CASA DA RAZÃO HUMANA. Marcelo Ferrari. 1 f i c i n a. 2ª edição - 24 de julho de w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CASA DA RAZÃO HUMANA. Marcelo Ferrari. 1 f i c i n a. 2ª edição - 24 de julho de w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r"

Transcrição

1 CASA DA RAZÃO HUMANA Marcelo Ferrari 1 f i c i n a 2ª edição - 24 de julho de 2015 w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r

2 CASA DA RAZÃO HUMANA Na Casa da Razão Humana moram quatro moradores: um bicho, uma criança, uma mãe e um pai. Cada um pensa diferente do outro. Quem tem razão? É isto que você irá descobrir lendo este livro. Boa leitura! 01 RAZÃO CASADA Razão não é apenas raciocínio. Em cada um de nós moram quatro razões diferentes que convivem e funcionam de forma interdependente, ou seja, casada. Temos quatro cérebros, quatro inteligências, quatro razões, quatro humanidades, quatro lógicas, quatro formas de pensar: BICHO Razão Física Cérebro Reptiliano Sistema Fisiológico CRIANÇA Razão Sensorial Cérebro Límbico Sistema Sensorial PAI Razão Racional Córtex Esquerdo Sistema Quantitativo MÃE Razão Afetiva Córtex Direito Sistema Qualitativo A seguir, cada uma das razões humanas, irão se apresentar para você. 02 BICHO Eu sou você bicho. Eu sou você enquanto sistema fisiológico. Eu sei que por você ser analítico e qualitativo, você não se considera bicho, mas o fato é que a experiência humana é quaternária, então, você é bicho sim, diferente dos bichos não-humanos, mas é bicho. Você tem um corpo como todo bicho e deve cuidar bem desse corpo como todo bicho. Bicho come, bebe, caga, mija e peida. Aqui e agora. Para mim não existe tempo. Não sei o que é segunda-feira, terça, quarta, nem domingo. Sou bicho, para mim, tudo é urgente, tudo é para já. Quando estou cansado, dizer que faltam dois dias para o domingo, não me faz descansar, quando estou com fome, dizer que faltam duas horas para o almoço não me alimenta. Eu não vivo de abstrações. Quando quero peidar, não é me dizendo que peidar no elevador 02

3 é deselegante, que faz com que me alivie do desconforto. Quando sinto calor, não é me dizendo que é proibido andar pelado em ambientes sociais, que faz com que me refresque. Ser humano inclui ser bicho. Tentar me excluir da casa ou me ignorar, em nada ajuda no viver bem, só atrapalha. Primeiro porque é impossível. Depois, porque sou a inteligência fisiológica da casa, sou eu que cuido do bem-estar dela. Assim como todos os moradores desta casa, meu desejo é felicidade. Só que felicidade para mim = benefício. Então, eu funciono sempre objetivando o Bem e evitando o Mal. Bem = tudo que ACREDITO que é benéfico para casa. Mal = tudo que ACREDITO que é prejudicial para casa. Ficou claro quem sou eu nesta casa? Eu sou as paredes, o encanamento, a mobília, enfim, tudo que dá suporte físico e possibilita o resto que acontece dentro da casa. E sendo que o bem viver da casa depende do bem viver dos seus quatro moradores, isso me inclui. 03 CRIANÇA Eu sou você criança. Eu sou você enquanto sistema sensorial. Sim, eu sou seu prazer de viver. Sou eu que carpe diem. Afinal, assim como o bicho, também não tenho a menor ideia do que é passado e futuro. Os adultos vivem me falando sobre passado e futuro. Tenho dó deles. Quanto esforço mal usado. Eles não entendem por que toda vez que me mostram imagens do futuro ou do passado, vejo como se fosse fato. Claro! Para mim é sempre sempre, eternamente eterno. Passado e futuro são abstrações. Coisa de adulto. Eu sou criança. A experiência humana, para mim, é um playground. O que sei, quero e entendo é de brincar, me divertir e ter prazer. Sou criança, toda e qualquer abstração é incompreensível. A linguagem que eu falo é a linguagem do gostoso e do ruim, do agradável e do desagradável, do prazeroso e do repulsivo. Se é bom, eu quero. Se é ruim, não quero. Tudo muito simples, direto e sem abstrações. Minha língua não sabe se o sorvete foi feito hoje, ou ontem, se foi feito na suíça ou na china. A única coisa que minha língua sabe é que o sorvete é gostoso e tem sabor de chocolate. Só isso! Minha língua só sabe de paladar. Paladar é um dos meus brinquedos na experiência humana, assim como olfato, tato, audição e visão. É por isso que quando os adultos me dizem, Agora não, depois! ou Isto não pode porque é errado!, eu choro, berro, esperneio e faço birra. Eu não sei o que é depois. Eu não entendo abstrações conceituais e 03

4 éticas. Quando choro, é isto que estou dizendo aos adultos: Não entendo abstrações. Mas nossas conversas são conversas de surdo-mudo. Os adultos não entendem meu choro e eu não entendo suas abstrações. Inapropriado, para mim, é tudo que é ruim. Errado é desprazer. Outra coisa que quero deixar claro. Util é coisa de bicho! Para mim, tudo é inútil e sem objetivo. Esta coisa de que tal coisa é saudável, de que é benéfica, de que é para o meu bem, e principalmente, de que vai resultar em uma outra coisa, nada disso faz sentido para mim. Para mim, tudo tem uma única utilidade: prazer. Meu objetivo na experiência humana é curtir. Felicidade para mim = gostoso. Eu funciono sempre objetivando o Bom e evitando o Ruim. Bom = tudo que ACREDITO que é prazeroso para a casa. Mal = tudo que ACREDITO que é desagradável para a casa. Ficou claro quem sou eu nesta casa? Eu sou o jogo, a festa, a brincadeira, a conversa, a música, o banquete, o vinho, a dança, o teatro, a poesia, o humor, tudo que dá motivação e prazer de viver. E sendo que o bem viver da casa depende do bem viver dos seus quatro moradores, isso me inclui. 04 PAI Eu sou você pai. Eu sou você enquanto sistema quantitativo. Sou eu que defino onde começa e termina tudo, todo os objetos concretos e abstratos. Em outras palavras, sou eu que delimito cada objeto diferenciando um do outro, sou eu que dou unidade quantitativa aos objetos. Sou eu que defino o que é cadeira e o que não é cadeira, por exemplo. Sou eu que digo qual é a diferença entre cadeira e panela. Tratando-se de objetos abstratos, sou eu que defino o que é sábado e não é sábado, por exemplo. Sou eu que digo qual é a diferença entre futebol e natação. Eu sou o definidor das diferenças, o discriminador, o rotulador da experiência humana. Toda vez que o bicho, ou a criança, 06 ou a mãe, precisam saber o que é isto ou aquilo, toda vez que precisam saber do que se trata, só ficam sabendo com meu discernimento. Sou eu que explico o que é e não é cada coisa. Sem minha diferenciação sobre cada coisa da experiência humana, todas as coisas seriam a mesma coisa: a experiência humana. Sendo que defino tudo, sou eu que defino EU também. Sou eu que me digo o que sou. Quando eu me pergunto Quem sou eu?, posso me definir de várias maneiras. Por exemplo: Sou João, brasileiro, casado, dentista, RG 7070, CPF 9090, morador da Rua da Gema, 67, Belo Horizonte, MG. Mas posso me definir com outros critérios também, por exemplo: Sou corintiano, ou sou 04

5 uma pessoa que luta pelos seus sonhos, ou sou o punk da periferia, ou sou medroso, ou sou um espírito encarnado, ou etc. Enfim, posso me autodefinir de muitas maneiras. Todas essas maneiras dão um livro. Na capa desse livro está escrito: EU. Viver, para mim, é separar o joio do trigo, definir o que é joio e o que é trigo, diferenciar o que é joio e o que é trigo. Felicidade para mim = verdadeiro. Por isso, eu funciono sempre objetivando o Vero e evitando o Falso. Vero = tudo que ACREDITO que é. Falso = tudo que ACREDITO que não é. Ficou claro quem sou eu nesta casa? Eu sou o dicionário humano, o que dá definição, o que dá diferenciação, o que dá unidade quantitativa aos objetos concretos e abstratos. E sendo que o bem viver da casa depende do bem viver dos seus quatro moradores, isso me inclui. 05 MÃE Eu sou você mãe. Eu sou você enquanto sistema qualitativo. Sou eu que defino os critérios de valorização de tudo, de todos os objetos concretos e abstratos. O Pai define os objetos em si, diz o que são, quantifica um objeto como um diferenciando-o do outro, eu, Mãe, dou valor a cada objeto em escala. Pai é unidade, Mãe é régua. Por exemplo: O Pai define o que é cadeira, eu, Mãe, defino o critério do que é uma ótima, boa, regular, ou péssima cadeira. Eu sou régua para medir o valor da cadeira. O Pai define o que é laranja, eu, Mãe, defino o critério do que é uma ótima, boa, regular, ou péssima laranja. Eu sou régua para medir o valor da laranja. 07 O Pai define o que é amor, eu, Mãe, defino o critério do que é nenhum, pouco, médio ou muito amor. Eu sou régua para medir o valor do amor. O Pai define o que é positivo, eu, Mãe, defino o critério do que é nenhum, pouco, médio ou muito positivo. Eu sou régua para medir o valor do positivo. O Pai define o que é limpeza, eu, Mãe, defino o critério do que é uma ótima, boa, regular, ou péssima limpeza. Eu sou régua para medir o valor da limpeza. O Pai define o que é beleza, eu, Mãe, defino o critério do que é uma ótima, 05

6 boa, regular, ou péssima beleza. Eu sou régua para medir o valor da beleza. O Pai define o que é saúde, eu, Mãe, defino o critério do que é uma ótima, boa, regular, ou péssima saúde. Eu sou régua para medir o valor da saúde. O Pai define o que é música, eu, Mãe, defino o critério do que é uma ótima, boa, regular, ou péssima música. Eu sou régua para medir o valor da música. O Pai define o que é justiça, eu, Mãe, defino o critério do que é nenhuma, pouca, média ou muita justiça. Eu sou régua para medir o valor da justiça. O Pai define o que é sucesso, eu, Mãe, defino o critério do que é nenhum, pouco, médio ou muito sucesso. Eu sou régua para medir o valor do sucesso. O Pai define o que é útil, eu, Mãe, defino o critério do que é nenhum, pouco, médio ou muito útil. Eu sou régua para medir o valor do útil. O Pai define o que é viver, eu, Mãe, defino o critério do que é um ótimo, bom, regular, ou péssimo viver. Eu sou régua para medir o valor do viver. O Pai define o que é EU, eu, Mãe, defino o critério do que é um ótimo, bom, regular, ou péssimo EU. Eu sou régua para medir o valor de mim mesmo. Viver, para mim, é separar o bom joio do mal joio e o bom trigo do mal trigo. Felicidade para mim = valoroso. Por isso eu funciono sempre objetivando o Caro e evitando o Nulo. Caro = tudo que ACREDITO que é valoroso. Nulo = tudo que ACREDITO que é sem valor. Ficou claro quem sou eu nessa casa? Eu sou a régua humana que mede e diz o valor dos objetos. E sendo que o bem viver da casa depende do bem viver dos seus quatro moradores, isso me inclui. 06 QUEM TEM RAZÃO? Entendeu quem tem razão? Todos! Cada um dos quatro moradores da Casa da Razão Humana têm sua própria razão. Cada um é um aspecto da razão humana. Ignorar qualquer uma das quatro razões humanas, impor uma sobre a outra, ou submeter uma pela outra, não é uma forma lúcida e nem sábia de viver a experiência humana, consequentemente, resulta em viver mal. Considerar o que cada razão tem a dizer, dialogar, e viver em democracia familiar, é uma forma lúcida e sábia de viver a experiência humana, consequentemente, resulta em viver bem. Faz quatro sentidos? 06

7 DECLARAÇÃO DE UNIVERSALIDADE Eu honro e celebro eu. Eu honro e celebro você. Eu honro e celebro nós. Eu honro e celebro minha diferença. Eu honro e celebro sua diferença. Eu honro e celebro nossa diferença. Eu sou outro você. Você sou outro eu. Nós somos todos e cada um. Toda exclusão e desrespeito que em mim chega de mim não passa. Eu sou por minha unicidade. Eu sou por sua unicidade. Eu sou por nossa unicidade. Que meu viver confirme minhas palavras e assim seja! O QUE É 1FICINA? 1ficina é uma prestação de serviço consciencial a disposição do ser humano. A prestação de serviço da 1ficina é diferente, autônoma, inspirada, voluntária, universalista, prática e gratuita. A função da 1ficina é ajudar cada 1 em seu processo de auto-realização. A estratégia que a 1ficina utiliza para isto é o despertar da consciência. A ferramenta que a 1ficina utiliza é a comunicação. A 1ficina é praticante da ciência do óbvio e da autociência. MARCELO FERRARI Sou autor e coordenador da 1ficina. Tenho 45 anos e moro em Uberlândia, MG. Sou curioso, inventivo e teimoso desde que nasci. Não tenho formação acadêmica em filosofia, nem psicologia. Minha escola para entender a experiência humana é minha própria experiência humana. Se você tem internet, estamos a um click de distância. Disponha. 07

AMOR FÁCIL, DIFÍCIL E IMPOSSÍVEL. Marcelo Ferrari. 1 f i c i n a. 2ª edição - 27 de julho de w w w. 1 f i c i n a. c o m.

AMOR FÁCIL, DIFÍCIL E IMPOSSÍVEL. Marcelo Ferrari. 1 f i c i n a. 2ª edição - 27 de julho de w w w. 1 f i c i n a. c o m. AMOR FÁCIL, DIFÍCIL E IMPOSSÍVEL Marcelo Ferrari 1 f i c i n a 2ª edição - 27 de julho de 2015 w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r AMOR FÁCIL, DIFÍCIL E IMPOSSÍVEL Amar pode ser fácil, pode ser difícil, mas

Leia mais

INÚTIL PRAZER DE SER VOCÊ. Marcelo Ferrari. 1 f i c i n a. 1ª edição - 1 de agosto de w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r

INÚTIL PRAZER DE SER VOCÊ. Marcelo Ferrari. 1 f i c i n a. 1ª edição - 1 de agosto de w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r INÚTIL PRAZER DE SER VOCÊ Marcelo Ferrari 1 f i c i n a 1ª edição - 1 de agosto de 2015 w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r INÚTIL PRAZER DE SER VOCÊ Qual é a utilidade que você tem para você? Leia este livro

Leia mais

CONVERSANDO COM A PERFEIÇÃO. Marcelo Ferrari. 1 f i c i n a. 1ª edição - 1 de agosto de w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r

CONVERSANDO COM A PERFEIÇÃO. Marcelo Ferrari. 1 f i c i n a. 1ª edição - 1 de agosto de w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r CONVERSANDO COM A PERFEIÇÃO Marcelo Ferrari 1 f i c i n a 1ª edição - 1 de agosto de 2015 w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r CONVERSANDO COM A PERFEIÇÃO PERFEIÇÃO: Olá! Eu sou a perfeição. Vamos conversar?

Leia mais

CIÊNCIA DO NADA. Marcelo Ferrari. 1 f i c i n a. 1ª edição - 1 de agosto de w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r

CIÊNCIA DO NADA. Marcelo Ferrari. 1 f i c i n a. 1ª edição - 1 de agosto de w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r CIÊNCIA DO NADA Marcelo Ferrari 1 f i c i n a 1ª edição - 1 de agosto de 2015 w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r CIÊNCIA DO NADA Tudo sobre o nada. Boa leitura! 01 CRIADOR DA REALIDADE Você entende e aceita

Leia mais

DILEMA DO OBJETIVO. Marcelo Ferrari. 1 f i c i n a. 2ª edição - 30 de julho de w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r

DILEMA DO OBJETIVO. Marcelo Ferrari. 1 f i c i n a. 2ª edição - 30 de julho de w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r DILEMA DO OBJETIVO Marcelo Ferrari 1 f i c i n a 2ª edição - 30 de julho de 2015 w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r DILEMA DO OBJETIVO Desejo é inconsciente. O que você experimenta e chama de desejo não

Leia mais

COMO VOCÊ VIROU OUTRO. Marcelo Ferrari. 1 f i c i n a. 1ª edição - 22 de novembro de w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r

COMO VOCÊ VIROU OUTRO. Marcelo Ferrari. 1 f i c i n a. 1ª edição - 22 de novembro de w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r COMO VOCÊ VIROU OUTRO Marcelo Ferrari 1 f i c i n a 1ª edição - 22 de novembro de 2016 w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r COMO VOCÊ VIROU OUTRO O natural é você viver sendo você. Isso deveria ser sempre.

Leia mais

SUPER HOMEM. Marcelo Ferrari. 1 f i c i n a. 2ª edição - 24 de julho de w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r

SUPER HOMEM. Marcelo Ferrari. 1 f i c i n a. 2ª edição - 24 de julho de w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r SUPER HOMEM Marcelo Ferrari 1 f i c i n a 2ª edição - 24 de julho de 2015 w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r SUPER HOMEM Assim como uma criança caminha para se tornar um adulto, você está caminhado para

Leia mais

DEMOCRACIA UNIVERSAL. Marcelo Ferrari. 1 f i c i n a. 1ª edição - 30 de outubro de w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r

DEMOCRACIA UNIVERSAL. Marcelo Ferrari. 1 f i c i n a. 1ª edição - 30 de outubro de w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r DEMOCRACIA UNIVERSAL Marcelo Ferrari 1 f i c i n a 1ª edição - 30 de outubro de 2016 w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r DEMOCRACIA UNIVERSAL Esse livro é a compilação de uma conversa que aconteceu entre

Leia mais

CONTROL+EU. Marcelo Ferrari. 1 f i c i n a. 1ª edição - 1 de agosto de 2015. w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r

CONTROL+EU. Marcelo Ferrari. 1 f i c i n a. 1ª edição - 1 de agosto de 2015. w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r CONTROL+EU Marcelo Ferrari 1 f i c i n a 1ª edição - 1 de agosto de 2015 w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r CONTROL+EU Você não sofre porque tem uma programação mental, você sofre porque sua programação

Leia mais

EGOGAME. Marcelo Ferrari. 1 f i c i n a. 2ª edição - 24 de julho de w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r

EGOGAME. Marcelo Ferrari. 1 f i c i n a. 2ª edição - 24 de julho de w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r EGOGAME Marcelo Ferrari 1 f i c i n a 2ª edição - 24 de julho de 2015 w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r EGOGAME A experiência humana é interativa como um jogo. O problema é que este jogo não vem com manual

Leia mais

CONVERSA PARA BOI ACORDAR. Marcelo Ferrari. 1 f i c i n a. 1ª edição - 12 de novembro de w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r

CONVERSA PARA BOI ACORDAR. Marcelo Ferrari. 1 f i c i n a. 1ª edição - 12 de novembro de w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r CONVERSA PARA BOI ACORDAR Marcelo Ferrari 1 f i c i n a 1ª edição - 12 de novembro de 2016 w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r CONVERSA PRA BOI ACORDAR POVO: Tá brava comigo, Professora? O que foi que fiz?

Leia mais

Marcelo Ferrari. 1 f i c i n a. 1ª edição - 1 de agosto de 2015. w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r

Marcelo Ferrari. 1 f i c i n a. 1ª edição - 1 de agosto de 2015. w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r EUSPELHO Marcelo Ferrari 1 f i c i n a 1ª edição - 1 de agosto de 2015 w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r EUSPELHO Este livro explica como você pode usar sua realidade para obter autoconhecimento. Boa leitura!

Leia mais

QUATRIX. Marcelo Ferrari. 1 f i c i n a. 4ª edição - 01 de outubro de w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r

QUATRIX. Marcelo Ferrari. 1 f i c i n a. 4ª edição - 01 de outubro de w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r QUATRX Marcelo Ferrari 1 f i c i n a 4ª edição - 01 de outubro de 2016 w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r QUATRX Quatrix é um robô humano que vive simultaneamente em quatro dimensões. Com a ajuda de algumas

Leia mais

COMO MELHORAR A ALIMENTAÇÃO DO SEU FILHO

COMO MELHORAR A ALIMENTAÇÃO DO SEU FILHO COMO MELHORAR A ALIMENTAÇÃO DO SEU FILHO Cristina Cançado Mães Que Educam Resumo da Aula de 11 05 2016 Alimentação é um dos grandes desafios do nosso tempo. Situações contraditóras como fome e obesidade

Leia mais

Mensagem do dia 02 de Março Suas escolhas. Mensagem do dia 02 de Março de 2013 Suas escolhas

Mensagem do dia 02 de Março Suas escolhas. Mensagem do dia 02 de Março de 2013 Suas escolhas Mensagem do dia 02 de Março Suas escolhas Mensagem do dia 02 de Março de 2013 Suas escolhas Acredite: você é aquilo que acredita ser. Você tem aquilo que acredita poder ter. Você recebe da vida aquilo

Leia mais

Essa data sempre será inesquecível. Seis de Março, 2016

Essa data sempre será inesquecível. Seis de Março, 2016 Essa data sempre será inesquecível. Seis de Março, 2016 Digamos onde acordou tudo alegre e assim permaneceu. Acho completamente impossível tentar descrever nas palavras o sentimento que sinto aqui dentro

Leia mais

NEWPLAY. Marcelo Ferrari. 1 f i c i n a. 1ª edição - 1 de agosto de 2015. w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r

NEWPLAY. Marcelo Ferrari. 1 f i c i n a. 1ª edição - 1 de agosto de 2015. w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r NEWPLAY Marcelo Ferrari 1 f i c i n a 1ª edição - 1 de agosto de 2015 w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r NEWPLAY Este livro é para ajudar você a lidar melhor com seus traumas. Boa leitura! 01 VIVER É TRAUMATIZANTE

Leia mais

coleção Conversas #21 - ABRIL e t m o se? Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça.

coleção Conversas #21 - ABRIL e t m o se? Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça. Sou bem que ele mais v coleção Conversas #21 - ABRIL 2015 - m o c está l e g i o h a que e l apenas por in e t. er e s se? Será Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça.

Leia mais

IDENTIDADES. Metamorfose. Nome:Stefany Santos

IDENTIDADES. Metamorfose. Nome:Stefany Santos Metamorfose IDENTIDADES Metamorfose Nome:Stefany Santos ÍNDICE O que significa metamorfose? O que significa metamorfose ambulante? Indagações Metamorfose Frase Citação Musica Considerações finais Dedicado

Leia mais

1.º C. 1.º A Os livros

1.º C. 1.º A Os livros 1.º A Os livros Os meus olhos veem segredos Que moram dentro dos livros Nas páginas vive a sabedoria, Histórias mágicas E também poemas. Podemos descobrir palavras Com imaginação E letras coloridas Porque

Leia mais

coleção Conversas #24 Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça.

coleção Conversas #24 Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça. coleção Conversas #24 Eu Posso sou me G ay. curar? Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça. A Coleção CONVERSAS da Editora AfroReggae nasceu com o desejo de facilitar

Leia mais

coleção Conversas #12 - SETEMBRO é no Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça.

coleção Conversas #12 - SETEMBRO é no Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça. a s coleção Conversas #12 - SETEMBRO 2014 - Eu sinto a I tr s ç o ã o por c é no r r m ia a nç a l? s. Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça. A Coleção CONVERSAS da

Leia mais

DESMATERIALIZANDO A CIÊNCIA. Marcelo Ferrari. 1 f i c i n a. 1ª edição - 1 de agosto de w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r

DESMATERIALIZANDO A CIÊNCIA. Marcelo Ferrari. 1 f i c i n a. 1ª edição - 1 de agosto de w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r DESMATERIALIZANDO A CIÊNCIA Marcelo Ferrari 1 f i c i n a 1ª edição - 1 de agosto de 2015 w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r DESMATERIALIZANDO A CIÊNCIA Ciência não é materialista, está materialista, devido

Leia mais

0

0 0 1 7 FORMAS DE CUIDAR DA SUA MÃE MESMO ESTANDO DISTANTE Muitas vezes em nosso cotidiano sempre corrido e cheio de afazeres, fica complicado, dar atenção a amigos ou conhecidos, sobretudo à família, muitas

Leia mais

O PODER DAS SUAS PALAVRAS PARA VIVER MILAGRES. Edenevando Almeida

O PODER DAS SUAS PALAVRAS PARA VIVER MILAGRES. Edenevando Almeida O PODER DAS SUAS PALAVRAS PARA VIVER MILAGRES Edenevando Almeida A resposta está dentro de você. Um homem foi a casa de seu amigo e disse que precisava de algo, o amigo disse: " O que você precisa estar

Leia mais

Auto-Estima. Elaboração:

Auto-Estima. Elaboração: Auto-Estima Elaboração: www.searadomestre.com.br Estima 1. Apreciação favorável de uma pessoa ou coisa; amizade, apreço, afeição. 2. Consideração. 3. Estimativa, avaliação. O que é Qualidade de Vida? Requisitos

Leia mais

Projeto Os sons dos animais. Atividades musicais Canções, Canções com gestos. Sessões de psicomotricidade

Projeto Os sons dos animais. Atividades musicais Canções, Canções com gestos. Sessões de psicomotricidade Temas Dia da Criança Projeto Os sons dos animais Azul sensoriais musicais Canções, Canções com gestos Sessões de psicomotricidade Sessões de Música para bebés, às 5ªfeiras, às 9h30. A sala Azul tem como

Leia mais

1. Actividades da minha preferência na Infância (assinalar 4) 1.1 Aeromodelismo 1.2 Jogo da Macaca 1.3 Monopólio 1.4 Boneca / Bonecos 1.

1. Actividades da minha preferência na Infância (assinalar 4) 1.1 Aeromodelismo 1.2 Jogo da Macaca 1.3 Monopólio 1.4 Boneca / Bonecos 1. 1. Actividades da minha preferência na Infância (assinalar 4) 1.1 Aeromodelismo 1.2 Jogo da Macaca 1.3 Monopólio 1.4 Boneca / Bonecos 1.5 Berlindes 1.6 Jogo da Roda 1.7 Quebra-cabeças 1.8 Desenhar 1.9

Leia mais

Copia para o teu caderno e resolve os problemas:

Copia para o teu caderno e resolve os problemas: Ficheiro de problemas 1 Copia para o teu caderno e resolve os problemas: 1. A professora partiu um bolo em 10 partes iguais. No primeiro dia comeram-se 0,2 e no segundo comeram-se mais 0,7 do bolo. Quantas

Leia mais

Amor & Sociologia Cultural - Fernando Pessoa

Amor & Sociologia Cultural - Fernando Pessoa Page 1 of 5 Universidade Federal do Amapá Pró-Reitoria de Ensino de Graduação Curso de Licenciatura Plena em Pedagogia Disciplina: Sociologia Cultural Educador: João Nascimento Borges Filho Amor & Sociologia

Leia mais

Como obter sucesso nas provas

Como obter sucesso nas provas Como obter sucesso nas provas 1 Sumário Como obter sucesso nas provas - Como obter sucesso nas provas...03 2 Como obter sucesso nas provas É muito fácil se eu disser para você que na prova de Escrivão

Leia mais

FAMÍLIA COMO PROTEÇÃO AO USO DE DROGAS

FAMÍLIA COMO PROTEÇÃO AO USO DE DROGAS FAMÍLIA COMO PROTEÇÃO AO USO DE DROGAS IMPORTÂNCIA DA FAMÍLIA A família tem papel central na proteção ao uso de drogas. Família é primeira referência. Pode estruturar ou desestruturar. A criança e o adolescente

Leia mais

OFICINA DE LIBRAS. Profa Me Luciana Andrade Rodrigues

OFICINA DE LIBRAS. Profa Me Luciana Andrade Rodrigues OFICINA DE LIBRAS Profa Me Luciana Andrade Rodrigues CONTEÚDO - Revisão de todas as aulas anteriores; -Inclusão; - Vídeo e Interatividade OBJETIVOS - Ampliação do vocabulário em LIBRAS; -Música. SEGREGAÇÃO

Leia mais

O criador de ilusões

O criador de ilusões O criador de ilusões De repente do escuro ficou claro, deu para ver as roupas brancas entre aventais e máscaras e foi preciso chorar, logo uma voz familiar misturada com um cheiro doce e agradável de

Leia mais

1. Disse Jesus: Eu sou o pão da vida. Quem vem a mim não terá mais fome e quem crê em mim jamais terá sede. Jo 6,35

1. Disse Jesus: Eu sou o pão da vida. Quem vem a mim não terá mais fome e quem crê em mim jamais terá sede. Jo 6,35 1. Disse Jesus: Eu sou o pão da vida. Quem vem a mim não terá mais fome e quem crê em mim jamais terá sede. Jo 6,35 Senhor Jesus, Tu tens palavras de vida eterna e Tu revelas-te a nós como Pão da vida

Leia mais

Atividades Pedagógicas. Maternal III

Atividades Pedagógicas. Maternal III Atividades Pedagógicas Maternal III Ano 2009 SEGUNDO OS REFERENCIAIS CURRICULARES NACIONAIS- RCNs OBJETIVOS GERAIS DA EDUCAÇÃO INFANTIL: Desenvolver uma imagem positiva de si; Descobrir e conhecer progressivamente

Leia mais

Aos Poetas. Que vem trazer esperança a um povo tristonho, Fazendo os acreditar que ainda existem os sonhos.

Aos Poetas. Que vem trazer esperança a um povo tristonho, Fazendo os acreditar que ainda existem os sonhos. Aos Poetas Venho prestar homenagem a uma grande nação, Que são os nossos poetas que escrevem com dedicação, Os poemas mais lindos e que por todos são bemvindos, Que vem trazer esperança a um povo tristonho,

Leia mais

9 passos para criar um negócio sem largar o emprego

9 passos para criar um negócio sem largar o emprego 9 passos para criar um negócio sem largar o emprego Antes de mais nada gostaria de deixar claro uma coisa: Em um determinado momento você vai precisar escolher entre trabalhar para alguém e trabalhar para

Leia mais

Sociedade. O homem é, por natureza, um animal político Aristóteles.

Sociedade. O homem é, por natureza, um animal político Aristóteles. Sociedade O homem é, por natureza, um animal político Aristóteles. É impossível saber, historicamente, qual foi a primeira sociedade. O Homem vive em sociedade desde sua existência. A sociedade é uma necessidade

Leia mais

Como escrever um conteúdo altamente persuasivo com zero manipulação. VIVER DE BLOG Página 1

Como escrever um conteúdo altamente persuasivo com zero manipulação. VIVER DE BLOG Página 1 Como escrever um conteúdo altamente persuasivo com zero manipulação VIVER DE BLOG Página 1 Olá, tudo bem? Aqui quem fala é o Henrique Carvalho, criador do Viver de Blog, o site especializado em Marketing

Leia mais

BALANÇO DA OCUPAÇÃO DO TEMPO DURANTE A SEMANA DE PREENCHIMENTO DA GRELHA - 1º ANO

BALANÇO DA OCUPAÇÃO DO TEMPO DURANTE A SEMANA DE PREENCHIMENTO DA GRELHA - 1º ANO BALANÇO DA OCUPAÇÃO DO TEMPO DURANTE A SEMANA DE PREENCHIMENTO DA GRELHA - 1º ANO PROFESSORA Bom dia meninos, estão bons? TODOS Sim. PROFESSORA Então a primeira pergunta que eu vou fazer é se vocês gostam

Leia mais

Sonhos e Metas. Priscilla Ruiz Diretora Fut. Executiva de Vendas. Um 2016 do tamanho dos nossos sonhos!

Sonhos e Metas. Priscilla Ruiz Diretora Fut. Executiva de Vendas. Um 2016 do tamanho dos nossos sonhos! *Horário de Brasília Acesse e se Inscreva: https://www.eventials.com/priscillaruiz/sonhos-2016/ Sonhos e Metas Um 2016 do tamanho dos nossos sonhos! Priscilla Ruiz Diretora Fut. Executiva de Vendas Sonhos

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Unidade Universitária Centro de Ciências Biológicas e da Saúde - 040 Curso Psicologia Disciplina Processos Psicológicos Básicos Professor(es) Paulo Sérgio Boggio DRT 112311-5 Claudio Bastidas Martinez

Leia mais

ANEXOS. Pedro André Pinho Gomes Impacto da Cultura sob os Valores Sociais: Estudo Comparativo com Portugueses a Residir em Macau e em Portugal

ANEXOS. Pedro André Pinho Gomes Impacto da Cultura sob os Valores Sociais: Estudo Comparativo com Portugueses a Residir em Macau e em Portugal ANEXOS i ANEXO 1: Medida de Valores Sociais: versão reduzida do PVQ (Portrait Values Questionaire; Schwartz, 2001 in Ramos, 2006) O presente questionário faz parte de um estudo empírico que está a ser

Leia mais

BONS Dias. Ano Pastoral Educativo Colégio de Nossa Senhora do Alto. Com Maria Desperta a. Luz. que há em TI

BONS Dias. Ano Pastoral Educativo Colégio de Nossa Senhora do Alto. Com Maria Desperta a. Luz. que há em TI BONS Dias Com Maria Desperta a Luz que há em TI 2ª feira, dia 12 de dezembro de 2016 III Semana (11 de dezembro): ALEGRAR Ontem, a Igreja celebrou o domingo da alegria: Jesus está para chegar e só Ele

Leia mais

COMO TER SUA ESPOSA DE VOLTA

COMO TER SUA ESPOSA DE VOLTA COMO TER SUA ESPOSA DE VOLTA Trechos selecionados do livro Estratégias poderosas para fazê-la voltar para você. www.salveseucasamento.com.br Mark Love E-book gratuito Esse e-book gratuito é composto de

Leia mais

carolferrera.com Workbook Aula 2

carolferrera.com Workbook Aula 2 Workbook Aula 2 1º Workshop 06 a 10 de março Descubra o Poder de Emagrecer que está em você! Meu nome é Carol Ferrera, sou Coach de Emagrecimento Definitivo, formada pela Sociedade Brasileira de Coach,

Leia mais

COISAS QUE VOCÊ PRECISA ABANDONAR PARA SER FELIZ. Supervisão IBC José Roberto Marques Janeiro 2014

COISAS QUE VOCÊ PRECISA ABANDONAR PARA SER FELIZ. Supervisão IBC José Roberto Marques Janeiro 2014 COISAS QUE VOCÊ PRECISA ABANDONAR PARA SER FELIZ Supervisão IBC José Roberto Marques Janeiro 2014 1. Desista da sua necessidade de estar sempre certo Há tantos de nós que não podem suportar a ideia de

Leia mais

a confusão do final do ano e as metas para o próximo

a confusão do final do ano e as metas para o próximo o que fazer se o ano que passou foi ruim? o que fazer nesse próximo ano? a confusão do final do ano e as metas para o próximo Enéas Guerriero www.equilibriocontinuo.com.br O que vamos falar hoje? 1) Estresse

Leia mais

Dia de Reis 6 de janeiro. Atividades musicais Canções, Canções com gestos. Sessões de psicomotricidade

Dia de Reis 6 de janeiro. Atividades musicais Canções, Canções com gestos. Sessões de psicomotricidade 6 de janeiro Inverno sensoriais Azul musicais Canções, Canções com gestos Sessões de psicomotricidade Sessões de Música para bebés, às 3ªfeiras, às 9h30. A sala Azul tem como metodologia o Movimento da

Leia mais

A verdade sobre o pecado:

A verdade sobre o pecado: A verdade sobre o pecado: Pecado significa errar o alvo O pecado nos afasta de Deus O pecado degenera a nossa humanidade O pecado nos torna piores e não melhores Por que SETE PECADOS CAPITAIS? A lista

Leia mais

Hélio Fonseca de Araújo

Hélio Fonseca de Araújo Hélio Fonseca de Araújo L I B R A S Língua Brasileira de Sinais helio.libras@globomail.com Autores: Hélio Fonseca de Araújo Formado em Pedagogia Proficiência em Tradução e Interpretação da LIBRAS/Língua

Leia mais

Carnaval 28 de fevereiro. Projeto Os animais lá de casa. Projeto A minha família. Atividades musicais Canções, Canções com gestos

Carnaval 28 de fevereiro. Projeto Os animais lá de casa. Projeto A minha família. Atividades musicais Canções, Canções com gestos Carnaval 28 de fevereiro Inverno Projeto Os animais lá de casa Projeto A minha família sensoriais Azul musicais Canções, Canções com gestos Sessões de psicomotricidade Sessões de Música para bebés, às

Leia mais

REVISTA ACADÊMICA DA FACULDADE FERNÃO DIAS

REVISTA ACADÊMICA DA FACULDADE FERNÃO DIAS COLETÂNEA DE POESIAS: SER CRIANÇA, SONHAR, SER PROFESSOR, LEMBRANÇAS Maria Cecília Ribeiro Santana (FAFE) * É poder brincar livremente Escolher as brincadeiras E estar sempre contente. É ser feliz Da pontinha

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA 1. NOME: 2. DITADO DE UMA LISTA DE PALAVRAS

LÍNGUA PORTUGUESA 1. NOME: 2. DITADO DE UMA LISTA DE PALAVRAS LÍNGUA PORTUGUESA 1. NOME: 2. DITADO DE UMA LISTA DE PALAVRAS A PROFESSORA DA 2ª SÉRIE ESCREVEU UMA LISTA DE MATERIAIS QUE OS ALUNOS PRECISAM LEVAR PARA A ESCOLA: 3. ESCRITA DE UM TRECHO DE UMA CANTIGA

Leia mais

Aula 55 Conteúdos: Substantivo simples e composto. Múltiplos de um número natural. Arte e vida. A valorização da vida humana.

Aula 55 Conteúdos: Substantivo simples e composto. Múltiplos de um número natural. Arte e vida. A valorização da vida humana. 2 CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA DINÂMICA LOCAL INTERATIVA Aula 55 Conteúdos: Substantivo simples e composto. Múltiplos de um número natural. Arte e vida. A valorização da vida

Leia mais

Muito prazer Curso de português do Brasil para estrangeiros

Muito prazer Curso de português do Brasil para estrangeiros Muito prazer Curso de português do Brasil para estrangeiros Exercícios de gramática do uso da língua portuguesa do Brasil Sugestão: estes exercícios devem ser feitos depois de estudar a Unidade 12 por

Leia mais

OS CICLOS DOS 7 ANOS

OS CICLOS DOS 7 ANOS OS CICLOS DOS 7 ANOS Os mistérios que envolvem a nossa vida, desde o nascimento, como as experiências, os fatos, os acontecimentos, bons e ruins, as pessoas que surgem ou desaparecem, de nossas vidas,

Leia mais

Interpretação de textos Avaliação Parcial II. Língua Portuguesa Brasileira Antonio Trindade

Interpretação de textos Avaliação Parcial II. Língua Portuguesa Brasileira Antonio Trindade Interpretação de textos Avaliação Parcial II Língua Portuguesa Brasileira Antonio Trindade Verbo ser Que vai ser quando crescer? Vivem perguntando em redor. Que é ser? É ter um corpo, um jeito, um nome?

Leia mais

01- Escreva o nome de cada parte da planta de acordo com sua função. raiz caule folha flor fruto

01- Escreva o nome de cada parte da planta de acordo com sua função. raiz caule folha flor fruto PROFESSOR: EQUIPE DE CIÊNCIAS BANCO DE QUESTÕES - CIÊNCIAS 2º ANO - ENSINO FUNDAMENTAL ================================================================= 01- Escreva o nome de cada parte da planta de acordo

Leia mais

UM OLHAR SOBRE O DOENTE

UM OLHAR SOBRE O DOENTE UM OLHAR SOBRE O DOENTE Dizem que os olhos são as janelas da alma. É nisso em que minha mente se fixa a cada instante desde que você adoeceu. Parece-me tão próximo, e ainda me lembro: um dia, de repente,

Leia mais

LELO AMARELO BELO. (Filosofia para crianças) ROSÂNGELA TRAJANO. Volume III 05 anos de idade

LELO AMARELO BELO. (Filosofia para crianças) ROSÂNGELA TRAJANO. Volume III 05 anos de idade LELO AMARELO BELO (Filosofia para crianças) Volume III 05 anos de idade ROSÂNGELA TRAJANO LELO AMARELO BELO Rosângela Trajano LELO AMARELO BELO VOLUME III (05 ANOS) DE IDADE 1ª EDIÇÃO LUCGRAF NATAL 2012

Leia mais

Amor & Sociologia Cultural - Oswaldo Montenegro & Raul Seixas

Amor & Sociologia Cultural - Oswaldo Montenegro & Raul Seixas Page 1 of 6 Universidade Federal do Amapá Pró-Reitoria de Ensino de Graduação Curso de Licenciatura Plena em Pedagogia Disciplina: Sociologia Cultural Educador: João Nascimento Borges Filho Amor & Sociologia

Leia mais

Horário dos Jogos e Avaliação do Brasileirão

Horário dos Jogos e Avaliação do Brasileirão Horário dos Jogos e Avaliação do Brasileirão Especificações Técnicas - Pesquisa Quantitativa - Datas de campo De 17 a 22 de junho de 2015 Seleção da amostra Aleatória Margem de erro 3 pontos percentuais

Leia mais

Olhando o Aluno Deficiente na EJA

Olhando o Aluno Deficiente na EJA Olhando o Aluno Deficiente na EJA ConhecendoJoice e Paula Lúcia Maria Santos Tinós ltinos@ffclrp.usp.br Apresentando Joice e Paula Prazer... Eu sou a Joice Eu sou a (...), tenho 18 anos, gosto bastante

Leia mais

01- A partir do texto, responda: a) Como eram os brinquedos no tempo em que Rachel de Queiroz era criança? R.:

01- A partir do texto, responda: a) Como eram os brinquedos no tempo em que Rachel de Queiroz era criança? R.: PROFESSOR: EQUIPE DE HISTÓRIA E GEOGRAFIA BANCO DE QUESTÕES - HISTÓRIA E GEOGRAFIA 2 ANO - ENSINO FUNDAMENTAL ========================================================================== No texto a seguir,

Leia mais

Plano Anual de Atividades 2014/2015 CENTRO SOCIAL PAROQUIAL DE SÃO PEDRO DE LOUSA

Plano Anual de Atividades 2014/2015 CENTRO SOCIAL PAROQUIAL DE SÃO PEDRO DE LOUSA CENTRO SOCIAL PAROQUIAL DE SÃO PEDRO DE LOUSA Mês Temas/conteúdos Atividades Objetivos gerais Intervenientes Espaço -Início do Ano Escolar; -Recepção dos Alunos. - Atividades de grupo; -Acolhimento e receção

Leia mais

ÉTICA E MORAL. O porquê de uma diferenciação? O porquê da indiferenciação? 1

ÉTICA E MORAL. O porquê de uma diferenciação? O porquê da indiferenciação? 1 ÉTICA E MORAL O porquê de uma diferenciação? O porquê da indiferenciação? 1 Ética e Moral são indiferenciáveis No dia-a-dia quando falamos tanto usamos o termo ética ou moral, sem os distinguirmos. Também

Leia mais

Deixo meus olhos Falar

Deixo meus olhos Falar Tânia Abrão Deixo meus olhos Falar 1º Edição Maio de 2013 WWW.perse.com.br 1 Tânia Abrão Biografia Tânia Abrão Mendes da Silva Email: Tania_morenagata@hotmail.com Filha de Benedito Abrão e Ivanir Abrão

Leia mais

Transcrição da Entrevista

Transcrição da Entrevista Transcrição da Entrevista Entrevistadora: Valéria de Assumpção Silva Entrevistada: Praticante Sonia Local: Núcleo de Arte Nise da Silveira Data: 5 de dezembro de 2013 Horário: 15:05 Duração da entrevista:

Leia mais

EGC - Engenharia e gestão do conhecimento Disciplina: Complexidade, conhecimento e sociedades em rede Professor: Aires Rover Aluna: Desirée Sant Anna

EGC - Engenharia e gestão do conhecimento Disciplina: Complexidade, conhecimento e sociedades em rede Professor: Aires Rover Aluna: Desirée Sant Anna OSHO - INTUIÇÃO EGC - Engenharia e gestão do conhecimento Disciplina: Complexidade, conhecimento e sociedades em rede Professor: Aires Rover Aluna: Desirée Sant Anna Maestri 2016/1 O LIVRO três partes

Leia mais

TEMA TRANSVERSAL: ÉTICA

TEMA TRANSVERSAL: ÉTICA TEMA TRANSVERSAL: ÉTICA LEITURA PARA O ALUNO O QUE É ÉTICA O dicionário nos traz o significado de ética como estudo dos juízos de apreciação referentes à conduta humana, do ponto de vista do bem e do mal

Leia mais

Exercícios de lógica -sensibilização

Exercícios de lógica -sensibilização Exercícios de lógica -sensibilização 1. Lógica matemática: Qual a lógica da seqüência dos números e quem é x? 2,4,4,6,5,4,4,4,4,x? 2. Charadas: lógica filosófica. Um homem olhava uma foto, e alguém lhe

Leia mais

Linguagem e Fala nos Distúrbios de Aprendizagem

Linguagem e Fala nos Distúrbios de Aprendizagem Linguagem e Fala nos Distúrbios de Aprendizagem Disciplina - Aspectos Fonoaudiológicos nos Distúrbios de Aprendizagem Fga. Ms. Adriana de Souza Batista adrianabatista@gmail.com CRDA Curso de Pós-Graduação

Leia mais

OFICINA DE LIBRAS. Luciana Andrade Rodrigues Professora da UniSEB COC

OFICINA DE LIBRAS. Luciana Andrade Rodrigues Professora da UniSEB COC OFICINA DE LIBRAS Luciana Andrade Rodrigues Professora da UniSEB COC CONTEUDO - Revisão da aula anterior; -Meses, Tempo, Perguntas; - Jogos; -Música Dias Melhores OBJETIVOS - Ampliação do vocabulário em

Leia mais

A CONSTRUÇÃO DO CONHECIMENTO. Prof Bruno Tamancoldi

A CONSTRUÇÃO DO CONHECIMENTO. Prof Bruno Tamancoldi A CONSTRUÇÃO DO CONHECIMENTO Prof Bruno Tamancoldi META DA AULA Apresentar conceitos sobre o Conhecimento, partindo da Filosofia, distinguindo Ciência e senso comum. OBJETIVOS conceituar lógica e raciocínio;

Leia mais

COMO MONTAR MEU HORÁRIO DE ESTUDO? O meu horário ATUAL de estudo

COMO MONTAR MEU HORÁRIO DE ESTUDO? O meu horário ATUAL de estudo COMO MONTAR MEU HORÁRIO DE ESTUDO? O meu horário ATUAL de estudo Preencha este horário segundo a distribuição de tempo que você tem a intenção de fazer: Pinte de vermelho o tempo ocupado em aulas; Pinte

Leia mais

Aliança Espírita Evangélica RGA 2015

Aliança Espírita Evangélica RGA 2015 Aliança Espírita Evangélica RGA 2015 TEMA RGA 2015 Nossa Aliança com Jesus acolhendo e evangelizando corações na nova era. Local: Unisa Campus 1 RGA 2015 Rua Professor Enéas de Siqueira Neto, 340, Jardim

Leia mais

Você já ouviu a história de uma tal "garota legal"? Bem, se não, deixeme contar uma história:

Você já ouviu a história de uma tal garota legal? Bem, se não, deixeme contar uma história: Você já ouviu a história de uma tal "garota legal"? Bem, se não, deixeme contar uma história: Uma garota legal é alguém que se dedica de alma e coração em um relacionamento. Ela é alguém que poderia esperar

Leia mais

O primeiro suspiro de um poeta insano!

O primeiro suspiro de um poeta insano! 1 O primeiro suspiro de um poeta insano! 2012 2 O primeiro suspiro de um poeta insano Jonas Martins 1ª.Edição..Poesia Todos os direitos reservados ao autor A reprodução total ou parcial desta obra só é

Leia mais

Isso nós sabemos, e nosso poeta Cazuza, escreveu uma música dizendo isso.

Isso nós sabemos, e nosso poeta Cazuza, escreveu uma música dizendo isso. TUDO PASSA Adriana C. De Oliveira O tempo não pára. Isso nós sabemos, e nosso poeta Cazuza, escreveu uma música dizendo isso. E a nossa mente? É fascinante o nosso corpo. Mais ainda o nosso cérebro. Onde

Leia mais

RESULTADOS DA PESQUISA EQUIPE DA CENTRAL DE PROJETOS QUEM É VOCÊ. Menos de 13 10,36% 13 25,01% 14 25,82% 15 23,88% 16 11,91% 17 2,49% Mais de 17 0,50%

RESULTADOS DA PESQUISA EQUIPE DA CENTRAL DE PROJETOS QUEM É VOCÊ. Menos de 13 10,36% 13 25,01% 14 25,82% 15 23,88% 16 11,91% 17 2,49% Mais de 17 0,50% RESULTADOS DA PESQUISA EQUIPE DA CENTRAL DE PROJETOS Qual sua idade? QUEM É VOCÊ Menos de 13 10,36% 13 25,01% 14 25,82% 15 23,88% 16 11,91% 17 2,49% Mais de 17 0,50% Qual a sua série? 7.ª/8.º 26,72% 8ª

Leia mais

ACOLHIMENTO Pessoas cuidando de pessoas

ACOLHIMENTO Pessoas cuidando de pessoas Nossa Visão Uma cidade transformada por Cristo através de uma igreja acolhedora que desenvolve cura social e renovação cultural, formando autênticos discípulos de Cristo transformados por meio do Evangelho.

Leia mais

coleção Conversas #5 Respostas que podem estar passando para algumas perguntas pela sua cabeça.

coleção Conversas #5 Respostas que podem estar passando para algumas perguntas pela sua cabeça. coleção Conversas #5 Respostas para algumas perguntas que podem estar passando pela sua cabeça. A Coleção CONVERSAS da Editora AfroReggae nasceu com o desejo de facilitar diálogos que muitas vezes podem

Leia mais

O jogo de Xadrez e a Educação. Daniel Góes

O jogo de Xadrez e a Educação. Daniel Góes O jogo de Xadrez e a Educação Daniel Góes Jean-Jacques Rousseau (1712-1778), defendia uma educação através do contato com a natureza e propunha o uso de jogos, brinquedos, esportes, instrumentos variados,

Leia mais

AQUI VIVE A ESPERANÇA!

AQUI VIVE A ESPERANÇA! AQUI VIVE A ESPERANÇA! ANTONIO CARLOS COSTA AQUI VIVE A ESPERANÇA! Re exões Abra-se para a vida, pois esta é a única forma de encontrar a felicidade. Mensagens de incentivo à vida Frases - Pensamentos

Leia mais

CONSULTORIA COACHING TREINAMENTO MEDIAÇÃO

CONSULTORIA COACHING TREINAMENTO MEDIAÇÃO CONSULTORIA COACHING TREINAMENTO MEDIAÇÃO 1 MASTER PROGRAM PROGRAMA DE DESENVOLVIMENTO DE LIDERANÇA - PDL PROGRAMA DE GESTÃO, LIDERANÇA, EMPREENDEDORISMO INTEGRADOS - PGLEI OFICINAS VISITAS MONITORADAS

Leia mais

Fisiologia Humana Sistema Nervoso. 3 ano - Biologia I 1 período / 2016 Equipe Biologia

Fisiologia Humana Sistema Nervoso. 3 ano - Biologia I 1 período / 2016 Equipe Biologia Fisiologia Humana Sistema Nervoso 3 ano - Biologia I 1 período / 2016 Equipe Biologia ! Função: processamento e integração das informações.! Faz a integração do animal ao meio ambiente! Juntamente com

Leia mais

O legado da Filosofia grega para o Ocidente europeu

O legado da Filosofia grega para o Ocidente europeu O legado da Filosofia grega para o Ocidente europeu Marilena Chauí Por causa da colonização europeia das Américas, nós também fazemos parte - ainda que de modo inferiorizado e colonizado - do Ocidente

Leia mais

Maria Helena Morais Matos Coisas do Coração

Maria Helena Morais Matos Coisas do Coração Maria Helena Morais Matos Coisas do Coração Primeira Edição Curitiba 2012 PerSe Dados Internacionais de Catalogação na Publicação (CIP) (Câmara Brasileira do Livro, SP, Brasil) ÍN Matos, Maria Helena Morais

Leia mais

por Chuck Pierce - Sábado, 1 de Outubro, 2011

por Chuck Pierce - Sábado, 1 de Outubro, 2011 Dia 5 dos 100 Dias: Chaves para o Sucesso: Leia Mt 6:24-25, 32-34; Filip 4:12-13, Filip 1: 20-21, Filip 3 por Chuck Pierce - Sábado, 1 de Outubro, 2011 Alcançar o sucesso e prosperidade que Deus tem para

Leia mais

Terça-feira do amor. Viva o amor!

Terça-feira do amor. Viva o amor! Terça-feira do amor Viva o amor! Prepare-se para terças-feiras de Tratamento do Amor com o Arcanjo Anael. Os anjos vão dar uma força para quem está só, para quem precisa resolver uma situação amorosa complicada,

Leia mais

ETERNIDADE PARA SEMPRE

ETERNIDADE PARA SEMPRE ETERNIDADE PARA SEMPRE SUMÁRIO --O QUE SIGNIFICA ETERNIDADE?-- --COMO AGIR NO CASAMENTO?-- --O QUE SIGNIFICA ETERNIDADE?-- Quando alguém pergunta para você "O QUE SIGNIFICA ETERNIDADE" você pensa o que

Leia mais

Lembre-se é um momento único, é como se você tivesse a oportunidade de falar com o próprio Criador por 5 minutos

Lembre-se é um momento único, é como se você tivesse a oportunidade de falar com o próprio Criador por 5 minutos Vivência dos 3 dias Vivência dos 3 dias Primeiro dia Limpeza Você tem que encontrar uma hora neste dia para se isolar e ficar a vontade para desabafar com o Universo, com Deus, ou com o seu Santo favorito.

Leia mais

casamento da forma mais tranquila

casamento da forma mais tranquila A enfrentar um processo de divórcio amigável, ANA BRAVO refugia-se no carinho dos sobrinhos "Terminei um casamento da forma mais tranquila possível,, A nutricionista, de 31 anos, é responsável pela clínica

Leia mais

É HORA DE MUDAR. 12 de Dezembro de 2011 Ministério Loucura da Pregação. "Vigiai, pois, porque não sabeis o dia nem a hora

É HORA DE MUDAR. 12 de Dezembro de 2011 Ministério Loucura da Pregação. Vigiai, pois, porque não sabeis o dia nem a hora É HORA DE MUDAR 12 de Dezembro de 2011 Ministério Loucura da Pregação "Vigiai, pois, porque não sabeis o dia nem a hora em que o Filho do homem há de vir." 1 / 5 (Mateus 25:13) É isso aí amados! Hoje é

Leia mais

Lógica Matemática e Computacional. 3.1 Relações lógicas de Euler

Lógica Matemática e Computacional. 3.1 Relações lógicas de Euler Lógica Matemática e Computacional 3.1 Relações lógicas de Euler Lógica Ciência dos argumentos; tem por objeto de estudo os argumentos, procurando elaborar procedimentos que permitam distinguir os argumentos

Leia mais

ENTREVISTA JANINE SOARES DE OLIVEIRA

ENTREVISTA JANINE SOARES DE OLIVEIRA IDENTIFICAÇÃO: Nome: Janine Soares de Oliveira Cidade: Florianópolis Estado: Santa Catarina País: Brasil Formação: Doutora em Estudos da Tradução Profissão: Docente do Magistério Superior Local de Trabalho:

Leia mais

A norma diz ser proibida a venda de bebidas alcoólicas durante a eleição, um chamado período de lei seca.

A norma diz ser proibida a venda de bebidas alcoólicas durante a eleição, um chamado período de lei seca. Carnaval Político Democracia. Mas que festa? Costuma-se dizer que a eleição é a festa da 1. A prevalência do social e dos costumes A norma diz ser proibida a venda de bebidas alcoólicas durante a eleição,

Leia mais

Poesias, filosofias e reflexões Márcio Mercês (vol.1)

Poesias, filosofias e reflexões Márcio Mercês (vol.1) Poesias, filosofias e reflexões Márcio Mercês (vol.1) Cinzas de Mim Não fales... Apenas beijes minha boca e respires o meu ar. Não resistas... Apenas admitas que jamais encontrarás no futuro vestígios

Leia mais