Relatório de Investimento e Gestão Social 2014

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Relatório de Investimento e Gestão Social 2014"

Transcrição

1 Relatório de Investimento e Gestão Social 2014 Divisão de Promoção da Cidadania Empresarial e Projetos com a Sociedade - PCSC Departamento de Responsabilidade Social e Projetos com a Sociedade PCS

2 Sumário Projetos sociais apoiados pela Eletrobras em Introdução... 4 Movimento dos Atingidos por Barragens MAB... 4 Projetos com os índios Kayapó... 4 Prefeitura Municipal de Candiota-RS... 5

3 Projetos sociais apoiados pela Eletrobras em 2014 A Eletrobras, por meio do Departamento de Responsabilidade Social e Projetos com a Sociedade, destina recursos para o apoio a projetos Socioambientais. São aceitos projetos com foco nas seguintes linhas de atuação: Geração de emprego e Renda; Educação e Qualificação Profissional para Jovens e Adultos e Atendimento às Comunidades Impactadas por Empreendimentos das Empresas do Sistema Eletrobras. Para avaliar e selecionar os projetos encaminhados, a Eletrobras adota os seguintes critérios: a) compatibilidade com a Política de Responsabilidade Social da Eletrobras; b) habilitação da entidade proponente; c) sustentabilidade do projeto; d) relação custo-benefício; e) abrangência do projeto; f) existência de parceiros; g) envolvimento dos beneficiários na formulação e implementação do projeto; h) fortalecimento da imagem institucional da Eletrobras; i) localização das áreas de impacto do projeto; e j) compatibilidade com os Objetivos do Milênio e com o Plano Plurianual (PPA) do governo federal. Os projetos são submetidos a uma triagem administrativa, técnica e de avaliação e seleção. Após avaliação o projeto considerado elegível é submetido à Diretoria Executiva da Eletrobras que, de acordo com a disponibilidade orçamentária da empresa e interesse estratégico, aprova e estabelece as prioridades de atendimento. Para cada projeto é celebrado um instrumento jurídico competente. Para o ano de 2015, além da modalidade de Escolha Direta é prevista a seleção de projetos sociais por Edital.

4 1. Introdução Em 2014, a Eletrobras realizou a gestão de cinco projetos sociais celebrados em anos anteriores. As linhas de atuação foram: relacionamento com movimentos sociais, educação e geração de trabalho e renda por meio dos Centros Comunitários de Produção CCPs. O repasse de recursos nesse ano totalizou R$ ,00 e foram destinados à educação (R$20.445,00) e à geração de trabalho e renda (R$ ,00). Ademais, a Eletrobras deu continuidade ao acompanhamento da execução do Termo de Cooperação assinado em setembro de 2013 com a empresa Norte Energia S.A., a Fundação Nacional do Índio Funai e o Instituto Kabu para a execução de um projeto de longo prazo junto às comunidades indígenas Kayapó que vivem na margem oeste do rio Xingu, no sul do estado do Pará, região de impacto indireto da usina hidrelétrica de Belo Monte (em fase de construção). Ao mesmo tempo, a Eletrobras deu prosseguimento às tratativas para a elaboração de projeto semelhante junto às comunidades indígenas Kayapó que vivem na margem leste do rio Xingu. Vale destacar que o projeto não faz parte das condicionantes ambientais e que os índios atendidos pelo projeto localizam-se a 500Km à ajuzante do empreendimento, Movimento dos Atingidos por Barragens MAB No ano de 2014 deu-se continuidade a execução do projeto Programa capacitando atingidos por barragens para desenvolver ações em tecnologias sociais na produção de alimentos saudáveis e energias alternativas firmado entre a Eletrobras e a Associação Nacional dos Atingidos por Barragens (ANAB) por meio do convênio ECV-PCS-007/2012. O projeto, de abrangência nacional, tem por objetivo contribuir para a melhoria de vida de populações atingidas por barragens através de tecnologias sociais e acesso a políticas públicas que favoreçam o aumento da oferta de alimentos saudáveis, energia alternativa e renda. Projetos com os índios Kayapó Quanto aos projetos desenvolvidos em comunidades indígenas, desde 2013 está em andamento projeto desenvolvido juntamente com a FUNAI, Instituto Kabu para atender aos índios Kayapó do Oeste.

5 O projeto assinado em setembro de 2013, tem a duração prevista de três anos e realiza ações de apoio, assistência, reforço institucional, atividades sustentáveis de geração de renda (manejo de cumaru, castanha etc.), proteção, vigilância, segurança e gestão ambiental, e programas de cunho cultural, destinados ao fortalecimento das comunidades Kayapó contempladas. São contemplados cerca de indígenas Kayapó, distribuídos em nove aldeias na margem oeste do rio Xingu. A Eletrobras não realiza aportes financeiros diretos ao projeto 1, mas realiza sua gestão e fiscalização. Em 2014, nos projetos com os índios Kayapó, a forma de gestão da Eletrobras promoveu uma qualificação no relacionamento entre a empresa e esse povo indígena, que habita a bacia do médio rio Xingu, região de interesse estratégico para empreendimentos da Eletrobras. No caso dos Kayapó do leste, foi organizada uma Oficina Participativa de Planejamento em de outubro de 2014, na cidade de Tucumã-PA, com a participação de 90 lideranças dos Kayapó do leste, da Funai local e de uma equipe da Eletrobras. O objetivo da oficina, conduzida com metodologia participativa era apresentar e validar as diretrizes do projeto juntamente com os próprios indígenas. Prefeitura Municipal de Candiota-RS A interligação elétrica Brasil-Uruguai é um empreendimento viabilizado pela Eletrobras Eletrosul que será composto por uma subestação (230/525kV) e duas linhas de transmissão, uma de 230kV com 3km e outra de 525kV com 60km de extensão, passando nos municípios de Candiota-RS, Hulha Negra-RS e Aceguá-RS. Paralelamente ao empreendimento, a Eletrobras está desenvolvendo ações sociais de grande significado para essa região, ações essas complementares, que não fazem parte das condicionantes ambientais. Em Candiota, está em execução o projeto Semeando a Cidadania, (convênio ECV-PCS- 007/2012) cujo objetivo é promover a qualificação profissional de 200 jovens e adultos em 11 cursos. No ano de 2014, formaram-se 76 profissionais em oito cursos técnicos desenvolvidos pelo SENAI. Na mesma região, também está em execução o projeto Orquestra Filarmônica de Candiota (ECV-PCS-003/2013) que tem como objetivo a formação da Orquestra, mediante instrução 1 A Norte Energia S.A., na qualidade de sociedade concessionária de natureza privada responsável pela exploração do empreendimento UHE Belo Monte, diante do pleito de seu acionista Eletrobras, concordou em destinar recursos próprios para a elaboração e a implantação, sob a supervisão da Eletrobras, dos programas e ações de apoio e assistência aos Kayapó do médio Xingu. O aporte financeiro anual da Norte Energia SA para o projeto é de R$ ,00 (um milhão e quinhentos mil reais).

6 musical e treinamentos para jovens e adultos além da aquisição de instrumentos e acessórios musicais. Dentre outras atividades, os alunos estão aprendendo a tocar os hinos nacionais do Brasil e do Uruguai para a inauguração da interligação elétrica entre Brasil e Uruguai. Conclusão No ano de 2014, a Divisão de Promoção da Cidadania Empresarial e Projetos com a Sociedade - PCSC da Eletrobras desenvolveu suas atividades baseadas na gestão de projetos celebrados em anos anteriores e no apoio a projetos desenvolvidos em parceria com outras áreas da empresa. Os exemplos apresentados nesse relatório demonstram que a PCSC, área responsável pelos projetos sociais da Eletrobras, tem se preocupado não apenas com os investimentos financeiros aportados nos projetos, mas também com o compromisso em utilizar a expertise de seus analistas contribuindo para uma melhor gestão de ações sociais da empresa.

Relatório Investimento Social - 2013

Relatório Investimento Social - 2013 Relatório Investimento Social - 2013 Divisão de Promoção da Cidadania Empresarial e Projetos com a Sociedade - PCSC Departamento de Responsabilidade Social e Projetos com a Sociedade PCS Sumário Projetos

Leia mais

Departamento. Responsabilidade Social ELETROBRÁS

Departamento. Responsabilidade Social ELETROBRÁS Departamento de Responsabilidade Social ELETROBRÁS das@eletrobras.com (21) 2514-6146 Histórico de Criação da Área 1º Momento 27.01.2003 Res - 038/2003 Coordenadoria para o Desenvolvimento Humano e Responsabilidade

Leia mais

NOVO PROGRAMA. Programa Petrobras SOCIOAMBIENTAL

NOVO PROGRAMA. Programa Petrobras SOCIOAMBIENTAL NOVO PROGRAMA Programa Petrobras SOCIOAMBIENTAL 2014-2018 1 PETROBRAS Fundada em 1953, a partir de uma campanha popular O petróleo é nosso. Empresa integrada de energia Sociedade anônima de capital aberto

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA (TR) - TECN MCT 1 VAGA

TERMO DE REFERÊNCIA (TR) - TECN MCT 1 VAGA INSTITUTO INTERAMERICANO DE COOPERAÇÃO PARA A AGRICULTURA TERMO DE REFERÊNCIA (TR) - TECN 3.1.6 - MCT 1 VAGA 1 IDENTIFICAÇÃO DA CONSULTORIA Prestação de serviços de pessoa física para a elaboração de documento

Leia mais

Companhia Hidrelétrica Teles Pires Usina Hidrelétrica Teles Pires. Energia Eficiente!

Companhia Hidrelétrica Teles Pires Usina Hidrelétrica Teles Pires. Energia Eficiente! Companhia Hidrelétrica Teles Pires Usina Hidrelétrica Teles Pires Energia Eficiente! COMPOSIÇÃO ACIONÁRIA A UHE Teles Pires tem sua estruturação formada pelas maiores empresas do setor elétrico brasileiro

Leia mais

Diretrizes do Consórcio Machadinho Airton Morganti 04.Jun Encontro de Capacitação sobre Projetos Sociais Capacitado, você pode mais!

Diretrizes do Consórcio Machadinho Airton Morganti 04.Jun Encontro de Capacitação sobre Projetos Sociais Capacitado, você pode mais! Diretrizes do Consórcio Machadinho Airton Morganti 04.Jun.2013 Encontro de Capacitação sobre Projetos Sociais Capacitado, você pode mais! Usina Hidrelétrica Machadinho Carlos Ermírio de Moraes Localização:

Leia mais

FUNDAÇÃO COORDENAÇÃO DE PROJETOS, PESQUISAS E ESTUDOS TECNOLÓGICOS - COPPETEC.

FUNDAÇÃO COORDENAÇÃO DE PROJETOS, PESQUISAS E ESTUDOS TECNOLÓGICOS - COPPETEC. FUNDAÇÃO COORDENAÇÃO DE PROJETOS, PESQUISAS E ESTUDOS TECNOLÓGICOS - COPPETEC. CHAMADA PÚBLICA PARA CONTRATAÇÃO DE AGENTES DE DESENVOLVIMENTO SOLIDÁRIO DO PROJETO BRASIL LOCAL ETNODESENVOLVIMENTO E ECONOMIA

Leia mais

Acordo de Acionistas. do Grupo CPFL Energia. Atual Denominação Social da Draft II Participações S.A.

Acordo de Acionistas. do Grupo CPFL Energia. Atual Denominação Social da Draft II Participações S.A. Acordo de Acionistas Política de da Investimento CPFL Energia Social S.A. do Grupo CPFL Energia Atual Denominação Social da Draft II Participações S.A. 1 Sumário 1. Introdução 3 2. Objetivo 4 3. Âmbito

Leia mais

Título. Diretrizes de Investimento Social Privado desenvolvida pela AMAGGI

Título. Diretrizes de Investimento Social Privado desenvolvida pela AMAGGI Título Diretrizes de Investimento Social Privado desenvolvida pela AMAGGI Nossos números em 2015 30.004 pessoas beneficiadas diretamente 13 municípios atendidos 18 colaboradores diretos e 01 indireto (cedido

Leia mais

Planejamento da transmissão

Planejamento da transmissão MINISTÉRIO DE MINAS E ENERGIA Fórum: Os Desafios da Transmissão Planejamento da transmissão Thiago Guilherme Ferreira Prado CoordenadorGeral de Planejamento de Energia Elétrica Substituto 14 de abril de

Leia mais

Estudos sobre os. AHE Garabi e AHE Panambi. Reuniões sobre os Cadastros Socioeconômico e Imobiliário

Estudos sobre os. AHE Garabi e AHE Panambi. Reuniões sobre os Cadastros Socioeconômico e Imobiliário Estudos sobre os AHE Garabi e AHE Panambi Reuniões sobre os Cadastros Socioeconômico e Imobiliário Setembro/ Outubro de 2014. Tratado para Aproveitamento dos Recursos Hídricos Compartilhados dos Trechos

Leia mais

Qualificação da Gestão

Qualificação da Gestão Qualificação da Gestão O que é o SUS Instituído pela Constituição de 1988, o Sistema Único de Saúde SUS é formado pelo conjunto das ações e serviços de saúde sob gestão pública Com direção única em cada

Leia mais

Profissional Técnico de Nível Médio. Profissional de Nível Médio. Curitiba PR Interior do Paraná

Profissional Técnico de Nível Médio. Profissional de Nível Médio. Curitiba PR Interior do Paraná Força de Trabalho Os 8.647 empregados do quadro próprio estão distribuídos em três carreiras: profissional de nível médio (5.105 empregados), profissional técnico de nível médio (2.049 empregados) e profissional

Leia mais

ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO DO PROJETO

ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO DO PROJETO ANEXO 1 ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO DO PROJETO :: INFORMAÇÕES PRÉVIAS :: O projeto deve ser apresentado em, no máximo, 15 (quinze) páginas A4, incluindo anexos, com letra tipo Arial, tamanho 12; Todos os itens

Leia mais

ENGENH A R IA E MEIO A MBI ENT E

ENGENH A R IA E MEIO A MBI ENT E ENGENH A R IA E MEIO A MBI ENT E A FLORAM ENGENHARIA E MEIO AMBIENTE é uma empresa de engenharia e gestão ambiental que desenvolve estudos e serviços com a abrangência e profundidade de análise necessária

Leia mais

4.6. ATENDIMENTO ÀS METAS DO PLANO/PROGRAMA/PROJETO

4.6. ATENDIMENTO ÀS METAS DO PLANO/PROGRAMA/PROJETO 4.6. ATENDIMENTO ÀS METAS DO PLANO/PROGRAMA/PROJETO A planilha de atendimento às metas do projeto é apresentada na sequência. Metas Proporcionar os elementos necessários para que seja definido o processo

Leia mais

Instituto Equipav viabiliza ação social em municípios atendidos pela Aegea. Carlos Henrique Paganetto Roma Junior

Instituto Equipav viabiliza ação social em municípios atendidos pela Aegea. Carlos Henrique Paganetto Roma Junior Instituto Equipav viabiliza ação social em municípios atendidos pela Aegea Carlos Henrique Paganetto Roma Junior SUSTENTABILIDADE NA SOCIEDADE Problemas centrais Uso insustentável e predatório dos recursos

Leia mais

introdução ao marketing - gestão do design

introdução ao marketing - gestão do design introdução ao marketing - gestão do design Universidade Presbiteriana Mackenzie curso desenho industrial 3 pp e pv profa. dra. teresa riccetti Fevereiro 2009 A gestão de design, o management design, é

Leia mais

Edital Chamada Pública de Projetos Novas Ideias Para Um Mundo Melhor Fábrica Itabirito

Edital Chamada Pública de Projetos Novas Ideias Para Um Mundo Melhor Fábrica Itabirito Edital Chamada Pública de Projetos 2017 Novas Ideias Para Um Mundo Melhor Fábrica Itabirito Edital Chamada Pública Somar esforços é parte integrante da política de relacionamento e desenvolvimento da Coca-Cola

Leia mais

POLÍTICA DE PATROCÍNIOS DAS EMPRESAS ELETROBRAS. Política de Patrocínios das Empresas Eletrobras

POLÍTICA DE PATROCÍNIOS DAS EMPRESAS ELETROBRAS. Política de Patrocínios das Empresas Eletrobras Política de Patrocínios das Empresas Eletrobras Versão 2.0 19/05/2014 1 Sumário 1. Objetivo... 3 2. Conceito de Patrocínio... 3 3. Princípios... 3 4. Diretrizes... 4 4.1. Áreas de atuação... 4 4.2. Restrições...

Leia mais

Política de Combate a Inundações de Belo Horizonte. Prefeitura de Belo Horizonte

Política de Combate a Inundações de Belo Horizonte. Prefeitura de Belo Horizonte Política de Combate a Inundações de Belo Horizonte Prefeitura de Belo Horizonte Belo Horizonte, fevereiro/2011 ASPECTOS GERAIS DA CIDADE DE BELO HORIZONTE Área superficial : 330 km 2 População : 2,5 milhões

Leia mais

NOTA TÉCNICA PROGRAMA ACADEMIA DA SAÚDE OU PROJETOS SIMILARES DE ATIVIDADE FÍSICA

NOTA TÉCNICA PROGRAMA ACADEMIA DA SAÚDE OU PROJETOS SIMILARES DE ATIVIDADE FÍSICA NOTA TÉCNICA 22 2012 PROGRAMA ACADEMIA DA SAÚDE OU PROJETOS SIMILARES DE ATIVIDADE FÍSICA Repasse de recursos financeiros do Piso Variável de Vigilância e Promoção da Saúde para apoio técnico, monitoramento

Leia mais

Estratégias da Implantação para a Conquista da Certificação ONA no Hospital Municipal de Mogi das Cruzes

Estratégias da Implantação para a Conquista da Certificação ONA no Hospital Municipal de Mogi das Cruzes Estratégias da Implantação para a Conquista da Certificação ONA no Hospital Municipal de Mogi das Cruzes Nossa história Cenário Cenário Nossa história Setores Previsão segundo o Plano de Trabalho Quando

Leia mais

Condicionantes do componente indígena do processo de licenciamento ambiental da Usina Hidrelétrica de Belo Monte 1

Condicionantes do componente indígena do processo de licenciamento ambiental da Usina Hidrelétrica de Belo Monte 1 Condicionantes do componente indígena do processo de licenciamento ambiental da Usina Hidrelétrica de Belo Monte 1. 1 Parecer Técnico 21/CMAN/CGPIMA-FUNAI, 30 de setembro de 2009. http://www.ibama.gov.br/licenciamento/index.php

Leia mais

Objetivo Geral: Objetivos Específicos:

Objetivo Geral: Objetivos Específicos: Objetivo Geral: Superação da pobreza e geração de trabalho e renda no meio rural por meio de uma estratégia de desenvolvimento territorial sustentável. Objetivos Específicos: Inclusão produtiva das populações

Leia mais

Escrito por Administrator Seg, 22 de Novembro de :55 - Última atualização Seg, 22 de Novembro de :09

Escrito por Administrator Seg, 22 de Novembro de :55 - Última atualização Seg, 22 de Novembro de :09 MISSÃO O Serviço Social tem como missão dar suporte psico-social e emocional ao colaborador e sua família. Neste sentido, realiza o estudo de casos, orientando e encaminhando aos recursos sociais da comunidade,

Leia mais

Programa de Combate ao Racismo Institucional - PCRI

Programa de Combate ao Racismo Institucional - PCRI Programa de Combate ao Racismo Institucional - PCRI Apoio: DFID- Ministério do Governo Britânico para o Desenvolvimento Internacional PNUD Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento RACISMO INSTITUCIONAL

Leia mais

Contratualização de Resultados com o Terceiro Setor - OSCIP Desafios e Potencialidades: A Experiência de Minas Gerais

Contratualização de Resultados com o Terceiro Setor - OSCIP Desafios e Potencialidades: A Experiência de Minas Gerais Contratualização de Resultados com o Terceiro Setor - OSCIP Desafios e Potencialidades: A Experiência de Minas Gerais Renata Anício Bernardo Felipe Antônio Rocha Silva Frederico de Morais Andrade Coutinho

Leia mais

Estrutura do Comunicado

Estrutura do Comunicado Comunicados do IPEA O Programa Minha Casa Minha Vida em municípios de até 50 mil habitantes: quadro institucional e prognósticos da provisão habitacional de interesse social Estrutura do Comunicado análise

Leia mais

O RIO ENERGY ENTRA NO MERCADO EM. + Capacidade Financeira. + Entrega + Gestão dos Ativos

O RIO ENERGY ENTRA NO MERCADO EM. + Capacidade Financeira. + Entrega + Gestão dos Ativos INSTITUCIONAL O RIO ENERGY ENTRA NO MERCADO EM 2012 + Capacidade Financeira + Entrega + Gestão dos Ativos Retorno aos investidores Rio Energy: Viabilizando projetos de energia renovável, impactamos o futuro

Leia mais

Ações Reunião Ordinária realizada no dia 18 de julho de 2014

Ações Reunião Ordinária realizada no dia 18 de julho de 2014 R E L A Ç Õ E S D O T R A B A L H O Órgão Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) Representação Efetiva Grupo de Trabalho Tripartite para Implementação da Agenda Nacional de Trabalho Decente Representante

Leia mais

I SEMINÁRIO ESTADUAL SOBRE POLÍTICA MUNICIPAL DE HABITAÇÃO. 1º de outubro de 2009

I SEMINÁRIO ESTADUAL SOBRE POLÍTICA MUNICIPAL DE HABITAÇÃO. 1º de outubro de 2009 I SEMINÁRIO ESTADUAL SOBRE POLÍTICA MUNICIPAL DE HABITAÇÃO 1º de outubro de 2009 (112 MUNICÍPIOS) (64 MUNICÍPIOS) (91 MUNICÍPIOS) (16 MUNICÍPIOS) (10 MUNICÍPIOS) (IDH Médio M Nacional = 0,766) Especificação

Leia mais

Mecanismos financeiros para a conservação

Mecanismos financeiros para a conservação Mecanismos financeiros para a conservação FUNDOS PARA A VIDA Fundo Kayapó Fundo Amapá Fundo de apoio ao uso público BA/ES Photo 1 4.2 x 10.31 Position x: 8.74, y:.18 Fundo Kayapó Uma aliança de longo prazo

Leia mais

Início data da assinatura do Convênio. Término , coincidindo com o final do mandato do prefeito municipal.

Início data da assinatura do Convênio. Término , coincidindo com o final do mandato do prefeito municipal. Programa Integração AABB Comunidade Anexo 2 Informações e orientações destinadas à apresentação do Programa às potenciais convenentes prefeituras municipais 1. Apresentação Com 27 anos de existência, o

Leia mais

Gestor Departamento de Planejamento, Orçamento e Controle (DPOC)

Gestor Departamento de Planejamento, Orçamento e Controle (DPOC) Título Norma de Responsabilidade Socioambiental Gestor Departamento de Planejamento, Orçamento e Controle (DPOC) Abrangência Agências, Departamentos, Empresas Ligadas e Unidades no Exterior Sinopse Diretrizes

Leia mais

2.1. Subcoordenador Técnico Operacional (Código STO) 1 vaga Atribuições:

2.1. Subcoordenador Técnico Operacional (Código STO) 1 vaga Atribuições: PRORROGAÇÃO DO EDITAL PARA SELEÇÃO DE BOLSISTAS PROJETO CVDS Manaus, 24 de Novembro de 2014. 1. CONTEXTUALIZAÇÃO O Centro Vocacional para o Desenvolvimento Sustentável (CVDS), trata-se de um projeto piloto

Leia mais

PROJETO DE LEI. Art.1º Fica criada a Secretaria Municipal da Juventude no âmbito da Administração Centralizada do Município de Porto Alegre.

PROJETO DE LEI. Art.1º Fica criada a Secretaria Municipal da Juventude no âmbito da Administração Centralizada do Município de Porto Alegre. PROJETO DE LEI Cria, na Administração Centralizada do Município, a Secretaria Municipal da Juventude, com o objetivo de articular juntamente com outros órgãos do Executivo Municipal, normas e procedimentos

Leia mais

Utilities Day BTG Pactual. EDP Energias do Brasil

Utilities Day BTG Pactual. EDP Energias do Brasil Utilities Day BTG Pactual EDP Energias do Brasil O que foi feito para entrada em operação antecipada das UHEs da EDP? Aplicação da metodologia do PMBOK adaptada à realidade da EDP e do projeto, com equipe

Leia mais

Projeto Inclusão Social Urbana Nós do Centro. Prefeitura de São Paulo União Européia

Projeto Inclusão Social Urbana Nós do Centro. Prefeitura de São Paulo União Européia Projeto Inclusão Social Urbana Nós do Centro Prefeitura de São Paulo União Européia Histórico do Projeto Cooperação técnica bilateral da Prefeitura de São Paulo com a União Européia com duração de quatro

Leia mais

O Saneamento Ambiental no BNDES: Estratégias de Financiamento ao Setor

O Saneamento Ambiental no BNDES: Estratégias de Financiamento ao Setor O Saneamento Ambiental no BNDES: Estratégias de Financiamento ao Setor Vanessa Duarte de Carvalho Deptº de Saneamento Ambiental do BNDES Belo Horizonte, 26 de novembro de 2010 Agenda RESÍDUOS SÓLIDOS BNDES

Leia mais

Programa de Inclusão Social e Desenvolvimento Econômico Sustentável do Estado do Acre PROACRE

Programa de Inclusão Social e Desenvolvimento Econômico Sustentável do Estado do Acre PROACRE Programa de Inclusão Social e Desenvolvimento Econômico Sustentável do Estado do Acre PROACRE 0 0'0" Localização Geográfica 0 0'0" 10 0'0"S 70 0'0"W 60 0'0"W 50 0'0"W Venezuela Suriname Guiana Francesa

Leia mais

O SUS LEGAL A partir das leis que ainda não foram cumpridas e que determinam a estrutura e funcionamento do SUS: Propostas do ministério da saúde

O SUS LEGAL A partir das leis que ainda não foram cumpridas e que determinam a estrutura e funcionamento do SUS: Propostas do ministério da saúde O SUS LEGAL A partir das leis que ainda não foram cumpridas e que determinam a estrutura e funcionamento do SUS: Propostas do ministério da saúde Brasília, 25/01/2017 Lei 141 Art. 30. Os planos plurianuais,

Leia mais

FINANCIAMENTO FEDERAL

FINANCIAMENTO FEDERAL FINANCIAMENTO FEDERAL SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE O art. 198 da CF preconiza que as ações e serviços públicos de saúde - asps integram uma rede regionalizada e hierarquizada e constituem um sistema único organizado

Leia mais

Atuação do BDMG na estruturação e financiamento de PPPs para resíduos sólidos e tratamento de água

Atuação do BDMG na estruturação e financiamento de PPPs para resíduos sólidos e tratamento de água Atuação do BDMG na estruturação e financiamento de PPPs para resíduos sólidos e tratamento de água Seminário e oficina Técnica ABDE-BID: O Papel das Instituições Financeiras de Desenvolvimento no Financiamento

Leia mais

ESTADO DA BAHIA PREFEITURA MUNICIPAL DE ILHÉUS GABINETE DO PREFEITO

ESTADO DA BAHIA PREFEITURA MUNICIPAL DE ILHÉUS GABINETE DO PREFEITO Ilhéus, 01 de Abril de 2009. OF GAB 013/2009 Senhor Presidente, Em atendimento ao disposto no Art. 73, da Lei Orgânica do Município de Ilhéus, estamos encaminhando à esta Casa Legislativa o Programa de

Leia mais

O Baobá. é a árvore da vida, e tem em si a mais profunda mensagem de sustentabilidade e prosperidade.

O Baobá. é a árvore da vida, e tem em si a mais profunda mensagem de sustentabilidade e prosperidade. O Baobá é a árvore da vida, e tem em si a mais profunda mensagem de sustentabilidade e prosperidade. Especializada em gestão e sociedade, com foco em sustentabilidade para os setores público e privado.

Leia mais

Ação de Distribuição de Alimentos a Grupos Populacionais Específicos

Ação de Distribuição de Alimentos a Grupos Populacionais Específicos Ação de Distribuição de Alimentos a Grupos Populacionais Específicos Secretaria Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional Introdução O Governo Federal procura assegurar o direito humano à alimentação

Leia mais

Estratégia CAIXA para Consórcios Públicos e Desenvolvimento Regional

Estratégia CAIXA para Consórcios Públicos e Desenvolvimento Regional 4º Encontro de Prefeitos com tema Desenvolvimento Local Sustentável Encontros Regionais de Municípios ABM - Nordeste Camaçari, Setembro de 2015 Estratégia CAIXA para Consórcios Públicos e Desenvolvimento

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA (TR)

TERMO DE REFERÊNCIA (TR) INSTITUTO INTERAMERICANO DE COOPERAÇÃO PARA A AGRICULTURA 1 IDENTIFICAÇÃO DA CONSULTORIA CODT 03 (AM) Uma Vaga TERMO DE REFERÊNCIA (TR) Prestação de serviço técnico especializado, modalidade de consultoria

Leia mais

RESPONSABILIDADE SOCIAL CORPORATIVA NA GESTÃO DA CADEIA LOGÍSTICA

RESPONSABILIDADE SOCIAL CORPORATIVA NA GESTÃO DA CADEIA LOGÍSTICA RESPONSABILIDADE SOCIAL CORPORATIVA NA GESTÃO DA CADEIA LOGÍSTICA Coordenadoria de Economia Mineral Diretoria de Geologia, Mineração e Transformação Mineral Premissas do Desenvolvimento Sustentável Economicamente

Leia mais

II Seminário de Matriz Energética - FGV Rio de Janeiro, 29 de maio de 2012

II Seminário de Matriz Energética - FGV Rio de Janeiro, 29 de maio de 2012 II Seminário de Matriz Energética - FGV Rio de Janeiro, 29 de maio de 2012 ENTIDADES ASSOCIADAS Subcomitê de Meio Ambiente das Empresas Eletrobras SCMA 2 PASSANDO O BRASIL A LIMPO: MOMENTO DE ESCOLHAS

Leia mais

EDUCAÇÃO, TRABALHO E DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL: CULTURA, CIÊNCIA, TECNOLOGIA, SAÚDE, MEIO AMBIENTE DOCUMENTO REFERÊNCIA

EDUCAÇÃO, TRABALHO E DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL: CULTURA, CIÊNCIA, TECNOLOGIA, SAÚDE, MEIO AMBIENTE DOCUMENTO REFERÊNCIA EIXO III EDUCAÇÃO, TRABALHO E DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL: CULTURA, CIÊNCIA, TECNOLOGIA, SAÚDE, MEIO AMBIENTE DOCUMENTO REFERÊNCIA SUGESTÃO Desde os anos 1980, observam-se transformações significativas

Leia mais

CONSTRUINDO O PLANO MUNICIPAL DO MEIO AMBIENTE

CONSTRUINDO O PLANO MUNICIPAL DO MEIO AMBIENTE 2009 PROGRAMA NACIONAL DE CAPACITAÇÃO DE GESTORES AMBIENTAIS PNC/PR Elias Araujo Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos CONSTRUINDO O PLANO MUNICIPAL DO MEIO AMBIENTE Texto de apoio

Leia mais

Parque Tecnológico Itaipu

Parque Tecnológico Itaipu Parque Tecnológico Itaipu Parque Tecnológico Itaipu Missão do PTI Compreender e transformar a realidade da Região Trinacional do Iguassu, articulando e fomentando ações voltadas ao desenvolvimento econômico,

Leia mais

PLANO DE TRABALHO 2008

PLANO DE TRABALHO 2008 PLANO DE TRABALHO 2008 1. INTRODUÇÃO A Fundação Stickel em 2007 iniciou efetivamente sua atuação direta na área da assistência social, através da unidade Vila Brasilândia do Programa Mulheres de Talento,

Leia mais

PROJETO: PROMOVER O DESENVOLVIMENTO DO MUNICÌPIO DE BOM JESUS DO ITABAPOANA PROGREDIR BOM JESUS

PROJETO: PROMOVER O DESENVOLVIMENTO DO MUNICÌPIO DE BOM JESUS DO ITABAPOANA PROGREDIR BOM JESUS PROJETO: PROMOVER O DESENVOLVIMENTO DO MUNICÌPIO DE BOM JESUS DO ITABAPOANA PROGREDIR BOM JESUS PROGRAMA DE REVITALIZAÇÃO EMPRESARIAL E DESENVOLVIMENTO INTEGRADO RURAL PROJETO: PROMOVER O DESENVOLVIMENTO

Leia mais

RESOLUÇÃO SES/SUS-MG Nº 3748 DE 16 DE MAIO DE 2013.

RESOLUÇÃO SES/SUS-MG Nº 3748 DE 16 DE MAIO DE 2013. RESOLUÇÃO SES/SUS-MG Nº 3748 DE 16 DE MAIO DE 2013. Divulga o elenco de hospitais e o respectivo valor do recurso financeiro para as instituições contempladas pelo Programa de Fortalecimento e Melhoria

Leia mais

A Gestão Ambiental no Setor Ferroviário Brasileiro: Sustentabilidade, Licenciamento Ambiental Federal

A Gestão Ambiental no Setor Ferroviário Brasileiro: Sustentabilidade, Licenciamento Ambiental Federal Ministério do Meio Ambiente Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis Diretoria de Licenciamento Ambiental - DILIC A Gestão Ambiental no Setor Ferroviário Brasileiro: Sustentabilidade,

Leia mais

Programa de Educação Ambiental na Ilha Diana - PEA

Programa de Educação Ambiental na Ilha Diana - PEA Programa de Educação Ambiental na Ilha Diana - PEA A ILHA DIANA E A EMBRAPORT A Embraport é o vizinho mais próximo da Ilha Diana. A comunidade é um pequeno bairro isolado geograficamente pelo Rio Diana,

Leia mais

O que é um APL? Conjunto significativo de empresas com vínculo entre si: Atividade produtiva predominante. Mesmo território

O que é um APL? Conjunto significativo de empresas com vínculo entre si: Atividade produtiva predominante. Mesmo território O que é um APL? O que é um APL? Um Arranjo Produtivo Local se caracteriza por: Conjunto significativo de empresas com vínculo entre si: Associação Empresarial Entidade ou Governo Instituição de Ensino

Leia mais

Prof. Dr. Evandro Prestes Guerreiro (UNIP Santos) Prof. Ms. Edison da Silva Monteiro (UNIP Santos) Prof. Ms. Henrique Cesar Nanni (UNIP Santos)

Prof. Dr. Evandro Prestes Guerreiro (UNIP Santos) Prof. Ms. Edison da Silva Monteiro (UNIP Santos) Prof. Ms. Henrique Cesar Nanni (UNIP Santos) Desenvolvimento Sustentável e Governança Participativa: Arranjo Produtivo Local e Parque Tecnológico de Santos. Prof. Dr. Evandro Prestes Guerreiro (UNIP Santos) Prof. Ms. Edison da Silva Monteiro (UNIP

Leia mais

SÍNTESE DO PERFIL E DAS ATRIBUIÇÕES DOS COORDENADORES DAS UNIDADES SOCIOASSISTENCIAIS. Perfil e principais atribuições do Coordenador do CREAS

SÍNTESE DO PERFIL E DAS ATRIBUIÇÕES DOS COORDENADORES DAS UNIDADES SOCIOASSISTENCIAIS. Perfil e principais atribuições do Coordenador do CREAS SÍNTESE DO PERFIL E DAS ATRIBUIÇÕES DOS COORDENADORES DAS UNIDADES SOCIOASSISTENCIAIS Perfil e principais atribuições do Coordenador do CREAS Escolaridade de nível superior de acordo com a NOB/RH/2006

Leia mais

Seminário em prol do Desenvolvimento. Socioeconômico do Xingu. Agenda de Desenvolvimento Territorial do Xingu BNDES

Seminário em prol do Desenvolvimento. Socioeconômico do Xingu. Agenda de Desenvolvimento Territorial do Xingu BNDES Seminário em prol do Desenvolvimento Socioeconômico do Xingu Agenda de Desenvolvimento Territorial do Xingu BNDES 16/06/2015 1 Atuação do BNDES no Entorno de Projetos A Política de Atuação no Entorno busca

Leia mais

Programa Luz para Todos MG SC MT PA RO

Programa Luz para Todos MG SC MT PA RO Câmara dos Deputados Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural 22.10.2013 Programa Luz para Todos MG SC MT PA RO Programa Luz Para Todos Política do Governo com o objetivo

Leia mais

POLÍTICA DE AQUISIÇÃO DE BENS E SERVIÇOS

POLÍTICA DE AQUISIÇÃO DE BENS E SERVIÇOS 13/5/2016 Informação Pública ÍNDICE 1 OBJETIVO... 3 2 ABRANGÊNCIA... 3 3 REFERÊNCIA... 3 4 PRINCÍPIOS... 4 5 DIRETRIZES... 5 6 RESPONSABILIDADES... 6 7 INFORMAÇÕES DE CONTROLE... 8 13/5/2016 Informação

Leia mais

PORTARIA INTERMINISTERIAL MDA e MDS e MMA Nº 239 DE 21 DE JULHO DE 2009

PORTARIA INTERMINISTERIAL MDA e MDS e MMA Nº 239 DE 21 DE JULHO DE 2009 PORTARIA INTERMINISTERIAL MDA e MDS e MMA Nº 239 DE 21 DE JULHO DE 2009 Estabelece orientações para a implementação do Plano Nacional de Promoção das Cadeias de Produtos da Sociobiodiversidade, e dá outras

Leia mais

LIZANE SOARES FERREIRA. MBA em Gestão Empresarial - Fundação Getúlio Vargas (FGV)

LIZANE SOARES FERREIRA. MBA em Gestão Empresarial - Fundação Getúlio Vargas (FGV) Brasileira, solteira, 39 anos E-mail: lizaneferreira@hotmail.com LIZANE SOARES FERREIRA Formação: MBA em Gestão Empresarial - Fundação Getúlio Vargas (FGV) Especialista em Comércio Exterior com Ênfase

Leia mais

AVALIAÇÃO AMBIENTAL INTEGRADA (AAI) Ricardo Cavalcanti Furtado Superintendente de Meio Ambiente

AVALIAÇÃO AMBIENTAL INTEGRADA (AAI) Ricardo Cavalcanti Furtado Superintendente de Meio Ambiente AVALIAÇÃO AMBIENTAL INTEGRADA (AAI) Ricardo Cavalcanti Furtado Superintendente de Meio Ambiente Manaus, junho/2006 Empresa de Pesquisa Energética Empresa pública, vinculada ao Ministério de Minas e Energia,

Leia mais

Atendimento ao Estado do Pará

Atendimento ao Estado do Pará Ministério de Secretaria de Energia Elétrica Atendimento ao Estado do Pará Câmara dos Deputados - CINDRA Brasília, abril de 2015. 1 Ambiente Institucional 2 Universalização Modicidade Tarifária Segurança

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE JARAGUÁ DO SUL SECRETARIA DA HABITAÇÃO E REGULARIZAÇÃO FUNDIÁRIA CONSELHO MUNICIPAL DE HABITAÇÃO

PREFEITURA MUNICIPAL DE JARAGUÁ DO SUL SECRETARIA DA HABITAÇÃO E REGULARIZAÇÃO FUNDIÁRIA CONSELHO MUNICIPAL DE HABITAÇÃO PREFEITURA MUNICIPAL DE JARAGUÁ DO SUL SECRETARIA DA HABITAÇÃO E REGULARIZAÇÃO FUNDIÁRIA CONSELHO MUNICIPAL DE HABITAÇÃO LEIS DO CMH LEI Nº 4372/2006 Jaraguá do Sul, 08 de agosto de 2006. (Revogada pela

Leia mais

Estratégia CAIXA para Consórcios Públicos e Desenvolvimento Regional

Estratégia CAIXA para Consórcios Públicos e Desenvolvimento Regional Encontros Regionais de Municípios ABM Sudeste Rio de Janeiro, Outubro de 2015 Estratégia CAIXA para Consórcios Públicos e Desenvolvimento Regional Marcus Vinicius Rego Gerente Nacional de Segmentos de

Leia mais

DELIBERAÇÃO CBHSF Nº 88, de 10 de dezembro de 2015

DELIBERAÇÃO CBHSF Nº 88, de 10 de dezembro de 2015 DELIBERAÇÃO CBHSF Nº 88, de 10 de dezembro de 2015 Aprova o Plano de Aplicação Plurianual - PAP dos recursos da cobrança pelo uso de recursos hídricos na bacia hidrográfica do rio São Francisco, referente

Leia mais

7º Gestão das Cidades

7º Gestão das Cidades 7º Gestão das Cidades INVESTIMENTO PRODUTIVO NOS MUNICÍPIOS Vitória, 21 de novembro de 2012 Walsey de Assis Magalhães O BNDES e a Administração Pública Objetivo estratégico: redução das desigualdades regionais

Leia mais

Programa Educação Inclusiva: direito à diversidade

Programa Educação Inclusiva: direito à diversidade MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO CONTINUADA, ALFABETIZAÇÃO, DIVERSIDADE E INCLUSÃO Programa Educação Inclusiva: direito à diversidade Antônio Lidio de Mattos Zambon Coordenador Geral de Políticas

Leia mais

A REESTRUTURAÇÃO DA OPERAÇÃO NA COMPANHIA DE TRANSMISSÃO DE ENERGIA ELÉTRICA PAULISTA CTEEP. VANDERLEI SOARES DA COSTA

A REESTRUTURAÇÃO DA OPERAÇÃO NA COMPANHIA DE TRANSMISSÃO DE ENERGIA ELÉTRICA PAULISTA CTEEP. VANDERLEI SOARES DA COSTA TRANSMISSÃO DE ENERGIA ELÉTRICA PAULISTA CTEEP VANDERLEI SOARES DA COSTA vscosta@cteep.com.br EDSON BUENO ebueno@cteep.com.br JOÃO CARLOS BOLLINI jbollini@cteep.com.br CTEEP COMPANHIA DE TRANSMISSÃO DE

Leia mais

S enado Federal S ubsecretaria de I nfor mações DA EDUCAÇÃO AMBIENTAL

S enado Federal S ubsecretaria de I nfor mações DA EDUCAÇÃO AMBIENTAL S enado Federal S ubsecretaria de I nfor mações LEI Nº 9.795, DE 27 DE ABRIL DE 1999. Dispõe sobre a educação ambiental, institui a Política Nacional de Educação Ambiental e dá outras providências. O PRESIDENTE

Leia mais

PLANOS DE MONITORAMENTO E ACOMPANHAMENTO DO PAIR

PLANOS DE MONITORAMENTO E ACOMPANHAMENTO DO PAIR S DE MONITORAMENTO E ACOMPANHAMENTO DO PAIR DE MONITORAMENTO E ACOMPANHAMENTO DO PAIR ANÁLISE DA SITUAÇÃO NACIONAL 1. Identificar causas/ fatores de vulnerabilidade e modalidades de violência sexual contra

Leia mais

Situação Atual da... Maioria. Das catadoras e catadores de materiais recicláveis em nossa Capital Gaúcha

Situação Atual da... Maioria. Das catadoras e catadores de materiais recicláveis em nossa Capital Gaúcha RESÍDUOS NO BRASIL Situação Atual da... Maioria Das catadoras e catadores de materiais recicláveis em nossa Capital Gaúcha ASSOCIAÇÃO NACIONAL DOS CARROCEIROS E CATADORES DE MATERIAIS RECICLAVEIS ANCAT

Leia mais

O BNDES no Apoio a APLs de Baixa Renda 28/10/2009

O BNDES no Apoio a APLs de Baixa Renda 28/10/2009 O BNDES no Apoio a APLs de Baixa Renda 28/10/2009 BNDES - Estados: Objetivos do Apoio Complementar o apoio financeiro dos estados a empreendimentos solidários de baixa renda Contribuir para a redução de

Leia mais

Rede Nacional dos Institutos SENAI de Inovação

Rede Nacional dos Institutos SENAI de Inovação Rede Nacional dos Institutos SENAI de Inovação Como Ação Estruturante do Programa SENAI de Apoio à Competitividade da Indústria Brasileira SENAI Departamento Nacional São Paulo, 15 de Março de 2015 Agenda

Leia mais

Política de Sustentabilidade das Empresas Eletrobras

Política de Sustentabilidade das Empresas Eletrobras Política de Sustentabilidade das Empresas Eletrobras Declaração Nós, das empresas Eletrobras, comprometemo-nos a contribuir efetivamente para o desenvolvimento sustentável das áreas onde atuamos e das

Leia mais

Instituto Votorantim. Núcleo de estratégia social. Direcionador e impulsionador da performance social do Grupo Votorantim. Crescimento Econômico

Instituto Votorantim. Núcleo de estratégia social. Direcionador e impulsionador da performance social do Grupo Votorantim. Crescimento Econômico A Votorantim é uma empresa 100% brasileira, presente em 21 países e com 96 anos de atividade. Busca a perenidade e a expansão constante dos negócios, tendo o desenvolvimento sustentável como caminho para

Leia mais

SGD Sistema de Gestão do Desempenho II Simpósio de Boas Práticas de Governança e Gestão de Pessoas

SGD Sistema de Gestão do Desempenho II Simpósio de Boas Práticas de Governança e Gestão de Pessoas Diretoria de Administração DA Departamento de Gestão de Pessoas DAG Divisão de Carreira e Remuneração DAGR SGD Sistema de Gestão do Desempenho II Simpósio de Boas Práticas de Governança e Gestão de Pessoas

Leia mais

Políticas Públicas, Sustentabilidade e Captação de Recursos. Elton Bozzetto (51)

Políticas Públicas, Sustentabilidade e Captação de Recursos. Elton Bozzetto (51) Políticas Públicas, Sustentabilidade e Captação de Recursos Elton Bozzetto (51)99666 5592 eltonbozzetto@gmail.com SUSTENTABILIDADE Sustentabilidade: é a capacidade de uma organização de manter o seu projeto

Leia mais

Secretaria de Estado de Desenvolvimento do Espírito Santo Secretário José Eduardo de Azevedo Secretaria de Estado de Desenvolvimento.

Secretaria de Estado de Desenvolvimento do Espírito Santo Secretário José Eduardo de Azevedo Secretaria de Estado de Desenvolvimento. Secretaria de Estado de Desenvolvimento do Espírito Santo Secretário José Eduardo de Azevedo 2015 Secretaria de Estado de Desenvolvimento. PROGRAMA ESTADUAL DE PARCERIAS PÚBLICO-PRIVADAS Fórum Concessões

Leia mais

MINUTA EM CONSTRUÇÃO

MINUTA EM CONSTRUÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO OESTE DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR UNIVERSITÁRIO MINUTA EM CONSTRUÇÃO RESOLUÇÃO POLÍTICA DE AÇÕES AFIRMATIVAS E PROMOÇÃO DA IGUALDADE ÉTNICO-RACIAL Institui a Política de Ações Afirmativas

Leia mais

Licenciamento Ambiental Federal - Setor de Energia -

Licenciamento Ambiental Federal - Setor de Energia - MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis Diretoria de Licenciamento Ambiental DILIC Licenciamento Ambiental Federal - Setor de Energia - 76ª

Leia mais

Contrato Organizativo de Ação Pública da Saúde - COAP

Contrato Organizativo de Ação Pública da Saúde - COAP NOTA TÉCNICA 03/2015 Contrato Organizativo de Ação Pública da Saúde - COAP Brasília, 02 de março de 2015 1 INTRODUÇÃO O Contrato Organizativo da Ação Pública da Saúde é um acordo de colaboração firmado

Leia mais

PLANO ESTADUAL DE RECURSOS HÍDRICOS

PLANO ESTADUAL DE RECURSOS HÍDRICOS GOVERNO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL SECRETARIA ESTADUAL DO MEIO AMBIENTE CONSELHO DE RECURSOS HÍDRICOS DEPARTAMENTO DE RECURSOS HÍDRICOS PLANO ESTADUAL DE RECURSOS HÍDRICOS RIO GRANDE DO SUL www.sema.rs.gov.br

Leia mais

COPATROCINADOR UNAIDS 2015 UNFPA FUNDO DE POPULAÇÃO DAS NAÇÕES UNIDAS

COPATROCINADOR UNAIDS 2015 UNFPA FUNDO DE POPULAÇÃO DAS NAÇÕES UNIDAS COPATROCINADOR UNAIDS 2015 UNFPA FUNDO DE POPULAÇÃO DAS NAÇÕES UNIDAS COPATROCINADORES UNAIDS 2015 UNFPA O QUE É O UNFPA? O Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA) se esforça para oferecer um mundo

Leia mais

Cobrança pelo uso da Água, através da Agência de Água PCJ:

Cobrança pelo uso da Água, através da Agência de Água PCJ: Tema: Retrospectiva de atuação como Entidade Equiparada AGB / PJ Autores: Francisco Carlos Castro Lahóz Coordenador de Projetos do Consórcio PCJ e Coordenador do Contrato de Gestão do Comitê PJ Jussara

Leia mais

22 e 24 FEVEREIRO CURITIBA/PR

22 e 24 FEVEREIRO CURITIBA/PR Tel/Fax: + 55 41 3376 3967 41 3376.3967 cursos@connectoncursos.com.br contato@contreinamentos.com.br www.contreinamentos.com.br facebook.com/contreinamentos CONVÊNIOS NOVA LEGISLAÇÃO!!! ELABORAÇÃO DE PROJETOS

Leia mais

SEL-0437 Eficiência Energética PROCEL

SEL-0437 Eficiência Energética PROCEL SEL-0437 Eficiência Energética PROCEL 1 PROCEL Programa Nacional de Conservação de Energia Elétrica Criado em 1985 pelo Ministério das Minas e Energia e da Indústria e Comércio Sua função é promover a

Leia mais

LEI Nº 760 DE 18 DE ABRIL DE 2011

LEI Nº 760 DE 18 DE ABRIL DE 2011 LEI Nº 760 DE 18 DE ABRIL DE 2011 Dispõe sobre o Fundo Municipal de Meio Ambiente do Município de Paranatinga. CAPÍTULO I Do Fundo Municipal de Meio Ambiente Art. 1º Fica instituído o Fundo Municipal de

Leia mais

Anexo 7 - Despesa por Projeto e Atividade - Detalhado

Anexo 7 - Despesa por Projeto e Atividade - Detalhado Folha N. 1 01 LEGISLATIVA 120.000,00 4.543.000,00 4.848.000,00 01.031 AÇÃO LEGISLATIVA 120.000,00 4.543.000,00 4.848.000,00 01.031.0001 PROCESSO LEGISLATIVO 4.543.000,00 4.728.000,00 01.031.0001.0125 INATIVOS

Leia mais

EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA Nº 03/2016

EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA Nº 03/2016 EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA Nº 03/2016 APOIO AO FÓRUM DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA NORDESTE CAPAIXABA 2016: INTEGRANDO AGENDAS PARA O DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL O Diretor-Geral do Instituto Federal

Leia mais

PROPOSTA ORÇAMENTÁRIA 2014

PROPOSTA ORÇAMENTÁRIA 2014 PROPOSTA ORÇAMENTÁRIA 2014 OBJETIVO Apresentar um conjunto de informações sobre a proposta orçamentária 2014. DO ORÇAMENTO DE 2014 - Valor estipulado pelo CONIF na matriz orçamentária. - R$ 6.748.659,00

Leia mais

Apresentar alternativas para conciliar geração de energia e os interesses das comunidades locais

Apresentar alternativas para conciliar geração de energia e os interesses das comunidades locais 1 Objetivos Apresentar alternativas para conciliar geração de energia e os interesses das comunidades locais Debater o remanejamento das populações de empreendimentos de energia Propor caminhos para o

Leia mais

III WTR PoP-BA RNP Salvador, set 2012 Cidades Digitais: Construindo um ecossistema de cooperação e inovação

III WTR PoP-BA RNP Salvador, set 2012 Cidades Digitais: Construindo um ecossistema de cooperação e inovação Cidades Digitais: Construindo um ecossistema de cooperação e inovação Américo T Bernardes Departamento de Infraestrutura para Inclusão Digital Secretaria de Inclusão Digital Ministério das Secretaria de

Leia mais

ADVERTÊNCIA. Este texto não substitui o publicado no Diário Oficial da União. Ministério da Saúde Gabinete do Ministro

ADVERTÊNCIA. Este texto não substitui o publicado no Diário Oficial da União. Ministério da Saúde Gabinete do Ministro ADVERTÊNCIA Este texto não substitui o publicado no Diário Oficial da União Ministério da Saúde Gabinete do Ministro PORTARIA Nº 2.311, DE 23 DE OUTUBRO DE 2014 Altera a Portaria nº 2.866/GM/MS, de 2 de

Leia mais