AMOR FÁCIL, DIFÍCIL E IMPOSSÍVEL. Marcelo Ferrari. 1 f i c i n a. 2ª edição - 27 de julho de w w w. 1 f i c i n a. c o m.

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "AMOR FÁCIL, DIFÍCIL E IMPOSSÍVEL. Marcelo Ferrari. 1 f i c i n a. 2ª edição - 27 de julho de w w w. 1 f i c i n a. c o m."

Transcrição

1 AMOR FÁCIL, DIFÍCIL E IMPOSSÍVEL Marcelo Ferrari 1 f i c i n a 2ª edição - 27 de julho de 2015 w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r

2 AMOR FÁCIL, DIFÍCIL E IMPOSSÍVEL Amar pode ser fácil, pode ser difícil, mas também pode ser impossível. Este livro é para explicar a diferença entre os três tipos de amores humanos e ajudar você a amar melhor. Boa leitura! 02

3 Ser Consciente Humano 01 QUATRO VEZES DIFERENTE Existem três tipos de amores na experiência humana: Amor Fácil, Amor Difícil e Amor Impossível. Para que você possa entender porque são três, e qual é qual, primeiro você deve entender que ser humano é ser quatro ao mesmo tempo. Isto mesmo! Você é um ser em uma experiência que é quaternária. Vou usar o símbolo da 1ficina para explicar isso. Primeiro vou explicar o símbolo original. O círculo representa o ser que você é, o ser que cada um é. O ponto no meio do círculo representa o consciente. Você é um ser consciente. Só que você não é apenas consciente, você é um ser humano consciente. A polpa dentro do círculo representa sua humanidade. Ser é nada. Você é nada brincando de tudo. Ou melhor, você é nada brincando de um tipo de tudo. Que tipo de tudo? Tudo humano. É por isto que tudo que você experimenta é humano, porque você é um ser humano. O que estou explicando aqui, é que você existe, que você = existência, e por isto, atualmente, está humano. E também estou dizendo que sua experiência humana está dentro de você e não você dentro da sua experiência humana. O sinal de diferente representa sua singularidade. Cada um é igual e diferente. Você é igualmente diferente. Você é igualmente ser humano, mas você é um ser humano diferente. Aliás, você é um ser humano quatro vezes diferente, pois a experiência humana é quaternária. 03

4 ( vero / falso ) 02 AMOR RACIONAL Uma das quatro dimensões humanas é a racionalidade. é a dimensão do definir. É onde você define o verdadeiro e o falso. A todo instante você está definindo o verdadeiro e o falso. Por exemplo, quando você afirma, Felicidade é morar na praia, você está definindo o que é, e o que não é felicidade, ou seja, verdadeiro e falso. Cada um é livre para definir por si, então, verdadeiro e falso é relativo a definição de cada um. Você pode estar se perguntando o que definir tem a ver com amor? Tem tudo a ver! Você quer o falso? Claro que não! Ninguém quer o falso. E por que não? Porque todo ser humano ama o verdadeiro. A experiência humana é quaternária, isso significa que você tem quatro formas diferentes de amar. Na dimensão racional, você ama o verdadeiro e odeia o falso. Amar o verdadeiro e odiar o falso, é humano. Você não precisa se esforçar para amar o verdadeiro e odiar o falso. Você não precisa aprender a amar o verdadeiro e odiar o falso. Quando você entende que algo é verdadeiro, você ama, naturalmente e inevitavelmente. Quando você entende que algo é falso, você odeia, naturalmente e inevitavelmente. O que é verdadeiro, e o que é falso, é relativo, mas todo ser humano ama o verdadeiro e odeia o falso. Amar o verdadeiro é amor fácil, facílimo, inevitável. 04

5 ( vero / falso ) Afetividade ( caro / nulo ) 03 AMOR AFETIVO Outra dimensão da experiência humana é a afetividade. Afetividade é a dimensão do avaliar. É onde você lida com atribuição de valor, com o caro e o nulo. A todo instante você está atribuindo valor. Por exemplo, quando você diz, Eu te amo, para uma pessoa, você esta atribuindo valor a pessoa, está dando importância, está apreciando. Cada um é livre para avaliar por si, então, caro e nulo é relativo a avaliação de cada um. Você pode estar se perguntando o que avaliar tem a ver com amor? Tem tudo a ver! Você quer o nulo? Claro que não! Ninguém quer o nulo. E por que não? Porque todo ser humano ama o caro. A experiência humana é quaternária, isso significa que você tem quatro formas diferentes de amar. Na dimensão afetiva, você ama o caro e odeia o nulo. Amar o caro e odiar o nulo, é humano. Você não precisa se esforçar para amar o caro e odiar o nulo. Você não precisa aprender a amar o caro e odiar o nulo. Quando você entende que algo é caro, você ama, naturalmente e inevitavelmente. Quando você entende que algo é nulo, você odeia, naturalmente e inevitavelmente. O que é caro, e o que é nulo, é relativo, mas todo ser humano ama o caro e odeia o nulo. Amar o caro é amor fácil, facílimo, inevitável. 05

6 ( vero / falso ) Afetividade ( caro / nulo ) Sensoriedade ( bom / ruim ) 04 AMOR SENSORIAL Outra dimensão da experiência humana é a sensorialidade. Sensorialidade é a dimensão do gostar. É onde você lida com o gosto, com o bom e o ruim. A todo instante você está lidando com o gostar. Por exemplo, quando você diz, Adoro rock, é porque ouvir rock é bom, é gostoso. Cada um é livre para gostar por si, então, bom e ruim é relativo ao gosto de cada um. Você pode estar se perguntando o que gostar tem a ver com amor? Tem tudo a ver! Você quer o ruim? Claro que não! Ninguém quer o ruim. E por que não? Porque todo ser humano ama o bom. A experiência humana é quaternária, isso significa que você tem quatro formas diferentes de amar. Na dimensão sensorial, você ama o bom e odeia o ruim. Amar o bom e odiar o ruim, é humano. Você não precisa se esforçar para amar o bom e odiar o ruim. Você não precisa aprender a amar o bom e odiar o ruim. Quando você entende que algo é bom, você ama, naturalmente e inevitavelmente. Quando você entende que algo é ruim, você odeia, naturalmente e inevitavelmente. O que é bom, e o que é ruim, é relativo, mas todo ser humano ama o bom e odeia o ruim. Amar o bom é amor fácil, facílimo, inevitável. 06

7 ( vero / falso ) Afetividade ( caro / nulo ) Sensoriedade ( bom / ruim ) Físicalidade ( bem / mal ) 05 AMOR FÍSICO Outra dimensão da experiência humana é a fisicalidade. Fisicalidade é a dimensão do ponderar. É onde você lida com o benefício e o malefício, como o bem e o mal. A todo instante você está ponderando o bem e o mal. Por exemplo, quando você diz O tomate está caro, você está ponderando o custo benefício do tomate. Cada um é livre para ponderar por si, então, bem e mal é relativo a avaliação de cada um. Você pode estar se perguntando o que ponderar tem a ver com amor? Tem tudo a ver! Você quer o mal? Claro que não! Ninguém quer o mal. E por que não? Porque todo ser humano ama o bem. A experiência humana é quaternária, isso significa que você tem quatro formas diferentes de amar. Na dimensão física, você ama o bem e odeia o mal. Amar o bem e odiar o mal, é humano. Você não precisa se esforçar para amar o bem e odiar o mal. Você não precisa aprender a amar o bem e odiar o mal. Quando você entende que algo é bem, você ama, naturalmente e inevitavelmente. Quando você entende que algo é mal, você odeia, naturalmente e inevitavelmente. O que é bem e o que é mal, é relativo, mas todo ser humano ama o bem e odeia o mal. Amar o bem é amor fácil, facílimo, inevitável. 07

8 Amor fácil: vero Afetividade Amor fácil: caro Sensoriedade Amor fácil: bom Físicalidade Amor fácil: bem 06 AMOR FÁCIL Eis os quatro amores fáceis: Dimensão Racional Amor ao vero. Dimensão Afetiva Amor ao caro. Dimensão Sensorial Amor ao bom. Dimensão Física Amor ao bem. Amar o vero, o caro, o bom e o bem, é amor fácil, facílimo, inevitável. 08

9 Amor impossível: falso Afetividade Amor impossível: nulo Sensoriedade Amor impossível: ruim Físicalidade Amor impossível: mal 07 AMOR IMPOSSÍVEL Sendo que amar o vero, o caro, o bom e o bem, é amor fácil, facílimo, inevitável, o que é amor difícil? A resposta aparentemente óbvia, é que amor difícil é amar o falso, o nulo, o ruim e o mal. Eis o engano. Amar o falso, o nulo, o ruim e o mal, não é difícil, é impossível. Você ama o verdadeiro porque odeia o falso. Se fosse possível você amar o falso, seria impossível você amar o verdadeiro. Você ama o caro porque odeia o nulo. Se fosse possível você amar o nulo, seria impossível você amar o caro. Você ama o bom porque odeia o ruim. Se fosse possível você amar o ruim, seria impossível você amar o bom. Você ama o bem porque odeia o mal. Se fosse possível você amar o mal, seria impossível você amar o bem. Amar o falso, o nulo, o ruim e o mal, não é difícil, é impossível. Se fosse possível, você já teria obtido êxito neste objetivo. Porém, nunca obtêm, por mais que tente, pois trata-se de um objetivo impossível. É impossível amar o que se odeia, e todo ser humano odeia o falso, o nulo, o ruim e o mal. Quando isso fica absolutamente evidente, você desiste naturalmente do amor impossível, e está pronto para praticar o amor difícil. 09

10 Amor difícil: veros Afetividade Amor difícil: caros Sensoriedade Amor difícil: bons Físicalidade Amor difícil: bens 08 AMOR DIFÍCIL Amor difícil surge naturalmente quando você percebe que o amor impossível é impossível, tanto para você, como para o outro. Amor difícil é respeitar o amor fácil dos outros. Amor difícil é respeitar a universalidade de veros, caros, bons e bens. Cada um é ímpar, singular, único, diferente. Sendo assim, o que é bem para você pode ser mal para o outro, o que é bom para você pode ser ruim para o outro, o que é caro para você pode ser nulo para o outro, o que é vero para você pode ser falso para o outro, e vice versa. Você é diferente do outro e o outro é diferente de você. E não tem nenhum problema nisso. O problema só surge quando você ignora isso. Quando acredita e supõe que o que é vero, caro, bom e bem para você, é para o outro também. É assim que surgem as guerras. E por que o amor difícil é difícil? Porque você não tem prática em perceber a impossibilidade do amor impossível. 10

11 Egoísmo Amor fácil Abnegação Amor impossível Universalismo Universalismo 09 AMOR CONSCIENTE Amor difícil não é abnegação. Assim como você opta pelo amor fácil por egoísmo, ou seja, porque é a melhor opção, você também opta pelo amor difícil por egoísmo, ou seja, também porque é a melhor opção. Amor difícil é amor consciente. A melhor coisa que você pode fazer por você é dar liberdade ao outro para amar fácil. Quando você dá liberdade ao outro de amar fácil, quem se liberta é você, que não precisa mais persistir no amor impossível. Abnegação é missão impossível, então, abnegação é amor ignorante. 11

12 O QUE É 1FICINA? 1ficina é uma prestação de serviço consciencial a disposição do ser humano. A prestação de serviço da 1ficina é diferente, autônoma, inspirada, voluntária, universalista, prática e gratuita. A função da 1ficina é ajudar cada 1 em seu processo de auto-realização. A estratégia que a 1ficina utiliza para isto é o despertar da consciência. A ferramenta que a 1ficina utiliza é a comunicação. A 1ficina é praticante da ciência do óbvio e da autociência. MARCELO FERRARI Sou autor e coordenador da 1ficina. Tenho 45 anos e moro em Uberlândia, MG. Sou curioso, inventivo e teimoso desde que nasci. Não tenho formação acadêmica em filosofia, nem psicologia. Minha escola para entender a experiência humana é minha própria experiência humana. Se você tem internet, estamos a um click de distância. Disponha. DECLARAÇÃO DE UNIVERSALIDADE Eu honro e celebro eu. Eu honro e celebro você. Eu honro e celebro nós. Eu honro e celebro minha diferença. Eu honro e celebro sua diferença. Eu honro e celebro nossa diferença. Eu sou outro você. Você sou outro eu. Nós somos todos e cada um. Toda exclusão e desrespeito que em mim chega de mim não passa. Eu sou por minha unicidade. Eu sou por sua unicidade. Eu sou por nossa unicidade. Que meu viver confirme minhas palavras e assim seja! 12

CIÊNCIA DO NADA. Marcelo Ferrari. 1 f i c i n a. 1ª edição - 1 de agosto de w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r

CIÊNCIA DO NADA. Marcelo Ferrari. 1 f i c i n a. 1ª edição - 1 de agosto de w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r CIÊNCIA DO NADA Marcelo Ferrari 1 f i c i n a 1ª edição - 1 de agosto de 2015 w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r CIÊNCIA DO NADA Tudo sobre o nada. Boa leitura! 01 CRIADOR DA REALIDADE Você entende e aceita

Leia mais

CONVERSANDO COM A PERFEIÇÃO. Marcelo Ferrari. 1 f i c i n a. 1ª edição - 1 de agosto de w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r

CONVERSANDO COM A PERFEIÇÃO. Marcelo Ferrari. 1 f i c i n a. 1ª edição - 1 de agosto de w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r CONVERSANDO COM A PERFEIÇÃO Marcelo Ferrari 1 f i c i n a 1ª edição - 1 de agosto de 2015 w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r CONVERSANDO COM A PERFEIÇÃO PERFEIÇÃO: Olá! Eu sou a perfeição. Vamos conversar?

Leia mais

INÚTIL PRAZER DE SER VOCÊ. Marcelo Ferrari. 1 f i c i n a. 1ª edição - 1 de agosto de w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r

INÚTIL PRAZER DE SER VOCÊ. Marcelo Ferrari. 1 f i c i n a. 1ª edição - 1 de agosto de w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r INÚTIL PRAZER DE SER VOCÊ Marcelo Ferrari 1 f i c i n a 1ª edição - 1 de agosto de 2015 w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r INÚTIL PRAZER DE SER VOCÊ Qual é a utilidade que você tem para você? Leia este livro

Leia mais

DILEMA DO OBJETIVO. Marcelo Ferrari. 1 f i c i n a. 2ª edição - 30 de julho de w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r

DILEMA DO OBJETIVO. Marcelo Ferrari. 1 f i c i n a. 2ª edição - 30 de julho de w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r DILEMA DO OBJETIVO Marcelo Ferrari 1 f i c i n a 2ª edição - 30 de julho de 2015 w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r DILEMA DO OBJETIVO Desejo é inconsciente. O que você experimenta e chama de desejo não

Leia mais

CADA UM NO SEU GABARITO. Marcelo Ferrari. 1 f i c i n a. 1ª edição - 9 de novembro de w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r

CADA UM NO SEU GABARITO. Marcelo Ferrari. 1 f i c i n a. 1ª edição - 9 de novembro de w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r CADA UM NO SEU GABARITO Marcelo Ferrari 1 f i c i n a 1ª edição - 9 de novembro de 2015 w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r CADA UM NO SEU GABARITO PARTE 1 Sim, existe destino. Se não existisse destino, não

Leia mais

LIVRE CLICK. Marcelo Ferrari. 1 f i c i n a. 2ª edição - 31 de julho de w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r

LIVRE CLICK. Marcelo Ferrari. 1 f i c i n a. 2ª edição - 31 de julho de w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r LIVRE CLICK Marcelo Ferrari 1 f i c i n a 2ª edição - 31 de julho de 2015 w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r LIVRE CLICK Para viver bem é preciso entender a diferença entre liberdade e livre arbítrio, mas

Leia mais

SUPER HOMEM. Marcelo Ferrari. 1 f i c i n a. 2ª edição - 24 de julho de w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r

SUPER HOMEM. Marcelo Ferrari. 1 f i c i n a. 2ª edição - 24 de julho de w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r SUPER HOMEM Marcelo Ferrari 1 f i c i n a 2ª edição - 24 de julho de 2015 w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r SUPER HOMEM Assim como uma criança caminha para se tornar um adulto, você está caminhado para

Leia mais

COMO VOCÊ VIROU OUTRO. Marcelo Ferrari. 1 f i c i n a. 1ª edição - 22 de novembro de w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r

COMO VOCÊ VIROU OUTRO. Marcelo Ferrari. 1 f i c i n a. 1ª edição - 22 de novembro de w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r COMO VOCÊ VIROU OUTRO Marcelo Ferrari 1 f i c i n a 1ª edição - 22 de novembro de 2016 w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r COMO VOCÊ VIROU OUTRO O natural é você viver sendo você. Isso deveria ser sempre.

Leia mais

OBJETIVO DA FELICIDADE. Marcelo Ferrari. 1 f i c i n a. 1ª edição - 13 de novenbro de w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r

OBJETIVO DA FELICIDADE. Marcelo Ferrari. 1 f i c i n a. 1ª edição - 13 de novenbro de w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r OBJETIVO DA FELICIDADE Marcelo Ferrari 1 f i c i n a 1ª edição - 13 de novenbro de 2015 w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r OBJETIVO DA FELICIDADE Felicidade não é objetivo, tem objetivo. Qual é o objetivo

Leia mais

CASA DA RAZÃO HUMANA. Marcelo Ferrari. 1 f i c i n a. 2ª edição - 24 de julho de w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r

CASA DA RAZÃO HUMANA. Marcelo Ferrari. 1 f i c i n a. 2ª edição - 24 de julho de w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r CASA DA RAZÃO HUMANA Marcelo Ferrari 1 f i c i n a 2ª edição - 24 de julho de 2015 w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r CASA DA RAZÃO HUMANA Na Casa da Razão Humana moram quatro moradores: um bicho, uma criança,

Leia mais

EGOGAME. Marcelo Ferrari. 1 f i c i n a. 2ª edição - 24 de julho de w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r

EGOGAME. Marcelo Ferrari. 1 f i c i n a. 2ª edição - 24 de julho de w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r EGOGAME Marcelo Ferrari 1 f i c i n a 2ª edição - 24 de julho de 2015 w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r EGOGAME A experiência humana é interativa como um jogo. O problema é que este jogo não vem com manual

Leia mais

DEMOCRACIA UNIVERSAL. Marcelo Ferrari. 1 f i c i n a. 1ª edição - 30 de outubro de w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r

DEMOCRACIA UNIVERSAL. Marcelo Ferrari. 1 f i c i n a. 1ª edição - 30 de outubro de w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r DEMOCRACIA UNIVERSAL Marcelo Ferrari 1 f i c i n a 1ª edição - 30 de outubro de 2016 w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r DEMOCRACIA UNIVERSAL Esse livro é a compilação de uma conversa que aconteceu entre

Leia mais

GPS DO DESTINO. Marcelo Ferrari. 1 f i c i n a. 1ª edição - 15 de novembro de w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r

GPS DO DESTINO. Marcelo Ferrari. 1 f i c i n a. 1ª edição - 15 de novembro de w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r GPS DO DESTINO Marcelo Ferrari 1 f i c i n a 1ª edição - 15 de novembro de 2016 w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r GPS DO DESTINO INTRODUÇÃO No livro CADA UM NO SEU GABARITO expliquei que seu destino é ser

Leia mais

VIOLÊNCIA. Marcelo Ferrari. 1 f i c i n a. 1ª edição - 4 de novenbro de w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r

VIOLÊNCIA. Marcelo Ferrari. 1 f i c i n a. 1ª edição - 4 de novenbro de w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r VIOLÊNCIA Marcelo Ferrari 1 f i c i n a 1ª edição - 4 de novenbro de 2016 w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r VIOLÊNCIA PRIMEIRA PARTE A palavra violência vem do verbo violar. Quando você está executando

Leia mais

QUATRIX. Marcelo Ferrari. 1 f i c i n a. 4ª edição - 01 de outubro de w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r

QUATRIX. Marcelo Ferrari. 1 f i c i n a. 4ª edição - 01 de outubro de w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r QUATRX Marcelo Ferrari 1 f i c i n a 4ª edição - 01 de outubro de 2016 w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r QUATRX Quatrix é um robô humano que vive simultaneamente em quatro dimensões. Com a ajuda de algumas

Leia mais

Marcelo Ferrari. 1 f i c i n a. 1ª edição - 1 de agosto de 2015. w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r

Marcelo Ferrari. 1 f i c i n a. 1ª edição - 1 de agosto de 2015. w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r EUSPELHO Marcelo Ferrari 1 f i c i n a 1ª edição - 1 de agosto de 2015 w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r EUSPELHO Este livro explica como você pode usar sua realidade para obter autoconhecimento. Boa leitura!

Leia mais

CONTROL+EU. Marcelo Ferrari. 1 f i c i n a. 1ª edição - 1 de agosto de 2015. w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r

CONTROL+EU. Marcelo Ferrari. 1 f i c i n a. 1ª edição - 1 de agosto de 2015. w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r CONTROL+EU Marcelo Ferrari 1 f i c i n a 1ª edição - 1 de agosto de 2015 w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r CONTROL+EU Você não sofre porque tem uma programação mental, você sofre porque sua programação

Leia mais

NEWPLAY. Marcelo Ferrari. 1 f i c i n a. 1ª edição - 1 de agosto de 2015. w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r

NEWPLAY. Marcelo Ferrari. 1 f i c i n a. 1ª edição - 1 de agosto de 2015. w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r NEWPLAY Marcelo Ferrari 1 f i c i n a 1ª edição - 1 de agosto de 2015 w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r NEWPLAY Este livro é para ajudar você a lidar melhor com seus traumas. Boa leitura! 01 VIVER É TRAUMATIZANTE

Leia mais

CONVERSA PARA BOI ACORDAR. Marcelo Ferrari. 1 f i c i n a. 1ª edição - 12 de novembro de w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r

CONVERSA PARA BOI ACORDAR. Marcelo Ferrari. 1 f i c i n a. 1ª edição - 12 de novembro de w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r CONVERSA PARA BOI ACORDAR Marcelo Ferrari 1 f i c i n a 1ª edição - 12 de novembro de 2016 w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r CONVERSA PRA BOI ACORDAR POVO: Tá brava comigo, Professora? O que foi que fiz?

Leia mais

DESMATERIALIZANDO A CIÊNCIA. Marcelo Ferrari. 1 f i c i n a. 1ª edição - 1 de agosto de w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r

DESMATERIALIZANDO A CIÊNCIA. Marcelo Ferrari. 1 f i c i n a. 1ª edição - 1 de agosto de w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r DESMATERIALIZANDO A CIÊNCIA Marcelo Ferrari 1 f i c i n a 1ª edição - 1 de agosto de 2015 w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r DESMATERIALIZANDO A CIÊNCIA Ciência não é materialista, está materialista, devido

Leia mais

Consagração a Maria. Consagração a Maria. Consagração a Maria. Consagração a Maria. Consagração a Maria. Consagração a Maria. Consagração a Maria

Consagração a Maria. Consagração a Maria. Consagração a Maria. Consagração a Maria. Consagração a Maria. Consagração a Maria. Consagração a Maria amar a mim amar a mim amar a mim amar a mim amar a mim amar a mim amar a mim amar a mim Mãe. Eu Vos amo tanto! Mãe. Eu Vos amo tanto! Mãe. Eu Vos amo tanto! Mãe. Eu Vos amo tanto! Mãe. Eu Vos amo tanto!

Leia mais

APOCALIP-SE. Marcelo Ferrari. 1 f i c i n a. 2ª edição - 1 de agosto de 2015. w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r

APOCALIP-SE. Marcelo Ferrari. 1 f i c i n a. 2ª edição - 1 de agosto de 2015. w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r APOCALIP-SE Marcelo Ferrari 1 f i c i n a 2ª edição - 1 de agosto de 2015 w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r APOCALIP-SE Ser humano não é ser uma pessoa, ser humano é ser um aluno. Aluno de que e de quem?

Leia mais

Consagração a Maria. como filho de Deus. Ajude-me a amar a mim mesmo como filho de Deus.

Consagração a Maria. como filho de Deus. Ajude-me a amar a mim mesmo como filho de Deus. mim mim mim mim mim mim mim mim Mãe. Eu Vos amo tanto! Mãe. Eu Vos amo tanto! Mãe. Eu Vos amo tanto! Mãe. Eu Vos amo tanto! Mãe. Eu Vos amo tanto! Mãe. Eu Vos amo tanto! Mãe. Eu Vos amo tanto! Mãe. Eu

Leia mais

Desapego. Os prazeres da alma. Escola de Evangelização de Pacientes. Grupo Espírita Guillon Ribeiro

Desapego. Os prazeres da alma. Escola de Evangelização de Pacientes. Grupo Espírita Guillon Ribeiro Desapego Os prazeres da alma Escola de Evangelização de Pacientes Grupo Espírita Guillon Ribeiro Faremos um estudo dos potenciais humanos, os quais denominamos de prazeres da alma sabedoria, alegria, afetividade,

Leia mais

Você é capaz de se lembrar como se conjuga os verbos? Lembra? É... eu também não gostava muito disso, sabia? Então vamos lembrar juntos:

Você é capaz de se lembrar como se conjuga os verbos? Lembra? É... eu também não gostava muito disso, sabia? Então vamos lembrar juntos: Bem, hoje gostaria de falar sobre algo que talvez você não goste nem um pouco: nossa querida Língua Portuguesa Ah, fala sério pastor! Vai dar aula de Português? Obviamente não! Vou apenas compartilhar

Leia mais

Compreender estruturas lógicas é, antes de tudo, compreender o que são proposições.

Compreender estruturas lógicas é, antes de tudo, compreender o que são proposições. Caros alunos, Antes de darmos início a nossa aula demonstrativa, vamos às apresentações pessoais e profissionais: meu nome é Letícia Protta, sou agente administrativo do Ministério do Trabalho e Emprego,

Leia mais

Essa data sempre será inesquecível. Seis de Março, 2016

Essa data sempre será inesquecível. Seis de Março, 2016 Essa data sempre será inesquecível. Seis de Março, 2016 Digamos onde acordou tudo alegre e assim permaneceu. Acho completamente impossível tentar descrever nas palavras o sentimento que sinto aqui dentro

Leia mais

Filosofia Medievil: TomásadeaAquino

Filosofia Medievil: TomásadeaAquino MPET Modelagem Conceitual do Pensamento Filosófco MATERIAL DE APOIO Organizador dos slides: Prof.aDr.aGliuciusaDécioaDuirte Atualizado em: 19 ago. 2017 Filosofia Medievil: TomásadeaAquino SÍNTESE DO CRISTIANISMO

Leia mais

» As palavras têm uma história e fazem a história. O peso e o significado das palavras são influenciados pela história

» As palavras têm uma história e fazem a história. O peso e o significado das palavras são influenciados pela história Denis Hendrick » As palavras têm uma história e fazem a história. O peso e o significado das palavras são influenciados pela história» A palavra cultura não tem equivalente na maioria das línguas orais.

Leia mais

Coisas De Pré- Adolescentes!

Coisas De Pré- Adolescentes! Coisas De Pré- Adolescentes! Um pouco sobre mim e a minha página! Oie Amores! Tudo bem? Meu nome é Kylianne, tenho 12 anos! Eu fiz essa página para poder falar tudo que nós adolescentes amamos! Coisas

Leia mais

PLANEJAMENTO 2º ANO ENSINO FUNDAMENTAL I

PLANEJAMENTO 2º ANO ENSINO FUNDAMENTAL I PLANEJAMENTO 2º ANO ENSINO FUNDAMENTAL I MÓDULO TEMAS CONTEÚDO CONCEITUAL QUANTIDADE DE AULAS DESCOBRINDO A SI MESMO A importância dos nomes Estou mudando Em prosa e verso Descobrir a si mesmo e compreender

Leia mais

Minha História de amor

Minha História de amor Minha História de amor Hoje eu vou falar um pouco sobre a minha história de amor! Bem, eu namoro à distância faz algum tempinho. E não é uma distância bobinha não, são 433 km, eu moro em Natal-Rn, e ela

Leia mais

coleção Conversas #21 - ABRIL e t m o se? Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça.

coleção Conversas #21 - ABRIL e t m o se? Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça. Sou bem que ele mais v coleção Conversas #21 - ABRIL 2015 - m o c está l e g i o h a que e l apenas por in e t. er e s se? Será Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça.

Leia mais

FAMÍLIA COMO PROTEÇÃO AO USO DE DROGAS

FAMÍLIA COMO PROTEÇÃO AO USO DE DROGAS FAMÍLIA COMO PROTEÇÃO AO USO DE DROGAS IMPORTÂNCIA DA FAMÍLIA A família tem papel central na proteção ao uso de drogas. Família é primeira referência. Pode estruturar ou desestruturar. A criança e o adolescente

Leia mais

A FILOSOFIA DA TFCA. O Amor Humano

A FILOSOFIA DA TFCA. O Amor Humano O Amor Humano O amor humano é doação total sem pedir retorno do outro. O amor é a vida para o outro sem que o outro possa viver para mim. Exemplo: um casal adotou duas crianças deficientes físicas totais

Leia mais

O QUE DEUS QUER DE MIM? 09 de Dezembro de 2011 Ministério Loucura da Pregação. "ELE te declarou, ó homem, o que é bom;

O QUE DEUS QUER DE MIM? 09 de Dezembro de 2011 Ministério Loucura da Pregação. ELE te declarou, ó homem, o que é bom; O QUE DEUS QUER DE MIM? 09 de Dezembro de 2011 Ministério Loucura da Pregação "ELE te declarou, ó homem, o que é bom; e que é o que o SENHOR requer de ti, 1 / 6 senão que pratiques a justiça, e ames a

Leia mais

Pergaminho dos Sonhos

Pergaminho dos Sonhos Pergaminho dos Sonhos Michel R.S. Era uma vez um poeta... Um jovem poeta que aprendera a amar e deixar de amar. E de uma forma tão simples, assim como o bem e o mal, O amor tornou-se o objetivo de suas

Leia mais

O darshan e a sabedoria de Baba Muktananda

O darshan e a sabedoria de Baba Muktananda O darshan e a sabedoria de Baba Muktananda 1. Honre seu Ser, Adore seu Ser, Medite em seu Ser, Deus habita em você como você. 2. Sadgurunath Maharaj ki Jay! Com grande respeito e amor, eu acolho todos

Leia mais

Deixo meus olhos Falar

Deixo meus olhos Falar Tânia Abrão Deixo meus olhos Falar 1º Edição Maio de 2013 WWW.perse.com.br 1 Tânia Abrão Biografia Tânia Abrão Mendes da Silva Email: Tania_morenagata@hotmail.com Filha de Benedito Abrão e Ivanir Abrão

Leia mais

Reflexões críticas: na cama com Madonna. Thierry de Duve

Reflexões críticas: na cama com Madonna. Thierry de Duve Reflexões críticas: na cama com Madonna. Thierry de Duve O que, então, me incita a escrever sobre uma dada obra ou um conjunto de obras? Preciso gostar dela, eis o primeiro ponto. Ou, talvez, não. Gostar

Leia mais

Cristo, o Verdadeiro Deus e a Vida Eterna. Uma Exposição de 1ªJoão. (5ª Mensagem) Cristo é Aquele em quem devemos permanecer Parte II. 1Jo 2.

Cristo, o Verdadeiro Deus e a Vida Eterna. Uma Exposição de 1ªJoão. (5ª Mensagem) Cristo é Aquele em quem devemos permanecer Parte II. 1Jo 2. Cristo, o Verdadeiro Deus e a Vida Eterna Uma Exposição de 1ªJoão (5ª Mensagem) Cristo é Aquele em quem devemos permanecer Parte II 1Jo 2.7-11 Um dos assuntos mais deturpados e incompreendidos até mesmo

Leia mais

AQUI VIVE A ESPERANÇA!

AQUI VIVE A ESPERANÇA! AQUI VIVE A ESPERANÇA! ANTONIO CARLOS COSTA AQUI VIVE A ESPERANÇA! Re exões Abra-se para a vida, pois esta é a única forma de encontrar a felicidade. Mensagens de incentivo à vida Frases - Pensamentos

Leia mais

6 º ANO Unidade Letiva 1 - A Pessoa Humana METAS OBJETIVOS CONTEÚDOS B. Construir uma chave de leitura religiosa da pessoa, da vida e da história.

6 º ANO Unidade Letiva 1 - A Pessoa Humana METAS OBJETIVOS CONTEÚDOS B. Construir uma chave de leitura religiosa da pessoa, da vida e da história. AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ÁGUEDA Escola Básica Fernando Caldeira Departamento de Ciências Humanas e Sociais Educação Moral e Religiosa Católica - 6º ano Ano letivo 2016/2017 Unidade Letiva 1 - A Pessoa

Leia mais

TEMA TRANSVERSAL: ÉTICA

TEMA TRANSVERSAL: ÉTICA TEMA TRANSVERSAL: ÉTICA LEITURA PARA O ALUNO O QUE É ÉTICA O dicionário nos traz o significado de ética como estudo dos juízos de apreciação referentes à conduta humana, do ponto de vista do bem e do mal

Leia mais

CONHECENDO MAIS E MAIS

CONHECENDO MAIS E MAIS Gênesis 6:1-8 Obedecereis às tuas leis Salmos 119:8ª Ministrar o ensino de maneira que o aluno venha a: Entender que devemos obedecer à Palavra de Deus; Reconhecer que as autoridades foram instituídas

Leia mais

No próximo domingo, dia 27 de novembro, às 09:00 horas, haverá apresentação do entendimento da aluna Celidônia Alves de Andrade sobre o t e m a

No próximo domingo, dia 27 de novembro, às 09:00 horas, haverá apresentação do entendimento da aluna Celidônia Alves de Andrade sobre o t e m a Boletim Informativo TFCA - Técnica Física para a Conquista da Autoconsciência. Edição e Diagramação: Adônis. Revisão: Marina Mesquita. Supervisão: Maria da Aparecida de Oliveira (Bianca). tfca.com.br Estamos

Leia mais

1. Você foi convocado! 2. Jogue ofensivamente! 3. Não descuide da defesa! 4. Entre para a história! 5. Aplique-se a concentração

1. Você foi convocado! 2. Jogue ofensivamente! 3. Não descuide da defesa! 4. Entre para a história! 5. Aplique-se a concentração 1. Você foi convocado! 2. Jogue ofensivamente! 3. Não descuide da defesa! 4. Entre para a história! 5. Aplique-se a concentração A IMPORTÂNCIA DA CONCENTRAÇÃO NA VIDA DO ATLETA Concentração é capacidade

Leia mais

VIVA OS PAIS PAI, MELHOR AMIGO!

VIVA OS PAIS PAI, MELHOR AMIGO! VIVA OS PAIS PAI, MELHOR AMIGO! Não existe melhor amigo que o pai! Pai pequena palavra, não obstante, grande em amor, capaz de renunciar tudo a favor do filho que ama! Muitas vezes é difícil para o filho

Leia mais

5 dicas poderosas para acender a chama do amor

5 dicas poderosas para acender a chama do amor 5 dicas poderosas para acender a chama do amor Você dorme de pijama todos os dias? Cuidado Depois de um tempo, o relacionamento acaba quase sempre na rotina e se deixar, acaba até o interesse de um pelo

Leia mais

Língua Portuguesa- 7º ano / 2015 Profª : Fernanda Braga. Zap

Língua Portuguesa- 7º ano / 2015 Profª : Fernanda Braga. Zap Língua Portuguesa- 7º ano / 2015 Profª : Fernanda Braga Nome: Nº: Turma EXERCÍCIOS DE APROFUNDAMENTO Leia o seguinte texto para responder às questões 1 a 6 Zap Moacyr Scliar Não faz muito que temos esta

Leia mais

DATA: / / 2016 I ETAPA AVALIAÇÃO ESPECIAL DE EDUCAÇÃO RELIGIOSA 2.º ANO/EF ALUNO(A): N.º: TURMA: PROFESSOR(A): VALOR: 8,0 MÉDIA: 4,8 RESULTADO: %

DATA: / / 2016 I ETAPA AVALIAÇÃO ESPECIAL DE EDUCAÇÃO RELIGIOSA 2.º ANO/EF ALUNO(A): N.º: TURMA: PROFESSOR(A): VALOR: 8,0 MÉDIA: 4,8 RESULTADO: % SOCIEDADE MINEIRA DE CULTURA Mantenedora da PUC Minas e do COLÉGIO SANTA MARIA DATA: / / 206 UNIDADE: I ETAPA AVALIAÇÃO ESPECIAL DE EDUCAÇÃO RELIGIOSA 2.º ANO/EF ALUNO(A): N.º: TURMA: PROFESSOR(A): VALOR:

Leia mais

Abc de Fernando Pessoa. Citações em verso e prosa

Abc de Fernando Pessoa. Citações em verso e prosa Abc de Fernando Pessoa Citações em verso e prosa ABDICAR. Abdicar da vida para não abdicar de si próprio. ABUSAR. A essência do uso é o abuso. ACONSELHAR. Dar bons conselhos é insultar a faculdade de

Leia mais

Inquérito por questionário Alunos

Inquérito por questionário Alunos Inquérito por questionário Alunos INSTRUÇÕES A seguir apresentamos-te um conjunto de perguntas sobre as tuas aulas. Não há respostas certas nem erradas, por isso pedimos-te que respondas com verdade. Obrigado

Leia mais

Orações Semanais para a Quaresma

Orações Semanais para a Quaresma Orações Semanais para a Quaresma Nesta Quaresma iremos realizar uma pequena oração no inicio ou no fim de cada reunião, pretendendo assim criar o hábito de oração em grupo, mas relembrando sempre que somos

Leia mais

21. Sujeitem-se uns aos outros, por temor a Cristo. 22. Mulheres, sujeite-se cada uma a seu marido, como ao Senhor, 23. pois o marido é o cabeça da

21. Sujeitem-se uns aos outros, por temor a Cristo. 22. Mulheres, sujeite-se cada uma a seu marido, como ao Senhor, 23. pois o marido é o cabeça da 21. Sujeitem-se uns aos outros, por temor a Cristo. 22. Mulheres, sujeite-se cada uma a seu marido, como ao Senhor, 23. pois o marido é o cabeça da mulher, como também Cristo é o cabeça da igreja, que

Leia mais

Respeito pela História dos outros. Série: Os Dez Mandamentos - Não Matarás

Respeito pela História dos outros. Série: Os Dez Mandamentos - Não Matarás Gernando Costa Respeito pela História dos outros Série: Os Dez Mandamentos - Não Matarás Arrume um bom emprego Arrume um bom emprego Entenda que eu não gosto de Você Arrume um bom emprego Entenda que

Leia mais

1 COMO RENOVAR SEU GUARDA ROUPA SEM GASTAR R$1

1 COMO RENOVAR SEU GUARDA ROUPA SEM GASTAR R$1 1 COMO RENOVAR SEU GUARDA ROUPA SEM GASTAR R$1. 2 COMO RENOVAR SEU GUARDA ROUPA SEM GASTAR R$1 3 COMO RENOVAR SEU GUARDA ROUPA SEM GASTAR R$1 Prefácio São Paulo passa (ou será volta?), a contar com uma

Leia mais

coleção Conversas #24 Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça.

coleção Conversas #24 Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça. coleção Conversas #24 Eu Posso sou me G ay. curar? Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça. A Coleção CONVERSAS da Editora AfroReggae nasceu com o desejo de facilitar

Leia mais

UMA HISTÓRIA DE AMOR

UMA HISTÓRIA DE AMOR UMA HISTÓRIA DE AMOR Nunca fui de acreditar nessa história de amor "á primeira vista", até conhecer Antonio. Eu era apenas uma menina, que vivia um dia de cada vez sem pretensões de me entregar novamente,

Leia mais

A vida é a convivência e o respeito à vida dos outros seres, humanos ou não. A vida é movimento constante. É energia. Fé na Vida (Adaptado).

A vida é a convivência e o respeito à vida dos outros seres, humanos ou não. A vida é movimento constante. É energia. Fé na Vida (Adaptado). SOCIEDADE MINEIRA DE CULTURA Mantenedora da PUC Minas e do COLÉGIO SANTA MARIA DATA: / / 205 UNIDADE: III ETAPA AVALIAÇÃO ESPECIAL DE EDUCAÇÃO RELIGIOSA 3.º ANO/EF ALUNO(A): N.º: TURMA: PROFESSOR (A):

Leia mais

RECONECTE. Um novo jeito de viver! BEM-VINDO! " A melhor maneira de mudar quem você é É passar a ser quem você quer ser Andreza Frasseto

RECONECTE. Um novo jeito de viver! BEM-VINDO!  A melhor maneira de mudar quem você é É passar a ser quem você quer ser Andreza Frasseto BEM-VINDO! " A melhor maneira de mudar quem você é É passar a ser quem você quer ser Andreza Frasseto A partir de agora você vai Reconectar! www.inspireleveza.com RECONECTE Um novo jeito de viver! Projeto

Leia mais

TESTE DAS 5 LINGUAGENS DE AMOR

TESTE DAS 5 LINGUAGENS DE AMOR TESTE DAS 5 LINGUAGENS DE AMOR Livro 5 Linguagens do Amor Prepare o perfil quando estiver relaxado e sem pressão de tempo. Depois de fazer suas escolhas, volte e conte o número de vezes que marcou cada

Leia mais

E se você viu, acredito que você pôde ter um gostinho do que é astrologia e como ela pode te ajudar a se conhecer melhor.

E se você viu, acredito que você pôde ter um gostinho do que é astrologia e como ela pode te ajudar a se conhecer melhor. Olá! Se você chegou até aqui é porque provavelmente assistiu ao vídeo, estou certa? Se por acaso você não tiver visto ainda, talvez seja melhor minimizar esse arquivo e correr lá primeiro O vídeo dura

Leia mais

Filosofia e Ética. Professor Ronaldo Coture

Filosofia e Ética. Professor Ronaldo Coture Filosofia e Ética Professor Ronaldo Coture Quais os conceitos da Disciplina de Filosofia e Ética? Compreender os períodos históricos do pensamento humano. Conceituar a teoria axiológica dos valores. Conceituar

Leia mais

Copyright 2013, Igor José Leão dos Santos. Capa: autor. 1ª edição (2013)

Copyright 2013, Igor José Leão dos Santos. Capa: autor. 1ª edição (2013) 1 2 Copyright 2013, Igor José Leão dos Santos. Capa: autor 1ª edição (2013) Todas as imagens e fotos contidas nesse livro são do arquivo pessoal do autor, não podendo ser utilizadas ou reproduzidas sem

Leia mais

Libertação de aflições e problemas urgentes

Libertação de aflições e problemas urgentes Libertação de aflições e problemas urgentes Propósito exclusivo com Nossa Senhora das Dores. Incrivel! Para se libertar das aflições, sejam elas de origem emocional, financeira ou de relacionamentos. As

Leia mais

Especulações sobre o amor

Especulações sobre o amor Especulações sobre o amor Janete Luiz Dócolas, Psicanalista O amor é um mistério que há muito tempo, talvez desde que fora percebido, os homens vem tentando compreender, descrever ou ao menos achar um

Leia mais

Debates na Sociologia. 1. Qual é a natureza da ação social? 2. Qual é a natureza da ordem social? 3. Qual é a dinâmica da mudança social?

Debates na Sociologia. 1. Qual é a natureza da ação social? 2. Qual é a natureza da ordem social? 3. Qual é a dinâmica da mudança social? Debates na Sociologia 1. Qual é a natureza da ação social? - Componentes racionais e não-racionais; 2. Qual é a natureza da ordem social? - Coação versus adesão normativa; 3. Qual é a dinâmica da mudança

Leia mais

ANEXOS. Pedro André Pinho Gomes Impacto da Cultura sob os Valores Sociais: Estudo Comparativo com Portugueses a Residir em Macau e em Portugal

ANEXOS. Pedro André Pinho Gomes Impacto da Cultura sob os Valores Sociais: Estudo Comparativo com Portugueses a Residir em Macau e em Portugal ANEXOS i ANEXO 1: Medida de Valores Sociais: versão reduzida do PVQ (Portrait Values Questionaire; Schwartz, 2001 in Ramos, 2006) O presente questionário faz parte de um estudo empírico que está a ser

Leia mais

Prefácio. Como tornar-se mais sábio e mais sereno? Como discernir o essencial do dispensável, o importante

Prefácio. Como tornar-se mais sábio e mais sereno? Como discernir o essencial do dispensável, o importante Prefácio Como tornar-se mais sábio e mais sereno? Como discernir o essencial do dispensável, o importante do urgente? Como aprender a relativizar o que nos acontece de bom e de não tão bom? Como ter uma

Leia mais

II Concurso Cultural MCA - Letras Musicais Amor, a sinfonia da vida

II Concurso Cultural MCA - Letras Musicais Amor, a sinfonia da vida Amor, a sinfonia da vida O Módulo Criança e Adolescente - MCA, sistema desenvolvido pelo Ministério Público do Rio de Janeiro com o objetivo de permitir um trabalho integrado entre os agentes do Sistema

Leia mais

Entrado em Combate. 1o Round Pela Aliança Conjugal. 2o Round Pela Formação dos Filhos

Entrado em Combate. 1o Round Pela Aliança Conjugal. 2o Round Pela Formação dos Filhos Entrado em Combate 1o Round Pela Aliança Conjugal 2o Round Pela Formação dos Filhos Entrado em Combate 3o. Round:! Pela Honra aos Pais! Uma ordem, Um desafio e... Uma promessa! Filhos, façam o que seus

Leia mais

Para gostar de pensar

Para gostar de pensar Rosângela Trajano Para gostar de pensar Volume II - 2º ano Para gostar de pensar (Filosofia para crianças) Volume II 2º ano Para gostar de pensar Filosofia para crianças Volume II 2º ano Projeto editorial

Leia mais

Criar Grupos de Reiki Associação Portuguesa de Reiki. Como criar grupos de Reiki

Criar Grupos de Reiki Associação Portuguesa de Reiki. Como criar grupos de Reiki Como criar grupos de Reiki 1 Como criar grupos de Reiki Os grupos de Reiki são conjuntos de pessoas que, de livre vontade, se encontram e organizam para a prática de Reiki. Este pequeno guia serve para

Leia mais

Sou eu quem vivo esta é minha vida Prazer este

Sou eu quem vivo esta é minha vida Prazer este Vivo num sonho que não é realidade Faz parte do meu viver Crescer sonhando esquecendo os planos Sou eu quem vivo esta é minha vida Prazer este EU Hoje deixei pra lá me esqueci de tudo Vivo minha vida sobre

Leia mais

AMOR, TRANSFERÊNCIA E DESEJO

AMOR, TRANSFERÊNCIA E DESEJO AMOR, TRANSFERÊNCIA E DESEJO Lucia Serrano Pereira 1 Afirmo em nada mais ser entendido, senão nas questões do amor. Isso é o que está dito por Sócrates na obra de Platão O Banquete. O Banquete nos é indicado

Leia mais

Maria Helena Morais Matos Coisas do Coração

Maria Helena Morais Matos Coisas do Coração Maria Helena Morais Matos Coisas do Coração Primeira Edição Curitiba 2012 PerSe Dados Internacionais de Catalogação na Publicação (CIP) (Câmara Brasileira do Livro, SP, Brasil) ÍN Matos, Maria Helena Morais

Leia mais

Estilo. Imersão. de vida para. Alta Performance. Curta em tempo. Densa e exata em conteúdo. O melhor retorno pelo seu investimento.

Estilo. Imersão. de vida para. Alta Performance. Curta em tempo. Densa e exata em conteúdo. O melhor retorno pelo seu investimento. apresenta Imersão Estilo de vida para Alta Performance 03 a 05 de junho de 2016 Bento Gonçalves/ RS Curta em tempo. Densa e exata em conteúdo. O melhor retorno pelo seu investimento. Os eventos de imersão

Leia mais

Entrevista 01. Dados do entrevistado: Perguntas:

Entrevista 01. Dados do entrevistado: Perguntas: Sexo: Feminino Idade: 18 anos 1. É morador da Vargem Grande? Sim Entrevista 01 2. Trabalha na Vargem Grande? Como é o percurso para ir ao trabalho? Não, trabalha no Santa Mônica. Pega ônibus em frente

Leia mais

Encontro Sucesso na Diferença

Encontro Sucesso na Diferença Encontro Sucesso na Diferença E.B. 2,3 Vieira da Silva, 15 de Março de 2012 Síndrome de Asperger e Emprego. Eu quero participar. Tu queres aceitar? Síndrome de Asperger na 1ª Pessoa Testemunho Interpretação

Leia mais

Manual do Voluntário

Manual do Voluntário Manual do Voluntário Nota de boas vindas Bem-vindo à Habitat for Humanity Portugal (HFHP), a filial portuguesa de uma organização destinada a ajudar famílias de baixos recursos económicos a terem um lar.

Leia mais

Módulo 2. Voz Interior

Módulo 2. Voz Interior Amor-próprio DIANA DUARTE Módulo 2. Voz Interior Lição 4. Erros Cognitivos No Módulo 1. Amor incondicional na Lição 6 e 7 apresentei-te dois erros cognitivos presentes na forma como interpretas as tuas

Leia mais

CIENCIA CONCIENCIA Y LUZ Peter Russell

CIENCIA CONCIENCIA Y LUZ Peter Russell CIENCIA CONCIENCIA Y LUZ Peter Russell por: Marouva Fallgatter Faqueti Disciplina: Complexidade, conhecimento e sociedade em redes 1/2016 Professor: Aires José Roverr Peter Russell (1946 - ) Escritor e

Leia mais

IDENTIDADES. Metamorfose. Nome:Stefany Santos

IDENTIDADES. Metamorfose. Nome:Stefany Santos Metamorfose IDENTIDADES Metamorfose Nome:Stefany Santos ÍNDICE O que significa metamorfose? O que significa metamorfose ambulante? Indagações Metamorfose Frase Citação Musica Considerações finais Dedicado

Leia mais

5 º ANO Unidade Letiva 1 - Viver juntos METAS OBJETIVOS CONTEÚDOS B. Construir uma chave de leitura religiosa da pessoa, da vida e da história.

5 º ANO Unidade Letiva 1 - Viver juntos METAS OBJETIVOS CONTEÚDOS B. Construir uma chave de leitura religiosa da pessoa, da vida e da história. AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ÁGUEDA Escola Básica Fernando Caldeira Departamento de Ciências Humanas e Sociais Educação Moral e Religiosa Católica - 5º ano Ano letivo 2016/2017 5 º ANO Unidade Letiva 1 -

Leia mais

MA14 - Aritmética Unidade 2 Resumo. Divisão Euclidiana

MA14 - Aritmética Unidade 2 Resumo. Divisão Euclidiana MA14 - Aritmética Unidade 2 Resumo Divisão Euclidiana Abramo Hefez PROFMAT - SBM Aviso Este material é apenas um resumo de parte da disciplina e o seu estudo não garante o domínio do assunto. O material

Leia mais

ELISÂNGELA FURTADO 1ª Edição

ELISÂNGELA FURTADO 1ª Edição ELISÂNGELA FURTADO A VIDA EM PROSA E VERSO Do sonho à realidade 1ª Edição ELISÂNGELA FURTADO A VIDA EM PROSA E VERSO Do sonho à realidade São Gonçalo Rio de Janeiro Agosto de 2013 2 AGRADECIMENTOS A DEUS,

Leia mais

Então começamos por ali. Com quebracabeças. Cada um de vocês tem uma peça de um quebra-cabeça. Me fala um pouco sobre a sua peça. [Passa alguns minuto

Então começamos por ali. Com quebracabeças. Cada um de vocês tem uma peça de um quebra-cabeça. Me fala um pouco sobre a sua peça. [Passa alguns minuto ACHANDO SEU LUGAR A tema ou o rumo deste estudo será Achando Seu Lugar. Muitos nós temos lugares onde sentimos em casa: onde achamos amor e aceitação, um pouco do significado e propósito que buscamos.

Leia mais

ÉTICA PROFISSIONAL NA PSICOPEDAGOGIA DR. ANGELO BARBOSA

ÉTICA PROFISSIONAL NA PSICOPEDAGOGIA DR. ANGELO BARBOSA ÉTICA PROFISSIONAL NA PSICOPEDAGOGIA DR. ANGELO BARBOSA ÉTICA: Ética vem do grego ethos que significa modo de ser. É a forma que o homem deve se comportar no seu meio social. A ética pode ser o estudo

Leia mais

VI Domingo do Tempo Pascal

VI Domingo do Tempo Pascal VI Domingo do Tempo Pascal Caríssimos Irmãos e Irmãs: A Liturgia da Palavra deste VI Domingo de Páscoa sublinha, sobremaneira, o tema do amor; definindo-o como realidade divina: Deus é amor. (1Jo 4,8).

Leia mais

Princípios cristãos para o princípio de 2011 Série de mensagens. Deus me ama tanto! IECC 02 de janeiro

Princípios cristãos para o princípio de 2011 Série de mensagens. Deus me ama tanto! IECC 02 de janeiro Princípios cristãos para o princípio de 2011 Série de mensagens Deus me ama tanto! IECC 02 de janeiro 1 Havia um fariseu chamado Nicodemos, uma autoridade entre os judeus. 2 Ele veio a Jesus, à noite,

Leia mais

Há muitas razões para lermos a Bíblia nos tempos de hoje

Há muitas razões para lermos a Bíblia nos tempos de hoje Há muitas razões para lermos a Bíblia nos tempos de hoje A Bíblia é como se fosse um manual de sobrevivência com dicas e relatos escritos por pessoas, assim como nós, normais. Exemplo:- como o advogado

Leia mais

Tânia Abrão. Deixo meus olhos Falar

Tânia Abrão. Deixo meus olhos Falar Tânia Abrão Deixo meus olhos Falar 1 Biografia Tânia Abrão Mendes da Silva Email: Tania_morenagata@hotmail.com Filha de Benedito Abrão e Ivanir Abrão Nasceu em 09/08/1984 Natural da Cidade de Lapa Paraná

Leia mais

Dicas Crie um estilo pessoal

Dicas Crie um estilo pessoal Introdução Esse mini ebook foi feito especialmente para você que deseja conquistar lindas mulheres. Nas próximas páginas será compartilhado dicas práticas para que você conquiste mulheres de forma mais

Leia mais

VISITA AOS POBRES TREINAMENTO GLOBAL SOCIEDADE DE SÃO VICENTE DE PAULO CONSELHO GERAL INTERNACIONAL TREINAMENTO GLOBAL

VISITA AOS POBRES TREINAMENTO GLOBAL SOCIEDADE DE SÃO VICENTE DE PAULO CONSELHO GERAL INTERNACIONAL TREINAMENTO GLOBAL SOCIEDADE DE SÃO VICENTE DE PAULO CONSELHO GERAL INTERNACIONAL VISITA AOS POBRES 1 Visitar os pobres nos proporciona a experiência necessária para julgar os problemas sociais FRANCOIS LALLIER, AGOSTO DE

Leia mais

PLANEJAMENTO (LIVRO INFANTIL)

PLANEJAMENTO (LIVRO INFANTIL) PLANEJAMENTO (LIVRO INFANTIL) Professor (a): NOME DO LIVRO: O MUNDINHO DE BOAS ATITUDES AUTOR:INGRID BIESEMEYER BELLINGHAUSEN Competências Perceber a importância do auto respeito. Desenvolver o senso critico.

Leia mais

AUTOCONHECIMENTO e liderança. Mantenedor

AUTOCONHECIMENTO e liderança. Mantenedor AUTOCONHECIMENTO e liderança Mantenedor Olá, Empresário Júnior! Entramos na segunda semana do PDL Com o primeiro manual, bit.ly/pdl2017_1, foi possível entender o que significa ser um líder dentro do Movimento

Leia mais

SUMÁRIO. Formação pessoal, Social, Identidade e Autonomia Conhecimento de mundo, Natureza e Sociedade. Matemática

SUMÁRIO. Formação pessoal, Social, Identidade e Autonomia Conhecimento de mundo, Natureza e Sociedade. Matemática SUMÁRIO Formação pessoal, Social, Identidade e Autonomia Conhecimento de mundo, Natureza e Sociedade Quem sou eu? 09 Escrita do Nome 11 A Família 12 Coordenação Motora 14 Meninos e Meninas 18 As plantas

Leia mais

O desafio de amar Desafios #7 1 Jo 4: 9-21

O desafio de amar Desafios #7 1 Jo 4: 9-21 1 Direitos reservados Domingos Sávio Rodrigues Alves Uso gratuito, permitido sob a licença Creative Commons O desafio de amar Desafios #7 1 Jo 4: 9-21 9 Nisto se manifestou o amor de Deus para conosco:

Leia mais

Situação da Filosofia no Mundo Contemporâneo Alain Badiou (Conferência pronunciada na Universidade de São Carlos,1993)

Situação da Filosofia no Mundo Contemporâneo Alain Badiou (Conferência pronunciada na Universidade de São Carlos,1993) Situação da Filosofia no Mundo Contemporâneo Alain Badiou (Conferência pronunciada na Universidade de São Carlos,1993) Situação da Filosofia: herança conceitual da filosofia (SABER) Mundo Contemporâneo:

Leia mais