FAQ Escrita de Cases

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "FAQ Escrita de Cases"

Transcrição

1 FAQ Escrita de Cases

2 1. Sobre o que escrever um case e com qual foco? Sua EJ poderá escrever cases de sucesso ou insucesso que tenha trazido muito aprendizado e superação, ou seja, cases distintos da realidade do dia-adia com foco na aplicação geral. Um exemplo seria um case de projeto externo pode ser focado no relacionamento com o professor orientador e tornar-se aplicável a EJs de todas as áreas. A ideia é que sempre proporcione aprendizado para a maioria dos que o leem. 2. Como eu defino em qual categoria está meu case? Modelo de gestão Cases que envolvam toda a EJ, desde atividades relacionadas ao core business até praticas internas de gestão e que se baseiem nos fundamentos do MEG. Projeto interno Práticas internas relativas a alguma das perspectivas do SMD. Projeto externo Projetos do core business. Insucesso Qualquer uma das categorias anteriores, porém referentes a situações que não atingiram os resultados esperados e que, por isso, geraram um plano de ação por parte da EJ. 3. Qual a principal diferença entre escrever case de projeto interno, externo, modelo de gestão e insucesso? Projetos internos e externos são bastante semelhantes no modo de escrever, explanando como foram realizadas as etapas do projeto, desde a ideia do projeto, ou no caso de projeto externo, do contato com o cliente, passando pelo planejamento e execução até o encerramento evidenciando os resultados. Já cases de modelo de gestão são um pouco diferentes, pois se deve escrever em tópicos referentes aos 12 fundamentos do MEG e devem explanar a EJ como um todo, desde atividades relacionadas ao business até praticas internas de gestão. É interessante dar um foco principal para o case, para as informações fornecidas apresentarem contextualização. Por exemplo, um case de modelo de gestão com foco em gestão de pessoas deve procurar salientar as principais técnicas e ferramentas de EJ sobre gestão de pessoas dentro de cada fundamento.

3 Cases de insucesso podem ser de qualquer uma das categorias descritas acima. Dessa forma, a estrutura e as informações se assemelham a um case de sucesso, exceto pelo fato de necessitar de mais explicação dos motivos de a prática não ter dado certo e dicas para outras EJs não passarem pela mesma situação. 4. Por onde começar? Uma dica é começar pelo desenvolvimento, para minimizar o risco de incluir ideias e informações que não se relacionam com a introdução, ou seja, não se limitar ao que está no resumo e introdução quando for elaborar o desenvolvimento. Outra sugestão é começar por um brainstorming com todas as ideias do que colocar no case. Após isso, colocar essas ideias em uma ordem lógica/ cronológica de acontecimento (em caso de projeto interno e externo). Dessa forma, diminui a chance de esquecer algo e melhora a clareza do case. 5. Como começar a desenvolver o case caso ele seja de projeto interno/externo ou de insucesso? Seguido pela dica anterior de começar o case pelo desenvolvimento, a elaboração do case consiste em: Projeto interno/ insucesso: Primeiro, explicar como a empresa identificou o problema. Em seguida, deve-se especificar os métodos utilizados para solucionar o problema, a estratégia de atuação, as coletas feitas e como elas foram aproveitadas. Por fim, vem o detalhamento da execução de todas as atividades e os resultados obtidos em cada etapa, tanto os de sucesso quanto os de insucesso (caso tenha existido, é interessante citar problemas encontrados e como foram solucionados), que foram necessários para atender as necessidades da sua EJ. Projeto externo/ insucesso: Neste caso é importante começar com a explicação de como a empresa de mercado chegou até a Empresa Junior realizadora do projeto e também explicar mais detalhadamente

4 sobre a empresa, sua(s) função(ões), quantidade de funcionários e divisões. O problema deve ser exemplificado, inclusive de vários pontos de vista (cliente, consultor e funcionários), assim como seu agente causador (e como a consultoria identificou-o). Em seguida, assim como no projeto interno, deve-se especificar os métodos utilizados para solucionar o problema, a estratégia de atuação, as coletas feitas e como elas foram aproveitadas. Ainda assim, por fim, vem o detalhamento da execução de todas as atividades e os resultados obtidos em cada etapa, tanto os de sucesso quanto os de insucesso (caso tenha existido, é interessante citar problemas encontrados e como foram solucionados), que foram necessários para atender as necessidades do cliente. Lembrando que o resultado final, tanto de projeto interno, externo e de insucesso, deve ser apresentado na conclusão (é importantíssimo o confronto entre planejado e executado). A apresentação deve ser clara e objetiva, tendo uma linguagem flexível e de possível adaptação ao público destinado. Lembrese de citar as referências, bibliografias utilizadas e metodologias. 6. O que colocar na introdução? A introdução, em geral, deve mostrar o projeto de modo preciso e ao mesmo tempo resumido, é necessário especificar o seu intuito e resultados pretendidos. Consiste também em mostrar como será disposta a estrutura do case, ou seja, o que vai ser discutido no desenvolvimento e na conclusão. É na introdução que a empresa deve ser apresentada, mostrando sua estrutura, especialidade e situação. É interessante divulgar de forma geral algum resultado obtido, sempre com a intenção de manter o interesse do leitor de conhecer sobre o que está sendo escrito até o final. 7. O que colocar na conclusão? A conclusão inicia-se com uma recapitulação geral do que foi abordado e a contextualização do projeto. Em seguida apresenta-se uma síntese conclusiva e os resultados obtidos, pois assim como no desenvolvimento do case foi posto o resultado de partes do processo, na conclusão é interessante expor o

5 resultado da junção de tudo. É importante a apresentação dos impactos causados pelo projeto, bem como a aplicabilidade deste. 8. O que colocar no resumo? Nele deve conter uma breve explicação do case, para que o leitor conheça o tema do projeto que pretende ler. Além disso, deve-se manter a intenção de despertar o interesse do leitor, como na introdução. E cuidado para não exceder ao limite especificado pelo edital. 9. O que é interessante colocar nos anexos? Os anexos servem para facilitar o entendimento do case. Então, tudo o que puder contribuir como fotos, imagens, gráficos, organogramas e afins é bem vindo. Lembrando que os anexos não entram na contagem do número de páginas. 10. O que é interessante colocar nos comentários? Nos comentários é interessante colocar experiências da equipe que elaborou o projeto em questão, se teve alguma dificuldade superada, como foi feito (iniciativas da equipe, conhecimento que agregou e etc.) para solucionar problemas e sugestões para quem está em alguma situação semelhante ou pensa em fazer algo parecido, para que não cometa os mesmos erros. 11. O que é um diferencial em um case? A capacidade de conseguir fazer a maioria dos que lerem tirarem algum aprendizado ou terem algum insight que possa auxiliar nos seus trabalhos é um dos principais diferenciais de um case. Mas conseguir descrever de forma clara e objetiva, apresentando resultados realmente importantes também são características importantíssimas de um bom case. Citar as referências e bibliografias utilizadas, metodologias, com embasamento teórico, entre outros materiais, só agregará valor ao case e proporcionará também um diferencial, visto que isso evidenciará a existência da relação entre teoria e prática, sempre mantendo o destaque na aplicabilidade geral, ou seja, ser aplicável em outras EJs.

6 12. Quanto tempo antes da data de envio devo começar escrever um case? A ideia de um case é que ele não sirva somente para ser enviado para eventos ou premiações, ele pode ser muito útil na gestão do conhecimento da própria EJ. Então é difícil dizer exatamente quanto tempo antes do envio deve-se começar a escreve um case. O ideal seria que fosse uma prática constante, ou caso a EJ não julgue viável escrever cases sempre uma sugestão é escrever relatórios finais bem detalhados de todos os projetos de grande impacto, pois assim, a elaboração de um case sobre o projeto fica facilitada. Enfim, o tempo antes da data de envio depende da velocidade de quem está escrevendo. Antes de começar a escrever um case para enviar a um evento ou premiação, deve-se pensar em alguns aspectos como: Eu tenho informações suficientes para escrever o case colocando os resultados do mesmo? O que preciso fazer para conseguir essas informações? Quem preciso consultar? Essa pessoa é de fácil acesso? Como está minha agenda? Como está a agenda de quem preciso ou de quem seria bom que me auxiliasse? Dessa forma, fazer o planejamento do tempo necessário fica mais fácil. 13. Se o projeto no qual o case está se baseando é feito com certa frequência, posso citar dados anteriores? Sim, inclusive se recomenda. Tudo o que o possa agregar e evidenciar o histórico de crescimento é bem vindo. Isso se torna um ponto a mais para os resultados do case (caso seja um histórico de crescimento). 14. Em que pessoa devo escrever o case? E que tipo de linguagem utilizar? O case deve ser escrito de maneira impessoal e é importante que a linguagem utilizada seja simples e objetiva, porém formal. E se for utilizado algum tipo de linguagem técnica deve-se explicar o conceito para o melhor entendimento dos leitores, que em certos casos podem não ter conhecimento de alguns termos.

7 15. O que entra no número máximo de páginas? O limite de páginas do case varia conforme a sua categoria. O limite de páginas será de 6 (seis) para Projeto Interno, Projeto Externo, Case de Insucesso, e de 8 (oito) para Modelo de Gestão. Os anexos não entram na contagem do número máximo de páginas do case, porém o seu limite máximo é de 2(duas) páginas, portanto uma dica básica é explorar as figuras, gráficos na realização do case, diminuindo o tamanho e colocando o maior número possível. O resumo também não entra na contagem do número máximo de páginas do case, mas ele deve conter no máximo 1000 caracteres. 16. Cases já enviados e premiados em outros eventos, ainda podem ser enviados? Sim, se o seu case foi enviado e premiado em um evento, ele ainda pode ser enviado para outros eventos. No Prêmio FEJEPAR, o que não pode, é enviar um case já premiado no Prêmio FEJEPAR dos anos anteriores. 17. Posso mencionar o nome da EJ e/ou escrever o case em folha timbrada? O case pode ser enviado em dois formatos, um para avaliação, e outro para ser posto no e-prátikas. O corpo do case para avaliação (impessoal) não pode mencionar o nome da EJ, Federação, Núcleo, Instituição de Ensino Superior, pessoas, nome do cliente, localidade, entre outros. Tampouco poder ser escrito em folha timbrada, como por exemplo, com o layout da organização ou logomarca. O case para avaliação deverá estar escrito em folha branca. Porém existem os cases personalizados que servirão para divulgação no site do e- prátikas, com as devidas referências, valorizando o trabalho das EJs. Esses sim podem ser enviados contento informações, como o nome da EJ e folha timbrada. Lembrando que, o case personalizado não é um requisito obrigatório, porém se não for enviado, o case impessoal não será disponibilizado no e- prátikas.

8 18. Quem pode revisar meu case antes do envio? Quanto mais gente que entenda do assunto revisar, melhor! Críticas são sempre bem vindas! Mas algumas dicas são: professor apoiador do projeto, membros da EJ que já tiveram case aprovado, professor de metodologia e pesquisa, entre outros. Além disso, cases enviados para o Prêmio FEJEPAR até o dia 09/07/2012 e que tiverem algum item fora do padrão de formatação ou nas condições de envio que cause desclassificação terão oportunidade de revisão e reenvio, a EJ responsável será avisada por . E do dia 09 ao dia 16 de Julho, a coordenadoria reenviará os cases que tiverem com alguma inconformidade, apontado qual(is)item(ns) estão fora do padrão instituído por esse presente edital. Assim, os cases revisados e enviados pela organização dentro desse prazo, poderão ser reenviados após o dia 16 de Julho. 19. No geral, o que causa a desclassificação de um case? Atraso no envio, exceder limite de páginas, mencionar o nome da EJ, Federação ou Núcleo, esquecer de mandar o arquivo em pdf, ou seja, tudo que fuja do que foi especificado no edital. 20. Onde eu posso encontrar cases escritos para me espelhar? No e-pratikas

EDITAL DE CASES. não foge à luta! ENEJ 2015. 13 a 17 de agosto Centro de Convenções Ulysses Guimarães

EDITAL DE CASES. não foge à luta! ENEJ 2015. 13 a 17 de agosto Centro de Convenções Ulysses Guimarães EDITAL DE CASES ENEJ 2015 não foge à luta! 13 a 17 de agosto Centro de Convenções Ulysses Guimarães sumário 1. O evento 3 2. Organização 3 3. Apresentação do edital 3 4. Calendário 3 5. Condições de participação

Leia mais

Edital para Seleção de Cases. Sábado Jr. 7. Empresário Jr., Sim Senhor!

Edital para Seleção de Cases. Sábado Jr. 7. Empresário Jr., Sim Senhor! Edital para Seleção de Cases Sábado Jr. 7 Empresário Jr., Sim Senhor! Agosto de 2010 Federação das Empresas Juniores da Paraíba CNPJ 11.004.307/0001-87 ÍNDICE 1. Disposições Iniciais...03 2. Condições

Leia mais

1. Apresentação do Edital. 2. O evento. 3. Condições de Participação. 4. Calendário. 5. Dos Problemas propostos. 6. Condições de Envio. 7.

1. Apresentação do Edital. 2. O evento. 3. Condições de Participação. 4. Calendário. 5. Dos Problemas propostos. 6. Condições de Envio. 7. Edital de Cases Construídos no Evento 2.0 Paraná Júnior 2015 1. Apresentação do Edital 2. O evento 3. Condições de Participação 4. Calendário 5. Dos Problemas propostos 5.1. Conteúdo 6. Condições de Envio

Leia mais

Objetiva-se estimular a divulgação das boas práticas das Empresas Juniores em âmbito nacional, registrando suas atividades e práticas inovadoras.

Objetiva-se estimular a divulgação das boas práticas das Empresas Juniores em âmbito nacional, registrando suas atividades e práticas inovadoras. 1-Do Edital A organização do EMEPRO 2013 institui e divulga o presente edital de seleção de cases a serem apresentados durante o Encontro Mineiro de Engenharia de Produção, que detalha as normas bem como

Leia mais

EDITAL DE CASES DE EMPRESAS JUNIORES ENGENHARIA DE PRODUÇÃO

EDITAL DE CASES DE EMPRESAS JUNIORES ENGENHARIA DE PRODUÇÃO EDITAL DE CASES DE EMPRESAS JUNIORES ENGENHARIA DE PRODUÇÃO Campo Mourão 2014 1 - Do Edital A organização do II Encontro Paranaense de Engenharia de Produção e do VIII Encontro de Engenharia de Produção

Leia mais

EDITAL TEMA LIVRE XII JANP

EDITAL TEMA LIVRE XII JANP EDITAL TEMA LIVRE XII JANP A Comissão Organizadora da XII Jornada Acadêmica de Anatomia Aplicada faz saber que estarão abertas, no período de 19 de junho de 2015 a 03 de julho de 2015, as inscrições para

Leia mais

VI Prêmio Voitto e IV ENEJEPRO

VI Prêmio Voitto e IV ENEJEPRO VI Prêmio Voitto e IV ENEJEPRO 1. DO EDITAL A Voitto Treinamento e Desenvolvimento LTDA e a organização do ENEJEPRO 2014 instituem e divulgam o presente edital de seleção de cases a serem apresentados

Leia mais

Prepare-se para uma viagem em

Prepare-se para uma viagem em Prepare-se para uma viagem em que você poderá:. conhecer diversas culturas e perspectivas,. desenvolver novas competências,. participar de uma organização estadual,. obter uma rede de contatos diferenciada,

Leia mais

Sugestão de Roteiro para Elaboração de Monografia de TCC

Sugestão de Roteiro para Elaboração de Monografia de TCC Sugestão de Roteiro para Elaboração de Monografia de TCC Sugerimos, para elaborar a monografia de TCC (Trabalho de Conclusão de Curso), que o aluno leia atentamente essas instruções. Fundamentalmente,

Leia mais

Seminário de Pesquisa Prof. José Carlos Vinhais

Seminário de Pesquisa Prof. José Carlos Vinhais 1 MANUAL DE ELABORAÇÃO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO 1 PRINCIPIOS O Seminário de Pesquisa exigido pelo curso de Administração é um projeto de atividades centrado em áreas teórico práticas, e deverá

Leia mais

EMPREENDA! 6ª Edição - DÚVIDAS FREQUENTES

EMPREENDA! 6ª Edição - DÚVIDAS FREQUENTES EMPREENDA! 6ª Edição - DÚVIDAS FREQUENTES O que é o EMPREENDA? É uma competição de empreendedorismo e inovação, que em 2013 chega a sua 6ª edição, voltada para todos os alunos de cursos Técnicos, do Programa

Leia mais

II M O S T R A D E C U L T U R A, C I Ê N C I A E T E C N O L O G I A D O I F R O. E d i t a l DOS OBJETIVOS DA ESTRUTURA DA MOSTRA

II M O S T R A D E C U L T U R A, C I Ê N C I A E T E C N O L O G I A D O I F R O. E d i t a l DOS OBJETIVOS DA ESTRUTURA DA MOSTRA II M O S T R A D E C U L T U R A, C I Ê N C I A E T E C N O L O G I A D O I F R O E d i t a l DOS OBJETIVOS Art. 1º A II Mostra de Cultura, Ciência e Tecnologia do IFRO, evento de caráter integrador, tem

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO DE TEMA LIVRE XV CONGRESSO ACADÊMICO DE MEDICINA DA FACULDADE DE CIÊNCIAS MÉDICAS DE MINAS GERAIS DAS CONDIÇÕES GERAIS

EDITAL DE SELEÇÃO DE TEMA LIVRE XV CONGRESSO ACADÊMICO DE MEDICINA DA FACULDADE DE CIÊNCIAS MÉDICAS DE MINAS GERAIS DAS CONDIÇÕES GERAIS EDITAL DE SELEÇÃO DE TEMA LIVRE XV CONGRESSO ACADÊMICO DE MEDICINA DA FACULDADE DE CIÊNCIAS MÉDICAS DE MINAS GERAIS DAS CONDIÇÕES GERAIS Art. 1º. Incentivar e promover o intercâmbio científico e cultural

Leia mais

Métodos e Técnicas de Pesquisas ARTIGO CIENTÍFICO. Professor Adm. Walter Martins Júnior CRA-PR 15.063

Métodos e Técnicas de Pesquisas ARTIGO CIENTÍFICO. Professor Adm. Walter Martins Júnior CRA-PR 15.063 Métodos e Técnicas de Pesquisas ARTIGO CIENTÍFICO Professor Adm. Walter Martins Júnior CRA-PR 15.063 ALGUMAS REGRAS 2 não deixe para a última hora escreva leia alguns relatórios ou resumos faça um esboço

Leia mais

EMPREENDA! 7ª Edição - DÚVIDAS FREQUENTES

EMPREENDA! 7ª Edição - DÚVIDAS FREQUENTES EMPREENDA! 7ª Edição - DÚVIDAS FREQUENTES O que é o EMPREENDA? É uma competição de empreendedorismo e inovação, que em 2014 chega a sua 7ª edição, voltada para todos os alunos de cursos Técnicos, do Programa

Leia mais

Passo 3 Como se cadastrar no Elancers. Dicas valiosas para preencher um currículo via site

Passo 3 Como se cadastrar no Elancers. Dicas valiosas para preencher um currículo via site Passo 3 Como se cadastrar no Elancers Este Passo é fundamental para que você seja encontrado dentre tantos outros curriculuns, e existem detalhes simples que podem fazer a diferença. Espero poder contribuir

Leia mais

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO MANUAL DE ORIENTAÇÃO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO MANUAL DE ORIENTAÇÃO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO MANUAL DE ORIENTAÇÃO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO A partir do 5º ciclo Arujá - SP 2013 1 SUMÁRIO Apresentação..... 2 1. Objetivo Geral do Estágio Supervisionado.... 3 2. Como o Estágio

Leia mais

ORIENTAÇÕES PARA ELABORAÇÃO DE PROJETOS SOCIAIS

ORIENTAÇÕES PARA ELABORAÇÃO DE PROJETOS SOCIAIS ORIENTAÇÕES PARA ELABORAÇÃO DE PROJETOS SOCIAIS A IMPORTÂNCIA DO PROCESSO DE PLANEJAMENTO Para a realização de um projeto é necessário refletir sobre os passos que devem ser seguidos, entender a realidade

Leia mais

Empreenda! 8ª Edição Dúvidas Frequentes

Empreenda! 8ª Edição Dúvidas Frequentes Empreenda! 8ª Edição Dúvidas Frequentes O que é o Empreenda? É uma competição de empreendedorismo e inovação, que em 2015 chega a sua 8ª edição, voltada para todos os alunos de cursos Técnicos, do Programa

Leia mais

UNIDADE 5 A estrutura de um Plano de Negócios

UNIDADE 5 A estrutura de um Plano de Negócios UNIDADE 5 A estrutura de um Plano de Negócios É evidente a importância de um bom plano de negócios para o empreendedor, mas ainda existem algumas questões a serem respondidas, por exemplo: Como desenvolver

Leia mais

Gestão de Pessoas. Liderança e oratória. Segurança no trabalho. Treinamento na área de Engenharia de Alimentos

Gestão de Pessoas. Liderança e oratória. Segurança no trabalho. Treinamento na área de Engenharia de Alimentos Newsletter Maio de 2013 Gestão de Pessoas Treinamentos: Não há uma maneira de nos desenvolvermos, sem aumentarmos nossas habilidades, sejam elas intelectuais ou técnicas. Treinar é o ato intencional de

Leia mais

FACULDADE DE TECNOLOGIA RUBENS LARA Análise e Desenvolvimento de Sistemas

FACULDADE DE TECNOLOGIA RUBENS LARA Análise e Desenvolvimento de Sistemas FACULDADE DE TECNOLOGIA RUBENS LARA Análise e Desenvolvimento de Sistemas Trabalho de Conclusão de Curso Regulamento (2013/01) Professor Responsável: Ms. Gerson Prando Santos, 17 de março de 2013. Versão

Leia mais

PRÊMIO CARLOS DREHER. Um negócio que não produz nada além de dinheiro é um negócio pobre. (Henry Ford) REGULAMENTO

PRÊMIO CARLOS DREHER. Um negócio que não produz nada além de dinheiro é um negócio pobre. (Henry Ford) REGULAMENTO PRÊMIO CARLOS DREHER Um negócio que não produz nada além de dinheiro é um negócio pobre. (Henry Ford) Carlos Dreher dedicou mais de duas décadas a uma fotografia transformadora, aquela que propicia cidadania

Leia mais

TI TRABALHO INTERDISCIPLINAR

TI TRABALHO INTERDISCIPLINAR TI TRABALHO INTERDISCIPLINAR MANUAL DE ELABORAÇÃO DO TI CURITIBA 2009-1 2 SUMÁRIO Pag. 1 O QUE É O TI (TRABALHO INTERDISCIPLINAR)... 3 2 OBJETIVOS DO TI... 3 3 CARACTERÍSTICAS DO TI... 3 4 EQUIPES... 4

Leia mais

Manual de conduta nas mídias sociais. colégio magnum cidade nova

Manual de conduta nas mídias sociais. colégio magnum cidade nova Manual de conduta nas mídias sociais colégio magnum cidade nova Manual de conduta nas mídias sociais Práticas de comportamento dos educadores do Colégio Magnum nas mídias sociais A Magnum 2 Introdução

Leia mais

SEMINÁRIO . ORGANIZAÇÃO DO SEMINÁRIO.

SEMINÁRIO . ORGANIZAÇÃO DO SEMINÁRIO. SEMINÁRIO Seminário é um grupo de pessoas que se reúnem com o propósito de estudar um tema sob a direção de um professor ou autoridade na matéria. O nome desta técnica vem da palavra semente, indicando

Leia mais

FEJEPAR. Plano de Cargos 2012

FEJEPAR. Plano de Cargos 2012 FEJEPAR Plano de Cargos 2012 1. Preciso estar em uma EJ federada para fazer parte da FEJEPAR? R: Não, mas é preciso, ao menos, ter feito parte de uma EJ. 2. É necessário exclusividade para o(s) cargo(s)?

Leia mais

Regulamento. Prêmio Dr. Cidadão Edição 2013

Regulamento. Prêmio Dr. Cidadão Edição 2013 Regulamento Prêmio Dr. Cidadão Edição 2013 Objetivos Certificar, valorizar, incentivar e divulgar projetos idealizados e executados por acadêmicos de medicina nas áreas de saúde, educação, meio ambiente

Leia mais

Manual de regras do Programa de valorização de boas idéias

Manual de regras do Programa de valorização de boas idéias GLOBAL SERVIÇOS E ASSISTÊNCIA 24H NO AR Manual de regras do Programa de valorização de boas idéias Versão 1.0 25/02/2011 Ano 2011 RESUMO Este documento tem como objetivo esclarecer as regras e os critérios

Leia mais

XXII JORNADA ACADÊMICA DE MEDICINA Edital Para Envio de Trabalhos Científicos

XXII JORNADA ACADÊMICA DE MEDICINA Edital Para Envio de Trabalhos Científicos XXII JORNADA ACADÊMICA DE MEDICINA Edital Para Envio de Trabalhos Científicos 1) DISPOSIÇÕES GERAIS 1.1. O prazo para inscrição de trabalhos científicos terá início em 30 de Março de 2015 às 00:00 e prazo

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO DA FUNDAÇÃO EDUCACIONAL GUAXUPÉ U N I F E G ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS COORDENADORIA GERAL DE ESTÁGIOS SUPERVISIONADOS CGES/UNIFEG

CENTRO UNIVERSITÁRIO DA FUNDAÇÃO EDUCACIONAL GUAXUPÉ U N I F E G ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS COORDENADORIA GERAL DE ESTÁGIOS SUPERVISIONADOS CGES/UNIFEG CENTRO UNIVERSITÁRIO DA FUNDAÇÃO EDUCACIONAL GUAXUPÉ U N I F E G ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS COORDENADORIA GERAL DE ESTÁGIOS SUPERVISIONADOS CGES/UNIFEG RELATÓRIO FINAL DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO

Leia mais

e-mag Checklist de Acessibilidade Manual para Deficientes Visuais

e-mag Checklist de Acessibilidade Manual para Deficientes Visuais Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação Departamento de Governo Eletrônico Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica

Leia mais

I ENCONTRO DE CIÊNCIA & TECNOLOGIA IJN/FARO - EDITAL 2014 -

I ENCONTRO DE CIÊNCIA & TECNOLOGIA IJN/FARO - EDITAL 2014 - A Direção da Faculdade de Rondônia - IJN/FARO torna público por meio deste edital, as informações para realização do I Encontro de Ciência & Tecnologia, que acontecerá nos dias 16 e 17 de outubro de 2014.

Leia mais

Habilidades são adquiridas muitas pessoas amam nos ajudar Há quem preste os serviços que precisamos

Habilidades são adquiridas muitas pessoas amam nos ajudar Há quem preste os serviços que precisamos Você deve criar um excelente Jornal de Unidade, que chegue na casa de cada uma de suas Consultoras com regularidade no início de cada mês. Esse Jornal deve conter reconhecimento, inspiração e informação.

Leia mais

PRÊMIO IEL/CE- MELHORES PRÁTICAS DE ESTÁGIO/2013 REGULAMENTO

PRÊMIO IEL/CE- MELHORES PRÁTICAS DE ESTÁGIO/2013 REGULAMENTO PRÊMIO IEL/CE- MELHORES PRÁTICAS DE ESTÁGIO/2013 REGULAMENTO 2013 Prêmio IEL/CE- Melhores Práticas de Estágio 2013 1 de 16 Sumário 1. O PRÊMIO...2 2. OBJETIVOS...3 3. CATEGORIAS DA PREMIAÇÃO...3 4. FASES

Leia mais

5 Passos para vender mais com o Instagram

5 Passos para vender mais com o Instagram 5 Passos para vender mais com o Instagram Guia para iniciantes melhorarem suas estratégias ÍNDICE 1. Introdução 2. O Comportamento das pessoas na internet 3. Passo 1: Tenha um objetivo 4. Passo 2: Defina

Leia mais

PROJETO ARARIBÁ. Um projeto que trabalha a compreensão leitora, apresenta uma organização clara dos conteúdos e um programa de atividades específico.

PROJETO ARARIBÁ. Um projeto que trabalha a compreensão leitora, apresenta uma organização clara dos conteúdos e um programa de atividades específico. PROJETO ARARIBÁ Um projeto que trabalha a compreensão leitora, apresenta uma organização clara dos conteúdos e um programa de atividades específico. ARARIBÁ HISTÓRIA O livro tem oito unidades, divididas

Leia mais

FICHA DE INSCRIÇÃO PRÊMIO PROFESSORES DO BRASIL 2015

FICHA DE INSCRIÇÃO PRÊMIO PROFESSORES DO BRASIL 2015 Bem - vindo ao Prêmio Professores do Brasil! FICHA DE INSCRIÇÃO PRÊMIO PROFESSORES DO BRASIL 2015 O processo de inscrição foi pensado para ajudá-lo a refletir sobre práticas de ensino e aprendizagem desenvolvidas

Leia mais

MANUAL PARA CADASTRO DE PROJETOS

MANUAL PARA CADASTRO DE PROJETOS MANUAL PARA CADASTRO DE PROJETOS O QUE É O AMOR ANIMAL? É um site de financiamento coletivo, onde pessoas e/ou entidades cadastram iniciativas exclusivas para causas animais. Estes projetos ficam abertos

Leia mais

PROJETO DE PESQUISA DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO DO USJ 2014-1 Profa. MSc. Renata Silva 1

PROJETO DE PESQUISA DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO DO USJ 2014-1 Profa. MSc. Renata Silva 1 PROJETO DE PESQUISA DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO DO USJ 2014-1 Profa. MSc. Renata Silva 1 O trabalho científico deve ser precedido de um projeto. Projeto é um planejamento minucioso de forma racional e sistemático

Leia mais

Manual do Participante

Manual do Participante Manual do Participante Sumário Considerações Gerais... 3 Introdução... 4 Funções do seu Painel de Controle... 4 Interagindo com outros participantes... 5 Descrição Geral do DNA... 5 Critérios de classificação

Leia mais

Edital do projeto Eu Sou Brasil Júnior. Documento explicativo sobre o envio e seleção dos vídeos que farão parte do clipe Eu Sou Brasil Júnior

Edital do projeto Eu Sou Brasil Júnior. Documento explicativo sobre o envio e seleção dos vídeos que farão parte do clipe Eu Sou Brasil Júnior Edital do projeto Eu Sou Brasil Júnior Documento explicativo sobre o envio e seleção dos vídeos que farão parte do clipe Eu Sou Brasil Júnior Maio de 2010 1 - CONSIDERAÇÕES INICIAIS i. Do Edital Esse edital

Leia mais

CEAP CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DO AMAPÁ CURSO DE ADMINISTRAÇÃO DISCIPLINA COMÉRCIO ELETRÔNICO PROF. CÉLIO CONRADO

CEAP CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DO AMAPÁ CURSO DE ADMINISTRAÇÃO DISCIPLINA COMÉRCIO ELETRÔNICO PROF. CÉLIO CONRADO Contexto e objetivos CEAP CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DO AMAPÁ CURSO DE ADMINISTRAÇÃO DISCIPLINA COMÉRCIO ELETRÔNICO PROF. CÉLIO CONRADO O desenvolvimento do plano de negócios, como sistematização das idéias

Leia mais

Danilo Nascimento Fundador do Segredos de Concurso www.segredosdeconcurso.com.br

Danilo Nascimento Fundador do Segredos de Concurso www.segredosdeconcurso.com.br Olá, concurseiro! É um grande prazer poder lhe dar algumas dicas básicas a respeito da sua preparação para um Concurso Público. Sei que esse é um grande sonho, e ter a oportunidade de colaborar com a construção

Leia mais

Caro(a) aluno(a), Estaremos juntos nesta caminhada. Coordenação NEO

Caro(a) aluno(a), Estaremos juntos nesta caminhada. Coordenação NEO Caro(a) aluno(a), seja bem-vindo às Disciplinas Online da Faculdade Presidente Antônio Carlos de Bom Despacho e Faculdade de Educação de Bom Despacho. Em pleno século 21, na era digital, não poderíamos

Leia mais

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS MANUAL DE ORIENTAÇÃO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS MANUAL DE ORIENTAÇÃO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS MANUAL DE ORIENTAÇÃO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO Alunos do 5º ciclo, a partir de 2012 Arujá - SP 2012 1 SUMÁRIO APRESENTAÇÃO... 3 1. OBJETIVO GERAL DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO

Leia mais

INSTITUTO FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE CAMPUS CENTRAL NATAL DIRETORIA DE ENSINO E TECNOLOGIA EM CONSTRUÇÃO CIVIL

INSTITUTO FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE CAMPUS CENTRAL NATAL DIRETORIA DE ENSINO E TECNOLOGIA EM CONSTRUÇÃO CIVIL INSTITUTO FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE CAMPUS CENTRAL NATAL DIRETORIA DE ENSINO E TECNOLOGIA EM CONSTRUÇÃO CIVIL NORMAS PARA ELABORAÇÃO DE UM RELATÓRIO TÉCNICO Eurípedes de Medeiros Junior 1 Mara Matos

Leia mais

COMO CRIAR UMA LISTA DE EMAILS GASTANDO MUITO POUCO

COMO CRIAR UMA LISTA DE EMAILS GASTANDO MUITO POUCO COMO CRIAR UMA LISTA DE EMAILS GASTANDO MUITO POUCO O dinheiro está na lista Junte emails e você estará mais perto da lista dos homens mais ricos do mundo. Essa é uma frase repleta de exageros, mas foi

Leia mais

QUALIDATA Soluções em Informática. Módulo CIEE com convênio empresas

QUALIDATA Soluções em Informática. Módulo CIEE com convênio empresas FM-0 1/21 ÍNDICE 1. MÓDULO DESKTOP(SISTEMA INSTALADO NO CIEE)... 2 Cadastro de Ofertas de Empregos:... 2 Cadastro de Eventos:... 3 Cadastro de Instituições do Curriculum:... 5 Cadastro de Cursos do Curriculum:...

Leia mais

Manual de Publicaça o no Blog da Aça o TRIBOS nas Trilhas da Cidadania

Manual de Publicaça o no Blog da Aça o TRIBOS nas Trilhas da Cidadania Manual de Publicaça o no Blog da Aça o TRIBOS nas Trilhas da Cidadania Sumário Objetivos do Blog... 2 Log-in... 3 Esqueci minha senha... 4 Utilizando o Blog... 5 Encontrando seu Blog... 5 Conhecendo o

Leia mais

Diretrizes da Comissão Regional de Imagem e Comunicação Dos Escoteiros do Brasil. Região do Rio Grande do Sul

Diretrizes da Comissão Regional de Imagem e Comunicação Dos Escoteiros do Brasil. Região do Rio Grande do Sul Diretrizes da Comissão Regional de Imagem e Comunicação Dos Escoteiros do Brasil Após um mais de ano de trabalho e experiências adquiridas a CRIC apresenta à diretoria regional as diretrizes que regem

Leia mais

PREPARE-SE PARA LUCRAR COM O DIA DOS PAIS EM 4 SEMANAS. 2014 Universo Online S/A. Todos os direitos reservados. www.uolhost.com.br

PREPARE-SE PARA LUCRAR COM O DIA DOS PAIS EM 4 SEMANAS. 2014 Universo Online S/A. Todos os direitos reservados. www.uolhost.com.br PREPARE-SE PARA LUCRAR COM O DIA DOS PAIS EM 4 S Super-heróis, ídolos, amigos, protetores. O segundo domingo de agosto é a data dedicada a eles: os pais. Quem tem uma loja virtual também comemora a ocasião,

Leia mais

AS PROFISSÕES E A CONSTRUÇÃO DA SUSTENTABILIDADE EM SUAS DIMENSÕES:

AS PROFISSÕES E A CONSTRUÇÃO DA SUSTENTABILIDADE EM SUAS DIMENSÕES: REGULAMENTO CAPÍTULO I - DO CONCURSO Art. 1 o O Concurso de Monografias e Trabalhos de Iniciação Científica é uma iniciativa da ArcelorMittal Brasil e tem como objetivo estimular e apoiar as ações e os

Leia mais

I Feira de Ciências e Engenharias da Universidade Federal da Grande Dourados (FECEN/UFGD) Edital FECEN nº 1, 04 de Maio de 2015

I Feira de Ciências e Engenharias da Universidade Federal da Grande Dourados (FECEN/UFGD) Edital FECEN nº 1, 04 de Maio de 2015 I Feira de Ciências e Engenharias da Universidade Federal da Grande Dourados (FECEN/UFGD) Edital FECEN nº 1, 04 de Maio de 2015 A I Feira de Ciências e Engenharias da Universidade Federal da Grande Dourados

Leia mais

REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO

REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO FACULDADE DE ESTUDOS SOCIAIS DO ESPÍRITO SANTO FACULDADE PIO XII REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO ( 6º PERÍODO/2013-7º PERÍODO/2014-8º PERÍODO/2014 ) Cariacica 2013/2014 FACULDADE DE ESTUDOS

Leia mais

O DESENVOLVIMENTO DE OFICINAS DE ARTESANATO COM USUÁRIOS DO CAPS AD NO MUNICÍPIO DE CANOAS-RS. Introdução

O DESENVOLVIMENTO DE OFICINAS DE ARTESANATO COM USUÁRIOS DO CAPS AD NO MUNICÍPIO DE CANOAS-RS. Introdução O DESENVOLVIMENTO DE OFICINAS DE ARTESANATO COM USUÁRIOS DO CAPS AD NO MUNICÍPIO DE CANOAS-RS GT 7 - Economia solidária e sustentabilidades Relato de experiência SOUZA, Égon Ferreira 1 RESUMO O presente

Leia mais

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM AGRONEGÓCIO

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM AGRONEGÓCIO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM AGRONEGÓCIO REGIMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO Patrocínio,Outubro de 2013 SUMÁRIO Título I - Disposições Preliminares... 02 Título II - Da Caracterização... 02

Leia mais

3 cm UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS UNIDADE UNIVERSITÁRIA DE LUZIÂNIA

3 cm UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS UNIDADE UNIVERSITÁRIA DE LUZIÂNIA 3 cm UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS UNIDADE UNIVERSITÁRIA DE LUZIÂNIA NOME DO AUTOR (fonte tamanho 12, arial, todas em maiúscula, negrito, centralizado) ESTÁGIO SUPERVISIONADO I OU II DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

Leia mais

ELABORAÇÃO DE PROJETOS SOCIAIS. Instrutora: Aneliese Nascimento

ELABORAÇÃO DE PROJETOS SOCIAIS. Instrutora: Aneliese Nascimento Instrutora: Aneliese Nascimento O QUE É UM PROJETO? 4 Instrumento de comunicação. 4 Instrumento de intervenção em um ambiente ou situação para mudanças. 4 Instrumento para fazer algo inovador. O QUE DEVE

Leia mais

REGULAMENTO PROGRAMA DE INCENTIVO: COM A BELCORP MEU FIM DE ANO É SHOW O PROGRAMA DE INCENTIVO: COM A BELCORP MEU FIM DE ANO É SHOW

REGULAMENTO PROGRAMA DE INCENTIVO: COM A BELCORP MEU FIM DE ANO É SHOW O PROGRAMA DE INCENTIVO: COM A BELCORP MEU FIM DE ANO É SHOW REGULAMENTO PROGRAMA DE INCENTIVO: COM A BELCORP MEU FIM DE ANO É SHOW O PROGRAMA DE INCENTIVO: COM A BELCORP MEU FIM DE ANO É SHOW Este Programa de Incentivo é realizado pela Belcorp do Brasil Distribuidora

Leia mais

Práticas Utilizadas em Projetos Externos: A Busca Pela Excelência das Consultorias. Categoria: Workshop Temática: Projetos

Práticas Utilizadas em Projetos Externos: A Busca Pela Excelência das Consultorias. Categoria: Workshop Temática: Projetos Práticas Utilizadas em Projetos Externos: A Busca Pela Excelência das Consultorias. Categoria: Workshop Temática: Projetos CONTATOS Caroline Barin Menezes Diretora de Consultorias carolinebarin@objetivajr.com

Leia mais

II Encontro de Ciência e Tecnologia FARO/IJN. Edital 2015. Tema: LUZ, CIÊNCIA E VIDA.

II Encontro de Ciência e Tecnologia FARO/IJN. Edital 2015. Tema: LUZ, CIÊNCIA E VIDA. II Encontro de Ciência e Tecnologia FARO/IJN Edital 2015 Tema: LUZ, CIÊNCIA E VIDA. A Direção da Faculdade de Rondônia FARO/IJN torna público, por meio deste edital, as informações para realização do II

Leia mais

Esse programa visa a organização contínua e a efetividade do Processo Único de Federação, que contará com a inserção de um edital.

Esse programa visa a organização contínua e a efetividade do Processo Único de Federação, que contará com a inserção de um edital. Esse programa visa a organização contínua e a efetividade do Processo Único de Federação, que contará com a inserção de um edital. Esse terá suas etapas e prazos muito bem definidos, garantindo um processo

Leia mais

MOSTRA DE CULTURA, CIÊNCIA E TECNOLOGIA ORIENTAÇÕES PARA MONTAGEM DO DOSSIÊ

MOSTRA DE CULTURA, CIÊNCIA E TECNOLOGIA ORIENTAÇÕES PARA MONTAGEM DO DOSSIÊ MOSTRA DE CULTURA, CIÊNCIA E TECNOLOGIA ORIENTAÇÕES PARA MONTAGEM DO DOSSIÊ Prezada Equipe, É com grande prazer que recebemos sua proposta de participação na I Mostra de Cultura, Ciência e Tecnologia do

Leia mais

Pré-texto. Texto. Pós-texto. Estrutura do Trabalho Final de Curso. A estrutura do Trabalho Final de Curso compreende: pré-texto, texto e pós-texto.

Pré-texto. Texto. Pós-texto. Estrutura do Trabalho Final de Curso. A estrutura do Trabalho Final de Curso compreende: pré-texto, texto e pós-texto. Estrutura do Trabalho Final de Curso A estrutura do Trabalho Final de Curso compreende: pré-texto, texto e pós-texto. Pré-texto Capa Folha de Rosto Dedicatória Agradecimentos Epígrafe Resumo Sumário Texto

Leia mais

MANUAL PARA INSCRIÇÃO online EM EDITAIS. Versão 1.0

MANUAL PARA INSCRIÇÃO online EM EDITAIS. Versão 1.0 MANUAL PARA INSCRIÇÃO online EM EDITAIS Versão 1.0 1 >> 1º Passo: Para acessar o SalicWeb Para inscrever a sua iniciativa cultural nos editais do Ministério da Cultura acesse o Sistema SalicWeb no endereço

Leia mais

Guia de Orientação para o Trabalho de Conclusão de Curso (TCC)

Guia de Orientação para o Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) 1 Guia de Orientação para o Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) Gepós Unidade de Gestão de Pós Graduação Como requisito obrigatório para a obtenção do certificado de pós-graduação, o TCC deve ser desenvolvido

Leia mais

Fundamentos de Informática. Técnicas de apresentação

Fundamentos de Informática. Técnicas de apresentação Fundamentos de Informática Técnicas de apresentação 1º Semestre Prof. Nataniel Vieira - nataniel.vieira@gmail.com Estrutura Básica Capa Índice (Não Obrigatório) Introdução Abertura para Perguntas Conclusão

Leia mais

COMO ESCREVER UM MANUAL DE INSTRUÇÕES CONFORME A NR 12 (25/06/15):

COMO ESCREVER UM MANUAL DE INSTRUÇÕES CONFORME A NR 12 (25/06/15): COMO ESCREVER UM MANUAL DE INSTRUÇÕES CONFORME A NR 12 (25/06/15): Com a publicação do texto revisado da Norma Regulamentadora 12, em 25 de Junho de 2015 pela Portaria MTE 857 do Ministério do Trabalho

Leia mais

EDITAL DE TEMAS LIVRES XXVI ECAM

EDITAL DE TEMAS LIVRES XXVI ECAM EDITAL DE TEMAS LIVRES XXVI ECAM 1. DAS DISPOSIÇÕES GERAIS Poderão ser inscritos no XXVI Encontro Científico dos Acadêmicos de Medicina (XXVI ECAM), a ser realizado entre os dias 24 e 26 de setembro de

Leia mais

FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO E NEGÓCIOS - FAN CEUNSP SALTO /SP CURSO DE TECNOLOGIA EM MARKETING TRABALHO INTERDISCIPLINAR

FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO E NEGÓCIOS - FAN CEUNSP SALTO /SP CURSO DE TECNOLOGIA EM MARKETING TRABALHO INTERDISCIPLINAR APRESENTAÇÃO DO TI O Trabalho Interdisciplinar é um projeto desenvolvido ao longo dos dois primeiros bimestres do curso. Os alunos tem a oportunidade de visualizar a unidade da estrutura curricular do

Leia mais

COMO REALIZAR UM SEMINÁRIO. Gilberto Luiz de Azevedo Borges - Departamento de Educação -1B-Botucatu-UNESP

COMO REALIZAR UM SEMINÁRIO. Gilberto Luiz de Azevedo Borges - Departamento de Educação -1B-Botucatu-UNESP COMO REALIZAR UM SEMINÁRIO Gilberto Luiz de Azevedo Borges - Departamento de Educação -1B-Botucatu-UNESP A técnica do seminário tem sido usualmente entendida como sinônimo de exposição. O "seminário",

Leia mais

Orientações para Professores. Prezado professor,

Orientações para Professores. Prezado professor, Orientações para Professores Prezado professor, No ano em que a Oficina do texto comemora 10 anos, todos os olhares se voltam para um país em especial: a África do Sul sede da Copa do Mundo de Futebol.

Leia mais

SEMINÁRIO DE PÓS-GRADUAÇÃO 2014. Normas para inscrição de trabalhos

SEMINÁRIO DE PÓS-GRADUAÇÃO 2014. Normas para inscrição de trabalhos SEMINÁRIO DE PÓS-GRADUAÇÃO 2014 Normas para inscrição de trabalhos 1. Disposições Gerais A Pró-Reitoria de Pesquisa e Inovação, no uso das atribuições que lhe são conferidas, comunica as normas e condições

Leia mais

Educação a Distância Definições

Educação a Distância Definições Educação a Distância Definições Educação a distância é o processo de ensino-aprendizagem, mediado por tecnologias, onde professores e alunos estão separados espacial e/ou temporalmente; Visa a interação

Leia mais

ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO DO RELATÓRIO FINAL DE ESTÁGIO

ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO DO RELATÓRIO FINAL DE ESTÁGIO Escola Profissionalizante Francisca Nobre da Cruz Educação Profissional Credenciada pelo o parecer Nº 0484/2009 do CEE/CE, DOE nº 005 08.01.2010 Recredenciamento nº 1788/2013, DOE nº 216 18.11.2013 - Censo

Leia mais

PLANO DE NEGÓCIOS. UM ESTUDO SOBRE SUA IMPORTÂNCIA E ESTRUTURA

PLANO DE NEGÓCIOS. UM ESTUDO SOBRE SUA IMPORTÂNCIA E ESTRUTURA PLANO DE NEGÓCIOS. UM ESTUDO SOBRE SUA IMPORTÂNCIA E ESTRUTURA FELIPE RABELO DE AGUIAR Graduando do Curso de Ciências Contábeis da UFPA feliperabelo11@yahoo.com.br Héber Lavor Moreira Professor Orientador

Leia mais

APRESENTANDO TRABALHOS NA JORNADA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA Unifebe. Profª Heloisa Helena

APRESENTANDO TRABALHOS NA JORNADA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA Unifebe. Profª Heloisa Helena APRESENTANDO TRABALHOS NA JORNADA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA Unifebe Profª Heloisa Helena SOBRE A JORNADA A Jornada de Iniciação Científica é um evento permanente da Unifebe e se constitui em uma ação

Leia mais

Guia de Inscrição Grandes Cases de Embalagem 2015

Guia de Inscrição Grandes Cases de Embalagem 2015 Guia de Inscrição Grandes Cases de Embalagem 2015 Antes de iniciar Qualquer empresa pode concorrer ao Prêmio Grandes Cases de Embalagem, desde que não se situe no início da cadeia produtiva (fornecedores

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ SETOR DE CIÊNCIAS EXATAS DEPARTAMENTO DE QUÍMICA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ SETOR DE CIÊNCIAS EXATAS DEPARTAMENTO DE QUÍMICA UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ SETOR DE CIÊNCIAS EXATAS DEPARTAMENTO DE QUÍMICA CQ043 - ESTÁGIO SUPERVISIONADO SEGUNDO SEMESTRE DE 2013 CALENDÁRIO E ORIENTAÇÕES OPÇÃO 1: INÍCIO A PARTIR DE 01 DE AGOSTO

Leia mais

CONSTRUINDO MINHA MONOGRAFIA

CONSTRUINDO MINHA MONOGRAFIA CONSTRUINDO MINHA MONOGRAFIA 1 Prezado(a) aluno(a), Este roteiro foi preparado para auxiliá-lo na elaboração de sua monografia (TCC). Ele o apoiará na estruturação das etapas do seu trabalho de maneira

Leia mais

EDITAL PRÊMIO MELHOR CAMPANHA DE VOZ- 2013

EDITAL PRÊMIO MELHOR CAMPANHA DE VOZ- 2013 EDITAL PRÊMIO MELHOR CAMPANHA DE VOZ- 2013 DAS CATEGORIAS: 1. O Departamento de Voz da Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia - SBFa em 2013 premiará três categorias de Campanhas de Voz realizadas em comemoração

Leia mais

Faculdades Integradas do Vale do Ivaí

Faculdades Integradas do Vale do Ivaí RESOLUÇÃO Nº 02/2008 Implanta o Programa de Nivelamento e Monitoria Discente das Faculdades Integradas do Vale do Ivaí. CONSIDERANDO a responsabilidade assumida pelas Faculdades Integradas do Vale do Ivaí

Leia mais

O tutorial do ambiente virtual tem o intuito de abordar e solucionar problemas que venham a existir sobre os seguintes pontos:

O tutorial do ambiente virtual tem o intuito de abordar e solucionar problemas que venham a existir sobre os seguintes pontos: 1.Tutorial Ambiente Virtual EAD Núcleo EAD Tutorial EAD O tutorial do ambiente virtual tem o intuito de abordar e solucionar problemas que venham a existir sobre os seguintes pontos: 1.1. Acesso ao Sistema.

Leia mais

#10 PRODUZIR CONTEÚDO SUPER DICAS ATRATIVO DE PARA COMEÇAR A

#10 PRODUZIR CONTEÚDO SUPER DICAS ATRATIVO DE PARA COMEÇAR A #10 SUPER DICAS PARA COMEÇAR A Pantone 715 C 100% Black 80% Black C: 0 M: 55 Y: 95 K: 0 C: 0 M: 0 Y: 0 K: 100 C: 0 M: 0 Y: 0 K: 80 PRODUZIR CONTEÚDO ATRATIVO DE Confira estas super dicas para você produzir

Leia mais

Estrutura do Trabalho: Fazer um resumo descrevendo o que será visto em cada capítulo do trabalho.

Estrutura do Trabalho: Fazer um resumo descrevendo o que será visto em cada capítulo do trabalho. UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ A monografia é um texto escrito contendo o resultado da pesquisa realizada como trabalho de conclusão do curso de especialização. Os itens básicos a constarem da monografia

Leia mais

ESCOLA ELEVA EDITAL DE SELEÇÃO DE ALUNOS PARA O ANO LETIVO DE 2017

ESCOLA ELEVA EDITAL DE SELEÇÃO DE ALUNOS PARA O ANO LETIVO DE 2017 Rua General Severiano 159 Botafogo Rio de Janeiro RJ 22290-040 escolaeleva@elevaeducacao.com.br ESCOLA ELEVA EDITAL DE SELEÇÃO DE ALUNOS PARA O ANO LETIVO DE 2017 Edital Nº 1/2016 admissão às turmas do

Leia mais

Guia de Inscrição Grandes Cases de Embalagem 2014

Guia de Inscrição Grandes Cases de Embalagem 2014 Guia de Inscrição Grandes Cases de Embalagem 2014 Antes de iniciar Qualquer empresa pode concorrer ao Prêmio Grandes Cases de Embalagem, desde que não se situe no início da cadeia produtiva (fornecedores

Leia mais

Fase. Tempo Necessário. b - Material gráfico (cartaz, folder, catálogo) Tempo Necessário. Tempo Necessário

Fase. Tempo Necessário. b - Material gráfico (cartaz, folder, catálogo) Tempo Necessário. Tempo Necessário 4-0 FORMAÇÃO, APERFEIÇOAMENTO, ESPECIALIZAÇÃO 4-1 CURSOS 4-1a Cursos a - Comunicados e informes - Avisos aos instrutores. 4-1b Cursos b - Material gráfico (cartaz, folder, catálogo) - Um exemplar deve

Leia mais

NORMAS PARA SUBMISSÃO DE TRABALHOS CIENTÍFICOS

NORMAS PARA SUBMISSÃO DE TRABALHOS CIENTÍFICOS NORMAS PARA SUBMISSÃO DE TRABALHOS CIENTÍFICOS 1. DA SUBMISSÃO 1.1. Os trabalhos submetidos poderão ser: Pesquisas Científicas, Estudos de Caso, Trabalhos de Iniciação Científica, Projeto de Extensão,

Leia mais

Como tornar seu perfil no LinkedIn mais atraente

Como tornar seu perfil no LinkedIn mais atraente Como tornar seu perfil no LinkedIn mais atraente Que o LinkedIn é uma rede social feita sob medida para quem quer uma nova oportunidade no mercado de trabalho, a maioria já sabe. Mas, em meio a tantos

Leia mais

Como escrever melhor em 5 passos simples

Como escrever melhor em 5 passos simples Como escrever melhor em 5 passos simples Escrever um artigo para seu blog pode ser um processo estressante e tomar bastante tempo, especialmente se você não é um escritor. Mas quando você está determinado

Leia mais

PIM PROGRAMA DE INTEGRAÇÃO COM O MERCADO GUIA DE CURSO. Tecnologia em Recursos Humanos

PIM PROGRAMA DE INTEGRAÇÃO COM O MERCADO GUIA DE CURSO. Tecnologia em Recursos Humanos PIM PROGRAMA DE INTEGRAÇÃO COM O MERCADO GUIA DE CURSO Tecnologia em Recursos Humanos JUN/2012 2 S U M Á R I O 1. INTRODUÇÃO... 3 2. O QUE DEVE CONSTAR NO TRABALHO DE APLICAÇÃO TECNOLÓGICA... 3 3. O QUE

Leia mais

DICAS SOBRE VERIFICAÇÃO. POSITIVA x NEGATIVA

DICAS SOBRE VERIFICAÇÃO. POSITIVA x NEGATIVA DICAS SOBRE VERIFICAÇÃO POSITIVA x NEGATIVA ATENÇÃO para haver a verificação de maneira correta é preciso estar atento aos seguintes passos: 1º- O CFC deve dar preferência, principalmente no curso teórico,

Leia mais

Sistematização: como elaborar um Sumário Executivo? O público, os usos. A linguagem e a estética. Programa de Avaliação Econômica de Projetos Sociais

Sistematização: como elaborar um Sumário Executivo? O público, os usos. A linguagem e a estética. Programa de Avaliação Econômica de Projetos Sociais Sistematização: como elaborar um Sumário Executivo? Programa de Avaliação Econômica de Projetos Sociais Este texto visa a registrar as principais diretrizes dos Sumários Executivos do Programa de Avaliação

Leia mais

MODELO DE RELATÓRIO DE ESTÁGIO DO CURSO DE GESTÃO AMBIENTAL CURSO DE GESTÃO AMBIENTAL - RELATÓRIO DE ESTÁGIO

MODELO DE RELATÓRIO DE ESTÁGIO DO CURSO DE GESTÃO AMBIENTAL CURSO DE GESTÃO AMBIENTAL - RELATÓRIO DE ESTÁGIO MODELO DE RELATÓRIO DE ESTÁGIO DO CURSO DE GESTÃO AMBIENTAL Estrutura formal do relatório Estrutura Elemento Capa Folha de Rosto Pré-textuais Folha de Identificação Sumário 1. Introdução Textuais 2. Atividades

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO DE UNIÃO DA VITÓRIA - UNIUV CURSO DE ADMINISTRAÇÃO MÁRIO DE SOUZA NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS CIENTÍFICOS:

CENTRO UNIVERSITÁRIO DE UNIÃO DA VITÓRIA - UNIUV CURSO DE ADMINISTRAÇÃO MÁRIO DE SOUZA NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS CIENTÍFICOS: Modelo TCC 2012 capa (pré-texto) A capa é a proteção externa do trabalho, padronizada. CENTRO UNIVERSITÁRIO DE UNIÃO DA VITÓRIA - UNIUV Nome do curso TODO O TRABALHO: Os textos devem ser apresentados em

Leia mais

NORMAS PARA ELABORAÇÃO E SUBMISSÃO DO RESUMO EXPANDIDO E TRABALHO COMPLETO DO 3º CONGRESSO INTERNACIONAL EM SAÚDE: ATENÇÃO INTEGRAL À SAÚDE

NORMAS PARA ELABORAÇÃO E SUBMISSÃO DO RESUMO EXPANDIDO E TRABALHO COMPLETO DO 3º CONGRESSO INTERNACIONAL EM SAÚDE: ATENÇÃO INTEGRAL À SAÚDE NORMAS PARA ELABORAÇÃO E SUBMISSÃO DO RESUMO EXPANDIDO E TRABALHO COMPLETO DO 3º CONGRESSO INTERNACIONAL EM SAÚDE: ATENÇÃO INTEGRAL À SAÚDE O formato de trabalhos aceitos será o Resumo Expandido ou Trabalho

Leia mais

EDITAL 04/2016-PRPI/UFCA

EDITAL 04/2016-PRPI/UFCA EDITAL 04/2016-PRPI/UFCA A Pró-Reitoria de Pesquisa, Pós-Graduação e Inovação da Universidade Federal do Cariri (PRPI/UFCA) torna pública a abertura de inscrições e estabelece normas relativas à participação

Leia mais