PROGRAMA LUGARES DA MEMÓRIA

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PROGRAMA LUGARES DA MEMÓRIA"

Transcrição

1 Memorial da Resistência de São Paulo PROGRAMA LUGARES DA MEMÓRIA FAZENDA 31 DE MARÇO DE 1964 Situada entre os municípios de Itanhaém, Embu-Guaçu ao extremo sul da Grande São Paulo a fazenda, disfarçada de centro de exercícios do exército, suas instalações foram usadas como centro clandestino de repressão para tortura e assassinato de presos políticos. Com nome em homenagem à data do golpe militar, a Fazenda 31 de Março de 1964 fica localizada no extremo sul da região da Grande São Paulo. Durante o período da ditadura militar, pertencia ao empresário Joaquim Rodrigues Fagundes. Disfarçada de centro de exercícios do exército, suas instalações foram usadas como centro clandestino de tortura de militantes políticos de organizações contrárias ao regime militar. Apesar de não ter as configurações de uma fazenda, é assim conhecida por placas fixadas no trajeto até sua entrada i. Trata-se de um sítio afastado da capital paulista com uma construção de tijolos e outra de madeira; no centro uma clareira de cerca de 200 metros; e ainda nas proximidades: um açude e um vertedouro d água. O proprietário da fazenda era dono da empresa Transportes Rimet Ltda. que se localizava no bairro da Mooca (São Paulo SP) e que tinha como única cliente a empresa estatal de Telecomunicações de São Paulo (Telesp) ii. Pode-se inferir, dessa forma, que o Estado mantinha a empresa de Fagundes que, por sua vez, disponibilizava sua propriedade no interior de São Paulo para o uso do exército. Coronel Fagundes, como era conhecido, era um colaborador do regime militar. Fotografias guardadas pelo ex-caseiro da fazenda, Alcides de Souza, que mostram o contato de Fagundes com Sérgio Paranhos Fleury, delegado do Deops/SP de São Paulo; dos coronéis Carlos Alberto Brilhante Ustra, comandante do DOI-CODI de São Paulo ( ), e de Antônio Erasmo Dias, secretário de Segurança Pública do Estado de São Paulo ( ). A suspeita de que a fazenda havia sido utilizada por militares foi comprovada quando objetos pertencentes às Forças Armadas foram encontrados na fazenda em INVESTIGAÇÕES E DENÙNCIAS A fazenda foi denunciada publicamente pela primeira vez em fevereiro de 1979 por Antonio Carlos Fon na revista Veja; Flamínio Fantini, Flávio Andrade e Luis Nadai repórteres do jornal Em Tempo, também foram até o local da fazenda e publicaram mais informações sobre o sítio. Novas investigações foram realizadas após mais de uma década pelo Comando de Operações Especiais da Polícia Militar, pelo Departamento de Comunicação Social, funcionários do Serviço Funerário Municipal e membros da Comissão Parlamentar de Inquérito da Câmara Municipal de São Paulo, a CPI da Vala de Perus, em 1991, em busca de corpos de desaparecidos políticos. O canal de TV Record exibiu em agosto de 2010 uma série de reportagens sobre sítios clandestinos de tortura com imagens da fazenda e informações sobre o coronel Fagundes, feitas pela equipe do repórter Rodrigo Vianna.

2 escavações realizadas por membros da CPI da Vala de Perus, em O relatório da CPI, que investigou a origem e a responsabilidade pelas ossadas encontradas no Cemitério Dom Bosco (Perus) concluiu que num primeiro momento as atividades militares estiveram vinculadas a treinamentos antiguerrilha que se transformaram num braço clandestino da repressão iii durante a década de A Fazenda 31 de março foi utilizada por grupos de militares interessados em promover investigações extraoficiais; os agentes envolvidos eram recompensados pelas prisões de lideres de organizações clandestinas de esquerda e pelas novas informações obtidas nas sessões de tortura; sem qualquer direito de defesa presos políticos foram transformados em sinistros troféus, pois essa caçada era incentivada por uma disputa por prêmios e por prestígio entre os próprios militares. Esses interrogatórios ilegais, em geral, tinham início no sequestro dos militantes e fim na ocultação dos cadáveres dilacerados pelas torturas, por isso a ação desses grupos se relaciona a um aumento no número de desaparecidos políticos iv. Os militantes sequestrados ou detidos poderiam ser levados para sedes de órgãos oficiais como as sedes das policias políticas, presídios, quartéis do exército, hospitais psiquiátricos ou locais clandestinos; poderiam ser trasladados entre esses locais sem que qualquer Filme - Documentário Em nome da Segurança Nacional (dir. Renato Tapajós) Ano: 1984 Duração: 48 minutos Produtora: Tapiri Cinematográfica Fotografia: Flávio Ferreira informação fosse divulgada; eram sempre mantidos incomunicáveis de forma que ficassem ainda mais vulneráveis aos interrogatórios. Órgãos oficiais como o Instituto Médico Legal e o Serviço Funerário Municipal se articularam com centros oficiais e clandestinos de tortura para que as ações repressivas ilegais fossem encobertas; documentos que atestaram prisões, fugas, óbitos e sepultamentos eram emitidos com informações falsas com o objetivo de dificultar o acesso da família na busca por informações sobre o paradeiro dos militantes presos. Ou seja, o braço clandestino da repressão estava articulado aos órgãos oficiais do Estado, era instrumentalizado por espaços clandestinos e operado por grupos militares de extrema direita. A Fazenda 31 de março de 1964 foi posta a venda após a reabertura política. O BRAÇO CLANDESTINO DA REPRESSÃO Affonso Celso Nogueira Monteiro é um dos sobreviventes à passagem pela fazenda. Em fins de outubro de 1975, contou com detalhes o percurso entre seu sequestro e as torturas sofridas até sua liberação numa carta encaminhada à Ordem dos Advogados do Brasil transcrita no V tomo do livro do Projeto Brasil: nunca mais, de Na manhã de 19 de outubro de 1975, Affonso Nogueira foi abordado próximo à Avenida Brigadeiro Luiz Antônio, empurrado para dentro de um carro onde foi mantido algemado e encapuçado, e conduzido à fazenda. Quando chegou a fazenda "(...) foi retirado do carro por alguém, que, chamando-o pelo nome, disse estar em poder do 'braço clandestino da repressão do governo', do qual ninguém poderia tirá-lo e que havia chegado sua hora. Esteve preso por 21 dias e apenas foi liberado, pois seu sequestro foi denunciado na imprensa e na Câmara Federal, Assembleia do Rio de Janeiro. Na carta Afonso Celso conclui: "Tem clareza dos riscos que passa a correr com a revelação dessas terríveis verdades. Entretanto, tem é consciência de que se cada um assumir seu dever de denunciar, protestar e combater esses crimes deixará de haver lugar para eles". (ARQUIDIOCESE de São Paulo. Transcrição dos depoimentos contendo denúncias sobre torturas. In:. A tortura, Tomo V, v.1. São Paulo 1985.)

3 Para seu antigo proprietário, era um espaço de descanso; para os agentes dos órgãos de repressão do governo, era um sítio que garantia total liberdade às suas ações truculentas; para os militantes políticos presos e torturados, era um campo de extermínio. Para nós, a Fazenda 31 de março de 1964 é um elo que serve à compreensão da história das ações clandestinas anexas aos órgãos de repressão do governo militar, que contou com o apoio de civis e que tinham como objetivo refrear qualquer ação daqueles que se posicionavam contra a ditadura. Figura 1. Fotografia da Fazenda 31 de março de Acervo CPI da Vala de Perus.

4 REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS ARQUIDIOCESE de São Paulo. Transcrição dos depoimentos contendo denúncias sobre torturas. In:. A tortura, Tomo V, v.1. São Paulo Cap. 5, p BRASIL. Presidência da República. Secretaria de Direitos Humanos. Habeas corpus: que se apresente o corpo. Secretaria de Direitos Humanos Brasília: Secretaria de Direitos Humanos, pp CARDOSO, Irene de Arruda Ribeiro. Memória de 68: terror e interdição do passado. Tempo Social; 103 Rev. Sociol. USP, S. Paulo, 2(2): , 2.sem Comissão de Familiares e Desaparecidos Políticos, Instituto Estudos sobre a violência do Estado. Dossiê ditadura: mortos e desaparecidos políticos no Brasil ( ). São Paulo: Imprensa Oficial. 2ed Dossiê dos mortos e desaparecidos políticos a partir de 1964 / Comissão responsável Maria do Amparo Almeida Araújo... et al. Recife : Companhia Editora de Pernambuco, Relatório da Comissão Parlamentar de Inquérito da Câmara municipal de São Paulo. Relatório Onde estão? São Paulo, AQUINO, Rubim Santos Leão de. Um tempo para não esquecer Rio de Janeiro: Editora Achiamé. 1 ed, pp Acervos Digitais Jornal Folha de São Paulo: Jornalista nega acusação e reafirma as denuncias 06/06/ Caderno Nacional; Filme desvenda Lei de Segurança por Leão Serva 30/03/1984 Ilustrada, p.3 CPI vai procurar ossadas em sítio na segunda-feira 16/02/1991 1º caderno Política, p.18 Desaparecidos 10/09/ Caderno Opinião Painel do Leitor; Revista Veja: Edição 546, 21 / 02/ 1979 ESPECIAL Descendo aos Porões

5 Internet Site Tortura Nunca Mais. Acesso em 08/09/2011. Site dos Direitos Humanos na Internet. Acesso em 15/09/2011. Portal R7. Sítio era usado para torturar esquerdistas durante a ditadura militar enviada ao portal e exibida em 16/08/ esquerdistas-durante-a-ditadura-militar- /idmedia/26579db43dd7ba948a5205d1e078f8b7.html Empresários bem sucedidos ajudavam a financiar a ditadura militar enviada ao portal e exibida em 17/08/ Saiba quem eram os amigos poderosos de Fagundes enviada ao portal e exibida em 18/08/ Apenas uma pessoa sobreviveu às torturas sofridas em uma casa em Petrópolis nos anos 70 enviada ao portal e exibida em 19/08/ uma-pessoa-sobreviveu-as-torturas-sofridas-em-uma-casa-em-petropolis-nos-anos- 70/idmedia/0ed74eacf43f54565ef3300bdf77a56c-1.html

6 i BRASIL. Presidência da República. Secretaria de Direitos Humanos. Habeas corpus: que se apresente o corpo. Secretaria de Direitos Humanos Brasília: Secretaria de Direitos Humanos, p. 114 ii Matéria do Portal R7 publicada em 17/08/2010 Empresários bem sucedidos ajudavam a financiar a ditadura militar - Acesso em 01/09/2011 iii Em depoimento, Affonso Celso Nogueira Monteiro conta que quando chegou à Fazenda 31 de março recebeu o aviso: Você está em poder do Braço Clandestino da Repressão. ARQUIDIOCESE de São Paulo. Transcrição dos depoimentos contendo denúncias sobre torturas. In:. A tortura, Tomo V, v.1. São Paulo Cap. 5, p iv Relatório da Comissão Parlamentar de Inquérito da Câmara municipal de São Paulo. Relatório Onde estão? São Paulo, 1992.

PROGRAMA LUGARES DA MEMÓRIA

PROGRAMA LUGARES DA MEMÓRIA Memorial da Resistência de São Paulo PROGRAMA LUGARES DA MEMÓRIA Fazenda 31 de Março de 1964 Endereço: Bairro Emburá, ao sul da represa de Guarapiranga, entre Embu-Guaçu e a represa Billings, Grande São

Leia mais

PROGRAMA LUGARES DA MEMÓRIA

PROGRAMA LUGARES DA MEMÓRIA Memorial da Resistência de São Paulo PROGRAMA LUGARES DA MEMÓRIA OBAN DOI-CODI Sediada na Rua Tutóia, no bairro da Vila Mariana a Operação Bandeirantes (Oban) serviu de modelo para a criação dos Departamentos

Leia mais

PROGRAMA LUGARES DA MEMÓRIA

PROGRAMA LUGARES DA MEMÓRIA Memorial da Resistência de São Paulo PROGRAMA LUGARES DA MEMÓRIA Cemitério de Areia Branca Endereço: Avenida Nossa Senhora de Fátima, 854 Areia Branca, Santos, SP. Classificação: Cemitério Identificação

Leia mais

PROGRAMA LUGARES DA MEMÓRIA

PROGRAMA LUGARES DA MEMÓRIA Memorial da Resistência de São Paulo PROGRAMA LUGARES DA MEMÓRIA CEMITÉRIO MUNICIPAL DE AREIA BRANCA Endereço: Avenida Nossa Senhora de Fátima, 768, Areia Branca, Santos,SP. Classificação: Cemitério Identificação

Leia mais

A atuação da Anistia Internacional durante o regime militar brasileiro

A atuação da Anistia Internacional durante o regime militar brasileiro A atuação da Anistia Internacional durante o regime militar brasileiro Durante o regime militar brasileiro, a organização Anistia Internacional (AI), trabalhou na defesa de presos políticos e na divulgação

Leia mais

Por Daniel Favero (*) - 02 Nov 2011

Por Daniel Favero (*) - 02 Nov 2011 Por Daniel Favero (*) - 02 Nov 2011 Diferentemente do que se imagina, Dilma Rousseff não participou do maior roubo praticado por organizações de esquerda para financiar a luta armada contra a ditadura

Leia mais

Condomínios mais Seguros

Condomínios mais Seguros Condomínios mais Seguros Palestra ministrada pelo Capitão Yasui Comandante da 2ª Companhia do 49º Batalhão de Polícia Militar. 13/04/2011 Formulado por um grupo de trabalho composto por policiais civis

Leia mais

Reparação e Memória na Justiça de Transição no Brasil. Paulo Abrão

Reparação e Memória na Justiça de Transição no Brasil. Paulo Abrão Reparação e Memória na Justiça de Transição no Brasil Paulo Abrão A Ditadura Militar no Brasil (1964-1985) Fases - 1ª fase: 64-68 (golpe e aliança civil-militar) - 2ª fase: 68-79 (terrorismo de Estado)

Leia mais

DOSSIE SOBRE A LUTA DOS MORADORES DO ASSENTAMENTO CANAÃ (MT)

DOSSIE SOBRE A LUTA DOS MORADORES DO ASSENTAMENTO CANAÃ (MT) DOSSIE SOBRE A LUTA DOS MORADORES DO ASSENTAMENTO CANAÃ (MT) Há dois anos, um grupo de trabalhadores ocupou um local abandonado próximo ao bairro Parque Cuiabá (Mato Grosso). O local era ponto de usuários

Leia mais

DEPARTAMENTO DE TAQUIGRAFIA, REVISÃO E REDAÇÃO NÚCLEO DE REDAÇÃO FINAL EM COMISSÕES TEXTO COM REDAÇÃO FINAL TRANSCRIÇÃO IPSIS VERBIS

DEPARTAMENTO DE TAQUIGRAFIA, REVISÃO E REDAÇÃO NÚCLEO DE REDAÇÃO FINAL EM COMISSÕES TEXTO COM REDAÇÃO FINAL TRANSCRIÇÃO IPSIS VERBIS CÂMARA DOS DEPUTADOS DEPARTAMENTO DE TAQUIGRAFIA, REVISÃO E REDAÇÃO NÚCLEO DE REDAÇÃO FINAL EM COMISSÕES TEXTO TRANSCRIÇÃO IPSIS VERBIS CPI - GRUPOS DE EXTERMÍNIO NO NORDESTE EVENTO: Reunião ordinária

Leia mais

Jaime Wright por Dom Paulo Evaristo Arns

Jaime Wright por Dom Paulo Evaristo Arns Jaime Wright por Dom Paulo Evaristo Arns "Éramos dois contratados de Deus" JOSÉ MARIA MAYRINK (Jornal do Brasil - 13/6/99) SÃO PAULO - Campeão da defesa dos direitos humanos durante os anos da ditadura

Leia mais

Informações práticas para denunciar crimes raciais

Informações práticas para denunciar crimes raciais Informações práticas para denunciar crimes raciais O que é racismo? Racismo é tratar alguém de forma diferente (e inferior) por causa de sua cor, raça, etnia, religião ou procedência nacional. Para se

Leia mais

3 Breve história da criminalidade nas favelas

3 Breve história da criminalidade nas favelas 3 Breve história da criminalidade nas favelas A origem das favelas no Rio de Janeiro é consensualmente datada no final do século XIX. A primeira favela foi a ocupação do Morro da Providência no centro

Leia mais

Chile: Cronologia processo contra Augusto Pinochet

Chile: Cronologia processo contra Augusto Pinochet Chile: Cronologia processo contra Augusto Pinochet Julho de 1996 São apresentadas as primeiras queixas criminais contra Augusto Pinochet, com acusações de genocídio e terrorismo no Supremo Tribunal de

Leia mais

A ditadura civil-militar brasileira através das artes: uma experiência com alunos do ensino médio no Colégio de Aplicação

A ditadura civil-militar brasileira através das artes: uma experiência com alunos do ensino médio no Colégio de Aplicação A ditadura civil-militar brasileira através das artes: uma experiência com alunos do ensino médio no Colégio de Aplicação Beatrice Rossotti rossottibeatrice@gmail.com Instituto de História, 9º período

Leia mais

VIOLAÇÃO DOS DIREITOS HUMANOS NO PERÍODO DA DITADURA NO BRASIL: E A COMISSÃO DA VERDADE

VIOLAÇÃO DOS DIREITOS HUMANOS NO PERÍODO DA DITADURA NO BRASIL: E A COMISSÃO DA VERDADE VIOLAÇÃO DOS DIREITOS HUMANOS NO PERÍODO DA DITADURA NO BRASIL: E A COMISSÃO DA VERDADE Roberto de Paula Alvarenga RANGEL 1 Claudio José Palma SANCHEZ 2 RESUMO: O presente trabalho busca abordar um breve

Leia mais

ANÁLISE DAS CATEGORIAS SUBVERSÃO E RESISTÊNCIA A PARTIR DA RELAÇÃO IGREJA- ESTADO DURANTE A DITADURA MILITAR NO BRASIL Camila da Silva Portela *

ANÁLISE DAS CATEGORIAS SUBVERSÃO E RESISTÊNCIA A PARTIR DA RELAÇÃO IGREJA- ESTADO DURANTE A DITADURA MILITAR NO BRASIL Camila da Silva Portela * ANÁLISE DAS CATEGORIAS SUBVERSÃO E RESISTÊNCIA A PARTIR DA RELAÇÃO IGREJA- ESTADO DURANTE A DITADURA MILITAR NO BRASIL Camila da Silva Portela * Este artigo traz indagações referentes a uma pesquisa mais

Leia mais

Constituição da República Portuguesa. Artigo 65.º (Habitação e urbanismo)

Constituição da República Portuguesa. Artigo 65.º (Habitação e urbanismo) Constituição da República Portuguesa Artigo 65.º (Habitação e urbanismo) 1. Todos têm direito, para si e para a sua família, a uma habitação de dimensão adequada, em condições de higiene e conforto e que

Leia mais

EDITAL 011/2014 TERMO DE REFERÊNCIA PRODUTO INTERNACIONAL

EDITAL 011/2014 TERMO DE REFERÊNCIA PRODUTO INTERNACIONAL PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA SECRETARIA DE DIREITOS HUMANOS COORDENAÇÃO-GERAL DE COOPERAÇÃO INTERNACIONAL PROJETO BRA 07/019 - Direitos Humanos para Todos: Reestruturando a SEDH para Trabalhar com Novos Temas

Leia mais

CÂMARA DOS DEPUTADOS Comissão de Fiscalização Financeira e Controle CFFC

CÂMARA DOS DEPUTADOS Comissão de Fiscalização Financeira e Controle CFFC REQUERIMENTO Nº, DE 2013 (do Sr. Fernando Francishcini) Requer que seja convocado o Sr. Manoel Dias, Ministro de Estado do Trabalho e Emprego para expor acerca dos últimos acontecimentos naquele Ministério,

Leia mais

Israel usa prisões políticas para reprimir palestinos

Israel usa prisões políticas para reprimir palestinos Em março de 2002, a situação na Cisjordânia havia se complicado. Em resposta a Segunda Intifada, as forças armadas israelenses aumentaram ainda mais a repressão dentro dos territórios palestinos, colocando

Leia mais

Mogno o ouro verde da destruição da Amazônia

Mogno o ouro verde da destruição da Amazônia Mogno o ouro verde da destruição da Amazônia Nos últimos 30 anos, 15% da Amazônia Brasileira, foi completamente destruída. A área, maior do que o território da França, corresponde a mais de 590 mil quilômetros

Leia mais

REGULAMENTO E PREÇOS DE LICENÇAS E PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS

REGULAMENTO E PREÇOS DE LICENÇAS E PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS REGULAMENTO E PREÇOS DE LICENÇAS E PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS Regulamento e tabela de taxas pela concessão de licenças e Prestação de Serviços da Junta de Freguesia de Santa Catarina da Serra, concelho de Leiria.

Leia mais

Consulte sempre o site www.museudaimigracao.org.br e acompanhe o desenvolvimento dos trabalhos.

Consulte sempre o site www.museudaimigracao.org.br e acompanhe o desenvolvimento dos trabalhos. 15 O Boletim do Museu da Imigração chega à sua décima quinta edição. Junto com a proposta de manter as comunidades e o público geral informados sobre o processo de restauro das edificações e reformulação

Leia mais

Uma publicação do coletivo Rio Na Rua. Capa Maria Objetiva (http://www.flickr.com/photos/mariaobjetiva/) Versão 1.1

Uma publicação do coletivo Rio Na Rua. Capa Maria Objetiva (http://www.flickr.com/photos/mariaobjetiva/) Versão 1.1 Uma publicação do coletivo Rio Na Rua Capa Maria Objetiva (http://www.flickr.com/photos/mariaobjetiva/) Versão 1.1 rionarua.org facebook.com/rionarua rjnarua@gmail.com Agosto de 2013 Por que transmitir

Leia mais

Curso de Disseminação da Metodologia do PAIR CLIPPING DIÁRIO

Curso de Disseminação da Metodologia do PAIR CLIPPING DIÁRIO Curso de Disseminação da Metodologia do PAIR CLIPPING DIÁRIO 23 de Outubro de 2012 Veículo: Rede Andi Brasil Tema: Adoção ilegal BA: Denúncias apontam mais quatro adoções ilegais Pelo menos outras quatro

Leia mais

Inquérito Policial nº 0013046-06.2009.403.6181

Inquérito Policial nº 0013046-06.2009.403.6181 Inquérito Policial nº 0013046-06.2009.403.6181 01. Trata-se de inquérito policial instaurado em setembro de 2009, para apurar os crimes de sequestro e homicídio qualificado perpetrados contra a vítima

Leia mais

Mostra de Cinema Marcas da Memória da Comissão de Anistia

Mostra de Cinema Marcas da Memória da Comissão de Anistia Mostra de Cinema Marcas da Memória da Comissão de Anistia Sobre a Mostra Este projeto tem como objetivo promover sessões públicas e gratuitas de cinema, ao longo de uma semana, dedicadas à memória e à

Leia mais

Período Democrático e o Golpe de 64

Período Democrático e o Golpe de 64 Período Democrático e o Golpe de 64 GUERRA FRIA (1945 1990) Estados Unidos X União Soviética Capitalismo X Socialismo Governo de Eurico Gaspar Dutra (1946 1950) Período do início da Guerra Fria Rompimento

Leia mais

CPI DA MÁFIA DAS ÓRTESES

CPI DA MÁFIA DAS ÓRTESES Discurso proferido pelo deputado GERALDO RESENDE (PMDB/MS), em sessão no dia 03/06/2015. CPI DA MÁFIA DAS ÓRTESES e PRÓTESES Senhor Presidente, senhoras e senhores deputados, Passados 97 dias da instalação

Leia mais

Após manifestações, 15 pessoas continuam presas em Belo Horizonte

Após manifestações, 15 pessoas continuam presas em Belo Horizonte Após manifestações, 15 pessoas continuam presas em Belo Horizonte Dos 56 detidos, 11 são adolescentes; 30 foram ouvidos e liberados. Manifestantes e polícia se enfrentaram em dois momentos neste sábado.

Leia mais

Histórico Rede Evangélica Nacional de Ação Social (RENAS) agosto de 2010 no Recife Transformando a sociedade a partir da igreja local

Histórico Rede Evangélica Nacional de Ação Social (RENAS) agosto de 2010 no Recife Transformando a sociedade a partir da igreja local Histórico Esta campanha tem sua origem no contexto do V Encontro Nacional da Rede Evangélica Nacional de Ação Social (RENAS) em agosto de 2010 no Recife PE. Nessa ocasião, o enfoque do evento foi: Transformando

Leia mais

A1. Número da Entrevista: A2. Iniciais do Entrevistador: A3. Data: / /2007 A4. Nome da Entidade [POR EXTENSO E A SIGLA]:

A1. Número da Entrevista: A2. Iniciais do Entrevistador: A3. Data: / /2007 A4. Nome da Entidade [POR EXTENSO E A SIGLA]: CENTRO BRASILEIRO DE ANÁLISE E PLANEJAMENTO-CEBRAP A Reforma de Serviços Públicos: O Papel da Ação Coletiva e da Accountability Social (Delhi, Cidade de México e São Paulo) QUESTIONÁRIO PARA LIDERANÇAS

Leia mais

PROGRAMA LUGARES DA MEMÓRIA

PROGRAMA LUGARES DA MEMÓRIA Memorial da Resistência de São Paulo PROGRAMA LUGARES DA MEMÓRIA Auditoria da Justiça Militar Endereço: Avenida Brigadeiro Luiz Antônio, 1249 Bela Vista, SP Classificação: Aparato Repressivo. Identificação

Leia mais

Manifesto da Frente Independente pela Memória, Verdade e Justiça-MG. 7 de novembro de 2012

Manifesto da Frente Independente pela Memória, Verdade e Justiça-MG. 7 de novembro de 2012 Manifesto da Frente Independente pela Memória, Verdade e Justiça-MG 7 de novembro de 2012 Nós, da Frente Independente pela Verdade, Memória e Justiça-MG, viemos a público manifestar nossa concepção sobre

Leia mais

planejamento de comunicação 2011 1. INFORMAÇÕES DA ORGANIZAÇÃO

planejamento de comunicação 2011 1. INFORMAÇÕES DA ORGANIZAÇÃO 1. INFORMAÇÕES DA ORGANIZAÇÃO 1 Nome da Organização: Associação de Defesa Etnoambiental Kanindé 2 Data da Fundação: 15 de novembro de 1992 3 Localização: R. D. Pedro II 1892, sala 7 - Bairro Nossa Sra.

Leia mais

Reportagem do portal Terra sobre o Golpe de 1964

Reportagem do portal Terra sobre o Golpe de 1964 Reportagem do portal Terra sobre o Golpe de 1964 http://noticias.terra.com.br/brasil/golpe-comecou-invisivel-diz-sobrinho-de-substitutode-jango,bc0747a8bf005410vgnvcm4000009bcceb0arcrd.html acesso em 31-03-2014

Leia mais

ÍNDICE - 23/09/2006 Tribuna da Imprensa (RJ)...2 País/Cidades...2 Estado de Minas (MG)...3 Nacional...3 Folha de Londrina (PR)...4 Geral...

ÍNDICE - 23/09/2006 Tribuna da Imprensa (RJ)...2 País/Cidades...2 Estado de Minas (MG)...3 Nacional...3 Folha de Londrina (PR)...4 Geral... ÍNDICE - Tribuna da Imprensa (RJ)...2 País/Cidades...2 Presos mais 3 que traficavam remédios pela internet...2 Estado de Minas (MG)...3 Nacional...3 Federais prendem 19 patrulheiros...3 Folha de Londrina

Leia mais

Em busca do arquivo perdido: a Assessoria Especial de Segurança e Informação da Universidade Federal do Espírito Santo (AESI/Ufes).

Em busca do arquivo perdido: a Assessoria Especial de Segurança e Informação da Universidade Federal do Espírito Santo (AESI/Ufes). Em busca do arquivo perdido: a Assessoria Especial de Segurança e Informação da Universidade Federal do Espírito Santo (AESI/Ufes). RESUMO: O principal objetivo deste artigo é apresentar os problemas relacionados

Leia mais

PROGRAMA LUGARES DA MEMÓRIA

PROGRAMA LUGARES DA MEMÓRIA Memorial da Resistência de São Paulo PROGRAMA LUGARES DA MEMÓRIA CASA DO MASSACRE DA LAPA Endereço: Rua Pio XI, 767, Lapa, São Paulo, SP. Classificação: Aparelho. Identificação numérica: 035-02.001 O prédio

Leia mais

O caso de Veja por Luís

O caso de Veja por Luís 1 de 6 02/04/2012 20:04 O caso de Veja por Luís Nassif Estilo neocon, política e negócios para enviar informações para comentar Visit Portal Luis Nassif O caso de VejaEm A mudança de comandoem A guerra

Leia mais

Veículos clipados: Jornal do Commercio, Diario de Pernambuco, Diario de Pernambuco.com, Folha de Pernambuco.com.br, Portal Leia Já

Veículos clipados: Jornal do Commercio, Diario de Pernambuco, Diario de Pernambuco.com, Folha de Pernambuco.com.br, Portal Leia Já Clipagem Veículos clipados: Jornal do Commercio, Diario de Pernambuco, Diario de Pernambuco.com, Folha de Pernambuco.com.br, Portal Leia Já Sexta-feira, 22 de março de 2013 Crime» Metrô recebe campanha

Leia mais

JORNALISMO CULTURAL ONLINE: EXPERIÊNCIAS DE COBERTURA JORNALÍSTICA DO SITE CULTURA PLURAL

JORNALISMO CULTURAL ONLINE: EXPERIÊNCIAS DE COBERTURA JORNALÍSTICA DO SITE CULTURA PLURAL 12. CONEX Apresentação Oral Resumo Expandido 1 ÁREA TEMÁTICA: ( x ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( ) SAÚDE ( ) TRABALHO ( ) TECNOLOGIA JORNALISMO

Leia mais

Nossas Claudias, nossos Amarildos

Nossas Claudias, nossos Amarildos Universidade Federal do Espírito Santo Vitória/Espírito Santo Aluna: Jéssyka Bernardone Saquetto (27) 99775-3657 E-mail jbsaquetto@gmail.com Aluna: Laís Rocio de Mello (27) 99835-5099 E-mail laismrocio@gmail.com

Leia mais

INDEX. Mapas Culturais

INDEX. Mapas Culturais Mapas Culturais INDEX Mapas Culturais Cadastrar agentes 13 Cadastrar espaços 28 Cadastrar projetos 38 Cadastrar eventos 48 Gestores e hierarquias 60 _Sobre Mapas Culturais A prefeitura de São Paulo e o

Leia mais

UNESC Faculdades Integradas de Cacoal Mantidas pela Associação Educacional de Rondônia E-mail: unesc@unescnet.br - Internet: www.unescnet.

UNESC Faculdades Integradas de Cacoal Mantidas pela Associação Educacional de Rondônia E-mail: unesc@unescnet.br - Internet: www.unescnet. NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA (NPJ) ANEXO VI (Edital n. 02/2014-2) CRONOGRAMA SEMESTRAL 9.º PERÍODO DEPENDÊNCIA N. DATAS ATIVIDADES EQUIVALÊNCIA Disponibilização do Cronograma Semestral de atividades no átrio

Leia mais

Artigo 1º - Fica autorizado o Poder Executivo a criar o Programa de Acessibilidade e Segurança da População LGBTT no Estado de São Paulo.

Artigo 1º - Fica autorizado o Poder Executivo a criar o Programa de Acessibilidade e Segurança da População LGBTT no Estado de São Paulo. PROJETO DE LEI Nº 173, DE 2015 Autoriza a criação do Programa Estadual de Acessibilidade e Segurança da População LGBTT no Estado de São Paulo e dá outras providências. A ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO ESTADO

Leia mais

A POLÍTICA DE SEGURANÇA PÚBLICA E INFRAESTRUTURA (LIGADA AO QUESITO DE SEGURANÇA) DESENVOLVIDA EM BARÃO GERALDO

A POLÍTICA DE SEGURANÇA PÚBLICA E INFRAESTRUTURA (LIGADA AO QUESITO DE SEGURANÇA) DESENVOLVIDA EM BARÃO GERALDO BE_310 CIÊNCIAS DO AMBIENTE UNICAMP ESTUDO (Turma 2012) Disponível em: http://www.ib.unicamp.br/dep_biologia_animal/be310 A POLÍTICA DE SEGURANÇA PÚBLICA E INFRAESTRUTURA (LIGADA AO QUESITO DE SEGURANÇA)

Leia mais

A CAIXINHA EMPRESARIAL PARA FINANCIAR A REPRESSÃO POLÍTICA. A PARTICIPAÇÃO DO CONSULADO DOS EUA

A CAIXINHA EMPRESARIAL PARA FINANCIAR A REPRESSÃO POLÍTICA. A PARTICIPAÇÃO DO CONSULADO DOS EUA A CAIXINHA EMPRESARIAL PARA FINANCIAR A REPRESSÃO POLÍTICA. A PARTICIPAÇÃO DO CONSULADO DOS EUA Existem muitas denúncias de COMO funcionou a organização da coleta empresarial de recursos para financiar

Leia mais

REQUERIMENTO DE INFORMAÇÕES Nº DE, OUTUBRO DE 2003

REQUERIMENTO DE INFORMAÇÕES Nº DE, OUTUBRO DE 2003 REQUERIMENTO DE INFORMAÇÕES Nº DE, OUTUBRO DE 2003 (Do Sr. Deputado NILSON PINTO) Solicita informações ao Sr. Ministro da Justiça sobre a situação da estrangeira DEVATARA VALÉRIA LIPPERT, em solo brasileiro.

Leia mais

REQUERIMENTO DE INFORMAÇÃO N DE 2012 (Do Sr. Antonio Carlos Mendes Thame)

REQUERIMENTO DE INFORMAÇÃO N DE 2012 (Do Sr. Antonio Carlos Mendes Thame) REQUERIMENTO DE INFORMAÇÃO N DE 2012 (Do Sr. Antonio Carlos Mendes Thame) Requer informações ao Ministro da Secretaria de Aviação Civil da Presidência da República no âmbito da Agência Nacional de Aviação

Leia mais

ENEM. Porta de entrada para as federais. Cadê o edital do novo Concurso PMPE 2009? Concursos programados para 2009. Editorial.

ENEM. Porta de entrada para as federais. Cadê o edital do novo Concurso PMPE 2009? Concursos programados para 2009. Editorial. Ano 1 - Nº 1 - Junho/09 Vestibulares das Federais aderem ao ENEM ainda este ano Editorial Expediente Pag 2 Cadê o edital do novo Concurso PMPE 2009? Concursos programados para 2009 Vestibulares das Federais

Leia mais

As práticas do historiador: experiências do Laboratório de Documentação do Curso de História da Universidade Cruzeiro do Sul UNICSUL

As práticas do historiador: experiências do Laboratório de Documentação do Curso de História da Universidade Cruzeiro do Sul UNICSUL As práticas do historiador: experiências do Laboratório de Documentação do Curso de História da Universidade Cruzeiro do Sul UNICSUL Profa. Dra. Ana Barbara A. Pederiva Professora da Universidade Cruzeiro

Leia mais

1. DOS OBJETIVOS E TEMA DO CONCURSO

1. DOS OBJETIVOS E TEMA DO CONCURSO Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas Setor de Formação Permanente Edital PROGEPE/DDP/DAFFP/ SFP 01/2015 CONCURSO FOTOGRÁFICO POR SEU OLHAR, SERVIDOR A Universidade

Leia mais

O Advogado sem fronteiras

O Advogado sem fronteiras O Advogado sem fronteiras PROJETO DE CERTIFICAÇÃO DIGITAL E PETICIONAMENTO ELETRÔNICO Andréa de Campos Vasconcellos APRESENTAÇÃO: A CAA/MG é o braço assistencial dos advogados e advogadas mineiras. Na

Leia mais

informe 30 anos de história no RN COOPERATIVA ODONTOLÓGICA DO RIO GRANDE DO NORTE Outubro 2012 www.uniodontorn.com.

informe 30 anos de história no RN COOPERATIVA ODONTOLÓGICA DO RIO GRANDE DO NORTE Outubro 2012 www.uniodontorn.com. Outubro 2012 NATAL www.unirn.com.br (84) 4009-4664 Rua Açu, 665 - Tirol Natal/RN - CEP 59020-110 30 anos de história no RN www.unirn.com.br COOPERATIVA LÓGICA DO RIO GRANDE DO NORTE ANS - n.º 34531-8 Palavra

Leia mais

Treinamento de Prevenção a Fraudes BTG Pactual Resseguradora e BTG Pactual Vida e Previdência

Treinamento de Prevenção a Fraudes BTG Pactual Resseguradora e BTG Pactual Vida e Previdência Janeiro 2015 Error! Reference source not found. Treinamento de Prevenção a Fraudes Introdução Esse treinamento visa à orientação dos funcionários da Resseguradora S.A. e Vida e Previdência S.A. e das pessoas

Leia mais

COMBATENDO EFFICAZMENTE A PRAGA DO ANALPHABETISMO : A CRIAÇÃO E INSTALAÇÃO DO GRUPO ESCOLAR DE SÃO MATHEUS-JUIZ DE FORA (1915-1927)

COMBATENDO EFFICAZMENTE A PRAGA DO ANALPHABETISMO : A CRIAÇÃO E INSTALAÇÃO DO GRUPO ESCOLAR DE SÃO MATHEUS-JUIZ DE FORA (1915-1927) COMBATENDO EFFICAZMENTE A PRAGA DO ANALPHABETISMO : A CRIAÇÃO E INSTALAÇÃO DO GRUPO ESCOLAR DE SÃO MATHEUS-JUIZ DE FORA (1915-1927) Pereira, Tatiana Aparecida Universidade Federal de Juiz de Fora tatianapereira_2009@yahoo.com.br

Leia mais

Laudo Pericial. Caso detenção ilegal de advogados Daniel Biral e Silvia Daskal

Laudo Pericial. Caso detenção ilegal de advogados Daniel Biral e Silvia Daskal Laudo Pericial Caso detenção ilegal de advogados Daniel Biral e Silvia Daskal Contextualização do local e da cena. O episódio ocorreu aproximadamente a 70 metros de onde estava acontecendo um debate publico

Leia mais

MEU CONVÍVIO COM HONESTINO GUIMARÃES. Um relato de Elia Meneses Rola

MEU CONVÍVIO COM HONESTINO GUIMARÃES. Um relato de Elia Meneses Rola MEU CONVÍVIO COM HONESTINO GUIMARÃES Um relato de Elia Meneses Rola Eu, Elia Meneses Rola, brasileira, separada judicialmente, Servidora Pública Federal aposentada, CPF, CI, domiciliada e residente nessa

Leia mais

Quem são os inimigos? Imagens e memórias através dos cartazes, panfletos e jornais confiscados pela Delegacia de Ordem Política e Social do Estado do

Quem são os inimigos? Imagens e memórias através dos cartazes, panfletos e jornais confiscados pela Delegacia de Ordem Política e Social do Estado do Espírito Santo (DOPS/ES). 1 Pedro Ernesto Fagundes 2 Quem são os inimigos? Imagens e memórias através dos cartazes, panfletos e jornais confiscados pela Delegacia de Ordem Política e Social do Estado do

Leia mais

R E G U L A M E N T O

R E G U L A M E N T O R E G U L A M E N T O CAPÍTULO 1 PROVA Artigo 1º. A 5ª Corrida Unimed Vale do Caí será realizada em Montenegro, no dia 13 de setembro de 2015, em comemoração ao aniversário de 43 anos da Unimed Vale do

Leia mais

Uberlândia (MG) - Tombada, Estação Sobradinho está caindo ao pedaços

Uberlândia (MG) - Tombada, Estação Sobradinho está caindo ao pedaços Uberlândia (MG) - Tombada, Estação Sobradinho está caindo ao pedaços Apesar da pompa dos dizeres Patrimônio Histórico Cultural, prédio parece, na verdade, um imóvel abandonado ao tempo. (Foto: Celso Ribeiro)

Leia mais

Proposta de Adequação Tecnológica da Área de Segurança

Proposta de Adequação Tecnológica da Área de Segurança Proposta de Adequação Tecnológica da Área de Segurança 1 Mapeamento dos pilares da Segurança prestada atualmente Serviço de Segurança Patrimonial; Ronda perimetral, muros e cercas; Ronda nas Alamedas;

Leia mais

REITORIA DA UNIVERSIDADE DE LISBOA - SALÃO NOBRE

REITORIA DA UNIVERSIDADE DE LISBOA - SALÃO NOBRE REITORIA DA UNIVERSIDADE DE LISBOA - SALÃO NOBRE 23, 24 E 25 DE ABRIL. 18h30 Entrada livre PROGRAMA 23 ABRIL 18h 30 - Quem é Ricardo de José Barahona 19h 15 48 de Susana Sousa Dias 24 ABRIL 18h 30 - Antes

Leia mais

REQUERIMENTO (CN) nº 78, de 1980

REQUERIMENTO (CN) nº 78, de 1980 Autoria: Senador Franco Montoro e outros Ementa: PROPÕEM A CRIAÇÃO DE COMISSÃO PARLAMENTAR MISTA DE INQUERITO, DESTINADA A EXAMINAR A ESCALADA DA AÇÃO TERRORISTA QUE SE DESENVOLVE NO PAIS. Assunto: Data

Leia mais

Oban e DOI-CODI, elementos para um estudo. de uma nova etapa na repressão às ações da esquerda e aos movimentos sociais e foi o

Oban e DOI-CODI, elementos para um estudo. de uma nova etapa na repressão às ações da esquerda e aos movimentos sociais e foi o Oban e DOI-CODI, elementos para um estudo Mariana Rangel Joffily, PPG-USP Introdução A criação da Operação Bandeirantes (Oban) 1 em 2 de julho de 1969 marcou o início de uma nova etapa na repressão às

Leia mais

Edital de Produção Audiovisual Escola de Ciências Sociais FGV/CPDOC Núcleo de Audiovisual e Documentário

Edital de Produção Audiovisual Escola de Ciências Sociais FGV/CPDOC Núcleo de Audiovisual e Documentário Edital de Produção Audiovisual Escola de Ciências Sociais FGV/CPDOC Núcleo de Audiovisual e Documentário O Núcleo de Audiovisual e Documentário do CPDOC convida alunos inscritos regularmente em cursos

Leia mais

O Brasil. na era da ditadura. Memória em foco

O Brasil. na era da ditadura. Memória em foco Foto: Breno Mendes O Brasil na era da ditadura Agradecimento ao site http://memoriasoswaldohernandez.blogspot.com.br/, de onde as imagens e as informações para as legendas foram retiradas. Com a suposta

Leia mais

RELATÓRIO MENSAL DO CAR E CNARH

RELATÓRIO MENSAL DO CAR E CNARH RELATÓRIO MENSAL DO CAR E CNARH OBJETO DO PROJETO: CADASTRO AMBIENTAL RURAL (CAR) E CADASTRO NACIONAL DE USUÁRIOS DE RECURSOS HÍDRICOS (CNARH) DA REGIÃO HIDROGRÁFICA LAGOS SÃO JOÃO. RESPONSÁVEL TÉCNICA:BRUNA

Leia mais

AMS tem participação ativa na Audiência Pública realizada na Assembleia Legislativa do Estado de Minas Gerais.

AMS tem participação ativa na Audiência Pública realizada na Assembleia Legislativa do Estado de Minas Gerais. Informativo da ASSOCIAÇÃO MINEIRA DE SILVICULTURA nº 04 de 13 de junho de 2014. AMS tem participação ativa na Audiência Pública realizada na Assembleia Legislativa do Estado de Minas Gerais. O Diretor-Superintendente

Leia mais

MINISTÉRIO DA JUSTIÇA PRONASCI Região Nordeste

MINISTÉRIO DA JUSTIÇA PRONASCI Região Nordeste MINISTÉRIO DA JUSTIÇA PRONASCI Região Nordeste Liderança Comunitária 1. Opinião da liderança comunitária: Nome da Entidade: 8ª Delegacia Nome Completo do Parceiro: Antônio Costa Função/profissão: delegado

Leia mais

BEHAVIORISMO NO PARANÁ EM TEMPOS DE DITADURA MILITAR: O CASO DA UEL

BEHAVIORISMO NO PARANÁ EM TEMPOS DE DITADURA MILITAR: O CASO DA UEL BEHAVIORISMO NO PARANÁ EM TEMPOS DE DITADURA MILITAR: O CASO DA UEL Marcelo Mazzotti Bono Belascusa (PIBIC/CNPq/FA/UEM), Carlos Lopes Eduardo (Orientador), e-mail: caedlopes@gmail.com, Carolina Laurenti

Leia mais

Cartilha de Prevenção Orientações para o combate à Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes

Cartilha de Prevenção Orientações para o combate à Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes Art. 5º Nenhuma criança ou adolescente será objeto de qualquer forma de negligência, discriminação, exploração, violência, crueldade e opressão, punido na forma da lei qualquer atentado, por ação ou omissão,

Leia mais

PROGRAMA DINHEIRO DIRETO NA ESCOLA: um estudo nas redes municipal de Porto Alegre e estadual do Rio Grande do Sul

PROGRAMA DINHEIRO DIRETO NA ESCOLA: um estudo nas redes municipal de Porto Alegre e estadual do Rio Grande do Sul PROGRAMA DINHEIRO DIRETO NA ESCOLA: um estudo nas redes municipal de Porto Alegre e estadual do Rio Grande do Sul Vera Maria Vidal Peroni PPGEDU UFRGS Este trabalho é parte da pesquisa intitulada: PROGRAMA

Leia mais

A VERDADE SOBRE AS FUNERÁRIAS NO MUNICÍPIO DO RJ:

A VERDADE SOBRE AS FUNERÁRIAS NO MUNICÍPIO DO RJ: A VERDADE SOBRE AS FUNERÁRIAS NO MUNICÍPIO DO RJ: Quando Sérgio Arouca assumiu a Secretaria Municipal de Saúde do RJ, publicou um decreto colocando o sistema funerário para controle dos assistentes sociais.

Leia mais

Clipping FENTECT CORREIOS - BRASIL. BEM PÚBLICO Correios divulgam resultado de concurso

Clipping FENTECT CORREIOS - BRASIL. BEM PÚBLICO Correios divulgam resultado de concurso Página 1 CORREIOS - BRASIL BEM PÚBLICO Correios divulgam resultado de concurso Os Correios divulgaram nesta terça-feira (5) o resultado das provas objetivas para 9.190 vagas de emprego oferecidas pelo

Leia mais

PROJETO TRANSPORTE ESCOLAR

PROJETO TRANSPORTE ESCOLAR PROJETO TRANSPORTE ESCOLAR 1 Introdução Com o advento do Código de Trânsito Brasileiro(Lei Federal 9.503/1997), ficaram estabelecidas diversas regras no tratamento dos veículos e condutores de escolares,

Leia mais

Regulamento 1. Objetivos do prêmio A Assembleia Legislativa da Paraíba lança o Prêmio ALPB de Jornalismo com o intuito de divulgar e estimular o

Regulamento 1. Objetivos do prêmio A Assembleia Legislativa da Paraíba lança o Prêmio ALPB de Jornalismo com o intuito de divulgar e estimular o Regulamento 1. Objetivos do prêmio A Assembleia Legislativa da Paraíba lança o Prêmio ALPB de Jornalismo com o intuito de divulgar e estimular o trabalho dos jornalistas que cobrem as atividades legislativas

Leia mais

AMAJUM. No próximo dia 7 de outubro, o povo brasileiro retorna às urnas, desta vez para escolher prefeitos, vice-prefeitos e vereadores.

AMAJUM. No próximo dia 7 de outubro, o povo brasileiro retorna às urnas, desta vez para escolher prefeitos, vice-prefeitos e vereadores. No próximo dia 7 de outubro, o povo brasileiro retorna às urnas, desta vez para escolher prefeitos, vice-prefeitos e vereadores. Produção: Ação conjunta: Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso Parceiro:

Leia mais

PERGUNTAS E RESPOSTAS

PERGUNTAS E RESPOSTAS PERGUNTAS E RESPOSTAS CENTRO ABERTO DE MÍDIA 01) O que é o Centro Aberto de Mídia (CAM)? É um espaço para atendimento aos jornalistas nacionais ou estrangeiros, credenciados ou não credenciados pela FIFA,

Leia mais

Treinamento de Prevenção a Lavagem de Dinheiro

Treinamento de Prevenção a Lavagem de Dinheiro Treinamento de Prevenção a Lavagem de Dinheiro 1. Introdução Esse treinamento visa orientar os colaboradores, parceiros, fornecedores, terceiros e pessoas com as quais mantém relacionamento comercial com

Leia mais

Proposta de publicidade

Proposta de publicidade Proposta de publicidade Olá, prezado (a) Vimos por meio deste apresentar nosso Jornal e a nossa proposta de publicidade para seu negocio ou serviço, que segue-se adiante. Informação é fundamental nos dias

Leia mais

ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO DATA: 06.06.13

ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO DATA: 06.06.13 ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO DATA: 06.06.13 VEÍCULO: TRIBUNA DO NORTE EDITORIA: CAPA ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO DATA: 06.06.13 VEÍCULO: TRIBUNA DO NORTE EDITORIA: NEGOCIOS E FINANÇAS ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO

Leia mais

1. O que é a integração de processos

1. O que é a integração de processos 1. O que é a integração de processos É a integração de rotinas do Cordilheira Software Contábil com o Cordilheira Gestão Web. Neste momento, está sendo liberada a digitação do movimento da folha de pagamento

Leia mais

Do Jornalismo aos Media

Do Jornalismo aos Media Do Jornalismo aos Media Estudos sobre a realidade portuguesa Rogério Santos Universidade Católica Editora Índice Introdução 7 Parte I Elementos para a história dos media em Portugal Jornalismo português

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL Nº 16.822/CS HABEAS CORPUS Nº 110.779 SÃO PAULO IMPETRANTE: ARNALDO MALHEIROS FILHO E OUTRO (A/S) PACIENTE: NELSON PEIXOTO IMPETRADO: SUPERIOR TRIBUNAL DE JUSTIÇA RELATOR: MINISTRO CELSO DE MELLO HABEAS

Leia mais

Marinho Pinto. O Ministério da Justiça está a ser usado para ajustes de contas

Marinho Pinto. O Ministério da Justiça está a ser usado para ajustes de contas Cavaco Silva convoca mandões da Justiça para Belém Marinho Pinto. O Ministério da Justiça está a ser usado para ajustes de contas De acordo com a Ordem dos Advogados, apenas 2238 processos estavam irregulares

Leia mais

Ditadura Militar no Brasil. 50 anos

Ditadura Militar no Brasil. 50 anos Ditadura Militar no Brasil 50 anos É difícil expurgar da lembrança tempos que deixaram marcas tão fortes como as da censura, da prisão, da tortura e do assassinato político. Tempos que também foram de

Leia mais

ISTOÉ Independente - versão para impressão

ISTOÉ Independente - versão para impressão ISTOÉ - Independente Imprimir Comportamento Edição: 2318 25.Abr.14-20:50 Atualizado em 24.Mai.14-10:19 A briga pela fortuna Maksoud Acusações de maus- tratos com registros policiais, uso abusivo de medicamentos

Leia mais

O(s) Uso(s) de Documentos de Arquivo na Sala de Aula

O(s) Uso(s) de Documentos de Arquivo na Sala de Aula O(s) Uso(s) de Documentos de Arquivo na Sala de Aula SEQUÊNCIA DIDÁTICA Milton Garcia Silva São Paulo 2012 TEMA Modos de Morar em São Paulo Séculos XIX e XX. JUSTIFICATIVA Nota-se que os alunos possuem

Leia mais

MANUAL DE ORIENTAÇÃO

MANUAL DE ORIENTAÇÃO MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE À FOME Secretaria Nacional de Renda de Cidadania QUESTIONÁRIO SOBRE A ATUAÇÃO DAS INSTÂNCIAS DE CONTROLE SOCIAL DO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA - ICS MANUAL DE

Leia mais

AGENDA. Propriedade exclusiva da Claro TV e Claro Fixo. Proibida reprodução sem prévia autorização.

AGENDA. Propriedade exclusiva da Claro TV e Claro Fixo. Proibida reprodução sem prévia autorização. COMBATE À PIRATARIA AGENDA CONCEITO OqueéPiratarianaTVporassinatura? É a apropriação e uso indevido dos sinais de TV por Assinatura sem a devida contratação junto a uma operadora, utilizando-se, também

Leia mais

Requerimento de Informação nº, de 2014. (Do Sr. Alexandre Leite)

Requerimento de Informação nº, de 2014. (Do Sr. Alexandre Leite) Requerimento de Informação nº, de 2014. (Do Sr. Alexandre Leite) Solicita informações ao Excelentíssimo Ministro de Estado da Fazenda, Sr. Guido Mantega, a respeito de empréstimo bancário do Banco do Brasil,

Leia mais

02ª Área Integrada de Segurança Pública - AISP

02ª Área Integrada de Segurança Pública - AISP 02ª Área Integrada de Segurança Pública - AISP Unidade Territorial E Botafogo,, Laranjeiras, Urca e Glória (Clique no bairro para visualizar o relatório) a. Mídias em Geral ANÁLISE DE BOTAFOGO Ø Fonte:

Leia mais

S N I. ORGANOGRAMA DO SISNI (Sistema Nacional de Informações) Demais informações e informes. Informações e informes estratégicos

S N I. ORGANOGRAMA DO SISNI (Sistema Nacional de Informações) Demais informações e informes. Informações e informes estratégicos ORGANOGRAMA DO SISNI (Sistema Nacional de Informações) Poder Judiciário Poder Legislativo (Eventual) Presidência da República S N I C. S. N. Ministros de Estado Ministérios Militares Exército (CIE) E M

Leia mais

COMISSÃO DE SEGURANÇA PÚBLICA E COMBATE AO CRIME ORGANIZADO, VIOLÊNCIA E NARCOTRÁFICO

COMISSÃO DE SEGURANÇA PÚBLICA E COMBATE AO CRIME ORGANIZADO, VIOLÊNCIA E NARCOTRÁFICO COMISSÃO DE SEGURANÇA PÚBLICA E COMBATE AO CRIME ORGANIZADO, VIOLÊNCIA E NARCOTRÁFICO PROJETO DE LEI Nº 7.311, DE 2002 (Apenso o Projeto de Lei nº 788, de 2003) Dispõe sobre a obrigatoriedade de presença

Leia mais

50 ANOS DO GOLPE MILITAR

50 ANOS DO GOLPE MILITAR 50 ANOS DO GOLPE MILITAR (1964-1985) Prof. Dr. Rogério de Souza CAUSAS Guerra Fria Contexto Internacional: Construção do Muro de Berlim (1961) Cuba torna-se Socialista (1961) Crise dos Mísseis (1962) CAUSAS

Leia mais

SUGESTÕES DE COMO ABORDAR NAS EMPRESAS O TEMA DO ENFRENTAMENTO DA EXPLORAÇÃO SEXUAL CONTRA CRIANÇAS E ADOLESCENTES

SUGESTÕES DE COMO ABORDAR NAS EMPRESAS O TEMA DO ENFRENTAMENTO DA EXPLORAÇÃO SEXUAL CONTRA CRIANÇAS E ADOLESCENTES SUGESTÕES DE COMO ABORDAR NAS EMPRESAS O TEMA DO ENFRENTAMENTO DA EXPLORAÇÃO SEXUAL CONTRA CRIANÇAS E ADOLESCENTES PRESIDENTA DA REPÚBLICA Dilma Vana Rousseff MINISTRA DE ESTADO CHEFE DA SECRETARIA DE

Leia mais