Aposto. Professora: Caliana Medeiros

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Aposto. Professora: Caliana Medeiros"

Transcrição

1 Aposto Professora: Caliana Medeiros

2 É um termo que se junta a outro de valor substantivo ou pronominal para explicá-lo ou especificá-lo melhor. Vem separado dos demais termos da oração por vírgula, dois-pontos ou travessão. Por Exemplo: Ontem, segunda-feira, passei o dia com dor de cabeça. Segunda-feira é aposto do adjunto adverbial de tempo ontem. Dizemos que o aposto é sintaticamente equivalente ao termo a que se relaciona porque poderia substituí-lo. Veja:Segunda-feira passei o dia com dor de cabeça. Obs.: após a eliminação de ontem, o substantivo segundafeira assume a função de adjunto adverbial de tempo.

3 Aprecio todos os tipos de música: MPB, rock, blues, chorinho, samba, etc. Objeto Direto Aposto do Objeto Direto

4 Aprecio MPB, rock, blues, chorinho, samba, etc. Objeto Direto Obs.: o termo a que o aposto se refere pode desempenhar qualquer função sintática (inclusive a de aposto)

5 Por Exemplo: Dona Maria servia ao patrão, pai de Marina, menina levada. Analisando a oração, temos: pai de Marina = aposto do objeto indireto: patrão. menina levada = aposto de Marina.

6 É UM TERMO DA ORAÇÃO QUE explica identifica especifica resume enumera OUTRO TERMO DA ORAÇÃO.

7 Observe os exemplos abaixo: a) Terra Vermelha, romance de Domingos Pellegrini, conta a história da colonização de Londrina. b) Terra Vermelha, que é um romance de Domingos Pellegrini, conta a história da colonização de Londrina. c) Ele só quer uma coisa: que sua presença seja notada. Agora, responda: Quais dos elementos em destaque: 1. Explicam o termo anterior? 2. Identificam o termo anterior?

8 a) Terra Vermelha, romance de Domingos Pellegrini, conta a história da colonização de Londrina. b) Terra Vermelha, que é um romance de Domingos Pellegrini, conta a história da colonização de Londrina. Por quê? No exemplo A, o termo em destaque é um aposto explicativo em relação ao termo anterior; note que o exemplo b, também tem a mesma função, embora seja em forma de uma oração.

9 c) Ele só quer uma coisa: que sua presença seja notada. Por quê? No exemplo c, o termo em destaque é um aposto que identifica, desenvolve o termo anterior; apresentado em forma de uma oração, introduzida por um conjunção integrante (isso). Nesse exemplo, o termo sublinhado é uma oração substantiva, que possui a função de complementar, desenvolver o sentido da oração anterior.

10 O professor José mora na rua Santarém, na cidade de Londrina. O aposto especificador individualiza um substantivo de sentido genérico, sem pausa. Geralmente é um substantivo próprio que individualiza um substantivo comum.

11 Alunos, professores, funcionários, ninguém deixou de lhe dar os parabéns. O aposto resumidor é usado para resumir termos anteriores, geralmente sujeito composto. É representado por um pronome indefinido.

12 O pai sempre lhe dava três conselhos: nunca empreste dinheiro a ninguém, nunca peça dinheiro emprestado a ninguém e nunca fique devendo dinheiro a ninguém. O escoteiro deve carregar consigo seu material: mochila, saco de dormir e barraca. O aposto enumerador é uma sequência de elementos que desenvolve uma ideia anterior. Note que tem a mesma função substantiva do aposto que identifica.

13 Observações: 1) Os apostos, em geral, destacam-se por pausas, indicadas na escrita, por vírgulas, dois pontos ou travessões. Não havendo pausa, não haverá vírgulas. Por Exemplo: Acabo de ler o romance A moreninha. 2) Às vezes, o aposto pode vir precedido de expressões explicativas do tipo: a saber, isto é, por exemplo, etc. Por Exemplo: Alguns alunos, a saber, Marcos, Rafael e Bianca não entraram na sala de aula após o recreio.

14 3) O aposto pode aparecer antes do termo a que se refere. Por Exemplo: Código universal, a música não tem fronteiras. 4) O aposto que se refere ao objeto indireto, complemento nominal ou adjunto adverbial pode aparecer precedido de preposição. Por Exemplo: Estava deslumbrada com tudo: com a aprovação, com o ingresso na universidade, com as felicitações.

Sintaxe do período composto

Sintaxe do período composto Lição 9 Sintaxe do período composto Estudo do Período Na lição 8, fizemos uma análise interna da oração. Examinamos os termos essenciais, os integrantes e os acessórios e, para isso, utilizamos exemplos

Leia mais

Complemento nominal Adjunto adnominal Objeto indireto Predicativo do sujeito Predicativo do objeto Adjunto Adverbial Agente da passiva Aposto e

Complemento nominal Adjunto adnominal Objeto indireto Predicativo do sujeito Predicativo do objeto Adjunto Adverbial Agente da passiva Aposto e Complemento nominal Adjunto adnominal Objeto indireto Predicativo do sujeito Predicativo do objeto Adjunto Adverbial Agente da passiva Aposto e Vocativo Tipos de predicado COMPLEMENTO NOMINAL OU ADJUNTO

Leia mais

SINTAXE Termos integrantes 1) Objeto direto: o complemento de um verbo transitivo direto. Ex.: Perdi os documentos. Encontrei-os.

SINTAXE Termos integrantes 1) Objeto direto: o complemento de um verbo transitivo direto. Ex.: Perdi os documentos. Encontrei-os. SINTAXE Termos integrantes 1) Objeto direto: o complemento de um verbo transitivo direto. Ex.: Perdi os documentos. Encontrei-os. * Objeto direto preposicionado: aquele cuja preposição não é exigência

Leia mais

SINTAXE. Período Composto. Conjunto de orações constituído por mais de uma oração.

SINTAXE. Período Composto. Conjunto de orações constituído por mais de uma oração. SINTAXE Período Composto Conjunto de orações constituído por mais de uma oração. O período composto pode ser período composto por coordenação ou subordinação. Período composto por subordinação No período

Leia mais

Estude a revisão do 1º simulado mais as orações subordinadas substantivas

Estude a revisão do 1º simulado mais as orações subordinadas substantivas Revisão para o Simulado da 2ª bimestral Estude a revisão do 1º simulado mais as orações subordinadas substantivas 1) ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS A oração subordinada substantiva tem valor de substantivo

Leia mais

Sumário. 2. Regras para emprego do hífen...14 Exercícios para fixação...17 2.1 Quadro prático para verificação de emprego de hífen...17 Gabarito...

Sumário. 2. Regras para emprego do hífen...14 Exercícios para fixação...17 2.1 Quadro prático para verificação de emprego de hífen...17 Gabarito... Sumário Capítulo 1 Ortografia.... 1 1. Regras de acentuação gráfica...1 1.1. Acentuação dos vocábulos monossilábicos...1 1.2. Acentuação dos vocábulos oxítonos...1 1.3. Acentuação dos vocábulos paroxítonos...2

Leia mais

Verbo que precisa de um complemento SEM preposição. Ex.: A criança encontrou o brinquedo. A criança encontrou. (o quê?) o brinquedo = objeto direto

Verbo que precisa de um complemento SEM preposição. Ex.: A criança encontrou o brinquedo. A criança encontrou. (o quê?) o brinquedo = objeto direto TRANSITIVO DIRETO Verbo que precisa de um complemento SEM preposição. Ex.: A criança encontrou o brinquedo. A criança encontrou. (o quê?) o brinquedo = objeto direto TRANSITIVO INDIRETO Precisa de um complemento

Leia mais

Mortal, quente e branco são adjetivos explicativos, em relação a homem, fogo e leite.

Mortal, quente e branco são adjetivos explicativos, em relação a homem, fogo e leite. Adjetivo é a classe gramatical que modifica um substantivo, atribuindo-lhe qualidade, estado ou modo de ser. Um adjetivo normalmente exerce uma dentre três funções sintáticas na oração: Aposto explicativo,

Leia mais

Orações Subordinadas. Apostila 3, Capítulo 8 Unidades 35 a 38 (pág. 313 a 321)

Orações Subordinadas. Apostila 3, Capítulo 8 Unidades 35 a 38 (pág. 313 a 321) Orações Subordinadas d Apostila 3, Capítulo 8 Unidades 35 a 38 (pág. 313 a 321) Professora Simone 2 Período Composto por Subordinação É aquele formado por uma oração principal e uma ou mais orações subordinadas;

Leia mais

9 ADJUNTO ADNOMINAL E COMPLEMENTO NOMINAL

9 ADJUNTO ADNOMINAL E COMPLEMENTO NOMINAL Aula ADJUNTO ADNOMINAL E COMPLEMENTO NOMINAL META Explicar a função adjetiva do adjunto adnominal, um acessório do núcleo do sujeito e de outros núcleos, mostrando as classes adjuntas. Apresentar a importância

Leia mais

Lista 5 - Língua Portuguesa 1

Lista 5 - Língua Portuguesa 1 Lista 5 - Língua Portuguesa 1 Termos ligados ao nome LISTA 5 - LP 1 - TERMOS LIGADOS AO NOME Termos ligados ao nome Em nosso último Estudo Dirigido, relembramos os termos que aparecem nas orações ligados

Leia mais

CLASSES GRAMATICAIS Parte 1

CLASSES GRAMATICAIS Parte 1 CLASSES GRAMATICAIS Parte 1 Professora Idilvânia 1 Existem 10 Classes Gramaticais Artigo Substantivo Adjetivo Advérbio Preposição Pronomes Verbo Conjunção Numeral Interjeição 2 ARTIGO Qualifica ou determina

Leia mais

SEXTA AULA DE GRAMÁTICA - INTERNET. Professora: Sandra Franco

SEXTA AULA DE GRAMÁTICA - INTERNET. Professora: Sandra Franco SEXTA AULA DE GRAMÁTICA - INTERNET Professora: Sandra Franco 1. Aposto e a vírgula. 2. Adjunto Adverbial e a vírgula. 3. Vocativo e a vírgula. 4. Uso da Vírgula. Resumo. 5. Exercícios. 1. Aposto e a vírgula.

Leia mais

2.Diferenças semânticas entre as orações subordinadas adjetivas. 3.Funções sintáticas dos pronomes relativos nas orações adjetivas.

2.Diferenças semânticas entre as orações subordinadas adjetivas. 3.Funções sintáticas dos pronomes relativos nas orações adjetivas. OITAVA AULA DE GRAMÁTICA - INTERNET Professora: Sandra Franco Período Composto 1.Orações Subordinadas Adjetivas. 2.Diferenças semânticas entre as orações subordinadas adjetivas. 3.Funções sintáticas dos

Leia mais

Lembre-se: normalmente, o substantivo funciona como núcleo de um termo da oração, e o adjetivo, como adjunto adnominal.

Lembre-se: normalmente, o substantivo funciona como núcleo de um termo da oração, e o adjetivo, como adjunto adnominal. Estudante: Educador: Suzana Borges 8ºAno/Turma: C.Curricular: Português A concordância nominal se baseia na relação entre um substantivo (ou pronome, ou numeral substantivo) e as palavras que a ele se

Leia mais

SUMÁRIO PERÍODO SIMPLES............................. 01

SUMÁRIO PERÍODO SIMPLES............................. 01 SUMÁRIO Capítulo 1 PERÍODO SIMPLES... 01 Frase... 02 Oração... 02 Oração coordenada... 03 Oração justaposta... 03 Oração principal... 03 Oração reduzida... 03 Oração relativa... 03 Oração subordinada...

Leia mais

Orações Subordinadas Substantivas. Profª Grayce Rodrigues 2º Ano - EM

Orações Subordinadas Substantivas. Profª Grayce Rodrigues 2º Ano - EM Orações Subordinadas Substantivas Profª Grayce Rodrigues 2º Ano - EM Orações Subordinadas Substantivas Oração subordinada substantiva: é aquela que tem valor de substantivo e exerce, em relação à oração

Leia mais

Sumário. A língua portuguesa e o ensino gramatical... 1. A língua portuguesa no ensino superior... 3. O novo acordo ortográfico...

Sumário. A língua portuguesa e o ensino gramatical... 1. A língua portuguesa no ensino superior... 3. O novo acordo ortográfico... Sumário I A língua portuguesa e o ensino gramatical... 1 A língua portuguesa no ensino superior... 3 POR QUE ESTUDAR PORTUGUÊS NO ENSINO SUPERIOR... 5 Concepções de gramática... 6 O novo acordo ortográfico...

Leia mais

Para que saber? Conhecer o papel desempenhados pelos relativos é importante porque:

Para que saber? Conhecer o papel desempenhados pelos relativos é importante porque: Pronomes relativos São aqueles que retomam um substantivo (ou um pronome) anterior a eles, substituindo-o no início da oração seguinte. Exemplos: O jogo será no domingo. O jogo decidirá o campeonato. Reunindo

Leia mais

Unidade I Corpo, movimento e linguagem na era da informação.

Unidade I Corpo, movimento e linguagem na era da informação. Unidade I Corpo, movimento e linguagem na era da informação. 7.2 Conteúdo: Funções sintáticas dos pronomes relativos. 7.2 Habilidades: Aprender a classificar e identificar as funções sintáticas dos pronomes

Leia mais

Centro Educacional C.C.G. TD1-1º BIMESTRE (1º Período)

Centro Educacional C.C.G. TD1-1º BIMESTRE (1º Período) Centro Educacional C.C.G. TD1-1º BIMESTRE (1º Período) VALE: 2 pontos OBS: Devolver o TD 1 a professora no dia 16/04/09 (quinta-feira). Usar caneta azul ou preta. Não use 1- Em 1991, por ocasião da visita

Leia mais

4. Ação recíproca 5. Outras três funções do se 6. Vozes verbais e transitividade verbal 7. Contextualizando a teoria 8. Exercícios

4. Ação recíproca 5. Outras três funções do se 6. Vozes verbais e transitividade verbal 7. Contextualizando a teoria 8. Exercícios SUMÁRIO CAPÍTULO 1 ACENTUAÇÃO GRÁFICA 1. Diferença entre acento tônico e acento gráfico 2. Palavras tônicas e palavras átonas 3. Classificação da palavra pela posição da vogal tônica 4. Timbre da vogal

Leia mais

Gramática Eletrônica. Uma dificuldade relacionada com a regência refere-se ao fenômeno da crase. A crase só ocorre quando há a fusão de duas vogais:

Gramática Eletrônica. Uma dificuldade relacionada com a regência refere-se ao fenômeno da crase. A crase só ocorre quando há a fusão de duas vogais: Lição 12 Crase Uma dificuldade relacionada com a regência refere-se ao fenômeno da crase. A crase só ocorre quando há a fusão de duas vogais: a + a = à preposição artigo ou pronome demonstrativo a + aquele

Leia mais

ESTUDO DIRIGIDO DE LÍNGUA PORTUGUESA DO 8º ANO PARA 0 2 BIMESTRE DE 2016

ESTUDO DIRIGIDO DE LÍNGUA PORTUGUESA DO 8º ANO PARA 0 2 BIMESTRE DE 2016 FUNDAÇÃO OSORIO PROFESSORA: REGINA CÉLIA DA SILVA ANDRADE ESTUDO DIRIGIDO DE LÍNGUA PORTUGUESA DO 8º ANO PARA 0 2 BIMESTRE DE 2016 TEXTO TEATRAL Características: Texto escrito para ser representado Escrito

Leia mais

c) O complemento nominal também se confunde com o adjunto adnominal. As diferenças serão explicitadas quando falarmos de desse termo acessório.

c) O complemento nominal também se confunde com o adjunto adnominal. As diferenças serão explicitadas quando falarmos de desse termo acessório. b) Os estudantes inexperientes podem confundir o complemento nominal o objeto indireto. Essa dúvida é facilmente resolvida. O OI completa o sentido de um verbo e o CN, o de um nome. Ex.: Necessito de ajuda.

Leia mais

Crase. Crase é a fusão de duas vogais idênticas. Deve ser assinalada com o acento grave (`).

Crase. Crase é a fusão de duas vogais idênticas. Deve ser assinalada com o acento grave (`). 1 Crase Crase é a fusão de duas vogais idênticas. Deve ser assinalada com o acento grave (`). Princípios básicos para o emprego da crase: a) Antes de palavra feminina, clara ou subentendida; Dirijo-me

Leia mais

Língua Portuguesa Mara Rúbia

Língua Portuguesa Mara Rúbia Língua Portuguesa Mara Rúbia Regência nominal é o nome da relação existente entre um nome (substantivo, adjetivo ou advérbio) e os termos regidos por esse nome. Determina se os seus complementos são acompanhados

Leia mais

Conceito: é a fusão de duas vogais da mesma natureza. No português assinalamos a crase com

Conceito: é a fusão de duas vogais da mesma natureza. No português assinalamos a crase com TUDO SOBRE CRASE Conceito: é a fusão de duas vogais da mesma natureza. No português assinalamos a crase com o acento grave (`). Observe: Obedecemos ao regulamento. ( a + o ) Não há crase, pois o encontro

Leia mais

Aula ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS (II)

Aula ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS (II) ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS (II) META Rever o conceito de oração subordinada substantiva. Discorrer sobre os quatro últimos tipos de orações subordinadas substantivas. OBJETIVOS Ao fi nal desta aula,

Leia mais

Gramática Eletrônica

Gramática Eletrônica Lição 5 Classes de palavras Na elaboração de um texto escrito, utilizamos palavras para exprimirem nossas idéias. De acordo com a idéia que expressam, as palavras são agrupadas, na nossa língua, em dez

Leia mais

Orações subordinadas substantivas e adjetivas

Orações subordinadas substantivas e adjetivas Orações subordinadas substantivas e adjetivas Sintaxe do período simples Os termos podem ser compostos por: Substantivos (Sujeito, objeto direto, objeto indireto, predicativo do sujeito, complemento nominal

Leia mais

Sumário. Edital sistematizado... 15 Apresentação da Coleção... 17 Apresentação... 19 Sobre português... 23 Um novo perfil de prova...

Sumário. Edital sistematizado... 15 Apresentação da Coleção... 17 Apresentação... 19 Sobre português... 23 Um novo perfil de prova... Sumário Edital sistematizado... 15 Apresentação da Coleção... 17 Apresentação... 19 Sobre português... 23 Um novo perfil de prova... PARTE 1 Capítulo 1 MORFOLOGIA 1... 27 Substantivo Adjetivo Advérbio

Leia mais

Aula ORAÇÕES SUBORDINADAS ADJETIVAS. META Apresentar as orações subordinadas adjetivas

Aula ORAÇÕES SUBORDINADAS ADJETIVAS. META Apresentar as orações subordinadas adjetivas ORAÇÕES SUBORDINADAS ADJETIVAS Aula 5 META Apresentar as orações subordinadas adjetivas OBJETIVOS Ao fi nal desta aula, o aluno deverá: reconhecer a oração adjetiva; distinguir a oração adjetiva restritiva

Leia mais

Professor Marlos Pires Gonçalves

Professor Marlos Pires Gonçalves PERÍODO COMPOSTO POR SUBORDINAÇÃO ORAÇÕES SUBORDINADAS ADVERBIAIS As orações subordinadas adverbiais exercem a função sintática de adjunto adverbial da oração principal. Exemplo: Eles chegaram quando amanhecia.

Leia mais

APOIO PEDAGÓGICO AO NÚCLEO COMUM

APOIO PEDAGÓGICO AO NÚCLEO COMUM APOIO PEDAGÓGICO AO NÚCLEO COMUM GRAMÁTICA TRADICIONAL SINTAXE II: TERMOS INTEGRANTES E TERMOS ACESSÓRIOS Tutora: Ariana de Carvalho TERMOS INTEGRANTES A nomenclatura está relacionada com a função dos

Leia mais

Centro Educacional C.C.G. TD1-1º BIMESTRE (1º Período)

Centro Educacional C.C.G. TD1-1º BIMESTRE (1º Período) TD1-1º BIMESTRE (1º Período) Aluno (a): nº VALE: 2 pontos OBS: Devolver o TD 1 a professora no dia 16/04/09 (quinta-feira). Usar caneta azul ou preta. Não use 1- Leia o quadrinho de Glauco e faça o que

Leia mais

AULA 11. Sintaxe da oração e do período MINISTÉRIO DA FAZENDA

AULA 11. Sintaxe da oração e do período MINISTÉRIO DA FAZENDA AULA 11 Sintaxe da oração e do período MINISTÉRIO DA FAZENDA Professor Marlus Geronasso Frase, período e oração Frase é todo enunciado suficiente por si mesmo para estabelecer comunicação. Expressa juízo,

Leia mais

Pronomes e quantificadores universais e indefinidos

Pronomes e quantificadores universais e indefinidos Pronomes e quantificadores universais e indefinidos Pronomes e quantificadores indefinidos: referem uma pessoa, coisa ou fenómeno de uma forma imprecisa ou indeterminada, indicando quantidade ou diferença.

Leia mais

ESTADO DE SERGIPE SEPLAG/SE PROFESSOR DE EDUCAÇÃO BÁSICA

ESTADO DE SERGIPE SEPLAG/SE PROFESSOR DE EDUCAÇÃO BÁSICA ESTADO DE SERGIPE SEPLAG/SE PROFESSOR DE EDUCAÇÃO BÁSICA Resposta aos Recursos contra a Prova Objetiva Cargo: S01 - P.E.B. - E. F. (6º AO 9º ANO) E MÉDIO - ARTE Disciplina: LINGUA PORTUGUESA Questão Resposta

Leia mais

Roteiro de Estudos 3 trimestre 2015 Disciplina: Língua Portuguesa - 9º. ano PROFª. Fátima Borelli

Roteiro de Estudos 3 trimestre 2015 Disciplina: Língua Portuguesa - 9º. ano PROFª. Fátima Borelli Roteiro de Estudos 3 trimestre 2015 Disciplina: Língua Portuguesa - 9º. ano PROFª. Fátima Borelli O QUE DEVO SABER: - Diferenças entre conjunção e pronome relativo; - Diferenças entre complemento nominal

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA C/ 3º CEB DE LOUSADA

ESCOLA SECUNDÁRIA C/ 3º CEB DE LOUSADA ESCOLA SECUNDÁRIA C/ 3º CEB DE LOUSADA FICHA INFORMATIVA FRASE SIMPLES/FRASE COMPLEXA COORDENAÇÃO/SUBORDINAÇÃO A frase pode conter uma ou mais orações. A cada oração corresponde uma forma verbal expressa

Leia mais

COLÉGIO MONJOLO QUIZ N / 3 BIMESTRE PORTUGUÊS ELIANE Aluno(a): Série:8

COLÉGIO MONJOLO QUIZ N / 3 BIMESTRE PORTUGUÊS ELIANE Aluno(a): Série:8 Data da entrega: 01/09/2017. COLÉGIO MONJOLO QUIZ N 19 2017 / 3 BIMESTRE PORTUGUÊS ELIANE Aluno(a): Série:8 é um termo que não possui relação sintática com outro termo da oração. Não pertence, portanto,

Leia mais

Classes Gramaticais: Pronomes

Classes Gramaticais: Pronomes Classes Gramaticais: Pronomes Aula ao Vivo Demonstrativos São pronomes utilizados para indicar a posição de alguma coisa (no espaço, no tempo ou no discurso) em relação às pessoas do discurso. Ex.: Este

Leia mais

Análise sintática: Adjuntos e Complemento Nominal

Análise sintática: Adjuntos e Complemento Nominal Análise sintática: Adjuntos e Complemento Nominal ANÁLISE SINTÁTICA Analisar sintaticamente uma oração significa dividi-la em partes e estudar a relação existente entre elas. Dessa forma, torna-se possível

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA. Prof. Albert Iglésia

LÍNGUA PORTUGUESA. Prof. Albert Iglésia LÍNGUA PORTUGUESA Regência Nominal Relação entre um adjetivo, advérbio ou substantivo abstrato transitivo e seu complemento, por meio de preposição. 1. Os cursos do Ponto têm sido úteis a muitos candidatos.

Leia mais

02/03/2014 MORFOLOGIA X SINTAXE

02/03/2014 MORFOLOGIA X SINTAXE MORFOLOGIA X SINTAXE 1 TRANSITIVIDADE VERBAL OU PREDICAÇÃO VERBAL 1- VERBOS NOCIONAIS (significativos) ação, fenômeno e movimento VI, VTD, VTI ou VTDI 2- VERBOS RELACIONAIS (não-significativos) estado,

Leia mais

- Transitivo direto e indireto O garoto ofereceu. - Verbo intransitivo Ele morreu. A criança dormiu.

- Transitivo direto e indireto O garoto ofereceu. - Verbo intransitivo Ele morreu. A criança dormiu. - Transitivo direto e indireto O garoto ofereceu - Verbo intransitivo Ele morreu. A criança dormiu. COMPLEMENTO NOMINAL É o termo que completa o sentido de uma palavra que não seja verbo. Assim, pode referir-se

Leia mais

Antes de iniciarmos o trabalho sobre sintaxe de termos, convém distinguir classe gramatical de função sintática.

Antes de iniciarmos o trabalho sobre sintaxe de termos, convém distinguir classe gramatical de função sintática. PROJETO DOMINGÃO SINTAXE DE TERMOS prof. ROBSON MORAES 1 A Análise Sintática possui cinco (5) divisões: 1 sintaxe de termos; 2 sintaxe de orações; 3 sintaxe de concordância (verbal e nominal); 4 sintaxe

Leia mais

Pausas Entonação Expressividade Clareza

Pausas Entonação Expressividade Clareza Profª Marisa Telo Pausas Entonação Expressividade Clareza Entre sujeito e verbo A busca de realização profissional é um dos principais desafios da humanidade. Entre verbo e complementos Os rapazes da

Leia mais

Período Composto por Coordenação

Período Composto por Coordenação Período Composto por Coordenação Questão 01 - O período composto por coordenação é formado por orações sintaticamente independentes. Elas podem ser sindéticas e assindéticas. Já no período composto por

Leia mais

COMPLEMENTO NOMINAL E ADJUNTO ADNOMINAL. Profª Giovana Uggioni Silveira

COMPLEMENTO NOMINAL E ADJUNTO ADNOMINAL. Profª Giovana Uggioni Silveira COMPLEMENTO NOMINAL E ADJUNTO ADNOMINAL Profª Giovana Uggioni Silveira ADJUNTO ADNOMINAL É o termo da oração que acompanha e modifica um substantivo, conferindo-lhe características e atributos. Artigos,

Leia mais

Prova de Conhecimentos Específicos

Prova de Conhecimentos Específicos Prova de Conhecimentos Específicos Leia o texto e responda às perguntas que se seguem: Texto 5 10 15 O ensino tradicional de língua portuguesa investiu, erroneamente, no conhecimento da descrição da língua

Leia mais

Conteúdos: Período composto por subordinação: Orações adverbiais I e II Orações adjetivas Pronomes Relativos

Conteúdos: Período composto por subordinação: Orações adverbiais I e II Orações adjetivas Pronomes Relativos Conteúdos: Período composto por subordinação: Orações adverbiais I e II Orações adjetivas Pronomes Relativos Habilidades: Diferenciar conjunção integrante de conjunção subordinativa adverbial Identificar

Leia mais

SUMÁRIO PARTE I FONOLOGIA CAPÍTULO 1 ACENTUAÇÃO... 23 CAPÍTULO 2 ORTOGRAFIA... 29

SUMÁRIO PARTE I FONOLOGIA CAPÍTULO 1 ACENTUAÇÃO... 23 CAPÍTULO 2 ORTOGRAFIA... 29 SUMÁRIO PARTE I FONOLOGIA CAPÍTULO 1 ACENTUAÇÃO... 23 1. Introdução... 23 2. Regras de acentuação gráfica... 23 2.1. Proparoxítonas... 23 2.2. Paroxítonas... 23 2.2.1. Observações... 24 2.3. Oxítonas...

Leia mais

COLÉGIO IMACULADA CONCEIÇÃO. Revisão: Orações Subordinadas Substantivas CORREÇÃO

COLÉGIO IMACULADA CONCEIÇÃO. Revisão: Orações Subordinadas Substantivas CORREÇÃO COLÉGIO IMACULADA CONCEIÇÃO Revisão: Orações Subordinadas Substantivas CORREÇÃO 1) Para completar os trechos com uma oração SUBSTANTIVA, você precisa usar uma conjunção integrante (que ou se) e usar também

Leia mais

Bárbara da Silva. Português. Aula 13 Período composto por subordinação

Bárbara da Silva. Português. Aula 13 Período composto por subordinação Bárbara da Silva Português Aula 13 Período composto por subordinação No período composto por subordinação existe pelo menos uma oração principal e uma subordinada. A oração principal é sempre incompleta,

Leia mais

2. A Frase. Ex: Apareceram 10 marceneiros, 20 carpinteiros e 40 envernizadores.

2. A Frase. Ex: Apareceram 10 marceneiros, 20 carpinteiros e 40 envernizadores. 2. A Frase A frase é um conjunto de palavras ordenadas que transmite uma ideia com sentido, começa com letra maiúscula e termina num sinal de pontuação. Os sinais de pontuação auxiliam a leitura e esclarecem

Leia mais

Orações subordinadas adjetivas: fim de traumas

Orações subordinadas adjetivas: fim de traumas Orações subordinadas adjetivas: fim de traumas 115 Marcela Moura * Resumo: Este trabalho trata das orações subordinadas adjetivas na perspectiva de gramáticos normativos -como Bechara (1977), Melo (1968)

Leia mais

Período Composto por Subordinação

Período Composto por Subordinação Período Composto por Subordinação Todo período composto por subordinação contém uma oração principal, acompanhada de uma ou mais orações subordinadas. A oração principal é a que encerra o sentido fundamental

Leia mais

Língua Portuguesa- Prof. Verônica Ferreira

Língua Portuguesa- Prof. Verônica Ferreira Língua Portuguesa- Prof. Verônica Ferreira 1 Prova: CESPE - 2013 - UNB - Vestibular - Prova 2 Julgue os itens a seguir, relativos às ideias desenvolvidas no texto acima. No 2.º parágrafo, o autor do texto

Leia mais

PARTÍCULA EXPLETIVA OU DE REALCE

PARTÍCULA EXPLETIVA OU DE REALCE FUNÇÕES DO QUE? Aqui estudaremos todas as classes gramaticais a que a palavra que pertence. SUBSTANTIVO A palavra que será substantivo, quando tiver o sentido de qualquer coisa ou alguma coisa, é sempre

Leia mais

Lógica Gramatical. Morfologia 1. Gramática. Aula 02. Noções Básicas

Lógica Gramatical. Morfologia 1. Gramática. Aula 02. Noções Básicas Lógica Gramatical Morfologia 1 Noções Básicas Gramática 1 Aula 02 Olá, aluno. Espero que tenha sido proveitosa a nossa primeira aula. Agora sabemos como funcionam as referências de acessório e essencial.

Leia mais

Pronomes, advérbios e determinantes interrogativos

Pronomes, advérbios e determinantes interrogativos Pronomes, advérbios e determinantes interrogativos Os interrogativos introduzem frases interrogativas directas e indirectas. Servem para formular perguntas sobre a identidade, a qualidade ou a quantidade

Leia mais

Pronomes. Apostila 3, Capítulo 11 Unidades 33 a 38 (pág. 391 a 408)

Pronomes. Apostila 3, Capítulo 11 Unidades 33 a 38 (pág. 391 a 408) Pronomes Apostila 3, Capítulo 11 Unidades 33 a 38 (pág. 391 a 408) Professora Simone 2 O bundão Joaquim foi a um psicólogo porque a mulher batia nele e toda a vizinhança lá do prédio o via como um frouxo.

Leia mais

PRONOMES RELATIVOS Caicó RN 2018

PRONOMES RELATIVOS Caicó RN 2018 Colégio Diocesano Seridoense Disciplina: Língua Portuguesa Professora: Lusia Raquel PRONOMES RELATIVOS Caicó RN 2018 PRONOMES RELATIVOS: PRONOMES RELATIVOS: O pronome "que" é o relativo de mais largo emprego,

Leia mais

Português. Crase. Professor Carlos Zazmbeli.

Português. Crase. Professor Carlos Zazmbeli. Português Crase Professor Carlos Zazmbeli www.acasadoconcurseiro.com.br Português CRASE Eles foram à praia no fim de semana (A prep. + A artigo) A aluna à qual me refiro é estudiosa (A prep. + A do pronome

Leia mais

Termos Acessórios da Oração

Termos Acessórios da Oração PORTUGUÊS Termos Acessórios da Oração 1- Adjunto Adnominal: É composto por adjetivos, artigos, numerais e pronomes quando acompanham os substantivos. Eles têm a função de qualificar, caracterizar os substantivos.

Leia mais

10 APOSTO. Apresentar o aposto, termo acessório, sua relação com o sujeito e classificação segundo a NGB.

10 APOSTO. Apresentar o aposto, termo acessório, sua relação com o sujeito e classificação segundo a NGB. Aula APOSTO META Apresentar o aposto, termo acessório, sua relação com o sujeito e classificação segundo a NGB. OBJETIVOS Ao final desta aula o aluno deverá: compreender a relação do aposto com o substantivo

Leia mais

Português Desafio Gramatical - Atividades Criadas

Português Desafio Gramatical - Atividades Criadas Português Desafio Gramatical - Atividades Criadas Aluno: Ficha: Turma: Data: Material\fundamental_II\Português\F8\F_037 Por: Julia, Laura, Pedro e Vitor. 1) Identifique os modos verbais das orações abaixo:

Leia mais

PORTUGUÊS. aula Agente da passiva, aposto, adjunto adverbial e vocativo

PORTUGUÊS. aula Agente da passiva, aposto, adjunto adverbial e vocativo PORTUGUÊS aula Agente da passiva, aposto, adjunto adverbial e vocativo Agente da passiva NA VOZ PASSIVA, É QUEM AGE, EXECUTA OU PRATICA A AÇÃO VERBAL. QUANDO A ORAÇÃO É COLOCADA NA VOZ ATIVA, PASSA A SER

Leia mais

Bárbara da Silva. Português. Aula 52 Adjunto adnominal

Bárbara da Silva. Português. Aula 52 Adjunto adnominal Bárbara da Silva Português Aula 52 Adjunto adnominal Adjunto Adnominal É o termo que determina, especifica ou explica um substantivo. O adjunto adnominal possui função adjetiva na oração, a qual pode ser

Leia mais

NÃO OCORRE CRASE CASOS FACULTATIVOS

NÃO OCORRE CRASE CASOS FACULTATIVOS NÃO OCORRE CRASE *ANTES DE VERBOS *ANTES DE PALAVRAS MASCULINAS *ANTES DE PRONOMES DE TRATAMENTO *ANTES DOS PRONOMES DEMONSTRATIVOS (ESTA, ESSA) *ANTES DE PRONOMES E ARTIGOS INDEFINIDOS *ENTRE PALAVRAS

Leia mais

FUNÇÕES SINTÁTICAS DOS PRONOMES PESSOAIS OBLÍQUOS ÁTONOS

FUNÇÕES SINTÁTICAS DOS PRONOMES PESSOAIS OBLÍQUOS ÁTONOS LÍNGUA PORTUGUESA GRAMÁTICA: FUNÇÕES SINTÁTICAS DOS PRONOMES PESSOAIS OBLÍQUOS ÁTONOS PROF.º PAULO SCARDUA PRONOME OBLÍQUO O E VARIAÇÕES SUJEITO DE VERBO NO INFINITIVO O pronome obliquo O, quando acompanha

Leia mais

TERMOS INTEGRANTES. São os termos que se relacionam a um verbo ou a um nome,completando-lhes o sentido.

TERMOS INTEGRANTES. São os termos que se relacionam a um verbo ou a um nome,completando-lhes o sentido. TERMOS INTEGRANTES São os termos que se relacionam a um verbo ou a um nome,completando-lhes o sentido. 1. OBJETO DIRETO: complemento que se liga ao verbo sem preposição. Exemplos: Dois incêndios destruíram

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA CRASE

LÍNGUA PORTUGUESA CRASE LÍNGUA PORTUGUESA CRASE Professora Sônia Aparecida de Souza Cotrim Centro de Ensino Médio 02 de Ceilândia www.professorasonia.com.br professorasonia.com.br 1 CRASE = FUSÃO/ MISTURA Fenômeno marcado com

Leia mais

Aula 16 Termos essenciais da oração. Professor Guga Valente

Aula 16 Termos essenciais da oração. Professor Guga Valente Aula 16 Termos essenciais da oração Professor Guga Valente Termos essenciais 1. Termos essenciais: aqueles que são indispensáveis, isto é, não podem faltar. São eles: sujeito e predicado. 2. Termos integrantes:

Leia mais

Estudo dos pronomes. Professora: Raysa Ferreira

Estudo dos pronomes. Professora: Raysa Ferreira Estudo dos pronomes Professora: Raysa Ferreira Por que utilizá-los? Os pronomes possuem a função de substituir um nome (substantivo) ou fazer referência a ele, por isso é importante no processo de coesão

Leia mais

Pronomes: as pessoas do discurso

Pronomes: as pessoas do discurso I. Introdução A. As classes de palavras 1. Substantivo 2. Adjetivo 3. Verbo 4. Advérbio 5. Pronome 6. Artigo 7. Numeral 8. Conjunção 9. Preposição 10. Interjeição B. Tipos de pronomes 1. Pronome pessoal

Leia mais

META Discorrer sobre o conceito de oração subordinada substantiva e sobre três tipos dessas orações.

META Discorrer sobre o conceito de oração subordinada substantiva e sobre três tipos dessas orações. ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS (I) Aula 3 META Discorrer sobre o conceito de oração subordinada substantiva e sobre três tipos dessas orações. OBJETIVOS Ao fi nal desta aula, o aluno deverá: terminada

Leia mais

Professor Paulo Alexandre

Professor Paulo Alexandre Professor Paulo Alexandre O conteúdo dos slides a seguir foi baseado em um percurso didático para dinamizar o processo de explicação do conteúdo em sala de aula. Trata-se de um recorte teórico e aprofundado

Leia mais

Menino ou menina? Exercício 1 Vamos lembrar então o que são genes e cromossomos. Volte à Aula 20 e dê as definições: a) Gene... b) Cromossomo...

Menino ou menina? Exercício 1 Vamos lembrar então o que são genes e cromossomos. Volte à Aula 20 e dê as definições: a) Gene... b) Cromossomo... A UU L AL A Menino ou menina? Quando um casal descobre que vai ter um filho, a primeira curiosidade é saber se nascerá um menino ou uma menina. Mas será que os futuros pais, ou mesmo as pessoas que não

Leia mais

Língua Portuguesa 9º ano

Língua Portuguesa 9º ano Aula de Pronomes Moré: Hemerson Siqueira Pronomes Critério Semântico Sob o ponto de vista semântico, a classe de pronomes tem uma característica singular: trata-se de palavras quase vazias de significado.

Leia mais

SUJEITO + PRONOME RELATIVO + VERBO + COMPLEMENTO. Ex.: Este é o assunto que fiz referência semana passada.

SUJEITO + PRONOME RELATIVO + VERBO + COMPLEMENTO. Ex.: Este é o assunto que fiz referência semana passada. PREPOSIÇÃO Ordem Direta da Oração: Sujeito + verbo + Complemento Ex.: Todos gostam de carnaval. Todos gostam carnaval. PREPOSIÇÃO QUEM ALGO ALGUÉM ALGUMA COISA SUJEITO + PRONOME RELATIVO + VERBO + COMPLEMENTO

Leia mais

Na prática, acha-se o sujeito fazendo-se a pergunta: Quem (Que) + verbo da oração? : Quem quebrou os discos? Pedro!

Na prática, acha-se o sujeito fazendo-se a pergunta: Quem (Que) + verbo da oração? : Quem quebrou os discos? Pedro! OS CASOS EM LATIM Segundo os gramáticos antigos, podíamos encontrar seis elementos na oração simples: 1º. O nominativo; 2º. O vocativo; 3º. O genitivo; 4º. O acusativo; 5º. O dativo; 6º. O ablativo. 1º.

Leia mais

Conteúdos: Funções do QUE e SE I

Conteúdos: Funções do QUE e SE I Conteúdos: Funções do QUE e SE I Habilidades: Conhecer a partícula QUE a qual pertence a diferentes classes gramaticais e funções sintáticas Habilidades: Saber empregar as funções do SE como partícula

Leia mais

PONTUAÇÃO uso da vírgula. COMUNICAÇÃO TÉCNICA Prof. Andriza

PONTUAÇÃO uso da vírgula. COMUNICAÇÃO TÉCNICA Prof. Andriza PONTUAÇÃO uso da vírgula COMUNICAÇÃO TÉCNICA Prof. Andriza (andriza.becker@luzerna.ifc.edu.br) vídeo Vírgula É um sinal gráfico usado com duas finalidades: - Sintática: organização dos termos da oração

Leia mais

CRASE. Prof. Flaverlei A. Silva

CRASE. Prof. Flaverlei A. Silva CRASE Prof. Flaverlei A. Silva Crase é a fusão da preposição a com o artigo definido feminino a, ou com determinados pronomes iniciados pela vogal a. Na escrita, é marcada pelo acento grave (à). Casos

Leia mais

Período composto por coordenação

Período composto por coordenação Período composto por coordenação É o período composto por duas ou mais orações independentes. Estas orações podem ser assindéticas ou sindéticas. Orações coordenadas assindéticas Não apresentam conectivos

Leia mais

PARTE V UNIDADE 01: OS TERMOS DA ORAÇÃO

PARTE V UNIDADE 01: OS TERMOS DA ORAÇÃO PARTE V UNIDADE 01: OS TERMOS DA ORAÇÃO SUJEITO 01 1. comemorações 2. imagem 3. rio 4. soldados 5. major/coronel 6. quem 7. ninguém 8. alto-falantes 9. trocos 10. Tio 02 1. (3) 2. (2) 3. (1) 4. (2) 5.

Leia mais

Estudo dos pronomes. Professora: Raysa Ferreira

Estudo dos pronomes. Professora: Raysa Ferreira Estudo dos pronomes Professora: Raysa Ferreira Por que utilizá-los? Os pronomes possuem a função de substituir um nome (substantivo) ou fazer referência a ele, por isso é importante no processo de coesão

Leia mais

COMPLEMENTO NOMINAL E ADJUNTO ADNOMINAL. Profª Giovana Uggioni Silveira

COMPLEMENTO NOMINAL E ADJUNTO ADNOMINAL. Profª Giovana Uggioni Silveira COMPLEMENTO NOMINAL E ADJUNTO ADNOMINAL Profª Giovana Uggioni Silveira ADJUNTO ADNOMINAL É o termo da oração que acompanha e modifica um substantivo, conferindo-lhe características e atributos. Artigos,

Leia mais

SÉTIMA AULA DE GRAMÁTICA - INTERNET. Professora: Sandra Franco

SÉTIMA AULA DE GRAMÁTICA - INTERNET. Professora: Sandra Franco SÉTIMA AULA DE GRAMÁTICA - INTERNET Professora: Sandra Franco Período Composto. 1. Introdução ao estudo do Período Composto: Orações Subordinadas e Orações Coordenadas. 2. Orações Subordinadas Substantivas.

Leia mais

Oração subordinada: substantiva relativa e adjetiva relativa

Oração subordinada: substantiva relativa e adjetiva relativa Oração subordinada: substantiva relativa e adjetiva relativa Relação entre um elemento subordinante (palavra, constituinte ou oração) e uma oração subordinada. As orações subordinadas podem ser: adverbiais

Leia mais

Orações Subordinadas d Adjetivas. Apostila 3, Capítulo 9 Unidades 39 e 40 (pág. 322 a 329)

Orações Subordinadas d Adjetivas. Apostila 3, Capítulo 9 Unidades 39 e 40 (pág. 322 a 329) Orações Subordinadas d Adjetivas Apostila 3, Capítulo 9 Unidades 39 e 40 (pág. 322 a 329) Professora Simone 2 Orações Subordinadas Adjetivas A sua história assustadora será contada para todos assustadora

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA GRAMÁTICA FUNÇÃO SINTÁTICA DOS PRONOMES RELATIVOS

LÍNGUA PORTUGUESA GRAMÁTICA FUNÇÃO SINTÁTICA DOS PRONOMES RELATIVOS LÍNGUA PORTUGUESA GRAMÁTICA FUNÇÃO SINTÁTICA DOS PRONOMES RELATIVOS Profª. Raquel Freitas Sampaio PARA QUE SABER Os pronomes relativos exercem um papel fundamental nas relações de vínculo e coesão entre

Leia mais

Aula 36.1 Conteúdos: Período simples e composto; Coordenação LÍNGUA PORTUGUESA FORTALECENDO SABERES DINÂMICA LOCAL INTERATIVA CONTEÚDO E HABILIDADES

Aula 36.1 Conteúdos: Período simples e composto; Coordenação LÍNGUA PORTUGUESA FORTALECENDO SABERES DINÂMICA LOCAL INTERATIVA CONTEÚDO E HABILIDADES 2 CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA Aula 36.1 Conteúdos: Período simples e composto; Coordenação 3 CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA Habilidades: Reconhecer

Leia mais

Sumário. Primeira Parte. Tipos de palavras...5 Regras gerais...5 Casos especiais...6 Dupla prosódia...8 Pronúncia duvidosa...8 Exercícios...

Sumário. Primeira Parte. Tipos de palavras...5 Regras gerais...5 Casos especiais...6 Dupla prosódia...8 Pronúncia duvidosa...8 Exercícios... Sumário Primeira Parte PRIMEIRA LIÇÃO POESIA MATEMÁTICA... 2 GRAMÁTICA Acentuação gráfica... 5 Tipos de palavras...5 Regras gerais...5 Casos especiais...6 Dupla prosódia...8 Pronúncia duvidosa...8 Exercícios...8

Leia mais

ORAÇÕES SUBORDINADAS. Professor: Aramis de Cássio

ORAÇÕES SUBORDINADAS. Professor: Aramis de Cássio ORAÇÕES SUBORDINADAS Professor: Aramis de Cássio ORAÇÕES SUBORDINADAS ORAÇÕES SUBORDINADAS As ORAÇÕES SUBORDINADAS funcionam sempre como um termo essencial, integrante e acessório da oração principal.

Leia mais

DIVISÃO DE NOTAS 1º TRIMESTRE / 2016

DIVISÃO DE NOTAS 1º TRIMESTRE / 2016 Professor (a): Elizangela/ Adriana Componente Curricular: Língua Portuguesa Série: 9º TIPO DE VALOR CONTEÚDO DATA AV1 2,5 - Diferença entre frase, oração e período. - Período composto por subordinação.

Leia mais

Português Gradual. Profissionais e estudantes que necessitam fortalecer os conhecimentos básicos da língua portuguesa

Português Gradual. Profissionais e estudantes que necessitam fortalecer os conhecimentos básicos da língua portuguesa Português Gradual Público-alvo: Profissionais e estudantes que necessitam fortalecer os conhecimentos básicos da língua portuguesa Conteúdo: Classes gramaticais - artigos, substantivos, adjetivos, advérbios,

Leia mais