PSORÍASE. Saiba quais são os sintomas e porque a doença é cercada de preconceitos. Saúde. Parcerias. Ações. Prevenção

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PSORÍASE. Saiba quais são os sintomas e porque a doença é cercada de preconceitos. Saúde. Parcerias. Ações. Prevenção"

Transcrição

1 Prevenção ANS- nº Agosto e Setembro 2014 Ed. 19 PSORÍASE Colaboradores da Consaúde participam de Gincana para ajudar desabrigados das chuvas Pág. 10 Dr. Pedro Ricardo Compasso alerta para o perigo das infecções respiratórias Pág. 09 Unicastro adere à Consaúde buscando qualidade de vida e motivação profissional Revista Consaúde Setembro e Outubro de Pág. 11 Parcerias Programa Viva Melhor promove Conversação sobre Diabetes com beneficiários Pág. 05 Saúde Ações Saiba quais são os sintomas e porque a doença é cercada de preconceitos

2 expediente Diretora Clínica e Técnica da Op. de Planos Privados de Assist. à Saúde - Consaúde Dra. Vanessa Alves de Lima CRM /PR Direção Geral Ir. Anizia Horodenski Gerente Administrativo Monica Eidam Giovanetti Gerente de Recursos Humanos Claudia Aparecida de Lara Programas de Promoção da Saúde Gisele Ramos Soares Gerente Comercial Pedro Luiz da Silva Consaúde 06 Capa Imagem de capa: Sociedade Brasileira de Dermatologia Gerente de Marketing Vanessa Schenberger Considerada uma dermatose frequente, a psoríase é cercada de medo, desconhecimento e preconceito. A dermatologista Majenna Andrade Pachnicki explica quais são os sintomas e a importância do tratamento com profissional especializado. Produção Editorial Editora Estúdio Texto Jornalista responsável Ana Caroline Machado MTB 6223 DRT/PR 04 Revisão Marlene Valsko Portes Gerente administrativo Josiane Blonski Impressão Midiograf Tiragem exemplares Departamento comercial (42) Av. João Manoel dos Santos Ribas, 1140 Nova Rússia, Ponta Grossa - PR (42) (Matriz) (42) (Shopping Palladium) Editorial 05 Ações Entenda como funcionam os grupos de Conversação sobre Diabetes promovidos pela Consaúde Telêmaco Borba 08 Material informativo sobre a saúde do humem foi distribuído na região central da cidade em agosto 09 Saúde O pneumologista Pedro Compasso fala sobre o perigo das infecções respiratórias e as medidas de prevenção Parcerias 11 Saúde e bem-estar dos colaboradores são os objetivos da Unicastro, a nova parceira da Consaúde

3 ANS- nº NOVOS CREDENCIADOS PONTA GROSSA Laryssa Maria Mendes de Geus (Nutrição) Rua Senador Pinheiro Machado, Centro (42) Simone Maria Schneider (Nutrição) Rua Av. Bonifácio Vilela, Centro (42) / Dra. Maysa Godoy Mazurek Sirtoli (Oftalmologia) Rua Tiradentes, 777 Inmed (42) Dra. Cynthia Holzmann Koehler (Cancerologia Clínica) Rua Cel. Francisco Ribas, 638 (42) Rua General Carneiro, 1018 (42) Dra. Priscila de Oliveira Cunha (Oftalmologia) Rua Augusto Ribas, Centro (42) Cristiane Fernandes Ferreira (Psicologia) Rua Dr. Francisco Búrzio, 597 (42) Dr. Irineu Zanellato (Geriatria) Rua Senador Pinheiro Machado, 267 (42) Dra. Maria Valeria Lisboa Abreu Lima (Psiquiatria) Rua XV de Novembro, 308-7ºandar - Centro (42) / Laboratório Oscar Pereira Rua Cel Francisco Ribas, 650 (42) / / Dr. Pedro Gustavo Santos Mendes (Neurocirurgia) Dr. Riade Ramez Nicolau Hosni (Neurocirurgia) Rua Comendador Norberto, Centro (42) Dr. Fabio Bellezzi Ferreira (Cirurgia Vascular) Dra. Flavia Moretto Pacheco (Médico) Rua Padre Chagas, Conj. Santa Rita (42) / Larissa Cabreira (Psicologia) Talita Ribeiro (Psicologia) Daniela Haag Coelho (Psicologia) Manuela Pereira Machado Faccin (Nutrição) Carolina Toledo dos Santos Souza (Fonoaudiologia) Rua Professor Becker, sala 5 - Santa Cruz (42) Dr. Cristiano Alvariza Amaral (Médico) Rua Quintino Bocaiúva, Centro (42) Laboratório Celape Unidade 1: Rua Xavier da Silva, 734 (42) Unidade 2: Rua Guaíra, 2966 (42) Unidade 3: Rua Quintino Bocaiúva, 2326 (42) Unidade Pinhão: Rua Sete de Setembro, 223 (42) CASTRO Hospital Anna Fiorillo Menarim Rua Dr. Otávio Novaes Junior, Jd. Arapongas (42) Cristiane Fernandes Ferreira (Psicologia) Rua Benjamim Constant, 77 - sala Centro (42) / CARAMBEÍ Cristiane Fernandes Ferreira (Psicologia) Rua Av. Dos Pioneiros, Centro (42) / TELÊMACO BORBA JAGUARIAÍVA Dr. Cicero Carlos Silva (Médico) Rua José Gusmão, Cidade Alta (43) GUARAPUAVA Dr. Gilson Takeo Ianaguihara (Médico) Rua Av. Paraná, Centro (42) Dr. Davier Renato de Paula Junior (Anestesiologia) Av. Chanceler Horácio Laffer, Centro (42) Hospital São Vicente de Paulo Rua Marechal Floriano Peixoto, Centro (42) Dr. Sergio Rafael Bregano (Anestesiologia) Dr. Wilson de Souza (Anestesiologia) Av. Paraná, Centro (42) Dr. Fernando Henrique Luz Capuano (Ginecologia/Obstetricia) Rua Quintino Bocaiúva, Centro (42) Dra. Esther Rocha (Médica) Rua Av. Presidente Kennedy, Centro (42) Mais informações: Av. João Manoel dos Santos Ribas, 1140 Shopping Palladium Piso G1 (42) (Matriz) (42)

4 Editorial Caro leitor, Com intuito de trazer informações relevantes para a melhoria da qualidade de vida, nesta edição a Revista Consaúde foca a prevenção, cuidados e esclarecimentos sobre enfermidades como diabetes, infecções respiratórias e psoríase. Mostra ainda algumas das ações educativas realizadas pela Consaúde em diversas cidades de sua atuação. Na página 5 você fica sabendo como acontece o Curso de Conversação sobre Diabetes. Destinados aos participantes do Programa Viva Melhor, os encontros visam estimular formas de controle da doença. Já a Ação Preventiva à Saúde do Homem, realizada em Telêmaco Borba, você confere na página 8. A mobilização teve o objetivo de motivar os homens a procurarem atendimento médico para verificar sua condição de saúde com mais frequência. Dr. Pedro Ricardo S. Compasso, na página 9, fala sobre as infecções respiratórias. Devido à semelhança entre os sintomas, as diversas manifestações das doenças das vias aéreas podem confundir o paciente. Por isso, o pneumologista alerta para a importância do diagnóstico e tratamento médico adequado. A ajuda de um profissional especializado também é fundamental quando o assunto é psoríase. Em nossa matéria de capa, páginas 6 e 7, Dra. Majenna Andrade Pachnicki explica as possíveis causas e manifestações dessa dermatose crônica, que atinge cerca de 2% da população mundial. Convivendo com a psoríase há 20 anos, Esmeralda Crispin destaca: a dor maior é o preconceito. Ainda nesta edição você tem informações de como foi a gincana promovida pelos colaboradores da Consaúde para ajudar desabrigados das chuvas no Paraná e os resultados dessa ação, na página 10. Boa leitura, A Direção. 4 Revista Consaúde Agosto e Setembro 2014

5 Ações CONSAÚDE REALIZA CONVERSAÇÃO SOBRE DIABETES O diabetes mellitus é uma doença crônica, que não tem cura, e é considerada a terceira causa de morte no mundo, ficando atrás apenas das doenças cardiovasculares e do câncer. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), sua incidência tem aumentado rapidamente. Atualmente, cerca de 10% da população adulta mundial tem diabetes. Considerada uma doença Vanessa Schenberger silenciosa, pode ter origem genética ou hereditária, mas também está associada ao sedentarismo e à obesidade. A falta de tratamento, ou seja, o não controle das taxas de glicemia no sangue, pode ocasionar problemas nos olhos, pés, pele, rins e até no coração. Mesmo sendo portador de uma doença grave, o diabético pode levar uma vida normal, desde que esteja consciente de que Principais temas abordados durante os encontros: Entendendo o diabetes; Alimentação saudável e atividade física; Tratamento com medicamento e monitoramento da glicose no sangue; O diabetes e os cuidados com os pés; Entendendo os muitos fatores do controle do diabetes. * Os mapas são patrocinados pela Lilly e produzidos pela Healthy Interactions. Por Marlene Valsko Portes deve fazer um tratamento multidisciplinar, que envolve, além de medicamentos, mudança de hábitos alimentares e exercícios físicos. Pensando nas diversas informações que o paciente precisa saber para ter melhor qualidade de vida, a Consaúde promove grupos de Conversação sobre Diabetes para seus beneficiários. As reuniões acontecem em datas previamente agendadas, na sede da Consaúde, e são monitoradas pelos responsáveis do Programa Viva Melhor. Durante seis encontros apresenta-se um mapa* de conversação que promove perguntas e discussões abertas com o objetivo de incentivar o aprendizado de alta qualidade, a experiência interativa e encorajadora que contribui para a melhor compreensão da doença, suas causas, complicações e formas de controle. De acordo com a enfermeira Gisele R. Soares, coordenadora de Promoção à Saúde Consaúde, o intuito é permitir que os pacientes/ clientes autogerenciem sua condição. As pessoas com diabetes muitas vezes desejam encontrar uma maneira fácil para controlar a doença. Porém, existem barreiras que requerem esforço para serem superadas. Através do processo de educação, elas se motivam a ter responsabilidade pessoal para o autocuidado. Revista Consaúde Agosto e Setembro

6 Capa ENTENDA O QUE É PSORÍASE Uma doença dermatológica cercada de preconceitos, mas que não oferece perigo de contágio Por Marlene Valsko Portes Predisposição genética, associada a fatores ambientais como estresse, infecções, traumas locais, uso de medicamentos ou tabagismo podem servir como gatilhos na ativação da psoríase, que é uma doença inflamatória crônica, recorrente, não contagiosa, da pele e das articulações. Segundo a dermatologista Majenna Andrade Pachnicki, estima-se que a psoríase afete cerca de 2% da população mundial, o que a faz ser considerada como uma dermatose frequente. As lesões se caracterizam por placas avermelhadas e descamativas, que variam de milímetros a dezenas de centímetros, podendo afetar diversas partes do corpo, inclusive couro cabeludo e unhas. Os sintomas variam de paciente para paciente, podendo ocorrer coceira, queimação e dor local. De acordo com a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), a psoríase moderada pode apresentar desconforto, com sintomas de leve intensidade. Mas nos casos mais graves a doença pode ser dolorosa, e provocar alterações que impactam significativamente na qualidade de vida e na autoestima do paciente. Esse é o caso de Esmeralda Crispin, 56 anos, que sofre com a psoríase há 20 anos. Já passei por crises terríveis, de doer na alma. A coceira e a ardência são tão fortes que parece que estou em cima de um braseiro. Chego a morder um As lesões se caracterizam por placas avermelhadas e descamativas, que variam de milímetros a dezenas de centímetros, podendo afetar diversas partes do corpo, inclusive couro cabeludo e unhas. Os sintomas variam de paciente para paciente, podendo ocorrer coceira, queimação e dor local. pano para aguentar a dor. Esmeralda relata ainda que com o passar dos anos e vários tratamentos, alguns dos sintomas diminuíram, mas atualmente convive também com a artrite. Doutora Majenna explica que a artrite pode vir associada a qualquer tipo de psoríase. Geralmente atinge uma ou mais articulações, sendo mais comum nas mãos e pés. Mas essa enfermidade pode não ser a única a caminhar junto com a psoríase. Além da artrite, nos últimos anos vem sendo ressaltada a associação da psoríase com doença metabólica, que inclui hipertensão, obesidade, diabetes tipo II e risco cardiovascular aumentado, alerta a dermatologista. O tratamento da psoríase é essencial para manter a qualidade de vida e evitar o agravamento da doença. Por isso, no caso de qualquer sintoma suspeito, o ideal é procurar um médico dermatologista. Esse profissional poderá identificar a doença, classificá-la e indicar a melhor forma de tratamento. A DOR MAIOR É O PRECONCEITO Uma pesquisa, realizada pelo Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística (Ibope), em oito capitais, revelou que quando se trata de psoríase, o assunto é cercado de medo, desconhecimento e preconceito. Durante a pesqui- 6 Revista Consaúde Agosto e Setembro 2014

7 Capa sa foram apresentadas aos entrevistados fotos de pacientes com lesões leves e outras mais graves. As reações eram de pena, tristeza e nojo, mesmo diante das imagens da doença no estágio mais ameno. O desejo de ficar longe de pacientes com a doença ficou evidente..., destaca a pesquisa. Essa discriminação também é sentida por Esmeralda Crispin. As pessoas me olham com certo receio, com medo de contágio. Até as crianças se afastam quando veem as feridas no meu corpo. Por isso, não visto roupas curtas, só uso mangas longas. Às vezes fico muito triste com essa situação, então evito passeios, viagens. Um dos principais fatores que levam as pessoas a agirem com preconceito é a falta de conhecimento. Por isso, a Sociedade Brasileira de Dermatologia realiza, desde 2006, a Campanha Nacional de Conscientização da Psoríase, em comemoração ao Dia Mundial da Psoríase, celebrado em 29 de outubro. O objetivo é combater a rejeição, aumentar a autoestima, a qualidade de vida dos pacientes e esclarecer à população que a psoríase é controlável, NÃO É CON- Alguns sintomas da psoríase TAGIOSA, que NÃO É PRECI- SO TER MEDO DO CONTATO FÍSICO. Que quando o paciente é acolhido, bem aceito, menores serão as chances de desenvolver crises ou de depressão. Alguns fatores podem aumentar as chances de uma pessoa desenvolver a doença ou piorar o quadro clínico, dentre eles: Histórico familiar Entre 30 e 40% dos pacientes de psoríase têm histórico familiar da doença; Estresse Pessoas com altos níveis de estresse possuem sistema imunológico debilitado; Obesidade O excesso de peso pode aumentar o risco de desenvolver um tipo de psoríase, a invertida; Tempo frio, pois a pele fica mais ressecada; A psoríase tende a melhorar com a exposição solar. Consumo de bebidas alcóolicas; Tabagismo: o cigarro não só aumenta as chances de desenvolver a doença, como também a gravidade da mesma quando se manifesta. Fonte: Sociedade Brasileira de Dermatologia Imagem: Revista Consaúde Agosto e Setembro

8 Ana Caroline Machdo Porque sou Consaúde? AÇÃO INCENTIVA HOMENS A CUIDAREM DA SAÚDE Por Marlene Valsko Portes S Professora Estudante Ana Caroline Machado omos beneficiárias desde 2005, através da Associação dos Servidores Públicos Municipais de Ponta Grossa (ASPM-PG). Costumamos valorizar o bom atendimento e aqui na Consaúde as atendentes sempre estão com um sorriso no rosto. Sempre temos atendimento eficiente e orientação sem burocracias. Adriane Aparecida da Silva e Leonardo de Jesus D Avila, O Assistente de Educação Infantil Estudante ptei pelo Plano de Saúde há quatro anos, depois que meu filho Leonardo, hoje com 11 anos, teve uma crise convulsiva. A primeira facilidade que tenho com a Consaúde é que fica próxima à minha casa, mas as principais vantagens são praticidade e segurança. Se, por exemplo, ele tem febre à noite, no dia seguinte já consigo uma consulta. 8 Revista Consaúde Maio e Junho (Lei n ), e que tem como intuito esclarecer dúvidas e incentivar os homens a se cuidarem. Em 2014 a Campanha foi focada em chamar atenção para os malefícios do tabagismo. Segundo a Secretaria de Saúde do Paraná, o objetivo principal é motivar uma mudança cultural para que homens procurem atendimento médico e verifiquem sua condição de saúde com mais frequência, antes que doenças se manifestem de forma mais grave. Vanessa Schenberger Iraci de Fátima Piotrovski e Gabriele Pinheiro, No dia 09 de agosto foi realizada, em Telêmaco Borba, uma Ação Preventiva à Saúde do Homem. Através de distribuição de material informativo sobre a Saúde do Homem, Câncer de Próstata, Qualidade de Vida e Combate ao Tabagismo, uma equipe de profissionais da Consaúde conversou com cerca de 700 pessoas que passaram pela região central da cidade. A Ação foi estimulada pela Campanha Agosto Azul, instituída no Paraná em

9 Saúde O inverno e o perigo das INFECÇÕES RESPIRATÓRIAS A queda da temperatura e da umidade do ar, aliadas ao contato mais próximo entre as pessoas, fazem dos meses de inverno uma época propícia para a disseminação das infecções respiratórias e a piora das doenças crônicas das vias aéreas. Estima-se que as gripes e suas correlações (sinusites, traqueobronquites, pneumonias etc.) representem as infecções agudas mais comuns em nosso meio, levando muitas vezes a internações hospitalares e, em casos mais graves, ao óbito. As crianças e os idosos são as principais vítimas dessa enfermidade. O atendimento médico é o principal recurso para a população, pois somente esse profissional pode dar um diagnóstico preciso e instituir um tratamento adequado, visto que muitas vezes a apresentação clínica traz sintomas semelhantes como tosse, cefaleia, febre e coriza. A gripe é uma doença aguda que acomete as vias respiratórias. Os sintomas são febre acima de 38º C, tosse, coriza, dores pelo corpo, mal-estar generalizado e, costuma durar cinco dias, em pacientes previamente saudáveis. O vírus da gripe é transmitido por via respiratória, em geral por inalação de partículas infectadas, em suspensão no ar. Uma pessoa gripada quando tosse, espirra ou fala, pode aspergir as partículas contendo os vírus, que ficam por algum tempo em forma infectante a outras pessoas. A pneumonia é a complicação mais frequente da Divulgação gripe, sendo provocada pela penetração de um agente infeccioso ou irritante nos pulmões, como bactérias, fungos ou vírus, que deflagram um processo inflamatório nas vias aéreas inferiores. Os sintomas, no início, são semelhantes aos da gripe, porém com agravantes de dor no peito, falta de ar, tosse recorrente e escarro amarelado. Outras doenças das vias aéreas como a asma e a doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC) podem exacerbar severamente em função das infecções agudas (gripes e pneumonias). Para esses pacientes, o frio do inverno pode ser implacável. Portanto, todo cuidado é pouco, principalmente naqueles mais debilitados, com doenças prévias, idosos e crianças. Como medidas de prevenção deve-se lavar as mãos com frequência e, se possível, higienizá-las com álcool, evitar locais fechados e mal ventilados. Também é importante expor ao sol roupas pessoais e de cama e, principalmente, procurar um médico para avaliar a indicação de vacina de gripe e de pneumonia. Dr. Pedro Ricardo S. Compasso, CRM/PR: Especialista em Pneumologia Ana Caroline Machado Revista Consaúde Agosto e Setembro

10 Ações CONSAÚDE PROMOVE GINCANA para ajudar desabrigados Por Marlene Valsko Portes Vanessa Schenberger Uma ação de solidariedade marcou as estações do outono e do inverno de 2014 em Ponta Grossa. Sensibilizados com as notícias de alagamentos ocasionados pelas chuvas torrenciais em diversas cidades do Paraná, colaboradores da Consaúde resolveram se unir e levar calor humano à centenas de famílias desabrigadas. A Gincana Colaboradora Chuvas do Paraná se aliou à Campanha do Agasalho e incentivou os mais de 50 participantes a se mobilizarem em busca de doações. Representando os quatro elementos: Terra, Água, Fogo e Ar, eles formaram quatro equipes bastante competitivas. A Gincana aconteceu de 12 a 17 de junho e arrecadou aproximadamente 2 mil peças (roupas, calçados, cobertores), além de fraldas, produtos de limpeza e higiene, água e alimentos não perecíveis. Cada item arrecadado obteve uma pontuação, que somadas, ao final, revelou a equipe vencedora: Fogo, que foi premiada com um café da manhã especial. Foi uma experiência muito rica, a participação e o volume de arrecadação superaram as expectativas, revela Andreia Santos, assistente social da Consaúde, responsável pela iniciativa. Sensibilizados com as notícias de alagamentos ocasionados pelas chuvas torrenciais em diversas cidades do Paraná, colaboradores da Consaúde resolveram se unir e levar calor humano à centenas de famílias. Entrega das doações ao Corpo de Bombeiros em Ponta Grossa Todas as doações foram entregues ao Corpo de Bombeiros de Ponta Grossa, que se encarregou de encaminhar às prefeituras das cidades atingidas pelas chuvas. A solidariedade começa comigo, começa com você. Podemos unir as forças, nos mobilizarmos em prol de um grande objetivo e ajudar quem mais precisa, conclui Andreia. 10 Revista Consaúde Agosto e Setembro 2014

11 Parcerias Unicastro C om o objetivo de manter a equipe motivada e com qualidade de vida, a Unicastro (Cooperativa Agrícola União Castrense) aderiu à Consaúde como o Plano de Saúde de seus colaboradores. Segundo Giovani Stella, assistente administrativo financeiro da Cooperativa, a Consaúde foi escolhida por ser uma instituição séria, com atuação em toda a região do Campos Gerais e que oferece clínicas especializadas e profissionais de grande credibilidade. Além de buscar sempre os melhores recursos para o desenvolvimento e fortalecimento da Cooperativa, a Unicastro visa a satisfação e o bem-estar de toda sua equipe. O colaborador bem cuidado, com saúde plena, sente-se mais feliz, falta menos ao trabalho, produz mais, destaca Stella. Arquivo Unicastro investe na saúde e bem-estar de seus colaboradores Por Marlene Valsko Portes Radiografia Digital Mamografia Digital Ultrassom Densitometria óssea Medicina nuclear Ecocardiografia Tomografia Computadorizada Multislice Doppler colorido Ressonância magnética Unidade Central: Rua Francisco Ribas, Telefax: (42) Unidade Inovare: Rua Carlos Osternack, Telefax: (42)

12 Laboratório Ponta-grossense de Análises Clínicas O Laboratório Ponta-grossense de Análises Clínicas atua há mais de 30 anos no mercado. Com seriedade, dedicação, competência e honestidade oferece o que há de melhor em diagnóstico laboratorial. Atualmente, o LAPAC conta com uma equipe de profissionais especializada e altamente qualificada, dispondo de uma infraestrutura pronta para oferecer maior conforto e comodidade aos clientes e colaboradores. Possui também um posto de coleta central e disponibiliza coleta em domicílio. A informatização da maioria dos processos, a utilização de equipamentos de última geração, automatizados e calibrados periodicamente e a realização de controles de qualidade são a comprovação de uma Gestão da Qualidade, voltada para a Melhoria Contínua. O LAPAC participa do Controle de Qualidade Externo PNCQ da Sociedade Brasileira de Análises Clínicas, do qual recebe o certificado com a classificação EXCELENTE em suas avaliações mensais. A satisfação de nossos clientes e a qualidade de nossos serviços são nossas prioridades. Matriz Rua Dom Pedro II, 108 Nova Rússia, anexo ao Hospital Bom Jesus - Fone: (42) Fax: Posto de Coleta: Rua Francisco Búrzio, 872 Centro Fone: (42)

EMAGRECER CONSAÚDE. Conheça o Programa que ajuda a perder peso e ganhar qualidade de vida

EMAGRECER CONSAÚDE. Conheça o Programa que ajuda a perder peso e ganhar qualidade de vida ANS- nº 35072-9 Novembro e Dezembro 2014 Ed. 20 EMAGRECER CONSAÚDE Conheça o Programa que ajuda a perder peso e ganhar qualidade de vida Grupo do Programa Feliz Idade realiza Cantata de Natal Pág. 09 Secretárias

Leia mais

I CAMINHADA COM SAÚDE

I CAMINHADA COM SAÚDE Prevenção ANS- nº 35072-9 Maio e Junho 2014 Ed. 18 I CAMINHADA COM SAÚDE Livro relata a Cleanic Ambiental experiência de conviver escolhe a Consaúde com a esclerose como plano múltipla Pág. 10 empresarial

Leia mais

A pneumonia é uma doença inflamatória do pulmão que afecta os alvéolos pulmonares (sacos de ar) que são preenchidos por líquido resultante da

A pneumonia é uma doença inflamatória do pulmão que afecta os alvéolos pulmonares (sacos de ar) que são preenchidos por líquido resultante da 2 A pneumonia é uma doença inflamatória do pulmão que afecta os alvéolos pulmonares (sacos de ar) que são preenchidos por líquido resultante da inflamação, o que dificulta a realização das trocas gasosas.

Leia mais

www.cpsol.com.br TEMA 003 CONHEÇA E PREVINA AS DOENÇAS DO INVERNO

www.cpsol.com.br TEMA 003 CONHEÇA E PREVINA AS DOENÇAS DO INVERNO TEMA 003 CONHEÇA E PREVINA AS DOENÇAS DO INVERNO 1/8 O inverno chegou e junto com ele maiores problemas com as doenças respiratórias entre outras Isso não ocorre por acaso já que pé nesta estação onde

Leia mais

Produtos Unimed Grande Florianópolis

Produtos Unimed Grande Florianópolis Produtos Unimed Grande Florianópolis A Unimed é o plano de saúde que oferece os melhores médicos do Brasil. Vamos além para que sua saúde seja plena e de qualidade. Para nós, o importante é ver você bem

Leia mais

CARTILHA ELETRÔNICA INFLUENZA A (H1N1) INFORMAÇÃO E PREVENÇÃO PARA AS ESCOLAS

CARTILHA ELETRÔNICA INFLUENZA A (H1N1) INFORMAÇÃO E PREVENÇÃO PARA AS ESCOLAS CARTILHA ELETRÔNICA INFLUENZA A (H1N1) INFORMAÇÃO E PREVENÇÃO PARA AS ESCOLAS ORIENTAÇÃO AOS PEDAGOGOS Todas as informações constantes nesta cartilha devem ser levadas ao conhecimento de todos os alunos,

Leia mais

Gripe Proteja-se! Faça Chuva ou faça Sol, vacine-se a partir de Outubro e até ao final do Inverno. Consulte o seu médico

Gripe Proteja-se! Faça Chuva ou faça Sol, vacine-se a partir de Outubro e até ao final do Inverno. Consulte o seu médico Gripe Proteja-se! Faça Chuva ou faça Sol, vacine-se a partir de Outubro e até ao final do Inverno. Consulte o seu médico Gripe Perguntas Frequentes Perguntas frequentes sobre a gripe sazonal O que é a

Leia mais

VACINE-SE A PARTIR DE 1 DE OUTUBRO CONSULTE O SEU MÉDICO

VACINE-SE A PARTIR DE 1 DE OUTUBRO CONSULTE O SEU MÉDICO VACINE-SE A PARTIR DE 1 DE OUTUBRO CONSULTE O SEU MÉDICO Perguntas frequentes sobre a gripe sazonal O que é a gripe? É uma doença infecciosa aguda das vias respiratórias, causada pelo vírus da gripe. Em

Leia mais

Mapeamento do Perfil Saúde em Instituição Pública - Fundação Centro de Atendimento Sócio Educativo ao Adolescente

Mapeamento do Perfil Saúde em Instituição Pública - Fundação Centro de Atendimento Sócio Educativo ao Adolescente 16 Mapeamento do Perfil Saúde em Instituição Pública - Fundação Centro de Atendimento Sócio Educativo ao Adolescente Leidiane Silva Oliveira Chagas Gestora de Recursos Humanos - Anhanguera Educacional

Leia mais

Doenças Respiratórias O QUE SÃO E COMO AS PREVENIR?

Doenças Respiratórias O QUE SÃO E COMO AS PREVENIR? Doenças Respiratórias O QUE SÃO E COMO AS PREVENIR? O NÚMERO DE PESSOAS AFETADAS POR DOENÇAS RESPIRATÓRIAS EVITÁVEIS NÃO PÁRA DE AUMENTAR. AS CRIANÇAS E OS MAIS VELHOS SÃO OS MAIS ATINGIDOS. SÃO DOENÇAS

Leia mais

O GUIA COMPLETO TIRE TODAS SUAS DÚVIDAS SOBRE ANDROPAUSA

O GUIA COMPLETO TIRE TODAS SUAS DÚVIDAS SOBRE ANDROPAUSA O GUIA COMPLETO TIRE TODAS SUAS DÚVIDAS SOBRE ANDROPAUSA O QUE É ANDROPAUSA? Problemas hormonais surgidos em função da idade avançada não são exclusivos das mulheres. Embora a menopausa seja um termo conhecido

Leia mais

DIABETES MELLITUS E HIPERTENSÃO ARTERIAL: Prevenção, Consciência e Convivência.

DIABETES MELLITUS E HIPERTENSÃO ARTERIAL: Prevenção, Consciência e Convivência. DIABETES MELLITUS E HIPERTENSÃO ARTERIAL: Prevenção, Consciência e Convivência. Lourival dos Santos Filho Graduando em Farmácia Faculdades Integradas de Três Lagoas AEMS Klerison Romero Martinez Graduando

Leia mais

Podem ser portadores e formar uma rede de transmissão. Não, porque contêm químicos e está clorada.

Podem ser portadores e formar uma rede de transmissão. Não, porque contêm químicos e está clorada. Influenza A H1N1 /GRIPE SUÍNA PERGUNTAS E RESPOSTAS: PERGUNTA 1. Quanto tempo o vírus da gripe suína permanece vivo numa maçaneta ou superfície lisa? 2. O álcool em gel é útil para limpar as mãos? 3. Qual

Leia mais

ÍNDICE. Foto: João Borges. 2 Hospital Universitário Cajuru - 100% SUS

ÍNDICE. Foto: João Borges. 2 Hospital Universitário Cajuru - 100% SUS ÍNDICE Apresentação...03 Hospital Universitário Cajuru...04 Estrutura...04 Especialidades Atendidas...05 Diferenças entre atendimento de urgência, emergência e eletivo...06 Protocolo de Atendimento...07

Leia mais

PLANEJAMENTO DO TRATAMENTO DA ASMA BRÔNQUICA

PLANEJAMENTO DO TRATAMENTO DA ASMA BRÔNQUICA PLANEJAMENTO DO TRATAMENTO DA ASMA BRÔNQUICA O estudo do sistema imune (proteção) surgiu no início do século 20, com futuro muito promissor, mas isto não se confirmou de imediato. Os fenômenos imunológicos

Leia mais

Influenza. João Pedro Marins Brum Brito da Costa (Instituto ABEL) Orientador: André Assis (UFRJ Medicina)

Influenza. João Pedro Marins Brum Brito da Costa (Instituto ABEL) Orientador: André Assis (UFRJ Medicina) Influenza João Pedro Marins Brum Brito da Costa (Instituto ABEL) Orientador: André Assis (UFRJ Medicina) O que éinfluenza Também conhecida como gripe, a influenza éuma infecção do sistema respiratório

Leia mais

Elevação dos custos do setor saúde

Elevação dos custos do setor saúde Elevação dos custos do setor saúde Envelhecimento da população: Diminuição da taxa de fecundidade Aumento da expectativa de vida Aumento da demanda por serviços de saúde. Transição epidemiológica: Aumento

Leia mais

DOENÇAS CARDÍACAS NA INSUFICIÊNCIA RENAL

DOENÇAS CARDÍACAS NA INSUFICIÊNCIA RENAL DOENÇAS CARDÍACAS NA INSUFICIÊNCIA RENAL As doenças do coração são muito freqüentes em pacientes com insuficiência renal. Assim, um cuidado especial deve ser tomado, principalmente, na prevenção e no controle

Leia mais

Sinais de alerta perante os quais deve recorrer à urgência:

Sinais de alerta perante os quais deve recorrer à urgência: Kit informativo Gripe Sazonal A gripe Sazonal é uma doença respiratória infeciosa aguda e contagiosa, provocada pelo vírus Influenza. É uma doença sazonal benigna e ocorre em todo o mundo, em especial,

Leia mais

DADOS DE IDENTIFICAÇÃO

DADOS DE IDENTIFICAÇÃO Viva intensamente. Cuide-se DADOS DE IDENTIFICAÇÃO Nossos órgãos internos HÁBITOS SAUDÁVEIS Para se ter qualidade com aumento da expectativa de vida,precisa-se manter hábitos saudáveis: Alimentação balanceada

Leia mais

NOVEMBRO DOURADO VIVA ESTA IDEIA! VENHA PARTICIPAR!

NOVEMBRO DOURADO VIVA ESTA IDEIA! VENHA PARTICIPAR! NOVEMBRO DOURADO VIVA ESTA IDEIA! VENHA PARTICIPAR! Serviço de OncoHematologia do HIJG DIA NACIONAL DE COMBATE AO CÂNCER NA CRIANÇA E NO ADOLESCENTE O Dia Nacional de Combate ao Câncer Infantojuvenil (lei

Leia mais

Vamos falar sobre câncer?

Vamos falar sobre câncer? Vamos falar sobre câncer? O SIEMACO sempre está ao lado dos trabalhadores, seja na luta por melhores condições de trabalho, lazer e educação ou na manutenção da saúde, visando a promoção e ascensão social.

Leia mais

CICLOSPORINA PARA DERMATITE ATÓPICA REFRATÁRIA

CICLOSPORINA PARA DERMATITE ATÓPICA REFRATÁRIA Medicamento X Data: 30/09/2013 Nota Técnica 238 2013 Solicitante: Juiz de Direito JOSÉ CARLOS DE MATOS Material Procedimento Cobertura Número do processo: 0362.13.009927-2. Réu: Município de João Monlevade

Leia mais

Ministério da Saúde esclarece as principais dúvidas sobre a doença e apresenta recomendações para viajantes internacionais.

Ministério da Saúde esclarece as principais dúvidas sobre a doença e apresenta recomendações para viajantes internacionais. Ministério da Saúde esclarece as principais dúvidas sobre a doença e apresenta recomendações para viajantes internacionais. Fonte: Agência Fiocruz 1. Há casos de influenza A (H1N1) no Brasil? Não. Até

Leia mais

Você conhece a Medicina de Família e Comunidade?

Você conhece a Medicina de Família e Comunidade? Texto divulgado na forma de um caderno, editorado, para a comunidade, profissionais de saúde e mídia SBMFC - 2006 Você conhece a Medicina de Família e Comunidade? Não? Então, convidamos você a conhecer

Leia mais

Apresentação. Introdução. Francine Leite. Luiz Augusto Carneiro Superintendente Executivo

Apresentação. Introdução. Francine Leite. Luiz Augusto Carneiro Superintendente Executivo Evolução dos Fatores de Risco para Doenças Crônicas e da prevalência do Diabete Melito e Hipertensão Arterial na população brasileira: Resultados do VIGITEL 2006-2009 Luiz Augusto Carneiro Superintendente

Leia mais

PREVENÇÃO DAS DOENÇAS CRÔNICAS NÃO TRANSMISSÍVEIS PREVENIR É PRECISO MANUAL DE ORIENTAÇÕES AOS SERVIDORES VIGIAS DA PREFEITURA DE MONTES CLAROS

PREVENÇÃO DAS DOENÇAS CRÔNICAS NÃO TRANSMISSÍVEIS PREVENIR É PRECISO MANUAL DE ORIENTAÇÕES AOS SERVIDORES VIGIAS DA PREFEITURA DE MONTES CLAROS PREVENÇÃO DAS DOENÇAS MANUAL DE ORIENTAÇÕES AOS SERVIDORES CRÔNICAS NÃO TRANSMISSÍVEIS VIGIAS DA PREFEITURA DE MONTES CLAROS design ASCOM-PMMC PREVENIR É PRECISO DOENÇAS CRÔNICAS NÃO TRANSMISSÍVEIS No

Leia mais

Azul. Novembro. cosbem. Mergulhe nessa onda! A cor da coragem é azul. Mês de Conscientização, Preveção e Combate ao Câncer De Próstata.

Azul. Novembro. cosbem. Mergulhe nessa onda! A cor da coragem é azul. Mês de Conscientização, Preveção e Combate ao Câncer De Próstata. cosbem COORDENAÇÃO DE SAÚDE E BEM-ESTAR Novembro Azul Mês de Conscientização, Preveção e Combate ao Câncer De Próstata. Mergulhe nessa onda! A cor da coragem é azul. NOVEMBRO AZUL Mês de Conscientização,

Leia mais

ATCHIM!! Gripe Suína. Influenza A. Conheça essa doença que está assustando todo mundo...

ATCHIM!! Gripe Suína. Influenza A. Conheça essa doença que está assustando todo mundo... ATCHIM!! Gripe Suína Influenza A Conheça essa doença que está assustando todo mundo... Coordenadoria de Assistência Social da Universidade de São Paulo Divisão de Promoção Social Educação em Saúde São

Leia mais

Informe sobre a gripe causada pelo novo vírus Influenza A/H1N1

Informe sobre a gripe causada pelo novo vírus Influenza A/H1N1 Informe sobre a gripe causada pelo novo vírus Influenza A/H1N1 DOCUMENTO PARA O PÚBLICO EM GERAL Coordenação: Sociedade Brasileira de Infectologia (SBI) Associação Médica Brasileira (AMB) Apoio e participação:

Leia mais

Rua Antônia Lara de Resende, 325 Centro CEP: 36.350-000 Fone: (0xx32) 3376.1438/ 2151 Fax: (0xx32) 3376.1503 pmstsaude@portalvertentes.com.

Rua Antônia Lara de Resende, 325 Centro CEP: 36.350-000 Fone: (0xx32) 3376.1438/ 2151 Fax: (0xx32) 3376.1503 pmstsaude@portalvertentes.com. - SECRETARIA DE SAÚDE - SÃO TIAGO MINAS GERAIS PROGRAMA DE EDUCAÇÃO ALIMENTAR E INCENTIVO À ATIVIDADE FÍSICA EM CRIANÇAS E ADOLESCENTES DE 04 A 19 ANOS 1 PROGRAMA DE EDUCAÇÃO ALIMENTAR E INCENTIVO À ATIVIDADE

Leia mais

Informações aos Pais sobre a Gripe nas Creches

Informações aos Pais sobre a Gripe nas Creches The Commonwealth of Massachusetts Executive Office of Health and Human Services Department of Public Health Informações aos Pais sobre a Gripe nas Creches 18 de setembro, 2009 A gripe H1N1 (suína) voltará

Leia mais

PROGRAMA PARA CONTROLAR A ASMA PRIMEIRA PARTE

PROGRAMA PARA CONTROLAR A ASMA PRIMEIRA PARTE PROGRAMA PARA CONTROLAR A ASMA PRIMEIRA PARTE O cuidado apropriado com a asma pode ajudar o paciente a prevenir a maior parte das crises, a ficar livre de sintomas problemáticos diurnos e noturnos e a

Leia mais

DIABETES ORIENTAÇÕES BÁSICAS PARA OS AGENTES COMUNITÁRIOS DE SAÚDE

DIABETES ORIENTAÇÕES BÁSICAS PARA OS AGENTES COMUNITÁRIOS DE SAÚDE DIABETES ORIENTAÇÕES BÁSICAS PARA OS AGENTES COMUNITÁRIOS DE SAÚDE Governo do Estado da Bahia Jacques Wagner Secretário de Saúde do Estado da Bahia Jorge José Santos Pereira Solla Superintendência de Atenção

Leia mais

Programa RespirAr. Asma e bronquite sem crise. RespirAr

Programa RespirAr. Asma e bronquite sem crise. RespirAr Programa RespirAr. Asma e bronquite sem crise. RespirAr Prevenir é o melhor remédio para uma boa saúde, evitando-se as doenças e suas complicações. Problemas respiratórios, por exemplo, podem se tornar

Leia mais

ANEXO II ATRIBUIÇÕES DOS INTEGRANTES DO PROGRAMA DE SAÚDE DA FAMÍLIA

ANEXO II ATRIBUIÇÕES DOS INTEGRANTES DO PROGRAMA DE SAÚDE DA FAMÍLIA ANEXO II ATRIBUIÇÕES DOS INTEGRANTES DO PROGRAMA DE SAÚDE DA FAMÍLIA ATRIBUIÇÕES DO MÉDICO I- Realizar consultas clínicas aos usuários de sua área adstrita; II- Participar das atividades de grupos de controle

Leia mais

Programa de Atenção Integrada ao Idoso

Programa de Atenção Integrada ao Idoso Programa de Atenção Integrada ao Idoso Valéria Terra¹, Maria Carolina Carmignani¹, Tereza Barczinski² ¹ Metrus Instituto de Seguridade Social ² Programa de Estudos Avançados em Administração Hospitalar

Leia mais

O QUE VOCÊ DEVE SABER SOBRE PÉ DIABÉTICO

O QUE VOCÊ DEVE SABER SOBRE PÉ DIABÉTICO O QUE VOCÊ DEVE SABER SOBRE PÉ DIABÉTICO PROBLEMAS CAUSADOS PELO DIABETES MELLITUS CORAÇÃO: Doença arterial coronariana e risco de infarto do miocárdio RINS: Nefropatia CÉREBRO: Acidente vascular cerebral

Leia mais

Ilmo Senhor. Vereador Cesar Paulo Mossini. M.D Presidente da Câmara de Vereadores

Ilmo Senhor. Vereador Cesar Paulo Mossini. M.D Presidente da Câmara de Vereadores Ilmo Senhor Vereador Cesar Paulo Mossini M.D Presidente da Câmara de Vereadores O Vereador Jose Carlos Patricio, integrante da bancada do Partido da Social Democracia Brasileira, com assento nesta casa,

Leia mais

Relatório Estatístico da Pesquisa Realizada no 23º Congresso Estadual da APEOESP

Relatório Estatístico da Pesquisa Realizada no 23º Congresso Estadual da APEOESP Relatório Estatístico da Pesquisa Realizada no 23º Congresso Estadual da APEOESP (1 a 3 de dezembro de 2010) Objetivos da Pesquisa: 1) Gerais: Conhecer mais profundamente a saúde e condições de trabalho

Leia mais

Promoção da Saúde e Prevenção de Risco e Doenças no Ambiente de Trabalho. ANS maio/2014

Promoção da Saúde e Prevenção de Risco e Doenças no Ambiente de Trabalho. ANS maio/2014 Promoção da Saúde e Prevenção de Risco e Doenças no Ambiente de Trabalho ANS maio/2014 Perfil da Cemig Maior empresa integrada deutilites do Brasil. Composta por 58 empresas e 15 consórcios. Lucro líquido

Leia mais

Junho 2013 1. O custo da saúde

Junho 2013 1. O custo da saúde Junho 2013 1 O custo da saúde Os custos cada vez mais crescentes no setor de saúde, decorrentes das inovações tecnológicas, do advento de novos procedimentos, do desenvolvimento de novos medicamentos,

Leia mais

Gripe H1N1, o que a Escola precisa saber!

Gripe H1N1, o que a Escola precisa saber! 1 Gripe H1N1, o que a Escola precisa saber! O que é a gripe H1N1? A gripe H1N1, também conhecida como gripe A, é uma doença respiratória infecciosa de origem viral, que pode levar ao agravamento e ao óbito,

Leia mais

Campanha Previna-se: encare a pneumonia de peito aberto traz Regina Duarte como madrinha

Campanha Previna-se: encare a pneumonia de peito aberto traz Regina Duarte como madrinha Campanha Previna-se: encare a pneumonia de peito aberto traz Regina Duarte como madrinha Aliança entre SBPT, SBIm, SBI e SBGG, com o apoio da Pfizer, busca alertar a população sobre as doenças pneumocócicas

Leia mais

Quinta Edição/2015 Quinta Região de Polícia Militar - Quarta Companhia Independente

Quinta Edição/2015 Quinta Região de Polícia Militar - Quarta Companhia Independente GRIPE X RESFRIADO GRIPE e RESFRIADO são as mesmas coisas? Não. A gripe é uma doença grave, contagiosa, causada pelo vírus Influenza (tipos A,B e C) e o resfriado é menos agressivo e de menor duração, causado

Leia mais

Universidade do Estado do Rio de Janeiro Vice-Reitoria Curso de Abordagem da Violência na Atenção Domiciliar Unidade 2 Violência de gênero

Universidade do Estado do Rio de Janeiro Vice-Reitoria Curso de Abordagem da Violência na Atenção Domiciliar Unidade 2 Violência de gênero Universidade do Estado do Rio de Janeiro Vice-Reitoria Curso de Abordagem da Violência na Atenção Domiciliar Unidade 2 Violência de gênero Nesta unidade, analisaremos os aspectos específicos referentes

Leia mais

POLÍTICA NACIONAL DE ATENÇÃO INTEGRAL À SAÚDE DO HOMEM - PNAISH

POLÍTICA NACIONAL DE ATENÇÃO INTEGRAL À SAÚDE DO HOMEM - PNAISH POLÍTICA NACIONAL DE ATENÇÃO INTEGRAL À SAÚDE DO HOMEM - PNAISH Brasília, outubro de 2015 População Masculina 99 milhões (48.7%) População alvo: 20 a 59 anos População Total do Brasil 202,7 milhões de

Leia mais

Respire aliviado! Tuberculose tem cura

Respire aliviado! Tuberculose tem cura Respire aliviado! Tuberculose tem cura O que é tuberculose? A tuberculose é uma doença infecciosa causada por um micróbio visível apenas ao microscópio, chamado Bacilo de Koch (Mycobacterium tuberculosis).

Leia mais

EXERCÍCIO E DIABETES

EXERCÍCIO E DIABETES EXERCÍCIO E DIABETES Todos os dias ouvimos falar dos benefícios que os exercícios físicos proporcionam, de um modo geral, à nossa saúde. Pois bem, aproveitando a oportunidade, hoje falaremos sobre a Diabetes,

Leia mais

Objetivos Específicos

Objetivos Específicos Missão Promover a melhoria da qualidade de vida dos empregados do Prodest, através de ações específicas que estimulam e facilitam a mudança individual em busca de estilos de vida mais saudáveis. Programa

Leia mais

Saúde Naval MANUAL DE SAÚDE

Saúde Naval MANUAL DE SAÚDE Saúde Naval MANUAL DE SAÚDE IDOSO DOENÇAS MAIS COMUNS Com a chegada da terceira idade, alguns problemas de saúde começam a aparecer, conheça alguns dos mais comuns e saiba como se prevenir: 1 2 DIABETES

Leia mais

SENADO FEDERAL PRESSÃO CONTROLADA SENADOR CLÉSIO ANDRADE

SENADO FEDERAL PRESSÃO CONTROLADA SENADOR CLÉSIO ANDRADE SENADO FEDERAL PRESSÃO CONTROLADA SENADOR CLÉSIO ANDRADE 2 Pressão controlada apresentação Chamada popularmente de pressão alta, a hipertensão é grave por dois motivos: não apresenta sintomas, ou seja,

Leia mais

Homeopatia. Copyrights - Movimento Nacional de Valorização e Divulgação da Homeopatia mnvdh@terra.com.br 2

Homeopatia. Copyrights - Movimento Nacional de Valorização e Divulgação da Homeopatia mnvdh@terra.com.br 2 Homeopatia A Homeopatia é um sistema terapêutico baseado no princípio dos semelhantes (princípio parecido com o das vacinas) que cuida e trata de vários tipos de organismos (homem, animais e plantas) usando

Leia mais

Orientações gerais para as famílias. Ambulatório

Orientações gerais para as famílias. Ambulatório Ambulatório O Ambulatório do Colégio Albert Sabin dispõe de uma médica, uma enfermeira e uma auxiliar de enfermagem para oferecer o primeiro atendimento aos alunos e funcionários. O primeiro atendimento

Leia mais

Modelo de Atenção às Condições Crônicas. Seminário II. Laboratório de Atenção às Condições Crônicas EXPOSIÇÃO 4:

Modelo de Atenção às Condições Crônicas. Seminário II. Laboratório de Atenção às Condições Crônicas EXPOSIÇÃO 4: Modelo de Atenção às Condições Crônicas Seminário II Laboratório de Atenção às Condições Crônicas EXPOSIÇÃO 4: O MODELO DE ATENÇÃO ÀS CONDIÇÕES CRÔNICAS POR QUE UM MODELO DE ATENÇÃO ÀS CONDIÇÕES CRÔNICAS

Leia mais

CONHECENDO A TUBERCULOSE

CONHECENDO A TUBERCULOSE CONHECENDO A TUBERCULOSE Œ Tuberculose Œ Transmissão Œ Sintomas Iniciais Œ Diagnóstico Œ Contatos Œ Tratamento Œ Convívio Social Œ Vacinação Œ TB, AIDS Œ Alcoolismo Œ Prevenção Œ Cura O QUE É TUBERCULOSE?

Leia mais

Selo Hospital Amigo do Idoso. Centro de Referência do Idoso

Selo Hospital Amigo do Idoso. Centro de Referência do Idoso SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE DE SÃO PAULO COORDENADORIA DE REGIÕES DE SAÚDE CRS Política de Saúde para o Idoso no Estado de São Paulo Selo Hospital Amigo do Idoso Centro de Referência do Idoso Resolução

Leia mais

Adultos e idosos também precisam se vacinar

Adultos e idosos também precisam se vacinar ANO VII N.º 10 Abril 2013 Canal de Comunicação da Sistel para os Usuários de Saúde Adultos e idosos também precisam se vacinar Na hora de cuidar da própria saúde, muitos adultos e idosos não dão importância

Leia mais

Orientações gerais para as famílias. Ambulatório

Orientações gerais para as famílias. Ambulatório 2015 Orientações gerais para as famílias Ambulatório Orientações gerais para as famílias O Ambulatório do Colégio Albert Sabin dispõe de uma médica, uma enfermeira e uma auxiliar de enfermagem, para oferecer

Leia mais

Tudo sobre TELEMEDICINA O GUIA COMPLETO

Tudo sobre TELEMEDICINA O GUIA COMPLETO Tudo sobre TELEMEDICINA O GUIA COMPLETO O QUE É TELEMEDICINA? Os recursos relacionados à Telemedicina são cada vez mais utilizados por hospitais e clínicas médicas. Afinal, quem não quer ter acesso a diversos

Leia mais

PLANO DE SAÚDE PARA OS SERVIDORES DA PREFEITURA MUNICIPAL DE BELO HORIZONTE

PLANO DE SAÚDE PARA OS SERVIDORES DA PREFEITURA MUNICIPAL DE BELO HORIZONTE PLANO DE SAÚDE PARA OS SERVIDORES DA PREFEITURA MUNICIPAL DE BELO HORIZONTE Bem-vindo a Unimed-BH Mais de 39 anos de mercado Mais de 4.800 cooperados com 93% de avaliação positiva com a Unimed-BH* Mais

Leia mais

Como estimular suas equipes a serem saudáveis, felizes e produtivas. Dr. Marco Cantero

Como estimular suas equipes a serem saudáveis, felizes e produtivas. Dr. Marco Cantero Como estimular suas equipes a serem saudáveis, felizes e produtivas Dr. Marco Cantero Como estimular suas equipes a serem saudáveis, felizes e produtivas Como estimular suas equipes a serem saudáveis,

Leia mais

PRODUÇÃO DO CUIDADO EM SAÚDE BUCAL AOS USUÁRIOS PORTADORES DE HIPERTENSÃO ARTERIAL NO PSF EM FEIRA DE SANTANA-BA

PRODUÇÃO DO CUIDADO EM SAÚDE BUCAL AOS USUÁRIOS PORTADORES DE HIPERTENSÃO ARTERIAL NO PSF EM FEIRA DE SANTANA-BA 1363 PRODUÇÃO DO CUIDADO EM SAÚDE BUCAL AOS USUÁRIOS PORTADORES DE HIPERTENSÃO ARTERIAL NO PSF EM FEIRA DE SANTANA-BA Laís Ramos Queiroz¹; Erenilde Marques de Cerqueira² 1. Bolsista PROBIC, Graduanda em

Leia mais

0800 30 30 03 www.unimedbh.com.br

0800 30 30 03 www.unimedbh.com.br ANS - Nº 34.388-9 0800 30 30 03 www.unimedbh.com.br Março 2007 Programa de Atenção ao Diabetes O que é diabetes? AUnimed-BH preocupa-se com a saúde e o bem-estar dos seus clientes, por isso investe em

Leia mais

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo. Cronograma de Aulas. Coordenação Programa e metodologia; Investimento.

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo. Cronograma de Aulas. Coordenação Programa e metodologia; Investimento. SUMÁRIO Sobre o curso Pág. 3 Coordenação Programa e metodologia; Investimento Etapas do Processo Seletivo Pág. Matrícula Cronograma de Aulas Pág. PÓS-GRADUAÇÃO EM ATIVIDADE FÍSICA PARA PREVENÇÃO, TRATAMENTO

Leia mais

Seminário de Doenças Crônicas

Seminário de Doenças Crônicas Seminário de Doenças Crônicas LINHA DE CUIDADO DE HIPERTENSÃO ARTERIAL E DIABETES EXPERIÊNCIA DE DIADEMA SP Dra Lidia Tobias Silveira Assistente Gabinete SMS Diadema Linha de cuidado de HAS e DM Experiência

Leia mais

Palavras- chave: Vigilância epidemiológica, Dengue, Enfermagem

Palavras- chave: Vigilância epidemiológica, Dengue, Enfermagem ANÁLISE DAS NOTIFICAÇÕES DE DENGUE APÓS ATUAÇÃO DO SERVIÇO DE VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA HOSPITALAR INTRODUÇÃO: A Dengue é uma doença infecciosa febril aguda de amplo espectro clínico e de grande importância

Leia mais

ÍNDICE. 1. Responsabilidade Social 360º 1 2. Campanhas realizadas em 2013 6. 2013 Demarest Advogados www.demarest.com.br Todos os Direitos Reservados

ÍNDICE. 1. Responsabilidade Social 360º 1 2. Campanhas realizadas em 2013 6. 2013 Demarest Advogados www.demarest.com.br Todos os Direitos Reservados ÍNDICE 1. Responsabilidade Social 360º 1 2. Campanhas realizadas em 2013 6 1. RESPONSABILIDADE SOCIAL 360º RESPONSABILIDADE SOCIAL 360º A Responsabilidade Social se apresenta como um tema cada vez mais

Leia mais

PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM DIAGNÓSTICO POR IMAGEM DO TÓRAX

PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM DIAGNÓSTICO POR IMAGEM DO TÓRAX PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM DIAGNÓSTICO POR IMAGEM DO TÓRAX 1. Nome do Curso e Área de Conhecimento: Curso de Especialização em Diagnóstico por Imagem do Tórax 4.01.00.00-6

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS CENTRO DE VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA

SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS CENTRO DE VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA Informe Técnico nº 1 MERCÚRIO METÁLICO Diante da exposição por Mercúrio metálico de moradores do Distrito de Primavera, Município de Rosana, SP, a DOMA/CVE presta o seguinte Informe Técnico. Breve histórico

Leia mais

Câncer de Próstata. Fernando Magioni Enfermeiro do Trabalho

Câncer de Próstata. Fernando Magioni Enfermeiro do Trabalho Câncer de Próstata Fernando Magioni Enfermeiro do Trabalho O que é próstata? A próstata é uma glândula que só o homem possui e que se localiza na parte baixa do abdômen. Ela é um órgão muito pequeno, tem

Leia mais

Díli Terça-feira, 26 de Novembro

Díli Terça-feira, 26 de Novembro ALOCUÇÃO DE SUA EXCELÊNCIA O PRIMEIRO-MINISTRO DA REPÚBLICA DEMOCRÁTICA DE TIMOR-LESTE, KAY RALA XANANA GUSMÃO, POR OCASIÃO DO SEMINÁRIO INTERNACIONAL PARA DENTISTAS E ENFERMEIROS ODONTOLÓGICOS SOBRE O

Leia mais

Saiba como conciliar gravidez com o trabalho

Saiba como conciliar gravidez com o trabalho Page 1 of 8 06/05/2010 13h00 - Atualizado em 06/05/2010 19h09 Saiba como conciliar gravidez com o trabalho Grávidas podem trabalhar até último mês da gestação; veja dicas. Gestantes têm estabilidade a

Leia mais

HOSPITAL DE CLÍNICAS UFPR

HOSPITAL DE CLÍNICAS UFPR HOSPITAL DE CLÍNICAS UFPR HC UFPR COMITÊ DE INFLUENZA SUÍNA 27 de abril DIREÇÃO DE ASSISTÊNCIA SERVIÇO DE EPIDEMIOLOGIA INFECTOLOGIA CLÍNICA - ADULTO E PEDIÁTRICA SERVIÇO DE CONTROLE DE INFECÇÃO HOSPITALAR

Leia mais

REDE DE ATENDIMENTO TIMÓTEO

REDE DE ATENDIMENTO TIMÓTEO REDE DE ATENDIMENTO TIMÓTEO ANÁLISE CLINICA - PATOLOGIA CLÍNICA TRIAGEM MEDICINA LABORATORIAL S/C LTDA AV 11, Nº 81 - TIMIRIM - CENTRO TIMÓTEO - TEL.: 31 3849-6668 LABORATÓRIO DE ANÁLISE CABRAL RUBACK

Leia mais

PROGRAMA NACIONAL DE CONTROLE DO TABAGISMO

PROGRAMA NACIONAL DE CONTROLE DO TABAGISMO PROGRAMA NACIONAL DE CONTROLE DO TABAGISMO Abordagem e Tratamento do Tabagismo PROGRAMA NACIONAL DE CONTROLE DO TABAGISMO Abordagem e Tratamento do Tabagismo I- Identificação do Paciente Nome: Nº do prontuário:

Leia mais

Relatório de. Atividades. Relatório Julho 2014. www.cruzvermelhani.org.br

Relatório de. Atividades. Relatório Julho 2014. www.cruzvermelhani.org.br Relatório de Atividades Relatório Julho 2014 Rua Cel. Bernardino Melo, nº 2085 - Centro - Nova Iguaçu / RJ, CEP:26255-140 Telefones: +55 (21) 2667-3614 / +55 (21)2667-5709 / +55 (21) 2667-4373 SIPAT CPN

Leia mais

Longo caminho. Acontece no mundo inteiro. Os doentes crônicos

Longo caminho. Acontece no mundo inteiro. Os doentes crônicos Gestão Foto: dreamstime.com Longo caminho Medida da ANS inicia discussão sobre a oferta de medicamentos ambulatoriais para doentes crônicos pelas operadoras de saúde Por Danylo Martins Acontece no mundo

Leia mais

CARACTERÍSTCAS DOS ATENDIMENTOS AOS PACIENTES COM GRIPE H1N1 EM UM SERVIÇO DE REFERÊNCIA

CARACTERÍSTCAS DOS ATENDIMENTOS AOS PACIENTES COM GRIPE H1N1 EM UM SERVIÇO DE REFERÊNCIA 25 a 28 de Outubro de 2011 ISBN 978-85-8084-055-1 CARACTERÍSTCAS DOS ATENDIMENTOS AOS PACIENTES COM GRIPE H1N1 EM UM SERVIÇO DE REFERÊNCIA Regina Lúcia Dalla Torre Silva 1 ; Marcia helena Freire Orlandi

Leia mais

Os Desafios Assistenciais na Saúde Suplementar Martha Oliveira Gerente Geral de Regulação Assistencial- ANS

Os Desafios Assistenciais na Saúde Suplementar Martha Oliveira Gerente Geral de Regulação Assistencial- ANS Os Desafios Assistenciais na Saúde Suplementar Martha Oliveira Gerente Geral de Regulação Assistencial- ANS O Envelhecimento Populacional é um fenômeno Mundial Fonte: United Nations Department of Economic

Leia mais

saúde Sedentarismo Os riscos do Saiba as causas e consequências de ficar parado e mexa-se!

saúde Sedentarismo Os riscos do Saiba as causas e consequências de ficar parado e mexa-se! saúde Sinal Canal de Comunicação da Sistel para os Usuários de Saúde Ano I - Nº 4 - Dezembro 2014 Os riscos do Sedentarismo Saiba as causas e consequências de ficar parado e mexa-se! O sedentarismo é resultado

Leia mais

Tome uma injeção de informação. Diabetes

Tome uma injeção de informação. Diabetes Tome uma injeção de informação. Diabetes DIABETES O diabetes é uma doença crônica, em que o pâncreas não produz insulina em quantidade suficiente, ou o organismo não a utiliza da forma adequada. Tipos

Leia mais

Cartaz Desenvolvido para a Campanha Leuceminas: Você Faz A Diferença Na Cura Do Câncer. 1

Cartaz Desenvolvido para a Campanha Leuceminas: Você Faz A Diferença Na Cura Do Câncer. 1 Cartaz Desenvolvido para a Campanha Leuceminas: Você Faz A Diferença Na Cura Do Câncer. 1 Marleyde Alves dos SANTOS 2 Daniel Cardoso Pinto COELHO 3 Cláudia CONDÉ 4 Raísa moysés GENTA 5 Bruno César de SOUZA

Leia mais

Qual é a função dos pulmões?

Qual é a função dos pulmões? Câncer de Pulmão Qual é a função dos pulmões? Os pulmões são constituídos por cinco lobos, três no pulmão direito e dois no esquerdo. Quando a pessoa inala o ar, os pulmões absorvem o oxigênio, que é levado

Leia mais

Caspa piora com o frio

Caspa piora com o frio Revista MedABC O bom profissional da Medicina, sobretudo o médico, nunca para de estudar. Cursos, congressos, atualizações do conhecimento adquirido na escola fazem parte do dia a dia, razão pela qual

Leia mais

Doenças Respiratórias Crônicas. Caderno de Atenção Básica 25

Doenças Respiratórias Crônicas. Caderno de Atenção Básica 25 Doenças Respiratórias Crônicas Caderno de Atenção Básica 25 PREVALÊNCIA O Asma (acomete cerca de 300 milhões de indivíduos no mundo) O Rinite Alérgica (afeta cerca de 20 25% da população) O DPOC (afeta

Leia mais

Proposta de Estudo Modalidade de Contrato de Assistência Médica. Pré-Pagamento

Proposta de Estudo Modalidade de Contrato de Assistência Médica. Pré-Pagamento Proposta de Estudo Modalidade de Contrato de Assistência Médica Pré-Pagamento SINDICATO DOS FISCAIS DA AGENCIA DEFESA AGROPECUARIO DO ESTADO DO MA PROPOSTA 513/2011 27 de abril/2011 1 PUSL 513/2011 São

Leia mais

Responsabilidade Social 360º

Responsabilidade Social 360º Responsabilidade Social 360º A Responsabilidade Social se apresenta como um tema cada vez mais importante no comportamento das organizações, exercendo impactos nos objetivos, estratégias e, até mesmo,

Leia mais

HANSENÍASE TEM CURA PATROCÍNIO

HANSENÍASE TEM CURA PATROCÍNIO Luizinho e Chiquinho HANSENÍASE TEM CURA PATROCÍNIO SBD: DERMATOLOGISTA COM TÍTULO DE ESPECIALISTA CUIDANDO DE VOCÊ. Oi LuizinhO. nossa conversa sobre DST foi muito útil, mas agora, eu tenho uma dúvida

Leia mais

ESSE MATERIAL FOI CRIADO E DESENVOLVIDO POR

ESSE MATERIAL FOI CRIADO E DESENVOLVIDO POR ESSE MATERIAL FOI CRIADO E DESENVOLVIDO POR Consultoria especializada Denise Sztajnbok (FCM/UERJ) Marcos Lago (FCM/UERJ) Isabel Rey Madeira (FCM/UERJ) Alunas de Iniciação Científica Jr. Carolina Carvalho

Leia mais

MEDIDA CERTA: GESTÃO DE SAÚDE E SEGURANÇA

MEDIDA CERTA: GESTÃO DE SAÚDE E SEGURANÇA MEDIDA CERTA: GESTÃO DE SAÚDE E SEGURANÇA Maria Carolina Oliveira Lopes Nathália do Vale Zanon Priscila de Souza Alvarenga Jabor Vitor Ribeiro Amaral dos Santos 12/07/2013 INTRODUÇÃO A Campanha GEMON na

Leia mais

Unidades de Negócios

Unidades de Negócios Grupo Clivale Como surgiu? História Tudo começou com a iniciativa de Raphael Serravalle ao perceber a carência de um serviço médico especializado na cidade do Salvador, calçada, induziu dois de seus filhos:

Leia mais

APRESENTAÇÃO. O Centro de Referência do Idoso da Zona Norte - CRI Norte (OSS/ACSC), tem a satisfação de apresentar-lhe o Manual de Parceria 2015.

APRESENTAÇÃO. O Centro de Referência do Idoso da Zona Norte - CRI Norte (OSS/ACSC), tem a satisfação de apresentar-lhe o Manual de Parceria 2015. APRESENTAÇÃO O Centro de Referência do Idoso da Zona Norte - CRI Norte (OSS/ACSC), tem a satisfação de apresentar-lhe o Manual de Parceria 2015. Seja parceiro de um serviço que é referência em geriatria

Leia mais

FISCO. Saúde. Programa de Atenção. Domiciliar GUIA DE PROCEDIMENTOS ANS 41.766-1

FISCO. Saúde. Programa de Atenção. Domiciliar GUIA DE PROCEDIMENTOS ANS 41.766-1 FISCO Saúde ANS 41.766-1 Programa de Atenção Domiciliar GUIA DE PROCEDIMENTOS Prezados Associados, Para facilitar a comunicação e dirimir as principais dúvidas sobre a utilização dos nossos serviços, o

Leia mais

Nelié Freitas Macedo. Diabetes

Nelié Freitas Macedo. Diabetes Diabetes 1 Nelié Freitas Macedo Diabetes 1ª Edição ATIVA EDITORA LTDA Ano de 2015 ativaeditora AUTOR Nelié Freitas Macedo ORIENTAÇÃO MÉDICA Dra. Márcia Souza Freitas Alvernaz CAPA, DIAGRAMAÇÃO E ILUSTRAÇÃO

Leia mais