iferença entre Compreender e Interpretar TEXTOS Prof. Deborah Costa

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "iferença entre Compreender e Interpretar TEXTOS Prof. Deborah Costa"

Transcrição

1 iferença entre Compreender e Interpretar TEXTOS Prof. Deborah Costa

2 Considerações iniciais Compreensão e interpretação de textos é um tema que, geralmente, está presente em todos os concursos públicos. O tempo, na prova, é muito curto, por isso é necessário trabalhar com dicas para não precisar reler o texto. Algumas questões com textos referem-se à análise grammatical, porém nesta apresentação abordaremos os aspectos para as questões de compreensão e interpretação de textos. Há como facilitar para não cair nas armadilhas e o primeiro passo é entender a principal diferença entre compreensão e interpretação.

3 PARA RESOLUÇÃO DAS QUESTÕES É muito comum a ocorrência de erros de na resolução de questões com textos, pois o candidato não leva em consideração o que está sendo solicitado no enunciado; Por exemplo existe uma diferença entre: O texto DIZ que... É possível DEDUZIR do texto que...

4 COMPREENSÃO A RESPOSTA ESTÁ DENTRO DO TEXTO: - INTELECÇÃO, ENTENDIMENTO, ATENÇÃO AO QUE REALMENTE ESTÁ ESCRITO. - TIPOS DE ENUNCIADOS: O texto DIZ que... O texto INFORMA que... É SUGERIDO pelo autor que... De acordo com o texto, é CORRETA ou ERRADA a afirmação... O autor/narrador AFIRMA/ DIZ que... Segundo o texto...

5 INTERPRETAÇÃO A RESPOSTA ESTÁ ALÉM DO TEXTO INTERPRETAR É CONCLUIR, DEDUZIR A PARTIR DOS DADOS COLETADOS. EXPLICAR, COMENTAR, JULGAR, TIRAR CONCLUSÕES, DEDUZIR. - TIPOS DE ENUNCIADOS: Através do texto, INFERE-SE/ DEPREENDE-SE que... É possível DEDUZIR que... O autor permite CONCLUIR que... O texto permite DEDUZIR que... Qual é a INTENÇÃO do autor ao afirmar que...

6 Ou seja Enquanto a compreensão de texto trabalha com as frases e ideias escritas no texto, ou seja, aspectos visíveis, a interpretação de textos trabalha com a subjetividade, com o SEU entendimento do texto.

7 Exemplo de QUESTÕES Texto: Pode dizer-se que a presença do negro representou sempre fator obrigatório no desenvolvimento dos latifúndios coloniais. Os antigos moradores da terra foram, eventualmente, prestimosos colaboradores da indústria extrativa, na caça, na pesca, em determinados ofícios mecânicos e na criação do gado. Dificilmente se acomodavam, porém, ao trabalho acurado e metódico que exige a exploração dos canaviais. Sua tendência espontânea era para as atividades menos sedentárias e que pudessem exercer-se sem regularidade forçada e sem vigilância e fiscalização de estranhos. (Sérgio Buarque de Holanda, in Raízes) - Infere-se do texto que os antigos moradores da terra eram: a) os portugueses. b) os negros. c) os índios. d) tanto os índios quanto aos negros. e) a miscigenação de portugueses e índios. RESPOSTA: apesar do autor não ter citado o nome ÍNDIOS, é possível concluir, inferior pelas características do texto, é um conhecimento que extrapola o texto.

8 Leia o texto para responder à questão a seguir. Quanto veneno tem nossa comida? Desde que os pesticidas sintéticos começaram a ser produzidos em larga escala, na década de 1940, há dúvidas sobre o perigo para a saúde humana. No campo, em contato direto com agrotóxicos, alguns trabalhadores rurais apresentaram intoxicações sérias. Para avaliar o risco de gente que apenas consome os alimentos, cientistas costumam fazer testes com ratos e cães, alimentados com doses altas desses venenos. A partir do resultado desses testes e da análise de alimentos in natura (para determinar o grau de resíduos do pesticida na comida), a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) estabelece os valores máximos de uso dos agrotóxicos para cada cultura. Esses valores têm sido desrespeitados, segundo as amostras da Anvisa. Alguns alimentos têm excesso de resíduos, outros têm resíduos de agrotóxicos que nem deveriam estar lá. Esses excessos, isoladamente, não são tão prejudiciais, porque em geral não ultrapassam os limites que o corpo humano aguenta. O maior problema é que eles se somam ninguém come apenas um tipo de alimento.(francine Lima, Revista Época, ) (CREMESP VUNESP) 40 - Com a leitura do texto, pode-se afirmar que: (A) segundo testes feitos em animais, os agrotóxicos causam intoxicações. (B) a produção em larga escala de pesticidas sintéticos tem ocasionado doenças incuráveis. (C) as pessoas que ingerem resíduos de agrotóxicos são mais propensas a terem doenças de estômago. (D) os resíduos de agrotóxicos nos alimentos podem causar danos ao organismo. (E) os cientistas descobriram que os alimentos in natura têm menos resíduos de agrotóxicos. RESPOSTA: D

9 Leia o texto para responder à questão a seguir. CORPO Na doença é que descobrimos que não vivemos sozinhos, mas sim encadeados a um ser de um reino diferente, de que nos separam abismos, que não nos conhece e pelo qual nos é impossível fazer-nos compreender: o nosso corpo. Qualquer assaltante que encontremos numa estrada, talvez consigamos torná-lo sensível ao seu interesse particular, senão à nossa desgraça. Mas pedir compaixão a nosso corpo é discorrer diante de um polvo, para quem as nossas palavras não podem ter mais sentido que o rumor das águas, e com o qual ficaríamos cheios de horror de ser obrigados a viver. (Proust) 373) Segundo o texto, o nosso corpo: a) tem plena consciência de viver encadeado a um ser diferente. b) conhece perfeitamente o outro ser a que está encadeado. c) é separado de nossa alma por um abismo intransponível. d) se torna conhecido pouco a pouco. e) só na doença é que tem sua existência reconhecida. RESPOSTA: Letra e A resposta está, bem nítida, nas duas primeiras linhas do texto, principalmente no trecho: Na doença é que descobrimos... Adiante aparece, na função de aposto da palavra ser, o vocábulo corpo. A letra c, que pode confundir alguns, é incorreta porque fala em abismo intransponível, quando o texto diz que estamos encadeados a ele.

10 Vamos treinar?? Baixe um documento que com várias questões de interpretação de textos e vamos praticar Nunca é demais lembrar que é a prática de exercícios que fixa o conhecimento e prepara o candidato para reconhecer as armadilhas preparadas pelas bancas organizadoras dos certames, pois muitas vezes conhecer determinado assunto não é suficiente para assimilar a forma como este conhecimento é cobrado nas provas.

Dicas para analisar, compreender e interpretar textos

Dicas para analisar, compreender e interpretar textos Dicas para analisar, compreender e interpretar textos É comum encontrarmos alunos se queixando de que não sabem interpretar textos. Muitos têm aversão a exercícios nessa categoria. Acham monótono, sem

Leia mais

Aula 1: Introdução à Química Ambiental

Aula 1: Introdução à Química Ambiental DISCIPLINA: QUÍMICA ANALÍTICA AMBIENTAL Aula 1: Introdução à Química Ambiental Prof a. Lilian Silva 2012 Análises químicas para fornecer informações relevantes sobre estudos ambientais ou para o monitoramento

Leia mais

Direitos da Criança. Comissão de Protecção de Crianças e Jovens de Vizela. Comissão de Protecção de Crianças e Jovens de Vizela 1

Direitos da Criança. Comissão de Protecção de Crianças e Jovens de Vizela. Comissão de Protecção de Crianças e Jovens de Vizela 1 Direitos da Criança Comissão de Protecção de Crianças e Jovens de Vizela Jovens de Vizela 1 Convenção Internacional dos Direitos das Crianças Jovens de Vizela 2 Artigo 1.º Todas as pessoas com menos de

Leia mais

Além disso, saber onde seus funcionários precisam melhorar vai ajudar e muito na criação de planos de desenvolvimento.

Além disso, saber onde seus funcionários precisam melhorar vai ajudar e muito na criação de planos de desenvolvimento. Este conteúdo faz parte da série: Avaliação de Desempenho Ver 3 posts dessa série O que é Quando o assunto é gestão de pessoas um dos tópicos mais importantes e falados é a avaliação de desempenho. Esse

Leia mais

ANEXO I. (Edital de Concurso Público nº 001.6/2016, de 21 de março de 2016) JULGAMENTO DOS RECURSOS INTERPOSTOS

ANEXO I. (Edital de Concurso Público nº 001.6/2016, de 21 de março de 2016) JULGAMENTO DOS RECURSOS INTERPOSTOS ANEXO I (Edital de Concurso Público nº 001.6/2016, de 21 de março de 2016) JULGAMENTO DOS RECURSOS INTERPOSTOS RECURSO QUANTO À QUESTÃO 11 PROFESSOR DE INGLÊS INDEFERIDO No recurso impetrado o candidato

Leia mais

6. Prova Objetiva. Assistente Financeiro. Aguarde a ordem do fiscal para abrir este caderno de questões.

6. Prova Objetiva. Assistente Financeiro. Aguarde a ordem do fiscal para abrir este caderno de questões. Concurso Público 6. Prova Objetiva Assistente Financeiro Você recebeu sua folha de respostas e este caderno contendo 50 questões objetivas. Confira seu nome e número de inscrição impressos na capa deste

Leia mais

Eco new farmers. Módulo 1 - Introdução á agricultura biológica. Sessão 3 Qualidade alimentar

Eco new farmers. Módulo 1 - Introdução á agricultura biológica. Sessão 3 Qualidade alimentar Eco new farmers Módulo 1 - Introdução á agricultura biológica Sessão 3 Qualidade alimentar Módulo 1 Introdução à agricultura biológica Sessão 3 Qualidade dos alimentos biológicos www.econewfarmers.eu 1.

Leia mais

O que é leitura fundamentalista?

O que é leitura fundamentalista? O que é leitura fundamentalista? O problema de base dessa leitura fundamentalista é que recusando levar em consideração o caráter histórico da revelação bíblica, ela se torna incapaz de aceitar plenamente

Leia mais

Distribuição Gratuita

Distribuição Gratuita Distribuição Gratuita 2 2 SUMÁRIO 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 APRESENTAÇÃO O QUE É UMA ÁREA CONTAMINADA? O QUE É AGENTE TÓXICO? O QUE É ROTA DE EXPOSIÇÃO? ONDE PODEM ESTAR OS CONTAMINANTES? O QUE SÃO

Leia mais

Questões De Provas Sobre Enfermagem

Questões De Provas Sobre Enfermagem 1 APOSTILA AMOSTRA Para adquirir a apostila digital de 500 Questões De Provas sobre Acesse o site: www.odiferencialconcursos.com.br SUMÁRIO Apresentação... 3 Questões... 4 Respostas...232 Bibliografia...351

Leia mais

SUBSÍDIOS À ELABORAÇÃO DE PROVAS ENSINO FUNDAMENTAL I LÍNGUA PORTUGUESA - 3º ANO 1º Bimestre

SUBSÍDIOS À ELABORAÇÃO DE PROVAS ENSINO FUNDAMENTAL I LÍNGUA PORTUGUESA - 3º ANO 1º Bimestre Por_3º ano_1º bi_2013 1 SUBSÍDIOS À ELABORAÇÃO DE PROVAS ENSINO FUNDAMENTAL I LÍNGUA PORTUGUESA - 3º ANO 1º Bimestre - 2013 Apresentação Com a intenção de contribuir de forma mais efetiva para a elaboração

Leia mais

Aula demonstrativa Apresentação... 2 Modelos de questões resolvidas IBFC... 3

Aula demonstrativa Apresentação... 2 Modelos de questões resolvidas IBFC... 3 Aula demonstrativa Apresentação... 2 Modelos de questões resolvidas IBFC... 3 www.pontodosconcursos.com.br 1 Apresentação Olá, pessoal Tudo bem com vocês? Em breve teremos o concurso do TCM/RJ e sabemos

Leia mais

Você não precisa decorar nada

Você não precisa decorar nada Que aprender inglês é importante e vai mudar a sua vida você já sabe, mas como aprender inglês e como fazer isso por conta própria? Nós separamos abaixo algumas dicas inéditas e que sem dúvida vão fazer

Leia mais

4. Prova Objetiva. Analista Administrativo Licitação e Compras. Aguarde a ordem do fiscal para abrir este caderno de questões.

4. Prova Objetiva. Analista Administrativo Licitação e Compras. Aguarde a ordem do fiscal para abrir este caderno de questões. Concurso Público 4. Prova Objetiva Analista Administrativo Licitação e Compras Você recebeu sua folha de respostas e este caderno contendo 50 questões objetivas. Confira seu nome e número de inscrição

Leia mais

Professor Marlos Pires Gonçalves

Professor Marlos Pires Gonçalves TEXTO XX Algum tempo hesitei se devia abrir estas memórias pelo princípio ou pelo fim, isto é, se poria em primeiro lugar o meu nascimento ou a minha morte. Suposto o uso vulgar seja começar pelo nascimento,

Leia mais

Categorias Freq. absolutas Freq. relativas Categoria 1 n 1 f 1 = n 1 / n

Categorias Freq. absolutas Freq. relativas Categoria 1 n 1 f 1 = n 1 / n 1. Representação de dados qualitativos em tabelas e gráficos Para a representação de dados qualitativos em tabelas e gráficos vamos precisar definir algumas quantidades: n = tamanho da amostra ou frequência

Leia mais

Encontro Sucesso na Diferença

Encontro Sucesso na Diferença Encontro Sucesso na Diferença E.B. 2,3 Vieira da Silva, 15 de Março de 2012 Síndrome de Asperger e Emprego. Eu quero participar. Tu queres aceitar? Síndrome de Asperger na 1ª Pessoa Testemunho Interpretação

Leia mais

TESTE SEUS CONHECIMENTOS sobre o MESTRE GENEBRINO! Faça o teste, conte os pontos e veja no final comentários sobre a sua pontuação.

TESTE SEUS CONHECIMENTOS sobre o MESTRE GENEBRINO! Faça o teste, conte os pontos e veja no final comentários sobre a sua pontuação. TESTE SEUS CONHECIMENTOS sobre o MESTRE GENEBRINO! Faça o teste, conte os pontos e veja no final comentários sobre a sua pontuação. Você encontra as leituras de apoio ao exercício neste link: http://www.revel.inf.br/pt/edicoes/?mode=especial&id=13

Leia mais

RESPOSTAS AOS RECURSOS

RESPOSTAS AOS RECURSOS RESPOSTAS AOS RECURSOS NÍVEL FUNDAMENTAL Língua Portuguesa Questão 09: Considerando o programa de conteúdos disponível para o candidato, apresenta- se os seguintes conteúdos: LÍNGUA PORTUGUESA: Interpretação

Leia mais

& O que é Sal? C p o yrig i ht 2 009 M RP R AN

& O que é Sal? C p o yrig i ht 2 009 M RP R AN têm o prazer de apresentar O sal e a pressão alta Onde vai a corda vai a caçamba Copyright 2009 O que é Sal? O sal é um mineral composto por dois elementos principais: o sódio e o cloro, que se juntam

Leia mais

ESCREVENTE TÉCNICO JUDICIÁRIO

ESCREVENTE TÉCNICO JUDICIÁRIO ESCREVENTE TÉCNICO JUDICIÁRIO 2017 CURSO DE RACIOCÍNIO LÓGICO Professor Fábio Ribeiro Apresentação do Curso e Roteiro da Aula E aí amiguinhos (as), tudo bem???? Espero que sim!!! Sejam bem-vindos ao Curso

Leia mais

O verbo estudar implica em usar a inteligência para aprender, guardar na memória, decorar, memorizar, pensar sobre (algo), meditar e refletir.

O verbo estudar implica em usar a inteligência para aprender, guardar na memória, decorar, memorizar, pensar sobre (algo), meditar e refletir. ORIENTAÇÕES DE ESTUDO DE MATEMÁTICA AVALIAÇÃO PARCIAL 1º TRIMESTRE 2016 7º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL Iniciamos o ano letivo aprendendo que é necessário adquirir o hábito de estudar e praticar o que já

Leia mais

Dicas do livro Como gerenciar s, David Brake

Dicas do livro Como gerenciar  s, David Brake Dicas do livro Como gerenciar e-mails, David Brake Etiqueta na rede O e-mail é um meio de comunicação diferente dos demais. Ao redigir suas mensagens, observe as instruções a seguir e crie uma impressão

Leia mais

Gêneros Textuais Acadêmicocientíficos. 3/6/5AD836_1.jpg

Gêneros Textuais Acadêmicocientíficos.  3/6/5AD836_1.jpg Gêneros Textuais Acadêmicocientíficos http://images.quebarato.com.br/photos/thumbs/ 3/6/5AD836_1.jpg Olá, Pessoal, Vamos acompanhar mais uma aula da prof. Alessandra. Hoje falaremos sobre alguns gêneros

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA MANUEL DA FONSECA, SANTIAGO DO CACÉM GRUPO DISICPLINAR 520 PLANIFICAÇÃO

ESCOLA SECUNDÁRIA MANUEL DA FONSECA, SANTIAGO DO CACÉM GRUPO DISICPLINAR 520 PLANIFICAÇÃO ANO: 12º NÍVEL: Biologia ANO LECTIVO: 2008/2009 p.1/5 1º PERÍODO 45 UNIDADE 1 REPRODUÇÃO E MANIPULAÇÂO DA FERTILIDADE 1- REPRODUÇÃO HUMANA Gametogénese e fecundação Controlo Hormonal Desenvolvimento embrionário

Leia mais

Informação da Prova de Geografia - 9ºano

Informação da Prova de Geografia - 9ºano Ministério da Educação e Ciência Agrupamento de Escolas Fernão de Magalhães Prova de Equivalência à Frequência 3.º Ciclo do Ensino Básico Informação da Prova de Geografia - 9ºano Código 18 / 1ª e 2ª Fase

Leia mais

APOIO PEDAGÓGICO AO NÚCLEO COMUM

APOIO PEDAGÓGICO AO NÚCLEO COMUM APOIO PEDAGÓGICO AO NÚCLEO COMUM GRAMÁTICA TRADICIONAL SINTAXE II: TERMOS INTEGRANTES E TERMOS ACESSÓRIOS Tutora: Ariana de Carvalho TERMOS INTEGRANTES A nomenclatura está relacionada com a função dos

Leia mais

Os Sociólogos Clássicos Pt.2

Os Sociólogos Clássicos Pt.2 Os Sociólogos Clássicos Pt.2 Max Weber O conceito de ação social em Weber Karl Marx O materialismo histórico de Marx Teoria Exercícios Max Weber Maximilian Carl Emil Weber (1864 1920) foi um intelectual

Leia mais

campanha eleitoral saúde programas de governo educação segurança emprego moradia

campanha eleitoral saúde programas de governo educação segurança emprego moradia campanha eleitoral saúde programas de governo educação segurança emprego moradia capitalismo socialismo esquerda e a igreja? direita liberal conservador Os cristãos devem ser cuidadosos em não batizar

Leia mais

5. Prova Objetiva. Assistente Contábil. Aguarde a ordem do fiscal para abrir este caderno de questões.

5. Prova Objetiva. Assistente Contábil. Aguarde a ordem do fiscal para abrir este caderno de questões. Concurso Público 5. Prova Objetiva Assistente Contábil Você recebeu sua folha de respostas e este caderno contendo 50 questões objetivas. Confira seu nome e número de inscrição impressos na capa deste

Leia mais

MUNICÍPIO DE XAXIM CONCURSO PUBLICO 02/2015 JULGAMENTO DOS RECURSOS

MUNICÍPIO DE XAXIM CONCURSO PUBLICO 02/2015 JULGAMENTO DOS RECURSOS CONCURSO PUBLICO 02/2015 JULGAMENTO DOS RECURSOS RECURSO QUANTO Á QUESTÃO 10 Professor de Geografia Nas instruções apresentadas pela empresa ASSCON-PP no caderno de provas vale destacar: 2. Você está recebendo

Leia mais

ESCOLA BÁSICA 2, 3 LUÍS DE CAMÕES. PROJETO CURRICULAR DA DISCIPLINA DE CIÊNCIAS NATURAIS 5º Ano

ESCOLA BÁSICA 2, 3 LUÍS DE CAMÕES. PROJETO CURRICULAR DA DISCIPLINA DE CIÊNCIAS NATURAIS 5º Ano ESCOLA BÁSICA 2, 3 LUÍS DE CAMÕES ANO LETIVO 2014 / 2015 PROJETO CURRICULAR DA DISCIPLINA DE CIÊNCIAS NATURAIS 5º Ano DOMÍNIO: A TERRA UM PLANETA ESPECIAL Onde existe vida? O que é a Biosfera? 1 Compreender

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ COORDENADORIA DE CONCURSOS CCV

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ COORDENADORIA DE CONCURSOS CCV Língua Portuguesa Questão 02 A questão 02 solicita que o candidato reconheça a contradição presente no subtítulo do texto 1 e escolha a alternativa em que há uma correção para essa contradição. O subtítulo

Leia mais

ATIVIDADE AVALIATIVA DE RECUPERAÇÃO

ATIVIDADE AVALIATIVA DE RECUPERAÇÃO ATIVIDADE AVALIATIVA DE RECUPERAÇÃO Nome: Nº DA CHAMADA: Tempo estipulado pelo professor para a aplicação da Avaliação: h/a º TRIMESTRE/ 0 º ANO Componente Curricular: Redação Ano/ Série e Turma: Data:

Leia mais

FUNDAÇÃO EUCLIDES DA CUNHA CONCURSO PÚBLICO DE SÃO MATEUS RESPOSTA AO RECURSO DA PROVA OBJETIVA

FUNDAÇÃO EUCLIDES DA CUNHA CONCURSO PÚBLICO DE SÃO MATEUS RESPOSTA AO RECURSO DA PROVA OBJETIVA CONCURSO PÚBLICO DE SÃO MATEUS CARGO: Fonoaudiólogo S 43 QUESTÃO NÚMERO: 03 Embora a candidata não tenha apresentado fundamentação teórica, para dar origem ao presente recurso, esta Banca informa que a

Leia mais

FEEL LIKE: o que significa em Inglês?

FEEL LIKE: o que significa em Inglês? FEEL LIKE: o que significa em Inglês? Feel like é uma daquelas expressões que geram muita confusão. Isso ocorre, geralmente, porque tendemos a olhar o significado das palavras feel e like no dicionário.

Leia mais

ANÁLISE DAS DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS

ANÁLISE DAS DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS ANÁLISE DAS DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS MÓDULO 3 - ANÁLISE HORIZONTAL E VERTICAL Indicadas como apoio à análise das demonstrações financeiras, estes cálculos permitem comparações, tendências e ilações de

Leia mais

Leitura do texto dissertativo

Leitura do texto dissertativo Leitura do texto dissertativo Duas aptidões necessárias para interpretar qualquer tipo de texto. Domínio do código; Posse de repertório. 1. Textos dissertativos - caráter referencial. 2. O texto dissertativo

Leia mais

Disciplina: Geografia Período: 1º. Equipe - 3 ano - turmas: 31, 32 e 33. PLANEJAMENTO ANUAL HABILIDADES CONTEÚDOS AVALIAÇÕES

Disciplina: Geografia Período: 1º. Equipe - 3 ano - turmas: 31, 32 e 33. PLANEJAMENTO ANUAL HABILIDADES CONTEÚDOS AVALIAÇÕES Disciplina: Geografia Período: 1º Unidade 1: O município e suas paisagens. 1.1. O município. 1.2. Paisagens do município. 1.3. Observando o município de diferentes pontos de vista. Distinguir paisagem

Leia mais

Instruções da Atividade Formativa 3. Calendarização:

Instruções da Atividade Formativa 3. Calendarização: Instruções da Atividade Formativa 3 Calendarização: Observe com atenção o cronograma seguinte, no qual se propõe a planificação e a calendarização que deverá seguir na elaboração da Atividade 3. 2ª feira

Leia mais

AVALIAÇÃO DA INTERPRETAÇÃO DE TABELAS NUTRICIONAIS COM ALUNOS DO ENSINO FUNDAMENTAL

AVALIAÇÃO DA INTERPRETAÇÃO DE TABELAS NUTRICIONAIS COM ALUNOS DO ENSINO FUNDAMENTAL AVALIAÇÃO DA INTERPRETAÇÃO DE TABELAS NUTRICIONAIS COM ALUNOS DO ENSINO FUNDAMENTAL Natália G. T. MAGALHÃES ; Clécia de P. ALVES ; Miller M. SANCHES ; Valdirene P. COSTA RESUMO A escola tem um importante

Leia mais

Todos os direitos reservados. E necessária à autorização previa antes de reproduzir ou publicar parte ou esta obra na íntegra.

Todos os direitos reservados. E necessária à autorização previa antes de reproduzir ou publicar parte ou esta obra na íntegra. Todos os direitos reservados E necessária à autorização previa antes de reproduzir ou publicar parte ou esta obra na íntegra. Enquanto os autores fizeram os melhores esforços para preparar este livro,

Leia mais

Conheça dez alimentos adorados que podem ser tóxicos

Conheça dez alimentos adorados que podem ser tóxicos Terra - SP 13/07/2014-20:45 Conheça dez alimentos adorados que podem ser tóxicos Da Redação Sabe aqueles alimentos que vivemos comendo em casa ou em restaurantes? Saiba que muitos deles podem ser perigosos

Leia mais

Unidade Pedras do Sol

Unidade Pedras do Sol Unidade Pedras do Sol OBJETIVO DO PROJETO Desenvolvimento de Líderes capazes de conduzir o negócio Mary Kay com excelência, liderando PELO EXEMPLO, PELO EXEMPLO E PELO EXEMPLO!!! META DA UNIDADE Formar

Leia mais

Aula demonstrativa Apresentação... 2 Modelos de questões resolvidas IBFC... 4

Aula demonstrativa Apresentação... 2 Modelos de questões resolvidas IBFC... 4 Aula demonstrativa Apresentação... 2 Modelos de questões resolvidas IBFC... 4 1 Apresentação Olá, pessoal Tudo bem com vocês? Finalmente saiu o edital do TCM/RJ Para quem ainda não me conhece, meu nome

Leia mais

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE GEOGRAFIA

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE GEOGRAFIA ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE GEOGRAFIA Nome: Nº 2 a. Série Data: / /2017 Professores: Adriana, Fabiana e Nelson Nota: (valor: 1,0) 1º bimestre A - Introdução Neste bimestre, sua média foi inferior a 6,0 e

Leia mais

8. Prova Objetiva. Auxiliar de Serviços Administrativos. Aguarde a ordem do fiscal para abrir este caderno de questões.

8. Prova Objetiva. Auxiliar de Serviços Administrativos. Aguarde a ordem do fiscal para abrir este caderno de questões. Concurso Público 8. Prova Objetiva Auxiliar de Serviços Administrativos Você recebeu sua folha de respostas e este caderno contendo 50 questões objetivas. Confira seu nome e número de inscrição impressos

Leia mais

IME, UFF 4 de novembro de 2013

IME, UFF 4 de novembro de 2013 Lógica IME, UFF 4 de novembro de 2013 Sumário e ferramentas Considere o seguinte texto, da aritmética dos números naturais. Teorema: Todo número inteiro positivo maior que 1 tem um fator primo. Prova:

Leia mais

Conceitos e ferramentas da qualidade. PROFESSORA: Erika Liz

Conceitos e ferramentas da qualidade. PROFESSORA: Erika Liz Conceitos e ferramentas da qualidade PROFESSORA: Erika Liz Introdução e Definições As organizações, ao longo de suas existências, sempre buscaram, ainda que de modo empírico, caminhos para suas sobrevivência

Leia mais

Estimando probabilidades

Estimando probabilidades A UA UL LA Estimando probabilidades Introdução Nas aulas anteriores estudamos o cálculo de probabilidades e aplicamos seu conceitos a vários exemplos. Assim, vimos também que nem sempre podemos calcular

Leia mais

Parabéns! Você acaba de adquirir mais um de nossos produtos de alta satisfação

Parabéns! Você acaba de adquirir mais um de nossos produtos de alta satisfação Parabéns! Você acaba de adquirir mais um de nossos produtos de alta satisfação no mercado! Visando manter um melhor custo-benefício, a qualidade e eficiência do projeto, o Carnívoras Online desenvolveu

Leia mais

Registro e Fiscalização de Agrotóxicos e Afins

Registro e Fiscalização de Agrotóxicos e Afins Registro e Fiscalização de Agrotóxicos e Afins Coordenação-Geral de Agrotóxicos e Afins Departamento de Fiscalização de Insumos Agrícolas Secretaria de Defesa Agropecuária Luís Eduardo Pacifici Rangel

Leia mais

Fenômenos Linguísticos

Fenômenos Linguísticos Fenômenos Linguísticos Fenômenos Linguísticos 1. Uma revista semanal brasileira traz a seguinte nota em sua seção A SEMANA: O HOMEM DAS BEXIGAS O britânico Ian Ashpole bateu no domingo 28 o recorde de

Leia mais

REDAÇÃO PARA O TRF DA 2ª REGIÃO

REDAÇÃO PARA O TRF DA 2ª REGIÃO Aula Demonstrativa Estudo de Caso para o TRF da 2ª Região (com correção individual + dicas em vídeo) Professores: o Marco Antônio e o Júnia Andrade www.pontodosconcursos.com.br 1 Aula 00 Aula Demonstrativa

Leia mais

Uso consciente do plano de saúde AMS. Papo de hoje: Exames

Uso consciente do plano de saúde AMS. Papo de hoje: Exames Uso consciente do plano de saúde AMS Papo de hoje: Exames A Assistência Médica Supletiva (AMS) contempla plano médico, hospitalar, odontológico e de farmácia, de autogestão criado pela Vale e administrado

Leia mais

CATEQUESE 6 - A PAZ NA VIDA DO HOMEM

CATEQUESE 6 - A PAZ NA VIDA DO HOMEM CATEQUESE 6 - A PAZ NA VIDA DO HOMEM Em cada frase indicar em que sentido se fala da paz como: dom, conquista ou compromisso. Se a frase tiver vários sentidos, assinalá-lo. CATEQUESE 7 - A VERDADE COMO

Leia mais

PERIGO E RISCO 29/10/2012

PERIGO E RISCO 29/10/2012 1 PERIGO E RISCO PERIGO: Sempre estará presente em qualquer lugar que se esteja, pois é inerente à atividade que se faz ou à substância que se manuseia. 2 1 PERIGO E RISCO RISCO: É a possibilidade que

Leia mais

Imagem 1 disponível em: Imagem 2 disponível em: HTTP.www.folha.uol.com.br. Acesso em 07/02/2014.

Imagem 1 disponível em:  Imagem 2 disponível em: HTTP.www.folha.uol.com.br. Acesso em 07/02/2014. 6º Fabiana Unidade I História Leia a letra da música de Lulu Santos: Como uma onda. Após a leitura dedicada, utilize a letra da música como ponto de reflexão para responder as questões 01 e 02. Pontuação

Leia mais

PLANO DE ESTUDOS 9.º ano CFQ

PLANO DE ESTUDOS 9.º ano CFQ PLANO DE ESTUDOS 9.º ano CFQ 2015-2016 O aluno, no final do 9.º ano, deve ser capaz de: - Compreender movimentos no dia-a-dia, descrevendo-os por meio de grandezas físicas. - Compreender a ação das forças,

Leia mais

Interpretação de textos PARTE I

Interpretação de textos PARTE I Interpretação de textos PARTE I NOVO Curso Completo de Português Específico Saúde www.romulopassos.com.br Interpretação é uma ação instintiva do ser humano. 1 A todo o momento estamos procurando interpretar

Leia mais

Supressão de vistas em peças compostas

Supressão de vistas em peças compostas A U L A Supressão de vistas em peças compostas Introdução As peças cilíndricas, ou que contêm partes cilíndricas, também podem ser representadas com supressão de uma ou duas vistas, desde que se utilizem

Leia mais

Português. Inferência. Professor Carlos Zambeli.

Português. Inferência. Professor Carlos Zambeli. Português Inferência Professor Carlos Zambeli www.acasadoconcurseiro.com.br Português INFERÊNCIA Que que é isso? INFERÊNCIA ideias implícitas, sugeridas, que podem ser depreendidas a partir da leitura

Leia mais

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE GEOGRAFIA

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE GEOGRAFIA ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE GEOGRAFIA Nome: Nº 9º ano Data: / /2017 Professor: Fabiana, Mayra e Gilmar Nota: (valor: 1,0) 1º bimestre A - Introdução Neste bimestre, sua nota foi inferior a 6,0 pontos e você

Leia mais

SUMÁRIO ORIENTAÇÕES BÁSICAS PARA O USO CORRETO DE MEDICAMENTOS... 4 CONSELHOS IMPORTANTES...5 RECEITA MÉDICA...6 RECEBENDO O MEDICAMENTO...

SUMÁRIO ORIENTAÇÕES BÁSICAS PARA O USO CORRETO DE MEDICAMENTOS... 4 CONSELHOS IMPORTANTES...5 RECEITA MÉDICA...6 RECEBENDO O MEDICAMENTO... SUMÁRIO ORIENTAÇÕES BÁSICAS PARA O USO CORRETO DE MEDICAMENTOS... 4 CONSELHOS IMPORTANTES...5 RECEITA MÉDICA...6 RECEBENDO O MEDICAMENTO...7 BULA DO MEDICAMENTO...8 COMO TOMAR O MEDICAMENTO...8 QUANDO

Leia mais

NÍVEL ALFABETIZADO AUXILIAR DE SERVIÇOS GERAIS; COLETOR DE LIXO (GARI) e SERVENTE.

NÍVEL ALFABETIZADO AUXILIAR DE SERVIÇOS GERAIS; COLETOR DE LIXO (GARI) e SERVENTE. PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO DOMINGOS DO ARAGUAIA CONCURSO PÚBLICO - PROVA OBJETIVA: 07 de setembro de 2015 NÍVEL ALFABETIZADO AUXILIAR DE SERVIÇOS GERAIS; COLETOR DE LIXO (GARI) e SERVENTE. Nome do Candidato:

Leia mais

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE GEOGRAFIA

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE GEOGRAFIA ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE GEOGRAFIA Nome: Nº 1 a. Série Data: / / Professores: Fabiana, Adriana, Nelson Nota: (valor: 1,0) 1º bimestre A - Introdução Neste bimestre, sua média foi inferior a 6,0 e você

Leia mais

Categorias Freq. absolutas Freq. relativas Categoria 1 n 1 f 1 = n 1 / n

Categorias Freq. absolutas Freq. relativas Categoria 1 n 1 f 1 = n 1 / n 3.4. Representação de dados qualitativos em tabelas e gráficos Para a representação de dados qualitativos em tabelas e gráficos vamos precisar definir algumas quantidades: n = tamanho da amostra ou frequência

Leia mais

Sociologia. Larissa Rocha 14 e Sociologia no Brasil

Sociologia. Larissa Rocha 14 e Sociologia no Brasil Sociologia no Brasil Sociologia no Brasil 1. A população negra teve que enfrentar sozinha o desafio da ascensão social, e frequentemente procurou fazê-lo por rotas originais, como o esporte, a música e

Leia mais

2.º Ciclo do Ensino Básico (Despacho normativo n.º 1-G/2016, de 6 de abril)

2.º Ciclo do Ensino Básico (Despacho normativo n.º 1-G/2016, de 6 de abril) INFORMAÇÃO-PROVA CIÊNCIAS NATURAIS 2ºciclo 2016 Prova: Código 02 2.º Ciclo do Ensino Básico (Despacho normativo n.º 1-G/2016, de 6 de abril) O presente documento divulga informação relativa à prova de

Leia mais

Aplicação de jogos nas empresas.

Aplicação de jogos nas empresas. Aplicação de jogos nas empresas. Explicações gerais e suas etapas, exemplos voltados a empresa. MATHEUS C. N. SOARES MARCELO N. SOARES Sumário Título. Introdução. Estruturação/Criação. Exemplos e explicações(1

Leia mais

GRUPO VIII 3 o BIMESTRE PROVA A

GRUPO VIII 3 o BIMESTRE PROVA A Sistema de Ensino PROVA VIII 3 o BIMESTRE PROVA A Valor da prova: 3,0 Água Consciência e preservação Hoje, metade da população mundial (mais de três bilhões de pessoas) enfrenta problemas de abastecimento

Leia mais

II- Pág. 1. COMISSÃO PERMANENTE DE SELEÇÃO - COPESE PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO - PROGRAD CONCURSO VESTIBULAR ª Fase PROVA DE HISTÓRIA

II- Pág. 1. COMISSÃO PERMANENTE DE SELEÇÃO - COPESE PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO - PROGRAD CONCURSO VESTIBULAR ª Fase PROVA DE HISTÓRIA 1) Leia a afirmativa abaixo que relaciona as conquistas territoriais às profundas alterações políticas, sociais e econômicas ocorridas entre os séculos II e I a.c. A República conquistara para Roma o seu

Leia mais

PLANO CURRICULAR DISCIPLINAR. Ciências Naturais 8º Ano

PLANO CURRICULAR DISCIPLINAR. Ciências Naturais 8º Ano PLANO CURRICULAR DISCIPLINAR Ciências Naturais 8º Ano COMPETÊNCIAS TEMAS/UNIDADES CONTEÚDOS 1º Período SUSTENTABILIDADE NA TERRA 28 Compreender o significado dos conceitos: espécie, população, comunidade,

Leia mais

Leia os quadrinhos, a seguir, e responda às questões 24 e 25.

Leia os quadrinhos, a seguir, e responda às questões 24 e 25. PROVA UEL 2013 TEXTO 2 Leia os quadrinhos, a seguir, e responda às questões 24 e 25. (Disponível em: . Acesso em: 1 jul. 2012.) Prof.Adinoél e Profa. Elenice www.estrategiaconcursos.com.br

Leia mais

PORTUGUÊS PARA CONSULTOR DO SENADO FEDERAL EXERCÍCIOS COMENTADOS PROFESSOR ALBERT IGLÉSIA

PORTUGUÊS PARA CONSULTOR DO SENADO FEDERAL EXERCÍCIOS COMENTADOS PROFESSOR ALBERT IGLÉSIA Somente hoje (sábado) tive condições de aprontar esta aula. O motivo? Na quarta-feira à noite, a dengue me pegou. Chegou fraquinha, mas no dia seguinte ela se agravou e me deixou de cama. Na sexta de manhã,

Leia mais

Agrupamento Escolas José Belchior Viegas - Escola E.B. 2,3 Poeta Bernardo de Passos. Ciências Naturais Planificação anual 5ºAno Ano letivo:

Agrupamento Escolas José Belchior Viegas - Escola E.B. 2,3 Poeta Bernardo de Passos. Ciências Naturais Planificação anual 5ºAno Ano letivo: Agrupamento Escolas José Belchior Viegas - Escola E.B. 2,3 Poeta Bernardo de Passos Ciências Naturais Planificação anual 5ºAno Ano letivo: 2016-17 / Nº aulas Conteúdos Metas Aulas previstas A importância

Leia mais

Cap. 6: PREGAÇÃO PURITANA. PROPOSTA: Tentar ir além do texto. Sugestões de respostas. Debate.

Cap. 6: PREGAÇÃO PURITANA. PROPOSTA: Tentar ir além do texto. Sugestões de respostas. Debate. Cap. 6: PREGAÇÃO PURITANA PROPOSTA: Tentar ir além do texto. Sugestões de respostas. Debate. Introdução As pessoas gostavam muito do sermão puritano. Por quê? (capítulo responde essa pergunta (?); até

Leia mais

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE GEOGRAFIA

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE GEOGRAFIA ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE GEOGRAFIA Nome: Nº 2 a. Série Data: / /2016 Professores: Adriana, Fabiana e Nelson Nota: (valor: 1,0) 1º bimestre A - Introdução Neste bimestre, sua média foi inferior a 6,0 e

Leia mais

DOLPHIN WARRIOR W W W. D O L P H I N P R O J E C T. C O M w w w. j a k a r t a a n i m a l a i d. c o m

DOLPHIN WARRIOR W W W. D O L P H I N P R O J E C T. C O M w w w. j a k a r t a a n i m a l a i d. c o m DOLPHIN WARRIOR W W W. D O L P H I N P R O J E C T. CO M w w w. j a k a r t a a n i m a l a i d. co m Um livrinho sobre golfinhos Golfinhos são incríveis! Pessoas ao redor do mundo amam golfinhos! Golfinhos

Leia mais

A paz já lá está A paz já lá está, Página 1

A paz já lá está A paz já lá está, Página 1 A paz já lá está! A paz já lá está, Página 1 A minha mensagem é muito, muito simples. Muitas pessoas vêm ouvir-me e sentam-se aí, meio tensas: "O que é que eu vou ouvir?" E eu digo-lhes sempre: "Relaxem."

Leia mais

Tecnologia Educacional Eficaz. Prof. David Prata Setembro de 2016

Tecnologia Educacional Eficaz. Prof. David Prata Setembro de 2016 Tecnologia Educacional Eficaz Prof. David Prata Setembro de 2016 Por onde começar? Visão Pedagógica Quais são suas metas de aprendizagem para seus alunos? O que é que você quer que eles sejam capazes de

Leia mais

PHA 2218 Engenharia e Meio Ambiente

PHA 2218 Engenharia e Meio Ambiente PHA 2218 Engenharia e Meio Ambiente AULA 1: A BUSCA DE SOLUÇÕES INTEGRADAS Prof.: Joaquin Bonnecarrere D A F B C E 1 A D F B C E Fundamentos: O que é engenharia? Aplicação de princípios científicos e matemáticos

Leia mais

SITUAÇÃO DE USO Escolha de atividades físicas e aconselhamento e discussão sobre elas.

SITUAÇÃO DE USO Escolha de atividades físicas e aconselhamento e discussão sobre elas. UNIDADE: Quero perder uns quilinhos / Brasil SITUAÇÃO DE USO Escolha de atividades físicas e aconselhamento e discussão sobre elas. EXPECTATIVAS DE APRENDIZAGEM - Reconhecer o recurso argumentação em propagandas

Leia mais

Histórico da escrita

Histórico da escrita Histórico da escrita Antes de falar especificamente sobre a Educação de Jovens e Adultos, é necessário fazer uma viagem no tempo, partindo do ponto onde tudo começou, ou seja, o surgimento da escrita.

Leia mais

ATENÇÃO: 1. Esta prova tem questões com desenhos, palavras e números que se baseiam em situações do dia-a-dia. 2. Para responder a cada uma dessas que

ATENÇÃO: 1. Esta prova tem questões com desenhos, palavras e números que se baseiam em situações do dia-a-dia. 2. Para responder a cada uma dessas que PREFEITURA MUNICIPAL DE PATROCÍNIO Concurso Público EDITAL N. 01/2009 AUXILIAR DE SERVIÇOS CARGO 101 TÉCNICA DE APLICAÇÃO DA PROVA INSTRUÇÕES GERAIS: APLICADOR RECOMENDAÇÃO BÁSICA: Falar sempre clara e

Leia mais

Plano de Aulas - Ciências Andréa Barreto

Plano de Aulas - Ciências Andréa Barreto Plano de Aulas - Ciências Andréa Barreto Introdução Neste livro, estarei colocando um plano de aula de Ciências que utilizei em sala de aula. Os planos de aula estão estruturados segundo uma lógica da

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO EDITAL Nº 001/2014 EDITAL DE COMUNICAÇÃO CECP Nº 005/2015

CONCURSO PÚBLICO EDITAL Nº 001/2014 EDITAL DE COMUNICAÇÃO CECP Nº 005/2015 CONCURSO PÚBLICO EDITAL Nº 001/2014 EDITAL DE COMUNICAÇÃO CECP Nº 005/2015 A COMISSÃO ESPECIAL DO CONCURSO PÚBLICO DA PREFEITURA MUNICIPAL DE CRIXÁS, Estado de Goiás, no uso de suas atribuições legais

Leia mais

1. INTRODUÇÃO. As informações apresentadas neste documento não dispensam a consulta da legislação referida e do Programa da disciplina.

1. INTRODUÇÃO. As informações apresentadas neste documento não dispensam a consulta da legislação referida e do Programa da disciplina. AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE PINHEIRO ESCOLA BÁSICA E SECUNDÁRIA MATRIZ EXAME DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA 2º CICLO DO ENSINO BÁSICO 2012 1. INTRODUÇÃO O presente documento visa divulgar as características

Leia mais

Audiência Pública - Comissão de Seguridade Social e Família da Câmara Dos Deputados (CSSF/CD) - Procedimentos da Anvisa para registro de agrotóxicos

Audiência Pública - Comissão de Seguridade Social e Família da Câmara Dos Deputados (CSSF/CD) - Procedimentos da Anvisa para registro de agrotóxicos Audiência Pública - Comissão de Seguridade Social e Família da Câmara Dos Deputados (CSSF/CD) - Procedimentos da Anvisa para registro de agrotóxicos ANTECEDENTES - Proposta de Fiscalização e Controle nº

Leia mais

Agrupamento Escolas José Belchior Viegas - Escola E.B. 2,3 Poeta Bernardo de Passos Ciências Naturais Planificação anual 5ºAno Ano letivo:

Agrupamento Escolas José Belchior Viegas - Escola E.B. 2,3 Poeta Bernardo de Passos Ciências Naturais Planificação anual 5ºAno Ano letivo: Agrupamento Escolas José Belchior Viegas - Escola E.B. 2,3 Poeta Bernardo de Passos Ciências Naturais Planificação anual 5ºAno Ano letivo: 2015-16 Período Conteúdos INTRODUÇÃO Onde existe vida? Primeira

Leia mais

Matéria: Matemática Assunto: Porcentagem Prof. Dudan

Matéria: Matemática Assunto: Porcentagem Prof. Dudan Matéria: Matemática Assunto: Porcentagem Prof. Dudan Matemática Porcentagem DEFINIÇÃO: A percentagem ou porcentagem (do latim per centum, significando por cento, a cada centena ) é uma medida de razão

Leia mais

Então começamos por ali. Com quebracabeças. Cada um de vocês tem uma peça de um quebra-cabeça. Me fala um pouco sobre a sua peça. [Passa alguns minuto

Então começamos por ali. Com quebracabeças. Cada um de vocês tem uma peça de um quebra-cabeça. Me fala um pouco sobre a sua peça. [Passa alguns minuto ACHANDO SEU LUGAR A tema ou o rumo deste estudo será Achando Seu Lugar. Muitos nós temos lugares onde sentimos em casa: onde achamos amor e aceitação, um pouco do significado e propósito que buscamos.

Leia mais

VERSÃO DE TRABALHO. Prova Escrita de Matemática A. 12.º Ano de Escolaridade. Prova 635/1.ª Fase. Critérios de Classificação

VERSÃO DE TRABALHO. Prova Escrita de Matemática A. 12.º Ano de Escolaridade. Prova 635/1.ª Fase. Critérios de Classificação EXAME FINAL NACIONAL DO ENSINO SECUNDÁRIO Prova Escrita de Matemática A 12.º Ano de Escolaridade Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho Prova 635/1.ª Fase Critérios de Classificação 11 Páginas 2016 Prova

Leia mais

Guião de exploração pedagógica painel 11. Autoria: Maria José Marques

Guião de exploração pedagógica painel 11. Autoria: Maria José Marques Autoria: Maria José Marques A Exposição Itinerante Santillana é da autoria de Maria José Marques e foi exibida pela primeira vez na Universidade de Verão Santillana, nos dias 9, 10 e 11 de julho de 2012,

Leia mais

Paulina Mata. Novembro 2006

Paulina Mata. Novembro 2006 Paulina Mata Novembro 2006 Ciência, Cientistas Actividade científica fica Que figuras associa a estas palavras? Porquê estudar Ciência e Tecnologia? - Compreender o mundo em que vivemos - Formar um espírito

Leia mais

Questões fundamentadas dos Direitos Políticos e dos Partidos Políticos Art. 14 a 17 da CF

Questões fundamentadas dos Direitos Políticos e dos Partidos Políticos Art. 14 a 17 da CF 1 2 APOSTILA AMOSTRA Para adquirir a apostila de 200 Questões Fundamentadas Dos acesse o site: www.odiferencialconcursos.com.br SUMÁRIO Apresentação...3 Questões...4 Respostas...49 Bibliografia...76 3

Leia mais

14/10/2015 A ALMA QUÂNTICA PROCRUSTES O QUE DIZ A CIÊNCIA CLÁSSICA...

14/10/2015 A ALMA QUÂNTICA PROCRUSTES O QUE DIZ A CIÊNCIA CLÁSSICA... A ALMA QUÂNTICA O segredo do segredo 2 PROCRUSTES O QUE DIZ A CIÊNCIA CLÁSSICA... O ser humano é uma máquina cuja força é alimentada em grande parte por substâncias químicas (do alimento, do ar, da água)

Leia mais

5 dicas de Recursos Humanos para você aplicar agora

5 dicas de Recursos Humanos para você aplicar agora Será que, se o seu funcionário agiu com falta de caráter e fez um furto na empresa, a culpa é totalmente dele? É importante entender que o ser humano é influenciado e muito pelo seu ambiente. Desde Platão

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE BENAVENTE

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE BENAVENTE AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE BENAVENTE Informação Prova de Equivalência à Frequência 2º Ciclo do Ensino Básico 2014/2015 Alunos com Necessidades Educativas Especiais Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 julho Aprovado

Leia mais

AMOR PROVADO Ninho Bagunçado (Décimo primeiro ao décimo nono ano)

AMOR PROVADO Ninho Bagunçado (Décimo primeiro ao décimo nono ano) AMOR PROVADO Ninho Bagunçado (Décimo primeiro ao décimo nono ano) a) Manter uma identidade pessoal e uma identidade para o casamento > Dependência exagerada - A identidade do cônjuge é um reflexo do seu

Leia mais