CAIXA. EDUCAÇÃO NA CGD Uma aposta no futuro dos Portugueses NO MUNDO MARCA DE CONFIANÇA OFERTA ESTUDANTE INTERNACIONAL.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CAIXA. EDUCAÇÃO NA CGD Uma aposta no futuro dos Portugueses NO MUNDO MARCA DE CONFIANÇA OFERTA ESTUDANTE INTERNACIONAL."

Transcrição

1 CAIXA NO MUNDO Outono 2009 #14 MARCA DE CONFIANÇA A Caixa foi novamente reconhecida OFERTA ESTUDANTE INTERNACIONAL Um mundo de soluções EDUCAÇÃO NA CGD Uma aposta no futuro dos Portugueses

2 2 mundo caixa EDITORIAL MARCA CAIXA Numa época do ano em que crianças, adolescentes e até muitos adultos retomam as suas actividades académicas, a Caixa no Mundo leva-o numa pequena incursão pelo universo dos projectos educativos do Grupo CGD. Ficará a par não só de alguns dos projectos mais emblemáticos e das prioridades que orientam a acção da Caixa a este nível, mas, também, do contínuo trabalho dos Escritórios de Representação e das Sucursais que, através de iniciativas e protocolos com diversas entidades, procuram incentivar o cultivo da língua e da cultura portuguesa, apoiando as comunidades no acesso ao ensino e ao conhecimento. Foi por estes e por muitos outros motivos que a Caixa foi eleita, uma vez mais, como Marca de Confiança, contando, de momento, tantas distinções quantas as edições já realizadas: nove. Este ano, a CGD foi, também, distinguida pela sua actuação ambiental, com um prémio que ocorre pela primeira vez e que confirma o empenhamento na educação ambiental de colaboradores, Clientes e portugueses em geral. Inserido neste âmbito, encontra-se a adesão ao Carbon Disclosure Project, um projecto que ficará igualmente a conhecer neste número da sua Caixa no Mundo. Suzana Ferreira Direcção de Comunicação CAIXA É SINÓNIMO DE CONFIANÇA Uma vez mais, a Marca CGD foi reeleita Marca de Confiança em Portugal Na nona edição do estudo realizado pelas Selecções do Reader s Digest, a Marca Caixa Geral de Depósitos foi eleita Marca de Confiança, em Portugal, pela nona vez consecutiva. Já a Marca Fidelidade Mundial mereceu igual distinção pelo sexto ano consecutivo. Para a distinção da CGD, muito terá contribuído o facto de o Grupo saber responder às expectativas dos Clientes, numa relação de confiança a cada dia renovada. Este tem sido, e sempre será, um compromisso estratégico assumido pela Caixa, onde a eficácia e a inovação continuam a ser referências principais ao serviço das famílias, das empresas e das instituições. A Caixa privilegia as ligações de longo prazo com os Clientes, aceitando o desafio da renovação permanente desse relacionamento, correspondendo à dinâmica dos mercados e das necessidades dos Clientes. A Caixa procura ser o parceiro de crescimento e de desenvolvimento sustentado da economia portuguesa, tendo como valores principais o rigor, a solidez e a confiança. A percepção destes valores consubstancia uma presença centenária no mercado bancário, onde a sua aplicação, junto dos portugueses, foi sempre a prioridade. É por isso que a Marca CGD é uma das mais fortes no imaginário dos portugueses. É este o segredo que faz da Caixa uma Marca de Confiança. AMBIENTE Este ano, e pela primeira vez, o estudo avaliou A Confiança e o Ambiente, premiando as marcas com melhor desempenho a este nível. Na categoria da Banca, a Caixa foi reconhecida como a marca que tem realizado mais iniciativas com vista à preservação do Planeta. São motivos a dobrar para que o Grupo Caixa esteja de parabéns! Caixa Carbono Zero Em 2007, a Caixa lançou o Programa Caixa Carbono Zero 2010, através do qual assume o combate às alterações climáticas, reduzindo e compensando as suas emissões de CO 2. CAIXADIRECTA INTERNACIONAL DIRECTORA Suzana Ferreira COORDENADORA Elsa Bastos EDITOR DE ARTE José Séneca GRAFISMO Inês Reis REDACÇÃO Rita Rêgo REVISÃO Laurinda Brandão FOTOGRAFIA Banco de imagem PROJECTO White Rabbit Custom Publishing PROPRIEDADE CGD Direcção de Comunicação, Avenida João XXI, Lisboa N. O DEPÓSITO LEGAL /08 N. O ICS TIRAGEM exemplares PERIODICIDADE Trimestral SERVIÇO CAIXADIRECTA INTERNACIONAL Esteja onde estiver, pode ir à Caixa com um simples telefonema ou através da Internet. LINHA TELEFÓNICA CAIXADIRECTA Através de um simples telefonema, grátis, durante 24 horas, e com o apoio de uma equipa especializada, pode efectuar consultas de saldos e movimentos, transferências e pagamentos, subscrição e resgate de fundos de investimento, entre muitas outras operações correntes sobre as suas contas em Portugal. Contactos disponíveis na página 11. CAIXADIRECTA ON-LINE Aceda ao serviço Caixadirecta on-line a partir de qualquer computador com ligação à Internet. Além das operações bancárias correntes, poderá subscrever produtos de poupança exclusivos e agendar operações (transferências e pagamentos) para a data que lhe for mais conveniente. Vá a consulte a demonstração do serviço e conheça o vasto leque de operações disponíveis. A adesão a este serviço é gratuita, sendo possível fazê-lo em ou em qualquer Agência ou Representação da Caixa.

3 soluções caixa 3 OFERTA ESTUDANTE INTERNACIONAL A pensar em todos aqueles que pretendem apostar na formação no estrangeiro, a Caixa criou um pacote de produtos e serviços repleto de vantagens A Oferta Estudante Internacional financia despesas de deslocação, inscrição, mensalidades, alojamento e equipamento, garantindo o acesso a um conjunto de produtos e serviços que permitem gerir uma conta à distância. CARTÃO DE DÉBITO MAESTRO RE Com este cartão, poderá efectuar compras e levantamentos sobre a sua conta à ordem em Portugal. Sempre com toda a segurança e ficando isento das comissões de levantamentos e pagamentos no seu país de residência, mesmo que resida fora da zona Euro. CARTÕES DE CRÉDITO Disponibilizamos-lhe, também, diversos meios de pagamento com recurso ao crédito, oferta de pacote de seguros e muitas outras vantagens. A entrega do cartão e o envio do extracto mensal podem ser efectuados para uma morada no estrangeiro. TAEG de 14,2% a 29,1%, em função do cartão contratado, para um montante de 1500 euros (2500 euros para os cartões Gold), com reembolso a 12 meses, à TAN de 8,9% a 24,9% acrescida de 4% de Imposto de Selo sobre juros, 0,04% de Imposto de Selo sobre crédito e anuidades de 3 a 70 euros. SERVIÇO CAIXADIRECTA INTERNACIONAL Rápido e seguro, este serviço está disponível por telefone, de forma gratuita, ou pela Internet. Permite efectuar consultas de saldos e movimentos, transferências nacionais e internacionais, pagamentos, entre muitas outras operações sobre as contas na Caixa em Portugal. CREDIFORMAÇÃO CAIXA Linha de crédito pessoal dirigida a estudantes candidatos a licenciaturas, pós-graduações, mestrados, doutoramentos e outros cursos de for- DEPÓSITO CAIXANET.RE Através do serviço Caixadirecta on-line, pode investir no depósito Caixanet.RE. Trata-se de um depósito a prazo a 181 dias com um montante de constituição mínimo de 2500 euros e um máximo de euros. Este depósito oferece uma remuneração igual à Euribor(*) para depósitos constituídos até 17/11/2009. mação, especialização ou programas para executivos e MBA, em Portugal e no estrangeiro. Abrange, também, todas as despesas com a viagem e alojamento, aquisição de computadores, material informático ou outro material ou equipamento. Em função da média obtida no ano lectivo anterior, pode, ainda, beneficiar de redução do spread. Os estudantes de Instituições de Ensino Superior (IES) com protocolo Caixa estão isentos da comissão de abertura do processo. TAEG de 3,6%, calculada com base na Euribor a 3 meses ( a ) + 1,5%( b ), em 01/08/2009, para uma operação de euros, pelo prazo de 42 meses, com garantia de fiança e com seguro de vida para proponente com 25 anos de idade e sem comissão de estudo. Inclui comissão de contratação reduzida em 50%, comissão de processamento e imposto do selo sobre a utilização do crédito, sobre juros e sobre comissões. ( a )Taxa correspondente à média aritmética simples das taxas Euribor a 3 meses, apurada com referência ao mês imediatamente anterior ao do início de cada período de contagem de juros, na base 360 dias, arredondada para a milésima de ponto percentual mais próxima. ( b ) Cliente a frequentar pós-graduação num IES com protocolo Caixa, com média de 15 valores no ano lectivo anterior. LINHA DE CRÉDITO JOVEM EMPREENDEDOR Linha de crédito dirigida, especialmente, a quem deseja abrir o seu próprio negócio e necessita de adquirir equipamentos ou outros componentes de investimento fundamentais para a sua empresa. O capital será creditado na conta à ordem, de forma integral ou em parcelas trimestrais, no montante e nas datas previamente acordadas. Poderá, também, beneficiar do acesso ao programa de estágios curriculares ou profissionalizantes da Caixa e de condições vantajosas para viajar, através da agência de viagens Tagus. Para mais informações, dirija-se à Representação da Caixa mais próxima de si ou consulte-nos em (*)A taxa de juro anual nominal bruta (TANB) é igual à Euribor 6 meses (base 360 dias) até 17/11/2009, período após o qual será de 90% da Euribor a 6 meses (base 360 dias) média do mês anterior à constituição arredondada à milésima. Base de cálculo: Act/ 360 dias. Mobilizável antecipadamente, com perda total de juros corridos e devolução do montante total investido. CAIXA POP NOVAS SOLUÇÕES DE POUPANÇA JOVEM Quanto mais cedo as crianças e os jovens aprenderem a poupar e a investir, mais agilidade terão para gerir as suas finanças na vida adulta. Nesse sentido, a Caixa tem várias soluções de poupança para estes Clientes: soluções de curto e médio prazos (PopNet, PopPrazo e PopSeguro) que complementam e valorizam as poupanças de longo prazo, nomeadamente a Conta CaixaProjecto e a Conta Caixahabitação Jovem. A conta CaixaProjecto acompanha os Clientes jovens ao longo da sua relação com o Banco, enquanto os Pop rentabilizam o dinheiro a curto e médio prazos, ajudando os jovens a aprender novos métodos de poupança. PopNet: investimento on-line a curto prazo O PopNet é o investimento mais simples de contratar: basta ter acesso ao serviço Caixadirecta on-line e até 28 anos, inclusive (ou ser autorizado numa conta de menor). Este produto tem um prazo de 6 meses, renovável por mais 6 meses (181 dias). No final dos dois períodos de 181 dias, o capital é creditado numa conta CaixaProjecto ou CaixaPoupança. PopPrazo: máxima rentabilização em apenas 4 anos O PopPrazo é um depósito, que apresenta uma estrutura de taxas atractivas, com pagamento de juros e prémios de permanência semestrais, de 0,125% até ao 6.º semestre, 0,875% no 7.º semestre e de 3,5% no último semestre. Este produto, destinado a jovens até aos 25 anos, tem um prazo de quatro anos não renovável. No final, o capital e os juros serão creditados numa conta CaixaProjecto ou CaixaPoupança. PopSeguro: rendimento garantido O PopSeguro é um seguro de capitalização, com um prazo mínimo de 5 anos e 1 dia e um prazo máximo que vai até aos 25 anos do beneficiário. A Caixa oferece, assim, aos Clientes mais novos ou aos seus pais e representantes várias soluções criativas para rentabilizarem o dinheiro e fazer com que a realização dos seus sonhos e projectos seja assegurada. Esta informação não dispensa a consulta das características dos produtos, disponível em ou em qualquer Agência da Caixa.

4 4 tema em destaque EDUCAÇÃO EDUCAÇÃO SEM FRONTEIRAS A Caixa faz da Educação uma das suas apostas. Trata-se de um investimento no futuro dos Portugueses, através de iniciativas várias, tanto em Portugal como no estrangeiro. Conheça-as A Educação é um tema de capital importância no programa de Responsabilidade Social da CGD, facto que se reflecte não só no desenvolvimento de acções educativas, mas, também, na sensibilização para temas como a Solidariedade e o Ambiente. A literacia financeira e o incentivo à investigação este bem patente no recente Programa Nova Geração de Cientistas Polares, que levou seis jovens cientistas a abraçar a investigação polar são, apenas, algumas das apostas. Contudo, a preocupação com a Educação estende-se aos quatro cantos do Mundo, através de cada Escritório de Representação ou Sucursal, onde o apoio às comunidades portuguesas está na matriz do trabalho desenvolvido diariamente. Traduz-se na atribuição de bolsas de estudo a luso-descendentes, em protocolos de apoio à divulgação da língua e cultura portuguesas, assim como em muitos outros projectos. Ao nível da sensibilização, destaque para o Programa Caixa Carbono Zero 2010, cujo objectivo consiste na redução do impacto ambiental das actividades do Banco, através da adopção de medidas que permitam reduzir e compensar as emissões de CO 2, e para a iniciativa Floresta Caixa, com a qual a CGD apoia a plantação de espécies autóctones. São, pois, muitos e diversificados os projectos com o cunho CGD, uma realidade que reflecte o seu empenho para com os portugueses. AS MEDIATECAS Outra das apostas fortes do Grupo no apoio às comunidades tem sido a criação de mediatecas, estruturas que se assumem como bibliotecas informatizadas e multimédia. Nestes locais, os Clientes e o público em geral podem aceder a um conjunto de serviços e suportes de informação, com destaque para as áreas da informação económica e jurídica ligadas à actividade do Banco. Além disso, estes espaços permitem o acesso a outro tipo de publicações e documentação em língua portuguesa, acabando por funcionar, também, como forma de ligação das comunidades ao património documental lusófono. Existem mediatecas em funcionamento em Moçambique (nas cidades de Maputo e da Beira), em Cabo Verde (Praia e Mindelo), São Tomé e Príncipe, Timor Leste e Luxemburgo. A INTERNET A Caixa fez da Internet um veículo privilegiado de informação, no suporte às suas iniciativas, algo que as torna verdadeiramente universais, chegando, de igual modo, a Clientes e não clientes, quer vivam em Portugal ou no estrangeiro. Duas destas iniciativas prendem-se com a acção do Grupo no âmbito da literacia e gestão financeira: são elas o Saldo Positivo e o Ciclo da Poupança. A primeira, disponível no site da CGD (www.saldopositivo.cgd.pt), aborda os principais conceitos financeiros, com conteúdos adaptados a diferentes faixas etárias e perfis de consumidor, incluindo uma secção para os mais novos Saldo Positivo Infanto-Juvenil. Estão ainda, disponíveis sugestões práticas para a gestão do dia-a-dia e do orçamento familiar, sugestões de poupança de energia e consequente redução de consumos e despesas, bem como diagnósticos das situações de consumo, endividamento, poupança e investimento. Já o Ciclo da Poupança está integrado no programa Caixa Carbono Zero 2010 e pretende ligar a ideia de poupança dos recursos naturais ao conceito clássico de poupança: ao economizar os recursos naturais, preservando o Planeta, contribuímos para uma poupança financeira. Inicialmente, a iniciativa foi lançada como um jogo, destinado aos alunos do ensino básico, o qual se encontra ainda disponível no micro-site da CGD (www.ciclodapoupanca.com). Estes e muitos outros projectos confirmam o investimento da Caixa na educação dos portugueses.

5 tema em destaque 5 APOIO AO ENSINO DO PORTUGUÊS EM LONDRES Em Londres, na biblioteca de South Lambeth Road, foi inaugurada uma secção de livros em português, oferecidos pela CGD e destinados a crianças a partir dos 4 anos. Este é mais um passo no sentido de cimentar a aprendizagem do Português e resulta da colaboração que a CGD mantém, desde 2006, com o Serviço Educativo da Câmara de Lambeth. Esta iniciativa visa incentivar o desempenho dos alunos lusófonos e, nesse âmbito, foram desenvolvidas várias acções, como os Prémios de Aproveitamento e de Qualidade de Cidadania, para alunos das escolas primárias e secundárias, patrocinados, exclusivamente, pela Caixa. CAIXA E ORDEM DOS ECONOMISTAS ATRIBUEM BOLSAS DE ESTUDO A Caixa, em parceria com a Ordem dos Economistas, atribuiu, recentemente, cinco bolsas de estudo a alunos licenciados em Economia ou Gestão, no valor de 5000 euros cada. A iniciativa insere-se no âmbito da primeira edição do Programa de Formação Avançada e tem por objectivo co-financiar a obtenção do grau académico de Mestre, numa das seguintes áreas: Economia Internacional, Estratégia Empresarial, Economia Regional ou Mercados Financeiros. A Caixa procederá ao pagamento das bolsas, disponibilizando, também, soluções complementares de apoio financeiro para as demais despesas inerentes ao mestrado. BOLSAS NA ALEMANHA E SUÍÇA Na Alemanha, a Embaixada de Portugal tem promovido a oferta de bolsas de estudo a estudantes portugueses aí residentes, uma acção que visa melhorar o nível de formação da comunidade portuguesa e a valorização da sua imagem. Face à boa receptividade da iniciativa, a CGD aceitou o convite para patrocinar uma bolsa, no valor de 2000 euros, designada Bolsa Caixa Geral de Depósitos, repetindo, assim, o sucedido em 2005 e Já na Suíça, a Caixa e a Embaixada de Portugal em Berna atribuíram um conjunto de bolsas a estudantes portugueses, no montante de 2000 francos suíços. Estas bolsas foram oferecidas a residentes, filhos de residentes e ex-residentes na Suíça, que completaram o ensino secundário ou equivalente e se inscreveram numa instituição de ensino superior ou de formação profissional. ENSINO DA LÍNGUA PORTUGUESA EM FRANÇA Em 2005, a Sucursal de França da CGD celebrou um protocolo com a Embaixada de Portugal em Paris, com o propósito de apoiar as acções da Coordenação Geral do Ensino na promoção da língua e da cultura portuguesas em França. Desde então, o protocolo traduziu-se na organização de acções de divulgação junto do público, em particular junto da comunidade portuguesa e luso-descendente, como a distribuição de portefólios aos alunos, a atribuição de bolsas e o patrocínio de eventos no âmbito da promoção da língua portuguesa. PROJECTO ANIMARTISTAS Os alunos da secção portuguesa da Escola Europeia de Bruxelas II viveram uma experiência única que contou com o apoio da Caixa. Os estudantes assistiram, no espaço Estúdio 5 da Flagey, a sete filmes realizados pelos mesmos na sala de aulas, bem como à projecção do filme animado português A Suspeita. Designado Animartistas, o projecto procurou dar a conhecer os processos criativos inerentes à realização de um filme de animação a crianças com idades entre os 4 e os 11 anos. A qualidade da iniciativa e o entusiasmo dos alunos, pais e professores acabaram por levar este projecto para um espaço público simbólico, a Place Flagey, abrindo a escola à comunidade de Bruxelas. SALÃO EUROPEU DA EDUCAÇÃO O Salão Europeu da Educação Salão Estudante é um ponto de encontro incontornável para todos os profissionais ligados ao ensino, assim como para uma geração que procura informações sobre a orientação dos estudos, carreira e diplomas em França ou intercâmbio no estrangeiro. Como tal, a CGD não podia deixar de estar presente neste importante encontro europeu, que terá lugar de 19 a 22 de Novembro em Paris, na Porte de Versailles. A pensar nos Clientes que pretendam apostar na formação, para mais tarde garantirem o seu futuro, a Caixa criou a Oferta Estudante Internacional (ver p. 3) que concentra todas as vantagens para preparar e financiar um curso e os respectivos custos inerentes à formação. No stand da Sucursal de França, estarão patentes todas as soluções específicas para os estudantes, assim como os pacotes dedicados aos jovens Clientes. CARTÃO LD<30, A PENSAR NOS LUSO-DESCENDENTES A CGD, em parceria com a Movijovem, disponibiliza aos jovens luso-descendentes residentes no estrangeiro, dos 12 aos 29 anos, o cartão LD<30. Existem inúmeras vantagens para quem aderir a este cartão, como regalias nas reservas de viagens, através do site da TAP Portugal, e o acesso ao programa de Milhas da TAP, quer em milhas creditadas por viagem, quer em promoções e descontos especiais. No acto da adesão, é, ainda, oferecido um crédito extra em milhas. Contudo, as vantagens vão além das viagens de avião. Também a CP Caminhos-de-ferro de Portugal assegura alguns descontos, assim como a Porto Editora, através da sua livraria virtual Webboom, que oferece descontos mínimos de 10 por cento na aquisição de livros (excepto escolares) ou isenções em produtos e serviços prestados por entidades em Portugal e no país de residência dos jovens. Os detentores deste cartão poderão, também, beneficiar de preços reduzidos em espectáculos de teatro, concertos ou actividades desportivas, na restauração e alojamento em pousadas de juventude, assim como na educação e formação em Portugal. Se utilizado nos cinemas Lusomundo, o portador do LD<30 goza de uma tarifa reduzida todos os dias úteis (preço de segunda-feira). DISPONÍVEL EM TODO O LADO O LD<30 é um cartão de débito da rede Maestro, emitido pela CGD, que permite efectuar pagamentos ou levantamentos em mais de 80 países. Prático e seguro, aceite em mais de oito milhões de estabelecimentos comerciais, este cartão disponibiliza, ainda, um conjunto de benefícios no acesso aos serviços bancários e de seguros. O cartão LD<30, vertente bancária, pode ser pedido através do site da CGD, em do serviço Caixadirecta on-line, bem como em qualquer Agência da CGD em Portugal, Sucursais e Escritórios de Representação no estrangeiro, e tem um custo de 20 euros e validade de dois anos.

6 6 mundo caixa LUXEMBURGO CAIXA APOIA CICLO DE CONFERÊNCIAS NO LUXEMBURGO A Caixa associou-se a três conferências distintas que levaram a cultura portuguesa à comunidade lusa residente no Luxemburgo Ao longo deste Verão, a capital luxemburguesa foi palco de três conferências dedicadas, na sua essência, à divulgação da cultura portuguesa junto da comunidade lusa de residentes. Com o apoio da Caixa, as iniciativas foram alvo de diferentes abordagens, todas elas igualmente interessantes, a julgar pela adesão verificada. Santo António de Lisboa na tradição, nas Artes e na Literatura, O Tecido Produtivo e Industrial Português e Cenas da Vida Judicial foram os temas abordados nas conferências. O envolvimento da Caixa segue a linha há Margarida Levy, conferencista da primeiras das três iniciativas A capital luxemburguesa foi palco de três conferências dedicadas, na sua essência, à divulgação da cultura portuguesa muito assumida, quer no Luxemburgo, quer em outros países, de incentivo à divulgação da cultura e da língua portuguesas. O patrocínio destas conferências é um claro reforço deste compromisso, dando continuidade à estreita colaboração que a Sucursal da Caixa no Luxemburgo tem desenvolvido com diversas entidades. Entre elas, estão a Embaixada Portuguesa, o Núcleo de Ensino de Português, o Instituto Camões e outras instituições culturais de referência. Patrícia Marques, oradora da conferência O Tecido Produtivo e Industrial Português O envolvimento da Caixa segue a linha há muito assumida, quer no Luxemburgo, quer em outros países, de incentivo à divulgação da cultura e da língua portuguesas AS CONFERÊNCIAS A primeira conferência ocorreu na Abadia de Neumünster, tendo por tema Santo António de Lisboa na Tradição, nas Artes e na Literatura. Esta iniciativa contou com o patrocínio exclusivo da Caixa e teve como conferencista convidada a actual coordenadora pedagógica do Serviço de Ensino de Português da Embaixada de Portugal no Luxemburgo, Margarida Lévy. O seu discurso foi feito perante uma audiência que ultrapassou a centena de pessoas, entre as quais estiveram várias autoridades portuguesas e luxemburguesas, professores, alunos, funcionários de instituições europeias e outros representantes de diversas comunidades no Luxemburgo e de diferentes sectores de actividade. Numa linguagem muito cativante, auxiliada por uma apresentação multimédia e pela leitura de excertos da obra de Augusto Gil, Margarida Lévy recordou o modo como a figura de Santo António tem sido interpretada por pintores, escultores, poetas e escritores de todo o Mundo. De acordo com a conferencista, em Portugal, a imagem de Santo António é festiva, popular e casamenteira. Já em Itália, o Santo é visto como um grande intelectual e teólogo. A segunda das três conferências, subordinada ao tema O Tecido Produtivo e Industrial Português, teve lugar nas instalações da Mediateca da Caixa no Luxemburgo. Organizada pelo Núcleo de Ensino de Português, procurou sensibilizar os alunos dos cursos de Língua e Cultura Portuguesa para temas relacionados com a projecção e o posicionamento de Portugal no mundo como país moderno, global e competitivo. A c on ferênc ia t e ve c omo oradora Patrícia Marques, directora-adjunta da Representação da AICEP em Bruxelas,

7 mundo caixa 7 centrando-se nas novas tecnologias, serviços e marcas portuguesas internacionalizadas, bem como na competitividade da economia e indústria portuguesa. Os níveis de participação foram elevados, registando-se o enorme interesse demonstrado pelos estudantes presentes, o que contribuiu para o forte dinamismo da conferência. A convite da Caixa, marcaram, ainda, presença vários empresários portugueses e representantes dos mais diversos sectores de actividade no Luxemburgo, com destaque para a promoção imobiliária, turismo e indústria alimentar. Por fim, foi a vez do Instituto Camões Centro Cultural do Luxemburgo receber a conferência Cenas da Vida Judicial, numa iniciativa conjunta desta entidade e da Caixa. Em análise esteve a dupla abordagem da justiça: a dos casos da vida, que se reflecte no dia-a-dia, e a da vida dos casos, a dos tribunais, onde litigantes se transformam em personagens e actores. Foi evidente o interesse da assistência, dada a ligação deste tema com o quotidiano e pelo carácter idilicamente simbólico que dele emana. José Rodrigues da Cunha, antigo Procurador-Geral da República, actualmente juíz no Tribunal de Justiça das Comunidades Europeias, foi o conferencista de Cenas da Vida Judicial, conduzindo os presentes nesta viagem por entre os vários ângulos da Justiça. Uma viagem que serviu para descobrir novas perspectivas e desvendar outras visões da vida judicial. Os níveis de participação foram elevados, registando-se o enorme interesse demonstrado pelos estudantes presentes Público presente na Mediateca da Caixa no Luxemburgo, durante uma das conferências ROSTO DE SUCESSO NA ROTA DO LUXEMBURGO Paula Ferreira Paula Ferreira nasceu em Lisboa, cidade onde concluiu o Curso Superior de Turismo e de Guia Intérprete, em Um ano antes, Paula iniciara a sua vida activa como hospedeira, tornando-se, posteriormente, gestora do serviço de grupos de uma agência de viagens, em Portugal. Mas foi no Luxemburgo, em 1992, que surgiu o seu maior desafio, ao nível profissional, com a possibilidade de aquisição da agência de viagens Horizontours, da qual é agora proprietária. A concretização deste projecto permitiu a Paula Ferreira colocar em prática os conhecimentos adquiridos e pôde crescer profissionalmente. Apoiada, desde 2003, pela Caixa Geral de Depósitos no Luxemburgo, a Horizontours é uma empresa que revela um grande dinamismo, apresentando um volume de negócio anual muito considerável, sendo 40 por cento proveniente das vendas associadas à aviação e os restantes 60 de diversos packages propostos pela agência. Paula Ferreira consegue, assim, explorar nichos de mercado associados à organização de circuitos temáticos para Portugal, ao turismo individual e à la carte. Tudo isto, tendo, sempre, como missão principal a promoção do turismo em Portugal e em outros países, pelo que a escolha de parceiros no destino, de resposta rápida e de preço competitivo, se torna fundamental. Enquanto agente de inúmeras companhias reconhecidas internacionalmente, a empresa insere-se num mercado muito abrangente e altamente competitivo. A sua grande aposta reside na captação de segmentos de consumidores diferenciados, assumindo uma posição de referência, em comparação com outras empresas locais do mesmo ramo, por vezes até de dimensão superior. A Caixa e a sua Sucursal no Luxemburgo orgulham-se de apoiar os projectos de expansão e de crescimento da Horizontours, complementados pela celebração de parcerias e pela organização conjunta de actividades de promoção turística. Neste contexto, é de salientar o concurso fotográfico organizado, periodicamente, em colaboração com a companhia aérea Luxair, cujas obras a concurso e a respectiva entrega de prémios têm sido apresentadas na Mediateca da Caixa no Luxemburgo.

8 8 notícias caixa COMITIVA EMPRESARIAL PORTUGUESA VISITA MOÇAMBIQUE Uma comitiva de empresários portugueses de diversos sectores foi, recentemente, recebida pelo BCI Banco Comercial e de Investimentos, em Moçambique. Esta instituição patrocinou um workshop de negócios entre empresários portugueses e empresários moçambicanos, um evento que teve lugar num hotel de Maputo. Organizada pela Associação Empresarial da Região de Lisboa (AERLIS) e pela Câmara Municipal de Loures, e contando com o apoio da Caixa, este encontro visou dar a conhecer o mercado moçambicano e identificar potenciais parcerias, tendo em vista a prospecção de iniciativas de negócios. Com a presença do presidente da Comissão Executiva do BCI, Ibraimo Ibraimo, esta iniciativa abordou o enquadramento da economia moçambicana e o respectivo sistema financeiro e bancário. Deu, ainda, a conhecer, a todos os presentes, o leque de soluções financeiras e as vantagens que o BCI oferece às O BCI é a segunda maior instituição financeira a operar em Moçambique, detida maioritariamente pela Caixa Geral de Depósitos Adolfo Correia, empresário português radicado em Moçambique, Carlos Teixeira, presidente do município de Loures, e Miguel Mkaima, embaixador moçambicano em Portugal, discursam perante os presentes empresas portuguesas que procurem um parceiro financeiro para os seus investimentos em Moçambique. Participaram no referido workshop entidades locais de promoção de investimento estrangeiro em Moçambique, bem como a AICEP Maputo, o Centro de Promoção de Investimento (CPI) e a Confederação Empresarial de Maputo, entre outras. Estiveram, também, presentes figuras ilustres, como o embaixador de Moçambique em Portugal e o embaixador de Portugal em Moçambique. MÉTODO STANDARD RISCO OPERACIONAL BANCO DE PORTUGAL APROVA CANDIDATURA DA CAIXA O Banco de Portugal autorizou o Grupo Caixa Geral de Depósitos a adoptar o Método Standard (TSA) no cálculo dos requisitos de fundos próprios para cobertura do risco operacional. A autorização tem efeitos desde 30 de Junho de 2009, inclusive, abrangendo, também, em base individual, a Caixa Geral de Depósitos, SA, o Caixa-Banco de Investimento, SA e a Caixa Leasing e Factoring IFIC, SA. Trata-se do reconhecimento da implementação de boas práticas de gestão do risco operacional no Grupo CGD, cujo objectivo principal visa prevenir a ocorrência de erros ou falhas ou reduzir a sua probabilidade e impacto. A utilização deste método permitirá, ainda, de acordo com as regras de cálculo decorrentes de Basileia II, reduzir os requisitos de fundos próprios a afectar pelo Grupo CGD a este tipo de risco. CGD RECEBE DOAÇÃO A Caixa foi presenteada, recentemente, com um fundo documental de significativa importância, composto por relatórios, conferências, jornais, dicionários, manuais e livros relacionados com a actividade empresarial e económica em Portugal e Espanha. Este acto ocorreu na Sede do Banco Caixa Geral, em Madrid, contando com a presença do doador, António Liz Dias, e sua família, de Rodolfo Lavrador, administrador da CGD, e da Comissão Executiva do Banco Caixa Geral. O acervo em causa resulta do meritório trabalho de colecção de António Liz Dias, desde os anos 80 até hoje. O património documental do Grupo Caixa Geral de Depósitos fica, assim, mais rico através deste gesto que contribui para a sua consolidação.

Encontro Nacional de Instaladores da APIRAC-Associação Portuguesa da Indústria de Refrigeração e Ar Condicionado. Batalha, 8 Julho de 2010

Encontro Nacional de Instaladores da APIRAC-Associação Portuguesa da Indústria de Refrigeração e Ar Condicionado. Batalha, 8 Julho de 2010 Encontro Nacional de Instaladores da APIRAC-Associação Portuguesa da Indústria de Refrigeração e Ar Condicionado Batalha, 8 Julho de 2010 As vossas necessidades... O apoio aos Empreendedores e às PME s

Leia mais

CICLO DE CONFERÊNCIAS "25 ANOS DE PORTUGAL NA UE"

CICLO DE CONFERÊNCIAS 25 ANOS DE PORTUGAL NA UE Boletim Informativo n.º 19 Abril 2011 CICLO DE CONFERÊNCIAS "25 ANOS DE PORTUGAL NA UE" A Câmara Municipal de Lamego no âmbito de atuação do Centro de Informação Europe Direct de Lamego está a promover

Leia mais

BENEFÍCIOS DOS ADVOGADOS

BENEFÍCIOS DOS ADVOGADOS Produtos e serviços CGD para profissionais liberais e jovens advogados: CONTAS À ORDEM Conta Extracto A informação onde preferir. Com esta conta recebe um extracto com toda a informação da sua conta, na

Leia mais

Descubra histórias de ambição em www.realizaassuasambicoes.pt

Descubra histórias de ambição em www.realizaassuasambicoes.pt Oferta de Cooperação Barclays at Work No Barclays acreditamos que é bom ter ambições e, por isso, queremos ajudá-lo a que realize as suas. Descubra histórias de ambição em www.realizaassuasambicoes.pt

Leia mais

Apoios Financeiros ao Investimento no Turismo. Anadia, 25 de Fevereiro de 2008 Miguel Mendes

Apoios Financeiros ao Investimento no Turismo. Anadia, 25 de Fevereiro de 2008 Miguel Mendes Apoios Financeiros ao Investimento no Turismo Anadia, 25 de Fevereiro de 2008 Miguel Mendes 2 Apoios Financeiros ao Investimento no Turismo Índice 1 Plano Estratégico Nacional do Turismo (PENT) 2 Crédito

Leia mais

orçamento no seu Faça obras pelos bancos que podem ajudar na tarefa. Saiba o que existe, para que serve e como pode utilizar.

orçamento no seu Faça obras pelos bancos que podem ajudar na tarefa. Saiba o que existe, para que serve e como pode utilizar. Faça obras no seu orçamento Se quer planear as suas poupanças, há ferramentas disponibilizadas pelos bancos que podem ajudar na tarefa. Saiba o que existe, para que serve e como pode utilizar. Faça obras

Leia mais

Com a domiciliação de um ordenado superior a 350 /mês passa a ter a possibilidade de aceder a:

Com a domiciliação de um ordenado superior a 350 /mês passa a ter a possibilidade de aceder a: O seu contacto no Millennium bcp: Sucursal: EVORA MURALHA Nome: Luís Rosado Telefone: 266009530 Para si que tem o seu Ordenado no Millennium bcp! S.Ser.Trab.Camara Municipal Evora e o Millennium bcp prepararam

Leia mais

Breve síntese sobre os mecanismos financeiros de apoio à internacionalização e cooperação

Breve síntese sobre os mecanismos financeiros de apoio à internacionalização e cooperação Breve síntese sobre os mecanismos financeiros de apoio à internacionalização e cooperação 1 Incentivos financeiros à internacionalização Em 2010 os incentivos financeiros à internacionalização, não considerando

Leia mais

Soluções Financeiras ANEXO I. Protocolo exclusivo. Soluções Ordenado BBVA. Soluções Habitação BBVA

Soluções Financeiras ANEXO I. Protocolo exclusivo. Soluções Ordenado BBVA. Soluções Habitação BBVA Protocolo exclusivo. Soluções Financeiras ANEXO I Aproveite o Protocolo BBVA para realizar os seus projectos pessoais. O Banco Bilbao Vizcaya Argentaria, coloca ao seu dispor um conjunto de Produtos e

Leia mais

Apoio à Internacionalização. CENA 3 de Julho de 2012

Apoio à Internacionalização. CENA 3 de Julho de 2012 Apoio à Internacionalização CENA 3 de Julho de 2012 Enquadramento Enquadramento Comércio Internacional Português de Bens e Serviços Var. 13,3% 55,5 68,2 57,1 73,4 48,3 60,1 54,5 66,0 67,2 61,7 Exportação

Leia mais

FOLHETO DE TAXAS DE JURO

FOLHETO DE TAXAS DE JURO FOLHETO DE TAXAS DE JURO Clientes Particulares Outros clientes 17 CONTAS DE DEPÓSITO 19 CONTAS DE DEPÓSITO 17.1. Depósitos à ordem 19.1. Depósitos à ordem 17.2. Depósitos a prazo 19.2. Depósitos a prazo

Leia mais

Excelência Proximidade Profissionalismo. É bom saber que pode contar com quem está ao seu lado. ORDEM DOS ENGENHEIROS Oferta 1 º Trimestre 2013

Excelência Proximidade Profissionalismo. É bom saber que pode contar com quem está ao seu lado. ORDEM DOS ENGENHEIROS Oferta 1 º Trimestre 2013 Oferta de Cooperação Barclays at Work Excelência Proximidade Profissionalismo É bom saber que pode contar com quem está ao seu lado 300 Anos de Experiência 50 Milhões de Clientes 60 Países ORDEM DOS ENGENHEIROS

Leia mais

# Confiança Planeamento e Gestão de Investimentos. segurança do seu património. Para isso contamos com o nosso trabalho, no

# Confiança Planeamento e Gestão de Investimentos. segurança do seu património. Para isso contamos com o nosso trabalho, no Caritas Dioces ana de Coim bra Condições válidas para Caritas Diocesana de Coimbra Oferta de Cooperação Barclays at Work Saiba mais em www.barclays.pt/compromissopremier # Confiança Planeamento e Gestão

Leia mais

SOLUÇÕES MOÇAMBIQUE-EMPRESAS JULHO 2013

SOLUÇÕES MOÇAMBIQUE-EMPRESAS JULHO 2013 JULHO 2013 EM MOÇAMBIQUE, COMO EM PORTUGAL O BPI e o BCI disponibilizam as Soluções Moçambique-Empresas, um conjunto de produtos e serviços desenhados para empresas que pretendam investir ou exportar para

Leia mais

Santander Totta. Santander Totta. Especializado no Negócio de PME

Santander Totta. Santander Totta. Especializado no Negócio de PME Santander Totta Santander Totta Especializado no Negócio de PME O Banco Santander Totta está integrado num dos maiores Grupos Financeiros a nível Mundial. Distingue-se pela sua capacidade de oferecer as

Leia mais

GLOBAL MANAGEMENT CHALLENGE

GLOBAL MANAGEMENT CHALLENGE inscrições ABERTAS!!! Os simuladores como o Global Management Challenge são uma importante ferramenta para a aprendizagem não apenas da tomada de decisão, mas também do trabalho em equipa. Alberto de Castro

Leia mais

Excelência Proximidade Profissionalismo. É bom saber que pode contar com quem está ao seu lado. 300 Anos de Experiência. 50 Milhões de Clientes

Excelência Proximidade Profissionalismo. É bom saber que pode contar com quem está ao seu lado. 300 Anos de Experiência. 50 Milhões de Clientes Oferta de Cooperação Barclays at Work 1 / 7 Excelência Proximidade Profissionalismo É bom saber que pode contar com quem está ao seu lado 300 Anos de Experiência 50 Milhões de Clientes 60 Países Spliu

Leia mais

1ª Semana Europeia das PME Workshop Internacionalização

1ª Semana Europeia das PME Workshop Internacionalização 1ª Semana Europeia das PME Workshop Internacionalização Faro, 7 de Maio de 2009 Índice Posicionamento AICEP AICEP - Produtos e Serviços Apoios à Internacionalização Posicionamento AICEP Posicionamento

Leia mais

Condições actuais do Protocolo para Colaboradores

Condições actuais do Protocolo para Colaboradores Direcção de Parcerias Comerciais Protocolos Condições actuais do Protocolo para Colaboradores Novembro de 2009 Conta Ordenado BPI Isenção das principais despesas do dia-a-dia: Isenção das despesas de manutenção

Leia mais

Preçário. Caixa Central de Crédito Agricola Mútuo e Caixas de Crédito Agrícola Mútuo

Preçário. Caixa Central de Crédito Agricola Mútuo e Caixas de Crédito Agrícola Mútuo Preçário CAIXA CENTRAL - CAIXA CENTRAL DE CRÉDITO AGRICOLA MÚTUO, CRL E CAIXAS DE CRÉDITO AGRÍCOLA MÚTUO DO SISTEMA INTEGRADO DO CRÉDITO AGRÍCOLA MÚTUO Caixa Central de Crédito Agricola Mútuo e Caixas

Leia mais

Jornadas de Diplomacia Económica. Humberto Casanova Direção Internacional de Negócio

Jornadas de Diplomacia Económica. Humberto Casanova Direção Internacional de Negócio Jornadas de Diplomacia Económica Humberto Casanova Direção Internacional de Negócio ISEG, 5 de Dezembro de 2012 1 Índice I. Estratégia e Presença Internacional II. Apoio financeiro à Internacionalização

Leia mais

75% 15 a 18 de Maio 2015 Praça da Independência - Maputo Moçambique Pavilhão de Portugal

75% 15 a 18 de Maio 2015 Praça da Independência - Maputo Moçambique Pavilhão de Portugal aposta no Sistema Educativo Formação e Criação de Novas Infra-Estruturas UMA OPORTUNIDADE PARA O SEU SECTOR CO-FINANCIADO 75% 1ª PARTICIPAÇÃO PORTUGUESA DA FILEIRA DA EDUCAÇÃO AIP - Feiras, Congressos

Leia mais

PROPOSTA DE VALOR PARA MEMBROS DA ORDEM DOS ADVOGADOS CONDIÇÕES

PROPOSTA DE VALOR PARA MEMBROS DA ORDEM DOS ADVOGADOS CONDIÇÕES PROPOSTA DE VALOR PARA MEMBROS DA ORDEM DOS ADVOGADOS CONDIÇÕES Cartão Ordem dos Advogados Um cartão de crédito PERSONALIZADO E DIFERENCIADOR com vantagens únicas para a classe profissional COMPRE AGORA

Leia mais

São condições para colaboradores de empresas aderentes e que merecem partilhar as conquistas da sua empresa.

São condições para colaboradores de empresas aderentes e que merecem partilhar as conquistas da sua empresa. São condições para colaboradores de empresas aderentes e que merecem partilhar as conquistas da sua empresa. Com a domiciliação de um ordenado superior a 350 /mês passa a ter acesso a um vasto conjunto

Leia mais

Excelência, Proximidade e Profissionalismo. É bom saber que pode contar com quem está ao seu lado

Excelência, Proximidade e Profissionalismo. É bom saber que pode contar com quem está ao seu lado Oferta de Cooperação Barclays at Work Excelência, Proximidade e Profissionalismo É bom saber que pode contar com quem está ao seu lado Ordem dos Engenheiros Condições válidas para o 2 º Trimestre 2013

Leia mais

É bom saber que pode contar com quem está ao seu lado.

É bom saber que pode contar com quem está ao seu lado. É bom saber que pode contar com quem está ao seu lado. de Cooperação Barclays at Work Índice 4. Crédito Habitação 5. Leasing 6. Seguros IV. Check List V. Contactos I. O Barclays no Mundo Grupo Financeiro

Leia mais

FOLHETO DE TAXAS DE JURO

FOLHETO DE TAXAS DE JURO FOLHETO DE TAXAS DE JURO Clientes Particulares Outros clientes 17 CONTAS DE DEPÓSITO 19 CONTAS DE DEPÓSITO 17.1. Depósitos à Ordem 19.1. Depósitos à Ordem 17.2. Depósitos a Prazo 19.2. Depósitos a Prazo

Leia mais

Apresentação dos Resultados Click to edit Master title style

Apresentação dos Resultados Click to edit Master title style Apresentação dos Resultados Click to edit Master title style Seminário de Exportação para o Brasil Serviços Bancários à Exportação CGD Nuno Marques Direção Internacional de Negócio Lisboa, 21 Janeiro 2014

Leia mais

Sistema de Incentivos à Inovação e I&DT (Sector Automóvel) Quadro de Referência Estratégico Nacional [QREN]

Sistema de Incentivos à Inovação e I&DT (Sector Automóvel) Quadro de Referência Estratégico Nacional [QREN] Sistema de Incentivos à Inovação e I&DT (Sector Automóvel) Quadro de Referência Estratégico Nacional [QREN] Frederico Mendes & Associados Sociedade de Consultores Lda. Frederico Mendes & Associados é uma

Leia mais

Instrumentos Financeiros de Apoio à Internacionalização

Instrumentos Financeiros de Apoio à Internacionalização Instrumentos Financeiros de Apoio à Internacionalização Castelo Branco, 04.10.2012 Elisabete Grosso Gabinete de Comércio Externo e Bancos Correspondentes (GCB) 1 Comércio Externo Agenda Principais instrumentos

Leia mais

Apoios à Internacionalização. Lisboa, 27 de Março de 2014

Apoios à Internacionalização. Lisboa, 27 de Março de 2014 Apoios à Internacionalização Lisboa, 27 de Março de 2014 Tópicos Sistemas de Incentivos às Empresas (QREN) Novo Quadro (2014-2020) Gestão do Risco Instrumentos de Financiamento Multilaterais Financeiras

Leia mais

PME Investe III Sector do Turismo

PME Investe III Sector do Turismo PME Investe III Sector do Turismo Linha Turismo de Habitação e Turismo em Espaço Rural Objectivos Esta Linha de Crédito, criada no âmbito da Linha Específica PME Investe III do Sector do Turismo, visa

Leia mais

Linha Específica para as Micro e Pequenas Empresas

Linha Específica para as Micro e Pequenas Empresas Linha de Crédito PME Investe III Linha Específica para as Micro e Pequenas Empresas Objectivos Esta Linha de Crédito, criada no âmbito da Linha PME Investe III, visa facilitar o acesso ao crédito por parte

Leia mais

APEX- APOIO À PROMOÇÃO DA EXPORTAÇÃO DAS PME 2012

APEX- APOIO À PROMOÇÃO DA EXPORTAÇÃO DAS PME 2012 APEX- APOIO À PROMOÇÃO DA EXPORTAÇÃO DAS PME 2012 A aposta no apoio à internacionalização tem sido um dos propósitos da AIDA que, ao longo dos anos, tem vindo a realizar diversas acções direccionadas para

Leia mais

Soluções CA para a Agricultura, Agro-Indústria Floresta e Mar

Soluções CA para a Agricultura, Agro-Indústria Floresta e Mar Soluções CA para a Agricultura, Agro-Indústria Floresta e Mar Quem somos O Grupo Crédito Agrícola é um Grupo Financeiro de âmbito nacional, integrado por um vasto número de bancos locais Caixas Agrícolas

Leia mais

SEMINÁRIO Exportar para o México

SEMINÁRIO Exportar para o México SEMINÁRIO Exportar para o México Gonçalo Gaspar Diretor Direção Internacional de Negócio da CGD Porto, 26 de Setembro de 2012 1 Índice México: relacionamento comercial com Portugal Grupo CGD: Presença

Leia mais

GUIA DO VOLUNTÁRIO. Sociedade Central de Cervejas

GUIA DO VOLUNTÁRIO. Sociedade Central de Cervejas GUIA DO VOLUNTÁRIO Sociedade Central de Cervejas ÍNDICE 1. A RESPONSABILIDADE SOCIAL NA SCC: O NOSSO COMPROMISSO... 3 2. O NOSSO COMPROMISSO COM O VOLUNTARIADO... 4 2.1 A ESTRUTURAÇÃO DO VOLUNTARIADO EMPRESARIAL...

Leia mais

Apoios às s Empresas do Sector do Turismo. Portugal

Apoios às s Empresas do Sector do Turismo. Portugal Apoios às s Empresas do Sector do Turismo ÍNDICE 2 Linha de apoio à qualificação da oferta Linha de apoio à tesouraria Carência de capital Linhas PME CRESCIMENTO 2013 MECANISMOS DE APOIO AO SECTOR DO TURISMO

Leia mais

SESSÃO DE ENCERRAMENTO DO VENTURE CAPITAL IT 2006

SESSÃO DE ENCERRAMENTO DO VENTURE CAPITAL IT 2006 SESSÃO DE ENCERRAMENTO DO VENTURE CAPITAL IT 2006 Jaime Andrez Presidente do CD do IAPMEI 10 de Maio de 2006 Minhas Senhoras e meus Senhores, 1. Em nome do Senhor Secretário de Estado Adjunto, da Indústria

Leia mais

Protocolo BBVA Soluções Financeiras

Protocolo BBVA Soluções Financeiras Protocolo BBVA Soluções Financeiras Conheça as soluções financeiras que o BBVA tem para lhe oferecer e aproveite o Protocolo BBVA com condições exclusivas para os Associados do SPLIU. Para o BBVA cada

Leia mais

Alentejo no horizonte 2020 Desafios e Oportunidades

Alentejo no horizonte 2020 Desafios e Oportunidades Alentejo no horizonte 2020 Desafios e Oportunidades Vendas Novas - 02 de julho de 2013 aicep Portugal Global é uma agência pública de natureza empresarial, cuja missão é: Atrair investimento estrangeiro

Leia mais

Linha Específica para o Sector do Turismo

Linha Específica para o Sector do Turismo Linha de Crédito PME Investe III Linha Específica para o Sector do Turismo Objectivos Esta Linha de Crédito, criada no âmbito da Linha PME Investe III, visa facilitar o acesso ao crédito por parte das

Leia mais

Ficha de Informação Normalizada para Depósitos Depósitos à Ordem

Ficha de Informação Normalizada para Depósitos Depósitos à Ordem Designação Condições de Acesso Modalidade Meios de Movimentação Conta Completa Clientes Particulares, maiores de 18 anos, que sejam trabalhadores por conta de outrem e que aceitem domiciliar ou transferir,

Leia mais

Associação Empresarial da Região de Lisboa. Uma força ao serviço das empresas

Associação Empresarial da Região de Lisboa. Uma força ao serviço das empresas Associação Empresarial da Região de Lisboa Uma força ao serviço das empresas ÁREAS DE INTERVENÇÃO INFORMAÇÃO SERVIÇOS ÀS EMPRESAS DESENVOLVIMENTO REGIONAL ORGANIZAÇÃO DE EVENTOS FORMAÇÃO PROFISSIONAL INTERNACIONALIZAÇÃO

Leia mais

ESCOLA DE PROTOCOLO COMUNICAÇÃO E ARTES www.epcamadeira.com geral@epcamadeira.com Tel: 291 098 305 Tm: 966 389 170

ESCOLA DE PROTOCOLO COMUNICAÇÃO E ARTES www.epcamadeira.com geral@epcamadeira.com Tel: 291 098 305 Tm: 966 389 170 ESCOLA DE PROTOCOLO COMUNICAÇÃO E ARTES www.epcamadeira.com geral@epcamadeira.com Tel: 291 098 305 Tm: 966 389 170 A Escola de Protocolo, Comunicação e Artes da Madeira (EPCA) surgiu para ir ao encontro

Leia mais

Lusoflora 2015. Crédito Agrícola. Santarém, 27 de Fevereiro

Lusoflora 2015. Crédito Agrícola. Santarém, 27 de Fevereiro Lusoflora 2015 Crédito Agrícola Santarém, 27 de Fevereiro Agenda 1. Quem somos 2. Proposta Valor 3. Soluções Crédito Agrícola para EMPRESAS/ ENI 4. CA Seguros 2 Quem somos O Grupo Crédito Agrícola é um

Leia mais

PROTOCOLO DE COOPERAÇÃO. entre UNIVERSIDADE DO MINHO ASSOCIAÇÃO ACADÉMICA DA UNIVERSIDADE DO MINHO BANCO ESPÍRITO SANTO

PROTOCOLO DE COOPERAÇÃO. entre UNIVERSIDADE DO MINHO ASSOCIAÇÃO ACADÉMICA DA UNIVERSIDADE DO MINHO BANCO ESPÍRITO SANTO PROTOCOLO DE COOPERAÇÃO entre UNIVERSIDADE DO MINHO e ASSOCIAÇÃO ACADÉMICA DA UNIVERSIDADE DO MINHO e BANCO ESPÍRITO SANTO O presente Protocolo insere-se no desenvolvimento das relações do Banco Espírito

Leia mais

ANEXO I CONTA BES100% Gestão corrente da liquidez Constituição de poupança Acesso ao crédito Segurança

ANEXO I CONTA BES100% Gestão corrente da liquidez Constituição de poupança Acesso ao crédito Segurança ANEXO I CONTA BES100% Definição A Conta BES 100% é constituída por um Depósito à Ordem, uma Conta Poupança e um Descoberto Autorizado, e dispõe de um mecanismo de movimentação automática entre as duas

Leia mais

Eixo I Projectos de Forte Conteúdo de Inovação Eixo II Negócio Emergentes de Pequena Escala Eixo III Iniciativas Empresarias de Interesse Regional

Eixo I Projectos de Forte Conteúdo de Inovação Eixo II Negócio Emergentes de Pequena Escala Eixo III Iniciativas Empresarias de Interesse Regional Programa FINICIA 02.02.2006 retirado de www.iapmei.pt Caracterização dos eixos de intervenção Eixo I Projectos de Forte Conteúdo de Inovação Eixo II Negócio Emergentes de Pequena Escala Eixo III Iniciativas

Leia mais

FOLHETO DE TAXAS DE JURO

FOLHETO DE TAXAS DE JURO FOLHETO DE TAXAS DE JURO Clientes Particulares Outros clientes 17 CONTAS DE DEPÓSITO 19 CONTAS DE DEPÓSITO 17.1. Depósitos à ordem 19.1. Depósitos à ordem 17.2. Depósitos a prazo 19.2. Depósitos a prazo

Leia mais

PROSPECTO INFORMATIVO Depósito Indexado - Produto Financeiro Complexo

PROSPECTO INFORMATIVO Depósito Indexado - Produto Financeiro Complexo Designação Caixa Eurostoxx Down maio 2015_PFC Classificação Produto Financeiro Complexo Depósito Indexado Caracterização do Produto Garantia de Capital O Caixa Eurostoxx Down maio 2015 é um depósito indexado

Leia mais

PROTOCOLO DE COOPERAÇÃO

PROTOCOLO DE COOPERAÇÃO PROTOCOLO DE COOPERAÇÃO ENTRE PRIMEIRO OUTORGANTE: BANCO SANTANDER TOTTA, SA com sede na Rua do Ouro 88 em Lisboa, 1100-063-Lisboa, com o capital social de 656723284 Euros, Pessoa Colectiva nº 500844321

Leia mais

CARTÕES UNIBANCO APRESENTAÇÃO

CARTÕES UNIBANCO APRESENTAÇÃO CARTÕES UNIBANCO APRESENTAÇÃO A UNICRE UNICRE Instituição Financeira de Crédito, S.A Especialista em cartões de pagamento desde 1974 Sede: Av. António Augusto de Aguiar, 122 Lisboa www.unicre.pt Emissora

Leia mais

Regulamento de Bolsas do CCMar

Regulamento de Bolsas do CCMar Regulamento de Bolsas do CCMar CAPÍTULO I Disposições gerais Artigo 1º Âmbito O presente Regulamento, aprovado pela Fundação para a Ciência e Tecnologia ao abrigo do Decreto-Lei nº 123/99, de 20 de Abril,

Leia mais

1º FÓRUM UNIÃO DE EXPORTADORES CPLP 26 E 27 DE JUNHO DE 2015 CENTRO DE CONGRESSOS DE LISBOA. JUNTOS IREMOS LONGE www.uecplp.org

1º FÓRUM UNIÃO DE EXPORTADORES CPLP 26 E 27 DE JUNHO DE 2015 CENTRO DE CONGRESSOS DE LISBOA. JUNTOS IREMOS LONGE www.uecplp.org 1º FÓRUM UNIÃO DE EXPORTADORES CPLP 26 E 27 DE JUNHO DE 2015 CENTRO DE CONGRESSOS DE LISBOA JUNTOS IREMOS LONGE www.uecplp.org CONCEITO Realização do 1º Fórum União de Exportadores CPLP (UE-CPLP) que integra:

Leia mais

Factores Determinantes para o Empreendedorismo. Encontro Empreender Almada 26 de Junho de 2008

Factores Determinantes para o Empreendedorismo. Encontro Empreender Almada 26 de Junho de 2008 Factores Determinantes para o Empreendedorismo Encontro Empreender Almada 26 de Junho de 2008 IAPMEI Instituto de Apoio às PME e à Inovação Principal instrumento das políticas económicas para Micro e Pequenas

Leia mais

Auxílio estatal N 254/2002 Portugal Linha de crédito bonificada a investimentos do sector turístico.

Auxílio estatal N 254/2002 Portugal Linha de crédito bonificada a investimentos do sector turístico. COMISSÃO EUROPEIA Bruxelas, 26.07.2002 C (2002) 2943 Assunto: Auxílio estatal N 254/2002 Portugal Linha de crédito bonificada a investimentos do sector turístico. Excelência, PROCEDIMENTO Por carta n.º

Leia mais

Glossário de Crédito Habitação do NOVO BANCO

Glossário de Crédito Habitação do NOVO BANCO Glossário de Crédito Habitação do NOVO BANCO Tipo de Propriedade 1ª Habitação Residência habitual do agregado familiar (habitação própria permanente). 2ª Habitação Residência não habitual do agregado familiar

Leia mais

Ficha de Informação Geral

Ficha de Informação Geral Objectivo da Ficha de Informação Geral Oferecer aos Clientes informação de carácter geral sobre o crédito à habitação, o mais transparente, sistemático e rigorosamente possível, antes da formalização de

Leia mais

Localização. Visão. Missão. Entidades promotoras

Localização. Visão. Missão. Entidades promotoras ESCOLA TECNOLÓGICA DO LITORAL ALENTEJANO ETLA Localização A Escola Tecnológica do Litoral Alentejano fica situada no Complexo Petroquímico da empresa Repsol na ZILS. Perto da realidade industrial, a sua

Leia mais

Portugal Brasil Moçambique Polónia

Portugal Brasil Moçambique Polónia www.promover.pt www.greatteam.pt Portugal Brasil Moçambique Polónia QUEM SOMOS - Prestamos serviços técnicos de consultoria de gestão e formação nos diversos setores da economia. - Presentes em Lisboa,

Leia mais

Global Incentives Solutions*

Global Incentives Solutions* Incentives Solutions Global Incentives Solutions* Informação sobre incentivos ao investimento Número 6, Outubro de 2007 *connectedthinking What s hot Assinatura dos Programas Operacionais (PO) No passado

Leia mais

PROSPECTO INFORMATIVO Depósito Indexado - Produto Financeiro Complexo

PROSPECTO INFORMATIVO Depósito Indexado - Produto Financeiro Complexo Designação Classificação Caixa China Invest 2015_PFC Produto Financeiro Complexo O Caixa China Invest 2015 é um depósito indexado não mobilizável antecipadamente, pelo prazo de 2 anos, denominado em Euros,

Leia mais

ajudam a lançar negócios

ajudam a lançar negócios Capa Estudantes portugueses ajudam a lançar negócios em Moçambique Rafael Simão, Rosália Rodrigues e Tiago Freire não hesitaram em fazer as malas e rumar a África. Usaram a sua experiência para construírem

Leia mais

Náutica. Desenvolvimento Económico e Cultura Marítima. Lisboa, 8 de Fevereiro de 2012

Náutica. Desenvolvimento Económico e Cultura Marítima. Lisboa, 8 de Fevereiro de 2012 Náutica Desenvolvimento Económico e Cultura Marítima Lisboa, 8 de Fevereiro de 2012 Aicep Portugal Global é uma agência pública de natureza empresarial, cuja missão é: Atrair investimento estrangeiro para

Leia mais

PME Investe VI. Linha de Crédito Micro e Pequenas Empresas

PME Investe VI. Linha de Crédito Micro e Pequenas Empresas PME Investe VI Linha de Crédito Micro e Pequenas Empresas Objectivos Esta Linha de Crédito visa facilitar o acesso ao crédito por parte das micro e pequenas empresas de todos os sectores de actividade,

Leia mais

NEWSLETTER Nº 13 JANEIRO CONHECIMENTO INOVAÇÃO CRIATIVIDADE EFICIÊNCIA VALOR POTENCIAMOS O VALOR DAS ORGANIZAÇÕES EM DESTAQUE

NEWSLETTER Nº 13 JANEIRO CONHECIMENTO INOVAÇÃO CRIATIVIDADE EFICIÊNCIA VALOR POTENCIAMOS O VALOR DAS ORGANIZAÇÕES EM DESTAQUE NEWSLETTER Nº 13 JANEIRO CONHECIMENTO INOVAÇÃO CRIATIVIDADE EFICIÊNCIA VALOR POTENCIAMOS O VALOR DAS ORGANIZAÇÕES EM DESTAQUE A LINK THINK AVANÇA COM PROGRAMA DE FORMAÇÃO PROFISSONAL PARA 2012 A LINK THINK,

Leia mais

Preçário DEUTSCHE BANK AG, SUCURSAL EM PORTUGAL BANCOS. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO

Preçário DEUTSCHE BANK AG, SUCURSAL EM PORTUGAL BANCOS. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO Preçário DEUTSCHE BANK AG, SUCURSAL EM PORTUGAL BANCOS Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO Data de O Preçário completo do Deutsche Bank AG, Sucursal em Portugal,

Leia mais

É bom saber que pode contar com quem está ao seu lado.

É bom saber que pode contar com quem está ao seu lado. É bom saber que pode contar com quem está ao seu lado. de Cooperação Barclays at Work Índice 4. Leasing 5. Seguros IV. Check List V. Contactos I. O Barclays no Mundo Grupo Financeiro com mais de 300 anos

Leia mais

Referência : 400010_EUR_20131116_001

Referência : 400010_EUR_20131116_001 CAIXACADERNETA Referência : 400010_EUR_20131116_001 Designação Condições de Acesso Modalidade Meios de Movimentação Moeda CaixaCaderneta pessoas singulares Empresários em nome individual (ENI) que abram

Leia mais

Ficha de Informação Normalizada para Depósitos Depósitos à ordem

Ficha de Informação Normalizada para Depósitos Depósitos à ordem Designação Condições de Acesso Modalidade Meios de Movimentação Conta Negócio Clientes Empresa e Empresários em Nome Individual. Depósito à Ordem remunerado, que possibilita o acesso a um limite de crédito

Leia mais

Regulamento do EDP University Challenge 2011. EDP como empresa global de energia, líder em criação de valor, inovação e sustentabilidade.

Regulamento do EDP University Challenge 2011. EDP como empresa global de energia, líder em criação de valor, inovação e sustentabilidade. Regulamento do EDP University Challenge 2011 EDP como empresa global de energia, líder em criação de valor, inovação e sustentabilidade 2ª Edição Artigo 1º Objectivo do prémio 1. O EDP University Challenge

Leia mais

Ficha de Informação Normalizada para Depósitos Depósitos à ordem

Ficha de Informação Normalizada para Depósitos Depósitos à ordem Designação Condições de Acesso Modalidade Meios de Movimentação Moeda Conta Super Jovem Clientes Particulares, com idade entre os 18 e os 30 anos (inclusive). Depósito à Ordem. Esta conta pode ser movimentada

Leia mais

EDIÇÃO 2011/2012. Introdução:

EDIÇÃO 2011/2012. Introdução: EDIÇÃO 2011/2012 Introdução: O Programa Formação PME é um programa financiado pelo POPH (Programa Operacional Potencial Humano) tendo a AEP - Associação Empresarial de Portugal, como Organismo Intermédio,

Leia mais

REGULAMENTO DO PROGRAMA CA DESTINO

REGULAMENTO DO PROGRAMA CA DESTINO REGULAMENTO DO PROGRAMA CA DESTINO A Caixa Central Caixa Central de Crédito Agrícola Mútuo, C.R.L., contribuinte nº 501464301, com sede na Rua Castilho, nº233, 1099-004 LISBOA, através da Direcção de Marketing

Leia mais

PME Investe III Sector do Turismo

PME Investe III Sector do Turismo PME Investe III Sector do Turismo Linha Turismo de Habitação e Turismo em Espaço Rural Beneficiários Poderão beneficiar desta linha as empresas que: Comprovem ser Micro e Pequenas Empresas através da certificação

Leia mais

AVISO. Admissão de Pessoal. (m/f)

AVISO. Admissão de Pessoal. (m/f) AVISO Admissão de Pessoal (m/f) A AJITER Associação Juvenil da Ilha Terceira pretende admitir jovens recém-licenciados à procura do primeiro emprego, para estágio no seu serviço, ao abrigo do Programa

Leia mais

Abra uma Conta Ordenado BBVA e conheça todas as vantagens que tornam a sua vida mais fácil:

Abra uma Conta Ordenado BBVA e conheça todas as vantagens que tornam a sua vida mais fácil: Protocolo BBVA Soluções Financeiras Conheça as soluções financeiras que o BBVA tem para lhe oferecer e aproveite o Protocolo BBVA com condições exclusivas para os Sócios e Filhos dos Sócios do COFRE DA

Leia mais

SAÚDE DURANTE AS FÉRIAS. Já tem o seu Cartão Europeu de Seguro de Doença?

SAÚDE DURANTE AS FÉRIAS. Já tem o seu Cartão Europeu de Seguro de Doença? SAÚDE DURANTE AS FÉRIAS Boletim Informativo nº 10 Julho 2010 Já tem o seu Cartão Europeu de Seguro de Doença? Se estiver num outro Estado-Membro, em viagem de negócios, de férias ou a estudar, o Cartão

Leia mais

Programas. cabo verde. Angola. portugal. s.tomé e príncipe. Fundación Universitaria San Pablo CEU

Programas. cabo verde. Angola. portugal. s.tomé e príncipe. Fundación Universitaria San Pablo CEU Programas de MESTRADO Online MBA Master in Business Administration Mestrado em Direcção de Empresas Mestrado em Direcção de Marketing e Vendas Mestrado em Direcção Financeira Mestrado em Comércio Internacional

Leia mais

Diagnóstico de Competências para a Exportação

Diagnóstico de Competências para a Exportação Diagnóstico de Competências para a Exportação em Pequenas e Médias Empresas (PME) Guia de Utilização DIRECÇÃO DE ASSISTÊNCIA EMPRESARIAL Departamento de Promoção de Competências Empresariais Índice ENQUADRAMENTO...

Leia mais

PLANO DE ACTIVIDADES 2014

PLANO DE ACTIVIDADES 2014 PLANO DE ACTIVIDADES 2014 A - INTRODUÇÃO O ano de 2013 que agora termina, foi decisivo para a continuidade da Fundação do Desporto. O Governo, através do Sr. Ministro-Adjunto e dos Assuntos Parlamentares,

Leia mais

CONCURSO NACIONAL DE VOZES & FESTIVAL REVELAÇÃO DE VOZES DA DIÁSPORA. Concurso. Nacional de Vozes & Revelação de Vozes da Diáspora - Projecto

CONCURSO NACIONAL DE VOZES & FESTIVAL REVELAÇÃO DE VOZES DA DIÁSPORA. Concurso. Nacional de Vozes & Revelação de Vozes da Diáspora - Projecto Nacional de Vozes & Revelação de Vozes da Diáspora - Projecto Concurso 2015 CONCURSO NACIONAL DE VOZES & FESTIVAL REVELAÇÃO DE VOZES DA DIÁSPORA PROJECTO APRESENTADO PARA EFEITO DE APRECIAÇÃO E RESPECTIVO

Leia mais

Exmo. Senhor Bastonário da Ordem dos Advogados de Moçambique, Exmos. Senhores Membros dos Corpos Directivos da Ordem dos Advogados de Moçambique,

Exmo. Senhor Bastonário da Ordem dos Advogados de Moçambique, Exmos. Senhores Membros dos Corpos Directivos da Ordem dos Advogados de Moçambique, Exmo. Senhor Bastonário da Ordem dos Advogados de Moçambique, Exmos. Senhores Membros dos Corpos Directivos da Ordem dos Advogados de Moçambique, Caros Convidados, Caros Colegas, Permitam-me que comece

Leia mais

BES AS APOIO FINANCEIRO BES AS FINANCEIR ÕES ÀS EMPRESAS FINANCEIR ÕES UÇ SOL

BES AS APOIO FINANCEIRO BES AS FINANCEIR ÕES ÀS EMPRESAS FINANCEIR ÕES UÇ SOL 38 PME Líder SOLUÇÕES FINANCEIRAS BES Helen King/CORBIS APOIO FINANCEIRO ÀS EMPRESAS O BES disponibiliza uma vasta oferta de produtos financeiros e serviços, posicionando-se como o verdadeiro parceiro

Leia mais

Mercados informação de negócios

Mercados informação de negócios Mercados informação de negócios Rússia Oportunidades e Dificuldades do Mercado Fevereiro 2010 Índice 1. Oportunidades 3 1.1 Comércio 3 1.2 Investimento de Portugal na Rússia 4 1.3 Investimento da Rússia

Leia mais

FORMULÁRIO DE PROPOSTA DE PROJECTO

FORMULÁRIO DE PROPOSTA DE PROJECTO FORMULÁRIO DE PROPOSTA DE PROJECTO ESPAÇO RESERVADO AO TI: PROPOSTA Nº DATA DA ENTRADA: / / RECEBIDO POR: I. IDENTIFICAÇÃO DO PROMOTOR NOME: Nº DE SÓCIO: MORADA: CÓDIGO POSTAL - LOCALIDADE: CONCELHO: TELEFONE:

Leia mais

4º Congresso brasileiro de meios eletrônicos de pagamento, São Paulo - Brasil, 15/10/2009 4º Congresso brasileiro de meios eletrônicos de pagamento

4º Congresso brasileiro de meios eletrônicos de pagamento, São Paulo - Brasil, 15/10/2009 4º Congresso brasileiro de meios eletrônicos de pagamento Solução Made by Um cartão à medida de cada cliente, São Paulo - Brasil, 15/10/2009 São Paulo, 15-10-2009 1 Agenda Overview Os mercado de meios eletrônicos de pagamento em Portugal Posicionamento da Caixa

Leia mais

Começar Global e Internacionalização

Começar Global e Internacionalização Começar Global e Internacionalização Artur Alves Pereira Assessor do Conselho de Administração, AICEP Portugal Global Fevereiro 06, 2014 1 A aicep Portugal Global Missão. A aicep Portugal Global é uma

Leia mais

Índice. Pág *09 Como participar. Pág *10 Calendário. Pág *11 Os resultados. Pág *12 Júri. Pág *13 Regulamento

Índice. Pág *09 Como participar. Pág *10 Calendário. Pág *11 Os resultados. Pág *12 Júri. Pág *13 Regulamento Índice Pág *09 Como participar Pág *10 Calendário Pág *11 Os resultados Pág *12 Júri Pág *13 Regulamento Pág *01 Introdução Pág *02 Um programa alargado de intervenção Pág *05 Viver de Consciência Leve

Leia mais

Mercados informação de negócios

Mercados informação de negócios Mercados informação de negócios Rússia Oportunidades e Dificuldades do Mercado Março 2012 Índice 1. Oportunidades 3 1.1 Comércio 3 1.2 Investimento de Portugal na Rússia 4 1.3 Investimento da Rússia em

Leia mais

28 PME Líder CRITÉRIOS. Bloomberg News

28 PME Líder CRITÉRIOS. Bloomberg News 28 PME Líder CRITÉRIOS Bloomberg News CRITÉ RIOS COMO CHEGAR A PME LÍDER Atingir o Estatuto PME Líder é a ambição de muitas empresas. É este o primeiro passo para chegar a PME Excelência. Saiba o que precisa

Leia mais

Condições de acesso ao Programa de Passageiro Frequente TAP Victoria para Clientes do Banco Popular

Condições de acesso ao Programa de Passageiro Frequente TAP Victoria para Clientes do Banco Popular Condições de acesso ao Programa de Passageiro Frequente TAP Victoria para Clientes do Banco Popular 1. Âmbito O Banco Popular e a TAP estabeleceram um acordo de parceria (Contrato de Parceiro de Marketing

Leia mais

TAX & BUSINESS O C E N T R O I N T E R N A C I O N A L D E N E G Ó C I O S D A M A D E I R A ( D E S E N V O L V I M E N T O S R E C E N T E S )

TAX & BUSINESS O C E N T R O I N T E R N A C I O N A L D E N E G Ó C I O S D A M A D E I R A ( D E S E N V O L V I M E N T O S R E C E N T E S ) i N º 1 6 / 1 5 O C E N T R O I N T E R N A C I O N A L D E N E G Ó C I O S D A M A D E I R A ( D E S E N V O L V I M E N T O S R E C E N T E S ) (CINM) O CINM, a que corresponde a Zona Franca da Região

Leia mais

Programa de Apoio ao Autoemprego

Programa de Apoio ao Autoemprego Programa de Apoio ao Autoemprego Relatório do Programa Operacional Agosto 2013 Promotor: Coordenação da Execução: Introdução Objectivo e enquadramento Este relatório foi redigido com base no estudo As

Leia mais

Pack Entidade Pack Utente Pack Entidade Pack Utente A FPN é uma das entidades habilitadas à formação certificada que conferirá os

Pack Entidade Pack Utente Pack Entidade Pack Utente A FPN é uma das entidades habilitadas à formação certificada que conferirá os PORTUGAL A NADAR A FPN é a entidade que superintende e certifica as atividades ligadas à prática da natação e pretende, com a sua experiência na missão de melhorar as condições de prática das disciplinas

Leia mais

Soluções de Financiamento para a Internacionalização

Soluções de Financiamento para a Internacionalização Soluções de Financiamento para a Internacionalização por João Real Pereira Internacionalização para Moçambique Oportunidades e Financiamento 15 de Março de 2012 Braga Sumário 1. O que é a SOFID? Estrutura

Leia mais