ASPECTOS CONTROVERSOS DA EMPRESA INDIVIDUAL DE RESPONSABILIDADE LIMITADA (EIRELI) E AS ALTERAÇÕES DO PROJETO DE LEI DO SENADO FEDERAL Nº 96/2012

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ASPECTOS CONTROVERSOS DA EMPRESA INDIVIDUAL DE RESPONSABILIDADE LIMITADA (EIRELI) E AS ALTERAÇÕES DO PROJETO DE LEI DO SENADO FEDERAL Nº 96/2012"

Transcrição

1 1 ASPECTOS CONTROVERSOS DA EMPRESA INDIVIDUAL DE RESPONSABILIDADE LIMITADA (EIRELI) E AS ALTERAÇÕES DO PROJETO DE LEI DO SENADO FEDERAL Nº 96/2012 DIEGO BISI ALMADA Advogado, Consultor Empresarial, Professor Universitário e Palestrante em todo o Brasil. Professor da Escola Superior de Advocacia do Estado de São Paulo. Coordenador da Escola Superior de Advocacia da 34ª Subseção da OAB/SP. Pós- Graduado pela Faculdade de Direito da Alta Paulista e graduado pela mesma instituição. Cursa MBA em Direito Empresarial pela Fundação Getúlio Vargas. Autor de vários artigos científicos, inclusive em congressos internacionais. Autor de obras jurídicas para concursos públicos. 1-) CONSIDERAÇÕES GERAIS ACERCA DA EIRELI (EMPRESA INDIVIDUAL DE RESPONSABILIDADE LIMITADA). Inicialmente, é importante salientar que a EIRELI (Empresa Individual de Responsabilidade Limitada) foi introduzida no ordenamento jurídico brasileiro com o advento da Lei nº de 11 de julho de É de suma relevância explicitar que a lei supracitada, após o período de vacatio legis entrou em vigor no dia 09 de janeiro de 2012, trazendo mudanças substanciais no Código Civil. Em que pese o avanço trazido ao Direito Empresarial Brasileiro, em razão do surgimento da Empresa Individual de Responsabilidade Limitada, é de bom alvitre ressaltar que a referida pessoa jurídica de direito privado em tão pouco tempo de vida encontra-se imbuída por diversas críticas e problemas jurídicos, que serão tratados oportunamente no presente trabalho. Nesse passo, visando sanar os problemas existentes em relação à nova modalidade de pessoa jurídica vem à tona o Projeto de Lei originário do Senado Federal sob o nº 96/2012, que tem por escopo alterar a Lei nº /2002 (Código

2 2 Civil), aperfeiçoando a disciplina acerca da EIRELI (Empresa Individual de Responsabilidade Limitada). É de suma relevância explicitar que o referido projeto, atualmente (22 de novembro de 2013), encontra-se em tramitação na Câmara dos Deputados. Diante do exposto, o referido trabalho visa analisar de modo comparativo as regras que encontram-se em vigor sobre a EIRELI e as alterações que encontram-se dispostas no projeto de lei supracitado. 2-) CONCEITO LEGAL DE EMPRESA INDIVIDUAL DE RESPONSABILIDADE LIMITADA (ARTIGO 980-A DA LEI Nº /2011) Como já explicitado anteriormente, a Empresa Individual de Responsabilidade Limitada foi introduzida ao ordenamento jurídico pela Lei nº /2011. É importante mencionar que a referida Lei traz, em seu bojo, o conceito legal de Empresa Individual de Responsabilidade Limitada. Explicita o artigo 980-A da referida Lei: Art. 980-A. A empresa individual de responsabilidade limitada será constituída por uma única pessoa titular da totalidade do capital social, devidamente integralizado, que não será inferior a 100 (cem) vezes o maior salário-mínimo vigente no País. Em análise ao referido artigo, percebe-se que a nova pessoa jurídica de direito privado será constituída por uma única pessoa titular do capital, que deverá ser devidamente integralizado no ato da constituição da empresa. Ademais, o referido artigo explicita que o capital da Empresa Individual de Responsabilidade Limitada deverá ser de, no mínimo, cem vezes o maior salário mínimo vigente no país. É de grande relevância mencionar que o artigo supracitado ao conceituar a Empresa Individual de Responsabilidade Limitada suscita diversos questionamentos jurídicos.

3 3 O primeiro deles diz respeito à titularidade da EIRELI. Quem poderá constituir uma EIRELI: pessoas físicas ou jurídicas? O segundo questionamento jurídico diz respeito à atividade exercida pela EIRELI. Qual será a atividade exercida pela EIRELI: tão-somente atividades empresariais ou todas as atividades profissionais? O terceiro questionamento se refere ao capital da EIRELI. Haveria possibilidade de vinculação do capital ao salário mínimo ou estaríamos diante de uma inconstitucionalidade, em razão da presença de um vício material? Por derradeiro, o último questionamento ainda se refere ao capital da EIRELI. O artigo supracitado ao mencionar cem vezes o maior salário mínimo vigente no país se refere ao salário mínimo nacional ou regional? Desta maneira, é cristalino o fato de que a Empresa Individual de Responsabilidade Limitada apresenta sérios problemas jurídicos e que merecem ser analisados detalhadamente. Por derradeiro, é de suma relevância explicitar que o Projeto de Lei do Senado nº 96/2012 visa eliminar vários pontos suscitados anteriormente, que serão analisados em momento oportuno neste trabalho. 3-) LEGISLAÇÃO SOBRE A EMPRESA INDIVIDUAL DE RESPONSABILIDADE LIMITADA É importante salientar que a Empresa Individual de Responsabilidade Limitada apresenta como embasamento um arcabouço legal constituído por Lei Federal e Instruções Normativas do DNRC. Inicialmente, cabe frisar que a Lei nº de 11 de julho de 2011 criou a nova pessoa jurídica de direito privado denominada EIRELI. Em que pese a introdução da referida pessoa jurídica através da Lei supracitada, a mesma foi fruto de regulamentação através de três Instruções Normativas do DNRC. A Instrução Normativa DNRC nº 116/2011 dispõe sobre a formação do nome empresarial da EIRELI e sua respectiva proteção. A Instrução Normativa DNRC nº 117/2011 aprova o Manual de Atos de Registro da Empresa Individual de

4 4 Responsabilidade Limitada. Por derradeiro, a Instrução Normativa nº 118/2011 dispõe sobre o processo de transformação de registro de empresário individual em sociedade empresária, contratual, ou em empresa individual de responsabilidade limitada e vice-versa. Em que pese a existência de três instruções normativas que regulamentam a matéria, uma forte corrente doutrinária sustenta a tese de que as referidas instruções normativas do DNRC não possuem eficácia, em razão da falta de legitimidade do órgão para regulamentar o conteúdo explicitado em diploma legal. Destarte, cabe explicitar que as mesmas vem sendo devidamente obedecidas e cumpridas pelas Juntas Comerciais dos Estados. 4-) MODIFICAÇÕES INTRODUZIDAS NO CÓDIGO CIVIL EM RAZÃO DO ADVENTO DA LEI Nº /2011 Inicialmente, é importante frisar que várias modificações substanciais foram realizadas no Código Civil, em razão do advento da Lei nº /2011. É de grande relevância explicitar que a primeira modificação trazida pela Lei supracitada, acrescentou o inciso VI ao artigo 44 do Código Civil. Explicita o artigo 44 do Código Civil: Art. 44. São pessoas jurídicas de direito privado: I - as associações; II - as sociedades; III - as fundações. IV - as organizações religiosas; (Incluído pela Lei nº , de ) V - os partidos políticos. (Incluído pela Lei nº , de ) VI - as empresas individuais de responsabilidade limitada. (Incluído pela Lei nº , de 2011) (Grifo Nosso).

5 5 Nesse passo, percebe-se claramente que a Lei nº /2011 acrescentou o inciso VI ao artigo 44 do Código Civil, o que ensejou à empresa individual de responsabilidade limitada o caráter de pessoa jurídica de direito privado. Outra modificação relevante introduzida no Código Civil, através do advento da Lei supracitada, diz respeito à mudança de redação do parágrafo único do artigo Explicita o parágrafo único do artigo 1033, do Código Civil: Artigo 1033 omissis Parágrafo único. Não se aplica o disposto no inciso IV caso o sócio remanescente, inclusive na hipótese de concentração de todas as cotas da sociedade sob sua titularidade, requeira, no Registro Público de Empresas Mercantis, a transformação do registro da sociedade para empresário individual ou para empresa individual de responsabilidade limitada, observado, no que couber, o disposto nos arts a deste Código. (Redação dada pela Lei nº , de 2011) É importante salientar que a mudança supracitada explicita que o sócio remanescente de sociedade que se encontra em estado de unipessoalidade, poderá pleitear a transformação do registro de sociedade para empresário individual ou empresa individual de responsabilidade limitada e vice-versa. Por derradeiro, a última modificação introduzida no Código Civil em razão do advento da Lei nº /2011, diz respeito à introdução do artigo 980-A e seus parágrafos. Explicita o artigo 980-A e seus respectivos parágrafos: Art. 980-A. A empresa individual de responsabilidade limitada será constituída por uma única pessoa titular da totalidade do capital social, devidamente integralizado, que não será inferior a 100 (cem) vezes o maior salário-mínimo vigente no País.

6 6 1º O nome empresarial deverá ser formado pela inclusão da expressão "EIRELI" após a firma ou a denominação social da empresa individual de responsabilidade limitada. 2º A pessoa natural que constituir empresa individual de responsabilidade limitada somente poderá figurar em uma única empresa dessa modalidade. 3º A empresa individual de responsabilidade limitada também poderá resultar da concentração das quotas de outra modalidade societária num único sócio, independentemente das razões que motivaram tal concentração. 4º ( VETADO). 5º Poderá ser atribuída à empresa individual de responsabilidade limitada constituída para a prestação de serviços de qualquer natureza a remuneração decorrente da cessão de direitos patrimoniais de autor ou de imagem, nome, marca ou voz de que seja detentor o titular da pessoa jurídica, vinculados à atividade profissional. 6º Aplicam-se à empresa individual de responsabilidade limitada, no que couber, as regras previstas para as sociedades limitadas. Nessa toada, percebe-se claramente que o artigo 980-A trouxe várias peculiaridades importantes acerca da empresa individual de responsabilidade limitada. No entanto o Projeto de Lei do Senado nº 96/2012 acrescenta várias modificações ao artigo supracitado que serão estudadas em momento oportuno neste trabalho. São elas: Artigo 1º. A Lei nº /2012 (Código Civil), passa a vigorar com as seguintes alterações: Artigo 980-A. A empresa individual de responsabilidade limitada será constituída por uma única pessoa natural, titular da totalidade do capital. 1º O nome empresarial deverá ser formado pela inclusão da expressão Eireli após a firma ou denominação da empresa individual de responsabilidade limitada.

7 7 2º A pessoa natural poderá constituir mais de uma empresa individual de responsabilidade limitada. 3º A empresa individual de responsabilidade limitada também poderá resultar da concentração das quotas de modalidade societária em um único sócio, independentemente das razões que motivaram a concetração. 5-) MOTIVOS PARA CONSTITUIÇÃO DE UMA EMPRESA INDIVIDUAL DE RESPONSABILIDADE LIMITADA É de suma importância demonstrar alguns motivos que eventualmente podem levar à constituição de uma empresa individual de responsabilidade limitada. O primeiro motivo diz respeito à vontade do empresário de empreender individualmente, ou seja, de exercer atividade de cunho empresarial sem a presença de sócios. Desta maneira, através da constituição da EIRELI, o empresário, mesmo agindo individualmente, será dotado de responsabilidade limitada ao capital da EIRELI. Ademais, cabe frisar que outro motivo ensejador da constituição da EIRELI é a busca pela limitação da responsabilidade. Como já explicitado, a EIRELI apresenta a limitação da responsabilidade pautada no capital. Desta maneira, a busca pela limitação da responsabilidade poderá se caracterizar como um dos grandes motivos ensejadores da constituição das empresas individuais de responsabilidade limitada. Por derradeiro, cabe frisar que um terceiro motivo ensejador da constituição da EIRELI pode se pautar na dissolução parcial de uma sociedade, oportunidade em que através da retirada ou exclusão de um sócio, o remanescente passa a ser detentor das quotas e poderá pleitear a transformação em EIRELI. 6-) APLICAÇÃO SUBSIDIÁRIA DAS REGRAS DA SOCIEDADE LIMITADA É importante salientar que, em análise ao artigo 980-A, parágrafo 5º, o mesmo apresenta a seguinte redação: Aplicam-se à empresa individual de responsabilidade limitada, no que couber, as regras previstas para as sociedades limitadas.

8 8 Desta maneira, percebe-se claramente que aplicam-se, subsidiariamente, à EIRELI, as regras inerentes às sociedades limitadas. Nesse passo, peculiaridades importantes aplicáveis às sociedades limitadas também se aplicam à EIRELI, como, por exemplo, responsabilidade do titular da pessoa jurídica, responsabilidade dos administradores, responsabilidades de cunho ambiental, previdenciário, tributário, falimentar, dentre outros. 7-) ANALISE COMPARATIVA ENTRE SOCIEDADE LIMITADA, EMPRESÁRIO INDIVIDUAL E EMPRESA INDIVIDUAL DE RESPONSABILIDADE LIMITADA Visando a demonstrar as diferenças existentes entre Sociedade Limitada, Empresário Individual e EIRELI, é de suma importância o estudo comparativo das figuras comentadas. Nesse passo, empresário individual é a pessoa física que não precisa de sócios para constituir a empresa. Porém, em caso de dívidas, seus bens particulares poderão serão utilizados para os pagamentos dos credores, caracterizando, claramente, a situação de confusão patrimonial. Já para a constituição da sociedade limitada, diferentemente do empresário individual, há necessidade de existência de, no mínimo, dois sócios que se unem através da celebração de um contrato social, que deverá ser registrado no órgão competente. Cabe explicitar que, em caso de dívidas, a responsabilidade será limitada às quotas dos sócios constantes em contrato. No entanto, a responsabilidade poderá ser pessoal, através da aplicabilidade do instituto da Desconsideração da Personalidade da Pessoa Jurídica, disposto no artigo 50 do Código Civil. Desta maneira, presentes os requisitos dispostos no artigo supracitado, o sócio ou o seu administrador passarão a responder com o seu patrimônio pessoal. No tocante à Empresa Individual de Responsabilidade Limitada, é importante explicitar que em caso de dívidas, o patrimônio pessoal do empresário não será utilizado para o cumprimento das obrigações, pois a responsabilidade será limitada ao capital. Desta maneira, percebe-se claramente a separação do patrimônio da EIRELI dos bens pessoais do titular da mesma. No entanto, cabe explicitar que, em razão da aplicabilidade subsidiária das regras aplicáveis à sociedade limitada há possibilidade de aplicação do instituto

9 9 da Desconsideração da Personalidade da Pessoa Jurídica, disposto no artigo 50 do Código Civil. Desta maneira, presentes os requisitos dispostos no artigo supracitado, o titular da EIRELI ou o seu administrador passarão a responder com o seu patrimônio pessoal. 8-) TITULARIDADE DA EMPRESA INDIVIDUAL DE RESPONSABILIDADE LIMITADA Inicialmente, antes de tecermos comentários acerca da titularidade da Empresa Individual de Responsabilidade Limitada, é importante transcrevermos abaixo o caput do artigo 980-A da Lei nº /2011: Art. 980-A. A empresa individual de responsabilidade limitada será constituída por uma única pessoa titular da totalidade do capital social, devidamente integralizado, que não será inferior a 100 (cem) vezes o maior salário-mínimo vigente no País. Em análise ao artigo supracitado é possível perceber que o mesmo explicita que a EIRELI será constituída por uma única pessoa titular da totalidade do capital social. Desta maneira, percebe-se claramente que o artigo supracitado não menciona se a titularidade da EIRELI abarcará pessoas físicas ou jurídicas, ensejando, portanto, a interpretação de que ambas podem ser titulares da empresa individual de responsabilidade limitada. Tal interpretação é extraída do fato de que a lei supracitada não trouxe a vedação sobre o exercício da titularidade da EIRELI por pessoas jurídicas. Portanto, diante de tal fato tanto pessoas físicas como jurídicas poderiam ser titulares de EIRELI. No entanto, o DNRC, em sua Instrução Normativa nº 117/2011, em seu item , explicita que não pode ser titular de EIRELI a pessoa jurídica, bem assim a pessoa natural impedida por norma constitucional ou por lei especial.

10 10 Desta maneira, percebe-se que o DNRC veda expressamente na Instrução Normativa supracitada a constituição de EIRELI, cuja titularidade seja de pessoa jurídica. Em que pese a referida Instrução Normativa emanada do DNRC cabe reiterar que uma forte corrente doutrinária sustenta a tese de que as referidas instruções normativas não possuem eficácia, em razão da falta de legitimidade do órgão para regulamentar o conteúdo explicitado em diploma legal. Noutro ponto, é de suma relevância explicitar que o Projeto de Lei do Senado nº 96/2013, visa pôr termo ao referido debate ao alterar o caput do artigo 980-A. A alteração trazida pelo Senado Federal demonstra que a empresa individual de responsabilidade limitada será constituída por uma única pessoa natural, titular da totalidade do capital. Nessa toada, resta claro que, de acordo com a alteração constante no projeto, somente pessoas físicas poderão deter a titularidade da EIRELI, encerrando a discussão sobre a possibilidade de constituição de empresas dessa modalidade sob a titularidade de pessoas jurídicas. 9-) CAPITAL DA EMPRESA INDIVIDUAL DE RESPONSABILIDADE LIMITADA Inicialmente, antes de tecermos comentários acerca do capital da Empresa Individual de Responsabilidade Limitada, é importante transcrevermos abaixo o caput do artigo 980-A da Lei nº /2011: Art. 980-A. A empresa individual de responsabilidade limitada será constituída por uma única pessoa titular da totalidade do capital social, devidamente integralizado, que não será inferior a 100 (cem) vezes o maior salário-mínimo vigente no País. Em análise ao artigo supracitado, é possível perceber que o capital da Empresa Individual de Responsabilidade Limitada será de, no mínimo cem vezes o maior salário mínimo vigente no país, devidamente integralizado no ato da constituição da referida pessoa jurídica.

11 11 Cabe explicitar que o capital da Empresa Individual de Responsabilidade Limitada encontra-se envolvido por diversas críticas. A primeira delas se refere ao fato de que o capital de, no mínimo cem vezes o maior salário mínimo vigente no país constitui um óbice à constituição da EIRELI, por se tratar de alto montante financeiro a ser dispendido pelo seu titular, o que inviabilizaria a perpetuação da referida pessoa jurídica. O segundo questionamento diz respeito ao fato de que a Lei nº /2011 não explicita expressamente qual o salário mínimo deverá ser utilizado para constituição da EIRELI. Como já dito a lei supracitada explicita que o capital da Empresa Individual de Responsabilidade Limitada será de, no mínimo cem vezes o maior salário mínimo vigente no país, devidamente integralizado no ato da constituição da referida pessoa jurídica. No entanto, não explicita se o salário mínimo adotado será nacional ou regional. Em que pese tal questionamento, cabe explicitar que as Juntas Comerciais dos Estados se posicionaram no sentido de que o capital da EIRELI deverá ser pautado em, no mínimo, cem vezes o maior salário mínimo nacional vigente no país. Por derradeiro, o último questionamento inerente ao capital da EIRELI diz respeito à eventual inconstitucionalidade existente pela afronta ao artigo 7º, inciso IV, da Constituição Federal. O artigo 7º, inciso IV, da Constituição Federal explicita: Artigo 7º - omissis IV - salário mínimo, fixado em lei, nacionalmente unificado, capaz de atender a suas necessidades vitais básicas e às de sua família com moradia, alimentação, educação, saúde, lazer, vestuário, higiene, transporte e previdência social, com reajustes periódicos que lhe preservem o poder aquisitivo, sendo vedada sua vinculação para qualquer fim. (Grifo Nosso). Em análise ao artigo supracitado, é possível perceber que a Constituição Federal veda, expressamente, a vinculação do salário mínimo para qualquer fim.

12 12 Desta maneira, percebe-se claramente que o artigo 980-A da Lei nº /2011, afronta o artigo 7º, inciso IV, da Constituição Federal ao explicitar que o capital da EIRELI não será inferior a cem vezes o maior salário mínimo vigente no país. Logo, o Partido Popular Socialista ajuizou Ação Direta de Inconstitucionalidade contestando a parte final do caput do artigo 980-A da Lei nº /2011, que tramita sob o nº 4637 e encontra-se, atualmente, aguardando julgamento no Supremo Tribunal Federal. Em que pese todas as discussões citadas acerca do capital da EIRELI, o Projeto de Lei do Senado Federal nº 96/2012, visa encerrar tal debate. Tal afirmação encontra amparo na modificação trazida pelo referido projeto ao caput do artigo 980- A. Explicita o artigo 980-A do Projeto de Lei do Senado: Artigo 980-A. A empresa individual de responsabilidade limitada será constituída por uma única pessoa natural, titular da totalidade do capital. Em análise ao artigo supracitado resta claro que a EIRELI poderá ser constituída por uma única pessoal natural (física), titular da totalidade do capital. É de suma relevância explicitar que o referido projeto traz alterações substanciais em relação ao capital. A primeira alteração visa eliminar uma incorreção existente no artigo 980-A, acrescido pela Lei nº /2011. O artigo explicita que A empresa individual de responsabilidade limitada será constituída por uma única pessoa titular da totalidade do capital social, devidamente integralizado, que não será inferior a 100 (cem) vezes o maior salário-mínimo vigente no País (Grifo Nosso). Cabe frisar que o artigo supracitado traz a terminologia capital social, apontada como uma grande incorreção legislativa, pois a EIRELI não é um tipo societário. Nesse toada, visando corrigir a incorreção citada, o Projeto de Lei excluiu a terminologia capital social, para fazer constar no artigo 980-A a terminologia capital.

13 13 Outra alteração relevante trazida pelo Projeto de Lei do Senado Federal nº 96/2012 é a exclusão da obrigatoriedade de constituição da EIRELI com o capital devidamente integralizado de, no mínimo, cem salários mínimos. O Projeto de Lei do Senado Federal demonstra que a EIRELI poderá ser constituída por uma única pessoa natural (física) titular do capital social. Desta maneira, de acordo com o projeto citado, a EIRELI poderá ser constituída por uma pessoa física, sem a necessidade de integralizar, no ato da constituição, o montante mínimo referente a cem salários mínimos. 10-) VEDAÇÃO DE PARTICIPAÇÃO EM OUTRA EIRELI (PESSOA FÍSICA) É importante salientar que a Lei nº /2011 trouxe outra peculiaridade importante no tocante à Empresa Individual de Responsabilidade Limitada. O artigo 980-A, parágrafo 2º, da Lei nº /2011 explicita que a pessoa natural que constituir empresa individual de responsabilidade limitada somente poderá figura em uma única empresa dessa modalidade. Nesse passo, a pessoa física titular da EIRELI somente poderá figurar em uma única empresa dessa modalidade. Visando regulamentar tal questão, o DNRC (Departamento Nacional de Registro do Comércio) em sua Instrução Normativa nº 117/2011, explicita que é cláusula obrigatória do ato constitutivo da empresa individual de responsabilidade limitada a declaração de que o seu titular, não participa de nenhuma outra empresa dessa modalidade. É de suma relevância explicitar que o Projeto de Lei nº 96/2012 do Senado Federal traz uma alteração substancial no parágrafo segundo do artigo 980-A ao explicitar que a pessoa natural poderá constituir mais de uma empresa individual de responsabilidade limitada. Nesse passo, ante as regras explicitadas no projeto, o titular de uma EIRELI poderá constituir outra EIRELI. 11-) TRANSFORMAÇÃO DE SOCIEDADE EM EIRELI E VICE-VERSA

14 14 Inicialmente, é importante mencionar que transformação consiste na operação pela qual a sociedade, a empresa individual de responsabilidade limitada ou o empresário individual alteram o tipo jurídico, sem sofrer dissolução ou liquidação, obedecidas as normas reguladoras da constituição e do registro da nova forma a ser adotada. É de suma relevância explicitar que todos os procedimentos inerentes à transformação de sociedade em empresário individual ou empresa individual de responsabilidade limitada encontram-se dispostos na Instrução Normativa DNRC nº 118/2011. Cabe frisar que tão somente as sociedades em condição de unipessoalidade poderão ter seu registro transformado para empresário individual, independentemente do decurso do prazo de cento e oitenta dias. Outrossim, cabe explicitar que no ato de transformação do registro somente serão admitidas alterações relativas ao nome empresarial e ao capital. Como já mencionado anteriormente a Instrução Normativa DNRC nº 118/2011 traz, em seu bojo, os procedimentos inerentes à transformação de sociedade em empresário individual ou empresa individual de responsabilidade limitada e vice-versa. No tocante à transformação de sociedade em empresa individual de responsabilidade limitada, cabe frisar que o sócio remanescente poderá requerer na Junta Comercial a referida transformação, independentemente do curso do prazo de 180 dias, desde que não tenha sido registrado ato de liquidação da sociedade. Já a transformação de EIRELI em Sociedade ocorrerá quando o titular da pessoa jurídica admitir um ou mais sócios na empresa, oportunidade que deverá ser realizada a operação de transformação, nos moldes da Instrução Normativa DNRC nº 118/2011. Por derradeiro, cabe explicitar que a referida instrução normativa traz, em seu bojo, a possibilidade de transformação de Empresário Individual em EIRELI e vice-versa. 12-) CONCLUSÃO

15 15 A Empresa Individual de Responsabilidade Limitada foi instituída pela Lei nº /2011 e regulamentada pelo DNRC, através da Instrução Normativa DNRC nº 116/2011, Instrução Normativa DNRC nº 117/2011 e Instrução Normativa nº 118/2011. Em que pese a sua entrada em vigor no dia 09 de janeiro de 2012, a EIRELI é objeto de vários debates e questionamentos jurídico. O primeiro deles diz respeito à sua titularidade. Em análise ao artigo 980-A da Lei nº /2011 percebe-se que a omissão do diploma legal enseja a interpretação de que pessoas físicas e jurídicas podem ser titulares da empresa individual de responsabilidade limitada. Visando encerrar tal embate, o Projeto de Lei do Senado nº 96/2012 estabelece que a EIRELI somente poderá ser constituída por pessoas físicas. O segundo questionamento se refere ao capital da EIRELI. Em análise ao artigo 980-A da Lei nº /2011 é possível perceber que o capital da Empresa Individual de Responsabilidade Limitada será de, no mínimo cem vezes o maior salário mínimo vigente no país, devidamente integralizado no ato da constituição da referida pessoa jurídica. Cabe explicitar que a Lei nº /2011 não explicita expressamente qual o salário mínimo deverá ser utilizado para constituição da EIRELI: o nacional ou regional. Em que pese tal questionamento, cabe explicitar que as Juntas Comerciais dos Estados vem se posicionamento no sentido de que o capital da EIRELI deverá ser pautado em, no mínimo, cem vezes o maior salário mínimo nacional vigente no país. Outrossim, outro questionamento inerente ao capital da EIRELI diz respeito à eventual inconstitucionalidade existente pela afronta ao artigo 7º, inciso IV, da Constituição Federal, pois a Lei nº /2011 vincula o capital da EIRELI salário mínimo. Visando encerrar tais questionamentos, o Projeto de Lei do Senado nº 96/2012 explicita que a referida modalidade de pessoa jurídica poderá ser constituída por uma única pessoa física, titular da totalidade do capital. Nesse passo, o projeto exclui a obrigatoriedade de integralização de, no mínimo, cem salários mínimos, no ato da constituição.

16 16 Ainda, cabe explicitar que a Lei nº /2011, veda que a pessoa física titular da EIRELI participe de uma outra empresa da mesma modalidade, declarando tal situação no próprio ato de constituição da pessoa jurídica. No entanto, o Projeto de Lei do Senado visa alterar tal peculiaridade, permitindo que a pessoa física, titular do capital da EIRELI, constituía mais de uma empresa na mesma modadade. Noutro ponto, é de suma relevância explicitar que a Instrução Normativa DNRC nº 118/2011 traz, em seu bojo, os procedimentos inerentes à transformação de sociedade em empresário individual ou empresa individual de responsabilidade limitada e vice-versa. Diante do exposto, foi possível durante o transcorrer do presente trabalho traçar importantes considerações acerca da Empresa Individual de Responsabilidade Limitada, bem como as alterações constantes no Projeto de Lei nº 96/2012 do Senado Federal, que visa sanar várias incorreções existentes acerca da referida modalidade de pessoa jurídica. BIBLIOGRAFIA BRASIL. Lei nº de 11 de julho de Altera a Lei nº , de 10 de janeiro de 2002 (Código Civil), para permitir a constituição de empresa individual de responsabilidade limitada. BRASIL. Departamento Nacional de Registro do Comércio. Instrução Normativa nº 116 de 22 de novembro de Dispõe sobre a formação do nome empresarial, sua proteção e dá outras providências. BRASIL. Departamento Nacional de Registro do Comércio. Instrução Normativa nº 117 de 22 de novembro de Aprova o Manual de Atos de Registro da Empresa Individual de Responsabilidade Limitada. BRASIL. Departamento Nacional de Registro do Comércio. Instrução Normativa nº 118 de 22 de novembro de Dispõe sobre o processo de transformação de registro de empresário individual em sociedade empresária, contratual, ou em

17 17 empresa individual de responsabilidade limitada e vice-versa e dá outras providências. BRASIL. Senado Federal. Projeto de Lei nº 96/2012. Altera a Lei nº /2012 (Código Civil), para aperfeiçoar a disciplina da empresa individual de responsabilidade limitada e para permitir a constituição de sociedade limitada unipessoal. PINHEIRO, Frederico Garcia. Empresa individual de responsabilidade limitada. Jus Navigandi, Teresina, ano 16, n. 2954, 3 ago Disponível em: <http://jus.com.br/revista/texto/19685>. Acesso em: 4 fev

ASPECTOS CONTROVERSOS DA EMPRESA INDIVIDUAL DE RESPONSABILIDADE LIMITADA (EIRELI)

ASPECTOS CONTROVERSOS DA EMPRESA INDIVIDUAL DE RESPONSABILIDADE LIMITADA (EIRELI) ASPECTOS CONTROVERSOS DA EMPRESA INDIVIDUAL DE RESPONSABILIDADE LIMITADA (EIRELI) DIEGO BISI ALMADA Advogado, Professor Universitário, Palestrante e Sócio-Diretor da Almada & Teixeira Consultoria Empresarial.

Leia mais

Empresa Individual de Responsabilidade Limitada (EIRELI)

Empresa Individual de Responsabilidade Limitada (EIRELI) Empresa Individual de Responsabilidade Limitada (EIRELI) A EIRELI é uma nova forma de pessoa jurídica composta por uma só pessoa física. Os primórdios das pessoas jurídicas sempre estiveram ligados à ideia

Leia mais

EMPRESA INDIVIDUAL DE RESPONSABILIDADE LIMITADA

EMPRESA INDIVIDUAL DE RESPONSABILIDADE LIMITADA 174 EMPRESA INDIVIDUAL DE RESPONSABILIDADE LIMITADA KATYLENE COLLYER PIRES DE FIGUEIREDO¹ Inspirada na Palestra dos Professores Leonardo Marques e Monica Gusmão. Está em vigor desde janeiro a Lei nº 12.441,

Leia mais

PARECER Nº, DE 2011. RELATOR: Senador FRANCISCO DORNELLES

PARECER Nº, DE 2011. RELATOR: Senador FRANCISCO DORNELLES PARECER Nº, DE 2011 Da COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO, JUSTIÇA E CIDADANIA, em caráter terminativo, sobre o Projeto de Lei da Câmara nº 18, de 2011 (Projeto de Lei nº 4.605, de 2009, na origem), do Deputado

Leia mais

A LEI nº 12.441/2011 E A POSSIBILIDADE DE CONSTITUIÇÃO DE EMPRESA INDIVIDUAL DE RESPONSABILIDADE LIMITADA

A LEI nº 12.441/2011 E A POSSIBILIDADE DE CONSTITUIÇÃO DE EMPRESA INDIVIDUAL DE RESPONSABILIDADE LIMITADA A LEI nº 12.441/2011 E A POSSIBILIDADE DE CONSTITUIÇÃO DE EMPRESA INDIVIDUAL DE RESPONSABILIDADE LIMITADA 1- INTRODUÇÃO Com o advento da lei nº 12.441 de 11 de julho de 2011, que altera o Código Civil,

Leia mais

Inovação Legislativa Empresa Individual de Responsabilidade Limitada

Inovação Legislativa Empresa Individual de Responsabilidade Limitada Inovação Legislativa Empresa Individual de Responsabilidade Limitada Prof. Nelton T. Pellizzoni : Mestrando em Direitos Difusos, Universidade Metropolitana de Santos; Especialista em Direito Civil, Comercial

Leia mais

Empresa Individual de Responsabilidade Limitada.

Empresa Individual de Responsabilidade Limitada. Empresa Individual de Responsabilidade Limitada. Leonel Falcão. 1 Introdução A Lei nº 12.441 de 11 de julho de 2011, que introduziu a EIRELI em nosso sistema, após o período de vacatio legis, entrou em

Leia mais

Coordenação Geral de Tributação

Coordenação Geral de Tributação Fl. 10 Fls. 1 Coordenação Geral de Tributação Solução de Consulta Interna nº 19 Data 13 de agosto de 2013 Origem COFIS ASSUNTO: IMPOSTO SOBRE A RENDA DE PESSOA JURÍDICA IRPJ A EIRELI não se confunde com

Leia mais

Quadro comparativo do Projeto de Lei do Senado nº 96, de 2012

Quadro comparativo do Projeto de Lei do Senado nº 96, de 2012 Quadro comparativo do 1 Art. 980-A. A empresa individual de responsabilidade limitada será constituída por uma única pessoa titular da totalidade do capital social, devidamente integralizado, que não será

Leia mais

NOTA TÉCNICA Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil Assessoria Legislativa

NOTA TÉCNICA Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil Assessoria Legislativa NOTA TÉCNICA PROJETO DE LEI 4.138/2012 ADVOGADO PROFISSIONAL INDIVIDUAL ALTERAÇÃO NECESSÁRIA. Alteração legislativa que diminuirá a informalidade e a sonegação fiscal. Criação de novos empregos e formalização

Leia mais

EMPRESA INDIVIDUAL DE RESPONSABILIDADE LIMITADA: INOVAÇÃO OU CONFUSÃO?

EMPRESA INDIVIDUAL DE RESPONSABILIDADE LIMITADA: INOVAÇÃO OU CONFUSÃO? Revista Jurídica da Unic / Emam - v. 1 - n. 1 - jul./dez. 2013 EMPRESA INDIVIDUAL DE RESPONSABILIDADE LIMITADA: INOVAÇÃO OU CONFUSÃO? Hellen Caroline Ordones Nery Bucair 1 INTRODUÇÃO O empresário individual,

Leia mais

SECRETARIA GERAL-SEGER. ORIENTAÇÃO N 022-2009. 13 de fevereiro de 2.009.

SECRETARIA GERAL-SEGER. ORIENTAÇÃO N 022-2009. 13 de fevereiro de 2.009. 1 SECRETARIA GERAL-SEGER. ORIENTAÇÃO N 022-2009. 13 de fevereiro de 2.009. Ref. - Lei Complementar n 128, de 19.12.2008. Transformação de Empresário Individual em Sociedade Empresária Limitada. Transformação

Leia mais

PROJETO DE LEI N.º 166, DE 2015 (Do Sr. Aelton Freitas)

PROJETO DE LEI N.º 166, DE 2015 (Do Sr. Aelton Freitas) *C0051032A* C0051032A CÂMARA DOS DEPUTADOS PROJETO DE LEI N.º 166, DE 2015 (Do Sr. Aelton Freitas) Dá nova redação ao título do capítulo IV e aos artigos 15, 16 e 17 da Lei n. 8.906/94 de 4 de julho de

Leia mais

TEORIA GERAL DO DIREITO EMPRESARIAL

TEORIA GERAL DO DIREITO EMPRESARIAL Direito Societário É subárea do direito empresarial que disciplina a forma de exercício coletivo de atividade econômica empresária; Importante observação sobre as questões da primeira fase da OAB: 25%

Leia mais

PROVA DISCURSIVA P 4

PROVA DISCURSIVA P 4 PROVA DISCURSIVA P 4 Nesta prova, faça o que se pede, usando, caso queira, os espaços para rascunho indicados no presente caderno. Em seguida, transcreva os textos para o CADERNO DE TEXTOS DEFINITIVOS

Leia mais

BREVE ANÁLISE ACERCA DAS ALTERAÇÕES INTRODUZIDAS NA LEI N O 9.656, DE 03 DE JUNHO DE 1998, PELA LEI N O 13.003, DE 24 DE JUNHO DE 2014

BREVE ANÁLISE ACERCA DAS ALTERAÇÕES INTRODUZIDAS NA LEI N O 9.656, DE 03 DE JUNHO DE 1998, PELA LEI N O 13.003, DE 24 DE JUNHO DE 2014 BREVE ANÁLISE ACERCA DAS ALTERAÇÕES INTRODUZIDAS NA LEI N O 9.656, DE 03 DE JUNHO DE 1998, PELA LEI N O 13.003, DE 24 DE JUNHO DE 2014 Guilherme Portes Rio de Janeiro 08 de agosto de 2014 Advogado e Sócio

Leia mais

A POSSIBILIDADE DE A SOCIEDADE CONTRATUAL SER TRANSFORMADA EM EIRELI

A POSSIBILIDADE DE A SOCIEDADE CONTRATUAL SER TRANSFORMADA EM EIRELI 1 A POSSIBILIDADE DE A SOCIEDADE CONTRATUAL SER TRANSFORMADA EM EIRELI Mariane Bolson 1 Natally Andressa Zorzo Rotta 2 RESUMO: O presente artigo intitulado de A POSSIBILIDADE DE A SOCIEDADE CONTRATUAL

Leia mais

COMISSÃO DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO

COMISSÃO DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO COMISSÃO DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO PROJETO DE LEI N o 3.687, DE 2012 Altera o inciso I do artigo 37 da Lei nº 8.934, de 18 de novembro de 1994, que Dispõe sobre o Registro Público

Leia mais

SENADO FEDERAL PROJETO DE LEI DO SENADO Nº 96, DE 2012

SENADO FEDERAL PROJETO DE LEI DO SENADO Nº 96, DE 2012 SENADO FEDERAL PROJETO DE LEI DO SENADO Nº 96, DE 2012 Altera a Lei n 10.406, de 10 de janeiro de 2002 (Código Civil), para aperfeiçoar a disciplina da empresa individual de responsabilidade limitada e

Leia mais

Sugestões de Alteração aos Projetos de Lei n os. 4.605/09 e 4.953/09

Sugestões de Alteração aos Projetos de Lei n os. 4.605/09 e 4.953/09 Sugestões de Alteração aos Projetos de Lei n os. 4.605/09 e 4.953/09 A SITUAÇÂO ATUAL Art. 985-A. A empresa individual de responsabilidade limitada será constituída por um único sócio, pessoa natural,

Leia mais

EMPRESA INDIVIDUAL DE RESPONSABILIDADE LIMITADA (EIRELI): BREVE ESTUDO E COMENTÁRIOS À LEI Nº 12.441/2011*

EMPRESA INDIVIDUAL DE RESPONSABILIDADE LIMITADA (EIRELI): BREVE ESTUDO E COMENTÁRIOS À LEI Nº 12.441/2011* EMPRESA INDIVIDUAL DE RESPONSABILIDADE LIMITADA (EIRELI): BREVE ESTUDO E COMENTÁRIOS À LEI Nº 12.441/2011* Luís Rodolfo Cruz e Creuz** RESUMO: O objetivo deste artigo é realizar uma revisão crítica da

Leia mais

DIREITO EMPRESARIAL PROFESSORA ELISABETE VIDO

DIREITO EMPRESARIAL PROFESSORA ELISABETE VIDO DIREITO EMPRESARIAL PROFESSORA ELISABETE VIDO SUMÁRIO 1. EVOLUÇÃO HISTÓRICA 2. TEORIA DA EMPRESA 3. ATIVIDADE EMPRESARIAL 4. EMPRESÁRIO INDIVIDUAL 5. ATIVIDADE RURAL 6. EMPRESÁRIO INDIVIDUAL REGULAR X

Leia mais

Conceito de Empresário

Conceito de Empresário Conceito de Empresário Requisitos (Art. 966,caput,CC): a) Profissionalismo; b) Atividade Econômica; c) Organização; d) Produção/Circulação de bens/serviços; Não Empresário Requisitos (Art. 966, único,

Leia mais

Direito Societário. Centro de Informática UFPE Disciplina: Gestão de Negócios Bruno Suassuna Carvalho Monteiro

Direito Societário. Centro de Informática UFPE Disciplina: Gestão de Negócios Bruno Suassuna Carvalho Monteiro Direito Societário Centro de Informática UFPE Disciplina: Gestão de Negócios Bruno Suassuna Carvalho Monteiro Importância do Direito Societário Conhecimento Jurídico como ferramenta para a gestão de negócios

Leia mais

Era uma vez a empresa individual de responsabilidade limitada

Era uma vez a empresa individual de responsabilidade limitada Era uma vez a empresa individual de responsabilidade limitada Wilges Bruscato* Finalmente, o Brasil dá um passo rumo ao último degrau da limitação da responsabilidade: permitir a preservação do patrimônio

Leia mais

ANEXO F: ANEXO DO PROJETO PEDAGÓGICO VERSÃO 2007.

ANEXO F: ANEXO DO PROJETO PEDAGÓGICO VERSÃO 2007. ANEXO F: ANEXO DO PROJETO PEDAGÓGICO VERSÃO 2007. DESCRIÇÃO DAS EMENTAS, OBJETIVOS, PLANO DE DISCIPLINAS E BIBLIOGRAFIA. DISCIPLINAS OBRIGATÓRIAS: ORGANIZAÇÃO DE EMPRESAS Ementa: Empresa. Técnicas de Administração,

Leia mais

EMPRESÁRIO INDIVIDUAL DE RESPONSABILIDADE LIMITADA ENTREPRENEUR INDIVIDUAL LIMITED LIABILITY RESUMO

EMPRESÁRIO INDIVIDUAL DE RESPONSABILIDADE LIMITADA ENTREPRENEUR INDIVIDUAL LIMITED LIABILITY RESUMO EMPRESÁRIO INDIVIDUAL DE RESPONSABILIDADE LIMITADA ENTREPRENEUR INDIVIDUAL LIMITED LIABILITY Odenir Donizete Martelo Advogado militante, Mestre em Direito do Trabalho pela UNIMEP, Professor e Coordenador

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA No 94, DE 05 DE DEZEMBRO DE 2002

INSTRUÇÃO NORMATIVA No 94, DE 05 DE DEZEMBRO DE 2002 INSTRUÇÃO NORMATIVA No 94, DE 05 DE DEZEMBRO DE 2002 Dispõe sobre a especificação de atos integrantes da Tabela de Preços dos Serviços prestados pelos órgãos do Sistema Nacional de Registro de Empresas

Leia mais

CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DO AMAPÁ UNIDADE VII CIÊNCIAS CONTÁBEIS TEMA: SOCIEDADE LIMITADA PROFª: PAOLA SANTOS SOCIEDADE LIMITADA

CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DO AMAPÁ UNIDADE VII CIÊNCIAS CONTÁBEIS TEMA: SOCIEDADE LIMITADA PROFª: PAOLA SANTOS SOCIEDADE LIMITADA UNIDADE VII CIÊNCIAS CONTÁBEIS TEMA: SOCIEDADE LIMITADA PROFª: PAOLA SANTOS SOCIEDADE LIMITADA 1. LEGISLAÇÃO APLICÁVEL A sociedade limitada é o tipo societário de maior presença na economia brasileira.

Leia mais

POSSIBILIDADE DE INCLUSÃO DE SÓCIO COM QUOTAS DE SERVIÇO EM SOCIEDADE DE ADVOGADOS. Palavras-chaves: Sociedade de Advogados, quotas de serviço, OAB.

POSSIBILIDADE DE INCLUSÃO DE SÓCIO COM QUOTAS DE SERVIÇO EM SOCIEDADE DE ADVOGADOS. Palavras-chaves: Sociedade de Advogados, quotas de serviço, OAB. POSSIBILIDADE DE INCLUSÃO DE SÓCIO COM QUOTAS DE SERVIÇO EM SOCIEDADE DE ADVOGADOS Diogo Dória Pinto 1 RESUMO A previsão do art.2º, XIII do provimento nº 112/06 do Conselho Federal da Ordem dos Advogados

Leia mais

Controle de Constitucionalidade de normas pré-constitucionais

Controle de Constitucionalidade de normas pré-constitucionais Controle de Constitucionalidade de normas pré-constitucionais O Supremo Tribunal Federal possui o poder de decidir sobre a constitucionalidade das normas jurídicas que foram aprovadas antes da entrada

Leia mais

EIRELI VALE O ESFORÇO MARCO TÚLIO DE ROSE

EIRELI VALE O ESFORÇO MARCO TÚLIO DE ROSE EIRELI VALE O ESFORÇO MARCO TÚLIO DE ROSE EIRELI VALE O ESFORÇO EIRELI, O que é. Possibilidade de ser cooperativada. Vantagens deste ato. Tratamento Tributário e Cautelas recomendadas. I. EIRELI: O QUE

Leia mais

Coordenação-Geral de Tributação

Coordenação-Geral de Tributação Fls. 1 Coordenação-Geral de Tributação Solução de Consulta nº 89 - Data 24 de março de 2015 Processo Interessado CNPJ/CPF ASSUNTO: IMPOSTO SOBRE A RENDA DE PESSOA JURÍDICA - IRPJ ADMINISTRADOR EMPREGADO.

Leia mais

A EMPRESA INDIVIDUAL DE RESPONSABILIDADE LIMITADA: ASPECTOS SOCIETÁRIOS, TRIBUTÁRIOS E ECONÔMICOS

A EMPRESA INDIVIDUAL DE RESPONSABILIDADE LIMITADA: ASPECTOS SOCIETÁRIOS, TRIBUTÁRIOS E ECONÔMICOS A EMPRESA INDIVIDUAL DE RESPONSABILIDADE LIMITADA: ASPECTOS SOCIETÁRIOS, TRIBUTÁRIOS E ECONÔMICOS André Lipp Pinto Basto Lupi e Gustavo Miranda Schlösser SUMÁRIO: 1 Aspectos Societários; 1.1 Separação

Leia mais

COMO CONSTITUIR UMA FRANQUIA DE SUCESSO

COMO CONSTITUIR UMA FRANQUIA DE SUCESSO COMO CONSTITUIR UMA FRANQUIA DE SUCESSO DIEGO BISI ALMADA Sócio-Diretor da Almada & Teixeira Consultoria Empresarial. Advogado. Professor Universitário. Consultor e Palestrante em Direito Empresarial e

Leia mais

RESPONSABILIDADE PESSOAL DOS SÓCIOS ADMINISTRADORES NOS DÉBITOS TRIBUTÁRIOS QUANDO DA DISSOLUÇÃO IRREGULAR DA SOCIEDADE

RESPONSABILIDADE PESSOAL DOS SÓCIOS ADMINISTRADORES NOS DÉBITOS TRIBUTÁRIOS QUANDO DA DISSOLUÇÃO IRREGULAR DA SOCIEDADE compilações doutrinais RESPONSABILIDADE PESSOAL DOS SÓCIOS ADMINISTRADORES NOS DÉBITOS TRIBUTÁRIOS QUANDO DA DISSOLUÇÃO IRREGULAR DA SOCIEDADE Carlos Barbosa Ribeiro ADVOGADO (BRASIL) VERBOJURIDICO VERBOJURIDICO

Leia mais

BuscaLegis.ccj.ufsc.br

BuscaLegis.ccj.ufsc.br BuscaLegis.ccj.ufsc.br Breves considerações tributárias quanto a atividade de empresário (antiga firma individual) na atividade de representação comercial Juliano César Borges de Vito* Um dos fatores preponderantes

Leia mais

SOCIEDADE ENTRE CÔNJUGES

SOCIEDADE ENTRE CÔNJUGES DIREITO SOCIETÁRIO DIREITO SOCIETÁRIO Sociedade empresária/ Empresário individual Distinção entre a sociedade simples e a sociedade empresária objeto social art.982 CC/02 Duas exceções p.único do art.982

Leia mais

A grosso modo a ideia é boa e já foi implantada em vários países com sucesso. Assim, por exemplo: Portugal, França, Itália.

A grosso modo a ideia é boa e já foi implantada em vários países com sucesso. Assim, por exemplo: Portugal, França, Itália. EIRELI Eireli, embora possa parecer, não é nome de uma artista de cinema ou televisão. E i re li é abreviação da expressão empresa individual de responsabilidade limitada e, como deve constar após a denominação

Leia mais

DIREITO EMPRESARIAL: MEI - MICROEMPREENDEDOR INDIVIDUAL, EIRELI E EMPRESÁRIO INDIVIDUAL. Luiz Cezar P. Quintans Novembro/2013

DIREITO EMPRESARIAL: MEI - MICROEMPREENDEDOR INDIVIDUAL, EIRELI E EMPRESÁRIO INDIVIDUAL. Luiz Cezar P. Quintans Novembro/2013 DIREITO EMPRESARIAL: MEI - MICROEMPREENDEDOR INDIVIDUAL, EIRELI E EMPRESÁRIO INDIVIDUAL. Luiz Cezar P. Quintans Novembro/2013 Agenda MEI e o conceito de Empresário Diferença entre MEI e EIRELI EIRELI

Leia mais

COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E DE CIDADANIA PROJETO DE LEI Nº 4.302-C, DE 1998

COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E DE CIDADANIA PROJETO DE LEI Nº 4.302-C, DE 1998 COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E DE CIDADANIA PROJETO DE LEI Nº 4.302-C, DE 1998 SUBSTITUTIVO DO SENADO FEDERAL AO PROJETO DE LEI Nº 4.302-B, DE 1998, que altera dispositivos da Lei nº 6.019, de 3

Leia mais

NOTA JURÍDICA N.º 001/2006 Cuiabá/MT, 04 de abril de 2006.

NOTA JURÍDICA N.º 001/2006 Cuiabá/MT, 04 de abril de 2006. NOTA JURÍDICA N.º 001/2006 Cuiabá/MT, 04 de abril de 2006. A MÉDIA ARITMÉTICA SIMPLES E O CÁLCULO DOS PROVENTOS DE APOSENTADORIA DOS SERVIDORES PÚBLICOS FACE A EMENDA CONSTITUCIONAL N.º 41, DE 2003 1.

Leia mais

SOCIEDADES COMERCIAIS

SOCIEDADES COMERCIAIS Legislação Societária / Direito Comercial Profª Mestre Ideli Raimundo Di Tizio p 11 SOCIEDADES COMERCIAIS Sociedade comercial é a pessoa jurídica de direito privado, nãoestatal, que tem por objeto social

Leia mais

Elaboração e Modalidades de contratos

Elaboração e Modalidades de contratos Elaboração e Modalidades de contratos Dra. Sabrina Moreira Batista Advogada especialista em Direito Tributário, sócia do escritório Batista Silva Freire Advogados, Assessora Jurídica do CRN/5 e do Corecon/Ba.

Leia mais

www.uniestudos.com.br Direito Empresarial

www.uniestudos.com.br Direito Empresarial www.uniestudos.com.br Direito Empresarial Helder Goes Professor de Direito Empresarial do Universo de Estudos Advogado e Consultor Jurídico Graduado em Direito pela Universidade Tiradentes Especialista

Leia mais

ANEXO I PROCEDIMENTOS REFERENTES À TRANSFORMAÇÃO DE EMPRESÁRIO EM SOCIEDADE E VICE-VERSA 1 TRANSFORMAÇÃO DE EMPRESÁRIO EM SOCIEDADE EMPRESÁRIA

ANEXO I PROCEDIMENTOS REFERENTES À TRANSFORMAÇÃO DE EMPRESÁRIO EM SOCIEDADE E VICE-VERSA 1 TRANSFORMAÇÃO DE EMPRESÁRIO EM SOCIEDADE EMPRESÁRIA ANEXO I PROCEDIMENTOS REFERENTES À TRANSFORMAÇÃO DE EMPRESÁRIO EM SOCIEDADE E VICE-VERSA 1 TRANSFORMAÇÃO DE EMPRESÁRIO EM SOCIEDADE EMPRESÁRIA Deverão ser protocolados na Junta Comercial dois processos,

Leia mais

Terceiro Setor, ONGs e Institutos

Terceiro Setor, ONGs e Institutos Terceiro Setor, ONGs e Institutos Tomáz de Aquino Resende Promotor de Justiça. Coordenador do Centro de Apoio Operacional das Promotorias de Tutela de Fundações de Minas Gerais. Usualmente é chamado de

Leia mais

As principais alterações trazidas pela Instrução CVM 571 encontram-se resumidas abaixo.

As principais alterações trazidas pela Instrução CVM 571 encontram-se resumidas abaixo. MERCADO DE CAPITAIS 01/12/2015 CVM ALTERA INSTRUÇÃO QUE DISPÕE SOBRE A CONSTITUIÇÃO, A ADMINISTRAÇÃO, O FUNCIONAMENTO, A OFERTA PÚBLICA DE DISTRIBUIÇÃO E A DIVULGAÇÃO DOS FUNDOS DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO

Leia mais

PARECER DA COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA RELATÓRIO

PARECER DA COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA RELATÓRIO PARECER DA COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA Projeto de Lei nº 058 de 17 de abril de 2013 AUTOR: Poder Executivo PARECER: Favorável, sem apresentação de emendas EMENTA: Cria o Arquivo Público do Executivo

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA DIRETOR DO DEPARTAMENTO NACIONAL DO REGISTRO DO COMÉRCIO - DNRC Nº 112 DE 12.04.2010

INSTRUÇÃO NORMATIVA DIRETOR DO DEPARTAMENTO NACIONAL DO REGISTRO DO COMÉRCIO - DNRC Nº 112 DE 12.04.2010 INSTRUÇÃO NORMATIVA DIRETOR DO DEPARTAMENTO NACIONAL DO REGISTRO DO COMÉRCIO - DNRC Nº 112 DE 12.04.2010 D.O.U.: 26.04.2010 - republicado no DOU de 28.04.2010 Dispõe sobre o processo de transformação de

Leia mais

TEORIA. Como Tudo Começou... EMPRESA TEORIA DA EMPRESA EXPANSÃO MARÍTIMA E AS FASES DO DIREITO EMPRESARIAL ATOS DE COMERCIO : COMERCIANTE

TEORIA. Como Tudo Começou... EMPRESA TEORIA DA EMPRESA EXPANSÃO MARÍTIMA E AS FASES DO DIREITO EMPRESARIAL ATOS DE COMERCIO : COMERCIANTE TEORIA DA EMPRESA TEORIA DA EMPRESA Como Tudo Começou... EXPANSÃO MARÍTIMA E AS FASES DO DIREITO EMPRESARIAL ATOS DE COMERCIO : COMERCIANTE FASE SUBJETIVA Matrícula PRODUTOR CONSUMIDOR FASE OBJETIVA Atos

Leia mais

SOCIEDADE LIMITADA. Sociedade Limitada. I - responsável integralmente e ilimitadamente pelas dívidas assumidas em seu próprio nome

SOCIEDADE LIMITADA. Sociedade Limitada. I - responsável integralmente e ilimitadamente pelas dívidas assumidas em seu próprio nome Sociedade Limitada I - responsável integralmente e ilimitadamente pelas dívidas assumidas em seu próprio nome II a limitação refere-se aos sócios 2. Responsabilidade dos Sócios I - Decreto 3.708/19 (sociedade

Leia mais

PROVA DISCURSIVA P 4. Na justificação da sua proposição, discorra sobre os tópicos a seguir:

PROVA DISCURSIVA P 4. Na justificação da sua proposição, discorra sobre os tópicos a seguir: PROVA DISCURSIVA P 4 Nesta prova, faça o que se pede, usando, caso queira, os espaços para rascunho indicados no presente caderno. Em seguida, transcreva os textos para o CADERNO DE TEXTOS DEFINITIVOS

Leia mais

Sociedade prestadora de serviços contábeis; a) Natureza Jurídica b) Onde Registrar?

Sociedade prestadora de serviços contábeis; a) Natureza Jurídica b) Onde Registrar? Sociedade prestadora de serviços contábeis; a) Natureza Jurídica b) Onde Registrar? I - Introdução Com o advento da lei 10.406 de 10 de janeiro de 2002 (NCC), foi extinto no ordenamento jurídico Pátrio,

Leia mais

COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E CIDADANIA

COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E CIDADANIA COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E CIDADANIA PROJETO DE LEI N o 5.423, DE 2009 Acrescenta dispositivo à Consolidação das Leis do Trabalho, aprovada pelo Decreto-lei nº 5.452, de 1º de maio de 1943, estabelecendo

Leia mais

Dispõe sobre o contrato de prestação de serviços e as relações de trabalho dele decorrentes.

Dispõe sobre o contrato de prestação de serviços e as relações de trabalho dele decorrentes. COMISSÃO ESPECIAL DESTINADA A PROMOVER ESTUDOS E PROPOSIÇÕES VOLTADAS À REGULAMENTAÇÃO DO TRABALHO TERCEIRIZADO NO BRASIL SUGESTÃO DE SUBSTITUTIVO AO PROJETO DE LEI Nº 4.330, DE 2004 Dispõe sobre o contrato

Leia mais

ACUMULAÇÃO DE CARGOS PÚBLICOS POR MILITARES

ACUMULAÇÃO DE CARGOS PÚBLICOS POR MILITARES ACUMULAÇÃO DE CARGOS PÚBLICOS POR MILITARES 1. INTRODUÇÃO O presente estudo tem por finalidade analisar a possibilidade de um militar exercer, na ativa ou na reserva remunerada, outro cargo público e receber,

Leia mais

GRUPO DE TRABALHO QUE PROMOVE A CÂMARA DE NEGOCIAÇÃO DEDESENVOLVIMENTO ECONÔMICO

GRUPO DE TRABALHO QUE PROMOVE A CÂMARA DE NEGOCIAÇÃO DEDESENVOLVIMENTO ECONÔMICO GRUPO DE TRABALHO QUE PROMOVE A CÂMARA DE NEGOCIAÇÃO DEDESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E SOCIAL DESTINADA A DISCUTIR PROPOSTAS QUE INTERESSAM À CLASSE TRABALHADORA E AOS EMPRESÁRIOS EMENDA SUBSTITUTIVA GLOBAL

Leia mais

EMPRESA INDIVIDUAL DE RESPONSABILIDADE LIMITADA EIRELI

EMPRESA INDIVIDUAL DE RESPONSABILIDADE LIMITADA EIRELI EMPRESA INDIVIDUAL DE RESPONSABILIDADE LIMITADA EIRELI ORIENTAÇÕES E PROCEDIMENTOS PARA REGISTRO EM RCPJ 1. ELEMENTOS NECESSÁRIOS AO ATO CONSTITUTIVO E SUAS ALTERAÇÕES: O ato consiste em declaração firmada

Leia mais

RESPOSTA: No que tange à equipe técnica é importante observar que a licitante interessada, deverá respeitar todos os requisitos exigidos pelo Edital.

RESPOSTA: No que tange à equipe técnica é importante observar que a licitante interessada, deverá respeitar todos os requisitos exigidos pelo Edital. É possível a uma Fundação de Apoio a uma Universidade, participar da Concorrência nº 002/2013, sabendo-se que a execução técnica das atividades de elaboração do Manual de Contabilidade Regulatório será

Leia mais

BuscaLegis.ccj.ufsc.br

BuscaLegis.ccj.ufsc.br BuscaLegis.ccj.ufsc.br Direito empresarial: nome empresarial no novo Código Civil Joseph Robert Terrell* RESUMO Com o Novo Código Civil em vigor, ocorreram algumas modificações quanto ao nome empresarial.

Leia mais

COMISSÃO DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO

COMISSÃO DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO COMISSÃO DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO PROJETO DE LEI N o 7.181, DE 2010 Dispõe sobre a regulamentação da atividade das Empresas de Gerenciamento de Riscos em Operações Logísticas.

Leia mais

Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso do Sul GAB. CONS. MARISA JOAQUINA MONTEIRO SERRANO

Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso do Sul GAB. CONS. MARISA JOAQUINA MONTEIRO SERRANO RELATÓRIO VOTO : REV-G.MJMS-1196/2015 PROCESSO TC/MS : TC/116662/2012 PROTOCOLO : 2012 ÓRGÃO : INSTITUTO MUNICIPAL DE PREVIDÊNCIA SOCIAL DE ROCHEDO ASSUNTO DO PROCESSO : CONSULTA RELATOR : CONS. JERSON

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº, DE 2004

PROJETO DE LEI Nº, DE 2004 PROJETO DE LEI Nº, DE 2004 (Do Sr. Sandro Mabel) Dispõe sobre o contrato de prestação de serviço a terceiros e as relações de trabalho dele decorrentes. O Congresso Nacional decreta: Art. 1º Esta Lei regula

Leia mais

Orientações sobre Transformação

Orientações sobre Transformação Orientações sobre Transformação Informações organizadas por: Eber Cordeiro Subgerente de Registro/JUCEES Grazielli Bonomo Analista de Registro Empresarial Janeiro/20 ª Revisão - Agosto/204 2ª revisão Junho/205

Leia mais

A Cartilha EIRELI é uma publicação do SESCON-DF (Sindicato das Empresas de Serviços Contábeis e

A Cartilha EIRELI é uma publicação do SESCON-DF (Sindicato das Empresas de Serviços Contábeis e A Cartilha EIRELI é uma publicação do SESCON-DF (Sindicato das Empresas de Serviços Contábeis e das Empresas de Assessoramento, Perícias, Informações e Pesquisas do Distrito Federal). Edição: Pubblicare

Leia mais

SOCIEDADE EMPRESÁRIA

SOCIEDADE EMPRESÁRIA SOCIEDADE EMPRESÁRIA I-CONCEITO Na construção do conceito de sociedade empresária dois institutos jurídicos servem de alicerce: a pessoa jurídica e a atividade empresarial. Um ponto de partida, assim para

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO DA UNIÃO AUDITORIA INTERNA SECRETARIA DE ORIENTAÇÃO E AVALIAÇÃO PARECER CORAG/SEORI/AUDIN-MPU Nº 0819/2014

MINISTÉRIO PÚBLICO DA UNIÃO AUDITORIA INTERNA SECRETARIA DE ORIENTAÇÃO E AVALIAÇÃO PARECER CORAG/SEORI/AUDIN-MPU Nº 0819/2014 MINISTÉRIO PÚBLICO DA UNIÃO AUDITORIA INTERNA SECRETARIA DE ORIENTAÇÃO E AVALIAÇÃO PARECER CORAG/SEORI/AUDIN-MPU Nº 0819/2014 Referência : Correio eletrônico de 13/3/2014. Protocolo AUDIN-MPU nº 453/2014.

Leia mais

A Câmara Municipal de Foz do Iguaçu, Estado do Paraná, Aprova:

A Câmara Municipal de Foz do Iguaçu, Estado do Paraná, Aprova: PROJETO DE LEI Nº 131/2010 Dispõe sobre a criação do Fundo Especial dos Procuradores, Consultores Jurídicos, Assessores Técnicos Jurídicos e Advogados Públicos Municipais de Foz do Iguaçu. Autor: Vereador

Leia mais

A natureza jurídica sui generis do membro da EIRELI 1*

A natureza jurídica sui generis do membro da EIRELI 1* A natureza jurídica sui generis do membro da EIRELI 1* Nadialice Francischini de Souza 2** Em 11 de julho de 2011 foi sancionada a Lei n. 12.441, que criou a Empresa Individual de Responsabilidade Limitada

Leia mais

RECURSO ADVOGADO QUESTÃO 03 Instituto de Previdência

RECURSO ADVOGADO QUESTÃO 03 Instituto de Previdência Candidato: Paul Benedict Estanislau Cargo: 1001 - Advogado Número de Inscrição: 127672 À Comissão Avaliadora dos Recursos da UNIVALI Departamento de Processo Seletivo da UNIVALI RECURSO ADVOGADO QUESTÃO

Leia mais

OAB XIX EXAME PROVA BRANCA Comentário às questões de Direito Empresarial. A prova foi bem elaborada e não ofereceu maiores dificuldades.

OAB XIX EXAME PROVA BRANCA Comentário às questões de Direito Empresarial. A prova foi bem elaborada e não ofereceu maiores dificuldades. OAB XIX EXAME PROVA BRANCA Comentário às questões de Direito Empresarial A prova foi bem elaborada e não ofereceu maiores dificuldades. QUESTÃO 27 A falência da sociedade XYZ Ltda. foi decretada em 5/6/2014.

Leia mais

PAULO SÉRGIO MAZZARDO Vice-Presidente JOSÉ TADEU JACOBY Secretário-Geral JUCERGS

PAULO SÉRGIO MAZZARDO Vice-Presidente JOSÉ TADEU JACOBY Secretário-Geral JUCERGS PAULO SÉRGIO MAZZARDO Vice-Presidente JOSÉ TADEU JACOBY Secretário-Geral JUCERGS EIRELI Nova modalidade de empresa criada pela Lei 12.441, publicada em 12.07.2011 no Diário Oficial da União, e que altera

Leia mais

EIRELI - Empresa Individual de Responsabilidade Limitada. Matéria elaborada com base na legislação vigente em: 02/01/2012.

EIRELI - Empresa Individual de Responsabilidade Limitada. Matéria elaborada com base na legislação vigente em: 02/01/2012. EIRELI - Empresa Individual de Responsabilidade Limitada Matéria elaborada com base na legislação vigente em: 02/01/2012. Sumário: 1 - INTRODUÇÃO 2 - EXIGÊNCIAS PARA CONSTITUIÇÃO 2.1 - Nome Empresarial

Leia mais

Por que somos contrários ao capital estrangeiro na atenção à saúde: Veta Presidenta Dilma!

Por que somos contrários ao capital estrangeiro na atenção à saúde: Veta Presidenta Dilma! Por que somos contrários ao capital estrangeiro na atenção à saúde: Veta Presidenta Dilma! As entidades do Movimento da Reforma Sanitária que subscrevem essa nota, entendendo a gravidade da situação da

Leia mais

QUAL É A ESTRUTURA SOCIETÁRIA IDEAL? Vanessa Inhasz Cardoso 17/03/2015

QUAL É A ESTRUTURA SOCIETÁRIA IDEAL? Vanessa Inhasz Cardoso 17/03/2015 QUAL É A ESTRUTURA SOCIETÁRIA IDEAL? Vanessa Inhasz Cardoso 17/03/2015 2 CONSIDERAÇÕES INICIAIS Há vários tipos de estruturas societárias possíveis; Análise da realidade de cada empresa; Objetivos dos

Leia mais

ENTIDADE DE EDUCAÇÃO SEM FINALIDADE LUCRATIVA ISENÇÃO DA COFINS SOBRE RECEITAS PRÓPRIAS E RECOLHIMENTO

ENTIDADE DE EDUCAÇÃO SEM FINALIDADE LUCRATIVA ISENÇÃO DA COFINS SOBRE RECEITAS PRÓPRIAS E RECOLHIMENTO ENTIDADE DE EDUCAÇÃO SEM FINALIDADE LUCRATIVA ISENÇÃO DA COFINS SOBRE RECEITAS PRÓPRIAS E RECOLHIMENTO DA CONTRIBUIÇÃO DO PIS/PASEP MEDIANTE ALÍQUOTA DE 1% (UM POR CENTO) INCIDENTE SOBRE A FOLHA DE SALÁRIO

Leia mais

Ilegalidade da retenção pela Administração Pública dos pagamentos devidos a contratada com irregularidade fiscal

Ilegalidade da retenção pela Administração Pública dos pagamentos devidos a contratada com irregularidade fiscal Ilegalidade da retenção pela Administração Pública dos pagamentos devidos a contratada com irregularidade fiscal Leone Coelho Bagagi Mestrando em Administração Pública pela Universidade Federal da Bahia

Leia mais

RESPOSTAS AOS RECURSOS IMPETRADOS CONTRA A PROVA OBJETIVA E GABARITO OFICIAL

RESPOSTAS AOS RECURSOS IMPETRADOS CONTRA A PROVA OBJETIVA E GABARITO OFICIAL O Instituto AOCP, no uso de suas atribuições legais, TORNA PÚBLICO os pareceres dos recursos deferidos e indeferidos, de acordo com o subitem 14.18 do Edital de Abertura nº 0001/2012 do Tribunal Regional

Leia mais

A fim de determinar o nome empresarial torna-se necessário entender as seguintes conceituações:

A fim de determinar o nome empresarial torna-se necessário entender as seguintes conceituações: FORMAÇÃO DO NOME EMPRESARIAL - Regras Aplicáveis A matéria foi elaborada com base na legislação vigente em: 18/07/2011. Sumário: 1 - INTRODUÇÃO 2 - CONCEITUAÇÕES DE NOME, FIRMA E DENOMINAÇÃO 3 - PRINCÍPIOS

Leia mais

PROJETO DE LEI COMPLEMENTAR

PROJETO DE LEI COMPLEMENTAR PROJETO DE LEI COMPLEMENTAR Regulamenta o inciso III do 4º do art. 40 da Constituição, que dispõe sobre a concessão de aposentadoria especial ao servidor público titular de cargo efetivo cujas atividades

Leia mais

CICLOS DE DEBATES DIREITO E GESTÃO PÚBLICA TEXTO X

CICLOS DE DEBATES DIREITO E GESTÃO PÚBLICA TEXTO X CICLOS DE DEBATES DIREITO E GESTÃO PÚBLICA CICLO 2012 TEXTO X A Previdência Social do Servidor Público Valéria Porto Ciclos de Debates - Direito e Gestão Pública A Previdência Social do Servidor Público

Leia mais

EMPRESA INDIVIDUAL DE RESPONSABILIDADE LIMITADA EIRELI

EMPRESA INDIVIDUAL DE RESPONSABILIDADE LIMITADA EIRELI EMPRESA INDIVIDUAL DE RESPONSABILIDADE LIMITADA EIRELI ORIENTAÇÕES E PROCEDIMENTOS PARA REGISTRO EM RCPJ Graciano Pinheiro de Siqueira - especialista em Direito Comercial e ex-oficial do 4º RTDPJ da Capital/SP

Leia mais

PROJETO DE LEI N.º 1.280, DE 2011 (Do Sr. Carlos Bezerra)

PROJETO DE LEI N.º 1.280, DE 2011 (Do Sr. Carlos Bezerra) CÂMARA DOS DEPUTADOS PROJETO DE LEI N.º 1.280, DE 2011 (Do Sr. Carlos Bezerra) Veda a penhora do estabelecimento comercial, quando neste funcionar essencialmente a atividade empresarial. DESPACHO: À COMISSÃO

Leia mais

- Crédito trabalhista: obrigação solidária do adquirente e alienante;

- Crédito trabalhista: obrigação solidária do adquirente e alienante; Aula de 02/03/15 5. ESTABELECIMENTO EMPRESARIAL - Conceito: corresponde ao conjunto de bens reunidos pelo empresário (individual ou sociedade empresária) para a realização de sua atividade econômica; -

Leia mais

CCC - Artigo 117, inciso X, da Lei nº 8.112/90

CCC - Artigo 117, inciso X, da Lei nº 8.112/90 Comissão de Coordenação de Correição Corregedoria-Adjunta da Área de Infraestrutura CCC - Artigo 117, inciso X, da Lei nº 8.112/90 Inicialmente, esclareço que assumi a relatoria do tema por ter sucedido

Leia mais

TRIBUTAÇÃO DAS EMPRESAS NA. Formas de Redução Marco Aurélio Carvalho Gomes

TRIBUTAÇÃO DAS EMPRESAS NA. Formas de Redução Marco Aurélio Carvalho Gomes TRIBUTAÇÃO DAS EMPRESAS NA CONSTRUÇÃO CIVIL Formas de Redução Marco Aurélio Carvalho Gomes I Da Exclusão do ISSQN da Base de Cálculo do PIS/COFINS Conforme prescrito nas Leis Complementares nº`s 07/70

Leia mais

a) Título (Alteração contratual), recomendando-se indicar o nº de seqüência da alteração;

a) Título (Alteração contratual), recomendando-se indicar o nº de seqüência da alteração; ALTERAÇÃO DE SOCIEDADE EMPRESÁRIA: *ELEMENTOS DA ALTERAÇÃO CONTRATUAL a) Título (Alteração contratual), recomendando-se indicar o nº de seqüência da alteração; b) Preâmbulo; c) Corpo da alteração: Nova

Leia mais

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR SECRETARIA DO DESENVOLVIMENTO DA PRODUÇÃO DEPARTAMENTO NACIONAL DE REGISTRO DO COMÉRCIO

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR SECRETARIA DO DESENVOLVIMENTO DA PRODUÇÃO DEPARTAMENTO NACIONAL DE REGISTRO DO COMÉRCIO MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR SECRETARIA DO DESENVOLVIMENTO DA PRODUÇÃO DEPARTAMENTO NACIONAL DE REGISTRO DO COMÉRCIO PARECER JURÍDICO DNRC/COJUR/Nº 205/03 REFERÊNCIA: Processos

Leia mais

DAS SOCIEDADES: (A) A PERSONALIZAÇÃO DAS SOCIEDADES EMPRESARIAIS (PRINCÍPIOS DO DIREITO SOCIETÁRIO) GERA TRÊS CONSEQÜÊNCIAS:

DAS SOCIEDADES: (A) A PERSONALIZAÇÃO DAS SOCIEDADES EMPRESARIAIS (PRINCÍPIOS DO DIREITO SOCIETÁRIO) GERA TRÊS CONSEQÜÊNCIAS: DAS SOCIEDADES: CONCEITO: A sociedade empresária pode ser conceituada como a pessoa jurídica de direito privado não estatal, que explora empresarialmente seu objeto social ou a forma de sociedade por ações.

Leia mais

BuscaLegis.ccj.ufsc.br

BuscaLegis.ccj.ufsc.br BuscaLegis.ccj.ufsc.br A mudança do direito empresarial no direito brasileiro Elias Jacobsen Bana Com o advento do novo Código Civil em 2002, todo o sistema societário que antes existia passou a vigorar

Leia mais

Consolidação de Leis

Consolidação de Leis Consolidação de Leis apresentação no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Brasília, 8 de abril de 2014. 1 Consolidação de Leis Prevista na Constituição Federal: Art. 59....... Parágrafo

Leia mais

EMPRESA INDIVIDUAL DE RESPONSABLIDADE LIMITADA - EIRELI 31/03/2012 1

EMPRESA INDIVIDUAL DE RESPONSABLIDADE LIMITADA - EIRELI 31/03/2012 1 EMPRESA INDIVIDUAL DE RESPONSABLIDADE LIMITADA - EIRELI 1 DIREITO COMPARADO - Inglaterra e Alemanha admissão - França inadmissibilidade Teoria Contratualista = responsabilidade criminal do empresário fundador

Leia mais

PROJETO DE LEI 4330 DISCUSSÃO ACERCA DA TERCEIRIZAÇÃO

PROJETO DE LEI 4330 DISCUSSÃO ACERCA DA TERCEIRIZAÇÃO PROJETO DE LEI 4330 DISCUSSÃO ACERCA DA TERCEIRIZAÇÃO Análise acerca das últimas discussões sobre o Projeto de Lei 4330, que regula o contrato de prestação de serviços terceirizados e as relações de trabalho

Leia mais

INSTRUMENTO PARTICULAR DE CONSTITUIÇÃO DA SOCIEDADE LIMITADA EMPRESA 1

INSTRUMENTO PARTICULAR DE CONSTITUIÇÃO DA SOCIEDADE LIMITADA EMPRESA 1 INSTRUMENTO PARTICULAR DE CONSTITUIÇÃO DA SOCIEDADE LIMITADA EMPRESA 1 Pelo presente instrumento particular, atendendo as formalidades legais, SÓCIA 2; SÓCIO 2, resolvem constituir uma sociedade limitada,

Leia mais

Excelentíssimo Senhor Presidente da República,

Excelentíssimo Senhor Presidente da República, EM Interministerial nº 113/2006 - MF/MEC Brasília, 11 de outubro de 2006. Excelentíssimo Senhor Presidente da República, Temos a honra de submeter à apreciação de Vossa Excelência o presente Projeto de

Leia mais

Cadernos ASLEGIS. ISSN 1677-9010 / www.aslegis.org.br. http://bd.camara.leg.br

Cadernos ASLEGIS. ISSN 1677-9010 / www.aslegis.org.br. http://bd.camara.leg.br ASSOCIAÇÃO DOS CONSULTORES LEGISLATIVOS E DE ORÇAMENTO E FISCALIZAÇÃO FINANCEIRA DA CÂMARA DOS DEPUTADOS Cadernos ASLEGIS ISSN 1677-9010 / www.aslegis.org.br http://bd.camara.leg.br o palrimôniode afetação

Leia mais

CÂMARA DOS DEPUTADOS

CÂMARA DOS DEPUTADOS CÂMARA DOS DEPUTADOS PROJETO DE LEI Nº, DE 2004 (Da Comissão de Legislação Participativa) SUG nº 84/2004 Regulamenta o art. 14 da Constituição Federal, em matéria de plebiscito, referendo e iniciativa

Leia mais

DO CRÉDITO TRIBUTÁRIO NA RECUPERAÇÃO E NA FALÊNCIA DE EMPRESÁRIO OU SOCIEDADE EMPRESÁRIA

DO CRÉDITO TRIBUTÁRIO NA RECUPERAÇÃO E NA FALÊNCIA DE EMPRESÁRIO OU SOCIEDADE EMPRESÁRIA DO CRÉDITO TRIBUTÁRIO NA RECUPERAÇÃO E NA FALÊNCIA DE EMPRESÁRIO OU SOCIEDADE EMPRESÁRIA José da Silva Pacheco SUMÁRIO: 1. Introdução. 2. Da nova lei sobre recuperação judicial e falência. 2.1. Da referida

Leia mais

A NECESSIDADE DE INSERÇÃO DA EMPRESA INDIVIDUAL DE RESPONSABILIDADE LIMITADA (SOCIEDADE UNIPESSOAL) NO ORDENAMENTO JURÍDICO BRASILEIRO

A NECESSIDADE DE INSERÇÃO DA EMPRESA INDIVIDUAL DE RESPONSABILIDADE LIMITADA (SOCIEDADE UNIPESSOAL) NO ORDENAMENTO JURÍDICO BRASILEIRO A NECESSIDADE DE INSERÇÃO DA EMPRESA INDIVIDUAL DE RESPONSABILIDADE LIMITADA (SOCIEDADE UNIPESSOAL) NO ORDENAMENTO JURÍDICO BRASILEIRO A questão da aceitação, no direito brasileiro, da empresa individual

Leia mais