25 anos a realizar o sonho de casa própria

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "25 anos a realizar o sonho de casa própria"

Transcrição

1 25 anos a realizar o sonho de casa própria

2 ÍNDICE 1 CABO VERDE 2 IFH 3 SECTOR IMOBILIÁRIO 4 POSICAO DA IFH NO SECTOR IMOBILIÁRIO 5 PROJECTOS 8 9 PROJECTOS

3 CABO VERDE Arquipélago da África subsaariana, constituído por dez ilhas Localizado a 640 km a oeste de Dakar, Senegal. Descoberto em 1460, foi colónia de Portugal até sua independência em 1975 País de rendimento médio-baixo * População de habitantes* GBP USD* INDICADORES MACRO-ECONÓMICOS Evolução do GDP Inflação do CPI Balanço do orçamento em % do GDP -1.1% -6% -9.5% -9.3% * dados do Doing Business ** dados do Censo cabo-verdiano 2010

4 MACRO-ECONOMÍA CABOVERDIANA Cabo Verde passou para o grupo de países à desenvolvimento médio em 2008, escala das Nações Unidas Em 2010, o PIB cresceu de 5.4%: Reforço do Programa de Investimento Público (PIP) e Evolução do investimento privado Em 2011, o ritmo de crescimento da economia deverá subir para perto de 6% O Governo de Cabo Verde desenvolve esforços na esféra social e no desenvolvimento: - Promoção e desenvolvimento do mercado de trabalho - Assistência directa a grupos de cidadãos mais vulneráveis. - Investimento nas infra-estruturas: foi 10 vezes maior nos últimos 10 anos, em comparação com a década anterior - + de 80 milhões de contos - Baixa taxa de desemprego 13.1%

5 PORQUê INVESTIR EM CABO VERDE? Estabilidade d política e económica Situação geográfica Acesso preferencial a mercados Incentivos aos investimentos externos Fiscais Isenção de tributação aos dividendos e lucros distribuídos durante 5 anos, e/ou sempre que reinvestidos Isenção de tributação às amortizações e juros correspondentes às operações financeiras de investimento externo Estabilização do regime fiscal Sector do Turismo Isenção de direitos aduaneiros na importação de materiais destinados à construção e exploração de hotéis, e outras actividades ligadas ao turism Isenção do IUR: 100% nos 5 primeiros anos de actividade e 50% nos 10 seguintes Dedução de impostos sobre os lucros reinvestidos em actividades similares Dedução na matéria colectável de despesas com a formação de trabalhadores nacionais Livre exportação de productos

6 HISTORIAL DA IFH IFH -Imobiliária, Fundiária dá e Habitat a S.A.. FH ção da I Evolu Criação da empresa, sob a forma de Instituto e Fomento da Habitação Construção do primeiro imóvel - Novo Horizonte, Praia Gestão e alienação do Parque Habitaciona l do Estado Conversão em Sociedade Anónima imóveis construídos e reabilitados em Cabo Verde Projecto de sede na Praia

7 MISSÃO A NOSSA MISSÃO Apoiar p líderes e gestores a criar valor mensurável Aumentar níveis de desempenho e obter resultados mensuravéis Reforçar a competitividade das empresas e a eficácia da Adminitração Pública

8 ACTIVIDADES DA IFH - S.A. Promoção Imobiliária Segmentog residencial e turístico Vertente infra-estruturação e urbanização & habitação Capital Social Activos (terrenos) Xx Fúncionarios 750 Milhões de Escudos 40 Milhões de Euros A IFH construiu em quase todos os concelhos do País, onde outras não o fizeram: imóveis construídos e reabilitados moradias as reabilitadas adas Gestão do património do Estado (de cerca de 390 imóveis) Função de promotora e estruturadora do espaço urbano do país

9 GARANTIAS E SERVICOS DA IFH Empresa parceira do Estado Cabo- verdiano + Segurança para os Parceiros 28 anos de experiência + Garantia para os Clientes Mais de 1460 imóveis já construídos Vários novos projectos a nível nacional

10 ESTRATÉGIA e orientações estratégicas Estratégia Orientações estratégicas 1 Ser uma: 2 A curto prazo Empresa líder no mercado imobiliário e Reorientar a IFH para o seu objectivo social de base na oferta de soluções de habitação Motivar e mobilizar os colaboradores inovadoras, criativas e diversificadas, Identificar e mobilizar recursos para a baseando-se na sua longa prossecução dos objectivos traçados experiência, tradição e credibilidade, e operando em A médio prazo sistema ao longo dum vasto espectro Focalizar sobre a classe média- de niveis i de renda, para garantir o baixa/média/média-alta alta como prioridade de actuação acesso à habitação a um maior Apostar na redução dos preços de número possível de famílias. venda para aumentar a demanda Maximizar o potencial do ROI em segmentos de alta rentabilidade d Posicionar-se como o melhor parceiro do Estado

11 OBJECTIVOS CONCRETOS Em 2011 Posicionamento e até Ser a Empresa líder do mercado caboverdiano em volume de vendas e habitações construídas, contribuindo para a melhoria da qualidade de vida das famílias. 2 Posicionar a IFH como a Primeira Pi i Empresa do sector imobiliário em termos de inovação e disseminação de novas tecnologias 3 Atingir um volume de investimentos t de 9 milhões de contos.

12 POSIçÃO DA IFH NO SECTOR IMOBILIÁRIO Principais concorrentes 3 Construtoras nacionais Editur, Promitur & Technicil Construtoras internacionais Espanha, Inglaterra, Portugal, França, etc. INSERIR DADOS SOBRE O SECTOR IMOBILIÁRIO EM CV PARCERIA COM ESTADO POSIçãO ACTUAL DA IFH Actividades em 7 países Taxa de crescimento de 50% ao ano + de 300 projectos realizados 65% de negócio internacional 100% de clientes satisfeitos no âmbito da ISO 9001* * Auditado pelo Lloyds Register, 2008

13 PROJECTOS FOTOS IFH introduziu em Cabo Verde os complexos habitacionais Materializou o conceito de condomínio fechado Construiu: 1460 Habitações 133 espaços Comerciais

14 NOVOS PROJECTOS 1 HABITAÇÕES A CUSTOS CONTROLADOS 2 CASA PARA TODOS 3 PALMAREJO GRANDE - Santiago 4 CARAVELA DO SOL - Boa Vista 5 QUINTA DE SANTANA - S. Vicente 6 LAJINHA - S. Vicente 7 PRAIA NEGRA - Santiago

15 HABITAÇÕES A CUSTOS CONTROLADOS

16 CASA PARA TODOS Total 3660 unidades, em 5 ilhas São Vicente Sal Boa Vista Maio Santiago 360 unidades 360 unidades 545 unidades 430 unidades 1965 unidades Periódo de Implementação 5 anos Tipo T1 & T2 Ja construídos xxxxx Novos empreendimentos xxxxxxx Valor do Empreendimento: 106 Milhões de USD

17 PALMAREJO GRANDE Ilha de Santiago - cidade da Praia Mercado imobiliário local e comercial 54 Ha de superfície bruta 300 Lotes à venda Habitações 552 Comércio e serviços Ruas calcetadas População estimada pessoas Lotes a venda a partir de 2011 Começo das Obras xxxxxxxxx Valor de venda de $00.

18 PALMAREJO GRANDE Hotel Business & Conference Center 1000 quartos 400 vagas de estacionamento Centro de conferências Auditório de lugares 10 salas de reuniões para 620 pessoas 1900m2 de restaurantes 1000m2 de lojas 1500m2 de SPA 1500m2 de sala de festas 10800m2 de áreas públicas Serviços de apoio Lote para a construção do Hotel Estimativa do valor da obra, inlcuindo mobiliário e recheio interno Euros Area de implantaçao: km2

19 CARAVELA DO SOL Ilha da Boavista Praia Cabral Área coberta de m². Mercado imobiliário turístico 340 apartamentos T1 e T2, 58 blocos 15 espaços para serviços Espaços de lazer e recreio & Ruas pedonais População prevista de 700 habitantes?? Custo do terreno E Custo do empreendimento E ROI??? Timeline of ROI `???

20 QUINTA DE SANTANA Ribeira de Julião, São Vicente Terreno de 8 hectares Projecto de infra-estruturação e construção faseada 40 lotes 375 apartamentos à venda Espaços comerciais e escritórios População prevista de habitantes Inicio das obras: xxxxx

21 LAJINHA Editable diagram - Pyramid Mindelo - Ilha de S. Vicente Área coberta de m2 124 apartamentos sobre 12 pisos Tipo T2 + T3 + T4 143 vagas de estacionamento Alta padrão de acabamentos Apartamentos com varandas panorâmicas Salão de Condomínio e lazer Elevadores - Gerador de emergência Piscina Investimento da ordem de Euros

22 PRAIA NEGRA PRAIA NEGRA 1o PROJECTO DESTE TAMANHO EM CV Centro de Praia Ilha de Santiago Edifício de escritórios Area de construção m2 Escritórios m2 Lojas m2 21 pisos 56 espaços de escritórios/14 pisos 162 vagas de estacionamento/5 800 m2 Inicio das Obras xxxxxxx Editable diagram - Pyramid Custo do terreno Custo do empreendimento ROI ROI timeline E E

23 TERRENOS DISPONÍVEIS Vista sobre Praia - Santiago Praia Cabral - Boavista Praia Negra - Santiago Palmarejo Grande - Santiago Quinta Santana S. Vicente

24 PERGUNTAS?

25 OBRIGADA!

de Investimento em Angola e Cabo Verde

de Investimento em Angola e Cabo Verde Conferência Client Perspectivas name appearse Oportunidades here de Investimento em Angola e Cabo Verde PwC Conferência Estruturas de Investimento: Cabo Verde Leendert Verschoor Agenda Introdução 1 Ficha

Leia mais

Apresentação Pública das Oportunidades de Investimentos nas Ilhas de Boa Vista e Maio INCENTIVOS AO INVESTIMENTO

Apresentação Pública das Oportunidades de Investimentos nas Ilhas de Boa Vista e Maio INCENTIVOS AO INVESTIMENTO Apresentação Pública das Oportunidades de Investimentos nas Ilhas de Boa Vista e Maio Boa Vista, Outubro de 2009 INCENTIVOS AO INVESTIMENTO AGENCIA CABO VERDIANA DE PROMOÇÃO DE INVESTIMENTOS 1 AGÊNCIA

Leia mais

19ª Edição FIC Feira Internacional de Cabo Verde Ilha de S. Vicente Cidade do Mindelo Laginha 18-22 de Nov.

19ª Edição FIC Feira Internacional de Cabo Verde Ilha de S. Vicente Cidade do Mindelo Laginha 18-22 de Nov. 19ª Edição FIC Feira Internacional de Cabo Verde Ilha de S. Vicente Cidade do Mindelo Laginha 18-22 de Nov. Stop-over Ilha de Santiago Cidade da Praia 16-17 de Nov. Proj. Conjunto Internacionalização PT2020

Leia mais

Powered by. Desenvolvimento

Powered by. Desenvolvimento Desenvolvimento de Sistemas Sustentáveis 1 Urbancraft Energia, S.A. FDO INVESTIMENTOS E PARTICIPAÇÕES, SGPS, S.A. ALEXANDRE BARBOSA BORGES, SGPS, S.A. 50% 50% A URBANCRAFT ENERGIA, S.A é uma sociedade

Leia mais

VISABEIRA GLOBAL > Telecomunicações Energia Tecnologia Construção. VISABEIRA INDÚSTRIA > Cerâmica e Cristal Cozinhas Recursos Naturais

VISABEIRA GLOBAL > Telecomunicações Energia Tecnologia Construção. VISABEIRA INDÚSTRIA > Cerâmica e Cristal Cozinhas Recursos Naturais 1 VISABEIRA GLOBAL > Telecomunicações Energia Tecnologia Construção VISABEIRA INDÚSTRIA > Cerâmica e Cristal Cozinhas Recursos Naturais VISABEIRA TURISMO > Hotelaria Entretenimento & Lazer Restauração

Leia mais

Instituto Nacional de Estatística de Cabo Verde Estatísticas do Turismo Movimentação de Hospedes 2º Trimestre 2015

Instituto Nacional de Estatística de Cabo Verde Estatísticas do Turismo Movimentação de Hospedes 2º Trimestre 2015 FICHA TÉCNICA Presidente António dos Reis Duarte Editor Instituto Nacional de Estatística Direcção de Contas Nacionais, Estatísticas Económicas e dos Serviços Divisão de Estatísticas do Turismo Av. Amilcar

Leia mais

HELLO CABO VERDE EXPO 2011

HELLO CABO VERDE EXPO 2011 New Bedford, 31 de Janeiro de 2011 HELLO CABO VERDE EXPO 2011 Exposição sobre as Oportunidades de Negócios e Turismo em Cabo Verde New Bedford, MA 27 a 29 de Maio de 2011 OBJECTIVO O objectivo da exposição

Leia mais

Porque é que o Turismo. é essencial para a Economia Portuguesa?

Porque é que o Turismo. é essencial para a Economia Portuguesa? Porque é que o Turismo é essencial para a Economia Portuguesa? 14 milhões de hóspedes Vindos do Reino Unido, Alemanha, Espanha, França, Brasil, EUA Num leque de países que alarga ano após ano. 9,2 % do

Leia mais

Energia e Desenvolvimento A situação de Cabo Verde: Evolução, Ganhos e Perspectivas

Energia e Desenvolvimento A situação de Cabo Verde: Evolução, Ganhos e Perspectivas Energia e Desenvolvimento A situação de Cabo Verde: Evolução, Ganhos e Perspectivas Indicadores Socioeconómicos Rendimento per capita de 2010 foi de US$3.215, sendo que em 1975 era de US$190 Taxa de alfabetização:

Leia mais

ROSÁRIO MARQUES Internacionalizar para a Colômbia Encontro Empresarial GUIMARÃES 19/09/2014

ROSÁRIO MARQUES Internacionalizar para a Colômbia Encontro Empresarial GUIMARÃES 19/09/2014 ROSÁRIO MARQUES Internacionalizar para a Colômbia Encontro Empresarial GUIMARÃES 19/09/2014 REPÚBLICA DA COLÔMBIA POPULAÇÃO 48 Milhões SUPERFÍCIE 1.141.748 Km2 CAPITAL Bogotá 7,3 milhões PRINCIPAIS CIDADES

Leia mais

INICIATIVA JESSICA. Fundo de Desenvolvimento Urbano Turismo. Faro, 22 de maio de 2013

INICIATIVA JESSICA. Fundo de Desenvolvimento Urbano Turismo. Faro, 22 de maio de 2013 INICIATIVA JESSICA Fundo de Desenvolvimento Urbano Turismo Faro, 22 de maio de 2013 O Turismo na economia Peso no PIB Peso no Emprego Peso nas Exportações Peso dos Mercados O Turismo e a Regeneração Urbana

Leia mais

INICIATIVA JESSICA. Fundo de Desenvolvimento Urbano Turismo

INICIATIVA JESSICA. Fundo de Desenvolvimento Urbano Turismo INICIATIVA JESSICA Fundo de Desenvolvimento Urbano Turismo Porto, 28 de novembro de 2012 Objectivo do FDU - Turismo Promover o desenvolvimento de projetos de investimento que contribuam para a regeneração,

Leia mais

Instituto Nacional de Estatística de Cabo Verde Estatísticas do Turismo Movimentação de Hóspedes 1º Tr. 2015

Instituto Nacional de Estatística de Cabo Verde Estatísticas do Turismo Movimentação de Hóspedes 1º Tr. 2015 1 FICHA TÉCNICA Presidente António dos Reis Duarte Editor Instituto Nacional de Estatística Direcção de Método e Gestão de Informação Serviço de Conjuntura Direcção de Contas Nacionais, Estatísticas Económicas

Leia mais

Fiscalidade no Sector da Construção

Fiscalidade no Sector da Construção Fiscalidade no Sector da Construção Conferência AICCOPN Os Fundos de Investimento Imobiliário para Arrendamento Habitacional Lisboa, 26 de Março de 2009 Paulo Alexandre de Sousa Director de Financiamento

Leia mais

CABO VERDE COMO PLATAFORMA PARA ENTRADA EM OUTROS MERCADOS. Agencia Cabo Vendeana de Promoção de Investimentos

CABO VERDE COMO PLATAFORMA PARA ENTRADA EM OUTROS MERCADOS. Agencia Cabo Vendeana de Promoção de Investimentos CABO VERDE COMO PLATAFORMA PARA ENTRADA EM OUTROS MERCADOS Agencia Cabo Vendeana de Promoção de Investimentos SUMARIO 1-Quem somos, onde estamos -localização geoestratégica, CV em números 2-Nossa economia

Leia mais

Agora você pode morar perto da praia com o conforto e tranquilidade que sempre quis.

Agora você pode morar perto da praia com o conforto e tranquilidade que sempre quis. Agora você pode morar perto da praia com o conforto e tranquilidade que sempre quis. Posto de gasolina Av. Santos Dummont Restaurante Fagulha Hotel Vila Galé Os bons tempos voltaram. Padaria Foto aérea

Leia mais

Denominação Social Sogei Engenharia e Construção, SA Sede: Av. Cidade de Lisboa Edifício Águia R/C Chã de Areia Praia Santiago CP 426/A Natureza

Denominação Social Sogei Engenharia e Construção, SA Sede: Av. Cidade de Lisboa Edifício Águia R/C Chã de Areia Praia Santiago CP 426/A Natureza Denominação Social Sogei Engenharia e Construção, SA Sede: Av. Cidade de Lisboa Edifício Águia R/C Chã de Areia Praia Santiago CP 426/A Natureza Jurídica S.A. Sociedade Anónima Telefone: (+238 2602200)

Leia mais

RELATÓRIO DE GESTÃO 2013

RELATÓRIO DE GESTÃO 2013 RELATÓRIO DE GESTÃO 2013 NATURTEJO EMPRESA DE TURISMO - EIM MARÇO, CASTELO BRANCO 2014 Nos termos legais e estatutários, vimos submeter a apreciação da assembleia Geral o Relatório de Gestão, as contas,

Leia mais

Emprego e Formação Profissional

Emprego e Formação Profissional (%) Emprego e Formação Profissional Panorama: Maio 2010 Emprego: taxa de desemprego a 13,1% em 2010 O Instituto Nacional de Estatística, INE, apresentou os resultados da primeira fase do Inquérito ao Emprego

Leia mais

Auxílio estatal N 254/2002 Portugal Linha de crédito bonificada a investimentos do sector turístico.

Auxílio estatal N 254/2002 Portugal Linha de crédito bonificada a investimentos do sector turístico. COMISSÃO EUROPEIA Bruxelas, 26.07.2002 C (2002) 2943 Assunto: Auxílio estatal N 254/2002 Portugal Linha de crédito bonificada a investimentos do sector turístico. Excelência, PROCEDIMENTO Por carta n.º

Leia mais

AVALIAÇÕES IMOBILIÁRIAS

AVALIAÇÕES IMOBILIÁRIAS 2013 AVALIAÇÕES IMOBILIÁRIAS Índice 03 Apresentação 03 Clientes Sociedades Gestoras de Fundos de Investimento Imobiliário; Promotores Imobiliários; Mediadoras Imobiliárias; Empresas; Advogados; Particulares.

Leia mais

Consórcio CGD/IHRU. Fundo de Desenvolvimento Urbano TEKTÓNICA. Iniciativa Comunitária JESSICA. 9 de Maio 2012

Consórcio CGD/IHRU. Fundo de Desenvolvimento Urbano TEKTÓNICA. Iniciativa Comunitária JESSICA. 9 de Maio 2012 Iniciativa Comunitária JESSICA Fundo de Desenvolvimento Urbano Consórcio CGD/IHRU TEKTÓNICA 9 de Maio 2012 Iniciativa Comunitária JESSICA Consórcio IHRU/GCGD 18 de Abril de 2012 1 Portugal Evolução de

Leia mais

Dossier Promocional. Empreendimento Vila Sol Quarteira Loulé Algarve

Dossier Promocional. Empreendimento Vila Sol Quarteira Loulé Algarve Dossier Promocional Empreendimento Vila Sol Quarteira Loulé Algarve 1 1. Contexto e a Oportunidade 2. Localização do Imóvel 3. Características Gerais do Imóvel 4. Descrição Detalhada 5. Condições de Comercialização

Leia mais

Benefícios Fiscais. Incentivos em regime contratual

Benefícios Fiscais. Incentivos em regime contratual Benefícios Fiscais O Estatuto dos Benefícios Fiscais consagra um conjunto de medidas de isenção e redução da carga fiscal para diversos tipos de projectos e investimentos. Os incentivos e benefícios fiscais

Leia mais

Veículos de investimento imobiliário

Veículos de investimento imobiliário CONFERÊNCIA NOVOS VEÍCULOS DE INVESTIMENTO NO SECTOR IMOBILIÁRIO EM ANGOLA Local: Tenda de Eventos na Baía de Luanda Data: 19 de Junho de 2014 Veículos de investimento imobiliário António Raposo Subtil

Leia mais

A reabilitação urbana constitui um fator essencial no desenvolvimento do. setor do turismo, enquanto elemento integrante da oferta turística e que

A reabilitação urbana constitui um fator essencial no desenvolvimento do. setor do turismo, enquanto elemento integrante da oferta turística e que INICIATIVA JESSICA Fundo de Desenvolvimento Urbano Turismo Lisboa, 21 de janeiro de 2013 O Turismo na economia Peso no PIB Peso nas Exportações Peso no Emprego 63% Peso dos Mercados 37% Mercado Estrangeiro

Leia mais

Dossier Promocional. Hotel Apartamento Villas de Sesimbra

Dossier Promocional. Hotel Apartamento Villas de Sesimbra Dossier Promocional Hotel Apartamento Villas de Sesimbra 1 1. Contexto e a Oportunidade 2. Localização do Imóvel 3. Características Gerais do Edifício 4. Descrição Detalhada 5. Condições de Comercialização

Leia mais

RELATÓRIO DE GESTÃO 2012

RELATÓRIO DE GESTÃO 2012 RELATÓRIO DE GESTÃO 2012 NATURTEJO EMPRESA DE TURISMO - EIM MARÇO, CASTELO BRANCO 2013 Nos termos legais e estatutários, vimos submeter a apreciação da assembleia Geral o Relatório de Gestão, as contas,

Leia mais

- PERFIL DO GRUPO - O Portfólio de negócios, obedece a um critério de maturidade e geração de valor, no qual o Grupo, concilia:

- PERFIL DO GRUPO - O Portfólio de negócios, obedece a um critério de maturidade e geração de valor, no qual o Grupo, concilia: GRUPO FERREIRA A GFH, é um Grupo sólido e inovador, detendo um curriculum de projectos de qualidade reconhecida, com um portfólio de negócios diversificado, e que aposta no processo de internacionalização,

Leia mais

TURIM S.A. Telefone: 2415 018 Fax: 2415 017 Móvel: 9843 432 E-mail: jasmine-villas@turim.cv Site: www.turim.cv

TURIM S.A. Telefone: 2415 018 Fax: 2415 017 Móvel: 9843 432 E-mail: jasmine-villas@turim.cv Site: www.turim.cv TURIM S.A. Telefone: 2415 018 Fax: 2415 017 Móvel: 9843 432 E-mail: jasmine-villas@turim.cv Site: www.turim.cv Index 1. Murdeira 2. Jasmine Villas O Conceito Localização Arquitectura As Vivendas Tipologias

Leia mais

No entanto, antes de ser financeira, a crise tem uma natureza económica.

No entanto, antes de ser financeira, a crise tem uma natureza económica. INTERVENÇÃO DO PRESIDENTE DA AEP - ASSOCIAÇÃO EMPRESARIAL DE PORTUGAL, JOSÉ ANTÓNIO BARROS, NA CONFERÊNCIA «O QUE FAZER POR PORTUGAL? MEDIDAS PARA ULTRAPASSAR A CRISE», SOB O TEMA «AS PESSOAS E AS EMPRESAS

Leia mais

A Carta da Qualidade da Habitação Cooperativa (Carta) é um

A Carta da Qualidade da Habitação Cooperativa (Carta) é um CARTA DA QUALIDADE DA HABITAÇÃO COOPERATIVA Carta da Qualidade da Habitação Cooperativa A Carta da Qualidade da Habitação Cooperativa (Carta) é um instrumento de promoção, afirmação e divulgação, junto

Leia mais

O papel do BPI no financiamento da reabilitação urbana: o programa JESSICA

O papel do BPI no financiamento da reabilitação urbana: o programa JESSICA O papel do BPI no financiamento da reabilitação urbana: o programa JESSICA Conferência CPCI e AIP/CCI Confederação Portuguesa da Construção e do Imobiliário Associação Industrial Portuguesa / Câmara de

Leia mais

ASSEMBLEIA NACIONAL POSICIONAMENTO POLÍTICO DO DEPUTADO DO PAICV EUCLIDES CENTEIO SOBRE A LIBERDADE DE IMPRENSA

ASSEMBLEIA NACIONAL POSICIONAMENTO POLÍTICO DO DEPUTADO DO PAICV EUCLIDES CENTEIO SOBRE A LIBERDADE DE IMPRENSA ASSEMBLEIA NACIONAL POSICIONAMENTO POLÍTICO DO DEPUTADO DO PAICV EUCLIDES CENTEIO SOBRE A LIBERDADE DE IMPRENSA ESTE PARTIDO DA MAIORIA E DA TRANSFORMAÇÃO DE CABO VERDE, ESTE PAICV, TEM O PRAZER DE FELICITAR

Leia mais

Propostas para Revitalização do sector do Turismo Residencial Janeiro de 2013

Propostas para Revitalização do sector do Turismo Residencial Janeiro de 2013 Propostas para Revitalização do sector do Turismo Residencial Janeiro de 2013 APR Associação Portuguesa de Resorts A Associação Portuguesa de Resorts (APR) tem por missão promover a imagem, empresas e

Leia mais

Estrutura da apresentação. 1. Apresentação Mercado Cabo Verde; 7. Oportunidades e dificuldades do mercado;

Estrutura da apresentação. 1. Apresentação Mercado Cabo Verde; 7. Oportunidades e dificuldades do mercado; ABC Mercado de Cabo Verde Portugal Constrói, ABC Mercado de Cabo Verde Estrutura da apresentação 1. Apresentação Mercado Cabo Verde; 2. Novo Governo e as suas prioridades; 3. Como abordar o mercado? 4.

Leia mais

Intervenção do Sr. Deputado. Osório Silva. Intitulada: O Sector do Turismo na Ilha Terceira. Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores

Intervenção do Sr. Deputado. Osório Silva. Intitulada: O Sector do Turismo na Ilha Terceira. Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores Intervenção do Sr. Deputado Osório Silva Intitulada: O Sector do Turismo na Ilha Terceira Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores Sala das Sessões, Ilha do Faial O Partido Socialista/Açores,

Leia mais

Enquadramento Turismo Rural

Enquadramento Turismo Rural Enquadramento Turismo Rural Portugal é um País onde os meios rurais apresentam elevada atratividade quer pelas paisagens agrícolas, quer pela biodiversidade quer pelo património histórico construído o

Leia mais

EFES EMPREENDIMENTOS PORTFÓLIO

EFES EMPREENDIMENTOS PORTFÓLIO ÍNDICE APRESENTAÇÃO EMPRESA MENSAGEM DO ADMINISTRADOR 3 URBANIZAÇÃO RUSSINHA LUANDA, ANGOLA 4 EMPREENDIMENTO BOM SOSSEGO I LUANDA, ANGOLA 5 EMPREENDIMENTO BOM SOSSEGO II LUANDA, ANGOLA 6 URBANIZAÇÃO F&M

Leia mais

Fundo de Pensões BESA OPÇÕES REFORMA

Fundo de Pensões BESA OPÇÕES REFORMA Dezembro de 2013 Fundo de Pensões BESA OPÇÕES REFORMA Relatório Gestão Sumário Executivo 2 Síntese Financeira O Fundo de Pensões BESA OPÇÕES REFORMA apresenta em 31 de Dezembro de 2013, o valor de 402

Leia mais

Cluster Habitat Sustentável. COMPETITIVIDADE E INTERNACIONALIZAÇÃO Forum Pólos de Competitividade e Clusters - 2011

Cluster Habitat Sustentável. COMPETITIVIDADE E INTERNACIONALIZAÇÃO Forum Pólos de Competitividade e Clusters - 2011 Cluster Habitat Sustentável COMPETITIVIDADE E INTERNACIONALIZAÇÃO Forum Pólos de Competitividade e Clusters - 2011 Victor Ferreira Porto 20/12/2011 Cluster Habitat Sustentável O cluster Habitat Sustentável

Leia mais

DESAFIOS E RECOMENDAÇÕES PARA A DINAMIZAÇÃO DA BOLSA DE QUALIFICAÇÃO E EMPREGO

DESAFIOS E RECOMENDAÇÕES PARA A DINAMIZAÇÃO DA BOLSA DE QUALIFICAÇÃO E EMPREGO DESAFIOS E RECOMENDAÇÕES PARA A DINAMIZAÇÃO DA BOLSA DE QUALIFICAÇÃO E EMPREGO Caracterização da Procura e oferta de emprego e de formação no âmbito da Bolsa de Qualificação e Emprego (BQE) A Bolsa de

Leia mais

1. ANALISAR O MERCADO E A PROCURA

1. ANALISAR O MERCADO E A PROCURA Investimento ito regras para investir no Brasil Vários especialistas explicam, em oito passos, o que tem de fazer para financiar e avançar com um projecto imobiliário no Brasil. Brasil tornou-se numa das

Leia mais

Panorama do mercado imobiliário brasileiro

Panorama do mercado imobiliário brasileiro Panorama do mercado imobiliário brasileiro História Atua no mercado desde 1962; Desenvolveu empreendimentos nos mais variados segmentos: residencial (edifícios, condomínios de casas e conjuntos habitacionais),

Leia mais

Hotéis/ Resorts/ Aldeamentos

Hotéis/ Resorts/ Aldeamentos Hotéis/ Resorts/ Aldeamentos PT a empresa O Grupo Ductos existe desde Julho de 1992, em resultado da já longa colaboração entre os sócios, colaboradores e consultores, na elaboração e execução de estudos

Leia mais

REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE MINISTÉRIO DAS FINANÇAS AUTORIDADE TRIBUTÁRIA DE MOÇAMBIQUE BENEFICIOS FISCAIS PARA O SECTOR DE HOTELARIA E TURISMO

REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE MINISTÉRIO DAS FINANÇAS AUTORIDADE TRIBUTÁRIA DE MOÇAMBIQUE BENEFICIOS FISCAIS PARA O SECTOR DE HOTELARIA E TURISMO REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE MINISTÉRIO DAS FINANÇAS AUTORIDADE TRIBUTÁRIA DE MOÇAMBIQUE BENEFICIOS FISCAIS PARA O SECTOR DE HOTELARIA E TURISMO MAPUTO, 05 DE MARÇO DE 2012 REGIME FISCAL APLICÁVEL AO SECTOR

Leia mais

INTERVENÇÕES DE REGENERAÇÃO URBANA EM PORTUGAL

INTERVENÇÕES DE REGENERAÇÃO URBANA EM PORTUGAL INTERVENÇÕES DE REGENERAÇÃO URBANA EM PORTUGAL JESSICA KICK-OFF MEETING FÁTIMA FERREIRA mrferreira@ihru.pt POLÍTICA DE CIDADES NO ÂMBITO DO QREN - PORTUGAL PO Regional Programas integrados de regeneração

Leia mais

Breve síntese sobre os mecanismos financeiros de apoio à internacionalização e cooperação

Breve síntese sobre os mecanismos financeiros de apoio à internacionalização e cooperação Breve síntese sobre os mecanismos financeiros de apoio à internacionalização e cooperação 1 Incentivos financeiros à internacionalização Em 2010 os incentivos financeiros à internacionalização, não considerando

Leia mais

CONFERÊNCIA PLANO DE ACÇÃO PARA O DESENVOLVIMENTO DO TURISMO EM PORTUGAL

CONFERÊNCIA PLANO DE ACÇÃO PARA O DESENVOLVIMENTO DO TURISMO EM PORTUGAL Parceiros Estratégicos: Hospital Particular do Algarve CONFERÊNCIA TURISMO 2020 PLANO DE ACÇÃO PARA O DESENVOLVIMENTO DO TURISMO EM PORTUGAL Turismo e Fundos Comunitários. Que futuro? O caso do Algarve

Leia mais

MINISTÉRIO DO TRABALHO, FORMAÇÃO PROFISSIONAL E SOLIDARIEDADE SOCIAL

MINISTÉRIO DO TRABALHO, FORMAÇÃO PROFISSIONAL E SOLIDARIEDADE SOCIAL MINISTÉRIO DO TRABALHO, FORMAÇÃO PROFISSIONAL E SOLIDARIEDADE SOCIAL PROGRAMA NACIONAL DE LUTA CONTRA A POBREZA (PNLP) PROGRAMA DE LUTA CONTRA A POBREZA NO MEIO RURAL(PLPR) C.P. 236, Praia, Tel.: 238/61-36-50,

Leia mais

THE NEXT GENERATION IS NOW MANAGEMENT & CONSULTING GROUP

THE NEXT GENERATION IS NOW MANAGEMENT & CONSULTING GROUP Soluções integradas para a Indústria do turismo empresarial THE NEXT GENERATION IS NOW MANAGEMENT & CONSULTING GROUP A equipa da XYM Hospitality e os seus parceiros possuem vastos conhecimentos sobre a

Leia mais

LUZ AO FUNDO DO TÚNEL TALVEZ SÓ EM 2013. As previsões do Euroconstruct para o sector da construção e da reabilitação em Portugal.

LUZ AO FUNDO DO TÚNEL TALVEZ SÓ EM 2013. As previsões do Euroconstruct para o sector da construção e da reabilitação em Portugal. LUZ AO FUNDO DO TÚNEL TALVEZ SÓ EM 2013 As previsões do Euroconstruct para o sector da construção e da reabilitação em Portugal Vítor Cóias 1. INTRODUÇÃO Nas últimas décadas a construção em Portugal tem

Leia mais

Avaliação. As avaliações são realizadas, de acordo com os métodos que melhor se adequam ao imóveis em causa.

Avaliação. As avaliações são realizadas, de acordo com os métodos que melhor se adequam ao imóveis em causa. Apresentação A Real Consul uma empresa portuguesa, com uma estrutura de capital inteiramente nacional, que se dedica à consultoria e avaliação imobiliária desde 1995. A empresa combina um alto nível de

Leia mais

Lisboa Crucifixo 75. Rentabilidade estimada de aluguel : 3,1 % aa

Lisboa Crucifixo 75. Rentabilidade estimada de aluguel : 3,1 % aa Lisboa Crucifixo 75 Edifico tradicional na Baixa-Chiado Na entrada da maior estação de metro de Lisboa. 15 apartamentos para aluguel e uso próprio Grande potencial de rendimento Investimento : 262.599,00-491.265,00

Leia mais

INICIATIVA COMUNITÁRIA JESSICA

INICIATIVA COMUNITÁRIA JESSICA INICIATIVA COMUNITÁRIA JESSICA O crescimento começa nas cidades 12 de Novembro de 2015 1 Instrumento de financiamento Proposta Inicial Montante global - 158,6M 40,5M 36,5M FDU (Património autónomo de 77M)

Leia mais

MANUAL DA QUALIDADE. Rev.: 02. Data: 05-07-2013. Mod.41/00. pág. 1

MANUAL DA QUALIDADE. Rev.: 02. Data: 05-07-2013. Mod.41/00. pág. 1 MANUAL DA QUALIDADE Rev.: 02 Data: 05-07-2013 pág. 1 Designação Social: Dupliconta Sociedade de Contabilidade, Consultadoria e Gestão Lda. Morada: Caminho do Pilar, Conjunto Habitacional do Pilar, Lote

Leia mais

Mercados. informação regulamentar. Cabo Verde Condições Legais de Acesso ao Mercado

Mercados. informação regulamentar. Cabo Verde Condições Legais de Acesso ao Mercado Mercados informação regulamentar Cabo Verde Condições Legais de Acesso ao Mercado Maio 2010 Índice 1. Regime Geral de Importação 3 2. Regime de Investimento Estrangeiro 5 3. Quadro Legal 7 2 1. Regime

Leia mais

Reabilitação Urbana Sustentabilidade Caso Coimbra

Reabilitação Urbana Sustentabilidade Caso Coimbra Reabilitação Urbana Sustentabilidade Caso Coimbra Sustentabilidade (visões): -Económica -Ambiental -Social Reabilitação Urbana (Dec.-Lei nº307/2009): Intervenção integrada sobre o tecido urbano existente,

Leia mais

Discurso proferido pelo Sr. Dr. Carlos de Burgo por ocasião da tomada de posse como Governador do Banco de Cabo Verde

Discurso proferido pelo Sr. Dr. Carlos de Burgo por ocasião da tomada de posse como Governador do Banco de Cabo Verde Page 1 of 5 Discurso proferido pelo Sr. Dr. Carlos de Burgo por ocasião da tomada de posse como Governador do Banco de Cabo Verde Senhor Ministro das Finanças e Planeamento, Senhores Representantes do

Leia mais

EDITAL Nº6/2015 MEDIDA III - INCENTIVOÀ CRIAÇÃO DE MICRO E PEQUENOS PROJECTOS CONCURSO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS

EDITAL Nº6/2015 MEDIDA III - INCENTIVOÀ CRIAÇÃO DE MICRO E PEQUENOS PROJECTOS CONCURSO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS EDITAL Nº6/2015 MEDIDA III - INCENTIVOÀ CRIAÇÃO DE MICRO E PEQUENOS PROJECTOS CONCURSO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS Para os efeitos convenientes torna-se público que se encontra aberto, a partir do

Leia mais

Fiscalidade para empresas Portuguesas que pretendem investir na China

Fiscalidade para empresas Portuguesas que pretendem investir na China Paulo Núncio Sócio da Garrigues Lisboa Fiscalidade para empresas Portuguesas que pretendem investir na China Ordem dos Economistas Lisboa, 23 de Março de 2011 Investir na China internacionalização Internacionalização

Leia mais

O setor hoteleiro do Brasil às portas da Copa do Mundo. Roberto Rotter 20 de setembro de 2013

O setor hoteleiro do Brasil às portas da Copa do Mundo. Roberto Rotter 20 de setembro de 2013 O setor hoteleiro do Brasil às portas da Copa do Mundo Roberto Rotter 20 de setembro de 2013 Panorama atual da hotelaria - Brasil Total de hotéis: 10 mil Total de UH s: 460 mil Fonte: Hotelaria em Números

Leia mais

O Financiamento Bancário no Contexto Atual

O Financiamento Bancário no Contexto Atual Seminário: Modelos de Financiamento de Operações Urbanísticas: desafios e oportunidades O Financiamento Bancário no Contexto Atual José Herculano Gonçalves IST Lisboa, 28 Janeiro 2014 Direção de Financiamento

Leia mais

Victor Ferreira Plataforma Construção Sustentável Entidade Gestora do Cluster Habitat Sustentável

Victor Ferreira Plataforma Construção Sustentável Entidade Gestora do Cluster Habitat Sustentável 2ª CONFERÊNCIA PASSIVHAUS PORTUGAL 2014 29 de Novembro de 2014 Aveiro - Centro Cultural e de Congressos Victor Ferreira Plataforma Construção Sustentável Entidade Gestora do Cluster Habitat Sustentável

Leia mais

Estatutos da Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal, E. P. E.

Estatutos da Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal, E. P. E. Estatutos da Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal, E. P. E. DIPLOMA / ATO : Decreto-Lei n.º 229/2012 NÚMERO : 208 SÉRIE I EMISSOR: Ministério dos Negócios Estrangeiros SUMÁRIO: Aprova

Leia mais

I Jornadas Financeiras Capital de Risco. Fundos de Investimento no Espaço Lusófono

I Jornadas Financeiras Capital de Risco. Fundos de Investimento no Espaço Lusófono I Jornadas Financeiras Capital de Risco Local: Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa Data: 07 de Maio de 2015 Fundos de Investimento no Espaço Lusófono António Raposo Subtil (Coordenador RSA-LP)

Leia mais

Madeira: Global Solutions for Wise Investments

Madeira: Global Solutions for Wise Investments Madeira: Global Solutions for Wise Investments Madeira: Global Solutions for Wise Investments Centro Internacional de Negócios da Madeira Um Instrumento de Política de Desenvolvimento e Sustentabilidade

Leia mais

Incentivos Fiscais: SIFIDE Internacionalização Investimento Produtivo. Data de Apresentação:14 de Abril de2010

Incentivos Fiscais: SIFIDE Internacionalização Investimento Produtivo. Data de Apresentação:14 de Abril de2010 Incentivos Fiscais: SIFIDE Internacionalização Investimento Produtivo Data de Apresentação:14 de Abril de2010 1 Agenda 1 SIFIDE 2 Internacionalização 3 Investimento Produtivo 2 Incentivos Fiscais SIFIDE

Leia mais

XXXVII Congresso Nacional APAVT - Turismo: Prioridade Nacional Viseu, 01 a 04 de Dezembro de 2011. Diogo Gaspar Ferreira

XXXVII Congresso Nacional APAVT - Turismo: Prioridade Nacional Viseu, 01 a 04 de Dezembro de 2011. Diogo Gaspar Ferreira XXXVII Congresso Nacional APAVT - Turismo: Prioridade Nacional Viseu, 01 a 04 de Dezembro de 2011 Diogo Gaspar Ferreira 1. PONTOS FRACOS E FORTES DO TURISMO RESIDENCIAL PORTUGUÊS 2. PLANO ESTRATÉGICO A

Leia mais

O contributo do Cluster Habitat Sustentável

O contributo do Cluster Habitat Sustentável O contributo do Cluster Habitat Sustentável Victor Ferreira Plataforma para a Construção Sustentável Seminário Construção Sustentável CONCRETA 2011 20/10/2011 Visão e Missão O Cluster Habitat? agregador

Leia mais

Projecto Cidadania - 3º Barómetro

Projecto Cidadania - 3º Barómetro Projecto Cidadania - 3º Barómetro 1. A carga fiscal em 2012 será maior do que em 2011: Sim Não Average Para as famílias? 106 (98.1%) 2 (1.9%) 1.02 108 100.0% Para as empresas? 75 (70.8%) 31 (29.2%) 1.29

Leia mais

Fundo de Investimento Imobiliário Aberto ES LOGISTICA

Fundo de Investimento Imobiliário Aberto ES LOGISTICA Relatório de Gestão ES LOGISTICA - Fundo de Investimento Imobiliário Aberto Fundo de Investimento Imobiliário Aberto ES LOGISTICA Relatório de Gestão Junho de 2009 ESAF Fundos de Investimento Imobiliário,

Leia mais

Projectar o Algarve no Futuro

Projectar o Algarve no Futuro Projectar o Algarve no Futuro Os Novos Desafios do Algarve Região Digital paulo.bernardo@globalgarve.pt 25 Maio 2007 Auditório Portimão Arena Um mundo em profunda mudança O Mundo enfrenta hoje um processo

Leia mais

16ª Sessão: Resorts Integrados: Da concepção à exploração

16ª Sessão: Resorts Integrados: Da concepção à exploração 16ª Sessão: Resorts Integrados: Da concepção à exploração Luís Correia da Silva Lisboa, 9 de Março de 2013 Faculdade de Direito Universidade de Lisboa A) Definição de Resorts Integrados Espaços de lazer

Leia mais

SISTEMA DE INCENTIVOS À INOVAÇÃO AVISO DE CANDIDATURA FEVEREIRO 2012

SISTEMA DE INCENTIVOS À INOVAÇÃO AVISO DE CANDIDATURA FEVEREIRO 2012 SISTEMA DE INCENTIVOS À INOVAÇÃO AVISO DE CANDIDATURA FEVEREIRO 2012 INOVAÇÃO PRODUTIVA SECTOR TURISMO QREN QUADRO DE REFERÊNCIA ESTRATÉGICO NACIONAL 2007-2013 INFORMAÇÃO SINTETIZADA 1 ÍNDICE PÁGINA OBJECTO

Leia mais

Investir em Moçambique Aspectos jurídicos do Investimento Imobiliário. Manuel Camarate de Campos

Investir em Moçambique Aspectos jurídicos do Investimento Imobiliário. Manuel Camarate de Campos Manuel Camarate de Campos logo_rsalp Investir em Moçambique Coimbra, 3 de Novembro de 2014 Investimento imobiliário? Habitação (condomínios, moradias, habitação social) Centros comerciais/retail Parks

Leia mais

GRUPO DE ECONOMIA E CONTABILIDADE. Cursos Profissionais. Ano Lectivo 2014/2015 CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO E PLANIFICAÇÃO ANUAL ECONOMIA

GRUPO DE ECONOMIA E CONTABILIDADE. Cursos Profissionais. Ano Lectivo 2014/2015 CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO E PLANIFICAÇÃO ANUAL ECONOMIA GRUPO DE ECONOMIA E CONTABILIDADE Cursos Profissionais Ano Lectivo 2014/2015 CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO E PLANIFICAÇÃO ANUAL ECONOMIA (2º ano de formação) Página 1 de 6 Competências Gerais Usar os conceitos

Leia mais

Apoios Financeiros ao Investimento no Turismo. Anadia, 25 de Fevereiro de 2008 Miguel Mendes

Apoios Financeiros ao Investimento no Turismo. Anadia, 25 de Fevereiro de 2008 Miguel Mendes Apoios Financeiros ao Investimento no Turismo Anadia, 25 de Fevereiro de 2008 Miguel Mendes 2 Apoios Financeiros ao Investimento no Turismo Índice 1 Plano Estratégico Nacional do Turismo (PENT) 2 Crédito

Leia mais

RELATÓRIO E CONTAS 31-12-2014. Promofundo - Fundo Especial de Investimento Imobiliário Fechado. Promofundo F. E. I. I. F.

RELATÓRIO E CONTAS 31-12-2014. Promofundo - Fundo Especial de Investimento Imobiliário Fechado. Promofundo F. E. I. I. F. RELATÓRIO E CONTAS Promofundo - Fundo Especial de Investimento Imobiliário Fechado 31-12-2014 Promofundo F. E. I. I. F. 1. DESCRIÇÃO DO FUNDO O PROMOFUNDO Fundo Especial de Investimento Imobiliário Fechado

Leia mais

Destaque ARQUITECTURA

Destaque ARQUITECTURA ARQUITECTURA ARQUITECTURA Empreendimento habitacional com parque verde condomínio privado Num contexto de crise financeira e económica, os arquitectos e designers são as primeiras classes profissionais

Leia mais

MISSÃO EMPRESARIAL. ANGOLA - BENGUELA E MALANGE 8 a 16 de Novembro de 2014

MISSÃO EMPRESARIAL. ANGOLA - BENGUELA E MALANGE 8 a 16 de Novembro de 2014 MISSÃO EMPRESARIAL ANGOLA - BENGUELA E MALANGE 8 a 16 de Novembro de 2014 ANGOLA Com capital na cidade de Luanda, Angola é um país da costa ocidental de África, cujo território principal é limitado a norte

Leia mais

Comunidades Sustentáveis

Comunidades Sustentáveis Comunidades Sustentáveis Ph.D., Engº do Ambiente Dep. Engª Civil, Arquitectura / Instituto Superior Técnico manuel.pinheiro@civil.ist.utl.pt ou manuel.pinheiro@lidera.info Comunidades? Comunidade communitas,

Leia mais

Investimento estrangeiro em Moçambique: garantias e incentivos

Investimento estrangeiro em Moçambique: garantias e incentivos 1 /9 Investimento estrangeiro em Moçambique: garantias e incentivos Moçambique tem efectuado um esforço de desenvolvimento muito significativo, procurando fundar sustentadamente o seu processo de crescimento.

Leia mais

Mercados. informação regulamentar. Cabo Verde Condições Legais de Acesso ao Mercado

Mercados. informação regulamentar. Cabo Verde Condições Legais de Acesso ao Mercado Mercados informação regulamentar Cabo Verde Condições Legais de Acesso ao Mercado Junho 2010 Índice 1. Regime Geral de Importação 3 2. Regime de Investimento Estrangeiro 5 3. Quadro Legal 8 2 1. Regime

Leia mais

A crise na Zona Euro - Implicações para Cabo Verde e respostas possíveis:

A crise na Zona Euro - Implicações para Cabo Verde e respostas possíveis: A crise na Zona Euro - Implicações para Cabo Verde e respostas possíveis: Uma Mesa-Redonda Sector Público-Privado 7/10/2011 Centro de Políticas e Estratégias, Palácio do Governo, Praia. A crise na Zona

Leia mais

Relatório de Mercado Portugal

Relatório de Mercado Portugal Relatório de Mercado Portugal Maio/2011 Dados Gerais Área População Densidade Capital Moeda Idioma 92.090 km² 11 Milhões 115 hab/km² Lisboa Euro Português Indicadores Macroeconômicos (2010) PIB: US$ 247

Leia mais

História. Realização da Primeira Feira Industrial. Criação da Primeira Escola de Ensino Técnico Profissional. Publicação do Jornal da Associação

História. Realização da Primeira Feira Industrial. Criação da Primeira Escola de Ensino Técnico Profissional. Publicação do Jornal da Associação História 1849 1852 1852 1854 1856 Fundação 3 de Maio, por Decreto Régio da Rainha D. Maria II Criação da Primeira Escola de Ensino Técnico Profissional Publicação do Jornal da Associação Apoio na Criação

Leia mais

Sistema Nacional do Cadastro Predial CABO VERDE

Sistema Nacional do Cadastro Predial CABO VERDE Congresso Internacional JORNADAS TÉCNICAS SOBRE EL VALOR ESTRATÉGICO DE LA INFORMACION TERRITORIAL 05 de Julho de 2012 Santa Cruz de Tenerife - Canárias Sistema Nacional do Cadastro Predial CABO VERDE

Leia mais

visite o nosso site em:

visite o nosso site em: 1 O QUE É A BOLSA DE VALORES? As bolsas de valores são mercados secundários especialmente organizados onde são transaccionados valores mobiliários. Trata-se de mercados estruturados e dotados de instrumentos

Leia mais

O Cluster Habitat Sustentável - rede de cooperação para a sustentabilidade

O Cluster Habitat Sustentável - rede de cooperação para a sustentabilidade O Cluster Habitat Sustentável - rede de cooperação para a sustentabilidade Congresso LiderA 2013 Lisboa, 28/05/2013 Victor Ferreira (Plataforma Construção Sustentável) Cluster Habitat Sustentável - Rede

Leia mais

FII Shopping Pátio Higienópolis (SHPH11)

FII Shopping Pátio Higienópolis (SHPH11) Objeto do Fundo O Fundo tem por objeto adquirir e participar da implantação, do desenvolvimento, e da exploração, incluindo eventuais expansões de parte do empreendimento imobiliário denominado Condomínio

Leia mais

Marketing Turístico e Hoteleiro

Marketing Turístico e Hoteleiro 2 CAPÍTULO II Significado do Marketing em Hotelaria e Turismo Significado do Marketing em Hotelaria e Turismo Capítulo II Sumário As características especiais do Marketing em Hotelaria e Turismo O ambiente

Leia mais

Indicadores Económicos & Financeiros Julho 2013. Banco de Cabo Verde

Indicadores Económicos & Financeiros Julho 2013. Banco de Cabo Verde Indicadores Económicos & Financeiros Julho 2013 Banco de Cabo Verde BANCO DE CABO VERDE Departamento de Estudos Económicos e Estatísticas Avenida Amílcar Cabral, 27 CP 7600-101 - Praia - Cabo Verde Tel:

Leia mais

Sociedade de capitais exclusivamente públicos, criada em Novembro de 2004 CAPITAL

Sociedade de capitais exclusivamente públicos, criada em Novembro de 2004 CAPITAL Reabilitação Urbana Sustentável o caso do Centro Histórico e da Baixa da cidade do Porto Álvaro Santos Presidente Executivo do Conselho de Administração Porto, 13 de Julho de 2015 Porto Vivo, SRU Sociedade

Leia mais

Madeira: Global Solutions for Wise Investments

Madeira: Global Solutions for Wise Investments Madeira: Global Solutions for Wise Investments Madeira: Global Solutions for Wise Investments O Centro Internacional de Negócios da Madeira Lisboa, 20 de Abril de 2010 Índice 1. Fundamentos do CINM 2.

Leia mais

Seminário Orçamento do Estado 2016

Seminário Orçamento do Estado 2016 Seminário Orçamento do Estado 2016 As opiniões aqui expressas vinculam apenas o seu autor e podem não corresponder às posições da Jaime Carvalho Esteves Dezembro de 2015 FORUM PARA A COMPETITIVIDADE A

Leia mais

Empreendimentos Turísticos Como Instalar ou Reconverter Novo Regime Jurídico

Empreendimentos Turísticos Como Instalar ou Reconverter Novo Regime Jurídico Empreendimentos Turísticos Como Instalar ou Reconverter Novo Regime Jurídico, Turismo de Portugal, I.P. Rua Ivone Silva, Lote 6, 1050-124 Lisboa Tel. 211 140 200 Fax. 211 140 830 apoioaoempresario@turismodeportugal.pt

Leia mais

Comemorações do 35º Aniversário do Banco de Cabo Verde. Conferência internacional sobre A mobilização de oportunidades no pós-crise

Comemorações do 35º Aniversário do Banco de Cabo Verde. Conferência internacional sobre A mobilização de oportunidades no pós-crise Comemorações do 35º Aniversário do Banco de Cabo Verde Conferência internacional sobre A mobilização de oportunidades no pós-crise Senhora Ministra das Finanças, Senhores Representantes Diplomáticos, Senhores

Leia mais

Xai-Xai, 28 de Agosto de 2009 Rogério P. Ossemane (IESE)

Xai-Xai, 28 de Agosto de 2009 Rogério P. Ossemane (IESE) Xai-Xai, 28 de Agosto de 2009 Rogério P. Ossemane (IESE) Países em recessão oficial (dois trimestres consecutivos) Países em recessão não-oficial (um trimestre) Países com desaceleração econômica de mais

Leia mais

IMPOSTOS SOBRE O RENDIMENTO

IMPOSTOS SOBRE O RENDIMENTO hhh IMPOSTOS SOBRE O RENDIMENTO Imposto sobre o Rendimento das Pessoas Singulares (IRS) O Imposto sobre o Rendimento das Pessoas Singulares (IRS) é aplicável quer ao rendimento obtido por entidades residentes

Leia mais