TREINAMENTO TEÓRICO CURSO: PRIMEIROS SOCORROS - BÁSICO (40 HORAS)

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "TREINAMENTO TEÓRICO CURSO: PRIMEIROS SOCORROS - BÁSICO (40 HORAS)"

Transcrição

1 UNIDADE: 13 CONTUSÃO TREINAMENTO TEÓRICO CURSO: PRIMEIROS SOCORROS - BÁSICO (40 HORAS) MODALIDADE: ONLINE CONTUSÃO A contusão é uma lesão sem o rompimento da pele, tratando-se de uma forte compressão dos tecidos moles, como pele, camada de gordura e músculos, conta os ossos. Em alguns casos quando a batida é muito forte, pode ocorrer rompimento de vasos sanguíneos na região, originando um hematoma Procedimentos Manter em repouso a parte contundida Aplicar compressas frias ou saco de gelo até que a dor melhore e a inchação se estabilize. Caso utilizar o gelo, proteger a parte afetada com um pano limpo para evitar queimaduras na pele.

2 13.02 ESCORIAÇÕES São lesões simples da camada superficial da pele ou mucosas, apresentando solução de continuidade do tecido, sem perda ou destruição do mesmo, com sangramento discreto, mas costumam ser extremamente dolorosas. Não representam risco à vítima quando isoladas. Geralmente são causadas por instrumento cortante ou contundente. As escoriações acontecem quando o objeto atinge apenas as camadas superficiais da pele. Esse tipo de ferimento acontece geralmente em consequência de quedas, quando a pele de certas partes do corpo, sofre arranhões em contato com as asperezas do chão, que são as escoriações mais frequente Procedimentos Lavar as mãos com água e sabão e protegê-las para não se contaminar. Lavar a ferida com água e sabão para não infeccionar Secar a região machucada com um pano limpo Verificar se existe algum vaso com sangramento. Se houver, comprimir o local até cessar o sangramento. Proteger o ferimento com uma compressa de gaze ou um curativo pronto. Caso não seja possível, usar um lenço ou pano limpo. Prender o curativo ou pano com cuidado, sem apertar nem deixar que algum nó fique sobre o ferimento. Manter o curativo limpo e seco.

3 As feridas devem ser cobertas para estancar a hemorragia e também evitar contaminação. Lembre-se: Em casos graves, depois do curativo feito deve-se encaminhar a vítima para atendimento médico.

4 13.03 AMPUTAÇÕES As amputações são definidas como lesões em que há a separação de um membro ou de uma estrutura protuberante do corpo. Podem ser causadas por objetos cortantes, por esmagamentos ou por forças de tração. O reimplante é a primeira opção para pessoas que perderam um membro (se houver esmagamento em qualquer parte do membro, as chances de reimplante diminuem). A primeira providência, ao presenciar esse tipo de acidente, é ligar para 193 (serviço de resgate móvel). Se a cidade dispuser de Samu (Serviço de Atendimento Municipal ao Usuário), ligar Procedimentos

5 Chamar ajuda: tempo é crucial nesse tipo de trauma. Quanto mais rápido for feito o atendimento, maiores as chances de sucesso no reimplante. Primeiro chamar o socorro e depois cuidar da vítima Assistência À vítima: Se a vitima estiver consciente fazer o possível para acalmá-la. Providenciar compressas (panos limpos) e fazer compressão no local da amputação, isso evita grandes perdas sanguíneas, pois com a ruptura de vasos a hemorragia é constante.

6 Compressas: Envolver a parte amputada em panos limpos. Muito Importante: não trocar os panos usados para fazer a compressão. Desse modo, a equipe médica poderá dimensionar a perda sanguínea Recuperar o membro: Colocar o membro dentro de dois sacos plásticos

7 Isopor e Gelo: Colocar o membro embalado dentro de um isopor com gelo e tampar, caso haja tampa. Nunca colocar a parte amputada diretamente em contato com o gelo, pois isso pode causar morte celular e não haverá possibilidade de reimplante Encaminhar para hospital: Enviar o seguimento com a vítima na ambulância. Caso isso não seja possível, ter o cuidado de enviar a parte amputada para o mesmo hospital onde a vítima está sendo atendida É bom sempre lembrar que a vítima deve ser vista como um todo, mesmo nos casos de ferimentos que pareçam sem importância. Uma pequena contusão pode indicar a presença de lesões internas graves, com rompimento de vísceras, hemorragia interna e estado de choque.

8 13.04 FERIMENTOS NO TÓRAX Os ferimentos no Tórax podem ser muito graves, principalmente se os pulmões forem atingidos. Quando o pulmão é atingindo de forma a ter um orifício de tamanho considerável na parede do tórax, pode-se ouvir o ar saindo ou ver o sangue que sai borbulhando por esse mesmo orifício Procedimentos Utilizar um pedaço de plástico limpo ou gazes Fazer curativo de três pontas (três lados fechados e um lado aberto) Encaminhar a vítima imediatamente para atendimento médico. O curativo impedirá a entrada de ar na inspiração, mas permitirá a saída de ar na expiração.

9 Caso não consiga fazer o curativo de três pontas, cubra o ferimento todo com uma compressa ou um pano limpo e leve a vítima imediatamente para o hospital. Atenção: a ferida só deve ser totalmente coberta no momento exato em que terminou uma expiração, ou seja, após a saída do ar.

10 13.05 FERIMENTOS NO ABDOME Os ferimentos profundos no abdome costumam ser graves, podendo atingir algum órgão abdominal. Dependendo do ferimento pode perfurar a parede abdominal, deste modo, partes de algum órgão (ex: intestino) podem vir para o exterior. Neste caso, não tente de forma alguma colocá-los no lugar Procedimentos Chamar atendimento especializado (Samu 192, Bombeiros 193) Cobrir as partes expostas com panos limpos, umedecidos com água e mantidos úmidos. Nunca cubra os órgãos expostos com material aderentes (papel, toalha, papel higiênico, algodão), que deixam resíduos difíceis de remover. Caso tenha algum objeto encravado não tente retira-lo.

11 13.06 FERIMENTOS NOS OLHOS Os olhos são órgãos muitos sensíveis e, quando feridos, somente um especialista dispõe de recursos para tratá-los. Portanto, tomar muito cuidado para não ferir ainda mais os olhos que estiver sendo tratado Procedimentos Nunca retirar dos olhos um objeto que esteja entranhado ou encravado. Cobrir os olhos com gazes ou pano limpo. Prenda o curativo com duas tiras de esparadrapos o que evitará mais irritação Cubra o olho não acidentado para evitar a movimentação do olho atingido. Essa manobra não deve ser feita quando a vítima precisa do olho sadio para se salvar.

12 13.07 FERIMENTO COM OBJETO ENCRAVADO Quando houver ferimento causado por faca, canivete, lasca de madeira, vidro etc. e algum objeto ficar encravado, em princípio ele não deve ser retirado, pois isso pode provocar hemorragias grave ou lesão de nervos e músculos próximos à região afetada. SISTEMA INTEGRADO MEDICORP

A temperatura, calor ou frio, e os contatos com gases, eletricidade, radiação e produtos químicos, podem causar lesões diferenciadas nocorpo humano.

A temperatura, calor ou frio, e os contatos com gases, eletricidade, radiação e produtos químicos, podem causar lesões diferenciadas nocorpo humano. UNIDADE: 08 PARADA CARDIORRESPIRATÓRIA - PCR TREINAMENTO TEÓRICO CURSO: PRIMEIROS SOCORROS - BÁSICO (40 HORAS) MODALIDADE: ONLINE 8. DISTÚRBIOS CAUSADOS PELA TEMPERATURA: 8.0 INTRODUÇÃO A temperatura,

Leia mais

HEMORRAGIAS. Não deve tentar retirar corpos estranhos dos ferimentos; Não deve aplicar substâncias como pó de café ou qualquer outro produto.

HEMORRAGIAS. Não deve tentar retirar corpos estranhos dos ferimentos; Não deve aplicar substâncias como pó de café ou qualquer outro produto. HEMORRAGIAS O controle de uma hemorragia deve ser feito imediatamente, pois uma hemorragia abundante e não controlada pode causar morte em 3 a 5 minutos. A hemorragia externa é a perda de sangue pelo rompimento

Leia mais

Fraturas, luxações e contusões

Fraturas, luxações e contusões Fraturas, luxações e contusões 1. Fratura É toda solução de continuidade súbita e violenta de um osso. A fratura pode ser fechada quando não houver rompimento da pele, ou aberta (fratura exposta) quando

Leia mais

Fraturas e Luxações Prof Fabio Azevedo Definição Fratura é a ruptura total ou parcial da estrutura óssea 1 Fraturas Raramente representam causa de morte, quando isoladas. Porém quando combinadas a outras

Leia mais

Fraturas: Prof.: Sabrina Cunha da Fonseca

Fraturas: Prof.: Sabrina Cunha da Fonseca Fraturas: Prof.: Sabrina Cunha da Fonseca Fraturas: É a ruptura total ou parcial do osso e podem ser fechadas ou expostas. CLASSIFICAÇÃO: Fratura fechada ou interna: Na fratura fechada não há rompimento

Leia mais

Conceito. Principais Causas. Classificação. Extensão da Queimadura 29/04/2016

Conceito. Principais Causas. Classificação. Extensão da Queimadura 29/04/2016 Queimaduras Conceito Lesão nos tecidos de revestimento do organismo (pele, músculo, vasos sanguíneos, nervos e ossos) geralmente causada por agentes térmicos, eletricidade, produtos químicos, radiação,

Leia mais

Dicas de Segurança IV

Dicas de Segurança IV Dicas de Segurança IV Noções Básicas de Primeiros Socorros Ressuscitação Cardiopulmonar Também conhecida como respiração boca a boca (aeração). Utilizada em casos de paradas respiratórias. Procedimentos:

Leia mais

PRIMEIROS SOCORROS. Enfa Sâmela Cristine Rodrigues de Souza

PRIMEIROS SOCORROS. Enfa Sâmela Cristine Rodrigues de Souza PRIMEIROS SOCORROS Enfa Sâmela Cristine Rodrigues de Souza Primeiros socorros Noções básicas b de sinais vitais Perfil do socorrista Vias aéreas a obstrução Ressuscitação cardiopulmonar RCP Ferimentos,

Leia mais

4 O que é hemorragia?

4 O que é hemorragia? O que é hemorragia? 4 e-tec Brasil Primeiros Socorros META OBJETIVOS Apresentar o conceito de hemorragia e o atendimento a uma vítima com sintomas hemorrágicos. Ao final desta aula, você deverá ser capaz

Leia mais

Ferimentos, Hemorragias e Choques

Ferimentos, Hemorragias e Choques Ferimentos, Hemorragias e Choques Ferimentos AGRESSÃO À INTEGRIDADE DO TECIDO PODE SER ABERTO OU FECHADO ABERTO: OCORRE LESÃO ABERTA NA PELE OU MUSOCA, PERMITINDO A COMUNICAÇÃO ENTRE O MEIO INTERNO E EXTERNO.

Leia mais

drauzio varella carlos Jardim Socorros

drauzio varella carlos Jardim Socorros drauzio varella carlos Jardim ilustrações de CAETO P r i m e i r o s Socorros Copyright do texto 2011 by Drauzio Varella e Carlos Jardim Copyright das ilustrações 2011 by Caeto Grafia atualizada segundo

Leia mais

HIRUDOID polissulfato de mucopolissacarídeo IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO

HIRUDOID polissulfato de mucopolissacarídeo IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO HIRUDOID polissulfato de mucopolissacarídeo IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO APRESENTAÇÕES HIRUDOID POMADA é apresentado em cartuchos contendo bisnagas com 40 g de POMADA. USO TÓPICO. USO EXTERNO. USO ADULTO

Leia mais

Tratamento de feridas. O paciente com ferida... 07/03/2012. Profª. Ana Cássia. Sujeito que se emociona, sente, deseja e tem necessidades.

Tratamento de feridas. O paciente com ferida... 07/03/2012. Profª. Ana Cássia. Sujeito que se emociona, sente, deseja e tem necessidades. Tratamento de feridas Profª. Ana Cássia O paciente com ferida... Sujeito que se emociona, sente, deseja e tem necessidades. Expressões muito comuns no cotidiano da enfermagem São capazes de criar outras

Leia mais

TREINAMENTO TEÓRICO CURSO: PRIMEIROS SOCORROS - BÁSICO (40 HORAS)

TREINAMENTO TEÓRICO CURSO: PRIMEIROS SOCORROS - BÁSICO (40 HORAS) UNIDADE: 18 CORPOS ESTRANHOS NO ORGANISMO. TREINAMENTO TEÓRICO CURSO: PRIMEIROS SOCORROS - BÁSICO (40 HORAS) MODALIDADE: ONLINE 18.0 INTRODUÇÃO Corpos estranhos são pequenas partículas de vidro, madeira,

Leia mais

TREINAMENTO TEÓRICO CURSO: PRIMEIROS SOCORROS - BÁSICO (40 HORAS)

TREINAMENTO TEÓRICO CURSO: PRIMEIROS SOCORROS - BÁSICO (40 HORAS) UNIDADE: 10 PARADA CARDIORRESPIRATÓRIA - PCR TREINAMENTO TEÓRICO CURSO: PRIMEIROS SOCORROS - BÁSICO (40 HORAS) MODALIDADE: ONLINE 10.0 Introdução O estado de choque se caracteriza pela falta de circulação

Leia mais

UNIÃO DE ENSINO SUPERIOR DE CAMPINA GRANDE FACULDADE DE CAMPINA GRANDE FAC CG CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM HEMORRAGIA

UNIÃO DE ENSINO SUPERIOR DE CAMPINA GRANDE FACULDADE DE CAMPINA GRANDE FAC CG CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM HEMORRAGIA UNIÃO DE ENSINO SUPERIOR DE CAMPINA GRANDE FACULDADE DE CAMPINA GRANDE FAC CG CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM HEMORRAGIA Clique para editar o estilo do subtítulo mestre Prof. Esp. Davydson Gouveia Santos

Leia mais

Machucaduras e Sangramentos. Acadêmico: Sérgio S

Machucaduras e Sangramentos. Acadêmico: Sérgio S Machucaduras e Sangramentos Acadêmico: Sérgio S Augusto Machucaduras Definição Lesões que provocam rotura da pele, com ou sem comprometimento das estruturas subjacentes. Avaliar Intensidade do sangramento

Leia mais

PANELA ELÉTRICA DE ARROZ

PANELA ELÉTRICA DE ARROZ EPV-891 PANELA ELÉTRICA DE ARROZ Manual de Instruções Leia e siga todas as instruções deste manual e guarde-o para consultas futuras. INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA Antes de utilizar o aparelho leia atentamente

Leia mais

APARELHOS DE ULTRASSOM. CUIDADOS BÁSICOS

APARELHOS DE ULTRASSOM. CUIDADOS BÁSICOS APARELHOS DE ULTRASSOM CUIDADOS BÁSICOS www.eurp.edu.br Aparelhos de ultrassom são caros e sensíveis, cujo o qual a vida útil depende da sua limpeza, manutenção e conservação EXEMPLOS SONDA CONVEXA - PHILIPS

Leia mais

Passo a passo para a coleta do Teste do Pezinho.

Passo a passo para a coleta do Teste do Pezinho. Passo a passo para a coleta do Teste do Pezinho. A coleta de amostras para a triagem neonatal requer cuidados especiais para que se possa obter os resultados desejados. Todas as atividades envolvidas direta

Leia mais

Sustentação do corpo Proteção dos órgãos nobres Cérebro Pulmões Coração.

Sustentação do corpo Proteção dos órgãos nobres Cérebro Pulmões Coração. ESQUELETO ARTICULAÇÃO LESÕES MUSCULARES, ESQUELÉTICAS E ARTICULARES Sustentação do corpo Proteção dos órgãos nobres Cérebro Pulmões Coração. Junção de ossos (dois ou mais) Estruturas Ligamentos Ligar ossos

Leia mais

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2013 Ensino Técnico Etec Dr Francisco Nogueira de Lima Código: 059 Município: Casa Branca Eixo Tecnológico: Ambiente, Saúde e Segurança Habilitação Profissional: Técnica de Nível

Leia mais

Prof. Sabrina Cunha da Fonseca

Prof. Sabrina Cunha da Fonseca Prof. Sabrina Cunha da Fonseca E-mail: sabrina.cfonseca@hotmail.com Corpo humano: Hemorragia: É a perda de sangue através de ferimentos, pelas cavidades naturais como: nariz, boca, ouvido; ela pode ser

Leia mais

FICHAS DE PROCEDIMENTO PREVENÇÃO DE RISCOS

FICHAS DE PROCEDIMENTO PREVENÇÃO DE RISCOS PP. 1/6 FICHAS DE PROCEDIMENTO PREVENÇÃO DE RISCOS 1 TAREFA COMO ACTUAR EM CASO DE ACIDENTE ELÉCTRICO 2 DESCRIÇÃO A sobrevivência da vítima de um acidente de origem eléctrica depende muitas vezes da actuação

Leia mais

FORNO ELÉTRICO VCC-8028

FORNO ELÉTRICO VCC-8028 Manual de Instruções FORNO ELÉTRICO VCC-8028 SOMENTE PARA USO DOMÉSTICO Leia atentamente as informações contidas neste manual antes de usar o aparelho. INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA: 1. Antes de utilizar o

Leia mais

Escola Estadual De Ensino Fundamental E Médio Profº Filomena Quitiba Relatório de Física Nº24

Escola Estadual De Ensino Fundamental E Médio Profº Filomena Quitiba Relatório de Física Nº24 Escola Estadual De Ensino Fundamental E Médio Profº Filomena Quitiba Relatório de Física Nº24 Professor: Lucas Xavier Aluno: Rhian Alpohim Julião Série: 2M01 Introdução O grupo selecionado teve como objetivo

Leia mais

TT-EEFEUSP TT-EEFEUSP

TT-EEFEUSP TT-EEFEUSP emergências ambientais Exposição a condições extremas de temperatura Calor EMERGÊNCIAS AMBIENTAIS Frio Prof ª. Dra. Taís Tinucci Socorros de Urgência queimadura solar Eritema e dor na pele que se inicia

Leia mais

Emergência Pré-Hospitalar Jean Naves Teoria e Exercícios

Emergência Pré-Hospitalar Jean Naves Teoria e Exercícios 1 É PROIBIDO REPRODUZIR OU COMERCIALIZAR www.estudioaulas.com.br EMERGÊNCIA PRÉ-HOSPITALAR- EPH -Hemorragia e choque. -Trauma em extremidades. -Traumatismos: -Queimaduras. CHOQUE-EPH TIPOS DE CHOQUE Hipovolêmico

Leia mais

Apresenta: Vamos falar sobre. Primeiros Socorros. fraturas. animação choque elétrico. queimaduras

Apresenta: Vamos falar sobre. Primeiros Socorros. fraturas. animação choque elétrico. queimaduras Apresenta: Vamos falar sobre Primeiros Socorros? queimaduras fraturas animação choque elétrico Nossa missão hoje é dar dicas para você ser um socorrista! Vamos aprender a verificar os sinais vitais da

Leia mais

2- DESCREVA a função de cada um dos TIPOS de alimentos da questão anterior.

2- DESCREVA a função de cada um dos TIPOS de alimentos da questão anterior. Atividade de Estudo - Ciências 4º ano Nome: 1- A alimentação é muito importante para manter o corpo forte e saudável. Os alimentos podem ser classificados em 3 tipos: construtores, reguladores e energéticos.

Leia mais

AÇÕES DE PREVENÇÃO E COMBATE À DENGUE

AÇÕES DE PREVENÇÃO E COMBATE À DENGUE AÇÕES DE PREVENÇÃO E COMBATE À DENGUE Atitudes e práticas de prevenção não só estarão contribuindo para que não ocorra transmissão de dengue, mas proporcionarão melhor qualidade de vida para todos. Nos

Leia mais

Disciplina de Traumato- Ortopedia e Reumatologia. Primeiros socorros. Prof. Marcelo Bragança dos Reis

Disciplina de Traumato- Ortopedia e Reumatologia. Primeiros socorros. Prof. Marcelo Bragança dos Reis Disciplina de Traumato- Ortopedia e Reumatologia Primeiros socorros Prof. Marcelo Bragança dos Reis Introdução Definição Definição Medidas iniciais e imediatas dedicadas à vítima, fora do ambiente hospitalar,

Leia mais

17/2/2011. Ato de sabotagem ou terrorismo praticado por terceiros;

17/2/2011. Ato de sabotagem ou terrorismo praticado por terceiros; 1 2 Departamento Segurança do Trabalho Prevenção de Acidentes acidente de trabalho, de acordo com Lei 6.367 é aquele que ocorrer pelo exercício do trabalho, a serviço da empresa, provocando lesão corporal

Leia mais

Queimaduras. Sílvia Augusta do Nascimento

Queimaduras. Sílvia Augusta do Nascimento Queimaduras 5 Sílvia Augusta do Nascimento e-tec Brasil Primeiros Socorros META OBJETIVOS Apresentar os diferentes graus de queimadura e as principais condutas diante de uma vítima com queimadura. Ao final

Leia mais

PRIMEIROS SOCORROS NA CRIANÇA

PRIMEIROS SOCORROS NA CRIANÇA NA CRIANÇA 2008 Ao fazer um curativo, lave antes suas mãos com sabão e a área machucada com bastante água corrente e limpa. Cortes e Arranhões Ferimentos pequenos devem ser cuidadosamente lavados com água

Leia mais

Assistência de Enfermagem no processo de morte. Semiologia e Semiotécnica aplicada a II Prof Giselle

Assistência de Enfermagem no processo de morte. Semiologia e Semiotécnica aplicada a II Prof Giselle Assistência de Enfermagem no processo de morte Semiologia e Semiotécnica aplicada a II Prof Giselle A Enfermagem é uma arte; e para realizá-la como arte, requer uma devoção tão exclusiva, um preparo tão

Leia mais

CLAFESI Treinamentos Empresariais Atendimento Pré-hospitalar

CLAFESI Treinamentos Empresariais Atendimento Pré-hospitalar CLAFESI Treinamentos Empresariais Atendimento Pré-hospitalar Lição 15 Queimaduras e Emergências Ambientais OBJETIVOS Ao final da lição os participantes serão capazes de: 1. Classificar as queimaduras de

Leia mais

06/ REV. 2. imagem meramente ilustrativa SOMENTE PARA USO DOMÉSTICO. Manual de Instruções

06/ REV. 2. imagem meramente ilustrativa SOMENTE PARA USO DOMÉSTICO. Manual de Instruções 06/11 705-09-05 775361 REV. 2 imagem meramente ilustrativa SOMENTE PARA USO DOMÉSTICO Manual de Instruções INTRODUÇÃO Parabéns pela escolha do Ventilador Coluna Turbo 40 Inox. Para garantir o melhor desempenho

Leia mais

LESÕES DESPORTIVAS: CALOR OU GELO? Caderno I

LESÕES DESPORTIVAS: CALOR OU GELO? Caderno I LESÕES DESPORTIVAS: CALOR OU GELO? Caderno I Tratamento de Lesões: Aplicação de Quente ou Frio? O gelo provoca uma vasoconstrição, diminuindo inchaço (edema), o metabolismo local e o impulso nervoso (que

Leia mais

SUPER PRESS GRILL INSTRUÇÕES. Ari Jr. DATA. Diogo APROV. Nayana. Super Press Grill. Folheto de Instrução - User Manual 940-09-05. Liberação do Arquivo

SUPER PRESS GRILL INSTRUÇÕES. Ari Jr. DATA. Diogo APROV. Nayana. Super Press Grill. Folheto de Instrução - User Manual 940-09-05. Liberação do Arquivo N MODIFICAÇÃO POR 0 Liberação do Arquivo Ari Jr 10-12-2012 1 Inclusão da informação sobe uso doméstico (certificação) Ari Jr 14-02-2013 PODERÁ SER UTILIZADO POR TERCEIROS DA BRITÂNIA ELETRODOMÉSTICOS LTDA.

Leia mais

Sabemos que afogamentos são constantes em praias, rios e até mesmo em piscinas, principalmente no verão.

Sabemos que afogamentos são constantes em praias, rios e até mesmo em piscinas, principalmente no verão. 7.0 AFOGAMENTO: Sabemos que afogamentos são constantes em praias, rios e até mesmo em piscinas, principalmente no verão. Calor e água combinam perfeitamente, mas o que costuma estragar essa harmonia são

Leia mais

Fernando Camilo Magioni Enfermeiro do Trabalho

Fernando Camilo Magioni Enfermeiro do Trabalho Enfermeiro do Trabalho 1 São praticamente iguais no aspecto; Protegem a colméia e picam para defenderse; Podem picar apenas uma vez (cada uma); Tem o mesmo tipo de veneno; Polinizam flores; Produzem mel

Leia mais

CONTROLE DE QUALIDADE DE ALIMENTOS Instituto de Nutrição Annes Dias INFORMATIVO Nº05/2010 OUTUBRO

CONTROLE DE QUALIDADE DE ALIMENTOS Instituto de Nutrição Annes Dias INFORMATIVO Nº05/2010 OUTUBRO PICADOR DE CARNE DESCASCADOR PROCESSADOR DE ALIMENTOS A utilização destes equipamentos possibilita a execução das tarefas com menos desgaste para o manipulador de alimentos e uma maior qualidade na preparação

Leia mais

FICHA DE INFORMAÇÃO E LINHA FBA / FH FBH. DE SEGURANÇA DE PRODUTO QUÍMICO Folha: 1 / 5 TINTAS FLEXO BASE AGUA Revisão: 1 Data: 16/01/13

FICHA DE INFORMAÇÃO E LINHA FBA / FH FBH. DE SEGURANÇA DE PRODUTO QUÍMICO Folha: 1 / 5 TINTAS FLEXO BASE AGUA Revisão: 1 Data: 16/01/13 DE SEGURANÇA DE PRODUTO QUÍMICO Folha: 1 / 5 1 IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO QUÍMICO E DA EMPRESA Nome do Produto: TINTA FLEXO AGUA; AQUAFLEX / HIDROFILM. Código do Produto: Diversos Empresa: Camallon Ind.

Leia mais

Capítulo 33. Hemorragias. Capítulo 33. Hemorragias 1. OBJETIVOS

Capítulo 33. Hemorragias. Capítulo 33. Hemorragias 1. OBJETIVOS Capítulo 33 Hemorragias 1. OBJETIVOS No final da sessão os formandos deverão ser capazes de: Listar e descrever os mecanismos produtores de traumatismos vasculares; Descrever a importância da determinação

Leia mais

Caixa (Trás) Caixa (Frente) Hydrosorb Comfort Hartmann Curativo Transparente Hidrogel, com bordas adesivas elásticas, para tratamento úmido de feridas

Caixa (Trás) Caixa (Frente) Hydrosorb Comfort Hartmann Curativo Transparente Hidrogel, com bordas adesivas elásticas, para tratamento úmido de feridas Caixa (Frente) Hydrosorb Comfort Hartmann Curativo Transparente Hidrogel, com bordas adesivas elásticas, para tratamento úmido de feridas Conteúdo: xxx unidades de xxx cm X xxx cm Estéril Importado por:

Leia mais

HIRUDOID. Daiichi Sankyo Brasil Farmacêutica LTDA Gel 3 mg/g e 5 mg/g

HIRUDOID. Daiichi Sankyo Brasil Farmacêutica LTDA Gel 3 mg/g e 5 mg/g HIRUDOID Daiichi Sankyo Brasil Farmacêutica LTDA Gel 3 mg/g e 5 mg/g HIRUDOID polissulfato de mucopolissacarídeo IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO APRESENTAÇÕES HIRUDOID 300 GEL é apresentado em cartuchos contendo

Leia mais

Corpo de Bombeiros. São Paulo

Corpo de Bombeiros. São Paulo Corpo de Bombeiros São Paulo NOÇÕES DE PRIMEIROS SOCORROS Acionamento do serviço de emergência Antes de iniciar qualquer procedimento, garanta sua segurança e acione o serviço de emergência. 193 192 Fonte:

Leia mais

FERIMENTOS. Classificação dos ferimentos abertos

FERIMENTOS. Classificação dos ferimentos abertos FERIMENTOS Ferimentos são lesões resultantes de agressão sobre as partes moles, provocadas por um agente traumático, acarretando dano tecidual. Podem ser classificados em abertos ou fechados, superficiais

Leia mais

PROCEDIMENTOS DE LIMPEZA:

PROCEDIMENTOS DE LIMPEZA: CLÍNICAS: 1. Recolher o lixo todos os turnos 2. Teto (1x por semana) 3. Paredes (1x por semana) - Com água e sabão utilizando esponja ou pano - Limpar pia e bancadas com água e sabão e depois hipoclorito

Leia mais

A. MÉTODOS PARA APLICAÇÃO DE MATERIAL DESINFETANTE

A. MÉTODOS PARA APLICAÇÃO DE MATERIAL DESINFETANTE Agência Nacional de Vigilância Sanitária Portos, Aeroportos e Fronteiras Anexo XI PLANO DE LIMPEZA E DESINFECÇÃO EMBARCAÇÕES MÉTODO I A. MÉTODOS PARA APLICAÇÃO DE MATERIAL DESINFETANTE Técnica de Desinfecção

Leia mais

FISPQ (Ficha de Informações de Segurança de Produtos Químicos) ÓLEO PARA MÓVEIS Q BRILHO

FISPQ (Ficha de Informações de Segurança de Produtos Químicos) ÓLEO PARA MÓVEIS Q BRILHO Página 1 de 5 1. IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Nome do Produto: ÓLEO PARA MÓVEIS Q BRILHO Códigos internos: 12/200 ml: 7570 Aplicação: Proteger, dar brilho e revitalizar a madeira. Empresa: BOMBRIL

Leia mais

FICHA DE IDENTIFICAÇÃO E SEGURANÇA DE PRODUTOS QUÍMICOS

FICHA DE IDENTIFICAÇÃO E SEGURANÇA DE PRODUTOS QUÍMICOS 1 Identificação do Produto e da Empresa Nomes dos Produtos: Empresa: Koube Indústria de Produtos Químicos e Automotivos Ltda Endereço: Rua Rosalia Kaminsky, 531 Araucária - PR CEP: 83703-030 Tel/Fax: (41)

Leia mais

Controle de Qualidade de Alimentos 1º Módulo

Controle de Qualidade de Alimentos 1º Módulo VIVIAN PUPO DE OLIVEIRA MACHADO Nutricionista (Unoeste) Especialista em Saúde Coletiva (UEL) Especialista em Educação Inclusiva (Facol) Mestranda em Agronomia/Produção Vegetal (Unoeste) Controle de Qualidade

Leia mais

AULA-8 CURATIVOS E COBERTURAS

AULA-8 CURATIVOS E COBERTURAS AULA-8 CURATIVOS E COBERTURAS Profª Tatiani UNISALESIANO CURATIVOS CONSIDERAÇÕES GERAIS Curativo é a proteção da lesão ou ferida, contra a ação de agentes externos físicos, mecânicos ou biológicos. É um

Leia mais

Teste Primeiros Socorros F.P.V.L. JUNHO 2204

Teste Primeiros Socorros F.P.V.L. JUNHO 2204 Teste Primeiros Socorros F.P.V.L. JUNHO 2204 Das questões que se seguem, a maioria tem para escolha quatro hipóteses como resposta, noutras questões tem duas hipóteses, no entanto, em qualquer dos casos,

Leia mais

Fabricado na Alemanha por: Paul Hartmann D7920 Heidenheim

Fabricado na Alemanha por: Paul Hartmann D7920 Heidenheim Importado por: Bace Comércio Internacional Ltda Av. Tamboré n.º 1400 Sala 1 Q Alphaville - Barueri São Paulo/SP CEP- 06460-000 CNPJ 47.411.780/0001-26 Fabricado na Alemanha por: Paul Hartmann D7920 Heidenheim

Leia mais

Desenvolver competências no âmbito da prestação de primeiros socorros.

Desenvolver competências no âmbito da prestação de primeiros socorros. 1. OBJETIVOS GERAIS Desenvolver competências no âmbito da prestação de primeiros socorros. 2. OBJETIVOS ESPECÍFICOS Este módulo visa dotar os formandos de capacidades nas seguintes linhas de ação: o Descrever

Leia mais

Ação em caso de derrames de Produtos Químicos

Ação em caso de derrames de Produtos Químicos Ação em caso de derrames de Produtos Químicos Quais são as suas responsabilidades? Faça com cuidado os serviços em que use produtos químicos de modo a evitar derramamentos. Consulte e mantenha disponível

Leia mais

Determinação de lipídios em leite e produtos lácteos pelo método butirométrico

Determinação de lipídios em leite e produtos lácteos pelo método butirométrico Página 1 de 10 1 Escopo Este método tem como objetivo determinar a porcentagem de lipídios em leite e produtos lácteos pelo método butirométrico (Gerber). 2 Fundamentos Baseia-se na separação e quantificação

Leia mais

Na terra, na água, no fogo eno ar vidas alheias eriquezas salvar

Na terra, na água, no fogo eno ar vidas alheias eriquezas salvar Como chamar ocorpo de Bombeiros? SEVOCÊSEDEPARARCOMUMAEMERGÊNCIA: -MANTENHA ACALMA; -DISQUE193(LIGAÇÃOGRATUITA); -DIGASEUNOMEEOENDEREÇODOACIDENTE; -DIGATAMBÉMUMPONTODEREFERÊNCIAE -AGUARDEACHEGADADOCORPODEBOMBEIROS

Leia mais

Agroindústria Processamento Artesanal de Hortaliças Preparo do picles ácido

Agroindústria Processamento Artesanal de Hortaliças Preparo do picles ácido 1 de 5 10/16/aaaa 10:31 Agroindústria Processamento Artesanal de Hortaliças Preparo do picles ácido Processamento artesanal hortaliças: Nome preparo de picles ácido Informação Produto Tecnológica Data

Leia mais

Lifting da Face - Terço Médio

Lifting da Face - Terço Médio Lifting da Face - Terço Médio A identidade humana é determinada primeiramente pelo rosto sua estrutura, aparência e expressões. As alterações determinadas pela idade que afetam a aparência do rosto podem

Leia mais

SIMULADO TEÓRICO. Vamos ver se você está pronto(a)!

SIMULADO TEÓRICO. Vamos ver se você está pronto(a)! SIMULADO TEÓRICO Vamos ver se você está pronto(a)! 1) A velocidade máxima onde não houver sinalização regulamentadora em vias de trânsito rápido será de: a) 80km/h b) 110 km/h c) 90 km/h d) 60km/h 2) Segundo

Leia mais

OBJETIVOS Ao final da aula os participantes deverão. Definir:

OBJETIVOS Ao final da aula os participantes deverão. Definir: FRATURAS OBJETIVOS Ao final da aula os participantes deverão Definir: * Fratura,luxação e entorse; * Citar 4 sinais ou sintomas que indicam tais lesões; * Citar 2 importantes razões para efetuar a imobilização;

Leia mais

GUIA PRÁTICO PRIMEIROS SOCORROS

GUIA PRÁTICO PRIMEIROS SOCORROS OBJETIVO Este guia prático tem por objetivo esclarecer de forma sucinta os primeiros atendimentos a serem realizados em situações de emergência, visando a manutenção da vida, até a chegada do socorro especializado.

Leia mais

Objetivos. Salvar a vida humana. Minimizar a dor. Evitar complicações

Objetivos. Salvar a vida humana. Minimizar a dor. Evitar complicações Primeiros Socorros Objetivos Salvar a vida humana Minimizar a dor Evitar complicações Abordagem na vítima Verificar Sinais Vitais Verificar se há sangramento, fraturas e etc. Informar-se,se possível o

Leia mais

NORMAS DE PROCEDIMENTO APÓS EXPOSIÇÃO ACIDENTAL A MATERIAL POTENCIALMENTE CONTAMINADO

NORMAS DE PROCEDIMENTO APÓS EXPOSIÇÃO ACIDENTAL A MATERIAL POTENCIALMENTE CONTAMINADO NORMAS DE PROCEDIMENTO APÓS EXPOSIÇÃO ACIDENTAL A MATERIAL POTENCIALMENTE CONTAMINADO Medidas Imediatas: 1 Picada ou Corte - Limpeza imediata da zona lesada com água e sabão. 2 Contacto com a pele ou mucosas

Leia mais

MANUAL DE conservação e limpeza

MANUAL DE conservação e limpeza MANUAL DE conservação e limpeza 1 MAnual de conservação e limpeza Uma boa conservação e uma limpeza correta pode aumentar a durabilidade e também a estética do seu móvel. Este manual visa dar dicas e sugestões

Leia mais

2.0 DESCRIÇÃO 3.0 CONFERÊNCIA 4.0 INSTALAÇÃO

2.0 DESCRIÇÃO 3.0 CONFERÊNCIA 4.0 INSTALAÇÃO 1.0 INTRODUÇÃO Parabéns, você adquiriu uma capa térmica para piscinas com a qualidade da marca Sodramar. Este acessório diminui consideravelmente a perda de temperatura da água em piscinas aquecidas, reduzindo

Leia mais

DICAS DE COMO EVITAR ACIDENTES COM A REDE ELÉTRICA. Rua Rui Barbosa, 520 CX Postal 715 Centro Campo Largo PR- CEP:

DICAS DE COMO EVITAR ACIDENTES COM A REDE ELÉTRICA. Rua Rui Barbosa, 520 CX Postal 715 Centro Campo Largo PR- CEP: DICAS DE COMO EVITAR ACIDENTES COM A REDE ELÉTRICA. Rua Rui Barbosa, 520 CX Postal 715 Centro Campo Largo PR- CEP: 83.601-140 www.cocel.com.br O QUE É A COCEL? A COCEL leva energia elétrica a toda Campo

Leia mais

02/ REV 1 SOMENTE PARA USO DOMÉSTICO. Panquequeira. Manual de Instruções

02/ REV 1 SOMENTE PARA USO DOMÉSTICO. Panquequeira. Manual de Instruções 02/13 963-09-05 781955 REV 1 SOMENTE PARA USO DOMÉSTICO Panquequeira Manual de Instruções INTRODUÇÃO Parabéns pela escolha de mais um produto de nossa linha. Para garantir o melhor desempenho de seu produto,

Leia mais

MANUAL BÁSICO DE PRIMEIROS SOCORROS

MANUAL BÁSICO DE PRIMEIROS SOCORROS MANUAL BÁSICO DE PRIMEIROS SOCORROS Ambulatório Câmpus Passo Fundo/2016 2 TELEFONES ÚTEIS Serviço de Atendimento móvel de urgência SAMU 192 Bombeiros Resgate 193 Hospital São Vicente de Paula (Emergência)

Leia mais

Manual de Instruções

Manual de Instruções Manual de Instruções INTRODUÇÃO Parabéns pela escolha de mais um produto de nossa linha. Para garantir o melhor desempenho de seu produto, o usuário deve ler atentamente as instruções a seguir. Recomenda-se

Leia mais

Após o uso diário do seu calçado, deixe-o secar em local ventilado.

Após o uso diário do seu calçado, deixe-o secar em local ventilado. Os calçados Bompel são fabricados para proporcionar proteção e ergonomia para os pés. Porém, seu desempenho e aparência dependem muito de como ele é usado e conservado. Alguns cuidados são importantes

Leia mais

VEDACIT RÁPIDO CL. Produto pronto para o uso. Misturar o produto antes da aplicação, utilizando ferramenta limpa a fim de evitar a sua contaminação.

VEDACIT RÁPIDO CL. Produto pronto para o uso. Misturar o produto antes da aplicação, utilizando ferramenta limpa a fim de evitar a sua contaminação. Produto VEDACIT RÁPIDO CL proporciona rápido endurecimento e resistências iniciais ao cimento. Não deve ser usado em concretos estruturais armados e nem em argamassas armadas. Características Densidade:

Leia mais

Conselhos para a sua piscina: A invernação

Conselhos para a sua piscina: A invernação Conselhos para a sua piscina: A invernação Fugas Evaporação Iluminação Filtração Desinfecção & Manutenção Invernação 1 Colocar a piscina em estado de invernação Embora a época do ano na que mais se utiliza

Leia mais

VIVER BEM DONA JOSEFA ESMERALDA EM O EQUILÍBRIO DA VIDA PREVENÇÃO A QUEDAS

VIVER BEM DONA JOSEFA ESMERALDA EM O EQUILÍBRIO DA VIDA PREVENÇÃO A QUEDAS VIVER BEM DONA JOSEFA ESMERALDA EM O EQUILÍBRIO DA VIDA PREVENÇÃO A QUEDAS Leia o código e assista a história da Dona Josefa Esmeralda: Essa é a Dona Josefa Esmeralda. Quando jovem era equilibrista de

Leia mais

Lição 06 HEMORRAGIAS E CHOQUE. 1. Enumerar 5 sinais ou sintomas indicativos de uma hemorragia;

Lição 06 HEMORRAGIAS E CHOQUE. 1. Enumerar 5 sinais ou sintomas indicativos de uma hemorragia; Lição 06 HEMORRAGIAS E CHOQUE OBJETIVOS: Ao final desta lição os participantes serão capazes de: 1. Enumerar 5 sinais ou sintomas indicativos de uma hemorragia; 2. Citar e demonstrar 3 diferentes técnicas

Leia mais

CONDUTA E SEGURANÇA PARA USUÁRIOS DOS LABORATÓRIOS E PLANTAS PILOTO DO DCA

CONDUTA E SEGURANÇA PARA USUÁRIOS DOS LABORATÓRIOS E PLANTAS PILOTO DO DCA LABORATÓRIOS E PLANTAS PILOTO DO Pág. 22/49 Código: NC- 5.5 Lista de Símbolos de segurança (ANEXO V) Símbolo e significado combustível Radioatividade ou Observação Inflamável (F). Extremamente Inflamável

Leia mais

FICHA DE INFORMAÇÃO DE SEGURANÇA DE PRODUTO QUÍMICO - FISPQ

FICHA DE INFORMAÇÃO DE SEGURANÇA DE PRODUTO QUÍMICO - FISPQ PRODUTO: ÓXIDO DE ZINCO BR 500 1/5 1. IDENTIFICACÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Nome do produto: Empresa: Endereço: Telefone de emergência: e-mail: ÓXIDO DE ZINCO Sasil Comercial e Industrial de Petroquímicos

Leia mais

POP - PROCEDIMENTO OPERACIONAL PADRÃO. Processo de Controle de Pragas / Dedetização

POP - PROCEDIMENTO OPERACIONAL PADRÃO. Processo de Controle de Pragas / Dedetização 1 de 6 OBJETIVO Formalizar as atividades relacionadas ao processo de Controle de Pragas / Dedetização, conforme abaixo: 1. PROCEDIMENTO PARA RECEBIMENTO DOS PRODUTOS Receber e conferir os produtos com

Leia mais

Apresenta: Primeiros Socorros. Vamos falar mais sobre. engasgo INTOXICAÇÕES EMERGÊNCIAS CLÍNICAS. sangramentos

Apresenta: Primeiros Socorros. Vamos falar mais sobre. engasgo INTOXICAÇÕES EMERGÊNCIAS CLÍNICAS. sangramentos Apresenta: Vamos falar mais sobre Primeiros Socorros? sangramentos engasgo INTOXICAÇÕES EMERGÊNCIAS CLÍNICAS 1 1 intoxicações e envenenamentos acontecem com substâncias de uso diário. Temos que aprender

Leia mais

Manual de Instruções

Manual de Instruções Manual de Instruções INTRODUÇÃO Parabéns pela escolha de mais um produto de nossa linha. Para garantir o melhor desempenho de seu produto, o usuário deve ler atentamente as instruções a seguir. Recomenda-se

Leia mais

MEDIDOR DE PH DIGITAL DE BOLSO À PROVA D ÁGUA MODELO PH-1800

MEDIDOR DE PH DIGITAL DE BOLSO À PROVA D ÁGUA MODELO PH-1800 MANUAL DE INSTRUÇÕES MEDIDOR DE PH DIGITAL DE BOLSO À PROVA D ÁGUA MODELO PH-1800 TERMOS DE GARANTIA Este aparelho é garantido contra possíveis defeitos de fabricação ou danos, que se verificar por uso

Leia mais

TREINAMENTO AUXILIARES DE TRANSPORTE CEPEP-ISGH 2014

TREINAMENTO AUXILIARES DE TRANSPORTE CEPEP-ISGH 2014 TREINAMENTO AUXILIARES DE TRANSPORTE CEPEP-ISGH 2014 INTRODUÇÃO A transferência e a mobilização de pacientes deve ser realizada cuidadosamente por um profissional que tenha o conhecimento das áreas corporais

Leia mais

Métodos: Bolsas térmicas Banhos (frios, quentes, de parafina) Lâmpadas de Infravermelhos Gelo (massagem, saco de gelo) Spray de frio Compressas frias

Métodos: Bolsas térmicas Banhos (frios, quentes, de parafina) Lâmpadas de Infravermelhos Gelo (massagem, saco de gelo) Spray de frio Compressas frias Daniel Gonçalves Objectivos: Aliviar dor Alterar o processo de cicatrização dos tecidos Alterar as propriedades plásticas dos tecidos conectivos (músculo, tendão, ligamento e cápsula articular) Métodos:

Leia mais

A importância dos primeiros socorros Conceitos preliminares Socorrista: Atendimento Especializado: O que são primeiros socorros?

A importância dos primeiros socorros Conceitos preliminares Socorrista: Atendimento Especializado: O que são primeiros socorros? A importância dos primeiros socorros A grande maioria dos acidentes poderia ser evitada, porém, quando eles ocorrem, alguns conhecimentos simples podem diminuir o sofrimento, evitar complicações futuras

Leia mais

Recomendações Para Gestantes e Recém-natos

Recomendações Para Gestantes e Recém-natos Recomendações Para Gestantes e Recém-natos Amamentar é um ato de amor e carinho Protege o bebê contra infecções, tanto por ser rico em fatores de defesa, como por não necessitar de bicos artificiais que

Leia mais

Acidentes domésticos podem ser prevenidos. Entre pediatras e especialistas da área de cuidados com as crianças, é senso comum que, se os responsáveis

Acidentes domésticos podem ser prevenidos. Entre pediatras e especialistas da área de cuidados com as crianças, é senso comum que, se os responsáveis Acidentes domésticos podem ser prevenidos. Entre pediatras e especialistas da área de cuidados com as crianças, é senso comum que, se os responsáveis tivessem mais orientações ou tomassem mais cuidado

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA FARROUPILHA PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA FARROUPILHA PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA FARROUPILHA PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO ANEXO I. PROJETO DE LONGA DURAÇÃO 1. IDENTIFICAÇÃO 1.1 Título do

Leia mais

1 Boas Práticas de Utilização 1.1 Normas de Qualidade Higiene e Ambiente - Água

1 Boas Práticas de Utilização 1.1 Normas de Qualidade Higiene e Ambiente - Água 2 Conteúdos 1 Boas Práticas de Utilização... 1.1 Normas de Qualidade Higiene e Ambiente - Água... 1.2 Normas de Segurança... 1.3 Recomendações de Ergonomia... 1.4 Normas de Utilização... 2 Resolução de

Leia mais

MANUAL DE ORIENTAÇÕES AOS ESTOMIZADOS (ileostomia e colostomia)

MANUAL DE ORIENTAÇÕES AOS ESTOMIZADOS (ileostomia e colostomia) 1. Apresentação Este manual tem por objetivo ajudar você e seus familiares a conhecer melhor os cuidados sobre estomias. MANUAL DE ORIENTAÇÕES AOS ESTOMIZADOS (ileostomia e colostomia) Fonte:www.galeria.colorir.com

Leia mais

ARGAMASSA ESTRUTURAL 250

ARGAMASSA ESTRUTURAL 250 Produto ARGAMASSA ESTRUTURAL 250 é uma argamassa bicomponente à base de cimento e polímeros acrílicos que, depois da mistura, resulta numa argamassa coesa, tixotrópica e de fácil moldagem. O produto apresenta

Leia mais

sulfato de neomicina bacitracina zíncica Pomada 5mg/g + 250UI/g

sulfato de neomicina bacitracina zíncica Pomada 5mg/g + 250UI/g sulfato de neomicina bacitracina zíncica Pomada 5mg/g + 250UI/g MODELO DE BULA COM INFORMAÇÕES AO PACIENTE sulfato de neomicina bacitracina zíncica Medicamento genérico Lei nº 9.787, de 1999. APRESENTAÇÕES

Leia mais

Manual de Orientações para o. Paciente Lesado Medular. Reeducação vesical. Cateterismo Feminino

Manual de Orientações para o. Paciente Lesado Medular. Reeducação vesical. Cateterismo Feminino Manual de Orientações para o Paciente Lesado Medular Reeducação vesical Cateterismo Feminino REEDUCAÇÃO VESICAL A Lesão Medular consiste em trauma ou doença, que altera a função da medula e produz como

Leia mais

Dados Técnicos Novembro/ 2011

Dados Técnicos Novembro/ 2011 Window Film FX-ST 20 Dados Técnicos Novembro/ 2011 Descrição A 3M oferece uma ampla opção de películas para vidros que rejeitam o calor e bloqueiam praticamente todos os raios ultravioletas prejudiciais

Leia mais

DIA 15 - Como fazer moldes de silicone e pasta de azúcar

DIA 15 - Como fazer moldes de silicone e pasta de azúcar DIA 15 - Como fazer moldes de silicone e pasta de azúcar - Fabricação e utilização de moldes de silicone e de pasta americana com CMC - Todos os dias os fabricantes de equipamentos desenvolvem novos itens

Leia mais

PORTUGUÊS 4 o BIMESTRE

PORTUGUÊS 4 o BIMESTRE AVALIAÇÃO DE ATIVIDADES DE FIXAÇÃO DO CONTEÚDO DO GRUPO IX PROVA TAREFA 1 Unidade Portugal Série: 5 o ano (4 a série) Período: TARDE Data: 5/10/2011 PORTUGUÊS 4 o BIMESTRE Nome: Turma: Valor da prova:

Leia mais

2. COMPOSIÇÃO E INFORMAÇÕES SOBRE OS INGREDIENTES:

2. COMPOSIÇÃO E INFORMAÇÕES SOBRE OS INGREDIENTES: 1. IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA: Nome do Produto: FORTH Condicionador Gramados Código interno de identificação do produto: 153-4 Nome da empresa: EVERALDO JUNIOR ELLER Endereço: Rod Antonio Romano

Leia mais