Migrações - Mobilidade Espacial. Externas, internas, causas e consequências.

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Migrações - Mobilidade Espacial. Externas, internas, causas e consequências."

Transcrição

1 Migrações - Mobilidade Espacial Externas, internas, causas e consequências.

2 Classificação Internas: dentro de um país. Externas: de um país para outro. De retorno: de volta ao país de origem Imigração: entrada em um país Emigração saída de um país

3 Causas Naturais: secas, enchentes, questões climáticas. Econômicas: busca por emprego, melhor qualidade de vida. Políticas: deportações, exílios, perseguições Migrações forçadas, em situação de guerras e perseguições religiosas.

4 Migrações Externas no Brasil A partir de 1808, com a vinda da família real para o Brasil, porém se estabelece em 1818 com no governo de D João VI autorizando a posse de terra a estrangeiros. Chegou a atingir 5,5 milhões de imigrantes.

5 Fatores favoráveis a imigração no Brasil Propaganda brasileira no exterior; Extensão do território; Expansão da cultura cafeeira; Dificuldade de adquirir escravos; Substituição da mão-de-obra escrava; Crises econômicas na Europa e no Japão;

6 Fatores desfavoráveis Tropicalidade do país; Falta de política de colonização e garantias para imigrantes; Custo da viagem por parte do imigrante;

7 Panorama Geral das imigrações no Brasil Colonização, entre 1500 e 1822, feita praticamente só por portugueses e escravos provenientes da África subsaariana; Imigração de povoamento no Sul do Brasil, iniciada, em 1824, por imigrantes alemães e que continuou, depois de 1875, com imigrantes italianos; Imigração como fonte de mão-de-obra para as fazendas de café na região de São Paulo, entre o final do século XIX e início do século XX, com um largo predomínio de italianos, portugueses, espanhóis e japoneses; Imigração para os centros urbanos em crescimento com italianos, portugueses, espanhóis, japoneses e síriolibaneses, além de várias outras nacionalidades; Imigração mais recente, iniciada na década de 1970, destaca-se a presença de paraguaios, chilenos, bolivianos, colombianos e brasileiros que vivíam clandestinamente em outros países;

8 Migrações Gerais

9 Pós segunda Guerra na Europa

10 Migrações Internacionais no pós guerra. SUL- NORTE Com a Europa e o Japão em reconstrução era necessário um excedente de mão-de-obra, principalmente na Europa Ocidental. Imigrantes da Europa Oriental fogem para a Europa Ocidental. Os EUA se estabelecem como grande potência, atraindo grandes contingentes migratórios, principalmente latinoamericanos. Africanos do Norte buscam o sul da Europa, pois são áreas agrícolas. Migrações de cérebros: trata-se da saída de mão-deobra qualificada de uma país( geralmente subdesenvolvido), para um país desenvolvido.

11 Consequências da migrações internacionais. Xenofobia: atribuiu se ao longo dos anos a culpa por crises econômicas em países atrativos, ou seja, desenvolvidos, aos imigrantes existentes, pois se estabelecem como concorrentes diretos ao mercado de trabalho. Gerando assim uma onda de violência e perseguições em muitos países no mundo.

12 Migrações Internas no Brasil Século XX 1950 a Êxodo Rural; Migrações do NE para o SE, para o Norte e para o Centro Oeste.

13 Causas Baixo nível de vida do homem do campo; Baixos salários; Mecanização do Campo; Falta de assistência médica e escolas; Oferta de trabalho na cidade em virtude das indústrias;

14 Consequências O mercado não cresce junto com a mão-de-obra; Baixo grau de qualificação da mão-de-obra; Desemprego; Aumenta o índice de criminalidade nas cidades Favelas. Criação do Estatuto do Trabalhador Rural

15 Novas Tendências Migratórias no Brasil Transumância: migrações sazonais. Ex: contratos temporários em construtoras, contrato em épocas de safra. Migrações Pendulares (diários): deslocamento de uma cidade para outra, subúrbio para centros urbanos, bóias frias da cidade para o campo. Cidades Dormitórios - Communting

16 Migrações Internas no Brasil Anos 50 e 60: Nordestinos em massa para o Sudeste e em menor quantidade para o Norte com início da exploração do Ouro no Pará. Anos 60 e 70: Continuam de forma expressiva de nordestinos para o SE e cresce para o Norte em virtude da mineração e a expansão da pecuária e da cultura da soja no CO. Anos 70 e 80: Permanece a busca para o SE e cresce a migrações para o Norte em virtude da mineração e da expansão das fronteiras agrícolas em Roraima e Rondônia. Anos 90 e 2000: Crescem as migrações de retorno, e a busca por cidades de médio porte, devido ao processo de descentralização industrial.

17 Migrações Atuais no Brasil O Brasil vem sendo palco de atração para migrantes haitianos,localizados no estado do Acre na fronteira do Peru. O governo estabeleceu uma cota de 100 vistos diários para haitianos cuja permanência pode ser até 5 anos de maneira regular.

18 Migrações Atuais no Brasil Cresce o número de migrações de retorno para o Brasil. Com a crise vigente em 2008 e o crescimento da economia brasileira, o Brasil volta a ser um atrativo migratório. O grupo mais significativo é o caso dos dekasseguis (trabalhadores japoneses nascidos no Brasil).

19 Migrações Atuais no Mundo Pressão contra imigrantes nos EUA e em países europeus devido a Crise. Primavera Árabe gerou um aumento no fluxo de imigrantes líbios e tunisianos para Itália, gerando conflitos com a França, que impediu completamente a entrada de imigrantes provenientes da Itália.

Migrações - Mobilidade Espacial. Externas, internas, causas e consequências.

Migrações - Mobilidade Espacial. Externas, internas, causas e consequências. Migrações - Mobilidade Espacial Externas, internas, causas e consequências. Classificação Internas: dentro de um país. Externas: de um país para outro. De retorno: de volta ao país de origem Imigração:

Leia mais

CURCEP2015 O QUE VOCÊ LEMBRA DA GEOGRAFIA DO BRASIL? Profa. Cilé Ogg

CURCEP2015 O QUE VOCÊ LEMBRA DA GEOGRAFIA DO BRASIL? Profa. Cilé Ogg CURCEP2015 O QUE VOCÊ LEMBRA DA GEOGRAFIA DO BRASIL? Profa. Cilé Ogg 1. Marque a única assertiva que traz somente fatores climáticos, isto é, aqueles que contribuem para determinar as condições climáticas

Leia mais

REGIÃO NORTE DO BRASIL (quadro humano e econômico) (Módulo 69 Livro 04 página 101

REGIÃO NORTE DO BRASIL (quadro humano e econômico) (Módulo 69 Livro 04 página 101 REGIÃO NORTE DO BRASIL (quadro humano e econômico) (Módulo 69 Livro 04 página 101 Introdução Com 3.853.676,948 km² a região norte do Brasil é a mais extensa das regiões brasileiras, correspondendo a pouco

Leia mais

Introdução A mobilidade é uma característica de praticamente todos os seres vivos. Fundamentalmente, as migrações são movimentos horizontais

Introdução A mobilidade é uma característica de praticamente todos os seres vivos. Fundamentalmente, as migrações são movimentos horizontais Introdução A mobilidade é uma característica de praticamente todos os seres vivos. Fundamentalmente, as migrações são movimentos horizontais (deslocamentos), que tendem a um equilíbrio demográfico à superfície

Leia mais

DINÂMICA LOCAL INTERATIVA CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES GEOGRAFIA DESAFIO DO DIA. Aula 22.1 Conteúdo. Regiões Sul e Centro-Oeste

DINÂMICA LOCAL INTERATIVA CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES GEOGRAFIA DESAFIO DO DIA. Aula 22.1 Conteúdo. Regiões Sul e Centro-Oeste Aula 22.1 Conteúdo Regiões Sul e Centro-Oeste 2 Habilidades Compreender as características naturais, sociais e econômicas das regiões Sul e Centro-Oeste do Brasil. 3 Aula 21 - Região Sudeste Características

Leia mais

MIGRAÇÕES. Nesse contexto, observe as afirmativas abaixo:

MIGRAÇÕES. Nesse contexto, observe as afirmativas abaixo: 1. (Fatec 2016) O Brasil vem recebendo uma quantidade significativa de imigrantes haitianos à procura de trabalho e de melhores condições de vida. A entrada de haitianos cresceu bastante depois do terremoto

Leia mais

GRUPO I POPULAÇÃO E POVOAMENTO. Nome N. o Turma Avaliação. 1. Indica, para cada período histórico, o fluxo migratório que lhe corresponde.

GRUPO I POPULAÇÃO E POVOAMENTO. Nome N. o Turma Avaliação. 1. Indica, para cada período histórico, o fluxo migratório que lhe corresponde. Nome N. o Turma Avaliação GRUPO I 1. Indica, para cada período histórico, o fluxo migratório que lhe corresponde. Período a. Durante o século XIX e início do século XX. b. Após a Segunda Guerra Mundial.

Leia mais

INDUSTRIALIZAÇÃO URBANIZAÇÃO: AUMENTO DA POPULÇÃO DA CIDADE EM RELAÇÃO AO CAMPO.

INDUSTRIALIZAÇÃO URBANIZAÇÃO: AUMENTO DA POPULÇÃO DA CIDADE EM RELAÇÃO AO CAMPO. INDUSTRIALIZAÇÃO NO CAMPO: IMPUSIONA A MODERNIZAÇÃO AGRÍCOLA, CONCENTRANDO TERRAS E DIMNUINDO A OFERTA DE POSTOS DE TRABALHOS REPULSÃO MIGRAÇÃO CAMPO-CIDADE ÊXODO RURAL NA CIDADE: AUMENTA A OFERTA DE EMPREGOS

Leia mais

DIVISÃO REGIONAL DO BRASIL MÓDULO 04 PARTE I

DIVISÃO REGIONAL DO BRASIL MÓDULO 04 PARTE I DIVISÃO REGIONAL DO BRASIL MÓDULO 04 PARTE I CONCEITO DE REGIÃO REGIONALIZAR o espaço geográfico é dividi-lo em regiões, levando em conta as diferenças de paisagens e a organização socioeconômica das diversas

Leia mais

O surgimento da sociedade de massas. O crescimento populacional

O surgimento da sociedade de massas. O crescimento populacional O surgimento da sociedade de massas O crescimento populacional A partir de 1850, na Europa e nos Estados Unidos, houve um enorme crescimento populacional, crescimento das cidades e aparecimento das primeiras

Leia mais

Dados (2012) Fórmula Cálculo Chade Cálculo Austrália TCN TCN = TN TM TCN = = TCN = =

Dados (2012) Fórmula Cálculo Chade Cálculo Austrália TCN TCN = TN TM TCN = = TCN = = Fonte: UNFPA, 2013. POPULAÇÃO E POVOAMENTO Atividade 1 1. o Calcula, a partir do quadro a TN, TM e TCN, para cada um dos países. Dados (2012) Indicadores Chade Austrália N. o de habitantes 11 720 997 23

Leia mais

2º ano do Ensino Médio. Ciências Humanas e suas Tecnologias Geografia

2º ano do Ensino Médio. Ciências Humanas e suas Tecnologias Geografia 2º ano do Ensino Médio Ciências Humanas e suas Tecnologias Geografia Sedentarização Crescimento populacional Revolução Industrial Formação da cidade (melhoria sanitária) Pós Guerra (1945) (avanço médico)

Leia mais

Profª: Sabrine Viviane Welzel

Profª: Sabrine Viviane Welzel Geografia 9 ano Tigres Asiáticos 1- O Japão vem passando por uma crise econômica bastante séria. Em 1995 duas das maiores instituições de crédito do país faliram, ocorreram grandes escândalos na área política

Leia mais

Recursos minerais: exploração e impactos ambientais JUCA MARTINS/TYBA

Recursos minerais: exploração e impactos ambientais JUCA MARTINS/TYBA Recursos minerais: exploração e impactos ambientais JUCA MARTINS/TYBA As principais jazidas minerais no Brasil e as regiões produtoras Minério de ferro O Brasil apresenta grandes jazidas de minério de

Leia mais

Domínio: População e Povoamento

Domínio: População e Povoamento Domínio: População e Povoamento Resumo Tipos de migrações Causas das migrações Fluxos migratórios Consequências das migrações Europa: continente envelhecido Retrato de Portugal Deslocação de pessoas de

Leia mais

Geografia População (Parte 2)

Geografia População (Parte 2) 1. Estrutura Etária: Geografia População (Parte 2) A Transição Demográfica corresponde à mudança no perfil de idade dos habitantes, engloba proporções de crianças, jovens/adultos, idosos, homens e mulheres.

Leia mais

Ordem geopolítica e econômica

Ordem geopolítica e econômica Ordem geopolítica e econômica Ordem internacional: arranjo geopolítico e econômico que regula as relações entre as nações do mundo em determinado momento histórico. A ordem geopolítica Durante a Segunda

Leia mais

REGIONALIZAÇÕES MUNDIAIS

REGIONALIZAÇÕES MUNDIAIS REGIONALIZAÇÕES MUNDIAIS Vivian Q. Pretti -Geografia- REGIONALIZAR é dividir, e ao mesmo tempo agrupar, áreas do território que possuem características semelhantes. Para regionalizar é necessário estabelecer

Leia mais

Imperialismo. Evandro Albuquerque de Andrade

Imperialismo. Evandro Albuquerque de Andrade Imperialismo Evandro Albuquerque de Andrade Conceito Termo empregado para caracterizar a expansão ou tendência de ampliação política e econômica de uma nação. Os meios utilizados para a consecução desses

Leia mais

Titãs. A canção Disneylândia 2 46 aborda o tema da globalização do capitalismo na geografia das sociedades contemporâneas.

Titãs. A canção Disneylândia 2 46 aborda o tema da globalização do capitalismo na geografia das sociedades contemporâneas. Prova de Geografia DISNEYLÂNDIA 2 46 Filho de imigrantes russos casado na Argentina com uma pintora judia casou-se pela segunda vez com uma princesa africana no México. Música hindu contrabandeada por

Leia mais

ENSINO FUNDAMENTAL.

ENSINO FUNDAMENTAL. ENSINO FUNDAMENTAL www.ceejamax.com 1 ROTEIRO DA UNIDADE FINALIDADE Esta Unidade foi elaborada para você ter uma noção de como se processou a ocupação do território brasileiro e como isso influenciou na

Leia mais

2º ano do Ensino Médio. Ciências Humanas e suas Tecnologias Geografia

2º ano do Ensino Médio. Ciências Humanas e suas Tecnologias Geografia 2º ano do Ensino Médio Ciências Humanas e suas Tecnologias Geografia Migração no Mundo Obs 1 : conflitos armados, étnicos, intolerância, religiosos ou políticos, e a fome formam os principais fatores repulsivos;

Leia mais

MATO GROSSO DO SUL: GRATIDÃO AOS IMIGRANTES JAPONESES. Senhoras e senhores deputados,

MATO GROSSO DO SUL: GRATIDÃO AOS IMIGRANTES JAPONESES. Senhoras e senhores deputados, 1 Discurso proferido pelo Dep. Geraldo Resende (PMDB/MS) em Sessão no dia 18/06/2008. MATO GROSSO DO SUL: GRATIDÃO AOS IMIGRANTES JAPONESES Senhor presidente, Senhoras e senhores deputados, Neste dia 18

Leia mais

E as condições internas?

E as condições internas? A ECONOMIA CAFEEIRA: do escravismo colonial ao trabalho assalariado. Profa. Ms. Joseney Rodrigues de Queiroz Dantas Departamento de Economia/CAMEAM/UERN Condições Históricas (externas) para a Expansão

Leia mais

A SEGUNDA GUERRA MUNDIAL 1939-1945 COLÉGIO PEDRO II PROFESSOR: ERIC ASSIS

A SEGUNDA GUERRA MUNDIAL 1939-1945 COLÉGIO PEDRO II PROFESSOR: ERIC ASSIS A SEGUNDA GUERRA MUNDIAL 1939-1945 COLÉGIO PEDRO II PROFESSOR: ERIC ASSIS Organismo criada para impedir a ocorrência de novos conflitos na proporção da Primeira Guerra. Responsável por aplicar as cláusulas

Leia mais

Aumento do emprego contrasta com desindustrialização em SP e RJ

Aumento do emprego contrasta com desindustrialização em SP e RJ 3 set 2007 Nº 35 Aumento do emprego contrasta com desindustrialização em SP e RJ Por Antonio Marcos Ambrozio Economista da SAE Vagas na indústria de transformação foram deslocadas para outras regiões do

Leia mais

Primeira Guerra Mundial [Questões]

Primeira Guerra Mundial [Questões] Primeira Guerra Mundial [Questões] ::: Fonte Do Saber - Mania de Conhecimento ::: adsense1 PRIMEIRA GUERRA MUNDIAL - QUESTIONÁRIO ADSENSE2 1) Dê o significado das expressões abaixo: a- Pan Eslavismo União

Leia mais

Parte III: Abordagem Histórica da Economia Brasileira

Parte III: Abordagem Histórica da Economia Brasileira Parte III: Abordagem Histórica da Economia Brasileira Capítulo 12: O Brasil ao Longo do Século XX: alguns fatos estilizados Parte III Capítulo 12 Gremaud, Vasconcellos e Toneto Jr. 2 Brasil ao longo do

Leia mais

3a. prova Simulado 5 Dissertativo 27.09.06 GEOGRAFIA INSTRUÇÕES PARA REALIZAÇÃO DO SIMULADO

3a. prova Simulado 5 Dissertativo 27.09.06 GEOGRAFIA INSTRUÇÕES PARA REALIZAÇÃO DO SIMULADO Simulado 5 Padrão FUVEST Aluno: N o do Cursinho: Sala: GEOGRAFIA INSTRUÇÕES PARA REALIZAÇÃO DO SIMULADO 1. Aguarde a autorização do fiscal para abrir o caderno de questões e iniciar a prova. 2. Duração

Leia mais

Geografia População (Parte 1)

Geografia População (Parte 1) Geografia População (Parte 1) 1. População Mundial: Define-se população mundial como o número total de humanos vivos no planeta num dado momento. Em 31 de Outubro de 2011 a Organização das Nações Unidas

Leia mais

URBANIZAÇÃO LUCIANO TEIXEIRA

URBANIZAÇÃO LUCIANO TEIXEIRA URBANIZAÇÃO LUCIANO TEIXEIRA Urbanização Pouco mais de 50% da população do planeta é considerada urbana hoje, segundo a ONU. No Brasil, segundo o Censo 2010 do IBGE, a taxa é de 85%. A ideia do urbano

Leia mais

COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação

COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação 1ª PROVA PARCIAL DE GEOGRAFIA Aluno(a): Nº Ano: 8º Turma: Data: 26/03/2011 Nota: Professor: Edvaldo Valor da Prova: 50 pontos Assinatura do responsável: Orientações

Leia mais

Comunidades portuguesas no mundo

Comunidades portuguesas no mundo Comunidades portuguesas no mundo Jorge Carvalho Arroteia Memória A distribuição das comunidades portuguesas no mundo, realça a antiguidade do nosso fenómeno emigratório, bem como a sua dimensão e expressão

Leia mais

A MULHER NO MERCADO DE TRABALHO

A MULHER NO MERCADO DE TRABALHO A MULHER NO MERCADO DE TRABALHO A busca por oportunidades iguais de trabalho e renda entre homens e mulheres é o foco de discussão entre grupos feministas em todos os países. A discriminação no campo de

Leia mais

Geografia 8 ano Africa

Geografia 8 ano Africa Geografia 8 ano Africa 1 Existe alguma ligação entre os conflitos na África e a colocação dos países africanos quanto ao IDH (Índice de Desenvolvimento Humano)? 2 O grande problema africano é a herança

Leia mais

Urbanização Brasileira. Professora: Jordana Costa

Urbanização Brasileira. Professora: Jordana Costa Urbanização Brasileira Professora: Jordana Costa As cidades e a urbanização brasileira. Até os anos 1950 População predominantemente rural. Entre as décadas de 1950 e 1980, milhões de pessoas migraram

Leia mais

a promotores de uma nova sociedade

a promotores de uma nova sociedade A mobilidade humana contemporânea: : de vítimas a promotores de uma nova sociedade LEIS E POLÍTICAS MIGRATÓRIAS: O DESAFIO DOS DIREITOS HUMANOS Brasília, 16 de maio de 2007 1 Migrantes e Refugiados Migração:

Leia mais

Sugestão de Atividades História 9º ano Unidade 6

Sugestão de Atividades História 9º ano Unidade 6 1. (UFPR) Com o final da Segunda Guerra Mundial, em 1945, a antiga política de equilíbrio europeu deu lugar à constituição de dois blocos de interesses rivais, liderados pelos Estados Unidos e pela União

Leia mais

O que sabemos? O que nos interessa? O que fazemos? O que deveria ser feito? Migração Interna no Brasil. Eduardo L.G. Rios-Neto CEDEPLAR/UFMG

O que sabemos? O que nos interessa? O que fazemos? O que deveria ser feito? Migração Interna no Brasil. Eduardo L.G. Rios-Neto CEDEPLAR/UFMG O que sabemos? O que nos interessa? O que fazemos? O que deveria ser feito? Migração Interna no Brasil. Eduardo L.G. Rios-Neto CEDEPLAR/UFMG O que sabemos? Macro Espacial Migração Metropolitana Espacialização

Leia mais

O ciclo da mineração e a sociedade mineradora. Prof.ª. Maria Auxiliadora

O ciclo da mineração e a sociedade mineradora. Prof.ª. Maria Auxiliadora O ciclo da mineração e a sociedade mineradora Prof.ª. Maria Auxiliadora Fatores que impulsionaram a mineração 1. Meados do séc. XVII - crise na lavoura açucareira (devido a produção holandesa nas Antilhas)

Leia mais

CAPÍTULO 4 EUA: POTÊNCIA MUNDIAL PROF. LEONAM JUNIOR 9º ANO COLÉGIO ARI DE SÁ

CAPÍTULO 4 EUA: POTÊNCIA MUNDIAL PROF. LEONAM JUNIOR 9º ANO COLÉGIO ARI DE SÁ CAPÍTULO 4 EUA: POTÊNCIA MUNDIAL PROF. LEONAM JUNIOR 9º ANO COLÉGIO ARI DE SÁ ECONOMIA P. 57 Industrialização nos Grandes Lagos e porção nordeste: - Acúmulo de capital com a colonização de povoamento.

Leia mais

Unidade IV ECONOMIA E NEGÓCIOS. Prof. Maurício Felippe Manzalli

Unidade IV ECONOMIA E NEGÓCIOS. Prof. Maurício Felippe Manzalli Unidade IV ECONOMIA E NEGÓCIOS Prof. Maurício Felippe Manzalli Antecedentes da globalização Década de 1970 Período de crises e ajustes: Crise da inflação Ajustes monetários e produtivos Economia política

Leia mais

As migrações têm consequências demográficas, económicas e sociais, tanto nas:

As migrações têm consequências demográficas, económicas e sociais, tanto nas: A MOBILIDADE DA POPULAÇÃO As migrações fazem parte da história da humanidade e, atualmente, podemos classificá-las: Quanto ao espaço, em internas realizadas no espaço interno de um país, e externas ou

Leia mais

Relatório: A Coordenação de Políticas para Migrantes da Prefeitura de São Paulo 36

Relatório: A Coordenação de Políticas para Migrantes da Prefeitura de São Paulo 36 Relatório: A Coordenação de Políticas para Migrantes da Prefeitura de São Paulo 36 Angélica Ribeiro, Gleison Lima, Jéssica Rodrigues, Lennon Sarau, Stephanie Ribeiro, Vaneide Magalhães, Victor Pimentel

Leia mais

Bateria de Exercícios 1º ano Geografia- 3º trimestre-

Bateria de Exercícios 1º ano Geografia- 3º trimestre- Colégio: Nome: Nº Professor(a): Série: 1º ano Turma: Data: / /2013 Desconto Ortográfico: Nota: Sem limite para crescer LISTA DE GEOGRAFIA III Trimestre Bateria de Exercícios 1º ano Geografia- 3º trimestre-

Leia mais

NEOCOLONIALISMO OU PARTILHA AFROASIÁTICA

NEOCOLONIALISMO OU PARTILHA AFROASIÁTICA IMPERIALISMO CONTEXTO HISTÓRICO: Segunda metade do século XIX quando a expansão dos países europeus industrializados levam as partilhas dos continentes africano e asiático; NEOCOLONIALISMO OU PARTILHA

Leia mais

CADERNO DE EXERCÍCIOS 2F

CADERNO DE EXERCÍCIOS 2F CADERNO DE EXERCÍCIOS 2F Ensino Médio Ciências Humanas Questão Conteúdo Habilidade da Matriz da EJA/FB 1 Consumo e Consumismo H50, H63 2 Segunda Guerra Mundial H31, H46 3 Mobilidade Populacional: migrações

Leia mais

Crescimento demográfico. Crescimento da população Teorias populacionais Política demográfica

Crescimento demográfico. Crescimento da população Teorias populacionais Política demográfica Crescimento demográfico Crescimento da população Teorias populacionais Política demográfica Crescimento demográfico Crescimento demográfico Crescimento vegetativo (ou natural) acrescido de... Taxa de imigração

Leia mais

ORIGEM DA AGRICULTURA E DA PECUÁRIA

ORIGEM DA AGRICULTURA E DA PECUÁRIA ORIGEM DA AGRICULTURA E DA PECUÁRIA PRIMEIROS CAMPONESES Os primeiros camponeses foram caçadores e coletores, ou seja, eram somente extrativistas: retiravam os alimentos da natureza, sem qualquer controle

Leia mais

Localização do território Brasileiro

Localização do território Brasileiro Disciplina de Geografia Professora: Josiane Vill Apostila 1ª Ano Localização do território Brasileiro O Brasil e o 5º maior país do mundo, com uma área de 8.514.876 km 2. Os países que superam essa área

Leia mais

A BATATICULTURA NO NORDESTE PAULISTA: O SUCESSO DO ASSOCIATIVISMO E DO COOPERATIVISMO ENTRE PRODUTORES

A BATATICULTURA NO NORDESTE PAULISTA: O SUCESSO DO ASSOCIATIVISMO E DO COOPERATIVISMO ENTRE PRODUTORES A BATATICULTURA NO NORDESTE PAULISTA: O SUCESSO DO ASSOCIATIVISMO E DO COOPERATIVISMO ENTRE PRODUTORES Sebastião de Lima Junior Eng. Agr., PqC do Polo Regional Nordeste Paulista/APTA slimajr@apta.sp.gov.br

Leia mais

TESTE DE AVALIAÇÃO DE HISTÓRIA E GEOGRAFIA DE PORTUGAL

TESTE DE AVALIAÇÃO DE HISTÓRIA E GEOGRAFIA DE PORTUGAL Agrupamento de Escolas de Arraiolos Escola EB 2,3/S Cunha Rivara de Arraiolos Ano Lectivo 2009/2010 HISTÓRIA E GEOGRAFIA DE PORTUGAL 6º Ano Teste de Avaliação nº 6 TESTE DE AVALIAÇÃO DE HISTÓRIA E GEOGRAFIA

Leia mais

Paulo Tumasz Junior. Tipos de Migração

Paulo Tumasz Junior. Tipos de Migração Paulo Tumasz Junior Tipos de Migração APRESENTAÇÕES Slides - Migrações: Deslocamentos de pessoas no decorrer do tempo; - Mudança de endereço por diversos fatores e motivos; - As migrações podem ser forçadas

Leia mais

Geografia 2 Módulo 5 COMENTÁRIOS ATIVIDADES PARA SALA COMENTÁRIOS ATIVIDADES PROPOSTAS CRESCIMENTO DEMOGRÁFICO

Geografia 2 Módulo 5 COMENTÁRIOS ATIVIDADES PARA SALA COMENTÁRIOS ATIVIDADES PROPOSTAS CRESCIMENTO DEMOGRÁFICO Geografia 2 Módulo 5 CRESCIMENTO DEMOGRÁFICO 1. Analisando as Taxas de Mortalidade Infantil de países na Europa e em países Africanos, verifica-se que o número de mortalidade em áreas africanas é muito

Leia mais

no Estado do Rio de Janeiro

no Estado do Rio de Janeiro MICROEMPREENDEDORES FORMAIS E INFORMAIS NOTA CONJUNTURAL DEZEMBRO DE 2013 Nº27 no Estado do Rio de Janeiro NOTA CONJUNTURAL DEZEMBRO DE 2013 Nº27 PANORAMA GERAL De acordo com a Pesquisa Nacional por Amostra

Leia mais

Gabarito extraoficial comentado IBGE. Prof. Sérgio Henrique.

Gabarito extraoficial comentado IBGE. Prof. Sérgio Henrique. Olá querido concurseiro. Hoje, dia 17/04/2016 é um dia muito importante e especial. A democracia cumpre hoje um rito democrático e constitucional de votação de um impeacheamet e também o dia tão esperado

Leia mais

Recursos Minerais GEOGRAFIA DO BRASIL

Recursos Minerais GEOGRAFIA DO BRASIL GEOGRAFIA DO BRASIL Recursos Minerais FERRO - O Brasil possui a quinta maior reserva do mundo, possuindo um grande volume de minério. Com o alto teor de ferro contido nesses minérios, o Brasil está entre

Leia mais

Aula 11 História 4B OS IMPERIALISMOS I

Aula 11 História 4B OS IMPERIALISMOS I Aula 11 História 4B OS IMPERIALISMOS I Imperialismo Domínio imposto por uma nação poderosa sobre regiões ou países considerados mais fracos sob os aspectos político, militar e econômico. IMPERIALISMO EUROPEU

Leia mais

Doi: 10.4025/7cih.pphuem.1347 MIGRAÇÃO NA REGIÃO CENTRO SUL DO PARANÁ: UM ESTUDO DE CASO NO MUNICÍPIO DE TURVO/PR

Doi: 10.4025/7cih.pphuem.1347 MIGRAÇÃO NA REGIÃO CENTRO SUL DO PARANÁ: UM ESTUDO DE CASO NO MUNICÍPIO DE TURVO/PR Doi: 10.4025/7cih.pphuem.1347 MIGRAÇÃO NA REGIÃO CENTRO SUL DO PARANÁ: UM ESTUDO DE CASO NO MUNICÍPIO DE TURVO/PR Nayara Fernanda dos Santos 1 Cassiano Martins Neumann 2 Universidade Estadual do Centro

Leia mais

Colégio Santa Dorotéia

Colégio Santa Dorotéia Colégio Santa Dorotéia Área de Ciências Humanas Disciplina: Geografia Série: 8 a - Ensino Fundamental Professora: Joyce de Lima Atividades para Estudos Autônomos Data: 28 / 3 / 2016 Aluno(a): N o : Turma:

Leia mais

Faculdade Pitágoras de Uberlândia. Disciplina Economia. Inflação. Inflação. Inflação e Desemprego. Conceito de inflação

Faculdade Pitágoras de Uberlândia. Disciplina Economia. Inflação. Inflação. Inflação e Desemprego. Conceito de inflação e Desemprego Profa. MS Juliana Flávia Palazzo da Costa Conceito de inflação pode ser definida como o aumento contínuo, persistente e generalizado do nível de preços. Quando o problema se torna crônico

Leia mais

Tramita no Congresso Nacional a Proposta de Emenda

Tramita no Congresso Nacional a Proposta de Emenda Redução da jornada de trabalho - Mitos e verdades Apresentação Jornada menor não cria emprego Tramita no Congresso Nacional a Proposta de Emenda à Constituição 231/95 que reduz a jornada de trabalho de

Leia mais

Educação Brasileira: Desafios e Oportunidades

Educação Brasileira: Desafios e Oportunidades Educação Brasileira: Desafios e Oportunidades VI Congresso Brasileiro de Gestão Educacional GEduc 2008 São Paulo, 26 de março de 2008 Gustavo Ioschpe desembucha@uol.com.br Brasil perde o bonde da História

Leia mais

Objetivos. Ciências Sociais. Século XIX: Configuração sócio-histórica de América Latina (I) Prof. Paulo Barrera Agosto 2012

Objetivos. Ciências Sociais. Século XIX: Configuração sócio-histórica de América Latina (I) Prof. Paulo Barrera Agosto 2012 Ciências Sociais Prof. Paulo Barrera Agosto 2012 Século XIX: Configuração sócio-histórica de América Latina (I) Objetivos Estudar as origens de América Latina no contexto da consolidação da dominação européia

Leia mais

GEOGRAFIA - 3 o ANO MÓDULO 52 MERCOSUL: UMA TENTATIVA DE INTEGRAÇÃO

GEOGRAFIA - 3 o ANO MÓDULO 52 MERCOSUL: UMA TENTATIVA DE INTEGRAÇÃO GEOGRAFIA - 3 o ANO MÓDULO 52 MERCOSUL: UMA TENTATIVA DE INTEGRAÇÃO Como pode cair no enem O Mercosul foi criado em 1991, através do Tratado de Assunção, sendo formado pelo Brasil, Argentina, Uruguai e

Leia mais

habitavam as terras brasileiras na época da chegada dos portugueses.

habitavam as terras brasileiras na época da chegada dos portugueses. 1 Como se formou o povo brasileiro? 2 Que fatos contribuíram para a vinda de imigrantes europeus para o Brasil a partir da década de 1820? 3 Cite uma semelhança existente entre os diferentes povos indígenas

Leia mais

Ensino Fundamental II. Atividade especial. 6º ao 9º ano. ao 9º ano. Atividade especial Copa do Mundo na África. Atendimento ao professor 0800 770 7653

Ensino Fundamental II. Atividade especial. 6º ao 9º ano. ao 9º ano. Atividade especial Copa do Mundo na África. Atendimento ao professor 0800 770 7653 Atividade especial Atividade especial Copa domundo Mundo na África Copa do na África Ensino Fundamental II 6ºEnsino ao 9º ano Fundamental II 6º ao 9º ano Atividade especial Copa do Mundo na África Editora

Leia mais

A População e o Espaço Urbano

A População e o Espaço Urbano População e o Espaço Urbano adsense1 Na zona rural a paisagem é mais ou menos marcada pelos elementos do meio natural: a influência do solo, do clima, da declividade do relevo, a presença de água e vegetação.

Leia mais

Movimento bandeirante (séc XVII):

Movimento bandeirante (séc XVII): 1. O CICLO DO OURO Século XVIII. MG, MT, GO Movimento bandeirante (séc XVII): Bandos armados que percorriam o interior do país em busca de riquezas. Origem: São Vicente (São Paulo). Tipos de bandeiras

Leia mais

Características Naturais

Características Naturais África Características Naturais Características Naturais Duas grandes sub-regiões Duas grandes sub-regiões Período Colonial: XVI e XVII Neocolonialismo: XVIII e XX Conferência de Berlim 1885: divisão

Leia mais

. a d iza r to u a ia p ó C II

. a d iza r to u a ia p ó C II II Sugestões de avaliação Geografia 7 o ano Unidade 4 5 Unidade 4 Nome: Data: 1. Complete o quadro escrevendo o nome das áreas que compõem a região Norte, a Amazônia Legal e a Amazônia Internacional. Região

Leia mais

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos SHOPPING CENTER ABRIL DE 2016

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos SHOPPING CENTER ABRIL DE 2016 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos SHOPPING CENTER ABRIL DE 2016 1 PRODUTOS 2 O COMÉRCIO RESPONDE POR 13% DO PIB BRASILEIRO O COMÉRCIO VAREJISTA É RESPONSÁVEL POR 42% DO COMÉRCIO GERAL

Leia mais

Monitoramento da Cultura de Cana-de-Açúcar no Estado de São Paulo

Monitoramento da Cultura de Cana-de-Açúcar no Estado de São Paulo Versão Online Boletim No: 05 Março, 2015 Monitoramento da Cultura de Cana-de-Açúcar no Estado de São Paulo I. PANORAMA O ano de 2014 ficou marcado pelo regime de chuvas atípico que causou a atual crise

Leia mais

Conhecimentos Gerais

Conhecimentos Gerais Conhecimentos Gerais Principais Grupos de Imigrantes Professor Luciano Teixeira www.acasadoconcurseiro.com.br Conhecimentos Gerais PRINCIPAIS GRUPOS DE IMIGRANTES A marca da imigração no Brasil pode ser

Leia mais

GEOGRAFIA. São corretas as proposições:

GEOGRAFIA. São corretas as proposições: GEOGRAFIA Em relação à América Central insular, ou Antilhas, é incorreto afirmar: (A) Cuba é a única nação socialista ou de economia planificada do continente americano. (B) Nas Antilhas, há predominância

Leia mais

Geografia do Brasil Resumo por Rafael Ávila

Geografia do Brasil Resumo por Rafael Ávila Geografia do Brasil Resumo por Rafael Ávila Demografia População Brasileira O crescimento populacional atingiu, segundo dados da ONU, os 6 bilhões de habitantes em 1999. Destes, 1,5 bilhão vivem nos países

Leia mais

POPULAÇÃO. II. Nos países subdesenvolvidos, a estrutura etária se caracteriza, em geral, pelo reduzido numero de jovens.

POPULAÇÃO. II. Nos países subdesenvolvidos, a estrutura etária se caracteriza, em geral, pelo reduzido numero de jovens. LISTA: 2ª série Ensino Médio Professor(a): B - Negão Turma: A ( ) / B ( ) Aluno(a): Segmento temático: POPULAÇÃO DIA: MÊS: 2016 QUESTÃO 01 (UFPR-2012) O termo globalização tem sido usado para designar

Leia mais

Cesta básica volta a subir na maior parte das capitais

Cesta básica volta a subir na maior parte das capitais 1 São Paulo, 03 de novembro de 2011 Cesta básica volta a subir na maior parte das capitais NOTA À IMPRENSA Ao contrário do que ocorreu em setembro, quando 09 cidades registraram queda no preço dos gêneros

Leia mais

HETEROGENEIDADE REGIONAL

HETEROGENEIDADE REGIONAL HETEROGENEIDADE REGIONAL Miguel Matteo*1 Uma das faces da heterogeneidade estrutural é representada pela profunda desigualdade regional brasileira. A distribuição dos setores é profundamente desigual em

Leia mais

Projeto de Recuperação Final - 1ª Série (EM)

Projeto de Recuperação Final - 1ª Série (EM) Projeto de Recuperação Final - 1ª Série (EM) DISCIPLINA: GEOGRAFIA OBJETIVO Oferecer aos alunos a oportunidade de recuperar os conteúdos trabalhados durante o ano letivo. ESTRATÉGIAS Para obter sucesso

Leia mais

O mercado de trabalho na Região Metropolitana de Salvador: uma análise retrospectiva de 2009 e as perspectivas para 2010

O mercado de trabalho na Região Metropolitana de Salvador: uma análise retrospectiva de 2009 e as perspectivas para 2010 ENCONTROS DE ATUALIDADES ECONÔMICAS O mercado de trabalho na Região Metropolitana de Salvador: uma análise retrospectiva de 2009 e as perspectivas para 2010 Prof. Dr. Laumar Neves de Souza Diagrama do

Leia mais

Noções de Economia Concurso de Admissão à Carreira de Diplomata

Noções de Economia Concurso de Admissão à Carreira de Diplomata Noções de Economia Concurso de Admissão à Carreira de Diplomata Prof. Francisco Mariotti CONTEÚDO PROGRAMÁTICO 1 Microeconomia. 1.1 Demanda do Consumidor.1.1.1 Preferências. 1.1.2 Equilíbrio do consumidor.

Leia mais

AS PERSPECTIVAS DA CADEIA DO LEITE NA REGIÃO NOROESTE DO RIO GRANDE DO SUL 1

AS PERSPECTIVAS DA CADEIA DO LEITE NA REGIÃO NOROESTE DO RIO GRANDE DO SUL 1 AS PERSPECTIVAS DA CADEIA DO LEITE NA REGIÃO NOROESTE DO RIO GRANDE DO SUL 1 Guilherme Gadonski De Lima 2, Dilson Trennepohl 3, Emerson Juliano Lucca 4. 1 Projeto de pesquisa realizado no curso de Graduação

Leia mais

Dinâmica Demográfica: Região Metropolitana de Salvador

Dinâmica Demográfica: Região Metropolitana de Salvador Dinâmica Demográfica: Região Metropolitana de Salvador Cláudia Monteiro Fernandes Por ocasião do Censo de 2000 a Região Metropolitana de Salvador era composta pelos municípios de Camaçari, Candeias, Dias

Leia mais

Indústria e Industrialização. Prof. Melk Souza

Indústria e Industrialização. Prof. Melk Souza Indústria e Industrialização Prof. Melk Souza A Evolução da Indústria Indústria é a atividade por meio da qual os seres humanos transformam matéria-prima em produtos semi acabado (matéria-prima para outros

Leia mais

Sugestões de avaliação. Geografia 4 o ano Unidade 7

Sugestões de avaliação. Geografia 4 o ano Unidade 7 Sugestões de avaliação Geografia 4 o ano Unidade 7 Nome: Unidade 7 Data: 1. Por que a vegetação brasileira é tão diversificada? 2. Desembaralhe as letras e encontre o nome das principais formações vegetais

Leia mais

HABILIDADES. Compreender a formação da população brasileira. Perceber as influências presentes na cultura brasileira.

HABILIDADES. Compreender a formação da população brasileira. Perceber as influências presentes na cultura brasileira. l COLÉGIO LA SALLE BRASILIA Associação Brasileira de Educadores Lassalistas ABEL SGAS Q. 906 Conj. E C.P. 320 Fone: (061) 3443-7878 CEP: 70390-060 - BRASÍLIA - DISTRITO FEDERAL Disciplina: Geografia Período:

Leia mais

Os preços do tomate no IPT (Índice de Preços Toledo) e a sua relação com a inflação

Os preços do tomate no IPT (Índice de Preços Toledo) e a sua relação com a inflação Os preços do tomate no IPT (Índice de Preços Toledo) e a sua relação com a inflação João Cezario Giglio MARQUES 1 Palavras-chave: preço do tomate; inflação, sazonalidade, clima, agronegócio 1 INTRODUÇÃO

Leia mais

Banco Central: Objetivos das Políticas Monetária, Creditícia e Cambial e Impacto Fiscal de suas Operações

Banco Central: Objetivos das Políticas Monetária, Creditícia e Cambial e Impacto Fiscal de suas Operações Banco Central: Objetivos das Políticas Monetária, Creditícia e Cambial e Impacto Fiscal de suas Operações Henrique de Campos Meirelles Setembro de 20 1 Prestação de Contas - LRF Objetivos das Políticas

Leia mais

Apesar de a maior parte da população africana ser constituída por diferentes povos negros, ocorre ainda, uma expressiva quantidade de brancos. A A Áfr

Apesar de a maior parte da população africana ser constituída por diferentes povos negros, ocorre ainda, uma expressiva quantidade de brancos. A A Áfr Apesar de a maior parte da população africana ser constituída por diferentes povos negros, ocorre ainda, uma expressiva quantidade de brancos. A A África Branca situa-se na porção setentrional do continente,

Leia mais

9. o ANO FUNDAMENTAL PROF. ª ANDREZA XAVIER PROF. WALACE VINENTE

9. o ANO FUNDAMENTAL PROF. ª ANDREZA XAVIER PROF. WALACE VINENTE 9. o ANO FUNDAMENTAL PROF. ª ANDREZA XAVIER PROF. WALACE VINENTE CONTEÚDOS E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA Unidade IV Natureza-sociedade: questões ambientais. 2 CONTEÚDOS E HABILIDADES

Leia mais

QUESTÕES OBJETIVAS. Pág. 1

QUESTÕES OBJETIVAS. Pág. 1 QUESTÕES OBJETIVAS 1) Leia o gráfico. Fonte: LECIONI, Sandra. Regiões metropolitanas do Brasil in LEMOS, Amália Inês Geraiges de et al. (orgs). América Latina: cidade, campo e turismo. Buenos Aires: Consejo

Leia mais

Taxa de Ocupação (em %)

Taxa de Ocupação (em %) Ocupação de agosto dos hotéis cariocas atinge 66,12% Viagens de negócios e numero de turistas brasileiros tiveram aumento Os hotéis cariocas registraram 66,12% de ocupação no mês de agosto, ficando 1,06

Leia mais

Copyright 2015 Observatório das Migrações Internacionais. Universidade de Brasília- UnB- Campus Darcy Ribeiro Campus Universitário Darcy

Copyright 2015 Observatório das Migrações Internacionais. Universidade de Brasília- UnB- Campus Darcy Ribeiro Campus Universitário Darcy MTE - Ministério do Trabalho e Emprego Ministro Manoel Dias Chefia de Gabinete André Roberto Menegotto CGIg - Coordenação Geral de Imigração Coordenador Geral Aldo Cândido Costa Filho Coordenador Substituto

Leia mais

Conteúdos Estruturantes & Expectativas de Aprendizagem

Conteúdos Estruturantes & Expectativas de Aprendizagem Conteúdos Estruturantes & Expectativas de Aprendizagem Área: Geografia Série: 6º ano do Ensino Fundamental. PRIMEIRO TRIMESTRE CONTEUDOS ESTRUTURANTES EXPECTATIVA DE APRENDIZAGEM 1- PAISAGEM, ESPAÇO E

Leia mais

Onde Estão as Micro e Pequenas Empresas no Brasil. Observatório das MPEs SEBRAE-SP 24/11/2006

Onde Estão as Micro e Pequenas Empresas no Brasil. Observatório das MPEs SEBRAE-SP 24/11/2006 Onde Estão as Micro e Pequenas Empresas no Brasil Observatório das MPEs SEBRAE-SP 24/11/2006 1 As Micro e Pequenas Empresas (MPEs) na economia 98% das empresas do país 67% das pessoas ocupadas (*) 56%

Leia mais

Contrastes no Desenvolvimento

Contrastes no Desenvolvimento Contrastes no Desenvolvimento Professor António Ervideira 9º Ano Sumário Crescimento e Desenvolvimento Indicadores de desenvolvimento IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) Regiões de desenvolvimento homogéneo

Leia mais

Resumo de Sociologia 2º ano

Resumo de Sociologia 2º ano Resumo elaborado pelos professores do Colégio Odete São Paio: Milra e Jorge. Resumo de Sociologia 2º ano Bens e serviços Bens são todas as coisas materiais colhidas na natureza ou produzidas para satisfazer

Leia mais

TEXTO DE GEOGRAFIA - 8º ANO

TEXTO DE GEOGRAFIA - 8º ANO TEXTO DE GEOGRAFIA - 8º ANO CARACTERÍSTICAS DA POPULAÇÃO MUNDIAL A análise da dinâmica populacional é de fundamental importância para entendermos as transformações no espaço geográfico promovidas pelas

Leia mais