UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA Departamento de Economia Rural Curso de Pós-Graduação em Extensão Rural

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA Departamento de Economia Rural Curso de Pós-Graduação em Extensão Rural"

Transcrição

1 UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA Departamento de Economia Rural Curso de Pós-Graduação em Extensão Rural PERFIL DOS PROFESSORES, PRODUÇÃO E TEMAS DE PESQUISA ANA LOUISE DE CARVALHO FIÚZA Formação: - Licenciatura e Bacharelado em Ciências Sociais pela Universidade Federal de Juiz de Fora, em 1991 e 1992, respectivamente. - Especialização em Ciências da Religião, também, na Universidade Federal de Juiz de Fora em Mestrado em Extensão Rural pela Universidade Federal de Viçosa, em Doutorado em Desenvolvimento, Agricultura e Sociedade, na Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro em Sociologia Rural - Graduação e Mestrado Metodologia Científica - Graduação Relações de Gênero no Meio Rural - Mestrado 1) Vieses de gênero na formação dos profissionais da área de Ciências Agrárias; 2) Vieses de gênero na produção e difusão de tecnologias para o meio rural; 3) A situação da mulher e do jovem no meio rural; 4) As transformações no processo sucessório na agricultura familiar. 5) As transformações religiosas no novo rural brasileiro. 6) Novas institucionalidades no meio rural brasileiro O currículo como instrumento da formação profissional do técnico em agropecuária: o caso da Central de Ensino e Desenvolvimento Agrário de Florestal-MG O campo religioso em transformação no meio rural de Viçosa-MG Desenvolvimento Territorial na Serra do Brigadeiro: Processos de Construção Social de uma política pública As práticas extensionistas da EMATER-MG sob uma perspectiva de gênero: o caso da regional de Viçosa-MG Os jovens do Assentamento Poções em Rialma - Goiás e o campo de possibilidades para os seus projetos de vida O processo de construção da participação no Conselho Municipal de Desenvolvimento Rural Sustentável do Município de Viçosa - MG O consumo de produtos orgânicos como fator de distinção social: o caso de Viçosa/MG. Orientações em andamento O processo sucessório no Oeste de Santa Catarina O processo sucessório nas unidades de leite em Leopoldina - MG A produção e a apropriação tecnológica das pesquisas da área de Ciências

2 Agrárias da UFV O processo de construção da identidade do estudante de agronomia Modernização agrícola e produção tecnológica: empresas incubadoras e graduadas pelo Centro Tecnológico de Desenvolvimento Regional de Viçosa. Scientia Agraria (UFPR), v. 1, p Relações de gênero no garimpo de Capoeirana, MG. Oikos (Viçosa), v A extensão rural e a difusão tecnológica para as mulheres. Anais da SOBER FERNANDA HENRIQUE CUPERTINO ALCÂNTARA -Graduação em Ciências Sociais pela UFJF (2002) - Mestrado e Doutorado em Sociologia pelo IUPERJ ( ). -É graduanda em Direito pela ESUV (Viçosa). Teoria Sociológica - Mestrado Teoria Cooperativista II - Graduação Economia Solidária I - Graduação Estado e Políticas Públicas - Mestrado Livro: Os clássicos no cotidiano. São Paulo: Arte & Ciência FRANCE MARIA GONTIJO COELHO - Graduação em História pela Universidade Federal de Minas Gerais (1979); - Especialização em Educação, pela FAE/UFMG (1986); - Mestrado em Extensão Rural, pela Universidade Federal de Viçosa (1992) - Doutorado em Sociologia da Ciência e Tecnologia, pela Universidade de Brasília (1999). Pedagogia da Ação Extensionista - Mestrado Extensão Rural Graduação Conhecimentos e Intervenções Sociais - Mestrado - Epistemologia, História e Sociologia da ciência, técnica e tecnologia - Etnociência. - Educação e sociedade: educação do campo, ensino técnico e profissões - Reforma agrária e assentamentos rurais. - Agroecologia e Homeopatia na Agropecuária: teoria e métodos Um estudo exploratório do Serviço de Assessoria Técnica, Social e Ambiental à Reforma Agrária (ATES) em Minas Gerais Experiências de formação da FETAG-RJ: educação do campo em questão A Assessoria Técnica, Social e Ambiental e a prática extensionista da

3 Copserviços no sudeste do Pará Um estudo exploratório sobre a Escola Rural em Viçosa-MG: saberes e práticas docentes Representações do rural por uma comunidade escolar numa escola rural História, identidade e memória no assentamento Aruega-MG O rural na Veja: linguagem, imagem e poder Etnociência, Agroecologia e Homeopatia para o desenvolvimento sustentável da agricultura familiar Bolsa EXP/CT-AGRO Epidemiologia, sanidade animal e coordenação de trabalho de campo. (Veterinário) Etnociência, Agroecologia e Homeopatia para o desenvolvimento sustentável da agricultura familiar Bolsa EXP/CT-AGRO Recuperação de área degradada e monodominância da Aroeira (Myracrodruon urundeuva) (Engenheiro Florestal) Etnociência, Agroecologia e Homeopatia para o desenvolvimento sustentável da agricultura familiar Bolsa EXP/CT-AGRO Planejamento e uso do solo, orientações agronômicas e pesquisas para superação de limites ambientais (Agrônomo) Etnociência, Agroecologia e Homeopatia para o desenvolvimento sustentável da agricultura familiar Bolsa EXP/CT-AGRO Organização de grupo de mulheres: saúde coletiva, pluriatividade e multifuncionalidade em assentamento rural. (Engenheira Florestal) Reserva Extrativista Chico Mendes AC: desafios de gestão. (mestrado Extensão Rural) Impasses legais diante dos limites ambientais postos pela monodominância da Aroeira ((Myracrodruon urundeuva Fr. All.) na região do médio Rio doce MG (IC- PIBIC CNPq) 2009 Extensão Rural para agricultores assentados e o perfil dos extensionistas para esse serviço : o Estado brasileiro em novas roupagens. 12º Encontro de Geógrafos de América Latina. 3 a 7 de abril de 2009, Montevidéo, Uruguay. (CD) 2009 Monodominância de Aroeira e degradação ambiental em agroecosistemas no médio rio Doce mineiro. Anais do 4º Encontro Rede CTI-Doce. Jun 2009 (CD) 2009 Aspectos sociais do fomento florestal no Estado do Espírito Santo. Cerne. Lavras. V.15.n.2, p abr-jun Memória, terra dissensões e identidade: as duras penas de uma conquista. Contemporâneos: Revista de Artes e Humanidades, v. 4, p Cooperativismo de base solidária: uma experiência de incubação que pode dar certo. Revista da Micro e Pequena Empresa, v. 2, p Quantificação das áreas de preservação permanente e de reserva legal em propriedades da bacia do Rio Pomba-MG. Revista Árvore, v. 32, p FRANKLIN DANIEL ROTHMAN -Possui graduação em Letras pelo Brooklyn College, da City University of New York (1965) -Mestrado em Artes Em História América Latina pela University of California (1966) -Mestrado em Ciências Em Sociologia pela University of Wisconsin - Madison (1991), -Doutorado em Sociologia pela University of Wisconsin - Madison (1993) -Pós-doutorado pela University of California at Santa Cruz (2000)

4 Desenvolvimento de Comunidade - Graduação Movimentos Sociais - Mestrado Sociologia do Desenvolvimento - Mestrado - Movimento dos atingidos por barragens. - Movimentos sociais - Conflitos Ambientais e Justiça Ambiental - Desenvolvimento Rural Participativo 2008-A representação do Movimento dos Atingidos por Barragens na imprensa escrita: o caso da Hidrelétrica Candonga/MG A Usina Hidrelétrica Cachoeira do Emboque-MG: O Significado da Barragem para os Atingidos Cooperativa de assessoria em assentamentos de reforma agrária - formas de intervenção e ações coletivas: a Cedro e o assentamento Capelinha A análise das ações das organizações de agricultura familiar no município de Espera Feliz e sua relação com as políticas públicas de desenvolvimento rural Extensão Universitária: Caminhos e Descaminhos do Programa Teia 2008-Arquidiocese de Mariana, Teologia da Libertação e Emergência do Movimento dos Atingidos por Barragens do Alto Rio Doce (MG). Politica & Sociedade, v. 7, p KLEMENS AUGUSTINUS LASCHEFSKI -Mestrado em Geografia - Universitat Heidelberg (Ruprecht-Karls) (1992) -Doutorado em Geografia - Universitat Heidelberg (Ruprecht-Karls) (2002) - Conflitos ambientais As relações artesanais e o estimulo do desenvolvimento local no Brasil, Gouveia - MG e outras diferentes escalas Segregação social como externalização de conflitos ambientais: a elitização do meio ambiente na APA-Sul, Região Metropolitana de Belo Horizonte. Ambiente e Sociedade (Campinas), v. 11, p Der Klimaschutz ist nur vorgeschoben. Ambiente e Sociedade (Campinas), v. 396, p Weltmarkt für Bioenergie: Ein grüner Imperialismus? - Erfahrungen aus Brasilien. Z. Zeitschrift marxistische Erneuerung, v. 71, p JOSÉ AMBRÓSIO FERREIRA NETO -Graduação em Ciencias Sociais pela Universidade Federal de Minas Gerais (1992) -Mestrado em Extensão Rural - Departamento de Economia Rural (1994)

5 -Doutorado em Desenvolvimento,Agricultura e Sociedade pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (1999). -Atualmente está em estágio Pós-doutoral no LABORATE da Universidade de Santiago de Compostela, Lugo, Galicia, Espanha Sociologia do Trabalho - Graduação - Sistema de Geoprocessamento Participativo (PGIS) e organização territorial - Assentamentos rurais - Reforma Agrária - Políticas públicas para o meio rural - Ações coletivas no meio rural 2009-Trabalho e produção agrícola em assentamentos rurais no município de Pium - TO A construção social da agroecologia no Assentamento Tapera, em Riacho dos Mahados, MG 2008-A questão da ideologia na formação pedagógica nos assentamentos rurais 2008-O PRONAF e o Programa de Aquisição de Alimentos: instrumentos de desenvolvimento da agricultura familiar no município de Petrolina PE 2008-Ação coletiva nas organizações cooperativas: o caso da Cooperativa de Laticínios Vale do Mucuri Ltda, em Carlos Chagas MG Tem dia que a gente é Sem- Terra, tem dia que não dá" : as diferentes visões sociais de mundo no interior do espaço escolar de um assentamento rural Para além do rio: a relação entre o CEFET - Petrolina e contexto rural de sequeiro O ordenamento territorial em assentamentos rurais: uma análise utilizando algoritmos genéticos Reforma agrária e a dinâmica socioeconômica dos assentamentos rurais no Sul do Espírito Santo Assentamentos Rurais e Meio Ambiente em Minas Gerais. Ação Ambiental (UFV), v. 40, p Eficiência técnica dos produtores de leite em Assentados Rurais da Reforma Agrária. Revista de Economia e Agronegócio, v. 6, p Características microscópicas de queijos produzidos em assentamentos de MG. Indústria de Laticínios, v. 4, p JOSÉ BENEDITO PINHO Comunicação Organizacional Marketing em Organizações Sociais O complexo Agroindustrial e o Marketing Rural Mídia e comunicação para o meio rural Tecnologias da informação em instituições que atuam no meio rural Mídia e meio ambiente: análise do discurso dos jornais mineiros A extensão rural e as tecnologias da informação e comunicação - possibilidades e

6 limites de utilização Comunicação brasileira no século XXI - Intercom: ação, reflexão. 1. ed. Intercom: São Paulo-SP, v p Publicidade, propaganda institucional e relações públicas nas empresas. In: Boanerges Lopes. (Org.). Gestão em comunicação empresarial: teoria e técnica. 1 ed. Juiz de Fora-MG: Produtora Multimeios, 2007, v. 1, p O impacto das indústrias digitais nos processos de mediaão simbólica. In: José Marques de Melo; Osvando J. de Morais. (Org.). Mercado e comunicação na sociedade digital. 1 ed. São Paulo-SP/Santos-SP: Intercom/Unisanta/Unisantos/Unimonte, 2007, v. 1, p JOSÉ NORBERTO MUNIZ -Graduado em Ciências Sociais pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (1970) -Mestrado em Sociologia Rural pela Universidade de São Paulo (1974) -Ph. D. em Sociologia, pela Michigan State University (1980) -Post-Doctor, como Fulbright Scholar, pela University of Kentucky (1985). Metodologia de Pesquisa Graduação Geração de Tecnologia - Mestrado Metodologia de Pesquisa I - Mestrado Metodologia de Pesquisa II - Mestrado - Programas de intervenção social e pesquisa de avaliação - Geração e difusão de tecnologia para o meio rural - Sistema de inovações e extensão rural - Sistema de C&T&I e novas ocupações Construção de um modelo integrado de manejo de recursos para sustentabilidade: o uso energético da madeira Pluriatividade entre produtores de leite de Guiricema e Ubá: reflexões para a ação extensionista Produção de leite com qualidade em áreas de assentamentos: proposições de intervenção como inovação Amazônia Transnacional: as redes ambientais na internet e a padronização da natureza 2009 Identificações de indicadores sócio-institucionais na caracterização de sistemas agroecológicos A extensão rural e o programa de intervenção junto às populações indígenas Avaliação de resultados da extensão rural pública no Estado de Minas Gerais. Revista Ceres 56(3): As Unidades de Conservação na dependência da vontade da gestão pública. Ação Ambiental (UFV), v. 40, p ,

7 2008- Os objetivos e as Estratégias de Participação do Público-Alvo nos Projetos de Desenvolvimento Rural. O&S. Organizações & Sociedade, v. 15, p Uso dos Referenciais de Amantya Sen na Análise das Intervenções de Desenvolvimento Rural. Perspectivas Contemporâneas, v. 2, p Livros publicados no triênio 2007, 2008 e Produção de leite com qualidade em projeto de assentamento: a intervenção como inovação. Juiz de Fora: Embrapa gado de leite A Extensão Rural Pública e seus impactos no desenvolvimento municipal sustentável. Brasília: ASBRAER. MARCELO MINÁ DIAS -Engenheiro Agronômo graduado pela Universidade Federal da Paraíba (1991) - Mestre em Extensão Rural pela Universidade Federal de Santa Maria (1998) - Doutor em Desenvolvimento, Agricultura e Sociedade pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (2004). Gestão de Projetos de Pesquisa - Mestrado Estado e Políticas Públicas - Mestrado Sociologia Política das Sociedades Agrárias - Políticas de desenvolvimento para o meio rural - Juventude rural - Agricultura familiar - Agroecologia - Formação dos profissionais que atuam no meio rural Pescadores artesanais e políticas públicas: o Pronaf em Anchieta-ES 2009 Ser jovem e ser agricultor: a agricultura familiar como perspectiva e projeto de vida para filhos e filhas de agricultores do município de Anchieta-ES O Pronaf no município de Tocantins-MG: um estudo a partir das motivações dos agricultores familiares para contratar recursos do programa Agroecologia e formas camponesas de agricultura familiar em dois municípios da Zona da Mata de Minas Gerais A formação do agrônomo como agente de promoção do desenvolvimento. Extensão Rural (Santa Maria), v. 15, p Políticas públicas de extensão rural e inovações conceituais: limites e potencialidades. Perspectivas em Políticas Públicas, v. 1, p As mudanças de direcionamento da Pnater (Política Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural) em face do difusionismo. Oikos (Viçosa), v. 18, p MARIA IZABEL BOTELHO -Possui graduação em Ciências Econômicas pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (1980) -Mestrado em Sociologia pela Universidade Estadual de Campinas (1992) -Doutorado em Sociologia pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (1999). Pós-Doutorado???

8 Campesinato, Cultura e Sociedade - Mestrado Sociologia Rural - Graduação Economia solidária Cooperativismo Relações jurídicas no meio rural 2007-Uma análise sócio-jurídica da parceria em Ervália-MG 2007-Economia Solidária, velhas idéias, novos sentidos: o caso da Associação Mãos Mineiras MG 2007-Ações de guerra sem o uso de armas: o Serviço Especial de Saúde Pública no Vale do Rio Doce/MG 2007-A parceria na zona da mata mineira: um olhar sobre os contratos Uma experiência de Economia Solidária 2007-O Serviço Especial de Saúde Pública na zona rural do Médio Rio Doce: o combate e prevenção de endemias O papel dos recursos públicos nos projetos de extensão universitária de geração de trabalho e renda 2009-Representações Sociais Sobre Alimentação da Nutriz. Ciência & Saúde Coletiva, v. 1, p Trabalho destruído e funcionalização do lazer: possíveis relações em tempos de alta modernidade. Movimento (Porto Alegre), v. 14, p Liderança Carismática, Poder e Política Local. Oikos (Viçosa), v. 18, p NORA BEATRIZ PRESNO AMODEO -Graduação em Agronomia - UDELAR, Uruguay (1984) -Mestrado em Desenvolvimento Agrícola e Rural - ISS, Holanda (1994) -Doutorado em Desenvolvimento, Agricultura e Sociedade pela UFRuralRJ (1999). Educação Cooperativista II Tipologia Cooperativista - Cooperativismo Análise da capacitação oferecida pelo Sescoop/MG sob a ótica de sua adequação como ferramenta de gestão social e empresarial das cooperativas agrárias e de agricultura familiar Marco legal, relações socioeconômicas, culturais e meio ambiente: o caso da cooperativa garimpeira de Município de Estrela do Sul/MG Novas tecnologias e percepção de risco: análise das opiniões sobre transgênicos publicadas na imprensa brasileira ( ) ECOSOL: Para além do crédito Representação do rural na publicidade Garimpo e cooperativas: a incompatibilidade entre dois mundos. In: V Encontro de Pesquisadores Latino-americanos de Cooperativismo, 2008, Ribeirão Preto - São

9 Paulo. Anais do V Encontro de Pesquisadores Latino-americanos de Cooperativismo: movimento cooperativo, transnacionalização e identidade cooperativa na América Latina. Ribeirão Preto : FEARP/USP As armadilhsa da participação: os desafios da extensão rural como ferramenta de desenvolvimento. Oikos (Viçosa), v. 18, p Contribución de la educación cooperativa para los procesos de desarrollo rural. In: Edelmira Perez C.. (Org.). La Enseñanza del Desarrollo Rural enfoques y perspectivas. Bogotá: Fundación Cultural Javeriana de Artes Gráficas, v., p SHEILA MARIA DOULA -Graduação em Ciências Sociais pela Universidade de São Paulo (1984) -Mestrado em Antropologia Social pela Universidade de São Paulo (1991) -Doutorado em Antropologia Social pela Universidade de São Paulo (1997) Antropologia e Arte - Graduação Ciências Sociais e Ambiente - Graduação Antropologia Social Pós-graduação Teoria das Representações Coletivas Pós-graduação - Cultura no meio rural - Políticas culturais para o meio rural - Mediadores sociais e cultura - Cultura e juventude no meio rural - Cultura quilombola Quilombos: entre o processo de reconhecimento e a construção da comunidade negra rural de Santo Antonio dos Pinheiros Altos, Piranga MG Entre a colher e a enxada: interfaces entre alimentação e cultura dos quilombolas de Piranga MG Sem Terra, Sem Teto e Morador de Rua: a rurbanidade e a construção da representação social sobre o rural na região metropolitana de Belo Horizonte As relações de trocas materiais e simbólicas no mercado municipal de Araçuaí- MG Novas tecnologias e percepção de risco: análise das opiniões sobre transgênicos publicadas na imprensa brasileira ( ) Movimentos sociais, apropriação das tecnologias da informação e comunicação e a centralidade na rede da Coordinadora Latinoamericana de Organizaciones del Campo 2009 Para além da tinta e da madeira - A mediação social com a juventude através das políticas públicas de patrimônio em uma cidade rural Entre o som do tambor e as mãos que modelam o cotidiano uma análise do processo produtivo do artesanato em cerâmica e madeira do Vale do Jequitinhonha-MG Conflitos de família em Cabrobó - PE: um estudo sobre a configuração das "Intrigas" e "Questões" mediante as intervenções do Estado Representações de saúde e doença mental de trabalhadores rurais: uma abordagem interdisciplinar entre medicina, antropologia e extensão rural Novos atores, outras imagens: a representação de conflitos rurais no cinema

10 brasileiro atual O Jequitinhonha nas páginas do jornal Geraes cultura e territorialidade (Contemporâneos), vol. 4, Sempre tem milho no meu fogão a lenha cores e sabores da alimentação quilombola de Piranga-MG. Cartilha. CEDEFES A descrição etnográfica. Fragmentos de Cultura (Goiânia), v. 17, p Políticas públicas e quilombolas: questões para debate e desafios à prática extensionista. Extensão Rural (Santa Maria), v. XVI, p A politização da agroecologia: uma reflexão crítica. Oikos (Viçosa), v. 18, p Grupo de Pesquisa Coordenadora do PAIOL Grupo de Pesquisa em Cultura e Políticas Culturais no Meio Rural.

1ª Retificação do Edital Nº 024/2015

1ª Retificação do Edital Nº 024/2015 1ª Retificação do Edital Nº 024/2015 O Diretor Geral do Câmpus Juiz de Fora do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sudeste de Minas Gerais (IF Sudeste MG), no uso de suas atribuições

Leia mais

Desafios da Extensão Rural e dos Programas de Pós-graduação no Brasil

Desafios da Extensão Rural e dos Programas de Pós-graduação no Brasil Desafios da Extensão Rural e dos Programas de Pós-graduação no Brasil Sheila Maria Doula Ana Louise de Carvalho Fiuza Wander Torres Costa Alexandra Santos Programa de Pós-graduação e Extensão Rural UFV/Brasil

Leia mais

EMATER RS. Seminário. A Extensão Rural Pública e Seus Impactos no Desenvolvimento Municipal Sustentável

EMATER RS. Seminário. A Extensão Rural Pública e Seus Impactos no Desenvolvimento Municipal Sustentável Seminário A Extensão Rural Pública e Seus Impactos no Desenvolvimento Municipal Sustentável e Mário Augusto Ribas do Nascimento Presidente da EMATER/RS Associação Riograndense de Empreendimentos de Assistência

Leia mais

POR UMA CIÊNCIA AGRONÔMICA: caminhos para a formação sistêmica nas ciências agrárias

POR UMA CIÊNCIA AGRONÔMICA: caminhos para a formação sistêmica nas ciências agrárias POR UMA CIÊNCIA AGRONÔMICA: caminhos para a formação sistêmica nas ciências agrárias Aquiles Simões Universidade Federal do Pará COMPREENDER UMA REALIDADE AGRÁRIA EM SUA DIVERSIDADE, OS DIFERENTES MODOS

Leia mais

DILMA ROUSSEFF Presidenta da República. PATRUS ANANIAS Ministro do Desenvolvimento Agrário

DILMA ROUSSEFF Presidenta da República. PATRUS ANANIAS Ministro do Desenvolvimento Agrário DILMA ROUSSEFF Presidenta da República PATRUS ANANIAS Ministro do Desenvolvimento Agrário MARIA FERNANDA RAMOS COELHO Secretária Executiva do Ministério do Desenvolvimento Agrário MARIA LÚCIA DE OLIVEIRA

Leia mais

As Escolas Famílias Agrícolas do Território Rural da Serra do Brigadeiro

As Escolas Famílias Agrícolas do Território Rural da Serra do Brigadeiro As Escolas Famílias Agrícolas do Território Rural da Serra do Brigadeiro VIEIRA, Tatiana da Rocha UFV - pedagogia_tati@yahoo.com.br BARBOSA, Willer Araújo UFV- wbarbosa@ufv.br Resumo: O trabalho apresentado

Leia mais

GESTÃO DA COMUNICAÇÃO NAS ATIVIDADES CRIATIVAS E CULTURAIS. Proposta de curso. Edição 2014.

GESTÃO DA COMUNICAÇÃO NAS ATIVIDADES CRIATIVAS E CULTURAIS. Proposta de curso. Edição 2014. GESTÃO DA COMUNICAÇÃO NAS ATIVIDADES CRIATIVAS E CULTURAIS Proposta de curso Edição 2014. DADOS DE IDENTIFICAÇÃO Título: Gestão da Comunicação nas Atividades Criativas e Culturais Local de realização:

Leia mais

Prof. Ribamar Furtado-Unilab/UFC 6/18/2012

Prof. Ribamar Furtado-Unilab/UFC 6/18/2012 Prof. Ribamar Furtado-Unilab/UFC 6/18/2012 Fortaleza (CE), 31 de Maio de 2012 A situação problema O que é PNATER? Qual a característica (perfil) do profissional da PNATER? Qual o contexto da atuação profissional?

Leia mais

AÇÕES AGROECOLÓGICAS E DESENVOLVIMENTO RURAL: PRÁTICAS SUSTENTÁVEIS NO ASSENTAMENTO PRIMEIRO DO SUL CAMPO DO MEIO, MG. Área Temática: Meio Ambiente

AÇÕES AGROECOLÓGICAS E DESENVOLVIMENTO RURAL: PRÁTICAS SUSTENTÁVEIS NO ASSENTAMENTO PRIMEIRO DO SUL CAMPO DO MEIO, MG. Área Temática: Meio Ambiente AÇÕES AGROECOLÓGICAS E DESENVOLVIMENTO RURAL: PRÁTICAS SUSTENTÁVEIS NO ASSENTAMENTO PRIMEIRO DO SUL CAMPO DO MEIO, MG Área Temática: Meio Ambiente Responsável pelo trabalho: Artur Leonardo Andrade Universidade

Leia mais

PROJETOS ÁREA COMUNICAÇÃO

PROJETOS ÁREA COMUNICAÇÃO Comunicação Christina Ferraz Musse estratégica Comunicação Social para grupos de economia popular solidária de Juiz de Fora e região (Núcleo de Comunicação Social da INTECOOP/ UFJF) Website da Liga Acadêmica

Leia mais

PROGRAMA DE INTERCÂMBIO INTERNACIONAL PARA PÓS-GRADUAÇÃO AUGM PMEP ANEXO II DA OFERTA UNIVERSIDAD NACIONAL DE CÓRDOBA (ARGENTINA)

PROGRAMA DE INTERCÂMBIO INTERNACIONAL PARA PÓS-GRADUAÇÃO AUGM PMEP ANEXO II DA OFERTA UNIVERSIDAD NACIONAL DE CÓRDOBA (ARGENTINA) PROGRAMA DE INTERCÂMBIO INTERNACIONAL PARA PÓS-GRADUAÇÃO AUGM PMEP ANEXO II DA OFERTA UNIVERSIDAD NACIONAL DE CÓRDOBA (ARGENTINA) Análise e Processamento de Imagens Antropologia Ciência e Tecnologia dos

Leia mais

Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial

Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial 0352 Abastecimento Agroalimentar 22000 1049 Acesso à Alimentação 0351 Agricultura Familiar - PRONAF 1215 Alimentação Saudável 1016 Artesanato Brasileiro 28000 0135 Assentamentos Sustentáveis para Trabalhadores

Leia mais

E-mail: Currículo lattes:

E-mail: Currículo lattes: CORPO DOCENTE DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO COM LINHAS ESPECÍFICAS EM AGRONEGÓCIOS E GESTÃO AMBIENTAL Adalberto Wolmer do Nascimento Silva (Especialista) Regime de Trabalho: Tempo Parcial Área de Conhecimento:

Leia mais

Faço saber que a Assembléia Legislativa do Estado do Tocantins decreta e eu sanciono a seguinte Lei:

Faço saber que a Assembléia Legislativa do Estado do Tocantins decreta e eu sanciono a seguinte Lei: LEI Nº 1.374, DE 08 DE ABRIL DE 2003. Publicado no Diário Oficial nº 1.425. Dispõe sobre a Política Estadual de Educação Ambiental e adota outras providências. O Governador do Estado do Tocantins Faço

Leia mais

Universidade e Desenvolvimento Rural: Mestrado em Desenvolvimento Rural na Universidade da Extremadura

Universidade e Desenvolvimento Rural: Mestrado em Desenvolvimento Rural na Universidade da Extremadura Facultad de Filosofía y Letras DEPARTAMENTO DE ARTE Y CIENCIAS DEL TERRITORIO Campus Universitario 10071-Cáceres SEMINÁRIO IBÉRICO COMBATE À DESERTIFICAÇAO, ABANDONO RURAL E DESPOVOAMENTO INTERVENÇOES

Leia mais

ESTRUTURA CURRICULAR DO CURSO DE DESENVOLVIMENTO RURAL E SEGURANÇA ALIMENTAR

ESTRUTURA CURRICULAR DO CURSO DE DESENVOLVIMENTO RURAL E SEGURANÇA ALIMENTAR MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DA INTEGRAÇÃO LATINO-AMERICANA PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO ESTRUTURA CURRICULAR DO CURSO DE DESENVOLVIMENTO RURAL E SEGURANÇA ALIMENTAR CÓDIGOS SIGAA COMPONENTES

Leia mais

CONTEÚDOS DE GEOGRAFIA PARA O ENSINO FUNDAMENTAL COM BASE NOS PARÂMETROS CURRICULARES DO ESTADO DE PERNAMBUCO

CONTEÚDOS DE GEOGRAFIA PARA O ENSINO FUNDAMENTAL COM BASE NOS PARÂMETROS CURRICULARES DO ESTADO DE PERNAMBUCO DE GEOGRAFIA PARA O ENSINO FUNDAMENTAL COM BASE NOS PARÂMETROS CURRICULARES DO ESTADO DE PERNAMBUCO GOVERNADOR DE PERNAMBUCO João Lyra Neto SECRETÁRIO DE EDUCAÇÃO E ESPORTES Ricardo Dantas SECRETÁRIA EXECUTIVA

Leia mais

DINÂMICA CURRICULAR DO CURSO DE PEDAGOGIA - 2008. Disciplinas Teórica Prática Estágio Total. 1º Período

DINÂMICA CURRICULAR DO CURSO DE PEDAGOGIA - 2008. Disciplinas Teórica Prática Estágio Total. 1º Período MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Universidade Federal de Alfenas. UNIFAL-MG Rua Gabriel Monteiro da Silva, 700. Alfenas/MG. CEP 37130-000 Fone: (35) 3299-1000. Fax: (35) 3299-1063 DINÂMICA CURRICULAR DO CURSO DE

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO MARKETING E COMUNICAÇÃO DE MODA

PÓS-GRADUAÇÃO MARKETING E COMUNICAÇÃO DE MODA PÓS-GRADUAÇÃO MARKETING E COMUNICAÇÃO DE MODA Coordenadora: Gláucia Centeno 13/04/2015 > 09/2016 400 horas Idioma: Português Aulas: Segundas e quartas das 19h30 às 22h30 PÚBLICO-ALVO Profissionais com

Leia mais

JUVENTUDE RURAL E INTERVIVÊNCIA UNIVERSITÁRIA: CAMINHOS DE UMA CONSTRUÇÃO PARA SUSTENTABILIDADE

JUVENTUDE RURAL E INTERVIVÊNCIA UNIVERSITÁRIA: CAMINHOS DE UMA CONSTRUÇÃO PARA SUSTENTABILIDADE JUVENTUDE RURAL E INTERVIVÊNCIA UNIVERSITÁRIA: CAMINHOS DE UMA CONSTRUÇÃO PARA SUSTENTABILIDADE Ana Jéssica Soares Barbosa¹ Graduanda em Ciências Agrárias ajsbarbosa_lca@hotmail.com Centro de Ciências

Leia mais

A EXTENSÃO RURAL NA REGIÃO SUL: PERSPECTIVA E SITUAÇÃO DOS PAÍSES BRASIL

A EXTENSÃO RURAL NA REGIÃO SUL: PERSPECTIVA E SITUAÇÃO DOS PAÍSES BRASIL A EXTENSÃO RURAL NA REGIÃO SUL: PERSPECTIVA E SITUAÇÃO DOS PAÍSES BRASIL Argileu Martins da Silva Secretário Adjunto/Diretor do DATER A FASE DA INOVAÇÃO Um Jeep, um homem, uma mulher desafiam os costumes

Leia mais

UFV Catálogo de Graduação 2014 383 COMUNICAÇÃO SOCIAL - JORNALISMO. COORDENADORA Mariana Lopes Bretas marianabretas@ufv.br

UFV Catálogo de Graduação 2014 383 COMUNICAÇÃO SOCIAL - JORNALISMO. COORDENADORA Mariana Lopes Bretas marianabretas@ufv.br UFV Catálogo de Graduação 2014 383 COMUNICAÇÃO SOCIAL - JORNALISMO COORDENADORA Mariana Lopes Bretas marianabretas@ufv.br 384 Currículos dos Cursos do CCH UFV Bacharelado ATUAÇÃO O jornalista é um profissional

Leia mais

CORPO DOCENTE DO CURSO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL RELAÇÕES PÚBLICAS

CORPO DOCENTE DO CURSO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL RELAÇÕES PÚBLICAS CORPO DOCENTE DO CURSO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL RELAÇÕES PÚBLICAS Alcyr de Morisson Faria Neto (Especialista) Regime de Trabalho: Área de conhecimento: Engenharia Qualificação profissional: Arquitetura e

Leia mais

Inserção da Agricultura Familiar na Alimentação Escolar. Estratégia e Políticas Públicas de Apoio da SAF/MDA

Inserção da Agricultura Familiar na Alimentação Escolar. Estratégia e Políticas Públicas de Apoio da SAF/MDA Inserção da Agricultura Familiar na Alimentação Escolar Estratégia e Políticas Públicas de Apoio da SAF/MDA Objetivo da Apresentação Possibilitar a compreensão das políticas públicas relacionadas e/ou

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA. Local de atuação: Brasília/DF com disponibilidade para viagens em todo o território nacional.

TERMO DE REFERÊNCIA. Local de atuação: Brasília/DF com disponibilidade para viagens em todo o território nacional. TERMO DE REFERÊNCIA Denominação: Consultor(a) especializado(a) para atuação na área de suporte técnico e avaliação das políticas de fortalecimento da agricultura familiar, com enfoque nos princípios da

Leia mais

Departamento de Geração de Renda e

Departamento de Geração de Renda e Departamento de Geração de Renda e Agregação de Valor - DGRAV ESTRUTURA DO MDA Gabinete do Ministro Secretaria Executiva Secretaria da Agricultura Familiar SAF Secretaria de Reordenamento Agrário - SRA

Leia mais

ANEXO I - EDITAL Nº 15/2015 QUADRO GERAL DE DISTRIBUIÇÃO DE VAGAS POR DISCIPLINA E CURSOS LICENCIATURA EM FÍSICA

ANEXO I - EDITAL Nº 15/2015 QUADRO GERAL DE DISTRIBUIÇÃO DE VAGAS POR DISCIPLINA E CURSOS LICENCIATURA EM FÍSICA INSTITUTO FEDERAL DO AMAZONAS PRÓ-REITORIA DE ENSINO PROCESSO SELETIVO DO 2º SEMESTRE 205 ANEXO I - EDITAL Nº 5/205 QUADRO GERAL DE DISTRIBUIÇÃO DE VAGAS POR DISCIPLINA E CURSOS LICENCIATURA EM FÍSICA

Leia mais

PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO E ASSUNTOS ESTUDANTIS - PROEXAE PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE EXTENSÃO - PIBEX EDITAL Nº 006/2015 PROEXAE/UEMA

PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO E ASSUNTOS ESTUDANTIS - PROEXAE PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE EXTENSÃO - PIBEX EDITAL Nº 006/2015 PROEXAE/UEMA PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO E ASSUNTOS ESTUDANTIS - PROEXAE PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE EXTENSÃO - PIBEX EDITAL Nº 006/2015 PROEXAE/UEMA A Pró-Reitoria de Extensão e Assuntos Estudantis da Universidade

Leia mais

EDITAL Nº 001/2014 DED/PROEN/IFAM ANEXO I QUADRO GERAL DE DISTRIBUIÇÃO DE VAGAS POR DISCIPLINAS E CURSOS LICENCIATURA EM FÍSICA.

EDITAL Nº 001/2014 DED/PROEN/IFAM ANEXO I QUADRO GERAL DE DISTRIBUIÇÃO DE VAGAS POR DISCIPLINAS E CURSOS LICENCIATURA EM FÍSICA. EDITAL Nº 00/204 DED/PROEN/IFAM ANEXO I QUADRO GERAL DE DISTRIBUIÇÃO DE VAGAS POR DISCIPLINAS E CURSOS LICENCIATURA EM FÍSICA Módulo I Educação a Distância e Ambiente Virtual de Aprendizagem História e

Leia mais

Planejamento Anual. Componente Curricular: GEOGRAFIA Ano: 2º Ano Letivo: 2015. Professor(s): Júlio

Planejamento Anual. Componente Curricular: GEOGRAFIA Ano: 2º Ano Letivo: 2015. Professor(s): Júlio Planejamento Anual Componente Curricular: GEOGRAFIA Ano: 2º Ano Letivo: 2015 Professor(s): Júlio APRESENTAÇÃO: Percebemos ser de fundamental importância que o aluno da 2 Ano do Ensino Fundamental possua

Leia mais

Rede de Produção de Plantas Medicinais, Aromáticas e Fitoterápicos

Rede de Produção de Plantas Medicinais, Aromáticas e Fitoterápicos Rede de Produção de Plantas Medicinais, Aromáticas e Fitoterápicos Atores envolvidos Movimentos Sociais Agricultura Familiar Governos Universidades Comunidade Científica em Geral Parceiros Internacionais,

Leia mais

MESTRADO EM MEMÓRIA SOCIAL E BENS CULTURAIS. 1.1 Matriz Curricular Disciplinas obrigatórias

MESTRADO EM MEMÓRIA SOCIAL E BENS CULTURAIS. 1.1 Matriz Curricular Disciplinas obrigatórias MESTRADO EM MEMÓRIA SOCIAL E BENS CULTURAIS 1.1 Matriz Curricular Disciplinas obrigatórias C/H Memória Social 45 Cultura 45 Seminários de Pesquisa 45 Oficinas de Produção e Gestão Cultural 45 Orientação

Leia mais

PNPCT Política Nacional de Desenvolvimento Sustentável dos Povos e Comunidades Tradicionais

PNPCT Política Nacional de Desenvolvimento Sustentável dos Povos e Comunidades Tradicionais Políticas Públicas PNPCT Política Nacional de Desenvolvimento Sustentável dos Povos e Comunidades Tradicionais A PNPCT reafirma a importância do conhecimento, da valorização e do respeito à diversidade

Leia mais

A Cooperação UE no Estado de São Paulo

A Cooperação UE no Estado de São Paulo A Cooperação UE no Estado de São Paulo Informações gerais: Superficië (km²): 248.209,426 População (IBGE 2012): 41.901.219 Produto Interno Bruto - PIB (2008) em R$ milhões: 1.003.016 Indice de Desenvolvimento

Leia mais

Código Especificação Fiscal Seg.Social Investimentos Total

Código Especificação Fiscal Seg.Social Investimentos Total 100 Fortalecimento da Atuação Legislativa 8.475.000 8.475.000 101 Fortalecimento do Controle Externo Estadual 80.649.880 80.649.880 102 Fortalecimento do Controle Externo Municipal 3.245.000 3.245.000

Leia mais

Demonstrativo de Funções, Subfunções e Programas por Projetos e Atividades - Anexo VII

Demonstrativo de Funções, Subfunções e Programas por Projetos e Atividades - Anexo VII 01 Legislativa 3.000.000 52.200.000 55.200.000 01031 Ação Legislativa 7.834.000 7.834.000 010310028 ATUAÇÃO LEGISLATIVA DA CÂMARA MUNICIPAL DE 7.834.000 7.834.000 01122 Administração Geral 3.000.000 38.140.000

Leia mais

Mais informações: http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=k4787023h4

Mais informações: http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=k4787023h4 Profª. Loussia Penha Musse Felix É Bacharel em Direito pela Universidade Católica de Petrópolis (UCP), mestre em Ciências Jurídicas pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio) e doutora

Leia mais

Ministério do Desenvolvimento Agrário MDA Secretaria da Agricultura Familiar SAF Departamento de Assistência Técnica e Extensão Rural DATER

Ministério do Desenvolvimento Agrário MDA Secretaria da Agricultura Familiar SAF Departamento de Assistência Técnica e Extensão Rural DATER Ministério do Desenvolvimento Agrário MDA Secretaria da Agricultura Familiar SAF Departamento de Assistência Técnica e Extensão Rural DATER Termo de Referência para Redes de Organizações de Ater da Sociedade

Leia mais

EMENTAS - MATRIZ CURRICULAR - 2016

EMENTAS - MATRIZ CURRICULAR - 2016 EMENTAS - MATRIZ CURRICULAR - 2016 901491 - EVOLUÇÃO DO PENSAMENTO ADMINISTRATIVO I Estudo da administração, suas áreas e funções, o trabalho do administrador e sua atuação; a evolução da teoria organizacional

Leia mais

DISTRIBUIÇÃO DO CAPITAL SOCIAL NO BRASIL: UMA ANÁLISE DOS PADRÕES RECENTES

DISTRIBUIÇÃO DO CAPITAL SOCIAL NO BRASIL: UMA ANÁLISE DOS PADRÕES RECENTES DISTRIBUIÇÃO DO CAPITAL SOCIAL NO BRASIL: UMA ANÁLISE DOS PADRÕES RECENTES Barbara Christine Nentwig Silva Professora do Programa de Pós Graduação em Planejamento Territorial e Desenvolvimento Social /

Leia mais

Carta Documento: pela construção e implementação de uma Política de Educação do Campo na UNEB

Carta Documento: pela construção e implementação de uma Política de Educação do Campo na UNEB Salvador, 21 de setembro de 2015 Carta Documento: pela construção e implementação de uma Política de Educação do Campo na UNEB Nos dias 19, 20 e 21 de agosto de 2015 realizou-se no Hotel Vila Velha, em

Leia mais

Feiras livres da agricultura familiar

Feiras livres da agricultura familiar Feiras livres da agricultura familiar FEIRAS LIVRES DA AGRICULTURA FAMILIAR Tradicionalmente, a Emater MG tem participação efetiva na organização e implantação dessas feiras no Estado, desenvolvendo ações,

Leia mais

PRÓ - REITORIA DE EXTENSÃO EDITAL 004/2015/ PROEX/UEPB PROGRAMA DE CONCESSÃO de BOLSAS DE EXTENSÃO - PROBEX COTA: 2015-2016

PRÓ - REITORIA DE EXTENSÃO EDITAL 004/2015/ PROEX/UEPB PROGRAMA DE CONCESSÃO de BOLSAS DE EXTENSÃO - PROBEX COTA: 2015-2016 PRÓ - REITORIA DE EXTENSÃO EDITAL 004/2015/ PROEX/UEPB PROGRAMA DE CONCESSÃO de BOLSAS DE EXTENSÃO - PROBEX COTA: 2015-2016 A Pró-Reitoria de Extensão da Universidade Estadual da Paraíba, no uso das suas

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO DE GRADUAÇÃO DE ADMINISTRAÇÃO Nome da disciplina Evolução do Pensamento Administrativo I Estudo da administração, suas áreas e funções, o trabalho do administrador e sua atuação;

Leia mais

O PRESIDENTE DA REPÚBLICA Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte Lei: CAPÍTULO I DA EDUCAÇÃO AMBIENTAL

O PRESIDENTE DA REPÚBLICA Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte Lei: CAPÍTULO I DA EDUCAÇÃO AMBIENTAL Lei n o 9.795, de 27 de Abril de 1999. Dispõe sobre a educação ambiental, institui a Política Nacional de Educação Ambiental e dá outras providências. O PRESIDENTE DA REPÚBLICA Faço saber que o Congresso

Leia mais

A USC E O ESPAÇO EUROPEU DE EDUCAÇÃO SUPERIOR

A USC E O ESPAÇO EUROPEU DE EDUCAÇÃO SUPERIOR A USC E O ESPAÇO EUROPEU DE EDUCAÇÃO SUPERIOR est udos of erecem CALENDÁRIO ACADÉMICO Início do curso: Setembro Primeiro quadrimestre: Setembro a Janeiro Segundo quadrimestre: Fevereiro a Junho 2 Ciências

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO EM DOCÊNCIA DO ENSINO SUPERIOR

PÓS-GRADUAÇÃO EM DOCÊNCIA DO ENSINO SUPERIOR PÓS-GRADUAÇÃO EM DOCÊNCIA DO ENSINO SUPERIOR Instituição Certificadora: FALC Amparo Legal: Resolução CNE CES 1 2001 Resolução CNE CES 1 2007 Carga Horária: 460h Período de Duração: 12 meses (01 ano) Objetivos:

Leia mais

ANEXO I LINHAS DE PESQUISA POR INSTITUTO/FACULDADE E DEPARTAMENTO/CAMPUS 2002

ANEXO I LINHAS DE PESQUISA POR INSTITUTO/FACULDADE E DEPARTAMENTO/CAMPUS 2002 ANEXO I LINHAS DE PESQUISA POR INSTITUTO/FACULDADE E DEPARTAMENTO/CAMPUS 2002 ICNT Ciências Biológicas - Ecologia Alta Floresta Nova Xavantina - Antropologia Cultural - Ecologia - Genética Animal Anexo

Leia mais

Ambiente de Gerenciamento do PRONAF e Programas de Crédito Fundiário

Ambiente de Gerenciamento do PRONAF e Programas de Crédito Fundiário Ambiente de Gerenciamento do PRONAF e Programas de Crédito Fundiário Janeiro - 2011 Banco do Nordeste Apoio à Agricultura Familiar Programa Nacional de Fortalecimento Da Agricultura Familiar OBJETIVO Fortalecer

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR CURRÍCULO PLENO/ 2013

MATRIZ CURRICULAR CURRÍCULO PLENO/ 2013 Curso: Graduação: Habilitação: Regime: Duração: COMUNICAÇÃO SOCIAL BACHARELADO MATRIZ CURRICULAR PUBLICIDADE E PROPAGANDA SERIADO ANUAL - NOTURNO 4 (QUATRO) ANOS LETIVOS Integralização: A) TEMPO TOTAL

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO DE GRADUAÇÃO DE ADMINISTRAÇÃO Evolução de Pensamento Administrativo I Estudo da administração, suas áreas e funções, o trabalho do administrador e sua atuação; a evolução

Leia mais

DISTRIBUIÇÃO DE VAGAS PARA PROFESSOR E FORMAÇÃO NECESSÁRIA

DISTRIBUIÇÃO DE VAGAS PARA PROFESSOR E FORMAÇÃO NECESSÁRIA 06/ 05/ INSTITUTO FEDERAL DO AMAZONAS PRÓ-REITORIA DE ENSINO PROCESSO SELETIVO DO º SEMESTRE 05 ANEXO II EDITAL Nº 8/05 DISTRIBUIÇÃO DE VAGAS PARA PROFESSOR E FORMAÇÃO NECESSÁRIA Técnico em Redes de Computadores

Leia mais

INCLUSÃO PRODUTIVA. 3 - O governo estadual desenvolve ações, programas ou projetos de inclusão produtiva para a geração de trabalho e renda?

INCLUSÃO PRODUTIVA. 3 - O governo estadual desenvolve ações, programas ou projetos de inclusão produtiva para a geração de trabalho e renda? 1 - Existe algum tipo de estudo setorial e/ou diagnóstico socioeconômico do estado que tenha sido realizado no período entre 2010 e 2014? 1 Sim 1.1 - Ano do diagnóstico: Não (passe para 2 o quesito 3)

Leia mais

PERFIL DOS ESTADOS E DOS MUNICÍPIOS BRASILEIROS: INCLUSÃO PRODUTIVA.

PERFIL DOS ESTADOS E DOS MUNICÍPIOS BRASILEIROS: INCLUSÃO PRODUTIVA. PERFIL DOS ESTADOS E DOS MUNICÍPIOS BRASILEIROS: INCLUSÃO PRODUTIVA. FICHA TÉCNICA Coordenação de População e Indicadores Sociais: Bárbara Cobo Soares Gerente de Pesquisas e Estudos Federativos: Antônio

Leia mais

III.4.4. Inclusão e Desenvolvimento Regional

III.4.4. Inclusão e Desenvolvimento Regional III.4.4. Inclusão e Desenvolvimento Regional UESC Missão: Formar profissionais, construir conhecimento e criar cultura fomentadora da cidadania, do desenvolvimento humano, social, econômico, artístico

Leia mais

RESOLUÇÃO N.º 36, DE 04 DE ABRIL DE 2005. Dispõe sobre alterações à Resolução CONSEPE n. 57, de 14 de maio de 2001. R E S O L V E: I DA CONCEITUAÇÃO

RESOLUÇÃO N.º 36, DE 04 DE ABRIL DE 2005. Dispõe sobre alterações à Resolução CONSEPE n. 57, de 14 de maio de 2001. R E S O L V E: I DA CONCEITUAÇÃO RESOLUÇÃO N.º 36, DE 04 DE ABRIL DE 2005. Dispõe sobre alterações à Resolução CONSEPE n. 57, de 14 de maio de 2001. O CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO, no

Leia mais

Laboratório Embrapa Agropecuária Oeste

Laboratório Embrapa Agropecuária Oeste Laboratório Embrapa Agropecuária Oeste Mecanismos para apoio à C&T em pesca e aquicultura Celebração de convênios (2003 a 2009) Investimentos 199 projetos com componentes de pesquisa apoiados Investimento

Leia mais

UNIVERSIDADE DO PLANALTO CATARINENSE Av. Castelo Branco, 170 -CEP 88.509-900 - Lages - SC - Cx. P. 525 - Fone (0XX49) 251-1022 Fax 251-1051

UNIVERSIDADE DO PLANALTO CATARINENSE Av. Castelo Branco, 170 -CEP 88.509-900 - Lages - SC - Cx. P. 525 - Fone (0XX49) 251-1022 Fax 251-1051 UNIVERSIDADE DO PLANALTO CATARINENSE Av. Castelo Branco, 170 -CEP 88.509-900 - Lages - SC - Cx. P. 525 - Fone (0XX49) 251-1022 Fax 251-1051 EDITAL N.º 149/2005 Publica o sorteio dos ítens das ementas disciplinas

Leia mais

DOUTORADO EM MEMÓRIA SOCIAL E BENS CULTURAIS

DOUTORADO EM MEMÓRIA SOCIAL E BENS CULTURAIS DOUTORADO EM MEMÓRIA SOCIAL E BENS CULTURAIS DISCIPLINAS OBRIGATÓRIAS Tópicos Avançados em Memória Social 45 Tópicos Avançados em Cultura 45 Tópicos Avançados em Gestão de Bens Culturais 45 Seminários

Leia mais

Nas Trilhas da Educação a Distância

Nas Trilhas da Educação a Distância Nas Trilhas da Educação a Distância Centro de Ciências Exatas e Tecnológicas - Campus de Cruz das Almas 29 de maio de 2009 Figura: Universidade Federal do Recôncavo da Bahia UFRB Índice 1 As EaD oensino

Leia mais

III CONGRESSO DE EDUCAÇÃO CATÓLICA DA ANEC

III CONGRESSO DE EDUCAÇÃO CATÓLICA DA ANEC III CONGRESSO DE EDUCAÇÃO CATÓLICA DA ANEC GRUPOS DE TRABALHO EIXO 01 ENSINO RELIGIOSO, PASTORAL E RESPONSABILIDADE SOCIAL GT: ENSINO RELIGIOSO NA ESCOLA CATÓLICA Ementa: A identidade do ensino religioso

Leia mais

PROPOSTA DE PAINEL TEMÁTICO: Proprietas: Políticas públicas e historicidade

PROPOSTA DE PAINEL TEMÁTICO: Proprietas: Políticas públicas e historicidade PROPOSTA DE PAINEL TEMÁTICO: Proprietas: Políticas públicas e historicidade Proponente: Leandro José Luz Riodades de Mendonça (PPED/UFRJ - Pós- Graduação em Políticas Públicas, Estratégias e Desenvolvimento

Leia mais

alimentos para o brasil APRESENTAÇÃO

alimentos para o brasil APRESENTAÇÃO 2014-2015 alimentos para o brasil APRESENTAÇÃO O Plano Safra da Agricultura Familiar 2014/2015 Alimentos Para o Brasil vem consolidar mais de uma década de políticas públicas que melhoram a vida de quem

Leia mais

Programa de Aquisição de Alimentos

Programa de Aquisição de Alimentos Programa de Aquisição de Alimentos Programa de Aquisição de Alimentos Produção Consumo Rede Socioassistencial Agricultura Familiar Inclui: Agricultores Familiares; Assentados; Povos e Comunidades Tradicionais;

Leia mais

EDITAL PARA SELEÇÃO DE TÉCNICOS BOLSISTAS PROJETO CVDS

EDITAL PARA SELEÇÃO DE TÉCNICOS BOLSISTAS PROJETO CVDS EDITAL PARA SELEÇÃO DE TÉCNICOS BOLSISTAS PROJETO CVDS Manaus, 04 de Dezembro de 2014. 1. CONTEXTUALIZAÇÃO O Centro Vocacional para o Desenvolvimento Sustentável (CVDS), trata-se de um projeto piloto que

Leia mais

Eixo 3 - Abordagem territorial como estratégia de desenvolvimento rural e promoção da qualidade de vida

Eixo 3 - Abordagem territorial como estratégia de desenvolvimento rural e promoção da qualidade de vida Eixo 1: Desenvolvimento Socioeconomico e Ambiental do Brasil Rural e Fortalecimento da Agricultura Familiar e Agroecologia Eixo 2:Reforma Agrária e Democratização do Acesso e Terra e aos Recursos Naturais

Leia mais

Disciplinas Optativas Jornalismo

Disciplinas Optativas Jornalismo Universidade Federal Fluminense IACS - Instituto de Arte e Comunicação Social Departamento de Comunicação Social Curso de Jornalismo Disciplinas Optativas Jornalismo Carga horária total de optativas: 930

Leia mais

Universidade Estadual do Centro-Oeste Reconhecida pelo Decreto Estadual nº 3.444, de 8 de agosto de 1997

Universidade Estadual do Centro-Oeste Reconhecida pelo Decreto Estadual nº 3.444, de 8 de agosto de 1997 RESOLUÇÃO Nº 39-CEPE/UNICENTRO, DE 13 DE DEZEMBRO DE 2013. Aprova o Curso de Especialização em MBA em Cooperativismo e Desenvolvimento de Agronegócios, modalidade regular, a ser ministrado no Campus Santa

Leia mais

alimentos para o brasil APRESENTAÇÃO

alimentos para o brasil APRESENTAÇÃO 2014-2015 APRESENTAÇÃO O Plano Safra da Agricultura Familiar 2014/2015 Alimentos Para o Brasil vem consolidar mais de uma década de políticas públicas que melhoram a vida de quem vive no Brasil Rural.

Leia mais

Sistema de Controle Acadêmico. Grade Curricular. Curso : RELAÇÕES INTERNACIONAIS. CRÉDITOS Obrigatórios: 136 Optativos: 24.

Sistema de Controle Acadêmico. Grade Curricular. Curso : RELAÇÕES INTERNACIONAIS. CRÉDITOS Obrigatórios: 136 Optativos: 24. Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro Pró-reitoria de Graduação - DAARG DRA - Divisão de Registros Acadêmicos Sistema de Controle Acadêmico Grade Curricular 30/01/2014-13:29:12 Curso : RELAÇÕES

Leia mais

Assistência Técnica e Extensão Rural

Assistência Técnica e Extensão Rural Assistência Técnica e Extensão Rural A EXTENSÃO RURAL CONTEMPORÂNEA DA CEPLAC Concepção, Estrutura e Projetos Sergio Murilo Correia Menezes Ceplac / Cenex Base - Fundamentos ANATER Agenda Estratégica da

Leia mais

LA EDUCACION RURAL Y SU IMPACTO EM EL DESARROLLO LOCAL

LA EDUCACION RURAL Y SU IMPACTO EM EL DESARROLLO LOCAL LA EDUCACION RURAL Y SU IMPACTO EM EL DESARROLLO LOCAL Argileu Martins da Silva Diretor do Departamento de Assistência Técnica e Extensão Rural Secretário Adjunto de Agricultura Familiar SAF A EDUCAÇÃO

Leia mais

Curso de Qualificação Profissional: AGROECOLOGIA E AGRICULTURA FAMILIAR

Curso de Qualificação Profissional: AGROECOLOGIA E AGRICULTURA FAMILIAR Curso de Qualificação Profissional: AGROECOLOGIA E AGRICULTURA FAMILIAR Justificativa: A agricultura familiar é responsável por parte considerável da produção agrícola do país, abastecendo principalmente

Leia mais

Edital de Seleção. Curso de Formação Inicial Continuada em Manejo Florestal Comunitário. (Turma 2015)

Edital de Seleção. Curso de Formação Inicial Continuada em Manejo Florestal Comunitário. (Turma 2015) Edital de Seleção Curso de Formação Inicial Continuada em Manejo Florestal Comunitário (Turma 2015) Belém Pará Novembro de 2014 Realização Página 2 de 9 Sumário 1. APRESENTAÇÃO... 3 2. OBJETIVO... 4 3.

Leia mais

CORPO DOCENTE DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO COM LINHAS ESPECÍFICAS EM AGRONEGÓCIOS E GESTÃO AMBIENTAL ANO - 2014

CORPO DOCENTE DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO COM LINHAS ESPECÍFICAS EM AGRONEGÓCIOS E GESTÃO AMBIENTAL ANO - 2014 CORPO DOCENTE DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO COM LINHAS ESPECÍFICAS EM AGRONEGÓCIOS E GESTÃO AMBIENTAL ANO - 2014 Adalberto Wolmer do Nascimento Silva (Mestre) Regime de Trabalho: Horista Área de Conhecimento:

Leia mais

Coordenação: Profª. Alexandra Filipak IFSP Matão e Profª. Drª. Sany Spínola Aleixo UNIRP Centro Universitário de São José do Rio Preto.

Coordenação: Profª. Alexandra Filipak IFSP Matão e Profª. Drª. Sany Spínola Aleixo UNIRP Centro Universitário de São José do Rio Preto. Atividades desenvolvidas a partir do Projeto: As mulheres rurais e a agroecologia na Região Sudeste: tecnologias para autonomia econômica, segurança alimentar e conservação da biodiversidade IFSP Campus

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM GEOGRAFIA INSTITUTO DE GEOCIÊNCIAS - IGC GERSON DINIZ LIMA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM GEOGRAFIA INSTITUTO DE GEOCIÊNCIAS - IGC GERSON DINIZ LIMA UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM GEOGRAFIA INSTITUTO DE GEOCIÊNCIAS - IGC GERSON DINIZ LIMA AGRICULTURA CAMPONESA EM TERRITÓRIOS DE COMUNIDADES QUILOMBOLAS RURAIS NO ALTO

Leia mais

Políticas Públicas operadas pela EMATER/RS-ASCAR no RS

Políticas Públicas operadas pela EMATER/RS-ASCAR no RS Políticas Públicas operadas pela EMATER/RS-ASCAR no RS Crédito Rural - Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar - (Pronaf) Assessoria Técnica, Social e Ambiental (ATES) Assistência Técnica

Leia mais

Universidade Federal Fluminense IACS - Instituto de Arte e Comunicação Social Departamento de Comunicação Social Curso de Publicidade e Propaganda

Universidade Federal Fluminense IACS - Instituto de Arte e Comunicação Social Departamento de Comunicação Social Curso de Publicidade e Propaganda Universidade Federal Fluminense IACS - Instituto de Arte e Comunicação Social Departamento de Comunicação Social Curso de Publicidade e Propaganda Disciplinas Optativas Publicidade Carga horária total

Leia mais

PROJETO DE DESENVOLVIMENTO RURAL SUSTENTÁVEL DO ESTADO DA BAHIA. Banco Mundial

PROJETO DE DESENVOLVIMENTO RURAL SUSTENTÁVEL DO ESTADO DA BAHIA. Banco Mundial PROJETO DE DESENVOLVIMENTO RURAL SUSTENTÁVEL DO ESTADO DA BAHIA POR QUE O PROJETO Decisão Estratégica do Governo do Estado da Bahia Necessidade de avançar na erradicação da pobreza rural Existência de

Leia mais

Objetivos Consolidar uma política garantidora de direitos Reduzir ainda mais a desigualdade social

Objetivos Consolidar uma política garantidora de direitos Reduzir ainda mais a desigualdade social AGENDA SOCIAL AGENDA SOCIAL Estamos lutando por um Brasil sem pobreza, sem privilégios, sem discriminações. Um país de oportunidades para todos. A melhor forma para um país crescer é fazer que cada vez

Leia mais

8º. Congresso Brasileiro de educação Agrícola Superior 53ª. Reunião Anual da ABEAS. Tendências de Educação e Extensão Rural no Brasil

8º. Congresso Brasileiro de educação Agrícola Superior 53ª. Reunião Anual da ABEAS. Tendências de Educação e Extensão Rural no Brasil 8º. Congresso Brasileiro de educação Agrícola Superior 53ª. Reunião Anual da ABEAS Tendências de Educação e Extensão Rural no Brasil Ednaldo Michellon Professor, Pesquisador e Extensionista da Universidade

Leia mais

MAPEAMENTO E ORGANIZAÇÃO DOS PROGRAMAS E PROJETOS DE EXTENSÃO PARA A CONSTRUÇÃO DO CATÁLOGO DE EXTENSÃO DA FURG 2009-2012

MAPEAMENTO E ORGANIZAÇÃO DOS PROGRAMAS E PROJETOS DE EXTENSÃO PARA A CONSTRUÇÃO DO CATÁLOGO DE EXTENSÃO DA FURG 2009-2012 MAPEAMENTO E ORGANIZAÇÃO DOS PROGRAMAS E PROJETOS DE EXTENSÃO PARA A CONSTRUÇÃO DO CATÁLOGO DE EXTENSÃO DA FURG 2009-2012 Simone Machado Firme FURG 1 Karine Vargas Oliveira FURG 2 Michele Fernanda Silveira

Leia mais

Campanha Nacional de Escolas da Comunidade Mantenedora da Faculdade Cenecista de Campo Largo

Campanha Nacional de Escolas da Comunidade Mantenedora da Faculdade Cenecista de Campo Largo Ementas das Disciplinas 1. Teorias Administrativas e a Gestão Escolar - 30 horas Ementa: Gestão Educacional conceitos, funções e princípios básicos. A função administrativa da unidade escolar e do gestor.

Leia mais

Currículo do Curso de Comunicação Social - Jornalismo

Currículo do Curso de Comunicação Social - Jornalismo Currículo do Curso de Comunicação Social - Jornalismo Bacharelado ATUAÇÃO O jornalista é um profissional com qualificação técnica e embasamento humanístico para produção, tratamento e gerenciamento dos

Leia mais

Dia 18 de Setembro 2013 (quarta-feira)

Dia 18 de Setembro 2013 (quarta-feira) Dia 18 de Setembro 2013 (quarta-feira) Horário: 8h30 às 22h30 Circuito Cultural: Exposição de fotografia Contíguo Distante Local: Galeria LabSG Prédio I Horário: 08h30 às 22h30 Circuito Cultural: Exposição

Leia mais

AGROECOLOGIA E EDUCAÇÃO DO CAMPO: pesquisa, ação e reflexão a partir das escolas do campo no município de Goiás-GO 1

AGROECOLOGIA E EDUCAÇÃO DO CAMPO: pesquisa, ação e reflexão a partir das escolas do campo no município de Goiás-GO 1 AGROECOLOGIA E EDUCAÇÃO DO CAMPO: pesquisa, ação e reflexão a partir das escolas do campo no município de Goiás-GO 1 SOUZA, Murilo M. O. 2 ; COSTA, Auristela A. 2 ; SANT ANNA, Thiago S. 3 ; SILVA, Fábio

Leia mais

TOTAL DE CANDIDATOS POR IES/CURSO

TOTAL DE CANDIDATOS POR IES/CURSO TOTAL DE CANDIDATOS POR IES/CURSO UF da IES Nome da IES Nome do Curso Qtd. Inscritos SP FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO ABC Ciência e Tecnologia ** 16.253 BA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA

Leia mais

PESQUISA-AÇÃO COMO ESTRATÉGIA PARA A EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA: DESAFIOS DA FORMAÇÃO ACADÊMICA QUE BUSCA TRANSFORMAR REALIDADES SOCIAIS

PESQUISA-AÇÃO COMO ESTRATÉGIA PARA A EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA: DESAFIOS DA FORMAÇÃO ACADÊMICA QUE BUSCA TRANSFORMAR REALIDADES SOCIAIS PESQUISA-AÇÃO COMO ESTRATÉGIA PARA A EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA: DESAFIOS DA FORMAÇÃO ACADÊMICA QUE BUSCA TRANSFORMAR REALIDADES SOCIAIS Adriana Do Amaral - Faculdade de Educação / Universidade Estadual de

Leia mais

APRESENTAÇÕES ORAIS DO 1º WORKSHOP DE INTEGRAÇÃO DA UFVJM - CAMPUS DO MUCURI Nº NOME GRANDE ÁREA SALA HORA DIA

APRESENTAÇÕES ORAIS DO 1º WORKSHOP DE INTEGRAÇÃO DA UFVJM - CAMPUS DO MUCURI Nº NOME GRANDE ÁREA SALA HORA DIA APRESENTAÇÕES ORAIS DO 1º WORKSHOP DE INTEGRAÇÃO DA UFVJM - CAMPUS DO MUCURI Nº NOME GRANDE ÁREA SALA HORA DIA 26 33 113 PROJETO JOVENS PROFISSIONAIS DO FUTURO: REALIDADES E PERSPECTIVAS, UM RELATO DE

Leia mais

GRADE CURRICULAR DO BACHARELADO INTERDISCIPLINAREM ARTES E DESIGN http://www.ufjf.br/biad/

GRADE CURRICULAR DO BACHARELADO INTERDISCIPLINAREM ARTES E DESIGN http://www.ufjf.br/biad/ GRADE CURRICULAR DO BACHARELADO INTERDISCIPLINAREM ARTES E DESIGN http://www.ufjf.br/biad/ ESTRUTURA CURRICULAR DO 1º CICLO Bacharelado interdisciplinar em Artes e Design 3 anos Componentes curriculares

Leia mais

Curso: Formação dos Agentes de Assistência Técnica e Extensão Rural (ATER) para a promoção da Agricultura Familiar Sustentável

Curso: Formação dos Agentes de Assistência Técnica e Extensão Rural (ATER) para a promoção da Agricultura Familiar Sustentável Curso: Formação dos Agentes de Assistência Técnica e Extensão Rural (ATER) para a promoção da Agricultura Familiar Sustentável Com a aceleraça o do aquecimento global e o crescimento populacional, cada

Leia mais

Tabela para classificação de ações de extensão

Tabela para classificação de ações de extensão Tabela para classificação de ações de extensão Linha de Extensão 1. Alfabetização, leitura e escrita Formas mais freqüentes de operacionalização Alfabetização e letramento de crianças, jovens e adultos;

Leia mais

Políticas de Desenvolvimento para as Mulheres Rurais a partir de uma perspectiva de Raça a e Gênero. Andrea Butto

Políticas de Desenvolvimento para as Mulheres Rurais a partir de uma perspectiva de Raça a e Gênero. Andrea Butto Políticas de Desenvolvimento para as Mulheres Rurais a partir de uma perspectiva de Raça a e Gênero Andrea Butto Ministério do Desenvolvimento Agrário Temas abordados Estados assumiram compromissos que

Leia mais

ANEXO B TERMO DE REFERÊNCIA. Declaração de trabalho, serviços e especificações

ANEXO B TERMO DE REFERÊNCIA. Declaração de trabalho, serviços e especificações ANEXO B TERMO DE REFERÊNCIA Declaração de trabalho, serviços e especificações A Contratada deverá executar o trabalho e realizar os serviços a seguir, indicados de acordo com as especificações e normas

Leia mais

PLANO DE ENSINO 2009

PLANO DE ENSINO 2009 PLANO DE ENSINO 2009 Fundamental I ( ) Fundamental II ( ) Médio ( ) Médio Profissionalizante ( ) Profissionalizante ( ) Graduação ( X ) Pós-graduação ( ) I. Dados Identificadores Curso ADMINISTRAÇÃO Disciplina

Leia mais

ANEXO VII CRITERIOS DE PONTUAÇÃO PARA ANÁLISE TÉCNICA DA PROPOSTA

ANEXO VII CRITERIOS DE PONTUAÇÃO PARA ANÁLISE TÉCNICA DA PROPOSTA ANEXO VII CRITERIOS DE PONTUAÇÃO PARA ANÁLISE TÉCNICA DA PROPOSTA A Proposta Técnica de cada empresa deverá ser apresentada de forma sintética para o processo de análise, seguindo a seguinte estrutura:

Leia mais

capacitação e qualificação de pessoas envolvidas na área; produção e divulgação de informações, conhecimentos e material didático na área.

capacitação e qualificação de pessoas envolvidas na área; produção e divulgação de informações, conhecimentos e material didático na área. 1 LINHAS DE EXTENSÃO A atividade de extensão deve compreender linhas que especifiquem e detalhem os temas para a nucleação das ações de extensão, por meio das cinqüenta e três linhas de extensão, conforme

Leia mais

Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão SECADI/MEC Objetivo

Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão SECADI/MEC Objetivo Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão SECADI/MEC Objetivo Contribuir para o desenvolvimento inclusivo dos sistemas de ensino, voltado à valorização das diferenças e da

Leia mais