Existem seis elementos no ato de comunicação: o locutor ou emissor, o interlocutor ou receptor (a pessoa com quem se fala), o canal ou contato (o som

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Existem seis elementos no ato de comunicação: o locutor ou emissor, o interlocutor ou receptor (a pessoa com quem se fala), o canal ou contato (o som"

Transcrição

1

2 Existem seis elementos no ato de comunicação: o locutor ou emissor, o interlocutor ou receptor (a pessoa com quem se fala), o canal ou contato (o som e o ar, o meio físico), o referente ou contexto (o assunto), o código (a língua) e a mensagem ou texto (a conversa).

3

4 Na função emotiva ou expressiva a ênfase é dada no locutor (destinador ou emissor) da mensagem. A linguagem é subjetiva, centrada na primeira pessoa verbal. É comum, nesse tipo de função, o uso de reticências, exclamações e interjeições pontuações que expressam emotividade.

5 Se Eu Morresse Amanhã! (Álvares de Azevedo) Se eu morresse amanhã, viria ao menos Fechar meus olhos minha triste irmã; Minha mãe de saudades morreria Se eu morresse amanhã! Quanta glória pressinto em meu futuro! Que aurora de porvir e que manhã! Eu perdera chorando essas coroas Se eu morresse amanhã! (...) Mas essa dor da vida que devora A ânsia de glória, o dolorido afã... A dor no peito emudecera ao menos Se eu morresse amanhã!

6 A função referencial ocorre quando se põe ênfase no referente (ou contexto), ou seja, quando há informação objetiva a ser transmitida. Normalmente emprega-se a terceira pessoa verbal, pois se fala de algo ou de alguém. É comum sua utilização em textos jornalísticos e científicos.

7 MORREU UM GRANDE ESCRITOR Morreu neste domingo (27) o escritor e colunista da Folha Moacyr Sclyar, 73. A morte ocorreu à 1h. Segundo o Hospital das Clínicas de Porto Alegre, onde ele estava internado, Scliar teve falência múltipla dos órgãos. O escritor sofreu um AVC (acidente vascular cerebral) isquêmico no dia 17 de janeiro. Ele já estava internado para a retirada de pólipos (tumores benignos) no intestino. Logo depois do AVC, o escritor foi submetido a uma cirurgia para extirpar o coágulo que se formou na cabeça. Depois da cirurgia, ele ficou inconsciente no centro de terapia intensiva. O quadro chegou a evoluir para a retirada da sedação, mas no dia 9 de fevereiro o paciente foi abatido por uma infecção respiratória e teve de voltar a ser sedado e à respiração por aparelhos. UOL 27/02/ h39

8 A função conativa ou apelativa ocorre quando o foco está no interlocutor (ou receptor), a quem se deseja influenciar pela mensagem. É a interpelação enfática a alguém. Geralmente, quando temos a função conativa há do pronome você. Ocorre também o emprego de verbos no modo imperativo, como aparece no texto a seguir:

9

10

11 Na função fática, o objetivo do emissor é estabelecer a comunicação e manter o canal aberto, isto é, manter a comunicação ativa. Essa função pode ser verificada sempre que iniciamos um contato verbal ou quando precisamos verificar se este contato se mantém ativo, vivo e estabelecido.

12

13 Vejamos um diálogo extraído do livro A hora da estrela, de Clarice Lispector, em que se percebe a ausência de diálogos entre Macabéa, a protagonista, e seu namorado: ele: - pois é! ela: - pois é o quê? ele: - eu só disse pois é! ela: - mas pois é o quê? ele: - melhor mudarmos de assunto por que você não me entende. ela: - entende o quê? ele: - santa virgem Macabéa, vamos mudar de assunto e já!

14 Na função poética o objetivo do emissor é o trabalho com a construção da mensagem. Nela o que se ressalta é o trabalho criativo realizado com a linguagem. A função poética pode ser explorada em verso e em prosa, mas também em anúncios publicitários e na linguagem cotidiana.

15

16

17 O que se destaca na função metalinguística é o código, que é utilizado para explicar a si mesmo. Ocorre metalinguagem quando a palavra é utilizada para falar sobre a própria palavra, um poema fala sobre o poema ou sobre o escritor ou ainda os elementos que integram o processo de escrita. Quando uma pintura fala sobre a pintura, um filme fala sobre o próprio filme, uma tirinha sobre a própria tirinha, etc. Nesses casos, então há metalinguagem.

18 Acima de Qualquer Suspeita (José Paulo Paes) a poesia está morta mas juro que não fui eu eu até que tentei fazer o melhor que podia para salvá-la imitei diligentemente augusto dos anjos paulo torres car- los drummond de andrade manuel bandeira murilo mendes vladmir maiakóvski joão cabral de melo neto paul éluard oswald de andrade guillaume appolinaire sosígenes costa bertolt brecht augusto de campos não adiantou nada em desespero de causa cheguei a imitar um certo (ou incerto) josé paulo paes poeta de ribeirãozinho estrada de ferro araraquarense porém ribeirãozinho mudou de nome a estrada de ferro araraquarense foi extinta e josé paulo paes parece nunca ter existido nem eu

19 René Magritte

20

(...) Eu canto em português errado. Acho que o imperfeito não participa do passado. Troco as pessoas. Troco os pronomes ( ).

(...) Eu canto em português errado. Acho que o imperfeito não participa do passado. Troco as pessoas. Troco os pronomes ( ). (...) Eu canto em português errado Acho que o imperfeito não participa do passado Troco as pessoas Troco os pronomes ( ). (Meninos e Meninas Legião Urbana) ALGUMAS ESCOLHAS LINGUÍSTICAS TORNAM O IDIOMA

Leia mais

ELEMENTOS BÁSICOS DA COMUNICAÇÃO & FUNÇÕES DA LINGUAGEM. Prof. Andriza M. Becker

ELEMENTOS BÁSICOS DA COMUNICAÇÃO & FUNÇÕES DA LINGUAGEM. Prof. Andriza M. Becker ELEMENTOS BÁSICOS DA COMUNICAÇÃO & FUNÇÕES DA LINGUAGEM. Prof. Andriza M. Becker OS SEIS ELEMENTOS BÁSICOS DA COMUNICAÇÃO FALHAS NA COMUNICAÇÃO... E NA COMUNICAÇÃO ESCRITA??? QUE INTERPRETAÇÃO VOCÊ FAZ

Leia mais

TEORIA DA LINGUAGEM Prof ª Giovana Uggioni Silveira

TEORIA DA LINGUAGEM Prof ª Giovana Uggioni Silveira TEORIA DA LINGUAGEM Prof ª Giovana Uggioni Silveira COMUNICAÇÃO LINGUAGEM LÍNGUA FALA ESCRITA DISCURSO Forma de linguagem escrita (texto) ou falada (conversação no seu contexto social, político ou cultural).

Leia mais

FUNÇÕES DA LINGUAGEM

FUNÇÕES DA LINGUAGEM FUNÇÕES DA LINGUAGEM O estudo das funções da linguagem depende de seus fatores principais. Destacamos cada um deles em particular: *emissor quem fala ou transmite uma mensagem a alguém *receptor (ou interlocutor)

Leia mais

Língua Portuguesa. Funções da Linguagem. Prof. Luquinha

Língua Portuguesa. Funções da Linguagem. Prof. Luquinha Língua Portuguesa Funções da Linguagem Prof. Luquinha Qual o objetivo de um texto? Por meio da linguagem, realizamos diferentes ações: transmitimos informações tentamos convencer o outro a fazer (ou dizer)

Leia mais

FUNÇÕES DA LINGUAGEM

FUNÇÕES DA LINGUAGEM FUNÇÕES DA LINGUAGEM ELEMENTOS DA COMUNICAÇÃO Emissor emite, codifica a mensagem Receptor recebe, decodifica a mensagem Mensagem- conteúdo transmitido pelo emissor Código conjunto de signos usado na transmissão

Leia mais

REDAÇÃO LINGUAGEM VERBAL E NÃO VERBAL FUNÇÕES DA LINGUAGEM PROFª ISABEL LIMA

REDAÇÃO LINGUAGEM VERBAL E NÃO VERBAL FUNÇÕES DA LINGUAGEM PROFª ISABEL LIMA REDAÇÃO LINGUAGEM VERBAL E NÃO VERBAL FUNÇÕES DA LINGUAGEM PROFª ISABEL LIMA LINGUAGEM VERBAL E NÃO VERBAL Linguagem verbal faz uso das palavras, escritas ou faladas. Linguagem não verbal inclue algumas

Leia mais

Vamos estudar??????? Prof. ª Kalyne Varela

Vamos estudar??????? Prof. ª Kalyne Varela Vamos estudar??????? Prof. ª Kalyne Varela Comunicação Todo ato comunicativo envolve seis componentes essenciais: - Emissor(remetente, locutor, codificador, falante); - Receptor(destinatário, interlocutor,

Leia mais

FUNÇÕES DA LINGUAGEM FUNÇÃO EMOTIVA OU EXPRESSIVA ÊNFASE NO LOCUTOR

FUNÇÕES DA LINGUAGEM FUNÇÃO EMOTIVA OU EXPRESSIVA ÊNFASE NO LOCUTOR FUNÇÕES DA LINGUAGEM FUNÇÃO EMOTIVA OU EXPRESSIVA ÊNFASE NO LOCUTOR Quando a linguagem tem a função emotiva ou expressiva ela está centrada no próprio emissor e exprime seus sentimentos ou suas emoções.

Leia mais

FUNÇÕES DA LINGUAGEM

FUNÇÕES DA LINGUAGEM FUNÇÕES DA LINGUAGEM FUNÇÕES DA LINGUAGEM Funções da Linguagem: são o conjunto das finalidades comunicativas realizadas por meio dos enunciados da língua. Enunciado: é tudo aquilo que é dito ou escrito

Leia mais

NOÇÃO DE TEXTO E ELEMENTOS TEXTUAIS. Professor Marlos Pires Gonçalves

NOÇÃO DE TEXTO E ELEMENTOS TEXTUAIS. Professor Marlos Pires Gonçalves NOÇÃO DE TEXTO E ELEMENTOS TEXTUAIS Professor Marlos Pires Gonçalves 1 TEORIA DA COMUNICAÇÃO Toda mensagem tem uma finalidade: ela pode servir para transmitir um conteúdo intelectual, exprimir (ou ocultar)

Leia mais

Aula 02. O Processo de Comunicação. Prezado(a) aluno(a), Você já percebeu a importância da comunicação em nossa vida? Segundo Abreu (2001):

Aula 02. O Processo de Comunicação. Prezado(a) aluno(a), Você já percebeu a importância da comunicação em nossa vida? Segundo Abreu (2001): Aula 02 O Processo de Comunicação Prezado(a) aluno(a), Você já percebeu a importância da comunicação em nossa vida? Segundo Abreu (2001): (...) Não basta ser inteligente, ter uma boa formação universitária,

Leia mais

Língua Portuguesa Mara Rúbia

Língua Portuguesa Mara Rúbia Língua Portuguesa Mara Rúbia Linguagem e Comunicação Linguagem Linguagem O caminho humano de comunicar-se. Faculdade humana de manifestar seus pensamentos, desejos ou emoções. Possibilita a interação do

Leia mais

FUNÇÕES DE LINGUAGEM

FUNÇÕES DE LINGUAGEM AULAS 1 À 4 Prof. Sabrina Moraes FUNÇÕES DE LINGUAGEM As funções de linguagem são recursos utilizados pelo emissor ou destinatário (pessoa que fala ou escreve) no momento de transmitir uma mensagem, com

Leia mais

FUNÇÕES DA LINGUAGEM. Iara Martins Santos

FUNÇÕES DA LINGUAGEM. Iara Martins Santos FUNÇÕES DA LINGUAGEM Iara Martins Santos REFERENTE EMISSOR MENSAGEM RECEPTOR CÓDIGO CANAL a) Emissor: é aquele que envia a mensagem (pode ser uma única pessoa ou um grupo de pessoas). b) Mensagem - é o

Leia mais

TEORIA DA COMUNICAÇÃO: ELEMENTOS DA COMUNICAÇÃO E FUNÇÃO DA LINGUAGEM

TEORIA DA COMUNICAÇÃO: ELEMENTOS DA COMUNICAÇÃO E FUNÇÃO DA LINGUAGEM O que você deve saber sobre TEORIA DA COMUNICAÇÃO: ELEMENTOS DA COMUNICAÇÃO Para viabilizar o processo comunicativo, o emissor recorre aos códigos. São sinais representados pela fala, pela escrita, por

Leia mais

Funções da linguagem. Flávia Andrade

Funções da linguagem. Flávia Andrade Funções da linguagem Flávia Andrade Linguagem Comunicação Funciona para o quê? Teoria da comunicação Contexto Organização Referente Conteúdo Emissor Código Mensagem Canal Receptor Emite a mensagem Meio

Leia mais

FUNÇÕES DA LINGUAGEM

FUNÇÕES DA LINGUAGEM FUNÇÕES DA LINGUAGEM 1. Função referencial (ou denotativa) É aquela centralizada no referente, pois o emissor oferece informações da realidade. Linguagem usada na ciência, na arte realista, no jornal,

Leia mais

FUNÇÕES DA LINGUAGEM, FALA, ESCRITA E LEITURA ARGUMENTAÇÃO

FUNÇÕES DA LINGUAGEM, FALA, ESCRITA E LEITURA ARGUMENTAÇÃO AULA 1 e 2 FUNÇÕES DA LINGUAGEM, FALA, ESCRITA E LEITURA ARGUMENTAÇÃO Profa. Dra. Vera Vasilévski Comunicação Oral e Escrita UTFPR/Santa Helena A linguagem (oral e escrita) é um sistema de comunicação

Leia mais

Funções da Linguagem. Drd. Andréia Almeida Mendes

Funções da Linguagem. Drd. Andréia Almeida Mendes Funções da Linguagem Drd. Andréia Almeida Mendes O processo de comunicação compreende a troca de informações, utiliza de sinais devidamente organizados, que são emitidos a uma outra pessoa. A palavra falada,

Leia mais

FUNÇÃO DE LINGUAGEM: FUNÇÃO POÉTICA

FUNÇÃO DE LINGUAGEM: FUNÇÃO POÉTICA AULAS 21 À 24 Prof. Sabrina Moraes FUNÇÃO DE LINGUAGEM: FUNÇÃO POÉTICA Assim como as demais funções da linguagem, a função poética também apresenta um discurso construído para atingir um dos elementos

Leia mais

Comunicação - Conceito. Comunicação - Conceito continuação

Comunicação - Conceito. Comunicação - Conceito continuação Comunicação - Conceito A palavra comunicar vem do latim communicare, que significa pôr em comum. Depreende-se daí que a essência da palavra comunicar está associada à idéia de convivência, comunidade,

Leia mais

Elementos da Comunicação

Elementos da Comunicação Elementos da Comunicação O processo da comunicação Em todo ato de comunicação estão envolvidos vários elementos : 1. Emissor ou remetente: é aquele que codifica e envia a mensagem. Ocupa um dos pólos do

Leia mais

DISCIPLINA DE LITERATURA OBJETIVOS: 1ª Série

DISCIPLINA DE LITERATURA OBJETIVOS: 1ª Série DISCIPLINA DE LITERATURA OBJETIVOS: 1ª Série Possibilitar reflexões de cunho histórico-cultural por meio da literatura, entendendo o processo de formação desta no Brasil e no ocidente. Explorar variedades

Leia mais

FUNÇÕES DA LINGUAGEM

FUNÇÕES DA LINGUAGEM FUNÇÕES DA LINGUAGEM O primeiro lingüista a estabelecer funcionamentos (funções) distintas para a linguagem foi o alemão Karl Bühler, determinando que haveria três funções básicas na comunicação: EXPRESSIVA,

Leia mais

COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL AULA IV

COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL AULA IV COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL AULA IV Profª. Helena Damélio Funções da Linguagem Revisão Crase Processo de Comunicação CONTEXTO EMISSOR => MENSAGEM => RECEPTOR CANAL CÓDIGO Portanto - Quem? - O quê? - Para quem?

Leia mais

Função Conativa ou Apelativa: Ocorre quando o locutário é posto em destaque e é estimulado pela mensagem.

Função Conativa ou Apelativa: Ocorre quando o locutário é posto em destaque e é estimulado pela mensagem. A linguagem desempenha determinada função, de acordo com a ênfase que se queira dar a cada um dos componentes do ato de comunicação. Desse modo, são seis as funções que a linguagem podem assumir: emotiva,

Leia mais

Funções da Linguagem e uso

Funções da Linguagem e uso Funções da Linguagem e uso Profª. Magna Campos FUNÇÕES DA LINGUAGEM E USO Profª. Ms. Magna Campos O homem é um ser social e se difere dos outros seres que vivem reunidos pela capacidade de julgar e discernir,

Leia mais

O Processo de Comunicação

O Processo de Comunicação O Processo de Comunicação Sendo o homem um ser social, relaciona-se de modo interdependente com os indivíduos do grupo em que vive. A convivência realiza-se pela comunicação, que pode ser gestual, oral

Leia mais

Portuguesa. divulgação. Língua. Comparativos curriculares. Material de

Portuguesa. divulgação. Língua. Comparativos curriculares. Material de Comparativos curriculares SM Língua Portuguesa Material de divulgação de Edições SM A coleção Ser Protagonista Língua Portuguesa e o currículo do Estado de Santa Catarina Apresentação Professor, Devido

Leia mais

LINGUAGENS, CÓDIGOS E SUAS TECNOLOGIAS

LINGUAGENS, CÓDIGOS E SUAS TECNOLOGIAS LINGUAGENS, CÓDIGOS E SUAS TECNOLOGIAS LINGUAGENS, CÓDIGOS E SUAS TECNOLOGIAS Considerando oenem 2016, a prova apresentou cerca de 37% dos itens (17 dos 45 propostos na 1ª e na 2ª aplicação) relativos

Leia mais

NOÇÕES PRELIMINARES SOBRE O TEXTO E SUAS PROPRIEDADES. Angela Jamal. agosto/2013

NOÇÕES PRELIMINARES SOBRE O TEXTO E SUAS PROPRIEDADES. Angela Jamal. agosto/2013 NOÇÕES PRELIMINARES SOBRE O TEXTO E SUAS PROPRIEDADES Angela Jamal agosto/2013 Recorremos a um texto, quando temos alguma pretensão comunicativa e a queremos expressar (...) dessa forma, todo texto é a

Leia mais

POR QUE É IMPORTANTE DOMINAR A LÍNGUA? Fernanda Fonseca Pessoa Rossoni. e-tec Brasil Redação e Expressão Oral. Sanja Gjenero. Fonte:

POR QUE É IMPORTANTE DOMINAR A LÍNGUA? Fernanda Fonseca Pessoa Rossoni. e-tec Brasil Redação e Expressão Oral. Sanja Gjenero. Fonte: 1 POR QUE É IMPORTANTE DOMINAR A LÍNGUA? Fernanda Fonseca Pessoa Rossoni e-tec Brasil Redação e Expressão Oral Fonte: www.sxc.hu Sanja Gjenero Meta Estimular o interesse do estudante, demonstrando a importância

Leia mais

Equipe de Língua Portuguesa. Língua Portuguesa SÍNTESE DA GRAMÁTICA

Equipe de Língua Portuguesa. Língua Portuguesa SÍNTESE DA GRAMÁTICA Aluno (a): Série: 3ª TUTORIAL 3B Ensino Médio Data: Turma: Equipe de Língua Portuguesa Língua Portuguesa SÍNTESE DA GRAMÁTICA TERMOS INTEGRANTES = completam o sentido de determinados verbos e nomes. São

Leia mais

MODERNISMO NO BRASIL. O modernismo no Brasil teve início com

MODERNISMO NO BRASIL. O modernismo no Brasil teve início com MODERNISMO MODERNISMO NO BRASIL O modernismo no Brasil teve início com a Semana da Arte Moderna em 1922. Época triste a nossa, em que é mais difícil quebrar um preconceito do que um átomo Albert Einsten

Leia mais

COMUNICAÇÃO E LINGUAGEM (conceitos)

COMUNICAÇÃO E LINGUAGEM (conceitos) Faculdade de Tecnologia SENAC Pelotas Curso Superior de Tecnologia em Marketing/Processos Gerenciais UC: Comunicação e Expressão COMUNICAÇÃO E LINGUAGEM (conceitos) A comunicação verbal baseia-se na interação

Leia mais

Funções da Linguagem. Português Monitores: Bruna Saad, Bernardo Soares e Gianne Frade 15, 16, 17, 18, 19, 20, 21/02/2016

Funções da Linguagem. Português Monitores: Bruna Saad, Bernardo Soares e Gianne Frade 15, 16, 17, 18, 19, 20, 21/02/2016 Funções da Linguagem Material de apoio para Monitoria 1. Identifique as funções da linguagem: a) Ênfase no emissor (lª pessoa) e na expressão direta de suas emoções e atitudes. b) Evidencia o assunto,

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA. Prof.: Portela

LÍNGUA PORTUGUESA. Prof.: Portela LÍNGUA PORTUGUESA Prof.: Portela ELEMENTOS DA COMUNICAÇÃO + FUNÇÕES DA LINGUAGEM Observe o texto adaptado abaixo. O zika vírus foi identificado no Brasil pela primeira vez no final de abril por pesquisadores

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 63/2002

RESOLUÇÃO Nº 63/2002 RESOLUÇÃO Nº 63/2002 Estabelece a relação de obras literárias do Processo Seletivo da UFES para ingresso nos cursos de graduação nos anos letivos de 2004, 2005 e 2006. O DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO

Leia mais

Funções da Linguagem

Funções da Linguagem Funções da Linguagem Olá, seja bem-vindo (a) a nossa aula sobre Funções de Linguagem. Para iniciá-la, que tal rememorar conceitos estudados na aula passada? Você se lembra dos Elementos do Processo de

Leia mais

Gêneros Textuais. E aí, beleza!? Vamos juntos dar uma olhada em algumas dicas importantes de gêneros textuais?

Gêneros Textuais. E aí, beleza!? Vamos juntos dar uma olhada em algumas dicas importantes de gêneros textuais? Gêneros Textuais E aí, beleza!? Vamos juntos dar uma olhada em algumas dicas importantes de gêneros textuais? Para começar, vamos observar as imagens abaixo, reproduções de uma receita, uma manchete de

Leia mais

COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL

COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL Objetivo: Entender o funcionamento da linguagem e das diferentes funções que a ela se aplicam. Nesta aula: Funções da linguagem Observe o poema abaixo. Que funções da linguagem

Leia mais

Normas Gramaticais da Língua Portuguesa AULA 1. Temas: Tipos de Textos Níveis de Linguagens

Normas Gramaticais da Língua Portuguesa AULA 1. Temas: Tipos de Textos Níveis de Linguagens Normas Gramaticais da Língua Portuguesa AULA 1 Temas: Tipos de Textos Níveis de Linguagens Como você deve recordar, iniciamos o módulo de Redação Oficial comentando sobre o que é o texto, isto é, uma unidade,

Leia mais

Colégio Saber Construindo o conhecimento QSC 12 Lotes 1 e 3, Taguatinga, Brasília - DF Fone:(61)

Colégio Saber Construindo o conhecimento QSC 12 Lotes 1 e 3, Taguatinga, Brasília - DF Fone:(61) Ensino Fundamental II 6º ano PLANO DE ENSINO DISCIPLINA Língua Portuguesa PROFESSOR Ana Paula dos Santos Cabral CARGA HORÁRIA TURMA ANO LETIVO TOTAL SEMANAL 6º A 2017 1.1 Língua: diversidade e unidade

Leia mais

Figuras de Linguagem e Exercícios de Coesão

Figuras de Linguagem e Exercícios de Coesão Figuras de Linguagem e Exercícios de Coesão Figuras de Linguagem e Exercícios de Coesão 1. imóvel. Comente o uso que nela se faz do pronome demonstrativo isso. 2. Auto Retrato Falado Venho de um Cuiabá

Leia mais

LITERATURA PROFESSOR LUQUINHA

LITERATURA PROFESSOR LUQUINHA LITERATURA PROFESSOR LUQUINHA Romantismo e Modernismo Características; Contexto; Abordagens; Enem. LITERATURA LUQUINHA Características da Literatura Romântica A natureza como expressão do eu; A valorização

Leia mais

Engenharia Cartográfica Comunicação e Expressão. Maria Cecilia Bonato Brandalize º Semestre

Engenharia Cartográfica Comunicação e Expressão. Maria Cecilia Bonato Brandalize º Semestre Engenharia Cartográfica Comunicação e Expressão Maria Cecilia Bonato Brandalize 2015 1º Semestre O que é gênero? São as características peculiares a cada tipo de texto ou fala, ou seja, a maneira como

Leia mais

AS QUESTÕES OBRIGATORIAMENTE DEVEM SER ENTREGUES EM UMA FOLHA À PARTE COM ESTA EM ANEXO.

AS QUESTÕES OBRIGATORIAMENTE DEVEM SER ENTREGUES EM UMA FOLHA À PARTE COM ESTA EM ANEXO. ENSINO MÉDIO Conteúdos da 1ª Série 1º/2º Bimestre 2015 Trabalho de Dependência Nome: N. o : Turma: Professor(a): Glauber Data: / /2015 Unidade: Cascadura Mananciais Méier Taquara Redação Resultado / Rubrica

Leia mais

Aula 01 A IMPORTÂNCIA DA PALAVRA E DAS FUNÇÕES DA LINGUAGEM NA EXPRESSÃO E NA COMUNICAÇÃO

Aula 01 A IMPORTÂNCIA DA PALAVRA E DAS FUNÇÕES DA LINGUAGEM NA EXPRESSÃO E NA COMUNICAÇÃO Aula 01 A IMPORTÂNCIA DA PALAVRA E DAS FUNÇÕES DA LINGUAGEM NA EXPRESSÃO E NA COMUNICAÇÃO Você, no decorrer de sua vida, já deve ter percebido quão importante é a linguagem, seja verbal ou não-verbal,

Leia mais

DEPARTAMENTO DE LÍNGUAS PORTUGUÊS 2º CICLO Gestão curricular 6ºano

DEPARTAMENTO DE LÍNGUAS PORTUGUÊS 2º CICLO Gestão curricular 6ºano DEPARTAMENTO DE LÍNGUAS PORTUGUÊS 2º CICLO Gestão curricular 6ºano UNIDADES /TEXTOS UNIDADE 0 Ponto de partida UNIDADE 5 Apanha-me também um poeta 1º PERÍODO DOMÍNIOS / CONTEÚDOS Expressão oral: memória

Leia mais

Lıter tur. O Pré-Modernismo no Brasil... 15. As vanguardas artísticas europeias e o Modernismo no Brasil... 37

Lıter tur. O Pré-Modernismo no Brasil... 15. As vanguardas artísticas europeias e o Modernismo no Brasil... 37 s u m r ı o Lıter tur 1 O Pré-Modernismo no Brasil... 15 Primeira leitura: Como imagino o Municipal amanhã João do Rio... 15 Um pouco de História... 19 Principais características do Pré-Modernismo no Brasil...

Leia mais

Planificação da Disciplina de Português 5.º Ano - Ano Letivo 2013/2014 Manual Escolar: P5. Domínios

Planificação da Disciplina de Português 5.º Ano - Ano Letivo 2013/2014 Manual Escolar: P5. Domínios Agrupamento de Escolas Agualva Mira Sintra Escola Básica D. Domingos Jardo Planificação da Disciplina de Português 5.º Ano - Ano Letivo 2013/2014 Manual Escolar: P5 Domínios Compreensão do Oral:. Escutar

Leia mais

1 a QUESTÃO: (2,0 pontos) Avaliador Revisor

1 a QUESTÃO: (2,0 pontos) Avaliador Revisor LÍNGUA PORTUGUESA E LITERATURA BRASILEIRA - Grupos D, E, F e G - Gabarito INSTRUÇÕES Ao responder às questões é indispensável: inter-relacionar idéias e argumentos; expressar-se com vocabulário apropriado

Leia mais

- Transitivo direto e indireto O garoto ofereceu. - Verbo intransitivo Ele morreu. A criança dormiu.

- Transitivo direto e indireto O garoto ofereceu. - Verbo intransitivo Ele morreu. A criança dormiu. - Transitivo direto e indireto O garoto ofereceu - Verbo intransitivo Ele morreu. A criança dormiu. COMPLEMENTO NOMINAL É o termo que completa o sentido de uma palavra que não seja verbo. Assim, pode referir-se

Leia mais

a epidemiologia da doença que mais mata

a epidemiologia da doença que mais mata a epidemiologia da doença que mais mata O Acidente Vascular Cerebral (AVC) caracteriza-se pela perda abrupta de uma função neurológica causada pela interrupção do fluxo de sangue para uma região do cérebro

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA E DE LITERATURA BRASILEIRA

LÍNGUA PORTUGUESA E DE LITERATURA BRASILEIRA LÍNGUA PORTUGUESA E DE LITERATURA BRASILEIRA Os programas de Língua Portuguesa e de Literatura Brasileira do Processo Seletivo Seriado (PSS) da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), seguindo as Orientações

Leia mais

PROCESSO DE COMUNICAÇÃO Conceitos básicos. Prof Dr Divane de Vargas Escola de Enfermagem Universidade de São Paulo

PROCESSO DE COMUNICAÇÃO Conceitos básicos. Prof Dr Divane de Vargas Escola de Enfermagem Universidade de São Paulo PROCESSO DE COMUNICAÇÃO Conceitos básicos Prof Dr Divane de Vargas Escola de Enfermagem Universidade de São Paulo PROCESSO DE COMUNICAÇÃO A comunicação permeia toda a ação do enfermeiro PROCESSO DE COMUNICAÇÃO

Leia mais

Linguística CORRENTES MODERNAS DA LINGUÍSTICA (PARTE I) Profª. Sandra Moreira

Linguística CORRENTES MODERNAS DA LINGUÍSTICA (PARTE I) Profª. Sandra Moreira Linguística CORRENTES MODERNAS DA LINGUÍSTICA (PARTE I) Profª. Sandra Moreira Conteúdo Programático O Funcionalismo As Funções da Linguagem de Roman Jakobson A Linguística Sistêmica de Michael Halliday

Leia mais

FUNÇÕES DA LINGUAGEM

FUNÇÕES DA LINGUAGEM FUNÇÕES DA LINGUAGEM Referências bibliográficas INFANTE, Ulisses. Do texto ao texto curso prático de leitura e redação. São Paulo: Scipione, 1998, p. 214-218; 230; 240; 252; 260; 270. Esquema do ato de

Leia mais

MATERIAL DE DIVULGAÇÃO DA EDITORA MODERNA

MATERIAL DE DIVULGAÇÃO DA EDITORA MODERNA MATERIAL DE DIVULGAÇÃO DA EDITORA MODERNA Professor, nós, da Editora Moderna, temos como propósito uma educação de qualidade, que respeita as particularidades de todo o país. Desta maneira, o apoio ao

Leia mais

INSTRUÇÕES PARA A REALIZAÇÃO DA PROVA LEIA COM MUITA ATENÇÃO

INSTRUÇÕES PARA A REALIZAÇÃO DA PROVA LEIA COM MUITA ATENÇÃO 3º EM Gramática Renata Av. Dissertativa 18/05/16 INSTRUÇÕES PARA A REALIZAÇÃO DA PROVA LEIA COM MUITA ATENÇÃO 1. Verifique, no cabeçalho desta prova, se seu nome, número e turma estão corretos. 2. Esta

Leia mais

CADERNO DE EXERCÍCIOS 3D

CADERNO DE EXERCÍCIOS 3D CADERNO DE EXERCÍCIOS 3D Ensino Médio Códigos e Linguagens Questão Conteúdo Habilidade da Matriz da EJA/FB 1 Relação entre o cotidiano e as H9, H27 informações contidas nos textos 2 Adjetivos em inglês

Leia mais

EMENTA OBJETIVO GERAL. Ampliar os conhecimentos gramaticais, utilizando-os de forma apropriada nas práticas de linguagem oral e escrita.

EMENTA OBJETIVO GERAL. Ampliar os conhecimentos gramaticais, utilizando-os de forma apropriada nas práticas de linguagem oral e escrita. Ensino Fundamental II 7º ano PLANO DE ENSINO DISCIPLINA Língua Portuguesa PROFESSOR Ana Paula dos Santos Cabral CARGA HORÁRIA TURMA ANO LETIVO TOTAL SEMANAL 7º ano A 2017 1.1 - Gêneros literários: poema

Leia mais

Funções da Linguagem e Gêneros Textuais

Funções da Linguagem e Gêneros Textuais Funções da Linguagem e Gêneros Textuais Funções da Linguagem e Gêneros Textuais 1. (UERJ) Uma obra literária pode combinar diferentes gêneros, embora, de modo geral, um deles se mostre dominante. O poema

Leia mais

PERFIL DE APRENDIZAGENS ESPECÍFICAS. Disciplina Português Ano de Escolaridade - 6º Ano - Letivo 2016/17

PERFIL DE APRENDIZAGENS ESPECÍFICAS. Disciplina Português Ano de Escolaridade - 6º Ano - Letivo 2016/17 PERFIL DE APRENDIZAGENS ESPECÍFICAS Disciplina Português Ano de Escolaridade - 6º Ano - Letivo 2016/17 1º Período Conteúdos Instrumentos Peso SEQUÊNCIA A Histórias de afetos Leitura e análise de textos

Leia mais

Por. fevereiro. Eduardo Valladares (Bruna Basile) escrito. Todos escrito. os direitos Todos reservados.

Por. fevereiro. Eduardo Valladares (Bruna Basile) escrito. Todos escrito. os direitos Todos reservados. 06 10 fevereiro Eduardo Valladares (Bruna Basile) Este conteúdo Este pertence conteúdo ao pertence Descomplica. ao Descomplica. Está vedada Está a vedada a cópia ou a cópia reprodução ou a reprodução não

Leia mais

FUNÇÃO DE LINGUAGEM: CONATIVA / APELATIVA

FUNÇÃO DE LINGUAGEM: CONATIVA / APELATIVA AULAS 5 À 8 Prof. Sabrina Moraes FUNÇÃO DE LINGUAGEM: CONATIVA / APELATIVA As funções da linguagem estão presentes nas mais variadas produções discursivas, sejam elas orais e escritas, sejam extralinguísticas.

Leia mais

Matriz de referência de LÍNGUA PORTUGUESA - SAERJINHO 5 ANO ENSINO FUNDAMENTAL

Matriz de referência de LÍNGUA PORTUGUESA - SAERJINHO 5 ANO ENSINO FUNDAMENTAL 7 5 ANO ENSINO FUNDAMENTAL H0 Ler frases. Períodos compostos. H03 Inferir uma informação em um H04 Identificar o tema Trabalhar o tema baseando-se na complexidade do texto, partindo de um texto de curta

Leia mais

Paradidático DESAFIOS DE CORDEL (ILUSTRAÇÕES FERNANDO VILELA) AUTOR: CÉSAR OBEID / EDITORA: FTD

Paradidático DESAFIOS DE CORDEL (ILUSTRAÇÕES FERNANDO VILELA) AUTOR: CÉSAR OBEID / EDITORA: FTD Segue a lista de livros paradidáticos que serão utilizados pelos alunos do 5º ano no decorrer do Paradidático DESAFIOS DE CORDEL (ILUSTRAÇÕES FERNANDO VILELA) AUTOR: CÉSAR OBEID / Mês MARÇO Realizar a

Leia mais

Entre Margens 12.º ano. Mensagem Fernando Pessoa. Análise de poemas

Entre Margens 12.º ano. Mensagem Fernando Pessoa. Análise de poemas Mensagem Fernando Pessoa Análise de poemas é o último poema da segunda parte de Mensagem: Mar Português ( Possessio Maris ); Os poemas anteriores exaltam a História de Portugal: Portugal feito ser ; A

Leia mais

Carlos Drummond de Andrade Uma forma de saudade

Carlos Drummond de Andrade Uma forma de saudade Carlos Drummond de Andrade Uma forma de saudade Páginas de diário ORGANIZAÇÃO Pedro Augusto Graña Drummond [ 11 ] Carlos Drummond de Andrade Graña Drummond www.carlosdrummond.com.br Grafia atualizada segundo

Leia mais

Ensino Médio - Unidade Parque Atheneu Professor (a): Aluno (a): Série: 3ª Data: / / 2015. LISTA DE LITERATURA

Ensino Médio - Unidade Parque Atheneu Professor (a): Aluno (a): Série: 3ª Data: / / 2015. LISTA DE LITERATURA Ensino Médio - Unidade Parque Atheneu Professor (a): Aluno (a): Série: 3ª Data: / / 2015. LISTA DE LITERATURA Orientações: - A lista deverá ser respondida na própria folha impressa ou em folha de papel

Leia mais

Língua Portuguesa 8º ano

Língua Portuguesa 8º ano Língua Portuguesa 8º ano Conteúdos por Unidade Didática 1º Período A - Comunicação Oral. Ideias principais.. Ideias secundárias..adequação comunicativa ( processos persuasivos; recursos verbais e não verbais)..

Leia mais

VAMOS FALAR SOBRE LÍNGUA PORTUGUESA?... 8

VAMOS FALAR SOBRE LÍNGUA PORTUGUESA?... 8 Sumário 1 VAMOS FALAR SOBRE LÍNGUA PORTUGUESA?... 8 Para ler e conversar... 8 Texto 1 Problemas com o português, Mauricio de Sousa... 9 Pensando sobre o gênero: história em quadrinhos... 14 Língua: reflexão

Leia mais

SUMÁRIO. Unidade I Teoria da Comunicação. Capítulo 1 Linguagem, Língua, Fala, Signo Linguístico, Linguagem Verbal e Linguagem não Verbal

SUMÁRIO. Unidade I Teoria da Comunicação. Capítulo 1 Linguagem, Língua, Fala, Signo Linguístico, Linguagem Verbal e Linguagem não Verbal SUMÁRIO Unidade I Teoria da Comunicação Capítulo 1 Linguagem, Língua, Fala, Signo Linguístico, Linguagem Verbal e Linguagem não Verbal Linguagem Língua Fala Signo linguístico Significado Significante Linguagem

Leia mais

Escola Básica da Madalena Grelha de Conteúdos Língua Portuguesa 5º ano Ano letivo

Escola Básica da Madalena Grelha de Conteúdos Língua Portuguesa 5º ano Ano letivo Escola Básica da Madalena Grelha de Conteúdos Língua Portuguesa 5º ano Ano letivo 2012 2013 1º PERIODO Compreensão do texto oral Aspetos paratextuais (obra, autor, título, subtítulo, capa, contracapa,

Leia mais

LÍNGUA E LINGUAGEM. Tercia Tasso M. Pitta Pedagoga, Psicopedagoga e Mestre em Educação, Arte e História da Cultura

LÍNGUA E LINGUAGEM. Tercia Tasso M. Pitta Pedagoga, Psicopedagoga e Mestre em Educação, Arte e História da Cultura LÍNGUA E LINGUAGEM Tercia Tasso M. Pitta Pedagoga, Psicopedagoga e Mestre em Educação, Arte e História da Cultura O que é Língua? LÍNGUA Do filólogo, tradutor e crítico literário Antonio Houaiss Língua

Leia mais

PLANO DE AULA. Série: Séries finais do Ensino Fundamental e Ensino Médio Data: 01/02/2011 Professor(a): Leandro Freitas Menezes Duração: 20 min.

PLANO DE AULA. Série: Séries finais do Ensino Fundamental e Ensino Médio Data: 01/02/2011 Professor(a): Leandro Freitas Menezes Duração: 20 min. PLANO DE AULA 1-IDENTIFICAÇÃO Série: Séries finais do Ensino Fundamental e Ensino Médio Data: 01/02/2011 Professor(a): Leandro Freitas Menezes Duração: 20 min. 2-CONTEÚDO(S) ESPECÍFICO(S) DA AULA Poesia

Leia mais

Programação da 2ª Etapa 8º Ano do Ensino Fundamental Débora e Rafaella

Programação da 2ª Etapa 8º Ano do Ensino Fundamental Débora e Rafaella Programação da 2ª Etapa 8º Ano do Ensino Fundamental Débora e Rafaella Língua Portuguesa QUAL DEVE SER NOSSO ANSEIO TODO DIA? PLANEJAR SEMPRE O MELHOR, MAS SEM NUNCA CANSAR DE PLANEJÁ- LO. Sto. Agostinho

Leia mais

Descrição da Escala Língua Portuguesa - 7 o ano EF

Descrição da Escala Língua Portuguesa - 7 o ano EF Os alunos do 7º ano do Ensino Fundamental 150 identificam a finalidade de produção do texto, com auxílio de elementos não verbais e das informações explícitas presentes em seu título, em cartaz de propaganda

Leia mais

Período Gênero textual Expectativa

Período Gênero textual Expectativa DISCIPLINA: Produção de texto ANO DE REFERÊNCIA: 2016 PROFESSORAS RESPONSÁVEIS: 6ºano Período Gênero textual Expectativa P35 Compreender o papel do conflito gerador no desencadeamento dos episódios narrados.

Leia mais

Exercícios Questões Inéditas Modelo ENEM

Exercícios Questões Inéditas Modelo ENEM Exercícios Questões Inéditas Modelo ENEM 1. Apenas mais uma de amor - Lulu Santos Eu gosto tanto de você Que até prefiro esconder Deixo assim ficar Subentendido Como uma ideia que existe na cabeça E não

Leia mais

COMPENSAÇÃO DE AUSÊNCIA 1º SEMESTRE

COMPENSAÇÃO DE AUSÊNCIA 1º SEMESTRE Colégio Amorim Santa Teresa Educação Infantil, Ensino Fundamental e Ensino Médio Regular. Rua Lagoa Panema, 466 Vila Guilherme Fone: 2909-1422 Diretoria de Ensino Região Centro Língua Portuguesa 8º ano

Leia mais

OBRAS LITERÁRIAS PARA OS PROGRAMAS DE INGRESSO UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA PROGRAMA DE INGRESSO SELETIVO MISTO PISM

OBRAS LITERÁRIAS PARA OS PROGRAMAS DE INGRESSO UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA PROGRAMA DE INGRESSO SELETIVO MISTO PISM OBRAS LITERÁRIAS PARA OS PROGRAMAS DE INGRESSO UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA PROGRAMA DE INGRESSO SELETIVO MISTO PISM Módulo I do triênio 2009-2011 Sonetos líricos e satíricos: Gregório de Matos

Leia mais

Planificação anual Português 6º ano

Planificação anual Português 6º ano Planificação anual Português 6º ano Unidades / Textos Unidade 0 Leitura 1.º período Domínios / Conteúdos Nº de aulas previstas Começar de novo Apresentação Texto não literário Texto narrativo. 65 Avaliação

Leia mais

PROVA DE SELEÇÃO LÍNGUA PORTUGUESA. Candidato (a):

PROVA DE SELEÇÃO LÍNGUA PORTUGUESA. Candidato (a): PROVA DE SELEÇÃO LÍNGUA PORTUGUESA SÉRIE: 7º ANO Data: 21/11/2015 Candidato (a): Valor: 10 Obtido: Leia estes quadrinhos de Angeli. Angeli. Ozzy 1, Caramba! Mas que garoto rabugento! São Paulo: Companhia

Leia mais

1ª fase modernista ( )

1ª fase modernista ( ) 1ª fase modernista (1922 1930) LIBERDADE DE EXPRESSÃO INCORPORAÇÃO DO COTIDIANO LINGUAGEM COLOQUIAL INOVAÇÕES TÉCNICAS O VERSO LIVRE A DESTRUIÇÃO DOS NEXOS A ENUMERAÇÃO CAÓTICA O FLUXO DE CONSCIÊNCIA A

Leia mais

Sugestões de atividades. Unidade 8 Literatura PORTUGUÊS

Sugestões de atividades. Unidade 8 Literatura PORTUGUÊS Sugestões de atividades Unidade 8 Literatura 9 PORTUGUÊS 1 Português Poesia: Não-coisa O que o poeta quer dizer no discurso não cabe e se o diz é pra saber o que ainda não sabe. Uma fruta uma flor um odor

Leia mais

Teoria da Comunicação Funções da Linguagem

Teoria da Comunicação Funções da Linguagem Teoria da Comunicação Funções da Linguagem Professor Rafael Cardoso Ferreira O que é linguagem? A linguagem é o instrumento graças ao qual o homem modela seu pensamento, seus sentimentos, suas emoções,

Leia mais

Língua Portuguesa. 1º ano. Unidade 1

Língua Portuguesa. 1º ano. Unidade 1 Língua Portuguesa 1º ano Unidade 1 Linguagem Linguagem, língua, fala Unidade 4 - capítulo 12 Linguagem verbal e não verbal Unidade 4 - capítulo 12 e 13 Signo linguístico Unidade 4 - capítulo 12 Denotação

Leia mais

LISTA DE EXERCÍCIOS REDAÇÃO

LISTA DE EXERCÍCIOS REDAÇÃO LISTA DE EXERCÍCIOS REDAÇÃO P1-1º BIMESTRE 8 º ANO FUNDAMENTAL II Aluno (a): Turno: Turma: Unidade Data: / /2016 HABILIDADES E COMPETÊNCIAS Comparar textos, buscando semelhança e diferenças quanto às ideias

Leia mais

MORFOLOGIA CLASSE GRAMATICAL. SUBSTANTIVO: é o que dá nome a todos os seres: vivos, inanimados, racionais, irracionais a fim de identificação.

MORFOLOGIA CLASSE GRAMATICAL. SUBSTANTIVO: é o que dá nome a todos os seres: vivos, inanimados, racionais, irracionais a fim de identificação. MORFOLOGIA CLASSE GRAMATICAL SUBSTANTIVO: é o que dá nome a todos os seres: vivos, inanimados, racionais, irracionais a fim de identificação. PREPOSIÇÃO É a classe de palavras que liga palavras entre si;

Leia mais

TRANSPLANTE RENAL. Quem pode fazer transplante renal?

TRANSPLANTE RENAL. Quem pode fazer transplante renal? TRANSPLANTE RENAL O transplante é a substituição dos rins doentes por um rim saudável de um doador. É o método mais efetivo e de menor custo para a reabilitação de um paciente com insuficiência renal crônica

Leia mais

Literatura Fransergio Av. Mensal 26/02/14 INSTRUÇÕES PARA A REALIZAÇÃO DA PROVA LEIA COM MUITA ATENÇÃO

Literatura Fransergio Av. Mensal 26/02/14 INSTRUÇÕES PARA A REALIZAÇÃO DA PROVA LEIA COM MUITA ATENÇÃO 2º EM Literatura Fransergio Av. Mensal 26/02/14 INSTRUÇÕES PARA A REALIZAÇÃO DA PROVA LEIA COM MUITA ATENÇÃO 1. Verifique, no cabeçalho desta prova, se seu nome, número e turma estão corretos. 2. Esta

Leia mais

LINGUAGEM E COMUNICAÇÃO. Professora Leatrice Ferraz leaferraz@gmail.com

LINGUAGEM E COMUNICAÇÃO. Professora Leatrice Ferraz leaferraz@gmail.com LINGUAGEM E COMUNICAÇÃO Professora Leatrice Ferraz leaferraz@gmail.com A COMUNICAÇÃO HUMANA A COMUNICAÇÃO HUMANA COMUNICAR vem do latim communicare, que significa participar, fazer, saber, tornar comum.

Leia mais

Proposta de Redação Tema: Conto fantástico

Proposta de Redação Tema: Conto fantástico Proposta de Redação Tema: Conto fantástico Tema central: Criação de um conto fantástico Produção de texto Introdução: O conto fantástico é um gênero que tem como característica o fato de apresentar ou

Leia mais

CENTRO EDUCACIONAL NOVO MUNDO. Língua Portuguesa Ano : 4 Ef

CENTRO EDUCACIONAL NOVO MUNDO. Língua Portuguesa Ano : 4 Ef Desafio de Língua Portuguesa 4 ano EF 2D 2016 1/ 7 CENTRO EDUCACIONAL NOVO MUNDO Direção: www.cenm.com.br 2 o DESAFIO CENM - 2016 Língua Portuguesa Ano : 4 Ef 1. Leia e observe o que acontece nas duas

Leia mais

MATERIAL DIDÁTICO DE LÍNGUA PORTUGUESA AO VIVO FUNÇÕES E FIGURAS DE LINGUAGEM 28/02/14 PROFA. LÚCIA DEBORAH

MATERIAL DIDÁTICO DE LÍNGUA PORTUGUESA AO VIVO FUNÇÕES E FIGURAS DE LINGUAGEM 28/02/14 PROFA. LÚCIA DEBORAH MATERIAL DIDÁTICO DE LÍNGUA PORTUGUESA AO VIVO FUNÇÕES E FIGURAS DE LINGUAGEM 28/02/14 PROFA. LÚCIA DEBORAH FUNÇÕES para que a linguagem está sendo utilizada, qual o objetivo do ato comunicativo específico

Leia mais

Pós-Modernismo - Prosa

Pós-Modernismo - Prosa Pós-Modernismo - Prosa Pós-Modernismo Prosa (Parte II) Texto para as questões 1, 2, 3 e 4. 1. O texto de Clarice Lispector aborda, genericamente, o insucesso de relações amorosas. Esse enfoque genérico

Leia mais