IV Simpósio de Ciências da UNESP Dracena. V Encontro de Zootecnia Unesp Dracena

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "IV Simpósio de Ciências da UNESP Dracena. V Encontro de Zootecnia Unesp Dracena"

Transcrição

1 CRIAÇÃO DE TILÁPIAS DA LI HAGEM GIFT (Oreochromis niloticus) EM SISTEMA FECHADO DE CIRCULAÇÃO DE ÁGUA TILAPIA LI E GIFT (OREOCHROMIS ILOTICUS) FARM I CLOSED WATER SYSTEM Marcos Vinícius Saita 1*, Lidiane Cristina Gonçalves de Sandre 1, Leonardo Susumu Takahashi 2 1 Graduando em Zootecnia da Faculdade de Zootecnia Unesp/Dracena-SP; 2 Professor da Faculdade de Zootecnia/Unesp-Dracena-SP. RESUMO O objetivo do trabalho foi avaliar a eficiência de um sistema de circulação fechada de água para criação de tilápias do Nilo da linhagem Gift. Foram utilizados 81 peixes, com peso inicial de 4,4 ± 0,2 g, alimentados duas vezes ao dia com uma ração comercial com 32% de proteína bruta. O sistema consistia em dois tanques de polietileno de 1000 L, onde foram mantidos os peixes em dois tanques de polietileno de 200 L utilizados como filtros biológicos (compostos por conchas e canos de PVC cortados e perfurados), e um tanque de polietileno de 500 L, que servia como reservatório de água. Para avaliação da eficiência do sistema de circulação de água fechado foram impostas condições de produção distintas em cada um dos tanques de 1000 L, durante 65 dias de cultivo consecutivos. As duas condições avaliadas foram: tanque 1-36 peixes, com 165,56 g de biomassa inicial e 957,32 g de biomassa final, e arraçoamento com taxa de 10% do peso vivo e tanque 2 45 peixes, com 194,32 g de biomassa inicial e 993,14 g de biomassa final, com taxa de arraçoamento de 10% do peso vivo. Nestas duas condições foi avaliada diariamente a temperatura, oxigênio dissolvido, ph, no período da manhã e semanalmente a concentração de amônia total. De acordo com os resultados, não foram observadas diferenças significativas entre as duas condições em nenhum nos parâmetros avaliados, mostrando ser eficiente o sistema. Os parâmetros de água temperatura (21,2 ± 2,2 ºC), concentração de oxigênio dissolvido (7,9 ± 1,3 mg L -1 ), ph (7,7 ± 0,4) e concentração de amônia total (0,037 ± 0,02 mg L -1 ) durante todo o período de avaliação se mantiveram dentro de faixas consideradas adequadas para a exploração da tilapia. Os dados mostram que o sistema de circulação é eficiente para a criação de tilápias da linhagem Gift nas condições experimentais avaliadas. Palavras-Chave: piscicultura, filtro biológico, qualidade de água. ABSTRACT The objective of the work was to evaluate the efficiency of a system of closed movement of water for creation of the Nile tilapia line Gift. 81 juveniles were used, with initial weight of 4.4 ± 0.2 g, fed twice a day with a commercial diet with 32% of rude protein. The system consisted of two tanks of polyethylene, 1000 L, where the fish were kept in, two tanks of 200 L of polyethylene used as biological filters (composed of shells and PVC pipes cut and perforated), and a tank of polyethylene of 500 L, who served as a tank of water supply. To evaluate the efficiency of the system of closed movement of water were subjected two

2 different conditions in each of the tanks of 1000 L, during 65 days of consecutive cultivation. The two conditions were evaluated: tank 1-36 fish, with grams of initial biomass and g of final biomass, and with feeding rate of 10% of body weight and tank 2-45 fish, with g of initial biomass and g of final biomass, with feeding rate of 10% of body weight. In those two conditions was evaluated daily temperature, dissolved oxygen, ph, during the morning and analysis of ammonia weekly. According to the results, there were no significant differences in any conditions on parameters measured, showing the efficient of the system. The parameters of water temperature (21.2 ± 2.2 C), dissolved oxygen (7.9 ± 1.3 mg L -1 ), ph (7.7 ± 0.4) and ammonia (0037 ± 0.02 mg L -1 ) throughout the period of assessment remained within ranges considered good for the exploitation of tilapia. The data show that the system is efficient for the creation of tilapia lineage Gift evaluated under the experimental conditions. Key-Words: fish farming, biological filters, water quality I TRODUÇÃO A aqüicultura tem avançado na qualidade e eficiência do manejo a cada ciclo de produção, visando obter máxima produção de peixes a baixo custo e de boa qualidade, o que tem incrementado substancialmente a produtividade das criações (SCORVO-FILHO et al., 1998). Esse incremento da produção está ligado intimamente ao uso de rações balanceadas, uma vez que, os peixes só externarão seu potencial produtivo máximo quando suas exigências nutricionais forem atendidas. Apesar de contribuir para o aumento da produção aquícola, o fornecimento de alimentos, independente de sua origem, quando utilizado de forma incorreta pode causar queda na qualidade da água, prejudicando assim a produção, e também, causar poluição dos recursos naturais (BACCARIN, 2002). Macintosh e Phillips (1992) observaram que o alimento não ingerido e os excrementos dissolvidos apresentam como efeito primário um incremento da carga de nutrientes e de sedimentação e, redução de oxigênio. Conseqüentemente ocorrem mudanças de ambiente e redução da capacidade de carga dos tanques. Por esses motivos, o objetivo do presente trabalho foi avaliar um sistema de circulação fechado de água de pequena escala para o cultivo de tilápia da linhagem Gift. MATERIAL E MÉTODOS O experimento foi realizado na Faculdade de Zootecnia da Unesp de Dracena, com início no dia 28 de abril, num período de 65 dias. Para a realização do trabalho, foi instalado um sistema de pequena escala, com circulação fechada de água, sem aeração e sem controle de temperatura. O sistema consistia de dois tanques de polietileno de 1000 L, onde os peixes foram estocados, dois tanques de polietileno de 200 L, nos quais foram colocados sacos de náilon vazados preenchidos com canos de PVC cortados e perfurados e conchas, utilizados como filtros biológicos, e uma caixa de polietileno de 500 L, com bomba submersa (AT 107, Atman power) com vazão 3500 L hora -1, para circulação da água pelo sistema. O sistema foi instalado ao ar livre, protegido apenas por uma tela contra a radiação solar direta, chuva e predadores. Semanalmente foi realizada a sifonagem das caixas para a retirada dos restos de ração e feita a reposição de 30% do total da capacidade do sistema.

3 Durante o experimento, juvenis de tilápia da linhagem Gift, com peso médio de 4,4 ± 0,2 g, fornecidos pela piscicultura Aracangua, foram alimentados duas vezes ao dia com uma ração comercial com 32% de proteína bruta e taxa de arraçoamento de 10% da biomassa. Para avaliação da eficiência do sistema de circulação foram impostas duas condições distintas: Tanque 1-36 peixes, com 165,56 g de biomassa inicial e 957,32 g de biomassa final, e arraçoamento com taxa de 10% do peso vivo e Tanque 2-45 peixes, com 194,32 g de biomassa inicial e 993,14 g de biomassa final, com taxa de arraçoamento de 10% do peso vivo. Durante 65 dias de experimento, os parâmetros físico-químicos da água monitorados foram: concentração de oxigênio dissolvido e temperatura da água (medidor eletrônico portátil, F-HI9147, Hanna) e ph (phmetro digital portátil, phteck), mensurados diariamente no período da manhã, e concentração de amônia total, através de metodologia colorimétrica, com Reativo de Nessler e uso de espectrofotômetro (Thermospectronic Genesys 10 UV) determinada semanalmente. No final do experimento, os dados de qualidade de água foram submetidos a análise de variância e teste de comparação de média Tukey a 5%, pelo programa estatístico ESTAT v.2.0. RESULTADOS E DISCUSSÃO As médias dos parâmetros físico-químicos da água como a temperatura, oxigênio dissolvido, ph e amônia foram de 21,2 ± 2,2 ºC, 7,9 ± 1,3 mg L -1, 7,7 ± 0,4 e 0,037 ± 0,02 mg L -1, respectivamente. De acordo com Kubitza (2003), esses valores estão dentro de faixas sugeridas para a produção desta espécie. Entre as unidades experimentais, não foram observadas diferenças significativas nos parâmetros de qualidade de água, como mostra a Tabela 1. Lobão et al. (1999), estudando diferentes métodos de sistema de circulação fechado de água, afirma que o sucesso da larvicultura, em sistema fechado, pouco depende do design e dos tipos de substratos dos filtros biológicos, mas do manejo, da higiene, da alimentação e, principalmente, do rígido controle da qualidade da água. Segundo Scorvo Filho et al. (2004), que avaliou a criação de pirarucu (Arapaima gigas) em estufa e sistema fechado de circulação de água no Estado de São Paulo, os resultados obtidos afirmam a eficiência de criação de peixes em sistema fechado de circulação de água, concordando com o presente trabalho. O filtro biológico, cuja finalidade é transformar a amônia em compostos menos tóxicos, se mostrou eficiente de acordo com os dados obtidos das análises laboratoriais, influenciando na alta sobrevivência dos peixes do experimento, conforme Tabela 2. Dessa forma, mesmo os tanques apresentando condições distintas de produção (biomassa, densidade, arraçoamento), não foram observadas diferenças significativas nas características de qualidade de água durante os 65 dias experimentais. Esse resultado pode ser atribuído a eficiência do filtro biológico na retirada da amônia tóxica da água, e a vazão da bomba submersa em manter um fluxo de água adequado e elevada concentração de oxigênio dissolvido. CO CLUSÃO

4 De acordo com os resultados obtidos, é possível afirmar que a qualidade de água do sistema estudado é satisfatória para a criação da tilápia da linhagem Gift. E que esse sistema permite, em condições similares a do presente trabalho, a criação destes peixes. REFERÊ CIAS BIBLIOGRÁFICAS BACCARIN, A.E. Impacto ambiental e parâmetros zootécnicos da produção de tilápia do Nilo (Oreochromis niloticus) sob diferentes manejos alimentares f. Tese (doutorado) Universidade Estadual Paulista, Centro de Aqüicultura, Jaboticabal. FAO. Aquaculture Statistic, Disponível em: < Acesso em: jun KUBITZA, F. Tilápia: tecnologia e planejamento na produção comercial. Jundiaí: F. Kubitza, KUBITZA, F. Qualidade da água no cultivo de peixes e camarões. Jundiaí: Kubitza, p. LOBÃO, V.L. et al. Estudo Comparativo entre quatro métodos de sistemas fechados de circulação em larvicultura de Macrobrachium rosenbergii. Boletim do Instituto de Pesca, v.25, p , MUIR, J. et al. Production in intensive and recycle systems. In: BEVERIDGE, M.C.M., McANDREW, B.J. (eds.). Tilapias: biology and exploitation. Dordrecht: Kluwer Academic Publishers, p , MACINTOSH, D.; PHILLIPS, M. Environmental issues in shrimp farming. In: Shrimp 92. 3th Global Conference on the Shrimp Industry, Hong Kong, Proceedings... p SCORVO FILHO, J.D. et al. Criação de Arapaima gigas (Teleostei osteoglossidae) em estufa e sistema fechado de circulação de água, no Estado de São Paulo. Boletim do Instituto de Pesca, v.30, n.2, p , 2004 Tabela 1. Parâmetros de água avaliados 1. Tanque 1 Tanque 2 Temperatura (ºC) 21,3 ± 2,2 21,2 ± 2,2 Oxigênio (mg L -1 ) 8,0 ± 1,3 7,9 ± 1,3 ph 7,7 ± 0,4 7,7 ± 0,4 Amônia (mg L -1 ) 0,036 ± 0,02 0,037 ± 0,02 1 Valores são média ± desvio padrão. Valores seguidos de letras diferentes na coluna demonstram diferenças significativas pelo teste de Tukey (5%).

5 Tabela 2. Sobrevivência dos peixes 1. Sobrevivência (%) Tanque 1 94,4 Tanque 2 93,3 1 Valores são média ± desvio padrão. Valores seguidos de letras diferentes na coluna demonstram diferenças significativas pelo teste de Tukey (5%).

IV Simpósio de Ciências da UNESP Dracena. V Encontro de Zootecnia Unesp Dracena

IV Simpósio de Ciências da UNESP Dracena. V Encontro de Zootecnia Unesp Dracena ESTRATÉGIAS DE ALIME TAÇÃO E DESEMPE HO PRODUTIVO EM JUVE IS DE TILÁPIA DO ILO (Oreochromis niloticus) LI HAGEM GIFT FEEDI G STRATEGIES A D GROWTH PERFORMA CE I ILE TILAPIA JUVE ILES (OREOCHROMIS ILOTICUS)

Leia mais

IV Simpósio de Ciências da UNESP Dracena. V Encontro de Zootecnia Unesp Dracena

IV Simpósio de Ciências da UNESP Dracena. V Encontro de Zootecnia Unesp Dracena DIFERE TES ALIME TOS O CRESCIME TO I ICIAL DO ACARÁ- BA DEIRA (Pterophyllum scalare). DADOS PRELIMI ARES DIFFERE T FEEDS O I ITIAL GROWTH OF A GELFISH (PTEROPHYLLUM SCALARE). I ITIAL DATA. Elane Cristine

Leia mais

CULTIVO DA TILÁPIA DO NILO EM TANQUES-REDE CIRCULARES E QUADRANGULARES EM DUAS DENSIDADES DE ESTOCAGEM

CULTIVO DA TILÁPIA DO NILO EM TANQUES-REDE CIRCULARES E QUADRANGULARES EM DUAS DENSIDADES DE ESTOCAGEM Original Article 805 CULTIVO DA TILÁPIA DO NILO EM TANQUES-REDE CIRCULARES E QUADRANGULARES EM DUAS DENSIDADES DE ESTOCAGEM CULTURE OF NILE TILAPIA IN CIRCULARS AND SQUARES NET CAGES IN TWO STOCKING DENSITIES

Leia mais

Qualidade da Água para a Aquicultura

Qualidade da Água para a Aquicultura Qualidade da Água para a Aquicultura Perila Maciel Rebouças Mestranda em Engenharia Agrícola UFC Engenharia de Sistemas Agrícolas - Ambiência Agrícola (Piscicultura) 11/01/2013 Definições Aqui = água e

Leia mais

ENGORDA DE LAMBARIS, DO RABO VERMELHO E AMARELO, EM DOIS DIFERENTES SISTEMAS DE CULTIVO 1

ENGORDA DE LAMBARIS, DO RABO VERMELHO E AMARELO, EM DOIS DIFERENTES SISTEMAS DE CULTIVO 1 ENGORDA DE LAMBARIS, DO RABO VERMELHO E AMARELO, EM DOIS DIFERENTES SISTEMAS DE CULTIVO 1 Meliza Mercedes Uller Antunes 2 ; Karen da Cruz Hartman 3 ; Luis Sérgio Moreira 4 ; Adolfo Jatobá 5 INTRODUÇÃO

Leia mais

Avaliação do desempenho de alevinos de piavuçú (Leporinus macrocephalus) alimentados com dietas contendo diferentes níveis de energia e proteína

Avaliação do desempenho de alevinos de piavuçú (Leporinus macrocephalus) alimentados com dietas contendo diferentes níveis de energia e proteína Avaliação do desempenho de alevinos de piavuçú (Leporinus macrocephalus) alimentados com dietas contendo diferentes níveis de energia e proteína Wilson Rogério Boscolo 1, Aldi Feiden 2, Jakeline Marcela

Leia mais

PRODUÇÃO DE TILÁPIAS EM TANQUES-REDE EM POLICULTIVO COM CAMARÕES DA MALÁSIA LIVRES EM VIVEIRO ESCAVADO

PRODUÇÃO DE TILÁPIAS EM TANQUES-REDE EM POLICULTIVO COM CAMARÕES DA MALÁSIA LIVRES EM VIVEIRO ESCAVADO PRODUÇÃO DE TILÁPIAS EM TANQUES-REDE EM POLICULTIVO COM CAMARÕES DA MALÁSIA LIVRES EM VIVEIRO ESCAVADO Cleide Schmidt Romeiro Mainardes Pinto PqC do Polo Regional Vale do Paraíba/APTA cleideshmidt@apta.sp.gov.br

Leia mais

Zootecnista, Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA), Registro, SP - Brasil, [e]

Zootecnista, Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA), Registro, SP - Brasil,   [e] ISSN 0103-989X Licenciado sob uma Licença Creative Commons QUALIDADE DA ÁGUA E DESEMPENHO PRODUTIVO DE JUVENIS DE TILÁPIA-DO-NILO EM VIVEIROS, UTILIZANDO-SE TRÊS SISTEMAS DE ALIMENTAÇÃO TÍTULO Water quality

Leia mais

ESTUDO DA FREQÜÊNCIA ALIMENTAR DO PIRARUCU, Arapaima gigas (CUVIER, 1829)

ESTUDO DA FREQÜÊNCIA ALIMENTAR DO PIRARUCU, Arapaima gigas (CUVIER, 1829) UNIVERSIDADE DO AMAZONAS Faculdade de Ciências da Saúde Programa de Pós-Graduação em Ciência de Alimentos ESTUDO DA FREQÜÊNCIA ALIMENTAR DO PIRARUCU, Arapaima gigas (CUVIER, 1829) André Lima Gandra Dissertação

Leia mais

Sub-projeto: Alternativas para alimentação de peixes da Amazônia: uso de subprodutos agroflorestais e resíduos de pescado.

Sub-projeto: Alternativas para alimentação de peixes da Amazônia: uso de subprodutos agroflorestais e resíduos de pescado. Rede: Conservação e Manejo de Espécies de Peixes de Água Doce da Amazônia. Sub-projeto: Alternativas para alimentação de peixes da Amazônia: uso de subprodutos agroflorestais e resíduos de pescado. Instituição:

Leia mais

PISCICULTURA PARA MULHERES EM COMUNIDADE RURAL DO MUNICÍPIO DE AREIA/PB

PISCICULTURA PARA MULHERES EM COMUNIDADE RURAL DO MUNICÍPIO DE AREIA/PB PISCICULTURA PARA MULHERES EM COMUNIDADE RURAL DO MUNICÍPIO DE AREIA/PB SANTOS, Adriano Prazeres dos ¹ RODRIGUES, Marcelo Luis² Centro de Ciências Agrárias/Departamento de Zootecnia/ PROBEX RESUMO Esta

Leia mais

Análise da condutividade elétrica e do ph em água salobra no cultivo de tilápias

Análise da condutividade elétrica e do ph em água salobra no cultivo de tilápias 423 Análise da condutividade elétrica e do ph em água salobra no cultivo de tilápias Análise da condutividade elétrica e do ph em água salobra no cultivo de tilápias Electrical conductivity and ph range

Leia mais

INSTITUIÇÃO: Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul

INSTITUIÇÃO: Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul TITULO: Manejo de tanques de piscicultura AUTOR: Ulisses Simon da Silveira alephsimon@hotmail.com INSTITUIÇÃO: Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul ÁREA TEMÁTICA: Tecnologia OBJETIVOS: Instruir

Leia mais

CRIAÇÃO DE BIJUPIRÁ EM SISTEMA DE RECIRCULAÇÃO DE ÁGUA

CRIAÇÃO DE BIJUPIRÁ EM SISTEMA DE RECIRCULAÇÃO DE ÁGUA CRIAÇÃO DE BIJUPIRÁ EM SISTEMA DE RECIRCULAÇÃO DE ÁGUA Luís André Sampaio Universidade Federal do Rio Grande - FURG Instituto de Oceanografia Laboratório de Piscicultura Estuarina e Marinha sampaio@mikrus.com.br

Leia mais

Comunicado Técnico 07

Comunicado Técnico 07 Comunicado Técnico 07 ISSN 2177-854X Agosto. 2010 Uberaba - MG Produção de Tilápias em Tanques-Rede Instruções Técnicas Responsáveis: Gisele Cristina Fávero E-mail: giselefav82@yahoo.com.br Mestre em Zootecnia;

Leia mais

ANÁLISE BAYESIANA PARA AVALIAR O DESEMPENHO DE LARVAS DE TILÁPIA-DO-NILO, SUPLEMENTADAS COM ALL-G-RICH E AQUATE FISH

ANÁLISE BAYESIANA PARA AVALIAR O DESEMPENHO DE LARVAS DE TILÁPIA-DO-NILO, SUPLEMENTADAS COM ALL-G-RICH E AQUATE FISH ANÁLISE BAYESIANA PARA AVALIAR O DESEMPENHO DE LARVAS DE TILÁPIA-DO-NILO, SUPLEMENTADAS COM ALL-G-RICH E AQUATE FISH Jailton da Silva Bezerra Júnior 1, Hanner Mahmud Karim 1, André Luiz Seccatto Garcia

Leia mais

Restrição alimentar no desempenho produtivo da tilápia (Oreochromis niloticus)

Restrição alimentar no desempenho produtivo da tilápia (Oreochromis niloticus) Artigo Restrição alimentar no desempenho produtivo da tilápia (Oreochromis niloticus) Luis Ricardo Romero Arauco¹*, Vyvian Bezerra Costa² ¹Universidade Federal do Piaui, Bom Jesus, Brasil ²Universidade

Leia mais

Construção e M anejo de Tanques em Piscicultura. Z ootec. M S c. Daniel M ontagner

Construção e M anejo de Tanques em Piscicultura. Z ootec. M S c. Daniel M ontagner Construção e M anejo de Tanques em Piscicultura Z ootec. M S c. Daniel M ontagner Principais f atores determinantes Planejamento: ações e etapas de implantação do empreendimento. Avaliação e seleção das

Leia mais

Produção em tanques-rede em Represa Rural. Célia M. D. Frascá-Scorvo João D. Scorvo Filho APTA REGIONAL-Pólo Leste Paulista

Produção em tanques-rede em Represa Rural. Célia M. D. Frascá-Scorvo João D. Scorvo Filho APTA REGIONAL-Pólo Leste Paulista Produção em tanques-rede em Represa Rural Célia M. D. Frascá-Scorvo João D. Scorvo Filho APTA REGIONAL-Pólo Leste Paulista VANTAGENS Menor custo de implantação Ocupação de áreas já existentes na propriedade

Leia mais

Cultivo misto de camarão e tilápia: oportunidades, benefícios e desafios. Fernando Kubitza Acqua Imagem

Cultivo misto de camarão e tilápia: oportunidades, benefícios e desafios. Fernando Kubitza Acqua Imagem Cultivo misto de camarão e tilápia: oportunidades, benefícios e desafios. Fernando Kubitza Acqua Imagem Disponibilidade de água doce na maior parte do Nordeste está limitada aos grandes açudes / reservatórios.

Leia mais

COMPORTAMENTO ALIMENTAR DO MATRINXÃ (Brycon cephalus) NO PERÍODO DE TEMPERATURAS MAIS BAIXAS

COMPORTAMENTO ALIMENTAR DO MATRINXÃ (Brycon cephalus) NO PERÍODO DE TEMPERATURAS MAIS BAIXAS Boletim do Instituto de Pesca, São Paulo, 27 (1): 1-5, 2001 COMPORTAMENTO ALIMENTAR DO MATRINXÃ (Brycon cephalus) NO PERÍODO DE TEMPERATURAS MAIS BAIXAS [Feeding behavior of matrinxã (Brycon cephalus)

Leia mais

ICarga Horária Semanal: Teóricas: 02, Práticas: 02, Estágio:., Total: 04.

ICarga Horária Semanal: Teóricas: 02, Práticas: 02, Estágio:., Total: 04. 1 PLANO DE ENSNO Ficha n 1 (permanente) Departamento: Zootecnia. ' Setor: Ciências Agrárias. Disciplina: Maricultura. Código: AZ026. Natureza: Semestral. Número de Créditos: 03., Carga Horária Semanal:

Leia mais

QUALIDADE DAS ÁGUAS EM PARQUES AQUÍCOLAS. Dra. Rachel Magalhães Santeiro INCISA Instituto Superior de Ciências da Saúde

QUALIDADE DAS ÁGUAS EM PARQUES AQUÍCOLAS. Dra. Rachel Magalhães Santeiro INCISA Instituto Superior de Ciências da Saúde QUALIDADE DAS ÁGUAS EM PARQUES AQUÍCOLAS Dra. Rachel Magalhães Santeiro INCISA Instituto Superior de Ciências da Saúde Desenvolvimento da aqüicultura estudos limnológicos manejo para manutenção de alta

Leia mais

Piscicultores e demais agentes da cadeia produtiva discutem os custos de produção da tilápia em Morada Nova de Minas

Piscicultores e demais agentes da cadeia produtiva discutem os custos de produção da tilápia em Morada Nova de Minas Edição 21 2016 Piscicultores e demais agentes da cadeia produtiva discutem os custos de produção da tilápia em Morada Nova de Minas No dia 01 de abril de 2016, em Morada Nova de Minas, região central de

Leia mais

Sistemas de Produção de peixe. Eduardo Gianini Abimorad Centro Avançado do Pescado Continental Instituto de Pesca

Sistemas de Produção de peixe. Eduardo Gianini Abimorad Centro Avançado do Pescado Continental Instituto de Pesca Sistemas de Produção de peixe Eduardo Gianini Abimorad Centro Avançado do Pescado Continental Instituto de Pesca Extensivo Produção: Até 2000 kg/ha/ano Técnicas e insumos usados * Sem uso de fertilizante

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DE JUVENIS DE CAMARÃO MACROBRACHIUM ROSENBERGII UTILIZANDO DIFERENTES INCLUSÕES DE ALHO ALLIUM SATIVUM NA ALIMENTAÇÃO

DESENVOLVIMENTO DE JUVENIS DE CAMARÃO MACROBRACHIUM ROSENBERGII UTILIZANDO DIFERENTES INCLUSÕES DE ALHO ALLIUM SATIVUM NA ALIMENTAÇÃO DESENVOLVIMENTO DE JUVENIS DE CAMARÃO MACROBRACHIUM ROSENBERGII UTILIZANDO DIFERENTES INCLUSÕES DE ALHO ALLIUM SATIVUM NA ALIMENTAÇÃO RUBENS ADRIANO DRZINDZIK¹*, MARILIA PASSARIN 1, SILVIA ROMÃO², LUIZA

Leia mais

Aeração e Aquicultura Peixes e Camarões

Aeração e Aquicultura Peixes e Camarões Aeração e Aquicultura Peixes e Camarões Ar Difuso Apostila 4: Aeração em Tanques Rede e Pequenos Tanque de Cultivo Intensivo Apostila 1: Teoria de Aeração Apostila 2: Desestratificação e Aeração de Lagos

Leia mais

Capa PRODUÇÃO DE CAMARÕES DE ÁGUA DOCE NO ESTADO DE SÃO PAULO

Capa PRODUÇÃO DE CAMARÕES DE ÁGUA DOCE NO ESTADO DE SÃO PAULO PRODUÇÃO DE CAMARÕES DE ÁGUA DOCE NO ESTADO DE SÃO PAULO 4º Workshop do Grupo de Trabalho em Camarão de Água Doce - GTCAD helenicebarros@pesca.sp.gov.br Centro de Pesquisa do Pescado Continental Instituto

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA UFSC- CAMPUS CURITIBANOS LUÍZ FERNANDO ZORTÉA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA UFSC- CAMPUS CURITIBANOS LUÍZ FERNANDO ZORTÉA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA UFSC- CAMPUS CURITIBANOS LUÍZ FERNANDO ZORTÉA PRODUÇÃO INTENSIVA DE TILÁPIAS (OREOCHROMIS NILOTICUS), INTEGRADA AO CULTIVO HIDROPÔNICO DE ALFACE (LACTUNA SATIVA).

Leia mais

AGÊNCIA PAULISTA DE TECNOLOGIA DOS AGRONEGÓCIOS ESTAÇÃO EXPERIMENTAL DE SALMONICULTURA

AGÊNCIA PAULISTA DE TECNOLOGIA DOS AGRONEGÓCIOS ESTAÇÃO EXPERIMENTAL DE SALMONICULTURA AGÊNCIA PAULISTA DE TECNOLOGIA DOS AGRONEGÓCIOS ESTAÇÃO EXPERIMENTAL DE SALMONICULTURA Dr ASCÂNIO DE FARIA Unidade de Pesquisa e Desenvolvimento de Campos do Jordão SP PARA SE CRIAR TRUTA ARCO-ÍRIS é fundamental

Leia mais

Piscicultores e demais agentes da cadeia produtiva discutem os custos de produção da tilápia em Felixlândia

Piscicultores e demais agentes da cadeia produtiva discutem os custos de produção da tilápia em Felixlândia Edição 20 2016 Piscicultores e demais agentes da cadeia produtiva discutem os custos de produção da tilápia em Felixlândia No dia 31 de março de 2016, em Felixlândia, região central do estado de Minas

Leia mais

NOTAS CIENTÍFICAS. Uso de alimento vivo como dieta inicial no treinamento alimentar de juvenis de pirarucu (1)

NOTAS CIENTÍFICAS. Uso de alimento vivo como dieta inicial no treinamento alimentar de juvenis de pirarucu (1) Uso de alimento vivo como dieta inicial 1011 NOTAS CIENTÍFICAS Uso de alimento vivo como dieta inicial no treinamento alimentar de juvenis de pirarucu (1) Bruno Adan Sagratzki Cavero (2), Daniel Rabello

Leia mais

DESEMPENHO DE JUVENIS DE PINTADO (Pseudoplatystoma coruscans) ALIMENTADOS COM TRÊS DIFERENTES DIETAS

DESEMPENHO DE JUVENIS DE PINTADO (Pseudoplatystoma coruscans) ALIMENTADOS COM TRÊS DIFERENTES DIETAS DESEMPENHO DE JUVENIS DE PINTADO (Pseudoplatystoma coruscans) ALIMENTADOS COM TRÊS DIFERENTES DIETAS Performance of pintado juveniles (Pseudoplatystoma coruscans) fed with three different diets Munir Francisco

Leia mais

ANÁLISE DE INVESTIMENTO EM PISCICULTURA ATRAVÉS DA PRODUÇÃO DE TILÁPIA DO NILO EM TANQUES-REDE

ANÁLISE DE INVESTIMENTO EM PISCICULTURA ATRAVÉS DA PRODUÇÃO DE TILÁPIA DO NILO EM TANQUES-REDE ANÁLISE DE INVESTIMENTO EM PISCICULTURA ATRAVÉS DA PRODUÇÃO DE TILÁPIA DO NILO EM TANQUES-REDE Ana Carolina Furlan Gouveia 1, Danilo Simões 2 1 Discente. Curso de Tecnologia em Agronegócio. Faculdade de

Leia mais

MANEJO ADEQUADO DA TILÁPIA DO NILO EM AÇUDE PARA MANTER A QUALIDADE DA ÁGUA DO MANANCIAL

MANEJO ADEQUADO DA TILÁPIA DO NILO EM AÇUDE PARA MANTER A QUALIDADE DA ÁGUA DO MANANCIAL MANEJO ADEQUADO DA TILÁPIA DO NILO EM AÇUDE PARA MANTER A QUALIDADE DA ÁGUA DO MANANCIAL Daniele Ferreira de Melo 1, Rafaela Felix Basílio Guimarães 2, Rayssa Gabriella Cardoso Mélo 3, Marcia Cristina

Leia mais

Níveis de nitrogênio e fósforo na água de tanques de cultivo de tilápia vermelha submetidas a diferentes manejos alimentares

Níveis de nitrogênio e fósforo na água de tanques de cultivo de tilápia vermelha submetidas a diferentes manejos alimentares Acta Scientiarum 22(2):485-489, 2. ISSN 1415-6814. Níveis de nitrogênio e fósforo na água de tanques de cultivo de tilápia vermelha submetidas a diferentes manejos alimentares Ana Eliza Baccarin*, Célia

Leia mais

Piscicultura. Piscicultura

Piscicultura. Piscicultura 1 de 5 10/17/aaaa 08:38 Nome Produto Informação Tecnológica Data Maio - 2000 Preço - Linha Informações resumidas Resenha sobre a Criação de Peixes José Eduardo Aracena Rasguido Med Vet Autor(es) João Ricardo

Leia mais

Comprimento de cocho para novilhas leiteiras

Comprimento de cocho para novilhas leiteiras Comprimento de cocho para novilhas leiteiras Por Carla Maris Bittar 1 e Vanessa Pillon dos Santos 2 A manutenção do adequado desempenho de lotes de novilhas, assim como o desempenho individual de cada

Leia mais

INDICADORES ZOOTÉCNICOS E ECONÔMICOS DA TILAPICULTURA EM TANQUES-REDE DE DIFERENTES DIMENSÕES

INDICADORES ZOOTÉCNICOS E ECONÔMICOS DA TILAPICULTURA EM TANQUES-REDE DE DIFERENTES DIMENSÕES INDICADORES ZOOTÉCNICOS E ECONÔMICOS DA TILAPICULTURA EM TANQUES-REDE DE DIFERENTES DIMENSÕES Alex Frederico de NOVAES 1 ; Gener Tadeu PEREIRA 2 ; Maria Inez Espagnoli Geraldo MARTINS 3 RESUMO Objetivou-se,

Leia mais

Piscicultores e demais agentes da cadeia produtiva discutem os custos de produção da tilápia em Riolândia - SP

Piscicultores e demais agentes da cadeia produtiva discutem os custos de produção da tilápia em Riolândia - SP Edição 25 2016 Piscicultores e demais agentes da cadeia produtiva discutem os custos de produção da tilápia em Riolândia - SP No dia 26 de julho de 2016, em Riolândia, região noroeste do estado de São

Leia mais

CULTIVO DE PEIXES EM TANQUES-REDE E IMPACTOS AMBIENTAIS

CULTIVO DE PEIXES EM TANQUES-REDE E IMPACTOS AMBIENTAIS CULTIVO DE PEIXES EM TANQUES-REDE E IMPACTOS AMBIENTAIS Evoy Zaniboni Filho Alex Pires de Oliveira Nuñer Renata Maria Guereschi Samara Hermes-Silva Universidade Federal de Santa Catarina Produção mundial

Leia mais

AVALIAÇÃO DO CONSUMO E PESO DE BEZERROS DA RAÇA GIROLANDO ALIMENTADOS COM CONCENTRADO FARELADO OU PELETIZADO DURANTE A FASE DE ALEITAMENTO

AVALIAÇÃO DO CONSUMO E PESO DE BEZERROS DA RAÇA GIROLANDO ALIMENTADOS COM CONCENTRADO FARELADO OU PELETIZADO DURANTE A FASE DE ALEITAMENTO AVALIAÇÃO DO CONSUMO E PESO DE BEZERROS DA RAÇA GIROLANDO ALIMENTADOS COM CONCENTRADO FARELADO OU PELETIZADO DURANTE A FASE DE ALEITAMENTO FERREIRA, F.O.B. 1 ; BARBOSA, K.A. 1 ; SENE, G.A. 1 ; JAYME, D.G.

Leia mais

PROJETO BIJUPIRÁ BAHIA. (Rachycentron canadum)

PROJETO BIJUPIRÁ BAHIA. (Rachycentron canadum) PROJETO BIJUPIRÁ BAHIA (Rachycentron canadum) PANORAMA GERAL SOBRE A BAHIA PESCA Empresa vinculada à Secretaria de Agricultura, Irrigação e Reforma Agrária da Bahia que tem a finalidade de fomentar a aqüicultura

Leia mais

Avaliação econômica da produção de tilápia (Oreochromis niloticus) em sistema raceway

Avaliação econômica da produção de tilápia (Oreochromis niloticus) em sistema raceway Avaliação econômica da produção de tilápia (Oreochromis niloticus) em sistema raceway Paulo César Silva 1 *, Sérgio do Nascimento Kronka 2, Lúcia Helena Sipaúba Tavares 3, Renato Pinto da Silva Júnior

Leia mais

Ambiente e biorremediação de efluentes da aquicultura

Ambiente e biorremediação de efluentes da aquicultura meio ambiente Wetlands Ambiente e biorremediação de efluentes da aquicultura Antonio Fernando Monteiro Camargo e Matheus Nicolino Peixoto Henares* Matheus N. P. Henares Tanque com aguapé (Eichhornia crassipes);

Leia mais

Cultivo de tilápias do Nilo (Oreochromis niloticus) na fase de terminação em tanque escavado

Cultivo de tilápias do Nilo (Oreochromis niloticus) na fase de terminação em tanque escavado Cultivo de tilápias do Nilo (Oreochromis niloticus) na fase de terminação em tanque escavado Tilapicultura, cultivo, qualidade de água, produtividade, rendimento. Revista Eletrônica Lucas Wachholz 1 Jonas

Leia mais

PRODUÇÃO DE PEIXES ORNAMENTAIS EM SISTEMA DE RECIRCULAÇÃO DE ÁGUA.

PRODUÇÃO DE PEIXES ORNAMENTAIS EM SISTEMA DE RECIRCULAÇÃO DE ÁGUA. UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE (UFRN) UNIDADE ACADÊMICA ESPECIALIZADA EM CIÊNCIAS AGRÁRIAS CAMPUS DE MACAÍBA ESCOLA AGRÍCOLA DE JUNDIAÍ (EAJ) CURSO DE GRADUAÇÃO EM ZOOTECNIA PRODUÇÃO DE PEIXES

Leia mais

Freqüência de Arraçoamento para Alevinos de Lambari do Rabo-Amarelo (Astyanax bimaculatus)

Freqüência de Arraçoamento para Alevinos de Lambari do Rabo-Amarelo (Astyanax bimaculatus) Freqüência de Arraçoamento para Alevinos de Lambari do Rabo-Amarelo (Astyanax bimaculatus) Carmino Hayashi 1, Fábio Meurer 2, Wilson Rogério Boscolo 3, Carlos Henrique Figueiredo Lacerda 4, Lúcio César

Leia mais

Uso de Lactobacillus Plantarum na alevinagem de Tilápia do Nilo

Uso de Lactobacillus Plantarum na alevinagem de Tilápia do Nilo Uso de Lactobacillus Plantarum na alevinagem de Tilápia do Nilo Hartmann, Cristhian 1 ; Moreira, Luiz Sérgio 2 ; Jatobá, Adolfo 3 1,2,3 IFCatarinense, Araquari/SC INTRODUÇÃO A quantidade e qualidade de

Leia mais

Desenvolvimento de Alevinos de Trairão Alimentados com Dietas Artificiais em Tanques de Cultivo

Desenvolvimento de Alevinos de Trairão Alimentados com Dietas Artificiais em Tanques de Cultivo Rev. bras. zootec., 30(4):1159-1163, 2001 Desenvolvimento de Alevinos de Trairão Alimentados com Dietas Artificiais em Tanques de Cultivo Ronald Kennedy Luz 1, Ana Lúcia Salaro 2, Eduardo Ferri Souto 3,

Leia mais

Universidade Federal de Santa Catarina Departamento de Aquicultura LABNUTRI Nutrição de Espécies Aquícolas UFSC

Universidade Federal de Santa Catarina Departamento de Aquicultura LABNUTRI Nutrição de Espécies Aquícolas  UFSC Universidade Federal de Santa Catarina Departamento de Aquicultura LABNUTRI Nutrição de Espécies Aquícolas www.aqi.ufsc.br UFSC Tópicos a serem abordados Necessidade do conhecimento das exigências nutricionais

Leia mais

Performance Assessment of a UASB Reactor of an Industrial Wastewater Treatment Plant

Performance Assessment of a UASB Reactor of an Industrial Wastewater Treatment Plant Performance Assessment of a UASB Reactor of an Industrial Wastewater Treatment Plant Prof. Dr. Benedito Inácio da Silveira Universidade Federal do Pará Instituto de Tecnologia Objetivo Avaliar o desempenho

Leia mais

Evolução da piscicultura na região de Morada Nova de Minas

Evolução da piscicultura na região de Morada Nova de Minas Seminário de Iniciação Científica e Tecnológica, 9., 2012, Belo Horizonte Evolução da piscicultura na região de Morada Nova de Minas Barbara Veloso Drumond (1), Elizabeth Lomelino Cardoso (2), Vicente

Leia mais

CUSTO E RENTABILIDADE DA PRODUÇÃO DE TILÁPIA (OREOCHROMIS SPP.) EM TANQUE-REDE NO MÉDIO PARANAPANEMA, ESTADO DE SÃO PAULO, SAFRA 2004/2005

CUSTO E RENTABILIDADE DA PRODUÇÃO DE TILÁPIA (OREOCHROMIS SPP.) EM TANQUE-REDE NO MÉDIO PARANAPANEMA, ESTADO DE SÃO PAULO, SAFRA 2004/2005 CUSTO E RENTABILIDADE DA PRODUÇÃO DE TILÁPIA (OREOCHROMIS SPP.) EM TANQUE-REDE NO MÉDIO PARANAPANEMA, ESTADO DE SÃO PAULO, SAFRA 2004/2005 Fernanda de Paiva Badiz Furnaleto PqC do Pólo Regional do Médio

Leia mais

QUALIDADE DE ÁGUA: PRÁTICAS DESEMPENHADAS NO ESTÁGIO QUE SERIAM FUNDAMENTAIS PARA A SOCIEDADE; CADEIA PRODUTIVA OU PRODUTORES Apresentação: Pôster

QUALIDADE DE ÁGUA: PRÁTICAS DESEMPENHADAS NO ESTÁGIO QUE SERIAM FUNDAMENTAIS PARA A SOCIEDADE; CADEIA PRODUTIVA OU PRODUTORES Apresentação: Pôster QUALIDADE DE ÁGUA: PRÁTICAS DESEMPENHADAS NO ESTÁGIO QUE SERIAM FUNDAMENTAIS PARA A SOCIEDADE; CADEIA PRODUTIVA OU PRODUTORES Apresentação: Pôster Jeórgia Milena Alves Tavares 1, Márcia Dantas dos Santos

Leia mais

PISCICULTURA EM COMUNIDADE REMANESCENTE DE QUILOMBO: um estudo de caso 1

PISCICULTURA EM COMUNIDADE REMANESCENTE DE QUILOMBO: um estudo de caso 1 PISCICULTURA EM COMUNIDADE REMANESCENTE DE QUILOMBO: um estudo de caso 1 Ana Eliza Baccarin 2 Antonio Fernando Gervásio Leonardo 3 Leonardo Tachibana 4 Camila Fernandes Correia 5 1 - INTRODUÇÃO 12 3 4

Leia mais

densidade de estocagem na Alevinagem de

densidade de estocagem na Alevinagem de densidade de estocagem na alevinagem de tilápia-do-nilo em tanque-rede 471 PRODUÇÃO ANIMAL DOI:10.5216/cab.v11i3.1472 densidade de estocagem na Alevinagem de tilápia-do-nilo em TANQUE-REDE He n r i q u

Leia mais

Conservação pós-colheita de pimentas da espécie Capsicum chinense

Conservação pós-colheita de pimentas da espécie Capsicum chinense 159.doc 19/5/yyyy 1 Conservação pós-colheita de pimentas da espécie Capsicum chinense com filme de PVC em duas temperaturas. Otávio Gravina 1 ; Gilmar P. Henz 2, Sabrina I. C. de Carvalho 2 1 UFV, Viçosa-MG;

Leia mais

23/11/2009 A LARVICULTURA E ALEVINAGEM DO BIJUPIRÁ

23/11/2009 A LARVICULTURA E ALEVINAGEM DO BIJUPIRÁ A LARVICULTURA E ALEVINAGEM DO BIJUPIRÁ O ciclo de produção de alevinos do Bijupirá tem início nos tanques de maturação, onde as fêmeas e os machos são mantidos em instalações adequadas e altamente controladas.

Leia mais

CALAGEM NA SUPERFÍCIE DO SOLO NO SISTEMA PLANTIO DIRETO EM CAMPO NATIVO. CIRO PETRERE Eng. Agr. (UEPG)

CALAGEM NA SUPERFÍCIE DO SOLO NO SISTEMA PLANTIO DIRETO EM CAMPO NATIVO. CIRO PETRERE Eng. Agr. (UEPG) CALAGEM NA SUPERFÍCIE DO SOLO NO SISTEMA PLANTIO DIRETO EM CAMPO NATIVO CIRO PETRERE Eng. Agr. (UEPG) CALAGEM NA SUPERFÍCIE DO SOLO NO SISTEMA PLANTIO DIRETO EM CAMPO NATIVO" Autor: Ciro Petrere Orientador:

Leia mais

CADEIA PRODUTIVA DO PIRARUCU. Diagnóstico, produção, industrialização e comercialização

CADEIA PRODUTIVA DO PIRARUCU. Diagnóstico, produção, industrialização e comercialização CADEIA PRODUTIVA DO PIRARUCU Diagnóstico, produção, industrialização e comercialização CARACTERÍSTICAS DA ESPÉCIE RUSTICIDADE CARNE DE ALTA QUALIDADE COM BAIXO ÍNDICE DE GORDURA ATINGE 10 A 16 KG/ANO RESPIRAÇÃO

Leia mais

Aquicultura na Amazônia Ocidental

Aquicultura na Amazônia Ocidental INSTITUTO NACIONAL DE PESQUISAS DA AMAZÔNIA Nome do GP Aquicultura na Amazônia Ocidental Nome do Líder Elizabeth Gusmão Affonso (2015) Membros do GP Lígia Uribe Gonçalves, Dra. Pesquisadora (2013-2043).

Leia mais

1. Matriz Curricular do Curso de Aquicultura

1. Matriz Curricular do Curso de Aquicultura 1. Matriz Curricular do Curso de Aquicultura O presente projeto de formação do Profissional Técnico de Nível Médio em Aquicultura, implica em organização curricular de acordo com as Resoluções CNE/CEB

Leia mais

Biomassa sustentável de juvenis de pirarucu em tanques-rede de pequeno volume (1)

Biomassa sustentável de juvenis de pirarucu em tanques-rede de pequeno volume (1) Biomassa sustentável de juvenis de pirarucu 723 Biomassa sustentável de juvenis de pirarucu em tanques-rede de pequeno volume (1) Bruno Adan Sagratzki Cavero (2), Manoel Pereira-Filho (2), Rodrigo Roubach

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DA PISCICULTURA FAMILIAR COMO ATIVIDADE SUSTENTÁVEL EM UMA COMUNIDADE DE PESCADORES ARTESANAIS

DESENVOLVIMENTO DA PISCICULTURA FAMILIAR COMO ATIVIDADE SUSTENTÁVEL EM UMA COMUNIDADE DE PESCADORES ARTESANAIS DESENVOLVIMENTO DA PISCICULTURA FAMILIAR COMO ATIVIDADE SUSTENTÁVEL EM UMA COMUNIDADE DE PESCADORES ARTESANAIS FIALHO (1), Lázaro da Cruz Ribeiro PRAXEDES (2), Rayssa Cristine Gomes SANTOS (3), Danilo

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL FACULDADE DE MEDICINA VETERINÁRIA TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL FACULDADE DE MEDICINA VETERINÁRIA TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL FACULDADE DE MEDICINA VETERINÁRIA TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO CULTIVO DE TILÁPIA DO NILO (Oreochromis niloticus) EM SISTEMA DE RECIRCULAÇÃO SEM LIBERAÇÃO DE

Leia mais

Áreas de Atuação do Engenheiro de Pesca

Áreas de Atuação do Engenheiro de Pesca Universidade Estadual do Oeste do Paraná Centro de Engenharias e Ciências Exatas Curso de Engenharia de Pesca Áreas de Atuação do Engenheiro de Pesca Avaliação dos Recursos Pesqueiros e Impacto Ambiental

Leia mais

MILHO PARA SILAGEM E SEU EFEITO SOBRE O MANEJO DO SOLO. Dr. Rodrigo Pizzani

MILHO PARA SILAGEM E SEU EFEITO SOBRE O MANEJO DO SOLO. Dr. Rodrigo Pizzani MILHO PARA SILAGEM E SEU EFEITO SOBRE O MANEJO DO SOLO Dr. Rodrigo Pizzani Cenário atual: desafios para agricultura Alimentar 9 bilhões de pessoas em 2050 Contornar problemas: Fatores-chaves para atingir

Leia mais

EFICIÊNCIA DE INSETICIDAS, EM TRATAMENTO DE SEMENTES, NO CONTROLE DO PULGÃO Aphis gossypii (HOMOPTERA: APHIDIDAE) NA CULTURA DO ALGODOEIRO

EFICIÊNCIA DE INSETICIDAS, EM TRATAMENTO DE SEMENTES, NO CONTROLE DO PULGÃO Aphis gossypii (HOMOPTERA: APHIDIDAE) NA CULTURA DO ALGODOEIRO EFICIÊNCIA DE INSETICIDAS, EM TRATAMENTO DE SEMENTES, NO CONTROLE DO PULGÃO Aphis gossypii (HOMOPTERA: APHIDIDAE) NA CULTURA DO ALGODOEIRO Crébio José Ávila (Embrapa Agropecuária Oeste / crebio@cpao.embrapa.br),

Leia mais

Nutrição de Poedeiras

Nutrição de Poedeiras Nutrição de Poedeiras Edney Silva Zootecnista Nutrição de Poedeiras Breve introdução Modelos utilizados na tabela brasileira Utilização de software Objetivo Programa Alimentar 0-6 semanas 7-12 e 13 a 18

Leia mais

EFEITO DE DIFERENTES REVESTIMENTOS SOBRE A QUALIDADE DE OVOS DE POEDEIRAS COMERCIAIS ARMAZENADOS SOB REFRIGERAÇÃO POR 28 DIAS

EFEITO DE DIFERENTES REVESTIMENTOS SOBRE A QUALIDADE DE OVOS DE POEDEIRAS COMERCIAIS ARMAZENADOS SOB REFRIGERAÇÃO POR 28 DIAS EFEITO DE DIFERENTES REVESTIMENTOS SOBRE A QUALIDADE DE OVOS DE POEDEIRAS COMERCIAIS ARMAZENADOS SOB REFRIGERAÇÃO POR 28 DIAS Gislaine Paganucci Alves¹; Cinthia Eyng²; Valdiney Cambuy Siqueira²; Rodrigo

Leia mais

CUSTO DE PRODUÇÃO DE TOURINHOS NELORE ALIMENTADOS COM DIETAS À BASE DE FUBÁ OU MILHO DESINTEGRADO COM PALHA E SABUGO (MDPS) Introdução

CUSTO DE PRODUÇÃO DE TOURINHOS NELORE ALIMENTADOS COM DIETAS À BASE DE FUBÁ OU MILHO DESINTEGRADO COM PALHA E SABUGO (MDPS) Introdução 137 CUSTO DE PRODUÇÃO DE TOURINHOS NELORE ALIMENTADOS COM DIETAS À BASE DE FUBÁ OU MILHO DESINTEGRADO COM PALHA E SABUGO (MDPS) Rivânia Ferreira Moreira¹, Daniene Aparecida Pereira 2, Marco Túlio Lopes

Leia mais

Desempenho zootécnico de tilápia do Nilo, Oreochromis niloticus, em tanques-rede, com diferentes rações comerciais 1

Desempenho zootécnico de tilápia do Nilo, Oreochromis niloticus, em tanques-rede, com diferentes rações comerciais 1 Rev. Ciênc. Agron., Fortaleza, v. 40, n. 3, p. 388-395, jul-set, 2009 Centro de Ciências Agrárias - Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, CE www.ccarevista.ufc.br ISSN 1806-6690 Desempenho zootécnico

Leia mais

TAXA DE ARRAÇOAMENTO DO Astyanax bimaculatus

TAXA DE ARRAÇOAMENTO DO Astyanax bimaculatus TAXA DE ARRAÇOAMENTO DO Astyanax bimaculatus Cristhian Roberto Hartmann¹, Anderson Sloboda 1, Álvaro Célio Grocholski 1, Luiz Henrique da Silva 2, Moreira, Luiz Sérgio 3, Adolfo JATOBÁ 4. ¹Bolsista 170/2014

Leia mais

A Competitividade da Aquicultura Brasileira. São Paulo, 30 de Maio de 2011

A Competitividade da Aquicultura Brasileira. São Paulo, 30 de Maio de 2011 A Competitividade da Aquicultura Brasileira. São Paulo, 30 de Maio de 2011 Tito Livio Capobianco Jr. Presidente AB TILÁPIA Vice-Presidente SIPESP Sócio e Diretor Comercial GeneSeas Aquacultura 1 I. Panorama

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DA PISCICULTURA EM TANQUES-REDE Bahia Pesca

DESENVOLVIMENTO DA PISCICULTURA EM TANQUES-REDE Bahia Pesca DESENVOLVIMENTO DA PISCICULTURA EM TANQUES-REDE Bahia Pesca 1997-2005 DEMANDA DO GOVERNO DO ESTADO Elaborar um PROGRAMA com o objetivo de otimizar o uso dos recursos hídricos existentes no semi-árido.

Leia mais

Souza et. al. Rev. Bras. Eng. Pesca 5(1): 10-18, 2010 Artigo

Souza et. al. Rev. Bras. Eng. Pesca 5(1): 10-18, 2010 Artigo DESEMPENHO ZOOTÉCNICO DA TILÁPIA NILÓTICA LINHAGEM CHITRALADA SOB INFLUÊNCIA DA SALINIDADE Tayse Renara Pereira de SOUSA 1 ; Cândida Juliana Albertim SANTOS 1* ; Daniel Locatelli SANTOS 2 ; Augusto Cesar

Leia mais

PROPAGAÇÃO VEGETATIVA DE ABACATEIRO (Persea sp.), POR ESTAQUIA(1)

PROPAGAÇÃO VEGETATIVA DE ABACATEIRO (Persea sp.), POR ESTAQUIA(1) PROPAGAÇÃO VEGETATIVA DE ABACATEIRO (Persea sp.), POR ESTAQUIA(1) Samar Velho da Silveira(2) Paulo Vítor Dutra de Souza(3) Otto Carlos KoIler(4) (1) Estudo financiado pela FINEP. (2) Eng. Agr., aluno do

Leia mais

Desempenho de leitões em fase de creche alimentados com soro de leite.

Desempenho de leitões em fase de creche alimentados com soro de leite. VII Semana de Ciência e Tecnologia do IFMG campus Bambuí, VII Jornada Científica ou I Mostra de Extensão, 21 a 23 de outubro de 2014. Desempenho de leitões em fase de creche alimentados com soro de leite.

Leia mais

SUBSTITUIÇÃO DA FARINHA DE PEIXE POR FARINHA DE VÍSCERAS DE AVES NA ALIMENTAÇÃO DO PIAVUÇU Leporinus macrocephalus

SUBSTITUIÇÃO DA FARINHA DE PEIXE POR FARINHA DE VÍSCERAS DE AVES NA ALIMENTAÇÃO DO PIAVUÇU Leporinus macrocephalus DOI: 10.5216/cab.v14i3.18945 SUBSTITUIÇÃO DA FARINHA DE PEIXE POR FARINHA DE VÍSCERAS DE AVES NA ALIMENTAÇÃO DO PIAVUÇU Leporinus macrocephalus VOLNEI SCHWERTNER 1, ODAIR DIEMER 2, LETICIA HAYASHI HIGUCHI

Leia mais

VALENÇA, Roberta de Lima Aluno de Pós-Graduação em Zootecnia da Universidade Federal de Sergipe (UFS), , São Cristovão, SE, Brasil.

VALENÇA, Roberta de Lima Aluno de Pós-Graduação em Zootecnia da Universidade Federal de Sergipe (UFS), , São Cristovão, SE, Brasil. COMPORTAMENTO INGESTIVO DE OVINOS SANTA INÊS ALIMENTADOS COM DIETAS CONTENDO DIFERENTES NÍVEIS DE FARINHA DE RESÍDUO DE CAMARÃO EM SUBSTITUIÇÃO AO FARELO DE SOJA NOS PERÍODOS DIURNO E NOTURNO FEEDING BEHAVIOR

Leia mais

Produção de pimenta cumari em relação a incidência solar

Produção de pimenta cumari em relação a incidência solar Produção de pimenta cumari em relação a incidência solar Anderson I. F. Kobayashi, Denis M. Fernandes, Abílio J. Meiato, Gustavo Pedrazzi, Amalia Estela Mozambani Centro Universitário Moura Lacerda, Caixa

Leia mais

TÉCNICAS DE MANEJO DA ENGORDA DO

TÉCNICAS DE MANEJO DA ENGORDA DO TÉCNICAS DE MANEJO DA ENGORDA DO PIRARUCU João L. Campos Eng. Agrônomo, M. Sc. Aquicultura Brasília/DF, 09 de novembro de 2016 Projeto Estruturante Pirarucu da Amazônia Projeto de conhecimento e tecnologia

Leia mais

Nível de Arraçoamento para Alevinos de Lambari-do-Rabo-Amarelo (Astyanax bimaculatus)

Nível de Arraçoamento para Alevinos de Lambari-do-Rabo-Amarelo (Astyanax bimaculatus) Nível R. Bras. de Arraçoamento Zootec., v.34, para n.6, Alevinos p.1835-1840, de Lambari-do-Rabo-Amarelo 2005 (Astyanax bimaculatus) 1835 Nível de Arraçoamento para Alevinos de Lambari-do-Rabo-Amarelo

Leia mais

Fator de Conversão Alimentar 29,3% 29,3%

Fator de Conversão Alimentar 29,3% 29,3% NOÇÕES SOBRE A ELABORAÇÃO DE TABELAS DE ALIMENTAÇÃO PARA CAMARÕES MARINHOS Alberto J. P. Nunes, Ph.D. LABOMAR - Instituto de Ciências do Mar Universidade Federal do Ceará Avenida da Abolição, 3207 - Meireles

Leia mais

Cultivo da tilápia do Nilo Oreochromis niloticus em sistema de bioflocos com diferentes densidades de estocagem

Cultivo da tilápia do Nilo Oreochromis niloticus em sistema de bioflocos com diferentes densidades de estocagem Cultivo da tilápia do Nilo Oreochromis niloticus em sistema de bioflocos com diferentes densidades de estocagem Culture of the Nile tilapia Oreochromis niloticus in biofloc system with different stocking

Leia mais

Modelo de produção de peixes no Baixo São Francisco

Modelo de produção de peixes no Baixo São Francisco Modelo de produção de peixes no Baixo São Francisco Carlos Alberto da Silva Pesquisador Aqüicultura: Tema estratégico no CPATC Reunião de Planejamento da Pesquisa (2006=>2007) Inclusão de um nova área:

Leia mais

Efeito da fotossíntese na alcalinidade da água de cultivo da tilápia do Nilo 1

Efeito da fotossíntese na alcalinidade da água de cultivo da tilápia do Nilo 1 Revista Ciência Agronômica, v. 41, n. 1, p. 67-72, jan-mar, 2010 Centro de Ciências Agrárias - Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, CE www.ccarevista.ufc.br ISSN 1806-6690 Efeito da fotossíntese na

Leia mais

PRODUÇÃO DE ALFACE CRESPA EM AQUAPONIA UTILIZANDO DIFERENTES SUBSTRATOS

PRODUÇÃO DE ALFACE CRESPA EM AQUAPONIA UTILIZANDO DIFERENTES SUBSTRATOS PRODUÇÃO DE ALFACE CRESPA EM AQUAPONIA UTILIZANDO DIFERENTES SUBSTRATOS Luciano Oliveira GEISENHOFF¹; Rodrigo Aparecido JORDAN¹; Rodrigo Couto SANTOS¹; Luiz Paulo Pinto da SILVA²; Ricardo Rodrigues da

Leia mais

SAAE Serviço autônomo de Água e Esgoto. Sistemas de Tratamento de Esgoto

SAAE Serviço autônomo de Água e Esgoto. Sistemas de Tratamento de Esgoto SAAE Serviço autônomo de Água e Esgoto Sistemas de Tratamento de Esgoto Aracruz, junho de 2006 1 1. Tecnologias de tratamento O tratamento biológico é a forma mais eficiente de remoção da matéria orgânica

Leia mais

SORGO - UMA BOA ALTERNATIVA PARA REDUÇÃO DOS CUSTOS DE ALIMENTAÇÃO

SORGO - UMA BOA ALTERNATIVA PARA REDUÇÃO DOS CUSTOS DE ALIMENTAÇÃO Data: Junho/2001 SORGO - UMA BOA ALTERNATIVA PARA REDUÇÃO DOS CUSTOS DE ALIMENTAÇÃO Estamos iniciando a colheita de uma safra de Sorgo, que segundo estimativas deve girar ao redor de 1,350 a 1,500 milhões

Leia mais

Ganho de Peso de Coelhos de Diferentes Grupos Genéticos

Ganho de Peso de Coelhos de Diferentes Grupos Genéticos VI Semana de Ciência e Tecnologia IFMG - Campus Bambuí VI Jornada Científica 21 a 26 de outubro de 2013 Ganho de Peso de Coelhos de Diferentes Grupos Genéticos Felipe Evangelista PIMENTEL¹, Luiz Carlos

Leia mais

CARACTERIZAÇÃO DO EFLUENTE DE PROCESSAMENTO DE PESCADO E DESEMPENHO DA LAGOA ANAERÓBIA

CARACTERIZAÇÃO DO EFLUENTE DE PROCESSAMENTO DE PESCADO E DESEMPENHO DA LAGOA ANAERÓBIA CARACTERIZAÇÃO DO EFLUENTE DE PROCESSAMENTO DE PESCADO E DESEMPENHO DA LAGOA ANAERÓBIA Cosmann, N.J.* 1 ; Gomes, S. D. 2 ; Andrade, L. 3 ; Kummer, A.C.B. 3 1 Mestranda da UNIOESTE em Engenharia Agrícola,

Leia mais

CRIAÇÃO DE CAMARÕES DE ÁGUA DOCE. Wagner Cotroni Valenti

CRIAÇÃO DE CAMARÕES DE ÁGUA DOCE. Wagner Cotroni Valenti VALENTI, W. C. 2002. Criação de camarões de água doce. In: Congresso de Zootecnia, 12 o, Vila Real, Portugal, 2002, Vila Real: Associação Portuguesa dos Engenheiros Zootécnicos. Anais... p. 229-237. CRIAÇÃO

Leia mais

Optimização do cultivo monoclonal da anémona vidro Aiptasia pallida (Agassiz in Verril, 1864), com ênfase para a importância dos ácidos gordos

Optimização do cultivo monoclonal da anémona vidro Aiptasia pallida (Agassiz in Verril, 1864), com ênfase para a importância dos ácidos gordos UNIVERSIDADE DO ALGARVE FACULDADE DE CIÊNCIAS DO MAR E DO AMBIENTE Optimização do cultivo monoclonal da anémona vidro Aiptasia pallida (Agassiz in Verril, 1864), com ênfase para a importância dos ácidos

Leia mais

Qualidade da Água em Tanques de Girinos de Rã-Touro, Rana catesbeiana Shaw, 1802, Cultivados em Diferentes Densidades de Estocagem 1

Qualidade da Água em Tanques de Girinos de Rã-Touro, Rana catesbeiana Shaw, 1802, Cultivados em Diferentes Densidades de Estocagem 1 Rev. bras. zootec., 29(6):1903-1911, 2000 (Suplemento 1) Qualidade da Água em Tanques de Girinos de Rã-Touro, Rana catesbeiana Shaw, 1802, Cultivados em Diferentes Densidades de Estocagem 1 Josevane Carvalho

Leia mais

Crescimento e sobrevivência do catfish de canal (Ictalurus punctatus) e jundiá (Rhamdia sp) no outono inverno do Rio Grande do Sul

Crescimento e sobrevivência do catfish de canal (Ictalurus punctatus) e jundiá (Rhamdia sp) no outono inverno do Rio Grande do Sul Ciência Crescimento Rural, Santa e sobrevivência Maria, v35, n.4, do p.891-896, catfish de canal jul-ago, (Ictalurus 2005 punctatus) e jundiá (Rhamdia sp) no outono inverno... ISSN 0103-8478 891 Crescimento

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO ESCOLA DE ENGENHARIA DE LORENA CARLA CRISTINA ALMEIDA LOURES

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO ESCOLA DE ENGENHARIA DE LORENA CARLA CRISTINA ALMEIDA LOURES UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO ESCOLA DE ENGENHARIA DE LORENA CARLA CRISTINA ALMEIDA LOURES Estudo da Aplicação de UV/F ENTON (Fe 2+ /H 2 O 2 ) no Tratamento de Efluentes de Laticínio Lorena SP 2011 CARLA CRISTINA

Leia mais

RECRIA INICIAL DA TAMBATINGA Colossoma macropomun x Piaractus brachypomus EM DIFERENTES SISTEMAS DE CULTIVO

RECRIA INICIAL DA TAMBATINGA Colossoma macropomun x Piaractus brachypomus EM DIFERENTES SISTEMAS DE CULTIVO RECRIA INICIAL DA TAMBATINGA Colossoma macropomun x Piaractus brachypomus EM DIFERENTES SISTEMAS DE CULTIVO Deborah Mayara de Freitas Cerqueira 1 ; José Ivan Fonteles de Vasconcelos Filho 2, Maria Samara

Leia mais