Cidade-região. Conceituação de Região Metropolitana. Quais os reflexos desses conceitos para a realidade metropolitana????? ? Metápoles?

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Cidade-região. Conceituação de Região Metropolitana. Quais os reflexos desses conceitos para a realidade metropolitana????? ? Metápoles?"

Transcrição

1 Conceituação de Região Metropolitana Rômulo Ribeiro PPG-FAU/UnB????????????????? Região Metropolitana? Megalópole Cidade-região AGLOMERADO URBANO?? Área Metropolitana Megametrópoles?? Metápoles? Região Integrada de Desenvolvimento Econômico (RIDE)?????????????????? Quais os reflexos desses conceitos para a realidade metropolitana????? 1

2 Berlim Washington, D.C. Riyadh, Arábia Saudita Nova York Tóquio Londres Dubai Cidade do Cabo Brasília 2

3 3

4 REGIC

5 Hierarquia dos Centros Urbanos Metrópoles - 12 principais centros urbanos do País, caracterizados pelo grande porte e por fortes relacionamentos entre si, além de extensa área de influência direta Capitais Regionais - 70 centros que, como as metrópoles, também se relacionam com o estrato superior da rede urbana. Têm área de influência de âmbito regional, sendo referidas como destino, para um conjunto de atividades, por grande número de municípios Centro Sub-regional centros com atividades de gestão menos complexas, têm área de atuação mais reduzida, e seus relacionamentos com centros externos à sua própria rede dão-se, em geral, apenas com as três metrópoles nacionais Centro de Zona cidades de menor porte e com atuação restrita à sua área imediata; exercem funções de gestão elementares Centro Local - as demais cidades cuja centralidade e atuação não extrapolam os limites do seu município, servindo apenas aos seus habitantes Centros de Gestão do Território Cidades onde se localizam grande diversidade de órgãos do Estado e sedes de empresas, e a partir das quais são tomadas decisões que afetam direta ou indiretamente um dado espaço. CORRÊA, R. L. Identificação dos centros de gestão do território no Brasil. Revista Brasileira de Geografia. Rio de Janeiro: IBGE, v. 57, n. 1, p , Centros de Gestão do Território + + Gestão Federal Gestão Empresarial Equipamentos e Serviços Centros de Gestão do Território 5

6 Poder Executivo INSS (777 municípios) Gestão Federal SRF (439 municípios) MTE (434 municípios) Selecionados os 874 municípios que contam com, pelo menos, um dos três órgãos Poder Judiciário Justiça Federal Comum (131 municípios) Justiça Eleitoral (2073 municípios) Justiça do Trabalho (479 municípios) Selecionados os 490 municípios que contam com, pelo menos, dois dos três tipos de Justiça Gestão Federal - Hierarquia Nível 1a Brasília, capital nacional, sede da direção nacional dos órgãos administrativos, dos tribunais superiores e de 45 dos 65 órgãos da administração indireta considerados; Nível 1b Rio de Janeiro, sede de superintendências regionais de órgãos administrativos e de 2a Instância da Justiça Federal, tanto da Justiça Comum (TRF), quanto da Justiça Especializada (TRT e TRE), e de 14 dos 65 órgãos da administração indireta considerados; Nível 2 Capitais que sediam superintendências regionais e a 2a Instância da Justiça Federal, tanto da Justiça Comum (TRF), quanto da Justiça Especializada (TRT e TRE) São Paulo, Recife e Porto Alegre; Nível 3 Capitais que sediam superintendências regionais, a 2a Instância da Justiça Federal Especializada (TRT e TRE), e a 1a Instância da Justiça Federal Comum Belém, Fortaleza, Salvador, Belo Horizonte e Curitiba; Nível 4... Nível 8 Gestão Empresarial Distribuição das unidades locais de empresas em diferentes municípios: selecionados os 724 centros com ao menos três diferentes entidades empresariais com unidades locais em outro município Para a hierarquização dos centros, foi também considerada a localização das sedes das 1000 maiores empresas da revista Exame (valor em vendas) e das 1000 maiores empresas definidas pelo jornal Valor Econômico (segundo a receita líquida) 6

7 Gestão Empresarial - Hierarquia 1a - São Paulo. 1b - Rio de Janeiro 2 - Brasília, Belo Horizonte, Curitiba, e Porto Alegre. 3 - Fortaleza, Recife, Salvador, Vitória, Campinas, Goiânia, Manaus, Belém, Sorocaba, Londrina, Florianópolis, Joinville, Caxias do Sul e Novo Hamburgo São Leopoldo Hierarquia dos Centros de Gestão do Território 1 - São Paulo, Brasília e Rio de Janeiro, o topo da gestão nacional; 2 - Belém, Fortaleza, Recife, Salvador, Belo Horizonte, Curitiba e Porto Alegre; Gestão federal Gestão empresarial Ligação entre os Centros de Gestão do Território 7

8 Ligações dos demais Municípios Questionário aplicado em 4625 municípios Temas investigados Transporte público ligações regulares Deslocamento para: Aeroportos Ensino Superior Compra de bens Serviços de saúde Lazer Comunicações local de edição de jornais Ligações dos demais Municípios Mudanças ocorridas entre 1966 e

9 Mudanças ocorridas entre 1966 e Mudanças ocorridas entre 1966 e Mudanças ocorridas entre 1966 e

10 Resumo - Mudanças ocorridas entre 1966 e 2007 A rede urbana é comandada por 12 metrópoles; Fortalecimento de Brasília; Consolidação da rede urbana em áreas da Amazônia; Fortalecimento das capitais não classificadas como metrópoles; Estabilidade da rede até o 3º nível (atividade de gestão relevante); Emergência de alguns centros sub-regionais 10

Tendências da Rede Urbana: Região de Influência das Cidades

Tendências da Rede Urbana: Região de Influência das Cidades Diretoria de Geociências Coordenação de Geografia Tendências da Rede Urbana: Região de Influência das Cidades Claudio Stenner Workshop: Rede Estratégica de Cidades Brasília, 25 de julhoo de 2013 Considerações

Leia mais

SORTEADOS 2016 MÊS SORTEIO DATA Nº PRODUTO FILIAL VALOR SORTEIO SORTEIO 10/ SETEMBRO 03/ /08

SORTEADOS 2016 MÊS SORTEIO DATA Nº PRODUTO FILIAL VALOR SORTEIO SORTEIO 10/ SETEMBRO 03/ /08 MÊS SORTEIO DATA Nº SORTEIO SETEMBRO AGOSTO JULHO JUNHO MAIO 10/09 0093082 03/09 0028075 27/08 PRODUTO FILIAL VALOR SORTEIO Prestamista CDC Florianópolis R$ 500,00 Prestamista CDC Salvador R$ 4.000,00

Leia mais

Imagem Institucional outubro/2003

Imagem Institucional outubro/2003 Imagem Institucional outubro/2003 Recorte de notícias editado pela Assessoria de Imprensa "Top of Mind" da Folha de S. Paulo, pelo 10º ano consecutivo, é o destaque do mês Oretorno de imagem da Unimed

Leia mais

Milhas necessárias para um bilhete prêmio em Classe Gol Premium (somente ida) Campina Grande João Pessoa Brasília Goiânia

Milhas necessárias para um bilhete prêmio em Classe Gol Premium (somente ida) Campina Grande João Pessoa Brasília Goiânia Origem Destino Milhas necessárias para um bilhete prêmio em Classe Econômica (somente ida) Milhas necessárias para um bilhete prêmio em Classe Gol Premium (somente ida) Campina Grande João Pessoa Brasília

Leia mais

Capítulo 5 CONDIÇÕES HABITACIONAIS URBANAS. Érica Tavares da Silva João Luís Nery Junior INTRODUÇÃO

Capítulo 5 CONDIÇÕES HABITACIONAIS URBANAS. Érica Tavares da Silva João Luís Nery Junior INTRODUÇÃO Capítulo 5 CONDIÇÕES HABITACIONAIS URBANAS Érica Tavares da Silva João Luís Nery Junior INTRODUÇÃO As condições habitacionais também constituem uma importante dimensão que influencia o bem-estar das pessoas

Leia mais

CAPÍTULO 30 O PROCESSO DE URBANIZAÇÃO NO BRASIL. Disciplina - Geografia 3 a Série Ensino Médio Professor: Gelson Alves Pereira

CAPÍTULO 30 O PROCESSO DE URBANIZAÇÃO NO BRASIL. Disciplina - Geografia 3 a Série Ensino Médio Professor: Gelson Alves Pereira CAPÍTULO 30 O PROCESSO DE URBANIZAÇÃO NO BRASIL Disciplina - Geografia 3 a Série Ensino Médio Professor: Gelson Alves Pereira 1- URBANIZAÇÃO BRASILEIRA NO SÉCULO XX Primeiros centros urbanos Século XVI

Leia mais

I. Indicadores socioeconômicos do Brasil metropolitano

I. Indicadores socioeconômicos do Brasil metropolitano Introdução I. Indicadores socioeconômicos do Brasil metropolitano II. III. A pesquisa Governança Metropolitana no Brasil a. Arranjos institucionais (volume I) b. Análise das FPICs selecionadas (volume

Leia mais

Diretoria de Geociências Coordenação de Geografia. Regiões de Influência das Cidades

Diretoria de Geociências Coordenação de Geografia. Regiões de Influência das Cidades Diretoria de Geociências Coordenação de Geografia Regiões de Influência das Cidades 2007 Objetivos Gerais Hierarquizar os centros urbanos Delimitar as regiões de influência associadas aos centros urbanos

Leia mais

APOIO PARA O RELEASE ESTIMATIVAS DA POPULAÇÃO DOS MUNICÍPIOS E UNIDADES DA FEDERAÇÃO BRASILEIROS COM DATA DE REFERENCIA EM 1º DE JULHO DE 2015

APOIO PARA O RELEASE ESTIMATIVAS DA POPULAÇÃO DOS MUNICÍPIOS E UNIDADES DA FEDERAÇÃO BRASILEIROS COM DATA DE REFERENCIA EM 1º DE JULHO DE 2015 APOIO PARA O RELEASE ESTIMATIVAS DA POPULAÇÃO DOS MUNICÍPIOS E UNIDADES DA FEDERAÇÃO BRASILEIROS COM DATA DE REFERENCIA EM 1º DE JULHO DE 2015 A divulgação anual das estimativas da população residente

Leia mais

Projeto Somar Contratação de Pessoas com Deficiência Intelectual nas Agências do Banco Citibank

Projeto Somar Contratação de Pessoas com Deficiência Intelectual nas Agências do Banco Citibank Projeto Somar Contratação de Pessoas com Deficiência Intelectual nas Agências do Banco Citibank Citi no Brasil No Brasil há mais de 92 anos. Atende diretamente a mais de 400 mil contas de clientes. Mais

Leia mais

Urbanização Brasileira. Professora: Jordana Costa

Urbanização Brasileira. Professora: Jordana Costa Urbanização Brasileira Professora: Jordana Costa As cidades e a urbanização brasileira. Até os anos 1950 População predominantemente rural. Entre as décadas de 1950 e 1980, milhões de pessoas migraram

Leia mais

Demanda por Investimentos em Mobilidade Urbana Brasil/ ª Semana de Tecnologia Metroferroviária - AEAMESP setembro/2015

Demanda por Investimentos em Mobilidade Urbana Brasil/ ª Semana de Tecnologia Metroferroviária - AEAMESP setembro/2015 Demanda por Investimentos em Mobilidade Urbana Brasil/2014 21ª Semana de Tecnologia Metroferroviária - AEAMESP setembro/2015 AS PERGUNTAS Qual é o DÉFICIT de Infraestrutura de Mobilidade Urbana do BRASIL?

Leia mais

Governança Metropolitana no Brasil

Governança Metropolitana no Brasil + Governança Metropolitana no Brasil Contribuições para as discussões em torno da RM Sul da Bahia Marco Aurélio Costa 1. Introdução Aspectos conceituais O que é uma região? Região vem do latim regere de

Leia mais

O PROCESSO DE URBANIZAÇÃO. Porto Alegre 2015

O PROCESSO DE URBANIZAÇÃO. Porto Alegre 2015 O PROCESSO DE URBANIZAÇÃO Porto Alegre 2015 INDUSTRIALIZAÇÃO NO CAMPO: IMPUSIONA A MODERNIZAÇÃO AGRÍCOLA, CONCENTRANDO TERRAS E DIMNUINDO A OFERTA DE POSTOS DE TRABALHOS REPULSÃO MIGRAÇÃO CAMPO-CIDADE

Leia mais

AlphaVille Urbanismo. Eficiência e qualidade, compromissos cumpridos. Sede - AlphaVille Urbanismo AlphaVille, São Paulo

AlphaVille Urbanismo. Eficiência e qualidade, compromissos cumpridos. Sede - AlphaVille Urbanismo AlphaVille, São Paulo AlphaVille Urbanismo Eficiência e qualidade, compromissos cumpridos Sede - AlphaVille Urbanismo AlphaVille, São Paulo História A história de um conceito de bem viver 1974 1994 História A história de um

Leia mais

Imagem Institucional Setembro/2003

Imagem Institucional Setembro/2003 Imagem Institucional Recorte de notícias editado pela Assessoria de Imprensa Ranking "Exame 100 Melhores para Você Trabalhar" é um dos destaques do mês Oretorno de imagem da Unimed do Brasil, medido com

Leia mais

Capítulo 2 ÍNDICE DE BEM-ESTAR URBANO. Marcelo Gomes Ribeiro INTRODUÇÃO IBEU DAS REGIÕES METROPOLITANAS

Capítulo 2 ÍNDICE DE BEM-ESTAR URBANO. Marcelo Gomes Ribeiro INTRODUÇÃO IBEU DAS REGIÕES METROPOLITANAS Capítulo 2 ÍNDICE DE BEM-ESTAR URBANO Marcelo Gomes Ribeiro INTRODUÇÃO O objetivo deste capítulo é analisar comparativamente o Índice de Bem-Estar Urbano (IBEU) das principais regiões metropolitanas brasileiras.

Leia mais

MOBILIDADE URBANA. Miriam Belchior Ministra de Estado do Planejamento, Orçamento e Gestão

MOBILIDADE URBANA. Miriam Belchior Ministra de Estado do Planejamento, Orçamento e Gestão MOBILIDADE URBANA Miriam Belchior Ministra de Estado do Planejamento, Orçamento e Gestão MOBILIDADE URBANA RECURSO DISPONÍVEL 143 bilhões ANTES DO PACTO R$ 93 bilhões 62% das obras concluídas ou em execução

Leia mais

Pesquisa Nacional VIA TELEFONE (URA) - JULHO!

Pesquisa Nacional VIA TELEFONE (URA) - JULHO! Pesquisa Nacional VIA TELEFONE (URA) - JULHO! 2 0 1 7! A pesquisa METODOLOGIA! A PESQUISA:! PERIODO! Dias: 11 a 25 de julho.!! AMOSTRA PROBABILISTICA! Total de chamadas respondidas: 10.063! Total de 37

Leia mais

MATERIAL SUPLEMENTAR. Tabela 1. Total de mamógrafos existentes e em uso no SUS, de acordo com tipo, em Salvador, Bahia e Brasil no ano de 2015.

MATERIAL SUPLEMENTAR. Tabela 1. Total de mamógrafos existentes e em uso no SUS, de acordo com tipo, em Salvador, Bahia e Brasil no ano de 2015. MATERIAL SUPLEMENTAR Tabela 1. Total de mamógrafos existentes e em uso no SUS, de acordo com tipo, em Salvador, Bahia e Brasil no ano de 2015. EQUIPAMENTOS DE DIAGNÓSTICO POR IMAGEM - Brasil Equipamento

Leia mais

Imagem Institucional Dezembro/2003

Imagem Institucional Dezembro/2003 Imagem Institucional Recorte de notícias editado pela Assessoria de Imprensa Entrevista com Celso Barros da revista Forbes é destaque do mês Oretorno de imagem da Unimed do Brasil, medido com base na centimetragem

Leia mais

PESQUISA DE EXPEDIENTE - NATAL E ANO NOVO

PESQUISA DE EXPEDIENTE - NATAL E ANO NOVO NORTE REGIÃO NORDESTE PESQUISA DE EXPEDIENTE - NATAL E ANO NOVO UF FRANQUIA CIDADE 24/12/2016 -SÁBADO 31/12/2016 - SÁBADO AL 562 MACEIÓ ATENDIMENTO NORMAL ATENDIMENTO NORMAL BA 636 BARREIRAS BA 605 VITÓRIA

Leia mais

As metrópoles no contexto econômico nacional

As metrópoles no contexto econômico nacional Página 1 As metrópoles no contexto econômico nacional Marcelo Gomes Ribeiro Doutorando em Planejamento Urbano e Regional IPPUR/UFRJ e Pesquisador do Observatório das Metrópoles A ocorrência da desconcentração

Leia mais

Petrobras. Saiu o edital para 622 vagas de 2º e 3º grau.

Petrobras.  Saiu o edital para 622 vagas de 2º e 3º grau. Página 1 de 7 Atualizado em 21/12/09 Petrobras Saiu o edital para 622 vagas de 2º e 3º grau. A PETROBRAS - Petróleo Brasileiro S.A. (www.petrobras.com.br), realizará Processo Seletivo provimento de vagas

Leia mais

TIAGO THALES CORREA MACIEL Diretor de Benefícios-Substituto

TIAGO THALES CORREA MACIEL Diretor de Benefícios-Substituto INSTITUTO NACIONAL DO SEGURO SOCIAL Memorando-Circular Conjunto nº 19 /DIRAT/DIRSAT/DIRBEN/INSS Em 22 de setembro de 2016. Aos Superintendentes-Regionais, Gerentes-Executivos, Gerentes de Agências da Previdência

Leia mais

MOBILIDADE URBANA. Mauricio Muniz Barretto de Carvalho Secretário do PAC

MOBILIDADE URBANA. Mauricio Muniz Barretto de Carvalho Secretário do PAC MOBILIDADE URBANA Mauricio Muniz Barretto de Carvalho Secretário do PAC O QUE O GOVERNO FEDERAL JÁ FEZ Sanção da Política Nacional de Mobilidade Urbana (Lei 12.587/2012) Desoneração das tarifas do transporte

Leia mais

Imagem Institucional Fevereiro/2004

Imagem Institucional Fevereiro/2004 Imagem Institucional Recorte de notícias editado pela Assessoria de Imprensa Hospital Unimed Sorocaba Inaugura Nova Ala é destaque do mês Oretorno de imagem da Unimed do Brasil, medido com base na centimetragem

Leia mais

Urbanização brasileira

Urbanização brasileira Urbanização brasileira A urbanização é um dos traços fundamentais da modernidade. Há urbanização quando o crescimento da população urbana supera o da população rural. O processo de urbanização no Brasil

Leia mais

Aids no Brasil. Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais. Dezembro de 2009

Aids no Brasil. Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais. Dezembro de 2009 Aids no Brasil 1980 2009 Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais Dezembro de 2009 Municípios com pelo menos um caso de aids notificado 1980-1994 1995-1999 2000-2004 2005-2009 HIV: informações gerais

Leia mais

O Desempenho do IPTU em 2010

O Desempenho do IPTU em 2010 O Desempenho do IPTU em 2010 A receita global de IPTU no exercício de 2010 teve um aumento real de 17,2% em relação ao ano de 2009, conforme se verifica abaixo: Exercício Receita Total (R$ Mil) Crescimento

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO Quantidade de graduandos e matriculados no periodo de 2006 a 205 por curso e polo. - UF/Polo Condicao Auditiva Total Ano de ingresso: 2006

Leia mais

Organograma das Superintendências Regionais e Lotação das Respectivas Unidades

Organograma das Superintendências Regionais e Lotação das Respectivas Unidades Organograma das Superintendências Regionais e Lotação das Respectivas Unidades Fonte: Siape Abril/205 Organograma da SR I Sudeste I e Lotação das Respectivas Unidades Fonte: Siape Abril/205 SR I Distribuição

Leia mais

Economia Urbana. Aula 1: Introdução. Tópicos Especiais de Economia XVIII (ANE050) Prof. Dr. Admir A. Betarelli Jr.

Economia Urbana. Aula 1: Introdução. Tópicos Especiais de Economia XVIII (ANE050) Prof. Dr. Admir A. Betarelli Jr. Aula 1: Introdução Tópicos Especiais de Economia XVIII (ANE050) Prof. Dr. Admir A. Betarelli Jr. Um ramo de estudo com praticamente 50 anos de existência, nascida da economia regional. Fundadores: Alonso

Leia mais

Geografia. Urbanização no Brasil. Professor Luciano Teixeira.

Geografia. Urbanização no Brasil. Professor Luciano Teixeira. Geografia Urbanização no Brasil Professor Luciano Teixeira www.acasadoconcurseiro.com.br Geografia URBANIZAÇÃO NO BRASIL Urbanização Vivemos em um mundo urbanizado. Alguns estudos indicam que, desde o

Leia mais

Origen Destino Millas necesarias para un billete bonificado de solo ida en clase Turista

Origen Destino Millas necesarias para un billete bonificado de solo ida en clase Turista Origen Destino Millas necesarias para un billete bonificado de solo ida en clase Turista Millas necesarias para un billete bonificado de solo ida en clase Premium de GOL Campina Grande, João Pessoa, 4.500

Leia mais

Segundo o Censo 2010 aponta que aproximadamente 85% é urbano;

Segundo o Censo 2010 aponta que aproximadamente 85% é urbano; A URBANIZAÇÃO BRASILEIRA 1 Início de nossa urbanização Segundo o Censo 2010 aponta que aproximadamente 85% é urbano; Nossa economia estava voltada para a exportação; As primeiras ocupações urbanas se deram

Leia mais

INDUSTRIALIZAÇÃO BRASILEIRA 1º FASE

INDUSTRIALIZAÇÃO BRASILEIRA 1º FASE INDUSTRIALIZAÇÃO BRASILEIRA 1º FASE Até 1822- Era praticamente proibido a instalação de qualquer tipo de estabelecimentos industriais na colônia, pois tudo vinha da metrópole. Até 1930 a indústria brasileira

Leia mais

CIDADES MELHORES, MAS AINDA DESIGUAIS. A Geografia Levada a Sério

CIDADES MELHORES, MAS AINDA DESIGUAIS.  A Geografia Levada a Sério CIDADES MELHORES, MAS AINDA DESIGUAIS CIDADES MELHORES, MAS AINDA DESIGUAIS A qualidade de vida nas metrópoles brasileiras melhorou, no séc. XXI, entre os anos de 2000 a 2010, com base no Censo; É o que

Leia mais

Capítulo 3 MOBILIDADE URBANA. Juciano Martins Rodrigues INTRODUÇÃO

Capítulo 3 MOBILIDADE URBANA. Juciano Martins Rodrigues INTRODUÇÃO Capítulo 3 MOBILIDADE URBANA Juciano Martins Rodrigues INTRODUÇÃO Segundo dados do Censo 2010, para chegar até seus locais de trabalho, aproximadamente 24,2 milhões de pessoas se deslocam diariamente nas

Leia mais

CIDADE UF NÚMERO CONCEDENTE

CIDADE UF NÚMERO CONCEDENTE CIDADE UF NÚMERO VIGÊNCIA CONCEDENTE CONVÊNIO A3 ESTÁGIO SALVADOR BA 034/09 02/06/09 01/06/14 ABRH RS ESTÁGIOS PORTO ALEGRE RS 022/09 16/03/09 ACIPA ASSOCIAÇÃO COMERCIAL E INDUSTRIAL DE PALMAS TO 1214

Leia mais

Capítulo 4 CONDIÇÕES AMBIENTAIS URBANAS. Michael Chetry Raquel de Lucena Oliveira INTRODUÇÃO

Capítulo 4 CONDIÇÕES AMBIENTAIS URBANAS. Michael Chetry Raquel de Lucena Oliveira INTRODUÇÃO Capítulo 4 CONDIÇÕES AMBIENTAIS URBANAS Michael Chetry Raquel de Lucena Oliveira INTRODUÇÃO No âmbito do estudo do Bem-Estar Urbano das principais regiões metropolitanas brasileiras, o presente capítulo

Leia mais

IX.br - Brasil Internet Exchange Engenharia & Infraestrutura IX (PTT) Forum 9 7 e 8 Dezembro 2015, São Paulo IX.br Engineering Team

IX.br - Brasil Internet Exchange Engenharia & Infraestrutura IX (PTT) Forum 9 7 e 8 Dezembro 2015, São Paulo IX.br Engineering Team IX.br Engineering Team - 1 IX.br Brasil Internet Exchange Engenharia & Infraestrutura IX (PTT) Fórum 9 7 e 8 Dezembro de 2015, São Paulo Eduardo Ascenço Reis IX.br Engineering

Leia mais

Dados Demográficos: Grandes Regiões, Estados e Municípios. Boletim Técnico Gonçalves & Associados Edição 04 - Maio/2013.

Dados Demográficos: Grandes Regiões, Estados e Municípios. Boletim Técnico Gonçalves & Associados Edição 04 - Maio/2013. Estudo de Perfil do Consumidor Potencial Brasil - Dados Demográficos: Grandes Regiões, Estados e Municípios Boletim Técnico Gonçalves & Associados Edição 04 - Maio/ Edição 2009 www.goncalvesassociados.com

Leia mais

Geografia Urbanização

Geografia Urbanização Geografia Urbanização 1. Introdução Habitat: Refere-se à natureza do local em que os grupos humanos vivem. Em decorrência dessa ocupação e do reflexo do seu modo de vida, a paisagem natural sofre diversas

Leia mais

PREÇO MÉDIO DA REFEIÇÃO. Março de 2017

PREÇO MÉDIO DA REFEIÇÃO. Março de 2017 PREÇO MÉDIO DA REFEIÇÃO Março de 2017 OBJETIVO 2 Levantar o preço médio de refeição*, pago pelo trabalhador no almoço, de segunda a sexta-feira, em estabelecimentos** que aceitam voucher refeição, nos

Leia mais

[RANKING] MTE divulga as 100 cidades que mais geram empregos no País

[RANKING] MTE divulga as 100 cidades que mais geram empregos no País Curitiba passa a frente de Brasília a assume a quarta posição nos '100 Mais'. Campinas (SP) é a não-capital mais bem colocada No ranking dos 100 municípios que mais geraram vagas formais entre janeiro

Leia mais

Capítulo 12. Precipitações nas capitais

Capítulo 12. Precipitações nas capitais Capítulo 12 Precipitações nas capitais 12-1 Capítulo 12- Precipitações nas capitais 12.1 Introdução Vamos mostrar as precipitações médias mensais das capitais no Brasil no período de 1961 a 1990 fornecidas

Leia mais

COMUNICACION " B " 6216 I 19/09/97

COMUNICACION  B  6216 I 19/09/97 BANCO CENTRAL DE LA REPUBLICA ARGENTINA COMUNICACION " B " 6216 I 19/09/97 A LAS ENTIDADES FINANCIERAS: Ref.: Circular COPEX-1 Cap. III, punto 1.3. Convenios de Pagos y Creditos Reciprocos de la ALADI

Leia mais

Capítulo 7 INFRAESTRUTURA URBANA. Juciano Martins Rodrigues Mehdi Agrebi INTRODUÇÃO IBEU-INFRAESTRUTURA DAS REGIÕES METROPOLITANAS

Capítulo 7 INFRAESTRUTURA URBANA. Juciano Martins Rodrigues Mehdi Agrebi INTRODUÇÃO IBEU-INFRAESTRUTURA DAS REGIÕES METROPOLITANAS Capítulo 7 INFRAESTRUTURA URBANA Juciano Martins Rodrigues Mehdi Agrebi INTRODUÇÃO O objetivo deste capítulo é analisar comparativamente o Índice de Bem-Estar Urbano (IBEU) das principais regiões metropolitanas

Leia mais

CONTRATAÇÃO DE EMPRESAS PARA LIMPAR NOME

CONTRATAÇÃO DE EMPRESAS PARA LIMPAR NOME CONTRATAÇÃO DE EMPRESAS PARA LIMPAR NOME Fevereiro de 2015 Slide 1 OBJETIVOS DO ESTUDO Compreender motivos e resultados na recuperação de crédito por meio da contratação de empresas para limpar o nome.

Leia mais

Plataforma inclinada supra linea.

Plataforma inclinada supra linea. Elevator Technology Plataforma inclinada supra linea. Divisão de acessibilidade. Plataforma inclinada supra linea 3 supra linea Para escadas retas de um único lance. Sem dúvida, a supra linea pode ser

Leia mais

Saiba como acessar a The Love School (Escola do Amor)

Saiba como acessar a The Love School (Escola do Amor) Saiba como acessar a The Love School (Escola do Amor) Acompanhe através da TV, Internet ou rádio. Veja onde e quando acessar*. Horário de Brasília. *Informações corretas na data de publicação. Por favor

Leia mais

Dinâmica Recente da Rede Urbana Brasileira

Dinâmica Recente da Rede Urbana Brasileira Dinâmica Recente da Rede Urbana Brasileira Entendida como um conjunto de centros funcionalmente articulados, constitui-se num REFLEXO SOCIAL, resultante da ação de vários agentes sociais. UNIVERSIDADE

Leia mais

OS CANDIDATOS A PREFEITO NOS MUNICÍPIOS BILIONÁRIOS EM 2016

OS CANDIDATOS A PREFEITO NOS MUNICÍPIOS BILIONÁRIOS EM 2016 OS CANDIDATOS A PREFEITO NOS MUNICÍPIOS BILIONÁRIOS EM 2016 François E. J. de Bremaeker Rio de Janeiro, agosto de 2016 OS CANDIDATOS A PREFEITO NOS MUNICÍPIOS BILIONÁRIOS EM 2016 François E. J. de Bremaeker

Leia mais

Urbanização Brasileira

Urbanização Brasileira GEOGRAFIA DO BRASIL Urbanização Brasileira Quando a população das cidades cresce mais que a das zonas rurais, acontece o fenômeno que chamamos de urbanização. Um país é urbanizado quando sua população

Leia mais

TECNOLOGIA EM REDES DE COMPUTADORES Cód.IES Nome da IES Ano Município do Curso CPC 271 UNIVERSIDADE DO OESTE PAULISTA 2014 PRESIDENTE PRUDENTE 4,5

TECNOLOGIA EM REDES DE COMPUTADORES Cód.IES Nome da IES Ano Município do Curso CPC 271 UNIVERSIDADE DO OESTE PAULISTA 2014 PRESIDENTE PRUDENTE 4,5 TECNOLOGIA EM REDES DE COMPUTADORES Cód.IES Nome da IES Ano Município do Curso CPC 271 UNIVERSIDADE DO OESTE PAULISTA 2014 PRESIDENTE PRUDENTE 4,5 5036 INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLO

Leia mais

Arranjos Populacionais e Concentrações Urbanas do Brasil

Arranjos Populacionais e Concentrações Urbanas do Brasil Arranjos Populacionais e Concentrações Urbanas do Brasil Claudio Stenner Coordenador de Geografia do IBGE III Encontro dos Municípios com o Desenvolvimento Sustentável Brasília. 08/04/2015 Introdução Objetivos

Leia mais

POSIÇÃO ATUALIZADA ATÉ 25/06/2012 Classif Último Candidato Convocado procedimentos préadmissionais

POSIÇÃO ATUALIZADA ATÉ 25/06/2012 Classif Último Candidato Convocado procedimentos préadmissionais CONCURSO PÚBLICO 2010 TBN RJ e SP de de RJ Campos dos Goytacazes Técnico Bancário 106 2 105 2 RJ Centro Técnico Bancário 592 4 592 4 RJ Niteroi Técnico Bancário 130 3 130 3 RJ Nova Iguaçu Técnico Bancário

Leia mais

ACRE. Cruzeiro do Sul TÉCNICO EM MANUTENÇÃO TÉCNICO EM MECÂNICA TÉCNICO EM SEGURANÇA DO TRABALHO RIO BRANCO TÉCNICO EM MANUTENÇÃO TÉCNICO EM MECÂNICA

ACRE. Cruzeiro do Sul TÉCNICO EM MANUTENÇÃO TÉCNICO EM MECÂNICA TÉCNICO EM SEGURANÇA DO TRABALHO RIO BRANCO TÉCNICO EM MANUTENÇÃO TÉCNICO EM MECÂNICA ACRE Cruzeiro do Sul RIO BRANCO ALAGOAS Maceió TÉCNICO EM SECRETARIADO AMAPÁ Macapá AMAZONAS Manaus TÉCNICO EM CONTABILIDADE TÉCNICO EM GESTÃO TÉCNICO EM INFORMÁTICA ENGENHARIA MECÂNICA ENGENHARIA MECATRÔNICA

Leia mais

A Empresa. Linha de Produtos

A Empresa. Linha de Produtos 2 A Empresa A ThyssenKrupp Elevadores atua em todo o território nacional, representada por suas unidades de negócios. Seus produtos também são exportados para diversos países da América Latina e outros

Leia mais

COMUNICACION " B " 5894 I 26/10/95

COMUNICACION  B  5894 I 26/10/95 BANCO CENTRAL DE LA REPUBLICA ARGENTINA COMUNICACION " B " 5894 I 26/10/95 A LAS ENTIDADES FINANCIERAS: Ref.: Circular COPEX-1 Cap. III, punto 1.3. Convenios de Pagos y Creditos Reciprocos de la ALADI

Leia mais

NOTA TÉCNICA ESTIMATIVAS DA POPULAÇÃO DOS MUNICÍPIOS BRASILEIROS COM DATA DE REFERÊNCIA EM 1º DE JULHO DE 2014

NOTA TÉCNICA ESTIMATIVAS DA POPULAÇÃO DOS MUNICÍPIOS BRASILEIROS COM DATA DE REFERÊNCIA EM 1º DE JULHO DE 2014 NOTA TÉCNICA ESTIMATIVAS DA POPULAÇÃO DOS MUNICÍPIOS BRASILEIROS COM DATA DE REFERÊNCIA EM 1º DE JULHO DE 2014 A divulgação anual das estimativas da população residente nos municípios brasileiros obedece

Leia mais

UF População N. médicos Hab./Médico Razão/med/1000 Escolas Escolas p/ Habitantes Nº Vagas 1Vaga/Habitantes

UF População N. médicos Hab./Médico Razão/med/1000 Escolas Escolas p/ Habitantes Nº Vagas 1Vaga/Habitantes UF População N. médicos Hab./Médico Razão/med/1000 Escolas Escolas p/ Habitantes Nº Vagas 1Vaga/Habitantes SÃO PAULO 44.663.672 112.671 396 2,52 41 1.089.358 3.740 11.942 São Paulo 11.821.873 54.291 218

Leia mais

CONSUMO COMO ALCANCE DA FELICIDADE

CONSUMO COMO ALCANCE DA FELICIDADE CONSUMO COMO ALCANCE DA FELICIDADE Junho de 2015 Slide 1 OBJETIVOS DO ESTUDO Identificar a relação entre felicidade e posse de bens na vida dos brasileiros; Compreender as preferências para alcance da

Leia mais

ENFORCEMENT. Organograma da Anatel

ENFORCEMENT. Organograma da Anatel Agência Nacional de Telecomunicações - Anatel ENFORCEMENT Edilson Ribeiro dos Santos Superintendente de Radiofreqüência e Fiscalização Brasília, abril/2004 Organograma da Anatel Conselho Consultivo Conselho

Leia mais

Projetos de Pesquisa NEF 2015

Projetos de Pesquisa NEF 2015 Projetos de Pesquisa NEF 2015 Eurico Marcos Diniz de Santi Isaias Coelho Gisele Barra Bossa Ana Teresa Lima Rosa Bruno Nepomuceno de Souza Laura Romano Campedelli Guilherme Saraiva Grava Miguel Nicacio

Leia mais

Estimativas e Análises do PIB Regiões, Estados e Municípios. Boletim Técnico Gonçalves & Associados Edição 02 Setembro/2012.

Estimativas e Análises do PIB Regiões, Estados e Municípios. Boletim Técnico Gonçalves & Associados Edição 02 Setembro/2012. O Atual Potencial Econômico do Brasil Estimativas e Análises do PIB 2011 - Regiões, Estados e Municípios Boletim Técnico Gonçalves & Associados Edição 02 Setembro/2012 Edição 2009 www.goncalvesassociados.com

Leia mais

APOSTILAMENTO DO OBJETO: 30/03/2017 :: SEI / CNPq Apostilamento ::

APOSTILAMENTO DO OBJETO: 30/03/2017 :: SEI / CNPq Apostilamento :: CONSELHO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO CIENTÍFICO E TECNOLÓGICO SHIS QI 1 Conjunto B Bloco A, 1º subsolo, Sala 08 Bairro Lago Sul CEP 71605 001 Brasília DF http://cnpq.br/ Edifício Santos Dumont APOSTILAMENTO

Leia mais

Imagem Institucional Março/2004

Imagem Institucional Março/2004 Imagem Institucional Recorte de notícias editado pela Assessoria de Imprensa Empresas Comportamento - Uma questão de respeito Destaque do mês para matéria na Revista Exame Oretorno de imagem da Unimed

Leia mais

Contexto. » Bike Anjo nasce entre participantes da Bicicletada de SP. » Em 2010 fazemos um blog para facilitar contato com iniciantes

Contexto. » Bike Anjo nasce entre participantes da Bicicletada de SP. » Em 2010 fazemos um blog para facilitar contato com iniciantes Contexto» Bike Anjo nasce entre participantes da Bicicletada de SP» Em 2010 fazemos um blog para facilitar contato com iniciantes» Em outubro/2011 conseguimos um crowdfunding e criamos uma plataforma»

Leia mais

PANORAMA Coexistência em uma Cidade Global

PANORAMA Coexistência em uma Cidade Global PANORAMA Coexistência em uma Cidade Global OBJETIVO Traçar panorama sucinto sobre Curitiba tendo em vista questões sobre: Características sociais Religião Gênero Raça e etnia Pessoas com deficiência Vulnerabilidade

Leia mais

Regiões Metropolitanas e o Estatuto da Metrópole

Regiões Metropolitanas e o Estatuto da Metrópole Regiões Metropolitanas e o Estatuto da Metrópole Regiões Metropolitanas no Brasil Evolução da instituição de RM no Brasil Regiões metropolitanas existentes na década de 1970 Criação por Lei Federal 9 Critérios

Leia mais

Preço da cesta cai em nove capitais

Preço da cesta cai em nove capitais São Paulo, 03 de março de 2011 NOTA À IMPRENSA Preço da cesta cai em nove capitais Em fevereiro, os preços dos produtos alimentícios essenciais apresentaram queda em nove das 17 capitais onde o DIEESE

Leia mais

Sindifisco Nacional Comissão Eleitoral Nacional Eleições Biênio 2.009/2.011

Sindifisco Nacional Comissão Eleitoral Nacional Eleições Biênio 2.009/2.011 Aeroporto de Cumbica - SP 49 80% 9 15% 2 3% 1 2% 0 61 100% Alagoas 44 68% 16 25% 3 5% 2 3% 0 65 100% Aracaju - SE 29 51% 21 37% 5 9% 2 4% 1 57 100% Araçatuba - SP 29 58% 16 32% 5 10% 0 0% 0 50 100% Araraquara

Leia mais

Quadro de comando TKE-MRL. Benefícios

Quadro de comando TKE-MRL. Benefícios A solução de modernização da ThyssenKrupp Elevadores para elevadores sem casa de máquinas é caracterizada pela rapidez e eficiência e com baixo impacto para o edifício. Quadro de comando TKE-MRL O comando

Leia mais

POLÍTICA NACIONAL DE MOBILIDADE URBANA

POLÍTICA NACIONAL DE MOBILIDADE URBANA POLÍTICA NACIONAL DE MOBILIDADE URBANA Desafios urbano-metropolitanos Dr. Juciano Martins Rodrigues Observatório das Metrópoles juciano@observatoriodasmetropoles.net 1) Condições ecológico-demográficas

Leia mais

ASSOCIAÇÃO NACIONAL DOS CATADORES E CATADORAS DE MATERIAIS RECICLÁVEIS

ASSOCIAÇÃO NACIONAL DOS CATADORES E CATADORAS DE MATERIAIS RECICLÁVEIS EDITAL DE SELEÇÃO N 001/2017 PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO DE CONTRATAÇÃO DE PESSOAL 1. PREÂMBULO A Associação Nacional dos Catadores e Catadoras de Materiais Recicláveis - ANCAT, entidade privada sem

Leia mais

30 cidades analisadas

30 cidades analisadas MOTIVAÇÃO Metodologia 30 cidades analisadas Análise do valor médio dos imóveis cadastrados no VivaReal + 2 mi Maior Base de imóveis entre os portais Análise de Intenção de Compra e Aluguel com base nos

Leia mais

Comportamento dos brasileiros para preparação da aposentadoria

Comportamento dos brasileiros para preparação da aposentadoria Comportamento dos brasileiros para preparação da aposentadoria Janeiro de 2015 Slide 1 METODOLOGIA Público alvo: residentes nas 27 capitais brasileiras, com idade igual ou superior a 18 anos, ambos os

Leia mais

Seminário A Região Metropolitana de Curitiba e os desafios para o séc. XXI

Seminário A Região Metropolitana de Curitiba e os desafios para o séc. XXI Seminário A Região Metropolitana de Curitiba e os desafios para o séc. XXI 17 e 18 de setembro de 2013 UFPR Realização: Apoio: Núcleo Curitiba A questão metropolitana em Curitiba: desafios e perspectivas

Leia mais

2.000.000 DE MATERIAIS DA CAMARA DOS DEPUTADOS, NO SETOR DE INDUSTRIA E ABASTECIMENTO - SIA F 3 2 80 0 100 1.500 TOTAL - FISCAL 2.001.

2.000.000 DE MATERIAIS DA CAMARA DOS DEPUTADOS, NO SETOR DE INDUSTRIA E ABASTECIMENTO - SIA F 3 2 80 0 100 1.500 TOTAL - FISCAL 2.001. ORGAO : 01000 - CAMARA DOS DEPUTADOS UNIDADE : 01101 - CAMARA DOS DEPUTADOS ANEXO I PROGRAMA DE TRABALHO RECURSOS DE TODAS AS FONTES - R$ 1, 00 0553 ATUACAO LEGISLATIVA DA CAMARA DOS DEPUTADOS 2.000.000

Leia mais

Estatísticas sobre Analfabetismo no Brasil

Estatísticas sobre Analfabetismo no Brasil Ministério da Educação Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira Estatísticas sobre Analfabetismo no Brasil Audiência pública Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa

Leia mais

A ESTRUTURA DA BUROCRACIA DO ESTADO BRASILEIRO ESTADO BRASILEIRO UMA ANÁLISE A PARTIR DO FUNCIONALISMO PÚBLICO

A ESTRUTURA DA BUROCRACIA DO ESTADO BRASILEIRO ESTADO BRASILEIRO UMA ANÁLISE A PARTIR DO FUNCIONALISMO PÚBLICO A ESTRUTURA DA BUROCRACIA DO ESTADO BRASILEIRO UMA ANÁLISE A PARTIR DO FUNCIONALISMO PÚBLICO ESTADO BRASILEIRO A ESTRUTURA DA BUROCRACIA DO ESTADO BRASILEIRO UMA ANÁLISE A PARTIR DO FUNCIONALISMO PÚBLICO

Leia mais

CATÁLOGO GERAL DE PRODUTOS NORTE NORDESTE CENTRO SUDESTE SUL CAIXAS.

CATÁLOGO GERAL DE PRODUTOS NORTE NORDESTE CENTRO SUDESTE SUL CAIXAS. DE PRODUTOS A partir de seu complexo fabril localizado no bairro do Engenho da Rainha, Rio de Janeiro, a empresa abastece, com suas caixas de descarga, acessórios e peças de reposição, todo o território

Leia mais

Custo da cesta básica tem comportamento diversificado nas capitais

Custo da cesta básica tem comportamento diversificado nas capitais 1 São Paulo, 6 de junho de 2017 NOTA À IMPRENSA Custo da cesta básica tem comportamento diversificado nas capitais Em maio, o custo do conjunto de alimentos essenciais diminuiu em 16 capitais brasileiras

Leia mais

Preços de alimentos essenciais continuam em queda

Preços de alimentos essenciais continuam em queda 1 São Paulo, 04 de julho de 2006 NOTA À IMPRENSA Preços de alimentos essenciais continuam em queda Apenas duas capitais registraram, em junho, variação positiva para o preço do conjunto de gêneros alimentícios

Leia mais

HOTEL BRAND CITY NOVOTEL MANAUS NOVOTEL MANAUS NOVOTEL SAO JOSE DOS CAMPOS NOVOTEL SÃO JOSÉ DOS CAMPOS NOVOTEL SAO PAULO MORUMBI NOVOTEL SÃO PAULO

HOTEL BRAND CITY NOVOTEL MANAUS NOVOTEL MANAUS NOVOTEL SAO JOSE DOS CAMPOS NOVOTEL SÃO JOSÉ DOS CAMPOS NOVOTEL SAO PAULO MORUMBI NOVOTEL SÃO PAULO HOTEL BRAND CITY NOVOTEL MANAUS NOVOTEL MANAUS NOVOTEL SAO JOSE DOS CAMPOS NOVOTEL SÃO JOSÉ DOS CAMPOS NOVOTEL SAO PAULO MORUMBI NOVOTEL SÃO PAULO GRAND MERCURE SAO PAULO GRAND MERCURE SÃO PAULO MERCURE

Leia mais

A COMPOSIÇÃO ESPACIAL DO PIB NAS METRÓPOLES BRASILEIRAS: 2009

A COMPOSIÇÃO ESPACIAL DO PIB NAS METRÓPOLES BRASILEIRAS: 2009 A COMPOSIÇÃO ESPACIAL DO PIB NAS METRÓPOLES BRASILEIRAS: 2009 O FOSSO ENTRE O PIB DO DF E DO ENTORNO METROPOLITANO EVOLUÇÃO DA PARTICIPAÇÃO DAS REGIÕES METROPOLITANAS NO PRODUTO INTERNO BRUTO (PIB) BRASILEIRO

Leia mais

Custo da cesta básica tem alta em 13 capitais e redução em 14

Custo da cesta básica tem alta em 13 capitais e redução em 14 1 São Paulo, 07 de novembro de 2016 Custo da cesta básica tem alta em 13 capitais e redução em 14 NOTA À IMPRENSA Em outubro, o custo do conjunto de alimentos básicos repetiu o comportamento diferenciado

Leia mais

REDAÇÃO O problema do esgoto no Brasil

REDAÇÃO O problema do esgoto no Brasil REDAÇÃO O problema do esgoto no Brasil INSTRUÇÃO A partir da leitura dos textos motivadores seguintes e com base nos conhecimentos construídos ao longo de sua formação, redija texto dissertativo-argumentativo

Leia mais

DOM PUBLICAÇÕES LEGAIS

DOM PUBLICAÇÕES LEGAIS DOM PUBLICAÇÕES LEGAIS AVALIAÇÃO DOS EFEITOS DA ALTERAÇÃO DOS CRITÉRIOS DE REPARTIÇÃO DO ICMS NOS MUNICÍPIOS DAS CAPITAIS François E. J. de Bremaeker Economista e Geógrafo Consultor da DOM Publicações

Leia mais

Paulo Tumasz Junior. Urbanização Mundial e Brasileira

Paulo Tumasz Junior. Urbanização Mundial e Brasileira Paulo Tumasz Junior Urbanização Mundial e Brasileira - Urbanização Mundial: processo lento até 1950; - Urbanização: maior quantidade de pessoas nas cidades do que no campo; - Êxodo rural (fatores repulsivos

Leia mais

A evolução urbana URBANIZAÇÃO. Fenômeno caracterizado pela concentração cada vez mais densa de população, em aglomerações de caráter urbano"

A evolução urbana URBANIZAÇÃO. Fenômeno caracterizado pela concentração cada vez mais densa de população, em aglomerações de caráter urbano A evolução urbana URBANIZAÇÃO Fenômeno caracterizado pela concentração cada vez mais densa de população, em aglomerações de caráter urbano" O processo de urbanização A transferência da população do meio

Leia mais

ÍNDICES ECONÔMICOS PORTAL BRASIL (PESQUISA)

ÍNDICES ECONÔMICOS PORTAL BRASIL (PESQUISA) ÍNDICES ECONÔMICOS PORTAL BRASIL (PESQUISA) Os direitos autorais desta página são protegidos pela Lei 9.610 de 19.02.1998 OS DIREITOS AUTORAIS DESTE SITE ESTÃO PROTEGIDOS PELA LEI Nº 9.610, DE 19.02.1998

Leia mais

LISTA DE EXERCÍCIOS. Aluno(a): nº Série:

LISTA DE EXERCÍCIOS. Aluno(a): nº Série: LISTA DE EXERCÍCIOS Professor(a): Andre Gardini Disciplina: Geografia Descrição do conteúdo: Região e regionalização do Brasil; os complexos regionais; organização política do Brasil (Republica Presidencialista);

Leia mais

Cesta básica de Porto Alegre registra queda de 0,76% em maio

Cesta básica de Porto Alegre registra queda de 0,76% em maio Porto Alegre, 06 de junho de 2017. Cesta básica de Porto Alegre registra queda de 0,76% em maio NOTA À IMPRENSA Em maio de 2017, a Cesta Básica de Porto Alegre calculada pelo DIEESE registrou queda de

Leia mais

Manual do usuário - App seu elevador 1. Manual do usuário. App seu elevador. thyssenkrupp Elevadores - Versão

Manual do usuário - App seu elevador 1. Manual do usuário. App seu elevador. thyssenkrupp Elevadores - Versão Manual do usuário - App seu elevador 1 Manual do usuário. App seu elevador. Manual do usuário - App seu elevador 2 Sumário 1 Sistema 03 2 Não sou cliente 03 3 Cadastro 04 4 Login 05 5 Contrato 05 6 Corretiva

Leia mais

CONSÓRCIOS PÚBLICOS PARA A GESTÃO URBANA. Brasília, 25 de outubro de 2011

CONSÓRCIOS PÚBLICOS PARA A GESTÃO URBANA. Brasília, 25 de outubro de 2011 CONSÓRCIOS PÚBLICOS PARA A GESTÃO URBANA Brasília, 25 de outubro de 2011 CONSÓRCIOS PÚBLICOS PARA A GESTÃO URBANA 1) Conceitos fundamentais 2) Desafios 3) Histórico 4) Consórcios Públicos Federação trina

Leia mais

Cestas Básicas variam de -1,79% até 2,79%

Cestas Básicas variam de -1,79% até 2,79% 1 São Paulo, 03 de junho de 2011 NOTA À IMPRENSA Cestas Básicas variam de -1,79% até 2,79% Das 17 capitais onde o DIEESE - Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos realiza a

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO PARA O INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA IBGE - TÉCNICO RELAÇÃO DE CANDIDATOS POR VAGA

CONCURSO PÚBLICO PARA O INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA IBGE - TÉCNICO RELAÇÃO DE CANDIDATOS POR VAGA inscritos Vagas AC RIO BRANCO 3 7.215 2.405,00 1 47 47 1 946 946 5 AL DELMIRO GOUVEIA 1 1.037 1.037,00 0 - - 0 - - 1 AL MACEIO 3 6.748 2.249,33 1 66 66 1 745 745 5 AL PORTO CALVO 2 1.133 566,50 0 - - 0

Leia mais