Simule uma carteira de ações em

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Simule uma carteira de ações em www.deco.proteste.pt/poupanca"

Transcrição

1 A O U A N Ç A cçoes 29 de março 2011 N o 693 Independente Credível erto de Si Simule uma carteira de ações em OUANÇA ACÇÕES Boletim Semanal Ano 15 Diretor e Editor: edro Moreira DECO ROTESTE, Editores, Lda Av. Eng. Arantes e Oliveira n. 13, 1. B, Lisboa 1,70 ÍNDICE SI-20 (a carregado) vs. STOXX EUROE 50 (base 100) Devido sobretudo à crise da dívida pública nacional, a bolsa de Lisboa tem evoluído abaixo da média das principais ações europeias no último ano e meio BI (a carregado) vs. BC (a fino) vs. BES (base 100) Os principais bancos nacionais cotados em bolsa têm sido penalizados pela crise financeira nacional. orém, para o longo prazo, pode comprar BI e manter BC e BES. À lupa p. 2 Setor farmacêutico: diabetes Ações p. 3-4 Brisa, REN, Deutsche Telekom/AT&T, Exelon, Cofina, Bank of America, Sanofi-Aventis/Merck e Unilever A fechar p. 8 ebay Mudança de conselho Brisa Cofina Comprar Manter Lisboa em contraciclo Após uma semana difícil devido à catástrofe no Japão, as bolsas voltaram aos ganhos, já que a situação na central de Fukushima, embora seja perigosa, parece não se ter agravado. A ausência de dados económicos negativos também contribuiu para um maior otimismo dos investidores. Ao invés, a queda do Governo português (e o provável recurso à ajuda externa) e o início da intervenção militar na Líbia são fatores negativos. O Stoxx Europe 50 avançou 3,5% e o S& 500 subiu 2,7%. Alguns bons resultados de empresas tecnológicas estimularam o Nasdaq (+3,8%). Gradualmente, as empresas começam a prever melhor o impacto direto e indireto da catástrofe japonesa. Os construtores automóveis serão afetados por falhas no abastecimento de algumas peças que, todavia, serão temporárias. O setor subiu 2,6%, com a eugeot a ganhar 1,2%. O setor de semicondutores valorizou 4% mas continua a preocupar devido a problemas de abastecimento. Nas telecomunicações (+3,5%), a compra da sucursal americana da Deut. Telekom (+11,7%; ver pág. 3) pela AT&T (+3,2%) não deverá originar processos de consolidação na Europa, onde as autoridades veem nestas operações uma forma de diminuir a concorrência. Veja os nossos conselhos para o setor na página 7. A bolsa de Lisboa não seguiu os ganhos das restantes praças e caiu 0,1%. O chumbo do EC IV, a demissão do Governo e o consequente corte do rating de ortugal levaram a novos máximos nas taxas de juro das Obrigações do Tesouro, com a maturidade a 5 anos a superar os 8,5% e a de 10 anos a ultrapassar os 8%. A banca foi dos setores mais afetados, com o BES e o BC a caírem mais de 5%. A Inapa (-10,1%) liderou as perdas devido à saída do índice SI-20 a 21 de março. A Brisa (texto na pág. 3) recuou 4%. O título passou a barato. assamos a recomendar a compra. ela positiva, realce para a Jerón. Martins (+5,5%), impulsionada pelas boas perspetivas na olónia, e para a Galp (+1,5%), que beneficiou da subida do preço do petróleo. A semana em números BOLSAS Lisboa -0,1% Nasdaq +3,8% Frankfurt +4,2% Nova Iorque +2,7% Londres +3,2% aris +4,3% Madrid +3,7% Zurique +4,2% AÇÕES Jerón. Martins +5,5% Inapa -10,1% Sonaecom +4,3% BES -5,4% Sonae Capital +2,6% BC -5,2% ED Renováveis +1,5% Cofina -5,2%

2 À lupa esta semana UM DOS DESAFIOS ATUAIS DO SETOR FARMACÊUTICO A diabetes é, ao nível médico, um dos maiores desafios do século XXI. Apesar desta doença ainda não ter cura, os grandes laboratórios limitam-se a desenvolver tratamentos que reduzem os seus efeitos. É sintomático da queda de produtividade da investigação e desenvolvimento, que atinge o setor há vários anos. Diabetes: uma pandemia Segundo a Federação Internacional de Diabetes, mais de 285 milhões de pessoas em todo o mundo são diabéticas. Este número deverá ultrapassar os 438 milhões até 2030 (crescimento superior a 50%). Os países emergentes, que adotam cada vez mais o estilo de vida ocidental, são particularmente afetados. Face a esta tendência, os laboratórios farmacêuticos desenvolveram dois tipos de tratamentos: insulina, injetada sobretudo nos pacientes com diabetes do tipo I, e os medicamentos orais (ou injetáveis), destinados aos doentes com diabetes do tipo II. Investigação em queda Atualmente, a diabetes não tem cura. Os tratamentos existentes apenas atenuam a faltadeinsulinaereduzemosriscosde complicações (problemas cardíacos). Esta doença simboliza, por si só, o problema central do setor farmacêutico: a queda da produtividade da investigação. Após ter descoberto tratamentos eficazes para doenças "fáceis", a investigação revela dificuldades em renovar-se. Cada vez mais meios financeiros são necessários para fazer avanços cada vez menos espetaculares, como se verifica na diabetes: Abbott (comprar) não comercializa medicamentos, mas 4% das vendas de 2010 proveem de material para autocontrolo da diabetes (controlo de glucose e seringas de insulina). AstraZeneca (manter) as vendas do Onglyza, lançado em 2009, continuam simbólicas, mas foram multiplicadas por seis em Detém ainda o Kombiglyze XR, lançado recentemente Diabetes nos Estados Unidos, e o Dapagliflozin, em fase de aprovação. Eli Lilly (manter) vende duas insulinas (Humalog e Humalin) e o medicamento injetável Byetta, que representaram 17% das vendas em Desenvolveu duas novas moléculas que são, por enquanto, um fracasso (homologação adiada no Bydureon e testes clínicos suspensos no Teplizumab). O recente acordo com a Boehringer Ingelheim dá-lhe acesso a mais duas moléculas novas. GlaxoSmithKline (comprar) as vendas do Avandia, o seu único medicamento para a diabetes caíram, na sequência de riscos cardiovasculares detetados (2% das vendas em 2010), mas dois novos produtos estão prontos para retomar o crescimento (Otelixizumab e Syncria). Merck (manter) 7% do volume de negócios de 2010 foi obtido pelo Januvia e pelo Janumet (combinação do Januvia e de uma metformina, que limita a produção de glucose pelo fígado), uma subida de 29% face a Outras combinações baseadas no Januvia estão na fase final de desenvolvimento. Novartis (comprar) comercializa o Galvus e o Eucreas (combinação do Galvus com uma metformina). Embora as vendas estejam em progressão, continuam a ser marginais (1% do volume de negócios em 2010), porque o Galvus ainda não está autorizado nos Estados Unidos. Duas outras moléculas, sem grande potencial, estão na fase final de desenvolvimento. fizer (manter) não tem nenhum produto atualmente no mercado. A insulina inalante Exubera foi retirada do mercado em 2007, na sequência do seu fracasso comercial. Vários projetos estão em fase de investigação inicial. Roche (comprar) não tem medicamentos no mercado e decidiu interromper o desenvolvimento do Taspoglutide, devido a intolerâncias gastrointestinais e reações cutâneas muito frequentes. A sua vantagem está no material de autocontrolo da diabetes (6% das vendas em 2010). Tipos de diabetes A diabetes do tipo I (doença autoimune) é caracterizada pelo facto do pâncreas não segregar corretamente a insulina. A diabetes do tipo II (90% dos diabéticos) é causada pela obesidade, envelhecimento, sedentarismo ou alimentação incorreta. Sanofi-Aventis (manter) 82% das vendas relacionadas com a diabetes são obtidas através da insulina de ação prolongada Lantus. Com a sua outra insulina Apidra e o medicamento Amaryl, os tratamentos contra a diabetes representaram 14% do volume de negócios de Em fase final de investigação, os resultados do Lixisénatide são até agora favoráveis. Balanço Em relação aos medicamentos, o Januvia da Merck apresenta maior vantagem, porque já está bem implementado no mercado, ao contrário do Onglyza da AstraZeneca, cujas vendas tardam em crescer, mesmo em comparação com o Galvus da Novartis na Europa. Nas insulinas, o Lantus da Sanofi-Aventis lidera com vendas de 3,5 mil milhões de euros e uma taxa de crescimento de 9% em 2010, seguido pelo Humalog da Eli Lilly. Conclusão Os vários fracassos, não só no domínio da diabetes, explicam as inquietudes que atualmente penalizam o setor. Além disso, a rentabilidade é prejudicada pela pressão dos genéricos (perda de licenças) e pela regulamentação mais exigente. Os esforços de marketing permitem, no entanto, gerar uma liqui - dez abundante, que possibilita o pagamento de generosos dividendos. A longo prazo, os novos avanços, cujo custo é cada vez mais partilhado através de parcerias, deverão dar novas perspetivas de crescimento do setor. Tal como a diabetes, existem várias outras oportunidades para as farmacêuticas. 2 OUANÇA ACÇÕES 29 de março 2011

3 Ações BRISA Mudança de conselho Autoestradas Bolsa de Lisboa 4,79 EUR Risco : Os resultados de 2010 beneficiaram da mais-valia com a venda de 16,35% na CCR. A remuneração acionista é atrativa e a queda da cotação colocou a ação barata. Alteramos o conselho. Comprar Em 2010, os lucros da Brisa cresceram 420% face a 2009 para 1,35 euros por ação, graças à mais-valia de 845,5 milhões de euros com a venda da participação de 16,35% na brasileira CCR. orém, os resultados ficaram aquém do previsto devido à constituição de elevadas provisões e imparidades no quarto trimestre. Sem elementos não recorrentes, os lucros teriam ficado em linha com o obtido em 2009 (0,26 euros por ação). As receitas de portagem caíram 3% ressentindo-se da quebra do tráfego automóvel, mas a empresa mostrou-se eficiente do lado dos custos (-3% em base comparável). A introdução de portagens nas SCUTS é benéfica para o tráfego da Brisa. orém, para 2011 e 2012, e em face da deterioração económica em ortugal, estamos mais prudentes e reduzimos as previsões de lucros de 0,25 para 0,23 euros e de 0,27 para 0,24 euros. Mas, o grupo reúne diversos trunfos. Após a venda da CCR e a conclusão da reorganização societária, a Brisa tem uma estrutura financeira mais sólida. Depois, a remuneração acionista é atrativa. O programa de compra de ações próprias até 10% do capital dá algum suporte à cotação e a Brisa vai manter o dividendo bruto em 0,31 euros nos próximos cinco anos (rendimento de 6,4% face à cotação atual) A elevada exposição a ortugal pesa na cotação. Mas, a Brisa procura novos mercados (Índia e Turquia) e a remuneração acionista é atrativa. O risco é baixo e a ação passou a barata. Compre. REN Lucro de 2010 conforme previsto Energia e serviços públicos Bolsa de Lisboa 2,47 EUR Risco : Os lucros da REN em 2010 saíram em linha com o esperado e as perspetivas são positivas. orém, devido à crise da dívida pública, subimos o risco de para. O título continua barato. Comprar A REN teve lucros de 0,21 euros por ação em 2010, em linha com o que prevíamos. Apesar de representar uma queda de 17,7% face a 2009, esta deve-se apenas a elementos não recorrentes, sem os quais o lucro subiu 10,7%. A impulsionar o crescimento dos lucros recorrentes esteve sobretudo a subida da base de ativos regulados e a queda dos custos, nomeadamente com pessoal e serviços externos. ara o futuro, a empresa aumentou as previsões de investimento, devido à necessidade de ligar à rede as novas barragens e centrais elétricas e reforçar a interligaçãocomespanha,oquelhepermite manter boas perspetivas de crescimento. A nível internacional, a REN vai adquirir uma participação na hídrica de Cahora Bassa em Moçambique com o objetivo de participar nos novos projetos de infraestruturas previstos para o país. Na sequência da crise da dívida pública nacional, a REN tem sofrido cortes na sua notação de risco de crédito, já que ainda é detida em 51% pelo Estado português. Este facto deteriora as suas condições de financiamento no futuro, pelo que apesar de a REN ter uma atividade muito regulada, subimos o seu risco de para. or prudência, reduzimos ainda as previsões de lucros por ação de 0,23 para 0,22 euros em 2011 e de 0,25 para 0,24 em A crise da dívida pública tem pressionado a cotação em bolsa e o nível de risco é mais elevado. No entanto, as perspetivas são positivas e a ação está barata. ode comprar. DEUT. TELEKOM/AT&T AT&T compra T-Mobile USA Operadores de telecomunicações Bolsa de Frankfurt 10,76 EUR Bolsa de Nova Iorque 28,75 USD Risco : / Apesar da subida de 11% da cotação da DT no dia do anúncio da venda da T-Mobile USA à AT&T, a ação está correta. A operação sustenta a cotação da AT&T, mas existem incertezas a curto prazo. Ação barata. Manter Deutsche Telekom Comprar AT&T A AT&T vai pagar 28 mil milhões de euros pela T-Mobile USA, quarto maior operador móvel nos EUA (26% do volume de negócios da Deutsche Telekom). Trata-se de uma operação positiva para as duas partes e respetivos acionistas. or um lado, a DT obtém um preço elevado por um ativo com dificuldades de crescimento. O montante será utilizado, em parte, na compra de ações próprias no valor de 5 mil milhões de euros e na redução da elevada dívida. Não estão previstas aquisições. or sua vez, a AT&T encontra uma solução rápida para a ameaça de saturação da rede móvel (crescimento do tráfego de dados) e simultaneamente para sustentar a rentabilidade. As sinergias estão avaliadas em 3 mil milhões de dólares por ano, um valor elevado, mas a nosso ver credível, dada a tecnologia semelhante utilizada pelos dois grupos. É um investimento positivo para a AT&T, que aguarda agora a aprovação das autoridades da concorrência. Caso a operação se concretize como previsto no primeiro semestre de 2012, beneficiará ligeiramente o lucro por ação de 2012 da DT (+1,5%) e penalizará um pouco a AT&T (-2%) J F M A M J J A S O N D J F M O anúncio da compra da T-Mobile USA pela AT&T (a fino; base 100) permitiu à cotação da DT (a carregado) compensar o seu atraso face à americana. Mantenha DT e compre AT&T. OUANÇA ACÇÕES 29 de março

4 Ações EXELON Não há razões para pânico Energia e serviços públicos Bolsa de Nova Iorque 40,59 USD Risco : A subida dos custos de produção de eletricidade de origem nuclear deverá ser compensada pelo aumento dos preços da eletricidade. Reduzimos as previsões, mas a ação está barata. Comprar A catástrofe nuclear japonesa lançou a dúvida sobre a energia nuclear ao ponto de alguns países visarem abandoná-la progressivamente. orém, é pouco provável que esta reação se verifique nos EUA. A administração Obama fixou como objetivo uma cobertura de 80% das necessidades de eletricidade até 2035 através das energias próprias, que incluem a energia nuclear. Embora as energias renováveis, como a solar ou a eólica, se tenham tornado mais competitivas nosúltimosanos,assuascapacidades produtivas são insuficientes para cobrir as necessidades do país. Além disso, os custos de produção continuam muito elevados.apósacatástrofe,oseuaconfirmaram que continuarão a investir no desenvolvimento da energia nuclear. Mas prevê-se uma regulamentação mais exigente, que terá um custo para os intervenientes do setor (renovação/concessãodelicenças ).NocasodaExelon, apenas tem de renovar as licenças em 2016 e Quanto aos custos suplementares, serão compensados pelo aumentoesperadodopreçodaeletricidade. A subida atual do preço do gás e o recente reforço da regulamentação americana sobre as emissões poluentes que encareceram os custos de produção de eletricidade a partir de energias fósseis vão nesse sentido A catástrofe nuclear nipónica teve um impacto limitado sobre a cotação da Exelon que no seio da crise perdeu menos de 10%. Aproveite esta correção para comprar a ação. Breves COFINA -5,2% Manter ACofinadesceu5,2%na semana passada e acumula uma queda de 20,3% desde o início deste ano. A má conjuntura económica nacional poderá ter efeitos negativos na atividade do grupo, sobretudo a nível de receitas publicitárias. Contudo, em 2010, a empresa obteve lucros acima do esperado graças, sobretudo, a um bom controlo dos custos operacionais e a um nível de impostos mais reduzido. Devido à quedadacotação,otítulo passou a estar correto, pelo que alterámos o nosso conselho de vender para manter. BANK OF AMERICA -5,0% Manter O Bank of America viu-se impedido pela Reserva Federal americana de aumentar o seu dividendo, apesar de outros bancos terem sido autorizados a fazê-lo. Um anúncio que Léxico COMRA DE AÇÕES RÓRIAS: quando uma empresa compra as suas ações, o número destas em circulação diminui. O lucro total é dividido por menos ações e, por conseguinte, o lucro por ação é mais elevado. Em ortugal, as ações próprias estão limitadas a 10% do capital social. CUSTO DE IMARIDADE: segundo as novas normas contabilísticas, as empresas têm de verificar regularmente se o valor contabilístico de alguns ativos é superior ao seu valor de mercado. Caso isso se verifique, a empresa terá de contabilizar um custo de imparidade para reajustar os valores. já esperávamos tendo em conta a incerteza que pesa na evolução dos lucros e um nível de capitais próprios claramente abaixo dos seus concorrentes, mas que surpreendeu alguns investidores. Apesar do dividendo não ser um dos eixos estratégicos do banco (contrariamente à redução do riscoeaorelançamentoda atividade), é mais um fator que pesa nesta instituição que necessita de reconquistar os investidores. Apesar da queda da cotação nos últimos dias, a ação permanece corretamente avaliada com base em previsões conservadoras. ode manter em carteira. SANOFIS-AVENTIS / MERCK +4,2% Manter +2,1% Manter Anunciada há um ano, a criação da joint-venture na saúde animal entre a Sanofis-Aventis e a Merck acaba de ser anulada. Esta parceria tornou-se cada vez mais complicada devido a motivos regulamentares. Todavia, ambos os grupos pretendem continuar no segmento da saúde animal, embora cada um por si. Mantemos inalteradas as estimativas. As ações estão corretas, pode manter em carteira. UNILEVER +3,8% Vender Obrigada pela Comissão Europeia a ceder ativos, a Unilever anunciou a alienaçãodasanexàamericana Colgate por um preço que consideramos interessante face a operações similares registadas no setor nos últimos anos. A venda terá um impacto marginal nos resultados da Unilever. Além disso, esta última fez igualmente uma boa operação ao ficar com as atividades de detergentes da Colgate na Colômbia. Mas a ação está cara, deverá vender. Variação das cotações entre 18/03 e 25/03, em moeda local LIQUIDEZ: parte do ativo de curto prazo de uma empresa que pode converter-se rapidamente em meios monetários. A liquidez de uma empresa é elevada se esses ativos corresponderem a uma percentagem elevada no ativo total da empresa. NOTAÇÃO DE RISCO DE CRÉDITO (RATING): indicador calculado por empresas especializadas (Standard & oor's, Moodys, Fitch ) que visa medir a probabilidade de incumprimento das dívidas de empresas e países. É utilizado por investidores e pela banca como um importante indicador de avaliação do nível de risco. Todo o jargão financeiro explicado em > Temas > Léxico 4 OUANÇA ACÇÕES 29 de março 2011

5 Quadro das ações Nome Cotação (1) Máx. Min. Bolsa Comentário Risco Conselho 25/03/2011 (2) (3) (4) (5) Financeiras Aegon 5.31 EUR Amesterdão irá retomar pagamento de dividendos em 2011 comprar Ageas 2.10 EUR Bruxelas adquire corretor de seguros britânico manter Allianz EUR Frankfurt metas conservadoras para 2011 manter Axa EUR aris final de 2010 difícil; 2011 anuncia-se melhor comprar Banif 0.85 EUR Lisboa entrou no SI-20 manter Bank of America USD Nova Iorque não pode aumentar o dividendo em 2011 manter Barclays Bank p Londres deverá melhorar o seu nível de rentabilidade manter BBVA 8.95 EUR Madrid irá aumentar capital em cerca de 20% manter BC 0.62 EUR Lisboa resultados anuais cresceram 33,9% manter BES 3.07 EUR Lisboa lucros anuais recuaram 2,2% manter BlackRock USD Nova Iorque dividendo bruto 1ºT'11: 1,375 USD/ação comprar BN aribas EUR aris bom 4 T'10, dividendo: 2,1eur/ação manter BI 1.30 EUR Lisboa em 2010, os lucros cresceram 5,6% comprar CS Groupe CHF Zurique resultados trimestrais dececionam manter Deutsche Bank EUR Frankfurt lucros do 4ºT'10 em linha com esperado vender HSBC Holdings p Londres reduz objetivos de rentabilidade manter ING 9.32 EUR Amesterdão vai re-embolsar uma parte da ajuda do Estado manter Lloyds Banking p Londres 2011 não deverá ser um bom ano manter Nordea SEK Estocolmo beneficia do dinamismo da economia suéca manter opular 4.34 EUR Madrid aumenta capital e emite obrig. convertíveis manter rudential p Londres confirma o seus objetivos no mercado asiático manter Santander 8.52 EUR Madrid Brasil é o principal motor do grupo manter Société Génér EUR aris quarto trimestre em linha com o esperado manter UBS CHF Zurique capacidade de recuperação em dúvida manter Zurich Fin. Sv CHF Zurique exposição muito fraca ao Japão comprar Bens de consumo Adidas Group EUR Frankfurt administração confiante para o VN de 2011 vender Benetton 5.18 EUR Milão volume de negócios de 2010 em linha com 2009 comprar L'Oréal EUR aris dividendo de 2010: +20% vender LVMH EUR aris adquire italiana Bulgari vender Natuzzi 4.41 USD Nova Iorque objetivo de vendas para 2010 muito ambicioso manter Oriflame SEK Estocolmo realiza um bom final de ano manter Alimentação e bebidas AB InBev EUR Bruxelas forte aumento do dividendo em 2010 vender Coca - Cola USD Nova Iorque bom 4º T'10 manter Corticeira Am EUR Lisboa bons resultados em 2010 comprar Danone EUR aris administração optimista para 2011 vender Diageo p Londres reforça-se na Turquia, ao comprar a Mey Içki manter Heineken EUR Amesterdão lucros de 2010 beneficiam c/redução de custos vender Ibersol 7.40 EUR Lisboa lucros de 2010 em linha c/ o que prevíamos manter Kraft Foods USD Nova Iorque boas perspetivas de crescimento a longo prazo comprar Nestlé CHF Zurique lucros 2010 penalizados pelo franco suíço manter Unilever EUR Amesterdão lucros 2010 de fraca qualidade vender Distribuição Ahold 9.41 EUR Amesterdão resultados 2010 desapontantes: compra ações vender Carrefour EUR aris vai separar harddiscount e património imob. vender Jerón. Martins EUR Lisboa lucro em 2010: +40,3% em linha c/ esperado vender Metro EUR Frankfurt visa lucros operacionais subirem 10% em 2011 vender Sainsbury p Londres volume de negócios : +7,1% comprar Saúde e farmacêuticas Abbott Labs USD Nova Iorque perspetivas de 2011 em linha com esperado comprar AstraZeneca p Londres duplica a compra de ações próprias para 2011 manter China Med. Tech USD Nasdaq bom terceiro trimestre comprar Eli Lilly USD Nova Iorque lucro por ação em 2010 sobe 16% manter GlaxoSmithKline p Londres relança compra de ações próprias comprar Merck USD Nova Iorque joint-venture com Sanofi suspensa manter Novartis CHF Zurique Gilenya (esclerose) aprovado na Europa comprar fizer USD Nova Iorque reduz objetivo de vendas para 2012 manter Roche GS CHF Zurique Europa: Avastin confirmada p/ cancro do seio comprar Sanofi-Aventis EUR aris joint-venture com a Merck suspensa manter Teleflex USD Nova Iorque retirada dos cateteres irá pesar em 2011 comprar Mais dados e pressupostos de avaliação em > investir > ações > Lista A-Z OUANÇA ACÇÕES 29 de março

6 Quadro das ações Nome Cotação (1) Máx. Min. Bolsa Comentário Risco Conselho 25/03/2011 (2) (3) (4) (5) Energia e serviços públicos Abertis EUR Madrid irá separar os negócios parkings e logistica manter B p Londres volta a pagar dividendos comprar Brisa 4.79 EUR Lisboa ação passou a barata comprar Chevron USD Nova Iorque resultados de 2010 acima do esperado comprar E.ON EUR Frankfurt perspetivas de crescimento mais incertas manter ED 2.73 EUR Lisboa lucro 2010 sobe 5,4%, um pouco acima previsto comprar ED Renováveis 5.03 EUR Lisboa lucro desce 30% em 2010, mas supera previsões manter Endesa EUR Madrid lucros sobem 20% em 2010 graças a mais-valias manter Enel 4.28 EUR Milão rumores: poderá comprar ativos gas da Edison comprar ENI EUR Milão não pretende comprar ativos da Edison manter Exelon USD Nova Iorque 4ºT'2010 aquém das expetativas comprar Exxon Mobil USD Nova Iorque lucro por ação 2010: +54%, acima do esperado manter Galp Energia EUR Lisboa quer aumentar capital na subsidiária Brasil manter Gas Natural EUR Madrid conflito Sonatrach penaliza resultados 2010 comprar GDF Suez EUR aris resultados de 2010 desapontantes comprar Iberdrola 6.11 EUR Madrid absorverá a sua filial Iberdrola Renovables comprar ION Geophysical USD Nova Iorque bons resultados em 2010 manter National Grid p Londres dividendo anual previso subir 8% comprar R.Dutch Shell A EUR Amesterdão novas alienações na refinação comprar REN 2.47 EUR Lisboa lucro 2010 cai 17,7%, conforme esperado comprar Repsol YF EUR Madrid triplica lucros em 2010 comprar Sabesp USD Nova Iorque boa progressão dos resultados no 3ºT'10 comprar Total EUR aris resultados 2010 um pouco abaixo do previsto manter Químicas BASF EUR Frankfurt vende fertilizantes: não estratégicos vender Bayer EUR Frankfurt objetivos 2011 e 2012 aquém do esperado vender Duont USD Nova Iorque quarto trimestre surpreende pela positiva manter Automóvel BMW EUR Frankfurt atinge lucro recorde em 2010 vender Daimler EUR Frankfurt lança uma oferta sobre a Tognum (motores) vender Fiat 6.53 EUR Milão S& reduz rating para BB vender Michelin EUR aris propõe dividendo de 1,78 EUR por ação vender eugeot EUR aris bons resultados em 2010 comprar Renault EUR aris filial Nissan afetada pelo sismo no Japão manter SAG 0.47 EUR Lisboa amortizaçoes no Brasil penalizam resultados manter Volkswagen VZ EUR Frankfurt forte subida dos resultados até setembro vender Aço, não-ferrosos e minas ArcelorMittal EUR Amesterdão horizonte clarifica-se em 2011 manter Rio Tinto p Londres previsões para 2011 e 2012 revistas em alta manter Schnitzer Steel USD Nasdaq nova compra no mercado de peças isoladas manter Construção e imobiliário Acciona EUR Madrid reforça aliança com Mitsubishi comprar Cimpor 5.03 EUR Lisboa bons resultados em 2010, acima do esperado vender Headwaters 5.74 USD Nova Iorque mudança de conselho para manter manter Lafarge EUR aris funde act. britânica com a Anglo American manter Martifer 1.40 EUR Lisboa resultados 9M'10 no vermelho manter MDC Holdings USD Nova Iorque fim de ano dececionante manter Mota - Engil 1.88 EUR Lisboa 9M'10: lucros recorrentes sobem 27,5% comprar Soares da Costa 0.54 EUR Lisboa lucros 9M'10 recuam 12% face há um ano manter Sonae Indústria 1.60 EUR Lisboa resultados 2010 abaixo do previsto manter Teixeira Duarte 0.62 EUR Lisboa lucros 9M caíram 3,7% manter As ações portuguesas estão assinaladas com um símbolo. (1) Cotação de fecho na data indicada, em euros ou em divisa local (EUR=euro; AUD=dólar australiano; CHF=franco suíço; DKK=coroa dinamarquesa; JY=iene japonês; p=pence; SEK=coroa sueca; USD=dólar norte-americano), 1 AUD = EUR; 1 CAD = EUR; 1 CHF = EUR; 1 DKK = EUR; 1 JY = EUR; 100 p. = EUR; 1 SEK = EUR; 1 USD = EUR. (2) Cotação de fecho máxima e mínima nos últimos 365 dias. (3) rincipal bolsa em que está cotada. (4) Indicador de risco: quanto maior o valor (varia entre e ), maior é o risco associado à ação. Este indicador tem em conta a amplitude das flutuações da cotação da ação (volatilidade), o risco associado à situação financeira da empresa e o risco ligado ao seu setor de atividade. (5) O conselho resulta das nossas análises que são baseadas nas perspetivas de longo prazo para as empresas. 6 OUANÇA ACÇÕES 29 de março 2011 Mais dados e pressupostos de avaliação em > investir > ações > Lista A-Z

7 Quadro das ações Nome Cotação (1) Máx. Min. Bolsa Comentário Risco Conselho 25/03/2011 (2) (3) (4) (5) Industriais e serviços diversos Agfa - Gevaert 3.14 EUR Bruxelas aumento das taxas de juro pesam na cotação comprar Altri 1.62 EUR Lisboa lucro recorde em 2010 mas pco abaixo previsto manter Bouygues EUR aris ação passou a barata manter Compass Group p Londres resultados anuais em clara progressão manter Deutsche ost EUR Frankfurt DHL confirma papel de motor de crescimento comprar General Electr USD Nova Iorque acontecimentos no Japão terão efeito limitado comprar Inapa 0.31 EUR Lisboa lucro 2010: +69%, conforme esperado manter Mabuchi Motor JY Tóquio descida da cotação parece-nos exagerada comprar Nasdaq OMX USD Nasdaq dificuldades p/ fazer contra-oferta pela NYSE comprar irelli & C EUR Milão aumenta preços em toda a gama de penus manter ortucel 2.47 EUR Lisboa resultados anuais superaram expectativas vender Republ. Airways 6.08 USD Nasdaq preço do petróleo pesa na rentabilidade manter Seaspan USD Nova Iorque ações preferenciais: encaixa 250 milhões USD comprar Semapa 8.50 EUR Lisboa Lucros líquidos crescem 60,7% em 2010 manter Siemens EUR Frankfurt aumenta dividendo para exercício 2009/10 vender Sonae 0.81 EUR Lisboa resultados de 2010 em linha com o esperado comprar Sonae Capital 0.40 EUR Lisboa aliena 50% da T à Finerge por 36,9ME manter US Ecology USD Nasdaq ação recupera, mas ainda tem potencial subida comprar Vivendi EUR aris mercado brasileiro em plena forma comprar Waste Connect USD Nova Iorque bons resultados em 2010 manter Lazer e media Cofina 0.55 EUR Lisboa lucros elevados no 4ºT superam previsões manter Impresa 1.00 EUR Lisboa lucros 2010: +29,2%, mas aquém do previsto vender Konami USD Nova Iorque 3ºT'2010/11 inferior às expectativas manter Ladbrokes p Londres resultados de 2010 aquém do esperado comprar earson p Londres aumenta o dividendo semestral comprar Time Warner USD Nova Iorque bom 4ºT'10 comprar Walt Disney USD Nova Iorque rentabilidade aumenta em todas as atividades manter W p Londres crescimento interno de 8% em janeiro de 2011 manter ZON Multimédia 3.60 EUR Lisboa lucro 2010 sobe 20%, um pouco abaixo previsto manter Operadores de telecomunicações AT & T USD Nova Iorque compra T-Mobile EUA por 28 mil millhões euros comprar BT Group p Londres 3ºT'2010/11 um pouco acima do esperado manter Deutsche Telek EUR Frankfurt vende filial EUA por 28 mil ME, bom preço manter France Télécom EUR aris contas 2010 em linha, obectivos dececionam comprar KN EUR Amesterdão confirma objetivos de 2011 após 4ºT'10 manter ortugal Telec EUR Lisboa lucro recorde em 2010 graças mais-valia Vivo comprar Sonaecom 1.48 EUR Lisboa forte subida do lucro 2010, acima do esperado manter Telecom Italia 1.09 EUR Milão holding aprova lista da maioria comprar Telefónica EUR Madrid resultados anuais dececionam um pouco comprar Telesp USD Nova Iorque não escapa à queda da bolsa brasileira comprar Vodafone Group p Londres revê ligeiramente em alta previsões 2010/11 comprar Tecnológicas Apple USD Nasdaq forte atividade nas festas de final de ano vender Cisco Systems USD Nasdaq 2ºT'10-11 em linha mas previsões dececionam manter CSC USD Nova Iorque 3ºT'10-11 dececiona, redução de objetivos comprar Glintt 0.33 EUR Lisboa lucro cresce 16,7%, em 2010 manter Google USD Nasdaq fundadores regressam ao comando do grupo vender IBM USD Nova Iorque retoma da atividade no 4ºT'10 manter Intel USD Nasdaq quarto trimestre acima do previsto comprar Logica p Londres bons resultados 2010, perspetivas mitigadas comprar Nokia 5.97 EUR Helsínquia aliança com a Microsoft nos smartphones vender Novabase 3.09 EUR Lisboa lucro cresce 1,3% em 2010 manter sion p Londres resultados 2010 fracos, mas balanço sólido comprar Sage Group p Londres 1ºT' em linha com o esperado comprar SA EUR Frankfurt bom quarto trimestre de 2010 vender STMicroelectr EUR aris aumentará em 43% o dividendo em 2011 manter Texas Instrum USD Nova Iorque estreita intervalo de previsões para 1ºT manter Os nossos conselhos baseiam-se em análises internas e em fontes externas fiáveis. É impossível fazer previsões totalmente corretas ou garantir o sucesso total dos conselhos apresentados. Todavia, esperamos que as informações apresentadas neste boletim ajudem os leitores a realizar bons investimentos. Mais dados e pressupostos de avaliação em > investir > ações > Lista A-Z OUANÇA ACÇÕES 29 de março

Consulte o novo serviço de Formação Financeira em www.deco.proteste.pt/poupanca/formacao

Consulte o novo serviço de Formação Financeira em www.deco.proteste.pt/poupanca/formacao A O U A N Ç A cçoes 24 de maio 211 N o 71 www.deco.proteste.pt/poupanca Independente Credível erto de Si Consulte o novo serviço de Formação Financeira em www.deco.proteste.pt/poupanca/formacao OUANÇA

Leia mais

cçoes Subidas mantêm-se A semana em números Nova entrada na nossa seleção: Transcom Worldwide B (página 2) Independente Credível Perto de Si

cçoes Subidas mantêm-se A semana em números Nova entrada na nossa seleção: Transcom Worldwide B (página 2) Independente Credível Perto de Si A O U A N Ç A cçoes 3 de maio 211 N o 698 www.deco.proteste.pt/poupanca Independente Credível erto de Si Nova entrada na nossa seleção: Transcom Worldwide B (página 2) BOLSAS EM 211 (em %; variações em

Leia mais

Visite o novo portal financeiro em www.deco.proteste.pt/poupanca

Visite o novo portal financeiro em www.deco.proteste.pt/poupanca A O U A N Ç A cçoes 22 de fevereiro 211 N o 688 www.deco.proteste.pt/poupanca Independente Credível erto de Si Visite o novo portal financeiro em www.deco.proteste.pt/poupanca EURONEXT LISBOA (Índice SI-2)

Leia mais

Poupança Acções. Nova época de resultados. Os conselhos financeiros da DECO PROTESTE. A semana em números

Poupança Acções. Nova época de resultados. Os conselhos financeiros da DECO PROTESTE. A semana em números 16 de Outubro 27 N o 522 www.poupanca.proteste.pt oupança Acções Os conselhos financeiros da DECO ROTESTE Entrada de mais duas acções nos nossos quadros: General Electric e Royal Bank of Scotland oupança

Leia mais

Os portugueses praticamente não

Os portugueses praticamente não Os conselhos financeiros da Deco roteste 28 de maio 213 N o 799 O fim da abundância? ROTESTE INVESTE Boletim Semanal Ano 17 Diretor e Editor: edro Moreira DECO ROTESTE, Editores, Lda Av. Eng. Arantes e

Leia mais

Contrair financiamento faz parte

Contrair financiamento faz parte Os conselhos financeiros da Deco roteste 10 de janeiro 2012 N o 731 Desmitificando a dívida ROTESTE INVESTE Boletim Semanal Ano 16 Diretor e Editor: edro Moreira DECO ROTESTE, Editores, Lda Av. Eng. Arantes

Leia mais

Oclima de verão não deverá ser

Oclima de verão não deverá ser Os conselhos financeiros da Deco roteste 24 de julho 212 N o 759 Verão quente à vista ROTESTE INVESTE Boletim Semanal Ano 16 Diretor e Editor: edro Moreira DECO ROTESTE, Editores, Lda Av. Eng. Arantes

Leia mais

Épreciso que tudo mude para que

Épreciso que tudo mude para que Os conselhos financeiros da Deco roteste 9 de julho 213 N o 85 À beira do abismo ROTESTE INVESTE Boletim Semanal Ano 17 Diretor e Editor: edro Moreira DECO ROTESTE, Editores, Lda Av. Eng. Arantes e Oliveira

Leia mais

Ordem de Constituição de Aplicação Europa Retorno Total Identificação do Cliente Nº. de Conta D.O.

Ordem de Constituição de Aplicação Europa Retorno Total Identificação do Cliente Nº. de Conta D.O. Ordem de Constituição de Aplicação Europa Retorno Total Identificação do Cliente Nº. de Conta D.O. Nome Completo Morada Localidade Telefone E-mail Cód.Postal O Cliente abaixo assinado solicita a constituição

Leia mais

dívida das empresas Dividendos são mais atractivos que H ^^" "^ T á2o anos que a

dívida das empresas Dividendos são mais atractivos que H ^^ ^ T á2o anos que a Dividendos são mais atractivos que dívida das empresas Algumas das maiores empresas do PSI 2O, como a Portugal Telecom e a EDP, têm uma taxa de rentabilidade dos dividendos mais elevada que os juros pagos

Leia mais

Ao longo dos últimos meses temos

Ao longo dos últimos meses temos Os conselhos financeiros da Deco roteste 6 de janeiro 215 N o 875 Quer ser milionário? ROTESTE INVESTE Boletim Semanal Ano 19 Diretor e Editor: edro Moreira DECO ROTESTE, Editores, Lda Av. Eng. Arantes

Leia mais

Obrigações, Fundos Públicos e outros Valores Mobiliários de dívida. 0,5% (min. 7) 0,4% (min. 7) 0,035% (min. 7) > 25.000 e 100.000

Obrigações, Fundos Públicos e outros Valores Mobiliários de dívida. 0,5% (min. 7) 0,4% (min. 7) 0,035% (min. 7) > 25.000 e 100.000 VALORES MOBILIÁRIOS Na contratação de serviços de investimento em valores mobiliários, os investidores devem analisar atentamente o preçário para calcular os encargos totais previsíveis do investimento

Leia mais

Banco Português de Investimento, S.A.

Banco Português de Investimento, S.A. 1 Banco Português de Investimento, S.A. TABELA GERAL DE REMUNERAÇÕES, COMISSÕES E DESPESAS PRODUTOS E SERVIÇOS Actualizada em 2008-07-16 7 VALORES MOBILIÁRIOS TRANSACÇÕES 1. Mercado a Contado a) Comissão

Leia mais

Eassim foi Como era esperado,

Eassim foi Como era esperado, Os conselhos financeiros da Deco Proteste 3 de fevereiro 2015 N o 879 Adeus Aforro, até um dia! PROTESTE INVESTE Boletim Semanal Ano 19 Diretor e Editor: Pedro Moreira DECO PROTESTE, Editores, Lda Av.

Leia mais

www.deco.proteste.pt/investe Os conselhos financeiros da Deco Proteste As melhores ações Para investir

www.deco.proteste.pt/investe Os conselhos financeiros da Deco Proteste As melhores ações Para investir dezembro 2011 www.deco.proteste.pt/investe edição mensal Os conselhos financeiros da Deco Proteste As melhores ações Esta revista faz parte integrante da Proteste Investe n.º 728 Para investir Descubra

Leia mais

PROSPETO INFORMATIVO Depósito Indexado Depósito Energia BIC Mercado de Capitais Março de 2015

PROSPETO INFORMATIVO Depósito Indexado Depósito Energia BIC Mercado de Capitais Março de 2015 PROSPETO INFORMATIVO Depósito Indexado Depósito Energia BIC Mercado de Capitais Março de 2015 Designação Classificação Caracterização do produto Garantia de capital Garantia de remuneração Depósito Energia

Leia mais

Comunicado à imprensa. Os investimentos e a gestão da Reserva Financeira em 2014

Comunicado à imprensa. Os investimentos e a gestão da Reserva Financeira em 2014 Comunicado à imprensa Os investimentos e a gestão da Reserva Financeira em A Autoridade Monetária de Macau (AMCM) torna público os valores totais dos activos da Reserva Financeira da Região Administrativa

Leia mais

BPI Portugal. Rentabilidades Anualizadas a 30-06-2011 1 Ano -2.6% 3 Anos -6.1% 5 Anos -4.2% Desde o inicio 5.2% VALORIZAÇÃO

BPI Portugal. Rentabilidades Anualizadas a 30-06-2011 1 Ano -2.6% 3 Anos -6.1% 5 Anos -4.2% Desde o inicio 5.2% VALORIZAÇÃO BPI Portugal VALORIZAÇÃO Tipo de Fundo: Fundo aberto de acções. Fundo de Acções Nacionais Data de Início: 3 de Janeiro de 1994 Objectivo: Política de Distribuição de Rendimentos: Banco Depositário: Locais

Leia mais

APRESENTAÇÃO DE RESULTADOS ANUAIS 2014. 19 de Março de 2015

APRESENTAÇÃO DE RESULTADOS ANUAIS 2014. 19 de Março de 2015 APRESENTAÇÃO DE RESULTADOS ANUAIS 19 de Março de 2015 1 Destaques No ano de, o Resultado líquido atingiu 112,8M, menos 7,0% do que em igual período de (-8,5M ), tendo sido penalizado pela contribuição

Leia mais

2 1,2 1,3 2,5 2 3,2 3 0,5-4,2 1,8 1,3% 1,9 0,9 0,8 2,2 1,7 3,1 2,9 0,4-4,1 1,8 1,16%

2 1,2 1,3 2,5 2 3,2 3 0,5-4,2 1,8 1,3% 1,9 0,9 0,8 2,2 1,7 3,1 2,9 0,4-4,1 1,8 1,16% A SITUAÇÃO ACTUAL É MAIS GRAVE DO QUE EM 1977/78 E EM 1983/84 POR PORTUGAL PERTENCER À ZONA EURO E NESTA DOMINAR UMA POLITICA NEOLIBERAL DE SUBMISSÃO AOS MERCADOS. Um erro grave é confundir a situação

Leia mais

/ Warrants: uma definição /

/ Warrants: uma definição / Warrants www.warrants.commerzbank.com Warrants: uma definição Os warrants são valores mobiliários associados a activos como acções, índices ou taxas de câmbio que amplificam os movimentos DE preço dos

Leia mais

RELATÓRIO E CONTAS BBVA BOLSA EURO

RELATÓRIO E CONTAS BBVA BOLSA EURO RELATÓRIO E CONTAS BBVA BOLSA EURO 30 JUNHO 20 1 BREVE ENQUADRAMENTO MACROECONÓMICO 1º semestre de 20 No contexto macroeconómico, o mais relevante no primeiro semestre de 20, foi a subida das taxas do

Leia mais

Emilio Botín: O objetivo é nos tornarmos o banco privado número um do Brasil

Emilio Botín: O objetivo é nos tornarmos o banco privado número um do Brasil Nota de Imprensa Emilio Botín: O objetivo é nos tornarmos o banco privado número um do Brasil Presidente mundial do Banco Santander apresenta em São Paulo o Plano Estratégico 2008-2010 para o A integração

Leia mais

INFORMAÇÃO TRIMESTRAL INDIVIDUAL (Não Auditada) Sede: R. GENERAL NORTON DE MATOS, 68, PORTO NIPC: 502 293 225

INFORMAÇÃO TRIMESTRAL INDIVIDUAL (Não Auditada) Sede: R. GENERAL NORTON DE MATOS, 68, PORTO NIPC: 502 293 225 INFORMAÇÃO TRIMESTRAL INDIVIDUAL (Não Auditada) Empresa: COFINA, SGPS, S.A. Sede: R. GENERAL NORTON DE MATOS, 68, PORTO NIPC: 502 293 225 Período de referência: Valores em Euros 1º Trimestre 3º Trimestre

Leia mais

Lisboa, 29 de Outubro de 2007 Comunicado: Contas da IMPRESA em Setembro 2007 1. Principais factos em Setembro 2007

Lisboa, 29 de Outubro de 2007 Comunicado: Contas da IMPRESA em Setembro 2007 1. Principais factos em Setembro 2007 Lisboa, 29 de Outubro de 2007 Comunicado: Contas da IMPRESA em Setembro 2007 1. Principais factos em Setembro 2007 Receitas consolidadas de 62,6 M, uma subida de 10,8% no 3º trimestre, sendo de referir:

Leia mais

Red Econolatin www.econolatin.com Expertos Económicos de Universidades Latinoamericanas

Red Econolatin www.econolatin.com Expertos Económicos de Universidades Latinoamericanas Red Econolatin www.econolatin.com Expertos Económicos de Universidades Latinoamericanas BRASIL Agosto 2013 Profa. Anita Kon PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO PROGRAMA DE ESTUDOS PÓS GRADUADOS

Leia mais

Situação Económico-Financeira Balanço e Contas

Situação Económico-Financeira Balanço e Contas II Situação Económico-Financeira Balanço e Contas Esta parte do Relatório respeita à situação económico-financeira da Instituição, através da publicação dos respectivos Balanço e Contas e do Relatório

Leia mais

Prospecto Informativo Invest Gestoras de Activos

Prospecto Informativo Invest Gestoras de Activos Prospecto Informativo Invest Gestoras de Activos Agosto de 2014 Designação: Classificação: Caracterização do Depósito: Garantia de Capital: Garantia de Remuneração: Factores de Risco: Invest Gestoras de

Leia mais

Prospecto Informativo Invest Multi Sector

Prospecto Informativo Invest Multi Sector Prospecto Informativo Invest Multi Sector Abril de 2015 Designação: Classificação: Caracterização do Depósito: Invest Multi Sector Produto financeiro complexo Depósito Indexado. O depósito "Invest Multi

Leia mais

Conceitos básicos de negociação em Futuros

Conceitos básicos de negociação em Futuros Conceitos básicos de negociação em Futuros N.º 808 10 20 20 ApoioCliente@GoBulling.com www.bancocarregosa.com/gobulling www.facebook.com/gobulling Advertências Específicas ao Investidor: Pode implicar

Leia mais

Jogo do Investimento 2012 REGULAMENTO DO JOGO

Jogo do Investimento 2012 REGULAMENTO DO JOGO Jogo do Investimento 2012 REGULAMENTO DO JOGO Jogo do Investimento 2012 ÍNDICE Acerca do Jogo do investimento... 2 Como Participar no Jogo do Investimento?... 4 Qual o objectivo do jogo?... 5 Qual o calendário

Leia mais

Conceitos básicos de negociação em CFDs

Conceitos básicos de negociação em CFDs Conceitos básicos de negociação em CFDs N.º 808 10 20 20 ApoioCliente@GoBulling.com www.bancocarregosa.com/gobulling www.facebook.com/gobulling Advertências Específicas ao Investidor: Pode implicar a perda

Leia mais

CIMPOR Cimentos de Portugal, SGPS, S. A. Rua Alexandre Herculano, 35 1250-009 LISBOA PORTUGAL Tel. (+351) 21 311 8100 Fax. (+351) 21 356 1381

CIMPOR Cimentos de Portugal, SGPS, S. A. Rua Alexandre Herculano, 35 1250-009 LISBOA PORTUGAL Tel. (+351) 21 311 8100 Fax. (+351) 21 356 1381 CIMPOR Cimentos de Portugal, SGPS, S. A. Rua Alexandre Herculano, 35 1250-009 LISBOA PORTUGAL Tel. (+351) 21 311 8100 Fax. (+351) 21 356 1381 Sociedade Aberta Número único de Pessoa Colectiva e Cons. Reg.

Leia mais

Red Econolatin www.econolatin.com Expertos Económicos de Universidades Latinoamericanas

Red Econolatin www.econolatin.com Expertos Económicos de Universidades Latinoamericanas Red Econolatin www.econolatin.com Expertos Económicos de Universidades Latinoamericanas BRASIL Junho 2012 Profa. Anita Kon PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO PROGRAMA DE ESTUDOS PÓS GRADUADOS

Leia mais

1. (PT) - Correio da Manhã, 20/08/2013, Escassez de efectivos 1. 2. (PT) - Diário de Notícias da Madeira, 20/08/2013, Ordem dos Engenheiros 2

1. (PT) - Correio da Manhã, 20/08/2013, Escassez de efectivos 1. 2. (PT) - Diário de Notícias da Madeira, 20/08/2013, Ordem dos Engenheiros 2 Tema de Pesquisa: Internacional 20 de Agosto de 2013 Revista de Imprensa 20-08-2013 1. (PT) - Correio da Manhã, 20/08/2013, Escassez de efectivos 1 2. (PT) - Diário de Notícias da Madeira, 20/08/2013,

Leia mais

PoupançaIndependente. Taxa crescente até 6,2%, mas rende muito menos. Certificados do Tesouro. Credível. Perto de Si

PoupançaIndependente. Taxa crescente até 6,2%, mas rende muito menos. Certificados do Tesouro. Credível. Perto de Si 3 de maio 2011 N. o 402 www.deco.proteste.pt/poupanca P R O T E S T E Credível PoupançaIndependente Perto de Si PROTESTE POUPANÇA Boletim Quinzenal Ano 17 Diretor e Editor : Pedro Moreira DECO PROTESTE,

Leia mais

Não vá pelo seguro. www.deco.proteste.pt/investe. Seguros de capitalização. Em foco p. 2 Japão: mantenha-se afastado. Economia e mercados p.

Não vá pelo seguro. www.deco.proteste.pt/investe. Seguros de capitalização. Em foco p. 2 Japão: mantenha-se afastado. Economia e mercados p. www.deco.proteste.pt/investe 6 de setembro 2011 N. o 410 Proteste Investe Poupança Boletim Quinzenal Ano 17 Diretor e Editor : Pedro Moreira DECO PROTESTE, Editores, Lda. Av. Eng.º Arantes e Oliveira,

Leia mais

Comp. de Seguros FIDELIDADE-MUNDIAL, SA

Comp. de Seguros FIDELIDADE-MUNDIAL, SA PARTE I 1 - VALORES MOBILIÁRIOS COTADOS 1.1 - Merc. Cot. Oficiais de Bolsa Val. Port. 1.1.3 - Obrigações diversas CGD 4.625 06/2012 100 000.00 95.49% EUR 95.49% 3 890 99 384 0.89 1.1.4 - Acções REN SGPS

Leia mais

China: crise ou mudança permanente?

China: crise ou mudança permanente? INFORMATIVO n.º 36 AGOSTO de 2015 China: crise ou mudança permanente? Fabiana D Atri* Quatro grandes frustrações e incertezas com a China em pouco mais de um mês: forte correção da bolsa, depreciação do

Leia mais

Empresas aéreas continuam a melhorar a rentabilidade Margem de lucro líquida de 5,1% para 2016

Empresas aéreas continuam a melhorar a rentabilidade Margem de lucro líquida de 5,1% para 2016 COMUNICADO No: 58 Empresas aéreas continuam a melhorar a rentabilidade Margem de lucro líquida de 5,1% para 2016 10 de dezembro de 2015 (Genebra) - A International Air Transport Association (IATA) anunciou

Leia mais

Eurovida Companhia de Seguros de Vida, S.A., sociedade anónima pertencente ao Grupo Banco Seguros

Eurovida Companhia de Seguros de Vida, S.A., sociedade anónima pertencente ao Grupo Banco Seguros Data início de comercialização: 2007/05 por tempo indeterminado Empresa de Companhia de Seguros de Vida, S.A., sociedade anónima pertencente ao Grupo Banco Seguros Popular, com sede social na - 1099-090

Leia mais

07/01/2009 OJE Economia contrai 0,8% este ano e terá entrado em recessão em 2008 A crise financeira e a recessão mundial vão provocar este ano uma contracção de 0,8% na economia nacional, penalizada pela

Leia mais

COFINA, S.G.P.S., S.A. Sociedade Aberta

COFINA, S.G.P.S., S.A. Sociedade Aberta COFINA, S.G.P.S., S.A. Sociedade Aberta Sede: Rua do General Norton de Matos, 68, r/c Porto Pessoa Colectiva Número 502 293 225 Capital Social: 25.641.459 Euros EVOLUÇÃO DA ACTIVIDADE NO ANO DE 2006 Após

Leia mais

O incumprimento entre empresas aumenta, em comparação com 2011

O incumprimento entre empresas aumenta, em comparação com 2011 Lisboa, 29 de Maio de 2013 Estudo revela que os atrasos nos pagamentos entre empresas na região da Ásia - Pacífico se agravaram em 2012 - As empresas estão menos optimistas relativamente à recuperação

Leia mais

Volume de Negócios das áreas de retalho da Sonae cresceu 3% em 2014

Volume de Negócios das áreas de retalho da Sonae cresceu 3% em 2014 1 DESTAQUES Volume de Negócios das áreas de retalho da Sonae cresceu 3% em 2014 SONAE MC Ganhos de quota de mercado e crescimento do Volume de Negócios, num ambiente competitivo particularmente difícil

Leia mais

Comp. de Seguros FIDELIDADE-MUNDIAL, SA

Comp. de Seguros FIDELIDADE-MUNDIAL, SA PARTE I 1 - VALORES MOBILIÁRIOS COTADOS 1.1 - Merc. Cot. Oficiais de Bolsa Val. Port. 1.1.3 - Obrigações diversas SANTAN 1.625% 06/19 100 000.00 104.81% EUR 104.81% 1 580 106 387 1.12 CXGD 1% 01/2022 100

Leia mais

Prospecto Informativo Invest Petrolíferas Mar-16

Prospecto Informativo Invest Petrolíferas Mar-16 Prospecto Informativo Invest Petrolíferas Mar-16 Março de 2016 Designação: Classificação: Caracterização do Produto: Invest Petrolíferas Mar-16 Produto financeiro complexo Depósito Indexado. O depósito

Leia mais

O que são CFDs? CFDS Uma abordagem prática

O que são CFDs? CFDS Uma abordagem prática O que são CFDs? Um CFD (Contract for difference) é um instrumento financeiro negociado fora de mercados regulamentados que proporciona, aos investidores, uma forma mais eficiente de negociação em acções.

Leia mais

CAIXA PPR INVESTIMENTO. 31 Dezembro 2014

CAIXA PPR INVESTIMENTO. 31 Dezembro 2014 CAIXA PPR INVESTIMENTO 31 Dezembro 2014 O produto Caixa PPR/E INVESTIMENTO teve um período de comercialização com início em 30-11- 1998. De acordo com o estipulado no Prospecto Informativo, elaborámos

Leia mais

Apimec Florianópolis. Dezembro 2013

Apimec Florianópolis. Dezembro 2013 Apimec Florianópolis Dezembro 2013 Exoneração de Responsabilidades Esta apresentação não constitui uma oferta, convite ou pedido de qualquer forma, para a subscrição ou compra de ações ou qualquer outro

Leia mais

Síntese da Conjuntura do Sector Elétrico e Eletrónico

Síntese da Conjuntura do Sector Elétrico e Eletrónico Síntese da Conjuntura do Sector Elétrico e Eletrónico 2º Trimestre de 2015 Recuperação sustentada do crescimento 1. Conjuntura Sectorial Nota: Os índices que se seguem resultam da média aritmética das

Leia mais

SUMÁRIO. 3º Trimestre 2009 RELATÓRIO DE EVOLUÇÃO DA ACTIVIDADE SEGURADORA. Produção de seguro directo. Custos com sinistros

SUMÁRIO. 3º Trimestre 2009 RELATÓRIO DE EVOLUÇÃO DA ACTIVIDADE SEGURADORA. Produção de seguro directo. Custos com sinistros SUMÁRIO Produção de seguro directo No terceiro trimestre de, seguindo a tendência evidenciada ao longo do ano, assistiu-se a uma contracção na produção de seguro directo das empresas de seguros sob a supervisão

Leia mais

De crise em crise. www.deco.proteste.pt/investe. Certificados: taxa anual líquida. Formação financeira: próximo curso a 14 de setembro

De crise em crise. www.deco.proteste.pt/investe. Certificados: taxa anual líquida. Formação financeira: próximo curso a 14 de setembro www.deco.proteste.pt/investe 3 de agosto 11 N. o 49 Formação financeira: próximo curso a 14 de setembro x 1 16 14 1 1 BOLSA DE LISBOA (índice PSI-) De crise em crise Em poucas semanas, a crise económico-financeira,

Leia mais

O EBITDA no 4T13 foi de 9,6 M, o que corresponde a uma margem EBITDA de 7 %

O EBITDA no 4T13 foi de 9,6 M, o que corresponde a uma margem EBITDA de 7 % DESTAQUES página 3 O total de Proveitos Operacionais foi de 592,9 M, a registar uma subida de 15 % quando comparado com o ano anterior, a refletir um crescimento significativo no volume de negócio das

Leia mais

01 _ Enquadramento macroeconómico

01 _ Enquadramento macroeconómico 01 _ Enquadramento macroeconómico 01 _ Enquadramento macroeconómico O agravamento da crise do crédito hipotecário subprime transformou-se numa crise generalizada de confiança com repercursões nos mercados

Leia mais

RESULTADOS CONSOLIDADOS A 30 DE JUNHO DE 2005 1

RESULTADOS CONSOLIDADOS A 30 DE JUNHO DE 2005 1 COMUNICADO Página 1 / 9 RESULTADOS CONSOLIDADOS A 30 DE JUNHO DE 2005 1 09 de Setembro de 2005 (Os valores apresentados neste comunicado reportam-se ao primeiro semestre de 2005, a não ser quando especificado

Leia mais

PARTIDO COMUNISTA PORTUGUÊS Grupo Parlamentar. Projeto de Resolução n.º 684/XII/2.ª. Financiar o investimento para dever menos

PARTIDO COMUNISTA PORTUGUÊS Grupo Parlamentar. Projeto de Resolução n.º 684/XII/2.ª. Financiar o investimento para dever menos Projeto de Resolução n.º 684/XII/2.ª Financiar o investimento para dever menos Em Março de 2009 o do PCP apresentou o Projeto de Resolução nº 438/X Medidas de combate à crise económica e social que, entre

Leia mais

SINCOR-SP 2015 JUNHO 2015 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS

SINCOR-SP 2015 JUNHO 2015 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS JUNHO 2015 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS 1 Sumário Palavra do presidente... 3 Objetivo... 4 1. Carta de Conjuntura... 5 2. Análise macroeconômica... 6 3. Análise do setor de seguros 3.1. Receita

Leia mais

RESUMO DE IMPRENSA. Terça-feira, dia 14 de Abril

RESUMO DE IMPRENSA. Terça-feira, dia 14 de Abril DIÁRIO ECONÓMICO RESUMO DE IMPRENSA Terça-feira, dia 14 de Abril 1. Egípcios querem comprar negócio da PT em Marrocos. Os Egípcios da Orascom Telecom pretendem ficar com a operação da PT em Marrocos. Está

Leia mais

Conceitos básicos de negociação em Obrigações

Conceitos básicos de negociação em Obrigações Conceitos básicos de negociação em Obrigações N.º 808 10 20 20 ApoioCliente@GoBulling.com www.bancocarregosa.com/gobulling www.facebook.com/gobulling Obrigação: título representativo de uma fração da dívida/passivo

Leia mais

COTAÇÕES INDICATIVAS DOS PRODUTOS ESTRUTURADOS 27-08-2015

COTAÇÕES INDICATIVAS DOS PRODUTOS ESTRUTURADOS 27-08-2015 COTAÇÕES INDICATIVAS DOS PRODUTOS ESTRUTURADOS Produtos Estruturados Cotação Indicativa Informações Data de Data de Mobilização Complementares Início Vencimento Antecipada Obrigações db Rendimento CGD

Leia mais

Informações Fundamentais ao Investidor PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO

Informações Fundamentais ao Investidor PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO Eurovida Companhia de Seguros de Vida, S.A. - Sede Social: 1099-090 Lisboa - Portugal - CRCL / Pes. Col. 504 917 692 Capital Social 7.500.000 Euro Informações Fundamentais ao Investidor PRODUTO FINANCEIRO

Leia mais

INFORMATIVO FUNDOS GALT FIA - FUNDO DE INVESTIMENTO EM AÇÕES GERAL DIVIDENDO - FUNDO DE INVESTIMENTO EM AÇÕES. Química 12% Papel e Celulose 8%

INFORMATIVO FUNDOS GALT FIA - FUNDO DE INVESTIMENTO EM AÇÕES GERAL DIVIDENDO - FUNDO DE INVESTIMENTO EM AÇÕES. Química 12% Papel e Celulose 8% Outubro de 2015 INFORMATIVO FUNDOS GALT FIA - FUNDO DE INVESTIMENTO EM AÇÕES O Geral Asset Long Term - GALT FIA é um fundo de investimento que investe em ações, selecionadas pela metodologia de análise

Leia mais

Exercício de stress test Europeu: Resultados principais dos bancos portugueses 15 Julho 2011

Exercício de stress test Europeu: Resultados principais dos bancos portugueses 15 Julho 2011 Exercício de stress test Europeu: Resultados principais dos bancos portugueses Julho Esta nota resume as principais características e resultados do exercício de stress test realizado ao nível da União

Leia mais

Futuros PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO

Futuros PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO Futuros PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO ADVERTÊNCIA AO INVESTIDOR Risco de perda súbita total, superior ou parcial do capital investido Remuneração não garantida Existência de comissões Possibilidade de exigência

Leia mais

Garantias precisam-se

Garantias precisam-se www.deco.proteste.pt/investe 4 de outubro 2011 N. o 412 Esteja atento: dia de 18 de outubro temos uma surpresa para si! Proteste Investe Poupança Boletim Quinzenal Ano 17 Diretor e Editor : Pedro Moreira

Leia mais

IMPRESA. Resultados 2º Trimestre 2009

IMPRESA. Resultados 2º Trimestre 2009 IMPRESA Resultados 2º Trimestre 2009 IMPRESA SGPS SA Sociedade Aberta Capital Social Eur 84.000.000 Rua Ribeiro Sanches, 65 Número Fiscal 502 437 464 Conservatória do Registo Comercial de Lisboa Lisboa,

Leia mais

Texto para Coluna do NRE-POLI na Revista Construção e Mercado Pini agosto 2015

Texto para Coluna do NRE-POLI na Revista Construção e Mercado Pini agosto 2015 Texto para Coluna do NRE-POLI na Revista Construção e Mercado Pini agosto 2015 GESTÃO DO ESTOQUE DE UNIDADES PRONTAS Eco, MBA R.E., Mestre em Eng. Civil, Alfredo Eduardo Abibi Filho Dir. Inc. Jal Empreendimentos

Leia mais

Ficha de informação 1 POR QUE RAZÃO NECESSITA A UE DE UM PLANO DE INVESTIMENTO?

Ficha de informação 1 POR QUE RAZÃO NECESSITA A UE DE UM PLANO DE INVESTIMENTO? Ficha de informação 1 POR QUE RAZÃO NECESSITA A UE DE UM PLANO DE INVESTIMENTO? Desde a crise económica e financeira mundial, a UE sofre de um baixo nível de investimento. São necessários esforços coletivos

Leia mais

Informações Adicionais sobre Serviços de Investimento. Valor colateral, risco, crédito a descoberto e títulos a descoberto

Informações Adicionais sobre Serviços de Investimento. Valor colateral, risco, crédito a descoberto e títulos a descoberto Informações Adicionais sobre Serviços de Investimento Valor colateral, risco, crédito a descoberto e títulos a descoberto Introdução Nas Informações Adicionais sobre Serviços, a DEGIRO fornece uma descrição

Leia mais

COMUNICADO 1S 2015. COMUNICADO 1S 2015 (Contas não auditadas)

COMUNICADO 1S 2015. COMUNICADO 1S 2015 (Contas não auditadas) COMUNICADO 1S 2015 (Contas não auditadas) 31 agosto 2015 1. EVOLUÇÃO DOS NEGÓCIOS 1.1. ÁREA FINANCEIRA A Área Financeira do Grupo concentra as atividades financeiras, incluindo a Orey Financial, e as suas

Leia mais

Processo de Decisão. Determinada perspectiva sobre um subjacente. Perspectiva sobre o movimento do subjacente. Escolher o tipo de produto.

Processo de Decisão. Determinada perspectiva sobre um subjacente. Perspectiva sobre o movimento do subjacente. Escolher o tipo de produto. Processo de Decisão Determinada perspectiva sobre um subjacente Perspectiva sobre o movimento do subjacente Escolher o tipo de produto Warrant Inline À escolha Certificados Turbo 1 1. Subjacentes Sumário

Leia mais

Comunicado Reuters>bcp.Is Exchange>MCP Bloomberg>bcp pl ISIN PTBCP0AM00007

Comunicado Reuters>bcp.Is Exchange>MCP Bloomberg>bcp pl ISIN PTBCP0AM00007 26 de Outubro de 2010 Actividade do Bank Millennium (Polónia) no 3º Trimestre de 2010 O Banco Comercial Português, S.A. informa que o Bank Millennium S.A. com sede em Varsóvia, Polónia, entidade na qual

Leia mais

ÍNDICE SUMÁRIO EXECUTIVO RESULTADOS 2011 ESTRUTURA FINANCEIRA PERSPETIVAS CALENDÁRIO FINANCEIRO 2012

ÍNDICE SUMÁRIO EXECUTIVO RESULTADOS 2011 ESTRUTURA FINANCEIRA PERSPETIVAS CALENDÁRIO FINANCEIRO 2012 23 ABRIL 2012 ÍNDICE SUMÁRIO EXECUTIVO RESULTADOS 2011 ESTRUTURA FINANCEIRA PERSPETIVAS CALENDÁRIO FINANCEIRO 2012 Este documento foi preparado pela Grupo Soares da Costa, SGPS, SA (Soares da Costa), unicamente

Leia mais

Documento Informativo

Documento Informativo Notes db Investimento Europa-América (2ª Versão) Notes relating to a Basket of Indices ISIN: XS0460668550 Produto Financeiro Complexo 1. Advertências ao investidor Risco de perda total ou parcial do capital

Leia mais

Banif Investimento Moderado

Banif Investimento Moderado Banif Investimento Moderado Fundo de Investimento Mobiliário Janeiro de 2014 Enquadramento Macroeconómico Variação (%) Dezembro Desde o início do ano EUA (S&P 500) 2,4% 29,6% Japão (Nikkei) 4,0% 56,7%

Leia mais

Resultados Consolidados

Resultados Consolidados Resultados Consolidados 2013 1. MENSAGEM DO PRESIDENTE DA COMISSÃO EXECUTIVA 2013 constitui um marco no processo de reposicionamento e recuperação da Inapa. Para além da melhoria do desempenho económico

Leia mais

COMUNICADO 9M 2015 COMUNICADO 9M 2015. (Contas não auditadas)

COMUNICADO 9M 2015 COMUNICADO 9M 2015. (Contas não auditadas) COMUNICADO 9M 2015 (Contas não auditadas) 30 novembro 2015 1 1. EVOLUÇÃO DOS NEGÓCIOS 1.1. ÁREA FINANCEIRA A Área Financeira do Grupo concentra as atividades financeiras, incluindo a Orey Financial e as

Leia mais

Análise ao Comércio Externo de Equipamento Elétrico e Eletrónico

Análise ao Comércio Externo de Equipamento Elétrico e Eletrónico Análise ao Comércio Externo de Equipamento Elétrico e Eletrónico Janeiro Dezembro 2013 1. Análise global Setor Elétrico e Eletrónico Confirma-se uma tendência decrescente na evolução do comércio externo

Leia mais

Nota de Informação Estatística Lisboa, 21 de Abril de 2011

Nota de Informação Estatística Lisboa, 21 de Abril de 2011 Nota de Informação Estatística Lisboa, 21 de Abril de 211 Banco de Portugal divulga Contas Nacionais Financeiras para 21 O Banco de Portugal divulga hoje no Boletim Estatístico e no BPstat Estatísticas

Leia mais

Boletim Econômico Edição nº 89 novembro de 2014 Organização: Maurício José Nunes Oliveira Assessor econômico

Boletim Econômico Edição nº 89 novembro de 2014 Organização: Maurício José Nunes Oliveira Assessor econômico Boletim Econômico Edição nº 89 novembro de 2014 Organização: Maurício José Nunes Oliveira Assessor econômico Crise não afeta lucratividade dos principais bancos no Brasil 1 Lucro dos maiores bancos privados

Leia mais

INSTITUTO SUPERIOR DE ECONOMIA E GESTÃO UNIVERSIDADE TÉCNICA DE LISBOA FINANÇAS. MBA 2006/2007 (1º Bloco) Caderno de Exercícios. José Azevedo Pereira

INSTITUTO SUPERIOR DE ECONOMIA E GESTÃO UNIVERSIDADE TÉCNICA DE LISBOA FINANÇAS. MBA 2006/2007 (1º Bloco) Caderno de Exercícios. José Azevedo Pereira INSTITUTO SUPERIOR DE ECONOMIA E GESTÃO UNIVERSIDADE TÉCNICA DE LISBOA FINANÇAS MBA 2006/2007 (1º Bloco) Caderno de Exercícios José Azevedo Pereira I O Conceito de VAL Exercício 1 Na figura seguinte, o

Leia mais

Informações Fundamentais ao Investidor PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO

Informações Fundamentais ao Investidor PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO Informações Fundamentais ao Investidor PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO Um investimento responsável exige que conheça as suas implicações e que esteja disposto a aceitá-las. TODOS OS INVESTIMENTOS TÊM RISCO

Leia mais

Prospecto Informativo Invest Sectores Essenciais Junho 2015

Prospecto Informativo Invest Sectores Essenciais Junho 2015 Prospecto Informativo Invest Sectores Essenciais Junho 2015 Junho de 2015 Designação: Invest Sectores Essenciais Junho 2015 Classificação: Caracterização do Depósito: Produto financeiro complexo Depósito

Leia mais

É disponibilizada uma cópia electrónica deste aviso no sítio Web: www.jpmorganassetmanagement.com

É disponibilizada uma cópia electrónica deste aviso no sítio Web: www.jpmorganassetmanagement.com JPMorgan Funds Société d Investissement à Capital Variable (a "Sociedade") Registered Office: 6 route de Trèves, L-2633 Senningerberg, Grand Duchy of Luxembourg R.C.S. Luxembourg B 49 663 Telephone: +352

Leia mais

tem Soares dos Santos mais dinheiro na bolsa que China e Angola juntos - P3O

tem Soares dos Santos mais dinheiro na bolsa que China e Angola juntos - P3O tem Soares dos Santos mais dinheiro na bolsa que China e Angola juntos - P3O Soares dos Santos tem mais dinheiro na bolsa que China e Angola juntos A subida das acções da Jerónimo Martins levou a família

Leia mais

Contratos Diferenciais CFDs: Contracts For Difference

Contratos Diferenciais CFDs: Contracts For Difference Contratos Diferenciais CFDs: Contracts For Difference PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO ADVERTÊNCIA AO INVESTIDOR Risco de perda súbita total, superior ou parcial do capital investido Remuneração não garantida

Leia mais

AÇÕES CMVM Comissão do Mercado de Valores Mobiliários OUTUBRO 2012

AÇÕES CMVM Comissão do Mercado de Valores Mobiliários OUTUBRO 2012 AÇÕES CMVM Comissão do Mercado de Valores Mobiliários OUTUBRO 2012 Ações O que são ações? Uma ação é um título que representa uma fração do capital social de uma empresa, constituída sob a forma de uma

Leia mais

Red Econolatin www.econolatin.com Expertos Económicos de Universidades Latinoamericanas

Red Econolatin www.econolatin.com Expertos Económicos de Universidades Latinoamericanas Red Econolatin www.econolatin.com Expertos Económicos de Universidades Latinoamericanas BRASIL Junho 2013 Profa. Anita Kon PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO - PROGRAMA DE ESTUDOS PÓS- GRADUADOS

Leia mais

Carta Mensal Abr/Mai de 2013 nº 175

Carta Mensal Abr/Mai de 2013 nº 175 Carta Mensal Abr/Mai de 2013 nº 175 Destaques do mês - Preocupado com a inflação, mas também com as incertezas do cenário internacional, Copom inicia ciclo de aperto monetário com elevação de apenas 0,25%

Leia mais

Transcrição da Teleconferência Resultados 2T06 Porto Seguro 14 de Agosto de 2006

Transcrição da Teleconferência Resultados 2T06 Porto Seguro 14 de Agosto de 2006 Operadora: Bom dia a todos. Sejam Bem Vindos à Teleconferência da S.A. para a discussão dos resultados referentes ao segundo trimestre de 2006. Estão presentes no evento os Srs. Casimiro Blanco Gómez,

Leia mais

Ordem de Constituição de Aplicação Conjunta de DEPÓSITO BOLSA GARANTIDO EUA E JAPÃO e SUPER DEPÓSITO BIG 6%

Ordem de Constituição de Aplicação Conjunta de DEPÓSITO BOLSA GARANTIDO EUA E JAPÃO e SUPER DEPÓSITO BIG 6% Ordem de Constituição de Aplicação Conjunta de DEPÓSITO BOLSA GARANTIDO EUA E JAPÃO e SUPER DEPÓSITO BIG 6% Identificação do Cliente Nº. de Conta D.O. Nome Completo Morada Localidade Nº Contribuinte Telefone

Leia mais

BUSINESS BRIEFING MAIO 2012 INTRODUÇÃO

BUSINESS BRIEFING MAIO 2012 INTRODUÇÃO BUSINESS BRIEFING Análise IPD 2011 MAIO 2012 INTRODUÇÃO O Investment Property Databank (IPD) é um índice que analisa o retorno do investimento institucional direto em ativos imobiliários, assumindo-se

Leia mais

Atividade Consolidada Grupo Caixa Geral de Depósitos. 31 de março de 2015 Contas não auditadas

Atividade Consolidada Grupo Caixa Geral de Depósitos. 31 de março de 2015 Contas não auditadas Atividade Consolidada Grupo Caixa Geral de Depósitos 31 de março de 2015 Contas não auditadas Agenda Resultados Balanço Liquidez Solvência Conclusões NOTA: Os valores relativos a março de 2014 são reexpressos

Leia mais

Relatório Econômico Mensal Agosto de 2015. Turim Family Office & Investment Management

Relatório Econômico Mensal Agosto de 2015. Turim Family Office & Investment Management Relatório Econômico Mensal Agosto de 2015 Turim Family Office & Investment Management ESTADOS UNIDOS TÓPICOS ECONOMIA GLOBAL Economia Global: EUA: PIB e Juros... Pág.3 Europa: Recuperação e Grécia... Pág.4

Leia mais