Incentivos ao Desenvolvimento Tecnológico Marco Legal da Ciencia Tecnologia e Inovação Programa INOVAR-AUTO Plataforma ITEC Lei do Bem

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Incentivos ao Desenvolvimento Tecnológico Marco Legal da Ciencia Tecnologia e Inovação Programa INOVAR-AUTO Plataforma ITEC Lei do Bem"

Transcrição

1 Incentivos ao Desenvolvimento Tecnológico Marco Legal da Ciencia Tecnologia e Inovação Programa INOVAR-AUTO Plataforma ITEC Lei do Bem Aristeu Gomes Tininis Setembro

2 Marco Legal da Inovação

3 Marco Legal da Inovação LEI DE INOVAÇÃO - Nº , de 2 de dezembro de 2004 Incentivo à inovação tecnológica e à pesquisa científica e tecnológica no ambiente produtivo Decreto n o de 11 de setembro de 2005, LEI DO BEM - Nº , de 21 de novembro de 2005 Capítulo III - dos incentivos à inovação tecnológica - art. 17 a 26 Atendendo ao disposto no Art. 28 da Lei de Inovação, fortalecendo o novo marco legal para apoio ao desenvolvimento tecnológico e inovação nas empresas brasileiras Decreto Nº 5.798, de 7 de junho de 2006 Regulamenta o Capítulo III da Lei do Bem Instrução Normativa Nº 1.187, de 29 de agosto de 2011 Disciplina o Capítulo III da Lei do Bem LEI DO MEC - Nº , de 15 de julho de 2007 Acrescenta o art. 19-A na Lei do Bem para incluir novo incentivo à inovação tecnológica nas ICT financiadas por empresas LEI COMPLEMENTAR - Nº 123, de 14 de dezembro de 2006 Capítulo X - Estímulo à Inovação Portarias n os. 715 e 788 (2014) MCTI Disciplinam a criação de comitês de apoio técnico e possibilidade de pedido de reconsideração dos pareceres.

4 Marco Legal da Inovação LEI Nº , DE 11 DE JANEIRO DE Dispõe sobre estímulos ao desenvolvimento científico, à pesquisa, à capacitação científica e tecnológica e à inovação; Altera as Leis n o , de 2 de dezembro de 2004, a Lei n o 6.815, de 19 de agosto de 1980, a Lei n o 8.666, de 21 de junho de 1993, a Lei n o , de 4 de agosto de 2011, a Lei n o 8.745, de 9 de dezembro de 1993, a Lei n o 8.958, de 20 de dezembro de 1994, a Lei n o 8.010, de 29 de março de 1990, a Lei n o 8.032, de 12 de abril de 1990, e a Lei n o , de 28 de dezembro de 2012, nos termos da Emenda Constitucional n o 85, de 26 de fevereiro de exemplo

5 Marco Legal da Inovação Lei nº /2016 Alterações nas Leis Lei de Inovação (Lei nº /2004) Estatuto do Estrangeiro (Lei nº 6.815/1980) Lei de Licitações e Contratos (Lei nº 8.666/1993) Regime Diferenciado de Contratações Públicas RDC (Lei nº /2011) Contratação por Tempo Determinado (Lei nº 8.745/1993) Lei das Fundações de Apoio (Lei nº 8.958/1994) 5

6 Marco Legal da Inovação Lei nº /2016 Alterações nas Leis (cont.) Importação de Bens destinados à Pesquisa Científica e Tecnológica (Lei nº 8.010/1990) Lei de Redução de Impostos de Importação (Lei nº 8.032/1990) Plano de Carreiras e Cargos do Magistério (Lei nº /2012) 6

7 Lei no , de 2 de dezembro de 2004 Estabelece medidas de incentivo à inovação e à pesquisa científica e tecnológica no ambiente produtivo. Instituições públicas de pesquisa científica e tecnológica - ICTs compartilhar: laboratórios, equipamentos, instrumentos, materiais e demais instalações uso do capital intelectual. próprios. empresas (nacionais /estrangeiras) e pessoas físicas em atividades de pesquisa, desenvolvimento e inovação; não interfira diretamente em sua atividade-fim nem com ela conflite. Empresas que não possuem capital e expertise suficientes para montar laboratórios parceria com as universidades; infraestrutura já instalada; vantagem para ambas as partes; transparência e segurança jurídica.

8 Inovar Auto

9 Marco Legal do Inovar-Auto Lei n.º de 14 de dezembro de 2011 Arts. 5 e 6 - Dispõe sobre a redução de alíquota de IPI para empresas do setor automotivo Lei n.º de 17 de setembro de INOVAR AUTO Arts. 40 a 44 - Dispõe sobre o crédito presumido de IPI para empresas do setor automotivo Decreto n de 3 de outubro de 2012 Regulamenta os arts. 40 a 44 da Lei n que dispõe sobre o programa de Incentivo à Inovação Tecnológica e Adensamento da Cadeia Produtiva de Veículos Automotores INOVAR-AUTO Decreto n de 17 de maio de 2013 Altera o decreto n Portaria MCTI n 296 de 1 de abril de 2013 Disciplina a gestão, o controle e a contabilidade do FNDCT, no âmbito do INOVAR-AUTO Portaria MDIC n 113 de 15 de abril de 2013 Estabelece regulamentação complementar do INOVAR-AUTO quanto à capacitação de fornecedores, insumos estratégicos e ferramentaria, solicitação de habilitação, relatórios de acompanhamento e dá outras providências. Portaria MCTI n 280 de 15 de abril de 2013 Altera a portaria 113 Portaria Interministerial MDIC/MCTI n 772 de 12 de agosto de 2013 Estabelece os termos e condições para o cômputo dos dispêndios e para a respectiva prestação de informações sobre os investimentos do INOVAR-AUTO Portaria MDIC n 297 de 30 de setembro de 2013 Estabelece regulamentação complementar ao Decreto n 7.819/2012 Lei n de 18 de junho de 2014 Altera a Lei n Conversão da MP n 638, de 2014 Decreto n de 12 de agosto de 2014 Altera o decreto n Portaria Interministerial MDIC/MCT N 318 de 23/12/2014 Altera a Portaria MDIC/MCTI

10 Inovar-Auto: Natureza e Objetivos NATUREZA Incentivo à Inovação Tecnológica e Adensamento da Cadeia Produtiva de Veículos Automotores OBJETIVOS 1. Desenvolvimento tecnológico 2. Inovação 3. Segurança 4. Proteção ao meio ambiente 5. Eficiência energética 6. Qualidade dos veículos e autopeças Vigência: até 31 de dezembro de 2017

11 Inovar-Auto: Acompanhamento I MDIC: execução dos projetos de investimento aprovado para novas plantas, dos compromissos assumidos com exceção dos dispêndios em P&D II MCTI: atividades em P&D III RFB / MF: fiscalização tributária IV Auditorias: por agentes credenciados pelo MCTI ou MDIC e pelos próprios Ministérios, quando necessário Penalidades: RFB / MF: após informação do MDIC e/ou MCTI ou pela ação da própria fiscalização da RFB

12 Plataforma ITEC

13

14

15 Lei do Bem

16 Lei do Bem - Capítulo III Incentivos à Inovação Tecnológica Objetivo Estimular empresas a realizarem atividades de P,D&I. Beneficiários Empresas que operam em regime de lucro real; Empresas que realizam atividades de P,D&I;

17 Onde incidem os Incentivos Fiscais da Lei do Bem Pesquisa de Mercado Pesquisa Básica Pesquisa Aplicada Desenvol.Tecnológico Desenvol. de Protótipo TIB/Apoio Técnico Linha de Produção Transporte ; Logística; Comercialização Fase de risco Tecnológico Não Atua Atua Não Atua Não Atua

18 Incentivos da Lei do Bem Dedução da soma dos dispêndios de custeio para P&D na base de cálculo do IRPJ e CSLL Redução de 50% do IPI bens destinados à P&D Depreciação Acelerada Integral bens novos destinados à P&D Amortização Acelerada intangíveis vinculados à P&D Redução a zero da alíquota do imposto das remessas ao exterior destinadas ao registro e manutenção de marcas, patentes e cultivares. Deduções adicionais: +60%, via exclusão; +20%, em função do nº de empregados pesquisadores contratados; +20%, patente ou registro de cultivar. Forma: Usufruto automático dos dispêndios próprios em P&D, além daqueles contratados no País com: - universidade, instituição de pesquisa; - inventor independente; ou - transferidas para MPE.

19 Lei do Bem Capítulo III Incentivos à Inovação Tecnológica Ano base 2015 Fluxo de informações Empresa preenche FORMP&D (online) média 1000 empresas / ano Prazo final 31/07/2016 MCTI analisa envia parecer Portaria Nº 788, 05/08/2014 Comitês de Apoio Técnico Prazo estimado envio 31/11/16 Média de projetos por ano!!! Empresa reconsideração Portaria MCTI Nº 715, 16/07/2014 Prazo de solicitação 30 dias publicação site MCTI MCTI analisa & Envia parecer definitivo empresa; relatório consolidado RFB. Prazo Final Estimado de Análise 31/12/16

20 Principais Resultados dos Incentivos Fiscais da Lei do Bem

21 Número de empresas participantes e habilitadas (por ano) pela Lei do Bem Empresas - Lei do Bem (2009 a 2014) Média de projetos por ano!!! Enviadas Habilitadas Os dados totais do número de empresas habilitadas no ano base 2014 estão em processo final de análise; Fonte: MCTI

22 Tabela 01: Lei do Bem - Valores de investimento, renúncia fiscal e saldo de investimento referentes a Lei do Bem entre 2006 e 2014 Anos Investimento A(1) Renúncia Fiscal Saldo de Investimento PIB B C (A-B) D(2) (%) (A/D) (%) (C/D) ,19 0,23 1, ,00 0,09 0, ,13 0,88 4, ,00 0,19 0, ,80 1,58 7, ,00 0,28 0, ,33 1,38 6, ,00 0,25 0, ,10 1,70 5, ,00 0,18 0, ,84 1,40 5, ,00 0,16 0, ,34 1,04 4, ,00 0,11 0, ,73 1,58 5, ,00 0,14 0, * 9,25 1,92 7, ,00 0,16 0,13 * Os valores totais do ano base 2014, exceto o valor do PIB, referem-se aos dados brutos tendo em vista que os formulários enviados encontra-se em processo final de análise; Estudos paralelos: Cada R$ 1 investido, retorno de R$ 2 a 8 em dois anos. Fonte: MCTI

23 Distribuição das empresas que utilizaram os benefícios fiscais da Lei do Bem, por região do Brasil) Região Nº Empresas que declararam ter usufruído o Benefício Fiscal Sudeste Sul Centro-Oeste Norte Nordeste Total Fonte: Setec/MCTI

24 Representação das empresas relacionadas com os setores de atuação (CNAE) *Os valores totais informados no Ano Base 2014 são referentes aos dados brutos. Formulários enviados estão em análise. Fonte: Setec/MCTI

25 Número de contratos - Terceiros (2010 a 2013) - Lei do Bem Universidades Institutos de Pesquisa Inventor Independente Micro e Pequenas Empresas Fonte: Setec/MCTI

26 Lei do Bem Capítulo III Comentários 1. Os incentivos fiscais tem apresentado impacto positivo tanto pelos resultados tecnológicos como no aumento dos investimentos em P,D&I do Setor Privado, além de significativo crescimento no número de beneficiárias; 2. As empresas precisam entender que os incentivos fiscais são destinados a apoiar o esforço próprio das empresas tendo em vista o risco tecnológico envolvido em atividades de P,D&I, e não são destinados apenas a reduzir a carga tributária, bem como entender quais os dispêndios que devem ser objeto desses incentivos fiscais (art. 2º do Decreto nº 5.798/2006); 3. As empresas precisam melhorar a gestão tecnológica dos seus programas de P,D&I, inclusive formalizando-os por meio de projetos bem planejados, com controles técnicos, financeiros e administrativos que permitam demonstrar a sua execução a posteriori; 4. Aumentar a divulgação junto as empresas e introduzir melhorias para o envio das informações ao MCTI, bem como na avaliação de seus impactos.

27 Lei do Bem Capítulo III Comentários 5. Apesar das vantagens já oferecidas pela Lei do bem o MCTI tem envidado esforços para aprimorar a parte operacional do programa procurando introduzir, ano a ano, novos aperfeiçoamentos no formulário (FORMP&D). 6. A utilização de Comitês de apoio técnico para a análise dos projetos enviados pelas empresas no ano de 2014, serviu como experiência impar e foi ampliado para todas as áreas do conhecimento no ano de Novas alterações no formulário estão em fase final de execução e brevemente serão divulgadas. 8. O prazo final para a submissão dos formulários é dia 31/07/2016.

28 Obrigado! Aristeu Gomes Tininis FONE

Estratégias do governo federal de incentivo à inovação

Estratégias do governo federal de incentivo à inovação MINISTÉRIO DA CIÊNCIA, TECNOLOGIA, INOVAÇÕES E COMUNICAÇÕES Estratégias do governo federal de incentivo à inovação V Fórum de Gestão e Inovação do Consórcio das Universidades Comunitárias Gaúcha Jorge

Leia mais

Ações de Governo Incentivos ao Uso Eficiente do Etanol. 3º SIUEE INEE 21 de Setembro de 2016

Ações de Governo Incentivos ao Uso Eficiente do Etanol. 3º SIUEE INEE 21 de Setembro de 2016 Ações de Governo Incentivos ao Uso Eficiente do Etanol 3º SIUEE INEE 21 de Setembro de 2016 PROÁLCOOL Lançado pelo governo brasileiro em 1975 choques do petróleo (1973 e 1979). Duas aplicações veiculares:

Leia mais

7ª Conferência da Qualidade de Software e Serviços

7ª Conferência da Qualidade de Software e Serviços 7ª Conferência da Qualidade de Software e Serviços 7ª Conferência da Qualidade de Software e Serviços Incentivos à Inovação Tecnológica A Lei do Bem Manutenção dos Benefícios da Lei do Bem A Medida Provisória

Leia mais

Lei do Bem /2006. Desde 2006 até ,7 bilhão de renuncia fiscal

Lei do Bem /2006. Desde 2006 até ,7 bilhão de renuncia fiscal Lei do Bem 11.196/2006 Desde 2006 até 2014 1,7 bilhão de renuncia fiscal Ambiente anterior a lei do bem- PDTI e PDTA programas criados pela Lei 8.661/93 e regulamentada pelo Decreto 949/93, alterada pela

Leia mais

Programas e Instrumentos de Promoção da Inovação

Programas e Instrumentos de Promoção da Inovação Programas e Instrumentos de Promoção da Inovação Fernanda Magalhães Coordenadora de Propriedade Intelectual Coordenadora-Geral de Inovação Tecnológica Subs?tuta Secretaria de Desenvolvimento Tecnológico

Leia mais

LEI DO BEM LEI Nº /05 - INCENTIVO À INOVAÇÃO TECNOLÓGICA

LEI DO BEM LEI Nº /05 - INCENTIVO À INOVAÇÃO TECNOLÓGICA LEI DO BEM LEI Nº 11.196/05 - INCENTIVO À INOVAÇÃO TECNOLÓGICA VOCÊ SABIA QUE SUA EMPRESA PODE SE BENEFICIAR DE INCENTIVOS FISCAIS ATRAVÉS DA LEI DO BEM? EMPRESAS ENQUADRADAS NO REGIME DE LUCRO REAL E

Leia mais

Incentivos Fiscais Pro r f. f.dr. r.a ri r st s e t u G omes T i T ninis C iab a á, á 1 5 1 5 de d ez e e z mbr b o r de 2 0 2 1 0 5

Incentivos Fiscais Pro r f. f.dr. r.a ri r st s e t u G omes T i T ninis C iab a á, á 1 5 1 5 de d ez e e z mbr b o r de 2 0 2 1 0 5 MCTI - Secretaria de Desenvolvimento Tecnológico e Inovação Incentivos Fiscais Prof. Dr. Aristeu Gomes Tininis Cuiabá, 15 de dezembro de 2015 MCTI SETEC. AGENDA Programa Inovar Auto. Lei do Bem. Possibilidades

Leia mais

Oportunidades de Investimento em Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação com Recursos da Política de Informática

Oportunidades de Investimento em Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação com Recursos da Política de Informática 2º Encontro Nacional da Inovação Tecnológica da Indústria Elétrica e Eletrônica - ENITEE Painel Políticas Públicas de Fomento à Inovação Tecnológica na Indústria Elétrica e Eletrônica Oportunidades de

Leia mais

As ferramentas de fomento disponíveis no país. Edwin Lima

As ferramentas de fomento disponíveis no país. Edwin Lima As ferramentas de fomento disponíveis no país. Edwin Lima 20.09.2017 1 Quem Somos A GAC Group é uma consultoria Francesa, com atuação internacional, especializada no fomento à inovação. Orientada a mapear

Leia mais

Incentivos fiscais à Inovação Tecnológica Lei nº /2005 (Lei do Bem)

Incentivos fiscais à Inovação Tecnológica Lei nº /2005 (Lei do Bem) Incentivos fiscais à Inovação Tecnológica Lei nº 11.196/2005 (Lei do Bem) Principais incentivos fiscais da Lei do Bem Os principais incentivos fiscais à inovação tecnológica previstos na Lei do Bem são:

Leia mais

Edição nº 09 Gestão setembro de ALERTA GERENCIAL RECEITA FEDERAL - REGULAMENTAÇÃO DOS INCENTIVOS FISCAIS À INOVAÇÃO LEI DO BEM

Edição nº 09 Gestão setembro de ALERTA GERENCIAL RECEITA FEDERAL - REGULAMENTAÇÃO DOS INCENTIVOS FISCAIS À INOVAÇÃO LEI DO BEM ALERTA GERENCIAL RECEITA FEDERAL - REGULAMENTAÇÃO DOS INCENTIVOS FISCAIS À INOVAÇÃO LEI DO BEM 1. Disposições Gerais 1 2. Dispêndios Classificáveis como Despesa Operacional (art. 4º) 2 3. Depreciação e

Leia mais

MISSÃO VISÃO INOVAÇÃO ÉTICA CONFIANÇA COMPROMETIMENTO EFICIÊNCIA TRANSPARÊNCIA

MISSÃO VISÃO INOVAÇÃO ÉTICA CONFIANÇA COMPROMETIMENTO EFICIÊNCIA TRANSPARÊNCIA QUEM SOMOS A VP Consultoria é uma empresa que atua nos segmentos de Consultoria Contábil e Fiscal, de Recursos Humanos, Tributário e Societário e de Gestão Financeira. Contamos com uma equipe de profissionais

Leia mais

Sugestões de aprimoramento na Lei do Bem

Sugestões de aprimoramento na Lei do Bem Sugestões de aprimoramento na Lei do Bem Luiz Eugênio Mello Vice-presidente da Anpei, 10 de abril de 2017 1) Possibilidade de utilização do incentivo em situação de prejuízo fiscal 1) Possibilidade de

Leia mais

Inovação tecnológica Incentivos fiscais da Lei do Bem e o Novo Marco da Inovação

Inovação tecnológica Incentivos fiscais da Lei do Bem e o Novo Marco da Inovação www.pwc.com.br Inovação tecnológica Incentivos fiscais da Lei do Bem e o Novo Marco da Inovação A PwC apoia a inovação Inovação Tecnológica Incentivos fiscais da Lei do Bem e o Novo Marco da Inovação O

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos LEI Nº 11.196, DE 21 DE NOVEMBRO DE 2005. Mensagem de veto Conversão da MPv nº 255, de 2005 Texto compilado Institui o Regime Especial

Leia mais

O Plano de Ação de Ciência, Tecnologia e Inovação para o Desenvolvimento Nacional PACTI

O Plano de Ação de Ciência, Tecnologia e Inovação para o Desenvolvimento Nacional PACTI VIII CONFERÊNCIA ANPEI BELO HORIZONTE O Plano de Ação de Ciência, Tecnologia e Inovação para o Desenvolvimento Nacional PACTI 2007-2010 19/05/2008 Ministério da Ciência e Tecnologia Apresentação Cenário

Leia mais

O RESULTADO DOS INVESTIMENTOS EM INOVAÇÃO NO BRASIL

O RESULTADO DOS INVESTIMENTOS EM INOVAÇÃO NO BRASIL O RESULTADO DOS INVESTIMENTOS EM INOVAÇÃO NO BRASIL Alvaro T. Prata Secretário Nacional de Desenvolvimento Tecnológico e Inovação MCTIC Governo Federal Inovação e Negócios Tecnológicos Fórum ABINEE TEC

Leia mais

Captação de Recursos através da Legislação Fiscal: A experiência do Centro de Informática da UFPE. André Santos Centro de Informática UFPE

Captação de Recursos através da Legislação Fiscal: A experiência do Centro de Informática da UFPE. André Santos Centro de Informática UFPE Captação de Recursos através da Legislação Fiscal: A experiência do Centro de Informática da UFPE André Santos Centro de Informática UFPE Agenda Benefícios Fiscais Quem somos e nossa experiência com recursos

Leia mais

Inovação Tecnológica

Inovação Tecnológica www.pwc.com Inovação Tecnológica Novos Caminhos para Economia e Sustentabilidade Agosto de 2012 Conteúdo 1. Incentivos Fiscais Federais à Inovação Tecnológica 1.1. Lei nº 11.196/05 ( Lei do Bem ) e Decreto

Leia mais

PROFARMA Programa de Apoio ao Desenvolvimento do Complexo Industrial da Saúde

PROFARMA Programa de Apoio ao Desenvolvimento do Complexo Industrial da Saúde Banco Nacional de Desenvolvimento Econômco e Social - BNDES PROFARMA Programa de Apoio ao Desenvolvimento do Complexo Industrial da Saúde Belo Horizonte dezembro/2007 1 Aprovado em maio / 2004 MACRO-OBJETIVO

Leia mais

BNDES e o Apoio ao Setor de P&G. André Pompeo do Amaral Mendes Gerente AIB/DEGAP Novembro / 2014

BNDES e o Apoio ao Setor de P&G. André Pompeo do Amaral Mendes Gerente AIB/DEGAP Novembro / 2014 BNDES e o Apoio ao Setor de P&G André Pompeo do Amaral Mendes Gerente AIB/DEGAP Novembro / 2014 BNDES BNDES Fundado em 20 de Junho de 1952 Empresa pública de propriedade integral da União Instrumento chave

Leia mais

Apoio à Inovação. São Paulo, 03 de Outubro de 2017

Apoio à Inovação. São Paulo, 03 de Outubro de 2017 Apoio à Inovação São Paulo, 03 de Outubro de 2017 Classificação de porte Porte da Empresa MPMEs Micro Pequena Média Grande Receita Operacional Bruta Até R$ 2,4 milhões Até R$ 16 milhões Até R$ 300 milhões

Leia mais

Experiência da Natura na Utilização dos Fomentos a Inovação

Experiência da Natura na Utilização dos Fomentos a Inovação Experiência da Natura na Utilização dos Fomentos a Inovação VIII Conferência Anpei de Inovação Tecnológica, 20 de Maio de 2008 Negócio Natura Pesquisa & Desenvolvimento Estratégia Apoio à Inovação Lessons

Leia mais

ESTRATÉGIAS DE P&D E INOVAÇÃO ALFONSO ABRAMI

ESTRATÉGIAS DE P&D E INOVAÇÃO ALFONSO ABRAMI ESTRATÉGIAS DE P&D E INOVAÇÃO ALFONSO ABRAMI 1 2 77%!!... 3 BRASIL 4 O INVESTIMENTO EM INOVAÇÃO ENVOLVE INCERTEZA E RISCO. POR ISSO, EXISTEM VÁRIOS INSTRUMENTOS DE APOIO FINANCEIRO, TÉCNICO E INTELECTUAL

Leia mais

APRESENTAÇÃO PARA O ENQUADRAMENTO NO INCENTIVO FISCAL INSTITUÍDO PELA LEI DE 2005 INOVAÇÃO TECNOLÓGICA

APRESENTAÇÃO PARA O ENQUADRAMENTO NO INCENTIVO FISCAL INSTITUÍDO PELA LEI DE 2005 INOVAÇÃO TECNOLÓGICA ! APRESENTAÇÃO PARA O ENQUADRAMENTO NO INCENTIVO FISCAL INSTITUÍDO PELA LEI 11.196 DE 2005 INOVAÇÃO TECNOLÓGICA mail@gtconsultoria.com.br www.gtconsultoria.com.br (21) 3527-0163 (71) 4062-9750 (85) 4062-9950

Leia mais

A INOVAÇÃO E A LEI DO BEM

A INOVAÇÃO E A LEI DO BEM A INOVAÇÃO E A LEI DO BEM Junho de 2017 www.f-iniciativas.com.br ÍNDICE Dados gerais da Inovação Página 3 A Lei do Bem Página 09 Análise do Relatório do MCTIC Ano Base 2014 Página 16 Lei do Bem e Espírito

Leia mais

Apoio do BNDES Indústria de Equipamentos e Materiais Médicos, Hospitalares e Odontológicos

Apoio do BNDES Indústria de Equipamentos e Materiais Médicos, Hospitalares e Odontológicos Apoio do BNDES Indústria de Equipamentos e Materiais Médicos, Hospitalares e Odontológicos Seminário Internacional sobre Diretivas RoHS e WEEE Brasília, 08 de fevereiro de 2011 Complexo Industrial da Saúde

Leia mais

Política de Fomento em P&D,I nos Contratos de Partilha. Anália Francisca Ferreira

Política de Fomento em P&D,I nos Contratos de Partilha. Anália Francisca Ferreira Política de Fomento em P&D,I nos Contratos de Partilha Anália Francisca Ferreira Oqueé Incluída nos contratos de concessão desde a Rodada Zero, institui a obrigação do concessionário investir em atividades

Leia mais

Parceria para Projetos de Inovação na Cadeia de Petróleo & Gás. abril de 2014

Parceria para Projetos de Inovação na Cadeia de Petróleo & Gás. abril de 2014 Parceria para Projetos de Inovação na Cadeia de Petróleo & Gás abril de 2014 HISTÓRICO Lançamento do Programa: 13 de agosto de 2012 Edifício Sede da Petrobras / Rio de Janeiro Presidentes da FINEP, BNDES

Leia mais

POLÍTICA DE DESENVOLVIMENTO PRODUTIVO

POLÍTICA DE DESENVOLVIMENTO PRODUTIVO POLÍTICA DE DESENVOLVIMENTO PRODUTIVO INOVAR E INVESTIR PARA SUSTENTAR O CRESCIMENTO DESENVOLVIMENTO INDUSTRIAL: UMA ANÁLISE DA PDP INSTITUTO BRASILEIRO DE EXECUTIVOS DE FINANÇAS / IBEF-SP São Paulo, 28

Leia mais

ESTÍMULO À PESQUISA, DESENVOLVIMENTO E INOVAÇÃO EM TELECOMUNICAÇÕES

ESTÍMULO À PESQUISA, DESENVOLVIMENTO E INOVAÇÃO EM TELECOMUNICAÇÕES ESTÍMULO À PESQUISA, DESENVOLVIMENTO E INOVAÇÃO EM TELECOMUNICAÇÕES Conselheira Emília Maria Silva Ribeiro Curi Agência Nacional de Telecomunicações ANATEL IV Seminário TELCOMP 2011 São Paulo, 18/10/2011

Leia mais

Programa de apoio à aquisição inovadora em empresas de telecomunicações. 33º Encontro Provedores Regionais Campinas 11 de julho de 2017

Programa de apoio à aquisição inovadora em empresas de telecomunicações. 33º Encontro Provedores Regionais Campinas 11 de julho de 2017 Programa de apoio à aquisição inovadora em empresas de telecomunicações 33º Encontro Provedores Regionais Campinas 11 de julho de 2017 A Finep A Finep é uma empresa pública vinculada ao MCTIC (Ministério

Leia mais

O NOVO MARCO LEGAL DA INOVAÇÃO: Desafios e Oportunidades

O NOVO MARCO LEGAL DA INOVAÇÃO: Desafios e Oportunidades ACADEMIA NACIONAL DE FARMÁCIA CONFERÊNCIA: 17 e 18 de março de 2016 O NOVO MARCO LEGAL DA INOVAÇÃO: Desafios e Oportunidades AGENDA Síntese do ambiente institucional para inovação (1999 a 2014) Lei 11.196/05

Leia mais

CAMINHOS DA INOVAÇÃO NA INDÚSTRIA GAÚCHA PRONEX PROGRAMA DE APOIO A NÚCLEOS DE EXCELÊNCIA

CAMINHOS DA INOVAÇÃO NA INDÚSTRIA GAÚCHA PRONEX PROGRAMA DE APOIO A NÚCLEOS DE EXCELÊNCIA Dado que as atividades de inovação podem estar tanto reunidas como espalhadas pelas mais diversas áreas da empresa, concentramos nossa atenção em quatro áreas: (1) Desenvolvimento, (2) Operações, (3) Administração,

Leia mais

Mecanismos Municipais de Fomento à Inovação

Mecanismos Municipais de Fomento à Inovação Mecanismos Municipais de Fomento à Inovação Marcus J. Rocha Superintendente Municipal de Ciência, Tecnologia e Inovação Secretaria Municipal de Turismo, Tecnologia e Desenvolvimento Econômico Florianópolis

Leia mais

Processo de Contratação Unidade Embrapii IPT

Processo de Contratação Unidade Embrapii IPT Processo de Contratação Unidade Embrapii IPT DI/CPN Características dos projetos financiados pela Embrapii Foco do projeto desenvolvimento de produto ou processo inovador na área de atuação do IPT Superar

Leia mais

CONFERÊNCIA. O NOVO MARCO LEGAL DA INOVAÇÃO: Desafios e Oportunidades. O impacto do Novo Marco Legal sobre as empresas que se dedicam à Inovação

CONFERÊNCIA. O NOVO MARCO LEGAL DA INOVAÇÃO: Desafios e Oportunidades. O impacto do Novo Marco Legal sobre as empresas que se dedicam à Inovação CONFERÊNCIA O NOVO MARCO LEGAL DA INOVAÇÃO: Desafios e Oportunidades O impacto do Novo Marco Legal sobre as empresas que se dedicam à Inovação Prof. Dr. Spartaco Astolfi Filho spartaco.biotec@gmail.com

Leia mais

Painel: Casos de Inovação Tecnológica Bem Sucedidos. São Paulo Cidade da Inovação

Painel: Casos de Inovação Tecnológica Bem Sucedidos. São Paulo Cidade da Inovação Painel: Casos de Inovação Tecnológica Bem Sucedidos São Paulo Cidade da Inovação São Paulo 21_10_2013 INOVAÇÃO TECNOLÓGICA NA ESTRATÉGIA COMPETITIVA missão A missão da Anpei é: Estimular a Inovação Tecnológica

Leia mais

Consultoria tributária

Consultoria tributária Consultoria tributária Cliente: GIZ German Cooperation Elaborado por: Adriano Gonçalves Daniela Moreira Agosto/2015 Sumário 1. Introdução 3 2. Desenvolvimento 5 3. Planejamento Tributário 6 3.1-1º Cenário:

Leia mais

LEI DO BEM RELATÓRIO ANUAL DE ATIVIDADES DE P&D UTILIZAÇÃO DOS INCENTIVOS FISCAIS À INOVAÇÃO TECNOLÓGICA ANO-BASE 2014

LEI DO BEM RELATÓRIO ANUAL DE ATIVIDADES DE P&D UTILIZAÇÃO DOS INCENTIVOS FISCAIS À INOVAÇÃO TECNOLÓGICA ANO-BASE 2014 RELATÓRIO ANUAL DE ATIVIDADES DE P&D 014 MINISTÉRIO DA CIÊNCIA, TECNOLOGIA, INOVAÇÕES E COMUNICAÇÕES MCTIC SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO E INOVAÇÃO SETEC COORDENAÇÃO-GERAL DE INOVAÇÃO TECNOLÓGICA

Leia mais

CRESCER SEM MEDO LC 155/2016

CRESCER SEM MEDO LC 155/2016 CRESCER SEM MEDO LC 155/2016 1 4 7 Parcelamento Investidor- Anjo MEI 2 Simples Nacional 5 Fator Emprego 8 Dupla Visita CRESCER SEM MEDO 3 6 9 Salão de Beleza Fabricantes de Bebidas Vigência PARCELAMENTO

Leia mais

Avanço do Marco Institucional da Inovação no Brasil

Avanço do Marco Institucional da Inovação no Brasil Avanço do Marco Institucional da Inovação no Brasil Pedro Wongtschowski Grupo Ultra 2ª Reunião do Comitê de Líderes 2015 31 de julho anos Tempo necessário para atingirmos 2% do investimento em P&D em relação

Leia mais

Marco Legal da Ciência, Tecnologia e Inovação

Marco Legal da Ciência, Tecnologia e Inovação Marco Legal da Ciência, Tecnologia e Inovação EMENDA CONSTITUCIONAL Nº 85/2015 Compete a todos os entes (União, Estados, DF e Municípios) proporcionar os meios de acesso à tecnologia, à pesquisa e à inovação

Leia mais

Política Industrial para o Setor Farmacêutico

Política Industrial para o Setor Farmacêutico Política Industrial para o Setor Farmacêutico Seminário do Comitê de Saúde sobre Políticas Públicas e Desenvolvimento industrial do setor de Saúde São Paulo, 13 de novembro de 2012. UM BREVE HISTÓRICO

Leia mais

EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA CONFAP-MDIC nº 01/2017 APOIO A PROJETOS DE COOPERAÇÃO INTERNACIONAL PARA INOVAÇÃO ENTRE EMPRESAS BRASILEIRAS E ISRAELENSES

EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA CONFAP-MDIC nº 01/2017 APOIO A PROJETOS DE COOPERAÇÃO INTERNACIONAL PARA INOVAÇÃO ENTRE EMPRESAS BRASILEIRAS E ISRAELENSES EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA CONFAP-MDIC nº 01/2017 APOIO A PROJETOS DE COOPERAÇÃO INTERNACIONAL PARA INOVAÇÃO ENTRE EMPRESAS BRASILEIRAS E ISRAELENSES O CONSELHO NACIONAL DAS FUNDAÇÕES ESTADUAIS DE AMPARO

Leia mais

EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA CONFAP-MDIC nº 01/2017 APOIO A PROJETOS DE COOPERAÇÃO INTERNACIONAL PARA INOVAÇÃO ENTRE EMPRESAS BRASILEIRAS E ISRAELENSES

EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA CONFAP-MDIC nº 01/2017 APOIO A PROJETOS DE COOPERAÇÃO INTERNACIONAL PARA INOVAÇÃO ENTRE EMPRESAS BRASILEIRAS E ISRAELENSES EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA CONFAP-MDIC nº 01/2017 APOIO A PROJETOS DE COOPERAÇÃO INTERNACIONAL PARA INOVAÇÃO ENTRE EMPRESAS BRASILEIRAS E ISRAELENSES O CONSELHO NACIONAL DAS FUNDAÇÕES ESTADUAIS DE AMPARO

Leia mais

MARCOS LEGAIS Lei da Inovação, Lei do Bem. Ricardo Amaral Remer

MARCOS LEGAIS Lei da Inovação, Lei do Bem. Ricardo Amaral Remer MARCOS LEGAIS Lei da Inovação, Lei do Bem Ricardo Amaral Remer Alguns Benefícios da Inovação Geração de empregos: Quem inova e diferencia produtos emprega mais; Melhor remuneração: A remuneração média

Leia mais

OS INCENTIVOS FISCAIS À

OS INCENTIVOS FISCAIS À DECOMTEC OS INCENTIVOS FISCAIS À INOVAÇÃO TECNOLÓGICA DA LEI Nº 11.196/2005 Departamento de Competividade e Tecnologia - DECOMTEC São Paulo, 08 de outubro de 2012 Principais incentivos da Lei do Bem (Cap.

Leia mais

Marco Legal de Ciência e Tecnologia: O que muda na vida dos PESQUISADORES e das INSTITUIÇÕES? Profa Maria Clorinda Soares Fioravanti

Marco Legal de Ciência e Tecnologia: O que muda na vida dos PESQUISADORES e das INSTITUIÇÕES? Profa Maria Clorinda Soares Fioravanti Marco Legal de Ciência e Tecnologia: O que muda na vida dos PESQUISADORES e das INSTITUIÇÕES? Profa Maria Clorinda Soares Fioravanti O QUE O BRASIL PRECISA? Universidade, Iniciação Científica, Mestrado,

Leia mais

Instrução Normativa SRF nº 358, de 9 de setembro de 2003

Instrução Normativa SRF nº 358, de 9 de setembro de 2003 Instrução Normativa SRF nº 358, de 9 de setembro de 2003 Altera a Instrução Normativa SRF nº 247, de 21 de novembro de 2002, que dispõe sobre o PIS/Pasep e a Cofins. O SECRETÁRIO DA RECEITA FEDERAL, no

Leia mais

COMUNICADO 01/2017 EDITAL SEBRAE/SC Nº 006/2016 CREDENCIAMENTO DE PESSOAS JURÍDICAS PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE INSTRUTORIA E CONSULTORIA

COMUNICADO 01/2017 EDITAL SEBRAE/SC Nº 006/2016 CREDENCIAMENTO DE PESSOAS JURÍDICAS PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE INSTRUTORIA E CONSULTORIA COMUNICADO 01/2017 EDITAL SEBRAE/SC Nº 006/2016 CREDENCIAMENTO DE PESSOAS JURÍDICAS PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE INSTRUTORIA E CONSULTORIA PUBLICADO EM 30/01/2017 O Serviço de Apoio às Micro e Pequenas

Leia mais

Módulo 1 Princípios Básicos do Setor de Energia Elétrica

Módulo 1 Princípios Básicos do Setor de Energia Elétrica TRIBUTAÇÃO SOBRE ENERGIA ELÉTRICA CONTEÚDO PROGRAMÁTICO Módulo 1 Princípios Básicos do Setor de Energia Elétrica 1 Modelo atual do setor elétrico brasileiro a partir de 2004 2 Marcos Regulatórios do Novo

Leia mais

Convênios e Contratos Acadêmicos Financiamento de Projetos nas Universidades Públicas Federais

Convênios e Contratos Acadêmicos Financiamento de Projetos nas Universidades Públicas Federais Convênios e Contratos Acadêmicos Financiamento de Projetos nas Universidades Públicas Federais Lidia Maria A. Rodella 16.03.2017 Sobre o que vamos falar? 1. Tipos de instrumentos jurídicos e números na

Leia mais

Título da Apresentação

Título da Apresentação Título da Apresentação Financiadora de Estudos e Projetos Agência Brasileira de Inovação Ciência, Tecnologia e Inovação no Brasil CLIQUE PARA EDITAR O TÍTULO MESTRE 1º Workshop Tecnológico PLATEC Sondas

Leia mais

FAPESP: Apoio à Pesquisa para Inovação Tecnológica em Pequenas Empresas

FAPESP: Apoio à Pesquisa para Inovação Tecnológica em Pequenas Empresas FAPESP: Apoio à Pesquisa para Inovação Tecnológica em Pequenas Empresas Diálogo sobre apoio à Inovação na Pequena Empresa São Paulo, 19 de março de 2014 Agenda da reunião Apresentação 1. Palavra da Diretoria

Leia mais

FAPESP: Apoio à Pesquisa para Inovação Tecnológica em Pequenas Empresas

FAPESP: Apoio à Pesquisa para Inovação Tecnológica em Pequenas Empresas FAPESP: Apoio à Pesquisa para Inovação Tecnológica em Pequenas Empresas Diálogo sobre Apoio à Pesquisa para Inovação na Pequena Empresa São Paulo, 1º de abril de 2015 Diálogo sobre Apoio à Pesquisa para

Leia mais

ANEXO AO MEMORANDO Nº 032/2017-CGPE/CAMPUS PESQUEIRA PLANO ANUAL DE CAPACITAÇÃO 2017

ANEXO AO MEMORANDO Nº 032/2017-CGPE/CAMPUS PESQUEIRA PLANO ANUAL DE CAPACITAÇÃO 2017 ANEXO AO MEMORANDO Nº 032/2017-CGPE/CAMPUS PESQUEIRA SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE PERNAMBUCO CAMPUS PESQUEIRA PLANO ANUAL DE CAPACITAÇÃO 2017 1 INTRODUÇÃO

Leia mais

MG BELO HORIZONTE SRRF06. Coordenação-Geral de Tributação

MG BELO HORIZONTE SRRF06. Coordenação-Geral de Tributação Fl. 14 Fls. 1 Coordenação-Geral de Tributação Solução de Consulta Interna nº 25 - Data 23 de setembro de 2016 Origem DELEGACIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL EM CONTAGEM ASSUNTO: IMPOSTO SOBRE PRODUTOS INDUSTRIALIZADOS

Leia mais

Apoio à Inovação Nov/2015

Apoio à Inovação Nov/2015 Apoio à Inovação Nov/2015 http://www.bndes.gov.br O objetivo do BNDES é fomentar e apoiar operações associadas à formação de capacitações e ao desenvolvimento de ambientes inovadores, com o intuito de

Leia mais

Prioridades da Agenda de Marco Institucional da MEI

Prioridades da Agenda de Marco Institucional da MEI 2ª REUNIÃO DO COMITÊ DE LÍDERES DA MEI DE 2016 Prioridades da Agenda de Marco Institucional da MEI Gilberto Peralta GE 13 de maio de 2016 MARCO INSTITUCIONAL Emenda Constitucional nº 85 Inserção da inovação

Leia mais

Apresentação Institucional Departamento de Bens de Capital - BNDES ABIMAQ 2014

Apresentação Institucional Departamento de Bens de Capital - BNDES ABIMAQ 2014 Apresentação Institucional Departamento de Bens de Capital - BNDES ABIMAQ 2014 Prioridades BNDES Infraestrutura logística e energética Infraestrutura urbana de saneamento e mobilidade. Modernização da

Leia mais

4º Seminário Nacional sobre Importação para Pesquisa

4º Seminário Nacional sobre Importação para Pesquisa 4º Seminário Nacional sobre Importação para Pesquisa Novo Marco Legal da Ciência, Tecnologia e Inovação EC Nº 85/15 e LEI Nº 13.243/16 e seus reflexos na LEI Nº 8.010/90 Curitiba/PR, 28 de julho de 2016

Leia mais

CARTILHA PARA PAGAMENTO DE RESSARCIMENTO E RETRIBUIÇÃO

CARTILHA PARA PAGAMENTO DE RESSARCIMENTO E RETRIBUIÇÃO E RETRIBUIÇÃO Esta cartilha tem o objetivo de instruir os servidores para a forma adequada para o pagamento de ressarcimento e retribuição relativo a projetos realizados na UNIFEI, em consonância com a

Leia mais

Estratégias da FINEP e seus Instrumentos de Apoio à Inovação. Prof. Oswaldo Massambani Titular da Superintendência Regional de São Paulo

Estratégias da FINEP e seus Instrumentos de Apoio à Inovação. Prof. Oswaldo Massambani Titular da Superintendência Regional de São Paulo Estratégias da FINEP e seus Instrumentos de Apoio à Inovação Prof. Oswaldo Massambani Titular da Superintendência Regional de São Paulo A Finep A Finep é uma empresa pública vinculada ao MCTIC (Ministério

Leia mais

Seminário de Crédito das Linhas do BNDES para Micro, Pequenas e Médias Empresas. Belo Horizonte - MG 01 de setembro de 2009

Seminário de Crédito das Linhas do BNDES para Micro, Pequenas e Médias Empresas. Belo Horizonte - MG 01 de setembro de 2009 Seminário de Crédito das Linhas do BNDES para Micro, Pequenas e Médias Empresas Belo Horizonte - MG 01 de setembro de 2009 Missão Banco do DESENVOLVIMENTO Competitividade e sustentabilidade Redução das

Leia mais

Plano Brasil Maior 2011/2014. Inovar para competir. Competir para crescer.

Plano Brasil Maior 2011/2014. Inovar para competir. Competir para crescer. Plano Brasil Maior 2011/2014 Inovar para competir. Competir para crescer. Plano Brasil Maior A Política Industrial Brasileira A Política industrial brasileira tem claro foco em inovação e adensamento produtivo

Leia mais

O Impacto do Marco Legal nas IFES e suas Fundação de Apoio, vetos e perspectivas. Fernando Peregrino

O Impacto do Marco Legal nas IFES e suas Fundação de Apoio, vetos e perspectivas. Fernando Peregrino O Impacto do Marco Legal nas IFES e suas Fundação de Apoio, vetos e perspectivas 2016 Fernando Peregrino 2 O País quer participar da sociedade da inovação? Fernando Peregrino 3 12 Lugar 70 Dependência

Leia mais

Estratégia de Governança Digital do Governo Federal

Estratégia de Governança Digital do Governo Federal Estratégia de Governança Digital do Governo Federal São Paulo, 24 de fevereiro de 2016 Agenda Contexto da TI na APF Estratégia de Governança Digital - Histórico - Conceito - Elaboração - Monitoramento

Leia mais

Incentivos fiscais à Inovação Tecnológica

Incentivos fiscais à Inovação Tecnológica R&D TAX INCENTIVES Incentivos fiscais à Inovação Tecnológica Abril 2013 Agenda Incentivos fiscais da Lei do Bem Conceito de Inovação Tecnológica IN 1.187/11 Controles e Assuntos Controversos Diferenciais

Leia mais

R. Gen. Aristides Athayde Junior, Bigorrilho. Curitiba. Paraná Telefone:

R. Gen. Aristides Athayde Junior, Bigorrilho. Curitiba. Paraná Telefone: 26 ANOS DA CONSTITUIÇÃO FEDERAL E A LEGISLAÇÃO CADA VEZ MAIS COMPLEXA Foram editadas mais de 4,9 milhões de normas Em média são editadas 782 normas por dia útil Em matéria tributária, foram editadas 320.343

Leia mais

Ciência Regulatória: a regulação como instrumento de fomento às pesquisas de novas tecnologias em saúde. Brasília, 22/06/2016

Ciência Regulatória: a regulação como instrumento de fomento às pesquisas de novas tecnologias em saúde. Brasília, 22/06/2016 Ciência Regulatória: a regulação como instrumento de fomento às pesquisas de novas tecnologias em saúde. JARBAS BARBOSA Diretor-Presidente ANVISA Brasília, 22/06/2016 A ANVISA Primeira Agência da área

Leia mais

COMUNICADO 02/2017 EDITAL SEBRAE/SC Nº 006/2016 CREDENCIAMENTO DE PESSOAS JURÍDICAS PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE INSTRUTORIA E CONSULTORIA

COMUNICADO 02/2017 EDITAL SEBRAE/SC Nº 006/2016 CREDENCIAMENTO DE PESSOAS JURÍDICAS PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE INSTRUTORIA E CONSULTORIA COMUNICADO 02/2017 EDITAL SEBRAE/SC Nº 006/2016 CREDENCIAMENTO DE PESSOAS JURÍDICAS PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE INSTRUTORIA E CONSULTORIA PUBLICADO EM 24/05/2017 O Serviço de Apoio às Micro e Pequenas

Leia mais

esocial Sistema de Escrituração das Obrigações Fiscais, Previdênciárias e Trabalhistas

esocial Sistema de Escrituração das Obrigações Fiscais, Previdênciárias e Trabalhistas esocial Sistema de Escrituração das Obrigações Fiscais, Previdênciárias e Trabalhistas O que é o esocial? O que é o esocial? O Sistema de Escrituração Digital das Obrigações Fiscais, Previdenciárias e

Leia mais

SINDICATO NACIONAL DOS DOCENTES DAS INSTITUIÇÕES DE ENSINO SUPERIOR

SINDICATO NACIONAL DOS DOCENTES DAS INSTITUIÇÕES DE ENSINO SUPERIOR CIÊNCIA E TECNOLOGIA PÚBLICAS: CAMINHO PARA UMA SOCIEDADE IGUALITÁRIA 1. O Tema do Seminário: Religa a C&T aos seus condicionantes sociais Pressupõe que C&T deve ser colocada a serviço das amplas maiorias

Leia mais

Encontro Temático: Avaliação de Resultados em Transferência de Tecnologia As Experiências do MCTIC

Encontro Temático: Avaliação de Resultados em Transferência de Tecnologia As Experiências do MCTIC Encontro Temático: Avaliação de Resultados em Transferência de Tecnologia As Experiências do MCTIC Fernanda Magalhães Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental Coordenação-Geral de Incentivos

Leia mais

Algumas alterações ocorridas em 2016

Algumas alterações ocorridas em 2016 www.pwc.com.br Algumas alterações ocorridas em 2016 Novembro de 2016 1 SPED Contábil - Substituição Processo de Consulta no âmbito da RFB 2 SPED Contábil - ECD Decreto 8.683, de 25/02/2016: Grande avanço

Leia mais

CARTILHA SUA EMPRESA E A LEI DE INFORMÁTICA

CARTILHA SUA EMPRESA E A LEI DE INFORMÁTICA CARTILHA SUA EMPRESA E A LEI DE INFORMÁTICA O que é a Lei de Informática? A Lei de Informática (Leis 8.248/91, 10.176/01, 11.077/04 e 13.023/14) concede incentivos fiscais para empresas do setor de tecnologia

Leia mais

Sociedade e Tecnologia. Sergio Fialho GESTEC

Sociedade e Tecnologia. Sergio Fialho GESTEC Sociedade e Tecnologia Sergio Fialho GESTEC Sociedade e Tecnologia - Ciência e Tecnologia - Tecnologia e Sociedade - Sociedade e Tecnologia - Mudança Social - Dilemas do Brasil Ciência e Tecnologia - Economistas

Leia mais

Diálogo sobre Apoio à Pesquisa para Inovação na Pequena Empresa São Paulo, 1º de julho de 2015

Diálogo sobre Apoio à Pesquisa para Inovação na Pequena Empresa São Paulo, 1º de julho de 2015 FAPESP: Apoio à Pesquisa para Inovação Tecnológica em Pequenas Empresas Diálogo sobre Apoio à Pesquisa para Inovação na Pequena Empresa São Paulo, 1º de julho de 2015 Diálogo sobre Apoio à Pesquisa para

Leia mais

PLANO DE NEGÓCIOS. "Plano de Negócios" Empreendedor(a): WALKYRIA NOBREGA DE OLIVIRA

PLANO DE NEGÓCIOS. Plano de Negócios Empreendedor(a): WALKYRIA NOBREGA DE OLIVIRA PLANO DE NEGÓCIOS "Plano de Negócios" Empreendedor(a): WALKYRIA NOBREGA DE OLIVIRA Março/2013 SUMÁRIO 1 SUMÁRIO EXECUTIVO 1.1 Resumo dos principais pontos do plano de negócio 1.2 Empreendedores 1.3 Empreendimento

Leia mais

INSTRUÇÕES PARA ELABORAÇÃO DE PLANO DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL Artigo 16 do Decreto nº de 09 de maio de 2006

INSTRUÇÕES PARA ELABORAÇÃO DE PLANO DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL Artigo 16 do Decreto nº de 09 de maio de 2006 INSTRUÇÕES PARA ELABORAÇÃO DE PLANO DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL Artigo 16 do Decreto nº 5.773 de 09 de maio de 2006 I Introdução A edição do Decreto n. 5.773, de 9 de maio de 2006, que dispõe sobre

Leia mais

PROJETO DE LEI DE CONVERSÃO N O 2, DE 2016 (Medida Provisória nº 693, de 2015)

PROJETO DE LEI DE CONVERSÃO N O 2, DE 2016 (Medida Provisória nº 693, de 2015) PROJETO DE LEI DE CONVERSÃO N O 2, DE 2016 (Medida Provisória nº 693, de 2015) Altera as Leis n os 12.780, de 9 de janeiro de 2013, que dispõe sobre medidas tributárias referentes à realização, no Brasil,

Leia mais

Emenda Constitucional nº. 42 (19/03/2003)

Emenda Constitucional nº. 42 (19/03/2003) EVOLUÇÃO Emenda Constitucional nº. 42 (19/03/2003) Art. 37 da Constituição Federal... XXII as administrações tributárias da União dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios,... e autuarão de forma

Leia mais

Boletim de Atualização Tributária BOLETIM DE ATUALIZAÇÃO TRIBUTÁRIA. Código das Melhores Práticas de

Boletim de Atualização Tributária BOLETIM DE ATUALIZAÇÃO TRIBUTÁRIA. Código das Melhores Práticas de BOLETIM DE ATUALIZAÇÃO TRIBUTÁRIA Código das Melhores Práticas de N 38 Data 18.11.2016 Período Governança pesquisado: Atos publicados entre 11.11.2016 a 18.11.2016 RECEITA FEDERAL DO BRASIL Data da publicação:

Leia mais

Financiadora de Estudos e Projetos

Financiadora de Estudos e Projetos Financiadora de Estudos e Projetos Agência Brasileira de Inovação Ampliando mercado de Placas de CI através s da Certificação São Paulo -SP 28 de novembro de 2006 João Florencio da Silva Analista do Escritório

Leia mais

13/06/14. Introdução. Profº Me. Hugo David Santana.

13/06/14. Introdução. Profº Me. Hugo David Santana. CONTABILIDADE TRIBUTÁRIA Curso de Ciências Contábeis Profº Me. Hugo David Santana. Introdução Nesta aula será apresentado o tratamento contábil dos principais itens relacionados à folha de pagamento, por

Leia mais

DEBATE As ameaças do Projeto de Lei 77/2015 às Instituições Públicas de Ensino e de Pesquisa

DEBATE As ameaças do Projeto de Lei 77/2015 às Instituições Públicas de Ensino e de Pesquisa DEBATE As ameaças do Projeto de Lei 77/2015 às Instituições Públicas de Ensino e de Pesquisa 14:00hs 03 de novembro de 2015 Auditório do IEL - Unicamp Campinas-SP Debatedor Carlos Jorge Rossetto APqC Rodada

Leia mais

SENAI CIMATEC FERRAMENTAS DE APOIO PARA INOVAR NAS INDÚSTRIAS.

SENAI CIMATEC FERRAMENTAS DE APOIO PARA INOVAR NAS INDÚSTRIAS. SENAI CIMATEC FERRAMENTAS DE APOIO PARA INOVAR NAS INDÚSTRIAS silmar@fieb.org.br Dados gerais 4 prédios Mais de 35.000 m² de área construída Mais de U$ 100 milhões de investimento 31 áreas de competência

Leia mais

CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO

CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO 9º Diálogos da MEI ESTRATÉGIA NACIONAL DE CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO PARA O DESENVOLVIMENTO NACIONAL JAILSON BITTENCOURT DE ANDRADE SECRETÁRIO DE POLÍTICAS E PROGRAMAS

Leia mais

V FÓRUM DA INDÚSTRIA AUTOMOBILÍSTICA

V FÓRUM DA INDÚSTRIA AUTOMOBILÍSTICA Information Analytics Expertise 28 ABRIL 2014 V FÓRUM DA INDÚSTRIA AUTOMOBILÍSTICA Automotive Business Paulo Cardamone, Managing Director, Advisory Services IHS Automotive / ALL RIGHTS RESERVED Inovar

Leia mais

Curso: Data e Local: Objetivo: Público Alvo: Programa: Regras e Conceitos Fundamentais

Curso: Data e Local: Objetivo: Público Alvo: Programa: Regras e Conceitos Fundamentais Curso: RETENÇÃO NA FONTE DE TRIBUTOS E CONTRIBUIÇÕES SOCIAIS (IRRF/PIS/COFINS/CSLL/INSS/ISS), com destaque para a nova EFD-REINF Data e Local: 16, 17 e 18 de agosto de 2017 Rio de Janeiro RJ Copacabana

Leia mais

MEDIDA PROVISÓRIA No- 582, DE 20 DE SETEMBRO DE 2012

MEDIDA PROVISÓRIA No- 582, DE 20 DE SETEMBRO DE 2012 MEDIDA PROVISÓRIA No- 582, DE 20 DE SETEMBRO DE 2012 Altera a Lei nº 12.546, de 14 de dezembro de 2011, quanto à contribuição previdenciária de empresas dos setores industriais e de serviços; permite depreciação

Leia mais

Depreciação de Bens do Ativo Imobilizado

Depreciação de Bens do Ativo Imobilizado Depreciação de Bens do Ativo Imobilizado Contabilmente a depreciação de bens do ativo imobilizado corresponde à redução do valor dos mesmos tendo em vista o desgaste pelo uso, ação da natureza ou obsolescência

Leia mais

PEC 491/2010. Medicamentos de uso humano e seus Insumos. Audiência Pública Câmara dos Deputados. (Imunidade Constitucional) Brasília-DF, 11/06/2014

PEC 491/2010. Medicamentos de uso humano e seus Insumos. Audiência Pública Câmara dos Deputados. (Imunidade Constitucional) Brasília-DF, 11/06/2014 PEC 491/2010 (Deputado Luiz Carlos Hauly) Medicamentos de uso humano e seus Insumos (Imunidade Constitucional) Audiência Pública Câmara dos Deputados Brasília-DF, 11/06/2014 1 Considerações Iniciais Tributação

Leia mais

ANEXO 2 PLANO DE AÇÃO COMISSÃO SETORIAL DE AVALIAÇÃO DO COLÉGIO POLITÉCNICO DA UFSM

ANEXO 2 PLANO DE AÇÃO COMISSÃO SETORIAL DE AVALIAÇÃO DO COLÉGIO POLITÉCNICO DA UFSM ANEXO 2 PLANO DE AÇÃO COMISSÃO SETORIAL DE AVALIAÇÃO DO COLÉGIO POLITÉCNICO DA UFSM EIXO 1 PLANEJAMENTO E AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL Dimensão 8: Planejamento e Avaliação 1 Publicização dos resultados no sítio

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO SUL IFRS CONSELHO SUPERIOR

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO SUL IFRS CONSELHO SUPERIOR SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO SUL IFRS CONSELHO SUPERIOR Resolução nº 185, de 22 de dezembro de 2010. A Presidente do Conselho Superior do

Leia mais

ANEXO 01 (Conteúdo do EXIN Ciências Contábeis - Campus Mossoró) 3ª SÉRIE

ANEXO 01 (Conteúdo do EXIN Ciências Contábeis - Campus Mossoró) 3ª SÉRIE DISCIPLINAS DA SÉRIE ANEXO 01 (Conteúdo do EXIN 2016.2 Ciências Contábeis - Campus Mossoró) 3ª SÉRIE CONTABILIDADE INTRODUTÓRIA II DIREITO TRIBUTARIO LEGISLAÇÃO SOCIAL E TRABALHISTA ORÇAMENTO PUBLICO TEORIA

Leia mais

Apresentação Finep. APIMEC Seminário Sobre Petróleo e Gás. Rio de Janeiro, 22 de outubro de 2015

Apresentação Finep. APIMEC Seminário Sobre Petróleo e Gás. Rio de Janeiro, 22 de outubro de 2015 Apresentação Finep APIMEC Seminário Sobre Petróleo e Gás Rio de Janeiro, 22 de outubro de 2015 Agenda A FINEP Inova Empresa Modalidades de Financiamento (reembolsável, não reembolsável, renda variável)

Leia mais

Boletim de Atualização Tributária BOLETIM DE ATUALIZAÇÃO TRIBUTÁRIA. Código das Melhores Práticas de

Boletim de Atualização Tributária BOLETIM DE ATUALIZAÇÃO TRIBUTÁRIA. Código das Melhores Práticas de BOLETIM DE ATUALIZAÇÃO TRIBUTÁRIA Código das Melhores Práticas de N 40 Data 02.12.2016 Período Governança pesquisado: Atos publicados entre 25.11.2016 a 02.12.2016 RECEITA FEDERAL DO BRASIL Data da publicação:

Leia mais