R E L A T Ó R I O. 3) Recurso da interessada indeferido pela Presidência em 27/VIII/2002.

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "R E L A T Ó R I O. 3) Recurso da interessada indeferido pela Presidência em 27/VIII/2002."

Transcrição

1 Procedência: IPSEMG Instituto de Previdência de Servidores do Estado Interessada: Maria Claudina Cotta de Souza Parecer nº: Data: 13 de março de 2007 Ementa: PREVIDENCIÁRIO SERVIDOR INCLUSÃO DE DEPENDENTE MENOR SOB GUARDA LEGAL REQUISITOS. R E L A T Ó R I O 1) Requerimento da interessada de 19/III/2002 para inclusão de beneficiário, em favor de sua neta, a menor Ana Luiza Cotta de Souza Rodrigues, 14 anos, sob sua guarda legal, conforme verificado pelo Termo de Guarda, expedido pela Vara Cível da Comarca de Alvinópolis/MG. Registre-se para melhor apreensão dos fatos que a mãe da menor, filha da interessada, concebeu aos 14 anos. 2) Opina a Superintendência de Seguridade e Crédito Social, forte na Seção de Inclusão de Beneficiários, pelo deferimento do pedido de inclusão da dependente. Porém, a Diretoria de Previdência indefere a inclusão ao argumento de que a categoria de menor sob guarda não está prevista no rol de beneficiários da Lei Complementar nº 64/ ) Recurso da interessada indeferido pela Presidência em 27/VIII/ ) No Conselho Diretor, sob os mesmos fundamentos de antes, novamente negado provimento ao outro recurso. 5) Em última instância recorre a interessada ao Senhor Governador sob o fundamento de que é a guardiã legal de sua pretensa beneficiária no instituto previdenciário. P A R E C E R 1) O pedido é de março/2002. O termo de guarda é de março/2001. A primeira decisão é de abril/2002. A norma do caso não é a Lei Complementar nº 64, de maio/2002, nem o Decreto nº , de julho/ ) Estabelecia, então, o Decreto nº /87, que aprovou o estatuto do

2 Instituto de Previdência dos Servidores do Estado de Minas Gerais IPSEMG: Art. 8º - Consideram-se dependentes do segurado, para os efeitos deste Estatuto: I - A esposa, o marido inválido da segurada, a companheira mantida há mais de cinco (5) anos, os filhos, de ambos os sexos,de qualquer condição menores de vinte e um (21) anos ou inválidos;... 2º - Equiparam-se aos filhos, nas condições estabelecidas no inciso I, mediante declaração escrita do segurado: 1 - o enteado; 2 - o menor que, por determinação judicial, se encontre sob sua guarda e não possua bens suficientes para o próprio sustento e educação, só se admitindo mais de um, quando todos tiverem relação de parentesco, até o terceiro (3º) grau, com o segurado; 3 - o menor que se ache sob sua tutela e não possua bens suficientes para o seu próprio sustento e educação. 3) Entretanto a Lei nº 8.213/91, quando regulamenta o Regime Geral de Previdência Social, de modo contrário ao argumento utilizado pelo Conselho Deliberativo do IPSEMG, autoriza o requerimento formulado: Art. 16. São beneficiários do Regime Geral de Previdência Social, na condição de dependentes do segurado: I - o cônjuge, a companheira, o companheiro e o filho não emancipado, de qualquer condição, menor de 21 (vinte e um) anos ou inválido; 2 Equiparam-se a filho, nas condições do inciso I, mediante declaração do segurado: o enteado; o menor que, por determinação judicial, esteja sob a sua guarda; e o menor que esteja sob sua tutela e não possua condições suficientes para o próprio sustento e educação.

3 4) Quando o Instituto decide segundo a Lei Complementar nº 64/2002, admitindo a inclusão como beneficiário somente do menor sob tutela, excluindo aquele sob guarda, sobre invocar norma extemporânea para o caso, age na contramão do que vem decidindo a moderna jurisprudência. 5) Mesmo depois da edição da Lei Complementar nº 64/2002, decisões a conceder a proteção estão fortes no Estatuto da Criança e do Adolescente, art. 33, 3º, para o qual a guarda confere à criança a condição de dependente para todos os fins de direito, inclusive previdenciários. 6) Nisso as judiciosas manifestações do Eg. TJMG: EMENTA: AGRAVO DE INSTRUMENTO. PENSÃO PREVIDENCIÁRIA. BENEFICIÁRIO. INCLUSÃO DE DEPENDENTE. GUARDA. AVÔ. OPORTUNIDADE. CARÁTER ALIMENTAR. TUTELA ANTECIPADA. POSSIBILIDADE. RECURSO A QUE SE DÁ PROVIMENTO. 1. Tratando-se de pensão previdenciária, que tem manifesto caráter alimentar, possível é a antecipação de tutela, para compelir a autarquia ao imediato pagamento da prestação devida a esse título. 2. Demonstrada a guarda judicial de neto menor, inegável a possibilidade de o beneficiário tê-lo como dependente junto ao instituto previdenciário, vez que "'O Estatuto da Criança e do Adolescente, Lei Federal nº 8.069, de 1990, no art. 33, 3º, expressamente dispõe que a guarda confere condição de dependente, inclusive para fins previdenciários e trabalhistas'". 3. Caso constatada alguma irregularidade ou dos demais beneficiários se sentirem prejudicados, tal questão deve ser discutida em ação própria, não podendo, de forma alguma, a condição de beneficiário ser revogada unilateralmente. 4. Dar provimento ao recurso. Súmula: DERAM PROVIMENTO (Apelação nº /001(1), Rel. Des. Célio César Paduani, MG 4/10/2005). Ementa: Guarda - Avó - Benefício previdenciário - Situação excepcional (art. 33 ECA) - Inexistência. A guarda de menor depende de situação excepcional, conforme descrição contida no

4 art. 33 do ECA. O benefício previdenciário é conseqüência da guarda e não causa. Súmula: DERAM PROVIMENTO. (Apelação nº /001(1), Rel. Des. Maciel Pereira, MG 4/10/2005). Ementa: AGRAVO DE INSTRUMENTO - AÇÃO ORDINÁRIA - PENSÃO PREVIDENCIÁRIA - PEDIDO DE CONCESSÃO DE TUTELA ANTECIPADA PARA SE INCLUIR MENOR COMO DEPENDENTE DE EX- SERVIDOR PÚBLICO QUE DETINHA A SUA GUARDA - POSSIBILIDADE - AGRAVO DESPROVIDO. Possível é conceder-se tutela antecipada contra a Fazenda Pública. Presentes os pressupostos legais, deve ser concedida a antecipação da tutela, para inclusão de menor que estava sob a guarda judicial de ex-servidor público estadual e que dele dependia economicamente, como dependente do mesmo nos quadros do IPSEMG, para recebimento de pensão previdenciária. Recurso desprovido. Súmula: DERAM PROVIMENTO. (Apelação nº /001(1), Rel. Des. Eduardo Andrade, MG 30/09/2005). Como se percebe não é toda e qualquer situação que enseja a guarda do menor; mas presente ela, não se pode afastar a proteção previdenciária. C O N C L U S Ã O O recurso da interessada ao Senhor Governador contra o ato do IPSEMG que lhe indefere o requerimento de inclusão da menor sob sua guarda judicial na condição de dependente previdenciário é para ser conhecido vez que permitido pela legislação vigente. Conhecido, deve-se-lhe conceder provimento porque o pedido de inclusão como dependente previdenciário da servidora interessada, da menor sob sua guarda judicial, encontra amparo no art. 33, 3º, Lei 8.069/90, bem como nas decisões jurisprudenciais supra. Belo Horizonte, 7 de março de 2007.

5 Antonio Olimpio Nogueira, Procurador do Estado OAB/MG MASP /6.

Thales Pontes Batista

Thales Pontes Batista A REDUÇÃO DA MAIORIDADE NO NOVO CÓDIGO CIVIL E SUAS IMPLICAÇÕES NAS LEGISLAÇÕES ESPECIAIS, MORMENTE NO ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE (ECA) E NA LEGISLAÇÃO PREVIDENCIÁRIA Thales Pontes Batista A

Leia mais

Supremo Tribunal Federal

Supremo Tribunal Federal RECURSO EXTRAORDINÁRIO COM AGRAVO 753.503 RIO DE JANEIRO RELATOR RECTE.(S) ADV.(A/S) RECDO.(A/S) PROC.(A/S)(ES) : MIN. LUIZ FUX :ANDREA DE ALMEIDA ANDRE : CRISTIANO DA COSTA DE MORAES E OUTRO(A/S) :FUNDO

Leia mais

Ministério da Previdência Social Conselho de Recursos da Previdência Social 1ª Câmara de Julgamento

Ministério da Previdência Social Conselho de Recursos da Previdência Social 1ª Câmara de Julgamento Ministério da Previdência Social Conselho de Recursos da Previdência Social 1ª Câmara de Julgamento Número do Processo: 44232.356216/2015-63 Unidade de Origem: AGÊNCIA DA PREVIDÊNCIA SOCIAL OURO FINO Benefício:

Leia mais

Tribunal de Justiça de Minas Gerais

Tribunal de Justiça de Minas Gerais Número do 1.0145.14.044695-9/002 Númeração 0823209- Relator: Relator do Acordão: Data do Julgamento: Data da Publicação: Des.(a) Pedro Bernardes Des.(a) Pedro Bernardes 26/05/0015 19/06/2015 EMENTA: AGRAVO

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO ACÓRDÃO

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO ACÓRDÃO ACÓRDÃO Registro: 2012.0000219136 Vistos, relatados e discutidos estes autos de Apelação nº 9000766-37.2010.8.26.0037, da Comarca de Araraquara, em que são apelantes/apelados SÃO PAULO PREVIDÊNCIA - SPPREV

Leia mais

Tribunal de Justiça de Minas Gerais

Tribunal de Justiça de Minas Gerais Número do 1.0000.15.033552-9/000 Númeração 0335529- Relator: Relator do Acordão: Data do Julgamento: Data da Publicação: Des.(a) Audebert Delage Des.(a) Audebert Delage 18/08/2015 28/08/2015 EMENTA: CONFLITO

Leia mais

Segue quadro comparativo sobre as alterações trazidas pela MP nº 664/2014, no tocante à pensão deixada pelo servidor público federal Lei 8.

Segue quadro comparativo sobre as alterações trazidas pela MP nº 664/2014, no tocante à pensão deixada pelo servidor público federal Lei 8. Segue quadro comparativo sobre as alterações trazidas pela MP nº 664/2014, no tocante à pensão deixada pelo servidor público federal Lei 8.112/90: Lei nº 8.112/90 redação anterior à Medida Provisória nº

Leia mais

Excelentíssimo Senhor Doutor Juiz Federal da Vara Cível do Juizado Especial Federal da Subseção Judiciária de (nome da cidade).

Excelentíssimo Senhor Doutor Juiz Federal da Vara Cível do Juizado Especial Federal da Subseção Judiciária de (nome da cidade). Excelentíssimo Senhor Doutor Juiz Federal da Vara Cível do Juizado Especial Federal da Subseção Judiciária de (nome da cidade). (Nome do autor), brasileiro, casado, engenheiro de minas, carteira de identidade

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO Registro: 2014.0000263328 ACÓRDÃO Vistos, relatados e discutidos estes autos do Apelação / Reexame Necessário nº 3012557-22.2013.8.26.0451, da Comarca de Piracicaba, em que são apelantes FAZENDA DO ESTADO

Leia mais

Guarda e suas implicações sobre os regimes previdenciários

Guarda e suas implicações sobre os regimes previdenciários Guarda e suas implicações sobre os regimes previdenciários Adalgisa Wiedemann Chaves Promotora de Justiça Promotoria de Justiça de Família e Sucessões Duas análises possíveis: 1. Guarda no Eixo Parental

Leia mais

RELATÓRIO. TRF/fls. E:\acordaos\ _ doc

RELATÓRIO. TRF/fls. E:\acordaos\ _ doc *AC 305947-AL (20028000001001-9) APTE: INSS - INSTITUTO NACIONAL DO SEGURO SOCIAL ADV: MARIA DE FATIMA FALCÃO ALBUQUERQUE E OUTROS APDO: OTACILIA RAMOS DUARTE ADV: RAIMUNDA MOREIRA AZEVEDO E OUTROS REMTE:

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 013/2016 TCE, de 21 de junho de 2016.

RESOLUÇÃO Nº 013/2016 TCE, de 21 de junho de 2016. RESOLUÇÃO Nº 013/2016 TCE, de 21 de junho de 2016. Dispõe sobre a concessão do auxílio complementar à assistência a saúde aos Conselheiros, Auditores, Procuradores e Servidores do Tribunal de Contas do

Leia mais

Tribunal de Justiça de Minas Gerais

Tribunal de Justiça de Minas Gerais Número do 1.0000.11.029913-8/000 Númeração 0299138- Relator: Relator do Acordão: Data do Julgamento: Data da Publicação: Des.(a) Domingos Coelho Des.(a) Domingos Coelho 05/10/2011 17/10/2011 EMENTA: CONFLITO

Leia mais

Ministério da Previdência Social Conselho de Recursos da Previdência Social 24ª Junta de Recursos

Ministério da Previdência Social Conselho de Recursos da Previdência Social 24ª Junta de Recursos Ministério da Previdência Social Conselho de Recursos da Previdência Social 24ª Junta de Recursos Número do Processo: 44232.713007/2016-11 Unidade de Origem: AGÊNCIA DA PREVIDÊNCIA SOCIAL MAUÁ Benefício:

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO 37ª Câmara de Direito Privado

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO 37ª Câmara de Direito Privado ACÓRDÃO Registro: 2016.0000683259 Vistos, relatados e discutidos estes autos de Agravo de Instrumento nº 2164180-43.2016.8.26.0000, da Comarca de São Paulo, em que é agravante BANCO VOTORANTIM S/A, são

Leia mais

(?YÁê0ì1S0) EMENTA ACÓRDÃO. Decide a Turma, por unanimidade, dar provimento à apelação, nos termos do voto. do Relator.

(?YÁê0ì1S0) EMENTA ACÓRDÃO. Decide a Turma, por unanimidade, dar provimento à apelação, nos termos do voto. do Relator. (?YÁê0ì1S0) PODER JUDICIÁRIO RELATOR : JUIZ FEDERAL CARLOS AUGUSTO PIRES BRANDÃO (CONV.) APELANTE : LEONARDO DE CASTRO MACEDO E OUTRO(A) ADVOGADO : FABRICIO CASTRO ALVES DE MELO E OUTRO(A) APELADO : UNIAO

Leia mais

É preciso diferenciar a natureza jurídica da antecipação de tutela da decisão de antecipação de tutela, não sendo expressões sinônimas.

É preciso diferenciar a natureza jurídica da antecipação de tutela da decisão de antecipação de tutela, não sendo expressões sinônimas. Turma e Ano: Flex A (2014) Matéria / Aula: Processo Civil / Aula 24 Professor: Edward Carlyle Conteúdo: Antecipação de Tutela: Efetividade, Momento do Requerimento; Revogação e Modificação; Fungibilidade;

Leia mais

Aspectos Controvertidos. Bruno Sá Freire Martins

Aspectos Controvertidos. Bruno Sá Freire Martins PENSÃO POR MORTE Aspectos Controvertidos Bruno Sá Freire Martins Lei n.º 13.135/15 NOTA TÉCNICA Nº 11/2015 CGNAL/DRPSP/SPPS/MPS a) As novas regras para concessão e manutenção do benefício de pensão por

Leia mais

Á'Os. Poder yudiciário 'Tribunal de :Justiça do Estado da 'Paraíba Gabinete da Desembargadora Maria de Fátima Moraes BeJerra Cavalcanti

Á'Os. Poder yudiciário 'Tribunal de :Justiça do Estado da 'Paraíba Gabinete da Desembargadora Maria de Fátima Moraes BeJerra Cavalcanti IB Á'Os. Poder yudiciário 'Tribunal de :Justiça do Estado da 'Paraíba Gabinete da Desembargadora Maria de Fátima Moraes BeJerra Cavalcanti DECISÃO MONOCRÁTICA AGRAVO DE INSTRUMENTO 200.2006.018796-6/ 002

Leia mais

PROCESSO JUDICIAL PREVIDENCIÁRIO PROGRAMA

PROCESSO JUDICIAL PREVIDENCIÁRIO PROGRAMA PROGRAMA I. SEGURIDADE SOCIAL E PREVIDÊNCIA SOCIAL 2. Princípios e Características da Seguridade Social 2.1. Solidariedade 2.2 Universalidade da Cobertura e do Atendimento 2.3. Uniformidade e Equivalência

Leia mais

A Câmara Municipal de Maceió decreta e eu sanciono e a seguinte Lei:

A Câmara Municipal de Maceió decreta e eu sanciono e a seguinte Lei: LEI Nº 4846 DE 02 DE JULHO DE 1999. DISPÕE SOBRE A TRANSFORMAÇÃO DO IPAM - INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA E ASSISTÊNCIA MUNICIPAL DE MACEIÓ EM ÓRGÃO EXCLUSIVAMENTE PREVIDENCIÁRIO DO SERVIDOR PÚBLICO DO MUNICÍPIO

Leia mais

INSS Direito Previdenciário Leandro Macêdo

INSS Direito Previdenciário Leandro Macêdo INSS Direito Previdenciário Leandro Macêdo 2014 2014 Copyright. Curso Agora Eu Eu Passo - - Todos os direitos reservados ao ao autor. 1. (CESPE - 2013 - DPE-RR - Defensor Público) Assinale a opção correta

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO ESTADO DE PERNAMBUCO TRIBUNAL DE JUSTIÇA Gabinete da Presidência INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 27, DE 28 DE OUTUBRO DE 2010.

PODER JUDICIÁRIO ESTADO DE PERNAMBUCO TRIBUNAL DE JUSTIÇA Gabinete da Presidência INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 27, DE 28 DE OUTUBRO DE 2010. PODER JUDICIÁRIO ESTADO DE PERNAMBUCO TRIBUNAL DE JUSTIÇA Gabinete da Presidência INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 27, DE 28 DE OUTUBRO DE 2010. EMENTA: Regulamenta a concessão e o pagamento de auxílio funeral no

Leia mais

RELATORA : DESEMBARGADORA FEDERAL GILDA SIGMARINGA SEIXAS APELANTE : INSTITUTO NACIONAL DO SEGURO SOCIAL - INSS APELADO : EDLAINE GONCALVES DOS SANTOS

RELATORA : DESEMBARGADORA FEDERAL GILDA SIGMARINGA SEIXAS APELANTE : INSTITUTO NACIONAL DO SEGURO SOCIAL - INSS APELADO : EDLAINE GONCALVES DOS SANTOS RELATORA : DESEMBARGADORA FEDERAL GILDA SIGMARINGA SEIXAS APELANTE : INSTITUTO NACIONAL DO SEGURO SOCIAL - INSS PROCURADOR : ADRIANA MAIA VENTURINI APELADO : EDLAINE GONCALVES DOS SANTOS ADVOGADO : ARIEL

Leia mais

ACÓRDÃOS DA 158ª SESSÃO

ACÓRDÃOS DA 158ª SESSÃO MINISTÉRIO DA FAZENDA CONSELHO DE RECURSOS DO SISTEMA NACIONAL DE SEGUROS PRIVADOS, DE PREVIDÊNCIA PRIVADA ABERTA E DE CAPITALIZAÇÃO CRSNSP Recurso nº 1683 Processo SUSEP nº 15414.100359/2002-61 ACÓRDÃOS

Leia mais

Poder Judiciário. Tribunal Regional Federal da 5ª Região. Gabinete do Desembargador Federal Rogério Fialho Moreira

Poder Judiciário. Tribunal Regional Federal da 5ª Região. Gabinete do Desembargador Federal Rogério Fialho Moreira Poder Judiciário Tribunal Regional Federal da 5ª Região Gabinete do Desembargador Federal Rogério Fialho Moreira PJE AGTR Nº: 0801407-07.2015.4.05.0000 AGRAVANTE: MIRIAM CRISPIM DA SILVA ADVOGADO: FELIPE

Leia mais

Tribunal de Justiça de Minas Gerais

Tribunal de Justiça de Minas Gerais Número do 1.0035.12.011240-0/001 Númeração 1041280- Relator: Relator do Acordão: Data do Julgamento: Data da Publicação: Des.(a) Pedro Bernardes Des.(a) Pedro Bernardes 30/04/2013 06/05/2013 EMENTA: AGRAVO

Leia mais

SENTENÇA. Diretor de Pessoal da Polícia Militar do Estado de São Paulo e outro

SENTENÇA. Diretor de Pessoal da Polícia Militar do Estado de São Paulo e outro fls. 71 SENTENÇA Processo Digital nº: 1027787-03.2015.8.26.0053 Classe - Assunto Mandado de Segurança - Reforma Impetrante: Celso Antonio dos Santos Impetrado: Diretor de Pessoal da Polícia Militar do

Leia mais

PLANO DE BENEFÍCIOS PREVIDENCIÁRIOS GEAPREV

PLANO DE BENEFÍCIOS PREVIDENCIÁRIOS GEAPREV REQUERIMENTO DE INSCRIÇÃO DE PARTICIPANTE Nome Completo: Escolaridade: Concluído 1º Grau 2º Grau Superior Pós-Graduação Mestrado Doutorado Não concluído Endereço: Complemento: Celular: Email: Patrocinador:

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº, DE 2014

PROJETO DE LEI Nº, DE 2014 PROJETO DE LEI Nº, DE 2014 (Do Sr. Alan Rick) Cria a Subseção XIII, da Seção V, do Capítulo II, do Título III, da Lei nº 8.213, de 24 de julho de 1991, altera os arts. 18, 25, 29, 39, 40 e 124 da Lei nº

Leia mais

PORTARIA Nº 021/2016, de 22 de novembro de 2016

PORTARIA Nº 021/2016, de 22 de novembro de 2016 PORTARIA Nº 021/2016, de 22 de novembro de 2016 Dispõe sobre os procedimentos e rotinas referentes ao recadastramento dos aposentados e pensionistas da CAPPS. O Presidente da Caixa de Assistência, Previdência

Leia mais

PORTARIA Nº 1.062, DE 12 DE SETEMBRO DE 2016

PORTARIA Nº 1.062, DE 12 DE SETEMBRO DE 2016 PORTARIA Nº 1.062, DE 12 DE SETEMBRO DE 2016 Altera a Portaria nº 1.744, de 13 de novembro de 2014, publicada no Diário Oficial da União nº 221, Seção I, página 202, de 14 de novembro de 2014 que dispõe

Leia mais

EMENTA: CONSÓRCIO - DEVOLUÇÃO DE PARCELAS PAGAS - CORREÇÃO MONETÁRIA - JUROS - TERMO INICIAL.

EMENTA: CONSÓRCIO - DEVOLUÇÃO DE PARCELAS PAGAS - CORREÇÃO MONETÁRIA - JUROS - TERMO INICIAL. EMENTA: CONSÓRCIO - DEVOLUÇÃO DE PARCELAS PAGAS - CORREÇÃO MONETÁRIA - JUROS - TERMO INICIAL. - O Consorciado desistente tem o direito de obter a devolução do que pagou, devidamente corrigido, nos termos

Leia mais

PROCEDIMENTOS ADMINISTRATIVOS E COMPUTACIONAIS LICENÇA ESPECIAL

PROCEDIMENTOS ADMINISTRATIVOS E COMPUTACIONAIS LICENÇA ESPECIAL PROCEDIMENTOS ADMINISTRATIVOS E COMPUTACIONAIS LICENÇA ESPECIAL 1 CONCEITO A Licença Especial é um benefício facultado ao servidor público ocupante de cargo de provimento efetivo, com remuneração. De acordo

Leia mais

Dados Pessoais do Servidor Ativo (preenchimento obrigatório) 1. Cadastro Matrícula1: 2. Cadastro Matrícula2:

Dados Pessoais do Servidor Ativo (preenchimento obrigatório) 1. Cadastro Matrícula1: 2. Cadastro Matrícula2: RECADASTRAMENTO DOS SERVIDORES DO MUNICIPIO DE URUGUAIANARS A realização deste Recadastramento não autoriza a alteração do regime de emprego (CLT) ou do regime de previdência social (RGPS). Documentos

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça RECURSO ESPECIAL Nº 1.505.261 - MG (2014/0216602-3) RELATOR : MINISTRO HUMBERTO MARTINS RECORRENTE : ROSÂNGELA GONTIJO ADVOGADO : GUSTAVO TADEU BIJOS ASSIS PINTO E OUTRO(S) RECORRIDO : INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA PODER JUDICIÁRIO São Paulo

TRIBUNAL DE JUSTIÇA PODER JUDICIÁRIO São Paulo fls. 238 Registro: 2014.0000492060 ACÓRDÃO Vistos, relatados e discutidos estes autos do Apelação nº 1005329-60.2013.8.26.0053, da Comarca de, em que é apelante PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO PAULO, é apelado.

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DE SÃO PAULO. 2 9a Câmara APELAÇÃO S/ REVISÃO N /4. Comarca de SÃO JOSÉ DO RIO PRETO 4. V.

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DE SÃO PAULO. 2 9a Câmara APELAÇÃO S/ REVISÃO N /4. Comarca de SÃO JOSÉ DO RIO PRETO 4. V. TRIBUNAL DE JUSTIÇA DE SÃO PAULO 2 9a Câmara APELAÇÃO S/ REVISÃO N 1 2 4 1 4 9 0-0/4 Comarca de SÃO JOSÉ DO RIO PRETO 4. V. CÍVEL P r o c e s s o 38380/08 APTE RAIMUNDA AUGUSTA LIMA ALVES APDO MARÍTIMA

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 01, DE 27 DE FEVEREIRO DE 2014

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 01, DE 27 DE FEVEREIRO DE 2014 INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 01, DE 27 DE FEVEREIRO DE 2014 Dispõe sobre os procedimentos de emissão e homologação da Certidão de Tempo de Contribuição CTC. O DIRETOR-PRESIDENTE DO INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DOS

Leia mais

Janeiro-Dezembro/2014

Janeiro-Dezembro/2014 IRRF - Décimo terceiro salário 2014 - Roteiro Aqui serão analisados os aspectos gerais relacionados à retenção do Imposto de Renda incidente no pagamento do décimo terceiro salário. Introdução Os rendimentos

Leia mais

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER. Recurso contra decisão denegatória ao pedido de acesso à informação. Sem restrição.

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER. Recurso contra decisão denegatória ao pedido de acesso à informação. Sem restrição. Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER Referência: 23480.031009/2013-35 Assunto: Restrição de acesso: Recurso contra decisão denegatória ao pedido de acesso à informação. Sem restrição.

Leia mais

Bom dia, hoje farei breves considerações sobre a aposentadoria por idade urbana. Espero que seja útil.

Bom dia, hoje farei breves considerações sobre a aposentadoria por idade urbana. Espero que seja útil. Bom dia, hoje farei breves considerações sobre a aposentadoria por idade urbana. Espero que seja útil. Diz o art. 48, da Lei 8.213/91: Art. 48. A aposentadoria por idade será devida ao segurado que, cumprida

Leia mais

ACÓRDÃO 7ª TURMA EMBARGOS DE DECLARAÇÃO. Acolhidos, para corrigir os vícios verificados.

ACÓRDÃO 7ª TURMA EMBARGOS DE DECLARAÇÃO. Acolhidos, para corrigir os vícios verificados. ACÓRDÃO 7ª TURMA EMBARGOS DE DECLARAÇÃO. Acolhidos, para corrigir os vícios verificados. Vistos, relatados e discutidos os presentes autos de Recurso Ordinário nº TRT-RO-0090200-06.2008.5.01.0039, nos

Leia mais

PORTARIA INTERMINISTERIAL MPS/MF Nº 568, DE 31 DE DEZEMBRO DE DOU DE 03/01/2011

PORTARIA INTERMINISTERIAL MPS/MF Nº 568, DE 31 DE DEZEMBRO DE DOU DE 03/01/2011 PORTARIA INTERMINISTERIAL MPS/MF Nº 568, DE 31 DE DEZEMBRO DE 2010 - DOU DE 03/01/2011 Dispõe sobre o reajuste dos benefícios pagos pelo Instituto Nacional do Seguro Social - INSS e dos demais valores

Leia mais

Regulamento do Plano Básico de Benefícios - PBB

Regulamento do Plano Básico de Benefícios - PBB Regulamento do Plano Básico de Benefícios - PBB Índice Capítulo I - Da Finalidade... 2 Capítulo II - Das Definições... 2 Capítulo III - Do Patrocinador... 4 Capítulo IV - Dos Participantes, dos Assistidos

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO DÉCIMA OITAVA CÂMARA CÍVEL

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO DÉCIMA OITAVA CÂMARA CÍVEL TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO DÉCIMA OITAVA CÂMARA CÍVEL Agravo de Instrumento nº 0005243-32.2014.8.19.0000 5ª Vara de Fazenda Pública da Comarca da Capital Agravante: Fundo Único de

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA IPG N.º 04/2013

INSTRUÇÃO NORMATIVA IPG N.º 04/2013 INSTRUÇÃO NORMATIVA IPG N.º 04/2013 DISPÕE SOBRE O DISCIPLINAMENTO DO RECADASTRAMENTO E CENSO PREVIDENCIÁRIO DOS SERVIDORES INATIVOS E PENSIONISTAS DO MUNICÍPIO DE GUARAPARI. Considerando que a Controladoria

Leia mais

AGRAVO DE INSTRUMENTO Nº ( ) COMARCA DE GOIÂNIA AGRAVANTE:

AGRAVO DE INSTRUMENTO Nº ( ) COMARCA DE GOIÂNIA AGRAVANTE: AGRAVO DE INSTRUMENTO Nº 307599-37.2013.8.09.0000 (201393075991) COMARCA DE GOIÂNIA AGRAVANTE: ADRIANO FARIA PIMENTA AGRAVADO: INSTITUTO NACIONAL DO SEGURO SOCIAL RELATOR: Juiz FERNANDO DE CASTRO MESQUITA

Leia mais

PLANO DE APOSENTADORIA BASF

PLANO DE APOSENTADORIA BASF Formulário de inscrição para o Plano de Aposentadoria BASF 1. Dados do participante Nome do Participante: Matrícula: Data de admissão: Patrocinadora: Estado Civil: CPF: 2. Declaração do participante Na

Leia mais

DATA 03 / 07 / 2012 PÁGINA: 39-40

DATA 03 / 07 / 2012 PÁGINA: 39-40 DATA 03 / 07 / 2012 PÁGINA: 39-40 GABINETE DO MINISTRO INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 6, DE 29 DE JUNHO DE 2012 Dispõe sobre os procedimentos administrativos para a inscrição de pessoas físicas no Registro Geral

Leia mais

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER Referência: 03950.003999/2013-21 Assunto: Restrição de acesso: Ementa: Órgão ou entidade recorrido (a): Recorrente: Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER Recurso contra decisão

Leia mais

DECISÃO. (Fundamentação legal: artigo 557, caput, do CPC)

DECISÃO. (Fundamentação legal: artigo 557, caput, do CPC) TRIBUNAL DE JUSTIÇA DÉCIMA CÂMARA CÍVEL AGRAVO DE INSTRUMENTO Nº 0038147-13.2011.8.19.0000 Agravante:AYMORÉ CRÉDITO FINANCIAMENTO E INVESTIMENTO S.A (autor) Agravada: MARIA DAS DORES DA SILVA (ré) Relatora:

Leia mais

AGRAVO DE INSTRUMENTO Nº ( ) DE ANÁPOLIS

AGRAVO DE INSTRUMENTO Nº ( ) DE ANÁPOLIS AGRAVO DE INSTRUMENTO Nº 90425-67.2011.8.09.0000 (201190904250) DE ANÁPOLIS AGRAVANTE AGRAVADO CÂMARA VILMAR FERREIRA PRODUTOS ALIMENTÍCIOS ORLÂNDIA S/A COMÉRCIO E INDÚSTRIA DESEMBARGADOR CARLOS ESCHER

Leia mais

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER. Recurso contra decisão denegatória ao pedido de acesso à informação.

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER. Recurso contra decisão denegatória ao pedido de acesso à informação. Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER Referência: 99923.001469/2014-25 Assunto: Recurso contra decisão denegatória ao pedido de acesso à informação. Restrição de acesso: Não há

Leia mais

A IMPOSSIBILIDADE DE CONCESSÃO DA TUTELA ANTECIPADA EX OFFICIO

A IMPOSSIBILIDADE DE CONCESSÃO DA TUTELA ANTECIPADA EX OFFICIO A IMPOSSIBILIDADE DE CONCESSÃO DA TUTELA ANTECIPADA EX OFFICIO AUTORA: Gimene Vieira da Cunha Bacharel em Direito pela Universidade Federal de Pelotas Advogada inscrita na OAB/RS sob o nº 80.830 Pós-Graduada

Leia mais

IV - APELACAO CIVEL

IV - APELACAO CIVEL RELATOR APELANTE ADVOGADO APELANTE ADVOGADO APELADO ORIGEM : JUIZ FEDERAL CONVOCADO JOSÉ ANTONIO LISBOA NEIVA : COOK ELECTRIC TELECOMUNICACOES S/A : MARIA DE LOURDES JORGE ESTEVES : CAIXA ECONOMICA FEDERAL

Leia mais

CURSO NOVOS SERVIDORES LEI 8.112/90 BENEFÍCOS DA SEGURIDADDE APOSENTADORIA

CURSO NOVOS SERVIDORES LEI 8.112/90 BENEFÍCOS DA SEGURIDADDE APOSENTADORIA CURSO NOVOS SERVIDORES LEI 8.112/90 BENEFÍCOS DA SEGURIDADDE APOSENTADORIA 1 2 OBJETIVO: Orientar e esclarecer de forma sucinta, a luz da legislação, um dos benefícios da seguridade social APOSENTADORIA.

Leia mais

SEGUNDA CÂMARA CÍVEL RECURSO DE APELAÇÃO CÍVEL Nº 8785/2004 CLASSE II COMARCA DE SINOP APELANTE: BRASIL TELECOM S. A.

SEGUNDA CÂMARA CÍVEL RECURSO DE APELAÇÃO CÍVEL Nº 8785/2004 CLASSE II COMARCA DE SINOP APELANTE: BRASIL TELECOM S. A. APELANTE: BRASIL TELECOM S. A. APELADO: STELA MARIS SCHUTZ Número do Protocolo : 8785/2004 Data de Julgamento : 29-6-2004 EMENTA APELAÇÃO CÍVEL DECLARATÓRIA DE INEXISTÊNCIA DE DÉBITO TELEFÔNICO COMBINADA

Leia mais

Inteiro Teor (311321)

Inteiro Teor (311321) APELAÇÃO CÍVEL Nº 2001.04.01.077538 2/RS RELATOR : Des. Federal CELSO KIPPER APELADO REMETENTE : CAROLINA AMELIA THIESEN : Sergio Luis da Silva : INSTITUTO NACIONAL DO SEGURO SOCIAL INSS : Patricia Helena

Leia mais

ORIENTAÇÃO DE SERVIÇO SCAP N.º 013/2012 SALÁRIO FAMÍLIA DO TRABALHADOR SEGURADO DO REGIME GERAL DE PREVIDÊNCIA SOCIAL RGPS

ORIENTAÇÃO DE SERVIÇO SCAP N.º 013/2012 SALÁRIO FAMÍLIA DO TRABALHADOR SEGURADO DO REGIME GERAL DE PREVIDÊNCIA SOCIAL RGPS ORIENTAÇÃO DE SERVIÇO SCAP N.º 013/2012 SALÁRIO FAMÍLIA DO TRABALHADOR SEGURADO DO REGIME GERAL DE PREVIDÊNCIA SOCIAL RGPS A SCAP, no uso das atribuições conferidas pelo art. 34 do Decreto n.º 45.794,

Leia mais

JUIZADOS ESPECIAIS FEDERAIS

JUIZADOS ESPECIAIS FEDERAIS JUIZADOS ESPECIAIS FEDERAIS AÇÃO CONCESSIVA ou REVISIONAL SUBSEÇÃO JUDICIÁRIA DE **** VARA DO JUIZADO ESPECIAL FEDERAL Processo nº Autor: Fulano de Tal Réu: INSS S E N T E N Ç A Dispensado o relatório

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos - THZMPX - Dedução INSS da base de imposto de renda sobre salários e férias do empregado quando ela tiver

Parecer Consultoria Tributária Segmentos - THZMPX - Dedução INSS da base de imposto de renda sobre salários e férias do empregado quando ela tiver - THZMPX - Dedução INSS da base de imposto de renda sobre 19/02/2016 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas apresentadas pelo cliente... 6 3. Análise da Legislação... 7 4. Conclusão... 9

Leia mais

Salário-Família & Salário-Maternidade

Salário-Família & Salário-Maternidade Salário-Família & Salário-Maternidade Temas apresentados pelos alunos: Camila Coutinho Daniel Cândido Marcos Baeta Salário-Família O que é? Benefício pago aos segurados empregados, exceto os domésticos,

Leia mais

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER Referência: 00700.000444/2013-81 Assunto: Restrição de acesso: Ementa: Órgão ou entidade recorrido (a): Recorrente: Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER Recurso contra decisão

Leia mais

UBB PREV Previdência Complementar

UBB PREV Previdência Complementar UBB PREV Previdência Complementar 23 de março 2011 Quadro Comparativo das Alterações Propostas para o Regulamento do Plano de Previdência Unibanco (Futuro Inteligente Aprovadas na ata de Reunião Extraordinária

Leia mais

TÍTULO: O AUXILIO DOENÇA FRENTE AS IMPLICAÇÕES DA INEXISTÊNCIA DE CONTRIBUIÇÃO

TÍTULO: O AUXILIO DOENÇA FRENTE AS IMPLICAÇÕES DA INEXISTÊNCIA DE CONTRIBUIÇÃO TÍTULO: O AUXILIO DOENÇA FRENTE AS IMPLICAÇÕES DA INEXISTÊNCIA DE CONTRIBUIÇÃO CATEGORIA: EM ANDAMENTO ÁREA: CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS SUBÁREA: DIREITO INSTITUIÇÃO: UNIVERSIDADE DE RIBEIRÃO PRETO AUTOR(ES):

Leia mais

RESOLUÇÃO NORMATIVA Nº 116 DE 08 DE ABRIL DE 2015.

RESOLUÇÃO NORMATIVA Nº 116 DE 08 DE ABRIL DE 2015. RESOLUÇÃO NORMATIVA Nº 116 DE 08 DE ABRIL DE 2015. Disciplina a concessão de visto a cientista, pesquisador, professor e ao profissional estrangeiro que pretenda vir ao País para participar das atividades

Leia mais

Cumprimento provisório da sentença e competência do Juizado Especial Fazendário

Cumprimento provisório da sentença e competência do Juizado Especial Fazendário Cumprimento provisório da sentença e competência do Juizado Especial Fazendário A Lei n 12.153/09, ao disciplinar os Juizados Especiais Fazendários, omitiu-se quanto ao cumprimento da sentença, porém,

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO DÉCIMA NONA CÂMARA CÍVEL

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO DÉCIMA NONA CÂMARA CÍVEL Agravo Regimental nos autos do Agravo de Instrumento Nº 0067708-14.2013.8.19.0000 Agravante: ESTADO DO RIO DE JANEIRO Agravado: ELIEZE DE OLIVEIRA DA SILVA Relator: DES. EDUARDO DE AZEVEDO PAIVA AGRAVO

Leia mais

Tribunal de Justiça de Minas Gerais

Tribunal de Justiça de Minas Gerais Número do 1.0079.12.039931-0/001 Númeração 0364640- Relator: Relator do Acordão: Data do Julgamento: Data da Publicação: Des.(a) Eduardo Mariné da Cunha Des.(a) Eduardo Mariné da Cunha 16/07/0015 28/07/2015

Leia mais

ENUNCIADOS ASSESSORIA CÍVEL

ENUNCIADOS ASSESSORIA CÍVEL ENUNCIADOS ASSESSORIA CÍVEL O PROCURADOR-GERAL DE JUSTIÇA, no uso de suas atribuições legais, tendo em vista o que consta nos autos do procedimento MPRJ nº 201100985004, FAZ SABER aos Membros do Ministério

Leia mais

RELATOR: Francisco Humberto Simões Magro, Atuário MIBA n 494

RELATOR: Francisco Humberto Simões Magro, Atuário MIBA n 494 ASSUNTO: Proposta de inclusão na base de cálculo do benefício previdenciário de parcelas temporárias para os servidores segurados do Sistema Municipal de Previdência Social SIMPS de Coronel Bicaco - RS.

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA PRIMEIRA REGIÃO SEÇÃO JUDICIÁRIA DO DISTRITO FEDERAL DECISÃO

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA PRIMEIRA REGIÃO SEÇÃO JUDICIÁRIA DO DISTRITO FEDERAL DECISÃO DECISÃO 2014-A PROCESSO Nº 47537-21.2014.4.01.3400 AUTORA: NOVARTIS AG RÉU: INSTITUTO NACIONAL DA PROPRIEDADE INDUSTRIAL INPI DECISÃO A Autora pretende obter, em sede de antecipação dos efeitos da tutela,

Leia mais

Novo CPC Petição Inicial Modelo

Novo CPC Petição Inicial Modelo Novo CPC Petição Inicial Modelo Novo CPC Petição Inicial Modelo Novo CPC Petição Inicial Modelo EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DE DIREITO DA VARA (Ex. CIVIL, ou DE FAMÍLIA, ETC) DA COMARCA.. / UF (Conforme

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO Registro: 2014.0000113011 ACÓRDÃO Vistos, relatados e discutidos estes autos do Apelação nº 0016739-69.2012.8.26.0053, da Comarca de São Paulo, em que são apelantes FAZENDA DO ESTADO DE SÃO PAULO (E OUTROS(AS))

Leia mais

Supremo Tribunal Federal

Supremo Tribunal Federal MANDADO DE INJUNÇÃO 3.466 DISTRITO FEDERAL RELATORA IMPTE.(S) ADV.(A/S) IMPDO.(A/S) ADV.(A/S) : MIN. CÁRMEN LÚCIA :CARLOS ROBERTO NUNES CRUZ : GUSTAVO SILVA MACEDO E OUTRO(A/S) :PRESIDENTE DA REPUBLICA

Leia mais

Órgão Julgador: 1ª Câmara Cível Isolada

Órgão Julgador: 1ª Câmara Cível Isolada 1. COLOCAÇÃO EM FAMÍLIA SUBSTITUTA Nº do Acórdão: 56173 Nº do Processo:20043002209-1 Recurso / Ação:Agravo de Instrumento Órgão Julgador: 1ª Câmara Cível Isolada Data de Julgamento:28/02/2005 Relator:Desembargadora

Leia mais

RECURSO HIERÁRQUICO PROCESSO N RECORRENTE: MÔNICA BLÓRIS NABUCO, T.A.J. RELATOR: DES. MARCUS BASÍLIO

RECURSO HIERÁRQUICO PROCESSO N RECORRENTE: MÔNICA BLÓRIS NABUCO, T.A.J. RELATOR: DES. MARCUS BASÍLIO RECURSO HIERÁRQUICO PROCESSO N. 0000211-41.2014.8.19.0810 RECORRENTE: MÔNICA BLÓRIS NABUCO, T.A.J. RELATOR: DES. MARCUS BASÍLIO RECURSO ADMINISTRATIVO HIERÁRQUICO. SERVIDORA APOSENTADA POR INVALIDEZ COM

Leia mais

Direito Previdenciário Prof. Ali Mohamad Jaha PROVA DE DIREITO PREVIDENCIÁRIO AUDITOR E CONSELHEIRO-SUBSTITUTO DO TCE/RN

Direito Previdenciário Prof. Ali Mohamad Jaha PROVA DE DIREITO PREVIDENCIÁRIO AUDITOR E CONSELHEIRO-SUBSTITUTO DO TCE/RN PROVA DE DIREITO PREVIDENCIÁRIO AUDITOR E CONSELHEIRO-SUBSTITUTO DO TCE/RN (Auditor e Conselheiro-Substituto/TCE-RN/CESPE/2015): Com relação à seguridade social e seu custeio, julgue os itens a seguir.

Leia mais

Tudo o que você precisa saber sobre a previdência e a aposentadoria.

Tudo o que você precisa saber sobre a previdência e a aposentadoria. Tudo o que você precisa saber sobre a previdência e a aposentadoria. Cuidar da sua previdência é fazer o seu futuro mais seguro. Esta cartilha reúne as principais informações sobre a previdência e a aposentadoria

Leia mais

Ministério da Previdência Social Conselho de Recursos da Previdência Social 1ª Composição Adjunta da 27ª Junta de Recursos

Ministério da Previdência Social Conselho de Recursos da Previdência Social 1ª Composição Adjunta da 27ª Junta de Recursos Ministério da Previdência Social Conselho de Recursos da Previdência Social 1ª Composição Adjunta da 27ª Junta de Recursos Número do Processo: 44232.473607/2015-41 Unidade de Origem: AGÊNCIA DA PREVIDÊNCIA

Leia mais

AC no /001 1

AC no /001 1 AC no 200.2007.747250-0/001 1 ACÓRDÃO Poder Judiciário do Estado da Paraíba Tribunal de Justiça Gabinete da Desembargadora Maria das Neves do Egito de A. D. Ferreira APELAÇÃO CÍVEL No 200.2007.747250-0/001

Leia mais

JUSTIÇA ELEITORAL TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DO RIO GRANDE DO SUL

JUSTIÇA ELEITORAL TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DO RIO GRANDE DO SUL PROCESSO: RE 71-78.2016.6.21.0056 PROCEDÊNCIA: TABAÍ RECORRENTE: AIRTON LOPES DE SOUZA RECORRIDA: JUSTIÇA ELEITORAL -----------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Leia mais

Ministério da Previdência Social Conselho de Recursos da Previdência Social 2ª Composição Adjunta da 13ª Junta de Recursos

Ministério da Previdência Social Conselho de Recursos da Previdência Social 2ª Composição Adjunta da 13ª Junta de Recursos Ministério da Previdência Social Conselho de Recursos da Previdência Social 2ª Composição Adjunta da 13ª Junta de Recursos Número do Processo: 44232.421650/2015-21 Unidade de Origem: AGÊNCIA DA PREVIDÊNCIA

Leia mais

: MIN. GILMAR MENDES

: MIN. GILMAR MENDES RECURSO EXTRAORDINÁRIO COM AGRAVO 949.410 RIO DE JANEIRO RELATOR RECTE.(S) : MIN. GILMAR MENDES :JANDIRA COSTA VIEIRA :DEFENSOR PÚBLICO-GERAL FEDERAL :UNIÃO :ADVOGADO-GERAL DA UNIÃO :ESTADO DO RIO DE JANEIRO

Leia mais

2.1. O processo seletivo será composto pelas seguintes fases:

2.1. O processo seletivo será composto pelas seguintes fases: ESTADO DE MATO GROSSO EDITAL Nº 003/2015 A excelentíssima doutora VIVIANE BRITO REBELLO ISERNHAGEN, Juíza de Direito Diretora do Foro da Comarca de Primavera do Leste-MT., no uso de suas atribuições legais,

Leia mais

NOTAS TAQUIGRÁFICAS (Conforme arquivo constante do SGAP)

NOTAS TAQUIGRÁFICAS (Conforme arquivo constante do SGAP) Ementa de Parecer em Consulta Tribunal Pleno Processo: 875916 Natureza: Consulta Órgão/Entidade: Prefeitura Municipal de Guiricema Consulente: Antônio Vaz de Melo, Prefeito Relator: Conselheiro Cláudio

Leia mais

D E C I S Ã O M O N O C R Á T I C A

D E C I S Ã O M O N O C R Á T I C A APELAÇÃO CÍVEL. DIREITO PROCESSUAL CIVIL. SENTENÇA SEM RELATÓRIO E DISPOSITIVO, COM MERA REMISSÃO AO PARECER DO MINISTÉRIO PÚBLICO. NULIDADE. SENTENÇA DESCONSTITUÍDA. É nula a sentença fundamentada pela

Leia mais

Supremo Tribunal Federal

Supremo Tribunal Federal Ementa e Acórdão Inteiro Teor do Acórdão - Página 1 de 6 09/08/2016 PRIMEIRA TURMA EMB.DECL. NO AG.REG. NO RECURSO EXTRAORDINÁRIO COM AGRAVO 925.332 BAHIA RELATOR EMBTE.(S) ADV.(A/S) EMBDO.(A/S) PROC.(A/S)(ES)

Leia mais

Poder Judiciário JUSTIÇA FEDERAL Seção Judiciária do Paraná 1ª TURMA RECURSAL JUÍZO A

Poder Judiciário JUSTIÇA FEDERAL Seção Judiciária do Paraná 1ª TURMA RECURSAL JUÍZO A JUIZADO ESPECIAL (PROCESSO ELETRÔNICO) Nº200770610011324/PR RELATORA : Juiz José Antonio Savaris RECORRENTES : INSTITUTO NACIONAL DO SEGURO SOCIAL e MANOEL ALVES DA SILVA RECORRIDOS : Os mesmos 200770610011324

Leia mais

APOSENTADORIA ESPECIAL PARA GUARDAS MUNICIPAIS

APOSENTADORIA ESPECIAL PARA GUARDAS MUNICIPAIS APOSENTADORIA ESPECIAL PARA GUARDAS MUNICIPAIS ART. 40, 1º, III, A E B DA CF (REDAÇÃO DA EC 41/2003): É APLICÁVEL, ATUALMENTE, A TODO E QUALQUER SERVIDOR, INDEPENDENTEMENTE DA DATA DE INGRESSO NO SERVIÇO

Leia mais

Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro 23ª CÂMARA CÍVEL

Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro 23ª CÂMARA CÍVEL AGRAVO DE INSTRUMENTO n º 0018320-11.2014.8.19.0000 AGRAVANTE: ADMILSON DE SOUZA SANTOS AGRAVADA: LIGHT SERVIÇOS DE ELETRICIDADE S/A RELATOR: DES. MARCELO CASTRO ANÁTOCLES DA SILVA FERREIRA AGRAVO DE INSTRUMENTO.

Leia mais

2. BPC Benefício de Prestação Continuada da Assistência Social. Decreto nº6.214/2003 Alterado pelo Decreto nº de 2011

2. BPC Benefício de Prestação Continuada da Assistência Social. Decreto nº6.214/2003 Alterado pelo Decreto nº de 2011 2. BPC Benefício de Prestação Continuada da Assistência Social Decreto nº6.214/2003 Alterado pelo Decreto nº 7.617 de 2011 O BPC É a garantia de um salário mínimo mensal à pessoa com deficiência e ao idoso,

Leia mais

Poder Judiciário JUSTIÇA FEDERAL Seção Judiciária do Paraná 1ª Vara Federal de Londrina MANDADO DE SEGURANÇA Nº

Poder Judiciário JUSTIÇA FEDERAL Seção Judiciária do Paraná 1ª Vara Federal de Londrina MANDADO DE SEGURANÇA Nº Poder Judiciário JUSTIÇA FEDERAL Seção Judiciária do Paraná 1ª Vara Federal de Londrina Avenida do Café, 543 Bairro: Aeroporto CEP: 86038 000 Fone: (43)3315 6241 www.jfpr.jus.br Email: prlon01@jfpr.jus.br

Leia mais

(7) Agravo de Instrumento nº

(7) Agravo de Instrumento nº TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO VIGÉSIMA SEXTA CÂMARA CÍVEL/CONSUMIDOR AGRAVO DE INSTRUMENTO Nº 0003412-46.2014.8.19.0000 JUÍZO DE ORIGEM: VARA ÚNICA DA COMARCA DE IGUABA GRANDE AGRAVANTE:

Leia mais

PENSÃO POR MORTE: SAIBA QUANDO E COMO SOLICITAR

PENSÃO POR MORTE: SAIBA QUANDO E COMO SOLICITAR PENSÃO POR MORTE: SAIBA QUANDO E COMO SOLICITAR A pensão por morte da REFER será concedida aos beneficiários do participante a partir do dia seguinte de seu falecimento. Será paga enquanto lhes for assegurada

Leia mais

MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO SECRETARIA DE DEFESA AGROPECUÁRIA INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 25, DE 15 DE ABRIL DE 2003

MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO SECRETARIA DE DEFESA AGROPECUÁRIA INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 25, DE 15 DE ABRIL DE 2003 MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO SECRETARIA DE DEFESA AGROPECUÁRIA INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 25, DE 15 DE ABRIL DE 2003 As importações de vegetais, seus produtos, derivados e partes, subprodutos,

Leia mais

A Construção da Jurisprudência no Direito Educacional - Como decidem os Tribunais? (Inadimplência)-

A Construção da Jurisprudência no Direito Educacional - Como decidem os Tribunais? (Inadimplência)- A Construção da Jurisprudência no Direito Educacional - Como decidem os Tribunais? (Inadimplência)- Inadimplência O que é? Segundo o BCBS (Basel Committee on Banking Supervision Comitê da Basiléia sobre

Leia mais

Poder Judiciário do Estado do Rio de Janeiro Vigésima Quinta Câmara Cível A C Ó R D Ã O

Poder Judiciário do Estado do Rio de Janeiro Vigésima Quinta Câmara Cível A C Ó R D Ã O Agravo de Instrumento nº 0015379-20.2016.8.19.0000 Agravante: Massa Falida de Banco Morada S/A Agravado: Maria Idelzenth Magalhães Relator: Desembargadora Maria Isabel Paes Gonçalves A C Ó R D Ã O AGRAVO

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA PORTARIA Nº 1250-D.M

TRIBUNAL DE JUSTIÇA PORTARIA Nº 1250-D.M TRIBUNAL DE JUSTIÇA PORTARIA Nº 1250-D.M O PRESIDENTE DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO PARANÁ, no uso das atribuições que lhe são conferidas por lei e tendo em vista o contido no protocolado sob nº

Leia mais