Comunicação Digital Exercícios

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Comunicação Digital Exercícios"

Transcrição

1 Comunicação Digital Exercícios

2 Problema 1 Eficiência Espectral Deseja-se implementar um sistema de transmissão digital com taxa de transmissão de 9600 bits por segundo em um canal com faixa disponível de 4 khz. O esquema de modulação digital que, operando em condições ótimas, atende ao sistema a ser implementado sem que haja distorção do sinal transmitido é o (A) PSK-8 (B) FSK-8 (C) PSK-4 (D) FSK-2 (E) PSK-2 16/02/

3 Problema 1 Eficiência Espectral 16/02/

4 Problema 1 Eficiência Espectral 16/02/

5 Problema 1 Eficiência Espectral 16/02/

6 Problema 2 Eficiência Espectral O transmissor X envia informações para o receptor Y utilizando um dos seguintes canais: A, B ou C. Os canais A, B e C são independentes, possuem a mesma largura de banda e empregam as modulações BPSK, 16-QAM e 64- QAM, nessa ordem. Independente do canal empregado, as informações são enviadas em blocos de mesma quantidade de símbolos. Sabendo-se que um levantamento estatístico revelou que 30% dos pacotes são transmitidos pelo canal A, 50% pelo canal B e 20% pelo C, o fluxo de informação de X para Y, expresso em bits por segundo por Hertz, é: 16/02/

7 Problema 2 Eficiência Espectral 16/02/

8 Problema 2 Eficiência Espectral 16/02/

9 Problema 2 Eficiência Espectral 16/02/

10 Problema 3 Taxa de Símbolo Considere um canal com largura de faixa limitada em 1500 Hz. A máxima taxa absoluta de símbolo PSK é dada por 3000 símbolos por segundo. Calcule a máxima taxa de símbolo para um pulso com 100% de excesso de banda (α=1). 16/02/

11 Problema 3 Taxa de Símbolo Solução: Calculando: W= (1+α)/2T 1/T=2W/2=3000/2=1500 símbolos/s 16/02/

12 Problema 4 Taxa de Símbolo Para alcançar uma taxa de bit de 28.8kb/s sobre um canal com filtro ideal passa baixa com largura de faixa de 3.2KHz usando um sinal PSK com 11.1% (α =1/9) de excesso de banda. Qual é o tamanho do alfabeto (M)? 16/02/

13 Problema 4 Taxa de Símbolo 16/02/

14 Problema 5 Modulações digitais A modulação do sinal para a transmissão de dados binários é uma importante etapa do processo de transmissão de dados. Com relação a este tópico, considere as afirmações a seguir: I - As modulações ASK (Amplitude Shift Keying), PSK (Phase Shift Keying) e FSK (Frequency Shift Keying) são exemplos de modulações digitais em banda básica. II Os padrões de modem utilizados para acesso à internet por linha discada utilizam, tipicamente, modulação passafaixa. 16/02/

15 Problema 5 Modulações digitais III A modulação QAM (Quadrature Amplitude Modulation) altera somente a amplitude da portadora em função dos bits a serem transmitidos. As afirmações corretas são: (A) I, apenas. (B) II, apenas. (C) I e II, apenas. (D) II e III, apenas. (E) I, II e III.. 16/02/

16 Problema 5 Modulações Digitais Solução: II Os padrões de modem utilizados para acesso à internet por linha discada utilizam, tipicamente, modulação passa-faixa. Resposta Letra B. 16/02/

17 Problema 6 Modulações digitais Considere os sistemas de transmissão baseados nos esquemas de modulação M-FSK e M-ASK. Sobre eles é correto afirmar que: (A) o M-FSK tem maior eficiência espectral do que o M-ASK. (B) o M-FSK tem maior imunidade ao efeito do ruído aditivo do que o M-ASK. (C) a largura de faixa do sinal modulado M-FSK independe de M. 16/02/2014

18 Problema 6 Modulações digitais (D) os equipamentos de modulação e demodulação do M- FSK, em geral, são mais simples do que os comumente empregados no M-ASK. (E) para um mesmo alcance e valor de M, o M-FSK requer maior potência de transmissão do que o M-ASK, para obter o mesmo desempenho em termos de taxa de erro de bit. 16/02/

19 Problema 6 Modulações Digitais Solução: O M-FSK tem maior imunidade ao efeito do ruído aditivo do que o M-ASK, pois a informação está na frequência e não na amplitude como no ASK. Resposta Letra B. 16/02/

20 Problema 7 Modulações digitais As afirmativas abaixo tratam da comunicação de um sinal digital. I - Todo meio físico apresenta uma taxa máxima de transmissão, dentro da qual um dado sinal pode ser transmitido sem sofrer distorções. II - Em qualquer meio físico, a potência do sinal transmitido diminui proporcionalmente com a distância ao transmissor. III - É impossível representar completamente, sem perda de informação, um sinal analógico, limitado em banda, através de sua amostragem. 16/02/2014

21 Problema 7 Modulações digitais IV - A taxa de transmissão de um sinal digital, originado da amostragem de sinal analógico com uma freqüência de amostras por segundo e uma quantização de 8 bits por amostra, é de 64 kbits/s. É (São) verdadeira(s) a(s) afirmativa(s): (A) II, apenas. (B) I e II, apenas. (C) I e III, apenas. (D) II e III, apenas. (E) I, II, III e IV. 16/02/2014

22 Problema 7 Modulações Digitais Solução: As alternativas I e II estão corretas I,II. Resposta Letra B. 16/02/

23 Problema 8 Taxa de transmissão Devido ao aumento na demanda de transmissão de dados, um enlace de comunicação digital, que usa a técnica de modulação 16-PSK e opera com a taxa de 32 kbps, deve passar a oferecer uma taxa de 48 kbps sem, no entanto, aumentar os requisitos de largura de banda. A técnica de modulação que atende a esses novos requisitos é: (A) 64-FSK (B) 16-ASK (C) BPSK (D) 64-PSK (E) 32-QAM 16/02/2014

24 Problema 8 Taxa de transmissão Solução: Analizando as respostas podemos observar que para a modulação FSK a largura de faixa aumenta com o valor de M, e para a modulação ASK também se aumenta a largura de faixa o que faz com que sobrem apenas as modulações em fase e quadratura as quais correspondem as letras C, D e E. Como não foi especificado o valor de α ele é nulo sendo assim temos que: = (1+α) 2 = 1 2 = Log 2 16/02/

25 Problema 8 Taxa de transmissão Para determinarmos qual a modulação será a modulação mais adequada primeiramente devemos determinar o valor da largura de faixa utilizada na modulação atual. Como não foi especificado o valor de α, o valor dele é nulo sendo assim temos que: = (1+α) 2 = 1 2 = Log 2 16/02/

26 Problema 8 Taxa de transmissão Calculando a largura de faixa W temos: = 1 2 = Log = 32 Log 16 =32 4 =8 16/02/

27 Problema 8 Taxa de transmissão Aumentando a taxa de transmissão para 48kbps calcularemos um novo valor de M: = 1 2 = Log Log = =48 8 Log =6 =2 =64 16/02/

28 Problema 8 Taxa de transmissão Das modulações apresentadas a única que possui M=64 é a modulação 64-PSK portanto a resposta correta é a letra D. 16/02/

29 Problema 9 Modulações Digitais Dadas as figuras abaixo: 16/02/

30 Problema 9 Modulações Digitais As formas de onda mostradas nas figuras I, II e III correspondem, respectivamente, às modulações digitais: (A) ASK, PSK e FSK. (B) QAM, FSK e PSK. (C) PAM, FSK e QAM. (D) FSK, QAM e ASK. (E) QPSK, FSK e PSK. 16/02/

31 Problema 9 Modulações Digitais Solução: Os sinais correspondem respectivamente as modulações ASK, PSK e FSK. Resposta Letra A. 16/02/

32 Problema 10 Transmissão Digital Um sinal modulado digitalmente e transmitido via espaço livre, geralmente, sofre o efeito de distúrbios que o corrompem e o distorcem. Esses distúrbios, tipicamente, são: (A) absorção e jitter. (B) absorção e ruído. (C) crosstalk e desvanecimento. (D) crosstalk e jitter. (E) desvanecimento e ruído. 16/02/

33 Problema 10 Transmissão Digital Solução: Os efeitos que o sinal sofre ao passar pelo meio de transmissão são o desvanecimento e o ruído. Resposta Letra E. 16/02/

34 Problema 11 Modulação Digital Dada a figura: 16/02/

35 Problema 11 Modulação Digital A figura acima representa a tela de um equipamento que mostra o diagrama de constelação de um receptor digital. Que tipo de modulação digital está representado na tela? (A) 8-ASK (B) 8-PSK (C) 8-QAM (D) 16-PSK (E) 16-QAM 16/02/

36 Problema 11 Transmissão Digital Solução: A modulação representada nesta figura é a 8-PSK. Resposta Letra B. 16/02/

37 Problema 12 Modulação Digital Dada a figura: Qual a modulação digital empregada nessa transmissão? (A) BFSK (B) BPSK (C) QPSK (D) QAM-4 (E) ASK On-Off 16/02/

38 Problema 11 Transmissão Digital Solução: A modulação representada nesta figura é a BPSK. Resposta Letra B. 16/02/

39 Problema 11 Modulação Digital O esquema de modulação digital mais apropriado para operar de forma não coerente na recepção, ou seja, sem recuperar a portadora, é o (A) QAM-16. (B) (B) AM-VSB. (C) DQPSK. (D) AM-SSB. (E) PSK-8. 16/02/

40 Problema 12 Modulação Digital Solução: A modulação DQPSK é a mais utilizada devido ao fato de que a informação está contida na diferença de fase entre um símbolo e outro, o que dispensa o uso de sincronismo (detecção coerente). Resposta Letra C. 16/02/

41 Problema 13 Modulação Digital A modulação do sinal para a transmissão de dados binários é uma importante etapa do processo de transmissão de dados. Com relação a este tópico, considere as afirmações a seguir: I - As modulações ASK (Amplitude Shift Keying), PSK (Phase Shift Keying) e FSK (Frequency Shift Keying) são exemplos de modulações digitais em banda básica. II Os padrões de modem utilizados para acesso à internet por linha discada utilizam, tipicamente, modulação passa-faixa. III A modulação QAM (Quadrature Amplitude Modulation) altera somente a amplitude da portadora em função dos bits a serem transmitidos. 16/02/

42 Problema 13 Modulação Digital As afirmações corretas são: (A) I, apenas. (B) II, apenas. (C) I e II, apenas. (D) II e III, apenas. (E) I, II e III. 16/02/

43 Problema 13 Modulação Digital Solução: Resposta: (B) Os padrões de modem utilizados para acesso à internet por linha discada utilizam, tipicamente, modulação passa-faixa... 16/02/

UNIDADE II Aula 2 Modulação parte 6. Fonte: Irene Silva Farias e Edmar José do Nascimento

UNIDADE II Aula 2 Modulação parte 6. Fonte: Irene Silva Farias e Edmar José do Nascimento UNIDADE II Aula 2 Modulação parte 6 Fonte: Irene Silva Farias e Edmar José do Nascimento Modulação ASK (Amplitude Shift Keying) O sinal ASK pode ser produzido empregando-se os mesmos teoremas da modulação

Leia mais

Modulações digitais. Apresentação das modulações digitais PSK, FSK, ASK e QAM

Modulações digitais. Apresentação das modulações digitais PSK, FSK, ASK e QAM Modulações digitais 2 Apresentação das modulações digitais PSK, FSK, ASK e QAM Modulações digitais ASK, PSK e FSK ASK FSK Atenuador ASK 1 FSK Oscilador binária 2 binária BPSK QPSK Esasamento de 27º Oscilador

Leia mais

Como em AM e FM, a portadora é um sinal senoidal com frequência relativamente alta;

Como em AM e FM, a portadora é um sinal senoidal com frequência relativamente alta; Modulação Digital Modulação Digital Como em AM e FM, a portadora é um sinal senoidal com frequência relativamente alta; O sinal modulante é um sinal digital; A informação (bits) é transmitida em forma

Leia mais

II-4 Transmissão passabanda (banda canal)

II-4 Transmissão passabanda (banda canal) II-4 Transmissão passabanda (banda canal) (3 de Novembro de 1) 1 Sumário 1. Transmissão em banda canal (passa-banda) 1. Espectro típico. Modulações digitais 1. Binárias - ASK/OOK, PSK, FSK. M-árias - M-PSK

Leia mais

MODULAÇÃO ASK, PSK, FSK E QAM

MODULAÇÃO ASK, PSK, FSK E QAM MODULAÇÃO ASK, PSK, FSK E QAM ÉCNICAS DE MODULAÇÃO PASSA-FAIXA Na transmissão da dados anda ase a sequencia serial de dados de entrada é representada na forma de uma onda discreta modulada por amplitude

Leia mais

Modulação. Modulação e Codificação. Modulação. Modulação. Técnicas de Modulação

Modulação. Modulação e Codificação. Modulação. Modulação. Técnicas de Modulação Modulação e Codificação Modulação Dados analógicos Sinais analógicos Dados digitais Sinais analógicos Codificação Dados analógicos Sinais digitais Dados digitais Sinais digitais Modulação Processo pelo

Leia mais

Tecnologia Mundial em Transporte e Distribuição de sinais de TV. www.linear.com.br

Tecnologia Mundial em Transporte e Distribuição de sinais de TV. www.linear.com.br Tecnologia Mundial em Transporte e Distribuição de sinais de TV Santa Rita do Sapucaí -MG Ilhéus - BA Ilhéus - BA Pça Linear,100 37540-000 - Santa Rita do Sapucaí-MG Brasil - (5535) 3473-3473 (5535) 3473-3474

Leia mais

1 Modulação digital Noções básicas

1 Modulação digital Noções básicas 1 Modulação digital Noções básicas A modulação envolve operações sobre uma ou mais das três características de uma portadora (amplitude, fase, frequência). Há três técnicas básicas de modulação para transformar

Leia mais

PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br

PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br Curso de Tecnologia em Redes de Computadores Disciplina: Redes I Fundamentos - 1º Período Professor: José Maurício S. Pinheiro AULA 2: Transmissão de Dados 1.

Leia mais

Introdução a Modulação

Introdução a Modulação Instituto Federal de Santa Catarina Curso Técnico em Telecomunicações PRT- Princípios de Telecomunicações Introdução a Modulação Fontes: Prof. Deise Monquelate Arndt Princípios de Sistemas de Telecomunicações,

Leia mais

Modulação e Codificação

Modulação e Codificação INSTITUTO SUPERIOR DE CIÊNCIAS DO TRABALHO E DA EMPRESA Departamento de Ciências e Tecnologias de Informação Engenharia de Telecomunicações e Informática Modulação e Codificação Ano Lectivo 2001/2002 2º

Leia mais

Comunicação de Dados. Aula 5 Transmissão Analógica

Comunicação de Dados. Aula 5 Transmissão Analógica Comunicação de Dados Aula 5 Transmissão Analógica Sumário Modulação de sinais digitais Tipos de Modulação Taxa de transmissão x Taxa de modulação Modulação por amplitude Modulação por freqüência Modulação

Leia mais

Apostila Básica sobre transmissão de TV Digital Padrão Brasileiro

Apostila Básica sobre transmissão de TV Digital Padrão Brasileiro 1 Apostila Básica sobre transmissão de TV Digital Padrão Brasileiro Capitulo 1: Para começarmos a falar sobre TV Digital devemos conhecer os tipos de modulação digital que existem e entender, ao menos,

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CENTRO DE ENGENHARIA ELÉTRICA E INFORMÁTICA DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA ELÉTRICA ELETRÔNICA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CENTRO DE ENGENHARIA ELÉTRICA E INFORMÁTICA DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA ELÉTRICA ELETRÔNICA UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CENTRO DE ENGENHARIA ELÉTRICA E INFORMÁTICA DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA ELÉTRICA ELETRÔNICA SÉRIE DE EXERCÍCIO #A27 (1) SIMULADOR DE INDUTÂNCIA (GYRATOR) INDUTOR ATIVO

Leia mais

O QUE É QAM? Figura 1 (a) Sinal modulador, (b) portadora e (c) sinal modulado.

O QUE É QAM? Figura 1 (a) Sinal modulador, (b) portadora e (c) sinal modulado. WISE Indústria de Telecomunicações CATV QAM V2 O QUE É QAM? QAM é a sigla para Quadrature Amplitude Modulation, que significa Modulação de Amplitude em Quadratura, e nada mais é do que uma forma de modulação

Leia mais

ÍNDICE LISTA DE FIGURAS LISTA DE TABELAS PREFÁCIO AGRADECIMENTOS

ÍNDICE LISTA DE FIGURAS LISTA DE TABELAS PREFÁCIO AGRADECIMENTOS ÍNDICE LISTA DE FIGURAS LISTA DE TABELAS PREFÁCIO AGRADECIMENTOS 1 O SISTEMA TELEFÓNICO 1.1 Introdução 1.2 Terminais telefónicos 1.3 Rede telefónica 1.4 Princípios de comutação telefónica 1.4.1 Introdução

Leia mais

Fundamentos de Telecomunicações

Fundamentos de Telecomunicações Fundamentos de Fundamentos de Introdução às s Noção de informação, mensagem e sinal Informação A informação é um conceito fundamental das comunicações. No entanto édifícil de definir com precisão o que

Leia mais

3.1 Modulações binárias (ASK e PSK)

3.1 Modulações binárias (ASK e PSK) Modulações digitais 3 Modulações digitais lineares com detecção coerente 3.1 Modulações binárias (ASK e PSK) Detecção de modulações digitais al como na modulação analógica (AM e FM), também na modulação

Leia mais

1 Modulação digital para comunicações móveis

1 Modulação digital para comunicações móveis 1 Modulação digital para comunicações móveis Tabela 1: Algumas modulações empregadas em telefonia celular Sistema Forma de Largura da Critério de Razão celular modulação portadora qualidade sinal-ruído

Leia mais

2- Conceitos Básicos de Telecomunicações

2- Conceitos Básicos de Telecomunicações Introdução às Telecomunicações 2- Conceitos Básicos de Telecomunicações Elementos de um Sistemas de Telecomunicações Capítulo 2 - Conceitos Básicos de Telecomunicações 2 1 A Fonte Equipamento que origina

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES E TELECOMUNICAÇÕES MÓDULO 4

REDES DE COMPUTADORES E TELECOMUNICAÇÕES MÓDULO 4 REDES DE COMPUTADORES E TELECOMUNICAÇÕES MÓDULO 4 Índice 1. Transmissão de Sinais Digitais...3 1.1 Modulação... 3 1.2 Banda passante... 4 1.3 Taxa de transmissão (BIT RATE)... 5 2 1. TRANSMISSÃO DE SINAIS

Leia mais

Conceito de Comunicação Digital: Transmissão de informação em forma digital a partir de uma fonte geradora da informação até um ou mais destinatários.

Conceito de Comunicação Digital: Transmissão de informação em forma digital a partir de uma fonte geradora da informação até um ou mais destinatários. Conceito de Comunicação Digital: Transmissão de informação em forma digital a partir de uma fonte geradora da informação até um ou mais destinatários. Figura 1: Diagrama de blocos simplificado, contendo

Leia mais

Redes de computadores N Laboratório 01. Luiza Eitelvein 181375

Redes de computadores N Laboratório 01. Luiza Eitelvein 181375 Redes de computadores N Laboratório 01 Luiza Eitelvein 181375 Exercícios 1) a) Teorema de Shannon : MCs = B log₂(1+s/n) 40 db = 10 log(s/n) 4 = log(s/n) S/N = 10⁴ MCs = 3100 log₂(1+10000) = 3100 ( (log

Leia mais

Redes de Computadores Prof. Ivair Teixeira ivair.teixeira@aedu.com

Redes de Computadores Prof. Ivair Teixeira ivair.teixeira@aedu.com Redes de Computadores Prof. Ivair Teixeira ivair.teixeira@aedu.com Nesta Aula Nessa Aula Digitalização de sinais analógicos Codificação. Bibliografia: RSCD - Stallings, William - Redes e Sistemas de Comunicação

Leia mais

Multiplexação FDM. Amplamente utilizada de forma conjunta às modulações AM, FM, QAM, PSK Usada na comunicação de sinais analógicos e digitais

Multiplexação FDM. Amplamente utilizada de forma conjunta às modulações AM, FM, QAM, PSK Usada na comunicação de sinais analógicos e digitais Multiplexação FDM Multiplexação por Divisão de Frequência A multiplexação não é em si uma técnica de modulação de sinais, mas é frequentemente utilizada de forma complementar Possibilita o envio simultâneo

Leia mais

3.1) Diga o que é uma transmissão síncrona e uma transmissão assíncrona. 3.2) Qual a principal diferença entre codificação banda básica e modulação?

3.1) Diga o que é uma transmissão síncrona e uma transmissão assíncrona. 3.2) Qual a principal diferença entre codificação banda básica e modulação? 3 a. Lista Redes de Comunicações I pg. 1/5 UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO REDES DE COMUNICAÇÕES 1 Prof. Flávio Alencar 3 a. LISTA (Assuntos: Dados, Sinais e Transmissão, Características do Meio,

Leia mais

Redes Sem Fio (Wireless) Prof. Fred Sauer. email: fsauer@gmail.com. Redes Sem Fio (Wireless) 1

Redes Sem Fio (Wireless) Prof. Fred Sauer. email: fsauer@gmail.com. Redes Sem Fio (Wireless) 1 Redes Sem Fio (Wireless) Prof. Fred Sauer email: fsauer@gmail.com Redes Sem Fio (Wireless) 1 Bibliografia Wireless Communication : O Guia Essencial de Comunicação sem Fio (Livro texto) Andy Dornan Editora

Leia mais

Transmissão Digital e Analógica

Transmissão Digital e Analógica Transmissão Digital e Analógica Romildo Martins Bezerra CEFET/BA Redes de Computadores I Introdução... 2 Transmissão Digital... 2 Codificação de Linha... 2 Codificação de Blocos... 4 Transmissão Digital

Leia mais

REDES COMPUTADORES. Camada Física Parte 2

REDES COMPUTADORES. Camada Física Parte 2 REDES COMPUTADORES Camada Física Parte 2 Agenda Transmissão Digital Analógica 1. Dados Digitais 2. Dados Analógicos 3. Dados Digitais Dados Analógicos Codificação Linha PAM ASK AM Codificação Bloco PCM

Leia mais

INSTITUTO NACIONAL DE PESQUISAS ESPACIAIS (INPE)

INSTITUTO NACIONAL DE PESQUISAS ESPACIAIS (INPE) INSTITUTO NACIONAL DE PESQUISAS ESPACIAIS (INPE) Concurso Público - NÍVEL SUPERIOR CARGO: Tecnologista da Carreira de Desenvolvimento Tecnológico Classe: Tecnologista Pleno 1 Padrão I (TS12) CADERNO DE

Leia mais

Classificação automática da modulação de sinais digitais em R.F.

Classificação automática da modulação de sinais digitais em R.F. 2º Congresso do comité português da URSI Fundação das Comunicações Classificação automática da modulação de sinais digitais em R.F. Manuel Carlos Baptista, ICP-ANACOM Nuno Borges Carvalho, IT-Universidade

Leia mais

Filtros Digitais. Filtros básicos, parâmetros no domínio do tempo e frequência, classificação de filtros

Filtros Digitais. Filtros básicos, parâmetros no domínio do tempo e frequência, classificação de filtros Filtros Digitais Filtros básicos, parâmetros no domínio do tempo e frequência, classificação de filtros Filtros são usados basicamente para dois propósitos: Separação de sinais combinados; Restauração

Leia mais

TRANSMISSÃO DE DADOS

TRANSMISSÃO DE DADOS TRANSMISSÃO DE DADOS Aula 2: Dados e sinais Notas de aula do livro: FOROUZAN, B. A., Comunicação de Dados e Redes de Computadores, MCGraw Hill, 4ª edição Prof. Ulisses Cotta Cavalca

Leia mais

João Baptista Bayão Ribeiro MODULAÇÃO M-ÁRIA. 1ª Edição

João Baptista Bayão Ribeiro MODULAÇÃO M-ÁRIA. 1ª Edição João Baptista Bayão Ribeiro MODULAÇÃO M-ÁRIA 1ª Edição Rio de Janeiro J. B. Bayão 2014 2 Curriculum do Autor João Baptista Bayão Ribeiro é formado em Engenharia de Telecomunicações pela UFF (Universidade

Leia mais

Redes de Acesso em Banda Larga. Tecnologias de acesso em banda larga. MMDS : Sistema de Distribuição Multiponto Multicanal

Redes de Acesso em Banda Larga. Tecnologias de acesso em banda larga. MMDS : Sistema de Distribuição Multiponto Multicanal Redes de Acesso em Banda Larga 4 WMAN Tecnologias de acesso em banda larga MMDS : Sistema de Distribuição Multiponto Multicanal MDS : Sistema de Distribuição de ídeo por Microondas LMDS/LMCS : Serviços

Leia mais

Camada Física. Camada Física

Camada Física. Camada Física Camada Física Camada Física lida com a transmissão pura de bits definição do meio físico, níveis de tensão, duraçãodeumbit,taxade transmissão,comprimento máximo, construção dos conectores 1 Camada Física

Leia mais

I-2 Sinais: classificação propriedades, operações

I-2 Sinais: classificação propriedades, operações I-2 Sinais: classificação propriedades, operações (30 de Setembro de 2013) 1 Sumário 1. Sinais contínuos e discretos 2. Sinais não periódicos e periódicos Pulso rectangular e sinc A onda quadrada e a sinusóide

Leia mais

Modulação por Pulsos

Modulação por Pulsos Modulação por Pulsos Propriedades Amostragem de sinais Modulação por amplitude de pulso (PAM) Modulação por pulso codificado (PCM) Modulação por largura de pulso (PWM) Modulação por posição de pulso (PPM)

Leia mais

Codificação de Dados

Codificação de Dados C 1 Codificação de Dados Códigos de Transmissão e Modulações Digitais FEUP/DEEC/CDRC I 2002/03 MPR/JAR C 2 Representação de Dados» Dados digitais, sinal digital» Dados analógicos, sinal digital» Dados

Leia mais

SISTEMA DE TREINAMENTO EM COMUNICAÇÃO DIGITAL Modelo: ED-2970

SISTEMA DE TREINAMENTO EM COMUNICAÇÃO DIGITAL Modelo: ED-2970 SISTEMA DE TREINAMENTO EM COMUNICAÇÃO DIGITAL Modelo: DESCRIÇÃO O sistema de treinamento em comunicação digital apresenta fácil aprendizado em princípios e aplicações da moderna tecnologia de comunicação

Leia mais

I-7 Digitalização e Reconstrução

I-7 Digitalização e Reconstrução I-7 Digitalização e Reconstrução (29 Novembro 2010) 1 Sumário 1. Teorema da Amostragem 1. Ritmo de Nyquist 2. Amostragem Ideal e Natural (análise no tempo e na frequência) 1. Sinais Passa Baixo 2. Sinais

Leia mais

SISTEMA DE TREINAMENTO EM COMUNICAÇÃO DIGITAL Modelo: ED-2990 DESCRIÇÃO

SISTEMA DE TREINAMENTO EM COMUNICAÇÃO DIGITAL Modelo: ED-2990 DESCRIÇÃO SISTEMA DE TREINAMENTO EM COMUNICAÇÃO DIGITAL Modelo: DESCRIÇÃO O sistema de treinamento é um equipamento educacional especializado na área de comunicação moderna tais como PCM, PAM, TDM e FDM. Também,

Leia mais

Conceitos Básicos de Teleprocessamento e Comunicação de Dados

Conceitos Básicos de Teleprocessamento e Comunicação de Dados Conceitos Básicos de Teleprocessamento e Comunicação de Dados Conceitos Básicos de Teleprocessamento e Comunicação de Dados Desde 1838, quando Samuel F. B. Morse transmitiu, pela primeira vez, uma mensagem

Leia mais

Princípios das comunicações sem fio

Princípios das comunicações sem fio Introdução à Computação Móvel Prof. Francisco José da Silva e Silva Prof. Rafael Fernandes Lopes Programa de Pós-Graduação em Ciência da Computação (PPGCC) Universidade Federal do Maranhão (UFMA) Princípios

Leia mais

Teoria da Informação

Teoria da Informação Charles Casimiro Cavalcante charles@gtel.ufc.br Grupo de Pesquisa em Telecomunicações Sem Fio GTEL Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Teleinformática Universidade Federal do Ceará UFC http://www.gtel.ufc.br/

Leia mais

Conceitos de Transmissão sem Fio

Conceitos de Transmissão sem Fio Conceitos de Transmissão sem Fio Francisco José da Silva e Silva Laboratório de Sistemas Distribuídos (LSD) Departamento de Informática / UFMA http://www.lsd.deinf.ufma.br 23 de agosto de 2010 Francisco

Leia mais

I-2 Sinais: classificação, propriedades e operações

I-2 Sinais: classificação, propriedades e operações I-2 Sinais: classificação, propriedades e operações Comunicações ISEL - ADEETC - Comunicações 1 Sumário 1. Sinais contínuos e discretos 2. Sinais não periódicos e periódicos Pulso retangular e sinc A onda

Leia mais

VSAT. Very Small Aperture Terminal

VSAT. Very Small Aperture Terminal Comunicações Via Satélite VSAT Very Small Aperture Terminal AGENDA Introdução do Conceito de VSAT Aplicações VSAT Arquiteturas e Topologias de Redes Características Gerais da Tecnologia Segmento Espacial

Leia mais

Princípios de Comunicação: Simulação /2

Princípios de Comunicação: Simulação /2 Princípios de Comunicação: Simulação 2 2015/2 18 de Novembro de 2015 Instruções 1. A simulação poderá ser feita em Matlab, Scilab ou C++; 2. A simulação deve ser entregue sob a forma de relatório em formato

Leia mais

2 Conceitos de transmissão de dados

2 Conceitos de transmissão de dados 2 Conceitos de transmissão de dados 2 Conceitos de transmissão de dados 1/51 2.3 Codificação dos dados 2.3 Codificação dos dados 2/51 2.3.1 Fonte de dados digital transmissão de dados digital Códigos de

Leia mais

Multiplexação por divisão de frequência em links de fibra ótica para arranjo de antenas defasadas

Multiplexação por divisão de frequência em links de fibra ótica para arranjo de antenas defasadas Resumo de trabalho Multiplexação por divisão de frequência em links de fibra ótica para arranjo de antenas defasadas Disciplina: Componentes e sistemas de sensoriamento a fibra ótica PEA5719 Professor:

Leia mais

Modulações Digitais DIDATEC - UTT4

Modulações Digitais DIDATEC - UTT4 Modulações Digitais DIDATEC - UTT4 Wander Rodrigues CEFET MG 2008 1 SUMÁRIO Regras de Segurança 5 Lição 975: Descrição do Cartão de Prática 6 Lição 976: Modulação Digital 10 976.1 Introdução 976.2 Finalidades

Leia mais

Teoria das Comunicações Prof. André Noll Barreto. Prova 3 2015/1 (02/07/2015)

Teoria das Comunicações Prof. André Noll Barreto. Prova 3 2015/1 (02/07/2015) Teoria das Comunicações Prova 3 2015/1 (02/07/2015) Aluno: Matrícula: Instruções A prova consiste de três questões discursivas A prova pode ser feita a lápis ou caneta Não é permitida consulta a notas

Leia mais

REDES DE TELECOMUNICAÇÕES

REDES DE TELECOMUNICAÇÕES REDES DE TELECOMUNICAÇÕES Transmissão digital no lacete do assinante Engª de Sistemas e Informática UALG/FCT/ADEEC 2003/2004 Redes de Telecomunicações 1 xdsl Sumário Conceitos Gerais VDSL Implementação

Leia mais

Redes de Computadores II. 1 Questões Discursivas. Carlos Marcelo Pedroso. 20 de abril de 2010

Redes de Computadores II. 1 Questões Discursivas. Carlos Marcelo Pedroso. 20 de abril de 2010 Carlos Marcelo Pedroso 20 de abril de 2010 1 Questões Discursivas Exercício 1: Suponha a planta apresentada na Figura 1. Imprima a planta baixa em uma folha e, utilizando um lápis, escreva o projeto de

Leia mais

Comunicações Digitais Manual do Aluno Capítulo 7 Workboard PCM e Análise de Link

Comunicações Digitais Manual do Aluno Capítulo 7 Workboard PCM e Análise de Link Comunicações Digitais Manual do Aluno Capítulo 7 Workboard PCM e Análise de Link Laboratório de Telecomunicações - Aula Prática 4 Sub-turma: 3 Nomes dos alunos: Tarefa 17 Ruído em um Link Digital Objetivo:

Leia mais

Aula 23. DDS Digital Direct Synthesis

Aula 23. DDS Digital Direct Synthesis Aula 23 DDS Digital Direct Synthesis Introdução Síntese direta digital, DDS (do inglês, Direct digital synthesis) é uma técnica para uso com sistemas de processamento de dados digitais para gerar um sinal

Leia mais

Edital 064/ Área 20 Engenharia

Edital 064/ Área 20 Engenharia CAMPUS PELOTAS PELOTAS INSTRUÇÕES GERAIS 1 - Este caderno de prova é constituído por 4 (quarenta) questões objetivas. 2 - A prova terá duração máxima de 4 (quatro) horas. 3 - Para cada questão são apresentadas

Leia mais

Objectivo Geral: Modulação de Amplitude: standard, com supressão de portadora e QAM.

Objectivo Geral: Modulação de Amplitude: standard, com supressão de portadora e QAM. Departamento de Engenharia Electrotécnica Secção de Telecomunicações Licenciatura em Engenharia Electrotécnica e de Computadores Licenciatura em Engenharia Informática Introdução às Telecomunicações 2005/2006

Leia mais

Tratamento do sinal Prof. Ricardo J. Pinheiro

Tratamento do sinal Prof. Ricardo J. Pinheiro Fundamentos de Redes de Computadores Tratamento do sinal Prof. Ricardo J. Pinheiro Resumo Modulação e demodulação Técnicas de modulação Analógica AM, FM e PM. Digital ASK, FSK e PSK. Multiplexação e demultiplexação

Leia mais

UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ. Sistemas xdsl

UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ. Sistemas xdsl PR UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ Sistemas xdsl Disciplina: Redes de Acesso (EL85A) Prof. Luis C. Vieira Departamento Acadêmico de Eletrônica -DAELN 1 Introdução xdsl x Digital Subscriber Line

Leia mais

Modulação QAM. QAM na transmissão de sinais digitais

Modulação QAM. QAM na transmissão de sinais digitais QAM na transmissão de sinais digitais QAM é uma técnica atualmente utilizada tanto na modulação de sinais analógicos quanto de sinais digitais QAM quantizada é utilizada na transmissão de sinais digitais

Leia mais

DO ANALÓGICO AO DIGITAL: CONCEITOS E

DO ANALÓGICO AO DIGITAL: CONCEITOS E DO ANALÓGICO AO DIGITAL: CONCEITOS E TÉCNICAS BÁSICASB Fernando Pereira Instituto Superior TécnicoT Digitalização Processo onde se expressa informação analógica de forma digital. A informação analógica

Leia mais

UFPE CODEC ESTUDO DIRIGIDO TELEMÁTICA- COMUNICAÇÃO DE DADOS

UFPE CODEC ESTUDO DIRIGIDO TELEMÁTICA- COMUNICAÇÃO DE DADOS UFPE CODEC ESTUDO DIRIGIDO TELEMÁTICA- COMUNICAÇÃO DE DADOS 1) Explique o processo de amostragem topo plano, e indique qual o valor adotado para o tempo de retenção? 2) Comente o funcionamento do conversor

Leia mais

Conceitos Básicos de Áudio Digital

Conceitos Básicos de Áudio Digital Aula 07 Conceitos Básicos de Áudio Digital Diogo Pinheiro Fernandes Pedrosa Universidade Federal do Rio Grande do Norte Departamento de Ciências Exatas e Naturais Ciência da Computação Som Conceitos Iniciais

Leia mais

Etec JORGE STREET TRABALHO DE CONCLUSÃO DO CURSO TÉCNICO EM TELECOMUNICAÇÕES TRANSMISSOR SEM FIO PARA GUITARRA

Etec JORGE STREET TRABALHO DE CONCLUSÃO DO CURSO TÉCNICO EM TELECOMUNICAÇÕES TRANSMISSOR SEM FIO PARA GUITARRA Centro Estadual de Educação Tecnológica Paula Souza GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO Etec JORGE STREET TRABALHO DE CONCLUSÃO DO CURSO TÉCNICO EM TELECOMUNICAÇÕES TRANSMISSOR SEM FIO PARA GUITARRA Cleiton

Leia mais

DIRETORIA DE ENGENHARIA GERÊNCIA DE SISTEMAS DE COMUNICAÇÕES CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS DE SISTEMAS CARACTERÍSTICAS DO SATÉLITE BRASILSAT B2,

DIRETORIA DE ENGENHARIA GERÊNCIA DE SISTEMAS DE COMUNICAÇÕES CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS DE SISTEMAS CARACTERÍSTICAS DO SATÉLITE BRASILSAT B2, DIRETORIA DE ENGENHARIA GERÊNCIA DE SISTEMAS DE COMUNICAÇÕES CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS DE SISTEMAS CARACTERÍSTICAS DO SATÉLITE BRASILSAT B2, EM ÓRBITA INCLINADA, PARA PROJETO TÉCNICO DE REDES DE COMUNICAÇÕES

Leia mais

Modulações Digitais. Instituto Superior de Engenharia de Lisboa. Apontamentos sobre ADEETC

Modulações Digitais. Instituto Superior de Engenharia de Lisboa. Apontamentos sobre ADEETC Instituto Superior de Engenharia de Lisboa Área Departamental de Engenharia de Electrónica e Telecomunicações e de Computadores ADEETC Apontamentos sobre Modulações Digitais Vítor Manuel de Oliveira Fialho

Leia mais

Elementos de um Sistema de Telecomunicações Digital

Elementos de um Sistema de Telecomunicações Digital Elementos de um Sistema de Telecomunicações Digital Conceito de Comunicação Digital: Transmissão de informação em forma digital a partir de uma fonte geradora da informação até um ou mais destinatários.

Leia mais

Processamento Digital de Sinais. Conversão A/D e D/A. Prof. Dr. Carlos Alberto Ynoguti

Processamento Digital de Sinais. Conversão A/D e D/A. Prof. Dr. Carlos Alberto Ynoguti Processamento Digital de Sinais Conversão A/D e D/A Prof. Dr. Carlos Alberto Ynoguti Introdução A maioria dos sinais encontrados na natureza é contínua Para processá-los digitalmente, devemos: Converter

Leia mais

Comunicação sem Fio WLAN (802.11) Edgard Jamhour

Comunicação sem Fio WLAN (802.11) Edgard Jamhour Comunicação sem Fio WLAN (802.11) Edgard Jamhour WLAN: Parte I Técnicas de Modulação, Taxas de Transmissão e Alcance Faixa de Freqüências faixa desde até comprimento da onda ELF 30 Hz 300 Hz 10 7 metros

Leia mais

TELECOMUNICAÇÕES 5º Volume

TELECOMUNICAÇÕES 5º Volume João Baptista Bayão Ribeiro TELECOMUNICAÇÕES 5º Volume 1ª Edição Rio de Janeiro J. B. Bayão 2013 2 Curriculum do Autor João Baptista Bayão Ribeiro é formado em Engenharia de Telecomunicações pela UFF (Universidade

Leia mais

Curso de Engenharia Elétrica Processamento Digital de Sinais II Exercícios sobre filtros não recursivos Data de entrega: 17/11/2015

Curso de Engenharia Elétrica Processamento Digital de Sinais II Exercícios sobre filtros não recursivos Data de entrega: 17/11/2015 Curso de Engenharia Elétrica Processamento Digital de Sinais II Exercícios sobre filtros não recursivos Data de entrega: 17/11/2015 1) Projete um filtro FIR passa baixas de 3 etapas com frequência de corte

Leia mais

Data: Horário: Turma: Turno: Grupo: Aluno N : Nome: Aluno N : Nome: Aluno N : Nome:

Data: Horário: Turma: Turno: Grupo: Aluno N : Nome: Aluno N : Nome: Aluno N : Nome: Data: Horário: Turma: Turno: Grupo: 3. DIMENSIONAMENTO Esta secção visa preparar os alunos para as experiências que irão realizar no laboratório. Todos os grupos terão de no início da sessão de laboratório

Leia mais

Comunicação de informação a longas distâncias. Questão 1: Por que foi Marconi tão importante na história das telecomunicações?

Comunicação de informação a longas distâncias. Questão 1: Por que foi Marconi tão importante na história das telecomunicações? APSA Radiação electromagnética e comunicação Questão 1: Por que foi Marconi tão importante na história das telecomunicações? R: Marconi desenvolveu a tecnologia de produção e receção de ondas eletromagnéticas.

Leia mais

FACULDADE DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLÓGICAS CAMPUS UNIVERSITÁRIO DE SINOP CURSO DE ENGENHARIA ELÉTRICA. Aulas 43 e 44

FACULDADE DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLÓGICAS CAMPUS UNIVERSITÁRIO DE SINOP CURSO DE ENGENHARIA ELÉTRICA. Aulas 43 e 44 FACULDADE DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLÓGICAS CAMPUS UNIVERSITÁRIO DE SINOP CURSO DE ENGENHARIA ELÉTRICA Princípios de Comunicações Aulas 43 e 44 (UNEMAT/FACET/DEE) 1 6.6 Propriedades de ondas moduladas

Leia mais

Propagação em Pequena Escala. CMS Bruno William Wisintainer

Propagação em Pequena Escala. CMS Bruno William Wisintainer Propagação em Pequena Escala CMS 60808 2016-1 Bruno William Wisintainer bruno.wisintainer@ifsc.edu.br Definição Modelos que caracterizam as variações rápidas da potência do sinal quando o móvel é deslocado

Leia mais

Acrescenta um bit 1 ou um bit 0 às mensagem para que o número total de bits 1 seja par

Acrescenta um bit 1 ou um bit 0 às mensagem para que o número total de bits 1 seja par Detecçã ção o de Erros Paridade Verificação de Paridade Esse tipo de detecção consiste em acrescentar um bit (de paridade) a cada conjunto de bits da mensagem (caractere) de modo a ter as seguintes características:

Leia mais

Aula 22. Conversão Sigma-Delta (continuação)

Aula 22. Conversão Sigma-Delta (continuação) Aula 22 Conversão Sigma-Delta (continuação) A estrutura mostrada na figura A.22.1 é chamado modulador Sigma-Delta (Σ- ). Esta estrutura, além de ser mais simples, pode ser considerada como uma versão suavizada

Leia mais

Universidade Presbiteriana Mackenzie. Simulação de Sistemas de Comunicação Digital

Universidade Presbiteriana Mackenzie. Simulação de Sistemas de Comunicação Digital Universidade Presbiteriana Mackenzie Pós-graduação em Engenharia Elétrica Simulação de Sistemas de Comunicação Digital Transmissão e Recepção em Banda Passante Notas de Aula Prof. Divanilson Rodrigo Campelo

Leia mais

BC-0506:Comunicação e Redes Aula 2: Introdução aos Sistemas de Comunicação

BC-0506:Comunicação e Redes Aula 2: Introdução aos Sistemas de Comunicação BC-0506:Comunicação e Redes Aula 2: Introdução aos Sistemas de Comunicação Santo André, maio de 2011 Sistemas de Comunicação Informação / Mensagem Representação de fatos, conceitos ou instruções de uma

Leia mais

Redes de Comunicações 2. Redes sem Fio e Mobilidade

Redes de Comunicações 2. Redes sem Fio e Mobilidade Capítulo 1 N O T A S D E A U L A, R E V 2.0 U E R J 2 0 1 5 F L Á V I O A L E N C A R D O R Ê G O B A R R O S Redes de Comunicações 2 Redes sem Fio e Mobilidade Flávio Alencar do Rego Barros Universidade

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Santa Catarina Campus São José Área de Telecomunicações Curso Superior Tecnológico

Leia mais

Sistemas de Radiodifusão Sonora Digital Terrestre

Sistemas de Radiodifusão Sonora Digital Terrestre Sistemas de Radiodifusão Sonora Digital Terrestre Lúcio Martins da Silva AUDIÊNCIA PÚBLICA COMISSÃO DE CIÊNCIA, TECNOLOGIA, INOVAÇÃO, COMUNICAÇÃO E INFORMÁTICA SENADO FEDERAL ASSUNTO: IMPLANTAÇÃO DA RÁDIO

Leia mais

1 Técnicas de Seleção de Antenas Transmissoras

1 Técnicas de Seleção de Antenas Transmissoras 1 Técnicas de Seleção de Antenas Transmissoras Como visto em aulas anteriores, para se atingir uma ordem de diversidade espacial maior é necessário o emprego de múltiplas antenas no transmissor e/ou no

Leia mais

2 Meios de transmissão utilizados em redes de telecomunicações 2.1. Introdução

2 Meios de transmissão utilizados em redes de telecomunicações 2.1. Introdução 2 Meios de transmissão utilizados em redes de telecomunicações 2.1. Introdução Atualmente, as estruturas das redes de comunicação são classificadas conforme a escala: rede de acesso, rede metropolitana

Leia mais

Redes Locais sem Fio e o Padrão IEEE Por Bruno Astuto Arouche Nunes

Redes Locais sem Fio e o Padrão IEEE Por Bruno Astuto Arouche Nunes Redes Locais sem Fio e o Padrão IEEE 802.11 Por Bruno Astuto Arouche Nunes Algumas transparências foram cedidas pelos professores: José Rezende e Mauros Campello Queiroz Padrão IEEE802.11 Pertence ao grupo

Leia mais

1 Problemas de transmissão

1 Problemas de transmissão 1 Problemas de transmissão O sinal recebido pelo receptor pode diferir do sinal transmitido. No caso analógico há degradação da qualidade do sinal. No caso digital ocorrem erros de bit. Essas diferenças

Leia mais

Modulação em Amplitude

Modulação em Amplitude Modulação em Amplitude Edmar José do Nascimento (Princípios de Comunicações) Universidade Federal do Vale do São Francisco Roteiro 1 Modulação AM DSB-SC 2 Modulação AM Tradicional 3 Modulação QAM 4 Modulação

Leia mais

SISTEMA DE TELEFONIA CELULAR

SISTEMA DE TELEFONIA CELULAR SISTEMA DE TELEFONIA CELULAR COMUNICAÇÃO SEM FIO A comunicação sem fio se dá pela propagação radio elétrica e esta necessita um espectro de freqüência para propagar-se. O espectro de freqüência no Brasil

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores Redes de Computadores Parte II: Camada Física Dezembro, 2012 Professor: Reinaldo Gomes reinaldo@computacao.ufcg.edu.br Meios de Transmissão 1 Meios de Transmissão Terminologia A transmissão de dados d

Leia mais

FICHA DE TRABALHO DE FÍSICA E QUÍMICA A JANEIRO 2012

FICHA DE TRABALHO DE FÍSICA E QUÍMICA A JANEIRO 2012 FICHA DE TRABALHO DE FÍSICA E QUÍMICA A JANEIRO 2012 APSA Nº12 11º Ano de Escolaridade 1- As ondas electromagnéticas são utilizadas nas comunicações a longas distâncias. Porquê? Dê exemplos em que essas

Leia mais

Processamento Digital de Sinais. Conversão A/D e D/A. Prof. Dr. Carlos Alberto Ynoguti

Processamento Digital de Sinais. Conversão A/D e D/A. Prof. Dr. Carlos Alberto Ynoguti Processamento Digital de Sinais Conversão A/D e D/A Prof. Dr. Carlos Alberto Ynoguti Introdução A maioria dos sinais encontrados na natureza é contínua Para processá los digitalmente, devemos: Converter

Leia mais

BACKGROUND E OBJETIVOS PARA A APLICAÇÃO 1

BACKGROUND E OBJETIVOS PARA A APLICAÇÃO 1 BACKGROUND E OBJETIVOS PARA A APLICAÇÃO 1 Esta Aplicação introduz o conceito de modulação em amplitude. Você conhecerá os termos: portadora, sinal modulante, sinal modulado e como eles estão relacionados

Leia mais

Fundamentos de Redes de Computadores

Fundamentos de Redes de Computadores Fundamentos de Redes de Computadores Princípios de Comunicação de Dados Prof. Alexandre Dezem Bertozzi Divinópolis, fevereiro de 2003 1 Por que redes? É praticamente impossível não pensar em redes quando

Leia mais

BC-0504 Natureza da Informação

BC-0504 Natureza da Informação BC-0504 Natureza da Informação Aula 3 Transmissão serial e paralela da informação e medida da informação transmitida Equipe de professores de Natureza da Informação Parte 0 Sistemas de numeração Decimal

Leia mais

3 Modulação e Codificação Adaptativa

3 Modulação e Codificação Adaptativa 34 3 Modulação e Codificação Adaptativa Entre as diversas técnicas de melhorias destinadas a aumentar a capacidade dos sistemas de comunicações móveis está a adaptação de enlace. Ou seja, técnicas de adaptação,

Leia mais

Redes de Computadores Professor Marco Antônio C. Câmara. Apostila 08 - Técnicas de Modulação Analógicas. 1. Objetivo. 2. "Modulação" e "Modem"

Redes de Computadores Professor Marco Antônio C. Câmara. Apostila 08 - Técnicas de Modulação Analógicas. 1. Objetivo. 2. Modulação e Modem Redes de Computadores Professor Marco Antônio C. Câmara Apostila 08 - Técnicas de Modulação Analógicas 1. Objetivo Nesta aula, iniciaremos o estudo das técnicas de modulação, importantíssimas para que

Leia mais

Sinal analógico x sinal digital. Sinal analógico. Exemplos de variações nas grandezas básicas. Grandezas básicas em sinais periódicos

Sinal analógico x sinal digital. Sinal analógico. Exemplos de variações nas grandezas básicas. Grandezas básicas em sinais periódicos Plano Redes de Computadores Transmissão de Informações nálise de Sinais ula 04 Introdução Dados, sinais e transmissão Sinal analógico x sinal digital Sinais analógicos Grandezas básicas Domínio tempo x

Leia mais