologista

Leia mais

Tabela de Procedimentos, OPM e Medicamento do SUS e apresentação. Leandro Manassi Panitz Consultor Técnico MS - Referência Técnica SIA/SUS

Tabela de Procedimentos, OPM e Medicamento do SUS e apresentação. Leandro Manassi Panitz Consultor Técnico MS - Referência Técnica SIA/SUS Secretaria de Atenção à Saúde Departamento de Regulação, Avaliação e Controle de Sistemas Coordenação Geral de Sistema de Informação Tabela de Procedimentos, OPM e Medicamento do SUS e apresentação SIA/SUS

Leia mais

http://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/gm/2008/prt1559_01_08_2008.html

http://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/gm/2008/prt1559_01_08_2008.html Página 1 de 5 ADVERTÊNCIA Este texto não substitui o publicado no Diário Oficial da União Ministério da Saúde Gabinete do Ministro PORTARIA Nº 1.559, DE 1º DE AGOSTO DE 2008 Institui a Política Nacional

Leia mais

MINISTÉRIO DA SAÚDE PORTARIA Nº 196, DE 6 DE FEVEREIRO DE 2012 (*)

MINISTÉRIO DA SAÚDE PORTARIA Nº 196, DE 6 DE FEVEREIRO DE 2012 (*) 1 MINISTÉRIO DA SAÚDE PORTARIA Nº 196, DE 6 DE FEVEREIRO DE 2012 (*) Aprova a diretriz para acompanhamento e tratamento de pacientes portadores de implantes mamários das marcas PIP (Poly Implants Prothèse)

Leia mais

MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE DEPARTAMENTO DE REGULAÇÃO, AVALIAÇÃO E CONTROLE COORDENAÇÃO-GERAL DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE DEPARTAMENTO DE REGULAÇÃO, AVALIAÇÃO E CONTROLE COORDENAÇÃO-GERAL DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE DEPARTAMENTO DE REGULAÇÃO, AVALIAÇÃO E CONTROLE COORDENAÇÃO-GERAL DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Sistema de Informação do Câncer SISCAN 16 de Setembro 2015

Leia mais

PORTARIA No- 845, DE 2 DE MAIO DE 2012

PORTARIA No- 845, DE 2 DE MAIO DE 2012 PORTARIA No- 845, DE 2 DE MAIO DE 2012 Estabelece estratégia de qualificação e ampliação do acesso aos transplantes de órgãos sólidos e de medula óssea, por meio da criação de novos procedimentos e de

Leia mais

Ministério da Saúde Secretaria de Atenção à Saúde PORTARIA Nº 511, DE 27 DE NOVEMBRO DE 2010

Ministério da Saúde Secretaria de Atenção à Saúde PORTARIA Nº 511, DE 27 DE NOVEMBRO DE 2010 Ministério da Saú Secretaria Atenção à Saú PORTARIA Nº 511, DE 27 DE NOVEMBRO DE 2010 O Secretário Atenção à Saú, no uso suas atribuições, Consirando a Lei Nº 9.434, 04 fevereiro 1997, que dispõe sobre

Leia mais

file:///w:/fono_usp/texto/conteudo/5_politicas_publicas_ok/legislaca... Portaria nº 432 de 14 de novembro de 2000.

file:///w:/fono_usp/texto/conteudo/5_politicas_publicas_ok/legislaca... Portaria nº 432 de 14 de novembro de 2000. 1 de 5 7/7/2009 14:02 Portaria nº 432 de 14 de novembro de 2000. O Secretário de Assistência à Saúde, no uso de suas atribuições, Considerando ser do âmbito ambulatorial o diagnóstico e o acompanhamento

Leia mais

PORTARIA Nº 196, DE 6 DE FEVEREIRO DE 2012

PORTARIA Nº 196, DE 6 DE FEVEREIRO DE 2012 PORTARIA Nº 196, DE 6 DE FEVEREIRO DE 2012 Aprova a diretriz para acompanhamento e tratamento de pacientes portadores de implantes mamários das marcas PIP (Poly Implants Prothèse) e ROFIL e inclui procedimentos

Leia mais

PASSO A PASSO PARA A EXECUÇÃO DOS PROCEDIMENTOS CIRÚRGICOS ELETIVOS.

PASSO A PASSO PARA A EXECUÇÃO DOS PROCEDIMENTOS CIRÚRGICOS ELETIVOS. PASSO A PASSO PARA A EXECUÇÃO DOS PROCEDIMENTOS CIRÚRGICOS ELETIVOS. Este documento tem por objetivo orientar Estados, Distrito Federal e Municípios como proceder no planejamento dos procedimentos Cirúrgicos

Leia mais

MANIFESTO DOS TERAPEUTAS OCUPACIONAIS À REDE DE HOSPITAIS PÚBLICOS FEDERAIS DO RIO DE JANEIRO

MANIFESTO DOS TERAPEUTAS OCUPACIONAIS À REDE DE HOSPITAIS PÚBLICOS FEDERAIS DO RIO DE JANEIRO MANIFESTO DOS TERAPEUTAS OCUPACIONAIS À REDE DE HOSPITAIS PÚBLICOS FEDERAIS DO RIO DE JANEIRO O Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão editou a portaria n 292 no dia 4 de julho de 2012 que autoriza

Leia mais

Wilson Modesto Pollara Secretário Adjunto da Saúde Do Estado de São Paulo. wpollara@saude.sp.gov.br

Wilson Modesto Pollara Secretário Adjunto da Saúde Do Estado de São Paulo. wpollara@saude.sp.gov.br Wilson Modesto Pollara Secretário Adjunto da Saúde Do Estado de São Paulo wpollara@saude.sp.gov.br ACESSO QUALIDADE CUSTO ATENDER ÀS NECESSIDADES ASSISTENCIAIS A S S I S T Ê N C I A R E G U L A Ç Ã O R

Leia mais

PORTARIA N 344 DE 20 DE JUNHO DE 2008.

PORTARIA N 344 DE 20 DE JUNHO DE 2008. Page 1 of 8 PORTARIA N 344 DE 20 DE JUNHO DE 2008. A Secretária de Atenção à Saúde Substituta, no uso de suas atribuições, Considerando a Portaria nº 2.848/GM, de 06 de novembro de 200, que aprova a estrutura

Leia mais

O MINISTRO DE ESTADO DA SAÚDE, no uso das atribuições que lhe conferem os incisos I e II do parágrafo único do art. 87 da Constituição, e

O MINISTRO DE ESTADO DA SAÚDE, no uso das atribuições que lhe conferem os incisos I e II do parágrafo único do art. 87 da Constituição, e PORTARIA Nº 1.341, DE 13 DE JUNHO DE 2012 Define os valores dos incentivos de implantação e de custeio mensal dos Centros de Especialidades Odontológicas - CEO e dá outras providências. O MINISTRO DE ESTADO

Leia mais

MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE DEPARTAMENTO DE ATENÇÃO BÁSICA COORDENAÇÃO GERAL DE SAÚDE BUCAL

MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE DEPARTAMENTO DE ATENÇÃO BÁSICA COORDENAÇÃO GERAL DE SAÚDE BUCAL MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE DEPARTAMENTO DE ATENÇÃO BÁSICA COORDENAÇÃO GERAL DE SAÚDE BUCAL ASS: Cadastro e repasse de recursos para os Laboratórios Regionais de Próteses Dentárias

Leia mais

Nome do campo Descrição Obrigatório. Registro da operadora na ANS. Já consta na guia. Número da guia de solicitação.

Nome do campo Descrição Obrigatório. Registro da operadora na ANS. Já consta na guia. Número da guia de solicitação. Legenda da Guia de solicitação de internação Núm. do Campo Nome do campo Descrição 1 Registro ANS Registro da operadora na ANS. Já consta na guia. 2 Número da guia Número da guia de solicitação. Já consta

Leia mais

SAÚDE NÃO TEM PREÇO MAS TEM CUSTO

SAÚDE NÃO TEM PREÇO MAS TEM CUSTO SAÚDE NÃO TEM PREÇO MAS TEM CUSTO DESPESAS FEDERAIS R$ 2,86 TRILHÕES 19% 0,3% 19% 52% 10% Somente 10 % de liberdade!!! RESERVA DE CONTINGENCIA PRIMÁRIA DESPESAS FINANCEIRAS DESPESAS DISCRICIONÁRIAS PREVIDÊNCIA

Leia mais

Apresentação Anterior

Apresentação Anterior Apresentação Anterior Apresentação Anterior Apresentação Anterior CMD - Conjunto Mínimo de Dados da Atenção à Saúde MDH - Minimum Dataset Healthcare Projeto para modernização das bases de dados essenciais

Leia mais

MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE DEPARTAMENTO DE ATENÇÃO BÁSICA COORDENAÇÃO-GERAL DE SAÚDE BUCAL NOTA TÉCNICA

MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE DEPARTAMENTO DE ATENÇÃO BÁSICA COORDENAÇÃO-GERAL DE SAÚDE BUCAL NOTA TÉCNICA MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE DEPARTAMENTO DE ATENÇÃO BÁSICA COORDENAÇÃO-GERAL DE SAÚDE BUCAL NOTA TÉCNICA ASS: Credenciamento e repasse de recursos para os Laboratórios Regionais de

Leia mais

INCLUI E ALTERA PROCEDIMENTOS NA TABELA DE HABILITAÇÕES DO SCNES E NA TABELA DE MEDICAMENTOS DE OPM DO SUS

INCLUI E ALTERA PROCEDIMENTOS NA TABELA DE HABILITAÇÕES DO SCNES E NA TABELA DE MEDICAMENTOS DE OPM DO SUS Circular 446/2009 São Paulo, 02 de dezembro de 2009. PROVEDOR(A) ADMINISTRADOR(A) INCLUI E ALTERA PROCEDIMENTOS NA TABELA DE HABILITAÇÕES DO SCNES E NA TABELA DE MEDICAMENTOS DE OPM DO SUS Diário oficial

Leia mais

Ministério da Saúde GABINETE DO MINISTRO PORTARIA Nº 3.193, DE 24 DEZEMBRO DE 2008

Ministério da Saúde GABINETE DO MINISTRO PORTARIA Nº 3.193, DE 24 DEZEMBRO DE 2008 Ministério da Saúde GABINETE DO MINISTRO PORTARIA Nº 3.193, DE 24 DEZEMBRO DE 2008 Altera a Tabela de Procedimentos, Medicamentos, Órteses/Próteses e Materiais Especiais do Sistema Único de Saúde - SUS.

Leia mais

Portaria nº 570/GM Em 1 de junho de 2000.

Portaria nº 570/GM Em 1 de junho de 2000. Portaria nº 570/GM Em 1 de junho de 2000. O Ministro de Estado da Saúde, no uso de suas atribuições legais, e, Considerando a Portaria GM/MS nº 569/GM, de 1º de junho de 2000, que estabelece o Programa

Leia mais

Ministério da Saúde Secretaria Executiva Departamento de Economia da Saúde e Desenvolvimento

Ministério da Saúde Secretaria Executiva Departamento de Economia da Saúde e Desenvolvimento 1 Ministério da Saúde Secretaria Executiva Departamento de Economia da Saúde e Desenvolvimento I Congresso Informação de Custos e Qualidade do Gasto no Setor Público Oficina II Informação de Custo para

Leia mais

MANUAL DE PREENCHIMENTO GUIAS TISS

MANUAL DE PREENCHIMENTO GUIAS TISS MANUAL DE PREENCHIMENTO GUIAS TISS Padrão TISS Atendendo à exigência da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), a partir do dia 31 de Agosto do corrente ano, a Unimed Sobral se adequará ao padrão

Leia mais

VANDERLEI SOARES MOYA Diretor Técnico de Departamento de Saúde Grupo Normativo de Auditoria e Controle de Saúde GNACS Secretaria de Estado de Saúde

VANDERLEI SOARES MOYA Diretor Técnico de Departamento de Saúde Grupo Normativo de Auditoria e Controle de Saúde GNACS Secretaria de Estado de Saúde VANDERLEI SOARES MOYA Diretor Técnico de Departamento de Saúde Grupo Normativo de Auditoria e Controle de Saúde GNACS Secretaria de Estado de Saúde de São Paulo 1983 Criado o Sistema de Assistência Médico

Leia mais

Diário Oficial Imprensa Nacional

Diário Oficial Imprensa Nacional Diário Oficial Imprensa Nacional REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL BRASÍLIA - DF Nº 121 27/06/11 Seção 1 p. 112 MINISTÉRIO DA SAÚDE GABINETE DO MINISTRO PORTARIA Nº 1.464, DE 24 DE JUNHO DE 2011 Altera o

Leia mais

ALTERAÇÃO NA TABELA DE HABILITAÇÃO DO SISTEMA DO CADASTRO NACIONAL DE ESTABELECIMENTOS DE SAÚDE - SCNES

ALTERAÇÃO NA TABELA DE HABILITAÇÃO DO SISTEMA DO CADASTRO NACIONAL DE ESTABELECIMENTOS DE SAÚDE - SCNES De 7 a 10 de Maio / 2013 The Royal palm Plaza Hotel Circular 121/2013 São Paulo, 26 de março de 2013. PROVEDOR(A) ADMINISTRADOR(A) ALTERAÇÃO NA TABELA DE HABILITAÇÃO DO SISTEMA DO CADASTRO NACIONAL DE

Leia mais

Manual Operacional da APAC

Manual Operacional da APAC Manual Operacional da APAC Dados técnicos do sistema 1)Linguagem de programação : Clipper, ambiente DOS 2)Memória utilizada : 640 Kb (menos que 1 Megabyte) 3)Não é compatível com nomes de arquivos e pastas

Leia mais

Divulgação Novo TISS 3.02.00

Divulgação Novo TISS 3.02.00 Manual TISS 3.0.00 Índice Tema Introdução Conteúdo e Estrutura Guia de Consulta Legenda Guia de Consulta Guia SP SADT Legenda Guia SP SADT Guia Solicitação de Internação Legenda Guia Solicitação de Internação

Leia mais

TOTVS Gestão Hospitalar Manual Ilustrado - Faturamento SUS. 11.8.x. março de 2015. Versão: 2.0

TOTVS Gestão Hospitalar Manual Ilustrado - Faturamento SUS. 11.8.x. março de 2015. Versão: 2.0 TOTVS Gestão Hospitalar Manual Ilustrado - Faturamento SUS 11.8.x março de 2015 Versão: 2.0 1 Sumário 1 Objetivos... 4 2 Introdução... 4 3 Cadastros... 5 3.1 Cadastro de Convênio SUS... 5 3.2 Cadastro

Leia mais

TUTORIAL DE USO DO BUSINESS INTELLIGENCE (BI) PARA O HÓRUS-ESPECIALIZADO

TUTORIAL DE USO DO BUSINESS INTELLIGENCE (BI) PARA O HÓRUS-ESPECIALIZADO MINISTÉRIO DA SAÚDE Secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos Departamento de Assistência Farmacêutica Coordenação Geral do Componente Especializado da Assistência Farmacêutica TUTORIAL

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DA BAHIA Secretaria da Saúde do Estado da Bahia Superintendência de Atenção Integral à Saúde SAIS Diretoria de Atenção Básica DAB

GOVERNO DO ESTADO DA BAHIA Secretaria da Saúde do Estado da Bahia Superintendência de Atenção Integral à Saúde SAIS Diretoria de Atenção Básica DAB DAB Nota Técnica n 05/2012 Orienta sobre o acesso, o cadastro, a liberação de senhas, registro, monitoramento e validação das ações do Programa Saúde na Escola no Sistema Integrado de Monitoramento, Execução

Leia mais

PORTARIA Nº 344, DE 20 DE JUNHO DE 2008(*)

PORTARIA Nº 344, DE 20 DE JUNHO DE 2008(*) PORTARIA Nº 344, DE 20 DE JUNHO DE 2008(*) O Secretário de Atenção à Saúde, no uso de suas atribuições, Considerando a Portaria nº 2.8/GM, de 06 de novembro de 200, que aprova a estrutura e o detalhamento

Leia mais

O COAP na perspectiva da gestão da Vigilância em Saúde. Sonia Brito Secretaria de Vigilância em Saúde

O COAP na perspectiva da gestão da Vigilância em Saúde. Sonia Brito Secretaria de Vigilância em Saúde O COAP na perspectiva da gestão da Vigilância em Saúde Sonia Brito Secretaria de Vigilância em Saúde Decreto 7.508/11 Regulamenta a Lei nº 8.080, de 19 de setembro de 1990, para dispor sobre a organização

Leia mais

PORTARIA Nº 589, DE 08 DE OUTUBRO DE 2004

PORTARIA Nº 589, DE 08 DE OUTUBRO DE 2004 PORTARIA Nº 589, DE 08 DE OUTUBRO DE 2004 O Secretário de Atenção à Saúde, no uso de suas atribuições, Considerando a Portaria GM nº 2.073, de 28 de setembro de 2004, que institui a Política Nacional de

Leia mais

IESUS. Anexo 1. Novas Metodologias para Vigilância Epidemiológica: Uso do SIH/SUS. Informe Epidemiológico do SUS 22

IESUS. Anexo 1. Novas Metodologias para Vigilância Epidemiológica: Uso do SIH/SUS. Informe Epidemiológico do SUS 22 IESUS Novas Metodologias para Vigilância Epidemiológica: Uso do SIH/SUS Anexo 1 Instrumentos do Sistema de Informação Hospitalar Laudo Médico para Emissão de AIH O Laudo Médico é o instrumento para solicitação

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA FUNDAÇÃO MUNICIPAL DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO DE CANOAS SUPERINTENDÊNCIA DE PROJETOS E SISTEMAS

TERMO DE REFERÊNCIA FUNDAÇÃO MUNICIPAL DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO DE CANOAS SUPERINTENDÊNCIA DE PROJETOS E SISTEMAS FUNDAÇÃO MUNICIPAL DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO DE CANOAS SUPERINTENDÊNCIA DE PROJETOS E SISTEMAS CONTRATAÇÃO DE EMPRESA ESPECIALIZADA EM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO PARA FORNECIMENTO DE LICENÇA

Leia mais

AUDITORIA E FATURAMENTO SUS

AUDITORIA E FATURAMENTO SUS AUDITORIA E FATURAMENTO SUS Karla Michelline Boaventura Enfª Auditora SUS MBA Executiva em Gestão de Serviços de Saúde (Universidade Castelo Branco) Extensão em Gestão de Serviços de Saúde e Administração

Leia mais

Padrão TISS RADAR TISS Operadoras Edição 2013

Padrão TISS RADAR TISS Operadoras Edição 2013 Padrão TISS RADAR TISS Operadoras Edição 2013 SUMÁRIO Questão 1 - Valor dos eventos de atenção à saúde, por grupo e origem... 4 Questão 2 Quantitativo e valor dos eventos de atenção à saúde por prestador...

Leia mais

Manual de Operação SISRCA. Módulo Captação do Atendimento

Manual de Operação SISRCA. Módulo Captação do Atendimento Manual de Operação SISRCA Módulo Captação do Atendimento Versão Alfa 1.10 29-07-2013 SUMÁRIO GLOSSÁRIO... 3 1. APRESENTAÇÃO... 4 1.1. INFORMAÇÕES RELEVANTES... 4 2. VISÃO GERAL DO SISTEMA... 5 3. INSTALANDO

Leia mais

!"#$% ""&' () *! * +,! -. /0!1 *2 /314 5#6#! "7 %* ""&' ) )8. * () *! *0!3*. ' 9*$ )4.* ') $ * :$* () *! *0!3)%;

!#$% &' () *! * +,! -. /0!1 *2 /314 5#6#! 7 %* &' ) )8. * () *! *0!3*. ' 9*$ )4.* ') $ * :$* () *! *0!3)%; !"#$% ""&' () *! * +,! -. /0!1 *2 /314 5#6#! "7 %* ""&' ) )8. * () *! *0!3*. ' 9*$ )4.* ') $ * :$* () *! *0!3)%; 5 ) < *. ) $ * 9 *.)* () *! *+,! -. 3' ?. *() *! *0!3 * )-) *-3 *:$* **)

Leia mais

REGULAÇÃO DOS SERVIÇOS ODONTOLÓGICOS DO COMPLEXO REGULADOR DE FLORIANÓPOLIS

REGULAÇÃO DOS SERVIÇOS ODONTOLÓGICOS DO COMPLEXO REGULADOR DE FLORIANÓPOLIS TÍTULO DA PRÁTICA: REGULAÇÃO DOS SERVIÇOS ODONTOLÓGICOS DO COMPLEXO REGULADOR DE FLORIANÓPOLIS CÓDIGO DA PRÁTICA: T66 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 Complexo Regulador caracteriza-se

Leia mais

PORTARIA Nº 1.228, DE 30 DE OUTUBRO DE 2012

PORTARIA Nº 1.228, DE 30 DE OUTUBRO DE 2012 PORTARIA Nº 1.228, D 30 D OUTUBRO D 2012 Legislações - GM Qua, 31 de Outubro de 2012 00:00 PORTARIA Nº 1.228, D 30 D OUTUBRO D 2012 O Secretário de Atenção à Saúde, no uso da atribuição conferida pelo

Leia mais

MATRIZ DE PRIORIZAÇÃO GUT ERRO DE MEDICAÇÃO. Rosangela Jeronimo

MATRIZ DE PRIORIZAÇÃO GUT ERRO DE MEDICAÇÃO. Rosangela Jeronimo MATRIZ DE PRIORIZAÇÃO GUT ERRO DE MEDICAÇÃO Rosangela Jeronimo 2011 HOSPITAL SANTA CRUZ Filantrópico Foco na comunidade japonesa Localizado no bairro da Vila Mariana São Paulo 166 leitos destinados a internação

Leia mais

EMENTA: Mamografia de rastreamento - Periodicidade atrelada a riscos - Financiamento Público CONSULTA

EMENTA: Mamografia de rastreamento - Periodicidade atrelada a riscos - Financiamento Público CONSULTA PARECER Nº 2482/2014 CRM-PR PROCESSO CONSULTA N.º 48/2014 - PROTOCOLO N.º 26065/2014 ASSUNTO: MAMOGRAFIA DE RASTREAMENTO PARECERISTA: CONS. JOSÉ CLEMENTE LINHARES EMENTA: Mamografia de rastreamento - Periodicidade

Leia mais

MANUAL DO SISTEMA DE INFORMAÇÃO HOSPITALAR MODULO II. Sisaih01.exe OPERACÃO DO SISTEMA

MANUAL DO SISTEMA DE INFORMAÇÃO HOSPITALAR MODULO II. Sisaih01.exe OPERACÃO DO SISTEMA MANUAL DO SISTEMA DE INFORMAÇÃO HOSPITALAR MODULO II Sisaih01.exe OPERACÃO DO SISTEMA ENTRADA OU CAPTAÇÃO DE DADOS DA AIH (PARA USO PELO PRESTADOR/HOSPITAL) VERSÃO PRELIMINAR SETEMBRO 2008 1 2008 Ministério

Leia mais

Conceitos e definições da ANS (Agencia Nacional de Saúde)

Conceitos e definições da ANS (Agencia Nacional de Saúde) Conceitos e definições da ANS (Agencia Nacional de Saúde) Demonstrativo de retorno: modelo formal de representação e descrição documental do padrão TISS sobre o pagamento dos eventos assistenciais realizados

Leia mais

MANUAL DE OPERAÇÃO DO SISTEMA

MANUAL DE OPERAÇÃO DO SISTEMA MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE DEPARTAMENTO DE REGULAÇÃO, AVALIAÇÃO E CONTROLE COORDENAÇÃO-GERAL DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Atenção Domiciliar e Atenção Psicossocial MANUAL DE OPERAÇÃO

Leia mais

Planejamento Estratégico

Planejamento Estratégico Planejamento Estratégico A decisão pela realização do Planejamento Estratégico no HC surgiu da Administração, que entendeu como urgente formalizar o planejamento institucional. Coordenado pela Superintendência

Leia mais

Diário Oficial Imprensa Nacional N.º 246 DOU de 23/12/05 Seção 1 - p. 124

Diário Oficial Imprensa Nacional N.º 246 DOU de 23/12/05 Seção 1 - p. 124 Diário Oficial Imprensa Nacional N.º 246 DOU de 23/12/05 Seção 1 - p. 124 MINISTERIO DA SAUDE SECRETÁRIO DE ATENÇÃO À SAÚDE PORTARIA Nº 743, DE 20 DE DEZEMBRO DE 2005 REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL BRASÍLIA

Leia mais

REGULAMENTO OPERACIONAL DA CENTRAL DE REGULAÇÃO CENTRAL DE CONSULTAS E EXAMES ESPECIALIZADOS

REGULAMENTO OPERACIONAL DA CENTRAL DE REGULAÇÃO CENTRAL DE CONSULTAS E EXAMES ESPECIALIZADOS REGULAMENTO OPERACIONAL DA CENTRAL DE REGULAÇÃO CENTRAL DE CONSULTAS E EXAMES ESPECIALIZADOS Aprovado através da Resolução nº 06/CMS/2010, de 09 de março de 2010, Ananindeua PA Capítulo I DO CADASTRAMENTO

Leia mais

MANUAL DE ORIENTAÇÃO AIH AUTORIZAÇÃO DE INTERNAÇÃO HOSPITALAR - SUS

MANUAL DE ORIENTAÇÃO AIH AUTORIZAÇÃO DE INTERNAÇÃO HOSPITALAR - SUS MANUAL DE ORIENTAÇÃO AIH AUTORIZAÇÃO DE INTERNAÇÃO HOSPITALAR - SUS MANUAL DE ORIENTAÇÃO DAS AUTORIZAÇÕES DE INTERNAÇÕES HOSPITALARES - AIH'S Este manual tem por objetivo capacitar os servidores das Unidades

Leia mais

PLANEJAMENTO FAMILIAR

PLANEJAMENTO FAMILIAR MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE PORTARIA Nº 85, DE 15 DE MARÇO DE 1999 DO 51, DE 17/3/99 O Secretário de Assistência à Saúde, no uso de suas atribuições, e considerando: - a importância

Leia mais

GSUS Sistema de Gestão da Assistência de Saúde do SUS

GSUS Sistema de Gestão da Assistência de Saúde do SUS GSUS Sistema de Gestão da Assistência de Saúde do SUS Sigla do Sistema: GSUS Nome do Sistema: Sistema de Gestão da Assistência de Saúde do SUS Responsável pelo Projeto: Antonio Francisco Peixoto Baptista

Leia mais

ÍNDICE TISS versão 3.0 Implantação 31/05/2014

ÍNDICE TISS versão 3.0 Implantação 31/05/2014 1 ÍNDICE 1. Visão Geral 3 2. O que é a TISS 3 3. Histórico da evolução do modelo 3 4. O que faz parte da TISS 4 5. Guias e demonstrativos 4 6. Plano de contingência 4 7. Guia de consulta 5 8. Guia de SP/SADT

Leia mais

GSUS Sistema de Gestão Hospitalar e Ambulatorial do SUS

GSUS Sistema de Gestão Hospitalar e Ambulatorial do SUS GSUS Sistema de Gestão Hospitalar e Ambulatorial do SUS O sistema GSUS é uma aplicação WEB para gestão operacional da assistência de saúde executada a nível hospitalar ou ambulatorial, tendo como foco

Leia mais

Programa Nacional de Controle da Dengue - PNCD PLANO DE CONTINGÊNCIA AREA DA ASSISTÊNCIA

Programa Nacional de Controle da Dengue - PNCD PLANO DE CONTINGÊNCIA AREA DA ASSISTÊNCIA Programa Nacional de Controle da Dengue - PNCD PLANO DE CONTINGÊNCIA AREA DA DENGUE: PLANO DE CONTINGÊNCIA - AREA DA DIRETRIZES GERAIS PARA ELABORAÇÃO E EXECUÇÃO DO PLANO DE CONTIGÊNCIA Apoio Ministério

Leia mais

13º - AUDHOSP AUDITORIA NO SUS VANDERLEI SOARES MOYA 2014

13º - AUDHOSP AUDITORIA NO SUS VANDERLEI SOARES MOYA 2014 13º - AUDHOSP AUDITORIA NO SUS VANDERLEI SOARES MOYA 2014 AUDITORIA NA SAÚDE Na saúde, historicamente, as práticas, as estruturas e os instrumentos de controle, avaliação e auditoria das ações estiveram,

Leia mais

MINISTÉRIO DA SAÚDE. GABINETE DO MINISTRO PORTARIA N.º 570, DE 1º DE JUNHO DE 2000 Republicada por ter saído com incorreções

MINISTÉRIO DA SAÚDE. GABINETE DO MINISTRO PORTARIA N.º 570, DE 1º DE JUNHO DE 2000 Republicada por ter saído com incorreções MINISTÉRIO DA SAÚDE GABINETE DO MINISTRO PORTARIA N.º 570, DE 1º DE JUNHO DE 2000 Republicada por ter saído com incorreções O Ministro de Estado da Saúde, no uso de suas atribuições legais, e considerando:

Leia mais

PADRÃO TISS COMPONENTE DE CONTEÚDO E ESTRUTURA. Formulários do Plano de Contingência

PADRÃO TISS COMPONENTE DE CONTEÚDO E ESTRUTURA. Formulários do Plano de Contingência PADRÃO TISS COMPONENTE DE CONTEÚDO E ESTRUTURA Formulários do Plano de Contingência Padrão TISS - Componente de Conteúdo e Estrutura - Novembro 2013 311 Logo da Empresa GUIA DE CONSULTA 2- Nº Guia no Prestador

Leia mais

Ministério da Saúde. Comunicação de Informação Hospitalar e Ambulatorial CIHA

Ministério da Saúde. Comunicação de Informação Hospitalar e Ambulatorial CIHA Ministério da Saúde Secretaria de Atenção à Saúde Departamento de Regulação, Avaliação e Controle de Sistemas Coordenação Geral de Sistemas de Informação CGSI/ Comunicação de Informação Hospitalar e Ambulatorial

Leia mais

Monitoramento e Gestão de Risco Sanitário os desafios do SNVS para o usuário que é sujeito, cidadão e cliente

Monitoramento e Gestão de Risco Sanitário os desafios do SNVS para o usuário que é sujeito, cidadão e cliente Monitoramento e Gestão de Risco Sanitário os desafios do SNVS para o usuário que é sujeito, cidadão e cliente 15 Encontro da Rede Sentinela - Fórum Internacional de Monitoramento e Gestão do Risco Sanitário

Leia mais

Apresentação TISS 3.01.00. Obrigatoriedade 30/05/2014 RN 305 / 341 IN 51 (ANS)

Apresentação TISS 3.01.00. Obrigatoriedade 30/05/2014 RN 305 / 341 IN 51 (ANS) Apresentação TISS 3.01.00 Obrigatoriedade 30/05/2014 RN 305 / 341 IN 51 (ANS) 1 Apresentação TISS 3.01.00 Obrigatoriedade 30/05/2014 RN 305 / 341 IN 51 (ANS) Paulo Andrade (Gerente TI) Coordenador TISS

Leia mais

Sistema de Autorização Unimed

Sistema de Autorização Unimed Diretoria de Gestão Estratégica Departamento de Tecnologia da Informação Divisão de Serviços em TI Sistema de Autorização Unimed MANUAL DO USUÁRIO DIVISÃO DE SERVIÇOS EM TI A Divisão de Serviços em TI

Leia mais

IV FÓRUM ÉTICO LEGAL EM ANÁLISES CLÍNICAS

IV FÓRUM ÉTICO LEGAL EM ANÁLISES CLÍNICAS IV FÓRUM ÉTICO LEGAL EM ANÁLISES CLÍNICAS Brasília, 08 de junho de 2010. Cumprimento de Contratos das Operadoras com os Laboratórios Clínicos. DIRETORIA DE DESENVOLVIMENTO SETORIAL - DIDES Gerência de

Leia mais

O Secretário de Atenção à Saúde, no uso de suas atribuições,

O Secretário de Atenção à Saúde, no uso de suas atribuições, PORTARIA Nº 160, DE 1º DE MARÇO DE 2012 Legislações - SAS Sex, 02 de Março de 2012 00:00 PORTARIA Nº 160, DE 1º DE MARÇO DE 2012 Estabelece normas para o cadastramento, no SCNES, das equipes que farão

Leia mais

2. Quais os objetivos do Programa Nacional de Segurança do Paciente?

2. Quais os objetivos do Programa Nacional de Segurança do Paciente? O tema Segurança do Paciente vem sendo desenvolvido sistematicamente pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) desde sua criação, cooperando com a missão da Vigilância Sanitária de proteger

Leia mais

Escrito por Joao Doerr Qui, 19 de Dezembro de 2013 14:28 - Última atualização Qui, 19 de Dezembro de 2013 14:30

Escrito por Joao Doerr Qui, 19 de Dezembro de 2013 14:28 - Última atualização Qui, 19 de Dezembro de 2013 14:30 1- Quando será implantado o SISRCA? Resposta: O SISRCA não é um sistema é um conceito de organização dos sistemas do DRAC. Vários sistemas compõem o SISRCA. Os módulos do Cadastro Nacional de Estabelecimentos

Leia mais

Márcia Mascarenhas Alemão Gerência Observatório de Custos/ Diretoria de Desenvolvimento Estratégico Fundação Hospitalar do Estado de Minas Gerais

Márcia Mascarenhas Alemão Gerência Observatório de Custos/ Diretoria de Desenvolvimento Estratégico Fundação Hospitalar do Estado de Minas Gerais O Modelo de Gestão FHEMIG e a Prestação de Contas ao Paciente: a implantação do sistema de custos hospitalares e o uso da informação de custos como ferramenta gerencial da transparência do gasto público

Leia mais

Márcia Mascarenhas Alemão Gerência Observatório de Custos/ Diretoria de Desenvolvimento Estratégico Fundação Hospitalar do Estado de Minas Gerais

Márcia Mascarenhas Alemão Gerência Observatório de Custos/ Diretoria de Desenvolvimento Estratégico Fundação Hospitalar do Estado de Minas Gerais O Modelo de Gestão FHEMIG e a Prestação de Contas ao Paciente: a implantação do sistema de custos hospitalares e o uso da informação de custos como ferramenta gerencial da transparência do gasto público

Leia mais

Atuação do TCU Marcelo Chaves Secretário da Secex Saúde

Atuação do TCU Marcelo Chaves Secretário da Secex Saúde Apresentação para a Comissão de Assuntos Sociais do Senado Federal Primeiro ano da implementação da Lei 12.732/2012 Atuação do TCU Marcelo Chaves Secretário da Secex Saúde Brasília 22/5/2014 Auditoria

Leia mais

Decreto 7.508 de 28/06/2011. - Resumo -

Decreto 7.508 de 28/06/2011. - Resumo - Decreto 7.508 de 28/06/2011 - Resumo - GOVERNO DO ESTADO DO PARÁ Secretaria de Estado de Saúde Pública Sistema Único de Saúde SIMÃO ROBISON DE OLIVEIRA JATENE Governador do Estado do Pará HELENILSON PONTES

Leia mais

ORIENTAÇÕES BÁSICAS DE COMO FATURAR PROCEDIMENTOS DE TFD

ORIENTAÇÕES BÁSICAS DE COMO FATURAR PROCEDIMENTOS DE TFD ORIENTAÇÕES BÁSICAS DE COMO FATURAR PROCEDIMENTOS DE TFD Os procedimentos de Tratamento Fora do Domicilio são registrados no sistema de BPA Boletim de Produção Ambulatorial, de forma Individualizada, conforme

Leia mais

Município de Guarulhos População: 1.244.518 habitantes

Município de Guarulhos População: 1.244.518 habitantes Município de Guarulhos População: 1.244.518 habitantes 1 2 EQUIPAMENTOS DE SAÚDE NO MUNICÍPIO Hospitais Municipais: 03 Hospitais Estaduais: 02 Hospitais Filantrópicos: 02 Policlínicas: 06 Unidade de Pronto

Leia mais

Circular SUSEP Nº285, de 21 de Março de 2005. Versão atualizada pela Circular SUSEP Nº297.

Circular SUSEP Nº285, de 21 de Março de 2005. Versão atualizada pela Circular SUSEP Nº297. Circular SUSEP Nº285, de 21 de Março de 2005. Versão atualizada pela Circular SUSEP Nº297. Cadastro de recursos dos sistemas de informação e mapa de saldos. Gustavo Dias - CEINF Marcos de Almeida - DECON

Leia mais

REDE NACIONAL DE MONITORAMENTO DA RESISTÊNCIA MICROBIANA EM SERVIÇOS DE SAÚDE REDE RM NOVO TERMO DE ADESÃO

REDE NACIONAL DE MONITORAMENTO DA RESISTÊNCIA MICROBIANA EM SERVIÇOS DE SAÚDE REDE RM NOVO TERMO DE ADESÃO REDE NACIONAL DE MONITORAMENTO DA RESISTÊNCIA MICROBIANA EM SERVIÇOS DE SAÚDE REDE RM NOVO TERMO DE ADESÃO Atribuições dos participantes da Rede RM 1) Gestor dos Hospitais Colaboradores da Rede RM Indicar

Leia mais

Política Nacional de Atenção em Oftalmologia

Política Nacional de Atenção em Oftalmologia Política Nacional de Atenção em Oftalmologia Alexandre Chater Taleb Universidade Federal de Goiás Especialização do C taleb@uol.com.br de Especialização Política Nacional de Atenção em Oftalmologia Portaria

Leia mais

Atenção de Média e Alta Complexidade Hospitalar: Financiamento, Informação e Qualidade. Experiência da Contratualização no Município de Curitiba

Atenção de Média e Alta Complexidade Hospitalar: Financiamento, Informação e Qualidade. Experiência da Contratualização no Município de Curitiba Atenção de Média e Alta Complexidade Hospitalar: Financiamento, Informação e Qualidade Experiência da Contratualização no Município de Curitiba 9º - AUDHOSP Águas de Lindóia Setembro/2010 Curitiba População:1.818.948

Leia mais

PORTARIA Nº 876/GM, DE 16 DE MAIO DE 2013. p. DOU, Seção1, de 17.5.2013, págs. 135/136

PORTARIA Nº 876/GM, DE 16 DE MAIO DE 2013. p. DOU, Seção1, de 17.5.2013, págs. 135/136 PORTARIA Nº 876/GM, DE 16 DE MAIO DE 2013 p. DOU, Seção1, de 17.5.2013, págs. 135/136 Dispõe sobre a aplicação da Lei nº 12.732, de 22 de novembro de 2012, que versa a respeito do primeiro tratamento do

Leia mais