A VIRALIZAÇÃO DAS NOTÍCIAS SOBRE CELEBRIDADES EM REDES SOCIAIS E A INTERAÇÃO PARA CONSTRUÇÃO DA NOVA NOTÍCIA: o caso Anitta 1

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "A VIRALIZAÇÃO DAS NOTÍCIAS SOBRE CELEBRIDADES EM REDES SOCIAIS E A INTERAÇÃO PARA CONSTRUÇÃO DA NOVA NOTÍCIA: o caso Anitta 1"

Transcrição

1 A VIRALIZAÇÃO DAS NOTÍCIAS SOBRE CELEBRIDADES EM REDES SOCIAIS E A INTERAÇÃO PARA CONSTRUÇÃO DA NOVA NOTÍCIA: o caso Anitta 1 Juliana dos Santos Ferreira Costa 2 Beatriz Braga Bezerra 3 Resumo: A notícia é o produto jornalístico por excelência. Com os sites de redes sociais na internet, a interação pode permitir ao usuário do site de rede social a repercussão de um tema, através da viralização. Com o usuário da rede social levado à condição de emissor de opinião e/ou informação, o alcance de sua opinião é convertido em uma nova notícia nos veículos de comunicação. Dito isso, o trabalho analisa o caso da cantora Anitta, suja repercussão no Twitter motivou novas notícias. Palavras-chave: Viralização; Rede social; Celebridade; Notícia. Abstract: The news is the journalistic product par excellence. With social networking sites on the internet, the interaction may allow the user of the social networking site the impact of a theme through viralization. With the user of the social network led to the condition of opinion and / or sender information, the scope of his opinion is converted into a new story in the media. That said, the paper examines the case of the singer Anitta, dirty repercussions on Twitter prompted new news. Keywords: Viralization; Social network; Celebrities; News. 1. Introdução O jornalismo está ligado a uma dinâmica própria de funcionamento e continuidade e está marcado por uma série de fatores constituintes: a pauta, a linha editorial, as fontes, a apuração, entre outros, formam o fio condutor do que resultará no produto buscado: a notícia que contém a informação. Na atualidade, alguns desses pressupostos jornalísticos vêm sendo reconfigurados em função da evolução tecnológica e da crescente participação dos 1 Trabalho apresentado no Seminário Temático Redes de Produção e Circulação do Conteúdo Audiovisual, durante a I Jornada Internacional GEMInIS, realizada entre os dias 13 e 15 de maio de 2014, na Universidade Federal de São Carlos. 2 Graduada em Jornalismo pela Universidade Federal de Alagoas (2007) e Especialista em Gestão da Comunicação Empresarial pela Faculdade Frassinetti do Recife (2011). Jornalista do Instituto Federal de Pernambuco desde Graduada em Publicidade pela Universidade Católica de Pernambuco (2008), Especialista em Gestão da Comunicação Empresarial pela Faculdade Frassinetti do Recife (2011) e Mestre em Comunicação pela Universidade Federal de Pernambuco (2014). Professora da Graduação em Publicidade e Propaganda e do curso de Tecnologia em Marketing da Universidade do Vale do Ipojuca (UNIFAVIP).

2 espectadores na construção das pautas jornalísticas seja por demanda, por criação de notícia ou servindo como fonte de informação. Diante dessa reconfiguração da cadeia produtiva de notícias e das adaptações no que diz respeito aos conteúdos das pautas, bem como a motivação para ocuparem tal destaque, cabe aqui uma breve investigação sobre o cenário atual de produção e emissão de mensagens; uma rápida abordagem sobre a apropriação do aparato tecnológico, que contribui para a multiplicação de informações; e uma análise o surgimento de novas notícias, sobre a repercussão que as notícias sobre celebridades alcançaram nas redes sociais. 2. Jornalismo: Breve Explanação Conforme Clóvis Rossi (2007), jornalismo é, antes de tudo, uma batalha cujo alvo a ser conquistado são mentes e corações. Leitores, ouvintes, telespectadores: todos buscam informação; acompanham o desenvolvimento (ou acontecimento) de fatos cuja característica primordial é a possível influência, direta ou indireta, na vida daqueles indivíduos. As pessoas buscam informações em diferentes meios de comunicação, por diferentes razões. E é a fim de atender a demanda por informações que o exercício da atividade jornalística está marcado por uma série de fatores constituintes: a pauta, a linha editorial, as fontes, a apuração, entre outros, formando o fio condutor do trabalho que irá resultar no produto buscado: a notícia, a reportagem, contendo a informação. Além da chamada revolução da prensa gráfica, o surgimento dos jornais no século XVII trouxe como consequência irremediável a explosão de informações apontando para a necessidade de novos métodos de administração de conteúdos (BRIGGS & BURKE, 2006) numa espécie de prévia do que a contemporaneidade testemunha quando considera o advento do jornalismo especializado, da Internet e das chamadas redes sociais digitais, por exemplo. A influência na chamada opinião pública, desde as origens da atividade jornalística, sempre figurou como uma preocupação de primeira necessidade, a fim de atender o chamado interesse público. Para Joseph Pulitzer (2009), não seria exagero dizer que a imprensa é a única força portadora da correção pública: para o autor, apenas a imprensa faria do seu próprio interesse o interesse público, de modo que seria objetivo do jornalismo servir ao público transmitindo conhecimentos para fortalecer o exercício da cidadania. Agora, as

3 massas estão preparadas. Elas conhecem seus problemas e seu poder (PULITZER, 2009, p. 54), afirma ainda o autor. O Código de Ética dos Jornalistas Brasileiros aponta para a importância da soberania do interesse público sobre quaisquer outros tipos de interesse. Segundo o Código, os jornalistas não podem impedir o acesso do público à informação e os conteúdos devem prezar pela veracidade dos fatos, sendo a censura um delito contra a sociedade. Por pressuposto profissional, a liberdade de imprensa implica em responsabilidade perante a sociedade (Federação Nacional dos Jornalistas, 2007) 4. Mas a discussão de temas de interesse público seria também possibilitada pelo conhecimento dos fatos e assuntos tratados através da mídia (com especial enfoque na imprensa), num recorte da esfera pública - que permite tanto a crítica ao Estado quanto a tomada autônoma de decisões do cidadão (REESE-SCHÄFER, 2010). O cenário atual, no entanto, nos mostra também a mudança do princípio básico norteador da esfera pública, numa necessária releitura crítica em que o contexto no qual a sociedade e a mídia estão inseridas é considerado determinante. A comercialização da mídia altera seu caráter profundamente: o que antes era um fórum exemplar de debate crítico-racional torna-se mais um domínio de consumo cultural, e a esfera pública burguesa esvazia-se num mundo fictício de imagens e opiniões (THOMPSON, 2011, p. 109). 3. Internet: a Terra das Possibilidades Na contemporaneidade, o contexto no qual a sociedade e a mídia estão, mergulhadas no advento de novas tecnologias aliadas aos diferentes modelos de comunicação e disseminação das mensagens, fez surgir aquela que é considerada também mais uma possibilidade de debate público: a Internet. Através das Plataformas Comunicativas Multimidiáticas Ciberespaciais (caracterizadas por competências comunicativas que favorecem o processo de construção da opinião com o mínimo de interferências), conforme Castells (2011), a Internet se estabelece como o meio de comunicação interativo universal via 4 Disponível em: jornalistas_brasileiros.pdf. Acesso em: 25/03/2011

4 computador da chamada Era da Informação, capaz de transformar para sempre e irremediavelmente nossa cultura. Assim, a Internet se mostra como um ambiente no qual a instantaneidade de conexão dos usuários e a possibilidade destes produzirem e acessarem conteúdos de acordo com sua vontade faz do usuário não apenas influenciado, mas também influenciador do meio (BRITTES, 2007). A revolução tecnológica presenciada na contemporaneidade permite ao indivíduo maior disponibilização das informações e do conhecimento. Conforme nos diz Castells (2006), a Internet permite descentralizar os meios de comunicação de massa, mostrando-se cada vez mais como um espaço social amplo e diversificado. Permitindo não apenas o conhecimento, mas também a interação, ela se mostra como um meio através do qual o alcance comunicativo do indivíduo tem potencial para maiores proporções: qualquer um pode, com computador e acesso à internet, conferir as informações que desejar e/ou deixar suas impressões, bem como orientar ou repassar tais orientações aos seus pares e/ou aos profissionais de mídia. Trata-se do que Castells (2006) apontou como a capacidade de mudar o fluxo de informação a partir da capacidade autônoma de comunicação, reforçada mediante tecnologias digitais de comunicação. O advento das novas tecnologias, aliado aos diferentes modelos de comunicação e disseminação das mensagens, fez da Internet um campo fértil para o surgimento de espaços propícios, inclusive, ao debate público. A abordagem de temas relacionados ao interesse coletivo de uma maneira geral (administração pública, mobilizações e modificações políticas, entre outros) passa pela publicização, na qual os conceitos de público e privado apontam para a prática regida de acordo com a oposição entre publicidade e privacidade (THOMPSON, 2011). Neste cenário, as redes sociais surgem como um novo meio através do qual os cidadãos também tomam conhecimento de fatos, buscam informações e/ou externam posicionamentos, num processo que pode abordar temas diversos. Diversos veículos jornalísticos expandiram seus braços na Internet. O acompanhamento da informação através de sites e portais de notícias já faz parte do cotidiano de um número crescente de pessoas, que por sua vez encontram nas chamadas redes sociais da Internet uma maneira de expressar suas opiniões. Com o uso abundante destas nos meios profissionais e de entretenimento, não é difícil lembrar da repercussão alcançada por temas

5 contemplados pelos Trending Topics 5 do Twitter ou das quantidades registradas de compartilhamentos 6 no Facebook dados que todos os dias (ou em tempo consideravelmente inferior) sofrem alteração. 4. Novidades das Redes Sociais: Interação, Impressão, Informação Conforme Raquel Recuero (2010) explica, as redes sociais são um conjunto formado por dois elementos: os atores e as conexões, ou seja, as pessoas, instituições ou grupos (os indivíduos envolvidos na rede), de um lado, e suas respectivas conexões, de outro. Na atualidade, uma característica marcante dos atores nas redes é a necessidade de visibilidade, que por sua vez reforça a possibilidade de interação. Por isso, os chamados sites de redes sociais possuem uma grande diferença se comparados a outras formas de comunicação que não as mediadas por computador: o modo como permitem aos seus usuários a visibilidade e a articulação de suas redes sociais, bem como a manutenção dos laços sociais estabelecidos no espaço off-line (RECUERO, 2010). Um mesmo ator social pode utilizar, para diferentes objetivos, diferentes sites de redes sociais, nos quais poderá construir valores diferentes. Os usuários, percebidos, identificados e capazes de interação, têm também a consciência da impressão que pretendem causar e que podem construir. O que eles publicam/divulgam é, dessa maneira, reflexo da percepção do valor que podem gerar. Os sites de redes sociais amplificam a expressão na rede social, bem como a conectividade estabelecida entre os grupos sociais. Aliando-se à apropriação social das ferramentas de comunicação da internet na dinâmica das redes sociais, torna-se possível otimizar possibilidades de produção de conteúdo, pulverização da informação e interação no processo comunicativo. Com o amplo alcance às redes sociais, a produção e disseminação de conteúdos por qualquer ator inserido neste ambiente tornou-o um novo espaço comunicativo ao qual o público tem acesso, no qual os fluxos de informação são direcionados para a publicização de informações diretamente associada ao efeito de exposição e/ou confronto de declarações, dados e opiniões, bem como a reação ao que for exposto no mesmo ambiente. 5 Sequência de assuntos mais comentados no Twitter. 6 No Facebook, ao compartilhar qualquer conteúdo (próprio ou de outra pessoa), uma pessoa permite que aqueles que estão ligados a ela vejam o conteúdo compartilhado.

6 Como resultado do advento dos sites de redes sociais e a consequente descoberta de seu potencial na comunicação, tornou-se cada vez mais comum a criação de perfis de organizações em redes sociais com o intuito de aproximá-las dos usuários, abrindo um canal de contato direto e através do qual o indivíduo possa acompanhar informações e interagir. É importante perceber que não se trata meramente da disponibilização de dados, a informação pura e simples, mas sim de um processo mais amplo cujo alcance pode possibilitar reações por parte dos usuários dos sites de redes sociais diante de algum tema. Os processos dinâmicos que constituem as redes sociais conseguem burlar a mera exposição de conteúdo e deixa ao alcance dos usuários uma maior proximidade com a exposição de considerações individuais e coletivas podendo, inclusive, causar a convergência de posicionamentos e ações numa esfera exterior à comunicação mediada por computador, no seio da sociedade. Segundo pesquisa realizada pela PR Newswire em , o Twitter foi considerado como a rede social que mais ajuda no trabalho por 73,4% dos jornalistas brasileiros e 79,7% dos profissionais entrevistados admitiram usar as redes sociais para entrar em contato com as fontes. Em , pesquisa da ComScore apontou o Facebook e o Twitter como estando em primeiro e terceiros lugares, respectivamente, entras as redes sociais mais acessadas no Brasil. Parte do cotidiano de indivíduos em diversas partes do mundo, as chamadas redes sociais (que vem sendo absorvidas pelas redações jornalísticas como mais um canal de comunicação) são sites na internet construídos para permitir a criação colaborativa de conteúdo, a interação social e o compartilhamento de informações em diversos formatos (TELLES, 2010, p. 19). São diversos os veículos de comunicação que possuem perfis nas redes. Neste contexto, os laços sociais (produto das conexões em uma rede social) são usados pelos atores envolvidos no processo para construção de valores. Os atores são conscientes das impressões que desejam criar e dos valores e impressões que podem ser construídos nas redes sociais mediadas pelo computador. Por conta disso, é possível que as informações que escolham divulgar e publicar sejam diretamente influenciadas pela percepção de valor que poderão gerar (RECUERO, 2010, p. 118). 7 Disponível em Acesso em 22/12/ Disponível em Acesso em 20/07/2014.

7 5. Viralização: Possibilidade Contemporânea Atualmente não há mais linhas que delimitem o que é uma mídia e o que é outra. Lúcia Santaella (2007) defende a distinção de seis tipos de culturas da comunicação: oral, escrita, impressa, massiva, midiática e digital. Entretanto, ela afirma que todas as formas de cultura coexistem, convivem e sincronizam-se, resultando numa trama cultural híbrida e hipercomplexa. E o leitor se encontra imerso nessa cultura. Os internautas de hoje estão cada vez mais informados e críticos em relação aos conteúdos que recebem. Desenvolvem uma nova postura diante das mensagens comunicacionais e, principalmente, publicitárias. Mostram-se reativos, conectados aos pares e dispostos a compartilhar suas experiências particulares com desconhecidos no ambiente virtual em defesa ou para denúncia de uma marca. Esses indivíduos se tornam também aptos a produzirem seus próprios textos, vídeos e fotos. Empoderam-se do discurso de outros e recriam, transformam e mais, disseminam essas informações em questão de segundos. Essa configuração de interação que se estabelece altera o cenário comunicacional dos grandes veículos de informação que dominavam a emissão de notícias. O internauta hoje registra acontecimentos do cotidiano e os divulga, filma e fotografa sem pedir licença e, em muitos casos, adquire credibilidade semelhante aos veículos de comunicação instituídos no ambiente digital. São os chamados prossumers, termo cunhado por Alvin Toffler (1980) que se aplica à nova atuação dos internautas: indivíduos capazes não só de consumir, mas de produzir conteúdo. Como diz Eugenia Barichello (2010) as imagens de emissor e receptor borram-se em função da livre participação de todos com produção e difusão de conteúdos próprios (BARICHELLO, 2010, p.33). O cenário digital permite pela primeira vez, a comunicação de muitos para muitos em tempo escolhido e a uma escala global (CASTELLS, 2004, p. 16). A comunicação passa, portanto, do modelo verticalizado onde os grandes conglomerados midiáticos dominavam a produção de conteúdo para um esquema horizontal, onde as informações são emitidas por vários polos, descentralizando e desmassificando as informações. A desmassificação dos meios de comunicação de massa desmassifica igualmente as nossas mentes. Hoje, em vez de massas de pessoas recebendo todas as mensagens, grupos desmassificados menores recebem e enviam grandes quantidades de suas próprias imagens de uns para os outros (TOFFLER, 1980, p.171).

8 Com essa desmassificação dos meios de comunicação de massa, cresce o número de informações personalizadas. Os prossumers registram, compartilham, comentam e discutem sobre pontos de vista do mundo que eles mesmos produziram. Os meios de comunicação, por sua vez, filtram essas informações e dão destaque aos conteúdos mais acessados, utilizando fontes distintas para divulgação de informação. O processo se inverte. Se antes os indivíduos recorriam aos meios de comunicação de massa para conseguirem informações, hoje, os meios recorrem aos conteúdos dos indivíduos para criarem suas pautas. Diversos são os exemplos de notícias geradas por internautas que tomam a frente dos noticiários, e hoje já vemos o estímulo por parte dos veículos de comunicação à colaboração na criação das pautas. De maneira menos formal, as redes sociais servem como um verdadeiro mural de avisos, onde todos os usuários estão livres para expressar vontades, angústias e desabafos. Além das postagens de cunho pessoal, muitos se utilizam desse espaço para gerar conteúdo, divulgar trabalhos, buscar oportunidades ou para replicar mensagens enviadas por outras pessoas. O ato de reenviar, disseminar, multiplicar ou compartilhar, apropriado pelo usuário da rede social, embasa atualmente a estratégia do marketing viral. A internet se aliou aos publicitários e aos jornalistas na luta pela atenção do consumidor diante das possibilidades de entretenimento e informações personalizadas (BARICHELO, 2010). E a estratégia do marketing viral parte justamente do princípio do envolvimento, ou seja, se o internauta se envolve com o conteúdo e é realmente encantado, ele irá disseminá-la. A propaganda visava atingir o consumidor e motivá-lo à efetivação da compra. Hoje isso não é o bastante. Busca-se conquistar o consumidor de tal forma que ele se torne um defensor, um advogado e vendedor da marca, detalhando seus benefícios e atrelando sua imagem à da empresa ou serviço. O marketing viral funciona, então, como suporte para esse novo interesse da publicidade. Que, na verdade, não é tão novo assim, mas ganhou outra roupagem: em relação ao boca-a-boca, podemos afirmar que o marketing viral é o seu correspondente no ciberespaço (SILVA, 2008, p.95). Ou seja, o hábito de comentar em rodas de amigos sobre determinadas marcas defendendo-as ou denegrindo-as, chamada propaganda boca-a-boca, foi transposto para o ambiente digital na forma do marketing viral. O conceito de marketing viral poderia ser sintetizado em um:

9 Modelo de comunicação com públicos da internet, que pressupõe que a mensagem irá se disseminar por contágio de pessoas próximas ao público inicialmente alcançado, num espiral de crescimento constante (SILVA, 2008, p.93). E entende-se por contágio a difusão da informação como a ação de um vírus que se espalha sem controle, daí a nomenclatura viral. Nelito Silva (2008) diferencia o marketing viral do efeito viral: o primeiro trata das ações feitas propositalmente (geralmente publicidades, mesmo que camufladas como entretenimento) para envolver o internauta e motivar o compartilhamento; já o efeito viral é espontâneo e pode ocorrer até com vídeos caseiros que, por alguma razão ou temática (comicidade, lição de moral, declaração de amor) motivaram a disseminação rápida na internet. Para que uma mensagem seja utilizada nessa prática de marketing visando atingir o efeito viral ela deve conter entretenimento, humor e conteúdos relevantes ou curiosos com informações úteis, motivando o internauta a compartilhá-la com os amigos. O envolvimento fundamental para o sucesso do viral (BARICHELLO, 2010). E a mensagem deve indicar ferramentas acessíveis para o compartilhamento, pois quanto mais fácil for o reenvio, maior a oportunidade de aumentar a disseminação (ROSEN, 2001). É importante, nas campanhas publicitárias e na disseminação de notícias, que o conteúdo a ser viralizado seja distribuído em ambientes virtuais que favoreçam sua replicação. Nas redes sociais os indivíduos se agrupam por interesses em comum, compartilham hábitos de consumo e fazem das comunidades focos para possíveis anunciantes iniciarem campanhas. Os nichos de consumidores ou potenciais consumidores, aglutinados em torno de interesses comuns nas comunidades online, fornecem uma geografia do ciberespaço favorável à disseminação da mensagem publicitária, potencializando uma estratégia de marketing viral (SILVA, 2008, p. 97). Os profissionais responsáveis pelo lançamento das mensagens devem observar a existência de pessoas influentes na rede. Formadores de opinião, como Silva (2008) nomeia, ou hubs, indivíduos conectores que servem de referência no universo digital como pontua Toffler (1980). Essas pessoas são peças importantes para fazer as mensagens se multiplicarem em grande escala na internet. Elas repassam o conteúdo a seus contatos, aos grupos que pertencem e dão seu crédito ao que enviam, validando aquela informação como interessante.

10 Nova Notícia: a Movimentação das Redes como Fontes sobre Celebridades Informações sobre as chamadas celebridades de qualquer área: artes, entretenimento, política, esportes ou até mesmo um produto de outra circunstância, como é o caso das chamadas celebridades instantâneas são um alvo em potencial nessa configuração atual de difusão de mensagens. As notícias sobre elas movimentam um mercado editorial próprio. Mesmo as transgressões em que se envolvem (já que estão sujeitas ao escândalo) podem atrair a atenção do público. Douglas Kellner (2006) afirma que na sociedade atual, entretenimento e espetáculo são incorporados ao universo dos negócios, da economia e da política. Temos uma nova cultura do espetáculo, na qual sociedade e vida cotidiana estão mergulhadas numa nova configuração que envolve, também, novas formas culturais, relações sociais e tipos de experiências. Esther Hamburguer (2008) comenta que a noção de espetáculo descrita por Guy Debord (1997), trabalhada inicialmente em 1967, se estabeleceu de forma incontestável: A noção de espetáculo tal como descrita por Debord se estabeleceu quase como um dado, mas descritivo. Vivemos na sociedade do espetáculo, não há como contestar. De maneira mais genérica, a noção busca dar conta da dimensão cotidiana que a presença do jogo midiático impõe para as relações sociais e políticas. A noção de sociedade do espetáculo é eficiente (HAMBURGUER, 2008, p.14). Dessa maneira, as notícias sobre as celebridades transformam suas vidas em um verdadeiro show. As pessoas públicas estão sujeitas à espetacularização, mas sem a certeza de que isso lhes trará efeitos exclusivamente positivos. Exemplo disso foi o vazamento de fotos íntimas da atriz Carolina Dieckmann 9 na Internet, ocorrido em maio de Com a ampla cobertura do caso, a mídia também produziu matérias sobre dicas de segurança virtual fornecidas por especialistas bem como acompanhando o desenrolar do processo envolvendo a atriz, a polícia do Rio de Janeiro e os suspeitos. Tal evento pautou noticiários, portais online, e foi o mais comentado no Twitter na tarde do dia 4 de maio de acordo com o blog Bombou na Web, que mapeia os conteúdos mais falados no Brasil na rede social. 9 Disponível em Acesso em 20/07/2013.

11 A absorção das redes sociais na dinâmica condutora do jornalismo tem se mostrado como uma realidade cada vez mais presente em veículos jornalísticos. Wolf (2009) lembra que, sob a perspectiva teórica do newsmaking, o jornalista, profissional imbuído de atribuições cujo principal objetivo é proporcionar ao indivíduo a informação, está mergulhado numa série de práticas de rotina profissional empregadas na produção da notícia. Desde a escolha dos fatos passíveis de serem (ou não) noticiados, passando pela forma de realização da cobertura informativa e as operações empregadas pelos aparatos de informação nesta tarefa, o processo de produção das notícias é interativo e depende, além das rotinas profissionais, das iniciativas do jornalista e de demandas da sociedade, entre outros fatores (PENA, 2012). O fazer jornalístico, como já disse Ferrari (2010), está mudando e obrigando às novas gerações de profissionais a se adaptarem às modificações necessárias impostas pela convivência lado a lado com blogs, redes sociais e demais pontos nos quais os conteúdos são disponibilizados e se misturam, muitas vezes até furando a mídia tradicional. As redes sociais vêm sendo encaradas pelos profissionais da notícia não só como canal de exercício de uma comunicação essencialmente interativa, mas também como uma plataforma capaz de apontar possíveis pautas, sujeitas a critérios de noticiabilidade que podem ser afetados (ou afetar) o tratamento dos chamados temas de interesse público. Os estudos sobre o newsmaking tornaram esse ponto suficientemente claro e incontrovertível: a rede de fontes que os aparatos de comunicação estabilizam como instrumento essencial para o seu funcionamento reflete, de um lado, a estrutura social e de poder existente e, de outro, organiza-se na base das exigências colocadas pelos procedimentos de produção (WOLF, 2009, p. 235). E é a partir desta nova maneira de encarar as redes sociais, como uma possível fonte de pautas, que surge a possibilidade de uma nova notícia - além daquela eventualmente já veiculada. Nos sites de redes sociais, a interação entre os usuários é a responsável pela repercussão que o tema vai ter. Temas viralizados, além de engrossarem os números de compartilhamentos, citações ou curtidas, passam a ser encarados como um novo acontecimento digno de ser noticiado: a repercussão que estes alcançam nas próprias redes sociais (resultante da interação, que a alavancou no site da rede social em questão) originam matérias. Enquanto os usuários das redes se empoderam do discurso de outros e recriam, transformam e disseminam tais informações, as notícias também passam a focar no uso da própria rede social. Prova disso é que, tanto em veículos impressos quanto eletrônicos,

12 quando tratam de algum tema de grande repercussão, deixam registrados comentários de usuários de algumas destas redes sociais, numa espécie de povo-fala digital. 6. O Caso Anitta Personalidade alçada à fama nacional depois de lançar a música Show das Poderosas, a cantora Anitta foi uma das indicadas ao prêmio Melhores do Ano, transmitido ao vivo para todo o Brasil pela Rede Globo de Televisão na noite de 16 de março de Na ocasião, a artista se apresentou com um curativo no nariz, com a justificativa de que havia se submetido a procedimentos de cirurgia estética. Ainda na mesma noite, o nome de Anitta ficou entre os assuntos mais comentados no Twitter: internautas passaram a utilizar hashtags para marcar comentários sobre o mesmo assunto e, durante dias, os Trending Topics do Twitter tiveram posts sobre a aparência da cantora entre os destaques do período. As hashtags #AnittaNarizDeCapivara e #AnittaVocêNãoéBonitaVcÉRidícula chegaram rapidamente aos assuntos mais comentados, com internautas opinando sobre o resultado final das cirurgias pelas quais a cantora havia passado. Neste intervalo, sites e portais de notícias, bem como outros veículos de veículos de comunicação, passaram a noticiar a repercussão que a aparência da cantora teve nas redes sociais. São exemplos os casos abaixo: QUADRO 1 Repercussão do Caso Anitta em sites e portais de notícia Veículo: Portal Terra Título da matéria: Após plástica, Anitta vira piada no Twitter Dia de publicação: 17/03/2014 Link:http://diversao.terra.com.br/gente/apos-plastica-anitta-vira-piada-no-twitter-nariz-de-capivarab9c4f9da 030d4410VgnVCM ccceb0aRCRD.htm Veículo: Veja (versão on line) Título da matéria: Com novo nariz, Anitta é comparada a capivara no Twitter Dia de publicação: 17/03/2014 Link: Veículo: E! On line Título da matéria: Anitta faz plástica no nariz e recebe críticas na web Dia de publicação: 17/03/2014 Link: br.eonline.com/2014/anitta-faz-plastica-no-nariz-e-recebe-criticas-na-web Veículo: Caras (versão on line) Título da Matéria: Anitta faz desabafo após críticas sobre cirurgia plástica Dia de publicação: 17/03/2014 Link:

13 Além das matérias veiculadas no mesmo dia ou no dia seguinte, o comportamento dos usuários de redes sociais com relação a cantora continuou sendo tema de matérias produzidas posteriormente. A repercussão que o comportamento dos usuários do Twitter 10 alcançou naquela rede (sendo alçados aos Trending Topics) e os relatos de apelidos e hashtags empregadas pelos usuários para se referirem à cantora seguiram sendo abordados em matérias em diferentes veículos de comunicação. Considerações Finais A contemporaneidade testemunha uma produção jornalística voltada não apenas para o interesse público, mas essencialmente para o interesse do público ao destacar notícias da vida íntima das celebridades; a viralização de conteúdos da intimidade de personalidades da mídia reflete adequadamente as características da cultura de uma Sociedade do Espetáculo como propôs Debord (1997). A replicação destes conteúdos acaba por consolidar a atuação dos prossumers que adicionam conteúdos personalizados nas redes, ampliando e enaltecendo o indivíduo voyeur e por impulsionar o surgimento de uma demanda específica nos veículos de comunicação diante dessas temáticas. As celebridades, ou pessoas públicas, caem no gosto da população que dá audiência e alimenta programas e noticiários com informações sobre diversos aspectos da vida privada dessas personalidades. Os consumidores atuais produtores e receptores de conteúdo passam a comandar ainda mais as pautas jornalísticas tendo em vista o crescente número de veículos que dá acesso à participação e colaboração dos espectadores na discussão e na produção das notícias. As redes sociais são um veículo através do qual este comando tem a possibilidade de ser exercido, sendo a interação entre os seus usuários encarada como um critério de legitimidade e a repercussão ali alcançada pelos temas, um novo acontecimento digno de ser noticiado. Embora seja uma realidade recente, as redes sociais possibilitam interações potencialmente interferentes no rumo da notícia (e no surgimento de uma nova notícia). Esta nova notícia, no entanto, mostra-se nova enquanto envolta em critérios de noticiabilidade de acordo com a percepção das proporções dos acontecimentos nas redes sociais, oriundas 10 Disponível em Acesso em 23/05/2014.

14 principalmente da interação. O jornalismo pautado por estas circunstâncias pode, invariavelmente, produzir notícias a respeito do que se tornou notícia num movimento de retroalimentação onde as estratégias de comunicação se tornam os efetivos pontos que impulsionam a produção deste tipo de pauta. Referências Bibliográficas BARICHELO, Eugenia. O marketing viral como estratégia publicitária nas novas ambiências midiáticas. Em Questão: Porto Alegre, v.16, n.1, p BRIGGS, Asa & BURKE, Peter. Uma história social da mídia: de Gutenberg à Internet. 2ª Ed. Rio de Janeiro: Zahar, BRITTES, Juçara Gorski. A revitalização da esfera pública habermasiana pela comunicação ciberespacial. Covilhã: Biblioteca On Line da Ciências da Comunicação, Disponível em http: //www.bocc.ubi.pt/pag/brittes-jucara-revitalizacao-esfera-publica.pdf. Acesso em 05/09/2011. CASTELLS, Manuel. A Galáxia Internet: reflexões sobre internet, negócios e sociedade. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, Inovação, liberdade e poder na era da informação. In: MORAES, Dênis de (org.). Sociedade midiatizada. Rio de Janeiro: Mauad, A sociedade em rede. 6 ed. São Paulo: Paz e Terra, DEBORD, Guy. A sociedade do espetáculo. Rio de Janeiro: Contraponto, FERRARI, Pollyana. Jornalismo digital. 4ª ed. São Paulo: Contexto, 2010 HAMBURGUER, Esther. Violência e pobreza no cinema brasileiro recente: reflexões sobre a ideia de espetáculo. CEBRAP, Novos Estudos, São Paulo, n.78, p , jul, KELLNER, Douglas. Cultura da mídia e triunfo do espetáculo. In: MORAES, Dênis de (Org.). Sociedade midiatizada. Rio de Janeiro: Mauad, PENA, Felipe. Teoria do jornalismo. 3ª Ed. São Paulo: Contexto, PULITZER, Joseph. A escola de jornalismo: a opinião pública. Florianópolis: Insular, REESE-SCHÄFER, Walter. Compreender Habermas. 3ª Ed. Petrópolis: Vozes, RECUERO, Raquel. Redes sociais na internet. Porto Alegre: Sulina, ROSEN, Emanuel. Marketing boca a boca: como fazer com que os clientes falem de sua empresa, seus produtos e serviços. São Paulo: Futura, ROSSI, Clovis. O que é jornalismo. 10ª Ed. São Paulo: Brasiliense, 2007.

15 SANTAELLA, Lucia. Linguagens líquidas na era da mobilidade. São Paulo: Paulus, SILVA, Nelito Falcão. Marketing viral: quando os internautas são a melhor propaganda f. Dissertação (Mestrado em Teorias e Tecnologias da Comunicação) Universidade de Brasília, Brasília, TELLES, André. A revolução das mídias sociais. São Paulo: M. Books do Brasil Editora Ltda, THOMPSON, John B. A mídia e a modernidade: uma teoria social da mídia. 12ª Ed. Petrópolis: Vozes, TOFFLER, Alvin. A terceira onda. Rio de Janeiro: Record, WOLF, Mauro. Teorias das comunicações de massa. 4ª ed. São Paulo: Editora WMF Martins Fontes, 2009.

Uma Reflexão Sobre a Interferência das Redes Sociais na Notícia 1. Juliana dos Santos Ferreira COSTA 2 Instituto Federal de Pernambuco, Recife, PE

Uma Reflexão Sobre a Interferência das Redes Sociais na Notícia 1. Juliana dos Santos Ferreira COSTA 2 Instituto Federal de Pernambuco, Recife, PE Uma Reflexão Sobre a Interferência das Redes Sociais na Notícia 1 Juliana dos Santos Ferreira COSTA 2 Instituto Federal de Pernambuco, Recife, PE RESUMO Com a Internet e, mais recentemente, o advento dos

Leia mais

Lucas Arantes Zanetti 1 Lívia Cadete da Silva 2 Orientadora: Caroline Kraus Luvizotto 3 Universidade Estadual Paulista, Bauru, SP

Lucas Arantes Zanetti 1 Lívia Cadete da Silva 2 Orientadora: Caroline Kraus Luvizotto 3 Universidade Estadual Paulista, Bauru, SP Movimentos sociais e internet: uma análise sobre as manifestações de 2013 no Brasil Lucas Arantes Zanetti 1 Lívia Cadete da Silva 2 Orientadora: Caroline Kraus Luvizotto 3 Universidade Estadual Paulista,

Leia mais

Imagem corporativa e as novas mídias

Imagem corporativa e as novas mídias Imagem corporativa e as novas mídias Ellen Silva de Souza 1 Resumo: Este artigo irá analisar a imagem corporativa, mediante as novas e variadas formas de tecnologias, visando entender e estudar a melhor

Leia mais

Cinco pontos sobre redes sociais na Internet

Cinco pontos sobre redes sociais na Internet Cinco pontos sobre redes sociais na Internet Por Raquel Recuero (*) Nos últimos anos, assistimos a um crescimento espantoso das chamadas tecnologias de comunicação. Essas tecnologias tornaram-se mais rápidas,

Leia mais

Trabalho interdisciplinar e atividade extensionista na UEPG: o projeto Portal Comunitário

Trabalho interdisciplinar e atividade extensionista na UEPG: o projeto Portal Comunitário Trabalho interdisciplinar e atividade extensionista na UEPG: o projeto Portal Comunitário SOUZA, Kauana Mendes 1 ; XAVIER, Cintia 2 Universidade Estadual de Ponta Grossa, Paraná, PR RESUMO O projeto Portal

Leia mais

1 Introdução. 1.1 A Nova Era Digital

1 Introdução. 1.1 A Nova Era Digital 11 1 Introdução Com o advento da nova era da internet, conhecida com web 2.0, e o avanço das tecnologias digitais, o consumidor passa a ter maior acesso à informação bem como à facilidade de expressar

Leia mais

História Diferenciações Assessoria o que é? Estrutura Comunicação x Imprensa Papéis e funções Planejamento Conteúdo Processamento interno x externo

História Diferenciações Assessoria o que é? Estrutura Comunicação x Imprensa Papéis e funções Planejamento Conteúdo Processamento interno x externo Morgana Hamester História Diferenciações Assessoria o que é? Estrutura Comunicação x Imprensa Papéis e funções Planejamento Conteúdo Processamento interno x externo Contexto atual Modelização digital contemporaneidade;

Leia mais

JORNAL DIÁRIO DA CONSTRUÇÃO CIVIL DO PARÁ www.diariodaconstrucao.com.br

JORNAL DIÁRIO DA CONSTRUÇÃO CIVIL DO PARÁ www.diariodaconstrucao.com.br PROPOSTA DE PROPAGANDA - ANUNCIE NO JDC Apresentação de Plano de Publicidade Online no Site O JORNAL DIÁRIO DA CONSTRUÇÃO CIVIL DO PARÁ atende com o nome de JDC, porque é uma empresa que tem como sua atividade

Leia mais

Como e por onde começar e os melhores formatos de conteúdo para você

Como e por onde começar e os melhores formatos de conteúdo para você Como e por onde começar e os melhores formatos de conteúdo para você A fim de criar, controlar, gerenciar sua reputação online e construir a carreira que você deseja, alguns ações são necessárias. A primeira

Leia mais

Jornalismo cultural na internet e a proposta do site Movamente 1

Jornalismo cultural na internet e a proposta do site Movamente 1 Jornalismo cultural na internet e a proposta do site Movamente 1 Letícia BARROSO 2 Thaís PEIXOTO 3 Centro Universitário Fluminense Campus II- Campos/RJ RESUMO: A falta de espaço nos veículos convencionais

Leia mais

Quem é Ana Luiza Cunha?

Quem é Ana Luiza Cunha? Apresentação WSI Quem é a WSI? Fundada em 1995 Nascimento da Internet 1.100 Consultores de Marketing Digital 81 países 12 grandes Centros de Produção Receita estimada da rede: acima de US$160 milhões Parceiros:

Leia mais

Resenha. Fernanda Gabriela Gadelha ROMERO 1

Resenha. Fernanda Gabriela Gadelha ROMERO 1 Resenha As redes sociais na internet: instrumentos de colaboração e de produção de conhecimento (Redes Sociais na Internet. Raquel Recuero. Porto Alegre: Sulina, 2009) Fernanda Gabriela Gadelha ROMERO

Leia mais

. Indice. 1 Introdução. 2 Quem Somos. 3 O que Fazemos. 4 Planejamento. 5 Serviços. 6 Cases. 9 Conclusão

. Indice. 1 Introdução. 2 Quem Somos. 3 O que Fazemos. 4 Planejamento. 5 Serviços. 6 Cases. 9 Conclusão . Indice 1 Introdução 2 Quem Somos 3 O que Fazemos 4 Planejamento 5 Serviços 6 Cases 9 Conclusão . Introdução 11 Segundo dados de uma pesquisa Ibope de 2013, o Brasil ocupa a terceira posição em quantidade

Leia mais

1 MINUTA DO PLANO DE COMUNICAÇÃO E PARTICIPAÇÃO SOCIAL

1 MINUTA DO PLANO DE COMUNICAÇÃO E PARTICIPAÇÃO SOCIAL 1 MINUTA DO PLANO DE COMUNICAÇÃO E PARTICIPAÇÃO SOCIAL 1.1 APRESENTAÇÃO O Plano de Comunicação e Participação Social subsidiará a elaboração do Plano Diretor de Mobilidade Urbana, criando as bases para

Leia mais

NOTÍCIA INSTITUCIONAL: IMAGEM INSTITUCIONAL

NOTÍCIA INSTITUCIONAL: IMAGEM INSTITUCIONAL NOTÍCIA INSTITUCIONAL: IMAGEM INSTITUCIONAL RESUMO Caroline Ferreira 1 O objetivo deste artigo é falar sobre Noticia institucional e o interesse cada vez maior das empresas em cuidar da sua imagem institucional.

Leia mais

As Comunidades Virtuais e a Produção do Capital Social: 1 Uma análise sob a comunidade Lollapalooza Brasil

As Comunidades Virtuais e a Produção do Capital Social: 1 Uma análise sob a comunidade Lollapalooza Brasil As Comunidades Virtuais e a Produção do Capital Social: 1 Uma análise sob a comunidade Lollapalooza Brasil Samira NOGUEIRA 2 Márcio Carneiro dos SANTOS 3 Universidade Federal do Maranhão, São Luís, MA

Leia mais

Blog da House Comunicação entre a Agência Experimental e acadêmicos de Publicidade e Propaganda da FURB 1

Blog da House Comunicação entre a Agência Experimental e acadêmicos de Publicidade e Propaganda da FURB 1 Blog da House Comunicação entre a Agência Experimental e acadêmicos de Publicidade e Propaganda da FURB 1 Fernanda Bento ZEN 2 Joaquim Cardeal Junior 3 Fabricia Durieux ZUCCO 4 Venilton REINERT 5 FURB

Leia mais

Projeto de pesquisa apresentado para o Programa de Pós Graduação em Comunicação pela Universidade Federal de Juiz de Fora

Projeto de pesquisa apresentado para o Programa de Pós Graduação em Comunicação pela Universidade Federal de Juiz de Fora Projeto de pesquisa apresentado para o Programa de Pós Graduação em Comunicação pela Universidade Federal de Juiz de Fora O COMPORTAMENTO CONSUMIDOR NAS MÍDIAS DIGITAIS: UM ESTUDO SOBRE GENEALOGIA DO PODER

Leia mais

ANEXO V À RESOLUÇÃO Nº XX/2015, DE XX DE XXXX DE 2015.

ANEXO V À RESOLUÇÃO Nº XX/2015, DE XX DE XXXX DE 2015. ANEXO V À RESOLUÇÃO Nº XX/2015, DE XX DE XXXX DE 2015. 1 OBJETIVO O objetivo deste documento é estipular um plano de ação para criar e gerenciar perfis do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia

Leia mais

Đ ŕňĉòă. g esſ tã o d e r e d esſ sſo ciaisſ

Đ ŕňĉòă. g esſ tã o d e r e d esſ sſo ciaisſ Đ ŕňĉòă g esſ tã o d e r e d esſ sſo ciaisſ Em todas as empresas há um segredo Na nossa o segredo passa a ser você quem somos? Quando acabarem a licenciatura, o desemprego espera-vos. Enganaram se! Se

Leia mais

Apresentação da FAMA

Apresentação da FAMA Pós-Graduação Lato Sensu CURSO DE ESPECIIALIIZAÇÃO 444 horras/aulla 1 Apresentação da FAMA A FAMA nasceu como conseqüência do espírito inovador e criador que há mais de 5 anos aflorou numa família de empreendedores

Leia mais

Resumo. Palavras-chave: twitter; ferramenta; planejamento; Greenpeace.

Resumo. Palavras-chave: twitter; ferramenta; planejamento; Greenpeace. O Twitter Como Ferramenta de Divulgação Para As Empresas: Um Estudo De Caso do GREENPEACE 1 Jonathan Emerson SANTANA 2 Gustavo Guilherme da Matta Caetano LOPES 3 Faculdade Internacional de Curitiba - FACINTER

Leia mais

Público Interno e crises organizacionais: um estudo abordando a incidência de demissões motivadas pelo uso inadequado das redes sociais digitais

Público Interno e crises organizacionais: um estudo abordando a incidência de demissões motivadas pelo uso inadequado das redes sociais digitais Público Interno e crises organizacionais: um estudo abordando a incidência de demissões motivadas pelo uso inadequado das redes sociais digitais Penélope da Silva Almeida SANTOS Universidade Sagrado Coração

Leia mais

A INFLUÊNCIA DA COMUNICAÇÃO NO DESENVOLVIMENTO DE AÇÕES DE RESPONSABILIDADE SOCIAL NO BRASIL

A INFLUÊNCIA DA COMUNICAÇÃO NO DESENVOLVIMENTO DE AÇÕES DE RESPONSABILIDADE SOCIAL NO BRASIL A INFLUÊNCIA DA COMUNICAÇÃO NO DESENVOLVIMENTO DE AÇÕES DE RESPONSABILIDADE SOCIAL NO BRASIL Introdução A partir da década de 90 as transformações ocorridas nos aspectos: econômico, político, social, cultural,

Leia mais

SEMINÁRIO ABMES BASES DO MARKETING DIGITAL. Expositor. Júlio César de Castro Ferreira julio.ferreira@produtoranebadon.com.

SEMINÁRIO ABMES BASES DO MARKETING DIGITAL. Expositor. Júlio César de Castro Ferreira julio.ferreira@produtoranebadon.com. SEMINÁRIO ABMES BASES DO MARKETING DIGITAL Expositor Júlio César de Castro Ferreira julio.ferreira@produtoranebadon.com.br (61) 9613-6635 5 PILARES DO MARKETING DIGITAL 1 2 3 4 5 Presença digital: Ações

Leia mais

Blogs Corporativos como instrumentos de comunicação nas empresas: uma análise prático-teórica.

Blogs Corporativos como instrumentos de comunicação nas empresas: uma análise prático-teórica. Blogs Corporativos como instrumentos de comunicação nas empresas: uma análise prático-teórica. Além de tornar-se fundamental para a difusão do conhecimento e geração das relações interpessoais, a Internet

Leia mais

Plusoft Rua Nebraska, 443, 5º Andar, Brooklin São Paulo (SP) F.: 55 11 5091-2777 www.plusoft.com.br - @Plusoft -

Plusoft Rua Nebraska, 443, 5º Andar, Brooklin São Paulo (SP) F.: 55 11 5091-2777 www.plusoft.com.br - @Plusoft - Potencializando resultados com o SOCIAL CRM A CONSTRUÇÃO DE RELACIONAMENTOS SÓLIDOS NA MÍDIA SOCIAL A mídia social revolucionou os meios e o modelo de comunicação. Entre muitas transformações, as redes

Leia mais

Área de Comunicação. Tecnologia em. Produção Multimídia

Área de Comunicação. Tecnologia em. Produção Multimídia Área de Comunicação Produção Multimídia Curta Duração Produção Multimídia Carreira em Produção Multimídia O curso superior de Produção Multimídia da FIAM FAAM forma profissionais preparados para o mercado

Leia mais

Uma Publicação Grupo IPub. Guia. redes sociais para clínica de estética. Guia de redes sociais para clínica de estética

Uma Publicação Grupo IPub. Guia. redes sociais para clínica de estética. Guia de redes sociais para clínica de estética Uma Publicação Grupo IPub Guia redes sociais para clínica de estética Guia de redes sociais para clínica de estética Conteúdo 1. Introdução 2. A força das redes sociais para clínica de estética 3. As redes

Leia mais

Bem-vindo ao Mídia Kit do História-Erótica! Neste arquivo é possível obter informações úteis e precisas sobre um dos

Bem-vindo ao Mídia Kit do História-Erótica! Neste arquivo é possível obter informações úteis e precisas sobre um dos Bem-vindo ao Mídia Kit do História-Erótica! Neste arquivo é possível obter informações úteis e precisas sobre um dos portais mais populares e picantes do Brasil, como: dados estatísticos, pesquisas de

Leia mais

FACETAS DA MULHER BRASILEIRA: VISÃO DAS BRASILEIRAS SOBRE A IMAGEM DA MULHER NOS MEIOS DE COMUNICAÇÃO

FACETAS DA MULHER BRASILEIRA: VISÃO DAS BRASILEIRAS SOBRE A IMAGEM DA MULHER NOS MEIOS DE COMUNICAÇÃO FACETAS DA MULHER BRASILEIRA: VISÃO DAS BRASILEIRAS SOBRE A IMAGEM DA MULHER NOS MEIOS DE COMUNICAÇÃO Fevereiro 2016 A MULHER NOS MEIOS DE COMUNICAÇÃO O que mais incomoda no discurso/posição que a mulher

Leia mais

AVM Faculdade Integrada MBA Executivo em Marketing e Redes Sociais Aluno Max Diniz Cruzeiro O PODER DAS REDES SOCIAIS E SUA INFLUÊNCIA

AVM Faculdade Integrada MBA Executivo em Marketing e Redes Sociais Aluno Max Diniz Cruzeiro O PODER DAS REDES SOCIAIS E SUA INFLUÊNCIA AVM Faculdade Integrada MBA Executivo em Marketing e Redes Sociais Aluno Max Diniz Cruzeiro O PODER DAS REDES SOCIAIS E SUA INFLUÊNCIA BRASÍLIA - DF 2014 AVM Faculdade Integrada MBA Executivo em Marketing

Leia mais

Participação política na internet: o caso do website Vote na web

Participação política na internet: o caso do website Vote na web Participação política na internet: o caso do website Vote na web Lívia Cadete da Silva 1 Lucas Arantes Zanetti 2 Orientadora: Caroline Kraus Luvizotto 3 Universidade Estadual Paulista, Bauru, SP RESUMO

Leia mais

www.intermidiabrasil.com.br Apresentação Presença Digital

www.intermidiabrasil.com.br Apresentação Presença Digital Apresentação Presença Digital 2012 ÍNDICE 1. GESTÃO MÍDIAS SOCIAIS... 03 2. ESTRATÉGIAS COMPLEMENTARES... 04 3. PERSONALIZAÇÃO... 05 4. CASES... 06 5. SOBRE A INTERMIDIA BRASIL... 13 6. CLIENTES... 14

Leia mais

Como usar o monitoramento de mídias sociais numa campanha política

Como usar o monitoramento de mídias sociais numa campanha política Como usar o monitoramento de mídias sociais numa campanha política No Brasil, há poucas experiências conhecidas de uso de ferramentas de monitoramento de mídias sociais em campanhas políticas. Uma delas

Leia mais

Usuários Únicos. Visitas. Pageviews. Educação 6,3% Celebridades 8,0% Esportes 9,2% Notícias 14,5% Família 7,1% Entretenimento 13,1% Negócios 6,7%

Usuários Únicos. Visitas. Pageviews. Educação 6,3% Celebridades 8,0% Esportes 9,2% Notícias 14,5% Família 7,1% Entretenimento 13,1% Negócios 6,7% Lançado em julho de 2000, o clicrbs é um portal de internet voltado às comunidades do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina. Com mais de 100 canais, os usuários encontram o conteúdo dos jornais, das rádios

Leia mais

A informação que você precisa!

A informação que você precisa! A informação que você precisa! Relatório atualizado em: Junho/13. Mídiakit O que é o PiraNOT.com O Portal de notícias de Piracicaba, PiraNOT, surgiu em Novembro de 2011 com o objetivo de ser o primeiro

Leia mais

BRASIL ARTE CONTEMPORÂNEA. Programa Setorial Integrado de Promoção às Exportações da Arte Contemporânea Brasileira.

BRASIL ARTE CONTEMPORÂNEA. Programa Setorial Integrado de Promoção às Exportações da Arte Contemporânea Brasileira. 1 PROJETO SETORIAL INTEGRADO BRASIL ARTE CONTEMPORÂNEA Programa Setorial Integrado de Promoção às Exportações da Arte Contemporânea Brasileira. 2 Introdução O Ministério da Cultura, sugeriu a Fundação

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO OESTE DA BAHIA ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO OESTE DA BAHIA ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO OESTE DA BAHIA ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO Manual com normas para solicitação de produção e publicação de material informativo jornalístico no site, lista de

Leia mais

Mídias sociais como apoio aos negócios B2C

Mídias sociais como apoio aos negócios B2C Mídias sociais como apoio aos negócios B2C A tecnologia e a informação caminham paralelas à globalização. No mercado atual é simples interagir, aproximar pessoas, expandir e aperfeiçoar os negócios dentro

Leia mais

O Dia D. 12º Prêmio Destaque em Comunicação SINEPE. e a culturalização de um. posicionamento estratégico

O Dia D. 12º Prêmio Destaque em Comunicação SINEPE. e a culturalização de um. posicionamento estratégico O Dia D e a culturalização de um posicionamento estratégico 12º Prêmio Destaque em Comunicação SINEPE Centro Universitário Franciscano uma universidade para suas aspirações Santa Maria é um polo educacional

Leia mais

Artigo: Um olhar feminino na Internet

Artigo: Um olhar feminino na Internet Artigo: Um olhar feminino na Internet Por Tatiane Pocai Dellapiazza - aluna do primeiro ano do Curso de Comunicação Social - Centro UNISAL - Americana. Introdução: O Brasil chega perto de comemorar seu

Leia mais

Mídias Sociais e Marketing Digital: um novo modelo de comunicação entre empresa e consumidor 1

Mídias Sociais e Marketing Digital: um novo modelo de comunicação entre empresa e consumidor 1 Mídias Sociais e Marketing Digital: um novo modelo de comunicação entre empresa e consumidor 1 Anadelly Fernandes Pereira ALVES 2 Universidade de Estado do Rio Grande do Norte, Mossoró, RN RESUMO O artigo

Leia mais

ROTINAS DE PRODUÇÃO JORNALÍSTICA NO SITE PORTAL COMUNITÁRIO

ROTINAS DE PRODUÇÃO JORNALÍSTICA NO SITE PORTAL COMUNITÁRIO 12. CONEX Apresentação Oral Resumo Expandido 1 ÁREA TEMÁTICA: (marque uma das opções) (X ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( ) SAÚDE ( ) TRABALHO (

Leia mais

Inteligência para ESTRATÉGIA DIGITAL

Inteligência para ESTRATÉGIA DIGITAL Inteligência para ESTRATÉGIA DIGITAL INTRODUÇÃO Já imaginou ter acesso a dados e estatísticas do website do concorrente? Com alguns aplicativos e ferramentas, isso já é possível. Com ajuda deles, você

Leia mais

Introdução redes sociais mulheres Digg

Introdução redes sociais mulheres Digg O século XIX ficou conhecido como o século europeu; o XX, como o americano. O século XXI será lembrado como o Século das Mulheres. (Tsvi Bisk, Center for Strategic Futurist Thinking, 2008) A Sophia Mind,

Leia mais

Generated by Foxit PDF Creator Foxit Software http://www.foxitsoftware.com For evaluation only. Política de Comunicação Institucional

Generated by Foxit PDF Creator Foxit Software http://www.foxitsoftware.com For evaluation only. Política de Comunicação Institucional Política de Comunicação Institucional POLÍTICA PÚBLICA P DE COMUNICAÇÃO O homem é um ser social. O intercâmbio de suas experiências e de seus conhecimentos possibilitou que as pessoas se apropriassem dos

Leia mais

Fácil e comum é se ouvir uma empresa levantar a bandeira do fluxo de informação com seus diversos públicos, inclusive o interno. A este, a maioria das empresas enaltece com orgulho um setor específico,

Leia mais

E-BOOK [TÍTULO DO DOCUMENTO] Matrix [NOME DA EMPRESA] [Endereço da empresa]

E-BOOK [TÍTULO DO DOCUMENTO] Matrix [NOME DA EMPRESA] [Endereço da empresa] E-BOOK [TÍTULO DO DOCUMENTO] Matrix [NOME DA EMPRESA] [Endereço da empresa] 1 Sumário O Surgimento do Analista de Redes Sociais... 2 O que é um Analista de Redes Sociais?... 5 Qual é o Perfil do Analista

Leia mais

Alto Taquari em Pauta: uma experiência interdisciplinar em jornalismo digital 1

Alto Taquari em Pauta: uma experiência interdisciplinar em jornalismo digital 1 Alto Taquari em Pauta: uma experiência interdisciplinar em jornalismo digital 1 Aparecido Marden Reis 2 Marli Barboza da Silva 3 Universidade do Estado de Mato Grosso, Unemat - MT RESUMO O projeto experimental

Leia mais

KIT ONLINE PARA SEU SALÃO DE BELEZA Como criar um blog de sucesso para seu salão de beleza e triunfar nas redes sociais

KIT ONLINE PARA SEU SALÃO DE BELEZA Como criar um blog de sucesso para seu salão de beleza e triunfar nas redes sociais KIT ONLINE PARA SEU SALÃO DE BELEZA Como criar um blog de sucesso para seu salão de beleza e triunfar nas redes sociais INTRODUÇÃO Em plena era 2.0 é imprescindível que as empresas estejam presentes na

Leia mais

Plano de COMUNICAÇÃO do Planejamento Estratégico da Justiça Federal

Plano de COMUNICAÇÃO do Planejamento Estratégico da Justiça Federal Plano de COMUNICAÇÃO do Planejamento Estratégico da Justiça Federal PLANO DE COMUNICAÇÃO DA ESTRATÉGIA Introdução É importante ressaltar que um plano de comunicação tem a finalidade de tornar conhecida

Leia mais

SERÁ UM ORGULHO TÊ-LO EM NOSSO TIME!!!

SERÁ UM ORGULHO TÊ-LO EM NOSSO TIME!!! A MVP é uma agência de Comunicação e Marketing Esportivo que atua de forma diferenciada no mercado, gerenciando a imagem de grandes atletas do esporte nacional desde 2006, passando pelos ciclos olímpicos

Leia mais

Entre esses eventos, destacam-se, recentemente:

Entre esses eventos, destacam-se, recentemente: Resumo Com a criação do Ministério do Turismo em 2003, o Brasil passa a ter, pela primeira vez em sua história, um ministério voltado exclusivamente para a atividade turística. A partir de então a Embratur

Leia mais

RESENHA. SANTAELLA, L. Por que as comunicações e as artes estão convergindo? São Paulo: Paulus, 2005.

RESENHA. SANTAELLA, L. Por que as comunicações e as artes estão convergindo? São Paulo: Paulus, 2005. 1 RESENHA Mónica Santos Pereira Defreitas 1 SANTAELLA, L. Por que as comunicações e as artes estão convergindo? São Paulo: Paulus, 2005. O livro de Lúcia Santaella, Por que as comunicações e as artes estão

Leia mais

O advento das mídias sociais digitais e o mercado de trabalho para o profissional de relações públicas

O advento das mídias sociais digitais e o mercado de trabalho para o profissional de relações públicas O advento das mídias sociais digitais e o mercado de trabalho para o profissional de relações públicas Julie Caroline de Alcântara Universidade do Sagrado Coração, Bauru/SP E-mail: juliealcantara.31@gmail.com

Leia mais

PLANO DE COMUNICAÇÃO Conheça todas as ações realizadas.

PLANO DE COMUNICAÇÃO Conheça todas as ações realizadas. PLANO DE COMUNICAÇÃO Conheça todas as ações realizadas. Caro Expositor, Em sua 31ª edição, a EXPOMUSIC vem consolidar a parceria entre Expositores, Abemúsica e Francal Feiras nesses 31 anos de trabalho,

Leia mais

GUIA BÁSICO DE COMUNICAÇÃO

GUIA BÁSICO DE COMUNICAÇÃO GUIA BÁSICO DE COMUNICAÇÃO CONVERSA DE ELEVADOR Sendo um empreendedor social, você sabe como é importante ser capaz de descrever sua organização, definindo o que diferencia seu trabalho e detalhando o

Leia mais

Sumário 1. CARO EDUCADOR ORIENTADOR 3 PARCEIROS VOLUNTÁRIOS 3. TRIBOS NAS TRILHAS DA CIDADANIA 4

Sumário 1. CARO EDUCADOR ORIENTADOR 3 PARCEIROS VOLUNTÁRIOS 3. TRIBOS NAS TRILHAS DA CIDADANIA 4 Guia do Educador CARO EDUCADOR ORIENTADOR Sumário 1. CARO EDUCADOR ORIENTADOR 3 2. PARCEIROS VOLUNTÁRIOS 3 3. TRIBOS NAS TRILHAS DA CIDADANIA 4 Objetivo GERAL 5 METODOLOGIA 5 A QUEM SE DESTINA? 6 O QUE

Leia mais

APOLO NEWS: um novo meio de aproveitar tudo o que a internet oferece 1

APOLO NEWS: um novo meio de aproveitar tudo o que a internet oferece 1 APOLO NEWS: um novo meio de aproveitar tudo o que a internet oferece 1 Igor Samuel de Oliveira PRADO 2 Juscelino Ribeiro de OLIVEIRA Júnior 3 Shaianna da Costa ARAÚJO 4 Orlando Maurício de Carvalho BERTI

Leia mais

Estudo de Regionalização e Tecnologias nos Websites e Jornais auditados pelo IVC

Estudo de Regionalização e Tecnologias nos Websites e Jornais auditados pelo IVC Estudo de Regionalização e Tecnologias nos Websites e Jornais auditados pelo IVC Considerações iniciais O IVC audita publicações impressas e websites de seus filiados. O IVC não audita o mercado editorial

Leia mais

Plusoft Rua Nebraska, 443, 5º Andar, Brooklin São Paulo (SP) F.: 55 11 5091-2777 www.plusoft.com.br - @Plusoft -

Plusoft Rua Nebraska, 443, 5º Andar, Brooklin São Paulo (SP) F.: 55 11 5091-2777 www.plusoft.com.br - @Plusoft - Potencializando resultados com o SOCIAL CRM O NOVO MOMENTO DO RELACIONAMENTO COM CLIENTE A mídia social revolucionou os meios e o modelo de comunicação. Entre muitas transformações, as redes sociais são

Leia mais

O guia completo para uma presença. online IMBATÍVEL!

O guia completo para uma presença. online IMBATÍVEL! O guia completo para uma presença online IMBATÍVEL! Sumário Introdução 3 Capítulo 1 - Produção de Conteúdo: Por que e Como produzir 5 Capítulo 2 - Distribuição e Divulgação 8 Capítulo 3 - Monitoramento

Leia mais

Redes Sociais, SEO, Blog ou Adwords: O que devo usar para minha empresa?

Redes Sociais, SEO, Blog ou Adwords: O que devo usar para minha empresa? Redes Sociais, SEO, Blog ou Adwords: O que devo usar para minha empresa? Você já pensou em posicionar sua marca na internet? Construir um relacionamento com seu cliente é uma das formas mais eficazes de

Leia mais

Social Media. Criação Personalização Gerenciamento.

Social Media. Criação Personalização Gerenciamento. Criação Personalização Gerenciamento. A Cafuné Design trabalha com as principais mídias e plataformas digitais do momento: Facebook, Twiiter, Instagram, Youtube e LinkedIn. Novas ferramentas de mídia social

Leia mais

PLANO DE AÇÃO FÓRUM DO MUNICÍPIO QUE EDUCA

PLANO DE AÇÃO FÓRUM DO MUNICÍPIO QUE EDUCA PLANO DE AÇÃO FÓRUM DO MUNICÍPIO QUE EDUCA PROPOSTA DE AÇÃO Criar um fórum permanente onde representantes dos vários segmentos do poder público e da sociedade civil atuem juntos em busca de uma educação

Leia mais

5 dicas incríveis de Facebook Ads para iniciantes. 1 INTRODUÇÃO

5 dicas incríveis de Facebook Ads para iniciantes. 1 INTRODUÇÃO 5 dicas incríveis de Facebook Ads para iniciantes. 1 INTRODUÇÃO Este e book foi criado após ter percebido uma série de dúvidas de iniciantes em Facebook Ads. O seu conteúdo é baseado na utilização da plataforma

Leia mais

Curso Marketing Político Digital Por Leandro Rehem Módulo III MULTICANAL. O que é Marketing Multicanal?

Curso Marketing Político Digital Por Leandro Rehem Módulo III MULTICANAL. O que é Marketing Multicanal? Curso Marketing Político Digital Por Leandro Rehem Módulo III MULTICANAL O que é Marketing Multicanal? Uma campanha MultiCanal integra email, SMS, torpedo de voz, sms, fax, chat online, formulários, por

Leia mais

ASSESSORIA DE IMPRENSA 1 Felipe Plá Bastos 2

ASSESSORIA DE IMPRENSA 1 Felipe Plá Bastos 2 ASSESSORIA DE IMPRENSA 1 Felipe Plá Bastos 2 RESUMO: O presente trabalho tem como objetivo saber como é desenvolvido o trabalho de Assessoria de Imprensa, sendo um meio dentro da comunicação que através

Leia mais

Universidade de Brasília

Universidade de Brasília Disciplina: Comunicação Pública Professores: Ellis e Asdrubal Aluno: João Paulo Apolinário Passos Universidade de Brasília Assessoria de Imprensa em Comunicação Pública e Governamental Prefeitura de Curitiba

Leia mais

TÍTULO: MARKETING DIGITAL, ESTRATÉGIA FUNDAMENTAL PARA O CRESCIMENTO DAS EMPRESAS.

TÍTULO: MARKETING DIGITAL, ESTRATÉGIA FUNDAMENTAL PARA O CRESCIMENTO DAS EMPRESAS. Anais do Conic-Semesp. Volume 1, 2013 - Faculdade Anhanguera de Campinas - Unidade 3. ISSN 2357-8904 TÍTULO: MARKETING DIGITAL, ESTRATÉGIA FUNDAMENTAL PARA O CRESCIMENTO DAS EMPRESAS. CATEGORIA: CONCLUÍDO

Leia mais

Área de Comunicação. Tecnologia em. Produção Publicitária

Área de Comunicação. Tecnologia em. Produção Publicitária Área de Comunicação Tecnologia em Produção Publicitária Curta Duração Tecnologia em Produção Publicitária CARREIRA EM PRODUÇÃO PUBLICITÁRIA Nos últimos anos, a globalização da economia e a estabilização

Leia mais

5 Considerações finais 5.1. Reflexões sobre os resultados

5 Considerações finais 5.1. Reflexões sobre os resultados 5 Considerações finais 5.1. Reflexões sobre os resultados Ao longo da história o boca a boca sempre se mostrou como um meio eficaz de promoção de produtos e serviços, como advento da Internet esse poder

Leia mais

TÍTULO: MEIOS DE COMUNICAÇÃO DIGITAIS E A REVOLUÇÃO NA DISSEMINAÇÃO DA INFORMAÇÃO.

TÍTULO: MEIOS DE COMUNICAÇÃO DIGITAIS E A REVOLUÇÃO NA DISSEMINAÇÃO DA INFORMAÇÃO. Anais do Conic-Semesp. Volume 1, 2013 - Faculdade Anhanguera de Campinas - Unidade 3. ISSN 2357-8904 TÍTULO: MEIOS DE COMUNICAÇÃO DIGITAIS E A REVOLUÇÃO NA DISSEMINAÇÃO DA INFORMAÇÃO. CATEGORIA: EM ANDAMENTO

Leia mais

www.startercomunicacao.com startercomunic@gmail.com

www.startercomunicacao.com startercomunic@gmail.com 7 DICAS IMPERDÍVEIS QUE TODO COACH DEVE SABER PARA CONQUISTAR MAIS CLIENTES www.startercomunicacao.com startercomunic@gmail.com As 7 dicas imperdíveis 1 2 3 Identificando seu público Abordagem adequada

Leia mais

3 As Mídias Sociais como Ferramentas de Marketing

3 As Mídias Sociais como Ferramentas de Marketing 26 3 As Mídias Sociais como Ferramentas de Marketing O surgimento das mídias sociais está intimamente ligado ao fenômeno da geração de conteúdo pelo usuário e ao crescimento das redes sociais virtuais

Leia mais

Museu virtual e redes sociais: Uma possibilidade de interação com a comunidade

Museu virtual e redes sociais: Uma possibilidade de interação com a comunidade 13. CONEX Apresentação Oral Resumo Expandido 1 ISSN 2238-9113 ÁREA TEMÁTICA: (marque uma das opções) ( ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( ) SAÚDE

Leia mais

Diretrizes da Comissão Regional de Imagem e Comunicação Dos Escoteiros do Brasil. Região do Rio Grande do Sul

Diretrizes da Comissão Regional de Imagem e Comunicação Dos Escoteiros do Brasil. Região do Rio Grande do Sul Diretrizes da Comissão Regional de Imagem e Comunicação Dos Escoteiros do Brasil Após um mais de ano de trabalho e experiências adquiridas a CRIC apresenta à diretoria regional as diretrizes que regem

Leia mais

Gerenciando Sua Reputação Online Parte 1

Gerenciando Sua Reputação Online Parte 1 Gerenciando Sua Reputação Online Parte 1 Índice Gerenciando Sua Reputação Online Parte 1 Índice O Que é Gerenciamento da Sua Reputação Online? Como Monitorar Sua Reputação Online O Básico Para Construir

Leia mais

Desde 2008. Mídia Kit 2015. encontrasãopaulo. www.encontrasaopaulo.com.br

Desde 2008. Mídia Kit 2015. encontrasãopaulo. www.encontrasaopaulo.com.br Desde 2008 Mídia Kit 2015 encontrasãopaulo www.encontrasaopaulo.com.br Introdução O Mídia Kit 2015 do guia online Encontra São Paulo tem o objetivo de contextualizar a atuação do site no segmento de buscas

Leia mais

Criando presença com as páginas do Facebook

Criando presença com as páginas do Facebook Páginas do 1 Criando presença com as páginas do Sua Página Todos os dias, milhões de pessoas em todo o mundo acessam o para se conectar com amigos e compartilhar coisas que gostam. Este guia foi desenvolvido

Leia mais

Como deixar seu negócio on-line. Tendências e a força das mídias sociais no VAREJO!

Como deixar seu negócio on-line. Tendências e a força das mídias sociais no VAREJO! Como deixar seu negócio on-line Tendências e a força das mídias sociais no VAREJO! A palavra de ordem das redes sociais é interação. Comparando a internet com outros meios de comunicação em massa como

Leia mais

Mídias Sociais nos Negócios. GorillaBrand BRAND

Mídias Sociais nos Negócios. GorillaBrand BRAND Mídias Sociais nos Negócios GorillaBrand BRAND Marketing de Relacionamento Estratégias Empresa Marca Faturamento Clientes Uso de estratégias Relacionamento Empresa x Cliente Gera Valorização da Marca Aumento

Leia mais

MICROSOFT INSIDERS BRASIL. e a digitalização do relacionamento com a mídia

MICROSOFT INSIDERS BRASIL. e a digitalização do relacionamento com a mídia Índice Introdução 3 Cenário Conceito Desafios da comunicação Público alvo Estratégia de comunicação Exemplo de ação 7 Anexos 10 4 5 5 6 6 2 Introdução A Microsoft Brasil é uma subsidiária da Microsoft

Leia mais

FACULDADE SATC CURSO DE JORNALISMO PROJETO EDITORIAL PORTAL SATC

FACULDADE SATC CURSO DE JORNALISMO PROJETO EDITORIAL PORTAL SATC FACULDADE SATC CURSO DE JORNALISMO PROJETO EDITORIAL PORTAL SATC 1. Contexto A transmissão e o acesso às informações é uma preocupação constante do ser humano. Ser bem informado e informar bem são, portanto,

Leia mais

Comunicação Empresarial

Comunicação Empresarial MBA em Gestão Empresarial MBA em Gestão de Logística MBA em Recursos Humanos MBA em Gestão de Marketing Branding Publicidade e propaganda Comunicação Digital Comunicação Empresarial Prof. Msc Alice Selles

Leia mais

JORNALISMO CULTURAL ONLINE: EXPERIÊNCIAS DE COBERTURA JORNALÍSTICA DO SITE CULTURA PLURAL

JORNALISMO CULTURAL ONLINE: EXPERIÊNCIAS DE COBERTURA JORNALÍSTICA DO SITE CULTURA PLURAL 12. CONEX Apresentação Oral Resumo Expandido 1 ÁREA TEMÁTICA: ( x ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( ) SAÚDE ( ) TRABALHO ( ) TECNOLOGIA JORNALISMO

Leia mais

Mídia Kit Jornal Correio

Mídia Kit Jornal Correio Mídia Kit Jornal Correio Com mais de 77 anos de tradição, o Jornal Correio faz parte da história de Uberlândia e não para de evoluir. De olho no que acontece no país e no mundo, é um jornal moderno, completo

Leia mais

O uso de blogs no ensino de Matemática 2

O uso de blogs no ensino de Matemática 2 Claudinei Flavia Batista Santos Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia Brasil bs_flavia@hotmail.com Sirlândia Souza Santana sirlandiasantana@hotmail.com Resumo Este trabalho tem como principal objetivo

Leia mais

Rede Jovem de Cidadania, programa de TV de Acesso público. Alexia Melo. Clebin Quirino. Michel Brasil. Gracielle Fonseca. Rafaela Lima.

Rede Jovem de Cidadania, programa de TV de Acesso público. Alexia Melo. Clebin Quirino. Michel Brasil. Gracielle Fonseca. Rafaela Lima. Rede Jovem de Cidadania, programa de TV de Acesso público Alexia Melo Clebin Quirino Michel Brasil Gracielle Fonseca Rafaela Lima Satiro Saone O projeto Rede Jovem de Cidadania é uma iniciativa da Associação

Leia mais

Mídias sociais como apoio aos negócios B2B

Mídias sociais como apoio aos negócios B2B Mídias sociais como apoio aos negócios B2B A tecnologia e a informação caminham paralelas à globalização. No mercado atual é simples interagir, aproximar pessoas, expandir e aperfeiçoar os negócios dentro

Leia mais

HASHTAGS: ROMPIMENTOS COM DIZERES SEDIMENTADOS* Autora: Vânia Lúcia Coelho- Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto- FFCLRP/USP

HASHTAGS: ROMPIMENTOS COM DIZERES SEDIMENTADOS* Autora: Vânia Lúcia Coelho- Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto- FFCLRP/USP 1 HASHTAGS: ROMPIMENTOS COM DIZERES SEDIMENTADOS* Autora: Vânia Lúcia Coelho- Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto- FFCLRP/USP RESUMO: Há muito que áreas como a Biblioteconomia e

Leia mais

Comunicação de Governo Redes Sociais e Convergência de Mídias Ministério da Saúde

Comunicação de Governo Redes Sociais e Convergência de Mídias Ministério da Saúde Comunicação de Governo Redes Sociais e Convergência de Mídias Ministério da Saúde Abordagem A comunicação do Ministério Circulação aposta Correio na Braziliense internet e na convergência de mídias para

Leia mais

Comunicação estratégica como diferencial competitivo para as organizações Um estudo sob a ótica de Administradores e Relações Públicas

Comunicação estratégica como diferencial competitivo para as organizações Um estudo sob a ótica de Administradores e Relações Públicas Comunicação estratégica como diferencial competitivo para as organizações Um estudo sob a ótica de Administradores e Relações Públicas Ana Carolina Trindade e-mail: carolinatrindade93@hotmail.com Karen

Leia mais

Redes Sociais no ambiente corporativo Desafios e Oportunidades. Maio/2014

Redes Sociais no ambiente corporativo Desafios e Oportunidades. Maio/2014 Redes Sociais no ambiente corporativo Desafios e Oportunidades Maio/2014 I) Introdução Evolução da Sociedade Sociedade do Conhecimento Ambiente Digital II) Redes Sociais III) Cases De tempos em tempos

Leia mais

Jornalismo Interativo

Jornalismo Interativo Jornalismo Interativo Antes da invenção da WWW, a rede era utilizada para divulgação de informações direcionados a públicos muito específicos e funcionavam através da distribuição de e-mails e boletins.

Leia mais

Planejamento de Campanha Publicitária

Planejamento de Campanha Publicitária Planejamento de Campanha Publicitária Prof. André Wander UCAM O briefing chegou. E agora? O profissional responsável pelo planejamento de campanha em uma agência de propaganda recebe o briefing, analisa

Leia mais

Planos estratégicos de comunicação 2013/2014 Programa Áreas Protegidas da Amazônia - ARPA

Planos estratégicos de comunicação 2013/2014 Programa Áreas Protegidas da Amazônia - ARPA 1. Plano de Comunicação interna 1.1 Aspectos estruturantes 1.1.1 Objetivo O objetivo maior do plano de comunicação interna é fortalecer a gestão do Programa Arpa, a coesão entre parceiros e agentes diretamente

Leia mais

Segunda Chamada: Jornalismo Digital e Educação 1

Segunda Chamada: Jornalismo Digital e Educação 1 Segunda Chamada: Jornalismo Digital e Educação 1 Marília DALENOGARE 2 Aline MARTINS 3 Camila Pilla de Azevedo e SOUZA 4 Dieison MARCONI 5 Josafá Lucas ROHDE 6 Luciano MIRANDA 7 Universidade Federal de

Leia mais

Intranets e Capital Intelectual

Intranets e Capital Intelectual Intranets e Capital Intelectual Intranets e Capital Intelectual As mídias sociais ultrapassaram os limites da vida privada. Os profissionais são 2.0 antes, durante e depois do expediente. É possível estabelecer

Leia mais