Serviço de Diagnóstico por Imagem serviço de ultrassonografia e radiologia

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Serviço de Diagnóstico por Imagem serviço de ultrassonografia e radiologia"

Transcrição

1 TÍTULO Serviço de Diagnóstico por Imagem serviço de ultrassonografia e radiologia AUTORES NUNES, H.R. 1 ; BRAGATO, N. 2 ; PÁDUA, F.M.O².; BORGES, N.C.³. PALAVRAS-CHAVE Diagnóstico por imagem, exame complementar, ultrassonografia, radiografia. JUSTIFICATIVA O Serviço de Diagnóstico por Imagem é fundamental na medicina veterinária, pois possibilita um diagnóstico mais preciso e ajuda na definição do prognóstico, garantindo um atendimento clínico cirúrgico de qualidade. O serviço oferecido na Escola de Veterinária e Zootecnia / UFG, é também um importante meio de prestação de serviço a comunidade, pois oferece um atendimento de qualidade por um preço mais acessível que as clínicas particulares. O Serviço é a principal ferramenta de treinamento para os residentes e alunos da faculdade, oferecendo a oportunidade para que os alunos coloquem em prática os conhecimentos adquiridos durante as aulas teóricas. E possibilita também, o desenvolvimento de estudos e pesquisas para o avanço da área de Diagnóstico por Imagem na Medicina Veterinária, e a troca de experiências entre os membros de ensino superior e professores. (Resumo revisado pela Coordenadora da Ação de Extensão e Cultura: Professora Naida Cristina Borges. Serviço de Diagnóstico por Imagem, código EV-68) 1 Graduando(a) Aluno(a) PROBEC do Serviço de Diagnóstico por Imagem HV/ EVZ/UFG 2 Residente em Diagnóstico por Imagem HV/EV/UFG 3 Professora Coordenadora do Serviço de Diagnóstico por Imagem HV/EV/UFG

2 O Serviço de Diagnóstico por imagem é dividido em duas áreas: ultrassonografia e radiologia. O serviço de ultrassonografia é um importante método de diagnóstico complementar, por ser um método não invasivo e possibilitar a visualização das estruturas internas é o método de escolha para o diagnóstico de patologias que envolvem tecidos moles (CARVALHO, 2004). O serviço de radiologia também é muito importante e amplamente utilizado, porém diferentemente da ultrassonografia, permite a avaliação de estruturas ósseas e a avaliação de estruturas moles. Este trabalho tem como objetivo fazer um levantamento dos exames ultrassonográficos e radiográficos realizados pelo Serviço de Diagnóstico por imagem, do período de Agosto de 2011 a Março de OBJETIVOS DO SERVIÇO 1. Atender a demanda dos serviços de Cirurgia, Clínica e Diagnóstico por Imagem. 2. Oferecer segurança e qualidade no atendimento à comunidade no Hospital Veterinário. 3. Fornecer treinamento para os residentes e alunos participantes do Serviço. 4. Criar protocolos, registros e condutas que contribuam para solucionar alguns dos problemas ainda existentes na área de Diagnóstico por Imagem. 5. Apoio e treinamento a experimentos de pós-graduação que requeiram a aplicação destas técnicas. METODOLOGIA Local de realização do projeto: Setor de Diagnóstico por Imagem do HV/EVZ/UFG. O Serviço de Diagnóstico por Imagem funciona conforme os horários de atendimento do Hospital Veterinário da Escola de Veterinária e Zootecnia/UFG. Os exames ultrassonográficos e radiográficos são agendados após avaliação do médico veterinário e preenchimento do pedido de exame. Por ser um Hospital Veterinário de referência, são realizados também exames de animais encaminhados de clínicas particulares. O Serviço conta com o residente fixo, alunos de pós-graduação e alunos de graduação; supervisionados pela professora de diagnóstico por imagem.

3 Há critérios para a realização de procedimentos de acordo com as condições dos pacientes e com a disponibilidade de recursos materiais, infra-estrutura e logística. São aplicadas técnicas ultrassonográficas e radiológicas para exames em animais de estimação, de produção e silvestres, conforme métodos convencionais descritos na literatura (CARVALHO, 2004; NYLAND & MATOON, 2005). RESULTADOS DE AGOSTO DE 2011 A MARÇO DE 2012 O número de exames ultrassonográficos realizados, no Setor de Diagnóstico por Imagem do HV-EVZ/UFG, durante os meses de agosto de 2011 a março de 2012, estão relacionados na Tabela 1. Tabela 1: Número de procedimentos ultrassonográficos realizados no Setor de Diagnóstico por Imagem do HV-EVZ/UFG, durante os meses de agosto de 2011 a março de VALOR ABSOLUTO PERCENTUAL Caninos ,11 Felinos 23 6,03 Ovinos 2 0,52 Bovinos 4 1,04 Equinos 1 0,3 TOTAL No período avaliado, foram realizados no total 381 procedimentos ultrassonográficos. Destes, 374 exames ocorreram em animais de estimação, sendo 351 em caninos e 23 em felinos e 7 em animais de produção, sendo 2 ovinos; 4 bovinos e 1 equino. A grande maioria dos atendimentos foi feito por pedido dos veterinários do próprio Hospital Veterinário, totalizando 97,12% dos exames de ultrasom, somente 2,88% dos exames foram encaminhados por veterinários particulares. Neste período, o serviço de ultrassonografia foi utilizado algumas vezes para a realização de cistocentese guiada pelo ultra-som para colheita de urina, um procedimento simples, mas que tem o risco de perfuração de vísceras minimizado com a utilização deste método auxiliar. Os motivos que levaram os médicos veterinários a solicitarem o exame ultrassonográfico baseados na suspeita clínica foram variados. A piometra (15%), o check-up abdominal (17,60%), a avaliação de gestação (6,30%), a suspeita de

4 hepatopatia (7,30%) e a suspeita de nefropatias (2,62%)foram os motivos mais frequentes para a realização do exame ultrassonográfico em caninos e felinos. Grande parte das solicitações de exame ultrassonográfico teve como motivo o check-up ou avaliação de algum sistema abdominal específico. Destes procedimentos de ultra-som de rotina, 89,51% foram diagnosticados com alguma enfermidade e 10,49% não apresentaram alterações dignas de nota. Isso mostra que a ultra-sonografia foi útil para diagnosticar enfermidades que os animais apresentavam de forma subclínica e só foram diagnosticadas durante o check up, possibilitando um tratamento precoce destas patologias. O número de exames radiográficos realizados, no Setor de Diagnóstico por Imagem do HV-EVZ/UFG, durante os meses de agosto de 2011 a março de 2012, estão relacionados na Tabela 2. Tabela 2: Número de procedimentos radiográficos realizados no Setor de Diagnóstico por Imagem do HV-EVZ/UFG, durante os meses de agosto de 2011 a março de VALOR ABSOLUTO PERCENTUAL Caninos ,69 Felinos 30 4,29 Ovinos 1 0,14 Bovinos 1 0,14 Equinos 6 0,87 Silvestres 20 2,87 TOTAL No período avaliado, foram realizados no total 698 procedimentos radiográficos. Destes, 670 exames ocorreram em animais de estimação, sendo 640 em caninos e 30 em felinos, 8 em animais de produção, sendo 6 equinos; 1 ovino e 1 bovino; e 20 animais silvestres, sendo 10 tamanduás; 7 pássaros; 2 primatas e 1 tartaruga. A grande maioria dos atendimentos foi feito por pedido dos veterinários do próprio Hospital Veterinário, totalizando 92,49% dos exames de radiografia, somente 7,51% dos exames foram encaminhados por veterinários particulares. Os motivos que levaram os médicos veterinários a solicitarem o exame radiográfico baseados na suspeita clínica foram variados. Dentre eles as afecções pulmonares (metástase pulmonar, pneumonias, contusões pulmonares e efusão pleural) (22,91%), as fraturas (6,25), a displasia coxofemoral (5,21) e o colapso de

5 traquéia (3,12) foram os motivos mais freqüentes para a realização de exames radiográficos nos cães e nos gatos. De modo geral, tanto nos exames radiográficos quanto nos ultrassonográficos, a maioria das suspeitas clínicas levantadas pelos médicos veterinários foi confirmada; menos de 30% apresentaram alterações diferentes das suspeitas levantadas, permitindo direcionar melhor o clínico na hora do tratamento; e menos de 18% não apresentaram alterações dignas de nota. CONCLUSÕES O Serviço de Diagnóstico por Imagem com o uso da ultrassonografia e radiografia mostrou ser fundamental para o apoio no atendimento clinico - cirúrgico no Hospital Veterinário da UFG, permitindo a realização de diagnósticos mais precisos e a elaboração de prognósticos quanto ao estado de saúde dos animais. A maioria dos animais atendidos pelo serviço são animais de estimação, o que confirma o grande valor afetivo destas espécies e o desenvolvimento da pesquisa em diagnóstico por imagem na área de pequenos animais. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS CARVALHO, Cibele F. Ultra-sografia em pequenos animais. 1.ed. -. São Paulo: Roca, NYLAND, T. G.; MATTON, J. S. Ultra-som diagnóstico em pequenos animais. 2ª ed. - São Paulo: Roca, BURK, R. L.; FEENEY, D. A. Small animal radiology and ultrasonography a diagnostic atlas and text. 3 ed. Saunders, p.

LEVANTAMENTO DOS DADOS DOS ATENDIMENTOS ULTRASSONOGRÁFICOS DO SERVIÇO DE DIAGNÓSTICO POR IMAGEM DO HV/EVZ/UFG

LEVANTAMENTO DOS DADOS DOS ATENDIMENTOS ULTRASSONOGRÁFICOS DO SERVIÇO DE DIAGNÓSTICO POR IMAGEM DO HV/EVZ/UFG LEVANTAMENTO DOS DADOS DOS ATENDIMENTOS ULTRASSONOGRÁFICOS DO SERVIÇO DE DIAGNÓSTICO POR IMAGEM DO HV/EVZ/UFG BRAGATO, Nathália. 1 ; PÁDUA, Fernanda Maria Ozelim de 1 ; COSTA, Ana Paula Araújo.; SILVA,

Leia mais

UFPI PLANO DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL/ 2015-2018

UFPI PLANO DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL/ 2015-2018 Hospital de ensino, com funcionamento 24 horas, inaugurado em 09 de setembro de 2003. - Atende ao ensino de graduação em Medicina Veterinária - Pós-graduação - Execução das atividades dos Programas de

Leia mais

EDITAL Nº 01/COREMU/UFRA/2016 ANEXO III ROTEIRO DA PROVA PRÁTICA ESPECÍFICA POR ÁREA

EDITAL Nº 01/COREMU/UFRA/2016 ANEXO III ROTEIRO DA PROVA PRÁTICA ESPECÍFICA POR ÁREA UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DA AMAZÔNIA PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO COMISSÃO DE RESIDÊNCIA MULTIPROFISSIONAL EM ÁREA PROFISSIONAL DE SAÚDE EM MEDICINA VETERINÁRIA EDITAL Nº 01/COREMU/UFRA/2016

Leia mais

REGIMENTO INTERNO HOSPITAL VETERINÁRIO UNIMAR

REGIMENTO INTERNO HOSPITAL VETERINÁRIO UNIMAR REGIMENTO INTERNO HOSPITAL VETERINÁRIO UNIMAR O Coordenador do Curso de Medicina Veterinária da Universidade de Marília UNIMAR, no uso de suas atribuições legais, expede o presente regimento, regulamentando

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO

UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO Pelo presente edital, estarão abertas as inscrições, no período de 18 de novembro a 02 de dezembro de 2011, para o processo de seleção do Programa

Leia mais

RAIOS-X. preto. cinza. branco. AR Gordura Osso

RAIOS-X. preto. cinza. branco. AR Gordura Osso RAIOS-X AR Gordura Osso preto cinza branco Radiotransparente Radiopaco Imagens formadas pelas diferentes DENSIDADES radiográficas GÁS GORDURA TECIDOS MOLES/ ÁGUA OSSO Radiologia torácica Primeira opção

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE MEDICINA VETERINÁRIA DISCIPLINAS OBRIGATÓRIAS

MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE MEDICINA VETERINÁRIA DISCIPLINAS OBRIGATÓRIAS MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE MEDICINA VETERINÁRIA DISCIPLINAS OBRIGATÓRIAS DISCIPLINA UNIDADE PRÉ-REQUISITO CH SEMANAL CH SEMESTRAL TEO PRA TEO PRA 1. Administração Rural EA Economia Rural 2 1 32 16 48

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DO HOSPITAL VETERINÁRIO DA ESCOLA DE VETERINÁRIA E ZOOTECNIA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS

REGIMENTO INTERNO DO HOSPITAL VETERINÁRIO DA ESCOLA DE VETERINÁRIA E ZOOTECNIA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS REGIMENTO INTERNO DO HOSPITAL VETERINÁRIO DA ESCOLA DE VETERINÁRIA E ZOOTECNIA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS APROVADO PELO CONSELHO DIRETOR EM SESSÃO DE 15/12/2011 TÍTULO I DA POLÍTICA, DOS OBJETIVOS

Leia mais

3. Abrangência Esse serviço será prestado nas principais capitais brasileiras e em cidades da Grande São Paulo e Grande Rio de Janeiro.

3. Abrangência Esse serviço será prestado nas principais capitais brasileiras e em cidades da Grande São Paulo e Grande Rio de Janeiro. Assistência Pet 1. EMPRESA CONTRATADA A Assistência Pet refere-se ao pacote de serviços contratado pelo Zurich Santander Brasil Seguros S.A., com a empresa USS Soluções Gerenciadas Ltda., CNPJ 01.979.936/0001-79

Leia mais

Você sabia que uma das áreas mais promissoras. o setor de diagnóstico por imagem? E como na medicina humana, o serviço de

Você sabia que uma das áreas mais promissoras. o setor de diagnóstico por imagem? E como na medicina humana, o serviço de Radiologia Aplicada na Medicina Veterinária Profa. Ass. Dra. Luciana Del Rio Pinoti Ciarlini Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho Departamento de Clínica, Cirurgia e Reprodução Animal

Leia mais

CARCINOMA MAMÁRIO COM METÁSTASE PULMONAR EM FELINO RELATO DE CASO

CARCINOMA MAMÁRIO COM METÁSTASE PULMONAR EM FELINO RELATO DE CASO CARCINOMA MAMÁRIO COM METÁSTASE PULMONAR EM FELINO RELATO DE CASO HOFFMANN, Martina L. 1 ; MARTINS, Danieli B. 2 ; FETT, Rochana R. 3 Palavras-chave: Carcinoma. Felino. Quimioterápico. Introdução O tumor

Leia mais

CAPÍTULO I DO ÓRGÃO E SUA FINALIDADES

CAPÍTULO I DO ÓRGÃO E SUA FINALIDADES REGIMENTO INTERNO DO HOSPITAL VETERINÁRIO [adaptação à Resolução 11/98 do Conselho Universitário, de 3 de dezembro de 1998] (Aprovado em reunião da Congregação em 15-04-99 e reformulado em 27-10-2000 atendendo

Leia mais

Residência em Patologia Veterinária

Residência em Patologia Veterinária Residência em Patologia Veterinária Paulo César Maiorka Departamento de Patologia FMVZ-USP I Seminário Nacional de Residência em Medicina Veterinária CFMV 16-17 junho 2008 - São Paulo Na Resolução nº 824,

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR. Patologia Clínica Veterinária

MATRIZ CURRICULAR. Patologia Clínica Veterinária MATRIZ CURRICULAR No Quadro II está apresentada a estrutura curricular do Curso de Medicina Veterinária da FATENE, distribuída de acordo com os conteúdos essenciais profissionais, definidos pelo Parecer

Leia mais

disponibilidade do proprietário. Em geral, a melhor forma de profilaxia consiste na escovação dentária diária em animais de pequeno porte e, três

disponibilidade do proprietário. Em geral, a melhor forma de profilaxia consiste na escovação dentária diária em animais de pequeno porte e, três Perfil do proprietário de cães e gatos da cidade de Jataí GO em relação aos cuidados odontológicos de seus animais RESENDE, Lara Gisele¹; PAIVA, Jacqueline de Brito¹; ARAÚJO, Diego Pereira¹; CARVALHO,

Leia mais

GUIDELINES ACESSO ÀS PLATAFORMAS ORDEM DOS MÉDICOS VETERINÁRIOS

GUIDELINES ACESSO ÀS PLATAFORMAS ORDEM DOS MÉDICOS VETERINÁRIOS GUIDELINES ACESSO ÀS PLATAFORMAS ORDEM DOS MÉDICOS VETERINÁRIOS OMV-TV PLATAFORMA DE ENSINO E-LEARNING SOBRE PROCEDIMENTOS CLÍNICOS, MÉDICOS E CIRÚRGICOS A OMV-TV está organizada numa área aberta ao público

Leia mais

HORÁRIO DE AULA - MEDICINA VETERINÁRIA

HORÁRIO DE AULA - MEDICINA VETERINÁRIA HORÁRIO DE AULA - MEDICINA VETERINÁRIA 2º PERÍODO DIA ENTRADA E SAÍDA DISCIPLINA TIT. DOCENTE SALA SEGUNDA FEIRA 8H ÀS 11H:15MIN HISTOLOGIA ESPECIAL - AULA TEÓRICA MSC. RODOLFO 67 SEGUNDA FEIRA 11H:15MIN

Leia mais

04, 05, 25, 26 de Outubro 2014

04, 05, 25, 26 de Outubro 2014 04, 05, 25, 26 de Outubro 2014 Resumo sobre o Curso Nosso curso será divido em 2 Módulos complementares com 5 palestrantes experientes, atualizados, com graduações internacionais e atuantes na área de

Leia mais

DESCRIÇÃO DO PRODUTO ASSISTÊNCIA A ANIMAIS DE ESTIMAÇÃO - PET

DESCRIÇÃO DO PRODUTO ASSISTÊNCIA A ANIMAIS DE ESTIMAÇÃO - PET DESCRIÇÃO DO PRODUTO ASSISTÊNCIA A ANIMAIS DE ESTIMAÇÃO - PET DEFINIÇÕES Usuário: é a pessoa física titular de plano de Assistência a Animais de Estimação - Pet, contratado junto à Contratante. Animal

Leia mais

Mostra de Projetos 2011. Programa Municipal de Controle Ético da População Canina e Felina

Mostra de Projetos 2011. Programa Municipal de Controle Ético da População Canina e Felina Mostra de Projetos 2011 Programa Municipal de Controle Ético da População Canina e Felina Mostra Local de: São José dos Pinhais Categoria do projeto: I - Projetos em implantação, com resultados parciais

Leia mais

FLUXOGRAMA DO CURSO DE BACHARELADO EM MEDICINA VETERINÁRIA 2011.2

FLUXOGRAMA DO CURSO DE BACHARELADO EM MEDICINA VETERINÁRIA 2011.2 FLUXOGRAMA DO CURSO DE BACHARELADO EM MEDICINA VETERINÁRIA 2011.2 1 SEMESTRE DISCIPLINA TEORICA PRÁTICA C/H CR 1. Ecologia e Manejo Ambiental 60-60 04 2. Informática Básica 30-30 02 3. Sociologia Rural

Leia mais

03,04, 24 e 25 de Outubro 2015

03,04, 24 e 25 de Outubro 2015 03,04, 24 e 25 de Outubro 2015 Resumo sobre o Curso Nosso curso será divido em 2 Módulos complementares com 4 palestrantes experientes, atualizados, com graduações internacionais e atuantes na área de

Leia mais

QUESTIONÁRIO DE CONSULTA PARA IMPLANTAÇÃO DO PROGRAMA DE APERFEIÇOAMENTO EM ULTRASSONOGRAFIA

QUESTIONÁRIO DE CONSULTA PARA IMPLANTAÇÃO DO PROGRAMA DE APERFEIÇOAMENTO EM ULTRASSONOGRAFIA QUESTIONÁRIO DE CONSULTA PARA IMPLANTAÇÃO DO PROGRAMA DE APERFEIÇOAMENTO EM ULTRASSONOGRAFIA INSTITUIÇÃO ENDEREÇO CIDADE ESTADO CEP TELEFONE ( ) FAX ( ) E-MAIL: SITE: CNPJ: INSCRIÇÃO ESTADUAL: INSCRIÇÃO

Leia mais

1. OBJETIVO DO SERVIÇO O Pet Assistência tem por objetivo proporocionar o atendimento a um conjunto de assistência a seus animais domésticos.

1. OBJETIVO DO SERVIÇO O Pet Assistência tem por objetivo proporocionar o atendimento a um conjunto de assistência a seus animais domésticos. 1. OBJETIVO DO SERVIÇO O Pet Assistência tem por objetivo proporocionar o atendimento a um conjunto de assistência a seus animais domésticos. A quantidade de animais de estimação não será limitada, podendo

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO HOSPITAL VETERINÁRIO

UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO HOSPITAL VETERINÁRIO UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO HOSPITAL VETERINÁRIO Petrolina Junho de 2013 CONTATO E-mail: hvet@univasf.edu.br Endereço: Rod. BR 407, km 12, Proj. de Irrigação Sen. Nilo Coelho, s/nº -

Leia mais

FUNDAÇÃO CULTURAL E DE FOMENTO À PESQUISA, ENSINO E EXTENSÃO.

FUNDAÇÃO CULTURAL E DE FOMENTO À PESQUISA, ENSINO E EXTENSÃO. EDITAL FADEX, DE 02 DE JULHO DE 2015. PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA CURSO DE EXTENSÃO ACADÊMICA EM MEDICINA VETERINÁRIA A Coordenação do Projeto I Ciclo de Estudos em Medicina Veterinária (Contrato

Leia mais

ASSISTÊNCIA ANIMAIS DE ESTIMAÇÃO

ASSISTÊNCIA ANIMAIS DE ESTIMAÇÃO ASSISTÊNCIA ANIMAIS DE ESTIMAÇÃO O objeto da assistência animais é prestar atendimento aos cães e gatos de estimação do Segurado, em caso de doença ou acidente, conforme condições abaixo e abrangência

Leia mais

29, 30 e 31 de Maio 2015

29, 30 e 31 de Maio 2015 29, 30 e 31 de Maio 2015 Resumo sobre o Curso Nosso curso será divido em 3 Módulos complementares com 3 palestrantes experientes, atualizados, com graduações internacionais e atuantes na área de Reabilitação

Leia mais

SELEÇÃO EXTERNA DE PROFESSORES. Curso de Medicina EDITAL DE SELEÇÃO

SELEÇÃO EXTERNA DE PROFESSORES. Curso de Medicina EDITAL DE SELEÇÃO SELEÇÃO EXTERNA DE PROFESSORES Curso de Medicina EDITAL DE SELEÇÃO A coordenadora do curso de Medicina, Profa. Alessandra Duarte Clarizia, nos termos das regras fixadas pela Pró-Reitoria de Graduação do

Leia mais

HOSPITAL VETERINÁRIO

HOSPITAL VETERINÁRIO HOSPITAL VETERINÁRIO Histórico O HV iniciou suas atividades em 0909/76, sendo reconhecido como Órgão Suplementar da UEL em 07/06/78 pela Resolução CU 467/78. Sua estrutura administrativa foi criada através

Leia mais

RADIOGRAFIA ABDOMINAL. Profª Drª Naida Cristina Borges

RADIOGRAFIA ABDOMINAL. Profª Drª Naida Cristina Borges RADIOGRAFIA ABDOMINAL Profª Drª Naida Cristina Borges Produção de Radiografias Diagnósticas Preparo adequado jejum/enema Pausa da inspiração evita o agrupamento das vísceras Indicações para a Radiologia

Leia mais

EDlTAL N.o 002/12 - Lato sensu Modalidade: Residência Medica - Veterinária

EDlTAL N.o 002/12 - Lato sensu Modalidade: Residência Medica - Veterinária MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAuí PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO COORDENADORIA GERAL DE PÓS-GRADUAÇÃO Campos Universitários "Ministro Petrônio Portela" - Bairro Ininga -SG

Leia mais

ESTUDO RETROSPECTIVO DOS TUMORES MAMÁRIOS EM CANINOS E FELINOS ATENDIDOS NO HOSPITAL VETERINÁRIO DA FAMED ENTRE 2003 A 2007.

ESTUDO RETROSPECTIVO DOS TUMORES MAMÁRIOS EM CANINOS E FELINOS ATENDIDOS NO HOSPITAL VETERINÁRIO DA FAMED ENTRE 2003 A 2007. REVISTA CIENTÍFICA ELETRÔNICA DE MEDICINA VETERINÁRIA - ISSN 1679-7353 PUBLICAÇÃO CI ENTÍFICA DA FACULDADE DE MEDICINA VETERINÁRIA E ZOOTECNIA DE GARÇA/FAMED ANO IV, NÚMERO, 08, JANEIRO DE 2007. PERIODICIDADE:

Leia mais

REGIMENTO DO HOSPITAL VETERINÁRIO DA FACULDADE DE MEDICINA VETERINÁRIA E ZOOTECNIA DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO. CAPÍTULO I Dos objetivos

REGIMENTO DO HOSPITAL VETERINÁRIO DA FACULDADE DE MEDICINA VETERINÁRIA E ZOOTECNIA DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO. CAPÍTULO I Dos objetivos REGIMENTO DO HOSPITAL VETERINÁRIO DA FACULDADE DE MEDICINA VETERINÁRIA E ZOOTECNIA DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO CAPÍTULO I Dos objetivos Artigo 1º - O Hospital-Escola Veterinário (HOVET) é órgão anexo

Leia mais

Uma área em expansão. Radiologia

Uma área em expansão. Radiologia Uma área em expansão Conhecimento especializado e treinamento em novas tecnologias abrem caminho para equipes de Enfermagem nos serviços de diagnóstico por imagem e radiologia A atuação da Enfermagem em

Leia mais

CLÍNICA E CIRURGIA DE PEQUENOS ANIMAIS

CLÍNICA E CIRURGIA DE PEQUENOS ANIMAIS Universidade Federal do Rio Grande do Sul Faculdade de Veterinária RESIDÊNCIA EM MEDICINA VETERINÁRIA CLÍNICA E CIRURGIA DE PEQUENOS ANIMAIS Prof. Marcelo Meller Alievi Coordenador do PRMV FACULDADE DE

Leia mais

II SIMPÓSIO NACIONAL DE FORMAÇÃO E EDUCACAO CONTINUADA EM MEDICINA VETERINÁRIA ESCOLA SUPERIOR SÃO FRANCISCO DE ASSIS - ESFA

II SIMPÓSIO NACIONAL DE FORMAÇÃO E EDUCACAO CONTINUADA EM MEDICINA VETERINÁRIA ESCOLA SUPERIOR SÃO FRANCISCO DE ASSIS - ESFA II SIMPÓSIO NACIONAL DE FORMAÇÃO E EDUCACAO CONTINUADA EM MEDICINA VETERINÁRIA ESCOLA SUPERIOR SÃO FRANCISCO DE ASSIS - ESFA Caracterização: A formação continuada é uma maneira de complementar a formação

Leia mais

PUBVET, Publicações em Medicina Veterinária e Zootecnia.

PUBVET, Publicações em Medicina Veterinária e Zootecnia. PUBVET, Publicações em Medicina Veterinária e Zootecnia. Tratamento endodôntico em Gato Doméstico (Felis Catus): Relato de caso Jaime Sardá Aramburú Junior 1, Cristiano Gomes 2, Ney Luis Pippi 3, Paulo

Leia mais

PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM DIAGNÓSTICO POR IMAGEM DO TÓRAX

PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM DIAGNÓSTICO POR IMAGEM DO TÓRAX PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM DIAGNÓSTICO POR IMAGEM DO TÓRAX 1. Nome do Curso e Área de Conhecimento: Curso de Especialização em Diagnóstico por Imagem do Tórax 4.01.00.00-6

Leia mais

1º PERÍODO A: MEDICINA VETERINÁRIA HORA 2ª FEIRA 3ª FEIRA 4ª FEIRA 5ª FEIRA 6ª FEIRA. Citologia e Histologia

1º PERÍODO A: MEDICINA VETERINÁRIA HORA 2ª FEIRA 3ª FEIRA 4ª FEIRA 5ª FEIRA 6ª FEIRA. Citologia e Histologia 1 1º PERÍODO A: MEDCNA VETERNÁRA HORA 2ª FERA 3ª FERA 4ª FERA 5ª FERA 6ª FERA Anatomia descritiva Citologia e Histologia ntrod. à Med. Vet. e Ciências Humanas e Deontologia Sociais domésticos Anatomia

Leia mais

Diagnóstico Precoce de Prenhez

Diagnóstico Precoce de Prenhez UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CEARÁ FACULDADE DE VETERINÁRIA BIOTECNOLOGIA DA REPRODUÇÃO ANIMAL Diagnóstico Precoce de Prenhez Vicente José de F. Freitas Laboratório de Fisiologia e Controle da Reprodução www.uece.br/lfcr

Leia mais

PROJETO DE ACOMPANHAMENTO CLÍNICO E CIRÚRGICO EM GRANDES ANIMAIS

PROJETO DE ACOMPANHAMENTO CLÍNICO E CIRÚRGICO EM GRANDES ANIMAIS PROJETO DE ACOMPANHAMENTO CLÍNICO E CIRÚRGICO EM GRANDES ANIMAIS Área Temática: Trabalho Joandes Henrique Fonteque 1 (Coordenador da Ação de Extensão) Arthur Petroli 2 Josiane Olivo Bongiolo 3 Palavras

Leia mais

Rodrigo Felix Lana Curriculum Vitae

Rodrigo Felix Lana Curriculum Vitae Rodrigo Felix Lana Curriculum Vitae Fevereiro/2015 Rodrigo Felix Lana Curriculum Vitae Dados pessoais Nome Rodrigo Felix Lana Nome em citações bibliográficas LANA, R F Nascimento 27/09/1989 - Viçosa/MG

Leia mais

CONTROLE POPULACIONAL DE CÃES E GATOS POR MEIO DE ESTERILIZAÇÃO CIRÚRGICA E EDUCAÇÃO PARA POSSE RESPONSÁVEL

CONTROLE POPULACIONAL DE CÃES E GATOS POR MEIO DE ESTERILIZAÇÃO CIRÚRGICA E EDUCAÇÃO PARA POSSE RESPONSÁVEL CONTROLE POPULACIONAL DE CÃES E GATOS POR MEIO DE ESTERILIZAÇÃO CIRÚRGICA E EDUCAÇÃO PARA POSSE RESPONSÁVEL BUQUERA, Luiz Eduardo C. 1 COSTEIRA, Jessica A. 2 FERREIRA, Rafael de L. 3 BASTOS, Rodolfo M.

Leia mais

DISCIPLINA. Anatomia Descritiva Animais Domésticos I 40 40 80 Citologia 30 10 40

DISCIPLINA. Anatomia Descritiva Animais Domésticos I 40 40 80 Citologia 30 10 40 1º ANO 1º SEMESTRE Anatomia Descritiva Animais Domésticos I Citologia Bioquímica I Conservação dos Recursos Naturais Genética Animal Básica Microbiologia Veterinária I Bioestatística aplicada a Medicina

Leia mais

INCIDÊNCIA DE METÁSTASE PULMONAR EM CADELAS DIAGNOSTICADAS COM TUMORES DE GLÂNDULA MAMÁRIA

INCIDÊNCIA DE METÁSTASE PULMONAR EM CADELAS DIAGNOSTICADAS COM TUMORES DE GLÂNDULA MAMÁRIA V EPCC Encontro Internacional de Produção Científica Cesumar 23 a 26 de outubro de 2007 INCIDÊNCIA DE METÁSTASE PULMONAR EM CADELAS DIAGNOSTICADAS COM TUMORES DE GLÂNDULA MAMÁRIA Marcela Nunes Liberati

Leia mais

043765 S/SUBVISA/SVFSZ/UJV Unidade de Diagnóstico, Vigilância, Fiscalização Sanitária e Medicina Veterinária Jorge Vaitsman

043765 S/SUBVISA/SVFSZ/UJV Unidade de Diagnóstico, Vigilância, Fiscalização Sanitária e Medicina Veterinária Jorge Vaitsman DO de 08/08/13 NOVA ESTRUTURA 043765 S/SUBVISA/SVFSZ/UJV Unidade de Diagnóstico, Vigilância, Fiscalização Sanitária e Medicina Veterinária Jorge Vaitsman Cumprir e fazer cumprir no Município do Rio de

Leia mais

Proposta Programa Saúde Sob Medida Check up diferenciado ABGS

Proposta Programa Saúde Sob Medida Check up diferenciado ABGS Proposta Programa Saúde Sob Medida Check up diferenciado ABGS 1 Informações da proposta Nossa proposta é composta por um Check Up Completo, Check up Feminino e Avaliação Esportiva direcionada aos associados

Leia mais

Convidamos os melhores profissionais e palestrantes na área de Reabilitação Animal e Neurologia Veterinária do Brasil

Convidamos os melhores profissionais e palestrantes na área de Reabilitação Animal e Neurologia Veterinária do Brasil Resumo sobre o Curso Nosso curso será divido em 4 Módulos. Convidamos os principais nomes na área de Fisioterapia, e Neurologia e Ortopedia Veterinária da atualidade! Todos nossos palestrantes são veterinários

Leia mais

CAPÍTULO 2 CÂNCER DE MAMA: AVALIAÇÃO INICIAL E ACOMPANHAMENTO. Ana Flavia Damasceno Luiz Gonzaga Porto. Introdução

CAPÍTULO 2 CÂNCER DE MAMA: AVALIAÇÃO INICIAL E ACOMPANHAMENTO. Ana Flavia Damasceno Luiz Gonzaga Porto. Introdução CAPÍTULO 2 CÂNCER DE MAMA: AVALIAÇÃO INICIAL E ACOMPANHAMENTO Ana Flavia Damasceno Luiz Gonzaga Porto Introdução É realizada a avaliação de um grupo de pacientes com relação a sua doença. E através dele

Leia mais

PLANO DE ATIVIDADES PRÁTICAS E TEÓRICO-PRÁTICAS DE FORMAÇÃO PROFISSIONAL - ANO DE 2013

PLANO DE ATIVIDADES PRÁTICAS E TEÓRICO-PRÁTICAS DE FORMAÇÃO PROFISSIONAL - ANO DE 2013 1 UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA UFSM/RS PRO-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE CCS PROGRAMAS DE RESIDÊNCIA MULTIPROFISSIONAL E EM ÁREA PROFISSIONAL DA SAÚDE-MEDICINA VETERINARIA

Leia mais

Como escolher um método de imagem? - Dor abdominal. Aula Prá:ca Abdome 1

Como escolher um método de imagem? - Dor abdominal. Aula Prá:ca Abdome 1 Como escolher um método de imagem? - Dor abdominal Aula Prá:ca Abdome 1 Obje:vos Entender como decidir se exames de imagem são necessários e qual o método mais apropriado para avaliação de pacientes com

Leia mais

Programa de Especialização Cirurgia do Quadril (R4) Treinamento Avançado em Cirurgia do Quadril. Goiânia GO / Maio de 2015.

Programa de Especialização Cirurgia do Quadril (R4) Treinamento Avançado em Cirurgia do Quadril. Goiânia GO / Maio de 2015. SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE DO ESTADO DE GOIÁS HOSPITAL DE URGÊNCIA DE GOIÂNIA (HUGO) / HOSPITAL GERAL DE GOIÂNIA ALBERTO RASSI () SERVIÇO DE ORTOPEDIA E TRAUMATOLOGIA / SERVIÇO DE CIRURGIA DO QUADRIL

Leia mais

Programa de Aprimoramento em Medicina Veterinária - Hospital Veterinário UEM campus Umuarama Fundação Araucária

Programa de Aprimoramento em Medicina Veterinária - Hospital Veterinário UEM campus Umuarama Fundação Araucária Programa de Aprimoramento em Medicina Veterinária - Hospital Veterinário UEM campus Umuarama Fundação Araucária Edital de abertura de inscrições para provimento das vagas do Programa de Aprimoramento em

Leia mais

XXIII CONGRESSO DE PÓS-GRADUAÇÃO DA UFLA

XXIII CONGRESSO DE PÓS-GRADUAÇÃO DA UFLA CONTRIBUIÇÃO DA ULTRASSONOGRAFIA NO DIAGNÓSTICO DE LITÍASES EM URETRA PENIANA EM UM SCHNAUZER: RELATO DE CASO NATHALIA BRANT MALTA SALGUEIRO 1, PATRÍCIA DE CASTRO STEHLING 2, PAULA LAISE RIBEIRO DE OLIVEIRA

Leia mais

HOSPITAL VETERINÁRIO

HOSPITAL VETERINÁRIO HOSPITAL VETERINÁRIO Histórico O curso de Graduação em Medicina Veterinária na Universidade Estadual de Londrina se iniciou em 1973 com o vestibular e a 1ª turma de 2 alunos. Até a 3ª turma o número de

Leia mais

Aula 4: TÉCNICA RADIOGRÁFICA INTRA-ORAL

Aula 4: TÉCNICA RADIOGRÁFICA INTRA-ORAL Aula 4: TÉCNICA RADIOGRÁFICA INTRA-ORAL Técnicas Radiográficas Periapical Exame do dente e osso alveolar que o rodeia; Interproximal Diagnóstico de cáries proximais, excessos marginais de restaurações;

Leia mais

PLANO DE ATIVIDADES NOS PRMV

PLANO DE ATIVIDADES NOS PRMV II SEMINÁRIO BRASILEIRO DE RESIDÊNCIA EM MEDICINA VETERINÁRIA - CNRMV-CFMV PLANO DE ATIVIDADES NOS PRMV PROF. DR. ANTONIO JOSÉ DE ARAUJO AGUIAR CRMV-SP 4982 NO INÍCIO DOS ANOS 1970 Importância do PRMV

Leia mais

Por: Leonardo Alex Passo de Paulo PLANO DE ENSINO 1 - INSTITUIÇÃO DE ENSINO: SOLVET DIAGNÓSTICOS VETERINÁRIOS

Por: Leonardo Alex Passo de Paulo PLANO DE ENSINO 1 - INSTITUIÇÃO DE ENSINO: SOLVET DIAGNÓSTICOS VETERINÁRIOS Por: Leonardo Alex Passo de Paulo PLANO DE ENSINO 1 - INSTITUIÇÃO DE ENSINO: SOLVET DIAGNÓSTICOS VETERINÁRIOS Estilo do curso: Curso de extensão para capacitação profissional CURSO: Título do curso: "Curso

Leia mais

Seminário: "TURISMO DE SAÚDE NO BRASIL: MERCADO EM ASCENSÃO"

Seminário: TURISMO DE SAÚDE NO BRASIL: MERCADO EM ASCENSÃO Seminário: "TURISMO DE SAÚDE NO BRASIL: MERCADO EM ASCENSÃO" FLEURY LINHA DO TEMPO Uma história de sucesso Uma história de sucesso Uma história de sucesso Uma história de sucesso Uma história de sucesso

Leia mais

CIRURGIA TORÁCICA Prof. André Lacerda de Abreu Oliveira- MV, Msc,PhD Prof. de Cirurgia da UENF INTRODUÇÃO

CIRURGIA TORÁCICA Prof. André Lacerda de Abreu Oliveira- MV, Msc,PhD Prof. de Cirurgia da UENF INTRODUÇÃO Page 1 of 6 CIRURGIA TORÁCICA Prof. André Lacerda de Abreu Oliveira- MV, Msc,PhD Prof. de Cirurgia da UENF INTRODUÇÃO A cirurgia torácica em pequenos animais não tem sido realizada com rotina na prática

Leia mais

INFORME UVV-ES Nº10 22-28/04 de 2013 UVV POST. Publicação semanal interna Universidade Vila Velha - ES Produto da Comunicação Institucional

INFORME UVV-ES Nº10 22-28/04 de 2013 UVV POST. Publicação semanal interna Universidade Vila Velha - ES Produto da Comunicação Institucional UVV POST Publicação semanal interna Universidade Vila Velha - ES Produto da Comunicação Institucional FOMENTO À PESQUISA Estão abertas as inscrições de propostas provenientes dos Programas de Pós-Graduação

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO 03/2015-EBSERH/HU-UFJF ANEXO II DO EDITAL Nº 02 - EBSERH - ÁREA MÉDICA, DE 06 DE MARÇO DE 2015 RELAÇÃO DE EMPREGOS E REQUISITOS

CONCURSO PÚBLICO 03/2015-EBSERH/HU-UFJF ANEXO II DO EDITAL Nº 02 - EBSERH - ÁREA MÉDICA, DE 06 DE MARÇO DE 2015 RELAÇÃO DE EMPREGOS E REQUISITOS CONCURSO PÚBLICO 03/2015-EBSERH/HU-UFJF ANEXO II DO EDITAL Nº 02 - EBSERH - ÁREA MÉDICA, DE 06 DE MARÇO DE 2015 RELAÇÃO DE EMPREGOS E REQUISITOS Código Especialidade Requisitos 006 Médico - Anestesiologia

Leia mais

Ricardo Felix Lana Curriculum Vitae

Ricardo Felix Lana Curriculum Vitae Ricardo Felix Lana Curriculum Vitae Março/2015 Ricardo Felix Lana Curriculum Vitae Dados pessoais Nome Ricardo Felix Lana Nome em citações bibliográficas LANA, R F Nascimento 27/09/1989 - Viçosa/MG - Brasil

Leia mais

PLANO DE ATIVIDADES PRÁTICAS E TEÓRICO-PRATICAS DE FORMAÇÃO PROFISSIONAL - ANO DE 2013

PLANO DE ATIVIDADES PRÁTICAS E TEÓRICO-PRATICAS DE FORMAÇÃO PROFISSIONAL - ANO DE 2013 UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA UFSM/RS PRO-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE CCS PROGRAMAS DE RESIDÊNCIA MULTIPROFISSIONAL E EM ÁREA PROFISSIONAL DA SAÚDE-MEDICINA VETERINARIA

Leia mais

Sistema de Controle Acadêmico. Grade Curricular. Curso : MEDICINA VETERINÁRIA. CRÉDITOS Obrigatórios: 249 Optativos: 12.

Sistema de Controle Acadêmico. Grade Curricular. Curso : MEDICINA VETERINÁRIA. CRÉDITOS Obrigatórios: 249 Optativos: 12. Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro Pró-reitoria de Graduação - DAARG DRA - Divisão de Registros Acadêmicos Sistema de Controle Acadêmico Grade Curricular 30/01/2014-13:10:25 Curso : MEDICINA

Leia mais

IMPORTÂNCIA DA SAÚDE ORAL DOS PEQUENOS ANIMAIS. Palavras chave: Cão, Neoplasia oral, Odontologia Veterinária, Periodontite.

IMPORTÂNCIA DA SAÚDE ORAL DOS PEQUENOS ANIMAIS. Palavras chave: Cão, Neoplasia oral, Odontologia Veterinária, Periodontite. IMPORTÂNCIA DA SAÚDE ORAL DOS PEQUENOS ANIMAIS FELGA, Helena da Cunha 1 ; GUIMARÃES, Patrícia Lorena da Silva Neves 2 Palavras chave: Cão, Neoplasia oral, Odontologia Veterinária, Periodontite. Justificativa

Leia mais

42º Congresso Bras. de Medicina Veterinária e 1º Congresso Sul-Brasileiro da ANCLIVEPA - 31/10 a 02/11 de 2015 - Curitiba - PR 1

42º Congresso Bras. de Medicina Veterinária e 1º Congresso Sul-Brasileiro da ANCLIVEPA - 31/10 a 02/11 de 2015 - Curitiba - PR 1 1 RAPHAEL CARDOSO CLIMACO¹, MAIRA SANTOS SEVERO CLIMACO 2, CAMILA CAROLINE CARLINI 3, WEMERSON DE SANTANA NERES 3, MORGANA OLIVEIRA EUGÊNIO 3 ¹Médico Veterinário, Centro Médico Veterinário Mr. Zoo, Aracaju,

Leia mais

Há momentos na vida em que os segundos parecem horas, principalmente quando o assunto é saúde. Por isso seriedade, qualidade e agilidade são

Há momentos na vida em que os segundos parecem horas, principalmente quando o assunto é saúde. Por isso seriedade, qualidade e agilidade são Há momentos na vida em que os segundos parecem horas, principalmente quando o assunto é saúde. Por isso seriedade, qualidade e agilidade são fundamentais no processo de um laboratório, levando até cada

Leia mais

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo Pág. 7. Cronograma de Aulas Pág. 9. Coordenação Programa e metodologia; Investimento

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo Pág. 7. Cronograma de Aulas Pág. 9. Coordenação Programa e metodologia; Investimento 1 SUMÁRIO Sobre o curso Pág. 3 Coordenação Programa e metodologia; Investimento 3 4 6 Etapas do Processo Seletivo Pág. 7 Matrícula 9 Cronograma de Aulas Pág. 9 2 PÓS-GRADUAÇÃO EM BIOMEDICINA NO DIAGNÓSTICO

Leia mais

TRATO RESPIRATÓRIO. Prof a Dr a Naida Cristina Borges

TRATO RESPIRATÓRIO. Prof a Dr a Naida Cristina Borges TRATO RESPIRATÓRIO Prof a Dr a Naida Cristina Borges Trato respiratório Trato respiratório ANTERIOR TÓRAX Sinais clínicos!!! Diagnóstico Trato Respiratório Anterior Trato Respiratório Anterior Caracterização

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE MEDICINA VETERINÁRIA INSTITUTO FEDERAL DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO AMAZONAS - Campus Zona Leste

MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE MEDICINA VETERINÁRIA INSTITUTO FEDERAL DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO AMAZONAS - Campus Zona Leste INSTITUTO FEDERAL DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO AMAZONAS - Campus Zona Leste CICLO DE FUNDAMENTAÇÃO 1º. Semestre Semestre 442 h/ semanal 26 h EIXO TEMÁTICO Eixo DISCIPLINAS disciplinas Tipo INTRODUÇÃO A ATIVIDADE

Leia mais

GRUPO HOSPITALAR CONCEIÇÃO SERVIÇO DE SAÚDE COMUNITÁRIA APOIO TÉCNICO EM MONITORAMENTO E AVALIAÇÃO

GRUPO HOSPITALAR CONCEIÇÃO SERVIÇO DE SAÚDE COMUNITÁRIA APOIO TÉCNICO EM MONITORAMENTO E AVALIAÇÃO GRUPO HOSPITALAR CONCEIÇÃO SERVIÇO DE SAÚDE COMUNITÁRIA APOIO TÉCNICO EM MONITORAMENTO E AVALIAÇÃO EXPERIÊNCIAS DE ORGANIZAÇÃO DO CUIDADO EM SAÚDE Abordagem integrada na atenção as pessoas com HAS, DM

Leia mais

Bacharelado em Medicina Veterinária

Bacharelado em Medicina Veterinária Bacharelado em Medicina Veterinária INFORMAÇÕES Duração do Curso: 05 anos (10 semestres) Horário: Manhã Número de Vagas: 100 anuais Coordenador: Profº Dr. Carlos Tadeu Bandeira de Lavor O CURSO O Curso

Leia mais

PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM PNEUMOLOGIA Ato de Oficialização: ATA de 12.03.1992 Conselho Departamental

PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM PNEUMOLOGIA Ato de Oficialização: ATA de 12.03.1992 Conselho Departamental PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM PNEUMOLOGIA Ato de Oficialização: ATA de 12.03.1992 Conselho Departamental 1. Nome do Curso e Área de Conhecimento: Curso de Especialização em

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO 06/2015-EBSERH/HC-UFG ANEXO II DO EDITAL Nº 02 - EBSERH - ÁREA MÉDICA, DE 16 DE JULHO DE 2015 RELAÇÃO DE EMPREGOS E REQUISITOS

CONCURSO PÚBLICO 06/2015-EBSERH/HC-UFG ANEXO II DO EDITAL Nº 02 - EBSERH - ÁREA MÉDICA, DE 16 DE JULHO DE 2015 RELAÇÃO DE EMPREGOS E REQUISITOS CONCURSO PÚBLICO 06/2015-EBSERH/HC-UFG ANEXO II DO EDITAL Nº 02 - EBSERH - ÁREA MÉDICA, DE 16 DE JULHO DE 2015 RELAÇÃO DE EMPREGOS E REQUISITOS Código Especialidade Requisitos 004 Médico - Alergia e Imunologia

Leia mais

Easy PDF Creator is professional software to create PDF. If you wish to remove this line, buy it now.

Easy PDF Creator is professional software to create PDF. If you wish to remove this line, buy it now. Programa de Residência Médica em Alergia e Imunologia Clínica A - Objetivos gerais da ASBAI para o programa de Residência Médica em Alergia e Imunologia Clínica. 1- Aprimorar as habilidades técnicas, o

Leia mais

Raiva humana VS Componente Epidemiológico

Raiva humana VS Componente Epidemiológico GOVERNO DO DISTRITO FEDERAL Secretaria de Estado de Saúde do Distrito Federal Subsecretaria de Vigilância à Saúde Diretoria de Vigilância Epidemiológica Gerência de Vigilância Epidemiológica e Imunização

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE RONDÔNIA CAMPUS ROLIM DE MOURA CURSO DE MEDICINA VETERINÁRIA

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE RONDÔNIA CAMPUS ROLIM DE MOURA CURSO DE MEDICINA VETERINÁRIA 01. DADOS PROFESSOR: NAYCHE TORTATO VIEIRA ÁREA/DISCIPLINA (CÓDIGO): PATOLOGIA CLÍNICA VETERINÁRIA (VET30033) UNIDADE: ROLIM DE MOURA CARGA HORÁRIA SEMESTRAL: 80 HORAS CARGA HORÁRIA SEMANAL: 04 HORAS TURMA:

Leia mais

Procedimento x CBO. 02.11.08.004-7 GASOMETRIA (APOS OXIGENIO A 100 DURANTE A DIFUSAO ALVEOLO-CAPILAR) 223151 - Médico pneumologista

Procedimento x CBO. 02.11.08.004-7 GASOMETRIA (APOS OXIGENIO A 100 DURANTE A DIFUSAO ALVEOLO-CAPILAR) 223151 - Médico pneumologista Ministério da Saúde - MS Secretaria de Atenção à Saúde Tabela de Procedimentos, Medicamentos, Órteses, Próteses e Materiais Especiais do SUS 01.01.01.002-8 Procedimento x CBO ATIVIDADE EDUCATIVA / ORIENTACAO

Leia mais

PROGRAMA DE APRIMORAMENTO PROFISSIONAL EM MEDICINA VETERINÁRIA

PROGRAMA DE APRIMORAMENTO PROFISSIONAL EM MEDICINA VETERINÁRIA FUNDAÇÃO MUNICIPAL DE ENSINO SUPERIOR DE BRAGANÇA PAULISTA CURSO DE MEDICINA VETERINÁRIA EDITAL 03/2015 PROGRAMA DE APRIMORAMENTO PROFISSIONAL EM MEDICINA VETERINÁRIA O Programa de Aprimoramento Profissional

Leia mais

PORTARIA Nº 2.600, DE 21 DE OUTUBRO DE 2009 [...] ANEXO VI NORMAS PARA AUTORIZAÇÃO DE EQUIPES ESPECIALIZADAS E ESTABELECIMENTOS DE SAÚDE

PORTARIA Nº 2.600, DE 21 DE OUTUBRO DE 2009 [...] ANEXO VI NORMAS PARA AUTORIZAÇÃO DE EQUIPES ESPECIALIZADAS E ESTABELECIMENTOS DE SAÚDE PORTARIA Nº 2.600, DE 21 DE OUTUBRO DE 2009 Aprova o Regulamento Técnico do Sistema Nacional de Transplantes. [...] ANEXO VI NORMAS PARA AUTORIZAÇÃO DE EQUIPES ESPECIALIZADAS E ESTABELECIMENTOS DE SAÚDE

Leia mais

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo Pág. 5. Cronograma de Aulas. Coordenação Programa e metodologia; Investimento.

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo Pág. 5. Cronograma de Aulas. Coordenação Programa e metodologia; Investimento. SUMÁRIO Sobre o curso Pág. 3 Coordenação Programa e metodologia; Investimento Etapas do Processo Seletivo Pág. 5 Matrícula Cronograma de Aulas Pág. PÓS-GRADUAÇÃO EM ODONTOLOGIA HOSPITALAR Unidade Dias

Leia mais

FESURV UNIVERSIDADE DE RIO VERDE NÚCLEO DE ESTÁGIO DA FACULDADE DE MEDICINA VETERINÁRIA (NESTAVET) REGULAMENTO GERAL DE ESTÁGIOS

FESURV UNIVERSIDADE DE RIO VERDE NÚCLEO DE ESTÁGIO DA FACULDADE DE MEDICINA VETERINÁRIA (NESTAVET) REGULAMENTO GERAL DE ESTÁGIOS FESURV UNIVERSIDADE DE RIO VERDE NÚCLEO DE ESTÁGIO DA FACULDADE DE MEDICINA VETERINÁRIA (NESTAVET) REGULAMENTO GERAL DE ESTÁGIOS TÍTULO I NATUREZA CAPÍTULO I OBJETIVO Art. 1º Os estágios curriculares supervisionados

Leia mais

[251] 114. AVALIAÇÃO SISTEMÁTICA DE RADIOGRAFIAS DO TÓRAX

[251] 114. AVALIAÇÃO SISTEMÁTICA DE RADIOGRAFIAS DO TÓRAX [251] 114. AVALIAÇÃO SISTEMÁTICA DE RADIOGRAFIAS DO TÓRAX a. CONSIDERAÇÕES TÉCNICAS Exposição A aquisição adequada da radiografia de tórax é mais difícil que a de outras partes do corpo devido ao contraste

Leia mais

BANCO DE IMAGENS PARA O ESTUDO DA ANATOMIA HUMANA

BANCO DE IMAGENS PARA O ESTUDO DA ANATOMIA HUMANA 9. CONEX Apresentação Oral Resumo Expandido 1 ÁREA TEMÁTICA: (marque uma das opções) ( ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA (X) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( ) SAÚDE ( ) TRABALHO ( )

Leia mais

Página 1 de 4. Código Especialidade Requisitos

Página 1 de 4. Código Especialidade Requisitos CONCURSO PÚBLICO 12/2014-EBSERH/HU-UFMA ANEXO II DO EDITAL Nº 02 - EBSERH - ÁREA MÉDICA, DE 07 DE NOVEMBRO DE 2014 RELAÇÃO DE EMPREGOS E REQUISITOS RETIFICADO Código Especialidade Requisitos 801 Médico

Leia mais

Easy PDF Creator is professional software to create PDF. If you wish to remove this line, buy it now.

Easy PDF Creator is professional software to create PDF. If you wish to remove this line, buy it now. REQUISITOS MÍNIMOS DO PROGRAMA DE RESIDÊNCIA MÉDICA EM REUMATOLOGIA (R1 e R2) PRÉ REQUISITOS: 02 anos de Residência em Clínica Médica DURAÇÃO DO PROGRAMA: 02 anos INTRODUÇÃO A Reumatologia é uma especialidade

Leia mais

Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo. Banco de Tecidos Salvador Arena BANCO DE TECIDOS MÚSCULO-ESQUELÉTICOS Nº SNT 35205 SP 17

Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo. Banco de Tecidos Salvador Arena BANCO DE TECIDOS MÚSCULO-ESQUELÉTICOS Nº SNT 35205 SP 17 Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo BANCO DE TECIDOS MÚSCULO-ESQUELÉTICOS Nº SNT 35205 SP 17 ORIENTAÇÕES PARA CREDENCIAMENTO DE ESTABELECIMENTO PARA TRANSPLANTES Formular o processo de

Leia mais

Incentivo ao Aperfeiçoamento Clínico (PIAC).

Incentivo ao Aperfeiçoamento Clínico (PIAC). Buscando estreitar cada vez mais a relação e a parceria entre a Ourofino Saúde Animal e as instituições de ensino de Medicina Veterinária, a Ourofino Pet Ltda. vem, através deste regulamento, abrir oficialmente

Leia mais

ATENDIMENTO CLÍNICO E CIRÚRGICO DE OFTALMOLOGIA VETERINÁRIA

ATENDIMENTO CLÍNICO E CIRÚRGICO DE OFTALMOLOGIA VETERINÁRIA ATENDIMENTO CLÍNICO E CIRÚRGICO DE OFTALMOLOGIA VETERINÁRIA ANDRADE 1, Ana de Fátima de Souza BEZERRA 2, Karla Priscila Garrido BOPP 3, Simone DANTAS 1, Emmanuel Freire TALIERI 4, Ivia Carmem Departamento

Leia mais

Ensino das matérias pré-profissionalizantes relacionadas as áreas da Medicina Veterinária Preventiva, Saúde Animal e Saúde Pública Veterinária

Ensino das matérias pré-profissionalizantes relacionadas as áreas da Medicina Veterinária Preventiva, Saúde Animal e Saúde Pública Veterinária Comissão de Ensino e Pesquisa Ensino das matérias pré-profissionalizantes relacionadas as áreas da Medicina Veterinária Preventiva, Saúde Animal e Saúde Pública Veterinária Profª. Drª. Elma P. S. Polegato

Leia mais

INTERAÇÃO HOMEM x ANIMAL SOB A PERSPECTIVA DO PRODUTOR RURAL ESTUDO PRELIMINAR. ¹ Discente de Medicina Veterinária UNICENTRO

INTERAÇÃO HOMEM x ANIMAL SOB A PERSPECTIVA DO PRODUTOR RURAL ESTUDO PRELIMINAR. ¹ Discente de Medicina Veterinária UNICENTRO INTERAÇÃO HOMEM x ANIMAL SOB A PERSPECTIVA DO PRODUTOR RURAL ESTUDO PRELIMINAR Carolina REMLINGER 1, karorem@hotmail.com, Raphaéli Siqueira BAHLS Raphabahls@hotmail.com 1 Felipe Lopes CAMPOS², campos.79@gmail.com

Leia mais

PUBVET, Publicações em Medicina Veterinária e Zootecnia. Neoplasias de glândulas perianais em cães

PUBVET, Publicações em Medicina Veterinária e Zootecnia. Neoplasias de glândulas perianais em cães PUBVET, Publicações em Medicina Veterinária e Zootecnia. Neoplasias de glândulas perianais em cães Ciro José Sousa de Carvalho 1, Sâmmya Roberta Barbosa 2, Francisco Assis Lima Costa 3, Silvana Maria Medeiros

Leia mais

ESTUDO RETROSPECTIVO DAS NEOPLASIAS CANINAS DIAGNOSTICADAS EM UM HOSPITAL UNIVERSITÁRIO NO PERÍODO DE 2009 A 2010

ESTUDO RETROSPECTIVO DAS NEOPLASIAS CANINAS DIAGNOSTICADAS EM UM HOSPITAL UNIVERSITÁRIO NO PERÍODO DE 2009 A 2010 1 ESTUDO RETROSPECTIVO DAS NEOPLASIAS CANINAS DIAGNOSTICADAS EM UM HOSPITAL UNIVERSITÁRIO NO PERÍODO DE 2009 A 2010 CAIO FERNANDO GIMENEZ 1, TATIANE MORENO FERRARIAS 1, EDUARDO FERNANDES BONDAN 1 1 Universidade

Leia mais

CURSO: 104 - MEDICINA INTENSIVA ADULTO - 2 ANOS

CURSO: 104 - MEDICINA INTENSIVA ADULTO - 2 ANOS Página: : 04 - MEDICINA INTENSIVA ADULTO - 2 ANOS 0025 6 43,5 59,5 APROVADO 00239 3,75 25,5 39,25 2 APROVADO 0009-3,5 - - ELIMINADO Total de Candidatos: 3 Página: 2 : 05 - MEDICINA INTENSIVA ADULTO - 4

Leia mais

PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO PPG COORDENAÇÃO DE PÓS-GRADUAÇÃO CPG EDITAL Nº 05/2015 PPG/CPG/UEMA

PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO PPG COORDENAÇÃO DE PÓS-GRADUAÇÃO CPG EDITAL Nº 05/2015 PPG/CPG/UEMA PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO PPG COORDENAÇÃO DE PÓS-GRADUAÇÃO CPG EDITAL Nº 05/2015 PPG/CPG/UEMA PROGRAMA DE APERFEIÇOAMENTO TÉCNICO EM MEDICINA VETERINÁRIA A Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação

Leia mais

Natureza - OBRIGATÓRIA PRÁTICA 54 TEÓRICA 36. Natureza - OBRIGATÓRIA PRÁTICA 36. Natureza - OBRIGATÓRIA PRÁTICA 18. Natureza - OBRIGATÓRIA TEÓRICA 36

Natureza - OBRIGATÓRIA PRÁTICA 54 TEÓRICA 36. Natureza - OBRIGATÓRIA PRÁTICA 36. Natureza - OBRIGATÓRIA PRÁTICA 18. Natureza - OBRIGATÓRIA TEÓRICA 36 1 de 6 Nível:BACHARELADO 01 VET101 - Anatomia Veterinária I - Ativa VET102 - Biologia Celular - Ativa desde: VET103 - Bioquímica e Biofísica - Ativa VET104 - Técnica Hospitalar - Ativa desde: VET105 -

Leia mais