relatório De GeStÃo Período 2007/2010

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "relatório De GeStÃo Período 2007/2010"

Transcrição

1 relatório De GeStÃo Período 2007/2010 Junho/2010

2

3 relatório De GeStÃo Período 2007/2010 Junho/2010

4

5 Uma criança vê o que o adulto não vê. Tem olhos atentos e limpos para o espetáculo do mundo. O poeta é capaz de ver pela primeira vez o que, de fato, ninguém vê. Há pai que nunca viu o próprio filho. Marido que nunca viu a própria mulher, isso existe às pampas. Nossos olhos se gastam no dia-a-dia, opacos. É por aí que se instala no coração o monstro da indiferença. Otto Lara Rezende

6

7 Apresentação Em setembro de 2010, o VI Plenário Integração Psicologia: uma construção coletiva concluiu a gestão do triênio 2007/2010 à frente do Conselho Regional de Psicologia de Goiás e Tocantins (CRP-09), com uma gama extensa de atividades realizadas, principalmente na área das políticas públicas. Alinhadas com as políticas do Conselho Federal de Psicologia (CFP), que foram definidas pela categoria no VI Congresso Nacional da Psicologia (CNP), as ações desenvolvidas pelo CRP-09 foram pautadas pela ética e o princípio da construção coletiva e colaboraram para a conquista de importantes avanços para a categoria e a Psicologia em Goiás e Tocantins. Ao longo destes três anos, a atuação do VI Plenário prezou pelas demandas da categoria, defendendo sempre a autonomia dos psicólogos e buscando referências para novos campos profissionais. Com o objetivo de disponibilizar as informações e relatos referentes ao período 2007/2010 para a categoria e sociedade apresenta o Relatório de Gestão. Todos os integrantes do VI Plenário Integração: Psicologia, uma construção coletiva têm a satisfação de deixar para a categoria uma importante conquista: a consolidação do Congresso de Psicologia de Goiás e Tocantins, que chegou a sua terceira edição como um espaço privilegiado do debate das questões em pauta nacional e regional. A atenção às demandas sociais também foi uma característica marcante desta gestão que participou e estimulou a participação de profissionais e estudantes nas diversas Conferências Nacionais de Políticas Públicas realizadas nestes anos. Construída coletivamente, a gestão do VI Plenário deixa como marcas importantes a forte mobilização contra o Ato Médico e a instituição da Virada da Saúde promovida no dia 9 de março de 2010, a implantação e consolidação do Centro de Referência Técnica em Psicologia e Políticas Públicas (Crepop), da Revista Eletrônica de Psicologia e Políticas Públicas (Repsipp) e da Estação BVS-Psi. A gestão também priorizou a transparência e, por isso, fortaleceu os canais de comunicação com a categoria e implantou o Centro de Custos, um software que permite acompanhar melhor o orçamento, bem como a realização do Plano de cargos, carreiras e salários (PCCS), que foi um ganho para os funcionários e uma marca desta gestão compromissada com a ética nas relações. O fortalecimento das relações com os profissionais e sociedade se deu com a efetivação de melhorias na infraestrutura, realização de cursos de extensão para profissionais da Psicologia, ampliação dos Grupos de Trabalho e Comissões e a aproximação e atuação conjunta com entidades e conselhos de classe. Com orgulho e satisfação de ter contribuído para o avanço da Psicologia em Goiás e Tocantins, o VI Plenário Integração: Psicologia, uma construção coletiva agradece o apoio dos profissionais e convida para a leitura do relatório completo da gestão disponível nas páginas seguintes.

8 Composição do VI Plenário CONSELHEIROS Alba Lucínia da S. Magalhães de Sensi (CRP09/0727) Candice Marques de Lima (CRP09/2821) Cariacy dos Santos Domingues (CRP09/4392) Secretária 27/09/07-25/03/09 Eliana Nubia Moreira (CRP09/5029) Filomena Guterres Costa (CRP09/2007) Vice-Presidente 27/09/07-29/04/09 Heloiza Helena Mendonça A. Massanaro (CRP09/0362) Presidente 27/09/07-06/06/10 e 01/09/10-27/09/10 José Helder Teixeira (CRP09/1668) Presidente da COE 27/09/07-10/02/09 Lucelita Maria Alves (CRP09/5051) Márcia Freire Ribeiro (CRP09/0650) Secretária 25/03/09-18/01/10 e 01/05/10-27/09/10 Maria Aparecida Alves da Silva (CRP09/1289) Maria Betânia Gondim da Costa (CRP09/3907) Vice-Presidente 18/01/10-27/02/10 Maria Regina dos Reis Dutra (CRP09/2081) Presidente da COF 27/09/07-20/12/08 Marluce de Oliveira (CRP09/4917) Marnene Soares de Souza (CRP09/2751) Milton Marinho Nogueira Júnior (CRP09/2905) Sebastião Benício da Costa Neto (CRP09/1019) Vice-Presidente 29/04/09-18/01/10; 27/02/10-02/06/10 e Presidente em exercício 06/06/10-31/08/10 Suse de Araújo Santos (CRP09/2582) Secretária 18/01/10-30/04/10 Susie Amâncio Gonçalves de Roure (CRP09/0768) Os conselheiros se organizaram em Diretoria, Comissões Permanentes e Especiais, Grupos de Trabalho e Representações, para desenvolver o projeto ético político eleito pela categoria para o VI Plenário. Somando à participação de colaboradores para alcançar as diversas áreas de interesse e atuação dos psicólogos: Diretoria Conselheira Presidente: Heloiza Helena Mendonça Almeida Massanaro Conselheiro(a) Vice-Presidente: Sebastião Benício da Costa Neto Conselheiro Tesoureiro: Marnene Soares de Souza Conselheira Secretária: Márcia Freire Ribeiro COLEGIADO GESTOR NUCLEO TO PALMAS-TO Conselheira Coordenadora Geral: Marluce de Oliveira Conselheira Vice-coordenadora e Secretária: Eliana Núbia Moreira Membros do Colegiado Coord. Comunicação Luciana Bezerra Coord. Adm/Financeira Giciola Mello Coordenador de Comunic. Social Luciana Bezerra Pinheiro Barbosa Suplente da Coord. de Comunic. Social Cíntia Karla Xavier da Silva Suplente de Secretária Anna Crystina Mota Brito Bezerra Coordenador da COE Bruno Barros Barbosa Centro de Referências Técnicas em Psicologia e Políticas Públicas - CREPOP Sebastião Benicio da Costa Neto Comissão Permanente de Orientação e Fiscalização COF Suse de Araujo Santos Comissão Permanente de Ética COE Candice Marques de Lima

9 Comissões Especiais e Grupos de Trabalho por área de atuação, coordenadas por: Educação Maria Betânia Gondim da Costa Saúde Filomena Guterres Costa Saúde Mental Deusdet do Carmo Martins Assistência Social Heloiza Helena Mendonça Almeida Massanaro Diversidade Sexual Leonardo de Lima Oliveira Questões de Raça Melissa de Paula Santos Costa Jurídica Onofre Guilherme S. Filho Emergência e Meio Ambiente Joamara Mota Psicoterapias Alba Lucinia da S. Magalhães de Sensi Democratização da Comunicação Cariacy dos Santos Domingues Relações e Condições de Trabalho Heloiza Helena Mendonça Almeida Massanaro Criança e Adolescente Edilson Ribeiro Políticas Públicas Sebastião Benicio da Costa Neto Esporte Adriana Pereira Bernardes Segurança Pública Heloiza Helena Mendonça Almeida Massanaro Trânsito e Mobilidade Urbana Marnene Soares de Souza Assessores Contábil Aline de Jesus Oliveira Jurídica Cecília Ferreira Reis Bueno Informática Weliton Leão Comunicação Lourdes Souza de Oliveira Design Gráfico Fábio dos Santos Estagiária Tatiane Silvia Junqueira Colaboradores Kelly Martins Lourenço Wilma Maria da Silva Júnio de Souza Alves COORDENAÇÃO GERAL Felícia Leal R. Bezerra e Silva (CRP09/0976) COORDENAÇÃO ADMINISTRATIVA Beverlei dos Reis Rocha FUNCIONÁRIAS PSICÓLOGAS Jacqueline Andrade Amaral (CRP09/1106) Renata Costa Teixeira (CRP09/1834) Rubia Cristina Canedo (CRP09/4014) Simone Meirelles Bastos (CRP09/3494) FUNCIONÁRIOS ADMINISTRATIVOS Alessandra Lima Costa - Recepcionista Aline Jesus de Oliveira Barbosa - Assessora Contábil Anelise Souza Rocha - Auxiliar Administrativo I Divina Naiar Pereira - Auxiliar Administrativo I Eduardo Braga de Oliveira - Assistente Administrativo I Fernanda Canedo Silva - Auxiliar Administrativo I Hamilton Correia Lima Júnior - Assistente Administrativo I Jônathan Souza Dias - Auxiliar Administrativo I Lorrayma Fernandes de Medeiros - Auxiliar Administrativo I Maria Tereza Almeida Menna Barreto - Assistente Administrativo I - Tocantins Simone Vaz Lettry - Auxiliar Administrativo I

10 10 Conselho Regional de Psicologia 9ª Região - GO/ TO

11 Atividades e ações desenvolvidas pelo VI Plenário Todo o trabalho prezou pelas deliberações do VI CNP, que foram organizadas nos eixos: 1 Aperfeiçoamento democrático do Sistema Conselhos; 2 Diálogos para a construção dos projetos coletivos da profissão e 3 Intervenção dos psicólogos nos sistemas institucionais. Confira como foi a atuação do VI Plenário com base nestes princípios: EIXO 1 - APERFEIÇOAMENTO DEMOCRÁTICO DO SISTEMA CONSELHOS APROVAÇÃO DE NOVO REGIMENTO INTERNO DO CRP-09 O antigo Regimento do CRP-09, em vigor desde 1 de dezembro de 2001, já não atendia satisfatoriamente ao funcionamento do Conselho, com suas ações e deliberações. Assim, o VI Plenário, após muito estudo e pesquisa, elaborou o novo Regimento Interno da entidade, que passou a vigorar em junho/2010, após aprovação do Conselho Federal de Psicologia. O novo instrumento de gestão possibilita maior agilidade e modernização nas relações administrativas, constituindo-se em um grande ganho para a categoria. COMISSÃO DE ORIENTAÇÃO E FISCALIZAÇÃO A COF Comissão de Orientação e Fiscalização do CRP-09 tem por objetivo principal, de acordo com a legislação, coordenar e executar em sua jurisdição as atividades de orientação e fiscalização da entidade e assistir ao Plenário do CRP nos assuntos de sua competência. Contudo, diante da demanda que se apresenta, a COF, além de sua função precípua, desempenha outras atividades com o objetivo de melhor atender à categoria e à comunidade. Assim, a COF, durante o triênio, realizou orientações à categoria e à comunidade no que se refere ao exercício profissional do psicólogo e às questões éticas; visitas de fiscalização/orientação nas capitais, Goiânia e Palmas, e interior dos dois Estados, Goiás e Tocantins; participou das Cerimônias de Entrega de Carteira Profissional, nas quais presta informações de cunho técnico e ético; coordenou o trabalho dos fiscais, determinando, orientando e supervisionando seus serviços; participou de processos de credenciamento de sites de serviços de Psicologia, de acordo com a legislação do CFP; promoveu reuniões com os profissionais, por área de RELATÓRIO DE GESTÃO Período 2007/

12 atividade e local, para avaliação crítica da prática profissional. Por ocasião dos três congressos realizados em comemoração ao Dia do Psicólogo, a COF participou da Comissão Organizadora, propondo mesas que abordaram o exercício ético e competente da categoria. Visitas de orientação e fiscalização nas clínicas credenciadas pelo DE- TRAN são frequentemente realizadas em parceria com o próprio DETRAN. A parceria estendeu-se, inclusive, para além das visitas, tendo o CRP-09 participado ativamente dos cursos de reciclagem dos psicólogos credenciados por meio de palestras de cunho ético e técnico. Nos meses de outubro e novembro de 2008, foi realizado o curso de capacitação dos membros da COF do CRP09 e equipe do setor de psicologia do DETRAN- -GO, com o objetivo de proporcionar uma troca de experiências e conhecimentos sobre o trabalho do profissional psicólogo na avaliação de candidatos à obtenção da Carteira Nacional de Habilitação. Em 2008, foram realizadas reuniões com os psicólogos da área Organizacional e do Trabalho, por ocasião das discussões a respeito das autuações do CRA Conselho Regional de Administração, que exigia às Pessoas Jurídicas de psicólogos a se inscreverem em seu Conselho. Então, com o objetivo de discutir a interface das duas áreas de atuação, Psicologia e Administração, a COF participou de reuniões junto à diretoria e assessoria jurídica no CRA. Estas reuniões, iniciadas em 2008, estenderam-se até 2009, quando o CRP-09 propôs a assinatura de um termo de compromisso entre as duas entidades, CRP-09 e CRA, visando à normatização e uniformização de orientação e fiscalização aos profissionais psicólogos e administradores, ao tratar de funções que são realizadas no âmbito de competência das duas entidades. Em 2009, em parceria com os Conselhos Regionais de Serviço Social, Odontologia, Enfermagem, Fisioterapia e Terapia Ocupacional, foi realizada visita no Sistema de Execução Penal como o objetivo de detectar irregularidades e propor melhorias no serviço prestado. A COF realizou contatos com entidades formadoras, supervisores, alunos, professores de cursos de Psicologia, para acompanhar os estágios, visando com isto assegurar a qualidade da formação, respeitados os limites da competência, tanto do CRP quanto da entidade formadora, informando sobre a entidade e os princípios éticos da profissão. Além disso, em 2009, realizou reunião com as IES (Instituições de Ensino Superior), com o objetivo de discutir as Especializações oferecidas na área da Psicologia, à luz da legislação do CFP que institui o credenciamento de cursos de especialização. O CFP, por meio da Resolução CFP nº 014/2000, e CFP n 013/2007, instituiu o Título de Especialista em Psicologia que se caracteriza pelo reconhecimento da prática profissional do psicólogo podendo ser obtido por meio de concurso público de provas e títulos, e conclusão de 12 Conselho Regional de Psicologia 9ª Região - GO/ TO

13 curso de especialização credenciado pelo CFP. Assim, fica possibilitada ao psicólogo a discriminação de seu título em sua carteira profissional, desde que tenha atendido aos critérios da legislação do CFP. Em 30 de março de 2009, o Conselho Federal de Psicologia instituiu a Resolução CFP Nº001/2009 que dispõe sobre a obrigatoriedade do registro documental decorrente da prestação de serviços psicológicos. A COF, com o objetivo de discutir tal resolução, realizou reuniões com psicólogos da Secretaria da Saúde Municipal para discutir sobre prontuário único na equipe multidisciplinar. Então, em 4 de dezembro de 2009, com o objetivo de continuar as discussões a respeito do tema, realizou a palestra Prontuário Único na Equipe Multidisciplinar. Para aprofundar no tema em questão, em junho/2010, a COF participou, em parceria com a ABEP/ GO (Associação Brasileira de Ensino de Psicologia), da organização da Palestra Registro Legal em Prontuário e, também, da organização do Curso: Documentos Legais Produzidos por Psicólogos e Registro Em Prontuário, realizado no mesmo mês. A COF realizou, durante o triênio 2007/2010, visitas de orientação e fiscalização em 22 cidades de Goiás: Novo Gama, Ceres, Trindade, Catalão, Iporá, Nerópolis, Itaberaí, Santa Helena, Anápolis, São Simão, Itumbiara, Planaltina de Goiás, Aparecida de Goiânia, Rio Verde, Bom Jesus, Anicuns, Jataí, Cidade Ocidental, Valparaíso, Luziânia, Mozarlândia, além da capital Goiânia; no Estado do Tocantins foram visitadas 17 cidades: Arraias, Taguatinga, Dianópolis, Porto Nacional, Pedro Afonso, Colinas do Tocantins, Guaraí, Miracema do Tocantins, Araguaçu, Gurupi, Paraíso do Tocantins, Araguaína, Araguatins, Xambioá, Augustinópolis, Tocantinópolis e a capital, Palmas. COMISSÃO DE ÉTICA A Comissão de Ética do Conselho Regional de Psicologia 9ª Região GO/TO se reúne semanalmente, recebe denúncias e forma comissões de instrução. Trabalhou na organização dos processos éticos já instaurados, estudou processos à luz da legislação, produziu pareceres, convocou testemunhas, juntou provas, apresentou dados em plenária para eleger relatores e preparar para julgamento. A COE realizou, durante o triênio 2007/2010, discussões sobre a ética na formação, a convite das Entidades Formadoras que buscam cada vez mais essa parceria. Assim, a COE tem colaborado para o fortalecimento da categoria e para a formação de profissionais competentes. Em 2007, a COE realizou, em parceria com a COF, o Seminário: A Importância da Orientação Profissional em Psicologia no Âmbito da Saúde Pública. Neste evento foram discutidos temas como: Orientação e Registros Oficiais, Ética na Equipe Multidisciplinar, Prontuário Único e CID RELATÓRIO DE GESTÃO Período 2007/

14 na Psicologia. Diante do interesse dos presentes em ampliar a discussão sobre o uso do CID, foi realizado o Encontro Diálogo sobre a CID/Classificação Internacional de Doenças, no dia 10 de dezembro de O II Encontro de Egressos do Curso de Psicologia da UCG, realizado no dia 29 de março de 2008, em Goiânia, foi um momento de melhor entendimento das práticas profissionais, de aproximação entre psicólogos e o CRP-09 e de fortalecimento da participação de todos os atores da Psicologia para a construção coletiva da profissão. O CRP-09, ainda em 2008, através da Comissão de Ética, participou do evento, com a realização do mini-curso Orienta-Ação do Psicólogo Discussão da prática, ética e legislação. A COE participou do Curso de Aprimoramento das Técnicas Projetivas exigido pelo DETRAN, em 2008, com o objetivo de ressaltar a importância da postura ética do profissional, o compromisso social na atuação e o fortalecimento da categoria perante a sociedade. Por ocasião dos três congressos realizados em comemoração ao Dia do Psicólogo, a COE participou da Comissão Organizadora, propondo mesas que abordaram o exercício ético e competente da categoria. 14 Conselho Regional de Psicologia 9ª Região - GO/ TO

15 INTERIORIZAÇÃO DAS AÇÕES DO CRP-09 O CRP-09 tem mantido o processo de descentralização do Conselho com visitas periódicas às cidades do interior de Goiás e Tocantins, inclusive, fortalecendo o Núcleo do Tocantins. Durante o triênio , o VI Plenário, fortaleceu a parceria com as Instituições de Ensino Superior IES, tanto aquelas das capitais (Goiânia e Palmas), quanto aquelas do interior (Rio Verde, Itumbiara, Anápolis, Jataí, Gurupi, Catalão). O CRP-09, com freqüência, tem sido convidado a participar de eventos, proferindo palestras sobre os mais diversos temas, em especial, a respeito do funcionamento do Sistema Conselhos políticas públicas, ato médico e sobre atuação profissional e ética. Os eventos preparatórios e pré congressos, realizados em várias cidades do interior por ocasião do COREP e CNP, também são importantes para o processo de interiorização das ações do Conselho por colaborar para a integração da categoria e identificar as demandas e contribuições da região. APROXIMAÇÃO E ACOLHIMENTO DOS RECÉM-FORMADOS O CRP-09 considera muito importante o momento da entrega da carteira do registro profissional de modo a garantir informações básicas e necessárias sobre a relação dos profissionais com o Conselho Regional de Psicologia e sobre as exigências para a atuação profissional qualificada e ética. O CRP-09 realiza mensalmente uma manhã de atividades para a entrega de carteira, que chamamos de Cerimônia de Entrega de Carteira. Todos os psicólogos são informados no ato da inscrição que deverão participar desta reunião e recebem a programação detalhada. Nesta reunião, é apresentada a sede do CRP-09, a lei que regulamenta a profissão, a organização e a estrutura do Sistema Conselhos, bem como as ações implementadas tanto pelo CRP-09 como pelo Sistema como um todo, com destaque para o CREPOP e o CNP/COREP. A COF realiza orientações básicas sobre a inscrição, o cancelamento, transferência, utilização de testes, processo de guarda do material, sigilo, obrigatoriedade de registro documental, entre outros. Durante a reunião, convidamos os novos inscritos a encontrar a sua forma de participar desta construção coletiva da Psicologia, considerando que apenas duas formas são obrigatórias (votar e pagar a anuidade) entre tantas que podem ser escolhidas de acor- RELATÓRIO DE GESTÃO Período 2007/

16 do com a disponibilidade e interesse de cada um (integrar uma comissão ou grupo de trabalho por área de interesse, contribuir em debates e eventos, candidatar-se a conselheiro ou colaborador, acompanhar a agenda do CRP-09, oferecer sugestões etc.). Contamos com a presença da presidente do CRP-09, da Presidente da COF, da psicóloga de orientação e fiscalização, do contador e de um representante da Vigilância Sanitária. Ao final, entregam as carteiras profissionais acompanhada de um exemplar do código de ética e o último jornal da entidade. Entrega de Carteira Profissional na Sede em Goiânia RECURSOS HUMANOS DA ENTIDADE O VI Plenário, ampliou o corpo técnico do CRP-09 para o atendimento dos psicólogos de Goiás e Tocantins. Neste triênio, mais três servidores foram integrados. Uma psicóloga foi agregada à COF (Comissão de Orientação e Fiscalização) e dois novos servidores foram integrados ao setor administrativo. Tal ampliação possibilitou maior otimização dos trabalhos da entidade, o que reverteu em maior rapidez no atendimento da demanda da categoria. O VI Plenário do CRP-09 Integração Psicologia: Uma Construção Coletiva iniciou o ano de 2010 com uma grande conquista para a entidade. Em janeiro, foi implantado o Plano de Cargos Carreiras e Salários (PCCS), com o objetivo de promover e normatizar procedimentos funcionais, que permitam organizar as atividades e funções dos servidores, assessores e prestadores de serviço. O PCCS garante maior eficácia na gestão e execução das tarefas dentro do CRP-09, por incluir diversas etapas organizativas, o organograma de áreas e de funções, a metodologia de pontuação dos cargos, a tabela salarial, a nova nomenclatura dos cargos e a descrição sumária das atividades dos novos cargos, bem como os ajustes salariais realizados para adequação da situação atual dos servidores. 16 Conselho Regional de Psicologia 9ª Região - GO/ TO

17 ESPAÇO FÍSICO DA SEDE E DA SEÇÃO DE BASE NO TOCANTINS O crescente número de novos profissionais tem exigido frequentes melhorias nas instalações da sede, em Goiânia, e na seção de base em Palmas, no Tocantins. Para ampliar os espaços e oferecer mais conforto aos psicólogos e estudantes, o VI Plenário inaugurou uma nova sede em Palmas, em agosto de A mudança da unidade tocantinense foi uma conquista celebrada pelos psicólogos de ambos os Estados. Em Goiânia, a estrutura da sede também passou por reforma para adequação e ampliação dos espaços. Foram construídas duas novas salas, reformada a fachada que agora tem três painéis instalados e a nova logomarca na placa de identificação. Além disso, foram reorganizados os espaços físicos melhorando as condições de trabalho. A reforma da sede em Goiânia e a inauguração da nova casa em Palmas integram os compromissos do VI Plenário em melhorar as instalações da entidade nos dois Estados. Dentro deste projeto de ampliar e melhorar as instalações inclui o plano de construir uma nova sede, em Goiânia. Este projeto está em andamento e a previsão é de que a nova casa do CRP-09 tenha três estruturas garantindo espaço administrativo, um auditório para 300 pessoas, o equivalente a 5% do número de inscritos no regional, com entrada independente, salas e espaços para atividades da categoria. O histórico desta ação inclui estudos de iniciativas de plenários anteriores, processos licitatórios para a compra do terreno, levantamento de dados para definir o plano de necessidades, processo para a realização de concurso público para escolha dos projetos de construção e comunicação com a categoria e CFP. Este e outros grandes projetos ultrapassam as gestões de plenários e cada uma delas deve cumprir seu papel de acordo com um plano diretor da própria entidade. Seção de base em Palmas, no Tocantins Sede, em Goiânia RELATÓRIO DE GESTÃO Período 2007/

18 NOVA LOGOMARCA Em 2008, o CRP-09 aprovou uma nova logomarca, que tem como representação o Ipê-Amarelo. A vegetação do Cerrado brasileiro inspirou a formulação da nova logomarca, cuja proposta uniu características comuns aos Estados de Goiás e Tocantins e, ao mesmo tempo, imprimiu a importância que as questões ambientais têm para a Psicologia. A nova logomarca inspirou o layout de outras mídias do Conselho, jornal, site e papel timbrado, dentre outras. MAIOR COMUNICAÇÃO COM A CATEGORIA A Comissão de Comunicação realiza reuniões mensais com os assessores para discutir apresentação de projetos, pautas e discussão de conceitos para materiais gráficos, dentre outros assuntos. E, ainda, organiza a apresentação e distribuição de materiais de divulgação no mural e outros. Agenda entrevistas de interesse da entidade e divulgação de eventos. SITE Com a proposta de aproximar o CRP-09 dos psicólogos e sociedade, o VI Plenário Psicologia, Integração Uma construção Coletiva tem implementado o site de forma a facilitar o acesso de todos. Atualmente, o psicólogo pode sacar certidões negativas e boletos para pagamento de anuidade. O site dispõe de seção especial de Orientação Profissional com o objetivo de sanar as principais dúvidas em relação à profissão; além de oferecer opções de cursos, banco de empregos e as notícias da Psicologia em tempo real. Em 2010, foi criado o twitter do CRP-09, mais um recurso para comunicar com eficiência e o PORTAL DA TRANSPARÊNCIA trazendo os relatórios contábeis e os projetos realizados. As mudanças desenvolvidas pela Comissão de Comunicação tiveram como objetivo marcar a profissão na mídia e pautar discussões sobre as ações e movimentos articulados pela entidade em Goiás e Tocantins. Para o CRP-09, foi notável a importância do fortalecimento da comunicação como forma de efetuar os registros históricos da profissão. No site, banners de interesse da categoria e de âmbito nacional, do CREPOP; POL; ABEP; BVS/PSI e das principais políticas e ações do sistema Conselhos de Psicologia, para facilitar o acesso. JORNAL ESPAÇO PSI O VI Plenário editou 10 números do Jornal Espaço Psi em sua gestão, com tiragem de exemplares cada um e os enviou para cada psicólogo inscrito em Goiás e Tocantins. Esta é mais uma forma de transparência na gestão. 18 Conselho Regional de Psicologia 9ª Região - GO/ TO

19 Durante o triênio 2007/2010, o jornal foi remodelado e teve seu número de páginas ampliado de doze para dezesseis, possibilitando a diversificação de seu conteúdo que passou a veicular entrevistas, textos de opinião sobre os temas trabalhados nos GTs, textos informativos, seção COE/ COF e seção Tesouraria. O layout atual acompanha a nova logomarca do Conselho; possui o formato de revista e papel reciclado, aspectos que tem conferido ao mesmo uma apresentação mais atraente, o que incentiva sua leitura pela categoria. A pauta apresentada pela Comissão de Comunicação e aprovada em plenária é desenvolvida, cuidadosamente, com o objetivo de informar e esclarecer sobre as ações dos diversos grupos de trabalho e do Plenário no sentido de ampliar a participação da categoria nesta construção coletiva. BOLETIM ON LINE O VI Plenário implementou o BOLETIM ON LINE, uma newsletter feita através do gerenciador do sistema, linkando todas as notícias ao site do CRP-09, com o propósito de intensificar as visitas ao nosso domínio www. crp09.org.br e de divulgar eventos do CRP-09, realizados pelos diversos GTs e Comissões. O boletim tem sido enviado semanalmente e, dependendo da necessidade, boletins extraordinários também são enviados. Além da agenda do CRP-09, divulgamos cursos de interesse da categoria, oferecidos por entidades formadoras e banco de empregos. CADASTRO ÚNICO NACIONAL Durante toda a gestão, o VI Plenário trabalhou em sintonia com o Conselho Federal de Psicologia na realização do Cadastro Único Nacional, que é um projeto de grande relevância para todo o Sistema Conselhos de Psicologia e se encontra em fase de conclusão após seis anos de trabalho. Trata-se de ferramenta de informática que exigiu a compatibilização de recursos e linguagem no arquivo de dados de todos os regionais e o conselho federal, de tal forma que se possa ter acesso a informações gerais dentro da rede, facilitando a comunicação interna e a transparência do Sistema. Quando tudo estiver pronto, todos os psicólogos brasileiros serão convidados a atualizarem seus dados de cadastro. MANUAL PARA O EXERCÍCIO PROFISSIONAL DO PSICÓLOGO O VI Plenário, com o objetivo de orientar o fazer profissional da categoria, entrega, em agosto de 2010, o MANUAL PARA O EXERCÍCIO PROFIS- SIONAL DO PSICÓLOGO. O Manual é fruto da experiência e reflexão dos membros da COF sobre os documentos específicos, e aborda questões relativas à legislação, ética, resoluções e assuntos relacionados à profissão RELATÓRIO DE GESTÃO Período 2007/

20 do psicólogo. Portanto, o Manual, ao apresentar informações de grande relevância para a atuação ética e competente do psicólogo, contribuirá para sua formação e qualificação, o que se reverterá em maior qualidade ao serviço prestado à comunidade. VÍDEO DOCUMENTAL Em comemoração aos dezoito anos de criação do CRP-09, e o objetivo de registrar em vídeo toda a história da entidade - desde sua formação aos dias de hoje - o VI Plenário produziu um vídeo documental, lançado em agosto de O vídeo retrata as realizações das gestões anteriores que assumiram o compromisso e o protagonismo de trabalhar pelo crescimento da Psicologia, nos Estados de Goiás e Tocantins. Peça fundamental para os arquivos do CRP-09, o vídeo é um arquivo audiovisual de toda a trajetória da entidade e da profissão, nos últimos dezoito anos, o que o torna rica fonte de pesquisa, útil, não só à categoria, mas também aos professores, estudantes que desejarem conhecer a história da entidade e da Psicologia. Assembléia Orçamentária, realizada em 29 de setembro de 2009 PSICÓLOGO NA MÍDIA O cadastro do Psicólogo na mídia é um convite ao profissional que deseja acesso a espaço nos meios de comunicação de massa, como TV, rádio e jornais. O cadastro deve ser feito no site. Esta ação tem sido realizada pelo CRP-09 que é requisitado com freqüência pela imprensa para colaborar na indicação de profissionais para entrevistas referentes à Psicologia. Tal espaço na mídia contribui para que a Psicologia seja uma referência nas discussões de relevância social, sendo divulgada como ciência e profissão e esclarecendo para a comunidade em geral o papel do psicólogo, bem como a amplitude de sua área de trabalho. TRANSPARÊNCIA NA TESOURARIA Visando a subsidiar a assembléia orçamentária, o CRP-09 realizou debates pré-orçamentários em Goiânia e Palmas. Encontros assim são momentos importantes para a definição do planejamento orçamentário e os investimentos prioritários para a categoria, além de proporcionar uma gestão mais transparente e democrática. A aquisição de ferramentas de informática - Sipro e CCusto - possibilitou otimiza- 20 Conselho Regional de Psicologia 9ª Região - GO/ TO

CONSELHO REGIONAL DE PSICOLOGIA DO RIO GRANDE DO SUL CENTRO DE REFERÊNCIA TÉCNICA EM PSICOLOGIA E POLÍTICAS PÚBLICAS

CONSELHO REGIONAL DE PSICOLOGIA DO RIO GRANDE DO SUL CENTRO DE REFERÊNCIA TÉCNICA EM PSICOLOGIA E POLÍTICAS PÚBLICAS CONSELHO REGIONAL DE PSICOLOGIA DO RIO GRANDE DO SUL CENTRO DE REFERÊNCIA TÉCNICA EM PSICOLOGIA E POLÍTICAS PÚBLICAS FORMAÇÃO EM PSICOLOGIA E POLITICAS PÚBLICAS: UMA APROXIMAÇÃO DO CRPRS COM O MEIO ACADÊMICO

Leia mais

ANEXO IV PROPOSTAS APROVADAS NA CONFERÊNCIA ESTADUAL. Eixo MOBILIZAÇÃO IMPLEMENTAÇÃO MONITORAMENTO

ANEXO IV PROPOSTAS APROVADAS NA CONFERÊNCIA ESTADUAL. Eixo MOBILIZAÇÃO IMPLEMENTAÇÃO MONITORAMENTO PROPOSTAS APROVADAS NA CONFERÊNCIA ESTADUAL ANEXO IV Eixo MOBILIZAÇÃO IMPLEMENTAÇÃO MONITORAMENTO 1-Promoção dos Direitos de Crianças e Adolescentes Buscar apoio das esferas de governo (Federal e Estadual)

Leia mais

PROPOSTAS REGIONAIS - CEARÁ

PROPOSTAS REGIONAIS - CEARÁ PROPOSTAS REGIONAIS - CEARÁ EIXO 1 - DEMOCRATIZAÇÃO DO SISTEMA CONSELHOS E AMPLIAÇÃO DAS FORMAS DE INTERAÇÃO COM A CATEGORIA Promover a mobilização para formação e participação política da categoria. Garantir

Leia mais

DIMENSÃO 1 A MISSÃO E O PLANO DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL

DIMENSÃO 1 A MISSÃO E O PLANO DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL Faculdade Educacional da Lapa 1 FAEL RESULTADOS - AUTOAVALIAÇÃO INSTITUCIONAL 2012 O referido informativo apresenta uma súmula dos resultados da autoavaliação institucional, realizada no ano de 2012, seguindo

Leia mais

MINISTÉRIO DA SAÚDE GRUPO HOSPITALAR CONCEIÇÃO

MINISTÉRIO DA SAÚDE GRUPO HOSPITALAR CONCEIÇÃO MINISTÉRIO DA SAÚDE GRUPO HOSPITALAR CONCEIÇÃO AGENDA ESTRATÉGICA DA GESTÃO (2012-2015) AGENDA ESTRATÉGICA DA GESTÃO (2012-2015) Este documento tem o propósito de promover o alinhamento da atual gestão

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE PSICOLOGIA CENTRO DE REFERÊNCIAS TÉCNICAS EM PSICOLOGIA E POLÍTICAS PÚBLICAS CONVERSANDO SOBRE A PSICOLOGIA E O SUAS

CONSELHO REGIONAL DE PSICOLOGIA CENTRO DE REFERÊNCIAS TÉCNICAS EM PSICOLOGIA E POLÍTICAS PÚBLICAS CONVERSANDO SOBRE A PSICOLOGIA E O SUAS A sistematização que segue refere-se aos pontos trabalhados pelo grupo, no sentido de ativar a reflexão de questões que seriam tratadas no Encontro Estadual dos Trabalhadores do SUAS, realizado dia 16

Leia mais

Equipe da GCO: 1. Carlos Campana Gerente 2. Maria Helena 3. Sandro 4. Mariana

Equipe da GCO: 1. Carlos Campana Gerente 2. Maria Helena 3. Sandro 4. Mariana Gerência de Comunicação GCO tem por finalidade planejar, organizar, coordenar e controlar as atividades de comunicação e editoriais do Confea. Competências da GCO 1. Organizar e executar projetos editoriais:

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE PSICOLOGIA CENTRO DE REFERÊNCIAS TÉCNICAS EM PSICOLOGIA E POLÍTICAS PÚBLICAS CONVERSANDO SOBRE A PSICOLOGIA E O SUAS

CONSELHO REGIONAL DE PSICOLOGIA CENTRO DE REFERÊNCIAS TÉCNICAS EM PSICOLOGIA E POLÍTICAS PÚBLICAS CONVERSANDO SOBRE A PSICOLOGIA E O SUAS 1. Categorias profissionais que já compõem o SUAS RS: - Psicólogo - Assistente Social - Advogado - Educador Social - Nutricionista - Pedagogo - Enfermeiro - Estagiários - Supervisores e Coordenação - Técnico

Leia mais

DOCUMENTO FINAL 11ª CONFERÊNCIA DE SAÚDE DO PARANÁ

DOCUMENTO FINAL 11ª CONFERÊNCIA DE SAÚDE DO PARANÁ DOCUMENTO FINAL 11ª CONFERÊNCIA DE SAÚDE DO PARANÁ EIXO 1 DIREITO À SAÚDE, GARANTIA DE ACESSO E ATENÇÃO DE QUALIDADE Prioritária 1: Manter o incentivo aos Programas do Núcleo Apoio da Saúde da Família

Leia mais

TEXTO BASE PARA UM POLÍTICA NACIONAL NO ÂMBITO DA EDUCAÇÃO PATRIMONIAL

TEXTO BASE PARA UM POLÍTICA NACIONAL NO ÂMBITO DA EDUCAÇÃO PATRIMONIAL TEXTO BASE PARA UM POLÍTICA NACIONAL NO ÂMBITO DA EDUCAÇÃO PATRIMONIAL Eixos Temáticos, Diretrizes e Ações Documento final do II Encontro Nacional de Educação Patrimonial (Ouro Preto - MG, 17 a 21 de julho

Leia mais

A ABEMD trabalha para incentivar, valorizar, desenvolver e difundir o Marketing Direto no Brasil.

A ABEMD trabalha para incentivar, valorizar, desenvolver e difundir o Marketing Direto no Brasil. A ABEMD, Associação Brasileira de Marketing Direto, é uma entidade civil, sem fins lucrativos, fundada em 1976 e constituída por pessoas jurídicas e físicas interessadas na aplicação de estratégias e técnicas

Leia mais

COMPETÊNCIAS PROFISSIONAIS DO PSICÓLOGO BRASILEIRO. Dra. Iraní Tomiatto de Oliveira

COMPETÊNCIAS PROFISSIONAIS DO PSICÓLOGO BRASILEIRO. Dra. Iraní Tomiatto de Oliveira COMPETÊNCIAS PROFISSIONAIS DO PSICÓLOGO BRASILEIRO Dra. Iraní Tomiatto de Oliveira Sumário Psicologia no Brasil: percurso histórico Psicologia no Brasil nos últimos vinte anos Referências legais e organização

Leia mais

Sucinta retrospectiva histórica do Comitê Estadual de Educação em Direitos Humanos de Goiás (CEEDH-GO)

Sucinta retrospectiva histórica do Comitê Estadual de Educação em Direitos Humanos de Goiás (CEEDH-GO) Goiânia, 23 de março de 2010. Sucinta retrospectiva histórica do Comitê Estadual de Educação em Direitos Humanos de Goiás (CEEDH-GO) Apesar da luta pela promoção e efetivação dos Direitos Humanos em nosso

Leia mais

Câmara Municipal de Barueri. Conheça a Norma SA8000. Você faz parte!

Câmara Municipal de Barueri. Conheça a Norma SA8000. Você faz parte! Câmara Municipal de Barueri Conheça a Norma SA8000 Você faz parte! O que é a Norma SA 8000? A SA 8000 é uma norma internacional que visa aprimorar as condições do ambiente de trabalho e das relações da

Leia mais

PLANO DE TRABALHO CAMPUS DE FRANCISCO BELTRÃO QUATRIÊNIO 2016-2019

PLANO DE TRABALHO CAMPUS DE FRANCISCO BELTRÃO QUATRIÊNIO 2016-2019 PLANO DE TRABALHO CAMPUS DE FRANCISCO BELTRÃO QUATRIÊNIO 2016-2019 Candidato Gilmar Ribeiro de Mello SLOGAN: AÇÃO COLETIVA Página 1 INTRODUÇÃO Considerando as discussões realizadas com a comunidade interna

Leia mais

PLANO DE GESTÃO 2015-2017

PLANO DE GESTÃO 2015-2017 UNIFAL-MG FACULDADE DE CIÊNCIAS FARMACÊUTICAS PLANO DE GESTÃO 2015-2017 Profa. Fernanda Borges de Araújo Paula Candidata a Diretora Profa. Cássia Carneiro Avelino Candidata a Vice Diretora Índice Apresentação...

Leia mais

20 Diretrizes Priorizadas pela Etapa Estadual

20 Diretrizes Priorizadas pela Etapa Estadual 20 Diretrizes Priorizadas pela Etapa Estadual Paulista da CONSOCIAL Prioridades Texto Diretriz Eixo Pontos 1 2 Regulamentação e padronização de normas técnicas para a elaboração dos Planos de Governo apresentados

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE IT Instrução de Trabalho

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE IT Instrução de Trabalho IMPRENSA IT. 36 07 1 / 8 1. OBJETIVO Administrar o fluxo de informações e executar ações de comunicação junto aos públicos interno e externo do Crea GO de forma transparente, ágil, primando pela veracidade

Leia mais

A PREFEITA DO MUNICÍPIO DE CONTAGEM

A PREFEITA DO MUNICÍPIO DE CONTAGEM DECRETO nº 1098, de 12 de fevereiro de 2009 Dispõe sobre alocação, denominação e atribuições dos órgãos que compõem a estrutura organizacional do Gabinete da Prefeita e dá outras providências. A PREFEITA

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE IT Instrução de Trabalho

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE IT Instrução de Trabalho IMPRENSA IT. 36 08 1 / 6 1. OBJETIVO Administrar o fluxo de informações e executar ações de comunicação junto a imprensa sediada na capital e no interior de forma transparente, ágil, primando pela veracidade

Leia mais

Secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos Secretaria Executiva de Desenvolvimento e Assistência Social Gerência de Planejamento,

Secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos Secretaria Executiva de Desenvolvimento e Assistência Social Gerência de Planejamento, Secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos Secretaria Executiva de Desenvolvimento e Assistência Social Gerência de Planejamento, Projetos e Capacitação Ministério do Desenvolvimento Social

Leia mais

Coordenação: João Henrique Lara do Amaral Cynthya Almeida Coradi Relatoria: Stela Maris Aguiar Lemos

Coordenação: João Henrique Lara do Amaral Cynthya Almeida Coradi Relatoria: Stela Maris Aguiar Lemos RELATÓRIO OFICINA FNEPAS ESTADUAL MINAS GERAIS INTEGRALIDADE E QUALIDADE NA FORMAÇÃO E NAS PRÁTICAS EM SAÚDE: Integrando Formação, Serviços, Gestores e Usuários Local: COBEM Uberlândia Data: 22 de outubro

Leia mais

UNICEF BRASIL Edital de Seleção de Consultor: RH/2014/013

UNICEF BRASIL Edital de Seleção de Consultor: RH/2014/013 UNICEF BRASIL Edital de Seleção de Consultor: RH/2014/013 O UNICEF, Fundo das Nações Unidas para a Infância, a Organização mundial pioneira na defesa dos direitos das crianças e adolescentes, convida profissionais

Leia mais

DECRET0 Nº 2.250, DE 30 DE MAIO DE 2008

DECRET0 Nº 2.250, DE 30 DE MAIO DE 2008 DECRET0 Nº 2.250, DE 30 DE MAIO DE 2008 Publicado no Jornal Correio Paranaense Em, 04.06.2008 Dispõe sobre a Estrutura Regimental da Secretaria Municipal de Governo. O Prefeito Municipal de São José dos

Leia mais

UFRB UNIVERSIDADE FEDERAL DO RECÔNCAVO DA BAHIA GABINETE DA REITORIA ASCOM ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO. Relatório de Gestão Setorial do Exercício 2012

UFRB UNIVERSIDADE FEDERAL DO RECÔNCAVO DA BAHIA GABINETE DA REITORIA ASCOM ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO. Relatório de Gestão Setorial do Exercício 2012 UFRB UNIVERSIDADE FEDERAL DO RECÔNCAVO DA BAHIA GABINETE DA REITORIA ASCOM ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO Relatório de Gestão Setorial do Exercício 2012 Cruz das Almas BA 2013 UFRB UNIVERSIDADE FEDERAL DO RECÔNCAVO

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO OESTE DA BAHIA ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO OESTE DA BAHIA ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO OESTE DA BAHIA ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO Manual com normas para solicitação de produção e publicação de material informativo jornalístico no site, lista de

Leia mais

Plano de Lutas Em Defesa do Trabalho e da Formação e Contra a Precarização do Ensino Superior

Plano de Lutas Em Defesa do Trabalho e da Formação e Contra a Precarização do Ensino Superior Plano de Lutas Em Defesa do Trabalho e da Formação e Contra a Precarização do Ensino Superior 1. Apresentação Em cumprimento à deliberação 1-F do Eixo Formação, aprovada no 37 0 Encontro Nacional /CRESS,

Leia mais

Centro Universitário de Brusque - UNIFEBE Conselho Universitário - CONSUNI

Centro Universitário de Brusque - UNIFEBE Conselho Universitário - CONSUNI REGULAMENTO DA CLÍNICA ESCOLA E SERVIÇOS DE PSICOLOGIA - CESP Aprovado pela Resolução CONSUNI nº 11/15 de 08/04/15. CAPÍTULO I DO OBJETIVO DO REGULAMENTO Art. 1º A Clínica Escola de Psicologia é o ambiente

Leia mais

Regulamento dos Cursos do Programa ESMP-VIRTUAL

Regulamento dos Cursos do Programa ESMP-VIRTUAL Regulamento dos Cursos do Programa ESMP-VIRTUAL A DIRETORA DA ESCOLA SUPERIOR DO MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE GOIÁS no exercício de suas atribuições legais, com fundamento no art. 65, inciso II da Lei

Leia mais

Carta da Região Sudeste

Carta da Região Sudeste I FÓRUM ESTADUAL DE PRÁTICAS INTEGRATIVAS E COMPLEMENTARES I SEMINÁRIO SUDESTE DE PRÁTICAS INTEGRATIVAS E COMPLEMENTARES Carta da Região Sudeste Gestores da Saúde, Servidores da Saúde, Representantes de

Leia mais

2. Princípios fundamentais. 3. Objetivos

2. Princípios fundamentais. 3. Objetivos CARTA DE PRINCÍPIOS DO FÓRUM NACIONAL DOS TRABALHADORES DO SISTEMA ÚNICO DA ASSISTÊNCIA SOCIAL FTSUAS. Princípios norteadores de funcionamento do Fórum 1. Natureza O Fórum Nacional dos Trabalhadores do

Leia mais

Faculdade de Direito Promove Comissão Própria de Avaliação PROJETO DE AUTOAVALIAÇÃO INSTITUCIONAL

Faculdade de Direito Promove Comissão Própria de Avaliação PROJETO DE AUTOAVALIAÇÃO INSTITUCIONAL Faculdade de Direito Promove Comissão Própria de Avaliação PROJETO DE AUTOAVALIAÇÃO INSTITUCIONAL Abril de 2012 Página 1 de 11 Sumário Introdução 3 Justificativa 5 Objetivos 6 Metodologia 7 Dimensões de

Leia mais

Universidade do Vale do Rio dos Sinos - UNISINOS Programa de Práticas Sócio-Jurídicas PRASJUR Curso de Serviço Social

Universidade do Vale do Rio dos Sinos - UNISINOS Programa de Práticas Sócio-Jurídicas PRASJUR Curso de Serviço Social Universidade do Vale do Rio dos Sinos - UNISINOS Programa de Práticas Sócio-Jurídicas PRASJUR Curso de Serviço Social PAPER DA CARTILHA DO FÓRUM INTERSETORIAL DE CONSELHOS DE POLÍTICAS PÚBLICAS NO MUNICÍPIO

Leia mais

Cartilha para Conselhos. Municipais de Educação

Cartilha para Conselhos. Municipais de Educação Cartilha para Conselhos Municipais de Educação Sistemas de ensino são o conjunto de campos de competências e atribuições voltadas para o desenvolvimento da educação escolar que se materializam em instituições,

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DA COMISSÃO NACIONAL DE RESIDÊNCIA EM ENFERMAGEM

REGIMENTO INTERNO DA COMISSÃO NACIONAL DE RESIDÊNCIA EM ENFERMAGEM REGIMENTO INTERNO DA COMISSÃO NACIONAL DE RESIDÊNCIA EM ENFERMAGEM CAPÍTULO I Natureza, Finalidade, Sede e Foro Art. 1º - A Comissão Nacional de Residência em Enfermagem - CONARENF, criada pela Portaria

Leia mais

POLÍTICA DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL DA PÓS-GRADUAÇÃO DA CAPÍTULO I DA DEFINIÇÃO E DOS PRINCÍPIOS

POLÍTICA DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL DA PÓS-GRADUAÇÃO DA CAPÍTULO I DA DEFINIÇÃO E DOS PRINCÍPIOS POLÍTICA DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL DA PÓS-GRADUAÇÃO DA CAPÍTULO I DA DEFINIÇÃO E DOS PRINCÍPIOS Art. 1. A Política de Assistência Estudantil da Pós-Graduação da UFGD é um arcabouço de princípios e diretrizes

Leia mais

PROGRAMA Nº- 105 CASA DA MULHER/CENTRO ESPECIALIZADO DE ATENDIMENTO A MULHER CASA ABRIGO

PROGRAMA Nº- 105 CASA DA MULHER/CENTRO ESPECIALIZADO DE ATENDIMENTO A MULHER CASA ABRIGO ÓRGÃO RESPONSÁVEL: Secretaria Municipal de Políticas Públicas para Mulher NOME: PROGRAMA Nº- 105 CASA DA MULHER/CENTRO ESPECIALIZADO DE ATENDIMENTO A MULHER CASA ABRIGO Código Descrição FUNÇÃO: 14 Direitos

Leia mais

COMO SE ASSOCIAR 2014

COMO SE ASSOCIAR 2014 2014 QUEM SOMOS FUNDADO EM 2004, O CONSELHO EMPRESARIAL BRASIL CHINA CEBC É UMA INSTITUIÇÃO BILATERAL SEM FINS LUCRATIVOS FORMADA POR DUAS SEÇÕES INDEPENDENTES, NO BRASIL E NA CHINA, QUE SE DEDICA À PROMOÇÃO

Leia mais

LEI Nº 982 DE 16 DE MAIO DE 2013.

LEI Nº 982 DE 16 DE MAIO DE 2013. LEI Nº 982 DE 16 DE MAIO DE 2013. Dispõe sobre a criação, composição, competência e funcionamento do Conselho Municipal de Esporte e Lazer CMEL. O Povo do Município de Turvolândia Estado de Minas Gerais,

Leia mais

FACULDADE METODISTA DE BIRIGUI REGIMENTO DO NÚCLEO DE EXTENSÃO EMPRESARIAL (NEXEM)

FACULDADE METODISTA DE BIRIGUI REGIMENTO DO NÚCLEO DE EXTENSÃO EMPRESARIAL (NEXEM) FACULDADE METODISTA DE BIRIGUI REGIMENTO DO NÚCLEO DE EXTENSÃO EMPRESARIAL (NEXEM) A extensão é o processo educativo, cultural e científico que articula, amplia, desenvolve e reforça o ensino e a pesquisa,

Leia mais

Carta Aberta aos candidatos e candidatas às prefeituras e Câmaras Municipais

Carta Aberta aos candidatos e candidatas às prefeituras e Câmaras Municipais Carta Aberta aos candidatos e candidatas às prefeituras e Câmaras Municipais Estatuto da Criança e do Adolescente: 18 anos, 18 Compromissos A criança e o adolescente no centro da gestão municipal O Estatuto

Leia mais

Plano de trabalho ABMES 2013

Plano de trabalho ABMES 2013 1. Apoio às IES de pequeno porte (eventos presenciais e a distância) Diretoria, Assessoria, Consultores e IES apoiadoras Realizar seminário na com o objetivo de identificar a situação atual das PMIES Contratar

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA N.º

TERMO DE REFERÊNCIA N.º MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO CONTINUADA, ALFABETIZAÇÃO E DIVERSIDADE DIRETORIA DE EDUCAÇÃO INTEGRAL, DIREITOS HUMANOS E CIDADANIA COORDENAÇÃO GERAL DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL TERMO DE REFERÊNCIA

Leia mais

Chapa Universalizando atitudes, consolidando resultados é eleita

Chapa Universalizando atitudes, consolidando resultados é eleita BIÊNIO 2014/2016 Chapa Universalizando atitudes, consolidando resultados é eleita Associados de todo o Brasil elegeram, nos dias 5 e 6 de junho, a chapa Universalizando atitudes, consolidando resultados

Leia mais

Faculdade Escola Paulista de Direito

Faculdade Escola Paulista de Direito REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE DIREITO São Paulo 2014 ESCOLA PAULISTA DE DIREITO REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE DIREITO ATIVIDADES COMPLEMENTARES As atividades

Leia mais

Política Nacional de Participação Social

Política Nacional de Participação Social Política Nacional de Participação Social Apresentação Esta cartilha é uma iniciativa da Secretaria-Geral da Presidência da República para difundir os conceitos e diretrizes da participação social estabelecidos

Leia mais

ENCONTRO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO EM DIREITOS HUMANOS DE ALAGOAS

ENCONTRO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO EM DIREITOS HUMANOS DE ALAGOAS ENCONTRO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO EM DIREITOS HUMANOS DE ALAGOAS ENSINO BÁSICO Nomes das instituições representadas: SEE/AL, SEMED-Maceió, SEMED-Barra de Santo Antônio- Campestre e Novo Lino, Associação Clube

Leia mais

(Anexo II) DESCRIÇÃO ESPECIALISTA EM EDUCAÇÃO

(Anexo II) DESCRIÇÃO ESPECIALISTA EM EDUCAÇÃO (Anexo II) DESCRIÇÃO ESPECIALISTA EM EDUCAÇÃO ESPECIALISTA EM EDUCAÇÃO... 3 2 ESPECIALISTA EM EDUCAÇÃO Missão: Atuar nas diferentes áreas (administração, planejamento e orientação educacional) com o intuito

Leia mais

Termo de Referência para contratação de consultor na modalidade Produto

Termo de Referência para contratação de consultor na modalidade Produto TÍTULO DO PROJETO: Fortalecimento da capacidade institucional com vistas a melhoria dos processos de monitoramento e avaliação dos programas de fomento voltados para a Educação Básica e para o Ensino Superior

Leia mais

Mobilização e Participação Social no

Mobilização e Participação Social no SECRETARIA-GERAL DA PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE À FOME Mobilização e Participação Social no Plano Brasil Sem Miséria 2012 SUMÁRIO Introdução... 3 Participação

Leia mais

Relatório de Gestão Setorial 2010

Relatório de Gestão Setorial 2010 UFRB UNIVERSIDADE FEDERAL DO RECÔNCAVO DA BAHIA ASCOM ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO Relatório de Gestão Setorial 2010 Cruz das Almas BA 2010 ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO RELATÓRIO DE ATIVIDADES Período: Janeiro

Leia mais

CARGOS E FUNÇÕES APEAM

CARGOS E FUNÇÕES APEAM CARGOS E FUNÇÕES APEAM 1. PRESIDÊNCIA A Presidência possui por finalidades a representação oficial e legal da associação, coordenação e integração da Diretoria Executiva, e o acompanhamento, avaliação,

Leia mais

MISSÃO VALORES VISÃO OBJETIVOS ESTRATÉGICOS

MISSÃO VALORES VISÃO OBJETIVOS ESTRATÉGICOS MISSÃO Representar, defender, integrar e dignificar a categoria, assegurando direitos e prerrogativas, garantindo a sua atuação e fortalecendo a importância do tributo na construção de uma sociedade justa,

Leia mais

RELATÓRIO DA 5ª CONFERÊNCIA ETAPA MUNICIPAL APARECIDA DE GOIÂNIA-GO 24 E 25 DE MAIO DE 2013

RELATÓRIO DA 5ª CONFERÊNCIA ETAPA MUNICIPAL APARECIDA DE GOIÂNIA-GO 24 E 25 DE MAIO DE 2013 RELATÓRIO DA 5ª CONFERÊNCIA ETAPA MUNICIPAL 1. Dados Iniciais Estado: Goiás Município: Aparecida de Goiânia APARECIDA DE GOIÂNIA-GO 24 E 25 DE MAIO DE 2013 2. Dados da pessoa responsável pelo preenchimento

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE PSICOLOGIA DO MARANHÃO 22ª REGIÃO PLANO DE TRABALHO E ORÇAMENTO 2015

CONSELHO REGIONAL DE PSICOLOGIA DO MARANHÃO 22ª REGIÃO PLANO DE TRABALHO E ORÇAMENTO 2015 CONSELHO REGIONAL DE PSICOLOGIA DO MARANHÃO 22ª REGIÃO PLANO DE TRABALHO E ORÇAMENTO 2015 Conforme Norma I do Manual de Procedimentos Administrativos, Financeiros e Contábeis Resolução 010/2007 São Luís

Leia mais

TERMO DE REFERENCIA. Programa Pernambuco: Trabalho e Empreendedorismo da Mulher

TERMO DE REFERENCIA. Programa Pernambuco: Trabalho e Empreendedorismo da Mulher TERMO DE REFERENCIA Programa Pernambuco: Trabalho e Empreendedorismo da Mulher Supervisão Geral No âmbito do Programa Pernambuco: Trabalho e Empreendedorismo da Mulher, conveniado com a Secretaria Especial

Leia mais

Relatório Consolidado Indicadores Quantitativos. Programa de Fortalecimento Institucional, Participação e Controle Social Barro Alto - GO

Relatório Consolidado Indicadores Quantitativos. Programa de Fortalecimento Institucional, Participação e Controle Social Barro Alto - GO Relatório Consolidado Indicadores Quantitativos Programa de Fortalecimento Institucional, Participação e Controle Social Barro Alto - GO Relatório Consolidado Programa de Fortalecimento e Barro Alto -

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE SECRETARIA EXECUTIVA DOS CONSELHOS

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE SECRETARIA EXECUTIVA DOS CONSELHOS SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE SECRETARIA EXECUTIVA DOS CONSELHOS RESOLUÇÃO Nº xx/xxxx CONSELHO UNIVERSITÁRIO EM dd de mês de aaaa Dispõe sobre a criação

Leia mais

Agenda Nacional de Apoio à Gestão Municipal

Agenda Nacional de Apoio à Gestão Municipal SECRETARIA DE RELAÇÕES INSTITUCIONAIS SUBCHEFIA DE ASSUNTOS FEDERATIVOS Agenda Nacional de Apoio à Gestão Municipal Mapa de obras contratadas pela CEF, em andamento com recursos do Governo Federal 5.048

Leia mais

Especialização em Gestão Estratégica de Projetos Sociais

Especialização em Gestão Estratégica de Projetos Sociais Especialização em Gestão Estratégica de Apresentação CAMPUS COMÉRCIO Inscrições Abertas Turma 02 --> Início Confirmado: 07/06/2013 últimas vagas até o dia: 05/07/2013 O curso de Especialização em Gestão

Leia mais

Projeto Cidades da Copa PLANO DE AÇÃO PORTO ALEGRE - RS

Projeto Cidades da Copa PLANO DE AÇÃO PORTO ALEGRE - RS Projeto Cidades da Copa PLANO DE AÇÃO PORTO ALEGRE - RS PORTO ALEGRE EM AÇÃO É ESPORTE E EDUCAÇÃO O esporte não é educativo a priori, é o educador que precisa fazer dele ao mesmo tempo um objeto e meio

Leia mais

SECRETARIA DE SAÚDE SECRETARIA EXECUTIVA DE COORDENAÇÃO GERAL DIRETORIA GERAL DE PLANEJAMENTO - GERÊNCIA DE GESTÃO ESTRATÉGICA E PARTICIPATIVA

SECRETARIA DE SAÚDE SECRETARIA EXECUTIVA DE COORDENAÇÃO GERAL DIRETORIA GERAL DE PLANEJAMENTO - GERÊNCIA DE GESTÃO ESTRATÉGICA E PARTICIPATIVA NOTA TÉCNICA 07/13 RELATÓRIO ANUAL DE GESTÃO - RAG ORIENTAÇÕES GERAIS Introdução O Planejamento é um instrumento de gestão, que busca gerar e articular mudanças e aprimorar o desempenho dos sistemas de

Leia mais

Plano Integrado de Capacitação de Recursos Humanos para a Área da Assistência Social PAPÉIS COMPETÊNCIAS

Plano Integrado de Capacitação de Recursos Humanos para a Área da Assistência Social PAPÉIS COMPETÊNCIAS PAPÉIS E COMPETÊNCIAS O SERVIÇO PSICOSSOCIAL NO CREAS... O atendimento psicossocial no serviço é efetuar e garantir o atendimento especializado (brasil,2006). Os profissionais envolvidos no atendimento

Leia mais

Caderno de Propostas. 26, 27 e 28 de abril de 2013 Espaço APAS - São Paulo

Caderno de Propostas. 26, 27 e 28 de abril de 2013 Espaço APAS - São Paulo Caderno de Propostas VIII COREP - SP Congresso Regional de Psicologia Psicologia, Ética e Cidadania: Práticas Profissionais a Serviço da Garantia de Direitos 26, 27 e 28 de abril de 2013 Espaço APAS -

Leia mais

I Seminário Nacional de Controle Social A sociedade no acompanhamento da gestão pública Brasília, 25, 26 e 27 de Set/2009

I Seminário Nacional de Controle Social A sociedade no acompanhamento da gestão pública Brasília, 25, 26 e 27 de Set/2009 I Seminário Nacional de Controle Social A sociedade no acompanhamento da gestão pública Brasília, 25, 26 e 27 de Set/2009 Observatório da Educação participação e controle da sociedade civil nas políticas

Leia mais

REGULAMENTO INSTITUCIONAL DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES NORMAS OPERACIONAIS PARA ACOMPANHAMENTO E REGISTRO DOS ESTUDOS COMPLEMENTARES

REGULAMENTO INSTITUCIONAL DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES NORMAS OPERACIONAIS PARA ACOMPANHAMENTO E REGISTRO DOS ESTUDOS COMPLEMENTARES REGULAMENTO INSTITUCIONAL DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES NORMAS OPERACIONAIS PARA ACOMPANHAMENTO E REGISTRO DOS ESTUDOS COMPLEMENTARES O Parecer do CNE/CES nº 492/2001, assim define as atividades complementares:

Leia mais

Plano de Trabalho e Projeto Político-Pedagógico da Escola Legislativa de Araras

Plano de Trabalho e Projeto Político-Pedagógico da Escola Legislativa de Araras Plano de Trabalho e Projeto Político-Pedagógico da Escola Legislativa de Araras 1. Introdução O Projeto Político-Pedagógico da Escola Legislativa de Araras foi idealizado pelo Conselho Gestor da Escola,

Leia mais

EIXO 5 GESTÃO DA POLÍTICA NACIONAL DOS DIREITOS HUMANOS DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES PROPOSTAS APROVADAS OBTIVERAM ENTRE 80 e 100% DOS VOTOS

EIXO 5 GESTÃO DA POLÍTICA NACIONAL DOS DIREITOS HUMANOS DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES PROPOSTAS APROVADAS OBTIVERAM ENTRE 80 e 100% DOS VOTOS EIXO 5 GESTÃO DA POLÍTICA NACIONAL DOS DIREITOS HUMANOS DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES PROPOSTAS APROVADAS OBTIVERAM ENTRE 80 e 100% DOS VOTOS Garantir a elaboração e implementação da política e do Plano Decenal

Leia mais

Audiência Pública no Senado Federal

Audiência Pública no Senado Federal Audiência Pública no Senado Federal Comissão de Educação, Cultura e Esporte Brasília DF, 7 de maio de 2008 1 Audiência Pública Instruir o PLS n o 026 de 2007, que Altera a Lei n o 7.498, de 25 de junho

Leia mais

RELATÓRIO DAS ATIVIDADES 2004

RELATÓRIO DAS ATIVIDADES 2004 RELATÓRIO DAS ATIVIDADES 2004 1. Palestras informativas O que é ser voluntário Objetivo: O voluntariado hoje, mais do que nunca, pressupõe responsabilidade e comprometimento e para que se alcancem os resultados

Leia mais

ESTATUTO DAS LIGAS ACADÊMICAS Diretoria de Extensão e Assuntos Comunitários

ESTATUTO DAS LIGAS ACADÊMICAS Diretoria de Extensão e Assuntos Comunitários ESTATUTO DA LIGA ACADÊMICA DE ESPORTES E SAÚDE - LIES Capítulo I - Da Natureza e Finalidade ART. 1º - A Liga Acadêmica de Esportes e Saúde é uma entidade sem fins lucrativos, com duração ilimitada, sob

Leia mais

Plano Decenal dos Direitos Humanos de Crianças e Adolescentes

Plano Decenal dos Direitos Humanos de Crianças e Adolescentes Plano Decenal dos Direitos Humanos de Crianças e Adolescentes EIXO 1 PROMOÇÃO DOS DIREITOS DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES Diretriz 01 - Promoção da cultura do respeito e da garantia dos direitos humanos de

Leia mais

Rede de Responsabilidade Social Empresarial pela Sustentabilidade

Rede de Responsabilidade Social Empresarial pela Sustentabilidade Rede de Responsabilidade Social Empresarial pela Sustentabilidade Existe a compreensão evidente por parte das lideranças empresariais, agentes de mercado e outros formadores de opinião do setor privado

Leia mais

FACULDADES INTEGRADAS TERESA D ÁVILA NÚCLEO DE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA. Formulário para Registro de Projetos de Extensão Universitária

FACULDADES INTEGRADAS TERESA D ÁVILA NÚCLEO DE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA. Formulário para Registro de Projetos de Extensão Universitária FACULDADES INTEGRADAS TERESA D ÁVILA NÚCLEO DE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA Formulário para Registro de Projetos de Extensão Universitária Ano 2015 Título do Projeto: Observatório Juventudes Tipo de Projeto:

Leia mais

INTRODUÇÃO OBJETIVOS GERAIS E ESPECÍFICOS

INTRODUÇÃO OBJETIVOS GERAIS E ESPECÍFICOS INTRODUÇÃO Com base no Programa Nacional de Reestruturação dos Hospitais Universitários Federais - REHUF, destinado à reestruturação e revitalização dos hospitais das universidades federais, integrados

Leia mais

Ednei Nunes de Oliveira - Candidato a Diretor. Por uma EaD focada no aluno e na qualidade com inovação: crescer com justiça e humanização.

Ednei Nunes de Oliveira - Candidato a Diretor. Por uma EaD focada no aluno e na qualidade com inovação: crescer com justiça e humanização. PROGRAMA DE TRABALHO PARA O QUADRIÊNIO 2015-2019 DOS CANDIDATOS À DIREÇÃO DA FACULDADE DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA (EAD) DA UNIVERSIDADE FEDERAL DA GRANDE DOURADOS Ednei Nunes de Oliveira - Candidato a Diretor

Leia mais

Planejamento Estratégico

Planejamento Estratégico Planejamento Estratégico A decisão pela realização do Planejamento Estratégico no HC surgiu da Administração, que entendeu como urgente formalizar o planejamento institucional. Coordenado pela Superintendência

Leia mais

Relatório de Atividades 2014. Comissão de Ética

Relatório de Atividades 2014. Comissão de Ética Comissão de Ética Introdução As ações desenvolvidas pela Comissão de Ética em 2014 foram pautadas nos parâmetros do Questionário de Avaliação da Ética elaborado pela Comissão de Ética Pública (CEP) que

Leia mais

XVI Congresso Brasileiro de Biblioteconomia e Documentação 22 a 24 de julho de 2015

XVI Congresso Brasileiro de Biblioteconomia e Documentação 22 a 24 de julho de 2015 XVI Congresso Brasileiro de Biblioteconomia e Documentação 22 a 24 de julho de 2015 Modelo 2: resumo expandido de relato de experiência Resumo expandido O Sistema Estadual de Bibliotecas Públicas de São

Leia mais

Política do Programa de Voluntariado Corporativo GRPCOM ATITUDE

Política do Programa de Voluntariado Corporativo GRPCOM ATITUDE Política do Programa de Voluntariado Corporativo GRPCOM ATITUDE O Programa de Voluntariado Corporativo GRPCOM ATITUDE visa fortalecer a missão de desenvolver a nossa terra e nossa gente e contribuir para

Leia mais

AVALIAÇÃO TRIMESTRAL DE METAS PDI- 2011/2015

AVALIAÇÃO TRIMESTRAL DE METAS PDI- 2011/2015 AVALIAÇÃO TRIMESTRAL DE METAS PDI- 2011/2015 METAS AÇÕES PRAZOS Expansão do número de vagas do curso de Engenharia de Produção. SITUAÇÃO MARÇO DE 2015 AVALIAÇÃO PROCEDIDA EM 12.03.2015 CPA E DIRETORIA

Leia mais

O PROGRAMA ASSISTÊNCIA SÓCIO-JURÍDICA E OS DIREITOS DO IDOSO

O PROGRAMA ASSISTÊNCIA SÓCIO-JURÍDICA E OS DIREITOS DO IDOSO O PROGRAMA ASSISTÊNCIA SÓCIO-JURÍDICA E OS DIREITOS DO IDOSO Maria Salete da Silva Josiane dos Santos O Programa Assistência Sócio-Jurídica, extensão do Departamento de Serviço Social, funciona no Núcleo

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE COLEGIADO PLENO DO CONSELHO UNIVERSITÁRIO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE COLEGIADO PLENO DO CONSELHO UNIVERSITÁRIO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE COLEGIADO PLENO DO CONSELHO UNIVERSITÁRIO RESOLUÇÃO Nº 13/2010 Aprova o Regimento Interno do Núcleo de Inovação e Transferência de Tecnologia

Leia mais

DEMOCRACIA, ÉTICA E RENOVAÇÃO

DEMOCRACIA, ÉTICA E RENOVAÇÃO PLANO DE GESTÃO CANDIDATURA A DIREÇÃO GERAL DO IFSC CÂMPUS CHAPECÓ ROBERTA PASQUALLI DIRETORA GERAL LUIS FERNANDO POZAS DIRETOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO ELIANDRO LUIZ MINSKI DIRETOR DE ADMINISTRAÇÃO

Leia mais

Plano de COMUNICAÇÃO do Planejamento Estratégico da Justiça Federal

Plano de COMUNICAÇÃO do Planejamento Estratégico da Justiça Federal Plano de COMUNICAÇÃO do Planejamento Estratégico da Justiça Federal PLANO DE COMUNICAÇÃO DA ESTRATÉGIA Introdução É importante ressaltar que um plano de comunicação tem a finalidade de tornar conhecida

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DA 5ª CONFERÊNCIA ESTADUAL DAS CIDADES CAPITULO I DOS OBJETIVOS E FINALIDADES

REGIMENTO INTERNO DA 5ª CONFERÊNCIA ESTADUAL DAS CIDADES CAPITULO I DOS OBJETIVOS E FINALIDADES REGIMENTO INTERNO DA 5ª CONFERÊNCIA ESTADUAL DAS CIDADES CAPITULO I DOS OBJETIVOS E FINALIDADES Art. 1º São objetivos da 5ª Conferência Estadual das Cidades: I - propor a interlocução entre autoridades

Leia mais

Histórico das ações sobre Carga Horária de psicólogos no município do Rio de Janeiro pelo Conselho Regional de Psicologia do Rio de Janeiro - CRP/05

Histórico das ações sobre Carga Horária de psicólogos no município do Rio de Janeiro pelo Conselho Regional de Psicologia do Rio de Janeiro - CRP/05 Histórico das ações sobre Carga Horária de psicólogos no município do Rio de Janeiro pelo Conselho Regional de Psicologia do Rio de Janeiro - CRP/05 Dezembro/2003 - A discussão sobre carga horária para

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 101 DE 17 DE MARÇO DE 2005 (*)

RESOLUÇÃO Nº 101 DE 17 DE MARÇO DE 2005 (*) RESOLUÇÃO Nº 101 DE 17 DE MARÇO DE 2005 (*) Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente Dispõe sobre os Procedimentos e critérios para a aprovação de projetos a serem financiados com recursos

Leia mais

Valorizando ideias e experiências participativas que promovam o direito humano à educação REGULAMENTO

Valorizando ideias e experiências participativas que promovam o direito humano à educação REGULAMENTO REGULAMENTO 1. O RECONHECIMENTO PÚBLICO DE OLHO NOS PLANOS 1.1. O Reconhecimento Público é uma ação da iniciativa De Olho nos Planos, composta pelos seguintes parceiros: Ação Educativa, UNICEF, Campanha

Leia mais

TÍTULO: A DIMENSÃO TÉCNICO-OPERATIVO DO TRABALHO DO ASSISTENTE SOCIAL: RELEITURA DOS INSTRUMENTOS E TÉCNICAS UTILIZADOS NA PROFISSÃO

TÍTULO: A DIMENSÃO TÉCNICO-OPERATIVO DO TRABALHO DO ASSISTENTE SOCIAL: RELEITURA DOS INSTRUMENTOS E TÉCNICAS UTILIZADOS NA PROFISSÃO TÍTULO: A DIMENSÃO TÉCNICO-OPERATIVO DO TRABALHO DO ASSISTENTE SOCIAL: RELEITURA DOS INSTRUMENTOS E TÉCNICAS UTILIZADOS NA PROFISSÃO CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS SUBÁREA: SERVIÇO

Leia mais

Portfolio de Produtos

Portfolio de Produtos Introdução O Guia de Produtos e Serviços da Assessoria de Comunicação (ASCOM) da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) foi elaborado com o objetivo de apresentar os produtos e serviços prestados

Leia mais

Minuta do Capítulo 8 do PDI: Políticas de Atendimento aos Discentes

Minuta do Capítulo 8 do PDI: Políticas de Atendimento aos Discentes Minuta do Capítulo 8 do PDI: Políticas de Atendimento aos Discentes Elaborada pela Diretoria de Assuntos Estudantis 1 1 Esta minuta será apreciada pelo Colegiado de Ensino, Pesquisa e Extensão nos dias

Leia mais

GUIA DE ORIENTAÇÕES Serviços da Assessoria de Comunicação Social

GUIA DE ORIENTAÇÕES Serviços da Assessoria de Comunicação Social A Assessoria de Comunicação Social (ASCOM) da Universidade Federal de Alfenas UNIFAL-MG é uma unidade de apoio e assessoramento da Instituição, diretamente ligada ao Gabinete da Reitoria, que dentre suas

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO Nº 21/2007

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO Nº 21/2007 RESOLUÇÃO Nº 21/2007 O DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO, no uso de suas atribuições legais e estatutárias, CONSIDERANDO o que consta do Processo nº 25.154/2007-18 CENTRO DE EDUCAÇÃO (CE); CONSIDERANDO

Leia mais

Escola de Políticas Públicas

Escola de Políticas Públicas Escola de Políticas Públicas Política pública na prática A construção de políticas públicas tem desafios em todas as suas etapas. Para resolver essas situações do dia a dia, é necessário ter conhecimentos

Leia mais

Agenda Regional de Desenvolvimento Sustentável Eixo 4: Gestão Regional Integrada

Agenda Regional de Desenvolvimento Sustentável Eixo 4: Gestão Regional Integrada Agenda Regional de Desenvolvimento Sustentável Eixo 4: Gestão Regional Integrada 1 O Projeto Litoral Sustentável 1ª Fase (2011/2012): Diagnósticos municipais (13 municípios) Diagnóstico regional (Já integralmente

Leia mais

NORMAS REGULADORAS DO PROCESSO SELETIVO Edital Nº 17/2014-SEDIS

NORMAS REGULADORAS DO PROCESSO SELETIVO Edital Nº 17/2014-SEDIS UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO PROGRAMA NACIONAL DE FORTALECIMENTOS DOS CONSELHOS ESCOLARES PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO CENTRO DE EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA

Leia mais

REGULAMENTO DO NÚCLEO DE ESTUDOS E PESQUISAS EM CONTABILIDADE DA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE BRASÍLIA (NEPEC/UCB)

REGULAMENTO DO NÚCLEO DE ESTUDOS E PESQUISAS EM CONTABILIDADE DA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE BRASÍLIA (NEPEC/UCB) REGULAMENTO DO NÚCLEO DE ESTUDOS E PESQUISAS EM CONTABILIDADE DA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE BRASÍLIA (NEPEC/UCB) CAPÍTULO I - DO NEPEC E SEUS OBJETIVOS Artigo 1º - O presente Regulamento disciplina as atribuições,

Leia mais