3 INDICADORES SOCIAIS

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "3 INDICADORES SOCIAIS"

Transcrição

1 3 INDICADORES SOCIAIS Investigar o estágio de desenvolvimento de uma sociedade é uma tarefa extremamente desafiante, visto a inexistência de um indicador absoluto, consensual, inquestionável. Medir qualidade de vida talvez seja um dos maiores desafios dos estudiosos das ciências sociais, pela própria subjetividade intrínseca. Até o início dos anos 90 do século passado, o PIB per capita era o indicador mais utilizado para cumprir essa função. Todavia, se sabe que este indicador simplesmente é a expressão do quociente do total da produção de bens e serviços pelo número de habitantes, portanto uma média produtiva, quantitativa, longe de ser qualitativa e, a partir daí, se constituir em um indicador social. Objetivando avançar no tema, o economista paquistanês Mahbub ul Haq, com a colaboração do economista indiano Amartya Sen, ganhador do Prêmio Nobel de Economia de 1998, desenvolveu o IDH Índice de Desenvolvimento Humano, indicador utilizado pelo PNUD Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento para tentar comparar o desenvolvimento entre nações. O Índice de Desenvolvimento Humano é uma média aritmética de três indicadores: educação: taxas de alfabetização e escolarização; saúde: expectativa de vida da população; e, renda: PIB per capita. Portanto, o IDH, apesar de seus avanços em relação ao PIB per capita, padroniza dimensões diferentes e também não se constitui em um indicador definitivo para medir o desenvolvimento. "Devo reconhecer que não via no início muito mérito no IDH em si, embora tivesse tido o privilégio de ajudar a idealizá-lo. A princípio, demonstrei bastante ceticismo ao criador do Relatório de Desenvolvimento Humano, Mahbub ul Haq, sobre a tentativa de focalizar, em um índice bruto deste tipo Indicadores Sociais 37

2 - apenas um número -, a realidade complexa do desenvolvimento e da privação humanos. (...) Mas, após a primeira hesitação, Mahbub convenceuse de que a hegemonia do PIB (índice demasiadamente utilizado e valorizado que ele queria suplantar) não seria quebrada por nenhum conjunto de tabelas. As pessoas olhariam para elas com respeito, disse ele, mas quando chegasse a hora de utilizar uma medida sucinta de desenvolvimento, recorreriam ao pouco atraente PIB, pois apesar de bruto era conveniente. (...) Devo admitir que Mahbub entendeu isso muito bem. E estou muito contente por não termos conseguido desviá-lo de sua busca por uma medida crua. Mediante a utilização habilidosa do poder de atração do IDH, Mahbub conseguiu que os leitores se interessassem pela grande categoria de tabelas sistemáticas e pelas análises críticas detalhadas que fazem parte do Relatório de Desenvolvimento Humano." (SEN, 1999) 1. Na mesma direção outros indicadores foram desenvolvidos, como no Brasil o IDH- M Índice de Desenvolvimento Humano Municipal, o IDESE Índice de Desenvolvimento Socioeconômico, o IFDM Índice FIRJAN de Desenvolvimento Municipal, sem, contudo, ainda permitir uma leitura definitiva. A dificuldade reside na complexidade de variáveis envoltas em um sistema extremamente caótico, onde a subjetividade pessoal senta no trono e governa. Um indicador representa uma média do conjunto da população, portanto não espelha realidades individuais. Também, a felicidade humana não deve ser vista como um ponto estático no espaço e no tempo, mas como estágios no espaço e no tempo, ou melhor, não deve ser considerada como sendo um destino e, sim como uma viagem. Assim, neste capítulo, se objetiva simplesmente apresentar alguns dos diversos indicadores disponíveis sobre o município de Ijuí, relacionando-os com o Estado do Rio Grande do Sul, para efeitos de comparabilidade PRODUTO INTERNO BRUTO PER CAPITA Conforme referenciado o PIB per capita é um indicador quantitativo da produção de bens e serviços em âmbito local. É uma média absoluta encontrada no quociente do total 1 Amartya Sen, Prêmio Nobel da Economia em 1998, no prefácio do Relatório de Desenvolvimento Humano RDH de 1999 do PNUD Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento. Indicadores Sociais 38

3 da produção pelo número de habitantes. Seu limite é que não traz em seu bojo nenhum componente qualitativo de distribuição da riqueza gerada. Entretanto, sua grande contribuição é a de indicar, por habitante, que quanto maior a geração de riqueza maior é a transformação de fatores de produção em âmbito local, o que aponta para um maior dinamismo da economia, com reflexos no conjunto da sociedade. A dimensão per capita permite comparabilidade com outras economias. Isto posto, verificamos a evolução do PIB per capita no município e no Estado do Rio Grande do Sul, em valores correntes, no período , conforme gráfico a seguir. Gráfico 3.1 Evolução do PIB per capita em Ijuí e no RS, no período de 1996 e 2005 Gráfico Evolução do PIB pc em Ijuí e no RS, no período Em R$ anos Fonte: FEE/Centro de Informações Estatísticas/Núcleo de Contabilidade Social. Ijuí RS É de fácil identificação que a geração de riqueza local não acompanhou a média gaúcha em termos per capita no período destacado, salvo no ano de 2003, que apresentou um PIB pc de R$ ,00, contra respectivos R$ ,00 do Estado. Da mesma forma, é inegável que os indicadores de Ijuí mostram recuperação no início do século, apesar de diminuir o ímpeto em 2004 e Indicadores Sociais 39

4 Como aqui ainda não se objetiva discutir a evolução da produção de bens e serviços, se restringe a análise na indicação de que a riqueza gerada per capita de Ijuí é inferior a correspondente riqueza gerada no Estado. Isto indica, em termos relativos, que o município tem problemas de geração de renda, que podem se refletir na qualidade de vida de sua população. 3.2 IDH-M ÍNDICE DE DESENVOLVIMENTO HUMANO MUNICIPAL O Índice de Desenvolvimento Humano Municipal - IDH-M, calculado a partir dos dados censitários do IBGE, é um indicador baseado na metodologia de cálculo do Índice de Desenvolvimento Humano - IDH do PNUD, com as dimensões de educação, longevidade e renda preservadas, apesar das variáveis de coleta serem diferenciadas, para melhor atender as necessidades locais. Assim, para a avaliação da dimensão da renda, o critério usado é a renda municipal per capita, ou seja, a renda média de cada residente no município, diferentemente do PIB per capita do IDH do PNUD. Esta renda é calculada a partir da soma da renda familiar indicada nos questionários dos censos e dividida pelo número de habitantes. Na dimensão da educação, a taxa de alfabetização de pessoas acima de 15 anos recebe peso 2,0 e a taxa de freqüência à escola o peso 1,0, esta indicada pelo quociente do somatório de pessoas, independentemente da idade, que freqüentam o ensino fundamental, médio e superior, com a população da faixa etária de 07 a 22 anos. Já na dimensão da longevidade, o IDH - M não difere no IDH, apontando o número médio que uma pessoa nascida no local tem de expectativa de vida. Este indicador procura sintetizar as condições de saúde do município, a partir do indicativo de que quanto menos mortes houver maior a longevidade. Estas três dimensões recebem cada qual seu índice específico, que somados e divididos por três, ou seja, a média aritmética define o IDH M, que varia de zero a um. Quanto mais próximo de um, maior será o desenvolvimento humano daquela sociedade: Indicadores Sociais 40

5 até 0,499 baixo; de 0,500 até 0,799 médio; e, acima de 0,800 alto desenvolvimento humano. Conforme já referenciado, o cálculo se dá a partir de informações censitárias, portanto, as últimas duas apresentações do IDH M são de 1991 e O quadro 3.1, abaixo, mostra a evolução do município nestes anos. Quadro 3.1: Evolução do IDH-M de Ijuí, nos anos censitários de 1991 e Anos\Descrição IDH - M IDHM-Renda IDHM - Longevidade IDHM - Educação ,748 0,676 0,720 0, ,803 0,742 0,742 0,926 Fonte: IBGE / PNUD. Os dados apontam para uma melhor nos índices de 1991 para 2000 em todas as dimensões, porém o desempenho de suplantar a barreira dos 0,800 considerado como de alto desenvolvimento só foi possível pelo alto índice alcançado pela educação, que registrou 0,926 no último ano censitário. As dimensões da renda e da longevidade se igualam em um índice de 0,742, apontando para médio desenvolvimento. No primeiro já se tinha indicativos do PIB pc e no segundo, por ser um pólo regional de saúde, talvez tenha seu desempenho comprometido pela forma de registro de óbitos. Para melhor leitura do quadro, se buscou mapas que identificam os índices por dimensão dos municípios no Estado do Rio Grande do Sul, para efeitos de comparabilidade. O mapa 3.1 mostra o IDH-M dos municípios gaúchos, com o destaque para Ijuí. Indicadores Sociais 41

6 Mapa 3.1- Índice de Desenvolvimento Humano Municipal por município no Estado do Rio Grande do Sul, no ano de Fonte: PNUD/IPEA/FJP, elaborado por SCP/DEPLAN 05/2004. Conforme apontado, a média gaúcha supera a respectiva média nacional em 2000, 0,814 contra 0,766, respectivamente. Apesar do bom desempenho médio estadual, se verifica que o mapa se traduz em um mosaico em função das diferentes colorações indicativas de desenvolvimento humano. Ijuí, na relação com os outros municípios fica em posição destacada, não atingindo apenas o último estágio, ocupado pelos municípios mais populosos da Grande Porto Alegre e Grande Caxias. Para tentar entender este dimensionamento se abre mapas com as três dimensões do IDH-M. Indicadores Sociais 42

7 Mapa 3.2- Índice de Desenvolvimento Humano Municipal Bloco Educação, por município no Estado do Rio Grande do Sul, no ano de Fonte: PNUD/IPEA/FJP, elaborado por SCP/DEPLAN 05/2004. No bloco da Educação, já se apontava para o desempenho diferenciado do Município, aqui comprovado pela posição relativa de destaque em relação aos outros municípios gaúchos. Como o Rio Grande do Sul, 0,904, também supera a média nacional, 0,849, o recorte municipal, 0,926, merece ainda maior epígrafe. No tocante a dimensão longevidade, conforme disposto no próximo mapa, se verifica que Ijuí, com IDH-M de 0,742 em 2000, embora supere a média nacional de 0,727, fica bem aquém do correspondente estadual, de 0,785. Indicadores Sociais 43

8 Mapa 3.3- Índice de Desenvolvimento Humano Municipal Bloco Longevidade, por município no Estado do Rio Grande do Sul, no ano de Fonte: PNUD/IPEA/FJP, elaborado por SCP/DEPLAN 05/2004. Conforme referenciado, o município é um pólo regional de saúde, com diversas especializações de ponta na área, o que implica em receber diariamente caravanas de pacientes da região. Isto pode indicar que alguns registros de óbito sejam computados no município, distorcendo a composição do índice. Por fim, o próximo mapa apresenta o comportamento do IDH-M Renda para os municípios do Estado do Rio Grande do Sul. Da mesma forma ao anterior, Ijuí com 0,742, supera a média nacional com 0,723, mas não alcança a média gaúcha, de 0,754, apesar de estar com coloração indicativa de desempenho superior. Indicadores Sociais 44

9 Mapa 3.4- Índice de Desenvolvimento Humano Municipal Bloco Renda, por município no Estado do Rio Grande do Sul, no ano de Fonte: PNUD/IPEA/FJP, elaborado por SCP/DEPLAN 05/2004. Em suma, pelo IDH-M o município é considerado de alto desenvolvimento, com seu desempenho relativo maximizado pela educação e minimizado pela longevidade e renda, com as ressalvas pertinentes ÍNDICE DE DESENVOLVIMENTO SOCIOECONÔMICO IDESE Por sua vez, o Índice de Desenvolvimento Socioeconômico IDESE foi criado pela Fundação de Economia e Estatística Siegfried Emanuel Heuser FEE, para mapear os municípios do Estado do Rio Grande do Sul, a partir de uma série mais atualizada. O Indicadores Sociais 45

10 IDESE se referencia na estrutura do IDH, porém com quatro dimensões: Educação, Renda, Saúde e, como diferencial, Saneamento e Domicílios, conforme metodologia de cálculo reproduzida abaixo: Quadro 3.2: Blocos do IDESE, índices componentes de cada bloco, pesos dos índices nos blocos e no IDESE, limites dos índices e fontes dos dados brutos Blocos Índices Peso no Bloco Peso no Idese Limite Inferior Limite Superior Fontes dos Dados Brutos Educação Renda Taxa de abandono no ensino fundamental 0,25 0, % 0% Taxa de reprovação no ensino fundamental 0,2 0,05 100% 0% Taxa de atendimento no ensino médio 0,2 0,05 100% 0% Taxa de analfabetismo de pessoas de 15 anos e mais de idade 0,35 0, % 0% Geração de renda - PIBpc 0,5 0, ($ ppp) ($ ppp) FEE. Apropriação de renda - VABpc do comércio, alojamento e alimentação 0,5 0,125 11,22 ($ ppp) 4.486,64 ($ ppp) FEE Edudata do INEP, Ministério da Educação Edudata do INEP, Ministério da Educação Censo Demográfico 2000 do IBGE; Edudata do INEP, Ministério da Educação; FEE Censo Demográfico 2000 e PNAD do IBGE Condições de Saneamento e Domicílio Saúde Percentual de domicílios abastecidos com água: rede geral 0,5 0,125 0% 100% Percentual de domicílios atendidos com esgoto sanitário: rede geral de esgoto ou pluvial 0,4 0,1 0% 100% Média de moradores por domicílio 0,1 0,025 6 moradores 1 morador Percentual de crianças com baixo peso ao nascer 0,33 0, % 4% Censo Demográfico 2000 do IBGE Censo Demográfico 2000 do IBGE Censo Demográfico 2000 e PNAD do IBGE;FEE DATASUS do Ministério da Saúde. Taxa de mortalidade de menores de 5 anos 0,33 0, por mil 4 por mil Esperança de vida ao nascer 0,33 0, anos 85 anos Fonte: FEE Fundação de Economia e Estatística. DATASUS do Ministério da Saúde. IDHM 2000 do PNUD, IPEA e Fundação João Pinheiro Como no IDH, o IDESE é fruto da média aritmética dos quatro blocos e também são classificados como: de até 0,499 baixo desenvolvimento; de 0,500 até 0,799 médio desenvolvimento; e, acima de 0,800 alto desenvolvimento socioeconômico. A partir desta metodologia, os índices para o município de Ijuí estão apontados no quadro 3.3, a seguir: Indicadores Sociais 46

11 Quadro 3.3: Evolução do IDESE, total por bloco, de Ijuí e sua ordem no Estado do RS, nos anos censitários de 1991 e 2000 e do período Educação Renda Saneam. e Domic. Saúde IDESE Anos Índice Ordem Índice Ordem Índice Ordem Índice Ordem Índice Ordem ,785 46º 0,729 26º 0,425 51º 0, º 0,696 29º ,869 58º 0,771 45º 0,611 39º 0, º 0,768 30º ,878 53º 0,818 16º 0,631 31º 0, º 0,788 13º ,883 63º 0,804 28º 0,633 30º 0, º 0,789 13º ,898 40º 0,834 38º 0,634 30º 0, º 0,800 10º ,898 44º 0,828 36º 0,635 29º 0, º 0,798 11º ,899 37º 0,810 23º 0,636 29º 0, º 0,797 9º Fonte: FEE Fundação de Economia e Estatística. No IDESE Educação, que associa dados do censo de 2000 com dados mais atualizados do INEP / MEC, o município obtém seu melhor desempenho no ano de 2005, quando atinge a trigésima sétima colocação no Estado, certamente pela variação positiva dos números do Ministério da Educação e Cultura. Nos anos censitários, apresentou índices respectivos de 0,785 e de 0,869, 46ª e 58 ª posições. No período , sempre se apresentou como de alto desenvolvimento socioeconômico. O município de Ijuí é beneficiado por sua estrutura produtiva 2 no IDESE Renda, visto que este índice é calculado, com igual peso, a partir do PIB per capita e do Valor Agregado Bruto per capita VAB pc do comércio, alojamento e alimentação. Assim, no ano de 2005, ocupa a 23 ª colocação no Estado, com 0,810, indicador de alto desenvolvimento socioeconômico. Sua melhor posição, a 16ª, se deu em 2001, embora seu melhor índice tenha sido em 2003, 0,834. A inclusão do saneamento básico no IDESE, a partir das residências abastecidas com água, como das atendidas com esgoto sanitário, além da média de moradores por domicílio, com dados do censo de 2000 e esta última atualizado pela Pesquisa Nacional de Amostra a Domicílios PNAD é uma das novidades trazidas pela FEE. Assim, no IDESE Saneamento e Domicílios o município aparece, em 2005, na 29ª posição, sua melhor marca no período destacado com 0,636, índice considerado de médio desenvolvimento socioeconômico. 2 Ijuí tem sua estrutura produtiva alicerçada no Setor Terciário, se constituindo em um pólo regional de comércio e serviços, o que pode ser verificado mais especificamente nos dois capítulos seguintes. Indicadores Sociais 47

12 Já no IDESE Saúde, mais uma vez se aponta para as possíveis distorções pela forma de registro de crianças com baixo peso ao nascer, da taxa de mortalidade de menores de 5 anos e da esperança de vida ao nascer, que podem prejudicar os municípios considerados receptivos regionais de pacientes. Mesmo assim, apresenta um índice de 0,844 em 2005, considerado de alto desenvolvimento, apesar da 346ª posição no Estado. Seu melhor desempenho foi no ano de 1991, com índice de 0,847 e com a 154ª colocação estadual. A média aritmética destes quatro grandes blocos, estruturados com as respectivas ponderações a partir de 12 indicadores, compõe o IDESE total, em que o município com 0,797 se apresenta na 9ª posição estadual em 2005, seu melhor posicionamento relativo, embora não tenha atingido o índice de 0,800 de Vale repetir que os indicadores não podem ser vistos como definitivos em si próprios, propiciando melhor leitura se observados no conjunto, cada qual com sua especificidade. O índice, a partir de sua composição matemática, é válido para efeito de comparabilidade e, assim, deve ser interpretado ÍNDICE FIRJAN DE DESENVOLVIMENTO MUNICIPAL IFDM O Índice FIRJAN de Desenvolvimento Municipal IFDM, calculado pela Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro, é mais um indicador inspirado no IDH, que busca medir o estágio de desenvolvimento dos municípios brasileiros. A diferença metodológica reside na média aritmética de três grandes blocos, que também variam de zero a um: emprego e renda - ao invés do PIB pc, utiliza a geração de vagas formais e salários médios de até três mínimos; saúde - consultas pré-natal, óbitos por causas mal definidas e mortes infantis evitáveis no lugar da longevidade; e, educação - trabalha com educação infantil, taxa de abandono escolar, distorção idade/série, qualificação dos professores, desempenho das escolas no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica IDEB Indicadores Sociais 48

13 Neste contexto, o quadro seguinte apresenta os dados do FIRJAN, para o ano de 2005, do município de Ijuí e do Estado do Rio Grande do Sul, além da mediana, do máximo e do mínimo estadual. Quadro 3.4: Índice FIRJAN de Desenvolvimento Municipal, total e por bloco, de Ijuí e do RS, com mediana, máximo e mínimo estadual, no ano de Descrição Rio Grande do Sul Mediana RS Máximo RS Mínimo RS Ijuí Emprego & IFDM Renda Educação Saúde 0,7329 0,6885 0,6852 0,8252 0,6570 0,4696 0,6625 0,8403 0,8725 0,8848 0,8683 0,9983 0,5049 0,1972 0,3720 0,5985 0,7367 0,6689 0,7547 0,7864 Fonte: Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro. Segundo o Sistema FIRJAN, em 2005, Ijuí ocupou o 645ª e 56ª, respectivamente, no ranking nacional e estadual. Apresentou um índice geral de 0,7367, pouco superior ao correspondente gaúcho de 0,7329, que teve como indicador máximo 0,8725 e mínimo de 0,5049. Por bloco, o melhor desempenho se dá na saúde com 0,7864, sem contudo alcançar o índice gaúcho de 0,8252. Somente na educação o município supera o índice estadual, 0,7547 contra correspondentes 0,6852. No emprego e renda a sua performance mais tímida, 0,6689 contra 0,6885 do Estado. Portanto, no FIRJAN em nenhum dos recortes, Ijuí atinge a barreira de 0,800, índice de alto desenvolvimento. Assim, por fim, os indicadores, embora com metodologias distintas, permitem apontar: o destaque municipal na área de educação; a oportunidade para questionar os registros na área da saúde; a necessidade de investimentos em saneamento; e, as carências na produção, emprego e renda, que ora se torna foco da investigação. Indicadores Sociais 49

OBSERVATÓRIO DO DESENVOLVIMENTO REGIONAL BANCO DE DADOS REGIONAL. Eixo temático: Indicadores Sociais 1. Variável: IDESE

OBSERVATÓRIO DO DESENVOLVIMENTO REGIONAL BANCO DE DADOS REGIONAL. Eixo temático: Indicadores Sociais 1. Variável: IDESE OBSERVATÓRIO DO DESENVOLVIMENTO REGIONAL BANCO DE DADOS REGIONAL Eixo temático: Indicadores Sociais 1 Variável: IDESE O Idese (Índice de Desenvolvimento Sócio-Econômico) é um índice sintético, inspirado

Leia mais

Entenda o que é IDH Secretaria de Saúde Pública do Pará

Entenda o que é IDH Secretaria de Saúde Pública do Pará Entenda o que é IDH Secretaria de Saúde Pública do Pará O Índice de Desenvolvimento Humano (IDH), divulgado pela ONU, parte do pressuposto de que para aferir o avanço de uma população não se deve considerar

Leia mais

Tema: Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) Professor: Jonathan Kreutzfeld

Tema: Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) Professor: Jonathan Kreutzfeld Tema: Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) Professor: Jonathan Kreutzfeld O que é IDH? O Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) é uma medida comparativa de renda, escolaridade e longevidade para os diversos

Leia mais

Desenvolvimento e Subdesenvolvimento: O que é preciso saber para começar entender?

Desenvolvimento e Subdesenvolvimento: O que é preciso saber para começar entender? Desenvolvimento e Subdesenvolvimento: O que é preciso saber para começar entender? PIB - Produto Interno Bruto. Ele representa o montante de todas as riquezas do país, quanto maior o PIB, mais alto o nível

Leia mais

Novo Atlas do Desenvolvimento Humano no Brasil

Novo Atlas do Desenvolvimento Humano no Brasil Entenda o cálculo do IDH Municipal (IDH-M) e saiba quais os indicadores usados O Índice de Desenvolvimento Humano foi criado originalmente para medir o nível de desenvolvimento humano dos países a partir

Leia mais

11,01 0,663 0,746 80.284 R$ 33.732,89 R$ 583,83

11,01 0,663 0,746 80.284 R$ 33.732,89 R$ 583,83 Mapa Social Santa Margarida do Sul Documento gerado em 18/06/2015 às 11:01:29 População Censitária () 2.352 População Residente Urbana () 552 População Residente Rural () 1.800 Quantidade de Eleitores

Leia mais

Situação do Domicílio Abs. % Abs. % Total 16.938 100 10.444.526 100 Urbano 4.808 28,39 8.912.692 85,33 Rural 12.130 71,61 1.531.

Situação do Domicílio Abs. % Abs. % Total 16.938 100 10.444.526 100 Urbano 4.808 28,39 8.912.692 85,33 Rural 12.130 71,61 1.531. População segundo a Distribuição de Domicílios 2010 Situação do Domicílio Abs. % Abs. % Total 16.938 100 10.444.526 100 Urbano 4.808 28,39 8.912.692 85,33 Rural 12.130 71,61 1.531.834 14,66 FONTE: IPARDES/IBGE

Leia mais

INDICADORES DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E SOCIAL: SIGNIFICADO E IMPORTÂNCIA PARA A GESTÃO PÚBLICA

INDICADORES DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E SOCIAL: SIGNIFICADO E IMPORTÂNCIA PARA A GESTÃO PÚBLICA INDICADORES DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E SOCIAL: SIGNIFICADO E IMPORTÂNCIA PARA A GESTÃO PÚBLICA Silvio A. F. Cario Prof. dos Cursos de Graduação e Pós-Graduação em Economia e Administração da Universidade

Leia mais

TERESINA ÍNDICE DE DESENVOLVIMENTO HUMANO

TERESINA ÍNDICE DE DESENVOLVIMENTO HUMANO TERESINA ÍNDICE DE DESENVOLVIMENTO HUMANO Teresina (PI), Setembro 2014 1 ÍNDICE DE DESENVOLVIMENTO HUMANO (IDH-m) As informações deste estudo são extraídas do site do Programa das Nações Unidas - PNUD,

Leia mais

Índice de Desenvolvimento Socioeconômico e pobreza extrema: um cenário para os municípios gaúchos. Ely José de Mattos. Marcos Vinicio Winck Junior

Índice de Desenvolvimento Socioeconômico e pobreza extrema: um cenário para os municípios gaúchos. Ely José de Mattos. Marcos Vinicio Winck Junior Índice de Desenvolvimento Socioeconômico e pobreza extrema: um cenário para os municípios gaúchos Ely José de Mattos Pesquisador FEE, Professor do curso de Economia da PUCRS, Doutorando em Economia da

Leia mais

FAQ - Perguntas Frequentes

FAQ - Perguntas Frequentes FAQ - Perguntas Frequentes Desenvolvimento Humano, IDH e IDHM O que é Desenvolvimento Humano? Difundido no primeiro Relatório de Desenvolvimento Humano Global do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento

Leia mais

RESULTADOS DO ÍNDICE DE VULNERABILIDADE SOCIAL DO PARANÁ - 2010 *

RESULTADOS DO ÍNDICE DE VULNERABILIDADE SOCIAL DO PARANÁ - 2010 * RESULTADOS DO ÍNDICE DE VULNERABILIDADE SOCIAL DO PARANÁ - 2010 * Os resultados aqui apresentados foram extraídos do Atlas da Vulnerabilidade Social nos Municípios Brasileiros, elaborado pelo Instituto

Leia mais

A POSIÇÃO DO MUNICÍPIO DE SÃO JOSÉ DOS CAMPOS (SP) EM RELAÇÃO AO ÍNDICE DE DESENVOLVIMENTO HUMANO (IDH) E AO ÍNDICE DE GINI

A POSIÇÃO DO MUNICÍPIO DE SÃO JOSÉ DOS CAMPOS (SP) EM RELAÇÃO AO ÍNDICE DE DESENVOLVIMENTO HUMANO (IDH) E AO ÍNDICE DE GINI A POSIÇÃO DO MUNICÍPIO DE SÃO JOSÉ DOS CAMPOS (SP) EM RELAÇÃO AO ÍNDICE DE DESENVOLVIMENTO HUMANO (IDH) E AO ÍNDICE DE GINI Roland Anton Zottele 1, Friedhilde M. K. Manulescu 2 1, 2 Faculdade de Ciências

Leia mais

Diagnóstico da Educação Municipal

Diagnóstico da Educação Municipal Diagnóstico da Educação Municipal Oneide Ferraz Alves Apoio Parceria Coordenação Técnica Iniciativa Temas 1º dia Planejamento Planejamento Educacional Plano Anual de Educação Diagnóstico da Educação no

Leia mais

Caracterização do território

Caracterização do território Perfil do Município de Novo Mundo, MT 02/08/2013 - Pág 1 de 14 Caracterização do território Área 5826,18 km² IDHM 2010 0,674 Faixa do IDHM Médio (IDHM entre 0,6 e 0,699) (Censo 2010) 7332 hab. Densidade

Leia mais

Caracterização do território

Caracterização do território Perfil do Município de São José do Rio Claro, MT 02/08/2013 - Pág 1 de 14 Caracterização do território Área 5074,56 km² IDHM 2010 0,682 Faixa do IDHM Médio (IDHM entre 0,6 e 0,699) (Censo 2010) 17124 hab.

Leia mais

Caracterização do território

Caracterização do território Perfil do Município de Vera, MT 02/08/2013 - Pág 1 de 14 Caracterização do território Área 2962,4 km² IDHM 2010 0,680 Faixa do IDHM Médio (IDHM entre 0,6 e 0,699) (Censo 2010) 10235 hab. Densidade demográfica

Leia mais

Caracterização do território

Caracterização do território Perfil do Município de Peruíbe, SP 30/07/2013 - Pág 1 de 14 Caracterização do território Área 323,17 km² IDHM 2010 0,749 Faixa do IDHM Alto (IDHM entre 0,700 e 0,799) (Censo 2010) 59773 hab. Densidade

Leia mais

Caracterização do território

Caracterização do território Perfil do Município de Porto Alegre do Norte, MT 02/08/2013 - Pág 1 de 14 Caracterização do território Área 3994,51 km² IDHM 2010 0,673 Faixa do IDHM Médio (IDHM entre 0,6 e 0,699) (Censo 2010) 10748 hab.

Leia mais

Caracterização do território

Caracterização do território Perfil do Município de Cabo Verde, MG 29/07/2013 - Pág 1 de 14 Caracterização do território Área 368,15 km² IDHM 2010 0,674 Faixa do IDHM Médio (IDHM entre 0,6 e 0,699) (Censo 2010) 13823 hab. Densidade

Leia mais

ELABORAÇÃO DE INDICADORES SOCIAIS

ELABORAÇÃO DE INDICADORES SOCIAIS 1 ELABORAÇÃO DE INDICADORES SOCIAIS Ernesto Friedrich de Lima Amaral 28 de setembro de 2011 Universidade Federal de Minas Gerais Faculdade de Ciências Humanas e Filosofia Departamento de Sociologia e Antropologia

Leia mais

DESENVOLVIMENTO HUMANO NA FRONTEIRA BRASIL/BOLÍVIA E BRASIL/PARAGUAI. Palavras-Chave: Fronteira, Desenvolvimento Humano, Indicadores.

DESENVOLVIMENTO HUMANO NA FRONTEIRA BRASIL/BOLÍVIA E BRASIL/PARAGUAI. Palavras-Chave: Fronteira, Desenvolvimento Humano, Indicadores. DESENVOLVIMENTO HUMANO NA FRONTEIRA BRASIL/BOLÍVIA E BRASIL/PARAGUAI Jeniffer Fonseca da Silva Jean Carlos da Silva Américo Tito Carlos Machado de Oliveira 1 Aluna do curso de ciências econômicas da UFMS,

Leia mais

Caracterização do território

Caracterização do território Perfil do Município de Guaranésia, MG 29/07/2013 - Pág 1 de 14 Caracterização do território Área 294,28 km² IDHM 2010 0,701 Faixa do IDHM Alto (IDHM entre 0,700 e 0,799) (Censo 2010) 18714 hab. Densidade

Leia mais

ELABORAÇÃO DE INDICADORES SOCIAIS

ELABORAÇÃO DE INDICADORES SOCIAIS ELABORAÇÃO DE INDICADORES SOCIAIS Ernesto Friedrich de Lima Amaral 24 de setembro de 2008 Universidade Federal de Minas Gerais Faculdade de Ciências Humanas e Filosofia Departamento de Sociologia e Antropologia

Leia mais

2.1 DINÂMICA POPULACIONAL

2.1 DINÂMICA POPULACIONAL DIMENSÃO SOCIAL . DINÂMICA POPULACIONAL Esta seção tem como objetivo expor a evolução e distribuição da população no território paranaense, apontando, em particular, a concentração que se realiza em determinadas

Leia mais

Patrocínio Institucional Parceria Apoio

Patrocínio Institucional Parceria Apoio Patrocínio Institucional Parceria Apoio O Grupo AfroReggae é uma organização que luta pela transformação social e, através da cultura e da arte, desperta potencialidades artísticas que elevam a autoestima

Leia mais

2.291 12,97 0,694 0,746 87.535 R$ 18.640,25 R$ 620,10

2.291 12,97 0,694 0,746 87.535 R$ 18.640,25 R$ 620,10 Mapa Social São João da Urtiga Documento gerado em 04/04/206 às 5:37:37 População Censitária (200) 4.726 População Residente Urbana (200) 2.29 População Residente Rural (200) 2.435 Quantidade de Eleitores

Leia mais

Oficina Índice de Desenvolvimento Humano IDH

Oficina Índice de Desenvolvimento Humano IDH Oficina Índice de Desenvolvimento Humano IDH Oficina CH/EM Caro Aluno, Esta oficina tem por objetivo analisar as principais características de um dos principais indicadores socioeconômicos utilizados na

Leia mais

Como funciona o índice de Desenvolvimento humanos IDH

Como funciona o índice de Desenvolvimento humanos IDH Como funciona o índice de Desenvolvimento humanos IDH 1 Introdução 2 Metodologia 3 Resultados Introdução O propósito básico do desenvolvimento é ampliar as escolhas das pessoas, criando um ambiente capacitante

Leia mais

PORTO ALEGRE DESIGUAL: OS VÁRIOS RETRATOS DE UMA METRÓPOLE

PORTO ALEGRE DESIGUAL: OS VÁRIOS RETRATOS DE UMA METRÓPOLE PORTO ALEGRE DESIGUAL: OS VÁRIOS RETRATOS DE UMA METRÓPOLE Valéria D.Sartori Bassani 1 Introdução Este artigo tem por objetivo apresentar uma descrição sintética socioeconômica da cidade de Porto Alegre,

Leia mais

Textos para Discussão FEE N 116

Textos para Discussão FEE N 116 Textos para Discussão FEE N 116 Secretaria do Planejamento, Gestão e Participação Cidadã Fundação de Economia e Estatística Siegfried Emanuel Heuser Idese e Indicadores Sociais: Origens e Evolução Lívio

Leia mais

2 ASPECTOS DEMOGRÁFICOS

2 ASPECTOS DEMOGRÁFICOS 2 ASPECTOS DEMOGRÁFICOS Neste capítulo se pretende avaliar os movimentos demográficos no município de Ijuí, ao longo do tempo. Os dados que fomentam a análise são dos censos demográficos, no período 1920-2000,

Leia mais

INDICADORES DEMOGRÁFICOS E NORDESTE

INDICADORES DEMOGRÁFICOS E NORDESTE INDICADORES DEMOGRÁFICOS E SOCIAIS E ECONÔMICOS DO NORDESTE Verônica Maria Miranda Brasileiro Consultora Legislativa da Área XI Meio Ambiente e Direito Ambiental, Organização Territorial, Desenvolvimento

Leia mais

RESULTADO DO IDH-M DAS UNIDADES DE DESENVOLVIMENTO HUMANO DA REGIÃO METOPOLITANA DE SÃO LUÍS

RESULTADO DO IDH-M DAS UNIDADES DE DESENVOLVIMENTO HUMANO DA REGIÃO METOPOLITANA DE SÃO LUÍS RESULTADO DO IDH-M DAS UNIDADES DE DESENVOLVIMENTO HUMANO DA REGIÃO METOPOLITANA DE SÃO LUÍS GOVERNADORA DO ESTADO DO MARANHÃO Roseana Sarney SECRETÁRIO DE ESTADO DO PLANEJAMENTO E ORÇAMENTO João Bernardo

Leia mais

ANEXO X - Indicadores para monitoramento e avaliação da evolução das metas do PME

ANEXO X - Indicadores para monitoramento e avaliação da evolução das metas do PME ANEXO X - Indicadores para monitoramento e avaliação da evolução das metas do PME Observação: no presente documento, são listados os indicadores básicos que poderão ser utilizados para monitoramento e

Leia mais

Subsídios para elaboração do PPA Municipal

Subsídios para elaboração do PPA Municipal Município: São Luís / MA Apresentação Este Boletim de Informações Municipais tem o objetivo de apresentar um conjunto básico de indicadores acerca de características demográficas, econômicas, sociais e

Leia mais

248.347 9,50 0,784 0,746 4.682.859 R$ 17.760,84 R$ 1.108,07

248.347 9,50 0,784 0,746 4.682.859 R$ 17.760,84 R$ 1.108,07 Mapa Social Santa Maria Documento gerado em 18/06/2015 às 11:01:29 População Censitária () 261.031 População Residente Urbana () 248.347 População Residente Rural () 12.684 Quantidade de Eleitores () 200.247

Leia mais

55.053 7,14 0,777 0,746 1.926.157 R$ 29.682,04 R$ 1.015,52

55.053 7,14 0,777 0,746 1.926.157 R$ 29.682,04 R$ 1.015,52 Mapa Social Farroupilha Documento gerado em 04/04/206 às 5:37:37 População Censitária (200) 63.635 População Residente Urbana (200) 55.053 População Residente Rural (200) 8.582 Quantidade de Eleitores

Leia mais

Índice de Gini e IDH. Prof. Antonio Carlos Assumpção

Índice de Gini e IDH. Prof. Antonio Carlos Assumpção Índice de Gini e IDH Prof. Antonio Carlos Assumpção Redução da pobreza e Desigualdade de Renda Redução da pobreza e Desigualdade de Renda A partir da estabilização da economia, em 1994, houve no Brasil

Leia mais

Índices de Desenvolvimento e de Desigualdade

Índices de Desenvolvimento e de Desigualdade Martin Handford, Where s Wally? População, Espaço e Ambiente Abordagens Espaciais em Estudos de População: Métodos Analíticos e Técnicas de Representação Índices de Desenvolvimento e de Desigualdade Antonio

Leia mais

INDICADORES SOCIAIS (AULA 1)

INDICADORES SOCIAIS (AULA 1) 1 INDICADORES SOCIAIS (AULA 1) Ernesto Friedrich de Lima Amaral Universidade Federal de Minas Gerais Faculdade de Ciências Humanas e Filosofia ESTRUTURA DO CURSO 2 1. Conceitos básicos relacionados a indicadores

Leia mais

INDICADORES DE DESENVOLVIMENTO SÓCIOECONÔMICO: UM OLHAR A PARTIR DA REALIDADE LOCAL

INDICADORES DE DESENVOLVIMENTO SÓCIOECONÔMICO: UM OLHAR A PARTIR DA REALIDADE LOCAL INDICADORES DE DESENVOLVIMENTO SÓCIOECONÔMICO: UM OLHAR A PARTIR DA REALIDADE LOCAL Jordana de Souza Morais 1 Amélia Carla Sobrinho Bifano 2 Flávia Leão Almeida Silva 3 Luis Gustavo Ferreira Cabral 4 Maria

Leia mais

PALAVRAS-CHAVE Indicadores sócio-econômicos. Campos Gerais. Paraná.

PALAVRAS-CHAVE Indicadores sócio-econômicos. Campos Gerais. Paraná. 12. CONEX Apresentação Oral Resumo Expandido 1 ÁREA TEMÁTICA: (marque uma das opções) ( ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( ) SAÚDE ( x ) TRABALHO

Leia mais

VI CRESCIMENTO ECONÔMICO E DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO

VI CRESCIMENTO ECONÔMICO E DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO VI CRESCIMENTO ECONÔMICO E DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO 1. Crescimento Econômico Conceitua-se crescimento econômico como "o aumento contínuo do Produto Interno Bruto (PIB) em termos globais e per capita,

Leia mais

A influência dos setores econômicos no Desenvolvimento Humano dos municípios Brasileiros

A influência dos setores econômicos no Desenvolvimento Humano dos municípios Brasileiros A influência dos setores econômicos no Desenvolvimento Humano dos municípios Brasileiros Leandro Sauer (leandrosauer@uol.com.br) Matemático e Doutor em Engenharia Elétrica, chefe e professor do Departamento

Leia mais

EDUCAÇÃO MUNICIPAL O QUE É O IDEB?

EDUCAÇÃO MUNICIPAL O QUE É O IDEB? EDUCAÇÃO MUNICIPAL O QUE É O IDEB? Em 2007, foi criado o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb ). O indicador, que mede a qualidade da educação, foi pensado para facilitar o entendimento de

Leia mais

São Paulo - SP PERFIL MUNICIPAL. Data de instalação Ano de 1554. Crescimento anual da população - 2000-2010 0,75% Urbanização 2010 98,94%

São Paulo - SP PERFIL MUNICIPAL. Data de instalação Ano de 1554. Crescimento anual da população - 2000-2010 0,75% Urbanização 2010 98,94% PERFIL MUNICIPAL São Paulo - SP Data de instalação Ano de 1554 População - Censo 2010 11.376.685 habitantes Crescimento anual da população - 2000-2010 0,75% Natalidade 2010 174.265 nascidos vivos Urbanização

Leia mais

ÍNDICE DE DESENVOLVIMENTO HUMANO PLANALTO DE ARAXÁ E MUNICÍPIOS 1991-2000

ÍNDICE DE DESENVOLVIMENTO HUMANO PLANALTO DE ARAXÁ E MUNICÍPIOS 1991-2000 CENTRO UNIVERSITÁRIO DO PLANALTO DE ARAXÁ NÚCLEO DE PESQUISAS ECONÔMICAS E SOCIAIS INFORMATIVO ANO I N II ABRIL 2007 ÍNDICE DE DESENVOLVIMENTO HUMANO PLANALTO DE ARAXÁ E MUNICÍPIOS 1991-2000 Prof Dr. Vitor

Leia mais

Panorama Municipal. Município: Aliança / PE. Aspectos sociodemográficos. Demografia

Panorama Municipal. Município: Aliança / PE. Aspectos sociodemográficos. Demografia Município: Aliança / PE Aspectos sociodemográficos Demografia A população do município ampliou, entre os Censos Demográficos de 2000 e 2010, à taxa de 0,06% ao ano, passando de 37.188 para 37.415 habitantes.

Leia mais

TEMA: POPULAÇÃO JOVEM DE 16 A 24 ANOS

TEMA: POPULAÇÃO JOVEM DE 16 A 24 ANOS Em 5 de agosto de 2013 foi sancionado o Estatuto da Juventude que dispõe sobre os direitos da população jovem (a Cidadania, a Participação Social e Política e a Representação Juvenil, a Educação, a Profissionalização,

Leia mais

Pnad: Um em cada cinco brasileiros é analfabeto funcional

Pnad: Um em cada cinco brasileiros é analfabeto funcional 08/09/2010-10h00 Pesquisa visitou mais de 150 mil domicílios em 2009 Do UOL Notícias A edição 2009 da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad), realizada pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia

Leia mais

Estudo Comparativo 1991-2000

Estudo Comparativo 1991-2000 Prefeitura Municipal do Natal Secretaria Municipal de Planejamento e Gestão Estratégica - SEMPLA Departamento de Estudos e Pesquisas Setor de Estatística e Informações DESENVOLVIMENTO HUMANO EM NATAL Estudo

Leia mais

TÓPICOS QUE ORIENTAM A JUSTIFICATIVA PARA A DEMANDA (PROINFÂNCIA, CONSTRUÇÃO DE QUADRA COBERTA E COBERTURA DE QUADRA EXISTENTE)

TÓPICOS QUE ORIENTAM A JUSTIFICATIVA PARA A DEMANDA (PROINFÂNCIA, CONSTRUÇÃO DE QUADRA COBERTA E COBERTURA DE QUADRA EXISTENTE) TÓPICOS QUE ORIENTAM A JUSTIFICATIVA PARA A DEMANDA (PROINFÂNCIA, CONSTRUÇÃO DE QUADRA COBERTA E COBERTURA DE QUADRA EXISTENTE) 1. Conceito Trata-se de elaboração de documento que busca demonstrar a necessidade

Leia mais

Rondônia. Sínteses Estaduais Objetivos de Desenvolvimento do Milênio

Rondônia. Sínteses Estaduais Objetivos de Desenvolvimento do Milênio RO Rondônia Sínteses Estaduais Objetivos de Desenvolvimento do Milênio RO Rondônia Expediente Sínteses Estaduais: Objetivos de Desenvolvimento do Milênio Edição 2010 Tiragem 1000 exemplares Elaboração

Leia mais

400m. Cruz Alta. 689,31 Km². 395 Km

400m. Cruz Alta. 689,31 Km². 395 Km TERRITÓRIO VARIÁVEIS Altitude média Desmembramento INFORMAÇÃO 400m Cruz Alta Instalação 19/10/1890 Área Territorial Dist. à Capital 689,31 Km² 395 Km IJUÍ - RS ÁREA POLÍTICO-ADMINISTRATIVA Número Eleitores

Leia mais

PERFIL MUNICIPAL. Blumenau - SC. Data de instalação Ano de 1880. Índice de Desenvolvimento Humano - IDH 0,855. www.portalodm.com.

PERFIL MUNICIPAL. Blumenau - SC. Data de instalação Ano de 1880. Índice de Desenvolvimento Humano - IDH 0,855. www.portalodm.com. PERFIL MUNICIPAL Blumenau - SC Data de instalação Ano de 1880 Estimativa da população 2009 Natalidade 2007 299.416 habitantes 3.818 nascidos vivos Índice de Desenvolvimento Humano - IDH 0,855 Área 520

Leia mais

As especificidades da desigualdade étnicoracial no cenário das desigualdades no Brasil

As especificidades da desigualdade étnicoracial no cenário das desigualdades no Brasil MÓDULO 4 - Relações Étnico-Raciais unidade 2 TEXTO 4 As especificidades da desigualdade étnicoracial no cenário das desigualdades no Brasil Você já pensou em como as desigualdades raciais muitas vezes

Leia mais

Amazônia Legal e infância

Amazônia Legal e infância Amazônia Legal e infância Área de Abrangência 750 Municípios distribuídos em 09 Unidades Federativas: Amazonas (62), Amapá (16), Acre (22), Roraima (15), Rondônia (52), Pará (143), Tocantins (139), Maranhão

Leia mais

Evolução demográfica 1950-2010

Evolução demográfica 1950-2010 Evolução demográfica 195-1 37 A estrutura etária da população brasileira em 1 reflete as mudanças ocorridas nos parâmetros demográficos a partir da segunda metade do século XX. Houve declínio rápido dos

Leia mais

Perfil Municipal - Rio Bom (PR)

Perfil Municipal - Rio Bom (PR) Caracterização do Território Área: 177,4 km² u Densidade Demográfica: 20,0 hab/km² Altitude da Sede: 680 m Ano de Instalação: 1.964 Distância à Capital: 284,5 km Microrregião: Faxinal Mesorregião: Norte

Leia mais

Caracterização dos Territórios de Identidade Território 15 - Bacia do Jacuípe

Caracterização dos Territórios de Identidade Território 15 - Bacia do Jacuípe Caracterização dos Territórios de Identidade Território 15 - Bacia do Jacuípe Municípios Dados Gerais Quantidade de Área Total (km 2 População Total Densidade ) municípios Demográfica 14 10.605,76 237.237

Leia mais

O IDH Percebido. Marcelo Neri Centro de Políticas Sociais /IBRE, REDE e EPGE Fundação Getulio Vargas

O IDH Percebido. Marcelo Neri Centro de Políticas Sociais /IBRE, REDE e EPGE Fundação Getulio Vargas O IDH Percebido Marcelo Neri Centro de Políticas Sociais /IBRE, REDE e EPGE Fundação Getulio Vargas Olho O podium do IDH percebido é Singapura, Finlândia e Irlanda. O Brasil é 62º em 110 paises. Em nota

Leia mais

Plano Nacional de Educação. Programa Bolsa Família e MDS

Plano Nacional de Educação. Programa Bolsa Família e MDS Plano Nacional de Educação COORDENAÇÃO GERAL DE INTEGRAÇÃO E ANÁLISE DE INFORMAÇÕES Departamento de Condicionalidades x Secretaria Nacional de Renda de Cidadania Ministério do Desenvolvimento Social e

Leia mais

Ao dormir, todos somos vulneráveis. William Shakespeare NOTA TÉCNICA. Adma Figueiredo. Eloisa Domingues. Ivete Rodrigues

Ao dormir, todos somos vulneráveis. William Shakespeare NOTA TÉCNICA. Adma Figueiredo. Eloisa Domingues. Ivete Rodrigues Ao dormir, todos somos vulneráveis. William Shakespeare NOTA TÉCNICA Tipologia da Vulnerabilidade Social na Bacia Hidrográfica do São Francisco, Brasil Adma Figueiredo Geógrafa IBGE Eloisa Domingues Geógrafa

Leia mais

IDH do Brasil melhora, mas país cai no ranking Mudança se deve a desempenho melhor de outro país

IDH do Brasil melhora, mas país cai no ranking Mudança se deve a desempenho melhor de outro país Material embargado até dia 9 de novembro, às 11h do Brasil IDH do Brasil melhora, mas país cai no ranking Mudança se deve a desempenho melhor de outro país O Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) do Brasil

Leia mais

V ENCONTRO DE ECONOMIA CATARINENSE Área Temática: 6. Economia Social e Políticas Públicas

V ENCONTRO DE ECONOMIA CATARINENSE Área Temática: 6. Economia Social e Políticas Públicas V ENCONTRO DE ECONOMIA CATARINENSE Área Temática: 6. Economia Social e Políticas Públicas UMA ANÁLISE DAS POLÍTICAS SOCIAIS E DOS INDICADORES DE EDUCAÇÃO NOS MUNICÍPIOS DO COREDE METROPOLITANO DELTA DO

Leia mais

Taxa de analfabetismo

Taxa de analfabetismo B Taxa de analfabetismo B.1................................ 92 Níveis de escolaridade B.2................................ 94 Produto Interno Bruto (PIB) per capita B.3....................... 96 Razão de

Leia mais

Dimensão social. Educação

Dimensão social. Educação Dimensão social Educação 218 Indicadores de desenvolvimento sustentável - Brasil 2004 36 Taxa de escolarização Representa a proporção da população infanto-juvenil que freqüenta a escola. Descrição As variáveis

Leia mais

306.193 10,39 0,739 0,746 5.532.992 R$ 16.795,40 R$ 870,92

306.193 10,39 0,739 0,746 5.532.992 R$ 16.795,40 R$ 870,92 Mapa Social Pelotas Documento gerado em 18/06/2015 às 11:01:29 População Censitária () 328.275 População Residente Urbana () 306.193 População Residente Rural () 22.082 Quantidade de Eleitores () 253.430

Leia mais

Anexo 1. Definição das variáveis de análise

Anexo 1. Definição das variáveis de análise Métodos Anexo 1 Definição das variáveis de análise 1. Saúde: a. Taxa de mortalidade infantil (TMI): número de óbitos de menores de um ano de idade, por mil nascidos vivos, na população residente em determinado

Leia mais

Classificação dos Países

Classificação dos Países Indicadores Sociais: Os indicadores sociais são meios utilizados para designar os países como sendo: Ricos (desenvolvidos), Em Desenvolvimento (economia emergente) ou Pobres (subdesenvolvidos). Com isso,

Leia mais

(VERSÃO ORIGINAL COM EXCLUSÃO DE NOMES E IMAGENS DE PESSOAS)

(VERSÃO ORIGINAL COM EXCLUSÃO DE NOMES E IMAGENS DE PESSOAS) (VERSÃO ORIGINAL COM EXCLUSÃO DE NOMES E IMAGENS DE PESSOAS) UHE Belo Monte - Indicadores socioambientais do empreendimento Descrição do Indicador de Desempenho Índice de Desenvolvimento Humano dos municípios

Leia mais

Sumário 1. LOCALIZAÇÃO E CARACTERIZAÇÃO GERAL... 2 2. DADOS CENSITÁRIOS 2010: DEMOGRAFIA E ÁREA OCUPADA... 4

Sumário 1. LOCALIZAÇÃO E CARACTERIZAÇÃO GERAL... 2 2. DADOS CENSITÁRIOS 2010: DEMOGRAFIA E ÁREA OCUPADA... 4 UPP CAJU 09/2014 0 Sumário 1. LOCALIZAÇÃO E CARACTERIZAÇÃO GERAL... 2 2. DADOS CENSITÁRIOS 2010: DEMOGRAFIA E ÁREA OCUPADA... 4 3. DADOS CENSITÁRIOS 2010: SOCIOECONÔMICOS... 7 3.1. SERVIÇOS URBANOS E CONDIÇÃO

Leia mais

2 A Realidade Brasileira

2 A Realidade Brasileira 16 2 A Realidade Brasileira 2.1. A Desigualdade Social no Brasil De acordo com o levantamento do IBGE, embora a renda per capita no país seja relativamente elevada para os padrões internacionais, a proporção

Leia mais

1. Introdução. 2. Metodologia

1. Introdução. 2. Metodologia Mapeando a Mestre em Estatística Prefeitura Municipal do Secretaria Municipal de Planejamento, Orçamento e Finanças Departamento de Estudos e Pesquisas. Introdução O presente trabalho tem como objetivo

Leia mais

PASSO DE TORRES. billy PASSO DE TORRES

PASSO DE TORRES. billy PASSO DE TORRES billy PASSO DE TORRES SANTA CATARINA EM NÚMEROS PASSO DE TORRES SEBRAE 2010 2010 SEBRAE/SC Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas de Santa Catarina. Todos os direitos reservados e protegidos por

Leia mais

Módulo: Indicadores Sintéticos: IPRS e IPVS Parte 2 Palestrante: Maria Paula Ferreira

Módulo: Indicadores Sintéticos: IPRS e IPVS Parte 2 Palestrante: Maria Paula Ferreira Módulo: Indicadores Sintéticos: IPRS e IPVS Parte 2 Palestrante: Maria Paula Ferreira Roteiro da Apresentação Nova Forma de Atuação do Setor Público O papel das Estatísticas e Indicadores Indicadores O

Leia mais

Rendimento Médio Populacional (R$) Total 288,39 Urbana 309,57 Rural 167,10

Rendimento Médio Populacional (R$) Total 288,39 Urbana 309,57 Rural 167,10 SIIS - Sistema de Informações de Indicadores Sociais do Estado do Pará Abrangência: Jacundá DEMOGRAFIA População Total 51.360 População por Gênero Masculino 25.769 Participação % 50,17 Feminino 25.591

Leia mais

Centro de Estudos, Pesquisas e Projetos Econômico-Sociais INDICADORES DE DESENVOLVIMENTO HUMANO PARA UBERLÂNDIA E MUNICÍPIOS SELECIONADOS (1991 2000)

Centro de Estudos, Pesquisas e Projetos Econômico-Sociais INDICADORES DE DESENVOLVIMENTO HUMANO PARA UBERLÂNDIA E MUNICÍPIOS SELECIONADOS (1991 2000) Centro de Estudos, Pesquisas e Projetos Econômico-Sociais INDICADORES DE DESENVOLVIMENTO HUMANO PARA UBERLÂNDIA E MUNICÍPIOS SELECIONADOS (1991 2000) Uberlândia MG Julho / 2005 INDICADORES DE DESENVOLVIMENTO

Leia mais

SIIS - Sistema de Informações de Indicadores Sociais do Estado do Pará Abrangência: Brasil Novo

SIIS - Sistema de Informações de Indicadores Sociais do Estado do Pará Abrangência: Brasil Novo SIIS - Sistema de Informações de Indicadores Sociais do Estado do Pará Abrangência: Brasil Novo DEMOGRAFIA População Total 15.690 População por Gênero Masculino 8.314 Participação % 52,99 Feminino 7.376

Leia mais

SIIS - Sistema de Informações de Indicadores Sociais do Estado do Pará Abrangência: Breves

SIIS - Sistema de Informações de Indicadores Sociais do Estado do Pará Abrangência: Breves SIIS - Sistema de Informações de Indicadores Sociais do Estado do Pará Abrangência: Breves DEMOGRAFIA População Total 92.860 População por Gênero Masculino 47.788 Participação % 51,46 Feminino 45.072 Participação

Leia mais

EDUCAÇÃO Total de Escolas no Município Ensino Fundamental Ensino Médio Número de Matrículas Educação Infantil Creche 237

EDUCAÇÃO Total de Escolas no Município Ensino Fundamental Ensino Médio Número de Matrículas Educação Infantil Creche 237 SIIS - Sistema de Informações de Indicadores Sociais do Estado do Pará Abrangência: Água Azul do Norte DEMOGRAFIA População Total 25.057 População por Gênero Masculino 13.618 Participação % 54,35 Feminino

Leia mais

AS CARACTERÍSTICAS DO TRABALHO DOMÉSTICO REMUNERADO NOS MERCADOS DE TRABALHO METROPOLITANOS

AS CARACTERÍSTICAS DO TRABALHO DOMÉSTICO REMUNERADO NOS MERCADOS DE TRABALHO METROPOLITANOS A MULHER NOS MERCADOS DE TRABALHO METROPOLITANOS MARÇO 2008 Especial - Abril 2011 AS CARACTERÍSTICAS DO TRABALHO DOMÉSTICO REMUNERADO NOS MERCADOS DE TRABALHO METROPOLITANOS Em homenagem ao Dia Nacional

Leia mais

SIIS - Sistema de Informações de Indicadores Sociais do Estado do Pará Abrangência: Ananindeua DEMOGRAFIA População Total 471.

SIIS - Sistema de Informações de Indicadores Sociais do Estado do Pará Abrangência: Ananindeua DEMOGRAFIA População Total 471. SIIS - Sistema de Informações de Indicadores Sociais do Estado do Pará Abrangência: Ananindeua DEMOGRAFIA População Total 471.980 População por Gênero Masculino 226.635 Participação % 48,02 Feminino 245.345

Leia mais

SIIS - Sistema de Informações de Indicadores Sociais do Estado do Pará Abrangência: Palestina do Pará

SIIS - Sistema de Informações de Indicadores Sociais do Estado do Pará Abrangência: Palestina do Pará SIIS - Sistema de Informações de Indicadores Sociais do Estado do Pará Abrangência: Palestina do Pará DEMOGRAFIA População Total 7.475 População por Gênero Masculino 3.879 Participação % 51,89 Feminino

Leia mais

Rendimento Médio Populacional (R$) Total 311,58 Urbana 347,47 Rural 168,26

Rendimento Médio Populacional (R$) Total 311,58 Urbana 347,47 Rural 168,26 SIIS - Sistema de Informações de Indicadores Sociais do Estado do Pará Abrangência: Marabá DEMOGRAFIA População Total 233.669 População por Gênero Masculino 118.196 Participação % 50,58 Feminino 115.473

Leia mais

EDUCAÇÃO. SIIS - Sistema de Informações de Indicadores Sociais do Estado do Pará Abrangência: Salvaterra

EDUCAÇÃO. SIIS - Sistema de Informações de Indicadores Sociais do Estado do Pará Abrangência: Salvaterra SIIS - Sistema de Informações de Indicadores Sociais do Estado do Pará Abrangência: Salvaterra DEMOGRAFIA População Total 20.183 População por Gênero Masculino 10.292 Participação % 50,99 Feminino 9.891

Leia mais

SIIS - Sistema de Informações de Indicadores Sociais do Estado do Pará Abrangência: Itaituba

SIIS - Sistema de Informações de Indicadores Sociais do Estado do Pará Abrangência: Itaituba SIIS - Sistema de Informações de Indicadores Sociais do Estado do Pará Abrangência: Itaituba DEMOGRAFIA População Total 97.493 População por Gênero Masculino 49.681 Participação % 50,96 Feminino 47.812

Leia mais

Relatório Técnico da Palestra: Diagnóstico da Situação Educacional no Espírito Santo

Relatório Técnico da Palestra: Diagnóstico da Situação Educacional no Espírito Santo GOVERNO DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO SECRETARIA DE ESTADO DE ECONOMIA E PLANEJAMENTO SEP INSTITUTO JONES DOS SANTOS NEVES IJSN NOTA TÉCNICA 31 Relatório Técnico da Palestra: Diagnóstico da Situação Educacional

Leia mais

Censo Demográfico 2010. Características Gerais da População, Religião e Pessoas com Deficiência

Censo Demográfico 2010. Características Gerais da População, Religião e Pessoas com Deficiência Censo Demográfico 2010 Características Gerais da População, Religião e Pessoas com Deficiência Rio de Janeiro, 29 de junho de 2012 A presente publicação dá continuidade à divulgação dos resultados do Censo

Leia mais

Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios PNAD 2011

Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios PNAD 2011 Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios PNAD 2011 Rio de Janeiro, 21/09/2012 1 Abrangência nacional Temas investigados: Características Características gerais dos moradores Educação Migração Trabalho

Leia mais

e-mail: lucilene_lima@uol.com.br Nome do Professor PDE: Lucilene de Souza Lima Corrêa Escola: Escola Estadual Desembargador Clotário Portugal - EFM

e-mail: lucilene_lima@uol.com.br Nome do Professor PDE: Lucilene de Souza Lima Corrêa Escola: Escola Estadual Desembargador Clotário Portugal - EFM 1 NRE: Área Metropolitana Sul Nome do Professor PDE: Lucilene de Souza Lima Corrêa Escola: Escola Estadual Desembargador Clotário Portugal - EFM Disciplina: Geografia Conteúdo Estruturante: Dimensão socioambiental

Leia mais

CONTAS REGIONAIS DO AMAZONAS 2009 PRODUTO INTERNO BRUTO DO ESTADO DO AMAZONAS

CONTAS REGIONAIS DO AMAZONAS 2009 PRODUTO INTERNO BRUTO DO ESTADO DO AMAZONAS CONTAS REGIONAIS DO AMAZONAS 2009 PRODUTO INTERNO BRUTO DO ESTADO DO AMAZONAS APRESENTAÇÃO A Secretaria de Estado de Planejamento e Desenvolvimento Econômico SEPLAN em parceria com a SUFRAMA e sob a coordenação

Leia mais

mhtml:file://e:\economia\ibge Síntese de Indicadores Sociais 2010.mht

mhtml:file://e:\economia\ibge Síntese de Indicadores Sociais 2010.mht Page 1 of 7 Comunicação Social 17 de setembro de 2010 Síntese de Indicadores Sociais 2010 SIS 2010: Mulheres mais escolarizadas são mães mais tarde e têm menos filhos Embora abaixo do nível de reposição

Leia mais

SALVADOR E SUA REGIÃO METROPOLITANA: MUDANÇAS RECENTES, CONFLITOS E PERSPECTIVAS INSTITUCIONAIS

SALVADOR E SUA REGIÃO METROPOLITANA: MUDANÇAS RECENTES, CONFLITOS E PERSPECTIVAS INSTITUCIONAIS Tema 2 Salvador metropolitana: configuração urbana e mobilidade espacial SALVADOR E SUA REGIÃO METROPOLITANA: MUDANÇAS RECENTES, CONFLITOS E PERSPECTIVAS INSTITUCIONAIS Prof. Dr. Sylvio Bandeira de Mello

Leia mais

Salários na Construção Civil nos anos 2000: entre a formalização e a rotatividade

Salários na Construção Civil nos anos 2000: entre a formalização e a rotatividade Dezembro 2011 Nº 6 Salários na Construção Civil nos anos 2000: entre a formalização e a rotatividade Durante a década de 1990, com o enfraquecimento das instituições reguladoras da economia e da sociedade

Leia mais

Dimensão social. Habitação

Dimensão social. Habitação Dimensão social Habitação Indicadores de desenvolvimento sustentável - Brasil 2004 235 39 Adequação de moradia Este indicador expressa as condições de moradia através da proporção de domicílios com condições

Leia mais