CURSO ONLINE APERFEIÇOAMENTO EM RECUPERAÇÃO JUDICIAL DE EMPRESAS

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CURSO ONLINE APERFEIÇOAMENTO EM RECUPERAÇÃO JUDICIAL DE EMPRESAS"

Transcrição

1 CURSO ONLINE APERFEIÇOAMENTO EM RECUPERAÇÃO JUDICIAL DE EMPRESAS 1 1

2 2 Aula 6 - RECUPERAÇÃO DE EMPRESAS - STAY - CRÉDITOS EXCLUÍDOS - TRAVA BANCÁRIA Parte 4

3 3 Travas bancárias alienação fiduciária e penhor de recebíveis; Direitos reais de garantia x Direitos reais em garantia; Direitos reais de garantia: propriedade do bem continua com o devedor, mas recai sobre o bem um ônus real (hipoteca, penhor, anticrese); Direitos reais em garantia: propriedade resolúvel do bem é transferida ao credor (alienação fiduciária em garantia e cessão fiduciária de direitos creditórios).

4 4 Instituição financeira titular de garantia/propriedade fiduciária (direito real em garantia); Art. 49, 3o Tratando-se de credor titular da posição de proprietário fiduciário de bens móveis ou imóveis, de arrendador mercantil, de proprietário ou promitente vendedor de imóvel cujos respectivos contratos contenham cláusula de irrevogabilidade ou irretratabilidade, inclusive em incorporações imobiliárias, ou de proprietário em contrato de venda com reserva de domínio, seu crédito não se submeterá aos efeitos da recuperação judicial e prevalecerão os direitos de propriedade sobre a coisa e as condições contratuais, observada a legislação respectiva, não se permitindo, contudo, durante o prazo de suspensão a que se refere o 4o do art. 6o desta Lei, a venda ou a retirada do estabelecimento do devedor dos bens de capital essenciais a sua atividade empresarial.

5 5 Instituição financeira titular de penhor de títulos (direito real de garantia); Art. 49, 5o Tratando-se de crédito garantido por penhor sobre títulos de crédito, direitos creditórios, aplicações financeiras ou valores mobiliários, poderão ser substituídas ou renovadas as garantias liquidadas ou vencidas durante a recuperação judicial e, enquanto não renovadas ou substituídas, o valor eventualmente recebido em pagamento das garantias permanecerá em conta vinculada durante o período de suspensão de que trata o 4o do art. 6o desta Lei.

6 6 Alienação ou cessão fiduciária de bem móvel ou imóvel: a dívida e a garantia não estão sujeitas à recuperação e, portanto, há possibilidade de aplicação da trava bancária; Requisitos: bem determinado e registro (prévio à distribuição do pedido) do instrumento para que tenha eficácia contra terceiros (demais credores sujeitos ao concurso); Súmula 59 TJSP classificados como bens móveis, para os efeitos legais, os direitos de crédito podem ser objeto de cessão fiduciária; Súmula 60 TJSP a propriedade fiduciária constitui-se pelo registro do instrumetno no registro de títulos e documentos do domicílio do devedor.

7 7 Penhor de recebíveis: os créditos estão sujeitos à recuperação. As garantias podem ser substituídas ou renovadas. Se e enquanto não forem, os valores recebidos em pagamento dos títulos ficarão retidos em contas vinculadas durante o período de suspensão (stay period). Não pode aplicar trava bancária para valores que superem a garantia; Aprovado o plano em AGC a devedora levanta os valores para cumprimento do plano; Decorrido o prazo de 180 dias sem aprovação, o credor pode realizar a garantia, levantando os valores depositados.

8 8 Penhor de crédito e Conta vinculada pode ser na mesma instituição financeira? E o valor excedente? Dação em pagamento de bens alienados fiduciariamente: depois da RJ (negociação direta com o credor) antes da RJ (impossível, salvo aprovação pela AGC). Cessão fiduciária de direitos creditórios (art. 49, parágrafo 3) Decisão da 4ª Turma do STJ (2013) não está sujeito à RJ.

9 OBRIGADO!!!! 9 9

10 DANIEL CARNIO COSTA Contatos: Facebook: Daniel Carnio Costa

CURSO ONLINE APERFEIÇOAMENTO EM RECUPERAÇÃO JUDICIAL DE EMPRESAS

CURSO ONLINE APERFEIÇOAMENTO EM RECUPERAÇÃO JUDICIAL DE EMPRESAS CURSO ONLINE APERFEIÇOAMENTO EM RECUPERAÇÃO JUDICIAL DE EMPRESAS 1 1 Aula 5 - ASSEMBLEIA GERAL DE CREDORES E DIREITO DE VOTO PARTE 3 2 O DIREITO DE VOTO NA ASSEMBLEIA GERAL DE CREDORES 3 VOTO PONDERADO

Leia mais

CURSO ONLINE APERFEIÇOAMENTO EM RECUPERAÇÃO JUDICIAL DE EMPRESAS

CURSO ONLINE APERFEIÇOAMENTO EM RECUPERAÇÃO JUDICIAL DE EMPRESAS CURSO ONLINE APERFEIÇOAMENTO EM RECUPERAÇÃO JUDICIAL DE EMPRESAS 1 1 Aula 5 - ASSEMBLEIA GERAL DE CREDORES E DIREITO DE VOTO PARTE 1 2 ASSEMBLEIA GERAL DE CREDORES NA RECUPERAÇÃO JUDICIAL E NA FALÊNCIA

Leia mais

SUMÁRIO 1. BANCO DO BRASIL S.A BANCO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL S.A BANCO BRADESCO S.A. E BANCO BRADESCO CARTÕES S.A...

SUMÁRIO 1. BANCO DO BRASIL S.A BANCO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL S.A BANCO BRADESCO S.A. E BANCO BRADESCO CARTÕES S.A... SUMÁRIO 1. BANCO DO BRASIL S.A.... 2 2. BANCO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL S.A.... 4 3. BANCO BRADESCO S.A. E BANCO BRADESCO CARTÕES S.A.... 9 Telefone: (51) 3533-3150 www.matosjordao.com.br 1 1. CREDOR:

Leia mais

CURSO ONLINE APERFEIÇOAMENTO EM RECUPERAÇÃO JUDICIAL DE EMPRESAS

CURSO ONLINE APERFEIÇOAMENTO EM RECUPERAÇÃO JUDICIAL DE EMPRESAS CURSO ONLINE APERFEIÇOAMENTO EM RECUPERAÇÃO JUDICIAL DE EMPRESAS 1 1 2 AULA 7 - MEIOS DE RECUPERAÇÃO - ALIENAÇÃO DE UPI - GESTÃO DEMOCRÁTICA Parte 1 MEIOS DE RECUPERAÇÃO DA EMPRESA ALIENAÇÃO DE UPI GESTÃO

Leia mais

Cezar Augusto Rodrigues Costa

Cezar Augusto Rodrigues Costa AGRAVO DE INSTRUMENTO Nº 0074750-46.2015.8.19.0000 AGRAVANTE: BANCO SAFRA S.A. AGRAVADO: ------------------------------------------ RELATOR: DES. CEZAR AUGUSTO RODRIGUES COSTA AGRAVO DE INSTRUMENTO. RECUPERAÇÃO

Leia mais

Certificados de Crédito Cooperativo (CCC)

Certificados de Crédito Cooperativo (CCC) Certificados de Crédito Cooperativo (CCC) Conceito: título de crédito nominativo, transferível e de livre negociação, que representa promessa de pagamento em dinheiro e constitui título executivo extrajudicial.

Leia mais

COMPETÊNCIA DO JUÍZO UNIVERSAL PARA DEFERIR ATOS EXPROPRIATÓRIOS CONTRA EMPRESA EM RECUPERAÇÃO JUDICIAL

COMPETÊNCIA DO JUÍZO UNIVERSAL PARA DEFERIR ATOS EXPROPRIATÓRIOS CONTRA EMPRESA EM RECUPERAÇÃO JUDICIAL COMPETÊNCIA DO JUÍZO UNIVERSAL PARA DEFERIR ATOS EXPROPRIATÓRIOS CONTRA EMPRESA EM RECUPERAÇÃO JUDICIAL Mayara Roth Isfer Osna 1 Conquanto aplaudida a legislação recuperacional, um dos pontos mais criticados

Leia mais

DIREITOS REAIS DE GARANTIA Aula 11

DIREITOS REAIS DE GARANTIA Aula 11 DIREITOS REAIS DE GARANTIA Aula 11 PREÂMBULO 1 QUADRO GERAL Titularidade Coisa própria Coisa alheia Propriedade Fruição Garantia Aquisição Penhor Hipoteca Anticrese GARANTIAS Geral Patrimônio Espécies

Leia mais

ILUSTRE DR. ATILA SAUNER POSSE - NOMEADO ADMINISTRADOR JUDICIAL DA RECUPERAÇÃO JUDICIAL DA COMÉRCIO DE COMBUSTÍVEL PASTORELLO S/A

ILUSTRE DR. ATILA SAUNER POSSE - NOMEADO ADMINISTRADOR JUDICIAL DA RECUPERAÇÃO JUDICIAL DA COMÉRCIO DE COMBUSTÍVEL PASTORELLO S/A ILUSTRE DR. ATILA SAUNER POSSE - NOMEADO ADMINISTRADOR JUDICIAL DA RECUPERAÇÃO JUDICIAL DA COMÉRCIO DE COMBUSTÍVEL PASTORELLO S/A Recuperação Judicial n.º 0013590-89.2016.8.16.0025, em trâmite perante

Leia mais

CURSO ONLINE APERFEIÇOAMENTO EM RECUPERAÇÃO JUDICIAL DE EMPRESAS

CURSO ONLINE APERFEIÇOAMENTO EM RECUPERAÇÃO JUDICIAL DE EMPRESAS CURSO ONLINE APERFEIÇOAMENTO EM RECUPERAÇÃO JUDICIAL DE EMPRESAS Aula 3 - VERIFICAÇÃO E HABILITAÇÃO DE CRÉDITOS - IMPUGNAÇÃO E DIVERGÊNCIAS PARTE 2 2 FASE ADMINISTRATIVA HABILITAÇÕES E DIVERGÊNCIAS É dever

Leia mais

Institutos de Direito Aula - Garantias

Institutos de Direito Aula - Garantias Institutos de Direito Aula - Garantias CAMILA VILLARD DURAN CAMILADURAN@USP.BR Garantias! Conceito e classificação! Garantias reais e pessoais 1% Garantias! Conceito! Direitos e obrigações acessórios (em

Leia mais

Título : Garantias Bancárias. a) Reais. Trava Bancária. b) Pessoais. Fiança. Aval. FLÁVIO MAIA Fernandes dos Santos

Título : Garantias Bancárias. a) Reais. Trava Bancária. b) Pessoais. Fiança. Aval. FLÁVIO MAIA Fernandes dos Santos Título : Garantias Bancárias a) Reais Trava Bancária b) Pessoais Fiança Aval FLÁVIO MAIA Fernandes dos Santos Lei 10.931/04 passou a admitir a cessão fiduciária também para direitos sobre coisas móveis

Leia mais

M H Flores Advogados Associados

M H Flores Advogados Associados fls. 4346 EXCELENTÍSSIMO SENHOR DR. JUIZ DE DIREITO DA VARA DE FALÊNCIAS, RECUPERAÇÕES, INSOLVÊNCIAS E CARTAS PRECATÓRIAS CÍVEIS DA COMARCA DE CAMPO GRANDE MS. Processo nº 0800427-29.2015.8.12.0001 BANCO

Leia mais

WORKSHOP ABDE 14 de maio de Aspectos Jurídicos

WORKSHOP ABDE 14 de maio de Aspectos Jurídicos WORKSHOP ABDE 14 de maio de 2015 Aspectos Jurídicos Estrutura Básica das Operações do PROCULT Garantias Utilizadas: 1) Fiança dos Sócios Controladores 2) Vinculação de recebíveis 3) Vinculação de Contratos

Leia mais

PROPRIEDADE FIDUCIÁRIA EM GARANTIA. MELHIM NAMEM CHALHUB

PROPRIEDADE FIDUCIÁRIA EM GARANTIA. MELHIM NAMEM CHALHUB PROPRIEDADE FIDUCIÁRIA EM GARANTIA MELHIM NAMEM CHALHUB www.melhimchalhub.com PROPRIEDADE FIDUCIÁRIA Propriedade resolúvel com características peculiares, conforme a função para a qual é constituída Administração

Leia mais

COMISSÃO DE TRABALHO, DE ADMINISTRAÇÃO E SERVIÇO PÚBLICO. PROJETO DE LEI N o 4.847, DE 2005

COMISSÃO DE TRABALHO, DE ADMINISTRAÇÃO E SERVIÇO PÚBLICO. PROJETO DE LEI N o 4.847, DE 2005 COMISSÃO DE TRABALHO, DE ADMINISTRAÇÃO E SERVIÇO PÚBLICO PROJETO DE LEI N o 4.847, DE 2005 Altera a Lei n.º 11.101, de 9 de fevereiro de 2005, que Regula a recuperação judicial, a extrajudicial e a falência

Leia mais

Excelentíssima Juíza de Direito da Vara Cível da Comarca de Sertanópolis - Estado do Paraná:

Excelentíssima Juíza de Direito da Vara Cível da Comarca de Sertanópolis - Estado do Paraná: Excelentíssima Juíza de Direito da Vara Cível da Comarca de Sertanópolis - Estado do Paraná: Processo nº 0000745-65.2017.8.16.0162 - Recuperação Judicial CREDIBILITÀ ADMINISTRAÇÃO JUDICIAL E SERVIÇOS LTDA.

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça RECURSO ESPECIAL Nº 1.549.529 - SP (2013/0377786-3) RELATOR RECORRENTE ADVOGADOS RECORRIDO ADVOGADOS : MINISTRO MARCO AURÉLIO BELLIZZE : CAIXA ECONÔMICA FEDERAL : ROBERTO SANT'ANNA LIMA - SP116470 ROBERTA

Leia mais

Sumário COLEÇÃO SINOPSES PARA CONCURSOS GUIA DE LEITURA DA COLEÇÃO... 15

Sumário COLEÇÃO SINOPSES PARA CONCURSOS GUIA DE LEITURA DA COLEÇÃO... 15 COLEÇÃO SINOPSES PARA CONCURSOS... 13 GUIA DE LEITURA DA COLEÇÃO... 15 Capítulo 1 INTRODUÇÃO DO DIREITO EMPRESARIAL... 19 1. Breve histórico do Direito Empresarial... 19 2. A Empresa... 23 3. O Empresário...

Leia mais

DISTRATOS NA CONSTRUÇÃO CIVIL

DISTRATOS NA CONSTRUÇÃO CIVIL DISTRATOS NA CONSTRUÇÃO CIVIL Arthur Rios Júnior Advogado imobiliário e da construção; Sócio da Arthur Rios Advogados Associados; Especialista em Direito Civil e Processual Civil, pela Universidade Cândido

Leia mais

DES. LUÍS AUGUSTO COELHO BRAGA (PRESIDENTE) E DES.ª ELISA CARPIM CORRÊA

DES. LUÍS AUGUSTO COELHO BRAGA (PRESIDENTE) E DES.ª ELISA CARPIM CORRÊA Agravo de instrumento. Recuperação judicial. Contrato de crédito. Hipótese em que a garantia do banco é dinheiro dos depósitos em conta corrente e aplicações financeiras na forma de penhor. Incidência

Leia mais

PROJECT FINANCE. Alberto Faro. São Paulo, 22 de março de 2017

PROJECT FINANCE. Alberto Faro. São Paulo, 22 de março de 2017 PROJECT FINANCE Alberto Faro São Paulo, 22 de março de 2017 Financiamento na modalidade Project Finance Fluxo de caixa do empreendimento é a fonte primária de recursos para pagamento da dívida contraída

Leia mais

As travas bancárias no procedimento de recuperação judicial

As travas bancárias no procedimento de recuperação judicial As travas bancárias no procedimento de recuperação judicial Bernardo Bicalho de Alvarenga Mendes. Mestre em Direito Empresarial pela FDMC em 2012 Resumo Este artigo aborda as previsões contidas nos parágrafos

Leia mais

DIVERGÊNCIA QUANTO AOS CRÉDITOS RELACIONADOS PELAS RECUPERANDAS

DIVERGÊNCIA QUANTO AOS CRÉDITOS RELACIONADOS PELAS RECUPERANDAS ILUSTRÍSSIMO SENHOR DOUTOR ADMINISTRADOR JUDICIAL DR. ATILA SAUNER POSSE, NOMEADO NOS AUTOS DA RECUPERAÇÃO JUDICIAL REQUERIDA PELO GRUPO PASTORELLO Processo nº 0013590-89.2016.8.16.0025 2ª Vara Cível do

Leia mais

Capítulo 1 Teoria Geral do Direito de Empresa

Capítulo 1 Teoria Geral do Direito de Empresa SUMÁRIO Capítulo 1 Teoria Geral do Direito de Empresa... 17 1. Origens do Direito Empresarial.... 17 2. Autonomia do Direito Empresarial... 20 3. Fontes do Direito Empresarial... 21 4. Do Direito de Empresa...

Leia mais

Alienação fiduciária de imóveis em operações de factoring Legalidade Precedente do Tribunal de Justiça de São Paulo

Alienação fiduciária de imóveis em operações de factoring Legalidade Precedente do Tribunal de Justiça de São Paulo Alienação fiduciária de imóveis em operações de factoring Legalidade Precedente do Tribunal de Justiça de São Paulo Marcelo Augusto de Barros 1 marcelo@fortes.adv.br Janeiro 2010 I. TEMA ANALISADO Uma

Leia mais

ÁPICE SECURITIZADORA S.A. CNPJ/MF nº / NIRE

ÁPICE SECURITIZADORA S.A. CNPJ/MF nº / NIRE ÁPICE SECURITIZADORA S.A. CNPJ/MF nº 12.130.744/0001-00 NIRE 35.300.444.957 ATA DE ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA DOS TITULARES DE CERTIFICADOS DE RECEBÍVEIS IMOBILIÁRIOS DA 33ª SÉRIE DA 1ª EMISSÃO DA

Leia mais

DL 911/69 Lei 9.514/97 arts a do CC

DL 911/69 Lei 9.514/97 arts a do CC Negócio Fiduciário DL 911/69 Lei 9.514/97 arts.. 1.361 a 1.368 do CC Fontes das Obrigações: Contratos Especiais, Atos Unilaterais, Responsabilidade Civil e outras Fontes (DCV0311) Faculdade de Direito

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça RECURSO ESPECIAL Nº 1.202.918 - SP (2010/0125088-1) RELATOR : MINISTRO RICARDO VILLAS BÔAS CUEVA RECORRENTE : ZELEPEL INDÚSTRIA E COMÉRCIO DE ARTEFATOS DE PAPEL LTDA - EM RECUPERAÇÃO JUDICIAL ADVOGADOS

Leia mais

PROVA DAS DISCIPLINAS CORRELATAS DIREITO EMPRESARIAL

PROVA DAS DISCIPLINAS CORRELATAS DIREITO EMPRESARIAL P á g i n a 1 PROVA DAS DISCIPLINAS CORRELATAS DIREITO EMPRESARIAL 1. A recuperação extrajudicial é uma modalidade prevista na Lei Nº 11.101/2005, e pode ser adotada pelo empresário em dificuldade e com

Leia mais

Direito Civil. Dos Direitos Reais Sobre Coisas Alheias. Prof. Marcio Pereira

Direito Civil. Dos Direitos Reais Sobre Coisas Alheias. Prof. Marcio Pereira Direito Civil Dos Direitos Reais Sobre Coisas Alheias Prof. Marcio Pereira DIREITOS REAIS SOBRE COISAS ALHEIAS (art. 1225 CC) São classificados em: Direitos reais de gozo e fruição :superfície, servidão,

Leia mais

CENTRAIS ELÉTRICAS MATOGROSSENSES S.A. - CEMAT CNPJ/MF nº / NIRE nº Companhia Aberta

CENTRAIS ELÉTRICAS MATOGROSSENSES S.A. - CEMAT CNPJ/MF nº / NIRE nº Companhia Aberta CENTRAIS ELÉTRICAS MATOGROSSENSES S.A. - CEMAT CNPJ/MF nº 03.467.321/0001-99 NIRE nº 51.300.001.179 Companhia Aberta ATA DA ASSEMBLEIA GERAL DE DEBENTURISTAS DA 3ª EMISSÃO PÚBLICA DE DEBÊNTURES NÃO CONVERSÍVEIS

Leia mais

MANUAL DE NORMAS MÓDULO DE MANUTENÇÃO DE GARANTIAS - ATIVOS REGISTRADOS NA CETIP MMG-CETIP

MANUAL DE NORMAS MÓDULO DE MANUTENÇÃO DE GARANTIAS - ATIVOS REGISTRADOS NA CETIP MMG-CETIP MANUAL DE NORMAS MÓDULO DE MANUTENÇÃO DE GARANTIAS - ATIVOS REGISTRADOS NA CETIP VERSÃO: 06/09/2011 MANUAL DE NORMAS MÓDULO DE MANUTENÇÃO DE GARANTIAS ATIVOS REGISTRADOS NA CETIP MMG - CETIP ÍNDICE 06/09/2011

Leia mais

CÉDULA DE CRÉDITO BANCÁRIO CONVÊNIO COMPROR

CÉDULA DE CRÉDITO BANCÁRIO CONVÊNIO COMPROR CCB Nº VIA: Negociável (CREDOR) Não Negociável (EMITENTE) I - EMITENTE Nome/Razão Social CPF /CNPJ Banco Agência Conta Corrente nº II TERCEIROS GARANTIDORES também denominados DEVEDORES/GARANTIDORES SOLIDÁRIOS

Leia mais

CRÉDITO BANCÁRIO E CRÉDITO À HABITAÇÃO - O NOVO REGIME DE PROTEÇÃO DE DEVEDORES/CONSUMIDORES

CRÉDITO BANCÁRIO E CRÉDITO À HABITAÇÃO - O NOVO REGIME DE PROTEÇÃO DE DEVEDORES/CONSUMIDORES CRÉDITO BANCÁRIO E CRÉDITO À HABITAÇÃO - O NOVO REGIME DE PROTEÇÃO DE DEVEDORES/CONSUMIDORES REESTRUTURAÇÃO DA DÍVIDA E MEDIDAS SUBSTITUTIVAS DA EXECUÇÃO HIPOTECÁRIA Cristina Bogado Menezes Fevereiro/2013

Leia mais

Assegurar que a parte executada em um processo realize o pagamento do valor discutido, caso venha a ser comprovado que esse é devido.

Assegurar que a parte executada em um processo realize o pagamento do valor discutido, caso venha a ser comprovado que esse é devido. GARANTIAS JUDICIAIS 1 OBJETIVO DA GARANTIA JUDICIAL Assegurar que a parte executada em um processo realize o pagamento do valor discutido, caso venha a ser comprovado que esse é devido. 2 Código de Processo

Leia mais

TABELA II ATOS DO OFICIAL DO REGISTRO DE IMÓVEIS

TABELA II ATOS DO OFICIAL DO REGISTRO DE IMÓVEIS TABELA II ATOS DO OFICIAL DO REGISTRO DE IMÓVEIS 1 - Registro, por todos os atos: I - com valor, inclusive certidão: de acordo com o ANEXO 3; centavos); II - sem valor (pactos antenupciais, citação, etc.):

Leia mais

EMENDA Nº. (à MPV 698/2015) Acrescente-se, onde couber, artigos com as seguintes redações:

EMENDA Nº. (à MPV 698/2015) Acrescente-se, onde couber, artigos com as seguintes redações: MPV 698 00004 EMENDA Nº (à MPV 698/2015) Acrescente-se, onde couber, artigos com as seguintes redações: Art. A contratação de abertura de limite de crédito por parte das instituições financeiras poderá

Leia mais

Direito Civil. Disposições Gerais do Penhor, Hipoteca e Anticrese. Professora Tatiana Marcello.

Direito Civil. Disposições Gerais do Penhor, Hipoteca e Anticrese. Professora Tatiana Marcello. Direito Civil Disposições Gerais do Penhor, Hipoteca e Anticrese Professora Tatiana Marcello www.acasadoconcurseiro.com.br Direito Civil LEI Nº 10.406, DE 10 DE JANEIRO DE 2002 Institui o Código Civil.

Leia mais

LACB Nº 70047063706 2012/CÍVEL

LACB Nº 70047063706 2012/CÍVEL AGRAVO DE INSTRUMENTO. TRAVA BANCÁRIA. CÉDULAS DE CRÉDITO BANCÁRIO AMPARADAS PELA GARANTIA DA CESSÃO FIDUCIÁRIA NÃO PODEM SER CLASSIFICADAS COMO CRÉDITO EXTRACONCUAL, MAS, SIM, QUIROGRAFÁRIOS, UMA VEZ

Leia mais

BRITCHAM - CORPORATE DAY

BRITCHAM - CORPORATE DAY BRITCHAM - CORPORATE DAY PAINEL 4 - FINANCIAMENTO Antonio Giglio Neto 23 de março de 2016 SUMÁRIO DA APRESENTAÇÃO I O Papel do Mercado Financeiro e de Capitais na Atividade Econômica II Legislação Relevante

Leia mais

1. DIREITO REAL DE SUPERFÍCIE

1. DIREITO REAL DE SUPERFÍCIE 1 DIREITO CIVIL DIREITO CIVIL PONTO 1: Direito Real de Superfície PONTO 2: Direito Real de Servidão PONTO 3: Direito Real de Usufruto PONTO 4: Direito Real de Uso PONTO 5: Direito Real de Habitação PONTO

Leia mais

OSX CONSTRUÇÃO NAVAL S.A 1ª Emissão de Debêntures. 1ª, 2ª, 3ª, 4ª, 5ª, 6ª, 7ª e 8ª Séries

OSX CONSTRUÇÃO NAVAL S.A 1ª Emissão de Debêntures. 1ª, 2ª, 3ª, 4ª, 5ª, 6ª, 7ª e 8ª Séries OSX CONSTRUÇÃO NAVAL S.A 1ª Emissão de Debêntures 1ª, 2ª, 3ª, 4ª, 5ª, 6ª, 7ª e 8ª Séries Relatório Anual do Agente Fiduciário Exercício de 2016 Data Base 31/12/2016 PARTICIPANTES EMISSORA COORDENADOR(ES)

Leia mais

REDAÇÃO FINAL MEDIDA PROVISÓRIA Nº 775-A DE 2017 PROJETO DE LEI DE CONVERSÃO Nº 20 DE O CONGRESSO NACIONAL decreta:

REDAÇÃO FINAL MEDIDA PROVISÓRIA Nº 775-A DE 2017 PROJETO DE LEI DE CONVERSÃO Nº 20 DE O CONGRESSO NACIONAL decreta: REDAÇÃO FINAL MEDIDA PROVISÓRIA Nº 775-A DE 2017 PROJETO DE LEI DE CONVERSÃO Nº 20 DE 2017 Altera a Lei nº 12.810, de 15 de maio de 2013, para dispor sobre a constituição de gravames e ônus sobre ativos

Leia mais

ANEXO 1. UPIs à Venda. Sumário

ANEXO 1. UPIs à Venda. Sumário ANEXO 1 UPIs à Venda Sumário Regras Gerais... 2 1. UPI Casa Coronel Bicaco... 3 2. UPI Palmeira das Missões... 4 3. UPI Casa Santo Ângelo... 5 4. UPI Casa Carajazinho... 6 5. UPI Casa Vitória das Missões...

Leia mais

A posse do bem no penhor está sempre com o credor. Sendo assim, a lei do domicílio do credor é que será aplicada. Vide art. 8º, 2º da LINBD.

A posse do bem no penhor está sempre com o credor. Sendo assim, a lei do domicílio do credor é que será aplicada. Vide art. 8º, 2º da LINBD. Turma e Ano: Turma Regular Master A Matéria / Aula: Direito Civil Aula 25 Professor: Rafael da Mota Mendonça Monitora: Fernanda Manso de Carvalho Silva DIREITO DAS COISAS (continuação) (IV) Direitos Reais

Leia mais

MANUAL DE NORMAS MÓDULO DE MANUTENÇÃO DE GARANTIAS - TÍTULOS REGISTRADOS NO SELIC MMG-SELIC

MANUAL DE NORMAS MÓDULO DE MANUTENÇÃO DE GARANTIAS - TÍTULOS REGISTRADOS NO SELIC MMG-SELIC MANUAL DE NORMAS MÓDULO DE MANUTENÇÃO DE GARANTIAS - TÍTULOS REGISTRADOS NO SELIC VERSÃO: 06/09/2011 2 / 13 MANUAL DE NORMAS MÓDULO DE MANUTENÇÃO DE GARANTIAS TÍTULOS REGISTRADOS NO SELIC ÍNDICE CAPÍTULO

Leia mais

BR MALLS PARTICIPAÇÕES S.A. CNPJ nº / NIRE nº COMPANHIA ABERTA

BR MALLS PARTICIPAÇÕES S.A. CNPJ nº / NIRE nº COMPANHIA ABERTA BR MALLS PARTICIPAÇÕES S.A. CNPJ nº 06.977.745/0001-91 NIRE nº 33.3.0028170-3 COMPANHIA ABERTA Ata de Reunião do Conselho de Administração realizada no dia 03 de setembro de 2012 Data, Horário e Local:

Leia mais

CONTRATO DE ALIENAÇÃO FIDUCIÁRIA EM GARANTIA

CONTRATO DE ALIENAÇÃO FIDUCIÁRIA EM GARANTIA CENTRO UNIVERSITÁRIO DAS FACULDADES METROPOLITANAS UNIDAS - UniFMU CURSO DE DIREITO CONTRATO DE ALIENAÇÃO FIDUCIÁRIA EM GARANTIA Talita Casares Rodrigues da Cunha R.A. 456757-4 Turma 3109-B Telefone: 9656-3556

Leia mais

RECUPERAÇÃO DE EMPRESAS PARA MICROEMPRESA E EMPRESA DE PEQUENO PORTE

RECUPERAÇÃO DE EMPRESAS PARA MICROEMPRESA E EMPRESA DE PEQUENO PORTE RECUPERAÇÃO DE EMPRESAS PARA MICROEMPRESA E EMPRESA DE PEQUENO PORTE Ivan Lorena Vitale Junior Advogado falencista; Mestre e Doutor em Direito Comercial pela PUC/SP; Coordenador do curso de pós-graduação

Leia mais

Programa Analítico de Disciplina DIR316 Direito das Coisas

Programa Analítico de Disciplina DIR316 Direito das Coisas 0 Programa Analítico de Disciplina DIR31 Direito das Coisas Departamento de Direito - Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes Número de créditos: 4 Teóricas Práticas Total Duração em semanas: 15 Carga

Leia mais

Prof. Anderson Nogueira

Prof. Anderson Nogueira OUTRAS FORMAS DE PAGAMENTO PREVISTAS NO CÓDIGO CIVIL DE 2002 REGRAS SOBRE ESPÉCIE PREVISÃO OBSERVAÇÕES AS PARTES Unilateral Pagamento em Consignação LEGAL Art. 334, 335 do C.C., e 890 do C.P.C. Depósito

Leia mais

ALIENAÇÃO FIDUCIÁRIA DE BENS IMÓVEIS

ALIENAÇÃO FIDUCIÁRIA DE BENS IMÓVEIS ALIENAÇÃO FIDUCIÁRIA DE BENS IMÓVEIS 24.4.2017 Melhim Namem Chalhub www.melhimchalhub.com PRPRIEDADE FIDUCIÁRIA Propriedade resolúvel com peculiaridades próprias TRANSMISSÃO FIDUCIÁRIA Negócio jurídico

Leia mais

Recuperação de Crédito na Recuperação Judicial: Controvérsias. 18 de fevereiro Instrutora: Cláudia Ribeiro Pereira Nunes

Recuperação de Crédito na Recuperação Judicial: Controvérsias. 18 de fevereiro Instrutora: Cláudia Ribeiro Pereira Nunes Recuperação de Crédito na Recuperação Judicial: Controvérsias 18 de fevereiro Instrutora: Cláudia Ribeiro Pereira Nunes HIPÓTESE DE ESTUDO 1 O sócio que se retirou, se quiser, poderá receber o seu quinhão

Leia mais

Nome da Construtora Nome do Empreendimento

Nome da Construtora Nome do Empreendimento i. Quadro Resumo Instrumento Particular de Promessa de Compra e Venda de Bem Imóvel e Outras Avenças 1. : 2. Imóvel: 3. Nº de vagas 4.1. Promitente Comprador (Adquirente): 4.2. Promitente vendedor (Alienante):

Leia mais

MAGAZINE LUIZA S/A COMPANHIA ABERTA CNPJ/MF: / NIRE:

MAGAZINE LUIZA S/A COMPANHIA ABERTA CNPJ/MF: / NIRE: MAGAZINE LUIZA S/A COMPANHIA ABERTA CNPJ/MF: 47.960.950/0001-21 NIRE: 35.3.0010481.1 ATA DA ASSEMBLEIA GERAL DE DEBENTURISTAS DA 5ª (QUINTA) EMISSÃO DE DEBÊNTURES SIMPLES, NÃO CONVERSÍVEIS EM AÇÕES, DA

Leia mais

O valor da recuperação judicial na continuidade do negócio

O valor da recuperação judicial na continuidade do negócio O valor da recuperação judicial na continuidade do negócio VISÃO CRÍTICA DA LEI PALESTRANTE ALEXANDRE ABBY 25.SETEMBRO.2015 SÃO PAULO Observações Iniciais Contexto: 10 anos da edição da LRF e Instabilidade

Leia mais

Vejamos agora os artigos e 1.394, ambos do CC.

Vejamos agora os artigos e 1.394, ambos do CC. Turma e Ano: Turma Regular Master A Matéria / Aula: Direito Civil Aula 24 Professor: Rafael da Mota Mendonça Monitora: Fernanda Manso de Carvalho Silva DIREITO DAS COISAS (continuação) (IV) Direitos Reais

Leia mais

AULA 23. Em que momento se tem a realização da compra e venda?

AULA 23. Em que momento se tem a realização da compra e venda? Turma e Ano: Regular/2015 Matéria / Aula: Direito Empresarial Professora: Carolina Lima Monitor: André Manso AULA 23 Da compra e venda empresarial Elementos da compra e venda: Consentimento; Objeto; Preço.

Leia mais

BRASIL PLURAL SECURITIZADORA S.A. 1ª Emissão de Certificados de Recebíveis Imobiliários. 4ª e 5ª Séries

BRASIL PLURAL SECURITIZADORA S.A. 1ª Emissão de Certificados de Recebíveis Imobiliários. 4ª e 5ª Séries BRASIL PLURAL SECURITIZADORA S.A. 1ª Emissão de Certificados de Recebíveis Imobiliários 4ª e 5ª Séries Relatório Anual do Agente Fiduciário Exercício de 2016 Data Base 31/12/2016 PARTICIPANTES EMISSORA

Leia mais

BIBLIOGRAFIA: Fábio Ulhoa Coelho. Saraiva. André Luiz Santa Cruz Ramos. Juspodivm. 1. DIREITO DE EMPRESA ART. 966 do CC

BIBLIOGRAFIA: Fábio Ulhoa Coelho. Saraiva. André Luiz Santa Cruz Ramos. Juspodivm. 1. DIREITO DE EMPRESA ART. 966 do CC 1 DIREITO EMPRESARIAL DIREITO EMPRESARIAL PONTO 1: Direito de Empresa PONTO 2: Conceito de Empresário PONTO 3: Estabelecimento PONTO 4: Registro BIBLIOGRAFIA: Fábio Ulhoa Coelho. Saraiva. André Luiz Santa

Leia mais

Direito Processual Civil

Direito Processual Civil Direito Processual Civil Das Diversas Espécies de Execução Disposições Gerais Professor Giuliano Tamagno www.acasadoconcurseiro.com.br Direito Processual Civil DAS DIVERSAS ESPÉCIES DE EXECUÇÃO DISPOSIÇÕES

Leia mais

Direito Empresarial II. Foed Saliba Smaka Jr. Curso de Direito ISEPE Guaratuba 2015/2

Direito Empresarial II. Foed Saliba Smaka Jr. Curso de Direito ISEPE Guaratuba 2015/2 Direito Empresarial II Foed Saliba Smaka Jr. Curso de Direito ISEPE Guaratuba 2015/2 Contratos Aula 18 Contratos: Teoria Geral; Classificação; Requisitos; Objetos; Elementos; Contratos em Espécie: Compra

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO fls. 1 Registro: 2014.0000066815 ACÓRDÃO Vistos, relatados e discutidos estes autos do Agravo de Instrumento nº 2030746-60.2013.8.26.0000, da Comarca de Franca, em que é agravante CREDIT BRASIL FUNDO DE

Leia mais

INBRANDS S.A. CNPJ/MF Nº / NIRE

INBRANDS S.A. CNPJ/MF Nº / NIRE INBRANDS S.A. CNPJ/MF Nº 09.054.385/0001-44 NIRE 35.300.362.870 Ata de Assembleia Geral de Debenturistas Realizada em 26 de junho de 2012 às 9:00 horas Data, Hora e Local: Realizada em 26 de junho de 2012,

Leia mais

EXMO. SR. DR. JUIZ DE DIREITO DA 2 ª VARA JUDICIAL DA COMARCA DE SANTA ROSA/RS:

EXMO. SR. DR. JUIZ DE DIREITO DA 2 ª VARA JUDICIAL DA COMARCA DE SANTA ROSA/RS: P ÁG. 1 EXMO. SR. DR. JUIZ DE DIREITO DA 2 ª VARA JUDICIAL DA COMARCA DE SANTA ROSA/RS: PROCESSO DE RECUPERAÇÃO JUDICIAL N o 028/1.15.0001091-6 GENIL ANDREATTA, Administrador Judicial de METALSTAR INDÚSTRIA

Leia mais

NOÇÕES SOBRE ALIENAÇÃO FIDUCIÁRIA DE BEM IMÓVEL

NOÇÕES SOBRE ALIENAÇÃO FIDUCIÁRIA DE BEM IMÓVEL NOÇÕES SOBRE ALIENAÇÃO FIDUCIÁRIA DE BEM IMÓVEL Introdução Tendo em vista que é muito comum a alienação fiduciária de imóveis, muitos aspectos podem ensejar dúvidas. Neste breve trabalho, sem a pretensão

Leia mais

PREVALÊNCIA DA ALIENAÇÃO FIDUCIÁRIA EM GARANTIA SOBRE O CÓDIGO DE DEFESA DO CONSUMIDOR

PREVALÊNCIA DA ALIENAÇÃO FIDUCIÁRIA EM GARANTIA SOBRE O CÓDIGO DE DEFESA DO CONSUMIDOR PREVALÊNCIA DA ALIENAÇÃO FIDUCIÁRIA EM GARANTIA SOBRE O CÓDIGO DE DEFESA DO CONSUMIDOR Ultimamente tem-se discutido judicialmente, a aplicação do art. 53 do CDC, mesmo que o contrato tenha sido celebrado

Leia mais

*Eu comprometo a comprar um carro, no meio do pagamento eu me mudo para Florianópolis. Pelo acréscimo, responde o credor.

*Eu comprometo a comprar um carro, no meio do pagamento eu me mudo para Florianópolis. Pelo acréscimo, responde o credor. Direito das obrigações Aula II 17/08/17 Despesas processuais Quem responde? O devedor. Exceções 1) Pacto contrário contrato 2) Exceção parcial pelo acréscimo responde o credor *Eu comprometo a comprar

Leia mais

Compra e Venda 24.1 COMPRA E VENDA COM ALIENAÇÃO FIDUCIÁRIA

Compra e Venda 24.1 COMPRA E VENDA COM ALIENAÇÃO FIDUCIÁRIA Compra e Venda O contrato de compra e venda é um acordo de vontades entre comprador e vendedor pelo qual, mediante pagamento de certo preço, transfere-se o domínio de determinado bem, objeto do contrato.

Leia mais

CIRCULAR N 14/2005 CÓDIGO TRIBUTÁRIO NACIONAL ALTERÇÃO AJUSTE À LEI DE FALÊNCIA PENHORA ON-LINE

CIRCULAR N 14/2005 CÓDIGO TRIBUTÁRIO NACIONAL ALTERÇÃO AJUSTE À LEI DE FALÊNCIA PENHORA ON-LINE São Paulo, 16 de Fevereiro de 2.005 DE: PARA: ASSESSORIA JURÍDICA ASSOCIADOS CIRCULAR N 14/2005 CÓDIGO TRIBUTÁRIO NACIONAL ALTERÇÃO AJUSTE À LEI DE FALÊNCIA PENHORA ON-LINE Anexamos, para conhecimento,

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA PODER JUDICIÁRIO São Paulo

TRIBUNAL DE JUSTIÇA PODER JUDICIÁRIO São Paulo Registro: 2012.0000666586 ACÓRDÃO Vistos, relatados e discutidos estes autos do Agravo de Instrumento nº 0161126-45.2012.8.26.0000, da Comarca de Estrela D Oeste, em que é agravante BANCO SOFISA S/A, é

Leia mais

A CESSÃO FIDUCIÁRIA DE DIREITOS CREDITÓRIOS EM GARANTIA NO PROCESSO DE RECUPERAÇÃO JUDICIAL: UMA ANÁLISE JURISPRUDENCIAL DA TRAVA BANCÁRIA*

A CESSÃO FIDUCIÁRIA DE DIREITOS CREDITÓRIOS EM GARANTIA NO PROCESSO DE RECUPERAÇÃO JUDICIAL: UMA ANÁLISE JURISPRUDENCIAL DA TRAVA BANCÁRIA* 1 A CESSÃO FIDUCIÁRIA DE DIREITOS CREDITÓRIOS EM GARANTIA NO PROCESSO DE RECUPERAÇÃO JUDICIAL: UMA ANÁLISE JURISPRUDENCIAL DA TRAVA BANCÁRIA* Felipe Martins Antunes 1 RESUMO Ao aceitar receber suas dívidas

Leia mais

Material Explicativo sobre CRA

Material Explicativo sobre CRA Material Explicativo sobre CRA 1. Definição Geral Os Certificados de Recebíveis do Agronegócio estão vinculados a direitos creditórios originários de negócios realizados, em sua maioria, por produtores

Leia mais

III - DISCRIMINAÇÃO DO CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

III - DISCRIMINAÇÃO DO CONTEÚDO PROGRAMÁTICO Plano de Ensino Disciplina: Direito Civil IV Curso:Direito Código: Série: 4 Obrigatória (x) Optativa ( ) CH Teórica: CH Prática: CH Total: 136 I - Objetivos Gerais:- Estimular a aprendizagem de forma crítica

Leia mais

Capítulo 1 Direito das coisas... 1 Capítulo 2 Posse... 15

Capítulo 1 Direito das coisas... 1 Capítulo 2 Posse... 15 Sumário Capítulo 1 Direito das coisas... 1 1. Conceito e denominação... 1 2. Distinções entre os direitos reais e os direitos pessoais... 4 2.1. Características dos direitos pessoais... 6 2.2. Características

Leia mais

Curso Resultado. Decreto-Lei 911, de 01 de outubro de Lei 9.514, de 20 de novembro de 1997 Não foram ressaltadas as alterações anteriores a 2016

Curso Resultado. Decreto-Lei 911, de 01 de outubro de Lei 9.514, de 20 de novembro de 1997 Não foram ressaltadas as alterações anteriores a 2016 ALIENAÇÃO FIDUCIÁRIA Lei 4.728, de 14 de julho de 1965 Art. 66-B. O contrato de alienação fiduciária celebrado no âmbito do mercado financeiro e de capitais, bem como em garantia de créditos fiscais e

Leia mais

Sumário. Palavras Prévias (à guisa de apresentação da 9ª edição) Prefácio Apresentação Introdução Referências Introdução...

Sumário. Palavras Prévias (à guisa de apresentação da 9ª edição) Prefácio Apresentação Introdução Referências Introdução... Palavras Prévias (à guisa de apresentação da 9ª edição)... 17 Prefácio... 21 Apresentação... 23 Introdução... 25 Referências Introdução... 29 Capítulo I Direitos reais... 31 1. Conceito... 31 2. Características

Leia mais

1. Introdução - Falência e Recuperação Judicial Lei /05: - se privilegia a participação ativa dos credores.

1. Introdução - Falência e Recuperação Judicial Lei /05: - se privilegia a participação ativa dos credores. 1 DIREITO EMPRESARIAL PONTO 1: Introdução - Falência e Recuperação Judicial PONTO 2: Recuperação Judicial PONTO 3: Falência PONTO 4: Recuperação extrajudicial 1. Introdução - Falência e Recuperação Judicial

Leia mais

DECISÃO. Juiz(a) de Direito: Dr(a). Marcelo Barbosa Sacramone. Vistos. Fls. 1795: Anote-se.

DECISÃO. Juiz(a) de Direito: Dr(a). Marcelo Barbosa Sacramone. Vistos. Fls. 1795: Anote-se. fls. 2761 DECISÃO Processo Digital nº: 1012521-92.2016.8.26.0100 Classe - Assunto Recuperação Judicial - Concurso de Credores Requerente: Itaim Baby Kids Comércio de Brinquedos e Artigos Infantis Ltda.

Leia mais

RECUPERAÇÃO JUDICIAL, EXTRAJUDICIAL E FALÊNCIA

RECUPERAÇÃO JUDICIAL, EXTRAJUDICIAL E FALÊNCIA Luis Felipe Salomão Paulo Penalva Santos RECUPERAÇÃO JUDICIAL, EXTRAJUDICIAL E FALÊNCIA Teoria e Prática a ~ revista. - atualizada edição e ampliada *** ~ & ~~~ \~... FORENSE Rio de Janeiro A EDITORA FORENSE

Leia mais

Conteúdo Programático para Série CA-300

Conteúdo Programático para Série CA-300 Conteúdo Programático para Série CA-300 1. Sistema Financeiro da Habitação SFN 1.1. Intermediários Financeiros 1.1.1. Conceitos e Atribuições 1.1.1.1 Bancos múltiplos, bancos comerciais, bancos de investimento,

Leia mais

Adjudicação A) ADJUDICAÇÃO COMPULSÓRIA

Adjudicação A) ADJUDICAÇÃO COMPULSÓRIA Adjudicação A adjudicação é ato judicial que estabelece e declara que a propriedade imóvel deve ser transferida de seu primitivo dono para o credor, objetivando satisfazer um crédito. O registro possui

Leia mais

Da cessão fiduciária de crédito na recuperação judicial: análise da jurisprudência

Da cessão fiduciária de crédito na recuperação judicial: análise da jurisprudência Da cessão fiduciária de crédito na recuperação judicial: análise da jurisprudência Manoel de Queiroz Pereira Calças 1 Desembargador do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo Ruth Maria Junqueira de

Leia mais

Indice. Introdução... 1 PARTE I

Indice. Introdução... 1 PARTE I .. Indice Introdução... 1 PARTE I Capítulo I - Incorporação imobiliária - Caracterização geral LI. Incorporação: conceito e definição legal... 9 1.2. Incorporador: caracterização... 14 1.3. A dinâmica

Leia mais

TELEMAR NORTE LESTE S/A Em Recuperação Judicial 2ª Emissão de Debêntures. 1ª e 2ª Séries

TELEMAR NORTE LESTE S/A Em Recuperação Judicial 2ª Emissão de Debêntures. 1ª e 2ª Séries TELEMAR NORTE LESTE S/A Em Recuperação Judicial 2ª Emissão de Debêntures 1ª e 2ª Séries Relatório Anual do Agente Fiduciário Exercício de 2016 Data Base 31/12/2016 PARTICIPANTES EMISSORA ESCRITURADOR LIQUIDANTE

Leia mais

ALMEIDA GUILHERME Advogados Associados

ALMEIDA GUILHERME Advogados Associados OS DIREITOS REAIS SOBRE BENS MÓVEIS E IMÓVEIS NO ÂMBITO DO MERCADO FINANCEIRO E DE CAPITAIS NAS RECUPERAÇÕES JUDICIAIS. ANÁLISE DA JURISPRUDÊNCIA PÁTRIA. por LUIZ FERNANDO DO VALE DE ALMEIDA GUILHERME

Leia mais

INSTRUÇÃO CVM Nº 576, DE 16 DE JUNHO DE 2016.

INSTRUÇÃO CVM Nº 576, DE 16 DE JUNHO DE 2016. . Altera o Informe Mensal de FIDC, Anexo A da Instrução CVM nº 489, de 14 de janeiro de 2011. O PRESIDENTE EM EXERCÍCIO DA COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS torna público que o Colegiado, em reunião realizada

Leia mais

O NOVO SUSBTITUTIVO À LEI DE RECUPERAÇÃO DE EMPRESAS (NOVA LEI DE FALÊNCIAS) * Luiz Fernando Valente de Paiva

O NOVO SUSBTITUTIVO À LEI DE RECUPERAÇÃO DE EMPRESAS (NOVA LEI DE FALÊNCIAS) * Luiz Fernando Valente de Paiva O NOVO SUSBTITUTIVO À LEI DE RECUPERAÇÃO DE EMPRESAS (NOVA LEI DE FALÊNCIAS) * Luiz Fernando Valente de Paiva Giuliano Colombo Em 13.4.2004, o Senador Ramez Tebet, Relator do PLC 71/2003, que regula a

Leia mais

Direito Empresarial. Aula 16. Os direitos desta obra foram cedidos à Universidade Nove de Julho

Direito Empresarial. Aula 16. Os direitos desta obra foram cedidos à Universidade Nove de Julho Direito Empresarial Aula 16 Os direitos desta obra foram cedidos à Universidade Nove de Julho Este material é parte integrante da disciplina oferecida pela UNINOVE. O acesso às atividades, conteúdos multimídia

Leia mais

CURSO DE EXTENSÃO EM DIREITO IMOBILIÁRIO.

CURSO DE EXTENSÃO EM DIREITO IMOBILIÁRIO. CURSO DE EXTENSÃO EM DIREITO IMOBILIÁRIO. Aula Ministrada pelo Prof. Durval Salge Junior 1-) Sistema Imobiliário de Habitação: a) Propriedade imobiliária: São direitos sociais a educação, a saúde, o trabalho,

Leia mais

Arrendamento Mercantil Leasing. Profª. MSc. Maria Bernadete Miranda

Arrendamento Mercantil Leasing. Profª. MSc. Maria Bernadete Miranda Arrendamento Mercantil Leasing Instituições Financeiras Instituições financeiras são as pessoas jurídicas públicas ou privadas, que tenham como atividade principal ou acessória a coleta, intermediação

Leia mais

ACÓRDÃO. São Paulo, 30 de novembro de Walter Fonseca Relator Assinatura Eletrônica

ACÓRDÃO. São Paulo, 30 de novembro de Walter Fonseca Relator Assinatura Eletrônica fls. 413 Registro: 2016.0000880792 ACÓRDÃO Vistos, relatados e discutidos estes autos de Agravo de Instrumento nº 2192678-52.2016.8.26.0000, da Comarca de São Paulo, em que são agravantes GRANPORT MULTIMODAL

Leia mais

QUESTÕES. 4. (Cesgranrio/Banco da Amazônia/Técnico Bancário/2015)

QUESTÕES. 4. (Cesgranrio/Banco da Amazônia/Técnico Bancário/2015) Conhecimentos Bancários Beto Fernandes QUESTÕES 1. (Cesgranrio/Banco da Amazônia/Técnico Bancário/2015) O SFN é composto por um conjunto de órgãos e instituições que regulamenta, supervisiona e realiza

Leia mais

Prof. Antonio Carlos Barragan

Prof. Antonio Carlos Barragan Prof. Antonio Carlos Barragan ISS OU ISSQN IMPOSTO SOBRE SERVIÇOS DE QUALQUER NATUREZA Competência Normas Gerais = LC nº 116/2003 e DL nº 406/68 Características: Fiscal, Indireto/Direto e Real Fato Gerador

Leia mais

Melhim Namem Chalhub Jurista especializado em Direito Imobiliário. Rio de Janeiro 6 de Setembro 2015

Melhim Namem Chalhub Jurista especializado em Direito Imobiliário. Rio de Janeiro 6 de Setembro 2015 Melhim Namem Chalhub Jurista especializado em Direito Imobiliário Rio de Janeiro 6 de Setembro 2015 NOVO SISTEMA E GARANTIAS NO BRASIL Lei 9.514/1997 Propriedade fiduciária Garantia dos financiamentos

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO COMARCA DE SÃO BERNARDO DO CAMPO FORO DE SÃO BERNARDO DO CAMPO 8ª VARA CÍVEL Rua 23 de Maio, 107, Sala 108, Vila Teresa - CEP 09606-000, Fone: (11) 4330-1011,

Leia mais

Prof. Jorge Luiz de Oliveira da Silva

Prof. Jorge Luiz de Oliveira da Silva DA RECUPERAÇÃO JUDICIAL Prof. Jorge Luiz de Oliveira da Silva CONCEITO É um Instituto criado pela Lei nº 11.101/2005, em substituição à Concordata, que tem por objetivo implementar ações para viabilizar

Leia mais

Direito Empresarial. Prof. Dr. Érico Hack

Direito Empresarial. Prof. Dr. Érico Hack Direito Empresarial Aula 7 Empresário e estabelecimento empresarial Prof. Dr. Érico Hack PUCPR Evolução - Empresa Teoria subjetiva Corporações de ofício Teoria objetiva atos de comércio lista taxativa

Leia mais

PENHOR. Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo. Departamento de Direito Civil Professor Doutor Antonio Carlos Morato

PENHOR. Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo. Departamento de Direito Civil Professor Doutor Antonio Carlos Morato PENHOR Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo Departamento de Direito Civil Professor Doutor Antonio Carlos Morato Classificação Direitos de Garantia Penhor (art. 1.225, VIII do CC) Hipoteca

Leia mais