Características do Fait Divers em destaque nas Mais lidas do portal G1 1

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Características do Fait Divers em destaque nas Mais lidas do portal G1 1"

Transcrição

1 Características do Fait Divers em destaque nas Mais lidas do portal G1 1 Marcelli ALVES 2 Fernanda Vasques FERREIRA³ Características do Fait Divers em destaque nas Mais lidas do portal G1 Resumo: O termo Fait Divers, definido por Barthes (1971), é usualmente utilizado como sinônimo de imprensa sensacional. O Portal de Notícias G1, localizado no endereço ligado à Central Globo de Jornalismo, não se autodenomina como parte desse tipo de imprensa. No entanto, o veículo em questão, disponibiliza as matérias na categoria Mais lidas, classificadas, dessa forma, de acordo com o número de acessos. O corpus empírico da pesquisa compreende a análise do material disponível nessa categoria Mais Lidas em períodos distintos dos meses de março, abril e maio de 2014, em horários e dias aleatórios. O recorte proposto valoriza a pluralidade dos materiais, evitando-se a concentração em um único período, o que pode acarretar a concentração de assuntos ou suítes da mesma matéria. A hipótese inicial é que a violência e a morte, características também do Fait Divers, estão presentes em parte significativa do material a ser analisado e, portanto, influenciam para o feedback do leitor. Este artigo conta com uma construção teórica-metodológica que contempla a fundamentação sobre Fait Divers, de acordo com Barthes (1971), Morin (1984), Maffesoli (1962) e Angrimani (1994). Para Morin (1984, p ), a exposição da violência promovida pelo jornalismo ao mesmo tempo incita e apazigua um fundo de agressividade, existente no ser humano, operando uma espécie de 1 Artigo enviado na modalidade Ciberjornalismo. 2 Doutoranda da Faculdade de Comunicação da Universidade de Brasília (UnB) e professora assistente do curso de Comunicação da Universidade Federal do Maranhão (UFMA). Brasil, ³ Doutoranda na Faculdade de Comunicação da Universidade de Brasília (UnB) e professora do curso de Comunicação Social Jornalismo e Publicidade e Propaganda da Universidade Católica de Brasília (UCB). Brasil,

2 catarse cotidiana. Barthes (1971, p. 189) classifica o Fait Divers como uma informação total, ou mais exatamente, imanente; que contem em si todo seu saber. Segundo o autor, não é preciso conhecer nada do mundo para consumir um Fait Divers; ele não remete formalmente a nada além dele próprio; seu conteúdo não é estranho ao mundo: desastres, assassínios, raptos, agressões, acidentes, roubos, esquisitices, tudo isso remete ao homem, a sua história, a sua alienação, a seus fantasmas, a seus sonhos, a seus medos. O Portal de Notícias G1 foi criado no ano de 2006 e coloca à disposição do leitor conteúdos de suas diferentes praças hospedadas no endereço padrão do site seguido de barra e então o nome da afiliada. O portal é alimentado pelas afiliadas mantidas pelas Organizações Globo, além de contar, também, com reportagens próprias. Todas as praças apresentam layout que seguem o padrão do G1 nacional. O portal disponibiliza os formatos de texto, foto, áudio e vídeo e é alimentado 24 horas por dia, além de disponibilizar desde o ano de 2010 as versões em inglês e espanhol e os vídeos legendados nos dois idiomas. O G1 é referência no Brasil e está associado ao maior império de comunicação do País, as Organizações Globo, empresa hegemônica no ramo das comunicações que prima pela qualidade técnica, e é utilizado como referência em pesquisas de ciberjornalismo nas universidades brasileiras. O respectivo portal adota a isenção, a correção e a agilidade como princípios editoriais que garantem a qualidade da informação. Segundo o documento que pauta os princípios editoriais disponível no menu da primeira página do Portal de Notícias G1, esses elementos são fundamentais para que o jornalismo produza conhecimento e cumpra seu papel. Palavras-Chave: Fait Divers; violência; morte; Portal G1 INTRODUÇÃO Este artigo se propõe a analisar as matérias classificadas como Mais lidas do portal G1, ligado à Central Globo de Jornalismo e foram eleitas como recorte desse material em função de estarem em destaque dentre todas as postagens diárias, como as de maior repercussão. É perceptível que assuntos relacionados à violência e morte, características também do Fait Divers, estão presentes na maioria do material disponibilizado nessa categoria no portal. Para isso, foram realizadas as análises das matérias (título e texto) em dias e horários aleatórios nos meses de março, abril e junho de 2012 e de O Portal de notícias G1 é um dos portais mais acessados do Brasil e tem uma grande importância no Jornalismo on-line brasileiro. Por estar ligado a central de grande importância para o jornalismo nacional, apresenta histórico de credibilidade. 2

3 O portal de notícias G1 O Portal de Notícias G1 trabalha com a informação, é um portal bastante conhecido no Brasil e está diretamente ligado a Central Globo de Jornalismo. Desde o ano de 2006, o portal faz parte da história do Jornalismo on-line e coloca à disposição do leitor conteúdos de suas várias praças que seguem o endereço padrão do site seguido de barra e então o nome da afiliada. Ou seja, ele é alimentado pelas afiliadas mantidas pela Organização Globo, além de contar, também, com reportagens próprias. Todas as praças apresentam layout que seguem o padrão do G1 nacional. O portal disponibiliza os formatos de texto, foto, áudio e vídeo e é alimentado 24 horas por dia, além de disponibilizar desde o ano de 2010 as versões em inglês e espanhol, além dos vídeos legendados nos dois idiomas. Logo na capa vem em destaque: G1, O portal de notícias da Globo. O portal de Notícias G1 disponibiliza widget como esporte, tecnologia, planeta bizarro e as Mais lidas e oferece uma grande gama de informação diariamente. Como todas as praças alimentam o portal, logo informações de todo o Brasil chegam a todo o instante para serem filtradas e analisadas quando a prioridade de divulgação nacional. Figura 1 Capa do G1 3

4 O portal conta com um espaço conhecido como Mais lidas e enumera em média cinco notícias que ganharam esse espaço por representarem o maior número de acesso por dia. Essa coluna não é estática e muda de forma aleatória de acordo com o número de acessos. Figura 2 Mais lidas 4

5 Acompanhando as notícias que ganham esses espaços em períodos distintos, nos meses de março, abril e junho de 2012 e de 2014, em horário não pré-estabelecido, isso em função de que as Mais lidas do G1 não são fixas e mudam a qualquer momento, não necessariamente por dias, pode-se observar que em grande parte o Fait Divers se fez presente. Fait Divers e as Mais lidas do G1 Para falar sobre as informações selecionadas como Mais lidas do G1, faz-se necessário o entendimento de alguns conceitos. O principal deles é o Fait Divers em função da constatação do item no recorte em questão. O termo Fait Divers tem sua origem na língua francesa e para Barthes (1971, p. 263), significa casos do dia, já para Morin (1984, p.114) fatos variados. A partir dessas definições iniciais é possível explorar um pouco mais o assunto, para isso recorre-se mais uma vez a Barthes (1971, p. 263) que desmembra a termologia da seguinte maneira: A informação monstruosa, análoga a todos os fatos excepcionais ou insignificantes, em resumo anônimos. Partindo desse pressuposto o Fait Divers passou a ser utilizado como sinônimo de imprensa sensacionalista, no entanto, o que se observa por meio de análises empíricas e pesquisas bibliográficas é que a termologia é utilizada de forma mais frequente na mídia sensacionalista, mas também marca presença na mídia que não se denomina como tal. A presença do Fait Divers na notícia traz características singulares, de acordo com elas Foucault (1970) diz que o mesmo permite fazer aparecer o grão minúsculo da história, abrir ao cotidiano o acesso a informação. Maffesoli (1962) também explora o assunto: (...) ele é carne e sangue em sua origem (...) O Fait Divers traz em sua estrutura imanente uma carga de interesse humano, curiosidades, fantasia, impacto, raridade, humor, espetáculo, para causar uma tênue sensação de algo vivido no crime, no sexo e na morte... Provoca impressões, efeitos e imagens. (MAFFESOLI, 1962 apud ANGRIMANI p. 112) 5

6 Explicando a aplicabilidade da termologia recorre-se mais uma vez ao pensamento de Barthes (1971, p. 263) no qual ele dividiu o Fait Divers em duas categorias - Causalidade e de Coincidência. É da mesma fonte a subdivisão das categorias. No Fait Divers da causalidade, o autor classifica como o da Causa Perturbada e da Causa Esperada. Para ele o da Causa perturbada é quando não se tem o conhecimento da causa e quando uma pequena causa produz um efeito significativo. Já o da causa esperada é quando a causa em si é considerada normal, porém acaba por dar ênfase nos personagens dramáticos. O Fait Divers da coincidência é subdividido pelo autor em repetição e antítese. O da repetição para o autor é o igual, mas que passado em circunstâncias diferentes não perde a sua factualidade. E o da Antítese é quando se encontra duas perspectivas diferentes, antagônicas, que são fundidas em uma realidade única. Uma de suas formas de expressão é o cúmulo (a situação de má sorte). É importante ressaltar que não se tem uma estrutura pura de Fait Divers. Ou seja, em qualquer um deles é possível que se encontre características simultâneas tanto de causalidade quando de coincidência. Sobre o termo o autor vai além: O Fait Divers é uma informação total, ou mais exatamente, imanente; ele contém em si todo seu saber: não é preciso conhecer nada do mundo para consumir um Fait Divers; ele não remete formalmente a nada além dele próprio; evidentemente, seu conteúdo não é estranho ao mundo: desastres, assassínios, raptos, agressões, acidentes, roubos, esquisitices, tudo isso remete ao homem, a sua história, a sua alienação, a seus fantasmas, a seus sonhos, a seus medos (BARTHES, 1966, p. 189) Morin (1984) acrescenta: No Fait Divers, as proteções da vida normal são rompidas pelo acidente, catástofre, crime, paixão, ciúmes, sadismo. O universo do Fait Divers tem em comum com o imaginário (o sonho, o romance, o filme) o 6

7 desejo de enfrentar a ordem das coisas, violar os tabus, levar ao limite, à lógica das paixões (MORIM, 1984, P 78). É da mesma fonte a informação de que o Fait Divers é consumido na mesa, com café e leite, em ambiente como o metrô, por exemplo. Segundo o autor, isso tudo em função de que aquilo que se consideram vítimas do Fait Divers são projetivas, ou seja, elas são oferecidas em sacrifício à infelicidade e à morte. De acordo com a classificação pode-se afirmar que o Fait Divers aparece com frequência em notícias exploradas no portal G1. Análise dos resultados As reportagens foram analisadas de forma individual e os itens: título e corpo de texto fizeram parte do material, as fotografias não fizeram parte da investigação. A partir disso pode- se dizer que das vinte reportagens analisadas reletivas ao mês de março de 2012, quatorze poderiam ser enquadradas como compostas de Fait Divers. Dessas, nove estão relacionadas à violência. Na análise das reportagens percebeu-se a relação com o termo morte, ferido, agressão e crimes em 78% delas e a sexo em 21% do restante. O fato de a violência ser tantas vezes apresentada nos meios de informação pode ser considerado como um sinal de alarme útil em si mesmo, independentemente de todos outros efeitos, uma advertência de que alguma coisa está errada na sociedade (BURNET,1971, p.69). Percebe-se também que ao mesmo tempo em que as Mais lidas do G1 referem-se em grande parte a sua factualidade, outras notícias também factuais não conseguiram o destaque de maior acesso. Análise do material evidencia que de acordo com os percentuais acima citados, os componentes do Fait Divers ganham destaque em contrapartida àqueles que não pertencem a essa classificação. Para isso, recorre-se mais uma vez a Barthes (1971) 7

8 quando o mesmo busca exemplifica a presença da termologia relacionada a assuntos policiais. Consiste em preencher de trás para adiante o tempo fascinante e insuportável que separa o acontecimento de sua causa; o policial, emanação da sociedade inteira sob sua forma burocrática, torna-se então a figura moderna do antigo decifrador de enigmas que faz cessar o terrível porquê das coisas; sua atividade, paciente, obstinada, é o símbolo de um desejo profundo: o homem tapa febrilmente a brecha causal, empenha-se em fazer cessar uma frustração e uma angústia (BARTHES, 1971, p.61-62). Partindo para a análise dos materiais relacionados ao mês de abril de 2012 é possível fazer as seguintes afirmativas: das quinze reportagens inseridas no recorte do trabalho, oito se enquadram no contexto do Fait Divers. As termologias violência, assalto, acidente e morte foram encontradas em 84% do material e a relação com sequestro nos 12% restantes. Esse interesse do internauta pode ser respaldado pelo pensamento de Angrimani (1994) O Fai Divers traz em sua estrutura imanente uma carga suficiente de interesse humano, curiosidade, fantasia, impacto, raridade, humor, espetáculo, a fim de causar uma tênue sensação de algo vivido no crime, no sexo e na morte. (ANGRIMANI, 1994, p. 26). Das 12 reportagens analisadas, relacionadas ao mês de junho de 2012, pode-se dizer que oito delas eram compostas por elementos que caracterizam o Fait Divers, em 85% dessas encontrou-se as termologias morte, estelionato, violência. 10% sexo e 5% fatos bizarros. Para Morin (1984, p ), a exposição da violência promovida pelo jornalismo ao mesmo tempo incita e apazigua um fundo de agressividade, existente no ser humano, operando uma espécie de catarse cotidiana. 8

9 Gráfico elaborado com dados de Março % 59% ALVES; FERREIRA (2014) Gráfico elaborado com dados de Março % 65% ALVES; FERREIRA (2014) 9

10 Gráfico elaborado com dados de Abril de % 65% ALVES; FERREIRA (2014) Gráfico elaborado com dados de Abril % 62% ALVES; FERREIRA (2014) 10

11 Gráfico elaborado com dados de junho de % 60% ALVES; FERREIRA (2014) Gráfico elaborado com dados de Junho de % 55% ALVES; FERREIRA (2014) Não é de hoje que autores escrevem sobre o fascínio da morte na mente humana. De posse da análise do material percebe-se que assuntos relacionados a morte e violência ganham destaque no item Mais lidas do G1. Sobre o assunto morte Morin (1984) diz: 11

12 A morte é um mistério que fascina por medo e curiosidade, artifício bem explorado pela mídia. As vítimas do sensacionalismo como da tragédia são projetivas, isto é, são ofertadas em sacrifício à infelicidade e à morte (MORIN, 1984, p.115). O autor ainda complementa: Não é só pela necessidade de fazer a experiência do homicídio que existe a violência, é também pela necessidade de viver a morte- de conhecê-la, é isso que nos revelam claramente os jogos guerreiros das crianças. Estes se contentam não só em matar ficticiamente, mas também em morrer ficticiamente, em cair em um espasmo de agonia. O grande fascínio da morte emerge obscuramente, sob o jorro da violência... (MORIN, 1984, p. 114). Ou seja, a relação com violência e morte atrai a atenção do leitor. Mesmo fatos factuais como casos relacionados à política ou economia, por exemplo, quando no mesmo dia o Portal disponibiliza assuntos voltados à violência e morte, esses tendem a ser mais acessados que os outros. 12

13 REFERÊNCIAS ALVES, Marcelli; FERREIRA, Fernanda Vasques. Gráficos elaborados ANGRIMANI SOBRINHO, Danilo. Espreme que sai sangue: um estudo do sensacionalismo na imprensa. São Paulo:. Summus, BARTHES, Roland, Structure du fait divers, Essais critiques. Paris: Seuil, Ensaios críticos. Lisboa: Edições 70, BURNET, Mary. Meios de informação e violência. Lisboa: Edições 70, FOUCAULT, Michel. A ordem do discurso. São Paulo: Loyola, MORIN, Edgar. Cultura de massas no século XX, o espírito do tempo - 1 neurose. Rio de Janeiro: Forense-Universitária, PORTAL G1. Disponível em: <www.g1.com.br>. Acessos em: março, abril e junho de PORTAL G1. Disponível em: <www.g1.com.br>. Acessos em: março, abril e junho de

RAZÓN Y PALABRA Primera Revista Electrónica en Iberoamérica Especializada en Comunicación www.razonypalabra.org.mx

RAZÓN Y PALABRA Primera Revista Electrónica en Iberoamérica Especializada en Comunicación www.razonypalabra.org.mx Características do Fait Divers em destaque nas Mais lidas do portal G1. Marcelli Alves (Brasil), 1 Fernanda Vasques Ferreira (Brasil). 2 Resumo. O termo Fait Divers, definido por Barthes (1971), é usualmente

Leia mais

DO YOUTUBE PARA O TELEJORNAL: A presença do fait divers no modelo das postagens que ganharam espaço no jornal nacional Marcelli ALVES 33

DO YOUTUBE PARA O TELEJORNAL: A presença do fait divers no modelo das postagens que ganharam espaço no jornal nacional Marcelli ALVES 33 DO YOUTUBE PARA O TELEJORNAL: A presença do fait divers no modelo das postagens que ganharam espaço no jornal nacional Marcelli ALVES 33 RESUMO: A possibilidade de compartilhamento de vídeos amadores na

Leia mais

Jornal Marco Zero 1. Larissa GLASS 2 Hamilton Marcos dos SANTOS JUNIOR 3 Roberto NICOLATO 4 Tomás BARREIROS 5

Jornal Marco Zero 1. Larissa GLASS 2 Hamilton Marcos dos SANTOS JUNIOR 3 Roberto NICOLATO 4 Tomás BARREIROS 5 1 Jornal Marco Zero 1 Larissa GLASS 2 Hamilton Marcos dos SANTOS JUNIOR 3 Roberto NICOLATO 4 Tomás BARREIROS 5 Faculdade internacional de Curitiba (Facinter) RESUMO O jornal-laboratório Marco Zero 6 é

Leia mais

PARÁ PARÁ PARÁ Lista de Preços Web 01/Abril a 30/Setembro de 2014

PARÁ PARÁ PARÁ Lista de Preços Web 01/Abril a 30/Setembro de 2014 Lista de Preços Web 01/Abril a 30/Setembro de 2014 O site de notícias da TV Liberal G1 é sinônimo de informação. O site de notícias da TV Liberal conta com o jornalismo de ponta e traz a notícia na velocidade

Leia mais

Clipping de Imprensa Pesquisa UPP: O que pensam os policiais Outubro de 2015

Clipping de Imprensa Pesquisa UPP: O que pensam os policiais Outubro de 2015 Clipping de Imprensa Pesquisa UPP: O que pensam os policiais Outubro de 2015 A relevância e credibilidade dos resultados da pesquisa UPP: O que pensam os policiais foram, sem dúvida, pontos de partida

Leia mais

MÍDIA KIT VAREJO PROMOCIONAL. meio & mídia

MÍDIA KIT VAREJO PROMOCIONAL. meio & mídia MÍDIA KIT VAREJO PROMOCIONAL 2015 O QUE É A CULT A revista Cult trouxe um novo conceito e quando chegou ao mercado, em 2005, agitou a mídia impressa com sua proposta inovadora. Já nasceu corajosa e trazendo

Leia mais

Pedro Almodóvar lê jornais e assiste televisão: situação de mídia e narrativa em Fale Com Ela 1

Pedro Almodóvar lê jornais e assiste televisão: situação de mídia e narrativa em Fale Com Ela 1 Pedro Almodóvar lê jornais e assiste televisão: situação de mídia e narrativa em Fale Com Ela 1 Gustavo Colares Melo CARLOS 2 Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, CE RESUMO Este trabalho busca apresentar

Leia mais

JORNALISMO CULTURAL ONLINE: EXPERIÊNCIAS DE COBERTURA JORNALÍSTICA DO SITE CULTURA PLURAL

JORNALISMO CULTURAL ONLINE: EXPERIÊNCIAS DE COBERTURA JORNALÍSTICA DO SITE CULTURA PLURAL 12. CONEX Apresentação Oral Resumo Expandido 1 ÁREA TEMÁTICA: ( x ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( ) SAÚDE ( ) TRABALHO ( ) TECNOLOGIA JORNALISMO

Leia mais

Pedagogia. No painel desta aula. Cotidiano escolar: problemas pedagógicos contemporâneos. Colocam-se, transversalmente, no cotidiano escolar...

Pedagogia. No painel desta aula. Cotidiano escolar: problemas pedagógicos contemporâneos. Colocam-se, transversalmente, no cotidiano escolar... Pedagogia Prof. Elizabete Cristina Costa Renders Cotidiano escolar: problemas pedagógicos contemporâneos Imagem 1 No painel desta aula Colocam-se, transversalmente, no cotidiano escolar... Complexidade

Leia mais

Não adianta falar inglês sem fazer sentido. 1

Não adianta falar inglês sem fazer sentido. 1 Não adianta falar inglês sem fazer sentido. 1 BOGUSZEWSKI, Luiza. 2 SCHETTERT, Gabriela Antunes. 3 MENEZES, Sérgio. 4 Universidade Positivo, Curitiba, PR. 2013 RESUMO Com a disseminação da cultura norte-americana

Leia mais

Divisão de Divulgação

Divisão de Divulgação PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO AMAZONAS DIVISÃO DE GESTÃO DA QUALIDADE Sistema de Gestão da Qualidade PROCEDIMENTO P. TJAM 52 Divisão de Divulgação Elaborado por: Mário Adolfo Aryce

Leia mais

CentralSul de Notícias: A Rotina Produtiva de uma Agência Experimental Online 1

CentralSul de Notícias: A Rotina Produtiva de uma Agência Experimental Online 1 CentralSul de Notícias: A Rotina Produtiva de uma Agência Experimental Online 1 COSTA 2 Daiane dos Santos; FONSECA 3 Aurea Evelise dos Santos; ZUCOLO 4 Rosana Cabral 1 Trabalho submetido ao SEPE 2011 Simpósio

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA FEDERAL DE PRIMEIRO GRAU Seção Judiciária do Rio Grande do Norte Rua Dr. Lauro Pinto, nº 245, Lagoa Nova, Natal/RN

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA FEDERAL DE PRIMEIRO GRAU Seção Judiciária do Rio Grande do Norte Rua Dr. Lauro Pinto, nº 245, Lagoa Nova, Natal/RN PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA FEDERAL DE PRIMEIRO GRAU Seção Judiciária do Rio Grande do Norte Rua Dr. Lauro Pinto, nº 245, Lagoa Nova, Natal/RN PROCESSO SELETIVO PARA ESTÁGIO REMUNERADO EM COMUNICAÇÃO

Leia mais

O PAPEL DA AGÊNCIA DE JORNALISMO DA UEPG NO FOMENTO À PRODUÇÃO DE NOTÍCIAS INSTITUCIONAIS NA WEB

O PAPEL DA AGÊNCIA DE JORNALISMO DA UEPG NO FOMENTO À PRODUÇÃO DE NOTÍCIAS INSTITUCIONAIS NA WEB 12. CONEX Apresentação Oral Resumo Expandido 1 ÁREA TEMÁTICA: ( X ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( ) SAÚDE ( ) TRABALHO ( ) TECNOLOGIA O PAPEL DA

Leia mais

Como adquirir os materiais didáticos do Moderna.Compartilha

Como adquirir os materiais didáticos do Moderna.Compartilha Como adquirir os materiais didáticos do Moderna.Compartilha MODERNA.COMPARTILHA: INTEGRAR TECNOLOGIA E CONTEÚDOS A FAVOR DO APRENDIZADO. Os alunos deste século estão conectados com novas ideias, novas

Leia mais

ASSALTO E MEDO. Dihego Pansini

ASSALTO E MEDO. Dihego Pansini ASSALTO E MEDO Dihego Pansini As relações humanas têm se aprofundado cada vez mais nas últimas décadas. Nesse processo, um dos grandes desafios do ser humano moderno é aprender a lidar com as diferenças

Leia mais

O Lugar de fala do povo nos jornais populares

O Lugar de fala do povo nos jornais populares O Lugar de fala do povo nos jornais populares Flávio Martins Oliveira Fraga Universidade Federal de Minas Gerais Introdução Nosso trabalho pretende verificar a constituição de povo proposta pelos jornais

Leia mais

Ministério da Educação Universidade Federal do Ceará Pró-Reitoria de Graduação PROGRAMA DE DISCIPLINA. 1. Curso:COMUNICAÇÃO SOCIAL 2.

Ministério da Educação Universidade Federal do Ceará Pró-Reitoria de Graduação PROGRAMA DE DISCIPLINA. 1. Curso:COMUNICAÇÃO SOCIAL 2. Ministério da Educação Universidade Federal do Ceará Pró-Reitoria de Graduação PROGRAMA DE DISCIPLINA 1. Curso:COMUNICAÇÃO SOCIAL 2. Código: 12 3.Modalidade(s): BACHARELADO Licenciatura Bacharelado Profissional

Leia mais

A pauta é o material preparado pelo jornalista que tem como objetivo reunir o maior número de informações a respeito de um tema que deve se tornar

A pauta é o material preparado pelo jornalista que tem como objetivo reunir o maior número de informações a respeito de um tema que deve se tornar A pauta é o material preparado pelo jornalista que tem como objetivo reunir o maior número de informações a respeito de um tema que deve se tornar uma futura reportagem. Um resumo dos acontecimentos ;

Leia mais

Quem fala quando o assunto é criança e adolescente: uma análise do uso das fontes de informação pelos jornalistas 1

Quem fala quando o assunto é criança e adolescente: uma análise do uso das fontes de informação pelos jornalistas 1 Quem fala quando o assunto é criança e adolescente: uma análise do uso das fontes de informação pelos jornalistas 1 Vinicius Andrade de Carvalho Rocha 2 Wellington Nogueira Amarante 3 Universidade Federal

Leia mais

Inserção do Pantanal como área de preservação e conservação nas principais mídias impressas de Mato Grosso do Sul 1

Inserção do Pantanal como área de preservação e conservação nas principais mídias impressas de Mato Grosso do Sul 1 Inserção do Pantanal como área de preservação e conservação nas principais mídias impressas de Mato Grosso do Sul 1 Lairtes Chaves RODRIGUES FILHO 2 Greicy Mara FRANÇA 3 Universidade Federal de Mato Grosso

Leia mais

A mídia de Chapecó e o consumo de equipamento de segurança

A mídia de Chapecó e o consumo de equipamento de segurança A mídia de Chapecó e o consumo de equipamento de segurança Marcia Regina Favaretto 1 ;Irme Salete Bonamigo 2 RESUMO: Este Trabalho tem como objetivo analisar como a mídia de Chapecó contribui para o consumo

Leia mais

LENDO IMAGENS NO ENSINO DA FÍSICA: CONSTRUÇÃO E REALIDADE

LENDO IMAGENS NO ENSINO DA FÍSICA: CONSTRUÇÃO E REALIDADE LENDO IMAGENS NO ENSINO DA FÍSICA: CONSTRUÇÃO E REALIDADE SILVA,HENRIQUE CÉSAR DA 1 Universidade Católica de Brasília Palavras chave: Imagens; Realismo crítico; Iconicidade. INTRODUÇÃO Imagens

Leia mais

Portfolio de Produtos

Portfolio de Produtos Introdução O Guia de Produtos e Serviços da Assessoria de Comunicação (ASCOM) da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) foi elaborado com o objetivo de apresentar os produtos e serviços prestados

Leia mais

Alunos de 6º ao 9 anos do Ensino Fundamental

Alunos de 6º ao 9 anos do Ensino Fundamental Alunos de 6º ao 9 anos do Ensino Fundamental Resumo Este projeto propõe a discussão da Década de Ações para a Segurança no Trânsito e a relação dessa com o cotidiano dos alunos, considerando como a prática

Leia mais

A POLÍTICA DE SEGURANÇA PÚBLICA E INFRAESTRUTURA (LIGADA AO QUESITO DE SEGURANÇA) DESENVOLVIDA EM BARÃO GERALDO

A POLÍTICA DE SEGURANÇA PÚBLICA E INFRAESTRUTURA (LIGADA AO QUESITO DE SEGURANÇA) DESENVOLVIDA EM BARÃO GERALDO BE_310 CIÊNCIAS DO AMBIENTE UNICAMP ESTUDO (Turma 2012) Disponível em: http://www.ib.unicamp.br/dep_biologia_animal/be310 A POLÍTICA DE SEGURANÇA PÚBLICA E INFRAESTRUTURA (LIGADA AO QUESITO DE SEGURANÇA)

Leia mais

A saúde nas páginas da imprensa paranaense: Gazeta do Povo e O Estado do Paraná

A saúde nas páginas da imprensa paranaense: Gazeta do Povo e O Estado do Paraná A saúde nas páginas da imprensa paranaense: Gazeta do Povo e O Estado do Paraná Zeneida Alves de Assumpção é doutora em Comunicação Social e docente da Universidade Estadual de Ponta Grossa (Paraná). E-mail:

Leia mais

CURIOSIDADE É UMA COCEIRA QUE DÁ NAS IDÉIAS

CURIOSIDADE É UMA COCEIRA QUE DÁ NAS IDÉIAS PAUTA DO ENCONTRO Início : 13hs30 1. Parte teórica 20 2. Oficina elaboração de mapas conceituais e infográficos ( processo) 40 3. Socialização dos resultados ( produto) 40 4. Avaliação geral da proposta

Leia mais

Assessoria de Imprensa

Assessoria de Imprensa R e l a t ó r i o Telefone: (31) 3532-5100 www.salaodoencontro.org.br salaodoencontro@terra.com.br Rua João da Silva Santos, 34 Santa Lúcia - 32630-730 - Betim - MG Assessoria de Imprensa Jornalista responsável:

Leia mais

Cadernos de Reportagem: Incentivo ao Senso Crítico no Jornalismo 1

Cadernos de Reportagem: Incentivo ao Senso Crítico no Jornalismo 1 Cadernos de Reportagem: Incentivo ao Senso Crítico no Jornalismo 1 Vinícius DAMAZIO 2 Luciana PACHECO 3 Gabriel SAMPAIO 4 Sylvia MORETZSOHN 5 Ildo NASCIMENTO 6 Universidade Federal Fluminense, Niterói,

Leia mais

VOLKSWAGEN - VAREJO JORNAL DA BAND

VOLKSWAGEN - VAREJO JORNAL DA BAND VOLKSWAGEN - VAREJO JORNAL DA BAND BAND.COM.BR O BAND.com.br é o endereço da melhor informação na web, com acesso direto ao conteúdo de 4 canais de televisão, 14 emissoras de rádio e 2 jornais impressos.

Leia mais

Sobrenatural.Org. Informações sobre o maior Portal do Brasil de assuntos Sobrenaturais

Sobrenatural.Org. Informações sobre o maior Portal do Brasil de assuntos Sobrenaturais Sobrenatural.Org Informações sobre o maior Portal do Brasil de assuntos Sobrenaturais Histórico O site Sobrenatural.Org surgiu no ano de 2001 e desde então vem crescendo através de muito trabalho e interação

Leia mais

A Conciliação. A Campanha 2015. Objetivos da Campanha

A Conciliação. A Campanha 2015. Objetivos da Campanha A Conciliação A Semana Nacional da Conciliação é uma ação institucional do CNJ que ocorre desde 2008. Essa iniciativa, já consolidada, conta com a participação de demais tribunais brasileiros e terá logomarca

Leia mais

FAMECOS. Revista da ADPPUCRS. Porto Alegre, nº. 5, p. 57-62, dez. 2004. Mídia e sensacionalismo:uma relação semiológica ROBERTO RAMOS *

FAMECOS. Revista da ADPPUCRS. Porto Alegre, nº. 5, p. 57-62, dez. 2004. Mídia e sensacionalismo:uma relação semiológica ROBERTO RAMOS * FAMECOS Revista da ADPPUCRS Porto Alegre, nº. 5, p. 57-62, dez. 2004 Mídia e sensacionalismo:uma relação semiológica ROBERTO RAMOS * RESUMO: No diagrama de suas limitações, o presente ensaio agenciar-se-á

Leia mais

O ATENDIMENTO À IMPRENSA. Assessoria de Imprensa voltada à divulgação de ciência Unicamp, 28/04/2014

O ATENDIMENTO À IMPRENSA. Assessoria de Imprensa voltada à divulgação de ciência Unicamp, 28/04/2014 O ATENDIMENTO À IMPRENSA Assessoria de Imprensa voltada à divulgação de ciência Unicamp, 28/04/2014 Apresentação Relação cientistas x jornalistas Por que é importante atender à imprensa? Conhecer os canais

Leia mais

Avaliação dos hábitos de estudos, culturais e nível de inclusão digital dos professores da UNIGRANRIO. Fevereiro/2012

Avaliação dos hábitos de estudos, culturais e nível de inclusão digital dos professores da UNIGRANRIO. Fevereiro/2012 Avaliação dos hábitos de estudos, culturais e nível de inclusão digital dos professores da UNIGRANRIO Fevereiro/2012 UM POUCO SOBRE O PROFESSOR Negro 1% Etnia segundo classificação do ENADE Pardo/Mulato

Leia mais

GEOTARGET PERNAMBUCO NOTÍCIAS

GEOTARGET PERNAMBUCO NOTÍCIAS GEOTARGET PERNAMBUCO NOTÍCIAS GEOTARGET: o que é? É uma forma de comprar mídia na internet. A compra por Geotarget permite o direcionamento das peças publicitárias para determinadas áreas geográficas.

Leia mais

MisturaBOA. Uma seleção de boas notícias e boas ideias para se viver melhor. Revista SAÚDE BOAS NOTICIAS E BOAS IDEIAS PARA SE VIVER MELHOR

MisturaBOA. Uma seleção de boas notícias e boas ideias para se viver melhor. Revista SAÚDE BOAS NOTICIAS E BOAS IDEIAS PARA SE VIVER MELHOR Revista MisturaBOA BOAS NOTICIAS E BOAS IDEIAS BOAS NOTICIAS PARA SE VIVER MELHOR E BOAS IDEIAS PARA SE VIVER MELHOR Uma seleção de boas notícias e boas ideias para se viver melhor Projeto 2015 conceito

Leia mais

Temas criteriosamente escolhido com o auxílio dos leitores que oferecem um ambiente lúdico especial para divertir, ensinar e encantar a criançada!

Temas criteriosamente escolhido com o auxílio dos leitores que oferecem um ambiente lúdico especial para divertir, ensinar e encantar a criançada! BRINQUEDO ENCARTADO NA RECREIO Os brinquedos colecionáveis, que acompanham a revista semanalmente, são desenvolvidos pela própria RECREIO. Desta forma, exclusividade, design atraente e temática relevante

Leia mais

Uma Ronda pelo programa mais popular da TV Piauiense Uma análise do processo produtivo do programa Ronda 1

Uma Ronda pelo programa mais popular da TV Piauiense Uma análise do processo produtivo do programa Ronda 1 Uma Ronda pelo programa mais popular da TV Piauiense Uma análise do processo produtivo do programa Ronda 1 1. Introdução Tamires Ferreira COELHO 2 Elinara Soares Barros de SOUSA 3 Orlando Maurício de Carvalho

Leia mais

Jerimum no Papo 1. www.jerimumnopapo.com.br

Jerimum no Papo 1. www.jerimumnopapo.com.br Jerimum no Papo 1 Anna Jéssica Pinto de Andrade 2 Haluaê Benatto Guatura 3 Madja Laila Carlos Lopes 4 Josimey Costa da Silva 5 Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, RN www.jerimumnopapo.com.br

Leia mais

Consumo de bebidas alcoólicas é alto nas noites de Campo Grande 1

Consumo de bebidas alcoólicas é alto nas noites de Campo Grande 1 Consumo de bebidas alcoólicas é alto nas noites de Campo Grande 1 Patrick Alif Fertrin BATISTA 2 Victor Hugo Sanches PEREIRA 3 Gerson Luiz MARTINS 4 Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, UFMS RESUMO

Leia mais

A Editora Três ISTOÉ e ISTOÉ Dinheiro Planeta Menu Motor Show Dinheiro Rural Status select ISTOÉ 2016 ISTOÉ Platinum

A Editora Três ISTOÉ e ISTOÉ Dinheiro Planeta Menu Motor Show Dinheiro Rural Status select ISTOÉ 2016 ISTOÉ Platinum A Editora Três Há mais de 40 anos, a Editora Três vem mostrando que é uma empresa de comunicação comprometida com o desenvolvimento do País. Hoje, ela faz parte do cotidiano de milhões de brasileiros com

Leia mais

Conteúdo. 1 - Procedimentos de Acesso... 3. 2 - Gerenciamento de usuários do sistema e perfis de acesso... 4. 3 - Cadastro de áreas do sítio...

Conteúdo. 1 - Procedimentos de Acesso... 3. 2 - Gerenciamento de usuários do sistema e perfis de acesso... 4. 3 - Cadastro de áreas do sítio... Conteúdo 1 - Procedimentos de Acesso.... 3 2 - Gerenciamento de usuários do sistema e perfis de acesso... 4 3 - Cadastro de áreas do sítio.... 8 3.1 - Conteúdo simples com anexo... 9 3.2 - Página estática...

Leia mais

Equipe da GCO: 1. Carlos Campana Gerente 2. Maria Helena 3. Sandro 4. Mariana

Equipe da GCO: 1. Carlos Campana Gerente 2. Maria Helena 3. Sandro 4. Mariana Gerência de Comunicação GCO tem por finalidade planejar, organizar, coordenar e controlar as atividades de comunicação e editoriais do Confea. Competências da GCO 1. Organizar e executar projetos editoriais:

Leia mais

PROVA ESPECÍFICA Cargo 27

PROVA ESPECÍFICA Cargo 27 29 PROVA ESPECÍFICA Cargo 27 QUESTÃO 41 A importância e o interesse de uma notícia são avaliados pelos órgãos informativos de acordo com os seguintes critérios, EXCETO: a) Capacidade de despertar o interesse

Leia mais

A Editora Três ISTOÉ e ISTOÉ Dinheiro Planeta Menu Motor Show Dinheiro Rural Status select ISTOÉ 2016 ISTOÉ Platinum

A Editora Três ISTOÉ e ISTOÉ Dinheiro Planeta Menu Motor Show Dinheiro Rural Status select ISTOÉ 2016 ISTOÉ Platinum A Editora Três Há mais de 40 anos, a Editora Três vem mostrando que é uma empresa de comunicação comprometida com o desenvolvimento do País. Hoje, ela faz parte do cotidiano de milhões de brasileiros com

Leia mais

O ZONA SUL ONLINE. Portal. Zona Sul Online. Newsletter

O ZONA SUL ONLINE. Portal. Zona Sul Online. Newsletter zonasulonline. c o m. br O ZONA SUL ONLINE Portal Zona Sul Online O ZonaSul Online é um veículo de comunicação baseado na Internet. É composto de um Portal de Busca na Internet, o Zona Sul Online, focado

Leia mais

THE VOICE ESTUDO EXPLORATÓRIO. Integrado Ações de Merchandising

THE VOICE ESTUDO EXPLORATÓRIO. Integrado Ações de Merchandising THE VOICE ESTUDO EXPLORATÓRIO Integrado Ações de Merchandising Imagem ilustrativa. GLOBO.COM THE VOICE A Globo.com propõe a extensão das ações de merchandising na TV, criando envolvimento e interação da

Leia mais

JORNAL DIÁRIO DA CONSTRUÇÃO CIVIL DO PARÁ www.diariodaconstrucao.com.br

JORNAL DIÁRIO DA CONSTRUÇÃO CIVIL DO PARÁ www.diariodaconstrucao.com.br PROPOSTA DE PROPAGANDA - ANUNCIE NO JDC Apresentação de Plano de Publicidade Online no Site O JORNAL DIÁRIO DA CONSTRUÇÃO CIVIL DO PARÁ atende com o nome de JDC, porque é uma empresa que tem como sua atividade

Leia mais

Relatório de Gestão Setorial 2010

Relatório de Gestão Setorial 2010 UFRB UNIVERSIDADE FEDERAL DO RECÔNCAVO DA BAHIA ASCOM ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO Relatório de Gestão Setorial 2010 Cruz das Almas BA 2010 ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO RELATÓRIO DE ATIVIDADES Período: Janeiro

Leia mais

JE SUIS CHARLIE EU SOU CHARLIE. Dois pontos de vistas

JE SUIS CHARLIE EU SOU CHARLIE. Dois pontos de vistas JE SUIS CHARLIE EU SOU CHARLIE Dois pontos de vistas 1. INTRODUÇÃO Paris, França, 7 de janeiro de 2015, mais precisamente na sede do jornal Charlie Hebdo às 11h33, dois homens dão início ao maior atentado

Leia mais

PALAVRAS-CHAVE: website; jornalismo online; comunicação organizacional.

PALAVRAS-CHAVE: website; jornalismo online; comunicação organizacional. Contribuições para a comunicação organizacional de um curso de Jornalismo: Website do Curso de Comunicação Social - Jornalismo da UFSJ 1 Priscila NATANY 2 Alessandra de FALCO 3 Universidade Federal de

Leia mais

63ª Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência. 10 a 15 de junho de 2011 UFG Goiânia, Goiás.

63ª Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência. 10 a 15 de junho de 2011 UFG Goiânia, Goiás. 63ª Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência 10 a 15 de junho de 2011 UFG Goiânia, Goiás. Comunicação, Ciência e Conservação do Cerrado: Mídia e Jornalismo na conscientização e

Leia mais

POVOS INDÍGENAS E A MÍDIA ESCRITA SUL-MATO-GROSSENSE. Renata Guerreiro Barbosa¹; Beatriz dos Santos Landa²

POVOS INDÍGENAS E A MÍDIA ESCRITA SUL-MATO-GROSSENSE. Renata Guerreiro Barbosa¹; Beatriz dos Santos Landa² POVOS INDÍGENAS E A MÍDIA ESCRITA SUL-MATO-GROSSENSE Renata Guerreiro Barbosa¹; Beatriz dos Santos Landa² 1. 2. Bolsista UEMS, Acadêmica do Curso de Enfermagem da UEMS Professora do Curso de Ciências Biológicas

Leia mais

Sensacionalismo na Cobertura de Acidentes e Incidentes Aéreos 1

Sensacionalismo na Cobertura de Acidentes e Incidentes Aéreos 1 Sensacionalismo na Cobertura de Acidentes e Incidentes Aéreos 1 Beethoven de OLIVEIRA 2 Lara Cristina Silva GUIMARÃES 3 Cintia Cerqueira CUNHA 4 Universidade de Uberaba, Uberaba, MG RESUMO A cobertura

Leia mais

ANÁLISE DAS MUDANÇAS NA PÁGINA DO SITE PORTAL COMUNITÁRIO

ANÁLISE DAS MUDANÇAS NA PÁGINA DO SITE PORTAL COMUNITÁRIO 11. CONEX Apresentação Oral Resumo Expandido 1 ÁREA TEMÁTICA: ( X ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( ) SAÚDE ( ) TRABALHO ( ) TECNOLOGIA ANÁLISE DAS

Leia mais

Galeria de Fotos - Fevereiro

Galeria de Fotos - Fevereiro Galeria de Fotos - Fevereiro CARNAVAL 2012 O BAND.COM.BR traz a cobertura completa da maior festa popular brasileira e mostra como o Carnaval é comemorado de diferentes formas em cada estado. A sua marca

Leia mais

MANUAL DE PRÁTICAS COMERCIAIS PORTAL AREDE

MANUAL DE PRÁTICAS COMERCIAIS PORTAL AREDE MANUAL DE PRÁTICAS COMERCIAIS PORTAL AREDE 1. A Compra do espaço publicitário 1.1 A tabela de preços Todos os formatos publicitários do PORTAL AREDE, com suas características técnicas e seus preços estão

Leia mais

A relação entre a fala e a escrita

A relação entre a fala e a escrita A relação entre a fala e a escrita Karen Alves da Silva Proposta e objetivo: Partindo de um episódio de escrita, podemos refletir sobre: de que maneira está posta a relação entre escrita e oralidade; como

Leia mais

CULTURA JOVEM E NARRATIVA PUBLICITÁRIA: UM ESTUDO SOBRE ANÚNCIOS DE CIGARRO DAS DÉCADAS DE 1960/1970

CULTURA JOVEM E NARRATIVA PUBLICITÁRIA: UM ESTUDO SOBRE ANÚNCIOS DE CIGARRO DAS DÉCADAS DE 1960/1970 Departamento de Comunicação Social CULTURA JOVEM E NARRATIVA PUBLICITÁRIA: UM ESTUDO SOBRE ANÚNCIOS DE CIGARRO DAS DÉCADAS DE 1960/1970 Aluno: Juliana Cintra Orientador: Everardo Rocha Introdução A publicidade

Leia mais

Temas criteriosamente escolhido com o auxílio dos leitores que oferecem um ambiente lúdico especial para divertir, ensinar e encantar a criançada!

Temas criteriosamente escolhido com o auxílio dos leitores que oferecem um ambiente lúdico especial para divertir, ensinar e encantar a criançada! DESAFIO ALIEN BRINQUEDO ENCARTADO NA RECREIO Os brinquedos colecionáveis, que acompanham a revista semanalmente, são desenvolvidos pela própria RECREIO. Desta forma, exclusividade, design atraente e temática

Leia mais

2. CAIXA DE FERRAMENTAS - CHEGANDO A REDAÇÃO

2. CAIXA DE FERRAMENTAS - CHEGANDO A REDAÇÃO SUMÁRIO INTRODUÇÃO 15 Para que serve este Livro 17 Como usar este livro 1. PARA ENTENDER A PROFISSÃO 23 O que é preciso para ter sucesso na profissão 23 TALENTO - Como saber se você tem 24 CONHECIMENTO-Como

Leia mais

TELEJORNALISMO E ESTUDOS CULTURAIS

TELEJORNALISMO E ESTUDOS CULTURAIS Sétimo Fórum Nacional de Professores de Jornalismo Praia dos Ingleses, SC, abril de 2004 GT: Laboratório de Jornalismo Eletrônico Trabalho: TELEJORNALISMO E ESTUDOS CULTURAIS Autora: Célia Maria Ladeira

Leia mais

Palavras- chave: Jornal Mural; Multidisciplinaridade; Fotec; Cientec.

Palavras- chave: Jornal Mural; Multidisciplinaridade; Fotec; Cientec. Mural Fotec: O Jornal Mural da Agência de Fotojornalismo e Jornalismo Experimental da UFRN 1 Kamyla Álvares PINTO 2 Heloisa Madalena Oliani CARAVINA 3 Edmo Nathan dos Santos BATISTA 4 Itamar de Morais

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO MOODLE 2.6

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO MOODLE 2.6 NÚCLEO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NTIC MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO MOODLE 2.6 PERFIL ALUNO Versão 1.0 2014 NÚCLEO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NTIC MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO MOODLE

Leia mais

O que é: A Oficina de Comunição é um treinamento à distância realizado pelo Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Paranaíba.

O que é: A Oficina de Comunição é um treinamento à distância realizado pelo Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Paranaíba. O que é: A Oficina de Comunição é um treinamento à distância realizado pelo Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Paranaíba. Objetivos: Capacitar os pontos focais de cada Comitê Afluente que trabalhem diretamente

Leia mais

70% 500.000. De acordo com a nova lei, são crianças e adolescentes. 1. de estupro

70% 500.000. De acordo com a nova lei, são crianças e adolescentes. 1. de estupro O QUE É VIOLÊNCIA SEXUAL Todos os anos, estima-se que 500.000 70% Mulheres das vítimas sejam vítimas de estupro no Brasil, e que outros tantos milhões sofram com abusos e violências sexuais. de estupro

Leia mais

INTEGRADOR WEB INTEGRADOR

INTEGRADOR WEB INTEGRADOR O produto e seus processos. - Automatização das operações repetitivas. - Formatação de estilos de entrada e de saída para as várias mídias. Acesso remoto via Web. Diagrama Base INTEGRADOR WEB INTEGRADOR

Leia mais

Dossiê Sobre o Novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa 1

Dossiê Sobre o Novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa 1 Dossiê Sobre o Novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa 1 Allysson Viana MARTINS 2 Thiago SOARES 3 Universidade Federal da Paraíba (UFPB), João Pessoa, PB. RESUMO O relatório trata das atividades desenvolvidas

Leia mais

Proposta Revista MARES DE MINAS

Proposta Revista MARES DE MINAS SATIS 2011 Proposta Revista MARES DE MINAS 21/03/2011 A SATIS Índice 1 A Satis 1 A Proposta 1 Serviços 2 Mapa do Site 2 SEO 3 Sistema de gerenciamento de conteudo 4 Cronograma e Prazos 5 Investimento 6

Leia mais

Com leveza e bom humor, a revista traz textos que falam de equilíbrio entre mente, corpo e sociedade.

Com leveza e bom humor, a revista traz textos que falam de equilíbrio entre mente, corpo e sociedade. VIDA SIMPLES ajuda o leitor a ver o mundo de um jeito novo, a refletir sobre os próprios sentimentos, a identificar tendências de comportamento e a buscar modos originais de interagir no meio social. Promove

Leia mais

CAMPANHAS DE VÍDEO SETEMBRO 2013 A JUNHO 2014

CAMPANHAS DE VÍDEO SETEMBRO 2013 A JUNHO 2014 Oportunidade para verbas publicitárias de todos os tamanhos. Uma grande chance para anunciar na RPC TV! Manutenção do Carro O Projeto Estar periodicamente atento à manutenção de itens básicos do veículo,

Leia mais

Nas Margens da Educação: imprensa feminina e urbanidade moderna na Ribeirão Preto das primeiras décadas do século XX

Nas Margens da Educação: imprensa feminina e urbanidade moderna na Ribeirão Preto das primeiras décadas do século XX Nas Margens da Educação: imprensa feminina e urbanidade moderna na Ribeirão Preto das primeiras décadas do século XX Jorge Luiz de FRANÇA * Nesta comunicação, pretendemos, por intermédio das publicações

Leia mais

Jordana Fonseca BARROS 2 Marco Antônio GEHLEN 3 Universidade Federal do Maranhão, Imperatriz, MA

Jordana Fonseca BARROS 2 Marco Antônio GEHLEN 3 Universidade Federal do Maranhão, Imperatriz, MA www.imperatriznoticias.com.br Um Webjornal Muldisciplinar 1 Jordana Fonseca BARROS 2 Marco Antônio GEHLEN 3 Universidade Federal do Maranhão, Imperatriz, MA RESUMO O projeto de extensão denominado Jornal

Leia mais

Analisado por: Aprovado por: Equipe do Gabinete do Corregedor-Geral da Justiça (CGJ)

Analisado por: Aprovado por: Equipe do Gabinete do Corregedor-Geral da Justiça (CGJ) Proposto por: Analisado por: Aprovado por: Equipe do Gabinete do Corregedor-Geral da Justiça (CGJ) Chefe do Gabinete do Corregedor-Geral da Justiça (CGJ) Corregedor- Geral da Justiça 1 OBJETIVO Estabelecer

Leia mais

Salvador, julho de 2011

Salvador, julho de 2011 Salvador, julho de 2011 O PORTAL IBAHIA O novo ibahia é totalmente inovador, interativo e imediato. É a versão online da Bahia, estimula a personalização de conteúdos, adapta-se ao gosto do público. Tem

Leia mais

MediaKit Rede Jornal Contábil 2015. Todas as informações sobre a maior rede de comunicação contábil do Brasil

MediaKit Rede Jornal Contábil 2015. Todas as informações sobre a maior rede de comunicação contábil do Brasil MediaKit Rede Jornal Contábil 2015 Todas as informações sobre a maior rede de comunicação contábil do Brasil Conheça a Rede Informações importantes: atualização do Midia Kit. A Rede Jornal Contábil está

Leia mais

Revista Lilica & Tigor

Revista Lilica & Tigor filhos família moda Revista Lilica & Tigor Lilica & Tigor é a revista produzida para o Grupo Marisol S.A., uma das maiores indústrias nacionais no segmento de vestuário, que hoje detém como marcas Lilica

Leia mais

Projeto de Digitalização de Jornais do Acervo da Fundação Cásper Líbero PRONAC: 102700

Projeto de Digitalização de Jornais do Acervo da Fundação Cásper Líbero PRONAC: 102700 Projeto de Digitalização de Jornais do Acervo da Fundação Cásper Líbero PRONAC: 102700 Valor total do Projeto: R$ 2.283.138,52 Apresentação: O jornal A Gazeta foi comprado por Cásper Líbero em 1918. Produziu

Leia mais

TUTORIAL DE ADMINISTRAÇÃO DO SITE

TUTORIAL DE ADMINISTRAÇÃO DO SITE TUTORIAL DE ADMINISTRAÇÃO DO SITE WWW.BANDAX10.COM.BR O COMANDE É um sistema de Gerência de conteúdo bem simples e produzido com toda praticidade para que o cliente possa ter total facilidade em publicar

Leia mais

NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE MONOGRAFIA

NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE MONOGRAFIA ANEXO da Norma 004/2008 CCQ Rev 1, 28/09/2009 UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA INSTITUTO DE QUÍMICA CURSO DE GRADUAÇÃO EM QUÍMICA Salvador 2009 2 1 Objetivo Estabelecer parâmetros para a apresentação gráfica

Leia mais

Mídia Kit /agosto de 2013

Mídia Kit /agosto de 2013 Mídia Kit /agosto de 2013 Sobre o portal O portal MOB GROUND tem por missão unir o que cada vez faz mais falta nos principais veículos jornalísticos do Brasil: textos frenéticos, bem apurados e que causem

Leia mais

dicas para usar o celular nas aulas

dicas para usar o celular nas aulas E-book 11 dicas para usar o celular nas aulas Sugestões de atividades com os aplicativos mais básicos e simples de um aparelho Por Talita Moretto É permitido compartilhar e adaptar este material, desde

Leia mais

LEI DA MÍDIA DEMOCRÁTICA

LEI DA MÍDIA DEMOCRÁTICA LEI DA MÍDIA DEMOCRÁTICA (versão simples da Lei da Comunicação Social Eletrônica) CAPÍTULO 1 PARA QUE SERVE A LEI Artigo 1 - Esta lei serve para falar como vai acontecer de fato o que está escrito em alguns

Leia mais

RACIONCÍNIO LÓGICO E MATEMÁTICO PARA O INSS REVISÃO 05

RACIONCÍNIO LÓGICO E MATEMÁTICO PARA O INSS REVISÃO 05 RACIONCÍNIO LÓGICO E MATEMÁTICO PARA O INSS CESPE FCC CONSULPLAN CESGRANRIO IADES AOCP Prof. Adeilson de Melo www.profranciscojunior.com.br Página 1 Prof. Adeilson de Melo www.profranciscojunior.com.br

Leia mais

QUEM É O PROFESSOR QUE ALFABETIZA NAS ESCOLAS MUNICIPAIS DE BELO HORIZONTE? Maria do Socorro Macedo (FAE/UFMG)

QUEM É O PROFESSOR QUE ALFABETIZA NAS ESCOLAS MUNICIPAIS DE BELO HORIZONTE? Maria do Socorro Macedo (FAE/UFMG) 1 QUEM É O PROFESSOR QUE ALFABETIZA NAS ESCOLAS MUNICIPAIS DE BELO HORIZONTE? Maria do Socorro Macedo (FAE/UFMG) Este trabalho tem por objetivo traçar um perfil dos professores alfabetizadores da rede

Leia mais

Dia Mundial do Câncer 2013

Dia Mundial do Câncer 2013 Layout Dia Mundial do Câncer 2013 Divisão de Comunicação Social - DCS/INCA 21 de janeiro de 2013 Apresentação A campanha do INCA para o Dia Mundial do Câncer 2013 tem como base o tema sugerido pela União

Leia mais

-a evolução tecnológica levou àcriação da fotografia digital (foto digital e analógica escaneada)

-a evolução tecnológica levou àcriação da fotografia digital (foto digital e analógica escaneada) -a evolução tecnológica levou àcriação da fotografia digital (foto digital e analógica escaneada) -quantitativamente a fotografia constitui-se no principal tipo de imagem das coleções dos centros de informação

Leia mais

O Jornal. A Contagem TV. Distribuição. Estatísticas. Por quê? Público Alvo. Publicidade. Contatos

O Jornal. A Contagem TV. Distribuição. Estatísticas. Por quê? Público Alvo. Publicidade. Contatos w w w. d i a r i o d e c o n t a g e m. c o m. b r w w w. c o n t a g e m t v. c o m. b r O JORNAL DIÁRIO DE CONTAGEM ONLINE é um site de notícias atualizado diariamente e é o primeiro jornal da região

Leia mais

CRIAÇÃO E DESENVOLVIMENTO DO ENREDO E IDENTIDADE VISUAL DO CARNAVAL DE 2005 DA ESCOLA PROTEGIDOS DA PRINCESA

CRIAÇÃO E DESENVOLVIMENTO DO ENREDO E IDENTIDADE VISUAL DO CARNAVAL DE 2005 DA ESCOLA PROTEGIDOS DA PRINCESA CRIAÇÃO E DESENVOLVIMENTO DO ENREDO E IDENTIDADE VISUAL DO CARNAVAL DE 2005 DA ESCOLA PROTEGIDOS DA PRINCESA Rafael de Moura Berard Acadêmico do Curso de Design da UFSC Elson Manoel Pereira, Dr. Professor

Leia mais

MÍDIA E VIOLÊNCIA COMO OS JORNAIS RETRATAM A VIOLÊNCIA E A SEGURANÇA PÚBLICA NA BAIXADA FLUMINENSE. Silvia Ramos

MÍDIA E VIOLÊNCIA COMO OS JORNAIS RETRATAM A VIOLÊNCIA E A SEGURANÇA PÚBLICA NA BAIXADA FLUMINENSE. Silvia Ramos MÍDIA E VIOLÊNCIA COMO OS JORNAIS RETRATAM A VIOLÊNCIA E A SEGURANÇA PÚBLICA NA BAIXADA FLUMINENSE Silvia Ramos A pesquisa mídia e violência O Centro de Estudos de Segurança e Cidadania da Universidade

Leia mais

Anuário do Bebê 2013

Anuário do Bebê 2013 Anuário do Bebê 2013 Conteúdo e elegância são qualidades que vêm de berço, não é por acaso que o Anuário do Bebê é um dos grandes sucessos da família CARAS. Feito por pessoas que acreditam que para transformar

Leia mais

Joseane Marques 1 Marcelli Alves 2. Faculdade Estácio de Sá - Campo Grande/MS RESUMO

Joseane Marques 1 Marcelli Alves 2. Faculdade Estácio de Sá - Campo Grande/MS RESUMO Joseane Marques 1 Marcelli Alves 2 Faculdade Estácio de Sá - Campo Grande/MS RESUMO A agência de Noticias da Faculdade Estácio de Sá já ganhou o primeiro lugar na expocom realizada no Rio de Janeiro, alem

Leia mais

A diferença entre marketing, propaganda publicidade, relações públicas e jornalismo Por Renato Galisteu

A diferença entre marketing, propaganda publicidade, relações públicas e jornalismo Por Renato Galisteu A diferença entre marketing, propaganda e publicidade, relações públicas e jornalismo Por Renato Galisteu Communication and social media specialist, passionate tech journalism and Noah's Dad A comunicação

Leia mais

Mídia Kit. Produzido por Luis Daniel da Silva Rodrigo Almeida Tancy Costa Mavignier. Jornalistas

Mídia Kit. Produzido por Luis Daniel da Silva Rodrigo Almeida Tancy Costa Mavignier. Jornalistas Mídia Kit Produzido por Luis Daniel da Silva Rodrigo Almeida Tancy Costa Mavignier Jornalistas Índice Quem somos... 3 Conteúdo... 3 Temática... 4 Periodicidade... 5 Redes Sociais... 5 Estatísticas de visitas...

Leia mais

COMUNICAÇÃO COORDENADA UM OLHAR SOBRE O CONHECIMENTO E A DIVULGAÇÃO CIENTÍFICA NO EIXO RIO/SÃO PAULO: O CASO CÂNCER

COMUNICAÇÃO COORDENADA UM OLHAR SOBRE O CONHECIMENTO E A DIVULGAÇÃO CIENTÍFICA NO EIXO RIO/SÃO PAULO: O CASO CÂNCER II ENCONTRO NACIONAL DE PESQUISADORES EM JORNALISMO SOCIEDADE BRASILEIRA DE PESQUISADORES EM JORNALISMO SBPJor FACULDADE DE COMUNICAÇÃO - UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA 26 E 27 DE NOVEMBRO DE 2004 SALVADOR

Leia mais

SUMÁRIO A REDE BAHIA. 5 PAPELARIA. 13 O JORNAL CORREIO. 5 DESDOBRAMENTO DE CONTEÚDO. 14 A RÁDIO CBN. 5 COMUNICAÇÃO E ENVOLVIMENTO EDITORIAL.

SUMÁRIO A REDE BAHIA. 5 PAPELARIA. 13 O JORNAL CORREIO. 5 DESDOBRAMENTO DE CONTEÚDO. 14 A RÁDIO CBN. 5 COMUNICAÇÃO E ENVOLVIMENTO EDITORIAL. SUMÁRIO A REDE BAHIA... 5 O JORNAL CORREIO... 5 A RÁDIO CBN... 5 SEMINÁRIOS AGENDA BAHIA 2015... 7 DESENVOLVIMENTO REGIONAL... 8 DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL... 9 DESENVOLVIMENTO PRODUTIVO... 10 DESENVOLVIMENTO

Leia mais

NAS TENDAS DA SEXUALIDADE E GÊNERO FARIA, Lívia Monique de Castro UFLA GT-23: Gênero, Sexualidade e Educação Agência Financiadora: MEC e DEPEM

NAS TENDAS DA SEXUALIDADE E GÊNERO FARIA, Lívia Monique de Castro UFLA GT-23: Gênero, Sexualidade e Educação Agência Financiadora: MEC e DEPEM 1 NAS TENDAS DA SEXUALIDADE E GÊNERO FARIA, Lívia Monique de Castro UFLA GT-23: Gênero, Sexualidade e Educação Agência Financiadora: MEC e DEPEM Introdução Inserir a temática da sexualidade e gênero nos

Leia mais