CIÊNCIA DO NADA. Marcelo Ferrari. 1 f i c i n a. 1ª edição - 1 de agosto de w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CIÊNCIA DO NADA. Marcelo Ferrari. 1 f i c i n a. 1ª edição - 1 de agosto de w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r"

Transcrição

1 CIÊNCIA DO NADA Marcelo Ferrari 1 f i c i n a 1ª edição - 1 de agosto de 2015 w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r

2 CIÊNCIA DO NADA Tudo sobre o nada. Boa leitura! 01 CRIADOR DA REALIDADE Você entende e aceita que é criador da sua realidade até certo ponto. Quando você vai almoçar em um restaurante, por exemplo, você escolhe batata, feijão, cenoura, tomate, etc, e assim cria sua refeição. Neste caso, você entende e aceita que você é o criador da sua realidade. Extrapolando essa ideia para outras áreas, você escolhe seu namorado, esposa, emprego, casa, roupa, amigo, etc. Nesses casos, você também entende e aceita que você é o criador da sua realidade. Mas entender que você é criador da sua realidade, não se limita a entender que você lida com as pessoas, com as situações, e as coisas. Entender que você é criador da sua realidade, significa que você cria tudo, toda a realidade, 100%, sem exceção. Usando o exemplo do restaurante, entender que você é criador da sua realidade, é entender que você cria as paredes do restaurante, as mesas, as cadeiras, os talheres, o chão, a mão segurando o prato, tudo que você experimenta e chama de realidade, e não apenas um pedaço da experiência, o pedaço que você chama de refeição. 02 O QUE É MATÉRIA? Quer dizer que você cria a matéria? Sim e não. Sim, porque você cria tudo que você experimenta, e não, porque matéria não é material, coisa física. Matéria é experiência de fisicalidade. Este entendimento é a revolução que muda tudo sem mudar nada. Nada muda porque matéria sempre foi experiência de fisicalidade, nunca foi outra coisa, nunca será, você é que tem ignorado isso. Tudo muda porque uma coisa é entender que matéria é material, outra coisa é entender que matéria é experiência de fisicalidade. 03 EU SOU MATÉRIA. Ao acreditar que matéria é material, você passa a acreditar que você também é material, ou seja, corpo. Você pensa assim: Realidade é material. Eu sou material também. A realidade contém toda matéria e me contém também. Eu sou um corpo material contido na realidade e interagindo com outros corpos materiais contidos na realidade. Isso é um engano. A realidade não lhe contém, você é que contém sua realidade. Quando você entende que matéria é experiência de fisicalidade, o fluxo da criação vira do avesso. Você entende assim: Matéria é experiência de fisicalidade. Eu sou criador da minha experiência de fisicalidade. Fisicalidade é um aspecto da realidade que experimento. Eu não sou matéria, nem estou contido na realidade, é a realidade que está contida em mim. 02

3 04 OUTROÍSMO Quando você se entende como corpo, como matéria, é inevitável também que você entenda que o criador da sua realidade é outro. A natureza, o universo, os átomos, a vida, deus, o caos, enfim, algum outro, menos você. Isto é outroísmo. E qual é o problema do outroísmo? Se você não é o criador da sua realidade, então, sua realidade não tem relação causal com você. Se sua realidade não tem relação causal com você, como e porque estudar uma relação causal que não existe? Ou seja, se você não é o criador da sua realidade, praticar autoconhecimento é um absurdo. 05 MATÉRIA É ILUSÃO Matéria é ilusão. Mas por que matéria é ilusão? Matéria é ilusão porque é experiência. E por que experiência é ilusão? Experiência é ilusão porque é efeito. Imagine um filme em uma tela de cinema. O filme na tela é ilusão. Por que o filme é ilusão? Porque não é o filme que está criando o filme, o filme não é a fábrica do filme, o filme é efeito. A fábrica do filme é o projetor. O projetor existe sem o filme, mas o filme não existe sem o projetor. Experiência é ilusão porque ilusão = efeito. 06 REALIDADE É ILUSÃO Realidade é ilusão. Ilusão = realidade = efeito. Mas isso não significa, de modo algum, que sua realidade deva ser ignorada e desconsiderada. Pelo contrário, muito pelo contrário, muitíssimo pelo contrário. Sua realidade deve ser absolutamente considerada. Por que? Porque quando você vai estudar a relação causa e efeito, não é desconsiderando o efeito, que você estuda a relação causa e efeito. 07 TUDO E NADA Nada é nada? Sim e não. Sim, porque se nada fosse alguma coisa, não seria nada, seria alguma coisa. E não, porque nada é potencial para tudo, para todas realidades. Nada é tudo-potencial, tudo é nada-realizado. Nada é a fábrica de tudo. Você é nada e tudo, todo ser é nada e tudo, criador e criatura. Viver é brincar de se transformar em tudo. Tudo sai do nada. Tudo que você experimenta sai do seu potencial. Por exemplo, se você é músico e está criando uma música, você é nada criando um tudo. Que tudo? A música. A música é sua manifestação, é você em forma de música. Imagine a experiência humana como sendo um instrumento musical. O que é sua realidade? Realidade é a música que você está criando e por isto, ouvindo, ou seja, experimentando. 03

4 08 AUTOCONHECIMENTO Realidade é ilusão, mas é imprescindível para você viver bem. Por que é imprescindível? Porque ilusão é efeito, e só através do estudo do efeito você pode obter conhecimento de causa. E para que serve conhecimento de causa? Serve para você poder melhorar a qualidade do efeito, ou seja, melhorar a qualidade da sua realidade. Vamos usar uma analogia para entender melhor isso. Um sonho é uma ilusão. Por que? Porque um sonho não é fábrica de si, sonho é produto. E qual é a fábrica do sonho? A fábrica do sonho é você, o sonhador. Porém, se você não fosse o sonhador dos seus sonhos, que utilidade e sentido teria estudar a relação dos seus sonhos com você? Não teria nenhuma utilidade e sentido. Realidade é como sonho. Você é um sonhador. A realidade que você experimenta é a realidade que você cria para si. É por isto que a prática do autoconhecimento é realizada através da investigação da relação causal entre você e sua realidade. 09 FÔRMA HUMANA Tem bolo redondo e tem bolo quadrado. Por que um bolo é redondo e outro é quadrado? De onde vem a forma do bolo? A forma do bolo vem da fôrma. O bolo quadrado é quadrado porque a fôrma que o formou era quadrada. O bolo redondo é redondo porque a fôrma que o formou era redonda. O bolo tem a forma da fôrma. Só que a forma é explícita, e a fôrma é implícita. Sendo assim, observe sua realidade como sendo um bolo. Se sua realidade tem forma, então, tem fôrma. Cadê a fôrma? Você não vê a fôrma da sua realidade porque também é implícita. Para entender isso, vamos melhorar a metáfora. Pense em um imagem na tela do seu computador. A imagem na tela do computador é forma. Se é forma, tem uma fôrma. Cadê a fôrma que forma a imagem na tela do computador? A fôrma da imagem é o programa do computador. Pronto! Assim como um computador usa uma fôrma chamada programa para criar imagens na tela, você usa uma fôrma chamada humanidade para criar a realidade que você experimenta. Assim como você não vê o programa que forma a imagem na tela do computador, você também não vê sua humanidade. 10 LIMITE HUMANO Pense em um programa de edição de texto. Pense no Word, por exemplo. O Word tem uma natureza específica que o diferencia dos outros programas, uma constituição que faz com que seja o Word. Essa natureza específica determina sua serventia. O Word serve para produção e edição de textos. Se você tentar usar o Word para produzir música, por exemplo, não vai conseguir. Sendo assim, a natureza do Word limita a natureza da sua produção com ele. Só que não limita a quantidade da sua produção dentro da natureza dele. Ou seja, o Word limita sua produção a produção de textos, mas não limita a quantidade de 04

5 textos que você pode produzir com ele. Analogamente, para que você possa produzir realidade humana, você precisa usar um programa também. Que programa é esse? É sua humanidade. Assim como o Word, sua humanidade limita a natureza da sua produção, mas não limita a quantidade dentro dela. 11 QUATERNÁRIO HUMANO Um piano é um, e sete, ao mesmo tempo. Um piano é um, porque é um instrumento. Um piano é sete, porque tem sete notas. Então, quando usamos um piano, estamos usando sete notas para produzir música, para produzir sonoridade. Analogamente, o mesmo acontece com você na sua experiência humana. Você é nada produzindo tudo. Para produzir tudo, você está usando um instrumento chamado humanidade. Sua humanidade é um, e quatro, ao mesmo tempo. Sua Humanidade é um instrumento de quatro notas. FISICALIDADE SENSORIALIDADE AFETIVIDADE RACIONALIDADE 12 POR QUE? Vamos a pergunta que não quer calar. Aquela que fica travessada na garganta. Então, por que? Essa é a pergunta. Você pensa assim: Se sou criador da minha realidade, então, por que estou criando essa realidade que não gosto. Muitas vezes você experimenta realidades indesejáveis, desagradáveis, violentas, nojentas, injustas, hipócritas, etc, então, é inevitável você se perguntar: Por que? Se sou criador da minha realidade, então, por que estou criando esta realidade tão ruim?. Melhor do que eu lhe dar uma resposta, vamos analisar sua pergunta. O que está implícito nessa pergunta? Está implícito que você desconhece a causa. Perguntar porque, é perguntar sobre a causa. Então, o primeiro motivo de você criar uma realidade indesejada, é justamente para você se perguntar: Qual é a causa?. O segundo motivo é para você buscar a resposta, e descobrir que realidade é efeito, e que você é a causa da sua realidade. 13 QUALIDADE DA REALIDADE Realidade ruim é semelhante a uma música mal executada, onde o músico erra as notas e toca fora de harmonia. Agora, pense no seguinte, o violão tem como tocar melhor a música? Não! Pois é o músico que está tocando a música e não o violão. O violão é apenas o instrumento que o músico está usando para executar a música. O mesmo acontece com você. Sua humanidade é seu instrumento. Sua realidade é a música que você está tocando, e consequentemente, ouvindo. Assim como a causa da música ruim é a má execução do músico que está tocando o violão, a causa da sua realidade ruim é sua má execução em ser humano. A maestria ou falta de maestria do músico 05

6 com o violão, é tanto o problema como a solução da qualidade da música, sua maestria ou falta de maestria em ser humano, também é tanto o problema como a solução da qualidade da sua realidade. 14 MELHORANDO TUDO Nada é o potencial para tudo, é como se fosse a partitura da música. Tudo é a realidade, é como se fosse a música que sai do violão. Não tem problema na partitura, que está escrita perfeita, nem na música que sai do violão, que é apenas resultado da execução. Quando a música que você está tocando está ruim, a causa é sua má execução do instrumento, quando sua realidade está ruim, a causa é sua má execução em ser humano. Uma vez que você descobre o que você está errando na execução de uma música, você pode melhorar a execução da música, uma vez que você descobre o que você está errando na criação da sua realidade, você pode melhorar a qualidade da sua realidade. A 1ficina está a disposição para lhe ajudar nisso. Disponha. 06

7 O QUE É 1FICINA? 1ficina é uma prestação de serviço consciencial a disposição do ser humano. A prestação de serviço da 1ficina é diferente, autônoma, inspirada, voluntária, universalista, prática e gratuita. A função da 1ficina é ajudar cada 1 em seu processo de auto-realização. A estratégia que a 1ficina utiliza para isto é o despertar da consciência. A ferramenta que a 1ficina utiliza é a comunicação. A 1ficina é praticante da ciência do óbvio e da autociência. MARCELO FERRARI Sou autor e coordenador da 1ficina. Tenho 45 anos e moro em Uberlândia, MG. Sou curioso, inventivo e teimoso desde que nasci. Não tenho formação acadêmica em filosofia, nem psicologia. Minha escola para entender a experiência humana é minha própria experiência humana. Se você tem internet, estamos a um click de distância. Disponha. DECLARAÇÃO DE UNIVERSALIDADE Eu honro e celebro eu. Eu honro e celebro você. Eu honro e celebro nós. Eu honro e celebro minha diferença. Eu honro e celebro sua diferença. Eu honro e celebro nossa diferença. Eu sou outro você. Você sou outro eu. Nós somos todos e cada um. Toda exclusão e desrespeito que em mim chega de mim não passa. Eu sou por minha unicidade. Eu sou por sua unicidade. Eu sou por nossa unicidade. Que meu viver confirme minhas palavras e assim seja! 07

AMOR FÁCIL, DIFÍCIL E IMPOSSÍVEL. Marcelo Ferrari. 1 f i c i n a. 2ª edição - 27 de julho de w w w. 1 f i c i n a. c o m.

AMOR FÁCIL, DIFÍCIL E IMPOSSÍVEL. Marcelo Ferrari. 1 f i c i n a. 2ª edição - 27 de julho de w w w. 1 f i c i n a. c o m. AMOR FÁCIL, DIFÍCIL E IMPOSSÍVEL Marcelo Ferrari 1 f i c i n a 2ª edição - 27 de julho de 2015 w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r AMOR FÁCIL, DIFÍCIL E IMPOSSÍVEL Amar pode ser fácil, pode ser difícil, mas

Leia mais

CONVERSANDO COM A PERFEIÇÃO. Marcelo Ferrari. 1 f i c i n a. 1ª edição - 1 de agosto de w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r

CONVERSANDO COM A PERFEIÇÃO. Marcelo Ferrari. 1 f i c i n a. 1ª edição - 1 de agosto de w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r CONVERSANDO COM A PERFEIÇÃO Marcelo Ferrari 1 f i c i n a 1ª edição - 1 de agosto de 2015 w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r CONVERSANDO COM A PERFEIÇÃO PERFEIÇÃO: Olá! Eu sou a perfeição. Vamos conversar?

Leia mais

LIVRE CLICK. Marcelo Ferrari. 1 f i c i n a. 2ª edição - 31 de julho de w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r

LIVRE CLICK. Marcelo Ferrari. 1 f i c i n a. 2ª edição - 31 de julho de w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r LIVRE CLICK Marcelo Ferrari 1 f i c i n a 2ª edição - 31 de julho de 2015 w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r LIVRE CLICK Para viver bem é preciso entender a diferença entre liberdade e livre arbítrio, mas

Leia mais

DILEMA DO OBJETIVO. Marcelo Ferrari. 1 f i c i n a. 2ª edição - 30 de julho de w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r

DILEMA DO OBJETIVO. Marcelo Ferrari. 1 f i c i n a. 2ª edição - 30 de julho de w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r DILEMA DO OBJETIVO Marcelo Ferrari 1 f i c i n a 2ª edição - 30 de julho de 2015 w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r DILEMA DO OBJETIVO Desejo é inconsciente. O que você experimenta e chama de desejo não

Leia mais

INÚTIL PRAZER DE SER VOCÊ. Marcelo Ferrari. 1 f i c i n a. 1ª edição - 1 de agosto de w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r

INÚTIL PRAZER DE SER VOCÊ. Marcelo Ferrari. 1 f i c i n a. 1ª edição - 1 de agosto de w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r INÚTIL PRAZER DE SER VOCÊ Marcelo Ferrari 1 f i c i n a 1ª edição - 1 de agosto de 2015 w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r INÚTIL PRAZER DE SER VOCÊ Qual é a utilidade que você tem para você? Leia este livro

Leia mais

CADA UM NO SEU GABARITO. Marcelo Ferrari. 1 f i c i n a. 1ª edição - 9 de novembro de w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r

CADA UM NO SEU GABARITO. Marcelo Ferrari. 1 f i c i n a. 1ª edição - 9 de novembro de w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r CADA UM NO SEU GABARITO Marcelo Ferrari 1 f i c i n a 1ª edição - 9 de novembro de 2015 w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r CADA UM NO SEU GABARITO PARTE 1 Sim, existe destino. Se não existisse destino, não

Leia mais

SUPER HOMEM. Marcelo Ferrari. 1 f i c i n a. 2ª edição - 24 de julho de w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r

SUPER HOMEM. Marcelo Ferrari. 1 f i c i n a. 2ª edição - 24 de julho de w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r SUPER HOMEM Marcelo Ferrari 1 f i c i n a 2ª edição - 24 de julho de 2015 w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r SUPER HOMEM Assim como uma criança caminha para se tornar um adulto, você está caminhado para

Leia mais

COMO VOCÊ VIROU OUTRO. Marcelo Ferrari. 1 f i c i n a. 1ª edição - 22 de novembro de w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r

COMO VOCÊ VIROU OUTRO. Marcelo Ferrari. 1 f i c i n a. 1ª edição - 22 de novembro de w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r COMO VOCÊ VIROU OUTRO Marcelo Ferrari 1 f i c i n a 1ª edição - 22 de novembro de 2016 w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r COMO VOCÊ VIROU OUTRO O natural é você viver sendo você. Isso deveria ser sempre.

Leia mais

OBJETIVO DA FELICIDADE. Marcelo Ferrari. 1 f i c i n a. 1ª edição - 13 de novenbro de w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r

OBJETIVO DA FELICIDADE. Marcelo Ferrari. 1 f i c i n a. 1ª edição - 13 de novenbro de w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r OBJETIVO DA FELICIDADE Marcelo Ferrari 1 f i c i n a 1ª edição - 13 de novenbro de 2015 w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r OBJETIVO DA FELICIDADE Felicidade não é objetivo, tem objetivo. Qual é o objetivo

Leia mais

DEMOCRACIA UNIVERSAL. Marcelo Ferrari. 1 f i c i n a. 1ª edição - 30 de outubro de w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r

DEMOCRACIA UNIVERSAL. Marcelo Ferrari. 1 f i c i n a. 1ª edição - 30 de outubro de w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r DEMOCRACIA UNIVERSAL Marcelo Ferrari 1 f i c i n a 1ª edição - 30 de outubro de 2016 w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r DEMOCRACIA UNIVERSAL Esse livro é a compilação de uma conversa que aconteceu entre

Leia mais

EGOGAME. Marcelo Ferrari. 1 f i c i n a. 2ª edição - 24 de julho de w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r

EGOGAME. Marcelo Ferrari. 1 f i c i n a. 2ª edição - 24 de julho de w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r EGOGAME Marcelo Ferrari 1 f i c i n a 2ª edição - 24 de julho de 2015 w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r EGOGAME A experiência humana é interativa como um jogo. O problema é que este jogo não vem com manual

Leia mais

GPS DO DESTINO. Marcelo Ferrari. 1 f i c i n a. 1ª edição - 15 de novembro de w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r

GPS DO DESTINO. Marcelo Ferrari. 1 f i c i n a. 1ª edição - 15 de novembro de w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r GPS DO DESTINO Marcelo Ferrari 1 f i c i n a 1ª edição - 15 de novembro de 2016 w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r GPS DO DESTINO INTRODUÇÃO No livro CADA UM NO SEU GABARITO expliquei que seu destino é ser

Leia mais

CASA DA RAZÃO HUMANA. Marcelo Ferrari. 1 f i c i n a. 2ª edição - 24 de julho de w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r

CASA DA RAZÃO HUMANA. Marcelo Ferrari. 1 f i c i n a. 2ª edição - 24 de julho de w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r CASA DA RAZÃO HUMANA Marcelo Ferrari 1 f i c i n a 2ª edição - 24 de julho de 2015 w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r CASA DA RAZÃO HUMANA Na Casa da Razão Humana moram quatro moradores: um bicho, uma criança,

Leia mais

CONTROL+EU. Marcelo Ferrari. 1 f i c i n a. 1ª edição - 1 de agosto de 2015. w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r

CONTROL+EU. Marcelo Ferrari. 1 f i c i n a. 1ª edição - 1 de agosto de 2015. w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r CONTROL+EU Marcelo Ferrari 1 f i c i n a 1ª edição - 1 de agosto de 2015 w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r CONTROL+EU Você não sofre porque tem uma programação mental, você sofre porque sua programação

Leia mais

DESMATERIALIZANDO A CIÊNCIA. Marcelo Ferrari. 1 f i c i n a. 1ª edição - 1 de agosto de w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r

DESMATERIALIZANDO A CIÊNCIA. Marcelo Ferrari. 1 f i c i n a. 1ª edição - 1 de agosto de w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r DESMATERIALIZANDO A CIÊNCIA Marcelo Ferrari 1 f i c i n a 1ª edição - 1 de agosto de 2015 w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r DESMATERIALIZANDO A CIÊNCIA Ciência não é materialista, está materialista, devido

Leia mais

Marcelo Ferrari. 1 f i c i n a. 1ª edição - 1 de agosto de 2015. w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r

Marcelo Ferrari. 1 f i c i n a. 1ª edição - 1 de agosto de 2015. w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r EUSPELHO Marcelo Ferrari 1 f i c i n a 1ª edição - 1 de agosto de 2015 w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r EUSPELHO Este livro explica como você pode usar sua realidade para obter autoconhecimento. Boa leitura!

Leia mais

OUTROÍSMO OUTROÍSMO Vivendo outra vida Livro da 1ficina Marcelo Ferrari http://www.1ficina.com.br/wp-content/uploads/2016/10/outroismo-1ficina-marcelo-ferrari-1.mp3 01 NOME AOS BOIS A palavra outroísmo

Leia mais

VIOLÊNCIA. Marcelo Ferrari. 1 f i c i n a. 1ª edição - 4 de novenbro de w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r

VIOLÊNCIA. Marcelo Ferrari. 1 f i c i n a. 1ª edição - 4 de novenbro de w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r VIOLÊNCIA Marcelo Ferrari 1 f i c i n a 1ª edição - 4 de novenbro de 2016 w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r VIOLÊNCIA PRIMEIRA PARTE A palavra violência vem do verbo violar. Quando você está executando

Leia mais

CONVERSA PARA BOI ACORDAR. Marcelo Ferrari. 1 f i c i n a. 1ª edição - 12 de novembro de w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r

CONVERSA PARA BOI ACORDAR. Marcelo Ferrari. 1 f i c i n a. 1ª edição - 12 de novembro de w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r CONVERSA PARA BOI ACORDAR Marcelo Ferrari 1 f i c i n a 1ª edição - 12 de novembro de 2016 w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r CONVERSA PRA BOI ACORDAR POVO: Tá brava comigo, Professora? O que foi que fiz?

Leia mais

QUATRIX. Marcelo Ferrari. 1 f i c i n a. 4ª edição - 01 de outubro de w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r

QUATRIX. Marcelo Ferrari. 1 f i c i n a. 4ª edição - 01 de outubro de w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r QUATRX Marcelo Ferrari 1 f i c i n a 4ª edição - 01 de outubro de 2016 w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r QUATRX Quatrix é um robô humano que vive simultaneamente em quatro dimensões. Com a ajuda de algumas

Leia mais

NEWPLAY. Marcelo Ferrari. 1 f i c i n a. 1ª edição - 1 de agosto de 2015. w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r

NEWPLAY. Marcelo Ferrari. 1 f i c i n a. 1ª edição - 1 de agosto de 2015. w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r NEWPLAY Marcelo Ferrari 1 f i c i n a 1ª edição - 1 de agosto de 2015 w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r NEWPLAY Este livro é para ajudar você a lidar melhor com seus traumas. Boa leitura! 01 VIVER É TRAUMATIZANTE

Leia mais

O método é simples. 1. Entender o movimento (mentalmente), assimilá-lo. 2. Executar o movimento.

O método é simples. 1. Entender o movimento (mentalmente), assimilá-lo. 2. Executar o movimento. O método é simples Tocar bateria é coordenar os movimentos dos braços e pernas, só isso. Não é preciso ler partituras Não é preciso saber as notas musicais Não é preciso ter o dom para a música Aprender

Leia mais

Cantar, tocar, compor, interpretar, adorar, enfim... tantos aspectos girando em torno da Música.

Cantar, tocar, compor, interpretar, adorar, enfim... tantos aspectos girando em torno da Música. Música é expressar a alma. Cantar, tocar, compor, interpretar, adorar, enfim... tantos aspectos girando em torno da Música. Por certo a coleção é mais uma ferramenta para este campo da Música. A presente

Leia mais

Eu, Pedro Henrique A. nasci em 20 de outubro de 2004 na maternidade de Itapetininga, tenho 10 anos e gosto de viajar, ir à escola, participar dos

Eu, Pedro Henrique A. nasci em 20 de outubro de 2004 na maternidade de Itapetininga, tenho 10 anos e gosto de viajar, ir à escola, participar dos Turma 2015 Eu, Pedro Henrique A. nasci em 20 de outubro de 2004 na maternidade de Itapetininga, tenho 10 anos e gosto de viajar, ir à escola, participar dos campeonatos municipais e brincar com meus

Leia mais

APOCALIP-SE. Marcelo Ferrari. 1 f i c i n a. 2ª edição - 1 de agosto de 2015. w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r

APOCALIP-SE. Marcelo Ferrari. 1 f i c i n a. 2ª edição - 1 de agosto de 2015. w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r APOCALIP-SE Marcelo Ferrari 1 f i c i n a 2ª edição - 1 de agosto de 2015 w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r APOCALIP-SE Ser humano não é ser uma pessoa, ser humano é ser um aluno. Aluno de que e de quem?

Leia mais

RADAR DE COMPETÊNCIAS PARA O SUCESSO Olá! Obrigado por ter participado do evento e espero muito que tenha gostado!

RADAR DE COMPETÊNCIAS PARA O SUCESSO Olá! Obrigado por ter participado do evento e espero muito que tenha gostado! RADAR DE COMPETÊNCIAS PARA O SUCESSO Olá! Obrigado por ter participado do evento e espero muito que tenha gostado! Você está levando de brinde uma ferramenta muito importante de auto avaliação, que servirá

Leia mais

CIENCIA CONCIENCIA Y LUZ Peter Russell

CIENCIA CONCIENCIA Y LUZ Peter Russell CIENCIA CONCIENCIA Y LUZ Peter Russell por: Marouva Fallgatter Faqueti Disciplina: Complexidade, conhecimento e sociedade em redes 1/2016 Professor: Aires José Roverr Peter Russell (1946 - ) Escritor e

Leia mais

Introdução à Programação Orientada a Objetos. Prof. Leonardo Barreto Campos 1

Introdução à Programação Orientada a Objetos. Prof. Leonardo Barreto Campos 1 Introdução à Programação Orientada a Objetos Prof. Leonardo Barreto Campos 1 Sumário O que é um programa? Modelo; Programação Orientada a Objetos; Exemplo; Encapsulamento; Bibliografia. Prof. Leonardo

Leia mais

ANÁLISE DE MATERIAL DIDÁTICO

ANÁLISE DE MATERIAL DIDÁTICO UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA PIBID COORDENAÇÃO DO SUBPROJETO DE MÚSICA ANÁLISE DE MATERIAL DIDÁTICO Bolsista: GlíciaLorainne Moreira Silva 1)

Leia mais

CONSIDERAÇÕES ACERCA DO DISCURSO COTIDIANO NO PENSAMENTO DE MARTIN HEIDEGGER

CONSIDERAÇÕES ACERCA DO DISCURSO COTIDIANO NO PENSAMENTO DE MARTIN HEIDEGGER CONSIDERAÇÕES ACERCA DO DISCURSO COTIDIANO NO PENSAMENTO DE MARTIN HEIDEGGER Marcos Paulo A. de Jesus Bolsista PET - Filosofia / UFSJ (MEC/SESu/DEPEM) Orientadora: Profa. Dra. Glória Maria Ferreira Ribeiro

Leia mais

3º Workshop de Modos Gregos Para Iniciantes PDF #2

3º Workshop de Modos Gregos Para Iniciantes PDF #2 3º Workshop de Modos Gregos Para Iniciantes PDF #2 Neste PDF: De 11 a 23 de Maio Por Emiliano Gomide Os 4 Passos Para Solar Com Modos Gregos Todo mundo pode solar com Modos Gregos. Até mesmo quem ainda

Leia mais

Ansiedade Sob Controle: entendendo e gerenciando. Rafael Kraisch Níquel Núcleo de Autoconhecimento

Ansiedade Sob Controle: entendendo e gerenciando. Rafael Kraisch Níquel Núcleo de Autoconhecimento Ansiedade Sob Controle: entendendo e gerenciando Rafael Kraisch Níquel Núcleo de Autoconhecimento Sumário 1. A VERDADE ESCONDIDA... 2 2. O CICLO DO PENSAMENTO ANSIOSO... 4 3. QUEBRANDO O CICLO DA ANSIEDADE...

Leia mais

Você pode criar um Home Theater? Claro!

Você pode criar um Home Theater? Claro! Você pode criar um Home Theater? Claro! O que é um Home Theater? Um sistema de home theater reproduz uma experiência de cinema no conforto e na conveniência da sua casa. Os avanços na tecnologia têm dado

Leia mais

Eckhart Tolle O PODER DO SILÊNCIO

Eckhart Tolle O PODER DO SILÊNCIO Eckhart Tolle O PODER DO SILÊNCIO SUMÁRIO Prefácio 7 CAPÍTULO UM Silêncio e calma 11 CAPÍTULO DOIS Além da mente pensante 16 CAPÍTULO TRÊS O eu autocentrado 24 CAPÍTULO QUATRO O Agora 31 CAPÍTULO CINCO

Leia mais

Saiba Mais:

Saiba Mais: Saiba Mais: http://www.universodamagica.com/mentalismo/ Saiba Mais: http://www.universodamagica.com/mentalismo/ Saiba Mais: http://www.universodamagica.com/mentalismo/ Apresentação Como Se Apresentar?

Leia mais

INICIAÇÃO À MÚSICA E AO VIOLÃO

INICIAÇÃO À MÚSICA E AO VIOLÃO INICIAÇÃO À MÚSICA E AO VIOLÃO MARIO SALES SANTOS APLICAÇÃO DE ESCALAS PARA IMPROVISO São Paulo 2013 SUMARIO O QUE É IMPROVISO... 02 MODELOS DE ESCALAS... 02 ENCERRAMENTO... 05 O QUE É IMPROVISO? Improvisar

Leia mais

FAMÍLIA COMO PROTEÇÃO AO USO DE DROGAS

FAMÍLIA COMO PROTEÇÃO AO USO DE DROGAS FAMÍLIA COMO PROTEÇÃO AO USO DE DROGAS IMPORTÂNCIA DA FAMÍLIA A família tem papel central na proteção ao uso de drogas. Família é primeira referência. Pode estruturar ou desestruturar. A criança e o adolescente

Leia mais

Como Posicionar os Dedos Corretamente nas Teclas de Piano

Como Posicionar os Dedos Corretamente nas Teclas de Piano como fazer qualquer coisa Como Posicionar os Dedos Corretamente nas Teclas de Piano Você está começando a aprender a tocar piano por conta própria, mas não consegue descobrir a maneira correta de posicionar

Leia mais

a confusão do final do ano e as metas para o próximo

a confusão do final do ano e as metas para o próximo o que fazer se o ano que passou foi ruim? o que fazer nesse próximo ano? a confusão do final do ano e as metas para o próximo Enéas Guerriero www.equilibriocontinuo.com.br O que vamos falar hoje? 1) Estresse

Leia mais

Godofredo e Geralda sentados na mesa no centro do palco.

Godofredo e Geralda sentados na mesa no centro do palco. Cena 1 Cenário Cena Musica Som e luz Restaurante: Duas mesas, cada uma com duas cadeiras. Uma no centro e outra no inicio do palco, castiçais com velas no centro das mesas. Godofredo e Geralda sentados

Leia mais

Curso de Violão - Iniciante

Curso de Violão - Iniciante Curso de Violão - Iniciante Iniciante Música - É a arte de combinar sons de uma maneira agradável. Algumas partes fundamentais: Melodia - Combinação de sons sucessivos; Harmonia - Combinação de sons simultâneos;

Leia mais

APRENDA A TOCAR VIOLÃO EM 5 PASSOS!

APRENDA A TOCAR VIOLÃO EM 5 PASSOS! APRENDA A TOCAR VIOLÃO EM 5 PASSOS! por estrategiaeexcelencia, em 01.07.11 APRENDA A TOCAR VIOLÃO EM 5 AULAS MÉTODO SIMPLES E PRÁTICO POR MARCOS F.SILVA INTRODUÇÃO Antes de mais nada, quero explicar que

Leia mais

PÉTALAS E SANGUE. De: Batista Mendes

PÉTALAS E SANGUE. De: Batista Mendes PÉTALAS E SANGUE De: Batista Mendes 1 Editoração e capa: Batista Mendes Revisão: Batista Mendes Todos os direitos reservados. Nenhuma parte deste livro pode ser reproduzida ou armazenada, sob qualquer

Leia mais

Professor: Filipe Gonzalez Martinez CURSO DE GUITARRA E VIOLÃO INDIVIDUAL OU EM GRUPO

Professor: Filipe Gonzalez Martinez CURSO DE GUITARRA E VIOLÃO INDIVIDUAL OU EM GRUPO Professor: Filipe Gonzalez Martinez CURSO DE GUITARRA E VIOLÃO INDIVIDUAL OU EM GRUPO 2014 RESUMO O projeto Curso de guitarra e violão individual ou em grupo visa proporcionar para os alunos alguns caminhos

Leia mais

DICAS BÁSICAS PARA PRODUÇÃO DE MÚSICA ELETRÔNICA. (depoimento do engenheiro Eduardo Poyart à Luciana Pereira)

DICAS BÁSICAS PARA PRODUÇÃO DE MÚSICA ELETRÔNICA. (depoimento do engenheiro Eduardo Poyart à Luciana Pereira) DICAS BÁSICAS PARA PRODUÇÃO DE MÚSICA ELETRÔNICA (depoimento do engenheiro Eduardo Poyart à Luciana Pereira) DICAS BÁSICAS PARA PRODUÇÃO DE MÚSICA ELETRÔNICA Depoimento de Eduardo Poyart à Luciana Pereira

Leia mais

Trabalho. Reflexões sobre insatisfações profissionais

Trabalho. Reflexões sobre insatisfações profissionais Trabalho Reflexões sobre insatisfações profissionais O que esperamos do trabalho? O trabalho, para muita gente, ainda significa o mesmo da sua origem no latim: um instrumento de tortura e a total perda

Leia mais

Os Pilares do Sucesso

Os Pilares do Sucesso Pilares do Sucesso Os Pilares do Sucesso Esse livro digital é o resumo do primeiro capítulo do meu livro. Serão um total de seis capítulos, cada um foi apresentado, testado e concluído em encontros com

Leia mais

Questionário. O projecto tem como objectivo a introdução de uma mesa interactiva que visa melhorar a experiência dos clientes nos restaurantes.

Questionário. O projecto tem como objectivo a introdução de uma mesa interactiva que visa melhorar a experiência dos clientes nos restaurantes. Questionário IPM - Grupo 9 Este questionário faz parte de um projecto universitário da cadeira Interfaces Pessoa Máquina que visa recolher informações sobre as pessoas que frequentam restaurantes de forma

Leia mais

1º Técnicas e Regras para Entender a Palavra de Deus. 2º Lendo a Palavra Tirando Entendimento Dela Geografia Bíblica da Interpretação.

1º Técnicas e Regras para Entender a Palavra de Deus. 2º Lendo a Palavra Tirando Entendimento Dela Geografia Bíblica da Interpretação. Introdução 1º Técnicas e Regras para Entender a Palavra de Deus. 2º Lendo a Palavra Tirando Entendimento Dela Geografia Bíblica da Interpretação. 4º A Regra Espiritual da Interpretação 5º O que disse Jesus

Leia mais

Por: Roberto B. Parentoni = Advogado Criminalista ( ) e atual presidente do IDECRIM

Por: Roberto B. Parentoni = Advogado Criminalista (  ) e atual presidente do IDECRIM Por: Roberto B. Parentoni = Advogado Criminalista ( www.parentoni.com ) e atual presidente do IDECRIM O nosso Código Penal adota a teoria finalista da ação e com a reforma de sua Parte Geral, em 1984,

Leia mais

DIREITO ELEITORAL FADIVALE PÓS-GRADUAÇÃO FILOSOFIA DO DIREITO. Prof. Ms. José Luciano Gabriel. lugafap@yahoo.com.br jlgabriel.blogspot.com.

DIREITO ELEITORAL FADIVALE PÓS-GRADUAÇÃO FILOSOFIA DO DIREITO. Prof. Ms. José Luciano Gabriel. lugafap@yahoo.com.br jlgabriel.blogspot.com. PÓS-GRADUAÇÃO DIREITO ELEITORAL FADIVALE FILOSOFIA DO DIREITO lugafap@yahoo.com.br jlgabriel.blogspot.com.br FINALIDADES DA FILOSOFIA DO DIREITO GABRIEL, José Luciano. Finalidades da filosofia do direito.

Leia mais

COMO CRIAR UM FUNIL ORGÂNICO DE VENDAS USANDO O YOUTUBE. Juliano Abrahão - Gestor de Afiliados e Consultor em Marketing Digital

COMO CRIAR UM FUNIL ORGÂNICO DE VENDAS USANDO O YOUTUBE. Juliano Abrahão - Gestor de Afiliados e Consultor em Marketing Digital COMO CRIAR UM FUNIL ORGÂNICO DE VENDAS USANDO O YOUTUBE Pra Quem é Este Curso? Afiliados que estão lutando para realizar vendas mas estão batendo na trave; Afiliados que querem comprar tráfego para acelerar

Leia mais

O que fazer com a espinha de peixe?

O que fazer com a espinha de peixe? O que fazer com a espinha de peixe? É preciso paciência para comer peixe. Há aqueles com mais espinhas e com menos. Uma boa anfitriã escolhe aqueles que tem menos mas você, convidado, deve tomar cuidado

Leia mais

Ritual de. Limpeza Energética e Espiritual. com Bruno Gimenes

Ritual de. Limpeza Energética e Espiritual. com Bruno Gimenes Ritual de Limpeza Energética e Espiritual com Bruno Gimenes Bruno Gimenes Um dos responsáveis pela expansão da Espiritualidade no Brasil, é personalidade referência nesta área, além de Diretor de Conteúdo

Leia mais

Atividade experimental: Propriedades e características do som

Atividade experimental: Propriedades e características do som Atividade experimental: Propriedades e características do som O som é uma onda mecânica que se propaga em um meio material e é caracterizado pelas grandezas altura, intensidade e timbre. Nas atividades

Leia mais

TEORIA DO DESIGN. Aula 03 Composição e a História da arte. Prof.: Léo Diaz

TEORIA DO DESIGN. Aula 03 Composição e a História da arte. Prof.: Léo Diaz TEORIA DO DESIGN Aula 03 Composição e a História da arte Prof.: Léo Diaz O QUE É ARTE? Definição: Geralmente é entendida como a atividade humana ligada a manifestações de ordem estética ou comunicativa,

Leia mais

As cinco escolhas que você deve fazer para ter uma produtividade extraordinária

As cinco escolhas que você deve fazer para ter uma produtividade extraordinária As cinco escolhas que você deve fazer para ter uma produtividade extraordinária Reunião, trabalho, família, internet, saídas, e-mails, tecnologia, relatório, informação... Você já reparou quantas coisas

Leia mais

1.1. CIFRA DE ACORDES CIFRA DE ACORDES CIFRA DE ACORDES

1.1. CIFRA DE ACORDES CIFRA DE ACORDES CIFRA DE ACORDES VIOLÃO 1. O QUE SÃO CIFRAS 1.1. CIFRA DE ACORDES CIFRA DE ACORDES CIFRA DE ACORDES A Cifra é um símbolo usado para representar um acorde de uma forma prática. A Cifra é composta de letras, números e sinais.

Leia mais

historias de crianças

historias de crianças historias de crianças como e bom ser criança brinca se sujar faz parte da infãncia, mas essa nova geração esta destruindo o mundo e celular, tablets e etc. hoje em dia as crianças não brincam mais na rua

Leia mais

A Arte de Construir Resultados com Felicidade!

A Arte de Construir Resultados com Felicidade! A Arte de Construir Resultados com Felicidade! CRERH 15/09/2015 Quem não vive para SERVIR não SERVE para viver! Mahatma Gandhi Como uma Onda Nada do que foi será De novo do jeito que já foi um dia Tudo

Leia mais

O poder do Entusiasmo! Como ser um profissional a cima da média?

O poder do Entusiasmo! Como ser um profissional a cima da média? O poder do Entusiasmo! Como ser um profissional a cima da média? Entusiasmo! O que é entusiasmo? Entusiasmo é um grande interesse, um intenso prazer, uma dedicação ardente, uma paixão, uma admiração, um

Leia mais

O MUNDO MODERNO E UM NOVO MODO DE PENSAR O MUNDO O homem é o modelo do mundo Leonardo da Vinci

O MUNDO MODERNO E UM NOVO MODO DE PENSAR O MUNDO O homem é o modelo do mundo Leonardo da Vinci RACIONALISMO O MUNDO MODERNO E UM NOVO MODO DE PENSAR O MUNDO O homem é o modelo do mundo Leonardo da Vinci - O início da filosofia moderna inaugura uma declarada ruptura com a igreja católica; - O conhecimento

Leia mais

Conceitos para tirar e tocar músicas de ouvido Teclado, violão, etc ÍNDICE 1 OBJETIVO NOTAS MUSICAIS INTERVALOS...

Conceitos para tirar e tocar músicas de ouvido Teclado, violão, etc ÍNDICE 1 OBJETIVO NOTAS MUSICAIS INTERVALOS... ÍNDICE 1 OBJETIVO... 02 2 NOTAS MUSICAIS... 02 3 INTERVALOS... 02 4 ACIDENTES... 02 5 FORMAÇÃO DOS ACORDES... 03 6 ESTUDO DAS ESCALAS... 04 7 INVERSÃO DE ACORDES... 10 8 TIRANDO E TOCANDO AS MÚSICAS DE

Leia mais

Filosofia e Ética. Professor Ronaldo Coture

Filosofia e Ética. Professor Ronaldo Coture Filosofia e Ética Professor Ronaldo Coture Quais os conceitos da Disciplina de Filosofia e Ética? Compreender os períodos históricos do pensamento humano. Conceituar a teoria axiológica dos valores. Conceituar

Leia mais

Afinal, crianças e adolescentes precisam da meditação para serem felizes?

Afinal, crianças e adolescentes precisam da meditação para serem felizes? Afinal, crianças e adolescentes precisam da meditação para serem felizes? A falta de tempo dos pais, a overdose de informação violenta, a sensualização precoce na mídia, a falta de limites, o excesso de

Leia mais

PAULO ROBERTO ANDREOTTI

PAULO ROBERTO ANDREOTTI PAULO ROBERTO ANDREOTTI COMO REAGIR POSITIVAMENTE AOS CONFLITOS EM 6 SEGUNDOS Como desenvolver o seu relacionamento familiar e torná-lo mais comunicativo e harmonioso Se pensássemos sempre antes de falar,

Leia mais

Reconhecendo e vivenciando os elementos constitutivos da música

Reconhecendo e vivenciando os elementos constitutivos da música Como foi dito anteriormente, o pleno domínio dos conteúdos inerentes a ritmo, melodia e harmonia, depende de um conhecimento mais específico da linguagem musical; por isso, o que se busca aqui é um aumento

Leia mais

First Night Questions

First Night Questions 1 de 6 05/07/2017 10:00 First Night Questions Portuguese-Portugal PERGUNTAS PARA FAZER À FAMÍLIA ANFITRIÃ NA PRIMEIRA NOITE. Estas perguntas são apenas sugestões. Conversa com a tua família anfitriã sobre

Leia mais

EDUCAR A INFÂNCIA: Como as crianças aprendem?

EDUCAR A INFÂNCIA: Como as crianças aprendem? EDUCAR A INFÂNCIA: Como as crianças aprendem? PROFA. DRA. ANDRÉA SERPA UFF andreaserpauff@gmail.com www.andreaserpauff.com.br Alguns princípios... Aprender a fazer: o trabalho como um princípio educativo;

Leia mais

9 exercícios para um abdômen trincado

9 exercícios para um abdômen trincado 9 exercícios para um abdômen trincado Aqui * Os melhores exercícios para definir o abdômen. * Exercícios para queimar a gordura localizada. Definir o abdômen é muito fácil, basta fazer os exercícios certos

Leia mais

EU TE OFEREÇO ESSAS CANÇÕES

EU TE OFEREÇO ESSAS CANÇÕES EU TE OFEREÇO ESSAS CANÇÕES Obra Teatral de Carlos José Soares Revisão Literária de Nonata Soares EU TE OFEREÇO ESSAS CANÇÕES Peça de Carlos José Soares Revisão Literária Nonata Soares Personagens: Ricardo

Leia mais

Líder Coach. Alexandre Vinicius S. Pereira

Líder Coach. Alexandre Vinicius S. Pereira Líder Coach Alexandre Vinicius S. Pereira Alexandre Vinicius da Silva Doutorado Pereira em Psicologia USP Desenvolvimento e avaliação de equipe multidisciplinar. Mestrado em Psicologia USP. Comprometimento

Leia mais

Língua Portuguesa- 7º ano / 2015 Profª : Fernanda Braga. Zap

Língua Portuguesa- 7º ano / 2015 Profª : Fernanda Braga. Zap Língua Portuguesa- 7º ano / 2015 Profª : Fernanda Braga Nome: Nº: Turma EXERCÍCIOS DE APROFUNDAMENTO Leia o seguinte texto para responder às questões 1 a 6 Zap Moacyr Scliar Não faz muito que temos esta

Leia mais

Francisco Anacleto Barros Fidelis de Moura. 40 Anos. 29 de Abril de Anos

Francisco Anacleto Barros Fidelis de Moura. 40 Anos. 29 de Abril de Anos Francisco Anacleto Barros Fidelis de Moura 40 Anos 29 de Abril de 2016 40 Anos Louro Neste dia tão importante em sua vida, eu e seu pai selecionamos algumas fotos e documentos que dizem respeito à sua

Leia mais

FERRAMENTAS DE HEALTH COACH COMO APLICAR NA CONSULTA DE NUTRIÇÃO. Annie Bello

FERRAMENTAS DE HEALTH COACH COMO APLICAR NA CONSULTA DE NUTRIÇÃO. Annie Bello FERRAMENTAS DE HEALTH COACH COMO APLICAR NA CONSULTA DE NUTRIÇÃO Annie Bello MÓDULO 2 Promovendo a mudança de comportamento O que leva uma pessoa a mudar? DOR PRAZER Porque não mudam? São resistentes!

Leia mais

Ambiente de programação

Ambiente de programação EXPLORANDO O O que é o SCRATCH? O software Scratch é um ambiente para a criação de jogos, histórias e animações, usando raciocínio lógico. A partir desta ferramenta é possível exercitar conceitos de lógica

Leia mais

Rua Pirapetinga, 567 - Serra - 30220-150 Belo Horizonte - MG -Tel. (31) 3282-2366 www.universoproducao.com.br conheca todos os amigos do pipoca! A Universo Produção realiza há mais de 15 anos uma série

Leia mais

Revista Filosofia Capital ISSN Vol. 1, Edição 2, Ano BREVE ANÁLISE FILOSÓFICA DA PESSOA HUMANA DO PERÍODO CLÁSSICO AO CONTEMPORÂNEO

Revista Filosofia Capital ISSN Vol. 1, Edição 2, Ano BREVE ANÁLISE FILOSÓFICA DA PESSOA HUMANA DO PERÍODO CLÁSSICO AO CONTEMPORÂNEO 30 BREVE ANÁLISE FILOSÓFICA DA PESSOA HUMANA DO PERÍODO CLÁSSICO AO CONTEMPORÂNEO Moura Tolledo mouratolledo@bol.com.br Brasília-DF 2006 31 BREVE ANÁLISE FILOSÓFICA DA PESSOA HUMANA DO PERÍODO CLÁSSICO

Leia mais

Apostila de Violão e Guitarra

Apostila de Violão e Guitarra Apostila de Violão e Guitarra Criação e edição: MIGUEL URTADO Distribuição: CÂNONE MUSICAL CÂNONE MUSICAL *Mais sobre música!!!* www.canone.com.br Belo Horizonte Brasil 2010 ----**---- Para reproduzir

Leia mais

OBS: Sem fazer uma faxina pesada na consciência, se isentar de fazer nenhum tipo de julgamento é impossível.

OBS: Sem fazer uma faxina pesada na consciência, se isentar de fazer nenhum tipo de julgamento é impossível. OPA! Me enganei É só no vazio, logo acima do degrau mais alto da escada das coisas aprendidas, é que eu consigo identificar coisas novas. Mas essas novidades só ficam conscientes depois. Eu só consigo

Leia mais

Cadê meu. instrumento?

Cadê meu. instrumento? Cadê meu instrumento? Copyright do texto 2016 Alisson Thiago do Nascimento Copyright das imagens 2016 Alisson Thiago do Nascimento Cadê meu instrumento? Alisson Thiago do Nascimento Este livro é parte

Leia mais

E-BOOK CO M L O U R O

E-BOOK CO M L O U R O BENZIMENTO E-BOOK CO M L O U R O Quem somos? Nós somos Bruno Gimenes e Patrícia Cândido e neste material especial nós vamos lhe ensinar algumas técnicas especiais de aplicação e resultados rápidos, para

Leia mais

COMO TOCAR TECLADO. Os Primeiros Passos. Copyright 2014 Todos os direitos reservados

COMO TOCAR TECLADO. Os Primeiros Passos.  Copyright 2014 Todos os direitos reservados COMO TOCAR TECLADO Os Primeiros Passos http://www.escolavirtualdemusica.com.br/ Copyright 2014 Todos os direitos reservados Índice INTRODUÇÃO...PG.03 SISTEMA DE ESCRITA MUSICAL: A CIFRA...PG.04 AS NOTAS

Leia mais

Uma Reflexão sobre a carreira contábil no mundo atual.

Uma Reflexão sobre a carreira contábil no mundo atual. Uma Reflexão sobre a carreira contábil no mundo atual. Palestrante José Miguel Rodrigues da Silva josemiguel@jmrconsultoria.com.br (21) 2524 2175 (21) 99916 1083 Professor e Palestrante do CRC/RJ. Mestre

Leia mais

Mulher Empreendedora. Agir para transformar

Mulher Empreendedora. Agir para transformar Mulher Empreendedora Quais os papéis que você assume hoje em sua vida? Família chefiada por mulheres 37% em nosso País IBGE (2010 eram 10% ) A população brasileira é de 203,2 milhões de habitantes, sendo

Leia mais

Improvisação. Prof. Juarez Barcellos. Violonistas, músicos, alunos, amigos e companhia, bem vindos!

Improvisação. Prof. Juarez Barcellos. Violonistas, músicos, alunos, amigos e companhia, bem vindos! Improvisação Prof. Juarez Barcellos Licença Creative Commons Violonistas, músicos, alunos, amigos e companhia, bem vindos! Em 2002, comecei a dar aulas particulares nas Em 2002, comecei a dar aulas particulares

Leia mais

Vantagens gerais de se fazer slide online

Vantagens gerais de se fazer slide online Eu já falei em outros posts como você pode usar o Power Point para fazer todos os tipos de slides, desde apresentações de produtos até apresentações de resultados. Cheguei a mostrar também os 10 modelos

Leia mais

Produzido para você por:

Produzido para você por: Produzido para você por: www.fbultimate.com.br Sobre Felipe Moreira: 1º WORKSHOP DE VENDAS E LUCROS NO FACEBOOK Vídeo #1: As 4 Taxas de Ações Estúpidas Nesse primeiro vídeo do workshop você está vendo

Leia mais

Fichas técnicas, o primeiro passo para uma boa organização

Fichas técnicas, o primeiro passo para uma boa organização Nesse artigo falaremos sobre: A importância de definir preços para os pratos do seu restaurante ou lanchonete Fichas técnicas, o primeiro passo para uma boa organização Com seu custo definido, pense no

Leia mais

O conceito de fração e de razão Rômulo Campos Lins e Heloísa da Silva

O conceito de fração e de razão Rômulo Campos Lins e Heloísa da Silva Texto complementar O conceito de fração e de razão Rômulo Campos Lins e Heloísa da Silva MATEMÁTICA Matemática Assunto: Números, grandezas e medidas O conceito de fração e de razão [...] Quando dizemos

Leia mais

Oferenda Musical de Bach. Série Matemática na Escola

Oferenda Musical de Bach. Série Matemática na Escola Oferenda Musical de Bach Série Matemática na Escola Objetivos 1. Apresentar isometrias no plano por meio de uma música chamada Oferenda Musical de Bach; 2. Discutir isometria na música, isometria nas artes,

Leia mais

Um ato de amor sonhador ao mundo

Um ato de amor sonhador ao mundo Um ato de amor sonhador ao mundo Este livro esta aberto para qualquer idade, pois relata uma historia de amor com a nossa sociedade, uma garotinha de 09 anos de idade busca fazer a diferença sempre dando

Leia mais

Profª Karina Oliveira Bezerra Aula 05 Unidade 1, capítulo 5: p. 63 Unidade 8, capítulo 5: p. 455 Filme: Germinal

Profª Karina Oliveira Bezerra Aula 05 Unidade 1, capítulo 5: p. 63 Unidade 8, capítulo 5: p. 455 Filme: Germinal Profª Karina Oliveira Bezerra Aula 05 Unidade 1, capítulo 5: p. 63 Unidade 8, capítulo 5: p. 455 Filme: Germinal No século XIX, em decorrência do otimismo trazido pelas idéias de progresso (positivismo),

Leia mais

Relacionamentos intrapessoal e interpessoal RELACIONAMENTO INTERPESSOAL NA EDUCAÇÃO. Comprometido. Inteligência Linguística

Relacionamentos intrapessoal e interpessoal RELACIONAMENTO INTERPESSOAL NA EDUCAÇÃO. Comprometido. Inteligência Linguística RELACIONAMENTO INTERPESSOAL NA EDUCAÇÃO Relacionamentos intrapessoal e interpessoal Prof. Msc Rita de Cassia Moser Alcaraz Comprometido Envolvimento: ato ou efeito de envolver-se, envoltura 2 relacionamento,

Leia mais

INICIAÇÃO À MÚSICA E AO VIOLÃO

INICIAÇÃO À MÚSICA E AO VIOLÃO INICIAÇÃO À MÚSICA E AO VIOLÃO MARIO SALES SANTOS TREINOS COM TRÊS DEDOS E OS PRIMEIROS ACORDES PARA TOCAR AS PRIMEIRAS MÚSICAS São Paulo 2013 SUMARIO OBJETIVO DA AULA... 02 TREINOS A SEREM EXECUTADOS...

Leia mais

carolferrera.com Workbook Aula 2

carolferrera.com Workbook Aula 2 Workbook Aula 2 1º Workshop 06 a 10 de março Descubra o Poder de Emagrecer que está em você! Meu nome é Carol Ferrera, sou Coach de Emagrecimento Definitivo, formada pela Sociedade Brasileira de Coach,

Leia mais

Desenvolvimento Pessoal e Empregabilidade.

Desenvolvimento Pessoal e Empregabilidade. Desenvolvimento Pessoal e Empregabilidade. Projeto de Vida: Um jeito de estar no mundo. Professor Douglas Pereira da Silva 1 Para Reflexão. Viver é envelhecer, o que significa que todos nós podemos olhar

Leia mais

Quer se tornar um detetive?

Quer se tornar um detetive? Quer se tornar um detetive? Você é o tipo de pessoa apaixonada por filmes e séries que envolvem suspense e investigação, inclusive, muitas vezes já se imaginou dentro das cenas, participando das situações

Leia mais

1) C 2) A 3) D 4) E 5) A 6) A 7) D 8) C 9) B 10) E 11) 1 dia, 2h e 1 min. 12) ) 6 14) 24 15) a) R$ 1,20 e b) R$ 2,70

1) C 2) A 3) D 4) E 5) A 6) A 7) D 8) C 9) B 10) E 11) 1 dia, 2h e 1 min. 12) ) 6 14) 24 15) a) R$ 1,20 e b) R$ 2,70 OLIMPÍADA DE MATEMÁTICA 2015 GABARITO 5º E 6º ANOS Questão Resposta 1) C 2) A 3) D 4) E 5) A 6) A 7) D 8) C 9) B 10) E 11) 1 dia, 2h e 1 min. 12) 450 13) 6 14) 24 15) a) R$ 1,20 e b) R$ 2,70 OLIMPÍADA

Leia mais

Qualidade de Vida STC_6

Qualidade de Vida STC_6 Porquê que alguém quer viver em Monchique? Monchique fica geograficamente bem situado no interior do Algarve com cerca de uma hora de viagem a separar-nos de ambas as costas de Portugal, Sul e Oeste. A

Leia mais