Oficinas Estaduais de Monitoramento dos LRPD

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Oficinas Estaduais de Monitoramento dos LRPD"

Transcrição

1 MINISTÉRIO DA SAÚDE COORDENAÇÃO-GERAL DE SAÚDE BUCAL Oficinas Estaduais de Monitoramento dos LRPD Patrícia Tiemi Cawahisa Consultora Técnica

2 MINISTÉRIO DA SAÚDE COORDENAÇÃO-GERAL DE SAÚDE BUCAL Oficinas Estaduais de Monitoramento dos LRPD

3 Laboratórios Regionais de Próteses Dentárias - Brasil 1304 Atenção Especializada R$ ,00 investidos por mês

4 0 Até 50 De 50 a 150 Mais de 150

5 Brasil Sorridente Reajusta valores das próteses dentárias R$ 60,00 R$ 100,00 R$ 150,00 PORTARIA Nº 2.374, DE 7 DE OUTUBRO DE 2009 PORTARIA Nº 211/SAS, DE 13 DE MAIO DE 2011 PORTARIA Nº 1.825/GM, DE 24 DE AGOSTO DE 2012

6 Atenção Especializada 20 a 50 próteses totais/parciais: R$ 5.000/mês 51 a 150 próteses totais/parciais: R$ /mês Mais de 150 próteses totais/parciais: R$ /mês 20 a 50 próteses totais/parciais: R$ 7.500/mês 51 a 80 próteses totais/parciais: R$ /mês 81 a 120 próteses totais/parciais: R$ /mês Mais de 120 próteses totais/parciais: R$ /mês

7 Incluir aqui informações sobre o sistema de credenciamento LRPD

8 LRPD AMAZONAS 0 Até 50 De 50 a 150 Mais de 150 Total de municípios com LRPD = 8 Produção estimada = 724 próteses/mês Recebe: R$ ,17/mês

9

10

11

12 1. Registro da produção de prótese dentária Instrumento de Registro da Tabela SUS

13 Atributos dos procedimentos

14 Instrumentos de Registro Tabela SUS AIH Autorização de Internação Hospitalar APAC Autorização de Proc. Ambulatorial BPA Boletim de Produção Ambulatorial Proc. Principal Proc. Principal Consolidado Proc. Especial Proc. Secundário Individualizado Proc. Secundário

15 Registro da produção de prótese dentária Unidade de Saúde que atende o usuário Códigos dos procedimentos de prótese dentária realizados pelo cirurgião-dentista: CÓDIGO PROCEDIMENTO INSTALACAO E ADAPTACAO DE PROTESE DENTARIA MOLDAGEM DENTO-GENGIVAL P/ CONSTRUCAO DE PROTESE DENTARIA REEMBASAMENTO E CONSERTO DE PROTESE DENTARIA O instrumento de registro dos procedimentos é o BPA Consolidado; A produção mensal deve ser alimentada por meio do: Sistema de Informação Ambulatorial do SUS (SIA/SUS) no CNES da Unidade de Saúde (UBS ou CEO) que atende o usuário.

16 Site: sigtap.datasus.gov.br Códigos dos procedimentos de prótese dentária realizados pelo cirurgião-dentista: Sistema de Informação Ambulatorial do SUS (SIA/SUS) no CNES da Unidade de Saúde (UBS ou CEO) que atende o usuário.

17 Registro da produção de prótese dentária Unidade de Saúde que atende o usuário Site SIGTAP Site: sigtap.datasus.gov.br

18 Ficha BPA-C

19 CNES da Unidade de Saúde que atende o usuário CBO do cirurgião-dentista

20 Registro da produção de prótese dentária Laboratório de Prótese Dentária Códigos dos procedimentos de prótese dentária do LRPD: Para fins de avaliação dos Municípios/Estados será contabilizada como produção a soma de todos os 5 (cinco) procedimentos acima citados; O instrumento de registro do procedimento é o BPA Individualizado; A produção mensal deve ser alimentada por meio do Sistema de Informação Ambulatorial do SUS (SIA/SUS) no CNES do LRPD.

21 Site: sigtap.datasus.gov.br

22 Códigos de próteses dentárias confeccionadas pelo LRPD: Sistema de Informação Ambulatorial do SUS (SIA/SUS) no CNES do LRPD

23 Registro da produção de prótese dentária Laboratório de Prótese Dentária Site SIGTAP Site: sigtap.datasus.gov.br

24 Ficha BPA-I

25 Código do CNES: LRPD (público ou terceirizado do município) UBS ou CEO (LRPD terceirizado de outro município) DADOS GERAIS: Mês/Ano Código CNES CBO ATENDIMENTO REALIZADO (usuário): Nº do cartão nacional de saúde do usuário Nome do paciente Data de nascimento Município de residência ATENDIMENTO REALIZADO (procedimento): Data do atendimento Código do procedimento Quantidade CBO protético ou dentista LRPD terceirizados: Deve registrar a produção de prótese. Verificar a melhor maneira do preenchimento da ficha: SMS ou Laboratório; Mas, é o município (SMS) contratante que informa a produção no SIA

26 Registro da produção de prótese dentária SIA O SIA é o sistema que permite aos gestores locais o processamento das informações de atendimento ambulatorial registrados nos aplicativos de captação do atendimento ambulatorial pelos prestadores públicos e privados contratados/conveniados pelo SUS. As informações extraídas do SIA importante instrumento de gestão: ações de planejamento, programação, regulação, avaliação, controle e auditoria da assistência ambulatorial. Subsidia os processos da Programação Pactuada Integrada (PPI); Fornece informações que possibilitem o acompanhamento e a análise da evolução dos gastos referentes à assistência ambulatorial; Oferece subsídios para avaliação quantitativa e qualitativa das ações de saúde.

27 Registro da produção de prótese dentária Vale ressaltar a importância do gestor registrar na Ficha de Programação Orçamentária (FPO) a programação física e orçamentária ambulatorial, dos estabelecimentos de saúde, tanto o LRPD quanto a Unidade de Saúde que atende o usuário. A programação deve estar coerente com o cálculo da capacidade instalada, a Programação Pactuada e Integrada (PPI) e baseada em contrato/convênio com o SUS. Isto é importante, pois, se o gestor não programar os procedimentos, a produção será rejeitada e poderá ocasionar a suspensão do repasse. Cada estabelecimento de saúde possui uma FPO.

28

29 Registro da produção de prótese dentária Orientamos que os gestores municipais façam o monitoramento mensal da: Quantidade aprovada no SIA/SUS x Quantidade de próteses apresentada pelo município no SIA/SUS

30 Divergência entre a quantidade de próteses apresentada no SIA/SUS x quantidade de próteses aprovada no SIA/SUS MUNICÍPIO GESTÃO NÃO PLENA DO SISTEMA: dirigir-se ao estado, para reprogramar a FPO; MUNICÍPIO GESTÃO PLENA DO SISTEMA: reprogramar a FPO na SMS. Erro no registro da produção de prótese dentária Quantidade apresentada ou aprovada não aparecer na consulta registros foram rejeitados PROBLEMAS RELATIVOS AO CNES: CBO não existe; Profissional não existe (falta CNS/CPF do profissional); Serviço não cadastrado; Registro dos procedimentos na FPO. PROBLEMAS RELATIVOS A TABELA SUS: Código do procedimento errado; CBO não permitido.

31 2. Cadastro dos estabelecimentos de saúde no SCNES * Sistema de Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde

32 Cadastro SCNES Laboratório Regional de Prótese Dentária Estabelecimento de saúde não isolado: Laboratório Público ou Privado Estabelecimentos isolados: Laboratório Público ou Privado Laboratório terceirizado de outro município Cadastro SCNES

33 Cadastro no SCNES Laboratório Regional de Prótese Dentária Estabelecimentos isolados: Laboratório Público ou Privado Tipo de estabelecimento : 39 - UNIDADE DE SAÚDE DE SERVIÇO DE APOIO DIAGNÓSTICO TERAPÊUTICO SADT o Subtipo: 03 - LABORATÓRIO REGIONAL DE PRÓTESE DENTÁRIA LRPD Serviço Especializado: 157 SERVIÇO DE LABORATÓRIO DE PROTESE DENTÁRIA o Classificação: LABORATÓRIO REGIONAL DE PRÓTESE DENTÁRIA Estabelecimento de saúde não isolado: Laboratório Público ou Privado Serviço Especializado: 157 SERVIÇO DE LABORATÓRIO DE PROTESE DENTÁRIA o Classificação: LABORATÓRIO REGIONAL DE PRÓTESE DENTÁRIA Laboratório terceirizado de outro município: O gestor irá cadastrar na Unidade de Saúde do município o serviço de Laboratório de Prótese Dentária terceirizado. Serviço Especializado: 157 SERVIÇO DE LABORATÓRIO DE PROTESE DENTÁRIA o Classificação: LABORATÓRIO REGIONAL DE PRÓTESE DENTÁRIA Característica: Terceirizado Informar o Código Brasileiro de Ocupação (CBO) CBO: Protético Dentário e/ou CBO: 2232 Cirurgião-Dentista (qualquer CBO dentro desta família).

34 Cadastro no SCNES Laboratório Regional de Prótese Dentária Estabelecimentos isolados: Laboratório Público ou Privado Tipo de estabelecimento : 39 - UNIDADE DE SAÚDE DE SERVIÇO DE APOIO DIAGNÓSTICO TERAPÊUTICO SADT o Subtipo: 03 - LABORATÓRIO REGIONAL DE PRÓTESE DENTÁRIA LRPD Serviço Especializado: 157 SERVIÇO DE LABORATÓRIO DE PROTESE DENTÁRIA o Classificação: LABORATÓRIO REGIONAL DE PRÓTESE DENTÁRIA Estabelecimentos isolados: Laboratório Público ou Privado Estabelecimento de saúde não isolado: Laboratório Público ou Privado Laboratório terceirizado de outro município Site: cnes.datasus.gov.br Cadastro SCNES

35

36

37

38 Cadastro no SCNES Laboratório Regional de Prótese Dentária Estabelecimento de saúde não isolado: Laboratório Público ou Privado Serviço Especializado: 157 SERVIÇO DE LABORATÓRIO DE PROTESE DENTÁRIA o Classificação: LABORATÓRIO REGIONAL DE PRÓTESE DENTÁRIA Site: cnes.datasus.gov.br Estabelecimento de saúde não isolado: Laboratório Público ou Privado Estabelecimentos isolados: Laboratório Público ou Privado Laboratório terceirizado de outro município Cadastro SCNES

39

40 Cadastro no SCNES Laboratório Regional de Prótese Dentária Laboratório terceirizado de outro município: O gestor irá cadastrar na Unidade de Saúde do município o serviço de Laboratório de Prótese Dentária terceirizado. Serviço Especializado: 157 SERVIÇO DE LABORATÓRIO DE PROTESE DENTÁRIA o Classificação: LABORATÓRIO REGIONAL DE PRÓTESE DENTÁRIA Característica: Terceirizado Estabelecimentos isolados: Laboratório Público ou Privado Estabelecimento de saúde não isolado: Laboratório Público ou Privado Informar o Código Brasileiro de Ocupação (CBO) CBO: Protético Dentário e/ou CBO: 2232 Cirurgião-Dentista (qualquer CBO dentro desta família). Laboratório terceirizado de outro município Cadastro SCNES

41

42

43

44 Laboratório privado CNES do Laboratório terceirizado Cadastrar: Convênio: SUS

45 Laboratório privado

46 Laboratório privado CNES do Laboratório terceirizado Cadastrar: Convênio: SUS

47 Laboratório privado CNES do Laboratório terceirizado - Cadastrar: Carga Horária do protético Atendimento SUS

48 Laboratório privado CNES do Laboratório terceirizado - Cadastrar: Carga Horária do protético Atendimento SUS

49 Cadastro no SCNES Unidade de Saúde que atende ao usuário O estabelecimento de saúde que realizar atendimento ao paciente que utilizará a prótese deverá informar: Serviço Especializado: SERVIÇO DE DISPENSAÇÃO DE ÓRTESES, PRÓTESES E MATERIAIS ESPECIAIS o classificação: OPM EM ODONTOLOGIA.

50 3. Como fazer a consulta da produção de prótese dentária

51 Fonte site DATASUS: Anexo 1

52 Fonte site DATASUS: Anexo 1

53 Anexo 1 Selecionar o estado Fonte site DATASUS:

54 Fonte site DATASUS: Anexo 1

55 Anexo 1 1ª análise No item Conteúdo: Orientamos que os gestores municipais façam o monitoramento mensal da: Qtd. aprovada no SIA/SUS x Qtd. apresentada no SIA/SUS; Na 1ª análise pesquisar Qtd. Aprovada; Deve ser feita uma análise de cada vez. Fonte site DATASUS:

56 Anexo 1 Selecionar os procedimentos: Fonte site DATASUS:

57 Fonte site DATASUS: Anexo 1

58 Anexo 1 Quantidade aprovada dos procedimentos de prótese dentária do município Fonte site DATASUS:

59 Anexo 1 2ª análise No item Conteúdo: Orientamos que os gestores municipais façam o monitoramento mensal da: Qtd. aprovada no SIA/SUS x Qtd. apresentada no SIA/SUS; Para a 2ª análise tem que alterar a informação no item Conteúdo para Qtd. apresentada; Nos outros itens, repete toda a pesquisa novamente.

60 4. Como pesquisar o recurso financeiro transferido para o LRPD

61 sismac.saude.gov.br

62

63 Selecionar todos os assuntos

64

65

66 5. Situação da produção dos municípios

67 MINISTÉRIO DA SAÚDE COORDENAÇÃO-GERAL DE SAÚDE BUCAL Setor de Administração Federal Sul Quadra 02 Lotes 5/6 Edifício Premium Torre II sala 06 Brasília DF CEP: Tel.: (61) Correio eletrônico: Site: (61)

Monitoramento Laboratório Regional de Prótese Dentária

Monitoramento Laboratório Regional de Prótese Dentária MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE DEPARTAMENTO DE ATENÇÃO BÁSICA COORDENAÇÃO-GERAL DE SAÚDE BUCAL Monitoramento Laboratório Regional de Prótese Dentária Passo a Passo: Monitoramento Laboratório

Leia mais

MINISTÉRIO DA SAÚDE COORDENAÇÃO-GERAL DE SAÚDE BUCAL. Monitoramento da produção de próteses dentárias

MINISTÉRIO DA SAÚDE COORDENAÇÃO-GERAL DE SAÚDE BUCAL. Monitoramento da produção de próteses dentárias MINISTÉRIO DA SAÚDE COORDENAÇÃO-GERAL DE SAÚDE BUCAL Monitoramento da produção de próteses dentárias 2015 2004 Política Nacional de Saúde Bucal Ações de promoção, prevenção, recuperação e manutenção da

Leia mais

Oficinas Estaduais de Monitoramento dos LRPD

Oficinas Estaduais de Monitoramento dos LRPD MINISTÉRIO DA SAÚDE COORDENAÇÃO-GERAL DE SAÚDE BUCAL Oficinas Estaduais de Monitoramento dos LRPD Patrícia Tiemi Cawahisa Consultora Técnica 2004 Política Nacional de Saúde Bucal Ações de promoção, prevenção,

Leia mais

MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE DEPARTAMENTO DE ATENÇÃO BÁSICA COORDENAÇÃO-GERAL DE SAÚDE BUCAL NOTA TÉCNICA

MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE DEPARTAMENTO DE ATENÇÃO BÁSICA COORDENAÇÃO-GERAL DE SAÚDE BUCAL NOTA TÉCNICA MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE DEPARTAMENTO DE ATENÇÃO BÁSICA COORDENAÇÃO-GERAL DE SAÚDE BUCAL NOTA TÉCNICA ASS: Credenciamento e repasse de recursos para os Laboratórios Regionais de

Leia mais

MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE DEPARTAMENTO DE ATENÇÃO BÁSICA COORDENAÇÃO GERAL DE SAÚDE BUCAL

MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE DEPARTAMENTO DE ATENÇÃO BÁSICA COORDENAÇÃO GERAL DE SAÚDE BUCAL MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE DEPARTAMENTO DE ATENÇÃO BÁSICA COORDENAÇÃO GERAL DE SAÚDE BUCAL ASS: Cadastro e repasse de recursos para os Laboratórios Regionais de Próteses Dentárias

Leia mais

Tabela de Procedimentos, OPM e Medicamento do SUS e apresentação. Leandro Manassi Panitz Consultor Técnico MS - Referência Técnica SIA/SUS

Tabela de Procedimentos, OPM e Medicamento do SUS e apresentação. Leandro Manassi Panitz Consultor Técnico MS - Referência Técnica SIA/SUS Secretaria de Atenção à Saúde Departamento de Regulação, Avaliação e Controle de Sistemas Coordenação Geral de Sistema de Informação Tabela de Procedimentos, OPM e Medicamento do SUS e apresentação SIA/SUS

Leia mais

Câmara Técnica de Vigilância em Saúde/Departamento de Vigilância Sanitária Abril 2011.

Câmara Técnica de Vigilância em Saúde/Departamento de Vigilância Sanitária Abril 2011. INSTRUTIVO PARA PREENCHIMENTO DAS AÇÕES DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA NO SIA/SUS ADAPTADO PARA O ESTADO DO PARANÁ. Câmara Técnica de Vigilância em Saúde/Departamento de Vigilância Sanitária Abril 2011. 1 1.

Leia mais

A PolíticA que faz muitos brasileiros voltarem A sorrir.

A PolíticA que faz muitos brasileiros voltarem A sorrir. A PolíticA que faz muitos brasileiros voltarem A sorrir. POLÍTICA NACIONAL DE SAÚDE BUCAL PROGRAMA BRASIL SORRIDENTE Durante anos a Odontologia esteve à margem das políticas públicas de saúde. O acesso

Leia mais

Escrito por Joao Doerr Qui, 19 de Dezembro de 2013 14:28 - Última atualização Qui, 19 de Dezembro de 2013 14:30

Escrito por Joao Doerr Qui, 19 de Dezembro de 2013 14:28 - Última atualização Qui, 19 de Dezembro de 2013 14:30 1- Quando será implantado o SISRCA? Resposta: O SISRCA não é um sistema é um conceito de organização dos sistemas do DRAC. Vários sistemas compõem o SISRCA. Os módulos do Cadastro Nacional de Estabelecimentos

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL SECRETARIA DA SAÚDE DEPARTAMENTO DE AÇÕES EM SAÚDE SEÇÃO DE SAÚDE BUCAL

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL SECRETARIA DA SAÚDE DEPARTAMENTO DE AÇÕES EM SAÚDE SEÇÃO DE SAÚDE BUCAL ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL SECRETARIA DA SAÚDE DEPARTAMENTO DE AÇÕES EM SAÚDE SEÇÃO DE SAÚDE BUCAL MANUAL PARA SISTEMA DE INFORMAÇÃO EM SAÚDE BUCAL DO SUS PORTO ALEGRE Julho 2007 1- APRESENTAÇÃO Este

Leia mais

MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE DEPARTAMENTO DE ATENÇÃO BÁSICA COORDENAÇÃO GERAL DE SAÚDE BUCAL. Nota técnica: Portaria SAS 718

MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE DEPARTAMENTO DE ATENÇÃO BÁSICA COORDENAÇÃO GERAL DE SAÚDE BUCAL. Nota técnica: Portaria SAS 718 MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE DEPARTAMENTO DE ATENÇÃO BÁSICA COORDENAÇÃO GERAL DE SAÚDE BUCAL Nota técnica: Portaria SAS 718 Diante da necessidade de revisão e atualização dos procedimentos

Leia mais

REGULAMENTO OPERACIONAL DA CENTRAL DE REGULAÇÃO CENTRAL DE CONSULTAS E EXAMES ESPECIALIZADOS

REGULAMENTO OPERACIONAL DA CENTRAL DE REGULAÇÃO CENTRAL DE CONSULTAS E EXAMES ESPECIALIZADOS REGULAMENTO OPERACIONAL DA CENTRAL DE REGULAÇÃO CENTRAL DE CONSULTAS E EXAMES ESPECIALIZADOS Aprovado através da Resolução nº 06/CMS/2010, de 09 de março de 2010, Ananindeua PA Capítulo I DO CADASTRAMENTO

Leia mais

Diário Oficial Imprensa Nacional

Diário Oficial Imprensa Nacional Diário Oficial Imprensa Nacional REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL BRASÍLIA - DF Nº 121 27/06/11 Seção 1 p. 112 MINISTÉRIO DA SAÚDE GABINETE DO MINISTRO PORTARIA Nº 1.464, DE 24 DE JUNHO DE 2011 Altera o

Leia mais

CGSI/DRAC/SAS/MS SISRCA

CGSI/DRAC/SAS/MS SISRCA Ministério da Saúde Secretaria de Atenção à Saúde Departamento de Regulação, Avaliação e Controle de Sistemas Coordenação Geral de Sistemas de Informação CGSI/DRAC/SAS/MS SISRCA - Sistema de Regulação,

Leia mais

Manual do SISPCI. 1ª edição - 2015 DAS/DGPTI

Manual do SISPCI. 1ª edição - 2015 DAS/DGPTI Manual do SISPCI 1ª edição - 2015 DAS/DGPTI Manual do Sistema Projeto Consultórios Itinerantes de Odontologia e Oftalmologia - SISPCI 1ª edição 2015 2015, Ebserh. Todos os direitos reservados Empresa

Leia mais

MANUAL DE OPERAÇÃO DO SISTEMA

MANUAL DE OPERAÇÃO DO SISTEMA MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE DEPARTAMENTO DE REGULAÇÃO, AVALIAÇÃO E CONTROLE COORDENAÇÃO-GERAL DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Atenção Domiciliar e Atenção Psicossocial MANUAL DE OPERAÇÃO

Leia mais

MINISTÉRIO DA SAÚDE PASSO A PASSO DAS AÇÕES DO BRASIL SORRIDENTE

MINISTÉRIO DA SAÚDE PASSO A PASSO DAS AÇÕES DO BRASIL SORRIDENTE MINISTÉRIO DA SAÚDE PASSO A PASSO DAS AÇÕES DO BRASIL SORRIDENTE BRASÍLIA - DF 2013 Política Nacional de Saúde Bucal BRASIL SORRIDENTE Durante anos, a Odontologia esteve à margem das políticas públicas

Leia mais

MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE DEPARTAMENTO DE ATENÇÃO BÁSICA COORDENAÇÃO-GERAL DE SAÚDE BUCAL. Nota técnica

MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE DEPARTAMENTO DE ATENÇÃO BÁSICA COORDENAÇÃO-GERAL DE SAÚDE BUCAL. Nota técnica MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE DEPARTAMENTO DE ATENÇÃO BÁSICA COORDENAÇÃO-GERAL DE SAÚDE BUCAL Nota técnica Assunto: Portaria 718/SAS Diante da necessidade de revisão e atualização dos

Leia mais

MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE DEPARTAMENTO DE REGULAÇÃO, AVALIAÇÃO E CONTROLE COORDENAÇÃO-GERAL DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO BPA

MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE DEPARTAMENTO DE REGULAÇÃO, AVALIAÇÃO E CONTROLE COORDENAÇÃO-GERAL DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO BPA MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE DEPARTAMENTO DE REGULAÇÃO, AVALIAÇÃO E CONTROLE COORDENAÇÃO-GERAL DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO BPA Boletim de Produção Ambulatorial MANUAL DE OPERAÇÃO DO

Leia mais

MINISTÉRIO DA SAÚDE BRASÍLIA/DF -2006- MANUAL

MINISTÉRIO DA SAÚDE BRASÍLIA/DF -2006- MANUAL MINISTÉRIO DA SAÚDE BRASÍLIA/DF -2006- MANUAL MS/SAS/DRAC/CGSI COORDENAÇÃO GERAL DOS SISTEMAS DE INFORMAÇÕES MINISTÉRIO DA SAÚDE Secretaria de Atenção à Saúde - SAS Departamento de Regulação, Avaliação

Leia mais

Contatos: Coordenação-Geral de Saúde Bucal/DAD/SAS/MS Correio eletrônico: cosab@saude.gov.br

Contatos: Coordenação-Geral de Saúde Bucal/DAD/SAS/MS Correio eletrônico: cosab@saude.gov.br Figura 1 Principais ações da Política Nacional de Saúde Bucal Brasil Sorridente Fonte: Ministério da Saúde. Contatos: Coordenação-Geral de Saúde Bucal/DAD/SAS/MS Correio eletrônico: cosab@saude.gov.br

Leia mais

Centro de Especialidades Odontológicas (CEO) Curso de Odontologia Universidade Federal do Paraná

Centro de Especialidades Odontológicas (CEO) Curso de Odontologia Universidade Federal do Paraná Centro de Especialidades Odontológicas (CEO) Curso de Odontologia Universidade Federal do Paraná SUMÁRIO Introdução... 3 O Projeto... 4 Financiamento... 5 Infra-Estrutura... 6 Recursos Humanos... 6 Escola

Leia mais

Diário Oficial Imprensa Nacional

Diário Oficial Imprensa Nacional Diário Oficial Imprensa Nacional Nº 228 29/11/11 Seção 1 - p.98 MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE PORTARIA Nº 804, DE 28 DE NOVEMBRO DE 2011 REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL BRASÍLIA - DF

Leia mais

REGULAÇÃO DO ACESSO À ASSISTÊNCIA

REGULAÇÃO DO ACESSO À ASSISTÊNCIA REGULAÇÃO DO ACESSO À ASSISTÊNCIA Consiste na organização de estruturas, tecnologias e ações dirigidas aos prestadores públicos e privados, gerentes e profissionais de saúde para viabilizar o acesso do

Leia mais

REGULAÇÃO EM SAÚDE NO SUS. Marília Louvison 2011 mariliacpl@gmail.com

REGULAÇÃO EM SAÚDE NO SUS. Marília Louvison 2011 mariliacpl@gmail.com REGULAÇÃO EM SAÚDE NO SUS Marília Louvison 2011 mariliacpl@gmail.com Regulação em saúde Macro função da gestão Pacto de gestão: Regionalização Colegiado de Gestão Regional Blocos de Financiamento Planejamento

Leia mais

Foco nos contratos e formalização. Para realização de contrato é preciso existir previamente uma regulação.

Foco nos contratos e formalização. Para realização de contrato é preciso existir previamente uma regulação. Aspectos Jurídicos da Contratação de Serviços de Saúde, 03/06, sala 12- Frade e Freira, 9 às 12h Palestrantes: Elaine Giannotti, diretora de regulação do Ministério da Saúde; José Carlos de Moraes, dentista,

Leia mais

Treinamento Data Horário Carga Horária Valor

Treinamento Data Horário Carga Horária Valor Treinamento Data Horário Carga Horária Valor SUS AIH Macro fluxo do processo Principais Cadastros Preços Função SUS AIH ο Laudo ο Procedimentos Realizados ο Contas ο Protocolos Inconsistências Relatórios

Leia mais

Ministério da Saúde Secretaria de Atenção à Saúde PORTARIA Nº 511, DE 27 DE NOVEMBRO DE 2010

Ministério da Saúde Secretaria de Atenção à Saúde PORTARIA Nº 511, DE 27 DE NOVEMBRO DE 2010 Ministério da Saú Secretaria Atenção à Saú PORTARIA Nº 511, DE 27 DE NOVEMBRO DE 2010 O Secretário Atenção à Saú, no uso suas atribuições, Consirando a Lei Nº 9.434, 04 fevereiro 1997, que dispõe sobre

Leia mais

OFICINA: INOVAÇÃO INSTRUMENTAL NO PLANEJAMENTO DO SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE SARGSUS - MÓDULO DO RELATÓRIO DETALHADO DO QUADRIMESTRE ANTERIOR

OFICINA: INOVAÇÃO INSTRUMENTAL NO PLANEJAMENTO DO SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE SARGSUS - MÓDULO DO RELATÓRIO DETALHADO DO QUADRIMESTRE ANTERIOR XXIX Congresso Nacional de Secretarias Municipais de Saúde OFICINA: INOVAÇÃO INSTRUMENTAL NO PLANEJAMENTO DO SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE SARGSUS - MÓDULO DO RELATÓRIO DETALHADO DO QUADRIMESTRE ANTERIOR Brasília,

Leia mais

PROGRAMA NACIONAL DE MELHORIA DO ACESSO E DA QUALIDADE DA ATENÇÃO BÁSICA Diário Oficial da União Nº 219, Seção 1, quarta-feira 16 de novembro de 2011

PROGRAMA NACIONAL DE MELHORIA DO ACESSO E DA QUALIDADE DA ATENÇÃO BÁSICA Diário Oficial da União Nº 219, Seção 1, quarta-feira 16 de novembro de 2011 Circular 372/2011 São Paulo, 16 de Novembro de 2011. PROVEDOR(A) ADMINISTRADOR(A) PROGRAMA NACIONAL DE MELHORIA DO ACESSO E DA QUALIDADE DA ATENÇÃO BÁSICA Diário Oficial da União Nº 219, Seção 1, quarta-feira

Leia mais

SISTEMA DE GERENCIAMENTO DA TABELA DE PROCEDIMENTOS, MEDICAMENTOS, ÓRTESES, PRÓTESES E MATERIAIS ESPECIAIS DO SUS - SIGTAP

SISTEMA DE GERENCIAMENTO DA TABELA DE PROCEDIMENTOS, MEDICAMENTOS, ÓRTESES, PRÓTESES E MATERIAIS ESPECIAIS DO SUS - SIGTAP 13º - AUDHOSP SISTEMA DE GERENCIAMENTO DA TABELA DE PROCEDIMENTOS, MEDICAMENTOS, ÓRTESES, PRÓTESES E MATERIAIS ESPECIAIS DO SUS - SIGTAP CAROLINA LUCENA Coordenação Geral dos Sistemas de Informação Departamento

Leia mais

Rede de Cuidados à Pessoa com Deficiência. Capacitação de 6.600 equipes de saúde bucal para atendimento à pessoa com deficiência;

Rede de Cuidados à Pessoa com Deficiência. Capacitação de 6.600 equipes de saúde bucal para atendimento à pessoa com deficiência; Rede de Cuidados à Pessoa com Deficiência Capacitação de 6.600 equipes de saúde bucal para atendimento à pessoa com deficiência; Incentivar 420 CEOs para servirem de referência ao atendimento odontológico

Leia mais

Ministério da Saúde. Sistemas de Informação em Saúde

Ministério da Saúde. Sistemas de Informação em Saúde Secretaria de Atenção à Saúde Departamento de Regulação, Avaliação e Controle de Sistemas Coordenação Geral de Sistemas de Informação /MS Sistemas de Informação em Saúde Setembro 2011 [ Organograma do

Leia mais

MANUAL TÉCNICO OPERACIONAL SIA/SUS SISTEMA DE INFORMAÇÕES AMBULATORIAIS

MANUAL TÉCNICO OPERACIONAL SIA/SUS SISTEMA DE INFORMAÇÕES AMBULATORIAIS MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE DEPARTAMENTO DE REGULAÇÃO, AVALIAÇÃO E CONTROLE COORDENAÇÃO-GERAL DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO MANUAL TÉCNICO OPERACIONAL SIA/SUS SISTEMA DE INFORMAÇÕES AMBULATORIAIS

Leia mais

MINISTÉRIO DA SAÚDE. GABINETE DO MINISTRO PORTARIA N.º 570, DE 1º DE JUNHO DE 2000 Republicada por ter saído com incorreções

MINISTÉRIO DA SAÚDE. GABINETE DO MINISTRO PORTARIA N.º 570, DE 1º DE JUNHO DE 2000 Republicada por ter saído com incorreções MINISTÉRIO DA SAÚDE GABINETE DO MINISTRO PORTARIA N.º 570, DE 1º DE JUNHO DE 2000 Republicada por ter saído com incorreções O Ministro de Estado da Saúde, no uso de suas atribuições legais, e considerando:

Leia mais

PORTARIA Nº 493, DE 31 DE AGOSTO DE 2007.

PORTARIA Nº 493, DE 31 DE AGOSTO DE 2007. PORTARIA Nº 493, DE 31 DE AGOSTO DE 2007. O Secretário Atenção à Saú, no uso suas atribuições, Consirando a Portaria nº 1.569/GM, 28 junho 2007, que institui diretrizes para a atenção à saú, com vistas

Leia mais

Passos para importar CNES no Sistema com CDS

Passos para importar CNES no Sistema com CDS e-sus AB Sistema com Coleta de Dados Simplificada - CDS Passos para importar CNES no Sistema com CDS Maio/2013 1 Por que importar o CNES? A importação do CNES deve ser o primeiro passo a ser realizado

Leia mais

PORTARIA Nº 750, DE 10 DE OUTUBRO DE 2006.

PORTARIA Nº 750, DE 10 DE OUTUBRO DE 2006. PORTARIA Nº 750, DE 10 DE OUTUBRO DE 2006. O Secretário de Atenção à Saúde, no uso de suas atribuições, Considerando a competência da Secretaria para o estabelecimento de normas de cadastramento das equipes

Leia mais

Diário Oficial Imprensa Nacional N.º 246 DOU de 23/12/05 Seção 1 - p. 124

Diário Oficial Imprensa Nacional N.º 246 DOU de 23/12/05 Seção 1 - p. 124 Diário Oficial Imprensa Nacional N.º 246 DOU de 23/12/05 Seção 1 - p. 124 MINISTERIO DA SAUDE SECRETÁRIO DE ATENÇÃO À SAÚDE PORTARIA Nº 743, DE 20 DE DEZEMBRO DE 2005 REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL BRASÍLIA

Leia mais

POLITICA NACIONAL DE ATENÇÃO HOSPITALAR - PNHOSP

POLITICA NACIONAL DE ATENÇÃO HOSPITALAR - PNHOSP POLITICA NACIONAL DE ATENÇÃO HOSPITALAR - PNHOSP Macro estratégias Discussão, pactuação tripartite, e publicação de portaria da Politica Nacional de Atenção Hospitalar/PNHOSP no SUS, estabelecendo as diretrizes

Leia mais

REGIONAL DE SAÚDE SUDOESTE 1 RIO VERDE

REGIONAL DE SAÚDE SUDOESTE 1 RIO VERDE REGIONAL DE SAÚDE SUDOESTE 1 RIO VERDE ACOMPANHAMENTO DA SAÚDE BUCAL (ABRIL/2015) ORDEM MUNICÍPIO ÁGUA FLUORETADA ESB NA ATENÇÃO PRIMÁRIA ESB NA ESF COBER- ASSENTA- LRPD ESB T ESB I ESB - II Teto PMAQ

Leia mais

ALTERAÇÃO NA TABELA DE HABILITAÇÃO DO SISTEMA DO CADASTRO NACIONAL DE ESTABELECIMENTOS DE SAÚDE - SCNES

ALTERAÇÃO NA TABELA DE HABILITAÇÃO DO SISTEMA DO CADASTRO NACIONAL DE ESTABELECIMENTOS DE SAÚDE - SCNES De 7 a 10 de Maio / 2013 The Royal palm Plaza Hotel Circular 121/2013 São Paulo, 26 de março de 2013. PROVEDOR(A) ADMINISTRADOR(A) ALTERAÇÃO NA TABELA DE HABILITAÇÃO DO SISTEMA DO CADASTRO NACIONAL DE

Leia mais

PORTARIA Nº 480, DE 20 DE SETEMBRO DE 2010

PORTARIA Nº 480, DE 20 DE SETEMBRO DE 2010 PORTARIA Nº 480, DE 20 DE SETEMBRO DE 2010 Legislações - SAS Ter, 21 de Setembro de 2010 00:00 PORTARIA Nº 480, DE 20 DE SETEMBRO DE 2010 O Secretário de Atenção à Saúde, no uso de suas atribuições, Considerando

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO SIA/SUS SISTEMA DE INFORMAÇÕES AMBULATORIAIS

MANUAL DE INSTALAÇÃO SIA/SUS SISTEMA DE INFORMAÇÕES AMBULATORIAIS MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE DEPARTAMENTO DE REGULAÇÃO, AVALIAÇÃO E CONTROLE COORDENAÇÃO-GERAL DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO MANUAL DE INSTALAÇÃO SIA/SUS SISTEMA DE INFORMAÇÕES AMBULATORIAIS

Leia mais

PORTARIA Nº 196, DE 6 DE FEVEREIRO DE 2012

PORTARIA Nº 196, DE 6 DE FEVEREIRO DE 2012 PORTARIA Nº 96, DE 6 DE FEVEREIRO DE 22 Aprova a diretriz para acompanhamento e tratamento de pacientes portadores de implantes mamários das marcas PIP (Poly Implants Prothèse) e ROFIL e inclui procedimentos

Leia mais

Telebrasil 2006. TeleComunicações para a Inclusão Social. Prefeitura Municipal de São Paulo Secretaria Municipal de Saúde (SMS-SP)

Telebrasil 2006. TeleComunicações para a Inclusão Social. Prefeitura Municipal de São Paulo Secretaria Municipal de Saúde (SMS-SP) Telebrasil 2006 PANORAMA DA REGULAÇÃO SMS-SP Diagnóstico Não possui dados sistematizados; TeleComunicações para a Inclusão Social não existe uma uniformidade nas ações; as atividades da área, não estão

Leia mais

RELATÓRIO DE EXECUÇÃO UPA TORRÕES

RELATÓRIO DE EXECUÇÃO UPA TORRÕES DIRETORIA GERAL DE MODERNIZAÇÃO E MONITORAMENTO DA ASSISTÊNCIA À SAÚDE RELATÓRIO DE EXECUÇÃO UPA TORRÕES Período Junho a Agosto de 2013 Novembro 2013 2 INTRODUÇÃO O excesso de pacientes com problemas médicos

Leia mais

Apresentação E&L ERP. Agendamento. Interbase. Domingos Martins ES. v. 1.0

Apresentação E&L ERP. Agendamento. Interbase. Domingos Martins ES. v. 1.0 Apresentação 1 E&L ERP Gestão da Saúde P Agendamento Interbase Domingos Martins ES v. 1.0 2 Introdução: Com o crescente número de pessoas que utilizam os serviços de saúde, cresceu também a necessidade

Leia mais

Implantação da Regulação Ambulatorial Informatizada

Implantação da Regulação Ambulatorial Informatizada Implantação da Regulação Ambulatorial Informatizada SECRETARIA ESTADUAL DE SAÚDE/RS DEPARTAMENTO DE ASSISTÊNCIA HOSPITALAR E AMBULATORIAL DAHA COMPLEXO REGULADOR ESTADUAL CENTRAL DE REGULAÇÃO AMBULATORIAL

Leia mais

A Comissão Intergestores Bipartite/RS, no uso de suas atribuições legais, e considerando:

A Comissão Intergestores Bipartite/RS, no uso de suas atribuições legais, e considerando: RESOLUÇÃO Nº 295/08 CIB/RS A Comissão Intergestores Bipartite/RS, no uso de suas atribuições legais, e considerando: a regionalização dos serviços de saúde no Sistema Único de Saúde conforme PDR/RS; a

Leia mais

PASSO A PASSO PARA A EXECUÇÃO DOS PROCEDIMENTOS CIRÚRGICOS ELETIVOS.

PASSO A PASSO PARA A EXECUÇÃO DOS PROCEDIMENTOS CIRÚRGICOS ELETIVOS. PASSO A PASSO PARA A EXECUÇÃO DOS PROCEDIMENTOS CIRÚRGICOS ELETIVOS. Este documento tem por objetivo orientar Estados, Distrito Federal e Municípios como proceder no planejamento dos procedimentos Cirúrgicos

Leia mais

PERGUNTAS E RESPOSTAS FREQUENTES SOBRE O PACTO PELA SAÚDE

PERGUNTAS E RESPOSTAS FREQUENTES SOBRE O PACTO PELA SAÚDE PERGUNTAS E RESPOSTAS FREQUENTES SOBRE O PACTO PELA SAÚDE PRAZOS...2 PLANO MUNICIPAL DE SAÚDE...2 SISPACTO...3 VIGILÂNCIA EM SAÚDE...4 ASSISTÊNCIA AMBULATORIAL E HOSPITALAR...5 PROGRAMAÇÃO PACTUADA E INTEGRADA...5

Leia mais

MANUAL DE USO DO SISTEMA SAIPS - SISTEMA DE APOIO À IMPLEMENTAÇÃO DE POLÍTICAS EM SAÚDE

MANUAL DE USO DO SISTEMA SAIPS - SISTEMA DE APOIO À IMPLEMENTAÇÃO DE POLÍTICAS EM SAÚDE MANUAL DE USO DO SISTEMA SAIPS - SISTEMA DE APOIO À IMPLEMENTAÇÃO DE POLÍTICAS EM SAÚDE ACESSO E ATIVIDADES DO GESTOR ESTADUAL, GESTOR MUNICIPAL E CADASTRADOR DE PROPOSTAS REDE/PROGRAMA ASSISTÊNCIA AO

Leia mais

TOTVS Gestão Hospitalar Manual Ilustrado - Faturamento SUS. 11.8.x. março de 2015. Versão: 2.0

TOTVS Gestão Hospitalar Manual Ilustrado - Faturamento SUS. 11.8.x. março de 2015. Versão: 2.0 TOTVS Gestão Hospitalar Manual Ilustrado - Faturamento SUS 11.8.x março de 2015 Versão: 2.0 1 Sumário 1 Objetivos... 4 2 Introdução... 4 3 Cadastros... 5 3.1 Cadastro de Convênio SUS... 5 3.2 Cadastro

Leia mais

Assunto: Mudanças trazidas pela Portaria GM/MS 475/2014

Assunto: Mudanças trazidas pela Portaria GM/MS 475/2014 NOTA ORIENTATIVA 01/2014 GCOOR/GGCOF Assunto: Mudanças trazidas pela Portaria GM/MS 475/2014 (Planejamento e Programação, Pactuação, Prestação de Contas e Monitoramento para fins de repasse financeiro)

Leia mais

Ministério da Saúde SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE PORTARIA Nº 62, DE 11 DE MARÇO DE 2009.

Ministério da Saúde SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE PORTARIA Nº 62, DE 11 DE MARÇO DE 2009. Ministério da Saúde SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE PORTARIA Nº 62, DE 11 DE MARÇO DE 2009. O Secretário de Atenção à Saúde, no uso de suas atribuições, Considerando a Portaria GM/MS nº 2.439, de 8 de dezembro

Leia mais

MANUAL PARA PREENCHIMENTO DAS FICHAS

MANUAL PARA PREENCHIMENTO DAS FICHAS MANUAL PARA PREENCHIMENTO DAS FICHAS OBJETIVO Este manual foi elaborado para orientar o usuário quanto ao preenchimento das fichas de Coleta de Dados Simplificados (CDS). Esse documento visa descrever

Leia mais

Gerência de Contratualização dos Serviços do SUS. Objetivos

Gerência de Contratualização dos Serviços do SUS. Objetivos CONTRATUALIZAÇÃO Objetivos Quando forem insuficientes as disponibilidades públicas para garantir a cobertura assistencial à população de uma determinada área, o gestor poderá complementar a oferta com

Leia mais

INCLUI E ALTERA PROCEDIMENTOS NA TABELA DE HABILITAÇÕES DO SCNES E NA TABELA DE MEDICAMENTOS DE OPM DO SUS

INCLUI E ALTERA PROCEDIMENTOS NA TABELA DE HABILITAÇÕES DO SCNES E NA TABELA DE MEDICAMENTOS DE OPM DO SUS Circular 446/2009 São Paulo, 02 de dezembro de 2009. PROVEDOR(A) ADMINISTRADOR(A) INCLUI E ALTERA PROCEDIMENTOS NA TABELA DE HABILITAÇÕES DO SCNES E NA TABELA DE MEDICAMENTOS DE OPM DO SUS Diário oficial

Leia mais

perfazendo carga horária semanal de 120 hs. semanais + 1 Auxiliar em Saúde Bucal (ASB) por CD *

perfazendo carga horária semanal de 120 hs. semanais + 1 Auxiliar em Saúde Bucal (ASB) por CD * A Política Nacional de Saúde Bucal, intitulada Brasil Sorridente, propicia a ampliação e a qualificação da Atenção Especializada em Saúde Bucal, através de uma de suas principais linhas de atuação, com

Leia mais

O Secretário de Atenção à Saúde, no uso de suas atribuições,

O Secretário de Atenção à Saúde, no uso de suas atribuições, PORTARIA Nº 160, DE 1º DE MARÇO DE 2012 Legislações - SAS Sex, 02 de Março de 2012 00:00 PORTARIA Nº 160, DE 1º DE MARÇO DE 2012 Estabelece normas para o cadastramento, no SCNES, das equipes que farão

Leia mais

ANÁLISE DOS CONTROLES DOS REPASSES FUNDO A FUNDO NA SAÚDE

ANÁLISE DOS CONTROLES DOS REPASSES FUNDO A FUNDO NA SAÚDE EDUARDO FAVERO ANÁLISE DOS CONTROLES DOS REPASSES FUNDO A FUNDO NA SAÚDE Projeto de pesquisa apresentado ao Programa de Pós-Graduação do Cefor como parte das exigências do curso de Especialização em Auditoria

Leia mais

MANUAL DE OPERAÇÃO DO SISTEMA

MANUAL DE OPERAÇÃO DO SISTEMA MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE DEPARTAMENTO DE REGULAÇÃO, AVALIAÇÃO E CONTROLE COORDENAÇÃO GERAL DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO MANUAL DE OPERAÇÃO DO SISTEMA Versão 1.0 BRASÍLIA, DISTRITO

Leia mais

Especialização em Gestão Pública Programa Nacional de Formação em Administração Pública

Especialização em Gestão Pública Programa Nacional de Formação em Administração Pública Especialização em Gestão Pública Programa Nacional de Formação em Administração Pública ROBSMEIRE CALVO MELO ZURITA CONTRATOS ADMINISTRATIVOS NO SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE Maringá 2011 2 Especialização em

Leia mais

Manual do Usuário para o RDQ Versão 2

Manual do Usuário para o RDQ Versão 2 Ministério da Saúde Secretaria de Gestão Estratégica e Participativa Departamento de Articulação Interfederativa Manual do Usuário para o RDQ Versão 2 Brasília DF Maio de 2014 3 ÍNDICE 1 APRESENTAÇÃO...

Leia mais

Passo a passo para cadastramento

Passo a passo para cadastramento Passo a passo para cadastramento Siga passo a passo, será mais fácil do que imagina! INSTALAÇÃO DOS PROGRAMAS Firebird e SCNES - Antes de dar início ao processo de cadastramento, realize uma pesquisa no

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE FLORIANÓPOLIS SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE 1

PREFEITURA MUNICIPAL DE FLORIANÓPOLIS SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE 1 1 EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA N 005/2015/SMS/PMF A Secretaria Municipal de Saúde de Florianópolis - SMS, com sede na Av. Henrique da Silva Fontes, 6.100, Trindade, Florianópolis - SC, torna público que fará

Leia mais

Nutrição e dietética:

Nutrição e dietética: O sistema permite o cadastro de vários almoxarifados, e controla os estoques separadamente de cada um, bem como o cadastro de grupos de estocagem, visando o agrupamento dos insumos estocáveis, classificados

Leia mais

ANEXO I TERMO DE COMPROMISSO DE GESTÃO MUNICIPAL

ANEXO I TERMO DE COMPROMISSO DE GESTÃO MUNICIPAL ANEXO I TERMO DE COMPROMISSO DE GESTÃO MUNICIPAL Termo de Compromisso de Gestão que firma a Secretaria Municipal de Saúde de XX, representada pelo seu Secretário Municipal de Saúde, com o objetivo de pactuar

Leia mais

O Ministro de Estado da Saúde, no uso de suas atribuições legais,

O Ministro de Estado da Saúde, no uso de suas atribuições legais, Portaria n.º 1635/GM Em 12 de setembro de 2002. O Ministro de Estado da Saúde, no uso de suas atribuições legais, Considerando a necessidade de garantir às pessoas portadoras de deficiência mental e de

Leia mais

O e-sus AB no Ceará. COSEMS - Fortaleza 08 de maio de 2015

O e-sus AB no Ceará. COSEMS - Fortaleza 08 de maio de 2015 O e-sus AB no Ceará COSEMS - Fortaleza 08 de maio de 2015 e-saúde e o SUS Reestruturação dos sistemas de informação em saúde do MS em busca de um SUS eletrônico: Cartão Nacional de Saúde e-sus Hospitalar

Leia mais

GUIA PARA ELABORAÇÃO DO PLANO MUNICIPAL DE SAÚDE

GUIA PARA ELABORAÇÃO DO PLANO MUNICIPAL DE SAÚDE SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE DE SANTA CATARINA GERÊNCIA DE PLANEJAMENTO DO SUS GUIA PARA ELABORAÇÃO DO PLANO MUNICIPAL DE SAÚDE Baseado no Livro 2 dos Cadernos de Planejamento do PLANEJASUS Elaborado

Leia mais

SISTEMA DE INFORMAÇÕES AMBULATORIAIS DO SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE SIA/SUS

SISTEMA DE INFORMAÇÕES AMBULATORIAIS DO SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE SIA/SUS 1 MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE DEPARTAMENTO DE ATENÇÃO BÁSICA COORDENAÇÃO NACIONAL DE SAÚDE BUCAL SISTEMA DE INFORMAÇÕES AMBULATORIAIS DO SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE SIA/SUS Autorização

Leia mais

ROTEIRO GERAL 1º - Preencher as Fichas Cadastrais de Estabelecimento de Saúde - FCES de 01 a 08 com base nas Orientações para preenchimento da Fichas

ROTEIRO GERAL 1º - Preencher as Fichas Cadastrais de Estabelecimento de Saúde - FCES de 01 a 08 com base nas Orientações para preenchimento da Fichas SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE - SEMSA ORIENTAÇÕES PARA PREENCHIMENTO DA FICHA DO CADASTRO DE ESTABELECIMENTO DE SAÚDE FCES SIMPLIFICADO ROTEIRO GERAL 1º - Preencher as Fichas Cadastrais de Estabelecimento

Leia mais

Passo a Passo das Ações do Departamento de Atenção Básica

Passo a Passo das Ações do Departamento de Atenção Básica MINISTÉRIO DA SAÚDE Secretaria de Atenção à Saúde Departamento de Atenção Básica Passo a Passo das Ações do Departamento de Atenção Básica 2011 Ed. Premium, SAF Sul, Quadra 2, Lote 5/6, Bloco II, Subsolo

Leia mais

SISTEMAS INTERFACEADOS COM O SISREG

SISTEMAS INTERFACEADOS COM O SISREG SISTEMAS INTERFACEADOS COM O SISREG CADSUS WEB CNES SIGTAP SIA - BPA Médico Regulador Unidade Solicitante Central de Regulação Unidade Executante Secretarias Municipais de Saúde ou similares Estabelecimentos

Leia mais

PORTARIA Nº 648/GM DE 28 DE MARÇO DE 2006.

PORTARIA Nº 648/GM DE 28 DE MARÇO DE 2006. PORTARIA Nº 648/GM DE 28 DE MARÇO DE 2006. Aprova a Política Nacional de Atenção Básica, estabelecendo a revisão de diretrizes e normas para a organização da Atenção Básica para o Programa Saúde da Família

Leia mais

HOMOLOGAÇÃO ATRAVÉS DA CIB Diário Oficial do Estado de São Paulo Nº 233, Seção 1, de 15 de dezembro de 2009

HOMOLOGAÇÃO ATRAVÉS DA CIB Diário Oficial do Estado de São Paulo Nº 233, Seção 1, de 15 de dezembro de 2009 Circular 475/2009 São Paulo, 15 de dezembro de 2009. PROVEDOR(A) ADMINISTRADOR(A) HOMOLOGAÇÃO ATRAVÉS DA CIB Diário Oficial do Estado de São Paulo Nº 233, Seção 1, de 15 de dezembro de 2009 Prezados Senhores,

Leia mais

Ministério da Saúde Gabinete do Ministro PORTARIA Nº 122, DE 25 DE JANEIRO DE 2011

Ministério da Saúde Gabinete do Ministro PORTARIA Nº 122, DE 25 DE JANEIRO DE 2011 ADVERTÊNCIA Este texto não substitui o publicado no Diário Oficial da União Ministério da Saúde Gabinete do Ministro PORTARIA Nº 122, DE 25 DE JANEIRO DE 2011 Define as diretrizes de organização e funcionamento

Leia mais

O componente saúde bucal do PMAQ-AB e indicadores de Saúde Bucal na Atenção Básica

O componente saúde bucal do PMAQ-AB e indicadores de Saúde Bucal na Atenção Básica MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE DEPARTAMENTO DE ATENÇÃO BÁSICA COORDENAÇÃO-GERAL DE SAÚDE BUCAL O componente saúde bucal do PMAQ-AB e indicadores de Saúde Bucal na Atenção Básica Edson

Leia mais

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO COMPARAÇÃO DE HOSPITAIS ESTADUAIS PAULISTAS: Estudo comparativo entre gerenciamento da administração direta e das organizações sociais da saúde Dr. Renato Martins Costa Conselheiro

Leia mais

MÓDULO 3 Cadastros básicos

MÓDULO 3 Cadastros básicos MÓDULO 3 Cadastros básicos Agora que você já conhece o SCAWEB, demonstraremos como realizar os cadastros básicos do HÓRUS. Inicialmente, você precisará acessar o HÓRUS com o email e senha cadastrados no

Leia mais

O MINISTRO DE ESTADO DA SAÚDE, no uso das atribuições que lhe conferem os incisos I e II do parágrafo único do art. 87 da Constituição, e

O MINISTRO DE ESTADO DA SAÚDE, no uso das atribuições que lhe conferem os incisos I e II do parágrafo único do art. 87 da Constituição, e PORTARIA Nº 1.341, DE 13 DE JUNHO DE 2012 Define os valores dos incentivos de implantação e de custeio mensal dos Centros de Especialidades Odontológicas - CEO e dá outras providências. O MINISTRO DE ESTADO

Leia mais

Matérias selecionadas do DOU de 05 de novembro de2007

Matérias selecionadas do DOU de 05 de novembro de2007 Conteúdo: SEÇÃO 1...2 PORTARIA No- 2.831, DE 1o- DE NOVEMBRO DE 2007...2 PORTARIA No- 2.834, DE 1o- DE NOVEMBRO DE 2007...4 PORTARIA No- 2.835, DE 1o- DE NOVEMBRO DE 2007...5 PORTARIA Nº 600, DE 1o- DE

Leia mais

RADIOGRAFIA DOS HOSPITAIS MUNICIPAIS ABRIL/2013

RADIOGRAFIA DOS HOSPITAIS MUNICIPAIS ABRIL/2013 11 UMA RADIOGRAFIA DOS HOSPITAIS MUNICIPAIS ABRIL/2013 A Confederação Nacional de Municípios (CNM), preocupada com a realidade da Saúde Pública no Brasil e com as discussões em torno da qualidade dos serviços

Leia mais

RELATÓRIO DE FISCALIZAÇÃO REFERENTE ÀS CONDIÇÕES DE TRABALHO DOS CONSULTÓRIOS ODONTOLÓGICOS NO MUNICÍPIO DE NOVA BRASILÂNDIA DO OESTE-RONDÔNIA

RELATÓRIO DE FISCALIZAÇÃO REFERENTE ÀS CONDIÇÕES DE TRABALHO DOS CONSULTÓRIOS ODONTOLÓGICOS NO MUNICÍPIO DE NOVA BRASILÂNDIA DO OESTE-RONDÔNIA RELATÓRIO DE FISCALIZAÇÃO REFERENTE ÀS CONDIÇÕES DE TRABALHO DOS CONSULTÓRIOS ODONTOLÓGICOS NO MUNICÍPIO DE NOVA BRASILÂNDIA DO OESTE-RONDÔNIA 1 - Introdução O presente relatório tem por finalidade atender

Leia mais

PORTARIA Nº 122, DE 25 DE JANEIRO DE 2011

PORTARIA Nº 122, DE 25 DE JANEIRO DE 2011 PORTARIA Nº 122, DE 25 DE JANEIRO DE 2011 Define as diretrizes de organização e funcionamento das Equipes de Consultório na Rua. O MINISTRO DE ESTADO DA SAÚDE, no uso das atribuições que lhe conferem os

Leia mais

Profissão: Enfermeiro Auditor

Profissão: Enfermeiro Auditor Profissão: Enfermeiro Auditor A Auditoria em Enfermagem é uma área em ascensão e um segmento promissor para os profissionais que têm perfil administrativo e que, acima de tudo, querem aprimorar a qualidade

Leia mais

PASSO A. Programa de Humanização no Pré-natal e Nascimento. Instalação e Alimentação de Dados

PASSO A. Programa de Humanização no Pré-natal e Nascimento. Instalação e Alimentação de Dados Ministério da Saúde Secretaria de Políticas de Saúde Área Técnica de Saúde da Mulher Programa de Humanização no Pré-natal e Nascimento PASSO A PASSO Instalação e Alimentação de Dados INDICE I- O que é

Leia mais

Apresentação Saúde Simples OM30

Apresentação Saúde Simples OM30 Apresentação Saúde Simples OM30 Saúde Simples Sobre o Saúde Simples O Sistema Saúde Simples integra todas as Unidades de Saúde do Município, permitindo o controle de diversos setores destas Unidades e

Leia mais

MINUTA DE PORTARIA v. 21.09.2015

MINUTA DE PORTARIA v. 21.09.2015 MINUTA DE PORTARIA v. 21.09.2015 PORTARIA Nº..., de...de...de 2015 Dispõe sobre a participação complementar da iniciativa privada na execução de ações e serviços de saúde, e o credenciamento de prestadores

Leia mais

Ministério da Saúde Secretaria de Atenção à Saúde Departamento de Ações Programáticas Estratégicas Área Técnica Saúde da Pessoa com Deficiência

Ministério da Saúde Secretaria de Atenção à Saúde Departamento de Ações Programáticas Estratégicas Área Técnica Saúde da Pessoa com Deficiência Ministério da Saúde Secretaria de Atenção à Saúde Departamento de Ações Programáticas Estratégicas Área Técnica Saúde da Pessoa com Deficiência Atenção à Saúde das Pessoas com Deficiência Intelectual e

Leia mais

O SISTEMA DE INFORMAÇÕES AMBULATORIAIS COMO INSTRUMENTO PARA A REGIONALIZAÇÃO EM SAÚDE

O SISTEMA DE INFORMAÇÕES AMBULATORIAIS COMO INSTRUMENTO PARA A REGIONALIZAÇÃO EM SAÚDE 0 FUNDAÇÃO OSWALDO CRUZ CENTRO DE PESQUISAS AGGEU MAGALHÃES DEPARTAMENTO DE SAÚDE COLETIVA Especialização em Saúde Pública Alexsandra Gomes de Andrade O SISTEMA DE INFORMAÇÕES AMBULATORIAIS COMO INSTRUMENTO

Leia mais

ESTADO DE SANTA CATARINA SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE SUPERINTENDÊNCIA DE PLANEJAMENTO E GESTÃO DIRETORIA DE PLANEJAMENTO, CONTROLE E AVALIAÇÃO

ESTADO DE SANTA CATARINA SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE SUPERINTENDÊNCIA DE PLANEJAMENTO E GESTÃO DIRETORIA DE PLANEJAMENTO, CONTROLE E AVALIAÇÃO ESTADO DE SANTA CATARINA SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE SUPERINTENDÊNCIA DE PLANEJAMENTO E GESTÃO DIRETORIA DE PLANEJAMENTO, CONTROLE E AVALIAÇÃO GERÊNCIA DE COORDENAÇÃO DA ATENÇÃO BÁSICA DUPLICIDADE DE

Leia mais

MANUAL DE OPERAÇÃO DO SISTEMA

MANUAL DE OPERAÇÃO DO SISTEMA MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE DEPARTAMENTO DE REGULAÇÃO, AVALIAÇÃO E CONTROLE COORDENAÇÃO-GERAL DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO MANUAL DE OPERAÇÃO DO SISTEMA Versão 1.0 Confeccionado utilizando

Leia mais

PORTARIA Nº 853, DE 17 DE NOVEMBRO DE 2006. O Secretário de Atenção a Saúde, no uso de suas atribuições,

PORTARIA Nº 853, DE 17 DE NOVEMBRO DE 2006. O Secretário de Atenção a Saúde, no uso de suas atribuições, PORTARIA Nº 853, DE 17 DE NOVEMBRO DE 2006. O Secretário de Atenção a Saúde, no uso de suas atribuições, Considerando a Portaria GM/ nº. 971 de 03 de maio de 2006, que dispõe sobre a Política Nacional

Leia mais

O Secretário de Atenção à Saúde, no uso de suas atribuições,

O Secretário de Atenção à Saúde, no uso de suas atribuições, PORTARIA Nº 911, DE 29 DE AGOSTO DE 2012 O Secretário de Atenção à Saúde, no uso de suas atribuições, Considerando a Portaria nº 793/GM/MS, de 24 de abril de 2012, que institui a Rede de Cuidados à Pessoa

Leia mais

MINISTÉRIO DA SAÚDE. Secretária de Gestão Estratégica e Participativa da Saúde SGEP. Coordenação de Desenvolvimento dos Sistemas de Saúde - CDESS

MINISTÉRIO DA SAÚDE. Secretária de Gestão Estratégica e Participativa da Saúde SGEP. Coordenação de Desenvolvimento dos Sistemas de Saúde - CDESS MINISTÉRIO DA SAÚDE Secretária de Gestão Estratégica e Participativa da Saúde SGEP Coordenação de Desenvolvimento dos Sistemas de Saúde - CDESS Departamento de Informática do SUS - DATASUS Manual operacional

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO DO SIS PPI SISTEMA INFORMATIZADO DE PROGRAMAÇÃO DA ASSISTÊNCIA À SAÚDE PROGRAMAÇÃO PACTUADA E INTEGRADA. VERSÃO 3.

MANUAL DO USUÁRIO DO SIS PPI SISTEMA INFORMATIZADO DE PROGRAMAÇÃO DA ASSISTÊNCIA À SAÚDE PROGRAMAÇÃO PACTUADA E INTEGRADA. VERSÃO 3. MANUAL DO USUÁRIO DO SIS PPI SISTEMA INFORMATIZADO DE PROGRAMAÇÃO DA ASSISTÊNCIA À SAÚDE PROGRAMAÇÃO PACTUADA E INTEGRADA VERSÃO 3.04 Outubro 2001 PRIMEIRA ETAPA: ESTADUAL I - APRESENTAÇÃO II - INSTRUÇÕES

Leia mais

PASSO A PASSO PARA INSTALAÇÃO DO E-SUS E DIGITAÇÃO DAS FICHAS DO PSE

PASSO A PASSO PARA INSTALAÇÃO DO E-SUS E DIGITAÇÃO DAS FICHAS DO PSE ESTADO DE ALAGOAS SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE SUPERINTENDÊNCIA DE ATENÇÃO À SAÚDE DIRETORIA DE ATENÇÃO BÁSICA PASSO A PASSO PARA INSTALAÇÃO DO E-SUS E DIGITAÇÃO DAS FICHAS DO PSE 1º Passo Acesse o Portal

Leia mais