Device Nimbus. Integração de Dispositivos de Cidades Inteligentes ao Armazenamento de Dados na Nuvem

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Device Nimbus. Integração de Dispositivos de Cidades Inteligentes ao Armazenamento de Dados na Nuvem"

Transcrição

1 Device Nimbus Integração de Dispositivos de Cidades Inteligentes ao Armazenamento de Dados na Nuvem Kiev Santos da Gama Centro de Estudos e Sistemas Avançados do Recife (CESAR) 01/03/2012

2 Sumário Introdução... 3 Objetivos... 4 Estado-da-arte... 4 Metodologia... 5 Equipes... 5 Interação e qualificação das parcerias... 6 Plano de trabalho... 6 Resultados esperados... 8 Infraestrutura disponível... 9 Proposta Orçamentária... 9 Fontes de financiamentos adicionais...10 Informações Complementares...10 Referências

3 Introdução O crescente aumento populacional urbano tem trazido grandes desafios para os gestores de cidades. Problemas relacionados ao tráfego, segurança, consumo de água e energia, dentre outros, tem sido cada vez mais difíceis de serem administrados. Neste contexto, as tecnologias de informação e comunicação (TICs) podem ter papel importante, podendo auxiliar no monitoramento, controle e tomada de decisões diante de tais problemas. Exemplos de TICs como computação em nuvem (cloud computing), redes de sensores sem fio, redes elétricas inteligentes, sistemas de informação geográficos e dispositivos móveis já são utilizadas neste âmbito. O uso de tecnologia pode vir desde a coleta de dados na rua até níveis mais altos, fornecendo mecanismos que auxiliem no monitoramento da cidade e na tomada de decisões. Cidades que empregam este tipo de gestão inteligente auxiliada por TICs, vem sendo referidas como Cidades Inteligentes, que além do uso de tecnologia também empregam estratégias ligadas a sustentabilidade. Conforme mencionado em [1], redes de sensores sem fio já são utilizadas em diversos cenários ligados às cidades inteligentes, tais como transporte, prédios inteligentes, redes elétricas inteligentes e monitoramento ambiental. Este tipo de tecnologia permearia a cidade com diferentes tipos de sensores que coletariam dados a serem analisados para extrair-se informação sob uma visão mais ampla (ex: inundações, congestionamento no trânsito, padrões de consumo de eletricidade). Em [2], o uso de nuvens computacionais no âmbito de redes elétricas inteligentes é justificado pela escalabilidade e facilidade de integrar dados da rede provenientes de diversas origens, para posterior análise. A computação ubíqua refere-se a um mundo de diversos objetos computacionais (sensores, displays, dispositivos embarcados) que estão interligados e que fazem parte de nosso dia a dia, funcionando de maneira transparente [3]. Hoje, nossa sociedade é permeada por diversos tipos de dispositivos móveis, sensores, displays, não necessariamente conectados, a exemplo de: telefones celulares, tablets, mp3 players, laptops, smart cards. Particularmente, os cada vez mais populares smartphones possuem diversos outros dispositivos integrados como câmeras, acelerômetros, GPS, o que permite a criação de redes ad-hoc para coletar dados continuamente a um baixo custo. Por outro lado, torna-se necessário desenvolver sistemas capazes de lidar com a massa de informação criada, seja através de sistemas complexos para análise dos dados ou através de infraestrutura para interligar esses sistemas. Portanto, o monitoramento e o apoio que pode ser provido às pessoas (usuários) sofre uma revolução: diversos dados podem ser obtidos em momentos variados do dia, como a localização do usuário, dispositivo utilizado, dentre outros. Ao mesmo tempo, outras variáveis podem ser coletadas e interpretadas, como o comportamento do usuário (lugares frequentados, trajetos percorridos, etc) e as condições do ambiente (umidade, temperatura, vento, dentre outras). Neste cenário, uma área de grande relevância para a análise dos dados ubíquos trocados na nuvem é contexto. Contexto é o que está por trás da habilidade de definir o que é ou não relevante em um dado momento, e, neste caso em particular permite que o sistema filtre e dissemine informações mais úteis e adapte seus serviços às necessidades particulares das pessoas, provendo recomendações e, adaptações em interfaces (para que fiquem mais fáceis de usar, para que atendam a uma necessidade particular de um usuário) [4]. Numa alusão aos nimbos, que são as nuvens responsáveis por fenômenos de precipitação, o nome deste projeto refere-se a uma chuva de dados provenientes de diversas redes de sensores conectadas à nuvem computacional, que fornecem dados, continuamente, a partir de diversos dispositivos. Logo, a partir 3

4 desta massa de dados seria possível gerar informação com valor agregado, com auxílio de técnicas de contexto. Objetivos Tendo em vista um cenário metropolitano onde dispositivos heterogêneos espalhados pela cidade que coletam dados de diversos tipos (temperatura, tráfego, consumo de energia e água, nível de água em rios, etc), enviando-os para um repositório central, o objetivo geral deste projeto é criar uma plataforma para coleta, armazenamento escalonável e análise de dados provenientes de redes de sensores e dispositivos heterogêneos. Os objetivos específicos correspondem a: Projetar uma arquitetura para coleta de dados e integração de redes de sensores e dispositivos heterogêneos; Definir um modelo para armazenar e recuperar dados de forma estruturada na plataforma de computação em nuvem que será utilizada; Especificar API de acesso a dados na nuvem computacional para que seja possível fornecer informações a serem utilizadas pelo mecanismo de inferência de contexto; Desenvolver estratégias e algoritmos para a criação de um engine para suporte a contexto em sistemas, e que irá raciocinar sobre os dados armazenados, gerando informação de alto valor agregado. Estado-da-arte A computação em nuvem (cloud computing) é uma abordagem que permite o acesso sob demanda a um pool de recursos computacionais, tais como processadores, aplicações, serviços, podendo ser rapidamente provisionados [6]. Existem atualmente nuvens com diversos modelos de serviço (software como serviço, plataforma como serviço e infraestrutura como serviço) e de entrega (nuvens privadas, comunitárias, públicas e híbridas) [7]. Com o uso de computação em nuvem, servidores podem ser utilizados de forma transparente através da Internet. Aplicativos, servidores e serviços podem ser acessados de qualquer lugar, geralmente requisitando pouca infraestrutura local para que os usuários possam utilizar serviços hospedados na nuvem. Na maioria dos casos o usuário final dos serviços fará o acesso através de navegadores Web, permitindo, portanto, que praticamente qualquer dispositivo com acesso a Internet possa acessar serviços ou aplicativos hospedados na nuvem. A convergência da microeletrônica com a comunicação sem fio facilitou o desenvolvimento de sensores capazes de comunicar-se entre si, podendo ser interconectados criando uma rede de sensores [8]. Estas possuem uso versátil e podem ser aplicadas em diversos domínios (militar, saúde, monitoramento ambiental, automação doméstica). Por outro lado, diversos objetos dispõem de conectividade nos dias de hoje, dando origens a outras redes de dispositivos que são capazes de comportarem-se como sensores (ex: celulares providos de GPS, acelerômetros, etc). O termo Internet das Coisas (Internet of things-iot) [9] foi inicialmente usado para referir-se a uma rede capaz de localizar diversos objetos identificados por RFID 1. Entretanto esta tecnologia por si só não fornece conectividade. O conceito de IoT evoluiu, e hoje refere-se a uma sociedade de objetos ubíquos, onde diferentes objetos estão conectados, combinando RFID, redes de sensores e tecnologias ubíquas para concretizar esta visão [10]. 1 Radio-frequency Identification 4

5 Apesar da capacidade de interconexão destes diversos dispositivos, ainda há diversos desafios acerca da heterogeneidade (diferentes objetos, sensores, protocolos e aplicações) e do armazenamento dos dados oriundos de redes de sensores. Trabalhos anteriores [11] mostram abordagens para integração de diferentes tecnologias no âmbito da Internet das Coisas, criando uma cadeia de coleta de dados de sensores. Embora haja trabalhos recentes, como em [12], ilustrando o uso de computação ubíqua no domínio de cidades inteligentes, a literatura é escassa sobre como este conceito especificamente tem sido combinado com cidades inteligentes. Metodologia Na execução de todos os seus projetos, o CESAR segue os princípios fundamentais de gestão de projetos, fortemente baseados no PMBoK [5]. Neste sentido, para o acompanhamento efetivo do projeto, a metodologia de execução prevê o estabelecimento de marcos do projeto, reuniões periódicas de acompanhamento com a equipe, elaboração de relatórios de progresso, reuniões de avaliação do projeto. Estas reuniões além de ter o fim comunicar a gerência da organização sobre status das atividades do projeto, também servirão para receber e avaliar feedback dos envolvidos, determinar pré-condições para o sucesso da próxima etapa, resolver questões do projeto, reafirmar compromissos e reavaliar riscos. Reunião de lançamento do projeto na França, apresentando Plano de Projeto inicial Refinamento do Plano de Projeto, com o detalhamento das tarefas e do cronograma de execução; Detalhamento e tratamento dos possíveis riscos envolvidos no projeto Projeto da solução Implementação dos itens especificados na etapa de projeto Reuniões periódicas de status com a equipe Reuniões (via teleconferência) periódicas com parceiro Equipes Conforme detalhado abaixo, a equipe brasileira deste projeto é composta por colaboradores do CESAR, e de bolsistas financiados por projetos de pesquisa em andamento na instituição: Membro Graduação Cargo Alocação no projeto (%) Kiev Santos da Gama Doutor Eng. de Sistemas 15% (Coordenador do projeto) Eduardo Oliveira Doutorando (UFPE) Eng. de Sistemas 15% Anderson Neves Mestre Eng. de Sistemas 15% Átila Bittencourt Mestre Eng. de Sistemas 15% Bolsista (a definir) Mestrando (CESAR.EDU) Bolsista 100% Bolsista (a definir) Mestrando (CESAR.EDU) Bolsista 100% 5

6 Do lado francês, a colaboração será feita com a equipe Triskell 2, do grupo de pesquisa IRISA (unidade mista do CNRS, INRIA e Universidade de Rennes). Estarão envolvidos os seguintes membros da equipe: Membro Graduação Cargo Johann Bourcier (Coordenador do projeto) Doutor Professor assistente Olivier Barais Doutor Professor assistente Gerson Sunyé Doutor Professor assistente Iván Darío Páez Anaya Doutorando Bolsista Fabio Buiati Doutor Bolsista de pós-doutorado Interação e qualificação das parcerias O CESAR é uma instituição de referência nacional e internacional na área de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC), com foco em pesquisa e na indústria de software, é um dos principais provedores de soluções para o mercado, atestado pelo número e variedade de projetos de pesquisa, de clientes e parceiros. Com um conceito inovador, o CESAR atua em duas frentes principais de trabalho: execução de projetos onde haja transferência de tecnologia e estímulo à criação de novos negócios em TIC. O CESAR possui frentes de pesquisa em computação em nuvem, e tem expandindo este domínio para o âmbito de cidades inteligentes e contexto. A equipe Triskell, localizada em Rennes-França, possui conhecimentos avançados em arquiteturas dirigidas por modelos, sistemas adaptativos, computação pervasiva, linhas de produto de software, Internet das Coisas e Serviços, entre outros. Além da experiência comprovada em diversos projetos internacionais nestas áreas, os membros desta equipe estão envolvidos na organização dos principais congressos mundiais nestes temas (ex: MODELS, ICSE, ECOOP, SEKE), evidenciando o nível de excelência da equipe. A principal interação desta parceria se dará no âmbito da arquitetura para representação das redes de sensores e dispositivos dentro da plataforma projetada. Assim como o CESAR, equipe Triskell também dispõe de uma infraestrutura de computação em nuvem (projeto Kevoree 3 ), onde também poderão validar a abstração fornecida por esta plataforma de redes de sensores e dispositivos. Perante tal validação, o modelo no nível de aplicação para captura de dados será independente de plataforma e capaz de se apoiar em outras infraestruturas de computação em nuvem. Plano de trabalho O projeto terá duração de 24 meses, com início previsto para 06 de junho de Para o seu cumprimento foram elaboradas as seguintes atividades: 1. Pesquisa sobre as soluções existentes para cidades inteligentes, áreas de atualização, estudo de casos;

7 2. Levantamento dos requisitos mínimos necessários para atender a demanda através da identificação das funcionalidades que serão desenvolvidas até o seu término; 3. Elaboração do documento de requisitos do projeto e alinhamento do seu conteúdo com a equipe francesa; 4. Especificação da arquitetura da plataforma Device Nimbus e criação de prova de conceito, esclarecendo como será a integração das tecnologias utilizadas nas redes de sensores, dispositivos e sistemas subjacentes; 5. Especificação do modelo de armazenamento de dados a serem coletados e organizados; 6. Especificação da API de acesso a dados, seguida de projeto e desenvolvimento de prova de conceito. Essa API deverá ser definida de acordo com as necessidades da máquina de inferência de contexto a ser utilizado pelo mecanismo de raciocínio dos dados (atividade 9); 7. Apresentação do conteúdo para a equipe francesa dos artefatos produzidos com o foco em garantir alinhamento dos objetivos das equipes. Essa atividade deve ser um marco para garantir o sucesso das fases seguintes do projeto; 8. Desenvolvimento e testes da plataforma Device Nimbus conforme o documento de requisitos do projeto e especificações utilizando o processo de desenvolvimento de software do CESAR; 9. Desenvolvimento e testes das estratégias e algoritmos para a criação do engine de contexto que irá raciocinar sobre os dados produzidos pelo Device Nimbus; 10. Testes da plataforma e do mecanismo de inferência utilizando dados reais capturados por uma rede simples de sensores instalada nos institutos envolvidos no projeto. Correções devem ser realizadas e verificadas na própria infraestrutura montada; 11. Divulgação de resultados e publicação de artigos relacionados às áreas de conhecimento aplicadas na plataforma Device Nimbus. Para um melhor entendimento sobre a realização das atividades ao longo dos vinte e quatro (24) meses disponíveis para concretização do projeto, seguem abaixo duas tabelas que relacionam as atividades e os meses na qual elas serão executadas. A repetição de algumas atividades ao longo do tempo indicam que elas serão divididas ao longo dos meses para refinamento da documentação e evolução iterativa da plataforma. Atividades 06/12 07/12 08/12 09/12 10/12 11/12 12/12 01/13 02/13 03/13 04/13 05/13 1 X X X X X X 2 X X X 3 X X X 4 X X X 5 X X X 6 X 7 X 8 X X X X X X X X 7

8 Atividade 06/13 07/13 08/13 09/13 10/13 11/13 12/13 01/14 02/14 03/14 04/14 05/14 1 X X 2 X 3 X X X X X 7 X X 8 X X X X X X X X X 9 X X X X X X X 10 X X X X X 11 X X X X X Resultados esperados Abaixo, enumeramos os indicadores de progresso esperados ao final de cada etapa de 6 meses de projeto, até o seu final, medidos através de produção científica de artigos em conjunto com a equipe francesa: Etapa Resultado 06 meses 01 relatório técnico 12 meses 01 relatório técnico 01 artigo científico 18 meses 02 artigos científicos 01 artigo em periódico Final (24 meses) 02 artigos científicos 01 relatório técnico 02 dissertações de mestrado Numa perspectiva de mais alto nível, os principais resultados esperados são: Transferência de conhecimento na área de redes de sensores e engenharia dirigida por modelos aplicada no âmbito de Internet das Coisas Estabelecer parcerias internacionais no contexto de pesquisa onde exista transferência de conhecimento para o CESAR. Alavancar pesquisas ligadas ao domínio de cidades inteligentes. Fortalecer o eixo de pesquisa da instituição pernambucana 8

9 Dentre os produtos de software, espera-se entregar: Arquitetura para conectar as redes de sensores à infraestrutura de cloud, abstraindo-se da heterogeneidade API para acesso a dados de sensores armazenados no cloud Engine para suporte a contexto Prova de conceito acerca do mecanismo de raciocínio baseado em contexto Infraestrutura disponível A infraestrutura geral do CESAR dispõe de: 200 servidores 550 desktops 200 notebooks 5 impressoras Entretanto, no para o âmbito deste projeto o CESAR já dispõe de infraestrutura de computação em nuvem, desenvolvida nos projetos OpenBio, CTIC/RNP e ustore entre outros. O hardware que hospeda esta infraestrutura é composto de: dois servidores com suporte a 16 maquinas virtualizadas com 4Gb de memória e dois virtual cores, 10Tb de dados para armazenamento e mais 30 servidores dedicados para a execução de tarefas de processamento e uso de bando de dados não SQL. Proposta Orçamentária De acordo com o plano de trabalho, serão necessárias duas (2) viagens Brasil-França-Brasil para reuniões de alinhamento, planejamento e acompanhamento de atividades, além de promover a passagem de conhecimento entre os integrantes das equipes brasileira e francesa. O quadro abaixo apresenta os valores totais das despesas financiáveis e a data planejada para aplicação dos recursos: Item 02 Passagens aéreas Brasil-França-Brasil (1ª. Viagem) Data de Aplicação Valor em Reais (R$) Qtd. Subtotal 16/06/ , ,00 Diárias (15 dias x 2) 16/06/ ,00 30 (15 x 2) ,00 02 Seguros saúde 16/06/ , ,00 02 Passagens aéreas Brasil-França-Brasil (2ª. Viagem) 15/06/ , ,00 Diárias (15 dias x 2) 15/06/ ,00 30 (15 x 2) ,00 02 Seguros saúde 15/06/ , ,00 Total ,00 A proposta contém duas (2) missões à França, com dois (2) participantes do CESAR, e as despesas com diárias correspondem ao valor na tabela vigente da FACEPE. A primeira viagem está prevista para junho de 9

10 2012 (kick-off do projeto) e a segunda para junho de A equipe francesa virá a Pernambuco em duas (2) missões, com aproximadamente 6 meses de diferença das datas das missões Pernambuco-França Fontes de financiamentos adicionais O desenvolvimento deste projeto, do lado brasileiro, se apoiará no projeto U-Store, em execução no CESAR desde 2009, que conta com bolsas de pesquisa do CNPq dentro do contexto do - RHAE Pesquisador na Empresa, OpenBio em parceria com a união europeia, CTIC com a RNP e recursos oriundos de captação do próprio CESAR. Atualmente este projeto conta com 5 bolsistas DTI-B, 2 Bolsistas DTI-C, 2 funcionários do CESAR e dedicação parcial de tempo de pesquisadores, sendo um do próprio CESAR e outro da Universidade Federal de Pernambuco. O projeto de cooperação com a França contará com dois bolsistas em tempo integral para executar as tarefas aqui descritas. Informações Complementares O engine de contexto utilizado neste projeto será uma adaptação do que está sendo desenvolvido pelo pesquisador Eduardo Oliveira, membro do projeto, em sua tese de doutorado no CIn/UFPE. Referências [1] OECD (2010), OECD Information Technology Outlook 2010, OECD Publishing. [2] Simmhan, Y., Giakkoupis, M., Cao, B., Prasanna, V. K. (2010) On Using Cloud Platforms in a Software Architecture for Smart Energy Grids, IEEE International Conference on Cloud Computing. [3] Weiser, M., R. Gold, and J.S. Brown, The Origins of Ubiquitous Computing Research at PARC in the Late 1980s. IBM Systems Journal, (4): pp [4] Vieira, V., Tedesco, P., Salgado, A. C. Modelos e Processos para o Desenvolvimento de Sistemas Sensíveis ao Contexto, em mini-curso do Congresso da Sociedade Brasileira de Computação (SBC), [5] Project Management Body of Knowledge. [6] Sampaio, A., et al. Uni4Cloud Uma Abordagem para Implantação de Aplicações sobre Múltiplas Nuvens de Infra-Estrutura. In: WCGA - VIII Workshop em Clouds, Grids e Aplicações (SBRC-2010), 2010, Gramado. Anais do VIII Workshop em Clouds, Grids e Aplicações (WCGA), [7] Mell, P. and Grance, T. (2009), "National Institute of Standards and Technology, Information Technology Laboratory (NIST) Working Definition of Cloud ", [8] I.F. Akyildiz, W. Su, Y. Sankarasubramaniam, E. Cayirci, Wireless sensor networks: a survey, Computer Networks 38 (4) (2002) [9] Ashton, K. That TInternet of Things thing, RFID Journal (2009). [10] Yan, L., Zhang, Y., Yang, L.T., Ning, H. The Internet of Things: from RFID to the Next- Generation Pervasive Networked Systems, Auerbach Publications, [11] Gama, K., Touseau, L., Donsez, D. Combining heterogeneous service technologies for building an Internet of Things middleware, Computer Communications, Volume 35, Issue 4, 15 February 2012, Pages , ISSN [12] Gil-Castineira F., Costa-Montenegro E., Gonzalez-Castano F.J., Lopez-Bravo C., Ojala T., & Bose R. (2011). Experiences inside the Ubiquitous Oulu Smart City. Computer 44(6):

CONCEITOS E APLICAÇÕES DA COMPUTAÇÃO EM NUVEM

CONCEITOS E APLICAÇÕES DA COMPUTAÇÃO EM NUVEM CONCEITOS E APLICAÇÕES DA COMPUTAÇÃO EM NUVEM Rogério Schueroff Vandresen¹, Willian Barbosa Magalhães¹ ¹Universidade Paranaense(UNIPAR) Paranavaí-PR-Brasil rogeriovandresen@gmail.com, wmagalhaes@unipar.br

Leia mais

Convergência TIC e Projetos TIC

Convergência TIC e Projetos TIC TLCne-051027-P1 Convergência TIC e Projetos TIC 1 Introdução Você responde essas perguntas com facilidade? Quais os Projetos TIC mais frequentes? Qual a importância de BI para a venda de soluções TIC (TI

Leia mais

Curso Tecnológico de Redes de Computadores 5º período Disciplina: Tecnologia WEB Professor: José Maurício S. Pinheiro V. 2009-2

Curso Tecnológico de Redes de Computadores 5º período Disciplina: Tecnologia WEB Professor: José Maurício S. Pinheiro V. 2009-2 Curso Tecnológico de Redes de Computadores 5º período Disciplina: Tecnologia WEB Professor: José Maurício S. Pinheiro V. 2009-2 Aula 1 Conceitos da Computação em Nuvem A computação em nuvem ou cloud computing

Leia mais

Computação em Nuvem & OpenStack

Computação em Nuvem & OpenStack Computação em Nuvem & OpenStack Grupo de Pesquisa em Software e Hardware Livre Ação Computação em Nuvem: Charles Christian Miers André Rover de Campos Glauber Cassiano Batista Joinville Roteiro Definições

Leia mais

ENGENHARIA DE SOFTWARE E COMPUTAÇÃO EM NUVEM COMO SERVIÇO

ENGENHARIA DE SOFTWARE E COMPUTAÇÃO EM NUVEM COMO SERVIÇO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE INFORMÁTICA GRADUAÇÃO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO 2015.2 ENGENHARIA DE SOFTWARE E COMPUTAÇÃO EM NUVEM COMO SERVIÇO Aluna: Marcela Pereira de Oliveira Orientador:

Leia mais

Iniciativa para Identificação de Oportunidades Tecnológicas para o Desenvolvimento da Internet do Futuro. Tania Regina Tronco

Iniciativa para Identificação de Oportunidades Tecnológicas para o Desenvolvimento da Internet do Futuro. Tania Regina Tronco Iniciativa para Identificação de Oportunidades Tecnológicas para o Desenvolvimento da Internet do Futuro Tania Regina Tronco Data: 15/04/2009 Motivadores A evolução da Internet causará um forte impacto

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE INFORMÁTICA GRADUAÇÃO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO 2016.1

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE INFORMÁTICA GRADUAÇÃO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO 2016.1 UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE INFORMÁTICA GRADUAÇÃO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO 2016.1 UM ESTUDO SOBRE O USO DA TECNOLOGIA BLOCKCHAIN EM INFRAESTRUTURAS E SERVIÇOS DE ARMAZENAMENTO BASEADOS

Leia mais

Sistema IBM PureApplication

Sistema IBM PureApplication Sistema IBM PureApplication Sistema IBM PureApplication Sistemas de plataforma de aplicativos com conhecimento integrado 2 Sistema IBM PureApplication A TI está vindo para o centro estratégico dos negócios

Leia mais

CLOUD COMPUTING: COMPARANDO COMO O MUNDO ONLINE PODE SUBSTITUIR OS SERVIÇOS TRADICIONAIS

CLOUD COMPUTING: COMPARANDO COMO O MUNDO ONLINE PODE SUBSTITUIR OS SERVIÇOS TRADICIONAIS CLOUD COMPUTING: COMPARANDO COMO O MUNDO ONLINE PODE SUBSTITUIR OS SERVIÇOS TRADICIONAIS João Antônio Bezerra Rodrigues¹, Claudete Werner¹, Gabriel Costa Silva² ¹Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí

Leia mais

SISTEMAS DISTRIBUÍDOS

SISTEMAS DISTRIBUÍDOS SISTEMAS DISTRIBUÍDOS Cluster, Grid e computação em nuvem Slide 8 Nielsen C. Damasceno Introdução Inicialmente, os ambientes distribuídos eram formados através de um cluster. Com o avanço das tecnologias

Leia mais

GT Computação Colaborativa (P2P)

GT Computação Colaborativa (P2P) GT Computação Colaborativa (P2P) Djamel Sadok Julho de 2003 Este documento tem como objetivo descrever o projeto de estruturação do grupo de trabalho GT Computação Colaborativa (P2P), responsável pelo

Leia mais

14/IN01/DSIC/GSIPR 00 30/JAN/12 1/7

14/IN01/DSIC/GSIPR 00 30/JAN/12 1/7 14/IN01/DSIC/GSIPR 00 30/JAN/12 1/7 PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA Gabinete de Segurança Institucional Departamento de Segurança da Informação ORIGEM e Comunicações Departamento de Segurança da Informação e

Leia mais

Computação em Nuvem. (Cloud Computing) Pesquisa & Desenvolvimento

Computação em Nuvem. (Cloud Computing) Pesquisa & Desenvolvimento Computação em Nuvem (Cloud Computing) Pesquisa & Desenvolvimento Santo André: 20 de fevereiro de 2013 Características de um bom Data Center Bom Desempenho Escalabilidade Alta Disponibilidade Economia Gerência

Leia mais

ANÁLISE COMPARATIVA DE PLATAFORMAS DE COMPUTAÇÃO EM NUVEM

ANÁLISE COMPARATIVA DE PLATAFORMAS DE COMPUTAÇÃO EM NUVEM ANÁLISE COMPARATIVA DE PLATAFORMAS DE COMPUTAÇÃO EM NUVEM Igor dos Passos Granado¹, Ricardo de Melo Germano¹, Claudete Werner¹, Gabriel Costa Silva² ¹Universidade Paranaense (Unipar) Paranavai PR Brasil

Leia mais

ANÁLISE COMPARATIVA DE API S PARA PORTABILIDADE EM NUVEM

ANÁLISE COMPARATIVA DE API S PARA PORTABILIDADE EM NUVEM ANÁLISE COMPARATIVA DE API S PARA PORTABILIDADE EM NUVEM Ana Paula Cristina Ehlke Carrion 1, Tiago Volpato 1, Claudete Werner 1, Ricardo de Melo Germano 1, Gabriel Costa Silva 2 1 Universidade Paranaense

Leia mais

Arquitetura e Sistema de Monitoramento para

Arquitetura e Sistema de Monitoramento para Arquitetura e Sistema de Monitoramento para 1 Computação em Nuvem Privada Mestranda: Shirlei A. de Chaves Orientador: Prof. Dr. Carlos Becker Westphall Colaborador: Rafael B. Uriarte Introdução Computação

Leia mais

Computação em Grid e em Nuvem

Computação em Grid e em Nuvem Computação em Grid e em Nuvem Computação em Nuvem Molos 1 Definição Um grid computacional é uma coleção recursos computacionais e comunicação utilizados para execução aplicações Usuário vê o grid como

Leia mais

Artigo. Riscos de Segurança em Cloud Computing Questões de segurança e gestão de riscos. Parte 3

Artigo. Riscos de Segurança em Cloud Computing Questões de segurança e gestão de riscos. Parte 3 Universidade Federal de Santa Catarina UFSC Centro Tecnológico - CTC Departamento de Informática e Estatística - INE Curso Ciências da Computação CCO Disciplina Redes de Computadores I - INE5414 Professor

Leia mais

ADAPTANDO UMA APLICAÇÃO PARA CLOUD: UMA ANÁLISE ENTRE OS ESFORÇOS UTILIZADOS

ADAPTANDO UMA APLICAÇÃO PARA CLOUD: UMA ANÁLISE ENTRE OS ESFORÇOS UTILIZADOS ADAPTANDO UMA APLICAÇÃO PARA CLOUD: UMA ANÁLISE ENTRE OS ESFORÇOS UTILIZADOS Cleverson Nascimento de Mello¹, Claudete Werner¹, Gabriel Costa Silva² ¹Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil

Leia mais

Computação Sensível ao Contexto

Computação Sensível ao Contexto Computação Sensível ao Contexto Percepção de Contexto em Ambientes Domiciliares Modelagem de Contexto Modelagem de Contexto + Modelagem de Usuário Fabrício J. Barth novembro de 2004 Sumário O que já foi

Leia mais

Cloud Computing. Andrêza Leite. andreza.lba@gmail.com

Cloud Computing. Andrêza Leite. andreza.lba@gmail.com Cloud Computing Andrêza Leite andreza.lba@gmail.com Roteiro O que é cloud computing? Classificação O que está 'por traz' da cloud? Exemplos Como montar a sua? O que é cloud computing? Cloud Computing O

Leia mais

Novas tecnologias otimizando a avaliação de bens

Novas tecnologias otimizando a avaliação de bens Novas tecnologias otimizando a avaliação de bens Avaliando Imóveis Urbanos em 2 minutos Antônio Pelli Neto Eng. Civil e Mecânico INTRODUÇÃO Agenda: Conceitos básicos sobre Avaliando nas Nuvens Porque somente

Leia mais

Infraestrutura: devo usar a nuvem? Prof. Artur Clayton Jovanelli

Infraestrutura: devo usar a nuvem? Prof. Artur Clayton Jovanelli Infraestrutura: devo usar a nuvem? Prof. Artur Clayton Jovanelli Conceitos principais Nuvem Local Dados (informações) Profissional Pessoal Procedimento padrão (modelo) Produzir Armazenar Como era... Como

Leia mais

Características Básicas de Sistemas Distribuídos

Características Básicas de Sistemas Distribuídos Motivação Crescente dependência dos usuários aos sistemas: necessidade de partilhar dados e recursos entre utilizadores; porque os recursos estão naturalmente em máquinas diferentes. Demanda computacional

Leia mais

Segurança da Informação

Segurança da Informação INF 108 Segurança da Informação Computação em Nuvem Prof. João Henrique Kleinschmidt Introdução Centralização do processamento Surgimento da Teleinformática Década de 60 Execução de programas localmente

Leia mais

Núvem Pública, Privada ou Híbrida, qual adotar?

Núvem Pública, Privada ou Híbrida, qual adotar? Instituto de Educação Tecnológica Pós-graduação Gestão e Tecnologia da Informação - Turma 25 03/04/2015 Núvem Pública, Privada ou Híbrida, qual adotar? Paulo Fernando Martins Kreppel Analista de Sistemas

Leia mais

EXIN Cloud Computing Fundamentos

EXIN Cloud Computing Fundamentos Exame Simulado EXIN Cloud Computing Fundamentos Edição Maio 2013 Copyright 2013 EXIN Todos os direitos reservados. Nenhuma parte desta publicação pode ser publicado, reproduzido, copiado ou armazenada

Leia mais

Instituto de Educação Tecnológica Pós-graduação Gestão em Tecnologia da Informação - Turma nº 25 08/04/2015. Computação em Nuvem

Instituto de Educação Tecnológica Pós-graduação Gestão em Tecnologia da Informação - Turma nº 25 08/04/2015. Computação em Nuvem Instituto de Educação Tecnológica Pós-graduação Gestão em Tecnologia da Informação - Turma nº 25 08/04/2015 Computação em Nuvem Carlos Henrique Barbosa Lemos RESUMO Este trabalho tem por objetivo tratar

Leia mais

CLOUD COMPUTING. Andrêza Leite. andreza.leite@univasf.edu.br

CLOUD COMPUTING. Andrêza Leite. andreza.leite@univasf.edu.br CLOUD COMPUTING Andrêza Leite andreza.leite@univasf.edu.br Roteiro O que é cloud computing? Classificação O que está 'por traz' da cloud? Exemplos Como montar a sua? O que é cloud computing? Cloud Computing

Leia mais

O que é Cloud Computing (Computação nas Nuvens)?

O que é Cloud Computing (Computação nas Nuvens)? O que é Cloud Computing (Computação nas Nuvens)? Introdução A denominação Cloud Computing chegou aos ouvidos de muita gente em 2008, mas tudo indica que ouviremos esse termo ainda por um bom tempo. Também

Leia mais

Entenda as principais tecnologias necessárias para desenvolver sistemas de aquisição de dados embarcado em veículos

Entenda as principais tecnologias necessárias para desenvolver sistemas de aquisição de dados embarcado em veículos Entenda as principais tecnologias necessárias para desenvolver sistemas de aquisição de dados embarcado em veículos Luciano Borges Engenheiro de Vendas National Instruments Principais tecnologias Para

Leia mais

Introdução à Computação Móvel. Carlos Maurício Seródio Figueiredo

Introdução à Computação Móvel. Carlos Maurício Seródio Figueiredo Introdução à Computação Móvel Carlos Maurício Seródio Figueiredo Sumário Visão da Computação Móvel Oportunidades de Pesquisa Alguns Interesses de Pesquisas Futuras Visão da Computação Móvel O que é Computação

Leia mais

Convergência tecnológica em sistemas de informação

Convergência tecnológica em sistemas de informação OUT. NOV. DEZ. l 2006 l ANO XII, Nº 47 l 333-338 INTEGRAÇÃO 333 Convergência tecnológica em sistemas de informação ANA PAULA GONÇALVES SERRA* Resumo l Atualmente vivemos em uma sociedade na qual o foco

Leia mais

Reconhecimento de Dados Biométricos em Larga Escala

Reconhecimento de Dados Biométricos em Larga Escala Reconhecimento de Dados Biométricos em Larga Escala Profa. Fabíola Gonçalves Pereira Greve DCC - UFBA Departamento de Ciência da Computação Grupo de Algoritmos e Computação Distribuída http:// Equipe Profa.

Leia mais

Este é o NOSSO TEMPO. Desfrutar. Aprender. Criar. Compartilhar Novos relacionamentos

Este é o NOSSO TEMPO. Desfrutar. Aprender. Criar. Compartilhar Novos relacionamentos BEM-VINDOS Este é o NOSSO TEMPO Desfrutar Aprender Criar Compartilhar Novos relacionamentos vamos então começar Plataforma ArcGIS: transformando e inovando a tomada de decisão com o uso da Inteligência

Leia mais

Faculdade de Tecnologia Senac RS (FATEC/RS) Porto Alegre RS Brasil. {fdalosto, hunderc, Smayres}@gmail.com

Faculdade de Tecnologia Senac RS (FATEC/RS) Porto Alegre RS Brasil. {fdalosto, hunderc, Smayres}@gmail.com Validação de modelo para registro de freqüência utilizando computação pervasiva e tecnologia RFID Camila San Martin Ayres, Fábio Dal Osto, Hunder Everton Correa Jr. Faculdade de Tecnologia Senac RS (FATEC/RS)

Leia mais

Serviços IBM de Resiliência:

Serviços IBM de Resiliência: Serviços IBM de Resiliência: Sempre disponível, em um mundo sempre conectado Como chegamos até aqui? Dois profissionais de TI estão sofrendo com interrupções de negócios frequentes, os problemas estão

Leia mais

Computação em Nuvem. Henrique Ruschel, Mariana Susan Zanotto, Wélton Costa da Mota. Especialização em Redes e Segurança de Sistemas 2008/2

Computação em Nuvem. Henrique Ruschel, Mariana Susan Zanotto, Wélton Costa da Mota. Especialização em Redes e Segurança de Sistemas 2008/2 Computação em Nuvem Henrique Ruschel, Mariana Susan Zanotto, Wélton Costa da Mota Especialização em Redes e Segurança de Sistemas 2008/2 Pontifícia Universidade Católica do Paraná Curitiba, Abril de 2010

Leia mais

3 Trabalhos Relacionados

3 Trabalhos Relacionados 35 3 Trabalhos Relacionados Alguns trabalhos se relacionam com o aqui proposto sob duas visões, uma sobre a visão de implementação e arquitetura, com a utilização de informações de contexto em SMA, outra

Leia mais

LINHAS TEMÁTICAS. EDITAL MCT/CNPq 066/2010 ICT 2011 Chamada coordenada UE/ Brasil. Linha temática 1: Microeletrônica/ Microssistemas

LINHAS TEMÁTICAS. EDITAL MCT/CNPq 066/2010 ICT 2011 Chamada coordenada UE/ Brasil. Linha temática 1: Microeletrônica/ Microssistemas (Anexo IV) LINHAS TEMÁTICAS EDITAL MCT/CNPq 066/2010 ICT 2011 Chamada coordenada UE/ Brasil Linha temática 1: Microeletrônica/ Microssistemas Metodologia, blocos e ferramentas específicas de projeto que

Leia mais

Tendências em TI Aula: 01 versão: 1.1 30/06/2014

Tendências em TI Aula: 01 versão: 1.1 30/06/2014 Tendências em TI Aula: 01 versão: 1.1 30/06/2014 Robson Vaamonde http://www.vaamonde.com.br http://www.procedimentosemti.com.br Professor do Curso Prof. Robson Vaamonde, consultor de Infraestrutura de

Leia mais

Em Direção a um Modelo de Maturidade Tecnológica para Cidades Inteligentes

Em Direção a um Modelo de Maturidade Tecnológica para Cidades Inteligentes Em Direção a um Modelo de Maturidade Tecnológica para Cidades Inteligentes Kiev Gama 1, Alexandre Alvaro 2, Eduardo Peixoto 1 1 CESAR Centro de Estudos e Sistemas Avançados do Recife Rua Bione 220, Recife

Leia mais

EVOLUÇÃO DOS SIST. DE COMPUTAÇÃO DÉC. DE 50 E 60

EVOLUÇÃO DOS SIST. DE COMPUTAÇÃO DÉC. DE 50 E 60 INTRODUÇÃO REDES EVOLUÇÃO DOS SIST. DE COMPUTAÇÃO DÉC. DE 50 E 60 Computadores eram máquinas grandes e complexas, operadas por pessoas altamente especializadas; Não havia interação direta entre usuários

Leia mais

Cisco Intelligent Automation for Cloud

Cisco Intelligent Automation for Cloud Dados técnicos do produto Cisco Intelligent Automation for Cloud Os primeiros a adotarem serviços com base em nuvem buscavam uma economia de custo maior que a virtualização e abstração de servidores podiam

Leia mais

Computação em Nuvem: Riscos e Vulnerabilidades

Computação em Nuvem: Riscos e Vulnerabilidades Computação em Nuvem: Riscos e Vulnerabilidades Bruno Sanchez Lombardero Faculdade Impacta de Tecnologia São Paulo Brasil bruno.lombardero@gmail.com Resumo: Computação em nuvem é um assunto que vem surgindo

Leia mais

Sistemas Distribuídos

Sistemas Distribuídos Sistemas Distribuídos Computação Aula 01-02: Introdução 2o. Semestre / 2014 Prof. Jesus Agenda da Apresentação Definição e surgimento de Sistemas Distribuídos Principais aspectos de Sistemas Distribuídos

Leia mais

23/05/12. Computação em Nuvem. Computação em nuvem: gerenciamento de dados. Computação em Nuvem - Características principais

23/05/12. Computação em Nuvem. Computação em nuvem: gerenciamento de dados. Computação em Nuvem - Características principais Computação em Nuvem Computação em nuvem: gerenciamento de dados Computação em nuvem (Cloud Computing) é uma tendência recente de tecnologia cujo objetivo é proporcionar serviços de Tecnologia da Informação

Leia mais

Transformação da Indústria

Transformação da Indústria Conceitos Transformação da Indústria Hoje Cloud Anos 2000 Web Anos 1990 Cliente / Servidor Anos 1970 e 80 Mainframe Novas possibilidades O momento atual do país é favorável para que as empresas passem

Leia mais

For-All - Uma Plataforma para Sistemas Pervasivos Orientados a Serviço

For-All - Uma Plataforma para Sistemas Pervasivos Orientados a Serviço For-All - Uma Plataforma para Sistemas Pervasivos Orientados a Serviço Elenilson Vieira da S. Filho 1, Ângelo L. Vidal de Negreiros 1, Alisson V. Brito 2 1 Departamento de Informática Universidade Federal

Leia mais

Tópico para projeto em Engenharia de Software Sistemas: Smart Cities. Kiev Gama kiev@cin.ufpe.br @kievgama

Tópico para projeto em Engenharia de Software Sistemas: Smart Cities. Kiev Gama kiev@cin.ufpe.br @kievgama Tópico para projeto em Engenharia de Software Sistemas: Smart Cities Kiev Gama kiev@cin.ufpe.br @kievgama Um projeto de cidade inteligente energias renováveis coleta de lixo inteligente trânsito inteligente

Leia mais

Universidade Agostinho Neto Faculdade de Ciências Departamento de Ciências da Computação

Universidade Agostinho Neto Faculdade de Ciências Departamento de Ciências da Computação Universidade Agostinho Neto Faculdade de Ciências Departamento de Ciências da Computação Nº 96080 - Adário de Assunção Fonseca Muatelembe Nº 96118 - Castelo Pedro dos Santos Nº 96170 - Feliciano José Pascoal

Leia mais

APLICAÇÕES PARA CASAS INTELIGENTES EM AMBIENTES PERVASIVOS

APLICAÇÕES PARA CASAS INTELIGENTES EM AMBIENTES PERVASIVOS APLICAÇÕES PARA CASAS INTELIGENTES EM AMBIENTES PERVASIVOS RESUMO Alessandro Lumertz Garcia 1 Anderson Yanzer Cabral 2 Este artigo apresenta tipos de aplicações que podem existir nas casas inteligentes,

Leia mais

COMPUTADORES NAS EMPRESAS Cloud Computing Prof. Reginaldo Brito

COMPUTADORES NAS EMPRESAS Cloud Computing Prof. Reginaldo Brito COMPUTADORES NAS EMPRESAS Prof. Reginaldo Brito Os computadores são essenciais para enfrentar o desafio da concorrência global, na qual as empresas precisam ser eficientes e ágeis e tem de produzir produtos

Leia mais

Predictions Brasil 2015 Acelerando a Inovação na 3 a Plataforma

Predictions Brasil 2015 Acelerando a Inovação na 3 a Plataforma Predictions Brasil 2015 Acelerando a Inovação na 3 a Plataforma 1 IDC - Equipe Pietro Delai Reinaldo Sakis João Paulo Bruder Luciano Ramos Gerente de Pesquisa e Consultoria -Enterprise Gerente de Pesquisa

Leia mais

Projeto de Sistemas Distribuídos. Prof. Andrêza Leite andreza.lba@gmail.com

Projeto de Sistemas Distribuídos. Prof. Andrêza Leite andreza.lba@gmail.com Projeto de Sistemas Distribuídos Prof. Andrêza Leite andreza.lba@gmail.com Agenda Introdução Exemplos de Sistemas Distribuídos Compartilhamento de Recursos e a Web Principais Desafios para a Implementação

Leia mais

Tipos de Sistemas Distribuídos (Cluster e Grid)

Tipos de Sistemas Distribuídos (Cluster e Grid) Tipos de Sistemas Distribuídos (Cluster e Grid) Sistemas Distribuídos Mauro Lopes Carvalho Silva Professor EBTT DAI Departamento de Informática Campus Monte Castelo Instituto Federal de Educação Ciência

Leia mais

Projeto de Monitoração e Melhoria Contínua com Six-Sigma, IoT e Big Data

Projeto de Monitoração e Melhoria Contínua com Six-Sigma, IoT e Big Data Projeto de Monitoração e Melhoria Contínua com Six-Sigma, IoT e Big Data Contexto As pressões do mercado por excelência em qualidade e baixo custo obrigam as empresas a adotarem sistemas de produção automatizados

Leia mais

ANÁLISE COMPARATIVA ENTRE APLICAÇÕES GRATUITAS EM NUVEM

ANÁLISE COMPARATIVA ENTRE APLICAÇÕES GRATUITAS EM NUVEM ANÁLISE COMPARATIVA ENTRE APLICAÇÕES GRATUITAS EM NUVEM Pedro Victor Fortunato Lima, Ricardo Ribeiro Rufino Universidade Paranaense UNIPAR Paranavaí Paraná Brasil pedrin_victor@hotmail.com, ricardo@unipar.br

Leia mais

COMPUTAÇÃO EM NUVEM. Michele Marques Costa 1,2, Julio César2 ¹Universidade paranaense (Unipar)

COMPUTAÇÃO EM NUVEM. Michele Marques Costa 1,2, Julio César2 ¹Universidade paranaense (Unipar) COMPUTAÇÃO EM NUVEM Michele Marques Costa 1,2, Julio César2 ¹Universidade paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil Mih_nai@hotmail.com juliocesar@unipar.br Resumo. Este artigo contém a definição e citação

Leia mais

Seminário MCT Resultados alcançados pelo C.E.S.A.R. Silvio Meira silvio@cesar.org.br

Seminário MCT Resultados alcançados pelo C.E.S.A.R. Silvio Meira silvio@cesar.org.br Seminário MCT Resultados alcançados pelo C.E.S.A.R Silvio Meira silvio@cesar.org.br O C.E.S.A.R Empresa sem fins lucrativos criada em 1996 por iniciativa do Centro de Informática da UFPE Um dos principais

Leia mais

CASO DE SUCESSO SENAI

CASO DE SUCESSO SENAI Cloud Computing a serviço da Educação Profissional. CASO DE SUCESSO SENAI A indústria do conhecimento. Virtualização de servidores do Data Center Este estudo de caso mostra como as soluções Cisco ajudaram

Leia mais

Mestrado em Segurança da Informação e Direito no Ciberespaço

Mestrado em Segurança da Informação e Direito no Ciberespaço Escola Naval Mestrado em Segurança da Informação e Direito no Ciberespaço Segurança da informação nas organizações Supervisão das Politicas de Segurança Computação em nuvem Fernando Correia Capitão-de-fragata

Leia mais

Eficiência operacional no setor público. Dez recomendações para cortar custos

Eficiência operacional no setor público. Dez recomendações para cortar custos Eficiência operacional no setor público Dez recomendações para cortar custos 2 de 8 Introdução Com grandes cortes no orçamento e uma pressão reguladora cada vez maior, o setor público agora precisa aumentar

Leia mais

Sistemas Distribuídos

Sistemas Distribuídos Faculdades SENAC Análise e Desenvolvimento de Sistemas 12 de agosto de 2010 Um sistema no qual componentes localizados em redes, se comunicam e coordenam suas ações somente por passagem de mensagens. Características:

Leia mais

CLOUD COMPUTING. Gustavo Matos Rodrigues 1 Leandro Panatta Vissentini 1 Sandy Júnior Sagiorato 1 Victor Daniel Scandolara 1 Eva Lourdes Pires 2

CLOUD COMPUTING. Gustavo Matos Rodrigues 1 Leandro Panatta Vissentini 1 Sandy Júnior Sagiorato 1 Victor Daniel Scandolara 1 Eva Lourdes Pires 2 CLOUD COMPUTING Gustavo Matos Rodrigues 1 Leandro Panatta Vissentini 1 Sandy Júnior Sagiorato 1 Victor Daniel Scandolara 1 Eva Lourdes Pires 2 Resumo: Este artigo tem como objetivo falar da computação

Leia mais

Introdução. O que é Serviços de Terminal

Introdução. O que é Serviços de Terminal Introdução Microsoft Terminal Services e Citrix MetaFrame tornaram-se a indústria padrões para fornecer acesso de cliente thin para rede de área local (LAN), com base aplicações. Com o lançamento do MAS

Leia mais

Usando a nuvem para melhorar a resiliência dos negócios

Usando a nuvem para melhorar a resiliência dos negócios IBM Global Technology Services White Paper IBM Resiliency Services Usando a nuvem para melhorar a resiliência dos negócios Escolha o provedor de serviços gerenciados certo para mitigar riscos à reputação

Leia mais

I Seminário dos Grupos de Pesquisa da UNISC Ficha de Inscrição do Grupo de Pesquisa. Nome do Grupo: GPSEM Grupo de Projeto de Sistemas Embarcados e

I Seminário dos Grupos de Pesquisa da UNISC Ficha de Inscrição do Grupo de Pesquisa. Nome do Grupo: GPSEM Grupo de Projeto de Sistemas Embarcados e I Seminário dos Grupos de Pesquisa da UNISC Ficha de Inscrição do Grupo de Pesquisa Nome do Grupo: GPSEM Grupo de Projeto de Sistemas Embarcados e Microeletrônica Área: Sistemas de Computação Nome do Líder:

Leia mais

Imagem Gustavo Santos. Observe Bombinhas SC.

Imagem Gustavo Santos. Observe Bombinhas SC. Imagem Gustavo Santos. Observe Bombinhas SC. 1 2 1. Uma nova modalidade de prestação de serviços computacionais está em uso desde que a computação em nuvem começou a ser idealizada. As empresas norte-

Leia mais

Consumo de Energia e Mobile Cloud

Consumo de Energia e Mobile Cloud Consumo de Energia e Mobile Cloud Uma Visão Geral sobre os Tópicos Abertos Rafael Roque de Souza www.ime.usp.br/ rroque/ Disciplina: MAC 0463/5743 - Computação Móvel Prof. Dr. Alfredo Goldman vel Lejbman

Leia mais

Faculdade Integrada do Ceará FIC Graduação em Redes de Computadores

Faculdade Integrada do Ceará FIC Graduação em Redes de Computadores Faculdade Integrada do Ceará FIC Graduação em Redes de Computadores Disciplina - Sistemas Distribuídos Prof. Andrey Halysson Lima Barbosa Aula 12 Computação em Nuvem Sumário Introdução Arquitetura Provedores

Leia mais

Thin Clients : aumentando o potencial dos sistemas SCADA

Thin Clients : aumentando o potencial dos sistemas SCADA Artigos Técnicos Thin Clients : aumentando o potencial dos sistemas SCADA Tarcísio Romero de Oliveira, Engenheiro de Vendas e Aplicações da Intellution/Aquarius Automação Industrial Ltda. Um diagnóstico

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO ESTÁCIO RADIAL DE SÃO PAULO SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1

CENTRO UNIVERSITÁRIO ESTÁCIO RADIAL DE SÃO PAULO SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1 SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1 CURSO: ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS MISSÃO DO CURSO A concepção do curso de Análise e Desenvolvimento de Sistemas está alinhada a essas novas demandas

Leia mais

Você está fornecendo valor a seus clientes para ajudálos a superar a Paralisação virtual e acelerar a maturidade virtual?

Você está fornecendo valor a seus clientes para ajudálos a superar a Paralisação virtual e acelerar a maturidade virtual? RESUMO DO PARCEIRO: CA VIRTUAL FOUNDATION SUITE Você está fornecendo valor a seus clientes para ajudálos a superar a Paralisação virtual e acelerar a maturidade virtual? O CA Virtual Foundation Suite permite

Leia mais

Acelere o valor da computação em nuvem com a IBM

Acelere o valor da computação em nuvem com a IBM Acelere o valor da computação em nuvem com a IBM Obtenha soluções em nuvem comprovadas para as suas prioridades mais urgentes Destaques da solução Saiba sobre os benefícios mais comuns de implementações

Leia mais

Gestão de Informação no ambiente de Cloud Computing

Gestão de Informação no ambiente de Cloud Computing Gestão de Informação no ambiente de Cloud Computing Karine Georg Dressler Karine Georg Dressler Programa Doutoral de Informação e Comunicação em Plataformas Digitais ICPD Faculdade de Letras Universidade

Leia mais

Sistemas IBM Flex & PureFlex

Sistemas IBM Flex & PureFlex Eduardo (Edu) Pacini Líder Plataforma PureFlex Brasil IBM Systems & Technology Group Sistemas IBM Flex & PureFlex A Tecnologia está liderando as mudanças que impactam os negócios 1 Fatores de impacto:

Leia mais

Sistema de Automação Comercial de Pedidos

Sistema de Automação Comercial de Pedidos Termo de Abertura Sistema de Automação Comercial de Pedidos Cabana - Versão 1.0 Iteração 1.0- Release 1.0 Versão do Documento: 1.5 Histórico de Revisão Data Versão do Documento Descrição Autor 18/03/2011

Leia mais

Iniciativa CDC RNP. Projeto CDC Piloto Huawei Encontro sobre Computação em Nuvem UNICAMP, 07 de abril de 2014

Iniciativa CDC RNP. Projeto CDC Piloto Huawei Encontro sobre Computação em Nuvem UNICAMP, 07 de abril de 2014 Iniciativa CDC RNP Projeto CDC Piloto Huawei Encontro sobre Computação em Nuvem UNICAMP, 07 de abril de 2014 Sumário Programa de Computação em Nuvem da RNP Iniciativa CDC RNP Estratégia Piloto Huawei Programa

Leia mais

Como se preparar para o fenômeno da Consumerização

Como se preparar para o fenômeno da Consumerização Como se preparar para o fenômeno da Consumerização Anderson B. Figueiredo Gerente Pesquisa & Consultoria IDC Brasil Agosto/2013 2 Presença em mais de 110 países ao redor do mundo; Mais de 1.000 analistas

Leia mais

Proposta para Grupo de Trabalho. GT-Computação em Nuvem para Ciência: Armazenamento de Dados. Roberto Samarone dos Santos Araujo

Proposta para Grupo de Trabalho. GT-Computação em Nuvem para Ciência: Armazenamento de Dados. Roberto Samarone dos Santos Araujo Proposta para Grupo de Trabalho GT-Computação em Nuvem para Ciência: Armazenamento de Dados Roberto Samarone dos Santos Araujo Agosto/2011 1 Título GT-Computação em Nuvem para Ciência: Armazenamento de

Leia mais

NUVEM NO DNA COM A. pág. 8 NASCIDO PARA NUVEM. FUTURO Sistema operacional vai além da virtualização convencional dos recursos dos servidores

NUVEM NO DNA COM A. pág. 8 NASCIDO PARA NUVEM. FUTURO Sistema operacional vai além da virtualização convencional dos recursos dos servidores NASCIDO PARA NUVEM. INFORME PUBLICITÁRIO Windows Server 2012 março de 2013 COM A NUVEM NO DNA WINDOWS SERVER 2012 É A RESPOSTA DA MICROSOFT PARA O NOVO CENÁRIO DOS DATACENTERS pág. 4 FUTURO Sistema operacional

Leia mais

Uma abordagem estratégica para atender à demanda de Nuvem

Uma abordagem estratégica para atender à demanda de Nuvem White paper Para provedores de nuvem Uma abordagem estratégica para atender à demanda de Nuvem Introdução: os novos desafios dos clientes estimulam a adoção da nuvem Em um ambiente de negócios dinâmico,

Leia mais

USE O PODER DA NUVEM. VEJA COMO A NUVEM PODE TRANSFORMAR SEUS NEGÓCIOS.

USE O PODER DA NUVEM. VEJA COMO A NUVEM PODE TRANSFORMAR SEUS NEGÓCIOS. USE O PODER DA NUVEM. VEJA COMO A NUVEM PODE TRANSFORMAR SEUS NEGÓCIOS. A computação em nuvem é uma mudança de paradigma no gerenciamento de TI e de datacenters, além de representar a capacidade da TI

Leia mais

Houston, we have a cloud! Um estudo das aplicações da Computação Forense em uma das tecnologias mais evidentes da atualidade.

Houston, we have a cloud! Um estudo das aplicações da Computação Forense em uma das tecnologias mais evidentes da atualidade. Houston, we have a cloud! Um estudo das aplicações da Computação Forense em uma das tecnologias mais evidentes da atualidade. André Guaraldo (101487) Giuliano R. Pinheiro (108759) Oscar Esgalha (108231)

Leia mais

Computação em nuvem. Mudança da função e da importância das equipes de TI O PONTO DE VISTA DOS EXECUTIVOS SOBRE A NUVEM.

Computação em nuvem. Mudança da função e da importância das equipes de TI O PONTO DE VISTA DOS EXECUTIVOS SOBRE A NUVEM. O PONTO DE VISTA DOS EXECUTIVOS SOBRE A NUVEM O ponto de vista dos executivos sobre a nuvem Janeiro de 2015 Computação em nuvem Mudança da função e da importância das equipes de TI Janeiro de 2015 1 Capacitação

Leia mais

Soluções em Mobilidade

Soluções em Mobilidade Soluções em Mobilidade Soluções em Mobilidade Desafios das empresas no que se refere a mobilidade em TI Acesso aos dados e recursos de TI da empresa estando fora do escritório, em qualquer lugar conectado

Leia mais

CAPITULO 4 A ARQUITETURA LÓGICA PARA O AMBIENTE

CAPITULO 4 A ARQUITETURA LÓGICA PARA O AMBIENTE CAPITULO 4 A ARQUITETURA LÓGICA PARA O AMBIENTE A proposta para o ambiente apresentada neste trabalho é baseada no conjunto de requisitos levantados no capítulo anterior. Este levantamento, sugere uma

Leia mais

UMA PROPOSTA PARA COMPARAÇÃO DE PROVEDORES DE COMPUTAÇÃO EM NUVEM DESDE UMA PERSPECTIVA DE INTEGRAÇÃO DE APLICAÇÕES 1

UMA PROPOSTA PARA COMPARAÇÃO DE PROVEDORES DE COMPUTAÇÃO EM NUVEM DESDE UMA PERSPECTIVA DE INTEGRAÇÃO DE APLICAÇÕES 1 UMA PROPOSTA PARA COMPARAÇÃO DE PROVEDORES DE COMPUTAÇÃO EM NUVEM DESDE UMA PERSPECTIVA DE INTEGRAÇÃO DE APLICAÇÕES 1 Igor G. Haugg 2, Rafael Z. Frantz 3, Fabricia Roos-Frantz 4, Sandro Sawicki 5. 1 Pesquisa

Leia mais

2 Computação na Nuvem

2 Computação na Nuvem 18 2 Computação na Nuvem 2.1 Definição A ideia essencial da computação na nuvem é permitir um novo modelo onde o consumo de recursos computacionais, e.g., armazenamento, processamento, banda entrada e

Leia mais

Telecomunicações, Internet e tecnologia sem fio. slide 1

Telecomunicações, Internet e tecnologia sem fio. slide 1 Telecomunicações, Internet e tecnologia sem fio slide 1 Objetivos de estudo Quais os principais componentes das redes de telecomunicações e quais as principais tecnologias de rede? Quais os principais

Leia mais

Rua Serra dos Carajás, 84, Indaiatuba, SP Celular: 19-9.9269-7334 Email: heverson.gomes@hcconsys.com.br www.hcconsys.com.br skype: heverson.

Rua Serra dos Carajás, 84, Indaiatuba, SP Celular: 19-9.9269-7334 Email: heverson.gomes@hcconsys.com.br www.hcconsys.com.br skype: heverson. Rua Serra dos Carajás, 84, Indaiatuba, SP Celular: 19-9.9269-7334 Email: heverson.gomes@hcconsys.com.br www.hcconsys.com.br skype: heverson.gomes Apresenta!!! 1. A Empresa A HCCONSYS com o intuito de ser

Leia mais

A computação na nuvem é um novo modelo de computação que permite ao usuário final acessar uma grande quantidade de aplicações e serviços em qualquer

A computação na nuvem é um novo modelo de computação que permite ao usuário final acessar uma grande quantidade de aplicações e serviços em qualquer A computação na nuvem é um novo modelo de computação que permite ao usuário final acessar uma grande quantidade de aplicações e serviços em qualquer lugar e independente da plataforma, bastando para isso

Leia mais

Cloud Computing. O modelo no cenário Geoespacial. Technology Session Latin America Geospatial Forum. 15-17 August 2012 Rio de Janeiro

Cloud Computing. O modelo no cenário Geoespacial. Technology Session Latin America Geospatial Forum. 15-17 August 2012 Rio de Janeiro Cloud Computing O modelo no cenário Geoespacial Technology Session Latin America Geospatial Forum 15-17 August 2012 Rio de Janeiro Iara Musse Felix Diretora, Santiago e Cintra Consultoria, Brazil Alguns

Leia mais

INFORME PORQUE TELEFÓNIA EM NUVEM?

INFORME PORQUE TELEFÓNIA EM NUVEM? INFORME PORQUE TELEFÓNIA EM NUVEM? Porque a Voz na Nuvem? 2 Índice Introdução... 3 Baixo Custo... 4 REQUISITOS MÍNIMOS DE CAPITAL... 4 EQUIPAMENTOS GENÉRICOS... 4 UTILIZAÇÃO DE MAIORES RECURSOS... 4 DESPESAS

Leia mais

Aquisição planejada do negócio de servidores x86 combinará fortalezas da IBM e da Lenovo para maximizar valor para clientes.

Aquisição planejada do negócio de servidores x86 combinará fortalezas da IBM e da Lenovo para maximizar valor para clientes. Aquisição planejada do negócio de servidores x86 combinará fortalezas da IBM e da Lenovo para maximizar valor para clientes Abril de 2014 Conteúdo Resumo Executivo 3 Introdução 3 IBM recebe alta pontuação

Leia mais

Levantamento sobre Computação em Nuvens

Levantamento sobre Computação em Nuvens Levantamento sobre Computação em Nuvens Mozart Lemos de Siqueira Doutor em Ciência da Computação Centro Universitário Ritter dos Reis Sistemas de Informação: Ciência e Tecnologia Aplicadas mozarts@uniritter.edu.br

Leia mais

Projeto 3.10 - Residência em Software

Projeto 3.10 - Residência em Software Projeto 3.10 - Residência em Software Augusto Sampaio 1. Objetivos e justificativas O Programa de Residência em Software no Estado de Pernambuco iniciou em fevereiro de 2002 com o objetivo de treinar e

Leia mais

Os Desafios de Mobile, Cloud, GIS e Big Data nas Organizações. Leandro M. Rodriguez General Manager, Latin America - Esri

Os Desafios de Mobile, Cloud, GIS e Big Data nas Organizações. Leandro M. Rodriguez General Manager, Latin America - Esri Os Desafios de Mobile, Cloud, GIS e Big Data nas Organizações Leandro M. Rodriguez General Manager, Latin America - Esri Big Data Num futuro próximo, toda a informação vai ser Big Data. Já não existe pouca

Leia mais

Sistema de Automação Comercial de Pedidos- Versão 1.1

Sistema de Automação Comercial de Pedidos- Versão 1.1 Termo de Abertura Sistema de Automação Comercial de Pedidos- Versão 1.1 Iteração 1.0- Release 1.0 Versão do Documento: 1.1 Histórico de Revisão Data Versão do Documento Descrição Autor 18/03/2011 1.0 Versão

Leia mais