Discapacidad Argentina, Brasil y Paraguay

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Discapacidad Argentina, Brasil y Paraguay"

Transcrição

1 Prueba Piloto Conjunta sobre Discapacidad Argentina, Brasil y Paraguay Comitê do Censo Demográfico, IBGE Brasil Taller de Cierre y Conclusiones del Grupo de Trabajo Ronda Censos 2010 de la CEA-CEPAL CEPAL Santiago, Chile. 3 a 5 de Junio de 2009

2

3 Perguntas e decisões 1. Porque incluir este tema no Censo de População? 2. Porque se considerou necessário ter mais de uma pergunta no questionário? 3. Perguntas de Screening :: problemas para utilizar na parte de deficiência. 4. Falsos positivos e falsos negativos. 5. Número mínimo m de perguntas em um Censo de População. 6. Domínios escolhidos. 7. Graus de severidade. 8. O que pode ser solicitado e o que não pode ser solicitado. 9. Experiência Mercosul: testes cognitivos e provas-piloto piloto.

4 Censo Comum do Mercosul, Bolívia e Chile Primeira Prova Piloto Conjunta sobre Deficiência Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística IBGE, Brasil Instituto Nacional de Estadística y Censos - INDEC, Argentina Dirección General de Estadística, Encuestas y Censos - DGEEC, Paraguai Realizado em Novembro de 2006 nas cidades de Foz do Iguaçú, Puerto Iguazú e Ciudad del Este, respectivamente.

5 Censo Común del Mercosur, Bolivia y Chile Primera Prueba Piloto Conjunta sobre Discapacidad La Prueba Piloto fue planeada con base en el análisis conjunto de los resultados de los testes cognitivos realizados por los tres países durante o primer semestre de 2006 Los países de América del Sur y México fueran observadores no-participantes de la Prueba en la Frontera Triple (13 países), Representantes de Organismos Internacionales también acompañaron los trabajos y/o el Seminario posterior Seminario de Evaluación posterior a la observación contó con 40 participantes Realizadas 4039, 1903 y 2009 entrevistas en Brasil, Argentina y Paraguay respectivamente

6 Objetivos El objetivo del análisis fue testar la consistencia de las preguntas propuestas y evaluar si su interpretación podría ser diferente para los diversos dominios, países o subpopulaciones. Las preguntas son únicas por dominio y muy generales. Será que con una batería de preguntas podría tenerse una mejor captación de la discapacidad? La prueba piloto incluyó preguntas extendidas en cada dominio básico para ver la captación de las cuestiones testadas.

7 QUANTIDADE DE PERGUNTAS DA I PROVA PILOTO CONJUNTA TÓPICOS BRASIL PAÍS ARGENTINA PARAGUAI QUANTIDADE DE PERGUNTAS DEFICIÊNCIA BÁSICAS ESTENDIDAS ADICIONAIS DOMICÍLIO CARACTERÍSTICAS SÓCIO-DEMOGRÁFICAS Fonte: I Prova Piloto Conjunta sobre Pessoas com Deficiência, 2006.

8 Questionário Prova Piloto

9 Questionário Prova Piloto (2)

10 Questionário Prova Piloto (3)

11 Questionário Prova Piloto (4)

12 Variables para análisis Transformamos las respuestas a las preguntas básicas de categóricas en binarias. Para no perder la riqueza de las respuestas, usamos las definiciones de respuesta positiva: D1, D2 y D3 de modo que: DI=1 si la respuesta fue alguna dificultad, mucha dificultad o no puede hacerlo de ningún modo, en caso contrario D1=0 D2=1 si la respuesta fue mucha dificultad o no puede hacerlo de ningún modo, en caso contrario D2=0 D3=1 si la respuesta fue no puede hacerlo de ningún modo, en caso contrario D3=0 Por lo tanto, D1 es la definición más amplia de discapacidad y D3, la más estricta.

13 Variables para análisis A partir de esas medidas, se define la prevalencia para diferentes grados de severidad: P1=1 si en por lo menos un dominio D1=1, si no, P1=0 P2=1 si en por lo menos un dominio D2=1, si no, P2=0 P3=1 si en por lo menos un dominio D3=1, si no, P3=0 PM=1 si D1=1 en más de un dominio, si no PM=0 (Prevalencia de múltiples dominios) Se hace exactamente lo mismo para las preguntas extendidas: ED1 = 1 si por lo menos una pregunta extendida en un dominio tiene respuesta alguna, mucha dificultad o no puede hacerlo de modo algún. En caso contrario ED1=0 ED2 = 1 si por lo menos una pregunta extendida en un dominio tiene respuesta mucha dificultad o no puede hacerlo de modo algún. En caso contrario ED2=0 ED3 =1 si por lo menos una pregunta extendida en un dominio tiene respuesta no puede hacerlo de modo algún. En caso contrario ED3=0 Análogamente se definen las prevalencias a partir de las respuestas a las preguntas extendidas, PE1, PE2, PE3 y PEM.

14 ÍNDICE DE PREVALÊNCIA BRASIL- ARGENTINA - PARAGUAI P1 X PE P1 PE1

15 ÍNDICE DE PREVALÊNCIA BRASIL- ARGENTINA - PARAGUAI P2 X PE P2 PE2

16 ÍNDICE DE PREVALÊNCIA BRASIL- ARGENTINA - PARAGUAI P3 X PE P3 PE3

17 ÍNDICE DE PREVALÊNCIA BRASIL- ARGENTINA - PARAGUAI PM X PEM PM PEM

18 RESPOSTAS POSITIVAS - VISÃO BRASIL- ARGENTINA - PARAGUAI D1 X ED1 25 D1 ED

19 RESPOSTAS POSITIVAS - VISÃO BRASIL- ARGENTINA - PARAGUAI D2 X ED2 25 D2 ED

20 RESPOSTAS POSITIVAS - VISÃO BRASIL- ARGENTINA - PARAGUAI D3 X ED3 25 D3 ED

21 RESPOSTAS POSITIVAS - AUDIÇÃO BRASIL- ARGENTINA - PARAGUAI D1 X ED1 25 D1 ED

22 RESPOSTAS POSITIVAS - AUDIÇÃO BRASIL- ARGENTINA - PARAGUAI D2 X ED2 25 D2 ED

23 RESPOSTAS POSITIVAS - AUDIÇÃO BRASIL- ARGENTINA - PARAGUAI D3 X ED3 25 D3 ED

24 RESPOSTAS POSITIVAS - MOBILIDADE BRASIL- ARGENTINA - PARAGUAI D1 X ED1 25 D1 ED

25 RESPOSTAS POSITIVAS - MOBILIDADE BRASIL- ARGENTINA - PARAGUAI D2 X ED2 25 D2 ED

26 RESPOSTAS POSITIVAS - MOBILIDADE BRASIL- ARGENTINA - PARAGUAI D3 X ED3 25 D3 ED

27 RESPOSTAS POSITIVAS - COGNITIVO BRASIL- ARGENTINA - PARAGUAI D1 X ED1 25 D1 ED

28 RESPOSTAS POSITIVAS - COGNITIVO BRASIL- ARGENTINA - PARAGUAI D2 X ED2 25 D2 ED

29 RESPOSTAS POSITIVAS - COGNITIVO BRASIL- ARGENTINA - PARAGUAI D3 X ED3 25 D3 ED

30 RESPOSTAS POSITIVAS - CUIDADOS PESSOAIS BRASIL- ARGENTINA - PARAGUAI D1 X ED1 25 D1 ED

31 RESPOSTAS POSITIVAS - CUIDADOS PESSOAIS BRASIL- ARGENTINA - PARAGUAI D2 X ED2 25 D2 ED

32 RESPOSTAS POSITIVAS - CUIDADOS PESSOAIS BRASIL- ARGENTINA - PARAGUAI D3 X ED3 25 D3 ED

33 RESPOSTAS POSITIVAS - COMUNICAÇÃO BRASIL- ARGENTINA - PARAGUAI D1 X ED1 25 D1 ED

34 RESPOSTAS POSITIVAS - COMUNICAÇÃO BRASIL- ARGENTINA - PARAGUAI D2 X ED2 25 D2 ED

35 RESPOSTAS POSITIVAS - COMUNICAÇÃO BRASIL- ARGENTINA - PARAGUAI D3 X ED3 25 D3 ED

36 MATRIZ DE CORRELAÇÃO POR PAÍS E DOMÍNIO I PROVA PILOTO CONJUNTA: BRASIL - ARGENTINA - PARAGUAI VISÃO PERGUNTAS PERGUNTAS ESTENDIDAS BÁSICAS BRASIL ARGENTINA PARAGUAI ED0 ED1 ED2 ED3 ED0 ED1 ED2 ED3 ED0 ED1 ED2 ED3 D0 0,65-0,65-0,46-0,17 0,59-0,59-0,45-0,19 0,29-0,29-0,15-0,03 D1-0,65 0,65 0,46 0,17-0,59 0,59 0,45 0,19-0,29 0,29 0,15 0,03 D2-0,45 0,45 0,54 0,23-0,46 0,46 0,60 0,30-0,14 0,14 0,15 0,05 D3-0,01 0,01 0,03 0,05-0,19 0,19 0,31 0,74-0,03 0,03 0,05 0,07 Fonte: I Prova Piloto Conjunta sobre Pessoas com Deficiência, Brasil, Argentina and Paraguai, Nov

37 MATRIZ DE CORRELAÇÃO POR PAÍS E DOMÍNIO I PROVA PILOTO CONJUNTA: BRASIL - ARGENTINA - PARAGUAI PERGUNTAS BÁSICAS AUDIÇÃO PERGUNTAS ESTENDIDAS ED0 ED1 ED2 ED3 ED0 ED1 ED2 ED3 ED0 ED1 ED2 ED3 D0 0,64-0,64-0,42-0,17 0,63-0,63-0,52-0,34 0,17-0,17-0,15 - D1-0,64 0,64 0,42 0,17-0,63 0,63 0,52 0,34-0,17 0,17 0,15 - D2-0,39 0,39 0,55 0,32-0,51 0,51 0,73 0,51-0,30 0,30 0,26 - D3-0,14 0,14 0,26 0,42 0,27 0,27 0,42 0,62-0,34 0,34 0,26 - Fonte: I Prova Piloto Conjunta sobre Pessoas com Deficiência, Brasil, Argentina and Paraguai, Nov

38 MATRIZ DE CORRELAÇÃO POR PAÍS E DOMÍNIO I PROVA PILOTO CONJUNTA: BRASIL - ARGENTINA - PARAGUAI PERGUNTAS BÁSICAS MOBILIDADE PERGUNTAS ESTENDIDAS ED0 ED1 ED2 ED3 ED0 ED1 ED2 ED3 ED0 ED1 ED2 ED3 D0 0,66-0,66-0,57-0,37 0,78-0,78-0,69-0,45 0,74-0,74-0,74-0,58 D1-0,66 0,66 0,57 0,37-0,78 0,78 0,69 0,45-0,74 0,74 0,74 0,58 D2-0,56 0,56 0,67 0,50-0,66 0,66 0,79 0,59-0,64 0,64 0,77 0,64 D3-0,34 0,34 0,46 0,65-0,37 0,37 0,48 0,69-0,42 0,42 0,52 0,64 Fonte: I Prova Piloto Conjunta sobre Pessoas com Deficiência, Brasil, Argentina and Paraguai, Nov

39 PERGUNTAS BÁSICAS MATRIZ DE CORRELAÇÃO POR PAÍS E DOMÍNIO I PROVA PILOTO CONJUNTA: BRASIL - ARGENTINA - PARAGUAI COGNITIVO PERGUNTAS ESTENDIDAS ED0 ED1 ED2 ED3 ED0 ED1 ED2 ED3 ED0 ED1 ED2 ED3 D0 0,46-0,46-0,34-0,22 0,55-0,55-0,42-0,30 0,52-0,52-0,50-0,40 D1-0,46 0,46 0,34 0,22-0,55 0,55 0,42 0,30-0,52 0,52 0,50 0,40 D2-0,47 0,47 0,54 0,39-0,56 0,56 0,63 0,47-0,49 0,49 0,58 0,50 D3-0,29 0,29 0,46 0,68-0,43 0,43 0,52 0,70-0,36 0,36 0,48 0,60 Fonte: I Prova Piloto Conjunta sobre Pessoas com Deficiência, Brasil, Argentina and Paraguai, Nov

40 PERGUNTAS BÁSICAS MATRIZ DE CORRELAÇÃO POR PAÍS E DOMÍNIO I PROVA PILOTO CONJUNTA: BRASIL - ARGENTINA - PARAGUAI CUIDADOS PESSOAIS PERGUNTAS ESTENDIDAS ED0 ED1 ED2 ED3 ED0 ED1 ED2 ED3 ED0 ED1 ED2 ED3 D0 0,82-0,82-0,75-0,66 0,61-0,61-0,54-0,49 0,57-0,57-0,56-0,53 D1-0,82 0,82 0,75 0,66-0,61 0,61 0,54 0,49-0,57 0,57 0,56 0,53 D2-0,73 0,73 0,83 0,77-0,64 0,64 0,70 0,64-0,58 0,58 0,63 0,62 D3-0,60 0,60 0,73 0,85-0,60 0,60 0,74 0,77-0,55 0,55 0,62 0,66 Fonte: I Prova Piloto Conjunta sobre Pessoas com Deficiência, Brasil, Argentina and Paraguai, Nov

41 MATRIZ DE CORRELAÇÃO POR PAÍS E DOMÍNIO I PROVA PILOTO CONJUNTA: BRASIL - ARGENTINA - PARAGUAI PERGUNTAS BÁSICAS COMUNICAÇÃO QUESTÕES ESTENDIDAS ED0 ED1 ED2 ED3 ED0 ED1 ED2 ED3 ED0 ED1 ED2 ED3 D0 0,51-0,51-0,42-0,27 0,67-0,67-0,59-0,40 0,62-0,62-0,66-0,55 D1-0,51 0,51 0,42 0,27-0,67 0,67 0,59 0,40-0,62 0,62 0,66 0,55 D2-0,38 0,38 0,58 0,45-0,66 0,66 0,75 0,52-0,70 0,70 0,91 0,78 D3-0,24 0,24 0,40 0,56-0,47 0,47 0,58 0,72-0,46 0,46 0,58 0,69 Fonte: I Prova Piloto Conjunta sobre Pessoas com Deficiência, Brasil, Argentina and Paraguai, Nov

42 Consideraciones Finales Las respuestas a las preguntas extendidas fueron en general consistentes con las básicas Comparadas con las preguntas del censo 2000, tambien fueron compatibles, pero aparentemente detectaban mejor algunos problemas Buena comprensión de las preguntas básicas Menos satisfactorias para niños con problemas mentales Pequeña proporción de falsos negativos o falsos positivos

43 Muchas Gracias

44 Conceitos e definições a serem utilizados no Censo Demográfico 2010 Deficiência Limitação em atividades grau de severidade

45 Visão Tem dificuldade permanente de enxergar? (Se utiliza óculos ou lentes de contato, faça a sua avaliação quando os estiver utilizando) 01 Sim, não consegue de modo algum 02 Sim, grande dificuldade 03 Sim, alguma dificuldade 04 Não, nenhuma dificuldade

46 Audição Tem dificuldade permanente de ouvir? (Se utiliza aparelho auditivo, faça a sua avaliação quando o estiver utilizando) 01 Sim, não consegue de modo algum 02 Sim, grande dificuldade 03 Sim, alguma dificuldade 04 Não, nenhuma dificuldade

47 Mobilidade Tem dificuldade permanente de caminhar ou subir degraus? 01 Sim, não consegue de modo algum 02 Sim, grande dificuldade 03 Sim, alguma dificuldade 04 Não, nenhuma dificuldade

48 Cuidados Pessoais Tem dificuldade permanente de cuidar de si mesmo, como, por exemplo, se vestir ou tomar banho? 01 Sim, não consegue de modo algum 02 Sim, grande dificuldade 03 Sim, alguma dificuldade 04 Não, nenhuma dificuldade

49 Mental/Intelectual Tem alguma deficiência mental/intelectual permanente que limite as suas atividades habituais (como trabalhar, ir à escola, brincar etc.)? 1. Sim 2. Não

Pessoas com Deficiência nos Censos Demográficos Brasileiros

Pessoas com Deficiência nos Censos Demográficos Brasileiros Pessoas com Deficiência nos Censos Demográficos Brasileiros Alicia Bercovich IBGE VI Fórum Senado Debate Brasil Convenção da ONU sobre os direitos das pessoas com deficiência Painel 2: Quem são, onde estão,

Leia mais

Planejamento estratégico

Planejamento estratégico espaço ibero-americano espacio iberoamericano Planejamento estratégico Quem somos, onde queremos ir e como chegaremos lá são indagações necessárias em todas as escolas Como qualquer empresa, instituições

Leia mais

Aguascalientes, 4 de julho de 2005

Aguascalientes, 4 de julho de 2005 Aguascalientes, 4 de julho de 2005 Prezado Senhor Paul Cheung Diretor da Divisão de Estatística das Nações Unidas Prezado Senhor Gilberto Calvillo Vives Presidente do Instituto Nacional de Estatística,

Leia mais

Cuestionario sobre los servicios de salud de los inmigrantes en Saitama

Cuestionario sobre los servicios de salud de los inmigrantes en Saitama Cuestionario sobre los servicios de salud de los inmigrantes en Saitama Este cuestionario es parte de un proyecto de investigación del Instituto de Antropología Médica de la Universidad de Waseda. Este

Leia mais

UNIVERSIDADE DO CONTESTADO UnC CURSO DE DESENVOLVIMENTO REGIONAL URBANO E RURAL ROBERTO CORRÊA DA SILVA

UNIVERSIDADE DO CONTESTADO UnC CURSO DE DESENVOLVIMENTO REGIONAL URBANO E RURAL ROBERTO CORRÊA DA SILVA UNIVERSIDADE DO CONTESTADO UnC CURSO DE DESENVOLVIMENTO REGIONAL URBANO E RURAL ROBERTO CORRÊA DA SILVA Plano Diretor como Indicador de Políticas Públicas para o Desenvolvimento do Município de São Bento

Leia mais

UNIVERSIDADES PÚBLICAS DE LA COMUNIDAD DE MADRID PRUEBA DE ACCESO A LAS ENSEÑANZAS UNIVERSITARIAS OFICIALES DE GRADO

UNIVERSIDADES PÚBLICAS DE LA COMUNIDAD DE MADRID PRUEBA DE ACCESO A LAS ENSEÑANZAS UNIVERSITARIAS OFICIALES DE GRADO UNIVERSIDADES PÚBLICAS DE LA COMUNIDAD DE MADRID PRUEBA DE ACCESO A LAS ENSEÑANZAS UNIVERSITARIAS OFICIALES DE GRADO MATERIA: PORTUGUÉS Curso 2012-2013 INSTRUCCIONES Y CRITERIOS GENERALES DE CALIFICACIÓN

Leia mais

FUNDAÇÃO CONSELHO ESPANHA BRASIL

FUNDAÇÃO CONSELHO ESPANHA BRASIL FUNDAÇÃO CONSELHO ESPANHA BRASIL UN SELLO DE CALIDAD EN LAS RELACIONES BILATERALES FUNDAÇÃO CONSELHO ESPANHA BRASIL UM SELO DE QUALIDADE NAS RELAÇÕES BILATERAIS FUNDAÇÃO CONSELHO ESPANHA BRASIL diseño

Leia mais

Guião E. 1.º MOMENTO Intervenientes e tempos

Guião E. 1.º MOMENTO Intervenientes e tempos Proposta de Guião para uma Prova Disciplina: Espanhol, Nível de Iniciação, 11.º ano (A2) Domínio de Referência: Viajes y Transportes Duração da prova: 15 a 20 minutos Guião E 1.º MOMENTO Intervenientes

Leia mais

Proposta Grupo de Trabalho. Estatísticas da Agropecuaria

Proposta Grupo de Trabalho. Estatísticas da Agropecuaria Proposta Grupo de Trabalho, Estatísticas da Agropecuaria Sexta reunião Conferencia Estatística das Américas da CEPAL Republica Dominicana, Novembro, 2011 Estado da China 17.09.2010 Antecedentes A Estratégia

Leia mais

Estatísticas sobre as Pessoas com Deficiência

Estatísticas sobre as Pessoas com Deficiência Estatísticas sobre as Pessoas com Deficiência Alicia Bercovich IETS Seminário Internacional sobre Cidades e Inclusão Social Instituto JNG Rio de Janeiro, 13 de novembro de 2014 Principais Temas Pessoas

Leia mais

COMITÊ ESPECIAL SOBRE POPULAÇÃO E DESENVOLVIMENTO DO PERÍODO DE SESSÕES DA CEPAL

COMITÊ ESPECIAL SOBRE POPULAÇÃO E DESENVOLVIMENTO DO PERÍODO DE SESSÕES DA CEPAL Distr. GERAL LC/G.2169(SES.29/15) 28 de Fevereiro de 2002 PORTUGUES ORIGINAL: ESPAÑOL Vigésimo nono período de sessões Brasília, Brasil, 6 a 10 de maio de 2002 COMITÊ ESPECIAL SOBRE POPULAÇÃO E DESENVOLVIMENTO

Leia mais

COMITÉ ACADÉMICO DE ENERGÍA

COMITÉ ACADÉMICO DE ENERGÍA COMITÉ ACADÉMICO DE ENERGÍA PROGRAMA GENERAL REUNIÓN DEL COMITÉ ACADÉMICO DE ENERGÍA E XV SEMINARIO INTERNACIONAL DE ENERGÍA Y BIOCOMBUSTIBLES ORGANIZACIÓN: LOSE LABORATÓRIO DE OTIMIZAÇÃO DE SISTEMAS ENERGÉTICOS

Leia mais

Vocabulário e frases chave

Vocabulário e frases chave Vocabulário e frases chave la tradición La sociedad moderna tiende a desvincularse de las tradiciones. a tradição A sociedade moderna tende a se afastar das tradições. la cultura Las distintas culturas

Leia mais

Dourados (Mato Grosso do Sul, Brasil), 11 a 13 de Novembro de 2014 Faculdade de Ciências Humanas (FCH)- UFGD

Dourados (Mato Grosso do Sul, Brasil), 11 a 13 de Novembro de 2014 Faculdade de Ciências Humanas (FCH)- UFGD V SEMINÁRIO INTERNACIONAL AMÉRICA PLATINA América Platina: fronteiras de diversidade, resistências e rupturas América Platina: fronteras de diversidad, resistencias y rupturas Dourados (Mato Grosso do

Leia mais

ESCUELAS INTERCULTURALES BILINGUES DE FRONTERA: UNA MIRADA HACIA LA FORMACIÓN DOCENTE

ESCUELAS INTERCULTURALES BILINGUES DE FRONTERA: UNA MIRADA HACIA LA FORMACIÓN DOCENTE ESCUELAS INTERCULTURALES BILINGUES DE FRONTERA: UNA MIRADA HACIA LA FORMACIÓN DOCENTE Fabiana Perpétua Ferreira Fernandes Universidade Federal de Goiás brasucaya@yahoo.com.br A partir del primer semestre

Leia mais

idav RENAULT VERSÃO PORTUGUÊS

idav RENAULT VERSÃO PORTUGUÊS Manual de atualização do rádio Media NAV ULC Duster, 26/04/203 Page of 0 VERSÃO PORTUGUÊS O software do rádio está em constante evolução. E, como é de se esperar, as versões mais recentes corrigem alguns

Leia mais

SISTEMA DE INDICADORES OTALEX (SIO)

SISTEMA DE INDICADORES OTALEX (SIO) SEMINARIO FINAL DEL PROYECTO SEMINÁRIO FINAL DO PROJETO 4 de junio de 2013 / 4 de junho de 2013 Palacio de Congresos y Exposiciones de Mérida Dirección General de Transportes, Ordenación del Territorio

Leia mais

CLIPPING 03 /07/2013

CLIPPING 03 /07/2013 CLIPPING 03 /07/2013 Fonte: Site UFCSPA Seção: Página: Data:03/07/2013 Secretário Nacional de Políticas sobre Drogas visita VIVAVOZ-132 Qua, 03 de Julho de 2013 12:48 O novo titular da Secretaria Nacional

Leia mais

Monitoreo Continuo Auditoria Contínua y a Distancia

Monitoreo Continuo Auditoria Contínua y a Distancia Monitoreo Continuo Auditoria Contínua y a Distancia Luis Pires Gerente de Auditoria e Compliance Camargo Correa Luis Pires Minibiografía Con más de 25 años de experiencia en Auditoria Interna y Externa,

Leia mais

Direitos das Pessoas com Deficiência: Conceitos, Tendências e Desafios

Direitos das Pessoas com Deficiência: Conceitos, Tendências e Desafios Direitos das Pessoas com Deficiência: Conceitos, Tendências e Desafios Secretaria Nacional de Promoção dos Direitos das Pessoas com Deficiência 9ª Reunião Plenária da CNPD Brasília, 21 de maio de 2015

Leia mais

MATERIAL CANDIDATOS. Textos y Fichas

MATERIAL CANDIDATOS. Textos y Fichas MATERIAL CANDIDATOS Textos y Fichas Comercio Chile - China De acuerdo a un informe de Aduanas, China se consolidó como el principal destino de las exportaciones chilenas con embarques por US$ 8.257 millones

Leia mais

UNIVERSIDADES PÚBLICAS DE LA COMUNIDAD DE MADRID PRUEBA DE ACCESO A LAS ENSEÑANZAS UNIVERSITARIAS OFICIALES DE GRADO.

UNIVERSIDADES PÚBLICAS DE LA COMUNIDAD DE MADRID PRUEBA DE ACCESO A LAS ENSEÑANZAS UNIVERSITARIAS OFICIALES DE GRADO. UNIVERSIDADES PÚBLICAS DE LA COMUNIDAD DE MADRID PRUEBA DE ACCESO A LAS ENSEÑANZAS UNIVERSITARIAS OFICIALES DE GRADO MATERIA: PORTUGUÉS Curso 2015-16 MODELO INSTRUCCIONES Y CRITERIOS GENERALES DE CALIFICACIÓN

Leia mais

Resultados do Censo do Setor de TI 2013. 11 de junho de 2014 Vitória (ES)

Resultados do Censo do Setor de TI 2013. 11 de junho de 2014 Vitória (ES) Resultados do Censo do Setor de TI 2013 11 de junho de 2014 Vitória (ES) Agenda Pra quê esse Censo? Participação 2013 Resultados sobre Principais Temas Conclusões Para quê esse Censo? Histórico do Censo

Leia mais

Conferencia 4 Gestión Integrada de Zonas Costeras y Cuencas Hidrográficas en Brasil

Conferencia 4 Gestión Integrada de Zonas Costeras y Cuencas Hidrográficas en Brasil CONSTRUCCIÓN DE CAPACIDADES EN EL MANEJO INTEGRADO DE AGUA Y AREAS COSTERAS (MIAAC) EN AMÉRICA LATINA Y EL CARIBE Curso Sub Regional Integrado MANEJO INTEGRADO DEL AGUA Y ÁREAS COSTERAS PARA EL DESARROLLO

Leia mais

02 de Febrero de 2011 / 02 de Fevereiro de 2011

02 de Febrero de 2011 / 02 de Fevereiro de 2011 Argentina Clarín Tras la cumbre de Cristina y Dilma, Timerman admitió que la Argentina le preocupa el déficit con Brasil Tras la cumbre que mantuvieron ayer las presidentas Cristina Fernández de Kirchner

Leia mais

Em quanto tempo o investimento em geoprocessamento retorna para uma empresa ou órgão público?

Em quanto tempo o investimento em geoprocessamento retorna para uma empresa ou órgão público? Em quanto tempo o investimento em geoprocessamento retorna para uma empresa ou órgão público? Cual es período de retorno de una inversión en geoprocesamento por parte de una administración pública? Xavier

Leia mais

UFRB - Universidade Federal do Recôncavo da Bahia - BRASIL Contribución al conocimiento del manejo sustenible de recursos hídricos para riego

UFRB - Universidade Federal do Recôncavo da Bahia - BRASIL Contribución al conocimiento del manejo sustenible de recursos hídricos para riego Contribución al conocimiento del manejo sustenible de recursos hídricos para riego USO APROPIADO DE LOS RECURSOS HÍDRICOS PARA RIEGO Seminario - Taller Área de Estudio UFRB Área de Estudio UFRB Brasil

Leia mais

ANEXO V MERCOSUR/RECYT/COMISIÒN DE APOYO AL DESARROLLO CIENTÍFICO Y TECNOLÓGICO/ACTA Nº 1/03

ANEXO V MERCOSUR/RECYT/COMISIÒN DE APOYO AL DESARROLLO CIENTÍFICO Y TECNOLÓGICO/ACTA Nº 1/03 ANEXO V MERCOSUR/RECYT/COMISIÒN DE APOYO AL DESARROLLO CIENTÍFICO Y TECNOLÓGICO/ACTA Nº 1/03 RECyT Propuesta Argentina Encuentro MERCOSUR de incubadoras de Empresas Objetivo: Identificar mecanismos de

Leia mais

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE ESPANHOL

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE ESPANHOL ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE ESPANHOL Nome: Nº 7º ano Data: / /2015 Professor: Nota: (valor: 2,0) 1º semestre Neste semestre, sua média foi inferior a 6,0 e você não assimilou os conteúdos mínimos necessários.

Leia mais

32 explican como un enfrentamiento de raíces étnicas entre árabes y africanos, la realidad 33 es más compleja. 34 Hay que tener en cuenta el

32 explican como un enfrentamiento de raíces étnicas entre árabes y africanos, la realidad 33 es más compleja. 34 Hay que tener en cuenta el Cambio climático 1 En el año 2007 el cambio climático logró por fin situarse en la agenda política global 2 como uno de los grandes problemas que afronta la humanidad. Así lo reflejaron las 3 conclusiones

Leia mais

Convocatoria: envío de trabajos al próximo número de la Revista Académica PROCOAS AUGM Año 2013

Convocatoria: envío de trabajos al próximo número de la Revista Académica PROCOAS AUGM Año 2013 Convocatoria: envío de trabajos al próximo número de la Revista Académica PROCOAS AUGM Año 2013 ISSN 1852 8538 El Comité de Procesos Cooperativos y Asociativos - PROCOAS -, de la Asociación de Universidades

Leia mais

ENTRE LA CASA DA AMÉRICA LATINA Y

ENTRE LA CASA DA AMÉRICA LATINA Y ENTRE LA CASA DA AMÉRICA LATINA Y La CASA DA AMÉRICA LATINA, es una institución de derecho privado sin ánimo de lucro, con sede en la Avenida 24 de Julho, número 1188, en Lisboa, Portugal, representada

Leia mais

PROJETO 2008 INTERCÂMBIO ESTUDANTIL PIETA PROJETO INTERCÂMBIO ESTUDANTIL TOLEDO ASSUNÇÃO ENSINO MÉDIO

PROJETO 2008 INTERCÂMBIO ESTUDANTIL PIETA PROJETO INTERCÂMBIO ESTUDANTIL TOLEDO ASSUNÇÃO ENSINO MÉDIO . PROJETO 2008 INTERCÂMBIO ESTUDANTIL PIETA PROJETO INTERCÂMBIO ESTUDANTIL TOLEDO ASSUNÇÃO ENSINO MÉDIO PROFESSOR: ROSAN LUIZ DO PRADO PROFESORA: EIDE REATI DO PRADO TOLEDO 2008 1. Nome do Projeto: PIETA:

Leia mais

Cumbre Judicial Iberoamericana XVII Edición: Un Justicia de Futuro

Cumbre Judicial Iberoamericana XVII Edición: Un Justicia de Futuro Cumbre Judicial Iberoamericana Documento de presentación de proyectos Información del proyecto Nombre del Proyecto: País: Curso à Distância de Direito Ambiental para Juízes Ibero-americanos: Discutindo

Leia mais

Não se consideraram como deficiência mental as perturbações ou doenças mentais como autismo, neurose, esquizofrenia e psicose.

Não se consideraram como deficiência mental as perturbações ou doenças mentais como autismo, neurose, esquizofrenia e psicose. Pessoas com deficiência Informações pessoas com deficiência em Porto Alegre, por região de Orçamento participativo e por tipo de deficiência Adriana Furtado O Observatório da Cidade apresenta informações

Leia mais

SUMÁRIO GESTÃO DEMOCRÁTICA DA EDUCAÇÃO: UM OLHAR A PARTIR DA ADMINISTRAÇÃO... 2

SUMÁRIO GESTÃO DEMOCRÁTICA DA EDUCAÇÃO: UM OLHAR A PARTIR DA ADMINISTRAÇÃO... 2 SUMÁRIO GESTÃO DEMOCRÁTICA DA EDUCAÇÃO: UM OLHAR A PARTIR DA ADMINISTRAÇÃO... 2 A IMPORTÂNCIA DO CONTEXTO GEOECONÔMICO DE FAMÍLIAS EM SITUAÇÃO DE POBREZA PARA A GESTÃO DO PROGRAMA BOLSA-FAMÍLIA... 3 QUÉ

Leia mais

SIMPOSIO INTERAMERICANO POLITICAS Y ESTRATEGIAS PARA UNA TRANSICION EXITOSA DEL NINO HACIA LA SOCIALIZACION Y LA ESCUELA

SIMPOSIO INTERAMERICANO POLITICAS Y ESTRATEGIAS PARA UNA TRANSICION EXITOSA DEL NINO HACIA LA SOCIALIZACION Y LA ESCUELA Organización de los Estados Americanos Organização dos Estados Americanos Organisation des États américains Organization of American States SIMPOSIO INTERAMERICANO POLITICAS Y ESTRATEGIAS PARA UNA TRANSICION

Leia mais

Patrocínios: Governos Nacionais e Locais, empresas, organismos de cooperação internacional, universidades, doações.

Patrocínios: Governos Nacionais e Locais, empresas, organismos de cooperação internacional, universidades, doações. Criando ferramentas para a garantia ao direito à convivência familiar e comunitária. Documento Preparatório do Seminário Relaf 2013 Fortalecendo os Avanços. Criando ferramentas para a Garantia do Direito

Leia mais

Resolução da Questão 1 (Texto Definitivo)

Resolução da Questão 1 (Texto Definitivo) Questão Muito do pioneirismo das ideias de Saussure advém do fato de o autor ter sido o primeiro a mencionar a natureza social da língua, como se pode observar no seguinte excerto do Curso de Linguística

Leia mais

UNIVERSIDADES PÚBLICAS DE LA COMUNIDAD DE MADRID PRUEBA DE ACCESO A LAS ENSEÑANZAS UNIVERSITARIAS OFICIALES DE GRADO.

UNIVERSIDADES PÚBLICAS DE LA COMUNIDAD DE MADRID PRUEBA DE ACCESO A LAS ENSEÑANZAS UNIVERSITARIAS OFICIALES DE GRADO. UNIVERSIDADES PÚBLICAS DE LA COMUNIDAD DE MADRID PRUEBA DE ACCESO A LAS ENSEÑANZAS UNIVERSITARIAS OFICIALES DE GRADO MATERIA: PORTUGUÉS Curso 2014-2015 INSTRUCCIONES Y CRITERIOS GENERALES DE CALIFICACIÓN

Leia mais

COLORA HD2 1001 GS12.

COLORA HD2 1001 GS12. IN.TE.SA. S.p.A. es una sociedad del GRUPO SACMI especializada en la producción y el suministro de tecnologías para el esmaltado y la decoración de baldosas cerámicas. Nacida de la experiencia de SACMI

Leia mais

RESSIGNIFICAÇÃO DA INTERDISCIPLINARIDADE NO CONTEXTO PEDAGOGICO REFLEXIVO E INTERATIVO NA EDUCAÇÃO BÁSICA

RESSIGNIFICAÇÃO DA INTERDISCIPLINARIDADE NO CONTEXTO PEDAGOGICO REFLEXIVO E INTERATIVO NA EDUCAÇÃO BÁSICA RESSIGNIFICAÇÃO DA INTERDISCIPLINARIDADE NO CONTEXTO PEDAGOGICO REFLEXIVO E INTERATIVO NA EDUCAÇÃO BÁSICA FLAVIO PEREIRA NOLÊTO Colégio São Francisco de Assis (Brasil) Professor de Filosofia II (UEG) Curso

Leia mais

ASIGNATURA: METROLOGÍA, ESTANDARIZACIÓN Y NORMALIZACIÓN. PROFESOR: CARLOS ALVARADO DE LA PORTILLA. TEMA: MEDICIONES CON VERNIER GRADUADOS EN PULGADAS GUIA DE LABORATORIO CAD 3. Trabajo Nº 5. Fecha: 21

Leia mais

UM OLHAR ESPECIAL PARA A CRIANÇA COM PARALISIA CEREBRAL: UMA PROPOSTA INCLUSIVA NO AMBIENTE ESCOLAR

UM OLHAR ESPECIAL PARA A CRIANÇA COM PARALISIA CEREBRAL: UMA PROPOSTA INCLUSIVA NO AMBIENTE ESCOLAR UM OLHAR ESPECIAL PARA A CRIANÇA COM PARALISIA CEREBRAL: UMA PROPOSTA INCLUSIVA NO AMBIENTE ESCOLAR Estefânia de Oliveira Barbosa UFPB (stfania_oliveirabarbosa@hotmail.com) Jaires Sabriny Anástacio Ferreira

Leia mais

O Brasil que você procura. El Brasil que buscas. Negócios e Eventos. Negocios y Eventos

O Brasil que você procura. El Brasil que buscas. Negócios e Eventos. Negocios y Eventos O Brasil que você procura El Brasil que buscas Negócios e Eventos Negocios y Eventos Oportunidades de negócios esperam por você no Brasil. Cidades equipadas com infraestrutura hoteleira de qualidade, grandes

Leia mais

Palestra: A gestão comunitária do saneamento rural na América Latina e Caribe (ALC)

Palestra: A gestão comunitária do saneamento rural na América Latina e Caribe (ALC) IV SEMINÁRIO DE ENGENHARIA DE SAÚDE PÚBLICA Desenvolvimento Sustentável, Demandas Contemporâneas e Responsabilidade Socioambiental 18 a 22 de março de 2013, Belo Horizonte - MG Fundação Nacional de Saúde

Leia mais

UNIVERSIDADES PÚBLICAS DE LA COMUNIDAD DE MADRID PRUEBA DE ACCESO A LAS ENSEÑANZAS UNIVERSITARIAS OFICIALES DE GRADO.

UNIVERSIDADES PÚBLICAS DE LA COMUNIDAD DE MADRID PRUEBA DE ACCESO A LAS ENSEÑANZAS UNIVERSITARIAS OFICIALES DE GRADO. UNIVERSIDADES PÚBLICAS DE LA COMUNIDAD DE MADRID PRUEBA DE ACCESO A LAS ENSEÑANZAS UNIVERSITARIAS OFICIALES DE GRADO MATERIA: PORTUGUÉS Curso 2014-2015 Modelo INSTRUCCIONES Y CRITERIOS GENERALES DE CALIFICACIÓN

Leia mais

Plan de Estudios 2002

Plan de Estudios 2002 CONSTRUCCIÓN I Plan de Estudios 2002 hormigones y morteros hormigón / introducción el hormigón a. introducción: el diseño de arquitectura con hormigón b. el hormigón en estado endurecido c. el hormigón:

Leia mais

internacional MBA hispano-luso

internacional MBA hispano-luso internacional MBA hispano-luso MBA, sello de calidad Un MBA es el programa más cursado en todo el mundo, y goza del mayor r e c o n o c i m i e n t o y p r e s t i g i o internacional. Ofrece las mejores

Leia mais

Teste de diagnóstico de Espanhol 8º ano nível A2 MATRIZ

Teste de diagnóstico de Espanhol 8º ano nível A2 MATRIZ AGRUPAMENTO VERTICAL DE ESCOLAS PROFESSOR JOSÉ BUÍSEL Teste de diagnóstico de Espanhol 8º ano nível A MATRIZ COMPETÊNCIAS TIPOLOGIA DE EXERCÍCIOS ESTRUTURA COTAÇÃO OUVIR/ LER / ESCREVER Audição de texto.

Leia mais

4.7. Freqüência ao Dentista

4.7. Freqüência ao Dentista 202 Estudo Epidemiológico de Saúde Bucal em Trabalhadores da Indústria. Brasil, 2002-2003 Epidemiologic Study of Oral Health in Industry Workers. Brazil, 2002-2003 Estudio Epidemiológico de Salud Bucal

Leia mais

Softwares de código aberto para o setor de saneamento: um novo paradigma

Softwares de código aberto para o setor de saneamento: um novo paradigma Softwares de código aberto para o setor de saneamento: um novo paradigma Seminário Sistemas de Informação Geográfica São Paulo, 07 de Mayo de 2014 Xavier Torret Requena INDICE 1. Las características del

Leia mais

REKERS Distributión de hormigón REKERS Distributãon de concreto REKERS. Maschinen- u. u. Anlagenbau

REKERS Distributión de hormigón REKERS Distributãon de concreto REKERS. Maschinen- u. u. Anlagenbau REKERS Distributión de hormigón REKERS Distributãon de concreto REKERS Maschinen- u. u. Anlagenbau REKERS vagónes cuba REKERS Vagões Cuba Rekers vagónes cuba aseguran el transporte interno de hormigón

Leia mais

Conheça o Seu Refrigerador Conjunto Gaveta para Legumes A gaveta de legumes deve ser utilizada para armazenar principalmente alimentos sensíveis ao frío como verduras e hortaliças Para remover o conjunto

Leia mais

XHEKPON. Dossier de Imprensa. Site da Revista HOLA www.hola.com

XHEKPON. Dossier de Imprensa. Site da Revista HOLA www.hola.com XHEKPON Dossier de Imprensa Site da Revista HOLA www.hola.com Marian Camino licenciada em Economia e especializada em Economia Internacional, mas com verdadeira paixão e vocação pelo mundo da beleza e

Leia mais

IRINEU OZIRES CUNHA JORGE COSTA FILHO LUIZ RODRIGO LARSON CARSTENS O CONTROLE EXTERNO DA POLÍCIA ESTADUAL DE CICLO COMPLETO : PERSPECTIVAS FUTURAS

IRINEU OZIRES CUNHA JORGE COSTA FILHO LUIZ RODRIGO LARSON CARSTENS O CONTROLE EXTERNO DA POLÍCIA ESTADUAL DE CICLO COMPLETO : PERSPECTIVAS FUTURAS IRINEU OZIRES CUNHA JORGE COSTA FILHO LUIZ RODRIGO LARSON CARSTENS O CONTROLE EXTERNO DA POLÍCIA ESTADUAL DE CICLO COMPLETO : PERSPECTIVAS FUTURAS Trabalho Técnico-Científico, apresentado por exigência

Leia mais

Experiencias del MERCOSUR: los recursos humanos y el sistema de salud del Brasil.

Experiencias del MERCOSUR: los recursos humanos y el sistema de salud del Brasil. Experiencias del MERCOSUR: los recursos humanos y el sistema de salud del Brasil. Maria Helena Machado Bogotá, 2011 O MERCOSUL Mercado Comum do Sul foi criado em 26 de março de 1991, com a assinatura do

Leia mais

III Encuentro de las Ciencias Humanas y Tecnológicas para la integración de la América Latina y el Caribe

III Encuentro de las Ciencias Humanas y Tecnológicas para la integración de la América Latina y el Caribe Simpósio 40 EDUCAÇÃO INTERCULTURAL E DIVERSIDADE LINGUÍSTICA RESUMO: A América Latina e Caribe apresentam indiscutível diversidade de culturas e línguas. Tal fenômeno remete-nos aos Povos Tradicionais

Leia mais

La República Argentina y la República Federativa del Brasil, en adelante, las Partes;

La República Argentina y la República Federativa del Brasil, en adelante, las Partes; Protocolo Adicional al Acuerdo de Cooperación para el Desarrollo y la Aplicación de los Usos Pacíficos de la Energía Nuclear en Materia de Reactores, Combustibles Nucleares, Suministro de Radioisótopos

Leia mais

ENSINO DE GEOGRAFIA E A INCLUSÃO DE PESSOAS COM DEFICIÊNCIA VISUAL

ENSINO DE GEOGRAFIA E A INCLUSÃO DE PESSOAS COM DEFICIÊNCIA VISUAL 1 ENSINO DE GEOGRAFIA E A INCLUSÃO DE PESSOAS COM DEFICIÊNCIA VISUAL Profa. Dra. Carla C. R. G. de Sena * carla@ourinhos.unesp.br MsC. Waldirene R. do Carmo ** walcarmo@usp.br Resumo: Este trabalho apresenta

Leia mais

A Defesa dos Direitos das Pessoas com Transtorno Mental e o Ministério Público

A Defesa dos Direitos das Pessoas com Transtorno Mental e o Ministério Público A Defesa dos Direitos das Pessoas com Transtorno Mental e o Ministério Público Bruno Alexander Vieira Soares Promotor de Justiça de Defesa da Saúde/BH Coordenador da Coordenadoria de Defesa das Pessoas

Leia mais

AS QUATROS HABILIDADES LINGUÍSTICAS DA LÍNGUA ESPANHOLA: FALAR, OUVIR, LER E ESCREVER E SUAS COMPETÊNCIAS.

AS QUATROS HABILIDADES LINGUÍSTICAS DA LÍNGUA ESPANHOLA: FALAR, OUVIR, LER E ESCREVER E SUAS COMPETÊNCIAS. AS QUATROS HABILIDADES LINGUÍSTICAS DA LÍNGUA ESPANHOLA: FALAR, OUVIR, LER E ESCREVER E SUAS COMPETÊNCIAS. Kássia Kiss Jacinto De Paula 1 Antonio Carlos Batista Da Silva Neto 2 Monique Ferreira Barbosa

Leia mais

Elaboração de materiais para um curso de espanhol via MOODLE

Elaboração de materiais para um curso de espanhol via MOODLE Elaboração de materiais para um curso de espanhol via MOODLE Chris Royes Schardosim Guilherme Gili Maba (IFC/Ibirama - Cnpq) Resumo Dentro do NUBE (Núcleo Universal de Brasileños Españolizados), que iniciou

Leia mais

INSTRUCCIONES Y CRITERIOS GENERALES DE CALIFICACIÓN

INSTRUCCIONES Y CRITERIOS GENERALES DE CALIFICACIÓN UNIVERSIDADES PÚBLICAS DE LA COMUNIDAD DE MADRID PRUEBA DE ACCESO A LAS ENSEÑANZAS UNIVERSITARIAS OFICIALES DE GRADO Curso 2014-2015 MATERIA: PORTUGUÉS INSTRUCCIONES Y CRITERIOS GENERALES DE CALIFICACIÓN

Leia mais

INFORME XXXVIII REUNION MERCOSUR "Comisión Mercado de Valores" Del SGT 4 19 al 22 de mayo de 2015, Sao Paulo - Brasil

INFORME XXXVIII REUNION MERCOSUR Comisión Mercado de Valores Del SGT 4 19 al 22 de mayo de 2015, Sao Paulo - Brasil INFORME XXXVIII REUNION MERCOSUR "Comisión Mercado de Valores" Del SGT 4 19 al 22 de mayo de 2015, Sao Paulo - Brasil A DE : Presidente y Miembros del Directorio de la CNV.- : Julio Rolando Britos Suárez.-

Leia mais

A programação técnica será a seguinte: Dia 28 de outubro Dia 29 de outubro Dia 30 de outubro Dia 31 de outubro Dia 01 de Novembro

A programação técnica será a seguinte: Dia 28 de outubro Dia 29 de outubro Dia 30 de outubro Dia 31 de outubro Dia 01 de Novembro A Expo Brasil Paraguay é uma feira multisetorial que visa promover o intercâmbio comercial, cultural e turístico entre os dois países. A programação contempla um ciclo de conferências com palestras sobre

Leia mais

MUSEU ATELIER: UM ESTUDO SOBRE UM PATRIMÔNIO CULTURAL DE SANTA VITÓRIA DO PALMAR/RS, BRASIL

MUSEU ATELIER: UM ESTUDO SOBRE UM PATRIMÔNIO CULTURAL DE SANTA VITÓRIA DO PALMAR/RS, BRASIL MUSEU ATELIER: UM ESTUDO SOBRE UM PATRIMÔNIO CULTURAL DE SANTA VITÓRIA DO PALMAR/RS, BRASIL Angela Teberga de Paula Daviane de Souza Carvalho Josiara Schwartz Galvão Shana Klein Van Ommerem Viviane Rocha

Leia mais

Voluntariado e Desenvolvimento Social. Wanda Engel

Voluntariado e Desenvolvimento Social. Wanda Engel Voluntariado e Desenvolvimento Social Wanda Engel Desenvolvimento Humano Sujeito Sujeito Objeto Desenvolvimento Social Desenvolvimento Econômico Desenvolvimento Social Sistema de distribuição de oportunidades:

Leia mais

A Empresa. La Compañía

A Empresa. La Compañía A Empresa Freixinho Advogados tem o objetivo de prover assessoramento completo para pessoas físicas e jurídicas em questões de Direito Penal e Processo Penal. Para oferecer serviços de excelência a seus

Leia mais

Parceria Asociación. Escola Empresa Escuela Enpresa

Parceria Asociación. Escola Empresa Escuela Enpresa Parceria Asociación Escola Empresa Escuela Enpresa FIEC - Empresas A FIEC em parceria com empresas da cidade e região que participam da atualização do conteúdo programático, capacitação do corpo docente

Leia mais

MEDIADORES TECNOLÓGICOS E FORMAÇÃO DE PROFESSORES. CARTOGRAFIA DE UM CASO FRENTE AOS DESAFIOS NO CONTEXTO AMAZÔNICO

MEDIADORES TECNOLÓGICOS E FORMAÇÃO DE PROFESSORES. CARTOGRAFIA DE UM CASO FRENTE AOS DESAFIOS NO CONTEXTO AMAZÔNICO MEDIADORES TECNOLÓGICOS E FORMAÇÃO DE PROFESSORES. CARTOGRAFIA DE UM CASO FRENTE AOS DESAFIOS NO CONTEXTO AMAZÔNICO Jucimara Canto Gomes, Zeina Rebouças Corrêa Thomé Universidade Federal do Amazonas jucimaracanto@hotmail.com

Leia mais

Aula 15.2 Conteúdo. Cores Estações do Ano Expressões de gostos e preferências Verbos gustar e preferir LÍNGUA ESPANHOLA CONTEÚDO E HABILIDADES

Aula 15.2 Conteúdo. Cores Estações do Ano Expressões de gostos e preferências Verbos gustar e preferir LÍNGUA ESPANHOLA CONTEÚDO E HABILIDADES A A Aula 15.2 Conteúdo Cores Estações do Ano Expressões de gostos e preferências Verbos gustar e preferir 2 A A Habilidades Aumentar vocabulário referente a cores e estações do ano em espanhol. Expressar

Leia mais

Relatório: MAUS-TRATOS COM IDOSOS

Relatório: MAUS-TRATOS COM IDOSOS Relatório: MAUS-TRATOS COM IDOSOS Autores - Sarah Esteves de Carvalho, Letícia Namie Yamada e Manoela Niero Batista. Orientadora Joseane Ribeiro Londrina, 2013 Sumário : 1.Resumos Português... pág. 03

Leia mais

Conteúdo: Aula: 11.1. Pretérito Indefinido x Pretérito Imperfeito LÍNGUA ESPANHOLA CONTEÚDO E HABILIDADES DINÂMICA LOCAL INTERATIVA

Conteúdo: Aula: 11.1. Pretérito Indefinido x Pretérito Imperfeito LÍNGUA ESPANHOLA CONTEÚDO E HABILIDADES DINÂMICA LOCAL INTERATIVA Aula: 11.1 Conteúdo: Pretérito Indefinido x Pretérito Imperfeito 2 Habilidades: Combinar o pretérito indefinido com o pretérito imperfeito para fazer descrição. 3 Pretérito Imperfecto de Indicativo É um

Leia mais

MEMÓRIA VISUAL DO VELHO OESTE PAULISTA: REGISTRO HISTÓRICO E PRESERVAÇÃO DO PATRIMÔNIO DA VANGUARDA CAFEEIRA

MEMÓRIA VISUAL DO VELHO OESTE PAULISTA: REGISTRO HISTÓRICO E PRESERVAÇÃO DO PATRIMÔNIO DA VANGUARDA CAFEEIRA MEMÓRIA VISUAL DO VELHO OESTE PAULISTA: REGISTRO HISTÓRICO E PRESERVAÇÃO DO PATRIMÔNIO DA VANGUARDA CAFEEIRA MEMORIA VISUAL DEL VIEJO OESTE PAULISTA: HISTÓRICO Y PRESERVACIÓN DE ACCIONISTAS DE VANGUARDIA

Leia mais

RELATÓRIO DA PESQUISA PARA O EMBARQUE NA VIAGEM

RELATÓRIO DA PESQUISA PARA O EMBARQUE NA VIAGEM RELATÓRIO DA PESQUISA PARA O EMBARQUE NA VIAGEM RELATÓRIO EMBARQUE NA VIAGEM O estudo Brasil, um mundo em um país é resultado de uma parceria entre a ecglobal Solutions, líder no segmento de pesquisas

Leia mais

MAPEO SOBRE TENDENCIAS DE LA PRIVATIZACIÓN DE LA EDUCACIÓN EN AMÉRICA LATINA

MAPEO SOBRE TENDENCIAS DE LA PRIVATIZACIÓN DE LA EDUCACIÓN EN AMÉRICA LATINA MAPEO SOBRE TENDENCIAS DE LA PRIVATIZACIÓN DE LA EDUCACIÓN EN AMÉRICA LATINA CLADE Aspectos destacados Theresa Adrião Teise Garcia Apoio Open Society MARCO CONCEITUAL Educação pública: la educación pública

Leia mais

Vectores. Sentido de un vector. (origen) al punto B (extremo). Dirección de un vector

Vectores. Sentido de un vector. (origen) al punto B (extremo). Dirección de un vector Vectores Un vector fijo es un segmento orientado que va del punto A (origen) al punto B (extremo). Elementos de un vector Dirección de un vector La dirección del vector es la dirección de la recta que

Leia mais

Ficha sistematización experiencias en Educación Teológica Virtual Facultad EST, Brasil

Ficha sistematización experiencias en Educación Teológica Virtual Facultad EST, Brasil Ficha sistematización experiencias en Educación Teológica Virtual Facultad EST, Brasil 1.1.Nombre, país, sitio web 1.DATOS INSTITUCIONALES Faculdades EST, Brasil, http://www.est.edu.br 1.2.Relaciones con

Leia mais

MATERIAL CANDIDATOS. Textos y Fichas

MATERIAL CANDIDATOS. Textos y Fichas MATERIAL CANDIDATOS Textos y Fichas Intercambio Brasil Argentina Sector Automotriz Cuando la industria automotriz argentina esperaba una flexibilización de los intercambios con Brasil, la decisión se pospuso.

Leia mais

TEMA GERADOR E PEDAGOGIA DA ALTERNÂCIA: UMA ABORDAGEM SOCIO- HISTÓRICA

TEMA GERADOR E PEDAGOGIA DA ALTERNÂCIA: UMA ABORDAGEM SOCIO- HISTÓRICA TEMA GERADOR E PEDAGOGIA DA ALTERNÂCIA: UMA ABORDAGEM SOCIO- HISTÓRICA Maria Inêz Cescon Secretaria Municipal de Educação de Jaguaré-ES 1 Eliene Cássia Santos Pretti Secretaria Municipal de Educação de

Leia mais

Additional details >>> HERE <<<

Additional details >>> HERE <<< Additional details >>> HERE http://urlzz.org/acneport/pdx/108t3837/

Leia mais

Clique para editar o texto mestre

Clique para editar o texto mestre 8/25/2014 1 Segundo nível Servicios Climáticos en el Sector de la Salud Terceiro nível 8/25/2014 Carlos Corvalan OPS/OMS 2 OPS/OMS trabaja para afrontar las repercusiones del cambio climático en la salud

Leia mais

Freixinho & Raizman a d v o g a d o s

Freixinho & Raizman a d v o g a d o s Freixinho & Raizman a d v o g a d o s www.freixinho.adv.br Freixinho & Raizman a d v o g a d o s Freixinho & Raizman a d v o g a d o s A Empresa Freixinho e Raizman Advogados tem o objetivo de prover

Leia mais

VARILLAS Y TERMINACIONES PARA PISOS Y REVESTIMIENTOS PERFIS E TERMINAÇÕES PARA PISOS E REVESTIMENTOS. www.atrimglobal.com

VARILLAS Y TERMINACIONES PARA PISOS Y REVESTIMIENTOS PERFIS E TERMINAÇÕES PARA PISOS E REVESTIMENTOS. www.atrimglobal.com VARILLAS Y TERMINACIONES PARA PISOS Y REVESTIMIENTOS PERFIS E TERMINAÇÕES PARA PISOS E REVESTIMENTOS www.atrimglobal.com HISTORIA HISTÓRIA Atrim cuenta con más de 20 años de experiencia en la fabricación

Leia mais

Pesquisa Nacional de Saúde Módulo de Pessoas com Deficiências Notas Técnicas

Pesquisa Nacional de Saúde Módulo de Pessoas com Deficiências Notas Técnicas Pesquisa Nacional de Saúde Módulo de Pessoas com Deficiências Notas Técnicas Sumário Origem dos dados... 3 Descrição das variáveis disponíveis para tabulação... 4 Variáveis de conteúdo... 4 %Pessoas c/alguma

Leia mais

ELABORAÇÃO DE INDICADORES SOCIAIS

ELABORAÇÃO DE INDICADORES SOCIAIS 1 ELABORAÇÃO DE INDICADORES SOCIAIS Ernesto Friedrich de Lima Amaral 28 de setembro de 2011 Universidade Federal de Minas Gerais Faculdade de Ciências Humanas e Filosofia Departamento de Sociologia e Antropologia

Leia mais

Turbo-trituradores TRX-21 / TRX-22

Turbo-trituradores TRX-21 / TRX-22 Turbo-trituradores TRX-21 / TRX-22 TRX-21 / TRX-22 La gama de turbo-trituradores TRX de Sammic, diseñada para trabajar en calderos de hasta 800 litros de capacidad, permite mezclar y triturar directamente

Leia mais

Projetos compartilhados

Projetos compartilhados espaço ibero-americano espacio iberoamericano Projetos compartilhados OEI inicia o Programa Arte-educação, Cultura e Cidadania e o Projeto Ibero-americano de Teatro Infantojuvenil A aprendizagem da arte

Leia mais

DIÁLOGOS Pessoas com Deficiência, Direitos Humanos e Saúde

DIÁLOGOS Pessoas com Deficiência, Direitos Humanos e Saúde DIÁLOGOS Pessoas com Deficiência, Direitos Humanos e Saúde Fátima Corrêa Oliver Terapia Ocupacional Depto de Fisioterapia, Fonoaudiologia e Terapia Ocupacional FMUSP I Seminário do Núcleo de Direitos PRCEU

Leia mais

LIMITES. Sin. Sem. Revista Digital - Gratuita. idiomas Español - Português. Web. Mercobeauty Importadora e Exportadora de Produtos de Beleza Ltda.

LIMITES. Sin. Sem. Revista Digital - Gratuita. idiomas Español - Português. Web. Mercobeauty Importadora e Exportadora de Produtos de Beleza Ltda. Sin LIMITES Sem Revista Digital - Gratuita idiomas Español - Português Mercobeauty Importadora e Exportadora de Produtos de Beleza Ltda. - Desde 1997 online (+ de 18). - En idiomas español y portugués.

Leia mais

CILINDROS DE SILICONA PARA LA DECORACIÓN CERÁMICA CILINDROS DE SILICONE PARA A DECORAÇÃO CERÂMICA [ ES PT ]

CILINDROS DE SILICONA PARA LA DECORACIÓN CERÁMICA CILINDROS DE SILICONE PARA A DECORAÇÃO CERÂMICA [ ES PT ] CILINDROS DE SILICONA PARA LA DECORACIÓN CERÁMICA CILINDROS DE SILICONE PARA A DECORAÇÃO CERÂMICA [ ES PT ] Los cilindros System 2 System es desde siempre un sinónimo de decoración, gracias a Rotocolor

Leia mais

Censo Demográfico 2010. Características Gerais da População, Religião e Pessoas com Deficiência

Censo Demográfico 2010. Características Gerais da População, Religião e Pessoas com Deficiência Censo Demográfico 2010 Características Gerais da População, Religião e Pessoas com Deficiência Rio de Janeiro, 29 de junho de 2012 A presente publicação dá continuidade à divulgação dos resultados do Censo

Leia mais

Sistema de Pagamentos em Moedas Locais Sistema de Pagos en Monedas Locales S M L

Sistema de Pagamentos em Moedas Locais Sistema de Pagos en Monedas Locales S M L BANCO CENTRAL DE LA REPUBLICA ARGENTINA BANCO CENTRAL DO BRASIL Sistema de Pagamentos em Moedas Locais Sistema de Pagos en Monedas Locales S M L 1 Panorama Atual Panorama Actual Não há instrumentos financeiros

Leia mais

A QUESTÃO DA ACESSIBILIDADE NA ELETROBRAS HOLDING: O PAPEL DA ERGONOMIA COMO ARTICULADORA DE AÇÕES INTEGRADAS

A QUESTÃO DA ACESSIBILIDADE NA ELETROBRAS HOLDING: O PAPEL DA ERGONOMIA COMO ARTICULADORA DE AÇÕES INTEGRADAS A QUESTÃO DA ACESSIBILIDADE NA ELETROBRAS HOLDING: O PAPEL DA ERGONOMIA COMO ARTICULADORA DE AÇÕES INTEGRADAS Vinicius Costa Cavalheiro Machado Divisão de Administração das Instalações Prediais DAAA/Eletrobras

Leia mais

ACORDOS POPULAÇÃO E DESENVOLVIMENTO: TEMAS PRIORITÁRIOS PARA 2010-2012

ACORDOS POPULAÇÃO E DESENVOLVIMENTO: TEMAS PRIORITÁRIOS PARA 2010-2012 1 ACORDOS POPULAÇÃO E DESENVOLVIMENTO: TEMAS PRIORITÁRIOS PARA 2010-2012 O Comitê Especial da Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe sobre População e Desenvolvimento, na reunião celebrada

Leia mais

João dos Anjos CBPF. João dos Anjos - CBPF

João dos Anjos CBPF. João dos Anjos - CBPF João dos Anjos CBPF 33a Reunión Ordinaria del Consejo Directivo del Centro Latino Americano de Física (CLAF) 05 y 06 de diciembre de 2012 en Varadero, Cuba. 1959: organizada por Marcos Moshinsky no México

Leia mais

Panorama Municipal. Município: Aliança / PE. Aspectos sociodemográficos. Demografia

Panorama Municipal. Município: Aliança / PE. Aspectos sociodemográficos. Demografia Município: Aliança / PE Aspectos sociodemográficos Demografia A população do município ampliou, entre os Censos Demográficos de 2000 e 2010, à taxa de 0,06% ao ano, passando de 37.188 para 37.415 habitantes.

Leia mais

REUNIÃO DO GRUPO DE COORDENAÇÃO DA ORGANIZAÇÃO DAS ENTIDADES FISCALIZADORAS SUPERIORES DOS PAISES DO MERCOSUL, BOLIVIA E CHILE

REUNIÃO DO GRUPO DE COORDENAÇÃO DA ORGANIZAÇÃO DAS ENTIDADES FISCALIZADORAS SUPERIORES DOS PAISES DO MERCOSUL, BOLIVIA E CHILE REUNIÃO DO GRUPO DE COORDENAÇÃO DA ORGANIZAÇÃO DAS ENTIDADES FISCALIZADORAS SUPERIORES DOS PAISES DO MERCOSUL, BOLIVIA E CHILE ATA DE ASSUNÇÃO, PARAGUAI 2002 Na cidade de Assunção, República do Paraguai,

Leia mais

Pesquisa Nacional de Saúde Módulo de Percepção do estado de saúde Notas Técnicas

Pesquisa Nacional de Saúde Módulo de Percepção do estado de saúde Notas Técnicas Pesquisa Nacional de Saúde Módulo de Percepção do estado de saúde Notas Técnicas Sumário Origem dos dados... 3 Descrição das variáveis disponíveis para tabulação... 4 Variáveis de conteúdo... 4 %Autoavaliação

Leia mais