CIDADES MELHORES, MAS AINDA DESIGUAIS. A Geografia Levada a Sério

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CIDADES MELHORES, MAS AINDA DESIGUAIS. A Geografia Levada a Sério"

Transcrição

1 CIDADES MELHORES, MAS AINDA DESIGUAIS

2 CIDADES MELHORES, MAS AINDA DESIGUAIS A qualidade de vida nas metrópoles brasileiras melhorou, no séc. XXI, entre os anos de 2000 a 2010, com base no Censo; É o que divulgou o Atlas do Desenvolvimento; Caíram as disparidades entre as regiões; Mas as desigualdades dentro delas continuam Rocinha RJ; Os dados estão baseados no IDHM entre 16 das 63 RM s; Belém, Belo Horizonte, Cuiabá, Curitiba, Distrito Federal, Fortaleza, Goiânia, Manaus, Natal, Porto Alegre, Recife, Rio de Janeiro, Salvador, São Luís, São Paulo e Vitória. 2

3 Mas o que é o IDHM? O Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) é uma medida composta de indicadores de três dimensões do desenvolvimento humano: longevidade, educação e renda; O IDHM brasileiro segue as mesmas três dimensões do IDH Global, mas vai além: adequa a metodologia global ao contexto brasileiro e à disponibilidade de indicadores nacionais, a partir dos dados dos Censos Demográficos do IBGE; Anteriormente, havia apenas três faixas de IDHM. Agora, são cinco, variando de 0 a 1. Quanto mais próximo de 1, mais desenvolvido 3

4 Como é calculado o IDHM? 4

5 Comparativos do IDHM entre 16 RM s 5

6 6

7 7

8 8

9 Evolução em 10 anos De acordo com o relatório, houve evolução em todas as RM s; Não temos nenhuma com IDHM baixo ou médio; Manaus de 0,585 para 0,720 e São Paulo 0,714 para 0,794; A diferença entre o maior e o menor caiu de 22,1% para 10,3%; O Brasil é exemplo bem-sucedido na redução das desigualdades nos últimos anos. 9

10 A urbanização É o processo de formação ou de ampliação das áreas urbanas em contraposição às áreas rurais; Predominância de atividades econômicas relacionadas à indústria, ao comércio e serviços, melhores equipamentos públicos; Hoje, 65% da população mundial vive em áreas urbanas, em 2050 deverá ser de 66%; Nos países mais rico foi um processo mais lento, nos mais pobre e em desenvolvimento, acelerado; Apresentando diversos problemas. 10

11 A mobilidade urbana Refere-se às condições de deslocamento da população no espaço geográfico das cidades; As dificuldades em congestionamentos e o excesso de pedestres; A principal causa relaciona-se ao aumento do uso de transportes individuais; a) à má qualidade do transporte público no Brasil; b) ao aumento da renda média do brasileiro nos últimos anos; c) à redução de impostos por parte do Governo Federal sobre produtos industrializados (o que inclui os carros); d) à concessão de mais crédito ao consumidor; e) à herança histórica da política rodoviarista do país; A população cresceu 12,2%, já a frota de veículos foi de 138,6% entre 2002 e

12 O planejamento urbano Cabe a administração pública antever necessidades e possíveis problemas e traçar estratégias; Desde de 2001 que foi decretada a Lei do Estatuto da Cidade; Em 2013, metade dos municípios tinha um plano diretor; Em 2015, a presidente Dilma sancionou o Estatuto da Metrópole. 12

13 A Mobilidade Urbana 13

I. Indicadores socioeconômicos do Brasil metropolitano

I. Indicadores socioeconômicos do Brasil metropolitano Introdução I. Indicadores socioeconômicos do Brasil metropolitano II. III. A pesquisa Governança Metropolitana no Brasil a. Arranjos institucionais (volume I) b. Análise das FPICs selecionadas (volume

Leia mais

Empoderando vidas. Fortalecendo nações.

Empoderando vidas. Fortalecendo nações. Empoderando vidas. Fortalecendo nações. INTRODUÇÃO O Atlas do Desenvolvimento Humano no Brasil baseia-se exclusivamente nos Censos Demográficos, realizados de 10 em 10 anos, pelo Instituto Brasileiro de

Leia mais

Demanda por Investimentos em Mobilidade Urbana Brasil/ ª Semana de Tecnologia Metroferroviária - AEAMESP setembro/2015

Demanda por Investimentos em Mobilidade Urbana Brasil/ ª Semana de Tecnologia Metroferroviária - AEAMESP setembro/2015 Demanda por Investimentos em Mobilidade Urbana Brasil/2014 21ª Semana de Tecnologia Metroferroviária - AEAMESP setembro/2015 AS PERGUNTAS Qual é o DÉFICIT de Infraestrutura de Mobilidade Urbana do BRASIL?

Leia mais

Dados Demográficos: Grandes Regiões, Estados e Municípios. Boletim Técnico Gonçalves & Associados Edição 04 - Maio/2013.

Dados Demográficos: Grandes Regiões, Estados e Municípios. Boletim Técnico Gonçalves & Associados Edição 04 - Maio/2013. Estudo de Perfil do Consumidor Potencial Brasil - Dados Demográficos: Grandes Regiões, Estados e Municípios Boletim Técnico Gonçalves & Associados Edição 04 - Maio/ Edição 2009 www.goncalvesassociados.com

Leia mais

Segundo o Censo 2010 aponta que aproximadamente 85% é urbano;

Segundo o Censo 2010 aponta que aproximadamente 85% é urbano; A URBANIZAÇÃO BRASILEIRA 1 Início de nossa urbanização Segundo o Censo 2010 aponta que aproximadamente 85% é urbano; Nossa economia estava voltada para a exportação; As primeiras ocupações urbanas se deram

Leia mais

Evolução da frota de automóveis e motos no Brasil

Evolução da frota de automóveis e motos no Brasil Observatório das Metrópoles www.observatoriodasmetropoles.net Evolução da frota de automóveis e motos no Brasil Relatório 2013 (SINOPSE PRELIMINAR) Responsável: Juciano Martins Rodrigues juciano@observatoriodasmetropoles.net

Leia mais

MATERIAL SUPLEMENTAR. Tabela 1. Total de mamógrafos existentes e em uso no SUS, de acordo com tipo, em Salvador, Bahia e Brasil no ano de 2015.

MATERIAL SUPLEMENTAR. Tabela 1. Total de mamógrafos existentes e em uso no SUS, de acordo com tipo, em Salvador, Bahia e Brasil no ano de 2015. MATERIAL SUPLEMENTAR Tabela 1. Total de mamógrafos existentes e em uso no SUS, de acordo com tipo, em Salvador, Bahia e Brasil no ano de 2015. EQUIPAMENTOS DE DIAGNÓSTICO POR IMAGEM - Brasil Equipamento

Leia mais

SORTEADOS 2016 MÊS SORTEIO DATA Nº PRODUTO FILIAL VALOR SORTEIO SORTEIO 10/ SETEMBRO 03/ /08

SORTEADOS 2016 MÊS SORTEIO DATA Nº PRODUTO FILIAL VALOR SORTEIO SORTEIO 10/ SETEMBRO 03/ /08 MÊS SORTEIO DATA Nº SORTEIO SETEMBRO AGOSTO JULHO JUNHO MAIO 10/09 0093082 03/09 0028075 27/08 PRODUTO FILIAL VALOR SORTEIO Prestamista CDC Florianópolis R$ 500,00 Prestamista CDC Salvador R$ 4.000,00

Leia mais

Estatísticas sobre Analfabetismo no Brasil

Estatísticas sobre Analfabetismo no Brasil Ministério da Educação Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira Estatísticas sobre Analfabetismo no Brasil Audiência pública Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa

Leia mais

PANORAMA Coexistência em uma Cidade Global

PANORAMA Coexistência em uma Cidade Global PANORAMA Coexistência em uma Cidade Global OBJETIVO Traçar panorama sucinto sobre Curitiba tendo em vista questões sobre: Características sociais Religião Gênero Raça e etnia Pessoas com deficiência Vulnerabilidade

Leia mais

Conjuntura Econômica e o Mercado Imobiliário

Conjuntura Econômica e o Mercado Imobiliário Conjuntura Econômica e o Mercado Imobiliário Ricardo Yazbek Vice Presidente do Secovi-SP IBAPE - 16/09/2016 Economia Produto Interno Bruto do Brasil (%) 0,5% 4,4% 1,4% 3,1% 1,1% 5,8% 3,2% 4,0% 6,1% 5,1%

Leia mais

O DESEMPENHO DAS RECEITAS DO ISS E DO IPTU NOS MUNICÍPIOS DAS CAPITAIS

O DESEMPENHO DAS RECEITAS DO ISS E DO IPTU NOS MUNICÍPIOS DAS CAPITAIS O DESEMPENHO DAS RECEITAS DO ISS E DO IPTU NOS MUNICÍPIOS DAS CAPITAIS François E. J. de Bremaeker Rio de janeiro, julho de 2014 O DESEMPENHO DAS RECEITAS DO ISS E DO IPTU NOS MUNICÍPIOS DAS CAPITAIS François

Leia mais

MORTALIDADE INFANTIL NO BRASIL: TENDÊNCIAS E DESIGUALDADES

MORTALIDADE INFANTIL NO BRASIL: TENDÊNCIAS E DESIGUALDADES Elsa Giugliani MORTALIDADE INFANTIL NO BRASIL: TENDÊNCIAS E DESIGUALDADES VIII Congresso Mundial de Epidemiologia VII Congresso Brasileiro de Epidemiologia Porto Alegre, RS 20-24 de setembro de 2008 EVOLUÇÃO

Leia mais

PANORAMA Mobilidade & Transporte

PANORAMA Mobilidade & Transporte PANORAMA Mobilidade & Transporte OBJETIVO Traçar panorama sucinto sobre transporte e mobilidade em Curitiba. O estudo foi realizado com base em fontes secundárias de órgãos públicos e privados. As informações

Leia mais

Custo da cesta básica diminuiu em 23 capitais

Custo da cesta básica diminuiu em 23 capitais 1 Florianópolis, 6 de julho de 2017 NOTA À IMPRENSA Custo da cesta básica diminuiu em 23 capitais O custo do conjunto de alimentos essenciais diminuiu em 23 capitais brasileiras e aumentou em quatro, segundo

Leia mais

CONSUMO COMO ALCANCE DA FELICIDADE

CONSUMO COMO ALCANCE DA FELICIDADE CONSUMO COMO ALCANCE DA FELICIDADE Junho de 2015 Slide 1 OBJETIVOS DO ESTUDO Identificar a relação entre felicidade e posse de bens na vida dos brasileiros; Compreender as preferências para alcance da

Leia mais

Mercado Imobiliário. Celso Petrucci. Economista-Chefe do SecoviSP. 16ª Conferência Internacional da LARES

Mercado Imobiliário. Celso Petrucci. Economista-Chefe do SecoviSP. 16ª Conferência Internacional da LARES Mercado Imobiliário Celso Petrucci Economista-Chefe do SecoviSP 16ª Conferência Internacional da LARES Economia 2 Atividade econômica - de crescimento do PIB no Brasil Impeachment da Presidente Dilma Roussef

Leia mais

APOIO PARA O RELEASE ESTIMATIVAS DA POPULAÇÃO DOS MUNICÍPIOS E UNIDADES DA FEDERAÇÃO BRASILEIROS COM DATA DE REFERENCIA EM 1º DE JULHO DE 2015

APOIO PARA O RELEASE ESTIMATIVAS DA POPULAÇÃO DOS MUNICÍPIOS E UNIDADES DA FEDERAÇÃO BRASILEIROS COM DATA DE REFERENCIA EM 1º DE JULHO DE 2015 APOIO PARA O RELEASE ESTIMATIVAS DA POPULAÇÃO DOS MUNICÍPIOS E UNIDADES DA FEDERAÇÃO BRASILEIROS COM DATA DE REFERENCIA EM 1º DE JULHO DE 2015 A divulgação anual das estimativas da população residente

Leia mais

Tendências da Rede Urbana: Região de Influência das Cidades

Tendências da Rede Urbana: Região de Influência das Cidades Diretoria de Geociências Coordenação de Geografia Tendências da Rede Urbana: Região de Influência das Cidades Claudio Stenner Workshop: Rede Estratégica de Cidades Brasília, 25 de julhoo de 2013 Considerações

Leia mais

Capítulo 5 CONDIÇÕES HABITACIONAIS URBANAS. Érica Tavares da Silva João Luís Nery Junior INTRODUÇÃO

Capítulo 5 CONDIÇÕES HABITACIONAIS URBANAS. Érica Tavares da Silva João Luís Nery Junior INTRODUÇÃO Capítulo 5 CONDIÇÕES HABITACIONAIS URBANAS Érica Tavares da Silva João Luís Nery Junior INTRODUÇÃO As condições habitacionais também constituem uma importante dimensão que influencia o bem-estar das pessoas

Leia mais

NOTÍCIAS ETENE 04 DE MAIO DE 2011 RESULTADOS DO CENSO 2010

NOTÍCIAS ETENE 04 DE MAIO DE 2011 RESULTADOS DO CENSO 2010 NOTÍCIAS ETENE 04 DE MAIO DE 2011 RESULTADOS DO CENSO 2010 População brasileira cresce quase 20 vezes desde 1872 A população do Brasil alcançou a marca de 190.755.799 habitantes na data de referência do

Leia mais

MERCADO IMOBILIÁRIO NACIONAL

MERCADO IMOBILIÁRIO NACIONAL MERCADO IMOBILIÁRIO NACIONAL Novembro de 2013 Celso Petrucci Economista-chefe do Secovi-SP Entidades que Realizam Pesquisa ENTIDADE REGIÃO RESPOSTAS 1 ADEMI - AL Maceió SIM 2 ADEMI - BA Salvador e Lauro

Leia mais

Governança Metropolitana no Brasil

Governança Metropolitana no Brasil + Governança Metropolitana no Brasil Contribuições para as discussões em torno da RM Sul da Bahia Marco Aurélio Costa 1. Introdução Aspectos conceituais O que é uma região? Região vem do latim regere de

Leia mais

PERDAS DE ÁGUA NAS CAPITAIS DO BRASIL

PERDAS DE ÁGUA NAS CAPITAIS DO BRASIL ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE ENGENHARIA SANITÁRIA E AMBIENTAL PERDAS DE ÁGUA NAS CAPITAIS DO BRASIL UM OLHAR SOBRE AS ÁREAS IRREGULARES 2 Perdas de Água nas Capitais do Brasil PERDAS DE ÁGUA NAS CAPITAIS DO

Leia mais

Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano e Regional - IPPUR

Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano e Regional - IPPUR Mapa da motorização individual no Brasil 2017 Mapa da motorização individual no Brasil Relatório 2017 Coordenação: Juciano Martins Rodrigues Observatório das Metrópoles Coordenação Nacional Sérgio de Azevedo

Leia mais

POLÍTICA NACIONAL DE MOBILIDADE URBANA

POLÍTICA NACIONAL DE MOBILIDADE URBANA POLÍTICA NACIONAL DE MOBILIDADE URBANA Desafios urbano-metropolitanos Dr. Juciano Martins Rodrigues Observatório das Metrópoles juciano@observatoriodasmetropoles.net 1) Condições ecológico-demográficas

Leia mais

Dados sobre violência e sobre a campanha do desarmamento no Brasil

Dados sobre violência e sobre a campanha do desarmamento no Brasil Dados sobre violência e sobre a campanha do desarmamento no Brasil As armas de fogo mataram cerca de 266 mil brasileiros na década de 90 A taxa média é de 19,4 mortes por arma de fogo em 100 mil habitantes.

Leia mais

Milhas necessárias para um bilhete prêmio em Classe Gol Premium (somente ida) Campina Grande João Pessoa Brasília Goiânia

Milhas necessárias para um bilhete prêmio em Classe Gol Premium (somente ida) Campina Grande João Pessoa Brasília Goiânia Origem Destino Milhas necessárias para um bilhete prêmio em Classe Econômica (somente ida) Milhas necessárias para um bilhete prêmio em Classe Gol Premium (somente ida) Campina Grande João Pessoa Brasília

Leia mais

ANEXO I QUADRO DE VAGAS E LOCALIDADES

ANEXO I QUADRO DE VAGAS E LOCALIDADES ANEXO I QUADRO DE VAGAS E LOCALIDADES Referência: Vagas Provimento imediato de vagas e formação de Cadastro de Reserva. Vagas PD Vagas Reservadas para os candidatos Portadores de Deficiência. 1. Diretoria

Leia mais

Um diagnóstico de Porto Alegre em comparação aos municípios com mais de um milhão de habitantes

Um diagnóstico de Porto Alegre em comparação aos municípios com mais de um milhão de habitantes PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RS FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO, CONTABILIDADE E ECONOMIA SINDICATO DAS EMPRESAS DE SERVIÇOS CONTÁBEIS DO RS Convênio FACE/PUCRS e SESCON-RS Relatório 26 Um diagnóstico

Leia mais

INTENÇÃO DE USO DO 13º SALÁRIO PARA AS COMPRAS DO NATAL 2015

INTENÇÃO DE USO DO 13º SALÁRIO PARA AS COMPRAS DO NATAL 2015 INTENÇÃO DE USO DO 13º SALÁRIO PARA AS COMPRAS DO NATAL 2015 Novembro de 2015 Slide 1 METODOLOGIA Público alvo: residentes nas 27 capitais brasileiras, com idade igual ou superior a 18 anos, ambos os sexos

Leia mais

O Analfabetismo na cidade do Rio de Janeiro:

O Analfabetismo na cidade do Rio de Janeiro: ISSN 1984-7203 C O L E Ç Ã O E S T U D O S C A R I O C A S O Analfabetismo na cidade do Rio de Janeiro: 1991-2000 Nº 20020801 Agosto - 2002 Fernando Cavallieri, Márcia Frota Sigaud - IPP/Prefeitura da

Leia mais

ANEXO I QUADRO DE VAGAS E LOCALIDADES

ANEXO I QUADRO DE VAGAS E LOCALIDADES Referência: Vagas Provimento imediato de vagas e formação de Cadastro de Reserva. Vagas PD Vagas Reservadas para os candidatos Portadores de Deficiência. 1.Diretoria Regional Brasília e Administração Central

Leia mais

ATLAS DO DESENVOLVIMENTO HUMANO DA REGIÃO METROPOLITANA DE PORTO ALEGRE de dezembro 2014

ATLAS DO DESENVOLVIMENTO HUMANO DA REGIÃO METROPOLITANA DE PORTO ALEGRE de dezembro 2014 PORTO ALEGRE 24 8 de dezembro 24 PORTO ALEGRE 24 O Atlas do Desenvolvimento Humano das Regiões Metropolitanas foi elaborado em uma parceria Instituto de Pesquisas Econômicas Aplicadss- IPEA, Fundação João

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO Quantidade de graduandos e matriculados no periodo de 2006 a 205 por curso e polo. - UF/Polo Condicao Auditiva Total Ano de ingresso: 2006

Leia mais

VIGITEL Periodicidade: anual 2006 a 2011

VIGITEL Periodicidade: anual 2006 a 2011 VIGITEL 11 Sistema de Monitoramento de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas Não Transmissíveis por meio de Inquérito Telefônico Objetivos: Medir a prevalência de fatores de risco e proteção

Leia mais

Piores trechos por Unidade Federativa por número de acidentes

Piores trechos por Unidade Federativa por número de acidentes Piores trechos por Unidade Federativa por número de acidentes - 2015 Data: 18/05/2016 FILTROS: Veículos: Todos Valores: Absolutos Estado: Todos BR: Todas Piores trechos por Estado número de acidentes -

Leia mais

Capítulo 12. Precipitações nas capitais

Capítulo 12. Precipitações nas capitais Capítulo 12 Precipitações nas capitais 12-1 Capítulo 12- Precipitações nas capitais 12.1 Introdução Vamos mostrar as precipitações médias mensais das capitais no Brasil no período de 1961 a 1990 fornecidas

Leia mais

Capítulo 3 MOBILIDADE URBANA. Juciano Martins Rodrigues INTRODUÇÃO

Capítulo 3 MOBILIDADE URBANA. Juciano Martins Rodrigues INTRODUÇÃO Capítulo 3 MOBILIDADE URBANA Juciano Martins Rodrigues INTRODUÇÃO Segundo dados do Censo 2010, para chegar até seus locais de trabalho, aproximadamente 24,2 milhões de pessoas se deslocam diariamente nas

Leia mais

Cesta básica de Porto Alegre registra variação de 2,23% em julho

Cesta básica de Porto Alegre registra variação de 2,23% em julho Porto Alegre, 04 de agosto de 2017. Cesta básica de Porto Alegre registra variação de 2,23% em julho NOTA À IMPRENSA Em julho de 2017, a Cesta Básica de Porto Alegre calculada pelo DIEESE registrou variação

Leia mais

Capítulo 4 CONDIÇÕES AMBIENTAIS URBANAS. Michael Chetry Raquel de Lucena Oliveira INTRODUÇÃO

Capítulo 4 CONDIÇÕES AMBIENTAIS URBANAS. Michael Chetry Raquel de Lucena Oliveira INTRODUÇÃO Capítulo 4 CONDIÇÕES AMBIENTAIS URBANAS Michael Chetry Raquel de Lucena Oliveira INTRODUÇÃO No âmbito do estudo do Bem-Estar Urbano das principais regiões metropolitanas brasileiras, o presente capítulo

Leia mais

Custo da cesta básica diminuiu na maior parte das capitais pesquisadas

Custo da cesta básica diminuiu na maior parte das capitais pesquisadas 1 São Paulo, 5 de setembro de 2017 Custo da cesta básica diminuiu na maior parte das capitais pesquisadas NOTA À IMPRENSA Em agosto, o custo do conjunto de alimentos essenciais diminuiu em 21 das 24 cidades

Leia mais

Custo da cesta básica aumenta na maior parte das capitais do Brasil

Custo da cesta básica aumenta na maior parte das capitais do Brasil 1 São Paulo, 9 de setembro de 2016 NOTA À IMPRENSA Custo da cesta básica aumenta na maior parte das capitais do Brasil Em agosto, houve aumento no custo do conjunto de alimentos básicos em 18 das 27 capitais

Leia mais

Estimativas e Análises do PIB Regiões, Estados e Municípios. Boletim Técnico Gonçalves & Associados Edição 02 Setembro/2012.

Estimativas e Análises do PIB Regiões, Estados e Municípios. Boletim Técnico Gonçalves & Associados Edição 02 Setembro/2012. O Atual Potencial Econômico do Brasil Estimativas e Análises do PIB 2011 - Regiões, Estados e Municípios Boletim Técnico Gonçalves & Associados Edição 02 Setembro/2012 Edição 2009 www.goncalvesassociados.com

Leia mais

A transição urbana no Brasil

A transição urbana no Brasil A transição urbana no Brasil José Eustáquio Diniz Alves 1 A transição urbana é um fenômeno mundial, sendo que em 2008, pela primeira vez, a população mundial das cidades ultrapassou o contingente rural.

Leia mais

O PROCESSO DE URBANIZAÇÃO. Porto Alegre 2015

O PROCESSO DE URBANIZAÇÃO. Porto Alegre 2015 O PROCESSO DE URBANIZAÇÃO Porto Alegre 2015 INDUSTRIALIZAÇÃO NO CAMPO: IMPUSIONA A MODERNIZAÇÃO AGRÍCOLA, CONCENTRANDO TERRAS E DIMNUINDO A OFERTA DE POSTOS DE TRABALHOS REPULSÃO MIGRAÇÃO CAMPO-CIDADE

Leia mais

COMUNICADO DA PRESIDÊNCIA

COMUNICADO DA PRESIDÊNCIA Desigualdade e Pobreza no Brasil Metropolitano Durante a Crise Internacional: Primeiros COMUNICADO DA PRESIDÊNCIA Ipea - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada BRASIL Brasília, 4 de agosto de 2009 Brasil:

Leia mais

Custo da cesta básica sobe em 20 capitais

Custo da cesta básica sobe em 20 capitais 1 São Paulo, 6 de abril de 2017 NOTA À IMPRENSA Custo da cesta básica sobe em 20 capitais Em março, o custo do conjunto de alimentos essenciais aumentou em 20 das 27 capitais brasileiros, segundo dados

Leia mais

PANORAMA Observatórios Sistema Fiep

PANORAMA Observatórios Sistema Fiep PANORAMA ESCOPO Objetivo Traçar panorama sucinto sobre o município de tendo em vista questões sobre: Território Desenvolvimento Humano Educação Saúde Infraestrutura & Serviços Economia & Investimentos

Leia mais

Inserção internacional. Mudanças sócio-demográficas

Inserção internacional. Mudanças sócio-demográficas Inserção internacional Mudanças sócio-demográficas Islândia Inglaterra Oceano Atlântico França Espanha Itália ÁFRICA Essa região azul mais clara é a plataforma continental brasileira. Oceano Atlântico

Leia mais

Patrocínio Institucional Parceria Apoio

Patrocínio Institucional Parceria Apoio Patrocínio Institucional Parceria Apoio O Grupo AfroReggae é uma organização que luta pela transformação social e, através da cultura e da arte, desperta potencialidades artísticas que elevam a autoestima

Leia mais

Pesquisa Nacional VIA TELEFONE (URA) - JULHO!

Pesquisa Nacional VIA TELEFONE (URA) - JULHO! Pesquisa Nacional VIA TELEFONE (URA) - JULHO! 2 0 1 7! A pesquisa METODOLOGIA! A PESQUISA:! PERIODO! Dias: 11 a 25 de julho.!! AMOSTRA PROBABILISTICA! Total de chamadas respondidas: 10.063! Total de 37

Leia mais

Custo da cesta básica tem comportamento diferenciado nas capitais do país

Custo da cesta básica tem comportamento diferenciado nas capitais do país 1 São Paulo, 4 de agosto de 2017 NOTA À IMPRENSA Custo da cesta básica tem comportamento diferenciado nas capitais do país A variação do custo do conjunto de alimentos essenciais mostrou comportamento

Leia mais

Custo da cesta básica recua em 25 capitais

Custo da cesta básica recua em 25 capitais 1 São Paulo, 6 de dezembro de 2016 NOTA À IMPRENSA Custo da cesta básica recua em 25 capitais Em novembro, o custo do conjunto de alimentos básicos diminuiu em 25 das 27 capitais do Brasil, segundo dados

Leia mais

COPA DE Infraestrutura e Saneamento das Cidades-Sede. José Roberto Bernasconi. Presidente Sinaenco São Paulo. AESABESP FENASAN Agosto/2010

COPA DE Infraestrutura e Saneamento das Cidades-Sede. José Roberto Bernasconi. Presidente Sinaenco São Paulo. AESABESP FENASAN Agosto/2010 COPA DE 2014 Infraestrutura e Saneamento das Cidades-Sede José Roberto Bernasconi Presidente Sinaenco São Paulo AESABESP FENASAN Agosto/2010 As sedes Durante a Copa 2014, 64 jogos serão realizados, em

Leia mais

Pelo segundo mês consecutivo, feijão, manteiga e leite elevam o custo da cesta básica

Pelo segundo mês consecutivo, feijão, manteiga e leite elevam o custo da cesta básica 1 São Paulo, 04 de agosto de 2016 NOTA À IMPRENSA Pelo segundo mês consecutivo, feijão, manteiga e leite elevam o custo da cesta básica O custo do conjunto de alimentos básicos aumentou em 22 das 27 capitais

Leia mais

CONSUMO DE PRODUTOS DO FUTEBOL FALSIFICADOS x OFICIAIS. Setembro de 2016

CONSUMO DE PRODUTOS DO FUTEBOL FALSIFICADOS x OFICIAIS. Setembro de 2016 CONSUMO DE PRODUTOS DO FUTEBOL FALSIFICADOS x OFICIAIS Setembro de 2016 OBJETIVOS DO ESTUDO Analisar os hábitos de compra de produtos e serviços relativos ao consumo de produtos oficiais x falsificados.

Leia mais

Transformações socioeconômicas e gestão territorial: o caso do município de Boa Esperança PR

Transformações socioeconômicas e gestão territorial: o caso do município de Boa Esperança PR Planejamento e Gestão do Território Transformações socioeconômicas e gestão territorial: o caso do município de Boa Esperança PR Tatiane Teonila da Silva 1 Fábio Rodrigues da Costa 2 Resumo: A pesquisa

Leia mais

Subsídios à Formulação da Estratégia de Universalização do Acesso à Internet

Subsídios à Formulação da Estratégia de Universalização do Acesso à Internet Subsídios à Formulação da Estratégia de Universalização do Acesso à Internet Painel TELEBRASIL Brasília, 19 de Setembro de 2017 Mário Jorge Mendonça Alexandre Ywata Objetivo Objetivo: Auxiliar a Anatel

Leia mais

Conjuntura Econômica e Mercado Imobiliário. Celso Petrucci. Economista-Chefe do Secovi-SP

Conjuntura Econômica e Mercado Imobiliário. Celso Petrucci. Economista-Chefe do Secovi-SP Conjuntura Econômica e Mercado Imobiliário Celso Petrucci Economista-Chefe do Secovi-SP Entendendo o Mercado Imobiliário Leis 4.380 (BNH) e 4.591 (Incorporação Imobiliária) Pré - 1964 Mercado Desregulado

Leia mais

Janeiro Edição Nº 13

Janeiro Edição Nº 13 Janeiro 2017 - Edição Nº 13 1 GOVERNO DO ESTADO DO CEARÁ Camilo Sobreira de Santana Governador Maria Izolda Cela Vice Governadora SECRETARIO DO PLANEJAMENTO E GESTÃO - SEPLAG Francisco de Queiroz Maia

Leia mais

Cesta básica de Porto Alegre registra queda de 0,76% em maio

Cesta básica de Porto Alegre registra queda de 0,76% em maio Porto Alegre, 06 de junho de 2017. Cesta básica de Porto Alegre registra queda de 0,76% em maio NOTA À IMPRENSA Em maio de 2017, a Cesta Básica de Porto Alegre calculada pelo DIEESE registrou queda de

Leia mais

Marcas de alto renome da FIFA

Marcas de alto renome da FIFA s de alto renome da FIFA Reconhecido o alto renome das marcas, nos termos do art. 125 da LPI, e de acordo com o disposto no artigo 3º da lei n.º 12.663 de 05/06/2012 (Lei da Copa). Os efeitos deste reconhecimento

Leia mais

URBANIZAÇÃO BRASILEIRA

URBANIZAÇÃO BRASILEIRA URBANIZAÇÃO BRASILEIRA Urbanização é um conceito geográfico que representa o desenvolvimento das cidades. Neste processo, ocorre a construção de casas, prédios, redes de esgoto, ruas, avenidas, escolas,

Leia mais

Custo da cesta básica segue em queda nas capitais pesquisadas

Custo da cesta básica segue em queda nas capitais pesquisadas 1 São Paulo, 4 de outubro de 2017 Custo da cesta básica segue em queda nas capitais pesquisadas NOTA À IMPRENSA Em setembro, o custo do conjunto de alimentos essenciais apresentou queda em 20 das 21 cidades

Leia mais

Custo da cesta básica tem comportamento diversificado em outubro

Custo da cesta básica tem comportamento diversificado em outubro 1 São Paulo, 1º de novembro de 2017 Custo da cesta básica tem comportamento diversificado em outubro NOTA À IMPRENSA Em outubro, o custo do conjunto de alimentos essenciais apresentou queda em 11 das 21

Leia mais

BENEFICIÁRIOS DE PLANOS E SEGUROS PRIVADOS DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE E O IDHM BRASIL 2013

BENEFICIÁRIOS DE PLANOS E SEGUROS PRIVADOS DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE E O IDHM BRASIL 2013 BENEFICIÁRIOS DE PLANOS E SEGUROS PRIVADOS DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE E O IDHM BRASIL 2013 Boletim da Saúde Suplementar ed. especial outubro 2013 Apresentação A FenaSaúde Federação Nacional de Saúde Suplementar

Leia mais

Ainda predominam os aumentos para a cesta em janeiro

Ainda predominam os aumentos para a cesta em janeiro 1 São Paulo, 04 de fevereiro de 2011. NOTA À IMPRENSA Ainda predominam os aumentos para a cesta em janeiro No mês de janeiro, os preços dos produtos alimentícios essenciais ainda mantiveram comportamento

Leia mais

Imagem Institucional Fevereiro/2004

Imagem Institucional Fevereiro/2004 Imagem Institucional Recorte de notícias editado pela Assessoria de Imprensa Hospital Unimed Sorocaba Inaugura Nova Ala é destaque do mês Oretorno de imagem da Unimed do Brasil, medido com base na centimetragem

Leia mais

Caracterização do território

Caracterização do território Perfil do Município de Várzea Grande, MT 02/08/2013 - Pág 1 de 14 Caracterização do território Área 940,83 km² IDHM 2010 0,734 Faixa do IDHM Alto (IDHM entre 0,700 e 0,799) (Censo 2010) 252596 hab. Densidade

Leia mais

Você espera o melhor. A gente faz. Junho / 2015

Você espera o melhor. A gente faz. Junho / 2015 Você espera o melhor. A gente faz. Junho / 2015 SEÇÃO 1 Visão Geral da Companhia História de Empreendedorismo e Crescimento 2014 1993 Fundação com 16 carros 2008 PRIVATE EQUITY maior disciplina financeira

Leia mais

Pará. Tabela 1: Indicadores selecionados: mediana, 1º e 3º quartis nos municípios do estado do Pará (1991, 2000 e 2010)

Pará. Tabela 1: Indicadores selecionados: mediana, 1º e 3º quartis nos municípios do estado do Pará (1991, 2000 e 2010) Pará Em 21, no estado do Pará (PA) moravam 7,6 milhões de pessoas, onde uma discreta parcela (4,8%, 36,4 mil) tinha 65 ou mais anos de idade. O estado era composto de 143 municípios, dos quais 12 (8,4%)

Leia mais

Custo da cesta básica tem alta em 13 capitais e redução em 14

Custo da cesta básica tem alta em 13 capitais e redução em 14 1 São Paulo, 07 de novembro de 2016 Custo da cesta básica tem alta em 13 capitais e redução em 14 NOTA À IMPRENSA Em outubro, o custo do conjunto de alimentos básicos repetiu o comportamento diferenciado

Leia mais

Caracterização do território

Caracterização do território Perfil do Município de Chapada dos Guimarães, MT 01/08/2013 - Pág 1 de 14 Caracterização do território Área 5657,43 km² IDHM 2010 0,688 Faixa do IDHM Médio (IDHM entre 0,6 e 0,699) (Censo 2010) 17821 hab.

Leia mais

Custo da cesta básica recuou em 20 capitais

Custo da cesta básica recuou em 20 capitais 1 São Paulo, 6 de fevereiro de 2017 NOTA À IMPRENSA Custo da cesta básica recuou em 20 capitais Em janeiro, o custo do conjunto de alimentos essenciais diminuiu em 20 das 27 capitais do Brasil, segundo

Leia mais

Custo da cesta básica sobe em todas as capitais

Custo da cesta básica sobe em todas as capitais 1 São Paulo, 8 de maio de 2017 NOTA À IMPRENSA Custo da cesta básica sobe em todas as capitais Em abril, o custo do conjunto de alimentos essenciais aumentou nas 27 capitais brasileiras, segundo dados

Leia mais

Ind010311RM - Proporção da população servida por coleta de lixo, por ano, segundo região metropolitana e

Ind010311RM - Proporção da população servida por coleta de lixo, por ano, segundo região metropolitana e Ind0311RM Proporção da população servida por coleta de lixo, por ano, segundo região metropolitana e escolaridade Indicador Proporção da população servida por coleta de lixo. Descrição Proporção (%) da

Leia mais

Caracterização do território

Caracterização do território Perfil do Município de Santo Antônio do Leverger, MT 02/08/2013 - Pág 1 de 14 Caracterização do território Área 12301,06 km² IDHM 2010 0,656 Faixa do IDHM Médio (IDHM entre 0,6 e 0,699) (Censo 2010) 18463

Leia mais

Rio de Janeiro, 18/05/2017. Mercado de Trabalho Brasileiro 1º trimestre de 2017

Rio de Janeiro, 18/05/2017. Mercado de Trabalho Brasileiro 1º trimestre de 2017 1 Rio de Janeiro, 18/05/2017 Mercado de Trabalho Brasileiro estre de 2017 O B J P R I N C I P A L Produzir informações contínuas PNAD Contínua Produzir informações anuais E T I sobre a inserção da população

Leia mais

A COMPOSIÇÃO ESPACIAL DO PIB NAS METRÓPOLES BRASILEIRAS: 2009

A COMPOSIÇÃO ESPACIAL DO PIB NAS METRÓPOLES BRASILEIRAS: 2009 A COMPOSIÇÃO ESPACIAL DO PIB NAS METRÓPOLES BRASILEIRAS: 2009 O FOSSO ENTRE O PIB DO DF E DO ENTORNO METROPOLITANO EVOLUÇÃO DA PARTICIPAÇÃO DAS REGIÕES METROPOLITANAS NO PRODUTO INTERNO BRUTO (PIB) BRASILEIRO

Leia mais

CONTRATAÇÃO DE EMPRESAS PARA LIMPAR NOME

CONTRATAÇÃO DE EMPRESAS PARA LIMPAR NOME CONTRATAÇÃO DE EMPRESAS PARA LIMPAR NOME Fevereiro de 2015 Slide 1 OBJETIVOS DO ESTUDO Compreender motivos e resultados na recuperação de crédito por meio da contratação de empresas para limpar o nome.

Leia mais

Capítulo 2 ÍNDICE DE BEM-ESTAR URBANO. Marcelo Gomes Ribeiro INTRODUÇÃO IBEU DAS REGIÕES METROPOLITANAS

Capítulo 2 ÍNDICE DE BEM-ESTAR URBANO. Marcelo Gomes Ribeiro INTRODUÇÃO IBEU DAS REGIÕES METROPOLITANAS Capítulo 2 ÍNDICE DE BEM-ESTAR URBANO Marcelo Gomes Ribeiro INTRODUÇÃO O objetivo deste capítulo é analisar comparativamente o Índice de Bem-Estar Urbano (IBEU) das principais regiões metropolitanas brasileiras.

Leia mais

Migração Intrametropolitana: um estudo comparativo entre as Regiões Metropolitanas do Nordeste (Fortaleza, Recife e Salvador)

Migração Intrametropolitana: um estudo comparativo entre as Regiões Metropolitanas do Nordeste (Fortaleza, Recife e Salvador) Migração Intrametropolitana: um estudo comparativo entre as Regiões Metropolitanas do Nordeste (Fortaleza, Recife e Salvador) Palavras-chave: Migração; Intrametropolitana; Região Metropolitana de Fortaleza;

Leia mais

Caracterização do território

Caracterização do território Perfil do Município de Feliz Natal, MT 01/08/2013 - Pág 1 de 14 Caracterização do território Área 11491,38 km² IDHM 2010 0,692 Faixa do IDHM Médio (IDHM entre 0,6 e 0,699) (Censo 2010) 10933 hab. Densidade

Leia mais

Comportamento dos brasileiros para preparação da aposentadoria

Comportamento dos brasileiros para preparação da aposentadoria Comportamento dos brasileiros para preparação da aposentadoria Janeiro de 2015 Slide 1 METODOLOGIA Público alvo: residentes nas 27 capitais brasileiras, com idade igual ou superior a 18 anos, ambos os

Leia mais

e as Grandes Cidades

e as Grandes Cidades e as Grandes Cidades CONSIDERAÇÕES INICIAIS Considerações Iniciais ATENDIMENTO AOS MÚLTIPLOS USOS BIOSFERA ANTROPOSFERA VIDA fonte ÁGUA vetor DESENVOLVIMENTO Considerações Iniciais O desenvolvimento afeta

Leia mais

Caracterização do território

Caracterização do território Perfil do Município de Belém, AL 13/01/2014 - Pág 1 de 14 Report a map error Caracterização do território Área 48,36 km² IDHM 2010 0,593 Faixa do IDHM Baixo (IDHM entre 0,5 e 0,599) (Censo 2010) 4551 hab.

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ INSTITUTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO CURSO DE BACHARELADO EM ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ INSTITUTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO CURSO DE BACHARELADO EM ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA 1 UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ INSTITUTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO CURSO DE BACHARELADO EM ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA AMANDA GABRIELLE MARQUES CAJAZEIRAS GESTÃO GOVERNAMENTAL:

Leia mais

Custo da Cesta Básica tem comportamento diferenciado nas capitais pesquisadas

Custo da Cesta Básica tem comportamento diferenciado nas capitais pesquisadas 1 São Paulo, 06 de outubro de 2016 NOTA À IMPRENSA Custo da Cesta Básica tem comportamento diferenciado nas capitais pesquisadas Em setembro, o custo do conjunto de alimentos básicos apresentou comportamento

Leia mais

Rio de Janeiro, 22/11/2016. Mercado de Trabalho Brasileiro 3º trimestre de 2016

Rio de Janeiro, 22/11/2016. Mercado de Trabalho Brasileiro 3º trimestre de 2016 1 Rio de Janeiro, 22/11/2016 Mercado de Trabalho Brasileiro 3º trimestre de 2016 O B J P R I N C I P A L Produzir informações contínuas PNAD Contínua Produzir informações anuais E T I sobre a inserção

Leia mais

SITUAÇÃO DA MOBILIDADE URBANA DO PAÍS: COMO EVOLUIR?

SITUAÇÃO DA MOBILIDADE URBANA DO PAÍS: COMO EVOLUIR? SITUAÇÃO DA MOBILIDADE URBANA DO PAÍS: COMO EVOLUIR? Mobilidade Urbana Tema que afeta toda população e reduz a qualidade de vida nas cidades Frota de veículos nas metrópoles teve crescimento médio de 77%

Leia mais

20ª Semana de Tecnologia Metroferroviária. O BNDES e a Mobilidade Urbana. Setembro/2014

20ª Semana de Tecnologia Metroferroviária. O BNDES e a Mobilidade Urbana. Setembro/2014 20ª Semana de Tecnologia Metroferroviária O BNDES e a Mobilidade Urbana Setembro/2014 Contextualização A taxa de motorização no Brasil cresceu de 14 carros / 100 habitantes em 2001 para 26 carros / 100

Leia mais

Cesta básica de Porto Alegre registra queda de 2,14% em dezembro

Cesta básica de Porto Alegre registra queda de 2,14% em dezembro Porto Alegre, 04 de janeiro de 2017 Cesta básica de Porto Alegre registra queda de 2,14% em dezembro NOTA À IMPRENSA Em dezembro de 2016, a Cesta Básica de Porto Alegre calculada pelo DIEESE registrou

Leia mais

CONSUMO DE SEGUROS PELA INTERNET

CONSUMO DE SEGUROS PELA INTERNET CONSUMO DE SEGUROS PELA INTERNET Janeiro de 2015 Slide 1 OBJETIVOS DO ESTUDO Traçar o perfil dos consumidores virtuais; Mapear os principais produtos e serviços comprados virtualmente considerando: Ticket

Leia mais

Caracterização do território

Caracterização do território Perfil do Município de Curitiba, PR 08/07/2014 - Pág 1 de 14 Report a map error Caracterização do território Área 437,42 km² IDHM 2010 0,823 Faixa do IDHM Muito Alto (IDHM entre 0,8 e 1) (Censo 2010) 1751907

Leia mais

Estudo Estratégico n o 5. Desenvolvimento socioeconômico na metrópole e no interior do Rio de Janeiro Adriana Fontes Valéria Pero Camila Ferraz

Estudo Estratégico n o 5. Desenvolvimento socioeconômico na metrópole e no interior do Rio de Janeiro Adriana Fontes Valéria Pero Camila Ferraz Estudo Estratégico n o 5 Desenvolvimento socioeconômico na metrópole e no interior do Rio de Janeiro Adriana Fontes Valéria Pero Camila Ferraz PANORAMA GERAL ERJ é o estado mais urbano e metropolitano

Leia mais

Indicadores da Cidade de Caxias do Sul/RS

Indicadores da Cidade de Caxias do Sul/RS 1. COMPARATIVO DO ÍNDICE DE GINI DA RENDA DOMICILIAR PER CAPITA DA CIDADE DE CAXIAS DO SUL COM O RIO GRANDE DO SUL E BRASIL. Elaboração: Observa Serra http://fsg.br/pesquisa-extensao/observa-serra/indicadores

Leia mais

Caracterização do território

Caracterização do território Perfil do Município de São Luís do Quitunde, AL 14/01/2014 - Pág 1 de 14 Report a map error Caracterização do território Área 406,14 km² IDHM 2010 0,536 Faixa do IDHM Baixo (IDHM entre 0,5 e 0,599) (Censo

Leia mais

Panorama do Mercado Imobiliário

Panorama do Mercado Imobiliário Panorama do Mercado Imobiliário Celso Petrucci Economista-Chefe do Secovi-SP Entendendo o Mercado Imobiliário Leis 4.380 (BNH) e 4.591 (Incorporação Imobiliária) Extinção do BNH Pré- 1964 1964 1966 1986

Leia mais

MOBILIDADE URBANA. Mauricio Muniz Barretto de Carvalho Secretário do PAC

MOBILIDADE URBANA. Mauricio Muniz Barretto de Carvalho Secretário do PAC MOBILIDADE URBANA Mauricio Muniz Barretto de Carvalho Secretário do PAC O QUE O GOVERNO FEDERAL JÁ FEZ Sanção da Política Nacional de Mobilidade Urbana (Lei 12.587/2012) Desoneração das tarifas do transporte

Leia mais