FUNÇÕES DA LINGUAGEM

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "FUNÇÕES DA LINGUAGEM"

Transcrição

1 FUNÇÕES DA LINGUAGEM

2 ELEMENTOS DA COMUNICAÇÃO Emissor emite, codifica a mensagem Receptor recebe, decodifica a mensagem Mensagem- conteúdo transmitido pelo emissor Código conjunto de signos usado na transmissão e recepção da mensagem Referente contexto relacionado a emissor e receptor Canal meio pelo qual circula a mensagem Obs: as atitudes e reações dos comunicantes são também referentes e exercem influência sobre a comunicação.

3 Funções da Linguagem O emissor, ao transmitir uma mensagem, sempre tem um objetivo: informar algo, demonstrar seus sentimentos, ou convencer alguém a fazer algo, entre outros; consequentemente, a linguagem passa a ter uma função, que são as seguintes: Função Referencial Função Apelativa ou Conativa Função Emotiva Função Metalinguística Função Fática Função Poética

4 Obs: em um mesmo contexto, duas ou mais funções podem ocorrer simultaneamente: uma poesia em que o autor discorra sobre o que ele sente ao escrever poesias tem as linguagens poética, emotiva e metalinguística ao mesmo tempo.

5 Função Referencial Quando o objetivo do emissor é informar, ocorre a função referencial, também chamada de denotativa ou de informativa. São exemplos de função denotativa a linguagem jornalística e a científica.

6 Ex: Numa cesta de vime temos um cacho de uvas, duas laranjas, dois limões, uma maçã vermelha e uma pêra.

7 Função Referencial Centralizada no referente. Quando o emissor procura oferecer informações da realidade. Objetiva. Direta. Denotativa. Prevalecendo a 3ª pessoa do singular. Linguagem usada nas notícias de jornal e livros científicos.

8 Função Conativa Ocorre a função conativa, ou apelativa, quando o emissor tenta convencer o recepto a praticar determinada ação. É comum o uso do verbo no Imperativo, como Compre aqui e concorra a este lindo carro. Compre aqui... é a tentativa do emissor de convencer o receptor a praticar a ação de comprar ali.

9 Função Conativa Centraliza-se no receptor. O emissor procura influenciar o comportamento do receptor. Como o emissor se dirige ao receptor, é comum o uso de tu e você, ou nome da pessoa, além dos vocativos e imperativo. Usada nos discursos, sermões e propagandas que se dirigem diretamente ao consumidor.

10 Função Emotiva Quando o emissor demonstra seus sentimentos ou emite suas opiniões ou sensações a respeito de algum assunto ou pessoa, acontece a função emotiva, também chamada de expressiva.

11 Ex: Nós o amamos muito, Romário!!

12 Função Emotiva Centralizada no emissor, revelando sua opinião, sua emoção. Nela prevalece a 1ª pessoa do singular, interjeições e exclamações. É a linguagem das biografias, memórias, poesias líricas e cartas de amor.

13 Função Metalinguística É a utilização do código para falar dele mesmo: uma pessoa falando do ato de falar, outra escrevendo sobre o ato de escrever, palavras que explicam o significado de outra palavra.

14 Ex: Escrevo porque gosto de escrever. Ao passar as idéias para o papel, sinto-me realizada...

15 Função Metalinguística Centralizada no código, usando a linguagem para falar dela mesma. A poesia que fala da poesia, da sua função e do poeta, um texto que comenta outro texto. Principalmente dicionários são repositórios de metalinguagem. Obs: em um mesmo texto podem aparecer várias funções da linguagem. O importante é saber qual a função predominante no texto, para então definilo.

16 Função Fática A função fática ocorre, quando o emissor testa o canal de comunicação, a fim de observar se o receptor o entendeu. São perguntas como não é mesmo?, você está entendendo?, cê tá ligado?, ou frases como alô!, oi.

17 Ex: -Alô -Alô -Hummm -Heinnn? -Alô

18 Função Fática Centralizada no canal, tendo como objetivo prolongar ou não o contato com o receptor, ou testar a eficiência do canal. Linguagem das falas telefônicas, saudações e similares.

19 E aí, cara, tudo bem? - Tudo, e lá? - Indo, tipo assim, né? - Pô, e a meninada? - É, sei lá, vai

20 Função Poética É a linguagem das obras literárias, principalmente das poesias, em que as palavras são escolhidas e dispostas de maneira que se tornem singulares.

21 Ex: CLÍMAX No peito a mata aperta o pranto do olhar do louco pra meia-lua. (...)

22 Função Poética Centralizada na mensagem, revelando recursos imaginativos criados pelo emissor. Afetiva, sugestiva, conotativa, ela é metafórica. Valorizam-se as palavras, suas combinações. É a linguagem figurada apresentada em obras literárias, letras de música, em algumas propagandas, etc.

23 Até mais... Profº Nixson Machado

FUNÇÕES DA LINGUAGEM

FUNÇÕES DA LINGUAGEM FUNÇÕES DA LINGUAGEM 1. Função referencial (ou denotativa) É aquela centralizada no referente, pois o emissor oferece informações da realidade. Linguagem usada na ciência, na arte realista, no jornal,

Leia mais

Língua Portuguesa Mara Rúbia

Língua Portuguesa Mara Rúbia Língua Portuguesa Mara Rúbia Linguagem e Comunicação Linguagem Linguagem O caminho humano de comunicar-se. Faculdade humana de manifestar seus pensamentos, desejos ou emoções. Possibilita a interação do

Leia mais

ELEMENTOS BÁSICOS DA COMUNICAÇÃO & FUNÇÕES DA LINGUAGEM. Prof. Andriza M. Becker

ELEMENTOS BÁSICOS DA COMUNICAÇÃO & FUNÇÕES DA LINGUAGEM. Prof. Andriza M. Becker ELEMENTOS BÁSICOS DA COMUNICAÇÃO & FUNÇÕES DA LINGUAGEM. Prof. Andriza M. Becker OS SEIS ELEMENTOS BÁSICOS DA COMUNICAÇÃO FALHAS NA COMUNICAÇÃO... E NA COMUNICAÇÃO ESCRITA??? QUE INTERPRETAÇÃO VOCÊ FAZ

Leia mais

Vamos estudar??????? Prof. ª Kalyne Varela

Vamos estudar??????? Prof. ª Kalyne Varela Vamos estudar??????? Prof. ª Kalyne Varela Comunicação Todo ato comunicativo envolve seis componentes essenciais: - Emissor(remetente, locutor, codificador, falante); - Receptor(destinatário, interlocutor,

Leia mais

REDAÇÃO LINGUAGEM VERBAL E NÃO VERBAL FUNÇÕES DA LINGUAGEM PROFª ISABEL LIMA

REDAÇÃO LINGUAGEM VERBAL E NÃO VERBAL FUNÇÕES DA LINGUAGEM PROFª ISABEL LIMA REDAÇÃO LINGUAGEM VERBAL E NÃO VERBAL FUNÇÕES DA LINGUAGEM PROFª ISABEL LIMA LINGUAGEM VERBAL E NÃO VERBAL Linguagem verbal faz uso das palavras, escritas ou faladas. Linguagem não verbal inclue algumas

Leia mais

FUNÇÕES DA LINGUAGEM

FUNÇÕES DA LINGUAGEM FUNÇÕES DA LINGUAGEM FUNÇÕES DA LINGUAGEM Funções da Linguagem: são o conjunto das finalidades comunicativas realizadas por meio dos enunciados da língua. Enunciado: é tudo aquilo que é dito ou escrito

Leia mais

NOÇÃO DE TEXTO E ELEMENTOS TEXTUAIS. Professor Marlos Pires Gonçalves

NOÇÃO DE TEXTO E ELEMENTOS TEXTUAIS. Professor Marlos Pires Gonçalves NOÇÃO DE TEXTO E ELEMENTOS TEXTUAIS Professor Marlos Pires Gonçalves 1 TEORIA DA COMUNICAÇÃO Toda mensagem tem uma finalidade: ela pode servir para transmitir um conteúdo intelectual, exprimir (ou ocultar)

Leia mais

Elementos da Comunicação

Elementos da Comunicação Elementos da Comunicação O processo da comunicação Em todo ato de comunicação estão envolvidos vários elementos : 1. Emissor ou remetente: é aquele que codifica e envia a mensagem. Ocupa um dos pólos do

Leia mais

FUNÇÕES DA LINGUAGEM, FALA, ESCRITA E LEITURA ARGUMENTAÇÃO

FUNÇÕES DA LINGUAGEM, FALA, ESCRITA E LEITURA ARGUMENTAÇÃO AULA 1 e 2 FUNÇÕES DA LINGUAGEM, FALA, ESCRITA E LEITURA ARGUMENTAÇÃO Profa. Dra. Vera Vasilévski Comunicação Oral e Escrita UTFPR/Santa Helena A linguagem (oral e escrita) é um sistema de comunicação

Leia mais

Funções da linguagem. Flávia Andrade

Funções da linguagem. Flávia Andrade Funções da linguagem Flávia Andrade Linguagem Comunicação Funciona para o quê? Teoria da comunicação Contexto Organização Referente Conteúdo Emissor Código Mensagem Canal Receptor Emite a mensagem Meio

Leia mais

FUNÇÕES DA LINGUAGEM

FUNÇÕES DA LINGUAGEM FUNÇÕES DA LINGUAGEM O primeiro lingüista a estabelecer funcionamentos (funções) distintas para a linguagem foi o alemão Karl Bühler, determinando que haveria três funções básicas na comunicação: EXPRESSIVA,

Leia mais

Existem seis elementos no ato de comunicação: o locutor ou emissor, o interlocutor ou receptor (a pessoa com quem se fala), o canal ou contato (o som

Existem seis elementos no ato de comunicação: o locutor ou emissor, o interlocutor ou receptor (a pessoa com quem se fala), o canal ou contato (o som Existem seis elementos no ato de comunicação: o locutor ou emissor, o interlocutor ou receptor (a pessoa com quem se fala), o canal ou contato (o som e o ar, o meio físico), o referente ou contexto (o

Leia mais

Funções da Linguagem. Drd. Andréia Almeida Mendes

Funções da Linguagem. Drd. Andréia Almeida Mendes Funções da Linguagem Drd. Andréia Almeida Mendes O processo de comunicação compreende a troca de informações, utiliza de sinais devidamente organizados, que são emitidos a uma outra pessoa. A palavra falada,

Leia mais

Comunicação - Conceito. Comunicação - Conceito continuação

Comunicação - Conceito. Comunicação - Conceito continuação Comunicação - Conceito A palavra comunicar vem do latim communicare, que significa pôr em comum. Depreende-se daí que a essência da palavra comunicar está associada à idéia de convivência, comunidade,

Leia mais

(...) Eu canto em português errado. Acho que o imperfeito não participa do passado. Troco as pessoas. Troco os pronomes ( ).

(...) Eu canto em português errado. Acho que o imperfeito não participa do passado. Troco as pessoas. Troco os pronomes ( ). (...) Eu canto em português errado Acho que o imperfeito não participa do passado Troco as pessoas Troco os pronomes ( ). (Meninos e Meninas Legião Urbana) ALGUMAS ESCOLHAS LINGUÍSTICAS TORNAM O IDIOMA

Leia mais

Funções da linguagem e elementos de comunicação

Funções da linguagem e elementos de comunicação Funções da linguagem e elementos de comunicação Elementos de comunicação: são todos os elementos que estão presentes no ato de comunicação. Há vários autores que falam sobre o tema, modificando os seus

Leia mais

COMUNICAÇÃO E LINGUAGEM (conceitos)

COMUNICAÇÃO E LINGUAGEM (conceitos) Faculdade de Tecnologia SENAC Pelotas Curso Superior de Tecnologia em Marketing/Processos Gerenciais UC: Comunicação e Expressão COMUNICAÇÃO E LINGUAGEM (conceitos) A comunicação verbal baseia-se na interação

Leia mais

Teoria da Comunicação Funções da Linguagem

Teoria da Comunicação Funções da Linguagem Teoria da Comunicação Funções da Linguagem Professor Rafael Cardoso Ferreira O que é linguagem? A linguagem é o instrumento graças ao qual o homem modela seu pensamento, seus sentimentos, suas emoções,

Leia mais

LÍNGUA E LINGUAGEM. Tercia Tasso M. Pitta Pedagoga, Psicopedagoga e Mestre em Educação, Arte e História da Cultura

LÍNGUA E LINGUAGEM. Tercia Tasso M. Pitta Pedagoga, Psicopedagoga e Mestre em Educação, Arte e História da Cultura LÍNGUA E LINGUAGEM Tercia Tasso M. Pitta Pedagoga, Psicopedagoga e Mestre em Educação, Arte e História da Cultura O que é Língua? LÍNGUA Do filólogo, tradutor e crítico literário Antonio Houaiss Língua

Leia mais

Funções da Linguagem

Funções da Linguagem Funções da Linguagem Olá, seja bem-vindo (a) a nossa aula sobre Funções de Linguagem. Para iniciá-la, que tal rememorar conceitos estudados na aula passada? Você se lembra dos Elementos do Processo de

Leia mais

Unidade III COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL. Profa. Ma. Andrea Morás

Unidade III COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL. Profa. Ma. Andrea Morás Unidade III COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL Profa. Ma. Andrea Morás Linguagem Função de fazer-se entender pelo receptor. Função de informar e persuadir. Fala e escrita adequação a cada ambiente e situação. Funções

Leia mais

Aula 02. O Processo de Comunicação. Prezado(a) aluno(a), Você já percebeu a importância da comunicação em nossa vida? Segundo Abreu (2001):

Aula 02. O Processo de Comunicação. Prezado(a) aluno(a), Você já percebeu a importância da comunicação em nossa vida? Segundo Abreu (2001): Aula 02 O Processo de Comunicação Prezado(a) aluno(a), Você já percebeu a importância da comunicação em nossa vida? Segundo Abreu (2001): (...) Não basta ser inteligente, ter uma boa formação universitária,

Leia mais

NOÇÕES PRELIMINARES SOBRE O TEXTO E SUAS PROPRIEDADES. Angela Jamal. agosto/2013

NOÇÕES PRELIMINARES SOBRE O TEXTO E SUAS PROPRIEDADES. Angela Jamal. agosto/2013 NOÇÕES PRELIMINARES SOBRE O TEXTO E SUAS PROPRIEDADES Angela Jamal agosto/2013 Recorremos a um texto, quando temos alguma pretensão comunicativa e a queremos expressar (...) dessa forma, todo texto é a

Leia mais

FUNÇÕES DA LINGUAGEM ÊNFASE NO EMISSOR 03/10/2012 FUNÇÃO EMOTIVA CARACTERÍSTICAS ELEMENTOS DA COMUNICAÇÃO REFERENTE

FUNÇÕES DA LINGUAGEM ÊNFASE NO EMISSOR 03/10/2012 FUNÇÃO EMOTIVA CARACTERÍSTICAS ELEMENTOS DA COMUNICAÇÃO REFERENTE ELEMENTOS DA COMUNICAÇÃO FUNÇÕES DA LINGUAGEM 1- Emissor: o que emite a mensagem 2 - Receptor: Indivíduo ou grupo que decodifica (recebe) a mensagem. 3 - Mensagem: O próprio texto (fala) transmitido pelo

Leia mais

FUNÇÕES DA LINGUAGEM. Sandra Marjorie

FUNÇÕES DA LINGUAGEM. Sandra Marjorie FUNÇÕES DA LINGUAGEM Sandra Marjorie São os objetivos pretendidos na comunição. Um ato de comunicação se dá quando os elementos da comunicação se reúnem sem ruído falha. Elementos da Comunicação Emissor

Leia mais

Funções da Linguagem e uso

Funções da Linguagem e uso Funções da Linguagem e uso Profª. Magna Campos FUNÇÕES DA LINGUAGEM E USO Profª. Ms. Magna Campos O homem é um ser social e se difere dos outros seres que vivem reunidos pela capacidade de julgar e discernir,

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA. Prof.: Portela

LÍNGUA PORTUGUESA. Prof.: Portela LÍNGUA PORTUGUESA Prof.: Portela ELEMENTOS DA COMUNICAÇÃO + FUNÇÕES DA LINGUAGEM Observe o texto adaptado abaixo. O zika vírus foi identificado no Brasil pela primeira vez no final de abril por pesquisadores

Leia mais

COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL AULA IV

COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL AULA IV COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL AULA IV Profª. Helena Damélio Funções da Linguagem Revisão Crase Processo de Comunicação CONTEXTO EMISSOR => MENSAGEM => RECEPTOR CANAL CÓDIGO Portanto - Quem? - O quê? - Para quem?

Leia mais

PROCESSO DE COMUNICAÇÃO Conceitos básicos. Prof Dr Divane de Vargas Escola de Enfermagem Universidade de São Paulo

PROCESSO DE COMUNICAÇÃO Conceitos básicos. Prof Dr Divane de Vargas Escola de Enfermagem Universidade de São Paulo PROCESSO DE COMUNICAÇÃO Conceitos básicos Prof Dr Divane de Vargas Escola de Enfermagem Universidade de São Paulo PROCESSO DE COMUNICAÇÃO A comunicação permeia toda a ação do enfermeiro PROCESSO DE COMUNICAÇÃO

Leia mais

O Processo de Comunicação

O Processo de Comunicação O Processo de Comunicação Sendo o homem um ser social, relaciona-se de modo interdependente com os indivíduos do grupo em que vive. A convivência realiza-se pela comunicação, que pode ser gestual, oral

Leia mais

Unidade I. Comunicação Empresarial. Profª. Cleide de Freitas

Unidade I. Comunicação Empresarial. Profª. Cleide de Freitas Unidade I Comunicação Empresarial Profª. Cleide de Freitas O que é comunicar? Tornar comum, compartilhar Todas as atividades humanas envolvem comunicação ato vital Comunicação Verbal (falada e escrita)

Leia mais

1º ano. Emprego da fala, adequando-a ao contexto comunicativo e ao que se supõe ser o perfil do interlocutor, em função do lugar social que ele ocupa.

1º ano. Emprego da fala, adequando-a ao contexto comunicativo e ao que se supõe ser o perfil do interlocutor, em função do lugar social que ele ocupa. Emprego da fala, adequando-a ao contexto comunicativo e ao que se supõe ser o perfil do interlocutor, em função do lugar social 1º ano Respeito à fala do outro e aos seus modos de falar. texto, com foco

Leia mais

Função Conativa ou Apelativa: Ocorre quando o locutário é posto em destaque e é estimulado pela mensagem.

Função Conativa ou Apelativa: Ocorre quando o locutário é posto em destaque e é estimulado pela mensagem. A linguagem desempenha determinada função, de acordo com a ênfase que se queira dar a cada um dos componentes do ato de comunicação. Desse modo, são seis as funções que a linguagem podem assumir: emotiva,

Leia mais

Funções da Linguagem. Português Monitores: Bruna Saad, Bernardo Soares e Gianne Frade 15, 16, 17, 18, 19, 20, 21/02/2016

Funções da Linguagem. Português Monitores: Bruna Saad, Bernardo Soares e Gianne Frade 15, 16, 17, 18, 19, 20, 21/02/2016 Funções da Linguagem Material de apoio para Monitoria 1. Identifique as funções da linguagem: a) Ênfase no emissor (lª pessoa) e na expressão direta de suas emoções e atitudes. b) Evidencia o assunto,

Leia mais

aula Linguagem: diferentes concepções Leitura, Interpretação e Produção Textual Autoras Maria Divanira de Lima Arcoverde

aula Linguagem: diferentes concepções Leitura, Interpretação e Produção Textual Autoras Maria Divanira de Lima Arcoverde D I S C I P L I N A Leitura, Interpretação e Produção Textual Linguagem: diferentes concepções Autoras Maria Divanira de Lima Arcoverde Rossana Delmar de Lima Arcoverde aula 01 Governo Federal Presidente

Leia mais

FUNÇÕES DA LINGUAGEM

FUNÇÕES DA LINGUAGEM FUNÇÕES DA LINGUAGEM Referências bibliográficas INFANTE, Ulisses. Do texto ao texto curso prático de leitura e redação. São Paulo: Scipione, 1998, p. 214-218; 230; 240; 252; 260; 270. Esquema do ato de

Leia mais

FUNÇÕES DA LINGUAGEM ELEMENTOS DA COMUNICAÇÃO. Professora Leisane Mandel Mortean

FUNÇÕES DA LINGUAGEM ELEMENTOS DA COMUNICAÇÃO. Professora Leisane Mandel Mortean FUNÇÕES DA LINGUAGEM ELEMENTOS DA COMUNICAÇÃO Professora Leisane Mandel Mortean COMUNICAÇÃO A comunicação confunde-se com a própria vida. Temos tanta consciência de que comunicamos como de que respiramos

Leia mais

COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL

COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL Aluno: Diego Miranda Figueira Turma: GTI Módulo 1/2013 COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL ------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Leia mais

CARTAZES DE RUA E DE INTERIORES

CARTAZES DE RUA E DE INTERIORES RESUMO HISTÓRICO Os primeiros cartazes datam do século XV.(Divulgar decisões tomadas pelo governo) No século XVIII a sua utilização já é mais frequente. (Anunciar produtos comerciais e industriais) Com

Leia mais

Aula 01 A IMPORTÂNCIA DA PALAVRA E DAS FUNÇÕES DA LINGUAGEM NA EXPRESSÃO E NA COMUNICAÇÃO

Aula 01 A IMPORTÂNCIA DA PALAVRA E DAS FUNÇÕES DA LINGUAGEM NA EXPRESSÃO E NA COMUNICAÇÃO Aula 01 A IMPORTÂNCIA DA PALAVRA E DAS FUNÇÕES DA LINGUAGEM NA EXPRESSÃO E NA COMUNICAÇÃO Você, no decorrer de sua vida, já deve ter percebido quão importante é a linguagem, seja verbal ou não-verbal,

Leia mais

Engenharia Cartográfica Comunicação e Expressão. Maria Cecilia Bonato Brandalize º Semestre

Engenharia Cartográfica Comunicação e Expressão. Maria Cecilia Bonato Brandalize º Semestre Engenharia Cartográfica Comunicação e Expressão Maria Cecilia Bonato Brandalize 2015 1º Semestre Comunicação O que é? A comunicação humana é uma relação social que se estabelece entre duas ou mais pessoas

Leia mais

O texto e a Linguagem Literária

O texto e a Linguagem Literária O texto e a Linguagem Literária Polissemia É a propriedade que uma mesma palavra tem de apresentar mais de um significado nos múltiplos contextos em que aparece. É um recurso que possibilita dizer mais

Leia mais

COMUNICAÇÃO APLICADA MÓDULO 4

COMUNICAÇÃO APLICADA MÓDULO 4 COMUNICAÇÃO APLICADA MÓDULO 4 Índice 1. Significado...3 1.1. Contexto... 3 1.2. Intertextualidade... 3 1.2.1. Tipos de intertextualidade... 3 1.3. Sentido... 4 1.4. Tipos de Significado... 4 1.4.1. Significado

Leia mais

LINGUAGEM E ARGUMENTAÇÃO JURÍDICA

LINGUAGEM E ARGUMENTAÇÃO JURÍDICA AULA 1 PG 1 Este material é parte integrante da disciplina Linguagem e Argumentação Jurídica oferecido pela UNINOVE. O acesso às atividades, as leituras interativas, os exercícios, chats, fóruns de discussão

Leia mais

Liderança. A liderança é passível de ser adquirida e ser desenvolvida em qualquer ambiente de relacionamentos.

Liderança. A liderança é passível de ser adquirida e ser desenvolvida em qualquer ambiente de relacionamentos. CHEFIA E LIDERANÇA Liderança A liderança é passível de ser adquirida e ser desenvolvida em qualquer ambiente de relacionamentos. Liderança Liderar significa possuir a capacidade e o discernimento para

Leia mais

FUNÇÕES DA LINGUAGEM PROF. PATRÍCIA FERNANDES

FUNÇÕES DA LINGUAGEM PROF. PATRÍCIA FERNANDES FUNÇÕES DA LINGUAGEM PROF. PATRÍCIA FERNANDES Elementos da comunicação emissor - emite, codifica a mensagem receptor - recebe, decodifica a mensagem mensagem - conteúdo transmitido pelo emissor código

Leia mais

LINGUAGEM VERBAL E NÃO VERBAL

LINGUAGEM VERBAL E NÃO VERBAL LINGUAGEM VERBAL E NÃO VERBAL Existem várias formas de comunicação. Quando o homem A! se utiliza da palavra, ou seja, da linguagem oral ou escrita,dizemos que ele está utilizando uma linguagem verbal,

Leia mais

LINGUAGEM E COMUNICAÇÃO. Professora Leatrice Ferraz leaferraz@gmail.com

LINGUAGEM E COMUNICAÇÃO. Professora Leatrice Ferraz leaferraz@gmail.com LINGUAGEM E COMUNICAÇÃO Professora Leatrice Ferraz leaferraz@gmail.com A COMUNICAÇÃO HUMANA A COMUNICAÇÃO HUMANA COMUNICAR vem do latim communicare, que significa participar, fazer, saber, tornar comum.

Leia mais

Interpretação de Textos a Partir de Análises Isoladas

Interpretação de Textos a Partir de Análises Isoladas Interpretação de Textos a Partir de Análises Isoladas Análise Estética (formal) Análise Estilística (figuras de linguagem) Análise Gramatical (morfossintática) Análise Semântica (de significado) Análise

Leia mais

LÍNGUA E LINGUAGEM. Tercia Tasso M. Pitta Pedagoga, Psicopedagoga e Mestre em Educação, Arte e História da Cultura

LÍNGUA E LINGUAGEM. Tercia Tasso M. Pitta Pedagoga, Psicopedagoga e Mestre em Educação, Arte e História da Cultura LÍNGUA E LINGUAGEM Tercia Tasso M. Pitta Pedagoga, Psicopedagoga e Mestre em Educação, Arte e História da Cultura O que é Língua? LÍNGUA Do filólogo, tradutor e crítico literário Antonio Houaiss Língua

Leia mais

DEPARTAMENTO DE LÍNGUAS PORTUGUÊS 2º CICLO Gestão curricular 6ºano

DEPARTAMENTO DE LÍNGUAS PORTUGUÊS 2º CICLO Gestão curricular 6ºano DEPARTAMENTO DE LÍNGUAS PORTUGUÊS 2º CICLO Gestão curricular 6ºano UNIDADES /TEXTOS UNIDADE 0 Ponto de partida UNIDADE 5 Apanha-me também um poeta 1º PERÍODO DOMÍNIOS / CONTEÚDOS Expressão oral: memória

Leia mais

PERFIL DE APRENDIZAGENS ESPECÍFICAS. Disciplina Português Ano de Escolaridade - 6º Ano - Letivo 2016/17

PERFIL DE APRENDIZAGENS ESPECÍFICAS. Disciplina Português Ano de Escolaridade - 6º Ano - Letivo 2016/17 PERFIL DE APRENDIZAGENS ESPECÍFICAS Disciplina Português Ano de Escolaridade - 6º Ano - Letivo 2016/17 1º Período Conteúdos Instrumentos Peso SEQUÊNCIA A Histórias de afetos Leitura e análise de textos

Leia mais

LINGUAGENS, CÓDIGOS E SUAS TECNOLOGIAS Professora Josi e Professora Mara

LINGUAGENS, CÓDIGOS E SUAS TECNOLOGIAS Professora Josi e Professora Mara LINGUAGENS, CÓDIGOS E SUAS TECNOLOGIAS Professora Josi e Professora Mara Denotação x Conotação Sentido denotativo: Meus alunos comeram uns doces. Sentido conotativo: Meus alunos são uns doces. Figuras

Leia mais

Língua e Produção. 3º ano Francisco. Análise do discurso

Língua e Produção. 3º ano Francisco. Análise do discurso Língua e Produção 3º ano Francisco Análise do discurso Elementos básicos da comunicação; Texto e discurso/ a intenção no discurso; As funções intrínsecas do texto. ELEMENTOS DA COMUNICAÇÃO Emissor emite,

Leia mais

EMENTA OBJETIVO GERAL. Ampliar os conhecimentos gramaticais, utilizando-os de forma apropriada nas práticas de linguagem oral e escrita.

EMENTA OBJETIVO GERAL. Ampliar os conhecimentos gramaticais, utilizando-os de forma apropriada nas práticas de linguagem oral e escrita. Ensino Fundamental II 7º ano PLANO DE ENSINO DISCIPLINA Língua Portuguesa PROFESSOR Ana Paula dos Santos Cabral CARGA HORÁRIA TURMA ANO LETIVO TOTAL SEMANAL 7º ano A 2017 1.1 - Gêneros literários: poema

Leia mais

Tipologia textual. Prof Carlos Zambeli

Tipologia textual. Prof Carlos Zambeli Tipologia textual Prof Carlos Zambeli Que que é isso? é a forma como um texto se apresenta. As tipologias existentes são: narração, descrição, dissertação, exposição, argumentação, informação e injunção.

Leia mais

PRÊMIO CORUJA DO SERTÃO 2ª FASE - REDAÇÃO ESCOLA ENSINO FUNDAMENTAL: 6º ANO

PRÊMIO CORUJA DO SERTÃO 2ª FASE - REDAÇÃO ESCOLA ENSINO FUNDAMENTAL: 6º ANO PRÊMIO CORUJA DO SERTÃO 2014 2ª FASE - REDAÇÃO ESCOLA ENSINO FUNDAMENTAL: 6º ANO Jaguarari, novembro de 2014. CADERNO DO 6º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL Este caderno contém: A proposta de redação; Os critérios

Leia mais

P R O G R A M A. O léxico português. Processos de criação e renovação

P R O G R A M A. O léxico português. Processos de criação e renovação UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS, LETRAS E ARTES DEPARTAMENTO DE LETRAS CLÁSSICAS E VERNÁCULAS DISCIPLINA: LÍNGUA PORTUGUESA II (Red. e Expressão Oral) CARGA HORÁRIA: 45 horas

Leia mais

SUMÁRIO. Unidade I Teoria da Comunicação. Capítulo 1 Linguagem, Língua, Fala, Signo Linguístico, Linguagem Verbal e Linguagem não Verbal

SUMÁRIO. Unidade I Teoria da Comunicação. Capítulo 1 Linguagem, Língua, Fala, Signo Linguístico, Linguagem Verbal e Linguagem não Verbal SUMÁRIO Unidade I Teoria da Comunicação Capítulo 1 Linguagem, Língua, Fala, Signo Linguístico, Linguagem Verbal e Linguagem não Verbal Linguagem Língua Fala Signo linguístico Significado Significante Linguagem

Leia mais

ATENÇÃO! Material retirado da Internet, que eu considero de fonte segura e confiável. Os endereços estão no fim de cada assunto. O que é Semântica? Semântica provém do vocábulo grego que se pode traduzir

Leia mais

Planificação a longo prazo - programa do 6º ano - disciplina de Português Ano letivo de AULAS PREVISTAS (blocos 90)

Planificação a longo prazo - programa do 6º ano - disciplina de Português Ano letivo de AULAS PREVISTAS (blocos 90) Planificação a longo prazo - programa do 6º ano - disciplina de Português Ano letivo de 2016-2017 1º PERÍODO 2º PERÍODO 3º PERÍODO INÍCIO 15 setembro 2016 3 janeiro 2017 16 abril 2017 FINAL 16 dezembro

Leia mais

Durante. Utilize os conteúdos multimídia para ilustrar a matéria de outras formas.

Durante. Utilize os conteúdos multimídia para ilustrar a matéria de outras formas. Olá, Professor! Assim como você, a Geekie também tem a missão de ajudar os alunos a atingir todo seu potencial e a realizar seus sonhos. Para isso, oferecemos recomendações personalizadas de estudo, para

Leia mais

Comunicação Empresarial e Processo Decisório. Prof. Ana Claudia Araujo Coelho

Comunicação Empresarial e Processo Decisório. Prof. Ana Claudia Araujo Coelho Prof. Ana Claudia Araujo Coelho Comunicar significa transmitir ideias, sentimentos ou experiências de uma pessoa para outra, tornar comum, participar, fazer saber, transmitir. ANDRADE (2008, p. 45) O resultado

Leia mais

Conteúdos Programáticos de Língua Portuguesa 6º ao 9º ano (1º ao 4º bimestre) 6º ao 9º ano

Conteúdos Programáticos de Língua Portuguesa 6º ao 9º ano (1º ao 4º bimestre) 6º ao 9º ano Conteúdos Programáticos de Língua Portuguesa 6º ao 9º ano (1º ao 4º bimestre) 6º ao 9º ano 1º ao 4º Bimestre Conteúdos Programáticos de Língua Portuguesa 1º ao 4º Bimestre CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS DO 1º

Leia mais

Produção de Texto e Oratória

Produção de Texto e Oratória Oficina Produção de Texto e Oratória Instrutora: Ana Pimenta jornalista, mestre em comunicação e cultura contemporânea, professora, editora da Empresa Brasil de Comunicação (EBC) e diretora da QG Soluções

Leia mais

1ª Série do ensino médio

1ª Série do ensino médio 1ª Série do ensino médio Texto I O VIAJANTE (Compositor Desconhecido) Eu me sinto um tolo Como um viajante Pela sua casa Pássaro sem asa Rei da covardia E se guardo tanto Essas emoções Nessa caldeira fria

Leia mais

COMUNICAÇÃO. João gritou, loucamente, após verificar a ocorrência de pedaços de tela sob a terra: Pedro, eis a obra por que tanto procuramos!

COMUNICAÇÃO. João gritou, loucamente, após verificar a ocorrência de pedaços de tela sob a terra: Pedro, eis a obra por que tanto procuramos! Língua portuguesa Linguagem e comunicação II Professor Mozer COMUNICAÇÃO Pessoas do discurso 1ª PESSOA EU, NÓS N FALA, ESCREVE 2ª PESSOA TU, VÓS V OUVE, LÊ 3ª PESSOA ELE(A), ELES(AS) ASSUNTO Pessoas do

Leia mais

Comunicação Visual. Introdução

Comunicação Visual. Introdução Comunicação Visual Introdução Comunicar é a capacidade de partilhar, pôr em comum, o que pensamos ou sentimos; é transmitir uma determinada mensagem. Para que a comunicação exista é necessária a existência

Leia mais

Agrupamento de Escolas General Humberto Delgado Planificação Anual º Ciclo- Português- Curso Vocacional

Agrupamento de Escolas General Humberto Delgado Planificação Anual º Ciclo- Português- Curso Vocacional Módulo 1 - Texto narrativo Agrupamento de Escolas General Humberto Delgado Planificação Anual 2015-2016 2º Ciclo- Português- Curso Vocacional Organização modular Módulos Conteúdos Carga horária Conto Popular

Leia mais

VARIAÇÃO LINGUÍSTICA. Língua portuguesa. Princípio da adequação. Casos para análise. Exemplos de variantes linguísticas

VARIAÇÃO LINGUÍSTICA. Língua portuguesa. Princípio da adequação. Casos para análise. Exemplos de variantes linguísticas Língua portuguesa Linguagem e comunicação I Professor Mozer VARIAÇÃO LINGUÍSTICA Princípio da adequação FALA versus ESCRITA - entonação -ritmo GRAMÁTICA versus POPULAR Casos para análise Por favor, me

Leia mais

Abril Gramática 1ª Série

Abril Gramática 1ª Série LEMBRETE: Data da prova objetiva (P6-22/04/2014-terça-feira) Conteúdo: Abril Gramática 1ª Série 1. Módulo2. Funções da linguagem. 2. Rever os exercícios feitos em sala e os da folha extra. Prezados alunos,

Leia mais

Normas Gramaticais da Língua Portuguesa AULA 1. Temas: Tipos de Textos Níveis de Linguagens

Normas Gramaticais da Língua Portuguesa AULA 1. Temas: Tipos de Textos Níveis de Linguagens Normas Gramaticais da Língua Portuguesa AULA 1 Temas: Tipos de Textos Níveis de Linguagens Como você deve recordar, iniciamos o módulo de Redação Oficial comentando sobre o que é o texto, isto é, uma unidade,

Leia mais

Gêneros Textuais. E aí, beleza!? Vamos juntos dar uma olhada em algumas dicas importantes de gêneros textuais?

Gêneros Textuais. E aí, beleza!? Vamos juntos dar uma olhada em algumas dicas importantes de gêneros textuais? Gêneros Textuais E aí, beleza!? Vamos juntos dar uma olhada em algumas dicas importantes de gêneros textuais? Para começar, vamos observar as imagens abaixo, reproduções de uma receita, uma manchete de

Leia mais

Conteúdo da Prova Bimestral 1º Bimestre

Conteúdo da Prova Bimestral 1º Bimestre 1ª Série do Ensino Médio (1001) Matemática Conjuntos numéricos; Determinação da fração geratriz do decimal; Operações com intervalos; Relações; Funções; Tipos de funções; Os ângulos na circunferência;

Leia mais

Possuem função comunicativa e estão inseridos em um contexto cultural.

Possuem função comunicativa e estão inseridos em um contexto cultural. Tipologias Textuais Tipos Textuais Os tipos textuais são caracterizados por propriedades linguísticas, como vocabulário, relações lógicas, tempos verbais, construções frasais etc. Gêneros textuais Possuem

Leia mais

Comunicação humana e linguagem

Comunicação humana e linguagem Comunicação humana e linguagem 1 Teresa M. Videira R. de Souza Maria Elizabeth Rodrigues Regina Lúcia Meirelles Beghelli Fonte: www.sxc.hu e-tec Brasil Português Instrumental META OBJETIVOS Apresentar

Leia mais

Matriz de referência de LÍNGUA PORTUGUESA - SAERJINHO 5 ANO ENSINO FUNDAMENTAL

Matriz de referência de LÍNGUA PORTUGUESA - SAERJINHO 5 ANO ENSINO FUNDAMENTAL 7 5 ANO ENSINO FUNDAMENTAL H0 Ler frases. Períodos compostos. H03 Inferir uma informação em um H04 Identificar o tema Trabalhar o tema baseando-se na complexidade do texto, partindo de um texto de curta

Leia mais

CURSO de COMUNICAÇÃO SOCIAL JORNALISMO - Gabarito

CURSO de COMUNICAÇÃO SOCIAL JORNALISMO - Gabarito PROAC / COSEAC UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE PRÓ-REITORIA DE ASSUNTOS ACADÊMICOS COSEAC-COORDENADORIA DE SELEÇÃO TRANSFERÊNCIA 2 o semestre letivo de 2007 e 1 o semestre letivo de 2008 CURSO de COMUNICAÇÃO

Leia mais

Português. Conotação e Denotação. Professor Carlos Zambeli.

Português. Conotação e Denotação. Professor Carlos Zambeli. Português Conotação e Denotação Professor Carlos Zambeli www.acasadoconcurseiro.com.br Português DENOTAÇÃO X CONOTAÇÃO O signo linguístico (a palavra) é constituído pelo significante parte perceptível,

Leia mais

Planificação anual Português 6º ano

Planificação anual Português 6º ano Planificação anual Português 6º ano Unidades / Textos Unidade 0 Leitura 1.º período Domínios / Conteúdos Nº de aulas previstas Começar de novo Apresentação Texto não literário Texto narrativo. 65 Avaliação

Leia mais

Um olhar para o Poema PCNP LP Aline Cristina do Prado PCNP LP Cristiane Aparecida Nunes

Um olhar para o Poema PCNP LP Aline Cristina do Prado PCNP LP Cristiane Aparecida Nunes Um olhar para o Poema PCNP LP Aline Cristina do Prado PCNP LP Cristiane Aparecida Nunes 16 de outubro de 2013 Dimensões discursivas, textuais e linguísticas do poema: um caminho para orientar a reescrita

Leia mais

FUNÇÕES DA LINGUAGEM. Professor Jailton www.professorjailton.com.br

FUNÇÕES DA LINGUAGEM. Professor Jailton www.professorjailton.com.br FUNÇÕES DA LINGUAGEM Professor Jailton www.professorjailton.com.br Comunicação e Intencionalidade discursiva / Funções Intrínsecas do Texto Elementos básicos da comunicação; Texto e discurso/ a intenção

Leia mais

MARATONA CULTURAL 2009 CARTILHA DO CANDIDATO 2ª FASE

MARATONA CULTURAL 2009 CARTILHA DO CANDIDATO 2ª FASE MARATONA CULTURAL 2009 CARTILHA DO CANDIDATO 2ª FASE Você está recebendo a cartilha com as orientações para a construção dos trabalhos da 2ª fase da Maratona Cultural 2009. Fique atento aos procedimentos

Leia mais

METODOLOGIA DO TRABALHO ACADÊMICO 1

METODOLOGIA DO TRABALHO ACADÊMICO 1 METODOLOGIA DO TRABALHO ACADÊMICO 1 A Redação Quando se fala em redação, em geral se associa a uma composição literária ou a uma dissertação de tese. No primeiro caso, relaciona-se a um trabalho fantasioso;

Leia mais

VERBO. Flávia Andrade

VERBO. Flávia Andrade VERBO Flávia Andrade DEFINIÇÃO Verbo é a palavra que exprime ação, estado, mudança de estado, fenômeno natural e outros processos, flexionando-se em pessoa, número, modo, tempo e voz. a. Ação: andar, causou,

Leia mais

O EMPREGO DAS FIGURAS DE RETÓRICA NAS CAMPANHAS PUBLICITÁRIAS

O EMPREGO DAS FIGURAS DE RETÓRICA NAS CAMPANHAS PUBLICITÁRIAS O EMPREGO DAS FIGURAS DE RETÓRICA NAS CAMPANHAS PUBLICITÁRIAS ANUÁRIO DA PRODUÇÃO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DISCENTE Vol. 13, N. 21, Ano 2010 Deborah Silva de Oliveira Prof. Márcio Sampaio de Castro Curso:

Leia mais

CC8 Comunicação e colaboração

CC8 Comunicação e colaboração CC8 Comunicação e colaboração Uso da Língua e adequação linguística aos contextos de comunicação através da internet Diferentes usos da língua associados aos contextos de comunicação através da internet.

Leia mais

Programa de Português 4º Ano

Programa de Português 4º Ano Programa de Português 4º Ano Introdução Reconhece-se a Língua Materna como o elemento mediador que permite a nossa identificação, a comunicação com os outros e a descoberta e compreensão do mundo que nos

Leia mais

Língua Portuguesa 8º Ano Teste de Avaliação Escrita nº 2

Língua Portuguesa 8º Ano Teste de Avaliação Escrita nº 2 Ministério da Educação Marinha Grande 1º Período 2008/2009 Língua Portuguesa 8º Ano Teste de Avaliação Escrita nº 2 Nome: N.º: Turma: B Data: 11 / 12 / 2008 Classificação: % - A Professora: O Enc. de Educ.:

Leia mais

ATIVIDADES PARA CASA 6º ano DATA PROF LIVRO; PÁGINAS; EXERCÍCIO; ETC PRAZO

ATIVIDADES PARA CASA 6º ano DATA PROF LIVRO; PÁGINAS; EXERCÍCIO; ETC PRAZO ATIVIDADES PARA CASA 6º ano DATA PROF LIVRO; PÁGINAS; EXERCÍCIO; ETC PRAZO 04/10 Victor Geografia Atividades das páginas 83 e 84. Livro Poliedro para 07/10 07/10 02/10 Valéria Ciências 74, 75 e 76 (07/10).

Leia mais

Bom dia, sou João Neves Amado, sou assistente convidado da Universidade Católica Portuguesa no

Bom dia, sou João Neves Amado, sou assistente convidado da Universidade Católica Portuguesa no Bom dia, sou João Neves Amado, sou assistente convidado da Universidade Católica Portuguesa no 1 Porto, membro do grupo de investigação em Espiritualidade da UCP 2 Mas então quando comecei a ver o programa

Leia mais

Mix de Marketing (IV) 4P Promoção

Mix de Marketing (IV) 4P Promoção Mix de Marketing (IV) 4P Promoção Mix de Marketing Produto Preço Criação de valor Captação de valor Entrega de valor Comunicação de valor Praça Promoção COMUNICAÇÕES INTEGRADAS DE MARKETING (CIM) Abrange

Leia mais

RESENHA CRÍTICA O ÓBVIO E O OBTUSO

RESENHA CRÍTICA O ÓBVIO E O OBTUSO FACULDADE DE CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO ISRAEL ANTONIO MANOEL PEREIRA O ÓBVIO E O OBTUSO Resenha Crítica apresentada como atividade parcial avaliativa da disciplina

Leia mais

Na internet Leitura: atividades

Na internet Leitura: atividades Na internet Leitura: atividades 1. Com base no que você leu neste texto, enumere as vantagens e as desvantagens de se paquerar pelo computador. Você encontrou alguma dica nova ou diferente das que você

Leia mais

Coisas De Pré- Adolescentes!

Coisas De Pré- Adolescentes! Coisas De Pré- Adolescentes! Um pouco sobre mim e a minha página! Oie Amores! Tudo bem? Meu nome é Kylianne, tenho 12 anos! Eu fiz essa página para poder falar tudo que nós adolescentes amamos! Coisas

Leia mais

Síntese da Planificação da Disciplina de Língua Portuguesa 6 º Ano

Síntese da Planificação da Disciplina de Língua Portuguesa 6 º Ano Síntese da Planificação da Disciplina de Língua Portuguesa 6 º Ano Período Dias de aulas previstos 2.ª 3.ª 4.ª 5.ª 6.ª 1.º período 13 12 12 12 14 2.º período 10 11 11 12 12 3.º período 8 8 8 8 9 (As Aulas

Leia mais

O valor da legendagem para Surdos

O valor da legendagem para Surdos O valor da legendagem para Surdos Colóquio Caminhos Surdos Coimbra, 5 Junho 2004 josélia neves Um estudo sobre legendagem para Surdos um trabalho científico com implicações pessoais e humanas Valor da

Leia mais

CARTAS: REGISTRANDO A VIDA

CARTAS: REGISTRANDO A VIDA CARTAS: REGISTRANDO A VIDA A carta abaixo foi escrita na época da ditadura militar. Ela traduz a alegria de um pai por acreditar estar próxima sua liberdade e, assim, a possibilidade do reencontro com

Leia mais

Material Educativo: Disse o Dicionário

Material Educativo: Disse o Dicionário Material Educativo: Disse o Dicionário Atividade que permite pensar sobre os sentidos denotativos e conotativos de palavras existentes em dicionários e presentes em poemas escolhidos, com o objetivo de

Leia mais

Slogan. Profa Marilene Garcia Baseada em Martins (1997)

Slogan. Profa Marilene Garcia Baseada em Martins (1997) Slogan Profa Marilene Garcia Baseada em Martins (1997) SLOGAN - DEFINIÇÕES Sant Anna (1982) define slogan como uma sentença ou máxima que expressa uma qualidade, uma vantagem do produto, ou uma norma de

Leia mais