MESTRADO EM DIREITO. ÁREA: Direito e Políticas Públicas. DISCIPLINA ESPECÍFICA: Direito e Política Urbana

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "MESTRADO EM DIREITO. ÁREA: Direito e Políticas Públicas. DISCIPLINA ESPECÍFICA: Direito e Política Urbana"

Transcrição

1 MESTRADO EM DIREITO ÁREA: Direito e Políticas Públicas DISCIPLINA ESPECÍFICA: Direito e Política Urbana LINHA 1 Estado, políticas públicas e domínio econômico-social PROFESSOR: Paulo Afonso Cavichioli Carmona EMENTA: I. Direito Urbanístico: O campo do Direito Urbanístico; 1.2 Ordem urbanística constitucional; Estatuto da Cidade; 1.4 Mecanismo de cumprimento da função social da propriedade urbana; 1.5 Instrumentos de intervenção urbanística na propriedade; Plano Diretor de Ordenamento Territorial do DF; 1.7 Política Nacional de Mobilidade urbana; 1.8 O papel do Direito Urbanístico na violência urbana. II. Direito de moradia como direito fundamental: 2.1. Sistema de proteção dos direitos fundamentais; 2.2. Direito de moradia como direito fundamental; 2.3. Direito de construir e seus limites; 2.4. Política habitacional; 2.5. Saneamento básico; 2.6. Noções de Direito Registral Imobiliário; 2.7. Parcelamento do solo urbano; 2.8. Regularização Fundiária. CONTEÚDO PROGRAMÁTICO: I. DIREITO URBANÍSTICO: O campo do Direito Urbanístico: conceito de urbanismo, urbanização, urbanificação e de Direito Urbanístico; concepções do conceito de cidades; Carta de Atenas e Nova Carta de Atenas; evolução histórica do Direito Urbanístico no Brasil e no mundo; objeto e papel do Direito Urbanístico; legislação urbanística básica; interfaces com o Direito Civil, Ambiental e Agrário; autonomia do Direito Urbanístico.

2 1.2 Ordem urbanística constitucional: competências em matéria urbanística; princípios do Direito Urbanístico: função social da propriedade, função social da cidade, planejamento participativo, gestão democrática da cidade, princípio da coesão dinâmica e cooperação entre o setor público e o privado Estatuto da Cidade: histórico e importância; diretrizes gerais; análise do rol de instrumentos de política urbana. 1.4 Mecanismo de cumprimento da função social da propriedade urbana: plano diretor na Constituição Federal e no Estatuto da Cidade; parcelamento, edificação e utilização compulsórios; consórcio imobiliário urbanístico; IPTU progressivo no tempo; desapropriação-sanção urbanística Plano Diretor de Ordenamento Territorial do DF (PDOT): princípios e objetivos gerais; urbanização, uso e ocupação do solo; macrozoneamento e zoneamento; unidades de planejamento territorial; estratégias de ordenamento territorial; estratégia de dinamização de espaços urbanos; estratégia de revitalização de conjuntos urbanos; Sistema de Planejamento Territorial e Urbano do Distrito Federal SISPLAN. 1.6 Instrumentos de intervenção urbanística na propriedade: tombamento, direito de superfície, direito de preempção, outorga onerosa do direito de construir e de alteração de uso (solo criado), transferência do direito de construir, operações urbanas consorciadas; efetividade dos instrumentos urbanísticos. 1.7 Mobilidade urbana: a função urbana de circular; conceitos, diretrizes, princípios e objetivos da Política Nacional de Mobilidade Urbana; ordenação jurídica do sistema viário; acessibilidade; transporte público coletivo; sistema cicloviário; mobilidade urbana no PDOT: estratégia de implantação de estruturação viária e de polos multifuncionais. 1.8 O papel do Direito Urbanístico na violência urbana: conceito e objeto de violência urbana; desordem urbana como agressão às funções urbanísticas garantidoras de qualidade de vida na cidade; políticas públicas garantidoras das funções urbanísticas e minimizadoras dos delitos urbanos; experiência de Medellín e de Bogotá. II. DIREITO DE MORADIA COMO DIREITO FUNDAMENTAL: 2.1 Sistema de proteção jurídica dos direitos fundamentais: teoria geral dos direitos fundamentais gerações ou dimensões, características, teoria dos Quatro Status de Jellinek, materialidade, eficácia horizontal e vertical, destinatários; princípios fundamentais do Estado brasileiro; interpretação e hermenêutica constitucional. 2.2 Direito de moradia como direito fundamental: sistema internacional de proteção do direito à moradia; direito de moradia na Constituição Federal de 1988; moradia como efetivação da dignidade da pessoa humana; habitação como um problema social e político; déficit habitacional brasileiro.

3 2.3 Direito de construir e seus limites: fundamento; restrições de vizinhança; limitações administrativas: licenças e autorizações urbanísticas, poder de polícia, elementos do traçado urbano. 2.4 Política habitacional: habitação na Constituição Federal e na LODF; Sistema Nacional de Habitação de Interesse Social (SNHIS); Programa Minha Casa Minha Vida (PMCMV); Programa de Arrendamento residencial para população de baixa renda; questão fundiária do DF; estratégia de oferta de áreas habitacionais no PDOT. 2.5 Saneamento básico: disciplina na Constituição Federal de 1988; saneamento básico como fator determinante da política urbana; Política Nacional de saneamento básico: princípios, competência e titularidade, gestão e prestação regionalizada, papel dos consórcios públicos, planejamento e regulação; saneamento ambiental no PDOT. 2.6 Noções de Direito Registral Imobiliário: evolução do registro imobiliário no Brasil; matrícula, registro, averbação, cancelamento e retificação; princípios: a) princípio da publicidade; b) princípio da fé pública c) princípio da prioridade; d) princípio da especialidade; e) princípio da disponibilidade; f) princípio da continuidade; g) princípio da legalidade; diferentes sistemas de registros públicos; registro da propriedade imobiliária e a Lei de Registros Públicos; Lei dos Notários e Registradores (Lei nº 8.935/94). 2.7 Parcelamento do solo urbano: conceito e fases; espécies: desmembramento, loteamento, desdobro do lote, remembramento ou reparcelamento do solo; concurso voluntário; loteamentos fechados; loteamentos ilegais: irregulares e clandestinos. 2.8 Regularização Fundiária: novidades da Lei nº /09; espécies de regularização fundiária: interesse social e interesse específico; instrumentos de regularização fundiária: demarcação urbanística, legitimação de posse, usucapião Especial de imóvel urbano, concessão de uso especial para fins de moradia (CUEM), concessão de direito real de uso (CDRU), zonas especiais de interesse social (ZEIS); estratégia de regularização fundiária urbana no PDOT; registro da regularização fundiária urbana. OBJETIVOS GERAIS: a) conhecer e compreender os principais temas e institutos do Direito Urbanístico, bem como sua utilização na política urbana; b) conhecer e compreender os principais temas e institutos relacionados ao Direito à Moradia como um direito fundamental.

4 OBJETIVOS ESPECÍFICOS: a) conhecer, analisar e discutir as características e especificidades da ordem urbanística constitucional; b) analisar histórico, diretrizes, competências e novos instrumentos de intervenção urbanística do Estatuto da Cidade; c) conhecer e analisar os principais aspectos do Plano Diretor de Ordenamento Territorial do DF (PDOT); d) conhecer, analisar e discutir a Política Nacional de Mobilidade Urbana; e) discutir e analisar o alcance das práticas, das intervenções e dos instrumentos urbanísticos no processo de violência urbana, apontando características, avanços e dificuldades; f) conhecer e analisar o sistema internacional e constitucional de proteção do direito à moradia como elemento de efetivação da dignidade da pessoa humana; g) conhecer, analisar e discutir a Política Nacional de Saneamento Básico; h) conhecer e analisar os principais aspectos do Direito Registral Imobiliário e do parcelamento do solo urbano; i) conhecer, analisar e discutir as novidades trazidas pela Lei nº /2009, bem como os instrumentos urbanísticos de regularização fundiária urbana. JUSTIFICATIVA: O Direito Urbanístico é uma nova disciplina jurídica, fruto das transformações sociais que vêm ocorrendo nos últimos tempos em decorrência do processo de urbanização. Trata-se de um ramo do Direito Público que tem por objeto normas e atos que visam à harmonização das funções do meio ambiente urbano, na busca pela qualidade de vida da coletividade. Dentro desta abordagem, quando se fala em Direito Urbanístico examinam-se os instrumentos legais de interferência no espaço urbano e em que medida esses são voltados para criar ou modificar elementos em um dado território, influindo diretamente no bem-estar do cidadão. Um dos elementos de destaque do Direito Urbanístico é a moradia. Nesse passo, não se pode olvidar que a habitação é parte integrante dos direitos fundamentais do cidadão, razão pela qual o Estado tem a obrigação e a responsabilidade de protegê-la. Habitar é uma necessidade intrínseca à existência do ser humano, razão pela qual o direito à habitação é inerente à vida. Daí o conceito de Le Corbusier de que a moradia é o local onde o homem ou a família vive, dorme, anda, ouve, vê e pensa (In: Planejamento Urbano, trad. Lúcio Gomes Machado, São Paulo: Perspectiva, 2000, p. 67). A moradia, aliás, por conta da Emenda Constitucional nº 26 de 2000, passou a integrar o rol dos direitos sociais positivados na Carta Constitucional (art. 6º, caput). Assim, diante da importância do assunto e do imenso déficit habitacional brasileiro, justifica-se o estudo aprofundado do tema.

5 METODOLOGIA E FORMA DE AVALIAÇÃO: A disciplina contará com três critérios de avaliação autônomos que, reunidos e ponderados, formarão a menção final dos alunos, segundo o padrão fixado pelo UniCEUB. O primeiro critério é a participação em sala de aula, aferida não só pelas intervenções dos alunos, mas também pela leitura dos textos da bibliografia básica obrigatória oferecida no cronograma abaixo. Tal leitura será comprovada mediante a elaboração de fichas de leitura a serem entregues a cada aula, contendo as considerações mais relevantes de cada texto. Somente serão computadas para a menção as fichas entregues nos respectivos dias de aula. O segundo critério é o desempenho do aluno no seminário a ser apresentado sobre um dos temas selecionados. Para tanto, serão considerados, entre outros, aspectos como a pesquisa que fundamenta a exposição, a didática na apresentação do conteúdo e a capacidade crítica do expositor. Por ocasião da apresentação do seminário, o aluno deverá apresentar 5 questões, no mínimo, para debate. Por fim, a fixação da menção final levará em consideração o trabalho monográfico ou artigo científico que cada aluno deverá apresentar ao final do semestre, acerca do tema de seu seminário ou qualquer outro tratado no curso. As regras para elaboração do trabalho em questão, que terá peso mais elevado em relação aos demais critérios de avaliação, englobam exigências de conteúdo e de forma. BIBLIOGRAFIA BÁSICA de Direito Urbanístico: DALLARI, Adilson Abreu; FERRAZ, Sérgio (coords.). Estatuto da Cidade (Comentários à Lei Federal /2001). São Paulo: Malheiros. DI SARNO, Daniela Campos Libório. Elementos de Direito Urbanístico. Barueri- SP: Manole. SILVA, José Afonso. Direito Urbanístico Brasileiro. 5 a ed. São Paulo: Malheiros. BIBLIOGRAFIA BÁSICA de Direito de Moradia: ALFONSIN, Betânia; FERNANDES, Edésio (orgs.). Direito à Moradia e Segurança da posse no Estatuto da Cidade. Diretrizes, Instrumentos e Processos de Gestão. Belo Horizonte: Fórum, LENZA, Pedro. Direito Constitucional esquematizado. 17ª ed. São Paulo: Saraiva, 2013.

6 OLIVEIRA, José Roberto Pimenta; DAL POZZO, Augusto Neves (orgs.). Estudos sobre o Marco Regulatório de Saneamento Básico no Brasil. Belo Horizonte: Fórum, SAULE JÚNIOR, Nelson. A Proteção jurídica da Moradia nos Assentamentos Irregulares. Porto Alegre: Sérgio Antônio Fabris Editor, BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR: ALOCHIO, Luiz Henrique Antunes. Outorga onerosa do direito de construir: instrumento de tributação para a ordenação do ambiente urbano. Rio de Janeiro: Lumen Juris, ARENDT, Hannah. Sobre a violência. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, ASSINI, Nicola; MANTINI, Pierluigi. Manuale di diritto urbanístico. 2ª ed. Milano: Giuffrè, BARDET, Gaston. Trad. Flávia Cristina S. Nascimento. O urbanismo. 2ª ed. Série Ofício de Arte e Forma. Campinas-SP: Papirus, BARROSO, Luís Roberto. Curso de Direito Constitucional. Os conceitos fundamentais e a construção do novo modelo. 4ª ed. São Paulo: Saraiva, BONILLA, Myriam Merchán; PALMA, Oscar Arcos. Paz y Reconciliación: regresso a La legalidad. In: Laboratorio Medellín: catálogo de diez prácticas vivas. Medellín: Mesa Editores, CAMARGO, Juliana Wernek. O IPTU como instrumento de atuação urbanística. Belo Horizonte: Fórum, CANUTO, Elza Maria Alves. Direito à Moradia Urbana. Aspectos da dignidade da pessoa humana. Belo Horizonte: Fórum, CARMONA, Paulo Afonso Cavichioli. Intervenção do Estado na propriedade instrumentos tradicionais e novos. Belo Horizonte: Fórum. CASTRO, Sandra Costa Siaines de. Loteamentos Irregulares e Clandestinos: A Cidade e a Lei, Rio de Janeiro: Lumen Juris, CAOHURB Centro de Apoio das Promotorias de Justiças da Habitação e Urbanismo. Temas de Direito Urbanístico, São Paulo, Ministério Público do Estado de São Paulo/Imprensa Oficial, Temas de Direito Urbanístico 2, São Paulo, Ministério Público do Estado de São Paulo/Imprensa Oficial, Temas de Direito Urbanístico 3, São Paulo, Ministério Público do Estado de São Paulo/Imprensa Oficial, 2001.

7 CAOUMA Centro de Apoio de Urbanismo e Meio Ambiente. Temas de Direito Urbanístico 4, São Paulo, Ministério Público do Estado de São Paulo/Imprensa Oficial, CAOUMA Centro de Apoio de Urbanismo e Meio Ambiente. Temas de Direito Urbanístico 5, São Paulo, Ministério Público do Estado de São Paulo/Imprensa Oficial, CAOUMA Centro de Apoio de Urbanismo e Meio Ambiente. Temas de Direito Urbanístico 6, São Paulo, Ministério Público do Estado de São Paulo/Imprensa Oficial, CARMONA, Paulo Afonso Cavichioli. O consórcio imobiliário como instrumento de intervenção urbanística. Belo Horizonte: Fórum, Das normas gerais: alcance e extensão da competência legislativa concorrente. Belo Horizonte: Fórum, CASTELLS, Manuel. A Questão Urbana. São Paulo: Paz e Terra, CORDEIRO, Carlos José. Usucapião Constitucional Urbano aspectos de direito material. São Paulo: Max Limonad, DADOUN, Roger. A Violência. Ensaio acerca do homo violens. Rio de Janeiro: Difel, DALLARI, Adilson Abreu; FIGUEIREDO, Lúcia Valle (coords.). Temas de Direito Urbanístico 1. São Paulo: RT, Temas de Direito Urbanístico 2. São Paulo: RT, Desapropriações para Fins Urbanísticos. Rio de Janeiro: Forense, DUGUIT, Léon. Les Transformations Générales du Droit Privé depuis le Code Napoleón. 19 a ed. Paris: Librairie Félix Alcan, ENTERRIA, Eduardo García de; ALFONSO, Luciano Parejo. Lecciones de Derecho Urbanístico. Madrid: Civitas, FERNANDES, Edésio (org.). Direito Urbanístico. Belo Horizonte: Del Rey, FERNANDES, Edésio; ALFONSIN, Betânia. A Lei e a Ilegalidade na Produção do Espaço Urbano. Belo Horizonte: Del Rey, FERNÁNDEZ, Tomás Ramón. Manual de derecho urbanístico. 6ª ed. Madrid: El Consultor, FERRAZ, Carolina Valença et al (coords.). Manual dos Direitos da Pessoa com Deficiência. São Paulo: Saraiva, FERRAZ, Hermes. A Violência Urbana: Ensaio. São Paulo: João Scortecci Editora, FIGUEIREDO, Lúcia Valle. Disciplina Urbanística da Propriedade. 2ª ed, São Paulo: Malheiros, 2005.

8 GALHARDO, João Baptista. O registro do parcelamento do solo para fins urbanos. Porto Alegre: Sergio Antonio Fabris Editor, GASPARINI, Audrey. Tombamento e Direito de Construir. Belo Horizonte: Fórum, GEHL, Jan. La Humanización del Espacio Urbano. La vida social entre los edifícios. Barcelona: Reverté, GOYTRE, Ricardo Estévez. Manual de derecho urbanístico. 2ª ed. Granada: Comares, GUIMARÃES, Geraldo Spagno. Comentários à Lei de Mobilidade Urbana. Belo Horizonte: Fórum, JACOBS, Jane. Morte e Vida de Grandes Cidades. Tradução de Carlos S. Mendes Rosa, São Paulo: Martins Fontes, LEFEBVRE, Henri. O Direito à Cidade. São Paulo: Documentos, LIMA, Frederico Henrique Viegas de. O Direito de Superfície como instrumento de planificação urbana. Rio de Janeiro: Renovar, MATTOS, Liana Portilho (org.). Estatuto da Cidade Comentado. Belo Horizonte: Mandamentos, A efetividade da função social da propriedade urbana à luz do Estatuto da Cidade. Rio de Janeiro: Temas & Idéias Editora, MARTIN, Gerard; CEBALLOS, Miguel (Coords.). Bogotá: anatomia de uma transformación. Políticas de seguridad ciudadana Bogotá: Editorial Pontificia Universidad Javeriana, MEDAUAR, Odete; ALMEIDA, Fernando Dias de Menezes de (coords). Estatuto da Cidade. 2ª ed. São Paulo: RT, MEIRELLES, Hely Lopes. Direito Municipal Brasileiro. 5ª ed. São Paulo: Malheiros, Direito de construir. 9ª ed. Atualizada por AZEVEDO, Eurico de Andrade; DALLARI, Adilson Abreu & DI SARNO, Daniela Libório. São Paulo: Malheiros, MELLO, Celso Antônio Bandeira de. Curso de Direito Administrativo. 30ª ed. São Paulo: Malheiros, MICHAUD, Yves. A Violência. São Paulo: Ática, MOTA, Carolina (coord.). Saneamento básico no Brasil. Aspectos jurídicos da Lei Federal nº /07. São Paulo: Quartier Latin, PAVIANI, Aldo. Brasília gestão urbana: conflitos e cidadania. Brasília: Unb, 1998.

9 . Et. al. (organizador). Brasília: Dimensões da Violência Urbana. Brasília: Unb, PEDRAZZINI, Yves. A Violência das Cidades. Petrópolis RJ: Vozes, PICININ, Juliana; FORTINI, Cristiana (orgs.). Saneamento básico. Estudos Pareceres à luz da Lei nº /2007. Belo Horizonte: Fórum, PINHEIRO, Renata Peixoto. Desapropriação para fins urbanísticos em favor de particular. Belo Horizonte: Fórum, PINTO, Victor Carvalho. Direito Urbanístico: plano diretor e direito de propriedade. São Paulo: RT, PIOVESAN, Flávia. Direitos Humanos e o Direito Constitucional Internacional. 10ª ed. São Paulo: Saraiva, PIRES, Luis Manuel Fonseca. Loteamentos Urbanos natureza jurídica. São Paulo: Quartier Latin, Regime jurídico das Licenças. São Paulo: Quartier Latin, POSTERLI, Renato. Violência urbana: abordagem multifatorial da criminogenese. Belo Horizonte: Inédita, ROCHA, Sílvio Luís Ferreira da. Função social da propriedade pública. São Paulo: Malheiros, ROLNIK, Raquel. A cidade e a lei. Legislação, política urbana e territórios na cidade de São Paulo. 2 a ed. São Paulo: Fapesp/Nobel, SAULE JÚNIOR, Nelson (coord.). Direito à Cidade. São Paulo: Max Limonad, Novas Perspectivas do Direito Urbanístico Brasileiro. Ordenamento Constitucional da Política Urbana. Aplicação e Eficácia do Plano Diretor. Porto Alegre: Sérgio Antônio Fabris Editor, O tratamento constitucional do Plano Diretor como instrumento de política urbana. In: FERNANDES, Edésio (org.) Direito Urbanístico. Belo Horizonte: Del Rey, (coord.) Sistema Nacional de Habitação de Interesse Social à luz do novo marco legal urbanístico. São Paulo: Instituto Pólis, (org.) A Perspectiva do Direito à Cidade e da Reforma Urbana na Revisão da Lei do Parcelamento do Solo. São Paulo: Instituto Pólis, SENTO-SÉ, João Trajano (org.). Prevenção da Violência o papel das cidades. São Paulo: Civilização Brasileira, TANGERINO, Davi de Paiva Costa. Crime e cidade. Violência Urbana e a Escola de Chicago. Rio de Janeiro: Lumen Juris, WACQUANT, Loïc. Os condenados da cidade. 2ª ed. Rio de Janeiro: Revan, 2005.

10 WAGNER JUNIOR, Luiz Guilherme da Costa. A Ação Civil Pública como instrumento de Defesa da Ordem Urbanística. Belo Horizonte: Del Rey, 2003.

Temas Fundamentais para o Ensino do Direito Urbanístico -Bases para Cursos de Especialização de Direito Urbanístico Nelson Saule Júnior

Temas Fundamentais para o Ensino do Direito Urbanístico -Bases para Cursos de Especialização de Direito Urbanístico Nelson Saule Júnior Temas Fundamentais para o Ensino do Direito Urbanístico -Bases para Cursos de Especialização de Direito Urbanístico Nelson Saule Júnior Oficina: Ensino do Direito Urbanístico 1, Justificativa É crescente

Leia mais

REVISÃO PARTICIPATIVA DO PLANO DIRETOR ESTRATÉGICO DO MUNICÍPIO DE SÃO PAULO PL 688/13. Outubro de 2013

REVISÃO PARTICIPATIVA DO PLANO DIRETOR ESTRATÉGICO DO MUNICÍPIO DE SÃO PAULO PL 688/13. Outubro de 2013 REVISÃO PARTICIPATIVA DO PLANO DIRETOR ESTRATÉGICO DO MUNICÍPIO DE SÃO PAULO PL 688/13 Outubro de 2013 ESTRUTURA DA MINUTA DO PROJETO DE LEI DE REVISÃO DO PDE TÍTULO I DOS PRINCÍPIOS E OBJETIVOS QUE

Leia mais

Ministério da Educação Universidade Federal de Santa Maria Centro de Ciências Sociais e Humanas Departamento de Direito PLANO DE ENSINO

Ministério da Educação Universidade Federal de Santa Maria Centro de Ciências Sociais e Humanas Departamento de Direito PLANO DE ENSINO Ministério da Educação Universidade Federal de Santa Maria Centro de Ciências Sociais e Humanas Departamento de Direito PLANO DE ENSINO 1) IDENTIFICAÇÃO DA DISCIPLINA Disciplina DIREITO DAS COISAS (4ª-feira

Leia mais

CURSO DE DIREITO Autorizado pela Portaria nº 3.355 de 05/12/02 DOU de 06/12/02 PLANO DE CURSO

CURSO DE DIREITO Autorizado pela Portaria nº 3.355 de 05/12/02 DOU de 06/12/02 PLANO DE CURSO CURSO DE DIREITO Autorizado pela Portaria nº 3.355 de 05/12/02 DOU de 06/12/02 Componente Curricular: DIREITO AGRÁRIO E URBANÍSTICO Código: DIR 469 a CH Total: 60h Pré-requisito: Período Letivo: 2014.2

Leia mais

COLEGIADO DO CURSO DE DIREITO Autorizado pela Portaria nº 378 de 27/05/15-DOU de 28/05/15 Componente Curricular: Direito Administrativo II

COLEGIADO DO CURSO DE DIREITO Autorizado pela Portaria nº 378 de 27/05/15-DOU de 28/05/15 Componente Curricular: Direito Administrativo II COLEGIADO DO CURSO DE DIREITO Autorizado pela Portaria nº 378 de 27/05/15-DOU de 28/05/15 Componente Curricular: Direito Administrativo II Código: DIR-369-b Pré-requisito: Direito Administrativo I Período

Leia mais

STJ00099550 PAULO AFONSO CAVICHIOLI CARMONA. Violência x Cidade. o papel do Direito Urbanístico na violência urbana. Prefácio

STJ00099550 PAULO AFONSO CAVICHIOLI CARMONA. Violência x Cidade. o papel do Direito Urbanístico na violência urbana. Prefácio PAULO AFONSO CAVICHIOLI CARMONA Violência x Cidade o papel do Direito Urbanístico na violência urbana Prefácio DANIELA CAMPOS LIBÓRIO DI SARNO o Marcial Pons Fundação Escola Superior MADRI I BARCELONA

Leia mais

ABELHA, Marcelo. Ação civil pública e meio ambiente. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2003.

ABELHA, Marcelo. Ação civil pública e meio ambiente. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2003. Ementa: Bem jurídico ambiental e aspectos do Meio Ambiente. Meio ambiente e legislação; Fundamentos constitucionais da proteção do ambiente; Política Nacional do Meio Ambiente; Sistema Nacional do Meio

Leia mais

Direito Urbano Ambiental. Direito Urbanístico. Evolução Legislativa direito de propriedade. Direito Público. Direito Privado

Direito Urbano Ambiental. Direito Urbanístico. Evolução Legislativa direito de propriedade. Direito Público. Direito Privado Direito Urbano Ambiental Plano Diretor Áreas Especiais de Interesse Social. A Experiência de Porto Alegre Professora Maria Etelvina Guimaraens setembro de 2012 teliguimaraens@gmail.com 1 Direito Urbanístico

Leia mais

INTRODUÇÃO AO DIREITO AMBIENTAL Carga Horária: 28 h/a

INTRODUÇÃO AO DIREITO AMBIENTAL Carga Horária: 28 h/a Faculdade de Direito Milton Campos Reconhecida pelo Ministério da Educação Curso de Pós-Graduação Lato Sensu em Direito Ambiental e Recursos Hídricos INTRODUÇÃO AO DIREITO AMBIENTAL Carga Horária: 28 h/a

Leia mais

Regularização Fundiária. Rosane Tierno 02 julho -2011

Regularização Fundiária. Rosane Tierno 02 julho -2011 Regularização Fundiária Rosane Tierno 02 julho -2011 Parte I - Informalidade fundiária Imagem interna de um cortiço Regularização Fundiária Por que?? INFORMALIDADE FUNDIÁRIA URBANA MUNICÍPIOS POR FAIXA

Leia mais

COMUNICADO. Fonte de Consulta. BARROSO, Luís Roberto. Curso de direito constitucional contemporâneo. 2ª edição. São Paulo: Saraiva, 2010.

COMUNICADO. Fonte de Consulta. BARROSO, Luís Roberto. Curso de direito constitucional contemporâneo. 2ª edição. São Paulo: Saraiva, 2010. ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO ESPÍRITO SANTO CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS E FORMAÇÃO DE CADASTRO DE RESERVA EM CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR E DE NÍVEL MÉDIO COMUNICADO A MESA DA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA

Leia mais

REPARTIÇÃO DE COMPETÊNCIAS E NORMAS GERAIS DE DIREITO URBANÍSTICO

REPARTIÇÃO DE COMPETÊNCIAS E NORMAS GERAIS DE DIREITO URBANÍSTICO REPARTIÇÃO DE COMPETÊNCIAS E NORMAS GERAIS DE DIREITO URBANÍSTICO O Desenvolvimento Urbano e a Constituição Federal AS COMPETÊNCIAS DA UNIÃO Art. 21. Compete à União: XX - instituir diretrizes para o desenvolvimento

Leia mais

LEI DOS INSTRUMENTOS

LEI DOS INSTRUMENTOS LEI DOS INSTRUMENTOS LEI Nº 2.333 DE 06 DE OUTUBRO DE 2006 Dispõe sobre os Instrumentos de Política Urbana no Município de Itápolis. MAJOR AVIADOR MOACYR ZITELLI, Prefeito do Município de Itápolis, Estado

Leia mais

PROGRAMA DE DISCIPLINA

PROGRAMA DE DISCIPLINA Faculdade Anísio Teixeira de Feira de Santana Autorizada pela Portaria Ministerial nº 552 de 22 de março de 2001 e publicada no Diário Oficial da União de 26 de março de 2001. Endereço: Rua Juracy Magalhães,

Leia mais

INSTRUMENTOS DE INTERVENÇÃO URBANÍSTICA

INSTRUMENTOS DE INTERVENÇÃO URBANÍSTICA N º. 16 maio / junho / julho / agosto de 2007 Salvador Bahia Brasil INSTRUMENTOS DE INTERVENÇÃO URBANÍSTICA Paulo Afonso Cavichioli Carmona Juiz de Direito Titular da 3ª Vara Criminal de Ceilândia (TJDFT),

Leia mais

Direito Administrativo I

Direito Administrativo I Faculdade de Direito Milton Campos Reconhecida pelo Ministério da Educação Curso de Pós-Graduação Lato Sensu em Direito Público Direito Administrativo I Carga Horária: 60 h/a 1- Ementa 1 Estado. 2 Poderes

Leia mais

ESTATUTO DE CIDADE E O PLANO DIRETOR: INSTRUMENTOS PARA O CUMPRIMENTO DA FUNÇÃO SOCIAL DA PROPRIEDADE

ESTATUTO DE CIDADE E O PLANO DIRETOR: INSTRUMENTOS PARA O CUMPRIMENTO DA FUNÇÃO SOCIAL DA PROPRIEDADE Número 21 março/abril/maio 2010 Salvador Bahia Brasil - ISSN 1981-1888 ESTATUTO DE CIDADE E O PLANO DIRETOR: INSTRUMENTOS PARA O CUMPRIMENTO DA FUNÇÃO SOCIAL DA PROPRIEDADE Paulo Roberto de Souza Jr. Mestre

Leia mais

DISCIPLINA: Direitos Reais SEMESTRE DE ESTUDO: 6º Semestre. CH total: 72h

DISCIPLINA: Direitos Reais SEMESTRE DE ESTUDO: 6º Semestre. CH total: 72h DISCIPLINA: Direitos Reais SEMESTRE DE ESTUDO: 6º Semestre TURNO: Matutino / Noturno CH total: 72h CÓDIGO: DIR140 1. EMENTA: Direitos Reais. Distinção entre Direitos Reais e Obrigacionais. Características.

Leia mais

Pró-Reitoria Acadêmica Diretoria Acadêmica Assessoria Pedagógica da Diretoria Acadêmica

Pró-Reitoria Acadêmica Diretoria Acadêmica Assessoria Pedagógica da Diretoria Acadêmica FACULDADE: FAJS FACULDADE DE CIÊNCIAS JURÍDICAS E SOCIAIS CURSO: DIREITO DISCIPLINA: DIREITO ADMINISTRATIVO I CÓDIGO: CARGA HORÁRIA: 075 ANO / SEMESTRE: 2013 / 2º PROFESSOR(A): HÉDEL DE ANDRADE TORRES

Leia mais

Sugiro a seguinte ordem:

Sugiro a seguinte ordem: BIBLIOGRAFIAS Para concursos jurídicos em geral, a primeira providência do candidato é conhecer o Direito constitucional e Teoria geral do direito. Para isso é importante ler o texto constitucional integralmente,

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE EMPRESA PÚBLICA DE TRANSPORTE E CIRCULAÇÃO S/A EPTC CONCURSO PÚBLICO 01/2007

PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE EMPRESA PÚBLICA DE TRANSPORTE E CIRCULAÇÃO S/A EPTC CONCURSO PÚBLICO 01/2007 CARGO: ADVOGADO PROGRAMA RETIFICADO EM 12/12/2007 DIREITO ADMINISTRATIVO 1. Direito Administrativo: conceito, abrangência, origem e evolução histórica. 2. Administração Pública: conceito, abrangência.

Leia mais

AÇÕES PARA REGULARIZAÇÃO DE IMÓVEIS NO. Estado de São Paulo. O que o Governo de São Paulo, o Ministério Público e a sua Prefeitura podem fazer juntos.

AÇÕES PARA REGULARIZAÇÃO DE IMÓVEIS NO. Estado de São Paulo. O que o Governo de São Paulo, o Ministério Público e a sua Prefeitura podem fazer juntos. AÇÕES PARA REGULARIZAÇÃO DE IMÓVEIS NO Estado de São Paulo O que o Governo de São Paulo, o Ministério Público e a sua Prefeitura podem fazer juntos. Sumário Apresentação 5 Porque regularizar 6 Quando uma

Leia mais

Ementas das disciplinas do 3º período

Ementas das disciplinas do 3º período 1 Disciplina: Direito Empresarial I (Teoria Geral) C/H: 080 H/A Teoria Geral. O Direito Comercial. Evolução Histórica. Fontes. Atividade empresarial. Regime Jurídico da livre iniciativa. Registro de empresa.

Leia mais

V CONGRESSO DE DIREITO URBANÍSTICO O Direito Urbanístico nos 20 anos da Constituição Brasileira de 1988 Balanços e Perspectivas

V CONGRESSO DE DIREITO URBANÍSTICO O Direito Urbanístico nos 20 anos da Constituição Brasileira de 1988 Balanços e Perspectivas V CONGRESSO DE DIREITO URBANÍSTICO O Direito Urbanístico nos 20 anos da Constituição Brasileira de 1988 Balanços e Perspectivas Apresentação: O Instituto Brasileiro de Direito Urbanístico IBDU, é uma associação

Leia mais

CONSTRUINDO CIDADES E CIDADANIA

CONSTRUINDO CIDADES E CIDADANIA UCLG Congress Parallel Session: CONSTRUINDO CIDADES E CIDADANIA Inês da Silva Magalhães Secretária Nacional de Habitação - Brasil Cidade do México 18 de novembro de 2010 PRINCIPAIS MARCOS INSTITUCIONAIS

Leia mais

PLANO DE ENSINO EMENTA

PLANO DE ENSINO EMENTA Faculdade de Direito Milton Campos Disciplina: Direito Administrativo I Curso: Direito Carga Horária: 64 Departamento: Direito Público Área: Direito Público PLANO DE ENSINO EMENTA Noção de Administração

Leia mais

2. OBJETIVO GERAL Estudo e compreensão dos Direitos Fundamentais a partir de uma Teoria Geral da efetividade dos Direitos Humanos.

2. OBJETIVO GERAL Estudo e compreensão dos Direitos Fundamentais a partir de uma Teoria Geral da efetividade dos Direitos Humanos. DISCIPLINA: Direitos Fundamentais CH Total: 72h SEMESTRE DE ESTUDO: 3º Semestre TURNO: Matutino / Noturno CÓDIGO: DIR117 1. EMENTA: Teoria dos Direitos Fundamentais. Conceito de Direitos Fundamentais.

Leia mais

VIII CONGRESSO BRASILEIRO DE DIREITO URBANÍSTICO

VIII CONGRESSO BRASILEIRO DE DIREITO URBANÍSTICO VIII CONGRESSO BRASILEIRO DE DIREITO URBANÍSTICO Direito Urbanístico e Conflitos Urbanos: a efetividade da ordem jurídicourbanística na promoção do direito à cidade Fortaleza/CE - 04 a 07 de outubro de

Leia mais

PROGRAMA 2015/2º PLANO DE AULA:

PROGRAMA 2015/2º PLANO DE AULA: ÁREA: DIREITO E POLÍTICAS PÚBLICAS DISCIPLINA: Processualização do Direito Administrativo PROFESSOR: Dr. Paulo Afonso Cavichioli Carmona PROGRAMA 2015/2º PLANO DE AULA: Aula 1 APRESENTAÇÃO DA DISCIPLINA,

Leia mais

DIRETRIZES URBANÍSTICAS EXPANSÃO DO PARANOÁ

DIRETRIZES URBANÍSTICAS EXPANSÃO DO PARANOÁ 1 DIRETRIZES URBANÍSTICAS EXPANSÃO DO PARANOÁ Brasília, 29 de novembro de 2012 DIRETRIZES URBANÍSTICAS Marco Legal 2 Lei nº 6.766/79: Art. 6 - Antes da elaboração do projeto de loteamento, o interessado

Leia mais

ÁREA: DIREITO E POLÍTICAS PÚBLICAS DISCIPLINA: Ato, processo administrativo e licitações públicas PROFESSOR: Dr. Paulo Afonso Cavichioli Carmona

ÁREA: DIREITO E POLÍTICAS PÚBLICAS DISCIPLINA: Ato, processo administrativo e licitações públicas PROFESSOR: Dr. Paulo Afonso Cavichioli Carmona MESTRADO EM DIREITO ÁREA: DIREITO E POLÍTICAS PÚBLICAS DISCIPLINA: Ato, processo administrativo e licitações públicas PROFESSOR: Dr. Paulo Afonso Cavichioli Carmona PROGRAMA 2014/2º PLANO DE AULA: Aula

Leia mais

Prevenção e mediação de conflitos fundiários urbanos

Prevenção e mediação de conflitos fundiários urbanos Prevenção e mediação de conflitos fundiários urbanos 1 Fatores geradores dos conflitos fundiários urbanos Reintegração de posse de imóveis públicos e privados, em que o processo tenha ocorrido em desconformidade

Leia mais

LICENCIAMENTO AMBIENTAL: ATUAÇÃO PREVENTIVA DO ESTADO À LUZ DA CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL

LICENCIAMENTO AMBIENTAL: ATUAÇÃO PREVENTIVA DO ESTADO À LUZ DA CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL 377 V Mostra de Pesquisa da Pós-Graduação PUCRS LICENCIAMENTO AMBIENTAL: ATUAÇÃO PREVENTIVA DO ESTADO À LUZ DA CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL Auro de Quadros Machado, Carlos Alberto Molinaro

Leia mais

Cidade de São Paulo. 3ª CLÍNICA INTEGRADA ENTRE USO DO SOLO E TRANSPORTES Rio, out/2011

Cidade de São Paulo. 3ª CLÍNICA INTEGRADA ENTRE USO DO SOLO E TRANSPORTES Rio, out/2011 Cidade de São Paulo 3ª CLÍNICA INTEGRADA ENTRE USO DO SOLO E TRANSPORTES Rio, out/2011 LOCALIZAÇÃO POPULAÇÃO (Censo 2010) RMSP...19.683.975 habitantes Município de São Paulo...11.253.563 habitantes Estatuto

Leia mais

Prof. Rafael Oliveira. www.professorrafaeloliveira.com.br SUGESTÕES BIBLIOGRÁFICAS PARA CONCURSOS PÚBLICOS CURSO DE DIREITO ADMINISTRATIVO

Prof. Rafael Oliveira. www.professorrafaeloliveira.com.br SUGESTÕES BIBLIOGRÁFICAS PARA CONCURSOS PÚBLICOS CURSO DE DIREITO ADMINISTRATIVO SUGESTÕES BIBLIOGRÁFICAS PARA CONCURSOS PÚBLICOS CURSO DE DIREITO ADMINISTRATIVO PROF. RAFAEL OLIVEIRA 1) BIBLIOGRAFIA BÁSICA: OLIVEIRA, Rafael Carvalho Rezende. Curso de Direito Administrativo, 3ª ed.,

Leia mais

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM DIREITO PROCESSO SELETIVO 2015 PROVA ESCRITA DE CONHECIMENTO JURÍDICO DOUTORADO

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM DIREITO PROCESSO SELETIVO 2015 PROVA ESCRITA DE CONHECIMENTO JURÍDICO DOUTORADO BANCA: D-01D LINHA DE PESQUISA: DIREITOS HUMANOS E ESTADO DEMOCRÁTICO DE DIREITO: FUNDAMENTAÇÃO, PARTICIPAÇÃO E EFETIVIDADE ÁREA DE ESTUDO: DIREITO POLÍTICO SALA: 501 Carlos Athayde Valadares Viegas Ricardo

Leia mais

I CURSO PÓS-GRADUADO DE APERFEIÇOAMENTO EM DIREITO DO URBANISMO E DA CONSTRUÇÃO

I CURSO PÓS-GRADUADO DE APERFEIÇOAMENTO EM DIREITO DO URBANISMO E DA CONSTRUÇÃO I CURSO PÓS-GRADUADO DE APERFEIÇOAMENTO EM DIREITO DO URBANISMO E DA CONSTRUÇÃO Coordenação Científica: Prof. Doutor Marcelo Rebelo de Sousa, Prof. Doutora Carla Amado Gomes, Prof. Doutor João Miranda

Leia mais

LISTA DE CANDIDATOS ADMITIDOS E NÃO ADMITIDOS. Concurso Oferta de Escola para Contratação de Docente Grupo 110. Ano Letivo - 2014/2015

LISTA DE CANDIDATOS ADMITIDOS E NÃO ADMITIDOS. Concurso Oferta de Escola para Contratação de Docente Grupo 110. Ano Letivo - 2014/2015 LISTA DE CANDIDATOS ADMITIDOS E NÃO ADMITIDOS Concurso Oferta de Escola para Contratação de Docente Grupo 110 Ano Letivo - 2014/2015 CANDIDATOS ADMITIDOS: Nº Candidato NOME OSERVAÇÕES 1367130034 Alexandra

Leia mais

Direito à moradia: regularização fundiária de favelas The right to housing: land regularization of slums

Direito à moradia: regularização fundiária de favelas The right to housing: land regularization of slums Direito à moradia: regularização fundiária de favelas The right to housing: land regularization of slums Graziella Guerra Bacelete Mestranda em Direito Empresarial, pelas Faculdades Milton Campos, Minas

Leia mais

Cód. Disciplina Período Créditos Carga Horária

Cód. Disciplina Período Créditos Carga Horária Cód. Disciplina Período Créditos Carga Horária SEMANAL MENSAL D-43tc 7º 04 04 60 Turma Nome da Disciplina - Curso 2009.2 DIREITO ADMINISTRATIVO II - DIREITO PRÉ-REQUISITO D.36 DIREITO ADMINISTRATIVO I(MATRIZ

Leia mais

VII CONGRESSO BRASILEIRO DE DIREITO URBANÍSTICO

VII CONGRESSO BRASILEIRO DE DIREITO URBANÍSTICO VII CONGRESSO BRASILEIRO DE DIREITO URBANÍSTICO "Direito Urbanístico e Justiça Urbana: cidade, democracia e inclusão social" São Paulo - 11 a 13 de novembro de 2013 CHAMADA DE TRABALHOS A Comissão Científica

Leia mais

RECOMENDAÇÃO GT/HIS Nº 02, de 26 de novembro de 2014

RECOMENDAÇÃO GT/HIS Nº 02, de 26 de novembro de 2014 RECOMENDAÇÃO GT/HIS Nº 02, de 26 de novembro de 2014 Inquérito Civil Público nº 1.22.000.002106/2010-13 O MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL, por intermédio do Grupo de Trabalho Intercameral Habitação de Interesse,

Leia mais

Déficit habitacional é a principal preocupação da política urbana

Déficit habitacional é a principal preocupação da política urbana Página 1 de 5 Busca Déficit habitacional é a principal preocupação da política urbana O Estatuto da Cidade prevê a criação de planos pilotos para o desenvolvimento de cidades e municípios. Para tornar

Leia mais

TURMA 10 H. CURSO PROFISSIONAL DE: Técnico de Multimédia RELAÇÃO DE ALUNOS

TURMA 10 H. CURSO PROFISSIONAL DE: Técnico de Multimédia RELAÇÃO DE ALUNOS Técnico de Multimédia 10 H 7536 Alberto Filipe Cardoso Pinto 7566 Ana Isabel Lomar Antunes 7567 Andreia Carine Ferreira Quintela 7537 Bruno Manuel Martins Castro 7538 Bruno Miguel Ferreira Bogas 5859 Bruno

Leia mais

O principal instrumento de planejamento urbano do município

O principal instrumento de planejamento urbano do município O que é um PDU O principal instrumento de planejamento urbano do município Conjunto de regras e indicações para: Organizar o crescimento e o desenvolvimento da cidade, no interesse de todos que nela moram;

Leia mais

EDITAL N. 02 /2015 PROCESSO DE SELEÇÃO PARA PROVIMENTO DE VAGAS DE ESTÁGIO DE DIREITO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA

EDITAL N. 02 /2015 PROCESSO DE SELEÇÃO PARA PROVIMENTO DE VAGAS DE ESTÁGIO DE DIREITO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA EDITAL N. 02 /2015 PROCESSO DE SELEÇÃO PARA PROVIMENTO DE VAGAS DE ESTÁGIO DE DIREITO DO ESCRITÓRIO MODELO - DOM PAULO EVARISTO ARNS Área de TUTELA COLETIVA - Projetos Sociais Para futuras contratações

Leia mais

13 QUEIROZ, P. Direito penal: introdução crítica. São Paulo: Saraiva, 2001. 14. Direito penal: parte geral. 2 ed. São Paulo: Saraiva, 2005. p.

13 QUEIROZ, P. Direito penal: introdução crítica. São Paulo: Saraiva, 2001. 14. Direito penal: parte geral. 2 ed. São Paulo: Saraiva, 2005. p. 6 Referências bibliográficas 1 FALCONI, R. Lineamentos de direito penal. 2. ed. São Paulo: Cone, 1997. p. 23-43. 2 MACHADO, H. B. Estudos de direito penal tributário. 1. ed. São Paulo: Atlas, 2002. 3 MACHADO,

Leia mais

Curso de Formação para a Elaboração, Monitoramento e Acompanhamento do PLHIS

Curso de Formação para a Elaboração, Monitoramento e Acompanhamento do PLHIS Curso de Formação para a Elaboração, Monitoramento e Acompanhamento do PLHIS Módulo IV Política Habitacional e as políticas urbanas Política Habitacional: o papel dos estados e municípios Regina Fátima

Leia mais

AQUISIÇÕES MARÇO/ABRIL

AQUISIÇÕES MARÇO/ABRIL AQUISIÇÕES MARÇO/ABRIL NUCCI, Guilherme de Souza. Manual de direito penal: parte geral e parte especial. 7.ed. São Paulo: Revista dos Tribunais, 2011. 1151 p. AZEVEDO, Álvaro Villaça. Estatuto da família

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA. Centro de Ciências Sociais e Humanas Departamento de Direito Curso de Direito Diurno

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA. Centro de Ciências Sociais e Humanas Departamento de Direito Curso de Direito Diurno UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA Centro de Ciências Sociais e Humanas Departamento de Direito Curso de Direito Diurno PLANO DE ENSINO 1) Identificação Disciplina Direito Administrativo II Código JUR

Leia mais

4º CONFERENCIA ESTADUAL DAS CIDADES 07 a 09 abril 2010 Foz do Iguaçu PR

4º CONFERENCIA ESTADUAL DAS CIDADES 07 a 09 abril 2010 Foz do Iguaçu PR 4º CONFERENCIA ESTADUAL DAS CIDADES 07 a 09 abril 2010 Foz do Iguaçu PR CIDADE PARA TODOS E TODAS COM GESTÃO DEMOCRÁTICA, PARTICIPATIVA E CONTROLE SOCIAL Avanços, Dificuldades e Deságios na Implementação

Leia mais

REVISÃO PARTICIPATIVA DO PLANO DIRETOR ESTRATÉGICO DO MUNICÍPIO DE SÃO PAULO PL 688/13. Lapa. Dezembro de 2013

REVISÃO PARTICIPATIVA DO PLANO DIRETOR ESTRATÉGICO DO MUNICÍPIO DE SÃO PAULO PL 688/13. Lapa. Dezembro de 2013 REVISÃO PARTICIPATIVA DO PLANO DIRETOR ESTRATÉGICO DO MUNICÍPIO DE SÃO PAULO PL 688/13 Lapa Dezembro de 2013 ESTRUTURA DA MINUTA DO PROJETO DE LEI DE REVISÃO DO PDE TÍTULO I DOS PRINCÍPIOS E OBJETIVOS

Leia mais

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL RESOLUÇÃO NORMATIVA Nº 82, DE 13 DE SETEMBRO DE 2004

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL RESOLUÇÃO NORMATIVA Nº 82, DE 13 DE SETEMBRO DE 2004 AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL RESOLUÇÃO NORMATIVA Nº 82, DE 13 DE SETEMBRO DE 2004 Estabelece as condições para atendimento com redes de energia elétrica nos lotes situados em loteamentos

Leia mais

MFIG - TRABALHO Codigo Nome turma Nota Trabalho 110402106 Adriana Castro Valente 2 15,0 110402107 Alex da Silva Carvalho 3 14,9 70402122 Alexandre

MFIG - TRABALHO Codigo Nome turma Nota Trabalho 110402106 Adriana Castro Valente 2 15,0 110402107 Alex da Silva Carvalho 3 14,9 70402122 Alexandre MFIG - TRABALHO Codigo Nome turma Nota Trabalho 110402106 Adriana Castro Valente 2 15,0 110402107 Alex da Silva Carvalho 3 14,9 70402122 Alexandre Jorge Costelha Seabra 2 18,2 110402182 Ana Catarina Linhares

Leia mais

BIBLIOTECA - UNIDADE LONDRINA RELAÇÃO DE OBRAS

BIBLIOTECA - UNIDADE LONDRINA RELAÇÃO DE OBRAS BIBLIOTECA - UNIDADE LONDRINA RELAÇÃO DE OBRAS DIREITO ADMINISTRATIVO TÍTULO: CURSO DE DIREITO ADMINISTRATIVO 25ª/2ª TIRAGEM AUTOR: CELSO ANTÔNIO BANDEIRA DE MELLO ANO: 2008 TÍTULO: DIREITO ADMINISTRATIVO

Leia mais

COLEGIADO DO CURSO DE DIREITO Autorizado pela Portaria nº 378 de 27/05/15-DOU de 28/05/15 Componente Curricular: Direito Econômico PLANO DE CURSO

COLEGIADO DO CURSO DE DIREITO Autorizado pela Portaria nº 378 de 27/05/15-DOU de 28/05/15 Componente Curricular: Direito Econômico PLANO DE CURSO COLEGIADO DO CURSO DE DIREITO Autorizado pela Portaria nº 378 de 27/05/15-DOU de 28/05/15 Componente Curricular: Direito Econômico Código: DIR - 567 Pré-requisito: ------- Período Letivo: 2015.2 Professor:

Leia mais

Ana Carolina Canabarra, curso de Direito PUC-Campinas. anacarolinac2@hotmail.com

Ana Carolina Canabarra, curso de Direito PUC-Campinas. anacarolinac2@hotmail.com Ana Carolina Canabarra, curso de Direito PUC-Campinas. anacarolinac2@hotmail.com PLANO DIRETOR E POLÍTICAS PÚBLICAS NA EFETIVAÇÃO DO PRINCÍPIO DA GESTÃO DEMOCRÁTICA NO MUNICÍPIO DE CAMPINAS: Planos Habitacionais

Leia mais

CH Total: 36h SEMESTRE DE ESTUDO: Eletiva TURNO: Matutino / Noturno CÓDIGO: DIR 168

CH Total: 36h SEMESTRE DE ESTUDO: Eletiva TURNO: Matutino / Noturno CÓDIGO: DIR 168 DISCIPLINA: Direitos Humanos CH Total: 36h SEMESTRE DE ESTUDO: Eletiva TURNO: Matutino / Noturno CÓDIGO: DIR 168 1. EMENTA: Origem e evolução histórica dos Direitos Humanos. Dignidade humana e os Direitos

Leia mais

Faculdade de Administração Milton Campos Reconhecida pelo Ministério da Educação. MBA em Propriedade Intelectual e Tecnologia

Faculdade de Administração Milton Campos Reconhecida pelo Ministério da Educação. MBA em Propriedade Intelectual e Tecnologia Faculdade de Administração Milton Campos Reconhecida pelo Ministério da Educação MBA em Propriedade Intelectual e Tecnologia Tópicos Especiais Carga Horária: 32 h/a 1- Ementa Estado moderno e Constitucionalismo.

Leia mais

ZEIS ZONAS ESPECIAIS DE INTERESSE SOCIAL SECOVI-SP VICE- PRESIDÊNCIA DE INCORPORAÇÃO E TERRENOS URBANOS 18-04-2013

ZEIS ZONAS ESPECIAIS DE INTERESSE SOCIAL SECOVI-SP VICE- PRESIDÊNCIA DE INCORPORAÇÃO E TERRENOS URBANOS 18-04-2013 ZEIS ZONAS ESPECIAIS DE INTERESSE SOCIAL SECOVI-SP VICE- PRESIDÊNCIA DE INCORPORAÇÃO E TERRENOS URBANOS 18-04-2013 ZEIS-ZONAS ESPECIAIS DE INTERESSE SOCIAL década de 1980 surgimento de movimentos sociais

Leia mais

Este Plano de Curso poderá sofrer alterações a critério do professor e/ou da Coordenação.

Este Plano de Curso poderá sofrer alterações a critério do professor e/ou da Coordenação. Este Plano de Curso poderá sofrer alterações a critério do professor e/ou da Coordenação. PLANO DE CURSO 2014/02 DISCIPLINA: DIREITOS E GARANTIAS CONSTITUCIONAIS PROFESSOR: DAURY CESAR FABRIZ TURMA: OFERTA

Leia mais

LISTA DE LIVROS NOVOS

LISTA DE LIVROS NOVOS LISTA DE LIVROS NOVOS ADMINISTRAÇÃO Autor: CHIAVENATO, Idalberto Título: Introdução à teoria geral da administração Edição: 4. ed Local: Barueri Editora: Manole. DIREITO ADMINISTRATIVO Título: Licitações

Leia mais

CURSO REGULARIZAÇÃO FUNDIÁRIA. Tratamento Constitucional da Política Urbana: Estatuto da Cidade; Regularização Fundiária e o Papel do Plano Diretor.

CURSO REGULARIZAÇÃO FUNDIÁRIA. Tratamento Constitucional da Política Urbana: Estatuto da Cidade; Regularização Fundiária e o Papel do Plano Diretor. CURSO REGULARIZAÇÃO FUNDIÁRIA Tratamento Constitucional da Política Urbana: Estatuto da Cidade; Regularização Fundiária e o Papel do Plano Diretor. INSTITUTO PÓLIS 2009 Heliópolis São Paulo Estatuto da

Leia mais

LISTA DE GRADUAÇÃO DOS CANDIDATOS GRUPO DE RECRUTAMENTO 600. Horário 28

LISTA DE GRADUAÇÃO DOS CANDIDATOS GRUPO DE RECRUTAMENTO 600. Horário 28 LISTA DE GRADUAÇÃO DOS CANDIDATOS GRUPO DE RECRUTAMENTO 600 Horário 28 Graduação Profissional Nº Candidato Nome 24,508 4716699811 Vanda Isabel do Vale Silva Almeida 24,203 8219102942 Cristina Maria da

Leia mais

Incentivar a instalação de usos não residenciais em regiões dormitório com a intenção de diminuir a necessidade de deslocamentos na cidade.

Incentivar a instalação de usos não residenciais em regiões dormitório com a intenção de diminuir a necessidade de deslocamentos na cidade. OUTORGA ONEROSA DO DIREITO DE CONSTRUIR O interessado em construir além da área do seu terreno adquire do Poder Público o direito de construção da área excedente. O preço pago por este direito servirá

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE RONDÔNIA NÚCLEO DE CIÊNCIAS SOCIAS DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS JURÍDICAS

UNIVERSIDADE FEDERAL DE RONDÔNIA NÚCLEO DE CIÊNCIAS SOCIAS DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS JURÍDICAS UNIVERSIDADE FEDERAL DE RONDÔNIA NÚCLEO DE CIÊNCIAS SOCIAS DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS JURÍDICAS DISCIPLINA: DIREITO ADMINISTRATIVO I CÓDIGO: CARGA HORÁRIA: 80 h.a. N.º DE CRÉDITOS: 04 PRÉ-REQUISITO: DIREITO

Leia mais

PROGRAMA ESTADUAL DE REGULARIZAÇÃO FUNDIÁRIA LAR LEGAL

PROGRAMA ESTADUAL DE REGULARIZAÇÃO FUNDIÁRIA LAR LEGAL Governo de Santa Catarina Secretaria de Estado da Assistência Social, Trabalho e Habitação PROGRAMA ESTADUAL DE REGULARIZAÇÃO FUNDIÁRIA LAR LEGAL Florianópolis REGULARIZAÇÃO FUNDIÁRIA DE ASSENTAMENTOS

Leia mais

PROGRAMA PARAISÓPOLIS Regularização Fundiária

PROGRAMA PARAISÓPOLIS Regularização Fundiária PROGRAMA PARAISÓPOLIS Regularização Fundiária POLÍTICA HABITACIONAL DA CIDADE DE SÃO PAULO Plano Diretor Estratégico do Município (Lei 13.430/02, art. 79): Moradia digna é aquela que garante ao morador

Leia mais

Faculdades IESGO Direção Acadêmica Coordenação do Curso de Direito

Faculdades IESGO Direção Acadêmica Coordenação do Curso de Direito Instituto de Ensino Superior de Goiás Faculdades IESGO Direção Acadêmica Coordenação do Curso de Direito PLANO DE ENSINO 1. IDENTIFICAÇÃO: CURSO: Direito TURMA: 9º Semestre/Noturno DISCIPLINA: Direito

Leia mais

EMENTA / PROGRAMA DE DISCIPLINA. ANO / SEMESTRE LETIVO Administração 2015.2. Princípios Gerais de Direito ADM 060. 68h 4º

EMENTA / PROGRAMA DE DISCIPLINA. ANO / SEMESTRE LETIVO Administração 2015.2. Princípios Gerais de Direito ADM 060. 68h 4º Faculdade Anísio Teixeira de Feira de Santana Autorizada pela Portaria Ministerial nº 552 de 22 de março de 2001 e publicada no Diário Oficial da União de 26 de março de 2001. Endereço: Rua Juracy Magalhães,

Leia mais

COMÉRCIO INTERNACIONAL CURSO DE ECONOMIA

COMÉRCIO INTERNACIONAL CURSO DE ECONOMIA COMÉRCIO INTERNACIONAL CURSO DE ECONOMIA CLASSIFICAÇÕES DO SEGUNDO TESTE E DA AVALIAÇÃO CONTINUA Classificações Classificação Final Alex Santos Teixeira 13 13 Alexandre Prata da Cruz 10 11 Aleydita Barreto

Leia mais

FACULDADE DE DIREITO DE SOROCABA FADI 2011

FACULDADE DE DIREITO DE SOROCABA FADI 2011 FACULDADE DE DIREITO DE SOROCABA FADI 2011 Disciplina: Direito Administrativo I Departamento IV Direito do Estado Docente Responsável: Prof. José Pedro Zaccariotto Carga Horária Anual: 100 horas/aula Tipo:

Leia mais

2ª SESSÃO: O Sistema Constitucional Brasileiro e o Direito Eleitoral.

2ª SESSÃO: O Sistema Constitucional Brasileiro e o Direito Eleitoral. Disciplina: INSTITUIÇÕES DO SISTEMA ELEITORAL E DEMOCRACIA Regente: Prof. Dr. Roberto Carvalho Veloso Carga horária: 60h Número de créditos: 04 Semestre letivo: 2013 1-Ementa: O Sistema Constitucional

Leia mais

CURSO: ANIMADOR SOCIOCULTURAL LISTA PROVISÓRIA DE ALUNOS SELECIONADOS

CURSO: ANIMADOR SOCIOCULTURAL LISTA PROVISÓRIA DE ALUNOS SELECIONADOS CURSO: ANIMADOR SOCIOCULTURAL Adriana da Conceição Palhares Lopes Alexandra Rodrigues Barbosa Ana Salomé Lopes Queirós Andreia Dias da Costa Bianca Patricia Gonçalves Ramos Carina Filipa Monteiro Rodrigues

Leia mais

REGULARIZAÇÃO FUNDIÁRIA - COMO IMPLEMENTAR - ASPÉCTOS TÉCNICOS

REGULARIZAÇÃO FUNDIÁRIA - COMO IMPLEMENTAR - ASPÉCTOS TÉCNICOS REGULARIZAÇÃO FUNDIÁRIA - - ASPÉCTOS TÉCNICOS Luciano Saldanha Varela Engenheiro Civil ETAPAS DA REGULARIZAÇÃO FUNDIÁRIA 1) TOPOGRAFIA PARA AUTO DE DEMARCAÇÃO URBANÍSTICA E PARA INSTITUIÇÃO DE ZEIS (PERÍMETRO

Leia mais

LISTA DE OBRAS PARA FICHAMENTO EM 2016-1

LISTA DE OBRAS PARA FICHAMENTO EM 2016-1 Colegiado de Direito Núcleo Docente Estruturante LISTA DE OBRAS PARA FICHAMENTO EM 2016-1 Calendário PARIPIRANGA 2016-1 1º PERÍODO Campo de Observação: Ingressos ao curso Obs.: Os professores de MTC e

Leia mais

Corrida da Saúde. Infantis A - Feminino

Corrida da Saúde. Infantis A - Feminino Corrida da Saúde Classificação geral do corta-mato, realizado no dia 23 de Dezembro de 2007, na Escola E.B. 2,3 de Valbom. Contou com a participação dos alunos do 4º ano e do 2º e 3º ciclos do Agrupamento

Leia mais

PROGRAMA DE DISCIPLINA

PROGRAMA DE DISCIPLINA I. Curso: DIREITO II. Disciplina: DIREITO AMBIENTAL (D-39) Área: Direito Período: Sétimo Turno: Noturno Ano: 2013.1 Carga Horária: 36 H; Créd.: 02 III. Pré-Requisito: DIREITO CONSTITUCIONAL II (D- 24 )

Leia mais

COMISSÃO DE MEIO AMBIENTE E DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL

COMISSÃO DE MEIO AMBIENTE E DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL COMISSÃO DE MEIO AMBIENTE E DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL PROJETO DE LEI N o 4.095, DE 2012 Altera a Lei nº 10.257, de 10 de julho 2001, que regulamenta os arts. 182 e 183 da Constituição Federal, estabelece

Leia mais

MÓDULO IV - Gestão social da valorização imobiliária para a inclusão territorial

MÓDULO IV - Gestão social da valorização imobiliária para a inclusão territorial MÓDULO IV - Gestão social da valorização imobiliária para a inclusão territorial Produção social da valorização imobiliária A valorização imobiliária é definida por: Distribuição de investimentos públicos

Leia mais

OCUPAÇÃO RESIDENCIAL CLANDESTINA E SUA REGULARIZAÇÃO

OCUPAÇÃO RESIDENCIAL CLANDESTINA E SUA REGULARIZAÇÃO OCUPAÇÃO RESIDENCIAL CLANDESTINA E SUA REGULARIZAÇÃO Célio Maciel RESUMO : Este trabalho faz um panorama de como o Brasil trata a questão do direito à habitação, de acordo com os Tratados e Convenções

Leia mais

A AUTONOMIA DO DIREITO URBANÍSTICO E A SUA IMPORTÂNCIA PARA O ENSINO JURÍDICO

A AUTONOMIA DO DIREITO URBANÍSTICO E A SUA IMPORTÂNCIA PARA O ENSINO JURÍDICO A AUTONOMIA DO DIREITO URBANÍSTICO E A SUA IMPORTÂNCIA PARA O ENSINO JURÍDICO Georges Louis Hage Humbert 1 Introdução Poucas são as faculdades de Direito brasileiras que possuem o Direito Urbanístico integrando

Leia mais

AMAZÔNIA: PATRIMÔNIO DOS BRASILEIROS. RETIFICAÇÃO AO EDITAL Nº. 003/2015

AMAZÔNIA: PATRIMÔNIO DOS BRASILEIROS. RETIFICAÇÃO AO EDITAL Nº. 003/2015 RETIFICAÇÃO AO EDITAL Nº. 003/2015 No Edital nº. 003/2015, publicado no Diário Oficial do Estado nº. 2459 de 05/02/15, em Anexo IV Temas para prova didática, à fls. 11-13: 1. No anexo IV Temas para prova

Leia mais

LISTA ORDENADA POR GRADUAÇÃO PROFISSIONAL - DGAE

LISTA ORDENADA POR GRADUAÇÃO PROFISSIONAL - DGAE Nome da Escola : Agrupamento de Escolas de Almancil, Loulé Horário n.º: 27-18 horas 2013-10-09 Grupo de Recrutamento: 420 - Geografia LISTA ORDENADA POR GRADUAÇÃO PROFISSIONAL - DGAE Ordenação Graduação

Leia mais

Estatuto da Cidade 22/05/2015. Lei Nº 10.257, de 10/07/2001. Medida Provisória Nº 2.220, de 04/09/2001. MP Nº 103, de 01/01/2003. Conselho das Cidades

Estatuto da Cidade 22/05/2015. Lei Nº 10.257, de 10/07/2001. Medida Provisória Nº 2.220, de 04/09/2001. MP Nº 103, de 01/01/2003. Conselho das Cidades Estatuto Estatuto da da Cidade Cidade Referencia : Conhecendo o Estatuto das Cidades, Manual do Instituto Polis, autor(es): Caixa Economica Federal, FASE - Federação de Órgãos para Assistência Social e

Leia mais

CURSO DE GRADUAÇÃO EM DIREITO-RECONHECIDO PELO DECRETO FEDERAL Nº. 50.126, DE 26 DE JANEIRO DE 1961 E PORTARIA CEE GP -436/2013

CURSO DE GRADUAÇÃO EM DIREITO-RECONHECIDO PELO DECRETO FEDERAL Nº. 50.126, DE 26 DE JANEIRO DE 1961 E PORTARIA CEE GP -436/2013 FACULDADE DE DIREITO DE FRANCA Autarquia Municipal de Ensino Superior Av. Major Nicácio, 2377 Cx. Postal 282 Fone 16 3724-4500 Fax 16 3724-4195 Franca Est. São Paulo Brasil www.direitofranca.br - secretaria.fdf@direitofranca.br

Leia mais

Lista de Contactos do Departamento de Engenharia Informática

Lista de Contactos do Departamento de Engenharia Informática Lista de Contactos do Departamento de Engenharia Informática Gabinete/Cargo Nome Extensão E-mail Diretor Luiz Felipe Rocha de Faria 1450 lef@isep.ipp.pt Sub-diretor(es) António Constantino Lopes 1462 acm@isep.ipp.pt

Leia mais

Análise Matemática I - Informática de Gestão Avaliação da 1ª frequência

Análise Matemática I - Informática de Gestão Avaliação da 1ª frequência Análise Matemática I - Informática de Gestão Avaliação da 1ª frequência Número Nome Nota Obs 10780 ALEXANDRE JOSÉ SIMÕES SILVA 15 11007 ALEXANDRE REIS MARTINS 7,7 11243 Álvaro Luis Cortez Fortunato 11,55

Leia mais

2 Apresentação No dia 24 de dezembro de 2008 foi sancionada, pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, a Lei nº 11.888, que assegura às famílias de baixa renda assistência técnica pública e gratuita para

Leia mais

A REGULARIZAÇÃO FUNDIÁRIA DE INTERESSE SOCIAL: PROGRAMA MINHA CASA MINHA VIDA*

A REGULARIZAÇÃO FUNDIÁRIA DE INTERESSE SOCIAL: PROGRAMA MINHA CASA MINHA VIDA* A REGULARIZAÇÃO FUNDIÁRIA DE INTERESSE SOCIAL: PROGRAMA MINHA CASA MINHA VIDA* ANA LIGIA DA SILVA SANTIAGO, MÁRCIA DE ALENCAR SANTANA, MICHELE RODRIGUES BARROSO, ROSANA CARVALHO CARDOSO FERREIRA LEITE

Leia mais

Cód. Disciplina Período Créditos Carga Horária. E-06 10º 04 Semanal Mensal 04 60

Cód. Disciplina Período Créditos Carga Horária. E-06 10º 04 Semanal Mensal 04 60 e Cód. Disciplina Período Créditos Carga Horária E-06 10º 04 Semanal Mensal 04 60 Nome da Disciplina DIREITOS HUMANOS Curso DIREITO D- 30 DIREITO CONSTITUCIONAL III (MATRIZ 2008/01) D- 32 DIREITO CONSTITUCIONAL

Leia mais

II A realização dos direitos fundamentais nas cidades

II A realização dos direitos fundamentais nas cidades DIREITO À CIDADE UM EXEMPLO FRANCÊS Por Adriana Vacare Tezine, Promotora de Justiça (MP/SP) e Mestranda em Direito Urbanístico na PUC/SP I Introdução A determinação do governo francês de proibir veículos

Leia mais

Revista. Artigo. Conclusão

Revista. Artigo. Conclusão Artigo Revista Apontamentos sobre a necessidade de divulgação da pesquisa de preços no edital do pregão, apesar da jurisprudência do Tribunal de Contas da União em contrário. Gabriela Moreira Castro Elaborado

Leia mais

PLANO DE ENSINO EMENTA

PLANO DE ENSINO EMENTA Faculdade de Direito Milton Campos Disciplina: Direito Administrativo II Curso: Direito Carga Horária: 64 Departamento: Direito Público Área: Direito Público PLANO DE ENSINO EMENTA Agentes Públicos. Servidores

Leia mais

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO DIREITO IMOBILIÁRIO

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO DIREITO IMOBILIÁRIO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO DIREITO IMOBILIÁRIO OBJETIVO Diante da extraordinária expansão do mercado imobiliário e da maior complexidade jurídica de seus principais mecanismos e contratos, é imperiosa e necessária

Leia mais

AQUISIÇÕES FEVEREIRO E MARÇO 2014 Indicação de professores e alunos no 2º semestre de 2013

AQUISIÇÕES FEVEREIRO E MARÇO 2014 Indicação de professores e alunos no 2º semestre de 2013 AQUISIÇÕES FEVEREIRO E MARÇO 2014 Indicação de professores e alunos no 2º semestre de 2013 GRECO, Rogério. Código penal comentado. 8.ed. São Paulo: Revista dos Tribunais, 2014. GRECO, Rogério. Curso de

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº, de 2009. (Do Sr. Marcelo Itagiba)

PROJETO DE LEI Nº, de 2009. (Do Sr. Marcelo Itagiba) PROJETO DE LEI Nº, de 2009. (Do Sr. Marcelo Itagiba) Altera a Lei n o 6.015, de 31 de dezembro de 1973, a fim de prever o registro de legitimação de posse e de ocupação urbanas no Registro de Títulos e

Leia mais

D OBJETIVOS E IMPORTÂNCIA DA DISCIPLINA PARA A FORMAÇÃO DO EGRESSO

D OBJETIVOS E IMPORTÂNCIA DA DISCIPLINA PARA A FORMAÇÃO DO EGRESSO 27/07/2015 Página 1 de 5 PLANO DE ENSINO - CURSO SEMESTRAL Disciplina DIREITO ADMINISTRATIVO III Curso Graduação Período 8º período Eixo de Formação Eixo de Formação Profissional Turmas A, B e D Código

Leia mais