Norma Técnica Interna SABESP NTS 094

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Norma Técnica Interna SABESP NTS 094"

Transcrição

1 Norma Técnica Interna SABESP NTS 094 TRANSPORTE DE COORDENADAS CLASSE II Especificação São Paulo Agosto

2 NTS 094 : 2000 Norma Técnica Interna SABESP S U M Á R I O 1. OBJETIVO REFERÊNCIAS NORMATIVAS ABRANGÊNCIA FORMULÁRIOS UTILIZADOS DEFINIÇÕES E SIGLAS APARELHAGEM OU EQUIPAMENTOS PROCEDIMENTOS ESPECÍFICOS Implantação Precisão dos trabalhos Trabalhos de campo Trabalhos de escritório Material a ser entregue ANEXO...3 Anexo A Monografia de Vértice Topográfico /08/2000

3 Norma Técnica Interna SABESP NTS 094 : 2000 TRANSPORTE DE COORDENADAS CLASSE II 1. OBJETIVO Este serviço tem por objetivo a implantação de vértices e transporte de coordenadas topográficas, para apoio a projetos de saneamento básico. 2. REFERÊNCIAS NORMATIVAS NBR Execução de Levantamento Topográfico. NTS Condições Gerais para Levantamentos Topográficos e Geodésicos. 3. ABRANGÊNCIA Às empresas contratadas para a prestação de serviços de Topografia e Geodésia. 4. FORMULÁRIOS UTILIZADOS Monografia de Vértice Topográfico - TOPOGR-03, conforme anexo A. 5. DEFINIÇÕES E SIGLAS Consultar item 5 da NTS APARELHAGEM OU EQUIPAMENTOS Devem ser utilizados: - Teodolitos classe 3 (tabela 1 da NBR 13133); - Distanciômetros classe 1 (tabela 3 da NBR 13133); - Estações totais classe 3 (tabela 4 da NBR 13133); - Dois tripés com base nivelante com prismas e alvos adequados às distâncias da poligonal. 7. PROCEDIMENTOS ESPECÍFICOS 7.1. Implantação Partindo dos pontos de apoio referidos no item 7.2 da NTS 092, devem ser cravados pinos de aço ou marcos, conforme mencionado no item 7.2 da referida Norma Técnica, de tal modo que sejam garantidas as condições de segurança, perenidade e identificação dos vértices implantados. A implantação de vértices, bem como as miras, deve ser executada conforme item 7.1 da NTS Precisão dos trabalhos A precisão dos trabalhos decorre da metodologia e do desenvolvimento especificados pela norma NBR na Tabela 7 para poligonal classe IIP, que deve ser a classe das poligonais empregadas na implantação dos marcos mencionados em 7.1, com centragem forçada (método dos três tripés) Trabalhos de campo O registro dos elementos de campo, quer angulares quer lineares, será feito em folhas próprias, previamente aprovadas pela SABESP. 30/08/2000 1

4 NTS 094 : 2000 Norma Técnica Interna SABESP 7.4. Trabalhos de escritório Deve ser elaborada uma planta de localização contendo o serviço desenvolvido, conforme descrito no item 7.9 da NTS 092. O ajustamento de poligonais e o estabelecimento das tolerâncias de fechamento devem ser executados conforme o estabelecido pela Tabela de Correspondência NBR / Método das Projeções, conforme anexo D da NTS Material a ser entregue Relatório técnico conforme item 7.12 da NTS 092. Planta de localização representando o trecho trabalhado com os pontos de apoio básicos e poligonais implantadas. 2 30/08/2000

5 30/08/ DADOS GERAIS COORDENADAS MUNICÍPIO RUA / BAIRRO MONOGRAFIA DE VÉRTICE TOPOGRÁFICO VÉRTICE Nº H Nº DO SERVIÇO PLANTA: IGC Emplasa (NºSabesp ) Município PINO MARCO CHAPA ESTAÇÃO AZIMUTE DISTÂNCIA Nº E ZENITAL MIRA 1: MIRA 2: VÉRTICE COM ORIGEM NO: DETALHE MIRA 1 DETALHE MIRA 2 IMPLANTADO POR DATA ÚLTIMA VISTORIA DATA DES. / / / / CALC. CROQUI DE LOCALIZAÇÃO / AMARRAÇÃO FOTO PANORÂMICA Anexo A Monografia de Vértice Topográfico 8. ANEXO Norma Técnica Interna SABESP NTS 094 : 2000

6 Norma Técnica Interna SABESP NTS 094 : 2000 Página em branco 30/08/2000

7 Norma Técnica Interna SABESP NTS 094 : 2000 TRANSPORTE DE COORDENADAS CLASSE II Considerações finais: 1) Esta norma técnica, como qualquer outra, é um documento dinâmico, podendo ser alterada ou ampliada sempre que for necessário. Sugestões e comentários devem ser enviados à Divisão de Normas Técnicas - TDGN; 2) Tomaram parte na elaboração desta Norma: ÁREA UNIDADE DE NOME TRABALHO T TD João Gino T TDS Durval Antônio Rodrigues C CJPA Ângelo Ermani Neto 30/08/2000

8 NTS 094 : 2000 Norma Técnica Interna SABESP Sabesp - Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo Diretoria Técnica e Meio Ambiente - T Superintendência de Pesquisa e Desenvolvimento Tecnológico - TD Departamento de Serviços Tecnológicos e Acervo - TDS Divisão de Normas Técnicas - TDGN Rua Dr. Carlos Alberto do Espírito Santo, CEP São Paulo - SP - Brasil Telefone: (011) / FAX: (011) Palavras-chave: Topografia, coordenadas - 3 páginas 30/08/2000

Norma Técnica Interna SABESP NTS 100

Norma Técnica Interna SABESP NTS 100 Norma Técnica Interna SABESP NTS 100 LOCAÇÃO DE LINHAS Especificação São Paulo Agosto - 2000 NTS 100 : 2000 Norma Técnica Interna SABESP S U M Á R I O 1. OBJETIVO...1 2. REFERÊNCIAS NORMATIVAS...1 3. ABRANGÊNCIA...1

Leia mais

Norma Técnica SABESP NTS 103

Norma Técnica SABESP NTS 103 Norma Técnica SABESP NTS 103 LEVANTAMENTO PLANIMÉTRICO CADASTRAL DE FAIXAS Especificação São Paulo Revisão 1 - Agosto 2003 NTS 103 : 2003 rev. 1 Norma Técnica SABESP S U M Á R I O 1 OBJETIVO...1 2 REFERÊNCIAS

Leia mais

Norma Técnica Sabesp NTS 100 LOCAÇÃO DE LINHA. Especificação. São Paulo. Outubro: revisão 1

Norma Técnica Sabesp NTS 100 LOCAÇÃO DE LINHA. Especificação. São Paulo. Outubro: revisão 1 NTS 100 LOCAÇÃO DE LINHA Especificação São Paulo Outubro: 2016 - revisão 1 1. OBJETIVO... 3 2. REFERÊNCIAS NORMATIVAS... 3 3. ABRANGÊNCIA... 3 4. DEFINIÇÕES E SIGLAS... 3 5. APARELHAGEM OU EQUIPAMENTOS...

Leia mais

TRANSPORTE DE COORDENADAS POR MEIO DE POLIGONAL FECHADA UTILIZANDO-SE ESTAÇÃO- TOTAL

TRANSPORTE DE COORDENADAS POR MEIO DE POLIGONAL FECHADA UTILIZANDO-SE ESTAÇÃO- TOTAL NTS 093 TRANSPORTE DE COORDENADAS POR MEIO DE POLIGONAL FECHADA UTILIZANDO-SE ESTAÇÃO- TOTAL Especificação São Paulo Fevereiro: 2016 - revisão 1 SUMÁRIO 1. OBJETIVO... 1 2. REFERÊNCIAS NORMATIVAS... 1

Leia mais

UNICAP Universidade Católica de Pernambuco Laboratório de Topografia de UNICAP - LABTOP Topografia 1. Erros e Tolerâncias

UNICAP Universidade Católica de Pernambuco Laboratório de Topografia de UNICAP - LABTOP Topografia 1. Erros e Tolerâncias UNICAP Universidade Católica de Pernambuco Laboratório de Topografia de UNICAP - LABTOP Topografia 1 Erros e Tolerâncias Recife, 2014 Técnicas de Levantamento Planimétrico A Poligonação é um dos métodos

Leia mais

NIVELAMENTO GEOMÉTRICO PARA TRANSPORTE DE ALTITUDE

NIVELAMENTO GEOMÉTRICO PARA TRANSPORTE DE ALTITUDE NTS 095 NIVELAMENTO GEOMÉTRICO PARA TRANSPORTE DE ALTITUDE Especificação São Paulo Fevereiro: 2016 - revisão 2 SUMÁRIO 1. OBJETIVO... 1 2. REFERÊNCIAS NORMATIVAS... 1 3. ABRANGÊNCIA... 1 4. FORMULÁRIOS

Leia mais

LEVANTAMENTO NIVELAMENTO E LOCAÇÃO DE FUROS DE SONDAGEM

LEVANTAMENTO NIVELAMENTO E LOCAÇÃO DE FUROS DE SONDAGEM NTS 113 LEVANTAMENTO NIVELAMENTO E LOCAÇÃO DE FUROS DE SONDAGEM Especificação São Paulo Outubro: 2016 - revisão 1 SUMÁRIO 1.OBJETIVO... 3 2.REFERÊNCIAS NORMATIVAS... 3 3.ABRANGÊNCIA... 3 4.DEFINIÇÕES E

Leia mais

Norma Técnica Sabesp NTS 096 NIVELAMENTO GEOMÉTRICO DE PRECISÃO. Especificação. São Paulo. Fevereiro: revisão 1

Norma Técnica Sabesp NTS 096 NIVELAMENTO GEOMÉTRICO DE PRECISÃO. Especificação. São Paulo. Fevereiro: revisão 1 NTS 096 NIVELAMENTO GEOMÉTRICO DE PRECISÃO Especificação São Paulo Fevereiro: 2016 - revisão 1 SUMÁRIO 1. OBJETIVO... 1 2. REFERÊNCIAS NORMATIVAS... 1 3. ABRANGÊNCIA... 1 4. FORMULÁRIOS UTILIZADOS... 1

Leia mais

LEVANTAMENTO PLANIALTIMÉTRICO CADASTRAL DE ÁREAS

LEVANTAMENTO PLANIALTIMÉTRICO CADASTRAL DE ÁREAS NTS 102 LEVANTAMENTO PLANIALTIMÉTRICO CADASTRAL DE ÁREAS Especificação São Paulo Fevereiro: 2016 - revisão 2 SUMÁRIO 1. OBJETIVO... 2 2. REFERÊNCIAS NORMATIVAS... 2 3. ABRANGÊNCIA... 2 4. DEFINIÇÕES E

Leia mais

TRABALHO DE TOPOGRAFIA LEVANTAMENTO TAQUEOMÉTRICO

TRABALHO DE TOPOGRAFIA LEVANTAMENTO TAQUEOMÉTRICO TRABALHO DE TOPOGRAFIA LEVANTAMENTO TAQUEOMÉTRICO 1. Poligonal Fechada: A poligonal fechada é caracterizada por ter o último vértice coincidindo com o vértice inicial, formando, desta forma, um POLÍGONO.

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA: IMPLANTAÇÃO DE TRILHAS RETAS E PARCELAS EM CURVA DE NÍVEL EM FLORESTAS NA REGIÃO DE SÃO GABRIEL DA CACHOEIRA.

TERMO DE REFERÊNCIA: IMPLANTAÇÃO DE TRILHAS RETAS E PARCELAS EM CURVA DE NÍVEL EM FLORESTAS NA REGIÃO DE SÃO GABRIEL DA CACHOEIRA. TERMO DE REFERÊNCIA: IMPLANTAÇÃO DE TRILHAS RETAS E PARCELAS EM CURVA DE NÍVEL EM FLORESTAS NA REGIÃO DE SÃO GABRIEL DA CACHOEIRA. 1. Objeto Contratação de serviço especializado de topografia plani-altimétrica

Leia mais

CADASTRAMENTO DE SOLEIRAS BAIXAS E ESTUDO DE PROFUNDIDADE

CADASTRAMENTO DE SOLEIRAS BAIXAS E ESTUDO DE PROFUNDIDADE NTS 108 CADASTRAMENTO DE SOLEIRAS BAIXAS E ESTUDO DE PROFUNDIDADE Especificação São Paulo Agosto: 2016 - revisão 1 SUMÁRIO 1. OBJETIVO... 2 2. REFERÊNCIAS NORMATIVAS... 2 3. ABRANGÊNCIA... 2 4. MODELOS

Leia mais

Norma Técnica Interna SABESP NTS 023

Norma Técnica Interna SABESP NTS 023 Norma Técnica Interna SABESP NTS 023 RESERVATÓRIOS Elaboração de Projetos Procedimento São Paulo Maio - 1999 NTS 023 : 1999 Norma Técnica Interna SABESP S U M Á R I O 1 RECOMENDAÇÕES DE PROJETO...1 2 DIMENSIONAMENTO

Leia mais

Norma Técnica Sabesp NTS 104 LEVANTAMENTO PLANIMÉTRICO CADASTRAL DE ÁREAS. Especificação. São Paulo. Agosto: revisão 2

Norma Técnica Sabesp NTS 104 LEVANTAMENTO PLANIMÉTRICO CADASTRAL DE ÁREAS. Especificação. São Paulo. Agosto: revisão 2 NTS 104 LEVANTAMENTO PLANIMÉTRICO CADASTRAL DE ÁREAS Especificação São Paulo Agosto: 2016 - revisão 2 SUMÁRIO 1. OBJETIVO... 3 2. REFERÊNCIAS NORMATIVAS... 3 3. ABRANGÊNCIA... 3 4. DEFINIÇÕES E SIGLAS...

Leia mais

Norma Técnica Sabesp NTS 110 LEVANTAMENTO DE SEÇÕES BATIMÉTRICAS. Especificação. São Paulo. Outubro: revisão 1

Norma Técnica Sabesp NTS 110 LEVANTAMENTO DE SEÇÕES BATIMÉTRICAS. Especificação. São Paulo. Outubro: revisão 1 NTS 110 LEVANTAMENTO DE SEÇÕES BATIMÉTRICAS Especificação São Paulo Outubro: 2016 - revisão 1 SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO... 3 2. OBJETIVO... 3 3. REFERÊNCIAS NORMATIVAS... 3 4. ABRANGÊNCIA... 3 5. MODELOS UTILIZADOS...

Leia mais

Norma Técnica Sabesp NTS 098 IMPLANTAÇÃO DE CURVA DE NÍVEL. Especificação. São Paulo. Janeiro: revisão 1

Norma Técnica Sabesp NTS 098 IMPLANTAÇÃO DE CURVA DE NÍVEL. Especificação. São Paulo. Janeiro: revisão 1 NTS 098 IMPLANTAÇÃO DE CURVA DE NÍVEL Especificação São Paulo Janeiro: 2017 - revisão 1 1. OBJETIVO... 3 2. REFERÊNCIAS NORMATIVAS... 3 3. ABRANGÊNCIA... 3 4. DEFINIÇÕES E SIGLAS... 3 5. APARELHAGEM OU

Leia mais

LOCAÇÃO E LEVANTAMENTO PLANIALTIMÉTRICO DE SECÇÕES TOPOGRÁFICAS

LOCAÇÃO E LEVANTAMENTO PLANIALTIMÉTRICO DE SECÇÕES TOPOGRÁFICAS NTS 114 LOCAÇÃO E LEVANTAMENTO PLANIALTIMÉTRICO DE SECÇÕES TOPOGRÁFICAS Especificação São Paulo Outubro: 2016 - revisão 1 SUMÁRIO 1. OBJETIVO... 3 2. REFERÊNCIAS NORMATIVAS... 3 3. ABRANGÊNCIA... 3 4.

Leia mais

TOPOGRAFIA II 2 NIVELAMENTO

TOPOGRAFIA II 2 NIVELAMENTO TOPOGRAFIA II 2 NIVELAMENTO Nivelamento O nivelamento é a operação topográfica utilizada para se determinar diferenças de nível entre dois ou mais pontos. Segundo a NBR 13.133/1994 o levantamento topográfico

Leia mais

Especificação Técnica de Projeto N.º 009 ETP009 Lacres para unidade de medição.

Especificação Técnica de Projeto N.º 009 ETP009 Lacres para unidade de medição. SERVIÇO AUTONOMO DE ÁGUA E ESGOTO DE SOROCABA ETP 009 Especificação Técnica de Projeto N.º 009 ETP009 Lacres para unidade de medição. 1. Objetivo. Esta ETP 009, especificação Técnica de Projeto nº 009

Leia mais

LP EMPREENDIMENTOS CONSTRUÇÃO E MANUTENÇÃO LTDA.

LP EMPREENDIMENTOS CONSTRUÇÃO E MANUTENÇÃO LTDA. CONTROLE DE DOCUMENTOS Procedimento Geral Os comentários e sugestões referentes a este documento devem ser encaminhados à Gerência de Operações, indicando o item a ser revisado, a proposta e a justificativa.

Leia mais

IMPLANTAÇÃO DE PONTOS DE COORDENADAS COM UTILIZAÇÃO DE SISTEMAS DE POSICIONAMENTO GLOBAL POR SATÉLITES

IMPLANTAÇÃO DE PONTOS DE COORDENADAS COM UTILIZAÇÃO DE SISTEMAS DE POSICIONAMENTO GLOBAL POR SATÉLITES NTS 097 IMPLANTAÇÃO DE PONTOS DE COORDENADAS COM UTILIZAÇÃO DE SISTEMAS DE POSICIONAMENTO GLOBAL POR SATÉLITES Especificação São Paulo Fevereiro: 2016 - revisão 2 SUMÁRIO 1. OBJETIVO... 2 2. REFERÊNCIAS

Leia mais

FSP FACULDADE SUDOESTE PAULISTA. Curso: Engenharia Civil. Prof.ª Amansleone da S. Temóteo APONTAMENTO DA AULA

FSP FACULDADE SUDOESTE PAULISTA. Curso: Engenharia Civil. Prof.ª Amansleone da S. Temóteo APONTAMENTO DA AULA FSP FACULDADE SUDOESTE PAULISTA Curso: Engenharia Civil Prof.ª Amansleone da S. Temóteo APONTAMENTO DA AULA INTRODUÇÃO À TOPOGRAFIA APLICADA CONSIDERAÇÕES Historicamente há relatos de que as práticas topográficas

Leia mais

Norma Técnica Interna SABESP NTS 052

Norma Técnica Interna SABESP NTS 052 NTS 052 Tubos de Polietileno - Determinação da Resistência à Tração Método de Ensaio São Paulo Fevereiro - 1999 NTS 052 : 1999 S U M Á R I O 1 OBJETIVO...1 2 REFERÊNCIAS NORMATIVAS...1 3 APARELHAGEM...1

Leia mais

Norma de Procedimento

Norma de Procedimento PREFEITURA DE VITÓRIA Controladoria Geral do Município Assessoria de Planejamento Organizacional Norma de Procedimento Código SCS-NP 01 Assunto: DIVULGAÇÃO DE CAMPANHAS INSTITUCIONAIS Versão: Data da elaboração:

Leia mais

Norma Técnica Interna SABESP NTS 114

Norma Técnica Interna SABESP NTS 114 Norma Técnica Interna SABESP NTS 114 LOCAÇÃO E LEVANTAMENTO PLANIALTIMÉTRICO DE SEÇÕES TOPOGRÁFICAS Especificação Agosto - 2000 NTS 114: 2000 Norma Técnica Interna SABESP S U M Á R I O 1. OBJETIVO...1

Leia mais

NORMA GERAL PARA GESTÃO DE CONTENCIOSOS TRABALHISTAS DA CDP

NORMA GERAL PARA GESTÃO DE CONTENCIOSOS TRABALHISTAS DA CDP NORMA GERAL PARA GESTÃO DE CONTENCIOSOS TRABALHISTAS DA CDP Norma Geral TÍTULO Capítulo Seção Nome Revisão 2 Presidência 4 Jurídico 02 Contenciosos 01 Gestão de Contenciosos Trabalhistas 00 Inicial Data

Leia mais

E-QP-EIF-076 REV. B 14/Abr/2008 PROCEDIMENTO DE INSPEÇÃO DE FABRICAÇÃO PINTURA INDUSTRIAL - INSTRUÇÕES AO CANDIDATO - GERAL -

E-QP-EIF-076 REV. B 14/Abr/2008 PROCEDIMENTO DE INSPEÇÃO DE FABRICAÇÃO PINTURA INDUSTRIAL - INSTRUÇÕES AO CANDIDATO - GERAL - ENGENHARIA PROCEDIMENTO DE INSPEÇÃO DE FABRICAÇÃO PINTURA INDUSTRIAL - INSTRUÇÕES AO CANDIDATO - GERAL - Os comentários e sugestões referentes a este documento devem ser encaminhados ao SEQUI, indicando

Leia mais

GESEC Grupo de Estudos de Segurança e Medicina do Trabalho na Construção Civil

GESEC Grupo de Estudos de Segurança e Medicina do Trabalho na Construção Civil GESEC Grupo de Estudos de Segurança e Medicina do Trabalho na Construção Civil I. OBJETIVOS Estabelecer diretrizes mínimas para assegurar a execução e especificação do PEEPC - Projeto de Execução e Especificação

Leia mais

TOPOGRAFIA. Poligonais

TOPOGRAFIA. Poligonais TOPOGRAFIA Poligonais COORDENADAS RECTANGULARES Quando se pretende representar numa superfície plana zonas extensas da superfície terrestre, é necessário adoptar sistemas de representação plana do elipsóide,

Leia mais

ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL SECRETARIA DE ESTADO DE JUSTIÇA E SEGURANÇA PÚBLICA CORPO DE BOMBEIROS MILITAR NORMA TÉCNICA N 04

ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL SECRETARIA DE ESTADO DE JUSTIÇA E SEGURANÇA PÚBLICA CORPO DE BOMBEIROS MILITAR NORMA TÉCNICA N 04 ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL SECRETARIA DE ESTADO DE JUSTIÇA E SEGURANÇA PÚBLICA CORPO DE BOMBEIROS MILITAR NORMA TÉCNICA N 04 Símbolos gráficos para projeto de segurança contra incêndio SUMÁRIO ANEXO

Leia mais

DEMAIS INTERFERÊNCIAS

DEMAIS INTERFERÊNCIAS NTS 107 CADASTRAMENTO DE PEÇAS ESPECIAIS EM SISTEMAS DE ÁGUA, ESGOTOS E DEMAIS INTERFERÊNCIAS Especificação São Paulo Agosto: 2016-revisão 2 SUMÁRIO 1. OBJETIVO... 1 2. REFERÊNCIAS NORMATIVAS... 1 3. ABRANGÊNCIA...

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA. Seleção de áreas para restauração em Jundiaí, SP.

TERMO DE REFERÊNCIA. Seleção de áreas para restauração em Jundiaí, SP. TERMO DE REFERÊNCIA Seleção de áreas para restauração em Jundiaí, SP. Objetivo do serviço a ser contratado: Cadastro e mapeamento de propriedades rurais e elaboração de projetos de restauração no município

Leia mais

PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS

PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS ENG. CARTÓGRAFA ANNA CAROLINA CAVALHEIRO CAMPO LARGO, 15 DE ABRIL DE 2013 SISTEMA METROPOLITANO DE INFORMAÇÕES GEORREFERENCIADAS METROGEO Conceitos de Cartografia Anna Carolina

Leia mais

SÍNTESE DO PLANO DE TRABALHO

SÍNTESE DO PLANO DE TRABALHO SÍNTESE DO PLANO DE TRABALHO Titulo do Projeto: AMBIENTE COMPUTACIONAL PARA PROMOVER A CRIATIVIDADE E A INOVAÇÃO NAS ORGANIZAÇÕES Convênio: DPCIT /2015 Processo: 1962-16.00/15-7 Fiscal: Alberto Rossi Suplente:

Leia mais

Norma Técnica Sabesp NTS 117 IDENTIFICAÇÃO DE PROPRIEDADES. Especificação. São Paulo. Outubro: revisão 2

Norma Técnica Sabesp NTS 117 IDENTIFICAÇÃO DE PROPRIEDADES. Especificação. São Paulo. Outubro: revisão 2 NTS 117 IDENTIFICAÇÃO DE PROPRIEDADES Especificação São Paulo Outubro: 2016 - revisão 2 SUMÁRIO 1.OBJETIVO... 3 2.REFERÊNCIAS NORMATIVAS... 3 3.ABRANGÊNCIA... 3 4.DEFINIÇÕES E SIGLAS... 3 5.PROCEDIMENTOS

Leia mais

- Companhia Hidro Elétrica do São Francisco

- Companhia Hidro Elétrica do São Francisco - Companhia Hidro Elétrica do São Francisco DO - DIRETORIA DE OPERAÇÃO GRP GERÊNCIA REGIONAL DE OPERAÇÃO DE PAULO AFONSO DRMP Divisão Regional de Manutenção Elétrica e Mecânica das Usinas e Instalações

Leia mais

ANEXO 3 GERENCIAMENTO DE MODIFICAÇÕES

ANEXO 3 GERENCIAMENTO DE MODIFICAÇÕES ANEXO 3 GERENCIAMENTO DE MODIFICAÇÕES 1 OBJETIVO O objetivo do Gerenciamento de Modificações consiste em prover um procedimento ordenado e sistemático de análise dos possíveis riscos introduzidos por modificações,

Leia mais

FLUXOGRAMA DE INÍCIO DE UM PROCESSO LICITATÓRIO

FLUXOGRAMA DE INÍCIO DE UM PROCESSO LICITATÓRIO FLUXOGRAMA DE INÍCIO DE UM PROCESSO LICITATÓRIO INTERESSADO Elabora Termo de Referência (Decreto 5.450/2005 art. 9º, 2º) GABINETE Emite Autorização de Execução Orçamentária AE e encaminha para PPLAN PPLAN

Leia mais

Norma Técnica Interna SABESP NTS 055

Norma Técnica Interna SABESP NTS 055 Norma Técnica Interna SABESP NTS 055 Tubos de Polietileno - Verificação da Resistência ao Esmagamento Método de Ensaio São Paulo Fevereiro - 1999 NTS 055 : 1999 Norma Técnica Interna SABESP S U M Á R I

Leia mais

Levantamento Topográfico: é o conjunto de métodos e processos que, através de medições de ângulos horizontais e verticais, de distâncias horizontais,

Levantamento Topográfico: é o conjunto de métodos e processos que, através de medições de ângulos horizontais e verticais, de distâncias horizontais, DIVISÃO DA TOPOGRAFIA Levantamento Topográfico: é o conjunto de métodos e processos que, através de medições de ângulos horizontais e verticais, de distâncias horizontais, verticais e inclinadas, com instrumental

Leia mais

Norma Técnica Interna SABESP NTS 056

Norma Técnica Interna SABESP NTS 056 Norma Técnica Interna SABESP NTS 056 Tubos de Polietileno - Determinação da Estabilidade Dimensional Método de Ensaio São Paulo Fevereiro - 1999 NTS 056 : 1999 Norma Técnica Interna SABESP S U M Á R I

Leia mais

IN 05 - Averbação de Área de Manutenção Florestal e/ou Compensação Ambiental

IN 05 - Averbação de Área de Manutenção Florestal e/ou Compensação Ambiental IN 05 - Averbação de Área de Manutenção Florestal e/ou Compensação Ambiental 1 Objetivo Definir a documentação necessária para aprovação de áreas de Manutenção Florestal e/ou Compensação Ambiental, em

Leia mais

Norma Técnica SABESP NTS 279

Norma Técnica SABESP NTS 279 Norma Técnica SABESP NTS 279 Medição Remota Procedimento São Paulo Agosto - 2007 NTS 279 : 2007 Norma Técnica SABESP S U M Á R I O 1 OBJETIVO... 1 2 PREMISSAS... 1 3 REFERÊNCIAS NORMATIVAS... 2 4 DEFINIÇÕES...

Leia mais

ISF 202: LEVANTAMENTO AEROFOTOGRAMÉTRICO PARA PROJETOS EXECUTIVOS DE FERROVIAS. Estes serviços podem ser realizados nas escalas de 1:1.000 e 1:2.000.

ISF 202: LEVANTAMENTO AEROFOTOGRAMÉTRICO PARA PROJETOS EXECUTIVOS DE FERROVIAS. Estes serviços podem ser realizados nas escalas de 1:1.000 e 1:2.000. ISF 202: LEVANTAMENTO AEROFOTOGRAMÉTRICO PARA PROJETOS EXECUTIVOS DE FERROVIAS 1. OBJETIVO Definir e especificar os serviços de levantamento aerofotogramétrico para subsidiar a elaboração dos projetos

Leia mais

NORMA TÉCNICA 34/2014

NORMA TÉCNICA 34/2014 ESTADO DE GOIÁS SECRETARIA DA SEGURANÇA PÚBLICA CORPO DE BOMBEIROS MILITAR NORMA TÉCNICA 34/2014 Hidrante Urbano SUMÁRIO 1 Objetivo 2 Aplicação 3 Referências normativas e bibliográficas 4 Definições 5

Leia mais

CONSIDERAÇÕES SOBRE LIMITES DO MAR TERRITORIAL CONSIDERAÇÕES SOBRE OS LIMITES DO MAR TERRITORIAL

CONSIDERAÇÕES SOBRE LIMITES DO MAR TERRITORIAL CONSIDERAÇÕES SOBRE OS LIMITES DO MAR TERRITORIAL CONSIDERAÇÕES SOBRE OS LIMITES DO MAR TERRITORIAL Audiência Pública Senado Federal 19 de Março de 2013 Lei n 7525, de julho de 22 de julho de 1986: que estabelece normas complementares para a execução

Leia mais

INTRODUÇÃO E CONCEPÇÃO DE SISTEMAS DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA

INTRODUÇÃO E CONCEPÇÃO DE SISTEMAS DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS - UFPEL CENTRO DE ENGENHARIAS - CENG DISCIPLINA: SISTEMAS URBANOS DE ÁGUA INTRODUÇÃO E CONCEPÇÃO DE SISTEMAS DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA Prof. Hugo Alexandre Soares Guedes

Leia mais

TRANSFORMAÇÃO DE COORDENADAS TOPOGRÁFICAS EM GEODÉSICAS E VICE- VERSA GUIA PRÁTICO

TRANSFORMAÇÃO DE COORDENADAS TOPOGRÁFICAS EM GEODÉSICAS E VICE- VERSA GUIA PRÁTICO GUIA PRÁTICO TRANSFORMAÇÃO DE COORDENADAS TOPOGRÁFICAS EM GEODÉSICAS E VICE- VERSA Gabriela Gomes Vajda Engenheira Agrimensora Treinamento e Suporte Técnico 1. Introdução Este guia tem o objetivo de orientar

Leia mais

TERMO DE REFERENCIA PARA REPAROS NA ESCOLA MUNICIPAL MARINHO FERNANDES

TERMO DE REFERENCIA PARA REPAROS NA ESCOLA MUNICIPAL MARINHO FERNANDES TERMO DE REFERENCIA PARA REPAROS NA ESCOLA MUNICIPAL MARINHO FERNANDES 1. OBJETIVO E ESCLARECIMENTO: A obra em questão tem por finalidade fazer reparos na Escola Municipal Marinho Fernandes. A planilha

Leia mais

Inventário de Estoques

Inventário de Estoques Inventário de Estoques O inventário de estoques constitui-se em uma ferramenta de importância fundamental para o aperfeiçoamento dos controles internos da organização, mitigando riscos de perdas, proporcionando

Leia mais

Tribunal de Justiça MATO GROSSO

Tribunal de Justiça MATO GROSSO Bom Tarde. RESPOSTA 01 SESI MT Por Gentileza favor publicar este questionamento do PE 36/2016. Wilson Lobo De: "Wilson Lobo Moreira" wilson.lobo@tjmt.jus.br Para: "unerem" unerem@sesimt.com.br Enviadas:

Leia mais

EXECUÇÃO DE MURO E PLUVIAL DE LIGAÇÃO NO ENGENHO MARINHA GRANDE - PROJETO DE EXECUÇÃO MEMÓRIA DESCRITIVA E JUSTIFICATIVA

EXECUÇÃO DE MURO E PLUVIAL DE LIGAÇÃO NO ENGENHO MARINHA GRANDE - PROJETO DE EXECUÇÃO MEMÓRIA DESCRITIVA E JUSTIFICATIVA MARINHA GRANDE - PROJETO DE EXECUÇÃO MEMÓRIA DESCRITIVA E JUSTIFICATIVA Termo de Responsabilidade do Autor do Projeto TERMO DE RESPONSABILIDADE DO AUTOR DO PROJETO (Portaria n.º 232/2008, de 11 de Março,

Leia mais

Documento sujeito a revisões periódicas CEP 59056-450 Tel: (84) 3232-2102 / 3232-2118 / 3232-1975 / 0800-281-1975

Documento sujeito a revisões periódicas CEP 59056-450 Tel: (84) 3232-2102 / 3232-2118 / 3232-1975 / 0800-281-1975 Governo do Estado do Rio Grande do Norte Secretaria de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos Instruções Técnicas para Apresentação de Projetos de Condomínios, Conjuntos Habitacionais e Loteamentos

Leia mais

NORMA OPERACIONAL DO SISTEMA ÚNICO DE ASSISTÊNCIA SOCIAL NOB/SUAS

NORMA OPERACIONAL DO SISTEMA ÚNICO DE ASSISTÊNCIA SOCIAL NOB/SUAS NORMA OPERACIONAL DO SISTEMA ÚNICO DE ASSISTÊNCIA SOCIAL NOB/SUAS 2.5 Condições de Habilitação e Desabilitação dos Municípios I. Da Habilitação Para habilitação dos municípios nos níveis de gestão definidos

Leia mais

SUMÁRIO DE REVISÕES. Rev. Data DESCRIÇÃO E/OU ITENS REVISADOS. 0 21/01/2014 Emissão Original

SUMÁRIO DE REVISÕES. Rev. Data DESCRIÇÃO E/OU ITENS REVISADOS. 0 21/01/2014 Emissão Original PGSGA/09 Auditorias Internas e Externas Página 1 de 10 SUMÁRIO DE REVISÕES Rev. Data DESCRIÇÃO E/OU ITENS REVISADOS 0 21/01/2014 Emissão Original 01 20/02/2014 Alteração no item 6 e 7 Elaborado por: Verificado

Leia mais

PADRONIZAÇÃO DO CARIMBRO DOS DESENHOS

PADRONIZAÇÃO DO CARIMBRO DOS DESENHOS NTS 116 PADRONIZAÇÃO DO CARIMBRO DOS DESENHOS Especificação São Paulo Setembro: 2017 - revisão 3 1 SUMÁRIO 1. OBJETIVO... 3 2. REFERÊNCIAS NORMATIVAS... 3 3. ABRANGÊNCIA... 3 4. FORMULÁRIOS/MODELOS UTILIZADOS...

Leia mais

ANEXO II ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO DE PROPOSTA TÉCNICA E ECONÔMICA

ANEXO II ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO DE PROPOSTA TÉCNICA E ECONÔMICA ANEXO II ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO DE PROPOSTA TÉCNICA E ECONÔICA Introdução Entende-se que a Proposta Técnica e Econômica é a demonstração do conjunto dos elementos necessários e suficientes, com nível

Leia mais

Norma Técnica Interna SABESP NTS 049

Norma Técnica Interna SABESP NTS 049 Norma Técnica Interna SABESP NTS 049 Polietileno - Determinação da Densidade por Deslocamento Método de Ensaio São Paulo Fevereiro - 1999 NTS 049 : 1999 Norma Técnica Interna SABESP S U M Á R I O 1 OBJETIVO...1

Leia mais

Empresa. ROKA Engenharia S/S Ltda - Serviços em NR12. Concept for standards

Empresa. ROKA Engenharia S/S Ltda - Serviços em NR12. Concept for standards Serviços em NR12 Empresa A ROKA ENGENHARIA foi fundada em 1992, com prestação de serviços em Engenharia Elétrica e Mecânica. Em 2009 ampliou as suas atividades para serviços em Gestão Integrada (Segurança

Leia mais

PLANO DIRETOR DE TRANSPORTE URBANO DA REGIÃO METROPOLITANA DO RIO DE JANEIRO PDTU SETRANS DEZEMBRO / 2015

PLANO DIRETOR DE TRANSPORTE URBANO DA REGIÃO METROPOLITANA DO RIO DE JANEIRO PDTU SETRANS DEZEMBRO / 2015 PLANO DIRETOR DE TRANSPORTE URBANO DA REGIÃO METROPOLITANA DO RIO DE JANEIRO PDTU SETRANS DEZEMBRO / 2015 CONTRATO Nº 002/ASJUR/11 Contratante: Companhia Estadual de Engenharia de Transportes e Logística

Leia mais

Padronização de Marcos Geodésicos: Instrução técnica

Padronização de Marcos Geodésicos: Instrução técnica Padronização de Marcos Geodésicos: Instrução técnica As especificações para construção e implantação de marcos geodésicos em Território Nacional foram estabelecidas através da Norma de Serviço do Diretor

Leia mais

CENTRAIS GERADORAS FOTOVOLTAICAS.

CENTRAIS GERADORAS FOTOVOLTAICAS. INSTRUÇÕES PARA REQUERIMENTO AO ONS DE PARECER OU DOCUMENTO EQUIVALENTE DE ACESSO AO SISTEMA DE TRANSMISSÃO PARA FINS DE CADASTRAMENTO NA EPE COM VISTAS À HABILITAÇÃO TÉCNICA AO 1º LEILÃO DE ENERGIA DE

Leia mais

PEDIDO DE RECEÇÃO PROVISÓRIA DE OBRAS DE URBANIZAÇÃO E REDUÇÃO DA CAUÇÃO

PEDIDO DE RECEÇÃO PROVISÓRIA DE OBRAS DE URBANIZAÇÃO E REDUÇÃO DA CAUÇÃO Registo n.º Data / / O Funcionário PEDIDO DE RECEÇÃO PROVISÓRIA DE OBRAS DE URBANIZAÇÃO E REDUÇÃO DA CAUÇÃO Exmo. Senhor Presidente da Câmara Municipal de Cascais IDENTIFICAÇÃO DO REQUERENTE (Preencher

Leia mais

JUSTIFICATIVA AO PROJETO DE LEI Nº 006, DE XX DE JANEIRO DE 2014. Senhores Vereadores,

JUSTIFICATIVA AO PROJETO DE LEI Nº 006, DE XX DE JANEIRO DE 2014. Senhores Vereadores, JUSTIFICATIVA AO PROJETO DE LEI Nº 006, DE XX DE JANEIRO DE 2014. PREFEITURA Senhora Presidente, Senhores Vereadores, O presente Projeto de Lei cria a possibilidade de regularização de parcelamento com

Leia mais

MEDIÇÃO DE ÁREAS E CONFIGURAÇÃO DO MEMORIAL DESCRITIVO

MEDIÇÃO DE ÁREAS E CONFIGURAÇÃO DO MEMORIAL DESCRITIVO GUIA PRÁTICO DataGeosis Versão 2.3 MEDIÇÃO DE ÁREAS E CONFIGURAÇÃO DO MEMORIAL DESCRITIVO Paulo Augusto Ferreira Borges Engenheiro Agrimensor Treinamento e Suporte Técnico 1. INTRODUÇÃO Com a nova Lei

Leia mais

APRESENTAÇÃO HISTÓRIA

APRESENTAÇÃO HISTÓRIA APRESENTAÇÃO Com intuito de oferecer subsídios para conhecimento e avaliação de nossa empresa, estamos enviando-lhes nossa carta de apresentação contendo informações gerais. Esperamos que, com nossa qualificação

Leia mais

Tratamento Fitossanitário - Fumigação

Tratamento Fitossanitário - Fumigação 1 Objetivo Este documento visa descrever os procedimentos globais para realização das operações fumigação (expurgo). 2 Abrangência O presente documento se aplica às empresas requerentes e prestadoras de

Leia mais

SITUAÇÃO FÍSICA DA ÁREA

SITUAÇÃO FÍSICA DA ÁREA SITUAÇÃO FÍSICA DA ÁREA Os espaços estão distribuídos em dois pontos: a) Identificado no Mix Comercial/PDIR, como área nº 017. Localiza-se no primeiro piso, área restrita de desembarque internacional,

Leia mais

PROCESSO Nº 1889/13 PROTOCOLO Nº 11.940.255-7 PARECER CEE/CEMEP Nº 372/13 APROVADO EM 11/09/13

PROCESSO Nº 1889/13 PROTOCOLO Nº 11.940.255-7 PARECER CEE/CEMEP Nº 372/13 APROVADO EM 11/09/13 PROTOCOLO Nº 11.940.255-7 PARECER CEE/CEMEP Nº 372/13 APROVADO EM 11/09/13 CÂMARA DO ENSINO MÉDIO E DA EDUCAÇÃO PROFISSIONAL TÉCNICA DE NÍVEL MÉDIO INTERESSADO: COLÉGIO INTEGRAL ENSINO MÉDIO MUNICÍPIO:

Leia mais

VISTORIA DE VIZINHANÇA NORMA DO IBAPE/SP

VISTORIA DE VIZINHANÇA NORMA DO IBAPE/SP VISTORIA DE VIZINHANÇA NORMA DO IBAPE/SP Os conceitos e opiniões apresentados nesta atividade são de responsabilidade exclusiva do palestrante. O Congresso não se responsabiliza por opiniões ou pareceres

Leia mais

Norma Técnica Sabesp NTS 112 CADASTRAMENTO DE INTERFERÊNCIAS SUBTERRÂNEAS. Especificação. São Paulo. Agosto: revisão 1

Norma Técnica Sabesp NTS 112 CADASTRAMENTO DE INTERFERÊNCIAS SUBTERRÂNEAS. Especificação. São Paulo. Agosto: revisão 1 NTS 112 CADASTRAMENTO DE INTERFERÊNCIAS SUBTERRÂNEAS Especificação São Paulo Agosto: 2016 - revisão 1 SUMÁRIO 1. OBJETIVO.... 1 2. REFERÊNCIAS NORMATIVAS.... 1 3. ABRANGÊNCIA.... 1 4. MODELO DE FOLHAS

Leia mais

Norma Técnica Interna SABESP NTS 054

Norma Técnica Interna SABESP NTS 054 Norma Técnica Interna SABESP NTS 054 Tubos de Polietileno - Determinação da Retração Circunferencial Método de Ensaio São Paulo Fevereiro - 1999 NTS 054 : 1999 Norma Técnica Interna SABESP S U M Á R I

Leia mais

NPT 034 HIDRANTE URBANO

NPT 034 HIDRANTE URBANO Janeiro 2012 Vigência: 08 Janeiro 2012 NPT 034 Hidrante Urbano CORPO DE BOMBEIROS BM/7 Versão: 02 Norma de Procedimento Técnico 9páginas SUMÁRIO 1 Objetivo 2 Aplicação 3 Referências Normativas e Bibliográficas

Leia mais

MANUAL DE PREENCHIMENTO DE ART MÚLTIPLA

MANUAL DE PREENCHIMENTO DE ART MÚLTIPLA MANUAL DE PREENCHIMENTO DE ART MÚLTIPLA A ART Múltipla que substitui o registro de diversas ARTs específicas, no caso de execução de obras ou prestação de serviços de rotina, deve ser registrada até o

Leia mais

LEI MUNICIPAL N 4.774, DE 13 DE JUNHO DE 2013.

LEI MUNICIPAL N 4.774, DE 13 DE JUNHO DE 2013. -Dispõe sobre a forma de apresentação de projetos de edificações para aprovação na Prefeitura Municipal de Tatuí, e dá outras providencias. JOSÉ MANOEL CORREA COELHO MANÚ, Prefeito Municipal de Tatuí,

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DOS NEGÓCIOS DA SEGURANÇA PÚBLICA POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE SÃO PAULO. Corpo de Bombeiros INSTRUÇÃO TÉCNICA Nº 34/2015

SECRETARIA DE ESTADO DOS NEGÓCIOS DA SEGURANÇA PÚBLICA POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE SÃO PAULO. Corpo de Bombeiros INSTRUÇÃO TÉCNICA Nº 34/2015 Instrução Técnica nº 34/2011 - Hidrante urbano 719 SECRETARIA DE ESTADO DOS NEGÓCIOS DA SEGURANÇA PÚBLICA POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE SÃO PAULO Corpo de Bombeiros INSTRUÇÃO TÉCNICA Nº 34/2015 Hidrante

Leia mais

METODOLOGIA DA PESQUISA CIENTÍFICA ETAPA 2. PROJETO de pesquisa

METODOLOGIA DA PESQUISA CIENTÍFICA ETAPA 2. PROJETO de pesquisa METODOLOGIA DA PESQUISA CIENTÍFICA ETAPA 2 PROJETO de pesquisa 1. Orientações Gerais 1.1. Oferta da disciplina de Metodologia da Pesquisa Científica A disciplina de Metodologia da Pesquisa é oferecida

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA N.º 005/2014 EXCLUSÃO DE TRECHOS RODOVIÁRIOS PELO SISTEMA RODOVIÁRIO ESTADUAL

INSTRUÇÃO NORMATIVA N.º 005/2014 EXCLUSÃO DE TRECHOS RODOVIÁRIOS PELO SISTEMA RODOVIÁRIO ESTADUAL SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO DA SECRETARIA DE ESTADO DE INFRAESTRUTURA E LOGÍSTICA GESTÃO DE PLANOS E PROGRAMAS DE INFRAESTRUTURA E LOGÍSTICA MODAL RODOVIÁRIO INSTRUÇÃO NORMATIVA N.º 005/2014 EXCLUSÃO DE

Leia mais

ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO DE PROJETOS CONDECA/SP

ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO DE PROJETOS CONDECA/SP ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO DE PROJETOS 2009 CONDECA/SP Página 1 de 11 ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO DO PROJETO CONDECA/SP O Projeto deverá ser apresentado com a seguinte folha de rosto: I IDENTIFICAÇÃO 1.1 - Nome

Leia mais

Laudo ergonômico de um posto de trabalho

Laudo ergonômico de um posto de trabalho Laudo ergonômico de um posto de trabalho Norival Agnelli (Unesp) agnelli@feb.unesp.br Antonio Luiz Soriano (Unesp) tunico@sendi.com.br Layre Colino Júnior (Unesp) layre@sabesp.com.br Marcelo de Marchi

Leia mais

NOTA TÉCNICA 03/2013. IPCA e INPC AMPLIAÇÃO DA ABRANGÊNCIA GEOGRÁFICA

NOTA TÉCNICA 03/2013. IPCA e INPC AMPLIAÇÃO DA ABRANGÊNCIA GEOGRÁFICA NOTA TÉCNICA 03/2013 IPCA e INPC AMPLIAÇÃO DA ABRANGÊNCIA GEOGRÁFICA A partir do mês de janeiro de 2014, com divulgação em fevereiro do mesmo ano, o Sistema Nacional de Índices de Preços ao Consumidor

Leia mais

Prestação do SMP nas Estradas

Prestação do SMP nas Estradas Prestação do SMP nas Estradas Bruno Ramos Superintendente de Serviços Privados bramos@anatel.gov.br Brasília, maio de 2012 Agenda Modelo de Tarifação do SMP no Brasil. Roaming no Regulamento SMP. Prestação

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA Readequação de espaços divisórias em drywall FÁBRICAS DE CULTURA

TERMO DE REFERÊNCIA Readequação de espaços divisórias em drywall FÁBRICAS DE CULTURA TERMO DE REFERÊNCIA Readequação de espaços divisórias em drywall FÁBRICAS DE CULTURA JAÇANÃ ÍNDICE DO TERMO DE REFERÊNCIA TÉCNICA 1. OBJETIVO GERAL 2. JUSTIFICATIVA 3. DA MODALIDADE DA CONTRATAÇÃO 4. DISPOSIÇÕES

Leia mais

Programa de Inclusão Social e Oportunidade para Jovens no Rio de Janeiro. Contrato de Empréstimo N o : 2762/OC-BR. Termo de Referência

Programa de Inclusão Social e Oportunidade para Jovens no Rio de Janeiro. Contrato de Empréstimo N o : 2762/OC-BR. Termo de Referência Termos de Referência - Consultor Individual 1 BANCO INTERAMERICANO DE DESENVOLVIMENTO REPRESENTAÇÃO NO BRASIL Programa de Inclusão Social e Oportunidade para Jovens no Rio de Janeiro Contrato de Empréstimo

Leia mais

Georreferenciamento de imóveis urbanos e rurais

Georreferenciamento de imóveis urbanos e rurais Universidade Regional do Cariri URCA Pró Reitoria de Ensino de Graduação Coordenação da Construção Civil Disciplina: Topografia III Georreferenciamento de imóveis urbanos e rurais Renato de Oliveira Fernandes

Leia mais

PARALELISMO EM NÍVEL Informações para Apresentação de Projeto Revisão 09/04/11

PARALELISMO EM NÍVEL Informações para Apresentação de Projeto Revisão 09/04/11 Em atenção à solicitação de autorização para implantação de Paralelismo em nível, informamos que para abertura do processo e análise do pedido, serão necessários os documentos abaixo para cada passagem.

Leia mais

CENTRAIS GERADORAS EÓLICAS

CENTRAIS GERADORAS EÓLICAS INSTRUÇÕES PARA REQUERIMENTO AO ONS DE PARECER OU DOCUMENTO EQUIVALENTE DE ACESSO AO SISTEMA DE TRANSMISSÃO PARA FINS DE CADASTRAMENTO NA EPE COM VISTAS À HABILITAÇÃO TÉCNICA AO LEILÃO DE ENERGIA DE RESERVA

Leia mais

ISF-226: PLANO DE EXECUÇÃO DA OBRA

ISF-226: PLANO DE EXECUÇÃO DA OBRA DNIT Instrução de Serviço Ferroviário ISF ISF-226: PLANO DE EXECUÇÃO DA OBRA 2015 MINISTÉRIO DOS TRANSPORTES DEPARTAMENTO NACIONAL DE INFRAESTRUTURA DE TRANSPORTES DIRETORIA GERAL DIRETORIA DE INFRAESTRUTURA

Leia mais

Projeto ABNT NBR 7809. Agregados graúdo Determinação do índice de forma pelo método do paquímetro - Método de ensaio. Apresentação

Projeto ABNT NBR 7809. Agregados graúdo Determinação do índice de forma pelo método do paquímetro - Método de ensaio. Apresentação ICS 91.100.20 SET 2005 Projeto ABNT NBR 7809 ABNT Associação Brasileira de Agregados graúdo Determinação do índice de forma pelo método do paquímetro - Método de ensaio Sede: Rio de Janeiro Av. Treze de

Leia mais

DIRETRIZES GERAIS PARA PROJETO DE SINALIZAÇÃO TURÍSTICA EQUIPE DE SINALIZAÇÃO E PAISAGISMO DAER

DIRETRIZES GERAIS PARA PROJETO DE SINALIZAÇÃO TURÍSTICA EQUIPE DE SINALIZAÇÃO E PAISAGISMO DAER DIRETRIZES GERAIS PARA PROJETO DE SINALIZAÇÃO TURÍSTICA EQUIPE DE SINALIZAÇÃO E PAISAGISMO DAER 1 DIRETRIZES 2 O projeto de Sinalização deverá seguir as normas do Guia Brasileiro de Sinalização Turística

Leia mais

FLORESTA NACIONAL SARACÁ-TAQUERA UNIDADE DE MANEJO FLORESTAL 2 (UMF 2) ÍNDICE

FLORESTA NACIONAL SARACÁ-TAQUERA UNIDADE DE MANEJO FLORESTAL 2 (UMF 2) ÍNDICE FLORESTA NACIONAL SARACÁ-TAQUERA UNIDADE DE MANEJO FLORESTAL 2 (UMF 2) ÍNDICE 1. RELATÓRIO TÉCNICO. 2. MONOGRAFIA OFICIAL DO MARCO DO SGB. 3. CROQUI DA POLIGONAL DE RASTREAMENTO 4. PROCESSAMENTO DOS VERTICES

Leia mais

FORMULÁRIO CADASTRAL

FORMULÁRIO CADASTRAL FORMULÁRIO CADASTRAL OSX BRASIL S.A. Companhia Aberta de Capital Autorizado CNPJ: 09.112.685/0001-32 NIRE: 33.3.0028401 Praia do Flamengo, n.º 66, 1.401 (parte) Rio de Janeiro, RJ EMISSOR REGISTRADO NA

Leia mais

Guia Rápido de Utilização da Biblioteca Legislativa IOB

Guia Rápido de Utilização da Biblioteca Legislativa IOB Guia Rápido de Utilização da Biblioteca Legislativa IOB Índice 1 Acesso 05 1.1 - Biblioteca Legislativa 06 1.2 - Últimas Atualizações de Legislação 06 1.3 - Notícias IOB 06 1.4 - Meus Alertas de Legislação

Leia mais

Diretrizes Curriculares ENADE 2012. Cursos de: Turismo Turismo e Hotelaria

Diretrizes Curriculares ENADE 2012. Cursos de: Turismo Turismo e Hotelaria Diretrizes Curriculares ENADE 2012 Cursos de: Turismo Turismo e Hotelaria MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA PORTARIA MEC Nº207 DE 22 DE JUNHO

Leia mais

Alguns Comentários sobre Alterações da Lei nº 10.267/01

Alguns Comentários sobre Alterações da Lei nº 10.267/01 Alguns Comentários sobre Alterações da Lei nº 10.267/01 CAIO HILTON DE FREITAS TEIXEIRA Consultor Legislativo da Área VI Direito Agrário e Política Fundiária JULHO/2005 Caio Hilton de Freitas Teixeira

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO INTEGRADO - SGI (MEIO AMBIENTE, SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO) CONTROLE DE DOCUMENTOS e REGISTROS

SISTEMA DE GESTÃO INTEGRADO - SGI (MEIO AMBIENTE, SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO) CONTROLE DE DOCUMENTOS e REGISTROS (MEIO AMBIENTE, SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO) Procedimento CONTROLE DE DOCUMENTOS e REGISTROS PR.01 Página 1 de 3 14001: 4.4.5, 4.5.4 1. OBJETIVO Estabelecer sistemática para o processo de elaboração,

Leia mais

Desconto de 10% nos produtos e serviços abaixo indicados, sobre o preço em vigor em cada momento.

Desconto de 10% nos produtos e serviços abaixo indicados, sobre o preço em vigor em cada momento. Desconto de 10% nos produtos e serviços abaixo indicados, sobre o preço em vigor em cada momento. Os preços apresentados já incluem 10% de desconto para as instituições; Aos preços indicados acresce IVA

Leia mais

ART: CONCEITOS BÁSICOS DA EMISSÃO E BAIXA

ART: CONCEITOS BÁSICOS DA EMISSÃO E BAIXA ART: CONCEITOS BÁSICOS DA EMISSÃO E BAIXA SISTEMA CONFEA/CREA É o sistema que fiscaliza o exercício das profissões na área tecnológica. 2 COMPONENTES DO SISTEMA CONFEA/CREA INSTITUIÇÕES DE ENSINO ATESTAM

Leia mais

Art. 2º A responsabilidade pelo cumprimento desta Instrução Normativa é da Gerência de Recursos Humanos ou equivalente.

Art. 2º A responsabilidade pelo cumprimento desta Instrução Normativa é da Gerência de Recursos Humanos ou equivalente. INSTRUÇÃO NORMATIVA N o 008/ DGRH/SEA Orienta os procedimentos relativos a elaboração dos Planos de Capacitação no âmbito da Administração Direta, Autárquica e Fundacional mencionados no Decreto 3.917,

Leia mais