4.7. Freqüência ao Dentista

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "4.7. Freqüência ao Dentista"

Transcrição

1 202 Estudo Epidemiológico de Saúde Bucal em Trabalhadores da Indústria. Brasil, Epidemiologic Study of Oral Health in Industry Workers. Brazil, Estudio Epidemiológico de Salud Bucal en Trabajadores de la Industria. Brasil, Freqüência ao Dentista De acordo com a Tabela 114, a seguir, apenas 1,5% dos entrevistados declararam nunca ter ido ao dentista e 10% há mais de 5 anos não vão a um consultório odontológico. No outro extremo, 54% foram ao dentista nos últimos 12 meses, 18% há mais de um ano e 14,5% no intervalo de 2 a menos de 5 anos (outros 2% não responderam). As diferenças são estatisticamente significantes. Para os que foram a consultório nos últimos, p.ex., a melhor situação foi a da faixa de 10 e mais salários mínimos, com 62%, seguida pela faixa intermediária, com 57%, e pelos de menor renda, com 50%. Os que mais têm freqüentado consultórios ultimamente (últimos 24 meses) são os trabalhadores de 20 a 34 anos. Entre os que nunca foram ou o fizeram há mais de 5 anos, predominam os de 45 a 54 anos de baixa renda, seguidos pelos de renda média do mesmo grupo e, depois, pelos de baixa renda de 20 a 24 anos. Tabela / Table / Tabla 114 Frequência ao dentista por trabalhadores da indústria de 20 a 54 anos, segundo a faixa de renda e o grupo etário, em 2002/ Percentuais. Brasil / Dental attendance of 20- to 54-year old industry workers, according to their income range and age group, in 2002/ Percentages. Brazil / Frecuencia de ida al dentista por trabajadores de la industria de 20 a 54 años, segúndo el nivel de ingreso y grupo de edad, en 2002/ Percentuales. Brasil Todas / All / Todas ,72 18,31 14,42 10,10 1,48 1, ,37 18,17 16,58 11,53 2,22 1, ,60 18,07 12,48 9,42 0,76 2, ,96 20,08 9,37 4,42-4,17 Todas / All / Todas ,53 18,56 10,22 9,74 3,50 2, ,33 18,30 12,67 10,60 4,31 1, ,86 19,52 4,00 8,17 1,63 2, ,41 14,65 7,56 0,12-21,26 Todas / All / Todas ,44 17,90 15,51 6,83 1,58 1, ,27 17,20 17,63 8,51 2,26 1, ,86 17,78 14,34 4,90 0,82 2, ,39 23,99 4,66 3,12-3,84 Todas / All / Todas ,12 19,42 14,64 10,85 0,61 2, ,91 21,37 17,42 12,73 0,82 0, ,00 17,69 12,95 11,08 0,61 3, ,66 18,22 10,85 4,58-3,68 Todas / All / Todas ,80 16,99 16,21 18,41 0,32 1, ,55 15,09 19,09 22,17 0,55 0, ,82 18,30 14,00 18,11 0,18 1, ,60 19,09 13,77 6,91-2,63

2 Resultados Results Resultados Dental Attendance According to Table 114 below, only 1.5% of interviewees declared never having seen a dentist and 10% for more than 5 years have not attended a dental clinic. In the other end, 54% have seen a dentist in the last 12 months, 18% have done so for more than a year and 14.5% have done so in the period from 2 to less than 5 years (other 2% have not answered). The differences are statistically significant. For those who attended a dental clinic in the last 12 months, for instance, the best situation was the one with an income of 10 to more minimum wages, with 62%m followed by the intermediary range, with 57%, and by those of lowest income, with 50%. The ones who lately (previous 24 months) have attended clinics the most are 20- to 34-year old workers. Among those who have never done so or have done it more than five years ago, the 45- to 54-year old low-income people predominate, followed by the medium-income people in the same group and then by the 20- to 24-year old low-income people Frecuencia de ida al Dentista Según la Tabla 114, a continuación, solamente 1,5% de los entrevistados declararon jamás haber ido al dentista y 10% hace más de 5 años no han ido a un consultorio odontológico. En el otro extremo, 54% fueron al dentista, en los últimos, 18% hace más de un año y 14,5% en el intervalo de 2 a menos de 5 años (otros 2% no contestaron). Las diferencias son estadísticamente significativas. Para los que fueron al consultorio, en los últimos, por ej., la mejor situación fue la del nivel de 10 y más salarios mínimos, con 62%, seguida por el nivel intermediario, con 57%, y por los de menor renta, con 50%. Los que más van a consultorios, últimamente, (últimos 24 meses) son los trabajadores de 20 a 34 años. Entre los que jamás fueron o lo hicieron hace más de 5 años, predominan los de 45 a 54 años de baja renta, seguidos por los de ingreso media del mismo grupo y, después, por los de baja ingreso de 20 a 24 años. Tabela / Table / Tabla 115 Frequência ao dentista por trabalhadores da indústria de 20 a 54 anos, segundo a faixa de renda e o grupo etário, em 2002/ Percentuais. Norte / Dental attendance of 20- to 54-year old industry workers, according to their income range and age group, in 2002/ Percentages. North / Frecuencia de ida al dentista por trabajadores de la industria de 20 a 54 años, segúndo el nivel de ingreso y grupo de edad, en 2002/ Percentuales. Norte Todas / All / Todas ,33 24,93 23,64 12,95 0,56 0, ,91 26,28 26,64 14,52 0, ,82 23,32 17,73 8,87 0,45 1, ,59 15,13 14,65 13,68-1,95 Todas / All / Todas ,03 30,60 22,82 10, ,30 33,33 24,24 12, ,15 19,72 16,90 4, ,14 19,05 19,05 4, Todas / All / Todas ,27 30,07 20,98 9,10 0,77 0, ,96 32,83 22,62 10,62 0, ,81 23,94 17,59 4,49 0,31 2, ,27 14,68 10,20 9,45-3,40 Todas / All / Todas ,00 17,92 26,46 15,60 0,55 0, ,35 14,65 31,94 19,38 0, ,00 25,54 16,90 8,11 0,41 1, ,84 11,63 20,93 16,28-2,33 Todas / All / Todas ,32 15,59 28,08 23,95 0,41 0, ,11 12,09 37,20 25, ,14 19,34 20,14 23,56 1,11 1, ,70 19,92 10,37 17,01 - -

3 204 Estudo Epidemiológico de Saúde Bucal em Trabalhadores da Indústria. Brasil, Epidemiologic Study of Oral Health in Industry Workers. Brazil, Estudio Epidemiológico de Salud Bucal en Trabajadores de la Industria. Brasil, Tabela / Table / Tabla 116 Frequência ao dentista por trabalhadores da indústria de 20 a 54 anos, segundo a faixa de renda e o grupo etário, em 2002/ Percentuais. Nordeste / Dental attendance of 20- to 54-year old industry workers, according to their income range and age group, in 2002/ Percentages. Northeast / Frecuencia de ida al dentista por trabajadores de la industria de 20 a 54 años, segúndo el nivel de ingreso y grupo de edad, en 2002/ Percentuales. Nordeste Todas / All / Todas ,46 21,15 12,28 7,19 1,98 0, ,88 20,85 12,80 7,62 2,12 0, ,50 22,59 11,12 6,05 1,80 0, ,97 21,05 7,36 3,85-4,77 Todas / All / Todas ,14 22,33 9,79 4,29 1,53 0, ,70 22,39 9,95 4,48 1,49 1, ,67 21,57 7,84 1,96 1,96 - Todas / All / Todas ,40 18,59 12,14 6,54 1,88 0, ,31 18,17 12,99 7,13 2,02 0, ,81 20,81 9,05 4,07 1,36 0, ,66 20, Todas / All / Todas ,42 24,61 13,56 8,75 2,16 1, ,52 24,74 13,37 9,94 2,43 1, ,48 25,26 13,82 6,71 2,05 0, ,98 21,30 14,37 4,45-8,89 Todas / All / Todas ,81 20,58 13,56 10,15 2,56 1, ,79 20,36 16,62 11,00 3,20 1, ,73 20,86 10,71 9,80 2,01 1, ,22 21,19 1,91 5,77-1,91

4 Resultados Results Resultados 205 Tabela / Table / Tabla 117 Frequência ao dentista por trabalhadores da indústria de 20 a 54 anos, segundo a faixa de renda e o grupo etário, em 2002/ Percentuais. Sudeste / Dental attendance of 20- to 54-year old industry workers, according to their income range and age group, in 2002/ Percentages. Southeast / Frecuencia de ida al dentista por trabajadores de la industria de 20 a 54 años, segúndo el nivel de ingreso y grupo de edad, en 2002/ Percentuales. Sudeste Todas / All / Todas ,84 17,11 14,85 12,70 1,32 2, ,46 14,23 18,36 16,05 2,34 1, ,77 18,57 13,12 11,84 0,73 1, ,53 21,61 9,25 4,70-4,90 Todas / All / Todas ,29 14,69 8,57 14,88 5,05 4, ,43 10,34 11,49 18,39 6,90 3, ,30 22,47 3,37 10,11 2,25 4, ,85 15,38 7, ,08 Todas / All / Todas ,45 16,96 17,18 8,01 0,87 1, ,12 13,61 22,06 10,53 1,34 1, ,15 18,29 15,60 6,43 0,61 0, ,66 25,84 2,74 3,83-4,92 Todas / All / Todas ,29 18,45 14,20 12,27 0,54 2, ,19 19,40 18,59 15,31 0,68 0, ,52 17,07 12,61 13,55 0,68 2, ,36 20,05 11,07 4,83-3,69 Todas / All / Todas ,09 17,60 16,68 23,37-1, ,61 14,80 18,48 31, ,08 18,96 15,48 23,02-1, ,50 19,76 16,26 6,99-3,50

5 206 Estudo Epidemiológico de Saúde Bucal em Trabalhadores da Indústria. Brasil, Epidemiologic Study of Oral Health in Industry Workers. Brazil, Estudio Epidemiológico de Salud Bucal en Trabajadores de la Industria. Brasil, Tabela / Table / Tabla 118 Frequência ao dentista por trabalhadores da indústria de 20 a 54 anos, segundo a faixa de renda e o grupo etário, em 2002/ Percentuais. Sul / Dental attendance of 20- to 54-year old industry workers, according to their income range and age group, in 2002/ Percentages. South / Frecuencia de ida al dentista por trabajadores de la industria de 20 a 54 años, segúndo el nivel de ingreso y grupo de edad, en 2002/ Percentuales. Sur Todas / All / Todas ,92 17,22 11,51 5,75 1,50 2, ,91 18,95 13,14 7,15 2,16 0, ,29 14,65 8,78 3,70 0,51 5, ,73 13,32 9,60 2, Todas / All / Todas ,22 20,35 10,16 4,72 1, ,45 23,40 12,77 4,26 2, ,79 12,12 3,03 6, , Todas / All / Todas ,86 16,23 11,36 3,59 3,01 2, ,57 16,91 11,62 5,37 4,15 1, ,50 14,62 10,37 0,80 1,33 6, ,19 18,34 14, Todas / All / Todas ,23 18,37 12,65 7,82-2, ,96 21,30 14,64 10, ,88 16,06 10,62 5,52-7, ,45 7,74 7,74 2, Todas / All / Todas ,74 12,59 11,77 9,58-1, ,46 10,60 16,07 13,53-1, ,44 14,71 7,41 4,83-1, ,77 15,10 5,45 6,68 - -

6 Resultados Results Resultados 207 Tabela / Table / Tabla 119 Frequência ao dentista por trabalhadores da indústria de 20 a 54 anos, segundo a faixa de renda e o grupo etário, em 2002/ Percentuais. Centro-Oeste / Dental attendance of 20- to 54-year old industry workers, according to their income range and age group, in 2002/ Percentages. Central-West / Frecuencia de ida al dentista por trabajadores de la industria de 20 a 54 años, segúndo el nivel de ingreso y grupo de edad, en 2002/ Percentuales. Centro-Oeste Todas / All / Todas ,17 24,94 23,82 8,65 2,44 2, ,50 28,01 24,42 9,84 2,99 2, ,23 18,43 23,15 6,25 1,15 4, ,25 5,45 14, ,45 Todas / All / Todas ,81 28,34 19,90 3,32 6,13 1, ,16 29,52 21,77 4,06 6,64 1, ,54 23,08 11,54-3,85 - Todas / All / Todas ,17 24,66 22,54 8,28 2,38 2, ,90 26,92 23,12 10,28 2,68 2, ,84 18,09 21,68 1,80 1,45 6, , Todas / All / Todas ,91 23,35 24,85 11,60 0,34 4, ,93 29,41 25,02 12,40 0,55 3, ,21 16,03 29,15 12,21-6, , ,26 Todas / All / Todas ,93 22,75 33,81 13,95-1, ,52 25,53 36,47 17,88-0, ,42 19,29 26,25 10,54-3, ,96 17,48 47,

Com cálculo / Calculus presence / Con calculo. Com sangramento / Healthy gums / Con sangría

Com cálculo / Calculus presence / Con calculo. Com sangramento / Healthy gums / Con sangría 99 4.2. Community Periodontal Index According to the Community Periodontal Index (CPI), 35% of workers are healthy. Most who present problems have calculus (40%), followed by those who have superficial

Leia mais

Estudo Epidemiológico de Saúde Bucal em Trabalhadores da Indústria

Estudo Epidemiológico de Saúde Bucal em Trabalhadores da Indústria Estudo Epidemiológico de Saúde Bucal em Trabalhadores da Indústria Epidemiologic Study of Oral Health in Industry Workers Estudio Epidemiológico de Salud Bucal en Trabajadores de la Industria PRESID NCIA

Leia mais

4. Resultados. 4.1. Índice de Ataque de Cárie Dental

4. Resultados. 4.1. Índice de Ataque de Cárie Dental 58 Estudo Epidemiológico de Saúde Bucal em Trabalhadores da Indústria. Brasil, 2002-2003 Epidemiologic Study of Oral Health in Industry Workers. Brazil, 2002-2003 Estudio Epidemiológico de Salud Bucal

Leia mais

4 a REUNIÃO DE PESQUISA EM SAÚDE BUCAL COLETIVA

4 a REUNIÃO DE PESQUISA EM SAÚDE BUCAL COLETIVA 4 a REUNIÃO DE PESQUISA EM SAÚDE BUCAL COLETIVA DETERMINANTES SOCIAIS EM SAÚDE: AVALIAÇÃO DE POLÍTICAS DE REDUÇÃO DAS DESIGUALDADES SOCIAIS EM SAÚDE Professor Roger Keller Celeste, MSc PhD Departamento

Leia mais

Migração e pobreza rural. André Braz Golgher Cedeplar/UFMG

Migração e pobreza rural. André Braz Golgher Cedeplar/UFMG Migração e pobreza rural André Braz Golgher Cedeplar/UFMG Migração e pobreza rural Pequena parte de amplo projeto sobre pobreza rural no Brasil coordenado por Prof. Helfand, University of California, Riverside

Leia mais

POLYPLAY MASTER INSTRUÇÕES DE MONTAGEM INSTRUCCIONES DE MONTAJE/ASSEMBLE INSTRUCTION. Ref.: 0957.7

POLYPLAY MASTER INSTRUÇÕES DE MONTAGEM INSTRUCCIONES DE MONTAJE/ASSEMBLE INSTRUCTION. Ref.: 0957.7 Com a adição de mais Polyplays ao seu, ele pode tomar a forma que você quiser. Conheça todos os modelos de Polyplays: Super, Master e Mega. Depois disso, sua imaginação é que dita as regras. Super Master

Leia mais

3 Jornal da Federação - 2012 ENCONTRO REGIONAL SUDESTE 4 Jornal da Federação - 2012 ENCONTRO REGIONAL NORDESTE Jornal da Federação - 2012 ENCONTRO REGIONAL SUL 5 Jornal da Federação - 2012 ENCONTRO REGIONAL

Leia mais

METODOLOGIA AMOSTRA ABRANGÊNCIA PERÍODO MARGEM DE ERRO. A margem de erro máxima para o total da amostra é 2,0 pontos percentuais.

METODOLOGIA AMOSTRA ABRANGÊNCIA PERÍODO MARGEM DE ERRO. A margem de erro máxima para o total da amostra é 2,0 pontos percentuais. METODOLOGIA METODOLOGIA AMOSTRA ABRANGÊNCIA PERÍODO MARGEM DE ERRO 2.085 pessoas foram entrevistadas, a partir de 16 anos, de todos os níveis econômicos em todas as regiões do país. As entrevistas foram

Leia mais

Discapacidad Argentina, Brasil y Paraguay

Discapacidad Argentina, Brasil y Paraguay Prueba Piloto Conjunta sobre Discapacidad Argentina, Brasil y Paraguay Comitê do Censo Demográfico, IBGE Brasil Taller de Cierre y Conclusiones del Grupo de Trabajo Ronda Censos 2010 de la CEA-CEPAL CEPAL

Leia mais

REAL ESTATE MARKET IN BRAZIL

REAL ESTATE MARKET IN BRAZIL REAL ESTATE MARKET IN BRAZIL JOÃO CRESTANA President of Secovi SP and CBIC National Commission of Construction Industry SIZE OF BRAZIL Population distribution by gender, according to age group BRAZIL 2010

Leia mais

October, 2013. Um Olhar Estratégico para o Setor de Seguros de Automóvel no Brasil

October, 2013. Um Olhar Estratégico para o Setor de Seguros de Automóvel no Brasil October, 2013 Um Olhar Estratégico para o Setor de Seguros de Automóvel no Brasil AGENDA Visão da Industria de Seguros (Brasil x Mundo) Drivers que movem a Indústria Análise da Penetração da Indústria

Leia mais

The Indigenous Population of Brazil 1991 Population Census

The Indigenous Population of Brazil 1991 Population Census The Indigenous Population of Brazil 1991 Population Census Authors: Nilza Oliveira Martins Pereira (principal author), Tereza Cristina Nascimento Araujo, Valéria Beiriz, Antonio Florido- IBGE The definition

Leia mais

Guião E. 1.º MOMENTO Intervenientes e tempos

Guião E. 1.º MOMENTO Intervenientes e tempos Proposta de Guião para uma Prova Disciplina: Espanhol, Nível de Iniciação, 11.º ano (A2) Domínio de Referência: Viajes y Transportes Duração da prova: 15 a 20 minutos Guião E 1.º MOMENTO Intervenientes

Leia mais

SUICIDIO: UNA REVISIÓN SISTEMÁTICA SUICIDE: A SYSTEMATIC REVIEW SUICÍDIO: UM ESTUDO DE REVISÃO

SUICIDIO: UNA REVISIÓN SISTEMÁTICA SUICIDE: A SYSTEMATIC REVIEW SUICÍDIO: UM ESTUDO DE REVISÃO SUICIDE: A SYSTEMATIC REVIEW SUICÍDIO: UM ESTUDO DE REVISÃO Welyton Paraíba da Silva Sousa1; Maria Aurelina Machado de Oliveira2. 1. Psicólogo. Especialización en Salud Mental (FACINTEX/IBPEX). 2. Doutoranda

Leia mais

WWW.ADINOEL.COM Adinoél Sebastião /// Inglês Tradução Livre 14/2014

WWW.ADINOEL.COM Adinoél Sebastião /// Inglês Tradução Livre 14/2014 TEXTO Brazil Leads Decline Among World's Biggest Companies THE losses OF São Paulo's stock market AND THE decline OF Brazil's real made Brazilian companies THE biggest losers among THE world's major companies,

Leia mais

Murillo de Andrade Berti 4ALEN, 2015

Murillo de Andrade Berti 4ALEN, 2015 No work! No school! In its latest paper, IBGE pointed to a significant growth of a part of young Brazilians who neither work or study: so called "No-No Generation". The most recent National Research revealed

Leia mais

CLIPPING 03 /07/2013

CLIPPING 03 /07/2013 CLIPPING 03 /07/2013 Fonte: Site UFCSPA Seção: Página: Data:03/07/2013 Secretário Nacional de Políticas sobre Drogas visita VIVAVOZ-132 Qua, 03 de Julho de 2013 12:48 O novo titular da Secretaria Nacional

Leia mais

O USO DA INFORMÁTICA NA REDE BÁSICA E HOSPITALAR DA CIDADE DE RIBEIRÃO PRETO (S.P.)

O USO DA INFORMÁTICA NA REDE BÁSICA E HOSPITALAR DA CIDADE DE RIBEIRÃO PRETO (S.P.) O USO DA INFORMÁTICA NA REDE BÁSICA E HOSPITALAR DA CIDADE DE RIBEIRÃO PRETO (S.P.) Cristina Maria Galvão * Namie Okino Sawada * GALVÃO, C. M.; SAWADA, N. O. O uso da informática na rede básica e hospitalar

Leia mais

Clique para editar o texto mestre

Clique para editar o texto mestre 8/25/2014 1 Segundo nível Servicios Climáticos en el Sector de la Salud Terceiro nível 8/25/2014 Carlos Corvalan OPS/OMS 2 OPS/OMS trabaja para afrontar las repercusiones del cambio climático en la salud

Leia mais

Conheça o Seu Refrigerador Conjunto Gaveta para Legumes A gaveta de legumes deve ser utilizada para armazenar principalmente alimentos sensíveis ao frío como verduras e hortaliças Para remover o conjunto

Leia mais

Third Party Relationships: Auditing and Monitoring

Third Party Relationships: Auditing and Monitoring Third Party Relationships: Auditing and Monitoring October 3, 2012 3 de octubre del 2012 Agenda Speakers On-going monitoring of third party relationship On-site audits/ distributor reviews Questions &

Leia mais

Memory Module MMF-02. Modulo de Memoria MMF-02. Módulo de Memória MMF-02 CFW70X

Memory Module MMF-02. Modulo de Memoria MMF-02. Módulo de Memória MMF-02 CFW70X Motors Automation Energy Transmission & Distribution Coatings Memory Module MMF-02 Modulo de Memoria MMF-02 Módulo de Memória MMF-02 CFW70X Installation, Configuration and Operation Guide Guía de Instalación,

Leia mais

Cultural Identity of Young Volunteers Differences and understanding Empowering People. Volunteer Profile Questionnaire

Cultural Identity of Young Volunteers Differences and understanding Empowering People. Volunteer Profile Questionnaire Volunteer Profile Questionnaire 1 Índice 1 VOLUNTEER PROFILE QUESTIONNAIRE... 1.1 Country... 1. AGE... 1. GENDER... 1..1 GENDER vs... 1. Qualification... 1..1 QUALIFICATION GREECE VS PORTUGAL... 1. Are

Leia mais

Clique para editar o estilo do título mestre

Clique para editar o estilo do título mestre Ministerio de la Salud de Brasil Programa Nacional de Inmunizaciones La vacunación contra influenza en Brasil Presentado por: Sirlene F. Pereira San Jose, 29 Enero,2013 1 Población ~ 193 millones (IBGE,

Leia mais

RELATÓRIO DE PESQUISA

RELATÓRIO DE PESQUISA 2011 14 RELATÓRIO DE PESQUISA Relatório da Pesquisa de Satisfação dos Usuários do SUS quanto aos aspectos de acesso e qualidade percebida na atenção à saúde, mediante inquérito amostral. Ministério da

Leia mais

A TRAJETÓRIA DA SAÚDE BUCAL PELAS POLÍTICAS PÚBLICAS NO BRASIL A PARTIR DA CRIAÇÃO DO SUS

A TRAJETÓRIA DA SAÚDE BUCAL PELAS POLÍTICAS PÚBLICAS NO BRASIL A PARTIR DA CRIAÇÃO DO SUS A TRAJETÓRIA DA SAÚDE BUCAL PELAS POLÍTICAS PÚBLICAS NO BRASIL A PARTIR DA CRIAÇÃO DO SUS THE TRAJECTORY OF ORAL HEALTH CARE BY MEANS OF PUBLIC POLICIES IN BRAZIL SINCE THE CREATION OF SUS LA TRAYECTORIA

Leia mais

Vigilância Epidemiológica. Meio Ambiente e Saúde Pública Prof. Adriano Silva

Vigilância Epidemiológica. Meio Ambiente e Saúde Pública Prof. Adriano Silva Vigilância Epidemiológica Meio Ambiente e Saúde Pública Prof. Adriano Silva EPIDEMIOLOGIA Epidemiologia é o estudo da frequência, da distribuição e dos condicionantes e determinantes dos estados ou eventos

Leia mais

AVALIAÇÃO DE MORBIDADES E ATUAÇÃO FISIOTERAPÊUTICA EM MULHERES COM CÂNCER DE MAMA: ANÁLISE RETROSPECTIVA DE 2008 A 2012

AVALIAÇÃO DE MORBIDADES E ATUAÇÃO FISIOTERAPÊUTICA EM MULHERES COM CÂNCER DE MAMA: ANÁLISE RETROSPECTIVA DE 2008 A 2012 UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA-UnB FACULDADE DE CEILÂNDIA-FCE CURSO DE FISIOTERAPIA DEBORAH COSTA TEIXEIRA PELUCIO SILVA AVALIAÇÃO DE MORBIDADES E ATUAÇÃO FISIOTERAPÊUTICA EM MULHERES COM CÂNCER DE MAMA: ANÁLISE

Leia mais

Professor Adjunto do Instituto da Saúde e Produção Animal da UFRA 3

Professor Adjunto do Instituto da Saúde e Produção Animal da UFRA 3 Estrutura familiar e geração de renda em assentamentos rurais que desenvolvem atividade pecuária em Tomé-Açu e Paragominas no Nordeste e Sudeste paraense D.R. FREITAS 1, A.V.SILVA 2, P.C.C. FERNANDES 3,

Leia mais

Conexão protética mais utilizada em implantes unitários por cirurgiões-dentistas que praticam implantodontia

Conexão protética mais utilizada em implantes unitários por cirurgiões-dentistas que praticam implantodontia ORIGINAL ORIGINAL Conexão protética mais utilizada em implantes unitários por cirurgiões-dentistas que praticam implantodontia Which is the highest preference related to abutments for unitary implants

Leia mais

Cuestionario sobre los servicios de salud de los inmigrantes en Saitama

Cuestionario sobre los servicios de salud de los inmigrantes en Saitama Cuestionario sobre los servicios de salud de los inmigrantes en Saitama Este cuestionario es parte de un proyecto de investigación del Instituto de Antropología Médica de la Universidad de Waseda. Este

Leia mais

Socio-demographic factors associated with dental services among Brazilian older adults: a study based on the National Household Sample Survey

Socio-demographic factors associated with dental services among Brazilian older adults: a study based on the National Household Sample Survey 1290 ARTIGO ARTICLE Fatores sócio-demográficos associados ao uso de serviços odontológicos entre idosos brasileiros: um estudo baseado na Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Socio-demographic factors

Leia mais

O desempenho dos alunos da Fundação Bradesco: uma comparação com os resultados do Saeb

O desempenho dos alunos da Fundação Bradesco: uma comparação com os resultados do Saeb O desempenho dos alunos da Fundação Bradesco: uma comparação com os resultados do Saeb RUBEN KLEIN* NILMA FONTANIVE** ANA LUISA RESTANI*** MARIA CRISTINA TELLES**** RESUMO O artigo discute os resultados

Leia mais

INFORME DE MERCADO PRODUCTOS:

INFORME DE MERCADO PRODUCTOS: INFORME DE MERCADO PRODUCTOS: P.A. 8523.40.00 SOPORTES OPTICOS P.A. 8523.40.20 - GRABADOS P.A. 8526.40.21 EXCLUSIVAMENTE CON SONIDO P.A. 8523.40.21.100N PRESENTADO AISLADAMENTE P.A. 8523.40.22 PARA REPRODUCIR

Leia mais

Í N D I C E G E R A L. v i i A B R E V I A T U R A S E S I G L A S. v i i i L I S T A D E T A B E L A S E F I G U R A S ix

Í N D I C E G E R A L. v i i A B R E V I A T U R A S E S I G L A S. v i i i L I S T A D E T A B E L A S E F I G U R A S ix Í N D I C E : Í N D I C E G E R A L. v i i A B R E V I A T U R A S E S I G L A S. v i i i L I S T A D E T A B E L A S E F I G U R A S ix R E S U M O. x A B S T R A C T... xi I - I N T R O D U Ç Ã O - 1

Leia mais

Brasília O concreto da arquitetura moderna inspira novos materiais. Brasília Concreto Grafite

Brasília O concreto da arquitetura moderna inspira novos materiais. Brasília Concreto Grafite 24 25 Brasília O concreto da arquitetura moderna inspira novos materiais. Brasília Concreto Grafite 26 O cimento, esse clássico contemporâneo, em versão 2013 é uma homenagem à arquitetura moderna da nossa

Leia mais

SOLICITUD DE PENSION DE SOBREVIVENCIA / SOLICITAÇÃO DE PENSÃO DE SOBREVIVENCIA

SOLICITUD DE PENSION DE SOBREVIVENCIA / SOLICITAÇÃO DE PENSÃO DE SOBREVIVENCIA CONVENIO DE SEGURIDAD SOCIAL ENTRE LA REPUBLICA DE CHILE Y LA REPUBLICA FEDERATIVA DEL BRASIL RCH / BRASIL 3B ACORDO DE SEGURIDADE SOCIAL ENTRE A REPÚBLICA DE CHILE E A REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL SOLICITUD

Leia mais

SUMÁRIO. Página LISTA DE TABELAS LISTA DE FIGURAS

SUMÁRIO. Página LISTA DE TABELAS LISTA DE FIGURAS i DEDICATÓRIA Dedico esse trabalho aos meus pais Helcio (in memorian) e Alina, com todo meu amor e gratidão, por tudo que fizeram por mim ao longo de minha vida. Desejo poder ter sido merecedor do esforço

Leia mais

/ Columna de Dirección / Steering Column. Lanzamientos. New Developments. Codigo / Part Number - Newsletter. Descrição / Descrición / Description

/ Columna de Dirección / Steering Column. Lanzamientos. New Developments. Codigo / Part Number - Newsletter. Descrição / Descrición / Description Lançamentos / Coluna de Direção Lanzamientos New Developments / Columna de Dirección / Steering Column Descrição / Descrición / Description Codigo / Part Number - Newsletter 2106-1112/02 Coluna de Direção

Leia mais

O CONHECIMENTO DOS ESCOLARES ADOLESCENTES SOBRE DOENÇAS SEXUALMENTE TRANSMISSÍVEIS/AIDS

O CONHECIMENTO DOS ESCOLARES ADOLESCENTES SOBRE DOENÇAS SEXUALMENTE TRANSMISSÍVEIS/AIDS Revista Eletrônica de Enfermagem, v. 08, n. 01, p. 58 62, 2006 Disponível em http://www.fen.ufg.br/revista/revista8_1/original_07.htm ARTIGO ORIGINAL O CONHECIMENTO DOS ESCOLARES ADOLESCENTES SOBRE DOENÇAS

Leia mais

PERFIL DE MERCADO AGUA MINERAL 1) POSICION ARANCELARIA Y DESCRIPCION DEL PRODUCTO:

PERFIL DE MERCADO AGUA MINERAL 1) POSICION ARANCELARIA Y DESCRIPCION DEL PRODUCTO: PERFIL DE MERCADO AGUA MINERAL 1) POSICION ARANCELARIA Y DESCRIPCION DEL PRODUCTO: NCM 2201.10.00 - : ÁGUA, INCLUIDAS EL AGUA MINERAL Y LA GASEADA, CON ADICIÓN DE AZÚCAR U OTRO EDULCORANTE O AROMATIZADA.

Leia mais

02 de Febrero de 2011 / 02 de Fevereiro de 2011

02 de Febrero de 2011 / 02 de Fevereiro de 2011 Argentina Clarín Tras la cumbre de Cristina y Dilma, Timerman admitió que la Argentina le preocupa el déficit con Brasil Tras la cumbre que mantuvieron ayer las presidentas Cristina Fernández de Kirchner

Leia mais

Sistema de Gestão Integrado. La herramienta presenta una tendencia más fuerte hacia:

Sistema de Gestão Integrado. La herramienta presenta una tendencia más fuerte hacia: Descripción de herramientas 15 SGI Sistema de Gestão Integrado I Breve descripción 1. Nombre de la herramienta Sistema de Gestão Integrado- Integração das normas ISO-9001,9002,14001 e OHSAS 18001. 2. Objetivo

Leia mais

As Novas Formas de Financiamento da Economia

As Novas Formas de Financiamento da Economia As Novas Formas de Financiamento da Economia Francisco Fonseca Vice-Presidente ANJE 2º CONGRESSO DAS EMPRESAS E DAS ACTIVIDADES ECONÓMICAS - LISBOA O que são? Formas alternativas de financiamento incluem

Leia mais

TEMA GERADOR E PEDAGOGIA DA ALTERNÂCIA: UMA ABORDAGEM SOCIO- HISTÓRICA

TEMA GERADOR E PEDAGOGIA DA ALTERNÂCIA: UMA ABORDAGEM SOCIO- HISTÓRICA TEMA GERADOR E PEDAGOGIA DA ALTERNÂCIA: UMA ABORDAGEM SOCIO- HISTÓRICA Maria Inêz Cescon Secretaria Municipal de Educação de Jaguaré-ES 1 Eliene Cássia Santos Pretti Secretaria Municipal de Educação de

Leia mais

COMITÉ ACADÉMICO DE ENERGÍA

COMITÉ ACADÉMICO DE ENERGÍA COMITÉ ACADÉMICO DE ENERGÍA PROGRAMA GENERAL REUNIÓN DEL COMITÉ ACADÉMICO DE ENERGÍA E XV SEMINARIO INTERNACIONAL DE ENERGÍA Y BIOCOMBUSTIBLES ORGANIZACIÓN: LOSE LABORATÓRIO DE OTIMIZAÇÃO DE SISTEMAS ENERGÉTICOS

Leia mais

NORMAS DE FUNCIONAMENTO DOS CURSOS DE LÍNGUAS (TURMAS REGULARES E INTENSIVAS) 2015/2016

NORMAS DE FUNCIONAMENTO DOS CURSOS DE LÍNGUAS (TURMAS REGULARES E INTENSIVAS) 2015/2016 NORMAS DE FUNCIONAMENTO DOS CURSOS DE LÍNGUAS (TURMAS REGULARES E INTENSIVAS) 2015/2016 1. Tipos de turma e duração: O CLECS oferece dois tipos de turma: regular e intensivo. Além destas turmas, o CLECS

Leia mais

Declínio na Experiência de Cárie em Dentes Permanentes de Escolares Brasileiros no Final do Século XX

Declínio na Experiência de Cárie em Dentes Permanentes de Escolares Brasileiros no Final do Século XX Odontologia e Sociedade 1999 Vol. 1, No. 1/2, 25-29, 1999. Printed in Brazil. Artigo Declínio na Experiência de Cárie em Dentes Permanentes de Escolares Brasileiros no Final do Século XX Dental Caries

Leia mais

MAUS TRATOS NA POPULAÇÃO IDOSA INSTITUCIONALIZADA

MAUS TRATOS NA POPULAÇÃO IDOSA INSTITUCIONALIZADA Universidade de Lisboa Faculdade de Medicina de Lisboa MAUS TRATOS NA POPULAÇÃO IDOSA INSTITUCIONALIZADA Catarina Isabel Fonseca Paulos Mestrado em Medicina Legal e Ciências Forenses 2005 Esta dissertação

Leia mais

IMMIGRATION Canada. Study Permit. São Paulo Visa Office Instructions. Table of Contents. For the following country: Brazil IMM 5849 E (04-2015)

IMMIGRATION Canada. Study Permit. São Paulo Visa Office Instructions. Table of Contents. For the following country: Brazil IMM 5849 E (04-2015) IMMIGRATION Canada Table of Contents Document Checklist Study Permit (disponible en Portuguese) Study Permit São Paulo Visa Office Instructions For the following country: Brazil This application is made

Leia mais

OS ESTUDANTES DE ENGENHARIA FLORESTAL DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DO SUDOESTE DA BAHIA E O CONSUMO CONSCIENTE

OS ESTUDANTES DE ENGENHARIA FLORESTAL DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DO SUDOESTE DA BAHIA E O CONSUMO CONSCIENTE OS ESTUDANTES DE ENGENHARIA FLORESTAL DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DO SUDOESTE DA BAHIA E O CONSUMO CONSCIENTE Daíse Cardoso de Souza Bernardino¹, Alcides Pereira Santos Neto², Helane França Silva², Siléia

Leia mais

Vigilancia de Rotavirus en Brasil

Vigilancia de Rotavirus en Brasil Secretaria de Vigilância em Saúde Coordenação de Vigilância das Doenças de Transmissão Hídrica e Alimentar Vigilancia de Rotavirus en Brasil Greice Madeleine Ikeda do Carmo greice.madeleine@saude.gov.br

Leia mais

BR-EMS MORTALITY AND SUVIVORSHIP LIFE TABLES BRAZILIAN LIFE INSURANCE AND PENSIONS MARKET

BR-EMS MORTALITY AND SUVIVORSHIP LIFE TABLES BRAZILIAN LIFE INSURANCE AND PENSIONS MARKET BR-EMS MORTALITY AND SUVIVORSHIP LIFE TABLES BRAZILIAN LIFE INSURANCE AND PENSIONS MARKET 2015 1 e-mail:mario@labma.ufrj.br Tables BR-EMS, mortality experience of the Brazilian Insurance Market, were constructed,

Leia mais

Consultoria para apoio ao Programa Nacional de Controle de Malária do Brasil na gestão farmacêutica. Paola Marchesini

Consultoria para apoio ao Programa Nacional de Controle de Malária do Brasil na gestão farmacêutica. Paola Marchesini Relatório de Consultoria Brasil Maio 2013 Consultoria para apoio ao Programa Nacional de Controle de Malária do Brasil na gestão farmacêutica. Paola Marchesini Maio 2013 Informe Consultoría de apoio à

Leia mais

The aim of this study was to determine which characteristics (predisposing and enabling, oral. oral health, perceived need for dental treatment,

The aim of this study was to determine which characteristics (predisposing and enabling, oral. oral health, perceived need for dental treatment, ARTIGO ARTICLE 1699 Auto-avaliação da saúde bucal entre adultos e idosos residentes na Região Sudeste: resultados do Projeto SB-Brasil, 2003 Self-rated oral health among Brazilian adults and older adults

Leia mais

ESCOLA SUPERIOR DE ENFERMAGEM DE COIMBRA Coimbra, May 2013. Carlos Souza & Cristina Silva

ESCOLA SUPERIOR DE ENFERMAGEM DE COIMBRA Coimbra, May 2013. Carlos Souza & Cristina Silva ESCOLA SUPERIOR DE ENFERMAGEM DE COIMBRA Coimbra, May 2013 Carlos Souza & Cristina Silva Population: 10,6 million. According to INE (National Institute of Statistics) it is estimated that more than 2 million

Leia mais

Como pensamos e o que pensamos sobre cárie e sociedade? Modos de pensar da Odontologia

Como pensamos e o que pensamos sobre cárie e sociedade? Modos de pensar da Odontologia 2001 Como pensamos e o que pensamos sobre cárie e sociedade? Modos de pensar da Odontologia Ciênc. saúde coletiva, Rio de Janeiro, v.11 n.1, jan./mar. 2006 Saúde Bucal como prática social CONCEITO DE BUCALIDADE

Leia mais

Relatório: MAUS-TRATOS COM IDOSOS

Relatório: MAUS-TRATOS COM IDOSOS Relatório: MAUS-TRATOS COM IDOSOS Autores - Sarah Esteves de Carvalho, Letícia Namie Yamada e Manoela Niero Batista. Orientadora Joseane Ribeiro Londrina, 2013 Sumário : 1.Resumos Português... pág. 03

Leia mais

O CHIMARRÃO E SUAS REPERCUSSÕES BUCAIS

O CHIMARRÃO E SUAS REPERCUSSÕES BUCAIS O CHIMARRÃO E SUAS REPERCUSSÕES BUCAIS Sara Sehnem Discente do curso de Odontologia do Centro Universitário de Maringá Cesumar. E-mail: sarasehnem@yahoo.com.br Vanessa Cristina Veltrini Doutora em Patologia

Leia mais

OUTRA FORMA DE VER? A CONSTRUÇÃO DO AUTOCONCEITO DE CRIANÇAS CEGAS E AMBLIOPES

OUTRA FORMA DE VER? A CONSTRUÇÃO DO AUTOCONCEITO DE CRIANÇAS CEGAS E AMBLIOPES UNIVERSIDADE CATÓLICA PORTUGUESA CENTRO REGIONAL DE BRAGA FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS OUTRA FORMA DE VER? A CONSTRUÇÃO DO AUTOCONCEITO DE CRIANÇAS CEGAS E AMBLIOPES II Ciclo de Estudos em Ciências da

Leia mais

Programa de Pós-graduação em Clínica Odontológica da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), Campina Grande, Paraíba, Brasil 2

Programa de Pós-graduação em Clínica Odontológica da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), Campina Grande, Paraíba, Brasil 2 ISSNe 2178-1990 Avaliação do consumo e custo de produtos de higiene bucal para população de um município no Nordeste brasileiro Evaluation of the consumption and cost of oral hygiene products for the population

Leia mais

A experiência e o conhecimento acumulados dos profissionais do Programa Caminho Melhor Jovem em relação à saúde oral

A experiência e o conhecimento acumulados dos profissionais do Programa Caminho Melhor Jovem em relação à saúde oral 88 COMUNICAÇÃO BREVE Célia Regina de Jesus Caetano Mathias 1 Mario Eliseo Maiztegui Antunez 2 Rhebeca Braga Costa Telles 3 A experiência e o conhecimento acumulados dos profissionais do Programa Caminho

Leia mais

Fábio da Silva Abrate

Fábio da Silva Abrate Fábio da Silva Abrate Elaboração de um Questionário para Avaliar as Variáveis Determinantes do Endividamento de Estudantes Universitários no Cartão de Crédito: Um Estudo Piloto Adaptado para o Mercado

Leia mais

Neste módulo, vamos fazer perguntas sobre a saúde bucal (dentes e gengivas) e assistência odontológica.

Neste módulo, vamos fazer perguntas sobre a saúde bucal (dentes e gengivas) e assistência odontológica. Módulo U. Saúde Bucal Neste módulo, vamos fazer perguntas sobre a saúde bucal (dentes e gengivas) e assistência odontológica. U1. Com que frequência o(a) sr(a) escova os dentes? 1. Nunca escovei os dentes

Leia mais

SOLDA LONGITUDINAL DE TUBO

SOLDA LONGITUDINAL DE TUBO SOLDA LONGITUDINAL DE TUBO AQUECIMENTO INDUTIVO Utilizando Equipamentos de Alta Frequência Politron para Solda Longitudinal de Tubos Equipos de Alta Frecuencia Politron para Soldadura Longitudinal

Leia mais

Descentralização Industrial no Brasil na Década de Noventa Um Processo Dinâmico e Diferenciado Regionalmente

Descentralização Industrial no Brasil na Década de Noventa Um Processo Dinâmico e Diferenciado Regionalmente Descentralização Industrial no Brasil na Década de Noventa Um Processo Dinâmico e Diferenciado Regionalmente João Saboia 1 Resumo: A indústria brasileira tem passado por um forte processo de modernização

Leia mais

Monismo metodológico....y sus Modismos metodológicos

Monismo metodológico....y sus Modismos metodológicos Monismo metodológico...y sus Modismos metodológicos Puntos a considerar para mejores prácticas en nuestros trabajos cientificos El espíritu de la duda (nuestra mayor herencia) Caminamos del NUESTRO sentido

Leia mais

Comentários. Programa saúde da família

Comentários. Programa saúde da família Comentários levantamento suplementar de saúde da Pesquisa Nacional por O Amostra de Domicílios PNAD 2008 trouxe informações detalhadas sobre a saúde da população residente em domicílios particulares no

Leia mais

Absenteísmo por causas odontológicas em cooperativa de produtores rurais do Estado de Minas Gerais

Absenteísmo por causas odontológicas em cooperativa de produtores rurais do Estado de Minas Gerais Absenteísmo por causas odontológicas em cooperativa de produtores rurais do Estado de Minas Gerais Cristiane Miranda CARVALHO 1 Marina Pereira COELHO 1 Ronaldo RADICCHI 2 RESUMO Conhecer as causas odontológicas

Leia mais

More information >>> HERE <<<

More information >>> HERE <<< More information >>> HERE

Leia mais

Nordeste, 60 anos depois: mudanças e permanências

Nordeste, 60 anos depois: mudanças e permanências Nordeste, 60 anos depois: mudanças e permanências Pedro Maranhão e Filipe Ramos 1 Resumo Na última semana do mês de maio de 2015, em Natal/RN, foi realizado o Seminário Regional: Nordeste, 60 anos depois:

Leia mais

Saúde Bucal Coletiva. 1/9/2008 16:10 Prof. Samuel Jorge Moysés, Ph.D. 1

Saúde Bucal Coletiva. 1/9/2008 16:10 Prof. Samuel Jorge Moysés, Ph.D. 1 Promoção e Prevenção em Saúde Bucal Coletiva 1/9/2008 16:10 Prof. Samuel Jorge Moysés, Ph.D. 1 S 2 1 Programa Promoção de saúde bucal baseada em evidências científicas Estratégias comuns de prevenção de

Leia mais

PERFIL DOS FUTUROS AUXILIARES DE ENFERMAGEM DA CIDADE DE CAMPINAS, SP, EM 1995: MOTIVOS, EXPECTATIVAS E DIFICULDADES RELACIONADAS AO CURSO*

PERFIL DOS FUTUROS AUXILIARES DE ENFERMAGEM DA CIDADE DE CAMPINAS, SP, EM 1995: MOTIVOS, EXPECTATIVAS E DIFICULDADES RELACIONADAS AO CURSO* Rev. Latino-am. Enfermagem - Ribeirão Preto - v. 5 - n. 1 - p. 89-96 - janeiro 1997 PERFIL DOS FUTUROS AUXILIARES DE ENFERMAGEM DA CIDADE DE CAMPINAS, SP, EM 1995: MOTIVOS, EXPECTATIVAS E DIFICULDADES

Leia mais

ESCUELAS INTERCULTURALES BILINGUES DE FRONTERA: UNA MIRADA HACIA LA FORMACIÓN DOCENTE

ESCUELAS INTERCULTURALES BILINGUES DE FRONTERA: UNA MIRADA HACIA LA FORMACIÓN DOCENTE ESCUELAS INTERCULTURALES BILINGUES DE FRONTERA: UNA MIRADA HACIA LA FORMACIÓN DOCENTE Fabiana Perpétua Ferreira Fernandes Universidade Federal de Goiás brasucaya@yahoo.com.br A partir del primer semestre

Leia mais

CARACTERIZAÇÃO SOCIODEMOGRÁFICA DE IDOSOS COM DOENÇAS CRÔNICAS NÃO TRANSMISSÍVEL

CARACTERIZAÇÃO SOCIODEMOGRÁFICA DE IDOSOS COM DOENÇAS CRÔNICAS NÃO TRANSMISSÍVEL CARACTERIZAÇÃO SOCIODEMOGRÁFICA DE IDOSOS COM DOENÇAS CRÔNICAS NÃO TRANSMISSÍVEL Silvana Helena Neves de Medeiros Jerônimo Universidade Federal do Rio Grande do Norte, silvanahmj@bol.com.br Hilderjane

Leia mais

Porcelanato Esmaltado. Glazed porcelain. Coleção. Element

Porcelanato Esmaltado. Glazed porcelain. Coleção. Element Coleção Element Porcelanato Esmaltado Glazed porcelain Porcelanato Esmaltado Glazed Porcelain Element GD 45x90 cm Coleção Element Element Element GD 45X90 cm / 18x35 Cores e formatos Color and sizes Colores

Leia mais

... mais recentemente, já nos anos 90, a discussão sobre a educação passa a ter uma inflexão de rumos, articulando-se com a abertura da economia

... mais recentemente, já nos anos 90, a discussão sobre a educação passa a ter uma inflexão de rumos, articulando-se com a abertura da economia ... mais recentemente, já nos anos 90, a discussão sobre a educação passa a ter uma inflexão de rumos, articulando-se com a abertura da economia brasileira, no contexto do neoliberalismo, inaugurado no

Leia mais

LÍNGUA INGLESA CONTEÚDO E HABILIDADES DINÂMICA LOCAL INTERATIVA AULA. Conteúdo: Reading - Typographic Marks

LÍNGUA INGLESA CONTEÚDO E HABILIDADES DINÂMICA LOCAL INTERATIVA AULA. Conteúdo: Reading - Typographic Marks Conteúdo: Reading - Typographic Marks Habilidades: Utilizar as Marcas Tipográficas para facilitar a compreensão e também chamar a atenção do leitor. Typographic Marks O que são marcas tipográficas? As

Leia mais

Redalyc. Lenzi, Tathiane Larissa; Oliveira Rocha, Rachel de; Pasquali Dotto, Patricia

Redalyc. Lenzi, Tathiane Larissa; Oliveira Rocha, Rachel de; Pasquali Dotto, Patricia Redalyc Sistema de Información Científica Red de Revistas Científicas de América Latina, el Caribe, España y Portugal Lenzi, Tathiane Larissa; Oliveira Rocha, Rachel de; Pasquali Dotto, Patricia Perfil

Leia mais

ENDIVIDAMENTO FINANCEIRO NA TERCEIRA IDADE NO BRASIL

ENDIVIDAMENTO FINANCEIRO NA TERCEIRA IDADE NO BRASIL ENDIVIDAMENTO FINANCEIRO NA TERCEIRA IDADE NO BRASIL Soraya Maria de Medeiros¹ Yanna Gomes de Sousa² Ana Elisa Pereira Chaves 3 Arleusson Ricarte de Oliveira 4 Maria Luísa Almeida Nunes 5 1Enfermeira.

Leia mais

INFLUÊNCIAS DA KINESIOTAPING NO DESEMPENHO DO SALTO EM DISTÂNCIA, EM INDIVÍDUOS SADIOS JOVENS

INFLUÊNCIAS DA KINESIOTAPING NO DESEMPENHO DO SALTO EM DISTÂNCIA, EM INDIVÍDUOS SADIOS JOVENS 1 UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA-UnB FACULDADE DE CEILÂNDIA-FCE CURSO DE FISIOTERAPIA JOÃO RAFAEL FREITAS DA SILVA INFLUÊNCIAS DA KINESIOTAPING NO DESEMPENHO DO SALTO EM DISTÂNCIA, EM INDIVÍDUOS SADIOS JOVENS

Leia mais

NOME DA CRIANÇA / ADOLESCENTE CHILD/ADOLESCENT NAME NOMBRE DEL NIÑO/ADOLESCENTE FORMULÁRIO PADRÃO DE AUTORIZAÇÃO DE HOSPEDAGEM, INGRESSO E PERMANÊNCIA DE CRIANÇA/ADOLESCENTE NOS ESTÁDIOS DE FUTEBOL, PARTICIPAÇÃO

Leia mais

Catálogo de Isoladores de Vidro de Suspensão. www.grantelengenharia.com.br www.grantelequipamentos.com.br. Conheça nossa linha de produtos:

Catálogo de Isoladores de Vidro de Suspensão. www.grantelengenharia.com.br www.grantelequipamentos.com.br. Conheça nossa linha de produtos: Catálogo de Isoladores de Vidro de Suspensão Catálogo de Aislantes de Vidrio de Suspensión Conheça nossa linha de produtos: Conozca nuestra línea de productos: www.grantelengenharia.com.br www.grantelequipamentos.com.br

Leia mais

Avaliação do Nível de Estresse do Anestesiologista da Cooperativa de Anestesiologia de Sergipe

Avaliação do Nível de Estresse do Anestesiologista da Cooperativa de Anestesiologia de Sergipe Rev Bras Anestesiol 2011; 61: 4: 486-494 ARTIGOS ESPECIAIS Artigos Especiais Avaliação do Nível de Estresse do Anestesiologista da Cooperativa de Anestesiologia de Sergipe Austeclínio Newton Marinho Andrade

Leia mais

SRW 01-HMI. Remote Keypad (HMI) HMI Remoto HMI Remota. Installation Guide Guía de Instalación Guia de Instalação. English / Español / Português

SRW 01-HMI. Remote Keypad (HMI) HMI Remoto HMI Remota. Installation Guide Guía de Instalación Guia de Instalação. English / Español / Português Motors Automation Energy Transmission & Distribution Coatings Remote Keypad (HMI) HMI Remoto HMI Remota SRW 01-HMI Installation Guide Guía de Instalación Guia de Instalação English / Español / Português

Leia mais

Visitor, is this is very important contact with you. WATH DO WE HERE?

Visitor, is this is very important contact with you. WATH DO WE HERE? Visitor, is this is very important contact with you. I m Gilberto Martins Loureiro, Piraí s Senior Age Council President, Rio de Janeiro State, Brazil. Our city have 26.600 habitants we have 3.458 senior

Leia mais

Parceria Asociación. Escola Empresa Escuela Enpresa

Parceria Asociación. Escola Empresa Escuela Enpresa Parceria Asociación Escola Empresa Escuela Enpresa FIEC - Empresas A FIEC em parceria com empresas da cidade e região que participam da atualização do conteúdo programático, capacitação do corpo docente

Leia mais

Pesquisa Nacional de Saúde Módulo de Saúde Bucal Notas Técnicas

Pesquisa Nacional de Saúde Módulo de Saúde Bucal Notas Técnicas Pesquisa Nacional de Saúde Módulo de Saúde Bucal Notas Técnicas Sumário Origem dos dados... 3 Descrição das variáveis disponíveis para tabulação... 4 Variáveis de conteúdo... 4 %Escova dentes 2x ou + p/dia...

Leia mais

UM ESTUDO SOBRE O MOMENTO DE INCIDÊNCIA DE GOLS E A COMPARAÇÃO ENTRE A EQUIPE MANDANTE E A VISITANTE NO CAMPEONATO PAULISTA DE 2009

UM ESTUDO SOBRE O MOMENTO DE INCIDÊNCIA DE GOLS E A COMPARAÇÃO ENTRE A EQUIPE MANDANTE E A VISITANTE NO CAMPEONATO PAULISTA DE 2009 Recebido em: 1/3/211 Emitido parece em: 23/3/211 Artigo inédito UM ESTUDO SOBRE O MOMENTO DE INCIDÊNCIA DE GOLS E A COMPARAÇÃO ENTRE A EQUIPE MANDANTE E A VISITANTE NO CAMPEONATO PAULISTA DE 29 Leandro

Leia mais

Saúde Bucal no Brasil: uma Nova Política de Enfrentamento para a Realidade Nacional

Saúde Bucal no Brasil: uma Nova Política de Enfrentamento para a Realidade Nacional ISSN 1981-3708 Saúde Bucal no Brasil: uma Nova Política de Enfrentamento para a Realidade Nacional Brazilian oral health: a new fronting politic at national reality Nemre A. Saliba 1, Suzely A. S. Moimaz

Leia mais

Pesquisa Mensal de Emprego PME. Algumas das principais características dos Trabalhadores Domésticos vis a vis a População Ocupada

Pesquisa Mensal de Emprego PME. Algumas das principais características dos Trabalhadores Domésticos vis a vis a População Ocupada Pesquisa Mensal de Emprego PME Algumas das principais características dos Trabalhadores Domésticos vis a vis a População Ocupada Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE Algumas das principais

Leia mais

Fernando Antônio Gomes LELES Lizziane d Ávila PEREIRA

Fernando Antônio Gomes LELES Lizziane d Ávila PEREIRA La Educación Permanente para Profisionales de la Atención Primária a la Salud como Estratégia Central para la Calidad y Organización de la Red de Atención a la Salud en Minas Gerais, Brasil Fernando Antônio

Leia mais

Impacto do envelhecimento no setor saúde na América Latina: desafios e oportunidades

Impacto do envelhecimento no setor saúde na América Latina: desafios e oportunidades Impacto do envelhecimento no setor saúde na América Latina: desafios e oportunidades Paulo M. Saad CELADE-Divisao de Populacao da CEPAL Envelhecimento Populacional: Ações e Desafios para o Sistema de Saúde

Leia mais

Estudo da prevalência de cárie dentária na dentição permanente em crianças de 6 a 12 anos da rede pública de ensino no município de Joinville (SC)

Estudo da prevalência de cárie dentária na dentição permanente em crianças de 6 a 12 anos da rede pública de ensino no município de Joinville (SC) ISSN 1806-7727 Estudo da prevalência de cárie dentária na dentição permanente em crianças de 6 a 12 anos da rede pública de ensino no município de Joinville (SC) Evaluated the prevalence of dental caries

Leia mais

PRESS CLIPPING 13 13 July 2015 www.mecasolar.com

PRESS CLIPPING 13 13 July 2015 www.mecasolar.com PRESS CLIPPING 13 13 July 2015 www.mecasolar.com MECASOLAR attends ENERSOLAR BRASIL MECASOLAR is attending one of the leading solar events in Brazil, to be held in São Paulo from 15 to 17 July. The company

Leia mais

EFETIVIDADE DAS AÇÕES PREVENTIVAS DO CÂNCER DE MAMA FEMININIO E MASCULINO NO MUNICÍPIO DE GUARULHOS

EFETIVIDADE DAS AÇÕES PREVENTIVAS DO CÂNCER DE MAMA FEMININIO E MASCULINO NO MUNICÍPIO DE GUARULHOS EFETIVIDADE DAS AÇÕES PREVENTIVAS DO CÂNCER DE MAMA FEMININIO E MASCULINO NO MUNICÍPIO DE GUARULHOS CLÁUDIA MIKA OBARA; RENATA SALES DE ANDRADE; SANDRA ARCELINA DA SILVA; SORAYA GARCIA AUDI. Instituto

Leia mais

CENTROS DE ESPECIALIDADES

CENTROS DE ESPECIALIDADES CENTROS DE ESPECIALIDADES ODONTOLÓGICAS (CEO): Um estudo linha de base para a avaliação e monitoramento dos serviços para o Brasil. METODOLOGIA 2ª ETAPA Visita i em loco aos serviços cerca de 10% dos CEO

Leia mais

Mônica Lima Universidade Federal da Bahia Monica Aparecida Tomé Pereira Universidade Federal do Vale do São Francisco

Mônica Lima Universidade Federal da Bahia Monica Aparecida Tomé Pereira Universidade Federal do Vale do São Francisco 349 PERCEPÇÃO DOS ESTUDANTES SOBRE INFRAESTRUTURA DOS CURSOS DE PSICOLOGIA: CONSIDERAÇÕES A PARTIR DO ENADE-2006 Mônica Lima Universidade Federal da Bahia Monica Aparecida Tomé Pereira Universidade Federal

Leia mais

SAÚDE BUCAL NOS IDOSOS DO PROGRAMA SAÚDE DA FAMÍLIA

SAÚDE BUCAL NOS IDOSOS DO PROGRAMA SAÚDE DA FAMÍLIA 1 SAÚDE BUCAL NOS IDOSOS DO PROGRAMA SAÚDE DA FAMÍLIA Elazi Gomes de Oliveira Chacar Lima 1 1 Cirurgiã-Dentista aluna do Curso de Pós-Graduação em Saúde da Família da Faculdade de Medicina de Campos RESUMO

Leia mais

Types of Investments: Equity (9 companies) Convertible Notes (10 companies)

Types of Investments: Equity (9 companies) Convertible Notes (10 companies) IMPACT INVESTING WE STARTED... A Venture Capital Fund Focused on Impact Investing Suport: Financial TA Criterias to select a company: Social Impact Profitabilty Scalability Investment Thesis (Ed, HC,

Leia mais