Junções Celulares Adesão Celular Matriz Extracelular Iêda Guedes

Save this PDF as:

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Junções Celulares Adesão Celular Matriz Extracelular Iêda Guedes"

Transcrição

1 Junções Celulares Adesão Celular Matriz Extracelular Iêda Guedes Molecular Biology of the Cell Alberts et al., 2002 quarta edição

2 JUNÇÕES CELULARES junções oclusivas junções de ancoramento junções comunicantes ADESÃO CELULAR - CAMs caderinas selectinas CAMs independentes de Ca 2+ Integrinas MATRIZ EXTRACELULAR GAGs e proteoglicanas proteínas fibrosas

3 Tecido epitelial & tecido conjuntivo Tecido epitelial & tecido conjuntivo Tecido epitelial, matriz extracelular pouco abundante, adesão entre as células dá suporte mecânico, junções interagem com o citoesqueleto, matriz extracelular restringe-se à lâmina basal Tecido conjuntivo, poucas células, matriz extracelular abundante, matriz suporta o estresse mecânico

4 JUNÇÕES CELULARES junções oclusivas junções de ancoramento junções comunicantes

5 Junções celulares Classificação funcional das junções celulares Barreira à difusão de moléculas Ligação mecânica célula-célula e célula-matriz extracelular Controle da passagem de sinais químicos ou elétricos de uma célula para outra

6 Junções compactas/oclusivas - Epitélios - são barreiras seletivas - Junções compactas (Tight junctions) - Junções compactas - mantêm a segregação dos transportadores e evitam o retorno de nutrientes

7 junções oclusivas Junções compactas (Tight junctions) -Transporte transcelular depende de 2 tipos de proteínas de transporte ligadas à membrana

8 junções oclusivas Ultraestrutura de junções compactas/oclusivas -Redes de proteínas

9 junções oclusivas Componentes de junções compactas -claudinas e ocludinas interagem com as proteínas periféricas de membrana intracelulares - associam as junções ao citoesqueleto de actina -zônula occludens

10 Junções de ancoramento - locais de ancoramento dos filamentos do citoesqueleto - abundantes em tecidos submetidos a estresse mecânico

11 junções de ancoramento Junções aderentes -interação célula-célula -filamentos de actina orientados e fazem parte de extensa rede transcelular

12 junções de ancoramento Junções aderentes - caderinas são as proteínas transmembranais - proteínas intracelulares: cateninas, vinculina, a-actinina

13 junções de ancoramento Desmossomos - Interação célula-célula - Interação célula-matriz - extracelular - placa citoplasmática densa - proteínas intracelulares de ancoragem - caderinas promovem a adesão célula-célula - filamentos intermediários parte da rede transcelular

14 junções de ancoramento Desmossomos - estrutura 2 classes de proteínas fazem parte das junções de ancoramento -pemphigus, indivíduo faz anticorpos contra as caderinas de desmossomos, formação de bolhas na pele, perda de fluido corporal

15 junções de ancoramento Desmossomos ultra-estrutura A-desmosomas no intestino de rato B-desmosoma em lagarto em desenvolvimento

16 junções de ancoramento Hemidesmossomos - interação célula-lâmina basal - conectam filamentos intermediários - integrinas interagem: - com laminas (matriz) - com plectina para ancoragem dos filamentos de queratina

17 junções de ancoramento Contatos focais - interação célula-matriz - integrinas promovem a ligação matriz extracelularcitoesqueleto de actina A-anti actina B-anti vinculina (células em cultura)

18 Junções Comunicantes

19 junções comunicantes Junções tipo fenda (gap junctions) - maior parte das células em um dado tecido estão em comunicação - espaço entre duas células de dimensão constante Junção tipo fenda entre dois fibroblastos em cultura

20 junções comunicantes Connexons -dois conexons em comunicação formam um canal -conexons são formados por 6 moléculas de conexinas (multi-passo, 4) -as células estão acopladas eletricamente e metabolicamente -o canal é seletivo (tamanho das moléculas) -espaço entre duas células de dimensão constante -variabilidade de conexinas -sincronização da transmissão do impulso elétrico -a permeabilidade é regulável

21 Junções celulares PRINCIPAIS TIPOS DE JUNÇÕES ENCONTRADAS NO EPITÉLIO DE ANIMAIS compactas aderentes tipo fenda

22 Adesão celular CAMs (cell adhesion molecules) 1. caderinas 2. selectinas 3. CAMs independentes de Ca Integrinas

23 Adesão celular - CAMs Adesão Celular Células aderem umas às outras ou à matriz extra-celular através de proteínas de superfície denominadas CAMs (cell adhesion molecules)

24 Adesão celular - CAMs Mecanismos de interação entre CAMs

25 caderinas CADERINAS Adesão célula-célula em vertebrados Dependente de Ca 2+ Superfamília de caderinas São as principais moléculas de adesão durante a embriogênese Proteínas transmembranais unipasso 5 a 6 repetições de caderinas (semelhante a Ig)

26 caderinas Caderinas e a influência do cálcio extracelular -Dependente de Ca 2+ -Ligação do cálcio dá rigidez `a molécula -Interação homofílica

27 caderinas E-caderina, N-caderina, caderina-7 -Diferentes tipos de caderinas são expressos em diferentes tecidos durante o desenvolvimento

28 selectinas SELECTINAS -Adesão célula-célula em vertebrados -Interação heterofílica -Dependente de Ca 2+ -Proteínas que reconhecem e ligam carboidratos de superfície (lectinas) (domínio) -Células endoteliais expressam selectinas em sítios de inflamação, selectinas reconhecem açúcares nas células do sangue

29 CAMs independentes de Ca 2+ FAMÍLIA IG Domínios Ig Interação homofílica Ligação não depende de Ca 2+ Ex. N-CAM Regulação fina das interações adesivas, primeiras interações determinadas via caderinas

30 Integrinas INTEGRINAS -Principais receptores de superfície celular para ligação de proteínas da matriz extracelular -Ligações heterofílicas -Interação com o citoesqueleto -Interações fracas -Além de promover interação com a matriz extracelular integrinas ativam vias de sinalização intracelular (resposta à matriz extracelular) -Duas subunidades -ligação depende de íons divalentes

31 MATRIZ EXTRACELULAR GAGs (glicosaminoglicanas) e proteoglicanas proteínas fibrosas

32 Matriz Extracelular Matriz Extracelular - Tecido conjuntivo - matriz extracelular é secretada pelos fibroblastos - Grande parte do volume de um tecido é composto pela matriz extracelular - matriz celular influencia a sobrevivência, desenvolvimento, migração, proliferação, forma e função das células em contato - Duas classes principais de moléculas: GAGs e proteoglicanas e proteínas fibrosas - Matriz em gel (resistência à compressão) com as proteínas fibrosas embebidas (resistência à tensão)

33 GAGs e proteoglicanas GAGs -repetições de dissacarídeos -sulfatados em sua maioria (exceçao hialuronana) -altamente hidrofílicos, -formam géis Hialuronana -não sulfatado -não ligado a proteínas -cadeias de até unidades -associa-se com outros componentes da matriz Sulfato de dermatan

34 GAGs e proteoglicanas Proteoglicanas -As demais GAGs estão associadas à proteínas -Proteínas cerne (core proteins) -Proteoglicanas apresentam pelo menos uma GAG associada -Cerca de 95% da massa é carboidrato (glicoproteínas até 60%) -Abundantes e estruturalmente diversas

35 GAGs e proteoglicanas Associação GAGs e proteoglicanas Hialuronana com múltiplos agrecans associados = agregado de agrecan

36 proteínas fibrosas Proteínas fibrosas - Colágenos -pró-cadeia alfa -própeptideos clivados no exterior da célula -formação das fibrilas -agregação de fibrilas para formação de fibras -Família de proteínas fibrosas -proteína mais abundante em animais (25% massa) -tripla hélice -colágenos fibrilares, formam fibrilas I, II, II, V. XI) -colágenos associados à fibrilas (IX, XII) -colágenos formadores de redes (IV, VII) -transmembranais

37 proteínas fibrosas Colágenos & Fibroblastos -O colágeno é orientado durante a deposição -Fibroblastos trabalham o colágeno que secretam, compactando-o em lâminas e fios -experimento: malha de fibrilas de colágeno depositadas ao acaso, explantes colocados sobre o colágeno -resultado: organização da malha de colágeno entre os dois explantes -células não aderem bem ao colágeno puro

38 proteínas fibrosas Colágenos - associações -Interação colágeno IX, colágeno II -Colágeno IX participa na interação das fibrilas com outras proteínas da matriz e com as próprias fibrilas

39 proteínas fibrosas Proteínas fibrosas - Fibras elásticas -elasticidade ao tecido (50% do peso seco de uma aorta) - a proteína mais abundante é elastina, proteína hidrofóbica, 750 aa -secreção de tropoelastina, processamento = fibras elásticas -aorta de cachorro, em B) em maior aumento

40 proteínas fibrosas Proteínas fibrosas - Fibronectina -glicoproteína, com diferentes domínios de interação -RGD, ligação com integrinas -fibronectina solúvel (sangue/coagulação) -fibronectina fibrilar, somente forma fibras na superfície de células

41 proteínas fibrosas A orientação de fibronectina depende do citoesqueleto de actina -interação actina-fibronectina é mediada por integrinas -actina-miosina puxam a matriz e geram tensão -sítios de ligação fibronectina/fibronectina são expostos, alinhamento -exposição de mais domínios ligantes de integrinas -citoesqueleto promove a polimerização de fibronectina e a montagem da matriz -células tumorais secretam menos fibronectina -fibroblastos, anti-fibronectina; anti-actina

42 proteínas fibrosas Lâmina basal -separa células do conjuntivo adjacente -filtro seletivo -especialização da matriz extracelular -lâmina basal é secretada pelas células em contato

43 proteínas fibrosas Lâmina basal / composição -colágeno tipo IV (flexível) -perlecan (proteoglicana) -laminina e nidogen (glicoproteínas)

44 proteínas fibrosas Lâmina basal / estrutura

45 Considerações finais Interações

INTEGRAÇÃO DE CÉLULAS EM TECIDOS

INTEGRAÇÃO DE CÉLULAS EM TECIDOS INTEGRAÇÃO DE CÉLULAS EM TECIDOS Junções Celulares Matriz Extracelular Integração de células em tecidos Introdução A maioria das células animais organizam se em tecidos que se associam em unidades funcionais

Leia mais

Tecido: comunidade organizada de células. estabelecimento de interações

Tecido: comunidade organizada de células. estabelecimento de interações Tecido: comunidade organizada de células estabelecimento de interações moléculas de adesão permitem que as células mantenham o contato umas com as outras e com componentes da matriz extracelular Interações

Leia mais

Junções celulares, adesão celular e matriz extracelular

Junções celulares, adesão celular e matriz extracelular Maio 2016 Junções celulares, adesão celular e matriz extracelular Prof. Dr. Luis Lamberti P. da Silva Tecido Epitelial Células fortemente unidas Células suportam o estresse mecânico Matriz escassa: lâmina

Leia mais

Junções Celulares e Matriz extracelular

Junções Celulares e Matriz extracelular Junções Celulares e Matriz extracelular O intestino é constituído por epitélio, tecido conjuntivo e muscular, sendo a coesão de cada tecido mantida por locais de adesão célula-célula e matriz extracelular

Leia mais

gástrula de um embrião humano Há 4 tipos de tecidos Epitelial Conjuntivo Nervoso Muscular

gástrula de um embrião humano Há 4 tipos de tecidos Epitelial Conjuntivo Nervoso Muscular gástrula de um embrião humano Há 4 tipos de tecidos Epitelial Conjuntivo Nervoso Muscular tecido epitelial tecido conjuntivo* * Sinônimos: tecido conectivo, estroma matriz extracelular células tipos de

Leia mais

14/03/2016. Universidade Federal do Amazonas ICB Dep. Morfologia Disciplina: Biologia Celular Aulas Teóricas

14/03/2016. Universidade Federal do Amazonas ICB Dep. Morfologia Disciplina: Biologia Celular Aulas Teóricas Universidade Federal do Amazonas ICB Dep. Morfologia Disciplina: Biologia Celular Aulas Teóricas 1 2 Matriz Extracelular Epitélios e sua relação com a Matriz Extracelular 3 Matriz Extracelular Lâmina basal

Leia mais

Histologia. Leonardo Rodrigues EEEFM GRAÇA ARANHA

Histologia. Leonardo Rodrigues EEEFM GRAÇA ARANHA Histologia. Leonardo Rodrigues EEEFM GRAÇA ARANHA Histologia Ramo da Biologia que estuda os tecidos; Tecido - é um conjunto de células, separadas ou não por substâncias intercelulares e que realizam determinada

Leia mais

Disciplina de Biologia Celular

Disciplina de Biologia Celular Universidade Salgado de Oliveira Disciplina de Biologia Celular Biomembranas, Matriz Extracelular e Junções Intercelulares Profª Larissa dos Santos Estrutura e composição química das membranas biológicas

Leia mais

Evoluíram sua organização multicelular de. Independente Construção de tecidos em diferentes princípios

Evoluíram sua organização multicelular de. Independente Construção de tecidos em diferentes princípios Matriz Extracelular Células do Intestino Matriz Extracelular Plantas e Animais Evoluíram sua organização multicelular de forma: Independente Construção de tecidos em diferentes princípios Matriz Extracelular

Leia mais

SEPARAR INTEGRAR A ilustração acima sugere que a membrana plasmática separa o ambiente intracelular do meio no qual a célula está inserida. Isso, no e

SEPARAR INTEGRAR A ilustração acima sugere que a membrana plasmática separa o ambiente intracelular do meio no qual a célula está inserida. Isso, no e Membrana Plasmática SEPARAR INTEGRAR A ilustração acima sugere que a membrana plasmática separa o ambiente intracelular do meio no qual a célula está inserida. Isso, no entanto, não quer dizer que a MP

Leia mais

Citoesqueleto e Matriz extracelular

Citoesqueleto e Matriz extracelular Citoesqueleto e Matriz extracelular OBJETIVOS da aula os estudantes deverão ser capazes de Descrever os componentes do citoesqueleto (microtúbulos, microfilamentos e filamentos intermediários), suas funções

Leia mais

Matriz extracelular e Tecido epitelial

Matriz extracelular e Tecido epitelial Matriz extracelular e Tecido epitelial Capítulo 20 - Fundamentos da Biologia Celular Alberts - 3ª edição Capítulo 4 Histologia Básica Junqueira e Carneiro Células são organizadas em tecidos Plantas tem

Leia mais

Moléculas de Adesão, Junção Celular e Matrix Extracelular (Aula 3)

Moléculas de Adesão, Junção Celular e Matrix Extracelular (Aula 3) UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS INSTITUTO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE SETOR DE GENÉTICA E BIOLOGIA MOLECULAR Moléculas de Adesão, Junção Celular e Matrix Extracelular (Aula 3) Profa. Dra. Nívea Macedo

Leia mais

HISTOLOGIA. Tecido Epitelial Cap.4 PLT

HISTOLOGIA. Tecido Epitelial Cap.4 PLT HISTOLOGIA Tecido Epitelial Cap.4 PLT Células geralmente poliédricas (justapostas). Pouca substância extracelular Funções: - revestimento, - absorção, - excreção - secreção, - proteção, - sensorial. Avascular.

Leia mais

FISIOLOGIA E TRANSPORTE ATRAVÉS DA MEMBRANA CELULAR

FISIOLOGIA E TRANSPORTE ATRAVÉS DA MEMBRANA CELULAR FISIOLOGIA E TRANSPORTE ATRAVÉS DA MEMBRANA CELULAR AULA 2 DISCIPLINA: FISIOLOGIA I PROFESSOR RESPONSÁVEL: FLÁVIA SANTOS Membrana Celular ou Membrana Plasmática Função 2 Membrana Celular ou Membrana Plasmática

Leia mais

Membranas biológicas

Membranas biológicas Citologia e Histologia Membranas biológicas Composição e Estrutura Prof a Dr a. Iêda Guedes Membranas biológicas 1. Considerações gerais 2. Estrutura de membrana 3. Lipídeos de membrana 4. Proteínas de

Leia mais

Membrana Plasmática ou Celular Biomedicina Semestre

Membrana Plasmática ou Celular Biomedicina Semestre Membrana Plasmática ou Celular Biomedicina Semestre 1-2012 Profa. Luciana F. Krause Funções: Membrana Plasmática Envoltório do citoplasma; Delimita e contém os meios intra e extracelular; dando individualidade

Leia mais

BIOMEMBRANAS Disciplina: Citologia e embriologia

BIOMEMBRANAS Disciplina: Citologia e embriologia BIOMEMBRANAS Disciplina: Citologia e embriologia Profª Dra. Adriana Junqueira a.soeiro.j@gmail.com 1.Sinonímia Plasmalema Membrana Citoplasmática 2.Conceito Separa o meio intracelular do extracelular,

Leia mais

HISTOLOGIA. Tecido Epitelial

HISTOLOGIA. Tecido Epitelial HISTOLOGIA Tecido Epitelial Geralmente avascularizado Características Escassez de matriz extracelular Membrana basal: separa e prende o epitélio ao tecido conjuntivo Células justapostas com junções intercelulares

Leia mais

Parte II A diversidade celular dos animais TECIDOS

Parte II A diversidade celular dos animais TECIDOS Parte II A diversidade celular dos animais TECIDOS Organismos multicelulares Vantagens: Conjunto de células TECIDOS Divisão de tarefas e funções Interdependência estrutural e funcional Células especializadas

Leia mais

TECIDO CARTILAGINOSO. - Células - Matriz Extracelular. Flexibilidade e Resistência

TECIDO CARTILAGINOSO. - Células - Matriz Extracelular. Flexibilidade e Resistência TECIDO CARTILAGINOSO - Células - Matriz Extracelular Flexibilidade e Resistência TECIDO CARTILAGINOSO Células: - Células Condrogências - Condroblastos - Condrócitos Síntese da Matriz Matriz: - fibrilas

Leia mais

BIOLOGIA. Moléculas, células e tecidos. Estrutura e fisiologia da Membrana Plasmática - Parte 1. Professor: Alex Santos

BIOLOGIA. Moléculas, células e tecidos. Estrutura e fisiologia da Membrana Plasmática - Parte 1. Professor: Alex Santos BIOLOGIA Moléculas, células e tecidos Estrutura e fisiologia da Membrana Plasmática - Parte 1 Professor: Alex Santos Tópicos em abordagem: Estrutura e fisiologia da Membrana Plasmática - Parte 1 Parte

Leia mais

Membrana Celular. Membrana Celular 08/03/13. Todas as membranas celulares apresentam a mesma constituição básica

Membrana Celular. Membrana Celular 08/03/13. Todas as membranas celulares apresentam a mesma constituição básica Membrana Celular Todas as membranas celulares apresentam a mesma constituição básica Membrana celular -Membrana plasmática -Endomembranas Membrana Celular Membrana plasmática: limite celular Sistema de

Leia mais

09/08/2017. Do que a membrana plasmática é composta? Qual sua estrutura morfológica? Biologia Celular e Molecular. Joana Da Mata. Membrana Plasmática

09/08/2017. Do que a membrana plasmática é composta? Qual sua estrutura morfológica? Biologia Celular e Molecular. Joana Da Mata. Membrana Plasmática Biologia Celular e Molecular Joana Da Mata Membrana Plasmática Do que a membrana plasmática é composta? Qual sua estrutura morfológica? Como o espermatozoide reconhece o oócito? Qual seu tipo sanguíneo?

Leia mais

Tecidos estrutura geral

Tecidos estrutura geral Tecido Epitelial Tecidos estrutura geral Célula Meio extracelular Os tecidos em geral apresentam na sua organização básica: (1) células e (2) meio extracelular. Órgãos estrutura geral Componentes: Parênquima:

Leia mais

Tecido conjuntivo e tecido osseo

Tecido conjuntivo e tecido osseo Tecido conjuntivo e tecido osseo Tipos de tecido conjuntivo Tecidos responsáveis por unir, ligar, nutrir, proteger e sustentar os outros tecidos Tecidos Conjuntivos Propriamente Ditos Frouxo Denso Modelado

Leia mais

REVISÃO BIOCEL E MOL DO OR DO NOT, THERE IS NO TRY.

REVISÃO BIOCEL E MOL DO OR DO NOT, THERE IS NO TRY. REVISÃO BIOCEL E MOL DO OR DO NOT, THERE IS NO TRY. CARACTERÍSTICAS GERAIS DO CITOESQUELETO MICROFILAMENTOS MICROTÚBULOS FILAMENTOS INTERMEDIÁRIOS Estrutura geral dos monômeros 8 nm CARACTERÍSTICAS GERAIS

Leia mais

TECIDO CONJUNTIVO São responsáveis pelo estabelecimento e

TECIDO CONJUNTIVO São responsáveis pelo estabelecimento e Prof. Bruno Pires TECIDO CONJUNTIVO São responsáveis pelo estabelecimento e do corpo. Isso ocorre pela presença de um conjunto de moléculas que conectam esse tecido aos outros, por meio da sua. Estruturalmente

Leia mais

Biologia. Membranas Biológicas. Professor Enrico Blota.

Biologia. Membranas Biológicas. Professor Enrico Blota. Biologia Membranas Biológicas Professor Enrico Blota www.acasadoconcurseiro.com.br Biologia MEMBRANAS BIOLÓGICAS PARTE 1 Todas as células, sejam elas procariontes ou eucariontes apresentam um revestimento

Leia mais

Disciplina de Biologia Celular

Disciplina de Biologia Celular Universidade Salgado de Oliveira Disciplina de Biologia Celular Organização Geral e Evolução das Células, Biomembranas, Matriz Extracelular e Junções Intercelulares Profª Larissa dos Santos Evolução do

Leia mais

Membrana Plasmática. Moléculas componentes das membranas plasmáticas: A membrana plasmática é mosaico fluido

Membrana Plasmática. Moléculas componentes das membranas plasmáticas: A membrana plasmática é mosaico fluido A membrana plasmática é mosaico fluido Membrana Plasmática A membrana plasmática é formada por lipideos, proteínas e glicideos Filamentos do citoesqueleto se ligam a membrana pelo lado citoplasmático Filamentos

Leia mais

BIOLOGIA. Moléculas, células e tecidos. Estrutura e fisiologia da Membrana Plasmática - Parte 3. Professor: Alex Santos

BIOLOGIA. Moléculas, células e tecidos. Estrutura e fisiologia da Membrana Plasmática - Parte 3. Professor: Alex Santos BIOLOGIA Moléculas, células e tecidos Professor: Alex Santos Tópicos em abordagem: Parte 2 Transporte e especializações de membrana V Transporte através de membrana VI Especializações de membrana II Especializações

Leia mais

Matéria: Biologia Assunto: Moléculas, células e tecidos - Membranas biológicas Prof. Enrico Blota

Matéria: Biologia Assunto: Moléculas, células e tecidos - Membranas biológicas Prof. Enrico Blota Matéria: Biologia Assunto: Moléculas, células e tecidos - Membranas biológicas Prof. Enrico Blota Biologia Moléculas, células e tecidos - Membranas Biológicas Todas as células, sejam elas procariontes

Leia mais

TECIDO EPITELIAL. Funções:

TECIDO EPITELIAL. Funções: TECIDO EPITELIAL Constituídoas por células poliédricas justapostas, entre as quais elas existe tem pouca substância extracelular. As células se aderem umas às outras por junções intercelulares. Funções:

Leia mais

25/08/2017 CÉLULAS. Células Procariontes. Raduan. Célula Eucarionte Vegetal. Raduan

25/08/2017 CÉLULAS. Células Procariontes. Raduan. Célula Eucarionte Vegetal. Raduan CÉLULAS Células Procariontes Célula Eucarionte Vegetal 1 Célula Eucarionte Animal Núcleo Citoplasma Célula Animal Estrutura geral Membrana citoplasmática Mitocôndrias Retículo endoplasmático Complexo de

Leia mais

4 tipos: junção de oclusão junção aderente desmossomo junção comunicante. 2 tipos: 1- junção de adesão focal 2- hemidesmossomos.

4 tipos: junção de oclusão junção aderente desmossomo junção comunicante. 2 tipos: 1- junção de adesão focal 2- hemidesmossomos. Junções Intercelulares Célula 1234- Célula 4 tipos: junção de oclusão junção aderente desmossomo junção comunicante Junções Célula-Matriz Célula Matriz extracelular 2 tipos: 1- junção de adesão focal 2-

Leia mais

Permeabilidade da Bicamada Lipídica. Barreira hidrofóbica impermeável a solutos e íons. tamanho da molécula. solubilidade da molécula (em óleo)

Permeabilidade da Bicamada Lipídica. Barreira hidrofóbica impermeável a solutos e íons. tamanho da molécula. solubilidade da molécula (em óleo) Permeabilidade da Bicamada Lipídica Barreira hidrofóbica impermeável a solutos e íons tamanho da molécula solubilidade da molécula (em óleo) TRÂNSITO ATRAVÉS DA MEMBRANA MEMBRANA PLASMÁTICA TRÂNSITO ATRAVÉS

Leia mais

Junções celulares 1: Junções ocludentes

Junções celulares 1: Junções ocludentes Junções celulares 1: Junções ocludentes A U L A 5 objetivos Ao final desta aula, você deverá ser capaz de: Reconhecer a importância e a necessidade da formação de junções entre as células. Entender o papel

Leia mais

HISTOLOGIA DO TECIDO EPITELIAL - 3

HISTOLOGIA DO TECIDO EPITELIAL - 3 Junções intercelulares HISTOLOGIA DO TECIDO EPITELIAL - 3 Vera Regina Andrade, 2015 São estruturas da membrana plasmática que contribuem para a adesão e comunicação entre as células Também podem ser vedantes,

Leia mais

Princípios de Cultivo Celular

Princípios de Cultivo Celular Princípios de Cultivo Celular Disciplina de Engenharia Tecidual Fernanda Nedel fernanda.nedel@gmail.com Pelotas, 2011 Histórico 1907 e 1910 Tubo medular (sapo) Quando se tomam precauções assépticas adequadas,

Leia mais

BIOLOGIA. Moléculas, células e tecidos. Estudo dos tecidos Parte 2. Professor: Alex Santos

BIOLOGIA. Moléculas, células e tecidos. Estudo dos tecidos Parte 2. Professor: Alex Santos BIOLOGIA Moléculas, células e tecidos Parte 2 Professor: Alex Santos Tópicos em abordagem Parte 2 Tecido conjuntivo I Visão geral do tecido conjuntivo II O tecido conjuntivo propriamente dito(tcpd) 2.1

Leia mais

Citoesqueleto. Organização dos componentes celulares Interação mecânica com o ambiente Movimentos coordenados. Ações dependentes do citoesqueleto

Citoesqueleto. Organização dos componentes celulares Interação mecânica com o ambiente Movimentos coordenados. Ações dependentes do citoesqueleto Citoesqueleto Citoesqueleto Organização dos componentes celulares Interação mecânica com o ambiente Movimentos coordenados Ações dependentes do citoesqueleto ossos e músculos celulares Micrografia de fluorescência

Leia mais

objetivos Matriz extracelular AULA Pré-requisitos

objetivos Matriz extracelular AULA Pré-requisitos Matriz extracelular AULA 7 objetivos Ao final desta aula, você deverá ser capaz de: Definir o que é a matriz extracelular. Enumerar os tecidos onde a matriz extracelular tem papel fundamental. Caracterizar

Leia mais

Descrever a estrutura da membrana celular incluindo seus componentes e sua organização espacial

Descrever a estrutura da membrana celular incluindo seus componentes e sua organização espacial Biologia celular e do desenvolvimento Aula 1 Membrana celular Objetivos da aula os estudantes deverão ser capazes de... Descrever a estrutura da membrana celular incluindo seus componentes e sua organização

Leia mais

Conceitos fundamentais de Biologia Celular

Conceitos fundamentais de Biologia Celular Conceitos fundamentais de Biologia Celular Principais estruturas da célula eucariótica O NÚCLEO Contém nos cromossomos todo o genoma (DNA) das células; Responsável pela síntese e processamento dos RNAs

Leia mais

Unidade 4: M m e b m r b an a a n s a s Ce C l e ul u ar a es e s Pa P r a te e II

Unidade 4: M m e b m r b an a a n s a s Ce C l e ul u ar a es e s Pa P r a te e II Unidade 4: Membranas Celulares Parte II Disciplina: Biologia Celular e Molecular Centro de Ciências da Saúde Profa. Dra. Marilanda Ferreira Bellini marilanda.bellini@usc.br Pró Reitoria de Pesquisa e de

Leia mais

Membrana Celular. Objetivos da aula os estudantes deverão ser capazes de...

Membrana Celular. Objetivos da aula os estudantes deverão ser capazes de... Membrana Celular Objetivos da aula os estudantes deverão ser capazes de... Descrever a estrutura da membrana celular incluindo seus componentes e sua organização espacial Explicar as funções das membranas

Leia mais

Tecido conjuntivo. Capítulos 5, 6, 7, 8 e 12 Histologia Básica Junqueira e Carneiro

Tecido conjuntivo. Capítulos 5, 6, 7, 8 e 12 Histologia Básica Junqueira e Carneiro Tecido conjuntivo Capítulos 5, 6, 7, 8 e 12 Histologia Básica Junqueira e Carneiro Tecido conjuntivo Tecido conjuntivo propriamente dito é composto de uma porção celular e de uma matriz extracelular que

Leia mais

Membrana Plasmática: Funções da membrana

Membrana Plasmática: Funções da membrana Membrana Plasmática: Funções da membrana Membrana plasmática Manutenção da integridade e estrutura da célula. Controle da movimentação de substâncias para dentro e fora da célula (permeabilidade seletiva)

Leia mais

Universidade Federal de Sergipe Centro de Ciências Biológicas e da Saúde Departamento de Morfologia Biologia Celular BIOMEMBRANAS

Universidade Federal de Sergipe Centro de Ciências Biológicas e da Saúde Departamento de Morfologia Biologia Celular BIOMEMBRANAS Universidade Federal de Sergipe Centro de Ciências Biológicas e da Saúde Departamento de Morfologia 207024 - Biologia Celular Aula 1: Biomembranas Professora Marlúcia Bastos Aires BIOMEMBRANAS Envolvem

Leia mais

15/03/2014. TECIDO CONJUNTIVO Suporte estrutural Meio de troca entre o sangue e as células Defesa e proteção do organismo Reserva Energética

15/03/2014. TECIDO CONJUNTIVO Suporte estrutural Meio de troca entre o sangue e as células Defesa e proteção do organismo Reserva Energética TECIDO CONJUNTIVO Suporte estrutural Meio de troca entre o sangue e as células Defesa e proteção do organismo Reserva Energética 1. SÍNDROMES - UMA PERSPECTIVA AUDIOLÓGICA ADRIANA LAYBAUER PORTO ALEGRE,

Leia mais

Proteínas fibrosas e globulares ESTRUTURAS FUNÇÕES

Proteínas fibrosas e globulares ESTRUTURAS FUNÇÕES Proteínas fibrosas e globulares ESTRUTURAS FUNÇÕES 2 OBJETIVOS DA AULA PROTEÍNAS FIBROSAS Conhecer a classificação das proteínas quanto à forma Estudar a estrutura das queratinas, bem como suas funções

Leia mais

Terapia Ocupacional. Fisilogia

Terapia Ocupacional. Fisilogia Curso: Terapia Ocupacional Disciplina: Fisilogia Aula: Membrana Plasmática Profº. Ms. Rafael Palhano Fedato rafapalha@gmail.com Membrana Plasmática ou Membrana celular É uma dupla camada de lipídios com

Leia mais

Membrana Celular (Membrana Plasmática)

Membrana Celular (Membrana Plasmática) Partes da Célula: Membrana Celular (Membrana Plasmática) Citoplasma - citosol - organelas (compartimentalização funcional) Núcleo A Membrana Plasmática: estrutura geral O Modelo do Mosaico Fluido A Membrana

Leia mais

MEMBRANAS PLASMÁTICAS

MEMBRANAS PLASMÁTICAS MEMBRANAS PLASMÁTICAS Essenciais para a vida da célula https://www.youtube.com/watch?v=qdo5il1ncy4 Funções: Forma da célula. Intercâmbio célula-meio. Delimita conteúdo celular. Reconhecimento celular.

Leia mais

Variedades de Tecido Conjuntivo

Variedades de Tecido Conjuntivo Tecido Conjuntivo Variedades de Tecido Conjuntivo Propriamente dito (frouxo, denso modelado e não modelado) Com propriedades especiais (tecido elástico, reticular, adiposo, mielóide, linfóide, mucoso)

Leia mais

BIOLOGIA. Moléculas, células e tecidos. Estudo dos tecidos Parte 1. Professor: Alex Santos

BIOLOGIA. Moléculas, células e tecidos. Estudo dos tecidos Parte 1. Professor: Alex Santos BIOLOGIA Moléculas, células e tecidos Parte 1 Professor: Alex Santos Tópicos em abordagem Parte I Tecido epitelial I Conceitos fundamentais em histologia II Visão geral de classificação dos tecidos III

Leia mais

Fisiologia celular I. Fisiologia Prof. Msc Brunno Macedo

Fisiologia celular I. Fisiologia Prof. Msc Brunno Macedo celular I celular I Objetivo Conhecer os aspectos relacionados a manutenção da homeostasia e sinalização celular Conteúdo Ambiente interno da célula Os meios de comunicação e sinalização As bases moleculares

Leia mais

Membrana Plasmática. Dra. Maria Izabel Gallão

Membrana Plasmática. Dra. Maria Izabel Gallão Membrana Plasmática Composição química A composição química das membranas oscila em torno dos valores médios de 60% de proteínas e 40% de lipídios. Associados às proteínas e os lipídios encontram-se açúcares,

Leia mais

Compar'mentos celulares e membranas. Patricia Coltri

Compar'mentos celulares e membranas. Patricia Coltri Compar'mentos celulares e membranas Patricia Coltri coltri@usp.br Nesta aula: Compar'mentalização celular Papel das membranas na célula Composição Transporte Membranas: compar'mentos intracelulares Evolução

Leia mais

Funções das membranas celulares. Membrana Plasmática 04/05/2017. Membrana Celular - Função. Membranas Estrutura geral.

Funções das membranas celulares. Membrana Plasmática 04/05/2017. Membrana Celular - Função. Membranas Estrutura geral. Universidade de São Paulo Escola de Engenharia de Lorena Departamento de Biotecnologia Funções das membranas celulares Define os limite Curso: Engenharia Ambiental Receptores Membrana Plasmática Adesão

Leia mais

UNIPAMPA Disciplina de Histologia, citologia e embriologia Curso de Nutrição TECIDO EPITELIAL. Prof.: Cristiano Ricardo Jesse

UNIPAMPA Disciplina de Histologia, citologia e embriologia Curso de Nutrição TECIDO EPITELIAL. Prof.: Cristiano Ricardo Jesse UNIPAMPA Disciplina de Histologia, citologia e embriologia Curso de Nutrição TECIDO EPITELIAL Prof.: Cristiano Ricardo Jesse CONSIDERAÇÕES INICIAIS Organismos Sistemas Órgãos Tecidos Células CONSIDERAÇÕES

Leia mais

25/08/2014 CÉLULAS. Células Procariontes. Raduan. Célula Eucarionte Vegetal. Raduan

25/08/2014 CÉLULAS. Células Procariontes. Raduan. Célula Eucarionte Vegetal. Raduan CÉLULAS Células Procariontes Célula Eucarionte Vegetal 1 Célula Eucarionte Animal Núcleo Citoplasma Célula Animal Estrutura geral Membrana citoplasmática Mitocôndrias Retículo endoplasmático Complexo de

Leia mais

MEMBRANA PLASMÁTICA. CONCEITO: Envoltório fino, flexível, de contorno irregular que delimita o espaço de toda e qualquer célula.

MEMBRANA PLASMÁTICA. CONCEITO: Envoltório fino, flexível, de contorno irregular que delimita o espaço de toda e qualquer célula. MEMBRANA PLASMÁTICA CONCEITO: Envoltório fino, flexível, de contorno irregular que delimita o espaço de toda e qualquer célula. COMPOSIÇÃO: Lipoprotéica - constituída por proteínas, colesterol e fosfolipídios.

Leia mais

Tecido Epitelial de Revestimento

Tecido Epitelial de Revestimento Tecido Epitelial de Revestimento Prof. a Dr a. Sara Tatiana Moreira UTFPR Campus Santa Helena 1 Tecido Epitelial Revestimento Secreção/ Glandular 2 1 Revestimento das superfícies corporais externas 3 Revestimento

Leia mais

Diversidade celular. Riqueza em material extracelular

Diversidade celular. Riqueza em material extracelular Diversidade celular Riqueza em material extracelular Sistema de fibras colágenas, reticulares e elásticas Substância fundamental amorfa, rica em glicosaminoglicanas, proteoglicanas, água e glicoproteínas

Leia mais

- A energia é armazenada em suas ligações químicas e liberadas na digestão

- A energia é armazenada em suas ligações químicas e liberadas na digestão 1 IV Bioquímica de biomoléculas 1 Carboidratos ou Glicídeos - São as biomoléculas mais abundantes - São uma classe de moléculas orgânicas que possuem em sua estrutura carbono (C), hidrogênio () e oxigênio

Leia mais

Pontifícia Universidade Católica de Goiás Departamento de Biologia. Membrana Plasmática. Prof. Msc. Macks Wendhell Gonçalves.

Pontifícia Universidade Católica de Goiás Departamento de Biologia. Membrana Plasmática. Prof. Msc. Macks Wendhell Gonçalves. Pontifícia Universidade Católica de Goiás Departamento de Biologia Membrana Plasmática Prof. Msc. Macks Wendhell Gonçalves mackswendhell@gmail.com Membrana Plasmática (MP) A MP mantem constante o meio

Leia mais

Tecido Epitelial e Conjuntivo

Tecido Epitelial e Conjuntivo Tecido Epitelial e Conjuntivo Objetivos os estudantes deverão ser capazes de... - descrever as características (constituintes e sua organização) e funções gerais do epitélio de revestimento e do epitélio

Leia mais

Histofisiologia Tecido epitelial. Prof. Leonardo M. Crema

Histofisiologia Tecido epitelial. Prof. Leonardo M. Crema Histofisiologia Tecido epitelial Prof. Leonardo M. Crema Origem ectoderma: epiderme, epitélios do nariz, boca e glândulas sebácea, mamária e salivar. mesoderma: endotélio (tecido que reveste os vasos sanguíneos

Leia mais

TECIDO EPITELIAL. Professora Melissa Kayser

TECIDO EPITELIAL. Professora Melissa Kayser TECIDO EPITELIAL Professora Melissa Kayser Tecido Epitelial Introdução Tecido que reveste a superfície externa do corpo e as cavidades internas. Desempenha várias funções: Proteção do corpo (pele) Percepção

Leia mais

TECIDO CONJUNTIVO. O tecido conjuntivo apresenta: células, fibras e sua substância fundamental amorfa.

TECIDO CONJUNTIVO. O tecido conjuntivo apresenta: células, fibras e sua substância fundamental amorfa. TECIDO CONJUNTIVO FUNÇÕES: Estabelecimento e manutenção da forma corporal Conecta células e órgãos, dando suporte ao corpo Defesa e resposta imunológica Ajuda na reparação e cicatrização Faz troca de nutrientes

Leia mais

Membrana Celular. Membrana Celular. Membrana Celular. Membrana Celular: Estrutura Química, Especializações e Transporte

Membrana Celular. Membrana Celular. Membrana Celular. Membrana Celular: Estrutura Química, Especializações e Transporte Membrana Celular Membrana Celular Todas as membranas celulares apresentam a mesma constituição básica Membrana celular -Membrana plasmática -Endomembranas Membrana plasmática: limite celular Sistema de

Leia mais

TECIDO CONJUNTIVO TECIDO CONJUNTIVO TECIDO CONJUNTIVO 25/10/2016. Origem: mesoderma Constituição: Funções:

TECIDO CONJUNTIVO TECIDO CONJUNTIVO TECIDO CONJUNTIVO 25/10/2016. Origem: mesoderma Constituição: Funções: TECIDO CONJUNTIVO TECIDO CONJUNTIVO Origem: mesoderma Constituição: Diversos tipos de células Matriz extracelular: substância fundamental e fibras TECIDO CONJUNTIVO Funções: Sustentação estrutural Preenchimento

Leia mais

Mecanismos bio-moleculares responsáveis pela captação e interpretação dos sinais do meio externo e interno comunicação celular

Mecanismos bio-moleculares responsáveis pela captação e interpretação dos sinais do meio externo e interno comunicação celular Mecanismos bio-moleculares responsáveis pela captação e interpretação dos sinais do meio externo e interno comunicação celular Transferência citoplasmática direta de sinais elétricos e químicos Como as

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DA BAHIA - UNEB DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS DA VIDA DCV MED049 - BIOLOGIA E BIOQUIMICA. Citoesqueleto

UNIVERSIDADE ESTADUAL DA BAHIA - UNEB DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS DA VIDA DCV MED049 - BIOLOGIA E BIOQUIMICA. Citoesqueleto UNIVERSIDADE ESTADUAL DA BAHIA - UNEB DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS DA VIDA DCV MED049 - BIOLOGIA E BIOQUIMICA Citoesqueleto Profª MsC. Polyanna Carôzo de Oliveira Salvador - BA 2017 FUNÇÕES Definição de diversas

Leia mais

Tecido Conjuntivo. Prof Leonardo M. Crema

Tecido Conjuntivo. Prof Leonardo M. Crema Tecido Conjuntivo Prof Leonardo M. Crema Características: células separadas por muito material extracelular menor densidade celular vários tipos de células vasos sanguíneos, linfáticos, nervoso FUNÇÕES

Leia mais

TECIDO EPITELIAL 13/10/2014. Mamíferos: Tipos de tecidos. Epitelial Conjuntivo Muscular Nervoso. Tecido epitelial: Origem ECTODERMA MESODERMA

TECIDO EPITELIAL 13/10/2014. Mamíferos: Tipos de tecidos. Epitelial Conjuntivo Muscular Nervoso. Tecido epitelial: Origem ECTODERMA MESODERMA TECIDO EPITELIAL Mamíferos: Tipos de tecidos Epitelial Conjuntivo Muscular Nervoso Origem ECTODERMA MESODERMA ENDODERMA 1 Tecido epitelial Ectoderma: epitélios sensoriais dos olhos; aparelho auditivo e

Leia mais

TECIDO EPITELIAL. Tecido epitelial: Origem. Mamíferos: Tipos de tecidos. Epitelial Conjuntivo Muscular Nervoso 26/09/2017 ECTODERMA MESODERMA

TECIDO EPITELIAL. Tecido epitelial: Origem. Mamíferos: Tipos de tecidos. Epitelial Conjuntivo Muscular Nervoso 26/09/2017 ECTODERMA MESODERMA TECIDO EPITELIAL Mamíferos: Tipos de tecidos Epitelial Conjuntivo Muscular Nervoso Tecido epitelial: Origem ECTODERMA MESODERMA ENDODERMA 1 Tecido epitelial Ectoderma: Epitélios sensoriais dos olhos; Aparelho

Leia mais

Mecanismos bio-moleculares responsáveis pela captação e interpretação dos sinais do meio externo e interno comunicação celular

Mecanismos bio-moleculares responsáveis pela captação e interpretação dos sinais do meio externo e interno comunicação celular Mecanismos bio-moleculares responsáveis pela captação e interpretação dos sinais do meio externo e interno comunicação celular Transferência citoplasmática direta de sinais elétricos e químicos Como as

Leia mais

Tecido Conjun,vo II: matriz e classificações. Patricia Coltri

Tecido Conjun,vo II: matriz e classificações. Patricia Coltri Tecido Conjun,vo II: matriz e classificações Patricia Coltri coltri@usp.br Nesta aula: Matriz extracelular do tecido conjun,vo sistema colágeno e sistema elas,na substância fundamental amorfa classificação

Leia mais

Biologia Celular e Molecular:

Biologia Celular e Molecular: Disciplina: Biologia Celular e Molecular: Prof.Dr. Antonio Augusto L. Barboza Diferenciação Celular EUCARIONTES Célula Animal Célula Vegetal Células procariontes Pobreza de membranas (somente a membrana

Leia mais

Pontifícia Universidade Católica de Goiás Departamento de Biologia. Membrana Plasmática. Prof. Msc. Macks Wendhell Gonçalves.

Pontifícia Universidade Católica de Goiás Departamento de Biologia. Membrana Plasmática. Prof. Msc. Macks Wendhell Gonçalves. Pontifícia Universidade Católica de Goiás Departamento de Biologia Membrana Plasmática Prof. Msc. Macks Wendhell Gonçalves mackswendhell@gmail.com Por que os organismos vivos precisam de membranas? Membrana

Leia mais

BIOLOGIA. Moléculas, Células e Tecidos Estudo dos tecidos Parte II. Prof. Daniele Duó

BIOLOGIA. Moléculas, Células e Tecidos Estudo dos tecidos Parte II. Prof. Daniele Duó BIOLOGIA Moléculas, Células e Tecidos Estudo dos tecidos Parte II Prof. Daniele Duó - Os Tecidos são o objeto de estudo da HISTOLOGIA. - Tecidos: conjuntos de células que atuam de maneira integrada, desempenhando

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DA BAHIA - UNEB DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS DA VIDA DCV CCS006 - BIOLOGIA CELULAR. Sinalização Celular SALVADOR - BA 2016

UNIVERSIDADE ESTADUAL DA BAHIA - UNEB DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS DA VIDA DCV CCS006 - BIOLOGIA CELULAR. Sinalização Celular SALVADOR - BA 2016 UNIVERSIDADE ESTADUAL DA BAHIA - UNEB DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS DA VIDA DCV CCS006 - BIOLOGIA CELULAR Sinalização Celular PROFª POLYANNA CARÔZO DE OLIVEIRA SALVADOR - BA 2016 Introdução Evolução da multicelularidade

Leia mais

Tecido conjuntivo. Células. Matriz Extracelular (MEC) Abundante

Tecido conjuntivo. Células. Matriz Extracelular (MEC) Abundante Células Tecido conjuntivo Matriz Extracelular (MEC) Abundante Tecido conjuntivo I Matriz Extracelular (MEC) Tipos de tecido conjuntivo Tecido conjuntivo II Células residentes Células transitórias Tecido

Leia mais

Membranas biológicas

Membranas biológicas Membranas biológicas Membrana celular Estrutura, organização e função Exemplos da importância no funcionamento de um organismo animal Biofísica Vet. 2019 - FCAV/UNESP Membrana celular (estrutura) Células

Leia mais

Aspectos Moleculares da Inflamação:

Aspectos Moleculares da Inflamação: Patologia Molecular Lucas Brandão Aspectos Moleculares da Inflamação: os mediadores químicos inflamatórios Inflamação São uma série de eventos programados que permitem com que Leucócitos e outras proteínas

Leia mais

Bases Moleculares do Desenvolvimento II

Bases Moleculares do Desenvolvimento II Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto - USP Módulo de Embriologia Geral Bases Moleculares do Desenvolvimento II Prof. Carolina Gonçalves Santos Questões da Biologia do Desenvolvimento 1 - Morfogênese

Leia mais

ESTRUTURA DAS PROTEÍNAS

ESTRUTURA DAS PROTEÍNAS ESTRUTURA DAS PROTEÍNAS Como é a estrutura tridimensional das proteínas??? 4 níveis estruturais Estrutura primária, secundária, terciária e quaternária Mantidas por: ligações covalentes (ligação peptídica

Leia mais

Membranas Biológicas

Membranas Biológicas UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS TECNOLÓGICAS DEPARTAMENTO DE QUÍMICA DQMC BIOQUÍMICA BIO0001 Membranas Biológicas Prof Karine P. Naidek Outubro/2016 Membranas Biológicas Membranas

Leia mais

4/10/2012 CITOESQUELETO. Citoesqueleto. Rede intrincada de filamentos protéicos que se estendem por todo o citoplasma

4/10/2012 CITOESQUELETO. Citoesqueleto. Rede intrincada de filamentos protéicos que se estendem por todo o citoplasma CITOESQUELETO Citoesqueleto Rede intrincada de filamentos protéicos que se estendem por todo o citoplasma 1 Citoesqueleto Garante a estrutura da célula e de suas organelas; Ajuda a organizar a atividade

Leia mais

8ª aula teórica Proteínas estruturais: colagénio, queratina e elastina. Bibliografia

8ª aula teórica Proteínas estruturais: colagénio, queratina e elastina. Bibliografia BIOQUÍMICA I 2010/2011 Ensino teórico - 1º ano Mestrado Integrado em Medicina 8ª aula teórica Proteínas estruturais: colagénio, queratina e elastina 12-10-2010 Bibliografia Biochemistry with clinical correlations,

Leia mais

Membranas Celulares. Membrana Celular. Todas as membranas celulares apresentam a mesma constituição básica

Membranas Celulares. Membrana Celular. Todas as membranas celulares apresentam a mesma constituição básica Membranas Celulares Todas as membranas celulares apresentam a mesma constituição básica Membrana celular -Membrana plasmática -Endomembranas Membrana Celular Membrana plasmática: limite celular Sistema

Leia mais

Bioquímica da Biomineralização. Prof. Dr. VICTOR ARANA Departamento de Biomateriais e Biologia Oral

Bioquímica da Biomineralização. Prof. Dr. VICTOR ARANA Departamento de Biomateriais e Biologia Oral Bioquímica da Biomineralização Prof. Dr. VICTOR ARANA Departamento de Biomateriais e Biologia Oral Fase Mineral nos Sistemas Biológicos Oxalatos de Cálcio (Plantas) Carbonatos de Cálcio (Invertebrados,

Leia mais

TECIDO EPITELIAL. Prof. Me. Leandro Parussolo

TECIDO EPITELIAL. Prof. Me. Leandro Parussolo TECIDO EPITELIAL Prof. Me. Leandro Parussolo Tecido Epitelial Introdução Tecido que reveste a superfície externa do corpo e as cavidades internas dos animais Desempenha várias funções: proteção do corpo

Leia mais

Tecido conjuntivo de preenchimento. Pele

Tecido conjuntivo de preenchimento. Pele Tecido conjuntivo de preenchimento Pele derme epiderme Pele papila dérmica crista epidérmica corte histológico da pele observado em microscopia de luz Camadas da Epiderme proliferação e diferenciação dos

Leia mais

Tecidos do Corpo Humano

Tecidos do Corpo Humano Tecidos do Corpo Humano Epitelial Conjuntivo Muscular Nervoso Nutrição, Fono_ 2018 Tecido Conjuntivo Constituído por um grupo de células com características diversificadas, imersas em matriz extracelular

Leia mais