Projeto, Construção. Comissionamento e Operação de Sistemas Energeticamente Eficientes. Mesa Redonda / Debate. Perspetivas

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Projeto, Construção. Comissionamento e Operação de Sistemas Energeticamente Eficientes. Mesa Redonda / Debate. Perspetivas"

Transcrição

1 Perspetivas Projeto Construção/Instalação Fiscalização/Comissionamento Operação Fonte: simplyphilosophy.org Moderador: Serafin Graña

2 PROJETO VERSUS CONSTRUÇÃO O QUADRO ATUAL 13as Jornadas de Climatização - Ordem dos Engenheiros - 17de outubro de 2013

3 Analisemos o trilema BBR muito generalizado e que recorrentemente nos deparamos no nosso setor da construção: BOM BARATO RÁPIDO

4 MAS ATENÇÃO! Das três opções apenas duas podem ser conciliadas simultaneamente Senão vejamos:

5 SeéBome BaratonãopoderáserRápido SeéBome RápidonãopoderáserBarato SeéBaratoeRápidonãopoderáserBom

6 E se um edifício BOM significar um edifício Energeticamente Eficiente?

7 Falámos de Eficiência Energética.. e a QAI? Como fazer a integração de conceitos e práticas?

8 Boas Práticas para o Projeto, Construção e Comissionamento https://www.ashrae.org/resources-publications/bookstore/indoor-air-quality-guide

9

10 Como podemos nós alcançar o futuro que desejamos para os engenheiros, para nossa indústria, e para nosso mundo?

11 AHSRAE Tema Presidencial Shaping the Next Our World - Ourselves Our Work William P. Bahnfleth, Ph.D., P.E. ASHRAE President, Professor of Architectural Engineering and Diretor of the Indoor Environment Center at The Pennsylvanya State University, University Park, Pennsylvanya

12

13 O lema presidencial de Bahnfleth, Moldando o Futuro, dá particular relevo àquilo que ele descreve como assumir a nossa responsabilidade para com O Nosso Mundo nós, humanos, e a terra; com vista a construir edifícios seguros e ambientes saudáveis, produtivos e confortáveis, em harmonia com a natureza.

14 Para tal, Bahnfleth acredita que Temos de desenvolver-nos A Nós Próprios ou seja, ao recurso humano da comunidade profissional; e transformar O Nosso Trabalho isto é, aquilo que fazemos, a forma como o fazemos e as ferramentas com que o fazemos, tornando o seu panorama mais global, alargando a sua esfera de intervenção e assumindo uma abordagem mais cooperante.

15 A Ordem dos Engenheiros através da Especialização em Engenharia de Climatização e o Capítulo Português da ASHRAE ASHRAE Portugal Chapter convidam todos os presentes e colegas em geral para participarem na conferência que se realizará em fevereiro de 2014 em Lisboa sob o tema Integrating Indoor Air Quality and Energy Efficiency in Buildings proferida por William P. Bahnfleth, Ph.D., P.E. ASHRAE President,

16 Obrigado pela vossa atenção

2 BR APART. Área Bruta / Total Area: 100.49m2 Estacionamento / Parking Arrecadação / Storage Room

2 BR APART. Área Bruta / Total Area: 100.49m2 Estacionamento / Parking Arrecadação / Storage Room T2+1 Área Bruta / Total Area: 100.49m2 T2 Área Bruta / Total Area: 95,80m2 T2+1 Área Bruta / Total Area: 115,40m2 T3 3 BR Área Bruta / Total Area: 123,71m2 T3 +1 3 BR Área Bruta / Total Area: 142,26m2

Leia mais

Sistemas de Agua Gelada de Alta Performance

Sistemas de Agua Gelada de Alta Performance Sistemas de Agua Gelada de Alta Performance Manoel L.S.Gameiro Trane Brasil Date 09/06/2010 Agenda -Quem é a Ingersoll Rand -Nossa missão -Sistema de Água Gelada de Alta Performance visão geral 2 1 Quem

Leia mais

Casa do Futuro. Domótica. Eduardo Santos e Otelo Magalhães. Expressão e Comunicação, 2011-12

Casa do Futuro. Domótica. Eduardo Santos e Otelo Magalhães. Expressão e Comunicação, 2011-12 Casa do Futuro Domótica Departamento de Informática LEI - Licenciatura em Engenharia Informática Faculdade de Ciências e Tecnologiada Universidade Nova de Lisboa Expressão e Comunicação, 2011-12 INTRODUÇÃO

Leia mais

= = η ϕ = Fator de demanda A demanda varia durante um dia, de acordo com a atividade diária da indústria. = = Fator de simultaneidade

Leia mais

Regras de procedimentos para transporte de bens e

Regras de procedimentos para transporte de bens e Regras de procedimentos para transporte de bens e Os Sistemas de Gestão Técnica na nova regulamentação para a eficiência energética mercadorias em edifícios Associação Portuguesa da Indústria de Refrigeração

Leia mais

- ENGº MECÂNICO GEORGE RAULINO

- ENGº MECÂNICO GEORGE RAULINO ABRAVA ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE REFRIGERAÇÃO, AR CONDICIONADO, VENTILAÇÃO E AQUECIMENTO - APRESENTAÇÃO DA ABRAVA - APRESENTAÇÃO DE CASE - ENGº MECÂNICO GEORGE RAULINO - ENGENHARIA DE SISTEMAS TÉRMICOS

Leia mais

Ar Interior em Edifícios Qualidade do Ar Interior. Dília Jardim MUNICÍPIOS E CERTIFICAÇÃO ENERGÉTICA DE EDIFÍCIOS 18 de Junho de 2009

Ar Interior em Edifícios Qualidade do Ar Interior. Dília Jardim MUNICÍPIOS E CERTIFICAÇÃO ENERGÉTICA DE EDIFÍCIOS 18 de Junho de 2009 Certificação Energética e da Qualidade do Ar Interior em Edifícios Qualidade do Ar Interior Dília Jardim MUNICÍPIOS E CERTIFICAÇÃO ENERGÉTICA DE EDIFÍCIOS 18 de Junho de 2009 Qualidade do Ar Fontes de

Leia mais

tudo experimental e numérico da eficiênc e ventilação como indicador da qualidade da difusão de ar

tudo experimental e numérico da eficiênc e ventilação como indicador da qualidade da difusão de ar tudo experimental e numérico da eficiênc e ventilação como indicador da qualidade da difusão de ar 15.as Jornadas de Climatização Lisboa 22 de outubro de 2015 Joaquim Fernandes Monteiro Orientação: Prof.

Leia mais

Renovação e filtragem do ar são determinantes em salas de aulas Bom projeto e manutenção periódica têm impacto direto sobre o rendimento

Renovação e filtragem do ar são determinantes em salas de aulas Bom projeto e manutenção periódica têm impacto direto sobre o rendimento Renovação e filtragem do ar são determinantes em salas de aulas Bom projeto e manutenção periódica têm impacto direto sobre o rendimento As pessoas passam, em média, 80% do seu tempo em ambientes internos,

Leia mais

CALENDÁRIO DE JOGOS CAMPEONATO DISTRITAL DE JUVENIS DE FUTSAL MASCULINOS FASE UNICA CLUBES - - - - - - CLUBES - - - - - - N. Sportinguistas C.C.

CALENDÁRIO DE JOGOS CAMPEONATO DISTRITAL DE JUVENIS DE FUTSAL MASCULINOS FASE UNICA CLUBES - - - - - - CLUBES - - - - - - N. Sportinguistas C.C. CALENDÁRIO DE S 01 JORNADA 504. 00. 001 504. 00. 002 504. 00. 003 504. 00. 004 504. 00. 005 504. 00. 00 02 JORNADA 504. 00. 007 504. 00. 008 504. 00. 009 504. 00. 010 504. 00. 011 504. 00. 012 23/09/2012

Leia mais

Maio 2013 PE2020. O papel da Engenharia como fator de competitividade. Iniciativa

Maio 2013 PE2020. O papel da Engenharia como fator de competitividade. Iniciativa Maio 2013 PE2020 O papel da Engenharia como fator de competitividade Iniciativa Agenda 1. Apresentação da Proforum e do PE2020 como plataforma colaborativa relevante e integradora 2. Contributo do PE2020

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE SANTO ANTÔNIO DA PLATINA - PR

CÂMARA MUNICIPAL DE SANTO ANTÔNIO DA PLATINA - PR JANEIRO 75 0 75 2 73 1440 0 1440 104 1336 7 0 7 5 2 119 0 119 1 118 293 0 293 11 282 225 0 225 5 220 2 0 2 0 2 116 0 116 4 112 Página 1 de 12 FEVEREIRO 73 0 73 2 71 1336 0 1336 385 951 2 0 2 2 0 118 0

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE SANTO ANTÔNIO DA PLATINA - PR. Planilha Controle de Estoque - Materiais de Limpeza - 2013 ESTOQUE ANTERIOR

CÂMARA MUNICIPAL DE SANTO ANTÔNIO DA PLATINA - PR. Planilha Controle de Estoque - Materiais de Limpeza - 2013 ESTOQUE ANTERIOR JANEIRO 20 0 20 1 19 13 0 13 0 13 0 5 5 0 5 16 0 16 1 15 17 0 17 0 17 5 0 5 2 3 20 0 20 2 18 107 0 107 5 102 59 0 59 1 58 23 0 23 1 22 215 0 215 7 208 60 0 60 1 59 5 0 5 0 5 5 0 5 1 4 Página 1 de 12 FEVEREIRO

Leia mais

Conferência Prós e Contras sobre o Setor da Construção Civil e Obras Públicas na unidade curricular de Economia e Gestão

Conferência Prós e Contras sobre o Setor da Construção Civil e Obras Públicas na unidade curricular de Economia e Gestão Conferência Prós e Contras sobre o Setor da Construção Civil e Obras Públicas na unidade curricular de Economia e Gestão Emília Malcata Rebelo Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto Resumo Apresentação

Leia mais

I CONFERÊNCIA ENERGIA PARA O DESENVOLVIMENTO DA CPLP. Sessão de Abertura. Lisboa, 24 de junho de 2015

I CONFERÊNCIA ENERGIA PARA O DESENVOLVIMENTO DA CPLP. Sessão de Abertura. Lisboa, 24 de junho de 2015 I CONFERÊNCIA ENERGIA PARA O DESENVOLVIMENTO DA CPLP Sessão de Abertura Lisboa, 24 de junho de 2015 Intervenção do Secretário Executivo da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) Embaixador Murade

Leia mais

GROUP PEDREIRA S PROJECTO IN AIR CONDITIONING SERVICE

GROUP PEDREIRA S PROJECTO IN AIR CONDITIONING SERVICE Serviços de Instalação - VRV e VRF O ar condicionado está se tornando rapidamente a tecnologia favoreceu para fornecer aquecimento e soluções para escritórios, comércio e lazer de refrigeração. Ele está

Leia mais

Sustentabilidade ambiental da construção de edifícios em Portugal: Análise da regulamentação e medidas complementares

Sustentabilidade ambiental da construção de edifícios em Portugal: Análise da regulamentação e medidas complementares Jornadas LNEC Engenharia para a Sociedade Investigação e Inovação Cidades e Desenvolvimento Lisboa, LNEC, 18 a 20 de junho de 2012 Sustentabilidade ambiental da construção de edifícios em Portugal: Análise

Leia mais

QUALIDADE DO AR EM EDIFÍCIOS

QUALIDADE DO AR EM EDIFÍCIOS QUALIDADE DO AR EM EDIFÍCIOS Onde estamos e para onde vamos Manuel Gameiro da Silva ADAI-LAETA, Departmento de Engenharia Mecânica Universidade de Coimbra manuel.gameiro@dem.uc.pt 1 QUALIDADE DO AR EM

Leia mais

Corinthia Hotel Lisbon. Hotel Energeticamente Eficiente

Corinthia Hotel Lisbon. Hotel Energeticamente Eficiente Corinthia Hotel Lisbon Hotel Energeticamente Eficiente O CORINTHIA HOTEL LISBON O Maior 5 estrelas em Portugal 27 pisos Área total aproximada de 50 000 m 2 518 quartos no total: 360 quartos superiores

Leia mais

Construtivismo. UNICURITIBA Curso de Relações Internacionais Teoria das Relações Internacionais II Professor Rafael Reis

Construtivismo. UNICURITIBA Curso de Relações Internacionais Teoria das Relações Internacionais II Professor Rafael Reis Construtivismo UNICURITIBA Curso de Relações Internacionais Teoria das Relações Internacionais II Professor Rafael Reis - Nicholas Onuf World of Our Making Rules and Rule in Social Theory of International

Leia mais

Porto, 21 de Março 2012. Ventilação e QAI em edifícios

Porto, 21 de Março 2012. Ventilação e QAI em edifícios Porto, 21 de Março 2012 Ventilação e QAI em edifícios ÍNDICE SCE O certificado Método de cálculo Edifícios de habitação Edifícios de serviços Evolução do Sistema de Certificação Energética em Portugal

Leia mais

Alfredo Costa Pereira é Sócio Fundador, sócio Gerente e Chairman das empresas:

Alfredo Costa Pereira é Sócio Fundador, sócio Gerente e Chairman das empresas: Alfredo Costa Pereira é Sócio Fundador, sócio Gerente e Chairman das empresas: GET - A. COSTA PEREIRA/GESTÃO DE ENERGIA TÉRMICA Lda., Engenheiros Consultores RAUL BESSA - AUDICERTA - auditorias energéticas

Leia mais

AVAC na Indústria Farmacêutica

AVAC na Indústria Farmacêutica ENGENHARIA A NA INDÚSTRIA 22 OUTUBRO 2015 AUDITÓRIO DA OE LISBOA AVAC na Indústria Farmacêutica Conceitos, Projecto, Instalação e Operação JOÃO ANTERO CARDOSO (ENGENHEIRO ESPECIALISTA EM ; PROFESSOR NO

Leia mais

Sumário executivo. Em conjunto, as empresas que implementaram

Sumário executivo. Em conjunto, as empresas que implementaram 10 Sumário executivo Conclusões coordenadas pela Deloitte, em articulação com os membros do Grupo de Trabalho da AÇÃO 7 Sumário executivo Em conjunto, as empresas que implementaram estes 17 projetos representam

Leia mais

CONFERÊNCIA INTERNATIONAL ALT.TRACKS Trilhos Alternativos: um novo caminho para menores infratores e suas famílias

CONFERÊNCIA INTERNATIONAL ALT.TRACKS Trilhos Alternativos: um novo caminho para menores infratores e suas famílias CONFERÊNCIA INTERNATIONAL ALT.TRACKS Trilhos Alternativos: um novo caminho para menores infratores e suas famílias 18 de Novembro de 2015 Das 14:00 às 20:00 horas Lisboa, Portugal Hotel Real Parque Lisboa

Leia mais

DESEMPENHO AMBIENTAL DE EDIFÍCIOS METODOLOGIAS E TENDÊNCIAS. Porto, 29 de Abril, 2008 Dia Mundial da Energia

DESEMPENHO AMBIENTAL DE EDIFÍCIOS METODOLOGIAS E TENDÊNCIAS. Porto, 29 de Abril, 2008 Dia Mundial da Energia DESEMPENHO AMBIENTAL DE EDIFÍCIOS METODOLOGIAS E TENDÊNCIAS Porto, 29 de Abril, 2008 Dia Mundial da Energia 1 INTRODUÇÃO INTRODUÇÃO 2 INTRODUÇÃO Também no parque edificado sustentabilidade é um assunto

Leia mais

::ENQUADRAMENTO ::ENQUADRAMENTO::

::ENQUADRAMENTO ::ENQUADRAMENTO:: ::ENQUADRAMENTO:: :: ENQUADRAMENTO :: O actual ambiente de negócios caracteriza-se por rápidas mudanças que envolvem a esfera politica, económica, social e cultural das sociedades. A capacidade de se adaptar

Leia mais

DETERMINAÇÃO DAS CONDIÇÕES DE OPERAÇÃO DE UM SISTEMA DE CLIMATIZAÇÃO COM DISTRIBUIÇÃO DE AR PELO PISO PARA A MELHOR EFETIVIDADE DA VENTILAÇÃO

DETERMINAÇÃO DAS CONDIÇÕES DE OPERAÇÃO DE UM SISTEMA DE CLIMATIZAÇÃO COM DISTRIBUIÇÃO DE AR PELO PISO PARA A MELHOR EFETIVIDADE DA VENTILAÇÃO DETERMINAÇÃO DAS CONDIÇÕES DE OPERAÇÃO DE UM SISTEMA DE CLIMATIZAÇÃO COM DISTRIBUIÇÃO DE AR PELO PISO PARA A MELHOR EFETIVIDADE DA VENTILAÇÃO Renata Maria Marè (1); Brenda Chaves Coelho Leite (2) (1) Departamento

Leia mais

GET Gestão de Energia Térmica Lda. Engenheiros consultores especialistas em engenharia de climatização

GET Gestão de Energia Térmica Lda. Engenheiros consultores especialistas em engenharia de climatização GET Gestão de Energia Térmica Lda. Engenheiros consultores especialistas em engenharia de climatização A empresa GET- Gestão de Energia Térmica Lda. é uma sociedade por quotas fundada em 1985 sendo propriedade

Leia mais

«PRIMEIRAS DEPÊNDENCIAS NO EXTERIOR»

«PRIMEIRAS DEPÊNDENCIAS NO EXTERIOR» «PRIMEIRAS DEPÊNDENCIAS NO EXTERIOR» Criação de dependências da Caixa Geral de Depósitos no estrangeiro Já muito se dissertou sobre a Caixa Geral de Depósitos, desde a sua criação até à sua real vocação,

Leia mais

A Reabilitação Urbana e a Energia na Legislação Nacional e na Gestão Municipal (SIM Porto e. Eduardo de Oliveira Fernandes AdEPorto

A Reabilitação Urbana e a Energia na Legislação Nacional e na Gestão Municipal (SIM Porto e. Eduardo de Oliveira Fernandes AdEPorto A Reabilitação Urbana e a Energia na Legislação Nacional e na Gestão Municipal (SIM Porto e outros ) Eduardo de Oliveira Fernandes AdEPorto 3 de Abril de 2013 INDICE - A importância da Reabilitação - A

Leia mais

TOUREG, 21 de Setembro de 2010. O Modelo sesco. A combinação de eficiência energética e energias renováveis. Check-List e CASOS PRÀTICOS no TURISMO

TOUREG, 21 de Setembro de 2010. O Modelo sesco. A combinação de eficiência energética e energias renováveis. Check-List e CASOS PRÀTICOS no TURISMO TOUREG, 21 de Setembro de 2010 O Modelo sesco - A combinação de eficiência energética e energias renováveis Check-List e CASOS PRÀTICOS no TURISMO CHECK LIST - HOTELARIA - Tem uma factura de energia (electricidade+gás+diesel)

Leia mais

Informações Gerais CIGRÉ-BRASIL

Informações Gerais CIGRÉ-BRASIL XV ERIAC - Boletim nº 03 Realiza Maio/2013 Organiza Realização: Secretaria do XV ERIAC CIGRÉ-BRASIL Comitês Promotores: CIGRÉ Argentina CIGRÉ Brasil CIGRÉ Paraguai Apoio Comitês Nacionais da RIAC ITAIPU

Leia mais

QUALIDADE DO AR INTERIOR

QUALIDADE DO AR INTERIOR QUALIDADE DO AR INTERIOR Opapel dos materiais 07 de Fevereiro de 2009 1 INTRODUÇÃO INTRODUÇÃO 2 INTRODUÇÃO Pré-requisitos / critérios (distribuição por área temática) [%] 23 43 18 29 75% dos pré-requisitos

Leia mais

CARRIER PORTUGAL José Luis Moura Director Comercial www.carrier.pt 917648480 jose-luis.moura@carrier.utc.com

CARRIER PORTUGAL José Luis Moura Director Comercial www.carrier.pt 917648480 jose-luis.moura@carrier.utc.com CARRIER PORTUGAL José Luis Moura Director Comercial www.carrier.pt 917648480 jose-luis.moura@carrier.utc.com 1 EVERGREEN 23XRV CHILLER 15-10- 2009 Jornadas da Ordem dos Engenheiros The Right Chiller for

Leia mais

Consultadoria e Serviços Energéticos, lda ENERGIA PARA A VIDA. Energy for life

Consultadoria e Serviços Energéticos, lda ENERGIA PARA A VIDA. Energy for life ENERGIA PARA A VIDA Energy for life A GREEN SOLUTIONS A ambição de uma empresa não se reflecte nos seus feitos individuais, mas antes na realização de projectos marcantes para sua indústria. O reconhecimento

Leia mais

IISEMANA 13 DE ABRIL / 15H00 SESSÃO DE ABERTURA DA SEMANA DA REABILITAÇÃO URBANA DE LISBOA

IISEMANA 13 DE ABRIL / 15H00 SESSÃO DE ABERTURA DA SEMANA DA REABILITAÇÃO URBANA DE LISBOA INSTITUTO DA CONSTRUÇÃO E DO IMOBILIÁRIO IISEMANA DARE- ABILITAÇÃO ASSIMFOI URBANA 13 DE ABRIL / 15H00 SESSÃO DE ABERTURA DA SEMANA DA REABILITAÇÃO URBANA DE LISBOA C o n f e r ê n c i a s E x p o s i

Leia mais

ARTIGO TÉCNICO. Os objectivos do Projecto passam por:

ARTIGO TÉCNICO. Os objectivos do Projecto passam por: A metodologia do Projecto SMART MED PARKS ARTIGO TÉCNICO O Projecto SMART MED PARKS teve o seu início em Fevereiro de 2013, com o objetivo de facultar uma ferramenta analítica de confiança para apoiar

Leia mais

(Nota: Os eventos que se realizam em Portugal estão a negrito)

(Nota: Os eventos que se realizam em Portugal estão a negrito) (Nota: Os eventos que se realizam em Portugal estão a negrito) 15 Janeiro Ciências Básicas Investigação Científica - Metodologia Workshop Artigo Científico e Comunicação Oral Coimbra 27-28 Janeiro 15th

Leia mais

Curriculum Vitae Francisca Guedes de Oliveira

Curriculum Vitae Francisca Guedes de Oliveira Curriculum Vitae Francisca Guedes de Oliveira Identificação Pessoal Nome: Francisca Rodrigues Sarmento Guedes de Oliveira Data de Nascimento: 29 de Setembro de 1973 Estado Civil: Casada, 3 filhos Morada

Leia mais

Projeto EnerBuiLCA. Life Cycle Assessment for Energy Efficiency in Buildings. Envolvimento de stakeholders em direção à Construção Sustentável

Projeto EnerBuiLCA. Life Cycle Assessment for Energy Efficiency in Buildings. Envolvimento de stakeholders em direção à Construção Sustentável Programa de Cooperação Territorial SUDOE Interreg IV B Projeto EnerBuiLCA Life Cycle Assessment for Energy Efficiency in Buildings Envolvimento de stakeholders em direção à Construção Sustentável Ana Paula

Leia mais

O Armazenamento de Energia Térmica para aquecimento por Calor Latente (P.C.M,s) (Materiais com Mudança de Fase)

O Armazenamento de Energia Térmica para aquecimento por Calor Latente (P.C.M,s) (Materiais com Mudança de Fase) O Armazenamento de Energia Térmica para aquecimento por Calor Latente (P.C.M,s) (Materiais com Mudança de Fase) Por: Alfredo Costa Pereira* Os materiais que mudam de fase (P.C.M,s) armazenam energia mantendo

Leia mais

Bem vindos a este novo passo do projeto CIP - FAZER ACONTECER A REGENERAÇÃO URBANA.

Bem vindos a este novo passo do projeto CIP - FAZER ACONTECER A REGENERAÇÃO URBANA. CIP FAZER ACONTECER A REGENERAÇÃO URBANA UM NOVO PASSO Seminário 16 de abril de 2012 Intervenção do Presidente da CIP Bem vindos a este novo passo do projeto CIP - FAZER ACONTECER A REGENERAÇÃO URBANA.

Leia mais

EFEITOS DA TEMPERATURA OPERATIVA E DO NÍVEL DE CO 2 NO CONSUMO DE ENERGIA EM AMBIENTES ARTIFICIALMENTE CLIMATIZADOS

EFEITOS DA TEMPERATURA OPERATIVA E DO NÍVEL DE CO 2 NO CONSUMO DE ENERGIA EM AMBIENTES ARTIFICIALMENTE CLIMATIZADOS EFEITOS DA TEMPERATURA OPERATIVA E DO NÍVEL DE CO 2 NO CONSUMO DE ENERGIA EM AMBIENTES ARTIFICIALMENTE CLIMATIZADOS Elaine G Ferreira (1) ; Eliane H Suzuki (2) ; Racine T A Prado (3) (1) Escola Politécnica

Leia mais

Plano de Eficiência Energética numa Unidade Industrial

Plano de Eficiência Energética numa Unidade Industrial Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto Plano de Eficiência Energética numa Unidade Industrial Cláudio Filipe Vieira Alves Relatório de Projecto submetido no âmbito do Mestrado Integrado em Engenharia

Leia mais

Conferência Nacional para Energia Solar. Colóquio Solar. Colóquio e Conferência Nacional

Conferência Nacional para Energia Solar. Colóquio Solar. Colóquio e Conferência Nacional Colóquio e Conferência Nacional Encontro técnico-econômico para desenvolvimento e aplicação de projetos de energia solar na matriz energética brasileira Conferência Nacional para Energia Solar 28 de abril

Leia mais

Promoção da energia fotovoltaica (PV) através da otimização da monitorização. Newsletter 3

Promoção da energia fotovoltaica (PV) através da otimização da monitorização. Newsletter 3 Promoção da energia fotovoltaica (PV) através da otimização da monitorização Newsletter 3 Setembro 2014 Introdução O Projeto Promoção da energia fotovoltaica (PV) através da otimização da monitorização

Leia mais

INTERNACIONALIZAÇÃO DAS ECONOMIAS

INTERNACIONALIZAÇÃO DAS ECONOMIAS INTERNACIONALIZAÇÃO DAS ECONOMIAS ANGOLA BRASIL CABO VERDE MOÇAMBIQUE SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE TIMOR LESTE PORTUGAL LISBOA 3 E 4 DE JUNHO 2014 Exmos. Senhores, No seguimento da carta junta, do Sr. Presidente

Leia mais

21/03/2012. Arquitetura e Urbanismo Tópicos Especiais em Preservação Ambiental

21/03/2012. Arquitetura e Urbanismo Tópicos Especiais em Preservação Ambiental Arquitetura e Urbanismo Tópicos Especiais em Preservação Ambiental Prof. João Paulo O LEED (Leadership in Energy and Environmental Design) é um sistema de certificação e orientação ambiental de edificações.

Leia mais

Modelos de cartas. Índice. 1. Modelo de carta acompanhando um documento - Português. pág. 1. 2. Modelo de carta acompanhando um documento - Inglês

Modelos de cartas. Índice. 1. Modelo de carta acompanhando um documento - Português. pág. 1. 2. Modelo de carta acompanhando um documento - Inglês verlag dashofer Edições Profissionais R. Braamcamp n.º 13 2.º 1250-049 Lisboa Tel.: 21 310 19 00 21 315 25 97 Email: info@dashofer.pt Web: www.dashofer.pt Índice 1. Modelo de carta acompanhando um documento

Leia mais

ROBERTO DE SOUZA. Sustentabilidade Conceitos gerais e a realidade no mercado brasileiro da construção

ROBERTO DE SOUZA. Sustentabilidade Conceitos gerais e a realidade no mercado brasileiro da construção ROBERTO DE SOUZA Sustentabilidade Conceitos gerais e a realidade no mercado brasileiro da construção SUSTENABILIDADE www.cte.com.br Roberto de Souza roberto@cte.com.br Empresa atuando há 19 anos na cadeia

Leia mais

Fachadas Bioclimáticas

Fachadas Bioclimáticas Fachadas Bioclimáticas Automatização para maior conforto ambiental e economia de energia Edifício tradicional da rede combate as cargas para garantir o conforto! Natural da rede Interna Cargas Consequências

Leia mais

Medição & Verificação

Medição & Verificação Roteiro de apresentação Medição & Verificação Sua Importância para a Análise de Resultados em uma Operação Conceitos Normas Aplicações Planejamento Estudos t d de Caso Conclusões David Douek, Diretor de

Leia mais

Arquitetura de Museus Frente às Demandas Ambientais

Arquitetura de Museus Frente às Demandas Ambientais Arquitetura de Museus Frente às Demandas Ambientais Marina Byrro Ribeiro Mestre em Conforto Ambiental PROARQ / FAU / UFRJ Doutoranda no PROARQ / FAU / UFRJ Resumo: Em termos de controle e conforto ambientais

Leia mais

Senhora Presidente Senhoras e Senhores Deputados Senhor Presidente e Senhores Membros do Governo

Senhora Presidente Senhoras e Senhores Deputados Senhor Presidente e Senhores Membros do Governo Intervenção do Deputado José Andrade no debate da Interpelação ao Governo Regional sobre o Futuro do Serviço Público de Rádio e Televisão na Região Autónoma dos Açores (PPM) Horta,6 de maio de 2014 Senhora

Leia mais

SIMULAÇÃO ENERGÉTICA DE EDIFICAÇÕES COMERCIAIS UTILIZANDO O SOFTWARE equest

SIMULAÇÃO ENERGÉTICA DE EDIFICAÇÕES COMERCIAIS UTILIZANDO O SOFTWARE equest 16º POSMEC Universidade Federal de Uberlândia Faculdade de Engenharia Mecânica SIMULAÇÃO ENERGÉTICA DE EDIFICAÇÕES COMERCIAIS UTILIZANDO O SOFTWARE equest Felipe Ferreira de Souza Campos felipeferreirasc@yahoo.com.br

Leia mais

Visita a Portugal de D. Gianfranco Ravasi, Presidente do Pontifício Conselho da Cultura O Presidente do Pontifício Conselho da Cultura visitará Portugal a 19 e 20 de Junho. No primeiro dia proferirá em

Leia mais

Transferência de Conhecimento e Tecnologia na Cooperação com os Laboratórios de Engenharia Civil dos PALOP, Timor-Leste e Macau

Transferência de Conhecimento e Tecnologia na Cooperação com os Laboratórios de Engenharia Civil dos PALOP, Timor-Leste e Macau Transferência de Conhecimento e Tecnologia na Cooperação com os Laboratórios de Engenharia Civil dos PALOP, Timor-Leste e Macau Carlos Pina Investigador Coordenador Vice-Presidente do LNEC Conferência

Leia mais

Avaliação da Qualidade do Ar em Piscinas Cobertas

Avaliação da Qualidade do Ar em Piscinas Cobertas Avaliação da Qualidade do Ar em Piscinas Cobertas Aguiar, F.(1); Alves, S.(4); Barreiros, C.(2); Duarte, ME.(2); Pires, AF.(1); Madeira, CP.(2); Mateus, I.(3); Matos, A.(2); Nobre, ML.(1); Noronha V.(2);

Leia mais

(Des)Enlace entre cidadãos e sistemas sociais: em torno dos laços sociais na intervenção dos assistentes sociais.

(Des)Enlace entre cidadãos e sistemas sociais: em torno dos laços sociais na intervenção dos assistentes sociais. 2013 1ª Conferência 20 de Março, das 14:30 às 17:00 h Cidadania em tempos de crise: Implicações para a intervenção educativa, social e comunitária Isabel Menezes. Professora Associada com Agregação da

Leia mais

Instituto de Engenharia de Sistemas e Computadores de Coimbra Institute of Systems Engineering and Computers INESC - Coimbra

Instituto de Engenharia de Sistemas e Computadores de Coimbra Institute of Systems Engineering and Computers INESC - Coimbra Instituto de Engenharia de Sistemas e Computadores de Coimbra Institute of Systems Engineering and Computers INESC - Coimbra António Manuel Almeida António Gomes Martins O RSECE e a Iluminação - Uma contribuição

Leia mais

CSI Europe Álvaro Santos Presidente da Porto Vivo, SRU

CSI Europe Álvaro Santos Presidente da Porto Vivo, SRU Álvaro Santos Presidente da Porto Vivo, SRU José Pacheco Sequeira Núcleo de Estudos e Cooperação http://urbact.eu/csieurope Parceria Internacional + Missão Fazer com que os instrumentos financeiros funcionem

Leia mais

6º Seminário Tecnologia de sistemas prediais

6º Seminário Tecnologia de sistemas prediais 6º Seminário Tecnologia de sistemas prediais Os projetos de sistemas prediais elétricos, de ar condicionado e iluminação com foco para atender requisitos de conservação de energia na etiquetagem do PROCEL/

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO DE PROCESSOS DE CONTROLE AVANÇADOS PARA SISTEMAS DE TRATAMENTO DE AR. Eng. Mauricio de Barros mbarros@consultar.eng.

ESPECIFICAÇÃO DE PROCESSOS DE CONTROLE AVANÇADOS PARA SISTEMAS DE TRATAMENTO DE AR. Eng. Mauricio de Barros mbarros@consultar.eng. ESPECIFICAÇÃO DE PROCESSOS DE CONTROLE AVANÇADOS PARA SISTEMAS DE TRATAMENTO DE AR Eng. Mauricio de Barros mbarros@consultar.eng.br XV Encontro Nacional de Projetistas e Consultores da ABRAVA 23/09/2015

Leia mais

Corinthia Hotel Lisbon - Hotel Energeticamente Eficiente

Corinthia Hotel Lisbon - Hotel Energeticamente Eficiente Corinthia Hotel Lisbon - Hotel Energeticamente Eficiente 1 Corinthia Hotel Lisbon - Hotel Energeticamente Eficiente O Corinthia Hotel Lisbon está implementado num edifício com mais de 30 anos em que a

Leia mais

Erros comuns em sistemas de climatização: #1 - Vazamento de Dutos

Erros comuns em sistemas de climatização: #1 - Vazamento de Dutos Bruno Nassar ASHRAE Member Engenheiro Mecânico - IME Mestrado em Engenharia Mecânica Cláudio Moura Engenheiro Mecânico - IME Mestrado em Engenharia Mecânica Maíra Souza Engenheira Mecânica Atualmente,

Leia mais

A RESPONSABILIDADE SOCIAL E AMBIENTAL PARA UMA INCLUSÃO SUSTENTÁVEL

A RESPONSABILIDADE SOCIAL E AMBIENTAL PARA UMA INCLUSÃO SUSTENTÁVEL A RESPONSABILIDADE SOCIAL E AMBIENTAL PARA UMA INCLUSÃO SUSTENTÁVEL Seminário 19.Novembro.2012 Amadora, Agência Portuguesa do Ambiente Boas Práticas de inclusão Conselho Português para os Refugiados Espaço

Leia mais

Envio de Propostas para Sessões Educacionais

Envio de Propostas para Sessões Educacionais Envio de Propostas para Sessões Educacionais O Greenbuilding Brasil Conferência Internacional e Expo está consolidado como o principal evento de construção sustentável da América Latina. Desde 2010, o

Leia mais

POLÍTICAS PÚBLICAS E QUALIDADE DOS SERVIÇOS PÚBLICOS uma visão comparada Júlio Nabais

POLÍTICAS PÚBLICAS E QUALIDADE DOS SERVIÇOS PÚBLICOS uma visão comparada Júlio Nabais PATROCINADORES OURO Lisboa 28 e 29 Junho 2011 Museu do Oriente POLÍTICAS PÚBLICAS E QUALIDADE DOS SERVIÇOS PÚBLICOS uma visão comparada Qualidade dos serviços Públicos: uma prioridade e uma necessidade

Leia mais

Comissionamento de Infraestrutura. Mauro Faccioni Filho, Dr.Engº.

Comissionamento de Infraestrutura. Mauro Faccioni Filho, Dr.Engº. Comissionamento de Infraestrutura Mauro Faccioni Filho, Dr.Engº. Resumo: O comissionamento é basicamente a confirmação de um processo ou processos. No entanto, há uma falta de conhecimento de como ele

Leia mais

1º Jornada Responsabilidade Social em Portugal. New Atlântica 16 de outubro de 2015

1º Jornada Responsabilidade Social em Portugal. New Atlântica 16 de outubro de 2015 1º Jornada Responsabilidade Social em Portugal New Atlântica 16 de outubro de 2015 AGENDA 1/2 OEIRAS SOLIDÁRIA O que é o POS Objetivos O que fazemos Estrutura Organizativa Potencialidades Tipologia de

Leia mais

Sistema Nacional de Certificação Energética e da Qualidade do Ar Interior nos Edifícios (SCE)

Sistema Nacional de Certificação Energética e da Qualidade do Ar Interior nos Edifícios (SCE) Sistema Nacional de Certificação Energética e da Qualidade do Ar Interior nos Edifícios (SCE) Seminário : Inovação na Construção, Técnicas e Materiais de Construção sustentável Auditório da Associação

Leia mais

Sustentabilidade e conforto ambiental em edificações

Sustentabilidade e conforto ambiental em edificações Sustentabilidade e conforto ambiental em edificações Atualmente, a maior parte da população humana vive em centros urbanos e passa período de tempo significativo no interior de edificações, trabalhando,

Leia mais

Seminário de Empreendedorismo nos Países de. Língua Oficial Portuguesa

Seminário de Empreendedorismo nos Países de. Língua Oficial Portuguesa Seminário de Empreendedorismo nos Países de Angola, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, São Tomé e Príncipe, Timor-Leste e Brasil Empreendedorismo Língua Oficial Portuguesa Dia 22 de Novembro de 2011

Leia mais

MÊS DA ENERGIA - AÇORES

MÊS DA ENERGIA - AÇORES MÊS DA ENERGIA - AÇORES SEMINÁRIO Eficiência Energética Credenciação de Técnicos no âmbito do SCE Fernando Brito Ponta Delgada 6 de Maio de 2008 1 1 COMISSÃO TRIPARTIDA CTAQAI DIRECÇÃO GERAL DE ENERGIA

Leia mais

ENERGIA PARA O DESENVOLVIMENTO DA CPLP

ENERGIA PARA O DESENVOLVIMENTO DA CPLP I CONFERÊNCIA ENERGIA PARA O DESENVOLVIMENTO DA CPLP CADERNO DE CONFERENCISTA ÍNDICE 2 4 6 7 8 9 10 11 12 ENQUADRAMENTO A ENERGIA NA CPLP OBJETIVOS A ENERGIA NA CPLP ESTRUTURA DO EVENTO LOCAL ALTO PATROCÍNIO

Leia mais

ISO 9001 : 2008. De 22/10/2012 a 26/10/2012. Local: Hotel a definir Rio de Janeiro. Carga Horária: 40 horas. Horário: das 8h30min às 17h30min

ISO 9001 : 2008. De 22/10/2012 a 26/10/2012. Local: Hotel a definir Rio de Janeiro. Carga Horária: 40 horas. Horário: das 8h30min às 17h30min ISO 9001 : 2008 Modernização (Retrofit) de Sistemas de Ar Condicionado De 22/10/2012 a 26/10/2012 Local: Hotel a definir Rio de Janeiro Carga Horária: 40 horas Horário: das 8h30min às 17h30min Objetivo:

Leia mais

Pós-Graduação Conservação e Reabilitação do Edificado

Pós-Graduação Conservação e Reabilitação do Edificado Pós-Graduação Conservação e Reabilitação do Edificado Edital 4ª Edição 2012-2013 Barreiro, Julho de 2012 Pós-Graduação Conservação e Reabilitação do Edificado 1 ENQUADRAMENTO A Pós-Graduação em Conservação

Leia mais

Inspecção técnica de edifícios AVALIAÇÃO DO ESTADO DE CONSERVAÇÃO DE EDIFÍCIOS: O QUADRO LEGAL PORTUGUÊS

Inspecção técnica de edifícios AVALIAÇÃO DO ESTADO DE CONSERVAÇÃO DE EDIFÍCIOS: O QUADRO LEGAL PORTUGUÊS Inspecção técnica de edifícios AVALIAÇÃO DO ESTADO DE CONSERVAÇÃO DE EDIFÍCIOS: O QUADRO LEGAL PORTUGUÊS António Vilhena 1, João Branco Pedro 2 e Jorge de Brito 3 (1) Assistente Investigação do Laboratório

Leia mais

2. O Artigo 7.º do DL 78/20006, Exercício da função de perito qualificado, estabelece:

2. O Artigo 7.º do DL 78/20006, Exercício da função de perito qualificado, estabelece: Assunto: SCE Certificação de Competências 1. O Decreto Lei n.º 78/2006, de 4 de Abril, transpõe parcialmente para a ordem jurídica nacional a directiva n.º 2002/91/CE, do parlamento Europeu e do Conselho,

Leia mais

Projetos de Cogeração e Climatização a gás natural Eficiência do sistema. Eng.º J. C. Felamingo (Union Rhac) jcf@unionrhac.com.br

Projetos de Cogeração e Climatização a gás natural Eficiência do sistema. Eng.º J. C. Felamingo (Union Rhac) jcf@unionrhac.com.br Projetos de Cogeração e Climatização a gás natural Eficiência do sistema Eng.º J. C. Felamingo (Union Rhac) jcf@unionrhac.com.br Cogeração: Definição Cogeração é a produção simultânea de energia elétrica

Leia mais

Empreendedorismo não é nem ciência, nem arte! É uma prática! Peter F. Drucker MOVIMENTO EMPREENDA POR FAVOR!

Empreendedorismo não é nem ciência, nem arte! É uma prática! Peter F. Drucker MOVIMENTO EMPREENDA POR FAVOR! Empreendedorismo não é nem ciência, nem arte! É uma prática! Peter F. Drucker Uma organização: O que é? Como surgiu? Objectivos Intervenientes Temas debatidos Experiências de sucesso Galerias de fotos

Leia mais

Lean Management na Indústria Alimentar

Lean Management na Indústria Alimentar Lean Management na Indústria Alimentar de 1.) Introdução O atual desafio colocado às empresas para a sua sobrevivência, demonstra que só aquelas que são ágeis e magras são competitivas nos mercados exigentes

Leia mais

Certificação e Monitorização de Edifícios Públicos Municipais em Cascais

Certificação e Monitorização de Edifícios Públicos Municipais em Cascais Certificação e Monitorização de Edifícios Públicos Municipais em Cascais TECNOFIL Workshop Municípios e Certificação Energética de Edifícios Lisboa, 18 Junho 2009 Objectivos A Agência Cascais Energia é

Leia mais

Estratégia para a Eficiência e Plano de Promoção da Eficiência no Consumo (PPEC)

Estratégia para a Eficiência e Plano de Promoção da Eficiência no Consumo (PPEC) Estratégia para a Eficiência e Plano de Promoção da Eficiência no Consumo (PPEC) Susana Pires Unión Fenosa Comercial Sucursal em Portugal Lisboa, 22 de Maio de 2006 POSICIONAMENTO DA UNION FENOSA VISÃO

Leia mais

NZEB: Iniciativas Internacionais

NZEB: Iniciativas Internacionais NZEB: Iniciativas Internacionais Daniel Aelenei Coimbra, 07 de Dezembro de 2011 Índice Introdução - iniciativas internacionais IEA Joint SHC Task 40/ECBCS Annex 52 - Towards Net Zero Energy Solar Buildings

Leia mais

EVENTO ANUAL DO PO LISBOA Resultados do POR Lisboa e Portugal 2020. Prioridades do FEDER

EVENTO ANUAL DO PO LISBOA Resultados do POR Lisboa e Portugal 2020. Prioridades do FEDER EVENTO ANUAL DO PO LISBOA Resultados do POR Lisboa e Portugal 2020 Prioridades do FEDER Dina Ferreira, Vogal do Conselho Diretivo - Instituto Financeiro para o Desenvolvimento Regional Os novos contornos

Leia mais

Implantação de um Laboratório de Trabalho Colaborativo e de Simulação no CEFET-RJ

Implantação de um Laboratório de Trabalho Colaborativo e de Simulação no CEFET-RJ Implantação de um Laboratório de Trabalho Colaborativo e de Simulação no CEFET-RJ Antonio José C. Pithon (CEFET-RJ) pithon@cefet-rj.br Marina Rodrigues Brochado (CEFET-RJ) marina@cefet-rj.br Resumo Atualmente

Leia mais

AVALIAÇÃO ENERGÉTICA DE UM SISTEMA HÍBRIDO RADIANTE-CONVECTIVO A DOIS-TUBOS, VENTILOCONVECTORES E PAREDES RADIANTES

AVALIAÇÃO ENERGÉTICA DE UM SISTEMA HÍBRIDO RADIANTE-CONVECTIVO A DOIS-TUBOS, VENTILOCONVECTORES E PAREDES RADIANTES AVALIAÇÃO ENERGÉTICA DE UM SISTEMA HÍBRIDO RADIANTE-CONVECTIVO A DOIS-TUBOS, VENTILOCONVECTORES E PAREDES RADIANTES L. Roriz R. Duarte M. Gamboa Instituto Superior Técnico DEM/ICIST Av. Rovisco Pais, 1

Leia mais

O Sistema de Certificação Energética como plataforma integrada de gestão do património edificado

O Sistema de Certificação Energética como plataforma integrada de gestão do património edificado O Sistema de Certificação Energética como plataforma integrada de gestão do património edificado ENERGY FOR SMART CITIES Cascais Painel Built Environment Lisboa, 28 a 30 de Novembro de 2012 Joana Fernandes

Leia mais

PLANO DE FORMAÇÃO 2013

PLANO DE FORMAÇÃO 2013 PLANO DE FORMAÇÃO 2013 código Designação da acção PF1 ENSAIOS EM ACÚSTICA DE EDIFÍCIOS PF2 CÁLCULO DE INCERTEZAS EM ENSAIOS DE ACÚSTICA DE EDIFÍCIOS PF3 MEDIÇÃO E INCERTEZAS EM ENSAIOS DE RUÍDO LABORAL

Leia mais

I Rodada Biotecnológica da UFRJ: Bioprodutos e Metodologias de Análise para o Setor Cosmético

I Rodada Biotecnológica da UFRJ: Bioprodutos e Metodologias de Análise para o Setor Cosmético I Rodada Biotecnológica da UFRJ: Bioprodutos e Metodologias de Análise para o Setor Cosmético 21/11/2014 Parque tecnológico da UFRJ, Rio de Janeiro. A Universidade Federal do Rio de Janeiro UFRJ, através

Leia mais

Victor Ferreira Plataforma Construção Sustentável Entidade Gestora do Cluster Habitat Sustentável

Victor Ferreira Plataforma Construção Sustentável Entidade Gestora do Cluster Habitat Sustentável 2ª CONFERÊNCIA PASSIVHAUS PORTUGAL 2014 29 de Novembro de 2014 Aveiro - Centro Cultural e de Congressos Victor Ferreira Plataforma Construção Sustentável Entidade Gestora do Cluster Habitat Sustentável

Leia mais

II Simpósio Gestão Empresarial e Sustentabilidade 16, 17 e 18 de outubro de 2012, Campo Grande MS

II Simpósio Gestão Empresarial e Sustentabilidade 16, 17 e 18 de outubro de 2012, Campo Grande MS SUSTENTABILIDADE EMPRESARIAL EM AGROINDÚSTRIAS DE MATO GROSSO DO SUL. Diogo Palheta Nery da Silva Área temática: Agronegócio e Sustentabilidade. Tema: Outros temas correlatos 1 INTRODUÇÃO Os assuntos relacionados

Leia mais

Intervenção Fórum de Empresas para a Igualdade de Género 27/03/14. Senhora Presidente da CITE, Dra. Sandra Ribeiro,

Intervenção Fórum de Empresas para a Igualdade de Género 27/03/14. Senhora Presidente da CITE, Dra. Sandra Ribeiro, Intervenção Fórum de Empresas para a Igualdade de Género 27/03/14 Senhor Secretário de Estado do Emprego, meu caro colega Senhora Presidente da CITE, Dra. Sandra Ribeiro, Senhor Vice- Presidente Executivo

Leia mais

FATE-SP Faculdade de Teologia de São Paulo - SP. Concluído em: 26 de novembro de 2009.

FATE-SP Faculdade de Teologia de São Paulo - SP. Concluído em: 26 de novembro de 2009. Curriculum Vitae Resumido Alexandre Dezem Bertozzi Licenciando em Física pelo Unisalesiano-SP 2009; Bacharel em Teologia pela Fate-SP 2009; Licenciado em Matemática pelo Centro Universitário Claretiano

Leia mais

Código de Contratos Públicos. Dois anos de vigência. Ordem dos Engenheiros, 3 de Fevereiro de 2011

Código de Contratos Públicos. Dois anos de vigência. Ordem dos Engenheiros, 3 de Fevereiro de 2011 BASTONÁRIO Código de Contratos Públicos. Dois anos de vigência Ordem dos Engenheiros, 3 de Fevereiro de 2011 Exmo Sr. Presidente da Região Sul, Engº. Carlos Mineiro Aires Exmo. Senhor. Presidente do InCI,

Leia mais

SECRETÁRIA DE ESTADO ADJUNTA E DA DEFESA NACIONAL. Ciberespaço: Liderança, Segurança e Defesa na Sociedade em Rede

SECRETÁRIA DE ESTADO ADJUNTA E DA DEFESA NACIONAL. Ciberespaço: Liderança, Segurança e Defesa na Sociedade em Rede INTERVENÇÃO DA SECRETÁRIA DE ESTADO ADJUNTA E DA DEFESA NACIONAL BERTA DE MELO CABRAL 7º EIN Simpósio Internacional Ciberespaço: Liderança, Segurança e Defesa na Sociedade em Rede Lisboa, Academia Militar,

Leia mais

VII Jornadas Técnicas de Segurança no Trabalho

VII Jornadas Técnicas de Segurança no Trabalho VII Jornadas Técnicas de Segurança no Trabalho Sensibilizar as Pequenas e Médias Empresas para a Segurança no Trabalho A colaboração entre a rede Enterprise Europe Network e a Agência Europeia para a Segurança

Leia mais