Vale do Rio Doce MINAS. Região está em busca de novo fôlego em diversos setores, do agronegócio ao varejo, passando pelas pedras preciosas e turismo

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Vale do Rio Doce MINAS. Região está em busca de novo fôlego em diversos setores, do agronegócio ao varejo, passando pelas pedras preciosas e turismo"

Transcrição

1 MINAS Vale do Rio Doce Região está em busca de novo fôlego em diversos setores, do agronegócio ao varejo, passando pelas pedras preciosas e turismo Cidade polo Governador Valadares: fase do empreendedorismo Lá vem o trem Cortando o Vale sobre os trilhos

2 Sistema FIEMG. Promovendo a indústria e levando desenvolvimento a todos os mineiros. A FIEMG Regional Vale do Rio Doce incentiva, apoia e fomenta o desenvolvimento industrial da região. O objetivo da entidade é fortalecer o associativismo empresarial, a integração das empresas e promover o desenvolvimento dos trabalhadores da indústria.

3 A Regional oferece assessoria financeira, consultoria em áreas de meio ambiente e responsabilidade social, estágio empresarial, Certificado de Origem e linhas de financiamentos através dos Postos BDMG/BNDES.

4 TODA LINHA COM CÂMBIO AUTOMÁTICO GRÁTIS SW4 SRV 3.0 Mecânica Turbo Diesel 2011 R$ , 00 à vista TOP DE LINHA TURBO DIESEL PRONTA ENTREGA AGENDAMENTO DE SERVIÇO FAÇA REVISÕES EM SEU VEÍCULO REGULARMENTE. O nome fantasia Seguro Toyota é utilizado na oferta de seguros aos clientes Toyota, os quais são garantidos por seguradoras regularmente registradas na Susep e comercializados pela corretora de seguros AON Hilux SRV 4X4 Turbo Diesel Mecânica 2011, no valor de R$ ,00 à vista. Hilux SW4 3.0 Diesel Mecânica 2011, no valor de R$ ,00 à vista. Na compra de um dos veículos anunciados, 0 km, o clie que oferece 3 anos de garantia de fábrica para toda a linha, sem limite de quilometragem para uso particular; e para uso comercial, três anos de garantia de fábrica ou km, prevalecendo o que ocorrer pri concessionária. Fotos ilustrativas.

5 AGOSTO DA SORTE OSAKA AGOSTO DA SORTE OSAKA AGOSTO DA SORTE OSAKA AGOSTO DA SORTE OSAKA. AZAR DE QUEM PERDER OFERTAS ASSIM. AGOSTO DA SORTE OSAKA HILUX SRV 4 X 4 Mecânica Cabine Dupla 2011 R$ , 00 à vista AV. PEDRO LINHARES GOMES, HORTO. Parcelamento do Seguro Toyota em 10x: entrada + 9 prestações, sujeito à análise de risco pela seguradora Mitsui Sumitomo Seguros S.A., intermediada pela Aon Affinity do Brasil Serviços e Corretora S/C Ltda. nte ganha o câmbio automático. Promoção não cumulativa com outras promoções vigentes. Frete incluído. A promoção do mês não é válida para venda direta do fabricante e PPD. A Toyota é a única montadora imeiro. A concessionária reserva-se o direito de corrigir possíveis erros ortográficos. Promoção válida até 30/8/11 para veículos em estoques. Para os veículos anunciados consultar disponibilidade de estoque na

6 Editorial O já teve tem que voltar a ter A região visitada pelo Viver Minas nesta e seu entorno representado por mais não anda por falta de apoio do governo Sumário 7 Perfil 8 Entrevista 10 Economia 12 Agronegócio 14 Varejo 17 Aviação 18 Mineração 20 Patrimônio 22 Educação 24 Viagem 28 Transporte 30 Comportamento 33 Festas 34 Esporte Fotos da capa: Daniel de Cerqueira Gustavo Cesar de Oliveira, diretor Diretor-geral Paulo Cesar de Oliveira Diretores Gustavo Cesar de Oliveira Paulo Cesar Alkimim de Oliveira Diretor de redação Homero Dolabella Chefe de redação Maria Eugênia Lages Editora-executiva Silvânia Arriel Subeditora Luciana Avelino Editora-adjunta Raquel Ayres Repórter Ana Elizabeth Diniz, Rodolpho Sélos Revisão Maria Ignez Villela Secretária de redação Ana Lúcia Cortez Diretora de arte Oriádina Panicali Machado Editor de arte Renato Luiz Equipe de arte Adroaldo Leal, Gilberto Silva, Luciano Cabral Editor de fotografia Nélio Rodrigues Assistente de fotografia Marizeli Goulart Fotógrafos colaboradores Alexandre C. Mota, Daniel de Cerqueira Superintendente de operações Eliana Paula Superintendente de finanças Cínthia Portela Supervisora de circulação Natália Grant Gerente de mercado Gustavo Serpa Supervisora comercial Dária Mineiro Departamento comercial (31) Alessandra Valente, Cristiana Rey, Rigléia Carvalho, Sandra Câmara, Wander Bocelli Assinaturas (31) Impressão Log&Print Gráfica e Logística S.A. Entregas Fast Entregas Distribuição em bancas Disa - Distribuidora Sant Anna Viver Minas é uma publicação da VB Editora e Comunicação Ltda. São Paulo: Rua Iguatemi, 192, conj. 173, Itaim Bibi, São Paulo, SP - CEP: (11) Minas Gerais: Rodovia MG 030, 8.625, torre 2, nível 4, Vale do Sereno, Nova Lima, MG CEP: (31) VIVER Agosto

7 VIVER MINAS RIO DOCE PERFIL Raio-X da região LOCALIZADA NO LESTE DE MINAS, MACRORREGIÃO DO RIO DOCE TEM 81 MUNICÍPIOS E SEIS MICRORREGIÕES CIDADES Aimorés Alvarenga Conceição de Ipanema Conselheiro Pena Cuparaque Goiabeira Ipanema Itueta Mutum Pocrane Resplendor Santa Rita do Itueto Taparuba Bom Jesus do Galho Caratinga Córrego Novo Imbé de Minas Inhapim Piedade de Caratinga Pingo-d Água Santa Bárbara do Leste Santa Rita de Minas São Domingos das Dores São Sebastião do Anta Tarumirim Ubaporanga Vargem Alegre Alpercata Campanário Capitão Andrade Coroaci Divino das Laranjeiras Engenheiro Caldas Fernandes Tourinho Frei Inocêncio Galiléia Governador Valadares Itambacuri Itanhomi Jampruca Marilac Matias Lobato Nacip Raydan Nova Módica Pescador São Geraldo da Piedade São Geraldo do Baixio São José da Safira São José do Divino Tumiritinga Virgolândia Carmésia Coluna Divinolândia de Minas Dores de Guanhães Gonzaga Guanhães Materlândia Paulistas Sabinópolis Santa Efigênia de Minas São João Evangelista Sardoá Senhora do Porto Virginópolis Central de Minas Itabirinha Mantena Mendes Pimentel Nova Belém São Félix de Minas São João do Manteninha Água Boa Cantagalo Frei Lagonegro José Raydan Peçanha Santa Maria do Suaçuí São José do Jacuri São Pedro do Suaçuí São Sebastião do Maranhão CIDADES-POLO AIMORÉS População Área (Km²) ,774 Gentílico - aimorense PIB per capita - R$ 8.887,23 GUANHÃES População Área (Km²) ,122 Gentílico - guanhanense PIB per capita - R$ 8.224,32 CARATINGA População Área (Km²) ,776 Gentílico - caratinguense PIB per capita - R$ 7.218,34 GOVERNADOR VALADARES População Área (Km²) ,316 Gentílico - valadarense PIB per capita - R$ 9.884,10 MANTENA População Área Km² - 685,207 Gentílico - mantenense PIB per capita - R$ 7.098,20 PEÇANHA População Área (Km²) - 996,645 Gentílico - peçanhense PIB per capita - R$ 4.988,82 VIVER Agosto

8 VIVER MINAS RIO DOCE ENTREVISTA Desenvolvimento para todos EDUCAÇÃO É A TÔNICA DO PROJETO EM UMA CIDADE MOVIDA PELO COMÉRCIO E PELOS SERVIÇOS RODOLPHO SELOS Infraestrutura, comércio, serviços consolidados e atrativos turísticos fazem de Governador Valadares, polo do Vale do Rio Doce, cidade forte e acolhedora. Em entrevista à Viver Minas, a prefeita do município, Elisa Costa (PT), fala dos projetos em educação, infraestrutura e turismo para movimentar a economia da cidade. Em obras de infraestrutura, o que está sendo feito em Governador Valadares? No nosso governo, falar de infraestrutura é mais do que apontar o que temos de obras de urbanização, que já somam 250 milhões de reais em investimentos em Governador Valadares, até 2012, só através da parceria com o governo federal. Infraestrutura de uma cidade é mais do que obras de concreto, é a valorização e qualificação das pessoas, e, por isso, implantamos, em 2009, um campus do Instituto Federal de Educação, o antigo Cefet; em 2010, inauguramos e ampliamos o Polo de Educação a Distância, da Universidade Aberta do Brasil; implantamos a Escola de Tempo Integral em toda a rede são mais de 26 mil crianças; e, agora, nosso sonho de conquistar uma universidade federal está sendo concretizado, com a implantação do campus da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) em Valadares, com vestibular previsto para este ano. Também estabelecemos uma agenda de cooperação com a Vale do Rio Doce para promover o desenvolvimento sustentável. Só dessa parceria, são 70 milhões de reais em investimentos nas obras de dois viadutos, uma estação conhecimento, revitalização de uma grande praça e construção do Parque Natural Municipal. 8 Divulgação VIVER Agosto

9 Atualmente, quais são os atrativos e incentivos para se abrir uma empresa na cidade? Quais são as vantagens? Governador Valadares, hoje, já se apresenta como uma cidade com toda a estrutura necessária para a instalação de pequenas, médias e grandes empresas. Desde 2009, as conquistas são muitas para a qualificação de nossa gente, com a oferta de graduação e cursos técnicos profissionalizantes. E além de preparar as pessoas, nossa cidade também está sendo mais bem estruturada. É obra de urbanização em diversos bairros e construção de moradia popular. Atualmente, são mil unidades habitacionais em construção só para famílias de baixa renda, e mais mil devem começar ainda neste ano. Valadares é privilegiada por ter um grande território, e ser ponto de encontro de diversas rodovias, além de termos a ferrovia cortando nossa cidade. São muitos os atrativos para se investir aqui. E temos feito por onde para que esse investimento exista. Temos apresentado Governador Valadares a diversos grupos empresariais, demonstrando todo o nosso interesse de termos em nosso município uma indústria-âncora. Nosso trabalho também é de apoio e valorização dos pequenos e médios empresários e daquelas empresas que já estão em nossa cidade. Por isso, implantamos a Lei Geral Municipal da Microempresa, Microempreendedor Individual e Empresa de Pequeno Porte, e o Programa Minas Fácil, que simplifica e agiliza a abertura de empresas. O comércio de rua ainda tem peso? Nossa cidade, hoje, é praticamente movida pelo comércio e pelos serviços. E não fica de fora o comércio de rua. Nosso governo tem sentido o quanto é importante um canal direto com todos os comerciantes, incluindo os camelôs, para fazer uma cidade melhor, com desenvolvimento para Nosso trabalho é no sentido de criar as condições de uma cidade melhor para todos, com oportunidades para nossos jovens e mais qualidade de vida todos, que inclua a todos, desde os grandes empresários aos comerciantes ambulantes. Nossa cidade cresceu a partir de ciclos de exploração dos recursos naturais, como madeira, pedras preciosas, mica e terra fértil. Por último, nossa gente se viu sem possibilidades de ficar aqui e achou nos Estados Unidos e outros países a oportunidade de ganhar dinheiro e sustentar a família. Mas, agora, isto também não mais se sustenta. Acaba mais um ciclo e nos vemos, de novo, procurando uma forma de Valadares sobreviver. Nosso trabalho é no sentido de criar as condições de uma cidade melhor para todos, com oportunidades para nossos jovens e mais qualidade de vida para nossa gente ficar aqui. E isto só será realidade com a implantação de um projeto de desenvolvimento sustentável e duradouro para Valadares, passando pela união de duas grandes frentes que se complementam: educação e desenvolvimento. Quais são os atrativos turísticos? Existem projetos para atrair mais turistas? Nosso grande atrativo turístico, sem dúvida, é o pico da Ibituruna. E não é só a gente que admira, mas pessoas do mundo todo que encontram no Ibituruna o lugar ideal para a prática do voo livre e outros esportes radicais, como a escalada. A cidade é sede de diversos campeonatos de voo livre, inclusive internacionais. São muitos turistas que movimentam nossa cidade durante todo o ano, e queremos atrair mais gente. Isso significa investir na infraestrutura da cidade e do pico. Nossa luta, agora, é para conquistar mais uma via pavimentada de acesso ao pico, que já conta com boas pousadas. Temos, hoje, duas possibilidades de acesso, uma de terra e a outra, que não oferece as condições necessárias e seguras para o grande tráfego, principalmente de ônibus. Já fizemos o projeto e estamos buscando apoio dos outros governos para a realização da obra. Além disso, conquistamos a parceria da Vale para a construção do Parque Natural Municipal, uma obra de 12 milhões de reais. Qual o setor econômico mais representativo na cidade? Hoje, aproximadamente 70% de nossa economia vem do comércio e serviços. Essa é a alternativa que nossa cidade, depois dos diversos ciclos econômicos que tivemos, tem encontrado. De fato, ela rende pouca arrecadação para o município e, consequentemente, pouco crescimento econômico e social. Isso só reforça a necessidade de construção de um projeto de desenvolvimento para Valadares, sustentável e duradouro, que ultrapasse gerações. Por isso, a maior marca desse governo é a educação. A universalização da Escola de Tempo Integral que, desde o ano passado, já muda a história de Governador Valadares; a universidade tecnológica, com a implantação do Instituto Federal; e a extensão da Universidade Federal de Juiz de Fora, com implantação de um campus em Valadares ainda neste ano. VIVER Agosto

10 VIVER MINAS RIO DOCE ECONOMIA Mãe do Rio Doce DA TRADIÇÃO ECONÔMICA A NOVOS EMPREENDIMENTOS, GOVERNADOR VALADARES REVELA SUA FORÇA PARA MINAS GERAIS 10 VIVER Agosto

11 RODOLPHO SÉLOS Governador Valadares, polo econômico do Vale do Rio Doce, é uma cidade mutante. Já foi berço da exploração da madeira e do cultivo de cana-de-açúcar. Hoje, com 263 mil habitantes, vem mudando seu perfil econômico. A cidade concentra 64% da economia no setor de comércio e serviços. Antiga conhecida pela grande quantidade de nativos que emigravam para os Estados Unidos em busca de melhores condições de vida, Valadares, nos últimos 30 anos, injetou milhões de dólares. Mas com a crise financeira mundial entre os anos de 2008 e 2009, a cidade vem sofrendo mudanças. A desvalorização do dólar, que movimentou nossa economia por anos, está fechando mais um ciclo, mas abre outros. Hoje, o ciclo é de novos empreendedores, inclusive aqueles que voltaram dos Estados Unidos para investir aqui. Valadares possui todas as condições necessárias para se abrirem empresas de todos os portes, diz a presidente da Fiemg Regional Rio Doce, Rosane Hoje, o ciclo é de novos empreendedores, inclusive aqueles que voltaram dos Estados Unidos para investir por aqui Rosane Rocha de Azevedo Rocha de Azevedo. Ao longo dos anos, com o crescimento populacional da cidade, a economia se expandiu. Conforme Rosane, três setores têm se destacado: o de pedras preciosas que, apesar da concorrência desleal dos chineses, vem se desenvolvendo ROSANE ROCHA: Valadares possui todas as condições para as empresas Fotos: André Fossati para devolver à região a tradição no segmento; o de construção civil e infraestrutura que garantirão vários empreendimentos, gerando emprego e renda; o da área de saúde, que fez de Governador Valadares referência em todo o Brasil e o de alimentação, responsável pela maior contribuição no PIB entre as indústrias na região. O programa do governo federal de incentivo à aquisição de moradias é o que tem estimulado o setor no Vale do Rio Doce. No país, o programa já atendeu mais de 1 milhão de moradias destinadas principalmente à população de baixa renda, e tem como meta dobrar este número, o que deve acontecer até Os investimentos em habitação já somavam, no final de 2010, 250 milhões de reais. Destes, 52,8 milhões foram aplicados diretamente por meio do Minha Casa, Minha Vida. As obras populares estão movimentando o segmento. Além disso, há as obras do PAC em infraestrutura. Apenas na cidade foram investidos 70 milhões de reais. A Vale também investirá cerca de 60 milhões em obras de viadutos e praças, revela o presidente do Sindicato da Indústria da Construção Civil de Governador Valadares, Adair Pereira Barbosa. Outra obra é a da extensão do gasoduto do Vale do Aço até Governador Valadares. A estimativa era de que as obras tivessem início ainda neste ano e de que o edital de licitação fosse liberado até o final de 2010, mas o projeto do empreendimento ainda está sendo elaborado. Os aportes previstos somam 100 milhões de reais. Além de se tratar de uma antiga reivindicação de Governador Valadares, o fornecimento de gás natural levaria desenvolvimento do setor industrial da região. VIVER Agosto

12 VIVER MINAS CENTRO-OESTE AGRONEGÓCIO O outro lado do agronegócio Divulgação EXPOSIÇÃO AGROPECUÁRIA EM VALADARES: animais da raça guzerá SEM ALIMENTOS, O PAÍS PARA, MAS NEM POR ISSO O SETOR TEM RECEBIDO A ATENÇÃO DAS POLÍTICAS DE GOVERNO 12 ANA ELIZABETH DINIZ A força do agronegócio nas contas externas e no abastecimento do país é de 22,4% do PIB do Brasil e 35% do PIB do estado de Minas Gerais. Um negócio bom para o país e para os bancos, mas nem tanto para o homem do campo. É o que diz Afonso Luiz Bretas, presidente do Sindicato Rural de Governador Valadares. Falta consciência ao fazendeiro. Hoje as zonas rurais têm internet, telefo- VIVER Agosto

13 nia celular, mas isso não é suficiente para informar a nossa classe. Falta educação, segurança, saúde e política que realmente contemple o homem do campo. Quatro por cento da população de Governador Valadares (264 mil habitantes) é rural, número que, à primeira vista pode parecer irrelevante, mas não é. O agronegócio carrega o Brasil nas costas, o alimenta, mas o país não nos dá o devido valor. Para se ter uma ideia da força do setor, o superávit da balança comercial do agronegócio, no ano passado, foi de 455 bilhões de dólares enquanto que o superávit total do Brasil foi de 250 a 260 bilhões de dólares. Se colocada na ponta do lápis, é uma diferença que gerou mais empregos, renda per capita, reduziu o custo da cesta básica, carreando recursos para outros setores e melhorando a condição de vida do brasileiro, diz Afonso Bretas. Fazendeiro e líder de um sindicato estratégico, Afonso Bretas confessa que a classe agropecuarista, apesar de unida, está desmobilizada e que para tentar reverter essa situação, o sindicato rural tem realizado às segundas- -feiras um café da manhã com direito a troca de experiências. O ruralista revela outros paradoxos do setor. O Brasil tem uma das mais eficientes tecnologias de produção de alimentos e será responsável por 40% da produção de alimentos do mundo até Por outro lado, pagamos entre 35% e 40% de tributos, lidamos com subsídios de 2 bilhões de dólares, 91% dos produtores brasileiros devem aos bancos e 51% já manifestaram o desejo de abandonar a atividade. Com tudo isso, não vejo perspectivas de melhoras para o homem do campo. O presidente da Cooperativa Agropecuária Vale do Rio Doce, Guilherme Olinto, concorda com Afonso Bretas e acrescenta outras demandas do segmento: Os órgãos representa- AGROPECUÁRIA NO RIO DOCE O que acontece no campo 54 municípios de atuação 100% de presença nos municípios da microrregião Governador Valadares cooperados ativos em associações cooperativas Mais de 3 mil produtores diretos e indiretos 113 milhões de litros em milhões de litros de leite (jan/jul) veículos no transporte diário de leite 70 rotas 260 mil km percorridos mensalmente (média) Fonte: Cooperativa Agropecuária Vale do Rio Doce AFONSO BRETAS: Pagamos entre 35% a 40% de tributos Daniel de Cerqueira Expressividade econômica e social da microrregião de Valadares 148 milhões de litros de leite 141 mil vacas 0,50% da produção nacional 1,87% da produção mineira 26% da produção do Vale do Rio Doce 8% da produção de Valadares na microrregião do Vale do Rio Doce Expressividade econômica e social da Cooperativa Agropecuária Vale do Rio Doce 113 milhões de litros de leite 1,4% da produção mineira 20% da produção do Vale do Rio Doce 37% da produção na microrregião do Vale do Rio Doce 56% da produção em Governador Valadares 124 milhões foi o faturamento em ,6 milhões de tributos gerados 9,6 mil empregos diretos e indiretos tivos da classe precisam se fortalecer a fim de reivindicarem mais investimentos em segurança, melhoria na malha viária federal, estadual e municipal, além de melhor performance da energia elétrica fornecida. Mesmo com as dificuldades inerentes ao setor, a tradicional Exposição Agropecuária de Governador Valadares (ExpoagroGV), realizada pela primeira vez em 1969, pelo sindicato rural, continua forte. A 42ª edição que aconteceu de 8 a 17 de julho, reunindo, em 10 dias de evento, quase 200 mil pessoas. Essa é, sem dúvida, a maior feira de agronegócio da região e uma oportunidade de negócios para os pecuaristas e empresários de todo o país que mostram a melhor genética dos seus criatórios e produtos do segmento, pontua André Merlo, presidente da União Ruralista Rio Doce (URRD). VIVER Agosto

14 VIVER MINAS CENTRO-OESTE VAR EJO Sucesso comprovado ANA ELIZABETH DINIZ Governador Valadares absorve cerca de 70% de sua mão de obra no setor de comércio e serviços. Parte desses números se deve ao GV Shopping, que gera empregos diretos, além de 2 mil indiretos. No ano passado, o empreendimento movimentou 100 milhões de reais. O GV Shopping, referência no varejo da cidade e região, veio suprir a carência de um grande centro de compras e lazer que atendesse à população de Governador Valadares e toda a região do Vale do Rio Doce, disse a coordenadora de marketing, Andréia Lacerda. Durante seus 11 anos de funcionamento, o shopping passou por três expansões e uma revitalização em 2002 nas Lojas Avenida. Em 2007 expandiu as Lojas Americanas e, no ano seguinte, instalou a Faculdade Pitágoras com capacidade para alunos. Além da revitalização de todo o empreendimento, incluindo a praça de alimentação que foi reformulada, passará por nova expansão em Há ainda um projeto de expansão em estudo para o próximo ano que deverá abranger mais uma loja âncora, satélites, entretenimento e lazer com valor estimado em mais de 12 milhões de reais, revela Andréia. 14 VIVER Agosto

15 André Fossati GV SHOPPING ANUNCIA NOVA EXPANSÃO PARA 2012 VIVER Agosto

16 VAR EJO HERCÍLIO DINIZ: Desde o Plano Real experimentamos crescimento do setor de alimentos O GV Shopping possui 107 lojas, sendo cinco lojas âncoras - Lojas Americanas, Dadalto, Ponto Frio, Avenida e Araújo Hipermercado - e várias outras importantes marcas distribuídas nos vários segmentos. O perfil do público é o das classes B e C, com predominância na faixa entre 19 e 39 anos. Inaugurado em 1999, o shopping fica no centro da cidade e tem em seu entorno três rodovias importantes: BR-116, BR-381 e BR Ocupa uma área de 70 mil m 2, sendo m 2 de área construída e m 2 de área bruta locável (ABL). O shopping possui um estacionamento com vagas e tem um fluxo médio de 350 mil clientes por mês. Supermercados O setor supermercadista está aquecido. No ano passado, o volume de vendas cresceu 6,7% em relação a As vendas reais se expandiram 7,7% no mesmo período, percentual bastante expressivo e justificado por uma série de fatores, como o acesso facilitado ao crédito e o incremento da ren- 16 NÚMEROS O PESO DAS GÔNDOLAS Em junho, as vendas do setor supermercadista apresentaram crescimento de 2,75% em relação ao mesmo mês do ano anterior e, no acumulado do semestre, as vendas apresentam crescimento de 4,25%, frente igual período de 2010 No acumulado do semestre, as vendas cresceram 10,87% Os supermercadistas concentraram esforços no crescimento orgânico de suas empresas em 2010, investindo cerca de Daniel de Cerqueira R$ 2,85 bilhões da do trabalhador, recorrente há alguns anos. O setor supermercadista não arrefeceu mesmo em épocas de crise internacional. Na verdade, ele é o último a ser atingido e o primeiro a se reerguer, analisa Hercílio Araujo Diniz Filho, sócio-proprietário dos supermercados Coelho Diniz, com nove lojas, sendo sete em Governador Valadares, uma em Manhuaçu e a outra em Caratinga. O segmento de alimentos é um ótimo termômetro para medir o poder aquisitivo e o grau de inclusão social. Desde o Plano Real temos experimentado um crescimento gradativo do setor, com um aumento constante das vendas, sinal de que o poder aquisitivo das pessoas melhorou. As bebidas (refrigerante, cerveja e sucos) e as carnes nobres são os produtos mais comprados, o que denota que está havendo melhora da qualidade de vida também. As pessoas estão mais exigentes, mudando hábitos de consumo e pagando pela qualidade, diz Hercílio. A rede Coelho Diniz vai muito bem. Três de seis irmãos administram as lojas que, juntas, empregam pessoas e geram perto de empregos indiretos. No primeiro semestre de 2012 serão inauguradas mais duas lojas, uma em Ipatinga e a outra em Coronel Fabriciano, que vão gerar mais 500 empregos. Tudo começou em 1992 quando meu tio avô resolveu vender a Super Mercearia Governador Valadares, localizada na rua Marechal Floriano. Nós, que já trabalhávamos no setor atacadista de alimentos, nos unimos e compramos a mercearia, que se tornou nossa primeira loja. Temos também o Armazém Diniz, duas unidades que trabalham no atacado, relembra Hercílio. VIVER Agosto

17 VIVER MINAS RIO DOCE AVIAÇÃO Planos de expansão Daniel de Cerqueira ANA ELIZABETH DINIZ Localizado em uma área bem próxima ao centro, o Aeroporto Coronel Altino Machado de Oliveira, em Governador Valadares, foi inaugurado em De lá para cá, é claro, muita coisa mudou. Atualmente, uma única empresa, a Trip Linhas Aéreas, opera com oito voos diários para Vitória, São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte e transporta por mês passageiros, sendo que a capacidade máxima é de passageiros/mês. A última reforma foi feita em 2009, uma parceria entre o governo do estado e a prefeitura. A pista foi ampliada para metros e o piso foi reforçado. Foram feitas também melhorias na drenagem, ampliação do pátio de manobras e substituição de cercas. No ano passado, foi concluída a pintura, construção de guarita com cancela, além de acesso restrito aos hangares com vigia 24 horas. O Departamento de Transporte, Trânsito e Sistema Viário de Governador Valadares está buscando a ampliação e melhora dos serviços. Atualmente são cinco hangares com capacidade para três aeronaves cada. Apesar de a pista comportar COM 45 ANOS DE FUNCIONAMENTO, AEROPORTO DE GOVERNADOR VALADARES TEM PROJETOS DE AMPLIAÇÃO aeronaves de até 100 passageiros, o Serviço Contra Incêndio da Infraero só permite o pouso e decolagem de aeronaves de até 60 passageiros. O projeto é ampliar a sala de embarque, reformar os banheiros e equipar o aeroporto com equipamentos de raio X e detector de metais, além da substituição do caminhão de bombeiros para outro com capacidade de litros, o que possibilitará a operação de outra empresa aérea no aeroporto. Os recursos estão sendo buscados junto à Infraero e ao governo estadual. VIVER Agosto

18 VIVER MINAS CENTRO-OESTE MINERAÇÃO Pedras preciosas SETOR REGISTRA CRESCIMENTO DE VENDAS INTERNAS, MAS ENFRENTA COMPETIÇÃO DESLEAL COM A CHINA 18 VIVER Agosto

19 ANA ELIZABETH DINIZ E RODOLPHO SÉLOS Nem tudo reluz no mercado das pedras preciosas de Governador Valadares, conhecida internacionalmente pela extração e produção. Para se ter uma ideia do potencial do solo, já foram identificados mais de 100 tipos diferentes de minerais em Minas Gerais. Mas as dificuldades são persistentes. Toda essa riqueza atraiu a ganância dos forasteiros, no caso, a China. Estamos lutando para não entregar o ouro ao bandido, parar de vender pedras brutas e industrializá-las aqui. Estamos na batalha contra a invasão dos chineses, que retiram no nosso país, de forma ilegal, a matéria- prima, lesam o governo, o estado e toda a cadeia produtiva e ainda por cima, retornam à cidade para comercializar as joias industrializadas, de forma clandestina e com preços desleais, lamenta Douglas Wilians Neves, vice-presidente do Sindicato das Indústrias de Joalheria, Ourivesaria, Lapidação de Pedras Preciosas e Relojoaria de Minas Gerais (Sindijoias). Hoje existem cerca de 200 empresas de lapidação de joias em Valadares e pelo menos mais 100 trabalhando na informalidade. A marginalidade da atividade do setor só gera perdas. Legalizar é a maior arma que temos para lutar contra a desleal atividade da China. Falta planejamento e, sem isso, não há como ser grande, pondera Douglas. Um dos motivos para a criação desse mercado paralelo, o maior gargalo do setor, é, segundo o líder sindical, a falta de profissionalismo dos empresários que ainda desconhecem os benefícios de se trabalhar na legalidade. Temos tecnologia, financiamento e cursos que podem ajudar e orientar desde o micro ao grande empresário a trabalhar de forma planejada e consciente. A indústria de joias dispõe de tecnologia e tratamento que permitem melhorar o que já é belo. Se no passado copiávamos as joias italianas, hoje temos identidade e design. Nossas pedras coloridas são o nosso diferencial em todo o mundo, comenta Douglas. O sistema Sindijoias tem trabalhado no planejamento estratégico de ações para desenvolver o setor de gemas e joias. A concepção do polo joalheiro já vem sendo criada na entidade, com apoio do Instituto Euvaldo Lodi (IEL), do sistema Fiemg. A iniciativa visa agregar valor às matérias-primas de Minas Gerais, resgatar a tradição mineira no setor e consolidar a atividade joalheira como um todo. Estamos trabalhando para resgatar a tradição do setor em Minas, que tem LAPIDAÇÃO DE AMETISTA: agregar valor Fotos: André Fossati perdido o dinamismo para outros estados por conta da falta de qualificação de pessoal. Precisamos reverter esse quadro, avisa Douglas. Problemas à parte, o setor de joias está tão aquecido que já registra falta de pedras. Hoje o mercado interno consome 15% da produção e o externo 85%. O setor gera mais de 8 mil empregos diretos incluindo a mineração, lapidários, indústria de joias, corretores e o comércio e perto de 16 mil empregos indiretos. A atividade responde por 3% do PIB de Governador Valadares. Junto com Teófilo Otoni, a cidade é responsável pela metade do valor exportado de pedras pelo Brasil, algo em torno de 100 bilhões por ano, contabiliza Douglas. No Brasil, o setor gera cerca de 500 mil empregos e em Minas o número chega a 200 mil. O estado é o maior produtor de ouro, gemas coradas e diamantes do Brasil e responde por 63% da exportação brasileira de ouro em barras, fios e chapas; 43% da exportação de gemas coradas e 72% da produção de diamante. O Brasil é uma das principais províncias gemológicas do mundo e tem sido, ao longo dos anos, um grande produtor e exportador. Estima-se que o país seja responsável pela produção de cerca de um terço do volume das gemas do mundo, excetuados o diamante, o rubi e a safira. Historicamente, o destino das gemas brasileiras tem sido preponderantemente as exportações, embora esteja ocorrendo um considerável aumento no consumo interno devido, entre outros fatores, ao aumento do preço do ouro e maior demanda interna pelas pedras. VIVER Agosto

20 VIVER MINAS RIO DOCE PATRIMÔNIO Ruínas preservadas ANTIGA AÇUCAREIRA DE GOVERNADOR VALADARES SE TRANSFORMARÁ EM CENTRO CULTURAL O PRÉDIO que será transformado em centro cultural: obras orçadas em 3 milhões de reais 20 VIVER Agosto

Pesquisa de Satisfação do Trem de Passageiros da Estrada de Ferro Vitória a Minas

Pesquisa de Satisfação do Trem de Passageiros da Estrada de Ferro Vitória a Minas Pesquisa de Satisfação do Trem de Passageiros da Estrada de Ferro Vitória a Minas Estudo realizado pelo Instituto Futura a pedido da Vale. Novembro de 2013 Pesquisa de Satisfação do Trem de Passageiros

Leia mais

Centro Cultural e de Exposições de Maceió

Centro Cultural e de Exposições de Maceió Centro Cultural e de Exposições de Maceió Descrição Administrar, explorar comercialmente e desenvolver eventos culturais, de lazer e de negócios no Centro Cultural e de Exposições de Maceió, localizado

Leia mais

Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor CATEGORIA: REGIÃO SUDESTE PLANEJAMENTO

Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor CATEGORIA: REGIÃO SUDESTE PLANEJAMENTO Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor Vencedores Estaduais em várias categorias CATEGORIA: REGIÃO SUDESTE PLANEJAMENTO Município de Três Marias MG Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito

Leia mais

Mobilidade Urbana COMO SE FORMAM AS CIDADES? 06/10/2014

Mobilidade Urbana COMO SE FORMAM AS CIDADES? 06/10/2014 Mobilidade Urbana VASCONCELOS, Eduardo Alcântara de. Mobilidade urbana e cidadania. Rio de Janeiro: SENAC NACIONAL, 2012. PLANEJAMENTO URBANO E REGIONAL LUCIANE TASCA COMO SE FORMAM AS CIDADES? Como um

Leia mais

As condições de acessibilidade e mobilidade nas cidades receptoras. Diretoria de Engenharia - DE

As condições de acessibilidade e mobilidade nas cidades receptoras. Diretoria de Engenharia - DE As condições de acessibilidade e mobilidade nas cidades receptoras Diretoria de Engenharia - DE Cidades candidatas e seus aeroportos Aeroportos da INFRAERO primeira e última imagem que o turista estrangeiro

Leia mais

SHOPPING ILHA DO MEL

SHOPPING ILHA DO MEL Cenário atual O Brasil é o 5º maior país do mundo com grande crescimento no setor de Shopping Centers. Segundo pesquisa da Interscience, encomendada pela Associação Brasileira de Shopping Centers (ABRASCE),

Leia mais

A decolagem do turismo

A decolagem do turismo A decolagem do turismo OBrasil sempre foi considerado detentor de um enorme potencial turístico. Em 1994, no entanto, o país recebeu menos de 2 milhões de turistas internacionais, um contingente que, na

Leia mais

CONSELHO GESTOR DO PROGRAMA MUNICIPAL DE PPP SECRETARIA EXECUTIVA

CONSELHO GESTOR DO PROGRAMA MUNICIPAL DE PPP SECRETARIA EXECUTIVA 1 CONSELHO GESTOR DO PROGRAMA MUNICIPAL DE PPP SECRETARIA EXECUTIVA Secretaria de Fazenda Prefeitura de Sorocaba A Cidade 2 No próximo ano de 2014 Sorocaba completará 360 anos de sua fundação; A história

Leia mais

Programa Mínimo de Governo de João Pavinato

Programa Mínimo de Governo de João Pavinato Programa Mínimo de Governo de João Pavinato João Pavinato e Cidinha Pascueto, candidatos a prefeito e vice-prefeita, respectivamente, da coligação A Vitória do Povo, formada pela união dos partidos PSDB,

Leia mais

Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor CATEGORIA: TURISMO DE EXCELÊNCIA

Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor CATEGORIA: TURISMO DE EXCELÊNCIA Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor Vencedores Estaduais na categoria Promoção do turismo de excelência CATEGORIA: TURISMO DE EXCELÊNCIA Município de Praia Grande SP Vencedores do 4º

Leia mais

itabira diagnóstico e propostas

itabira diagnóstico e propostas itabira diagnóstico e propostas A CVRD foi constituída, em 1942, a partir de ativos minerários existentes, sobretudo as minas de Itabira. Cauê foi a maior mina de minério de ferro do Brasil As operações

Leia mais

Boletim Informativo do Grupo Premodisa

Boletim Informativo do Grupo Premodisa Nº34 JUN. 2014 Boletim Informativo do Grupo Premodisa Novo galpão da Translap Veículos pesados ganham espaço interno para manutenção, trazendo mais agilidade à logística de transporte do Grupo Premodisa.

Leia mais

Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor CATEGORIA: TURISMO DE EXCELÊNCIA

Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor CATEGORIA: TURISMO DE EXCELÊNCIA Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor Vencedores Estaduais na categoria Promoção do turismo de excelência CATEGORIA: TURISMO DE EXCELÊNCIA Município de Nova Friburgo RJ Vencedores do 4º

Leia mais

Estrada Real é Nossa vai dar descontos em restaurantes. Passaporte ER chega ao Caminho do Sabarabuçu. Programa do IER treina condutores dos parques

Estrada Real é Nossa vai dar descontos em restaurantes. Passaporte ER chega ao Caminho do Sabarabuçu. Programa do IER treina condutores dos parques Ano 1 Nº 3 Informativo Estrada Real é Nossa vai dar descontos em restaurantes Pág. 02 Novo portal do Instituto Estrada Real é lançado Pág. 03 Passaporte ER chega ao Caminho do Sabarabuçu Pág. 05 Programa

Leia mais

OBRAS VÃO TRANSFORMAR VIRACOPOS NO MAIOR AEROPORTO DA AMÉRICA LATINA

OBRAS VÃO TRANSFORMAR VIRACOPOS NO MAIOR AEROPORTO DA AMÉRICA LATINA OBRAS VÃO TRANSFORMAR VIRACOPOS NO MAIOR AEROPORTO DA AMÉRICA LATINA Aeroportos Brasil Viracopos investirá R$ 9,5 bilhões na ampliação e modernização do complexo aeroportuário nos 30 anos da concessão

Leia mais

740 mil pessoas estão à espera da sua loja.

740 mil pessoas estão à espera da sua loja. 740 mil pessoas estão à espera da sua loja. Imagem ilustrativa Fonte: Relatório Mapeamento de Mercado Potencial China Associados Geomarketing. Polo de desenvolvimento do NOROESTE PAULISTA, a região de

Leia mais

Sciesp. Clipping 17.06. A s s e s s o r i a d e I m p r e n s a i m p r e n s a @ s c i e s p. c o m. b r ( 1 1 ) 3 8 8 9-5 8 9 9 Página 1

Sciesp. Clipping 17.06. A s s e s s o r i a d e I m p r e n s a i m p r e n s a @ s c i e s p. c o m. b r ( 1 1 ) 3 8 8 9-5 8 9 9 Página 1 Sciesp Clipping 17.06 A s s e s s o r i a d e I m p r e n s a i m p r e n s a @ s c i e s p. c o m. b r ( 1 1 ) 3 8 8 9-5 8 9 9 Página 1 DESTAK FGTS amplia teto da renda para imóvel com juro menor Famílias

Leia mais

Faz sentido o BNDES financiar investimentos em infraestrutura em outros países?

Faz sentido o BNDES financiar investimentos em infraestrutura em outros países? Faz sentido o BNDES financiar investimentos em infraestrutura em outros países? Marcos Mendes 1 O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) tem financiado a construção de infraestrutura

Leia mais

erceiro município mais populoso do interior paulista e o quarto mercado consumidor do Estado, fora da região metropolitana de São Paulo.

erceiro município mais populoso do interior paulista e o quarto mercado consumidor do Estado, fora da região metropolitana de São Paulo. T erceiro município mais populoso do interior paulista e o quarto mercado consumidor do Estado, fora da região metropolitana de São Paulo. Ao longo dos últimos 12 anos, Sorocaba vem crescendo expressivamente

Leia mais

Aéreas terão subsídios para operar rotas já existentes

Aéreas terão subsídios para operar rotas já existentes Fonte: Dr. Renato Kloss Seção: Economia Versão: Online Data: 28/07 Aéreas terão subsídios para operar rotas já existentes Medida do governo deve beneficiar cem linhas rentáveis. Subvenção pode somar R$

Leia mais

POR QUE INTERIORIZAR O TRANSPORTE AÉREO?

POR QUE INTERIORIZAR O TRANSPORTE AÉREO? CONECTANDO O BRASIL CONECTANDO O BRASIL POR QUE INTERIORIZAR O TRANSPORTE AÉREO? O Brasil é um país de 8 milhões de quilômetros quadrados de área. Esse imenso território demanda ser integrado por uma

Leia mais

Sete Lagoas se prepara para receber

Sete Lagoas se prepara para receber Sete Lagoas se prepara para receber um moderno centro de compras, conveniência e lazer. O Lagoa Shopping é um empreendimento que irá marcar a história da região. Certeza de inovação e modernidade. O Lagoa

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CRUZEIRO DO SUL PPA 2010/2013 CLASSIFICAÇÃO DOS PROGRAMAS E AÇÕES POR FUNÇÃO E SUBFUNÇÃO SUBFUNÇÃO PROGRAMA AÇÃO

PREFEITURA MUNICIPAL DE CRUZEIRO DO SUL PPA 2010/2013 CLASSIFICAÇÃO DOS PROGRAMAS E AÇÕES POR FUNÇÃO E SUBFUNÇÃO SUBFUNÇÃO PROGRAMA AÇÃO FUNÇÃO: 01 - LEGISLATIVA 31 Ação Legislativa 0001- Execução da Ação Legislativa 2001 - Manutenção das Atividades Legislativas da Câmara Municipal FUNÇÃO: 02 - JUDICIÁRIA 122 Administração Geral 0006- Defesa

Leia mais

SÃO PAULO GANHA PROGRAMA DE PROTEÇÃO AO PEDESTRE PARA REDUZIR ATROPELAMENTOS

SÃO PAULO GANHA PROGRAMA DE PROTEÇÃO AO PEDESTRE PARA REDUZIR ATROPELAMENTOS SÃO PAULO GANHA PROGRAMA DE PROTEÇÃO AO PEDESTRE PARA REDUZIR ATROPELAMENTOS Em 2010, a cidade de São Paulo registrou 7.007 atropelamentos resultando na morte de 630 pedestres. Apesar de representar uma

Leia mais

Atlas Digital de MINAS GERAIS 1 de 18

Atlas Digital de MINAS GERAIS 1 de 18 Atlas Digital de MINAS GERAIS 1 de 18 Características Agropecuárias A sociedade brasileira viveu no século XX uma transformação socioeconômica e cultural passando de uma sociedade agrária para uma sociedade

Leia mais

As atuais condições da infraestrutura de transporte e logística do Brasil têm

As atuais condições da infraestrutura de transporte e logística do Brasil têm ESTUDO DA CNT APONTA QUE INFRAESTRUTURA RUIM AUMENTA CUSTO DO TRANSPORTE DE SOJA E MILHO As atuais condições da infraestrutura de transporte e logística do Brasil têm impacto significativo na movimentação

Leia mais

FORUM REGIONAL DE CAMPINAS LIDE GRUPO DE LÍDERES EMPRESARIAIS

FORUM REGIONAL DE CAMPINAS LIDE GRUPO DE LÍDERES EMPRESARIAIS FORUM REGIONAL DE CAMPINAS LIDE GRUPO DE LÍDERES EMPRESARIAIS 11 DE AGOSTO DE 2012 EDSON APARECIDO DEPUTADO FEDERAL MACROMETRÓPOLE PAULISTA EM NÚMEROS PIB MM PAULISTA PIB da MM Paulista - 2009 (R$ bilhões)

Leia mais

ESTUDO DA CRIAÇÃO DE UMA PLATAFORMA MULTIMODAL Prof. Ph.D. Cláudio Farias Rossoni Área delimitada onde em um mesmo local se encontram disponibilizados: DUTOVIAS HIDROVIAS RODOVIAS AEROVIAS FERROVIAS Área

Leia mais

BONDES EM VITÓRIA E VILA VELHA FORMANDO A REDE DE TRANSPORTE COLETIVO DISPONÍVEL NO INÍCIO DO SÉCULO XX. BONDE NO BAIRRO ARIBIRI EM VILA VELHA

BONDES EM VITÓRIA E VILA VELHA FORMANDO A REDE DE TRANSPORTE COLETIVO DISPONÍVEL NO INÍCIO DO SÉCULO XX. BONDE NO BAIRRO ARIBIRI EM VILA VELHA OS MUNICÍPIOS QUE HOJE FORMAM A REGIÃO METROPOLITANA DE VITÓRIA APRESENTAM PECULIARIDADES SIGNIFICATIVAS EM SEU PROCESSO DE FORMAÇÃO. A FORTE INFLUÊNCIA JESUÍTA NO PROCESSO EDUCACIONAL E O CULTIVO DA TERRA

Leia mais

O Monte Mochuara (Moxuara)

O Monte Mochuara (Moxuara) O Pássaro de Fogo Um amor proibido entre dois jovens índios, ambos transformados em pedra: ele, o Monte Mestre Alvaro. Ela, o Monte Moxuara. Ainda hoje, com a ajuda de uma ave mensageira, trocam presentes

Leia mais

Principais Fatos e Números

Principais Fatos e Números Principais Fatos e Números BRAZIL Brasil Minas Gerais Região Metropolitana de Classificado como a 6ª maior economia em 2011, esperando chegar à 5ª posição até 2016. 3 ª maior economia dentre os 27 Estados

Leia mais

Desafios para Melhoria da Mobilidade Urbana

Desafios para Melhoria da Mobilidade Urbana Desafios para Melhoria da Mobilidade Urbana O Desafio da CET 7,2 milhões de veículos registrados 12 milhões de habitantes 7,3 milhões de viagens a pé 156 mil viagens de bicicleta 15 milhões de viagens

Leia mais

Sistema Fiero/Centro Internacional de Negócios. China e suas potencialidades comerciais

Sistema Fiero/Centro Internacional de Negócios. China e suas potencialidades comerciais Sistema Fiero/Centro Internacional de Negócios China e suas potencialidades comerciais A China será a maior economia do mundo. A dúvida é quando: em 2015, 2020, 2025? 23 4 5 2 . Comércio BR-CN, 2000-2010:

Leia mais

Palmeiras de Goiás. 13º Lugar. População: 21.199 hab. Área do Município: 1.539,68 km² Localização: Região Oeste Goiano PIB (2005):

Palmeiras de Goiás. 13º Lugar. População: 21.199 hab. Área do Município: 1.539,68 km² Localização: Região Oeste Goiano PIB (2005): Palmeiras de Goiás População: 21.199 hab. Área do Município: 1.539,68 km² Localização: Região Oeste Goiano PIB (2005): R$ 209,1 milhões PIB per capita: R$ 11.260,00 Principais distâncias: Goiânia: 76 km

Leia mais

BRASIL 2015: O VERDADEIRO RESULTADO DA COPA

BRASIL 2015: O VERDADEIRO RESULTADO DA COPA BRASIL 2015: O VERDADEIRO RESULTADO DA COPA Brasil, 2007 PIB R$ 1,8 trilhão Alfabetização 88,6% Expec. de Vida 71,7 anos PIB per capita US$ 8.402 Fonte: ONU e IBGE Brasil, 2015 PIB R$ 2,1 trilhões Alfabetização

Leia mais

INSTITUTO LOJAS RENNER

INSTITUTO LOJAS RENNER 2011 RELATÓRIO DE ATIVIDADES INSTITUTO LOJAS RENNER Instituto Lojas Renner Inserção de mulheres no mercado de trabalho, formação de jovens e desenvolvimento da comunidade fazem parte da essência do Instituto.

Leia mais

Planejamento da Mobilidade Urbana em Belo Horizonte

Planejamento da Mobilidade Urbana em Belo Horizonte Seminário de Mobilidade Urbana Planejamento da Mobilidade Urbana em Belo Horizonte Celio Bouzada 23 de Setembro de 2015 Belo Horizonte População de Belo Horizonte: 2,4 milhões de habitantes População da

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CRUZEIRO DO SUL PPA 2010/2013 CLASSIFICAÇÃO DOS PROGRAMAS E AÇÕES POR FUNÇÃO E SUBFUNÇÃO SUBFUNÇÃO PROGRAMA AÇÃO

PREFEITURA MUNICIPAL DE CRUZEIRO DO SUL PPA 2010/2013 CLASSIFICAÇÃO DOS PROGRAMAS E AÇÕES POR FUNÇÃO E SUBFUNÇÃO SUBFUNÇÃO PROGRAMA AÇÃO FUNÇÃO: 01 - LEGISLATIVA 031 Ação Legislativa 0001 - Execução da Ação Legislativa Manutenção das Atividades Legislativas FUNÇÃO: 02 - JUDICIÁRIA 122 Administração Geral 0006 - Defesa Jurídica do Município

Leia mais

Trens turísticos e o patrimônio cultural. Roberta Abalen Dias

Trens turísticos e o patrimônio cultural. Roberta Abalen Dias Trens turísticos e o patrimônio cultural Roberta Abalen Dias Atualmente o Turismo é considerado uma atividade de grande importância econômica, responsável por geração de emprego e renda. Tal atividade

Leia mais

Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor CATEGORIA:

Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor CATEGORIA: Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor VENCEDOR NACIONAL CATEGORIA: Região SUL Município de Chapecó SC Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor VENCEDOR NACIONAL CATEGORIA: Região

Leia mais

Odebrecht TransPort traça novas rotas brasileiras

Odebrecht TransPort traça novas rotas brasileiras nº 342 outubro 2014 Odebrecht TransPort traça novas rotas brasileiras Odebrecht 70 anos: projetos que contribuem para melhorar as opções de mobilidade urbana das comunidades Odebrecht Infraestrutura Brasil

Leia mais

TÉCNICA DE LEVANTAMENTO DE DADOS: Entrevistas pessoais com questionário estruturado.

TÉCNICA DE LEVANTAMENTO DE DADOS: Entrevistas pessoais com questionário estruturado. Job 44/4 Setembro/04 Metodologia TÉCNICA DE LEVANTAMENTO DE DADOS: Entrevistas pessoais com questionário estruturado. LOCAL DA PESQUISA: Município de São Paulo. UNIVERSO: Moradores de 6 anos ou mais de

Leia mais

ESPELHO DE EMENDA INICIATIVA

ESPELHO DE EMENDA INICIATIVA SISTEMA DE ELABORAÇÃO DE S ÀS LEIS ORÇAMENTÁRIAS ESPELHO DE 001 - Construção do Contorno Ferroviário de Curitiba AUTOR DA Luciano Ducci 37050001 539 0141 - Promover a expansão da malha ferroviária federal

Leia mais

experiência OS PRODUTOS E SOLUÇÕES DESENVOLVIDOS PELA FUTURA SEGUEM 4 ETAPAS: Inventário de dados e informações Diagnóstico e cenários prospectivos a Análise e avaliação participativa Diagnosticar 4

Leia mais

vencido Desafio Tradição, superação e vontade Atuação concisa e certeira, capacitação e união foram aspectos importantes de uma história

vencido Desafio Tradição, superação e vontade Atuação concisa e certeira, capacitação e união foram aspectos importantes de uma história Desafio Atuação concisa e certeira, capacitação e união foram aspectos importantes de uma história de recuperação, tradição e sucesso no varejo de material de construção mineiro. O único caminho a seguir,

Leia mais

Programa de Integração e Mobilidade Urbana da Região Metropolitana do Rio de Janeiro

Programa de Integração e Mobilidade Urbana da Região Metropolitana do Rio de Janeiro Programa de Integração e Mobilidade Urbana da Região Metropolitana do Rio de Janeiro Waldir Peres Superintendente Agência Metropolitana de Transportes Urbanos São Paulo Setembro de 2011 Plano Geral Rio

Leia mais

Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor CATEGORIA: GRANDES CIDADES

Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor CATEGORIA: GRANDES CIDADES Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor Vencedores Estaduais na categoria Grandes Cidades CATEGORIA: GRANDES CIDADES Município de Cuiabá MT Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor

Leia mais

Estruturar informações econômicas básicas sobre a caracterização da indústria mineira no Estado de Minas Gerais e em suas Regionais.

Estruturar informações econômicas básicas sobre a caracterização da indústria mineira no Estado de Minas Gerais e em suas Regionais. Maio/2014 OBJETIVO Estruturar informações econômicas básicas sobre a caracterização da indústria mineira no Estado de Minas Gerais e em suas Regionais. Permitir ainda, uma análise comparativa da evolução

Leia mais

O que o Brasil já ganhou com a Copa. Secretaria-Geral da Presidência da República

O que o Brasil já ganhou com a Copa. Secretaria-Geral da Presidência da República O que o Brasil já ganhou com a Copa COPA DO MUNDO NO BRASIL um momento histórico e de oportunidades A Copa do Mundo é um momento histórico para o Brasil, que vai sediar, em conjunto com as Olimpíadas em

Leia mais

Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor

Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor Vencedores Estaduais na categoria Grandes Cidades CATEGORIA: GRANDES CIDADES Município de BOA VISTA RR Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor

Leia mais

Infraestrutura Aeroportuária Copa do Mundo 2014

Infraestrutura Aeroportuária Copa do Mundo 2014 VI Seminário ALACPA de Pavimentos Aeroportuários e IV FAA Workshop Infraestrutura Aeroportuária Copa do Mundo 2014 28 Outubro 2009 Arq. Jonas M. Lopes INFRAERO Aeroportos - Copa do Mundo 2014 Belo Horizonte

Leia mais

Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor CATEGORIA: GRANDES CIDADES

Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor CATEGORIA: GRANDES CIDADES Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor Vencedores Estaduais na categoria Grandes Cidades CATEGORIA: GRANDES CIDADES Município de Feira de Santana BA Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito

Leia mais

Orçamento ANEXO III ORÇAMENTO DE INVESTIMENTO DAS EMPRESAS CONTROLADAS PELO ESTADO

Orçamento ANEXO III ORÇAMENTO DE INVESTIMENTO DAS EMPRESAS CONTROLADAS PELO ESTADO Governo do Estado de Minas Gerais Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão Subsecretaria de Planejamento, Orçamento e Qualidade do Gasto Superintendência Central de Planejamento e Programação Orçamentária

Leia mais

negócios agroindustriais

negócios agroindustriais graduação administração linha de formação específica negócios agroindustriais Características gerais A Linha de Formação Específica de Negócios Agroindustriais da Univates visa ao desenvolvimento de competências

Leia mais

O impacto da expansão do setor de mineração, metalurgia e de materiais no Espírito Santo na Academia

O impacto da expansão do setor de mineração, metalurgia e de materiais no Espírito Santo na Academia 1 O impacto da expansão do setor de mineração, metalurgia e de materiais no Espírito Santo na Academia Eng. Maristela Gomes da Silva, Dr. 1 Os objetivos desta primeira intervenção são apresentar a situação

Leia mais

Yes, Zaqueu Proença. Sonho de

Yes, Zaqueu Proença. Sonho de Yes, Zaqueu Proença Sonho de consumo 92 nós temos ciclovias nelson toledo Aos poucos, as bikes começam a ganhar um espaço nas políticas de trânsito de diversas cidades brasileiras. Saiba onde você pode

Leia mais

Uberlândia. Projetos e Resultados por Desburocra zar Processos

Uberlândia. Projetos e Resultados por Desburocra zar Processos Uberlândia Projetos e Resultados por Desburocra zar Processos LOCALIZAÇÃO ESTRATÉGICA E PRIVILEGIADA Num raio de 600km a par r de Uberlândia, existem cerca de 80 milhões de consumidores, que representam

Leia mais

Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor CATEGORIA: TRATAMENTO DIFERENCIADO

Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor CATEGORIA: TRATAMENTO DIFERENCIADO Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor Vencedores Estaduais na categoria Tratamento diferenciado CATEGORIA: TRATAMENTO DIFERENCIADO Município de Itapecuru Mirim MA Vencedores do 4º Prêmio

Leia mais

CARRO COMPARTILHADO CARRO COMPARTILHADO

CARRO COMPARTILHADO CARRO COMPARTILHADO CARRO COMPARTILHADO Projeção de crescimento populacional Demanda de energia mundial Impacto ao meio ambiente projeções indicam que os empregos vão CONTINUAR no centro EMPREGOS concentrados no CENTRO

Leia mais

PREFEITURA DE SÃO JOSÉ DO RIO PRETO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA MUNICIPAL DE PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO, CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO

PREFEITURA DE SÃO JOSÉ DO RIO PRETO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA MUNICIPAL DE PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO, CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO PROGRAMA DE METAS Gestão 2013/2016 APRESENTAÇÃO... 2 I - VISÃO DO MUNICÍPIO... 3 II COMPROMISSO... 3 III PRINCÍPIOS DE GESTÃO... 3 IV DIRETRIZES ESTRATÉGIAS... 4 PROGRAMA DE METAS DESENVOLVIMENTO URBANO...

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DAS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS, GERAÇÃO DE EMPREGO E INCLUSÃO SOCIAL. XII Seminario del CILEA Bolívia 23 a 25/06/2006

DESENVOLVIMENTO DAS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS, GERAÇÃO DE EMPREGO E INCLUSÃO SOCIAL. XII Seminario del CILEA Bolívia 23 a 25/06/2006 DESENVOLVIMENTO DAS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS, GERAÇÃO DE EMPREGO E INCLUSÃO SOCIAL. XII Seminario del CILEA Bolívia 23 a 25/06/2006 Conteúdo 1. O Sistema SEBRAE; 2. Brasil Caracterização da MPE; 3. MPE

Leia mais

Urban View. Urban Reports. Fielzão e seu impacto na zona Leste

Urban View. Urban Reports. Fielzão e seu impacto na zona Leste Urban View Urban Reports Fielzão e seu impacto na zona Leste Programa Falando em dinheiro, coluna Minha cidade, meu jeito de morar e investir Rádio Estadão ESPN Itaquera acordou com caminhões e tratores

Leia mais

CLASSIFICAÇÃO PAESP 2007-2027

CLASSIFICAÇÃO PAESP 2007-2027 1 AEROPORTO REGIONAL CLASSIFICAÇÃO PAESP 27-227 São os aeroportos destinados a atender as áreas de interesse regional e/ou estadual que apresentam demanda por transporte aéreo regular, em ligações com

Leia mais

Pensou Outlet, pensou General Shopping Brasil.

Pensou Outlet, pensou General Shopping Brasil. Pensou Outlet, pensou General Shopping Brasil. O Outlet Premium avança pelo território nacional abrindo grandes oportunidades de negócios para você. Pensou Outlet, pensou General Shopping Brasil. Outlet

Leia mais

Roberto Gerab. Aposta na baixa

Roberto Gerab. Aposta na baixa Roberto Gerab Aposta na baixa Em um momento em que grandes incorporadoras se mostram reticentes quanto à atuação na baixa renda, incorporadora Kallas cria nova empresa para crescer no segmento Edição 145

Leia mais

A importância do crédito para as pequenas e médias empresas. Condicionantes da oferta de crédito

A importância do crédito para as pequenas e médias empresas. Condicionantes da oferta de crédito A importância do crédito para as pequenas e médias empresas Condicionantes da oferta de crédito Distribuição de empresas por porte MICRO PEQUENA MÉDIA GRANDE 0,4% 0,7% 6,2% Micro e Pequenas empresas 98,9%

Leia mais

MOBILIDADE URBANA EM SÃO PAULO APLICAÇÃO DE SOLUÇÕES IMEDIATAS E EFICAZES

MOBILIDADE URBANA EM SÃO PAULO APLICAÇÃO DE SOLUÇÕES IMEDIATAS E EFICAZES MOBILIDADE URBANA EM SÃO PAULO APLICAÇÃO DE SOLUÇÕES IMEDIATAS E EFICAZES JULHO 2015 SÃO PAULO UMA CIDADE A CAMINHO DO CAOS URBANO Fonte: Pesquisa de mobilidade 2012 SÃO PAULO UMA CIDADE A CAMINHO DO CAOS

Leia mais

Câmpus Manhuaçu. Prospecção de Cursos

Câmpus Manhuaçu. Prospecção de Cursos Câmpus Manhuaçu Prospecção de Cursos Rui Gonçalves de Souza Pró- Reitoria de Extensão Rua Delfim Moreira, 285 Granbery 36.300-048 Juiz de Fora - MG E-mail proex@ifsudestemg.edu.br rui.goncalves@ifsudestemg.edu.br

Leia mais

Unidade 6: O Leste e o Sudeste Asiático

Unidade 6: O Leste e o Sudeste Asiático Unidade 6: O Leste e o Sudeste Asiático Capítulo 1: Japão - Capítulo 2: China - Capítulo 4: Tigres Asiáticos Apresentação elaborada pelos alunos do 9º Ano C Monte Fuji - Japão Muralha da China Hong Kong

Leia mais

Um novo caminho para o desenvolvimento de Minas

Um novo caminho para o desenvolvimento de Minas Um novo caminho para o desenvolvimento de Minas Coordenação AÇÃO DA Participação Entidade 7 Nova 381... Trajeto rodoviário que ligará Belo Horizonte a Governador Valadares, no estado de Minas Gerais, com

Leia mais

COPA DO MUNDO FIFA 2014 BRASIL. Oportunidades e Desafios

COPA DO MUNDO FIFA 2014 BRASIL. Oportunidades e Desafios COPA DO MUNDO FIFA 2014 BRASIL Oportunidades e Desafios COPA DO MUNDO - OPORTUNIDADES Um evento esportivo do porte de uma Copa do Mundo é como uma grande vitrine do país no exterior e corresponde a um

Leia mais

SONDAGEM DE VENDAS DIA DAS CRIANÇAS

SONDAGEM DE VENDAS DIA DAS CRIANÇAS SONDAGEM DE VENDAS DIA DAS CRIANÇAS OUTUBRO/2013 FECOMERCIO/TO Hugo de Carvalho Presidente Anselmo da Silva Moraes Vice Presidente Silmara Lustosa Ribeiro Superintendente INSTITUTO FECOMÉRCIO/TO Hugo de

Leia mais

DISCIPLINA: DOWNSTREAM TRANSPORTE Prof. Mauro Ferreira

DISCIPLINA: DOWNSTREAM TRANSPORTE Prof. Mauro Ferreira DISCIPLINA: DOWNSTREAM TRANSPORTE Prof. Mauro Ferreira CAPÍTULO I INTRODUÇÃO Iniciaremos aqui mais um desenvolvimento de segmento da Indústria de Petróleo e Gás, DOWNSTREAM TRANSPORTE, no que se refere

Leia mais

29/07/2009. Trens de passageiros da Vale EFVM e EFC

29/07/2009. Trens de passageiros da Vale EFVM e EFC 29/07/2009 Trens de passageiros da Vale EFVM e EFC Breve apresentação A Vale no mundo Nossos negócios Ferrovias da Vale no Brasil E onde estão os Trens de Passageiros no atual cenário da Vale? E a preocupação

Leia mais

O trajeto. Podemos dividir o trajeto em 4 partes:

O trajeto. Podemos dividir o trajeto em 4 partes: 01 O que é? A Rota Marcia Prado é uma proposta de caminho cicloturístico que possa ser percorrida por todo tipo de ciclista por um trajeto de São Paulo a Santos, pedalando pelo mínimo de rodovias possíveis,

Leia mais

SUMÁRIO. Apresentação... IX Prefácio... XI

SUMÁRIO. Apresentação... IX Prefácio... XI SUMÁRIO Apresentação... IX Prefácio... XI 1. INTRODUÇÃO À GESTÃO DE FROTAS... 1 1.1. Introdução... 1 1.2. Considerações sobre a Estrutura do Transporte Rodoviário no Brasil... 2 1.3. A Estrutura Organizacional

Leia mais

DIRETRIZES DA POLÍTICA DE TRANSPORTE COLETIVO EM SP

DIRETRIZES DA POLÍTICA DE TRANSPORTE COLETIVO EM SP DIRETRIZES DA POLÍTICA DE TRANSPORTE COLETIVO EM SP JUNHO 2013 DIMENSÃO DO DESAFIO EM TRANSPORTE COLETIVO PMSP Coletivo 10,1 milhões viagens 56% Individual 7,9 milhões viagens 44% DIMENSÃO DO DESAFIO EM

Leia mais

Analisando viagens a pé e por bicicletas na integração com transporte de massa

Analisando viagens a pé e por bicicletas na integração com transporte de massa Analisando viagens a pé e por bicicletas na integração com transporte de massa Fernanda Borges Monteiro, Vânia Barcellos Gouvêa Campos arqnandy@gmail.com; vania@ime.eb.br Instituto Militar de Engenharia

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA INSTITUTO DE PESQUISA E PLANEJAMENTO URBANO DE CURITIBA

PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA INSTITUTO DE PESQUISA E PLANEJAMENTO URBANO DE CURITIBA PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA INSTITUTO DE PESQUISA E PLANEJAMENTO URBANO DE CURITIBA OFICINA DE CAPACITAÇÃO PARA O PLANO DIRETOR: REGIONAL BOQUEIRÃO 18/03/2014 CURITIBA MARÇO/2014 Realizações no dia

Leia mais

Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor CATEGORIA: TURISMO DE EXCELÊNCIA

Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor CATEGORIA: TURISMO DE EXCELÊNCIA Vencedores do 4º Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor Vencedores Estaduais na categoria Promoção do turismo de excelência CATEGORIA: TURISMO DE EXCELÊNCIA Município de Santo Antônio da Patrulha RS Vencedores

Leia mais

Concessão de Uso do. Imigrantes. Apresentação do Projeto. Conselho do PEFI

Concessão de Uso do. Imigrantes. Apresentação do Projeto. Conselho do PEFI Governo do Estado de São Paulo Secretaria de Planejamento e Desenvolvimento Regional Concessão de Uso do Centro de Exposições Imigrantes Apresentação do Projeto Conselho do PEFI SP, 13/09/2012 Agenda

Leia mais

Sicoob Credicampo. Benefícios para sua empresa, desen

Sicoob Credicampo. Benefícios para sua empresa, desen Sicoob Credicampo. Benefícios para sua empresa, desen desenvolvimento reg para nossa região. Credicampo Credicampo o Sicoob Credicampo é comprometido com o desenvolvimento dos seus associados. O Sicoob

Leia mais

Bleez Agência Digital... 3. Quem sou eu... 4. Introdução... 5. Quanto o ecommerce cresceu no Brasil... 7. Quem está comprando no ecommerce...

Bleez Agência Digital... 3. Quem sou eu... 4. Introdução... 5. Quanto o ecommerce cresceu no Brasil... 7. Quem está comprando no ecommerce... Sumário Bleez Agência Digital... 3 Quem sou eu... 4 Introdução... 5 Quanto o ecommerce cresceu no Brasil... 7 Quem está comprando no ecommerce... 10 Por que os brasileiros estão comprando mais... 12 O

Leia mais

3.260.292 habitantes Taxa crescimento População: 2% (8 anos) IDH: 0,824 26 municípios

3.260.292 habitantes Taxa crescimento População: 2% (8 anos) IDH: 0,824 26 municípios Números Curitiba 1.828.092 habitantes TaxaCrescimentoPopulação: 1,8% (8 anos) TaxaCrescimentoAnualPIB: 3,8% (5 anos) PIB 2008 (estimado): R$ 39,2 bi (US$ 20 bi) 5º PIB do Brasil PIB per Capita: R$ 21.447

Leia mais

BÁLSAMO OBRAS E AÇÕES - GESTÃO 2011-2014

BÁLSAMO OBRAS E AÇÕES - GESTÃO 2011-2014 BÁLSAMO OBRAS E AÇÕES - GESTÃO 2011-2014 AGRICULTURA E ABASTECIMENTO: Programa Melhor Caminho: recuperação de 4,00 km da estrada BSM-420, BSM-010 e BSM-020 - BH Turvo Grande (3ª fase) - Custo: R$ 300 mil.

Leia mais

Conhecendo a Fundação Vale

Conhecendo a Fundação Vale Conhecendo a Fundação Vale 1 Conhecendo a Fundação Vale 2 1 Apresentação Missão Contribuir para o desenvolvimento integrado econômico, ambiental e social dos territórios onde a Vale atua, articulando e

Leia mais

Maior parte da extensão de rodovias avaliadas tem problema

Maior parte da extensão de rodovias avaliadas tem problema Mais de 100 mil km percorridos Maior parte da extensão de rodovias avaliadas tem problema Estudo da CNT mostra que 57,3% têm alguma deficiência no estado geral; 86,5% dos trechos são de pista simples e

Leia mais

Rodovia Perimetral Norte

Rodovia Perimetral Norte Buscando criar um novo caminho que integre as três rodovias Federais (Br s 101, 116 e 324), que cruzam Feira de Santana, a rodovia perimetral norte de 33 km, surge como uma alternativa muito importante

Leia mais

Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste

Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste O que é FCO? O Fundo de Financiamento do Centro-Oeste (FCO) é um fundo de crédito criado pela Constituição Federal de 1988 com o objetivo de promover

Leia mais

Caio Luiz de Carvalho Presidente

Caio Luiz de Carvalho Presidente Caio Luiz de Carvalho Presidente Os desafios do Brasil Deixar de ser espectador e se tornar ator do processo. Todos os brasileiros. Profissionais ou espectadores, envolvidos diretamente ou não. Muitas

Leia mais

Metodologia. Pesquisa Quantitativa Coleta de dados: Público Alvo: Amostra: 500 entrevistas realizadas. Campo: 16 a 29 de Setembro de 2010

Metodologia. Pesquisa Quantitativa Coleta de dados: Público Alvo: Amostra: 500 entrevistas realizadas. Campo: 16 a 29 de Setembro de 2010 Metodologia Pesquisa Quantitativa Coleta de dados: Através de e-survey - via web Público Alvo: Executivos de empresas associadas e não associadas à AMCHAM Amostra: 500 entrevistas realizadas Campo: 16

Leia mais

Diálogos Governo -Sociedade Civil COPA 2014. O que o Brasil já ganhou com a Copa

Diálogos Governo -Sociedade Civil COPA 2014. O que o Brasil já ganhou com a Copa Diálogos Governo -Sociedade Civil COPA 2014 O que o Brasil já ganhou com a Copa 2 O que o Brasil já ganhou com a Copa Investimentos A Copa do Mundo é um grande investimento para todos brasileiros Os únicos

Leia mais

PREFEITO E PRESIDENTA DILMA ROUSSEFF ANUNCIAM NOVOS INVESTIMENTOS EM MOBILIDADE URBANA NO RIO

PREFEITO E PRESIDENTA DILMA ROUSSEFF ANUNCIAM NOVOS INVESTIMENTOS EM MOBILIDADE URBANA NO RIO PREFEITO E PRESIDENTA DILMA ROUSSEFF ANUNCIAM NOVOS INVESTIMENTOS EM MOBILIDADE URBANA NO RIO Governo Federal libera R$ 1,63 bilhão para implantação do BRT Transbrasil e do VLT do Centro A presidenta Dilma

Leia mais

COPA DO MUNDO FIFA 2014 Belo Horizonte Brasil. Ações do Governo de Minas Gerais

COPA DO MUNDO FIFA 2014 Belo Horizonte Brasil. Ações do Governo de Minas Gerais COPA DO MUNDO FIFA 2014 Belo Horizonte Brasil Ações do Governo de Minas Gerais 27 de Outubro de 2009 Roteiro Estratégia de Execução Modernização do Mineirão Reforma dos Estádios Alternativos Mobilidade

Leia mais

IBATÉ OBRAS E AÇÕES GESTÃO 2007-2010 R$ 5.816.5 6.500,00 AGRICULTURA: Distribuição de Leite:

IBATÉ OBRAS E AÇÕES GESTÃO 2007-2010 R$ 5.816.5 6.500,00 AGRICULTURA: Distribuição de Leite: IBATÉ OBRAS E AÇÕES GESTÃO 2007-2010 R$ 5.816.5 6.500,00 AGRICULTURA: Distribuição de Leite: distribuídos 31.760 litros de leite, de Jan/2007 a Mar/2009 Custo: R$ 39 mil, beneficiando 80 famílias carentes,

Leia mais

Prefeitura anuncia plano de escavação dos túneis da Via Binário do Porto

Prefeitura anuncia plano de escavação dos túneis da Via Binário do Porto Prefeitura anuncia plano de escavação dos túneis da Via Binário do Porto A Prefeitura, por meio da Companhia de Desenvolvimento Urbano da Região do Porto do Rio de Janeiro (Cdurp), da CET-Rio e da Concessionária

Leia mais

Odebrecht TransPort assume operação do Galeão

Odebrecht TransPort assume operação do Galeão nº 338 agosto 2014 Odebrecht TransPort assume operação do Galeão Odebrecht 70 anos: trajetória em aeroportos Novos serviços para usuários-clientes de água e esgoto Rota do Oeste deve investir R$5,5 bilhões

Leia mais

OBRAS DE INFRAESTRUTURA NO BRASIL

OBRAS DE INFRAESTRUTURA NO BRASIL OBRAS DE INFRAESTRUTURA NO BRASIL Estudo realizado com 259 empresas; Faturamento das empresas pesquisadas representando mais de 30% do PIB brasileiro; O objetivo principal é mapear e avaliar a importância

Leia mais

Sorocaba - Visão de FUTURO

Sorocaba - Visão de FUTURO Sorocaba - Visão de FUTURO AGENDA A cidade de Sorocaba Sistema de Inovação Parque Tecnológico de Sorocaba Centro de Inovação Oportunidades História da Cidade de Sorocaba Fundada em 1654, pelo capitão Baltazar

Leia mais